Page 1

CIDADE agosto-novembro 2016

ESTELA RENNER Diretora de documentĂĄrios premiados, ela discute tabus sem perder a delicadeza jamais

+ CIDADE

Um mergulho na mente criativa de Cris Barros, uma turma que leva cozinha a sĂŠrio e looks serenos para uma primavera sem pressa

43


SKY-DWELLER Relรณgio inovador para os viajantes do mundo, mescla a engenhosidade da relojoaria com a simplicidade do uso. Nรฃo marca apenas o tempo. Marca a Histรณria.

CIDADE JARDIM: (11) 3758-4960

OYSTER PERPETUAL SKY-DWELLER


c i d a d e

j a r d i m

—

p i s o

t ĂŠ r r e o

r a l p h l a u r e n . c o m / c o l l e c t i o n

T:350 mm

s h o p p i n g

p a u l o

B:360 mm

S:330 mm

s ĂŁ o


EDITORIAL

SEMPRE EM FRENTE O Brasil e o mundo andam em ritmo de tensão permanente neste 2016, que tem se revelado espinhoso e surpreendente. Crise política, terrorismo em pauta... Nada mais natural, portanto, do que se manter conectado com os assuntos e causas urgentes, com uma pausa antiestresse aqui e ali. Por isso, nesta edição, nossa personagem e assunto de capa é a diretora e roteirista Estela Renner – perfilada pelos jornalistas Ana Peres e Alberto Villas. Engajada em causas sociais, Estela viveu sete anos nos EUA – onde fez mestrado em cinema e dirigiu sitcoms – e na volta ao Brasil decidiu investigar temas palpitantes em seu trabalho. Encabeçou dois documentários polêmicos: Muito além do peso – sobre a verdadeira epidemia que é a obesidade infantil – e O começo da vida – falando da importância das relações sociais nos primeiros anos de cada pessoa. Temas de reflexão e discussão muito oportunas. Igualmente atual e urgente são as questões econômicas e financeiras, esse nó onipresente em nosso cotidiano. Por isso fomos conversar com Denise Damiani, empreendedora e expert em finanças, negócios e tecnologia. Ela desenvolveu um programa de “inteligência financeira” especialmente para mulheres que, além de gerenciar as próprias carreiras, muitas vezes também têm o expediente duplo de administrar a família. Fatos da vida pós-moderna.

Enquanto isso, no departamento despressurizador, mergulhamos na moda da temporada com dois editorais. Apresentamos uma prévia do verão 2017 – com a suavidade de beges e brancos – fotografada à beira-mar por Gil Inoue, com styling de Ana Wainer, em sua estreia como colaboradora da revista Cidade. E também o olhar da fotógrafa Karine Basílio sobre o estilo urbano maximalista, com sobreposições, muitos acessórios e coturnos nos pés – no styling de Adelmo Firmino. Com o verão acenando na próxima esquina, as marcas internacionais do Cidade Jardim em breve estarão apresentando as novidades para a estação em suas vitrines. Sem contar as últimas notícias da recente semana da alta-costura em Paris que, entre outras, dão conta do nome que substitui o belga Raf Simons na direção criativa da maison Dior. Trata-se da italiana Maria Grazia Chiuri, que fazia dupla com Pierpaolo Piccioli na casa Valentino. Afinal, para os aficionados no estilo, essa dança das cadeiras nos altos postos da moda é tão excitante quanto o jogo do poder na política – que, aliás, deve render momentos de suspense no embate Donald Trump X Hillary Clinton nas eleições americanas, em novembro. Ao que tudo indica, 2016 ainda não esgotou seu carregamento de emoções. FABIANA PASTORE

CONHEÇA NOSSO SITE!

As matérias sinalizadas com este ícone trazem conteúdo extra na versão para iPad

FACEBOOK

TWITTER

YOUTUBE

Faça o download desta edição de Cidade no seu iPad

IPHONE

INSTAGRAM PINTEREST

EDITOR-PRESIDENTE PAULO LIMA DIRETOR SUPERINTENDENTE CARLOS SARLI DIRETOR EDITORIAL FERNANDO LUNA DIRETOR FINANCEIRO AGENOR S. SANTOS DIRETORA COMERCIAL ISABEL BORBA DIRETORA DE EVENTOS E PROJETOS ESPECIAIS PROPRIETÁRIOS ANA PAULA WEHBA DIRETORA DE CRIAÇÃO CIÇA PINHEIRO DIRETORA DE NÚCLEO RENATA LEÃO CONSELHO EDITORIAL ANA AURIEMO MAGALHÃES, CARLOS SARLI, CLAUDIO BESSA, FABIANA MANZOLI PASTORE, FILIPE ASSIS, ISABELA AMADO, JOSÉ AURIEMO NETO E MARINA AURIEMO AL MAKUL DIRETORA DE REDAÇÃO RAQUEL FORTUNA DIRETORA DE ARTE MARINA GARCIA EDITOR ALEXANDRE MAKHLOUF PRODUTORA EXECUTIVA DEBORAH DI CIANNI DIRETORA DE MODA PATRIZIA RAMALHO COORDENADORA DE MODA STEPHANIE STUPELLO PRODUÇÃO GRÁFICA WALMIR SCANDIUCI GRACIANO PRODUTOR GRÁFICO CLEBER TRIDA TRATAMENTO DE IMAGENS ROBERTO LONGATTO E ROBERTO OLIVEIRA PESQUISA DE IMAGENS ALDRIN FERRAZ (COORDENAÇÃO), DANIEL ANDRADE (BIBLIOTECÁRIO), LETICIA GOMES (ESTAGIÁRIA) COORDENADORA DE REVISÃO ECILA CIANNI REVISORAS DANIELA UEMURA, JANAÍNA MELLO E LUIZA THEBAS COORDENADORA DE ASSINATURAS ANDREA FERNANDES ANALISTA DE TRADE RENATA VILAR GERENTE DE LOGÍSTICA E CIRCULAÇÃO BANCAS/VAREJO ADRIANO BIRELLO ANALISTA DE CIRCULAÇÃO VANESSA MARCHETTI COLABORARAM NESTA EDIÇÃO ARTE MARIA EUGÊNIA GATTAZ TEXTO ALBERTO VILLAS, ANA MARIA PEREZ, ANITA POMPEU, FLAVIA GALEMBECK, GIULIANA MESQUITA E JULIA FURRER FOTOGRAFIA ALEX BATISTA, BRUNO GERALDI, CHRIS VON AMELN, DANIEL ARATANGY, DARYAN DORNELLES, DECO CURY, ESTUDIO RAFAEL SARTORI, GIL INOUE, JOÃO AVILA, KARINE BASILIO, NALATA (BRUNO MIRANDA E RENATO STOCKLER) STYLING ADELMO FIRMINO, ANA WAINER E MARCIO VICENTINI ILUSTRAÇÃO CATARINA BESSELL E FILIPE JARDIM PRODUÇÃO DE MODA DANIELA MÔNACO, MARIANA ROTTA, MATEUS ANDRADE E VICTOR MIRANDA PRODUÇÃO CAROLINA ALCORAGI BELEZA ADRIANA MANTOVANI, DIEGO AMÉRICO, GUILHERME CASAGRANDE, JÔ CASTRO, KRISNA CARVALHO E RITA FISCHER TRATAMENTO DE IMAGEM WM FUSION E ALT RETOUCH DEPARTAMENTO COMERCIAL/PUBLICIDADE | GERENTES DE CONTAS CAROLINA WEHBA carolina.wehba@trip.com.br, FLAVIA MARANGONI flavia.marangoni@trip.com.br e ROBERTA RODRIGUES ro@trip.com.br TRÁFEGO COMERCIAL DANIELLA ZARAMELLA ASSISTENTE DE OPEC CRISTIANE MORAES PARA ANUNCIAR publicidade@trip.com.br (11) 3898-8227 REPRESENTANTES AL/SE - PEDRO AMARANTE pedroamarante@gabinetedemidia.com. br (79) 9978-8962 / MARIO ALVES comercial@gabinetedemidia.com.br (79) 9956-9495 | BA - AURA BAHIA - CAIO SILVEIRA caiosilveira@aurabahia.com.br / CESAR SILVEIRA csilveira@aurabahia.com.br (71) 9965-8141/9965-8133 | CE - CANAL C - ANANIAS GOMES ananiasgomes@canalc.com.br (85) 9987-1780 | DF - A2 REPRESENTAÇÃO - ALAOR MACHADO alaormachado@a2representacao.com.br (61) 8102-8855 | ES - VERSÁTIL REPRESENTAÇÕES - DÍDIMO EFFGEN didimo.effgen@uol.com.br / CASSIA EFFGEN versatil.es@uol.com.br (27) 99947-4493 | GO - VERSUS REPRESENTAÇÃO - ANTONIO CORDEIRO (TONTON) tonton.front@terra.com.br (61) 9655-1684 | MG - BOX PRIVATE MEDIA - RODRIGO FREITAS rodrigobox@me.com / FABÍOLA VARGAS fabiolabox@me.com (31) 9421-6777 / (31) 8835-0343 | PE - WSA REPRESENTAÇÕES - WLADMIR ANDRADE wladmir.wsa@gmail.com / wladmir.recife@omegamidia.com.br (81) 9224-5457 / (81) 8852-2262 | PR - CONSULTORIA RESULTADO - RAPHAEL MULLER raphaelmuller@consultoriaresultado.com.br | RJ - X2 REPRESENTAÇÃO - ALEXANDRA LIBERO alexandralibero@xaoquadrado.com.br / ZEIRY DIAS zeirydiasxaoquadrado@gmail.com (21) 98762-8254 / FERNANDA SOUSA (21) 99914-0450 / (21) 3177-1430 / 3177-1510 | RS/SC - AD O2 - ADO HENRICHS ado@trip.com.br / DANIEL MAINIERI danielm@trip.com.br (51) 9191-8744 / (51) 91918741 | SP - PRIME MEDIA REPRESENTAÇÕES - ANTONIO CARLOS BONFÁ JUNIOR (TOTÓ) antonio.bonfa@subvert.art.br (11) 98125-0550 | LUCIANA VICENZOTTO luvicenzotto@gmail.com (11) 97205-8717 | SP INTERIOR/LITORAL - LD2 COMUNICAÇÃO - DANIEL PALADINO dpaladino@ld2comunicacao.com.br / LUCIANA VERDE SELVA luverdeselva@ld2comunicacao.com.br (11) 98384-0008 / 7810-7115 | SP PERMUTAS - GDR MARKETING - DENIS OLIVEIRA gdrmarketing@ hotmail.com / contato@gdrmarketing.com.br (11) 97030.8383 / (11) 4324-5584 | USA - MULTIMEDIA - VIVIANE BISPO FL 32819-8398 USA / +1-407-903-5000 / info@multimediausa.com PROJETOS ESPECIAIS COORDENAÇÃO REGINA TRAMA ANALISTA DE PROJETOS ESPECIAIS MARIANA BEULKE EDITORA DE ARTE DENISE AIRES GERENTE DE NEGÓCIOS IZABELLA ZUANAZZI izabella@trip.com.br A REVISTA CIDADE É UMA PUBLICAÇÃO TRIMESTRAL DA TRIP EDITORA E PROPAGANDA S.A. ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: RUA CÔNEGO EUGÊNIO LEITE, 767 – CEP 05414-012, SÃO PAULO/SP. www.tripeditora.com.br

PARA ANUNCIAR publicidade@trip.com.br (11) 3898-8227

amber valletta watch the film at Jimmychoo.com SÃO PAULO | SHOPPING CIDADE JARDIM | +55 11 3552 2052


20

SUMÁRIO

A HORA DA ESTELA

COLABORADORES

20

Os caminhos que levaram Estela Renner a ser a diretora de documentários premiados como O começo da vida JARDIM

30

Um passeio pelo ateliê da estilista Cris Barros; a rotina de beleza descomplicada da carioca Gisela Pecego;; e o beabá da inteligência financeira para mulheress FEITO EM CASA

72

64 4

Histórias bem temperadas das ar e de quem gosta de cozinhar sa receber os amigos em casa

Louca por jornalismo e apaixonada por comida,

ANITA POMPEU juntou tudo e misturou nesta edição ao assinar nosso ensaio sobre pessoas que curtem cozinhar em casa na companhia de amigos e um bom papo.

72

MARÉ MANSA

Cores neutras e looks erar já tranquilos para desacelerar SEM LIMITES

84

Expert em fotos de gastronomia, BRUNO

Um mix de rendas, bordados dados e sobreposições. Tudo aoo mesmo tempo, agora. TRENDS

GERALDI garante que não sente fome

durante seus trabalhos – nem quando fotografou as carnes da seção Gourmet.

94

As cores da França e a irreverência do animal print TRENDS MASCULINO

98

MINITRENDS

100

A dupla preto e amareloo as invade as peças esportivas nesta estação Colagens e desenhos coloridos são a marca

Tudo vermelho no closet dos pequenos

102

O melhor da moda, da arte e do universo infantil nos nossos es da corredores e as novidades alameda de serviços ACONTECEU

106

Os eventos que movimentaram o Cidade Jardim ÚLTIMAS PALAVRAS

Acostumada a circular pelos melhores eventos

110

por Vera Egito, cineasta

94

sensibilidade” e da coluna do dr. Filippo Pedrinola.

da cidade, PATSY SCARPA agora faz a curadoria da seção Aconteceu, que traz as

110

fotos do que rolou de mais bacana no CJ.

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

POR DENTRO

registrada de CATARINA BESSELL, responsável pelas ilustrações da matéria “Razão &


CAPA

A HOR A DA

20

TE LA

Diretora de documentários inspiradores, Estela Renner escolheu a infância para nortear seus filmes. Através do debate, nunca da imposição, ela volta os holofotes para problemas sérios com a dose de delicadeza necessária para promover revoluções POR ALBERTO VILLAS E ANA PERES FOTOS DANIEL ARATANGY


S

erá que quando a avó Cilú pegava aquela câmera Bolex e começava a filmar os netos, inventando histórias com eles, imaginava que um deles – a pequena Estela – seria uma diretora de cinema quando crescesse? Seguramente não. A avó queria só diversão, mas, no fundo, plantava arte. Estela Renner, hoje aos 42 anos, conta que na época nem passava em sua cabeça fazer cinema. Gostava de participar daquelas brincadeiras porque a avó tinha muitas histórias para contar. Era uma atrás da outra e, quando os casos se esgotavam, partiam para a ficção. O primeiro cenário em que a avó gravava os netos não era um cenário propriamente dito, mas um grande terreno em Taboão da Serra, comprado por ela e o marido e transformado em uma espécie de condomínio familiar batizado de Paiol. Os parentes foram chegando e construindo suas casas. Os primos foram criados todos juntos naquele terrenão. Não é à toa que Cilú, hoje com 97 anos, sempre teve tantos casos para contar. Estela acredita que foram esses primeiros anos que a transformaram em quem ela é. “Tive muita sorte de crescer em uma família tão animada e criativa”, diz. Os pais, dentistas bem de vida, preocupavam-se em dar a ela uma educação pé no chão. “Comecei a andar de ônibus sozinha muito cedo e já passei férias na casa de uma das moças que trabalhavam em casa, em Minas, enquanto minhas amigas estavam na Disney”, conta. “Eu jogava bola na rua, aprendia a fazer biscoitos, era maravilhoso.” A experiência

22

como bandeirante foi outra que acrescentou muito à sua formação. “Acampei durante anos. Era ótimo sentir o fogo, o cheiro do mato... Quando a gente está vivendo, não percebe, mas agora é muito claro como essas experiências contribuíram para que eu me tornasse quem sou”, pondera. Estela estudou no Santa Cruz, escola da elite paulistana, e tem muitas lembranças boas de lá. Ela se entusiasma quando fala, meio que se descobrindo, sobre a origem de seu lado engajado: “Começou no colegial quando eu e minhas amigas resolvemos fazer viagens de mochila pelo Brasil. A ideia era passar dois meses e ir até onde o dinheiro desse”. Foram até Salvador, passaram por quase todo o Nordeste e emendaram em outras jornadas pela região amazônica até chegarem ao Afuá, município do Pará. De tão longe, parecia o fim do mundo. “Durante essas viagens, dormi na casa de gente que não tinha eletricidade, banheiro, água encanada”, lembra. Foi assim que caiu na real sobre a condição desigual do brasileiro. ENSAIO A estrada foi longa até se tornar a diretora de documentários que correm o mundo. Se formou em comunicação social, tentou artes cênicas, desenho industrial, nutrição e ainda trabalhou como atriz e modelo. Ouvindo-a falar, a gente vai montando o quebra-cabeça: ela queria ser tudo e, ao mesmo tempo, nunca esteve totalmente feliz. Da profissão de modelo, que sempre encarou como um bico, foi se cansando. “Achava tudo chato: as poses, os testes, a necessidade de ser sempre magra... Só segurava a onda porque o dinheiro era bom”, confessa. Sempre inquieta, resolveu conversar com seu agente, Décio Ribeiro, da Ford Models. Explicou que queria parar, mas que se ele quisesse mandá-la para o Japão, topava. Tinha o sonho de fazer um mestrado fora e precisava ganhar uma grana. A proposta virou realidade. Uma dura realidade de acordar às 6 horas da manhã, pegar dois, três metrôs, e ainda levar bronca

“O QUE A DIFERENCIA SÃO OS TEMAS QUE ESCOLHE TRATAR. O ENFOQUE DADO À CRIANÇA, A IMPORTÂNCIA DAS BRINCADEIRAS, A RELAÇÃO COM O CONSUMO E A ALIMENTAÇÃO E A NECESSIDADE DO OLHO DOS PAIS E DO AMOR. SOU FÔ

1

3

4

2

5

6

7

FERNANDO MEIRELLES, CINEASTA

8

1. COM A AVÓ CILÚ E A SOBRINHA DINORAH 2. TRABALHANDO NA CHINA PARA O ÚLTIMO DOCUMENTÁRIO 3. OS FILHOS, LUCAS, MARCOS E SIENNA 4. FOTOGRAFANDO NO JAPÃO 5. MONTANDO O ROTEIRO DE O COMEÇO DA VIDA 6. BASTIDORES DAS FILMAGENS NA ÍNDIA 7. GISELE BÜNDCHEN DANDO ENTREVISTA PARA ESTELA 8. GRAVANDO EM UMA PRAIA CARIOCA 9. E NO PANTANAL TAMBÉM

9

FOTOS ARQUIVO PESSOAL

CAPA

23


CAPA

INTERESTELAR, CANOA

FOTO ARQUIVO PESSOAL

Estela Renner, por Tadeu Jungle

24

A Estela me traz a certeza de que vale

tora, especialmente no cinema, um

Agora levo na escola três vezes por

a pena viver. É como um farol, um

mercado tão masculino. A mulher

semana, janto todos os dias, estamos

guia de postura no mundo. Com ela

precisa de muita força para vingar.

colados. Ela é uma mãe excepcional.

aprendo a lidar com as dificuldades

Apesar de ser muito doce, Estela

Se eu fosse mãe, gostaria de ser como

de um jeito novo, porque ela tem essa

sempre teve essa fibra.

ela – e olha que três filhos não são

grandeza de abraçar o mundo, de

Estamos juntos há quatro anos.

dois nem um. É tudo muito intenso,

ter mais paciência com as pessoas...

Ela é linda, cheia de humor, gosta de

três personalidades diferentes que

Quando nos conhecemos, Estela

cultura, cinema, temos muito em co-

se transformam mês a mês.

pareceu uma pessoa obstinada, com

mum. Ela não tem complicação, não

Profissionalmente, hoje a Estela

muita vontade de realizar. Estávamos

tem tempo ruim. Tende a abraçar a

é senhora de si. Sabe o que está fa-

filmando o curta Sereia, pela Acade-

diversidade de experiências, fazer dis-

zendo, é perfeccionista e vai no limite

mia de Filmes. Eu era o diretor e ela,

so uma lição e partir para a próxima,

de tudo. Usa todos os cartões de me-

a atriz – e não estava flertando com

sempre em busca de transformação.

mória que pode, tem essa coisa de

o trabalho, já tinha um compromisso

No final do ano passado, pas-

perfeição. Como ela aprende rápido,

claro. Naquela época, há quase 20

samos a morar todos sob o mesmo

desde o início sua evolução é clara:

anos, eu era casado. Não houve nada

teto. Mas acho que já éramos uma

hoje tornou-se uma grande cineasta e

entre nós. Anos depois, ela começou

família quando nos casamos. Sem-

documentarista com talento singular

a trabalhar como diretora em filmes

pre me dei muito bem com os filhos

para a escrita. Acho que tenho mais a

publicitários e é muito difícil ser dire-

dela, estávamos todos os dias juntos.

aprender com ela do que ela comigo.

caso estivesse 5 minutos atrasada. O mundinho fashion não tinha mesmo nada a ver com ela, mas o esforço valeu a pena. Em dois anos, juntou US$ 120 mil, verdadeira fortuna para uma menina de 20 anos. A volta ao Brasil foi marcada por uma nova empreitada. Estela resolveu que queria ser atriz e logo foi convidada para atuar em um longa dirigido por Tadeu Jungle. Nem imaginava que, anos depois, se casaria com ele. Na ocasião, teve muita dificuldade. “Apesar de extrovertida, não nasci para interpretar. Mas foi muito importante ter feito esse trabalho, porque olhei para o Tadeu e pensei: é no lugar dele que quero estar.” A temporada por aqui não durou muito. Logo embarcou para os Estados Unidos – na época, era casada com um executivo do Morgan Stanley, que foi transferido para lá – e investiu o dinheiro que juntou durante os tempos de modelo para estudar cinema. Passou pela New York University, pela New School e, mais tarde, foi aceita no mestrado da University of Miami, onde encontrou o desafio de dirigir um filme por semestre. Seus curtas já eram marcados pelo engajamento e pela temática infantil que permeariam seus futuros trabalhos: falou sobre ser criança, a mãe judia e racismo. E se encontrou. AÇÃO! Aí a vida foi pegando forma. Era o início dos anos 2000 e Estela já era mãe de dois, Marcos e Lucas, que nasceram em terras americanas. Voltou para o Brasil em 2004 e criou a produtora Maria Farinha, que logo começou a dar frutos. O primeiro foi Criança, a alma do negócio, sua estreia no mundo dos documentários, que filmou quando já estava grávida de Sienna, a terceira filha. Quando viu o resultado, decidiu que queria dedicar seu tempo e talento a isso. “Teve um impacto enorme porque não falava apenas de como as crianças são influenciadas pela propaganda. Ia além: mostrava o rosto delas, a vida como ela é”, explica. O projeto fez tanto barulho que foi até tema de redação do

25


“ELA É DE VERDADE, NÃO TEM POSE. APESAR DE TRABALHAR PARA CARAMBA, A MANEIRA COMO EDUCA E SE DEDICA AOS TRÊS FILHOS É UM TRAÇO QUE CHAMA A ATENÇÃO” BRÁULIO MANTOVANI, ROTEIRISTA

26

Enem em 2014. De fato ele faz pensar. “Muitos jovens roubam para comprar o tênis de marca”, afirma. “Hoje estamos melhorando no que se refere à publicidade voltada para crianças, mas precisamos evoluir muito, vivemos em uma sociedade moldada pelo comportamento de consumo.” O primeiro documentário só validou a vocação para os trabalhos com potencial transformador. “Meu objetivo é criar ferramentas para grupos que já estão engajados em uma causa e inspirar outras pessoas que ainda não pararam para pensar no assunto”, resume. Foi o que aconteceu quando caiu em suas mãos uma pesquisa mostrando que 33% das crianças brasileiras estavam acima do peso. “Crianças de 6, 7, 8 anos com doenças de adulto, como diabetes, hipertensão, colesterol, triglicérides, tudo aumentado. Achei muito grave”, diz com a indignação que lhe é característica. Nascia assim seu segundo documentário, o Muito além do peso. Quando as entrevistas começaram, ficou claro qual seria o foco: falar de crianças que queriam consumir alimentos e saciar desejos que não eram delas. O tema era forte, o filme tinha qualidade e Estela começava a firmar seu lugar no rol de bons diretores. “O que a diferencia são os temas que escolhe tratar. O enfoque dado à criança, a importância das brincadeiras, a relação com o consumo e a alimentação e a necessidade do olho dos pais e do amor. Sou fã”, afirma Fernando Meirelles, diretor premiado de longas como Cidade de Deus. O burburinho depois do lançamento foi tão grande que até a Coca-Cola procurou Estela e o Instituto Alana, dirigido pela amiga Ana Lucia Villela e grande apoiador das produções da Maria Farinha, com uma pergunta: “O que podemos fazer para ganhar o respeito de vocês?”. A resposta veio em forma de pedido – posicionar-se publicamente contra a publicidade dirigida à criança com menos de 12 anos – atendido meses depois com uma campanha que circulou dentro e fora do Brasil. “Eles se coloca-

ram claramente contra e espalharam essa mensagem pelo mundo inteiro, incentivando países que nem tinham iniciado essa discussão.” Os efeitos em gigantes da indústria não pararam por aí. Em uma parceria recente, Coca-Cola, Ambev e PepsiCo decidiram não vender mais refrigerantes e bebidas extraaçucaradas nas cantinas de escolas para crianças de até 12 anos. Estela não esconde sua felicidade com notícias assim e fica ainda mais orgulhosa quando se lembra de uma história que aconteceu dentro de casa. “Meus filhos eram pequenos, viram o filme na escola e a lição chegou à mesa de jantar. Nunca mais precisei negociar que refrigerante era só uma vez por semana”, diz. O clima em casa, aliás, reproduz a educação liberal que teve. “Ela é de verdade, não tem pose. Apesar de trabalhar para caramba, a maneira como educa e se dedica aos três filhos é um traço que chama a atenção”, elogia Bráulio Mantovani, roteirista de Tropa de Elite 1 e 2, amigo e vizinho. Apaixonada pela família, Estela conta da transformação do Tadeu – profissional para o Tadeu – marido. “Trabalhamos em curtas, filmes e séries juntos antes de começarmos a namorar. Já sabia que ele era um cara criativo, antenado, interativo, cheio de energia. Mas, com o tempo, percebi que ele era muito mais que um curador do mundo. Era meu amor”, declara-se. FINAL FELIZ O convite para O começo da vida, seu terceiro trabalho autoral, veio da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, que trabalha a primeira infância há muitos anos e cria projetos junto com o Instituto Alana. Estela topou na hora. Na biblioteca da fundação, encontrou o recorte: a equação carga genética + interações da criança com o meio. “São os relacionamentos que a gente tem no início da vida com mãe, pai, irmãos, avós, com as histórias que são contadas para a gente, com o chão, a natureza. A partir disso que a gente estrutura toda a vida.” O assunto também chamou a atenção da Unicef,

que tinha como campanha do ano o desenvolvimento da primeira infância e entrou como apoiadora oficial do projeto. Com o roteiro traçado, Estela saiu para o mundo. Foi a nove países e fez entrevistas com 50 famílias – a de Gisele Bündchen entre elas – e 60 especialistas. “Percebi que estava fazendo algo importante quando chegava na casa das pessoas e elas me recebiam como se já estivessem esperando havia muito tempo. Intimidade é o que existe de mais precioso e eles nos deram isso.” Mantovani, que foi personagem do filme junto com a filha Olga, então com 2 anos, explica: “Dificilmente eu toparia participar se não fosse ela a diretora. Confiava que ela não faria a pequena Olga sofrer as torturas de um set de filmagem – e não fez. A delicadeza e o respeito de Estela com os entrevistados, sobretudo com as crianças, é algo muito raro”. A reação dos especialistas, acostumados a dar entrevistas e ter seus artigos publicados em revistas científicas respeitadas, também indicou que o caminho estava certo. “Ali, eles estavam falando do cotidiano, do quão extraordinário é ver a formação de uma pessoa, e de como todo mundo precisa saber disso”, lembra. Disponível na Netflix, no iTunes e no Google Play, O começo da vida foca na fase em que uma criança mais aprende. Claro, todos nós vamos aprender até o último dia de vida, mas é na primeira infância que se faz sinapses – e é a partir dessa estrutura que a vida se desenrola. “A gente não dá para esse período a importância que ele tem e se preocupa muito com qual faculdade o filho vai fazer. A pergunta deveria ser que infância ela teve. Ele brincou? Rolou na grama? Teve amigos? Como era o relacionamento com os pais? Ouviu histórias? É isso o que vai fazer com que, lá na frente, tenha um desempenho bom na faculdade”, reforça. A mensagem principal é que mudar o começo da história pode mudar a história inteira. E não há trajetória melhor do que a de Estela para comprovar. Lembra da câmera Bolex?

FOTO DIVULGACÃO

CAPA

ESTELA VESTE RALPH LAUREN STYLING MARCIO VICENTINI BELEZA DIEGO AMÉRICO (AMUSE-MENT) ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA OTAVIO GUARINO


JARDIM

Moda, gastronomia, viagem, saúde, beleza, lifestyle e muito mais. Tudo o que interessa no nosso Jardim COLABORAÇÃO FLAVIA GALEMBECK, GIULIANA MESQUITA E JULIA FURRER

“O PROCESSO

Combinando inovação e tradição há 71 anos, a H.Stern encontrou a fórmula para se manter jovem e relevante no mercado de joias e é reconhecida internacionalmente como uma das únicas marcas de luxo brasileiras

DE MANUFATURA DE UMA JOIA É COMPLICADO E DEMANDA

POR GIULIANA MESQUITA FOTO JOÃO ÁVILA

H.STERN É

30

D O

B R A S IL !

FOTOS DIVULGAÇÃO; ASSISTENTE DE FOTO RICARDO CAROTTA

A

história da H.Stern é parecida com um conto de fadas. Logo que Hans Stern se mudou da Alemanha para o Brasil, em 1945, as pedras coloridas brasileiras o impressionaram e ele soube que precisava mostrar para o mundo o que havia descoberto. Nasceu, assim, a H.Stern, no mesmo ano de sua chegada. “A missão do meu pai era divulgar a preciosidade das águas-marinhas, ametistas, citrinos e topázios”, conta Roberto Stern, filho do fundador e hoje diretor criativo da marca. A utilização dessas pedras foi, e continua sendo, um dos maiores diferenciais da marca. Se a história começou com a fascinação de um alemão pela matéria-prima brasileira, hoje a H.Stern é reconhecida por muito mais que isso. Seu design inovador – que brinca com tendências e inspirações pouco comuns para uma marca de joias –, sem perder o bom gosto e a tradição, transformou a H.Stern em uma das poucas marcas brasileiras, tanto na moda como na joalheria, reconhecida internacionalmente. Um de seus segredos mais bem guardados para o sucesso é ter se mantido, por mais de 70 anos, familiar e autônoma. “É um grande desafio em um momento em que os grandes grupos de luxo dominam boa parte do mercado”, explica Roberto, que acredita que as

O MÁXIMO DE ATENÇÃO AOS MÍNIMOS DETALHES”

vantagens nesse caso são maiores que as desvantagens. “Não fazemos questão de ser uma megaempresa”, completa. Desde que fundou a marca, Hans tinha a expansão mundial no radar. Cinco anos depois de abrir as portas no Rio de Janeiro, escolheu Montevidéu para receber a primeira loja fora do Brasil. Nos anos 1970, já estavam presentes em boa parte do globo. “Não somos maiores porque temos os limites de produção artesanal e a preocupação de manter a identidade da marca muito forte. O processo de manufatura de uma joia é complicado e demanda o máximo de atenção aos mínimos detalhes”, explica. Com mais de 400 pessoas trabalhando na produção das joias, Roberto brinca – com aquele fundinho de seriedade – que “comprar H.Stern é um ato patriótico!”, já que é tudo exportado e produzido no Brasil. Um dos caminhos para manter as criações jovens e relevantes no merr cado, mesmo com mais de 70 anos de

parcerias Nomes fortes na moda, no design e no cinema que já criaram para a H.Stern DE CIMA PARA BAIXO: BRACELETE COPAN COLEÇÃO H.STERN POR OSCAR NIEMEYER; POWER RING DIANE VON FURSTENBERG BY H.STERN; BRINCOS PEDRA ROLADA COM COLABORAÇÃO DE COSTANZA PASCOLATO; E ANEL COLEÇÃO GRUPO CORPO AO LADO; ESTOLA DE OURO COLEÇÃO IRMÃOS CAMPANA (DESCONTINUADA)

31


PODE ENTRAR! Renata Merquior, criadora do portal Meu Espelho, conta como foi a visita ao ateliê da H.Stern

“Sempre fui apaixonada por joias, mas, até ser convidada pela H.Stern para conhecer a oficina, não tinha ideia de como era o processo de fabricação. Fiquei fascinada com o que vi: uma equipe talentosíssima trabalha em cima de um roteiro de produção que garante a qualidade de cada peça. É um trabalho meticuloso de polimento, cravação de pedras, soldagem e acabamento impecáveis. Foi esse jeito totalmente artesanal que mais me impressionou. Sob o olhar de um talentoso artesão, que garante o mais alto padrão de qualidade, a joia ganha vida. Foi demais acompanhar o processo de transformação de uma chapa de ouro em um icônico brinco em formato de estrela, cravejados com brilhantes, da nova coleção da marca. Se já era apaixonada antes, agora nem se fala!”

EMILIOPUCCI.COM

história, é a colaboração com nomes da moda, da arte, da arquitetura e do design, criando coleções únicas e (muito) desejáveis. Nos anos 1990, a H.Stern foi a primeira joalheria a propor esse tipo de parceria, muito comum nos dias de hoje. Até agora, já participaram Costanza Pascolato, Irmãos Campana, Burle Marx, Oscar Niemeyer e até Alice no País das Maravilhas (sob o olhar de Tim Burton, claro). “A diferença na nossa abordagem é que nunca chamamos alguém para desenhar para nós. Utilizamos os conceitos e a mente criativa dos nossos parceiros. Assim, conseguimos o melhor dos dois mundos, o resultado é uma combinação de espíritos”, esclarece Stern. Outro ingrediente importante para se firmar como uma das maiores do mundo no segmento é a produção made in house. “É impossível fazer isso quando a escala é gigante. Por isso, nossa escala é média e produzimos, de fato, 99% dentro de casa. Fazemos questão de manter a tradição de criar nossas peças com as próprias mãos.” Assim como uma casa de altacostura, a produção de uma joia tem diversas etapas, todas executadas por especialistas: desde caçadores de pedras, que buscam gemas idealizadas pela equipe de criação, até o ourives que faz o polimento do ouro e crava as pedras. A meta é sempre a perfeição, por isso a empresa forma seus próprios especialistas, que muitas vezes passam o ofício de pai para filho – de novo, como em um conto de fadas. Para o futuro, os planos da marca são bem simples: manter-se jovem. Afinal, em tempos de design tradicional considerado coisa do passado, o olhar fresco da H.Stern combinado com a expertise de quem faz bem-feito há décadas é o que continua atraindo os consumidores. Quem pensa que isso é apenas continuar com a estratégia atual se engana, porque inovar a cada coleção dá muito trabalho.

FOTOS DIVULGAÇÃO; ARQUIVO PESSOAL

JARDIM / MODA

32 SÃO PAULO | SHOPPING CIDADE JARDIM | 11 3552 2050


JARDIM / LOUCOS POR

FERNANDA DE GOEYE, EMPRESÁRIA

ARNALDO HALPERN, EXECUTIVO

“O dry martini – sempre com duas azeitonas – é quase minha marca registrada. Já até ganhei uma coqueteleira para prepará-lo e um colar no formato do drink.”

“Sou conhecido entre meus amigos pelos drinks que preparo. Meu negroni é de dar água na boca, e também é um dos que mais gosto de beber. Acho que me sairia muito bem em uma competição de coquetelaria!”

RUY BRISOLLA, PRODUTOR DE CINEMA,

DIDI KREPINSKY, EMPRESÁRIA

“Sou fã de um bom gim-tônica, mas o old fashioned é mesmo meu drink favorito. E minha receita tem um toque especial: além de bourbon, club soda, casca de laranja e cereja, coloco calda de açúcar e gotas de dois tipos de angostura.”

“O sgroppino é um drink muito comum no verão europeu, e eu amo! Como não é sempre que encontro por aqui, aprendi a preparar: é só bater no liquidificador vodka, espumante e sorvete de limão. Gosto de tomar na praia, porque é muito refrescante.”

DRINKS

Fãs de coquetelaria, eles nem pensam na hora de trocar uma taça de vinho por sua bebida favorita FOTOS DECO CURY

34

COZINHA DE CANTINA, COM BOSSA

SHOPPING CIDADE JARDIM, 4º PISO - TERRAÇO braztrattoria.com.br /BRAZTRATTORIA


JARDIM / GOURMET

PRAZERES DA CARNE

MUST HAVE G O U RMET

Bem ou mal passados, no molho ou na manteiga, leves ou mais encorpados... Os cortes de carne dos restaurantes do Cidade Jardim estão sempre no ponto – e muito bem acompanhados FOTOS BRUNO GERALDI

1

2

1. L'ENTRECÔTE DE PARIS

POP ART do seu jeito

MANDE BRASA NOS CHURRASCOS COM OS KITS DA STEAK CORNER

A carne está sempre macia e saborosa, e as fritas podem ser repetidas à vontade. Mas o segredo mesmo está no molho. A base é de mostarda, mas os outros 20 ingredientes o chef não revela – tem que experimentar. 3º PISO

Para dar um toque rústico no almoço de domingo, que tal usar talheres com cabo de madeira?

2. PARIGI BISTROT

O Bife Chateaubriand é um dos destaques do cardápio: o corte alto, tipo medalhão, pode vir com molho bérnaise, mostarda, vinho tinto ou poivre (foto), acompanhado de massa ou legumes no vapor. 4º PISO 3

Invista numa boa tábua de madeira: esta, de pinho, não risca nem transfere gosto para a carne

4

3. POBRE JUAN

A Gran Tabla é um prato para carnívoros: a seleção de cortes inclui vacio – o equivalente argentino à fraldinha –, frango e chorizo, tudo na brasa. Arroz biro-biro, farofa de ovos e batatas suflê acompanham. 3º PISO

36

FOTOS BRUNO GERALDI (MUST HAVE) ; DIVULGAÇÃO

4. CARCAMANO

Não são só as pizzas no melhor estilo napolitano que a trattoria serve no Food Hall. Os cortes finos de carne, como o filé-mignon acompanhado de fettuccine ao molho de tinta de lula, também valem (muito) a pena. 4º PISO

Sabia que na Pop Art do Food Hall dá para colocar quantos sabores você quiser na mesma embalagem? Além das latas prontas para levar para casa, com um único tipo, é possível misturar os oito sabores disponíveis (tradicional, churros, paçoca, nutella,

cocada queimada, caramelo, brownie e azeite com alecrim), todos feitos com ingredientes de verdade, sem conservantes ou corantes. Outra opção é apelar para o delivery nos dias de preguiça – a Pop Art entrega em casa todos os dias. 4º PISO (FOOD HALL)

Bocadinho bem simples

Não se preocupe na hora do churrasco: os talheres são de aço inox, resistentes ao calor

KIT TRAMONTINA R$ 250, TÁBUA R$ 510

STEAK CORNER | FOOD HALL (4º PISO)

Para facilitar a vida naqueles dias corridos ou não ter dor de cabeça durante o fim de semana na fazenda, as receitas da Bocadinho são aposta certa. Todos os pratos têm aquele gostinho de comida caseira e são preparados e congelados sempre no dia da entrega, para continuarem frescos pelo máximo de tempo possível. As receitas vão do clássico comfort food, como bife rolê com arroz e feijão, a opções para quem não quer sair da dieta, como o filé-mignon com purê de mandioquinha, cenoura e ervilha. 4º PISO (FOOD HALL)

37


JARDIM / GOURMET

O P I L OTO D O KO - KO S U S H I

TODO DIA É DIA DE DAMA Dona de um dos melhores mil-folhas da cidade, a Confeitaria Dama decidiu seguir na inspiração francesa e aumentar o cardápio com pães doces. Todos são produzidos seguindo a técnica de viennoiseire, que dá formatos diferentes à massa folhada. Croissants recheados de amêndoas, chaussons com cerejas frescas e o tradicional pain au chocolat, crocante e aerado na medida certa, são algumas das novidades. Quem preferir uma opção mais leve, sem recheios, pode escolher os palmiers e as madaleines, que acompanham perfeitamente um cafezinho. TÉRREO

O portuñol da ADEGA SANTIAGO Com vista para o skyline da cidade, vale reservar um lugar na Adega Santiago do CJ para um almoço tranquilo no fim de semana. No clima meio tasca, meio taberna – clássicos de Portugal e da Espanha –, o restaurante traz no menu uma mistura da culinária dos dois países – o mesmo serve para a carta de vi-

nhos. Vale começar pelas tapas, que abrem o apetite, e se jogar no arroz de polvo ou na bacalhoada como prato principal, os carros-chefes da casa. Para terminar, os pastéis de nata e a torta de Santiago, receita espanhola à base de amêndoas, são as melhores pedidas. 4º PISO

LE PAIN MAIS QUENTE

Na época de escolher uma profissão, George Koshoji optou pela área eletrônica. Opção bem diferente da carreira do pai, que trabalhava como agricultor no Vale do Ribeira, interior de São Paulo. O interesse pela gastronomia, que existia desde pequeno, acabou falando mais alto: de família tradicional japonesa, George aceitou uma vaga para fazer os sushis do famoso Sushi-Gen, onde aperfeiçoou sua técnica para comandar o Kosushi e o KO, filial do restaurante no Cidade Jardim. "Fui o primeiro da família a seguir o caminho da cozinha. Meus filhos optaram pela mesma trajetória: hoje, estão no Japão trabalhando como cozinheiros", orgulha-se.

e tradição andam juntas. Sempre procuro inspiração em livros de culinária – não só nos japoneses – e na internet. No dia a dia, pesquiso os ingredientes, anoto todas as ideias e, por último, quando chego a uma lista bacana de possibilidades, testo a combinação dos sabores.

Nos dias que bater aquela vontade de um docinho caseiro, os novos sabores d’O Pudim podem ajudar: Oreo, doce de leite argentino, chocolate amargo e café completam o cardápio. Todos estão disponíveis nas versões grandes, para compartilhar, ou míni, novidade exclusiva do Food Hall para comer ali mesmo, levar para casa ou encomendar para eventos – os potinhos podem ser customizados para aniversários, chás de bebê ou casamentos.

Qual é o seu prato preferido do KO?

Os mais pedidos no shopping são os executivos, com pratos como a Quinoa Ussuzukuri, grãos temperados com finas fatias de salmão e atum. E à noite pedem muito sushi para compartilhar, que é meu favorito. Mas, no dia a dia, eu gosto mesmo é de arroz, feijão, bife acebolado e ovo. 4º PISO

38

E MAIS

3º PISO

Como você cria os novos pratos?

Gosto de sabores simples e acredito que, na gastronomia, inovação

FOTOS DIVULGAÇÃO; REPRODUÇÃO

ra e pimentão vermelho ao molho de curry, e do purê de inhame com ragu ao vinho tinto, opções vegetarianas, como a lasanha de abobrinha com cogumelos, e veganas, como a tartine de coração de alcachofra, também estão disponíveis.

@prifranca_

The Gourmet Tea

@osdegustadores

Adega Santiago

4º PISO (FOOD HALL)

o nome é KO? Focamos em pratos

Pode comemorar: sucesso nos dias mais frios, o fondue de queijo da Le Pain Quotidien continua no cardápio até o fim do ano. E vem acompanhado de um novo menu feito para esquentar o corpo sem pesar na balança. Além do ensopado asiático, que leva frango, cenou-

A nossa gastronomia pelas lentes de uma turma de instagramers

O (MINI) PUDIM

O que muda no cardápio, agora que

simples e saborosos: do almoço mais leve, para quem quer uma opção saudável no dia a dia, a pratos para compartilhar entre amigos – comer nosso sukiyaki no inverno, com aquela vista, é muito agradável. É um prato feito para ser compartilhado.

#CIDADE JARDIM

A FORMIGA 1º PISO | TEL. 3418-7667

DI CAPRI CAFÉ BISTRÔ 2º PISO | TEL. 3552-1256

BAKED POTATO BOUTIQUE 1º PISO | TEL. 3758-5417

DRI DRI 1º PISO | TEL. 95976-0027

BRÁZ TRATTORIA 4º PISO | TEL. 3198-9435

DUE CUOCHI CUCINA 3º PISO | TEL. 3758-2731

CAFÉ HAVANNA 1º PISO | TEL. 3552-3557

ESPAÇO ÁRABE 2º PISO | TEL. 3552-7780

CASA DO PÃO DE QUEIJO 1º PISO | TEL. 3198-9418

FIT FOOD 4º PISO | TEL. 3759-7878

CHOCOLAT DU JOUR TÉRREO | TEL. 3758-0561

HAVANNA CAFÉ 1º PISO | TEL. 3198-9476

GALUSKA 3º PISO | TEL. 3758-2616

FOOD HALL

KOPENHAGEN 2º PISO | TEL. 3758-3334

BOALI

LANCHONETE DA CIDADE 1º PISO | TEL. 3198-9301 NONNO RUGGERO TÉRREO | TEL. 3552-7000 OLEA MOZZARELLA BAR TÉRREO | TEL. 94777-9081

ANUSHA

@w.h.o.l.u.c

Bráz Trattoria

CONCEIÇÃO BEM CASADOS FOOD HALL CAFÉ KEEP LIGHT MR CHENEY O PUDIM PF PIMENTA PITA KEBAB POP ART PIPOCA GOURMET RIZZO PREMIUM

PATI PIVA 1º PISO | TEL. 3552-5670

SONHERIA DULCA

SANTO GRÃO 2º PISO | TEL. 3198-9373

TAPIOCARIA MARKET

THE GOURMET TEA 3º PISO | TEL. 3758-2565

TORTA DA MARIA

STEAK CORNER TEMAKERIA E CIA VIVENDA DO CAMARÃO

@marcosfreiregurgel

Galuska

SIGA O @CIDADEJARDIMSHOPPING

39


JARDIM / BELEZA SEGREDO DE BELEZA

1

“Um pouquinho de iluminador no topo das maçãs do rosto ajuda a disfarçar a aparência de cansaço.”

4

2

1

3

Luz e sombra

“APRENDI EM UMA AULA DE MAQUIAGEM A USAR UM BLUSH MAIS ESCURO PARA FAZER O CONTORNO DO ROSTO. É INCRÍVEL COMO FAZ DIFERENÇA.”

5

1. MAKE UP FOR EVER R$ 195; 2. GUERLAIN R$ 225; 3. SEPHORA COLLECTION R$ 105; 4. MAKE UP FOR EVER R$ 176; 5. SISLEY PREÇO SOB CONSULTA; TUDO NA SEPHORA

2 3 4 TRINCA

“NA ADOLESCÊNCIA, VIVIA FAZENDO ESCOVA, MAS HOJE ADORO MEU CABELO CACHEADO. PARA A TEXTURA FICAR BONITA, ABUSO DO SURF SPRAY.”

C U CA F R E S CA

Adepta do menos é mais quando o assunto é beleza, a designer Gisela Pecego deixa as cores para a hora de se vestir POR JULIA FURRER

N

FOTO DARYAN DORNELLES

a praia, no Jardim Botânico ou durante uma voltinha de bike pela orla, Gisela Pecego, 33 anos, exibe sempre looks charmosos: cabelos cacheados presos em coque alto, pouca maquiagem e roupas coloridíssimas, muitas vezes com estampas desenhadas por ela mesma. A designer, que se inspira na cidade em que mora para criar, chamou recentemente a atenção de veículos internacionais como a revista Elle Japão e o site de tendências WGSN. “Sou apaixonada pelo Rio e meu trabalho tem esse lado tropical que faz sucesso lá fora”, explica. Mãe de três filhos

40

pequenos, ela curte aproveitar a vida ao ar livre e está sempre fazendo alguma atividade com as crianças debaixo do sol. “Quando vou para a rua, passo protetor, mas procuro me cuidar sem muita neura. Não acho o fim do mundo esquecer de reaplicá-lo.” A linha tranquila, aliás, vale para tudo. “Como besteira nos fins de semana, estou há algum tempo sem fazer exercício e não tenho muito tempo para grandes tratamentos, afinal de contas sou mãe, né? Só não deixo de fazer a mão uma vez por semana e ir ao salão fazer hidratação. São momentos que reservo só para mim.”

K SPRAY À PORTER KÉRASTASE R$ 319 E BEACH WAVES L’ORÉAL PROFESSIONNEL PREÇO SOB CONSULTA, AMBOS NO (L)OFT HAIR BOUTIQUE

HIDRATANTE LABIAL SISLEY R$ 363; CORRETIVO MAKE UP FOR EVER R$ 139; CORRETIVO LANCÔME R$ 212; BLUSH CLINIQUE R$ 99 TUDO NA SEPHORA

ESPUMA

“Quando quero dar uma relaxada, corro para a banheira. Gosto de ficar bastante tempo e passar vários óleos cheirosos.”

CONTA-GOTAS

“Comecei a passar umas gotinhas de vitamina C que mudaram completamente a minha pele. Até a cor ficou mais bonita.” SKIN CEUTICALS E ACTIVE C10 LA ROCHE-POSAY NA DROGASIL PREÇO SOB CONSULTA

5

FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI; DIVULGAÇÃO; ISTOCKPHOTO (TEXTURAS, FRUTAS E BANHEIRA); BELEZA RITA FISCHER

Ondas O d

“Não saio de casa sem corretivo,, blush e hidratante labial. Tenho vários espalhados pelas bolsas e pelo carro.”


JARDIM / BELEZA De cima para baixo, FT

SISLEY SISLEŸA L’INTÉGRAL ANTI-ÂGE

(L )O

EXTRA-RICHE R$ 2.450

O

CLINIQUE SCULPTWEAR

R

$

12 0

N

LIFT AND CONTOUR SERUM R$ 299

K EN

GUERLAIN ANTI-

IR

L

R

ED

ENVELHECIMENTO ORCHIDEE IMPERIALE

SW

CRÈME R$ 2.180

FU

LL

DIOR CAPTURE TOTALE

RV A C

EO

U

S

MULTI-PERFECTION PREÇO SOB CONSULTA

SE P

H

O

R

SP R

A

AY

C

U

R

LY

LO

C

KS

PH

IL

SM IT

H

R

$

91 N

A

SE P

H

O

R

C

A

U

TUDO NA SEPHORA

E F E I TO CINDERELA FOTO JOÃO ÁVILA

Grandes aliados da beleza, os cremes anti-idade ocupam lugar de destaque na cabeceira. Na Sephora

ASSISTENTE DE FOTO RICARDO CAROTTA

FOTOS DIVULGAÇÃO; ESTÚDIO RAFAEL SARTORI; ISTOCKPHOTO (XÍCARAS)

CHÁ

Que tal trocar as xícaras diárias de café por chás deliciosos que, de quebra, fazem bem para a beleza e o bem-estar? A linha Ayurvédica da The Gourmet Tea traz sabores com vários benefícios. O Ayurvedic Detox, por exemplo, à base de folhas de amora-preta, ajuda a eliminar toxinas e estimular o sistema digestivo. Já o Ayurvedic Revitalising, de gengibre, esquenta o corpo e acelera o metabolismo. A novidade? Os dois estão disponíveis em cápsulas para serem usadas nas máquinas da Nespresso – mais prático impossível. 3º PISO

N 58 $ R L U R C EV A D T H IG R R C

U

R L

K

ÉR

A ST A SE

R $

29 5

N O

(L

)O

FT

M IS TE LE O

SÓ NO

Os tempos de chapinha e babyliss ficaram para trás. A boa agora é assumir os fios naturais e quem tem cabelo cacheado sai na frente. Atual queridinha do mundo fashion, a modelo argentina Mica Arganaraz, que abriu o desfile da Louis Vuitton no Rio de Janeiro, é boa referência do cabelo da vez. A ideia é deixar tudo bem bagunçado: sair do banho, passar um bom ativador de cachos e nada mais.

Ó

CARACÓIS

A

Debaixo dos

RISCADO

Acertar o traço do delineador não é tarefa fácil, mas está longe de ser impossível. Expert no assunto, a blogueira Helena Lunardelli divide, aqui, dicas preciosas para quem também quer ficar craque.

“Comece fazendo o traço com um lápis preto. É mais fácil e ajuda a fixar.” “Escolher os instrumentos certos é essencial. Gosto de delineador em gel e uso um pincel chanfrado para passar.” “Quem não tem muita habilidade pode fazer o traço só do meio dos olhos até o canto externo. Também fica lindo.” “Ten “Tenha sempre alguns cotonetes à mão. Com um pouquinho de demaquilante, eles ajudam a corrigir pequenos erros.”

CAIXA COM 5 CÁPSULAS THE GOURMET TEA R$ 18,90

PINCEL CHANFRADO SEPHORA COLLECTION R$ 76; DELINEADOR EM CANETA SISLEY R$ 350; KAJAL EYE LINER STILA R$ 89; DELINEADOR LÍQUIDO SEPHORA COLLECTION R$ 62; DELINEADOR GEL SMASHBOX R$ 109; TUDO SEPHORA

43


JARDIM / MODA R$ 2.1 40

MODA

POR BIA PEROTTI*

AMIGA SECRETA

R$ 1 .970

Quem disse que meia não pode aparecer? Nossa personal shopper mostra quatro maneiras de combiná-las

0 2.14 R$

2

3

4

R$

1

70 1.9

LAPIMA

na Gallerist

PISADA CERTA BLUE BIRD

Já que a tendência agora é descer dos saltos, que tal investir em loafers, oxfords e espadrilles? Comandada pelas sócias Michelle Lima e Paula Proushan, a Blue Bird é expert em criar modelos confortáveis e originais. “São todos feitos à mão em um processo 100% nacional”, explica Paula. Com boas doses de humor, os slippers recebem tratamento moderno e podem ser personalizados com desenhos ou iniciais. A loja do CJ conta ainda com novidades exclusivas: “Modelos em crocodilo laranja e marrom e uma linha assinada pela artista plástica Daniela Wicki”. 1º PISO

44

1. “Para festas, aposte em meias finas, com transparência. Sapato boneca e casquete deixam o

look mais divertido!” VESTIDO LAB R$ 440 CASQUETE LEO’S NA GALLERIST R$ 1.323 MEIAS INTIMISSIMI R$ 35 2. “Misture peças delicadas, com renda e transparência, a outras do guarda-roupa masculino, como o sapato mais pesado e meias soquete.” VESTIDO TIGRESSE R$ 890 MEIAS LUPO R$ 15,90 3. “Meias mais grossas tipo polainas ficam ótimas com vestidos mais curtos. Suba em um salto do mesmo tom para não quebrar a silhueta!” VESTIDO GIG NA GALLERIST R$ 1.603 MEIAS LUPO R$ 22,90 4. “Textura sempre dá personalidade ao look. Escolhi a de trama arrastão, mais delicada, e usei sapatos em outro tom para destacá-la.” SAIA R$ 690 E TRICÔ R$ 690 TIGRESSE MEIA LUPO R$ 23,90 *BIA PEROTTI É PERSONAL SHOPPER DO CIDADE JARDIM E EDITORA DE MODA NO OSACHADOS.COM.BR

FOTOS CHRIS VON AMELN (BIA PEROTTI); DIVULGAÇÃO

Com formato curvilíneo na parte da frente, que dá um efeito mais amplo às lentes, os óculos escuros da Lapima são nossa aposta para os dias de sol. São mais de 20 modelos, todos de acetato italiano. 1º PISO


JARDIM / MODA

MIU MIU

ponto forte

Quero ser

Cris Barros O jeito cool com que a estilista mistura peças urbanas e sofisticadas é o segredo do sucesso da marca, que não para de crescer

E

la chega poucos minutos depois do horário marcado e, sempre educada, se desculpa: “Não sou de me atrasar, mas estava ajudando uma cliente amiga que precisava escolher um vestido e implorou para que eu fosse dar a minha opinião”, diz. Cheia de bom gosto, Cris Barros, 44 anos, recebe esse tipo de pedido o tempo todo e, sempre que consegue, gosta de ajudar. Seus palpites valem ouro, afinal, ninguém sabe melhor do que ela como se vestir de um jeito sofisticado sem deixar de ser cool. É só ver a forma como dobra as mangas das camisetas ou como combina peças esportivas com tecidos nobres. A coleção atual traz muito desse seu espírito descolado. Inspiradas no documentário de surfe Endless Summer e no dancehall (estilo musical jamaicano), as roupas têm caimento fluido e explo-

46

FOTOS DECO CURY

O novo capítulo da parceria entre a maison e a cantora pop foi uma das colaborações mais esperadas da estação. Com pegada futurista no melhor p estilo Star Trek – filme que traz a cantora na trilha sonora e que inspirou a coleção –, os óculos de sol da Dior assinados por Rihanna abusam das cores metalizadas: as seis versões do acessório estão disponíveis apenas no Cidade. TÉRREO

ram uma paleta de cores que lembra os tons do pôr do sol. Os tecidos – quase todos importados – são sobrepostos em camadas, formando ondas, enquanto alguns vestidos e blusas ganham a aplicação de bordados holográficos – tudo com um clima superetéreo. “Sabe quando olhamos para a água do mar no fim do dia,

NO TOPO, BOLSA COM BORDADO HOLOGRÁFICO QUE É DESTAQUE NA NOVA COLEÇÃO. AO LADO, PAINÉIS DE REFERÊNCIA, MANEQUIM E MÁQUINA DE COSTURA OCUPAM O ATELIÊ DA ESTILISTA. ABAIXO, SANDÁLIA EM PROCESSO DE CRIAÇÃO

quando a luz está caindo, e vemos aqueles tons de verde translúcido? Quis traduzir esse efeito nessas aplicações”, explica. Tanto conseguiu que emplacou mais uma estação com modelos sendo disputados entre as clientes. Seu sucesso é prova de que não é preciso desfilar nas semanas de moda para ter destaque na mídia e conseguir

fôlego para explorar o mercado internacional. A marca, que sempre esteve longe das passarelas por escolha da estilista, ocupa lugar de prestígio no CJ e já foi vendida em magazines reservados ao que há de mais bacana no mundo, como a Colette, em Paris, e a Henry Bendel, em Nova York. Atualmente, entretanto, o foco é no mercado nacional. A

decisão de vender só aqui foi tomada por Cris em parceria com os sócios. “É difícil cuidar das coisas a distância”, afirma enquanto arruma a barra de um vestido e supervisiona os acessórios que aparecerão na foto. Para ela, que é muito detalhista, é mesmo complicado ficar ausente. “Gosto de participar de todos os processos e tomadas de decisão, mas não me considero workaholic, não abro mão da minha vida pessoal para isso”, promete. De um jeito ou de outro, talvez seja o olhar cuidadoso de Cris a receita que fez sua marca chegar lá. Ou talvez seja, sei lá, aquele jeito cool com que dobra as mangas da camiseta.

Juntar a praticidade d d de d uma bbolsa l tiracolo l com o llado d sofi fisticado dos modelos mais estruturados foi a inspiração para criar a Dahlia, lançamento da Miu Miu que acaba de chegar por aqui. Feita à mão pelos artesãos da marca com couro tradicional, couro de vitela e camurça – só em tons naturais –, são o acabamento impecável e a alça em corrente dourada, mais curtinha, que roubam a cena. A bolsa está disponível em branco, preto e caramelo. TÉRREO

HERMÈS RESORT

FOTOS DIVULGAÇÃO

POR JULIA FURRER

Dior&Rihanna

Escolhida para abrir os trabalhos da semana de alta costura de Paris nesta temporada, a Hermès mostrou uma coleção leve e casual, dando o tom do que vem por aí na primavera: um luxo tranquilo, sem afetação. As estampas florais cederam espaço para grafismos e cores vivas, enquanto a combinação vestido fluido + tênis foi a campeã na passarela. Suéteres de cashmere mais compridos, por cima de saias de couro, e blazers oversized também apareceram várias vezes para reforçar a atmosfera sofisticada, mas bem confortável. TÉRREO

47


JARDIM / MODA MODA

JARDIM / ESPORTE OLHO NO LANCE

POR PATRIZIA RAMALHO*

OMEGA

PEÇAS-CHAVE DA ESTAÇÃO Conforto é palavra de ordem nesta temporada – dos pés à cabeça 1

3

Nos bastidores dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a Omega, responsável pela cronometragem oficial, mostra o lado high-tech da competição

4

2

SPORT PUCCI

5

Misturando o conforto dos modelos esportivos, equipados com amortecedores e tecidos que se moldam aos pés, e a pegada fashion da nova coleção, os tênis da Pucci combinam com aqueles dias que pedem um visual mais despojado. Além da versão preta, laranja e roxa, a loja do Cidade Jardim também tem opções estampadas. TÉRREO

6

DIGA-ME COM O Q U E A N DA S Com pegada esportiva e urbana, escolha o tênis que tem aquele algo a mais para completar o look

8

M O DA À V I S TA Coloridos e decorados, os óculos escuros são aposta certa para a primavera

PERSOL NA ÓPTICA SELLA R$ 800

48

DIOR PREÇO SOB CONSULTA

TOM FORD NA ÓPTICA SELLA R$ 1.485

*PATRIZIA RAMALHO É DIRETORA DE MODA DA REVISTA CIDADE

Quantas pessoas são necessárias para fazer a parte de cronometragem durante a competição?

Garantir precisão total é o trabalho de Alain Zobrist, CEO da Omega Timing, divisão da relojoaria para cronometragem. Em um papo com Cidade, ele conta os bastidores de trabalhar nos Jogos Olímpicos e como a Omega traduz a tecnologia profissional para os relógios casuais. FOTOS DIVULGAÇÃO

1. CRIS BARROS E RAINHA R$ 398 2. PRADA R$ 2.840 3. GUCCI R$ 2.610 4. JOHN JOHN R$ R$ 298 5. BRUNELLO CUCINELLI R$ 4.730 6. GUCCI R$ 3.050 7. GUCCI R$ 2.610 8. BRUNELLO CUCINELLI R$ 5.560

FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI (STILL); DIVULGAÇÃO; GIL INOUE (PATRIZIA RAMALHO); PRODUÇÃO DE MODA DANIELA MÔNACO

7

segundo, ajudando os árbitros a determinar quem ganhou. Essas fotos, diferentemente de edições passadas, estão em alta resolução e ótima qualidade. Também temos um novo sistema de fotocélulas para registrar o momento exato em que os atletas cruzam a linha de chegada. Essas tecnologias impedem que haja empate no atletismo.

O que a Omega trouxe de mais tecnológico para os Jogos Rio 2016?

A nova câmera de photofinishing, que consegue produzir 10 mil imagens por

Trouxemos 480 cronometristas e 450 toneladas de equipamento para os Jogos Olímpicos. Na Suíça, temos um laboratório com 450 funcionários em 40 profissões diferentes, trabalhando e pesquisando para criar os nossos equipamentos de cronometragem. Como vocês traduzem essa tecnologia para os relógios do dia a dia?

Somos escolhidos desde 1932 para fazer a cronometragem oficial porque temos técnica e certificação. Precisão e qualidade sempre foram um dos nossos pilares, e isso está presente em tudo – no lifestyle e na parte esportiva.

corra com a

LUPO

Quem já está pensando no projeto verão deve incluir uma visita à loja no roteiro de compras. É que, recentemente, a marca lançou a Lupo Sport, linha com artigos esportivos para homens e mulheres. As peças foram desenvolvidas com tecnologia de ponta e proporcio-

nam menos atrito e rápida absorção de suor – exatamente o que os atletas precisam. Para quem pratica corrida, as meias com dupla camada e forro de proteção, para impedir a formação de bolhas e proteger regiões de maior impacto, como os calcanhares, são boa pedida. 2ºPISO

49


JARDIM / SAÚDE + ARQUITETURA SAÚDE E BEM-ESTAR POR FILIPPO PEDRINOLA*

OLHO NA BALANÇA Dez coisas para fazer – ou não – na hora de emagrecer

Devo me pesar sempre? Sim, quem conseguiu perder peso e não voltou a engordar costuma se pesar pelo menos uma vez por semana. Isso traz consciência do processo. Altos e baixos em poucos dias são normais – pode ser perda e ganho de água. E cortar as gorduras? Retirar um grupo alimentar não é igual a diminuir as calorias. As gorduras dão mais saciedade e reduzem a vontade de atacar uma sobremesa depois. Limite apenas a ingestão de gordura saturada (carnes gordas, manteiga, queijos amarelos, frituras) a 10% do total de calorias. Posso tomar água durante a refeição? Beber durante a refeição pode atrapalhar a digestão por diluir as enzimas digestivas. Na verdade, o ideal é tomar água antes, para ajudar na saciedade. Se for gelada, melhor ainda, por estimular o metabolismo. Se comer muito no almoço, devo pular o jantar? Pular uma refeição te deixa com mais fome depois, aumentando as chances de beliscar fora de hora, sem contar que sua energia pode diminuir. Comer devagar é importante? Sim, pois o tempo que seu cérebro demora para sentir saciedade vai de 15 a 20 minutos. Quanto mais rápido comer, maior a chance de comer mais.

JHSF NO C A M P O. . . A Fazenda Boa Vista acaba de ganhar um novo campo de golfe assinado por Arnold Palmer – uma das maiores lendas do esporte. O projeto, considerado antes mesmo de sua inauguração o quarto melhor do Brasil, conta com 18 buracos e segue padrões internacionais. Ali, o grande destaque é a paisagem, usada com maestria para criar desafios estratégicos durante as partidas. Para completar, um Club House idealizado por Isay Weinfeld oferece toda a mordomia necessária para o descanso depois da atividade.

É importante manter um diário alimentar? Sim, porque ajuda a controlar as calorias ingeridas, planejar substituições e perceber padrões alimentares. Preciso retirar os carboidratos da dieta? Apesar da popularidade das dietas sem carboidratos, seu corpo precisa deles como sua principal fonte de energia. Evite apenas aqueles encontrados em alimentos processados e refinados. Prefira os integrais. Preciso parar de comer as coisas engordativas que adoro? A chave é a moderação. Sabemos que a proibição não funciona e aumenta a probabilidade de despertar episódios de compulsão alimentar. Dormir bem ajuda a emagrecer? Sim, a privação do sono afeta a produção de hormônios como a leptina, a grelina e o cortisol. Essa bagunça hormonal diminui o metabolismo e aumenta a sensação de fome e a chance de “atacar” a geladeira.

50

*DR. FILIPPO PEDRINOLA É ENDOCRINOLOGISTA, FORMADO PELA FMUSP, E ATENDE NO SPA CIDADE JARDIM

... E NA CIDADE Já na capital, a novidade da JHSF fica na rua General Mena Barreto, uma das mais arborizadas da cidade, bem pertinho do Parque do Ibirapuera. O edifício, que leva a assinatura do arquiteto Pablo Semenson, é puro charme: tem apenas cinco apartamentos – três de 371 m², um dúplex e um tríplex – e jardins com paisagismo de Maria João D’Orey. Entre as facilidades, piscina, spa, sauna, sala de ginástica, vagas de visitante e sistema de segurança operado por uma sala de controle remoto.

ILUSTRAÇÃO CATARINA BESSELL; FOTOS ROGERIO ALBUQUERQUE (FILIPPO PEDRINOLA); IDIVULGAÇÃO

Tenho que planejar minhas refeições? Planejar café, almoço, jantar e pelo menos dois lanches ajuda muito a cumprir um plano de dieta balanceada


JARDIM / MODA

JARDIM / PERFIL

MÁXIMOS DETALHES

E a matéria que mais marcou você?

A entrevista que fiz com o líder sírio Bashar al Assad no palácio presidencial, em Damasco, me marcou muito. Passei anos tentando e finalmente consegui conversar com ele por 1 hora. Foi incrível conhecer uma das figuras mais importantes do mundo (para o bem ou para o mal).

Meias estampadas e coloridas são um jeito simples de deixar qualquer produção mais divertida

Por que escolheu se especializar em Oriente Médio? Tenho origem liba-

casual

nesa e meu pai sempre me incentivou a ter interesse pela região. Fizemos viagens em família para conhecer lugares como Síria, Jordânia, Israel e Egito. Além de ter feito mestrado em relações internacionais com especialização em Oriente Médio na Universidade Columbia, faço questão de voltar ao Líbano pelo menos uma vez por ano para me manter atualizado.

PRADA

Nem só de ternos bem cortados e bolsas luxuosas vive a Prada. Nesta coleção, por exemplo, o destaque fica para as mochilas e espadrilles – aposta certa para deixar os looks de primavera mais despojados. A ideia é usá-las em qualquer ocasião mais informal, já que garantem conforto e leveza sem correr o risco de parecerem desarrumadas demais. TÉRREO

Você mantém um blog e escreve muito nas redes sociais. Como lida com os comentários ignorantes ou

Q

uem acompanha a programação da GloboNews está acostumado com as participações do jornalista Guga Chacra, comentarista do programa Em pauta. Diretamente de Nova York, onde vive há mais de uma década, ele discute política americana, assuntos cotidianos – sempre fazendo um paralelo entre Brasil e Estados Unidos – e, principalmente, os conflitos no Oriente Médio, área em que é considerado especialista. Quando não está gravando ou escrevendo para o jornal Estadão, no qual também é correspondente, aproveita para revisitar o campus da Universidade de Columbia, seu lugar favorito na cidade, e passear no Central Park com o cachorro Messi. Curtir a filha recém-nascida, Julia, e praticar natação também estão na

52

programação. “Joguei polo aquático por anos e faço questão de nadar todos os dias. Posso estar em qualquer lugar do mundo, sempre dou um jeito de achar uma piscina”, conta. Fora do ar, o look terno e gravata da televisão perde a vez: Guga gosta mesmo é de se vestir de um jeito mais despojado, com conforto e sem preocupação. “Calça jeans e sandália, assim, bem sem graça, é meu uniforme.”

O que a audiência do Em pauta ficaria surpresa em descobrir? Que nos

divertimos muito no nosso grupo de WhatsApp e que, por incrível que pareça, há pouca vaidade. Não consigo me lembrar de nenhuma briga.

mais importante? Vivi três mo-

TRICÔ RALPH LAUREN R$ 4.400 LIVRO MINHA TERRA PROMETIDA NA LIVRARIA DA VILA R$ 79,90 ÓCULOS DE NATAÇÃO TRACK & FIELD R$ 59,90 CHINELO RALPH LAUREN R$ 830 MACBOOK PRO 13” COM TELA RETINA NA IPLACE A PARTIR DE R$ 11.400

mentos fundamentais na minha carreira. Primeiro, ter sido correspondente da Folha de S.Paulo na Argentina, aos 23 anos. Depois, ter feito reportagens pelo Oriente Médio. Por último, a cobertura do terremoto no Haiti, em 2010.

CH CAROLINA HERRERA MEIA R$ 115; BOTA R$ 2.190

ERMENEGILDO ZEGNA

MEIA R$ 180; SAPATO R$ 3.180

Qual é a melhor e a pior coisa

Amo as estações do ano bem definidas e o bagel com salmão e cream cheese. Odeio as máquinas de cartão de crédito dos restaurantes, que nunca vêm à mesa, e o fato de faltarem piscinas de 50 metros abertas e vazias como a do Clube Paulistano. Sempre que estou em São Paulo, tento dar um mergulho nela. de morar em Nova York?

Qual foi seu momento profissional

LACOSTE

MEIA R$ 89; BOTA R$ 1.300

FOTOS BRUNO GERALDI (MEIAS); DIVULGAÇÃO

O jornalista Guga Chacra aproveita as folgas do programa Em pauta, da GloboNews, para fazer o que mais gosta: caminhar por Nova York e cair na água POR JULIA FURRER FOTO CHRIS VON AMELN

Por conta do tema que escrevo, aparece muita gente antissemita e islamofóbica. Recentemente até saí de um grupo de WhatsApp de amigos de infância porque um deles era preconceituoso. É insuportável, mas acabo me envolvendo em todo debate em que haja preconceito. É uma causa que acho importante defender.

net?

FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI (STILL); DIVULGAÇÃO

PEIXE GRANDE

preconceituosos tão comuns na inter-

BRUNELLO CUCINELLI

MEIA R$ 470; SAPATO R$ 3.750

FRED PERRY

MEIA R$ 80; TÊNIS R$ 451

o céu de

ROLEX

Inspirado no universo da aviação, o novo Oyster Perpetual Air King, da Rolex, principal lançamento para este ano, é o primeiro a trazer o logo da marca colorido, em verde e amarelo, e é perfeito para ser usado durante a prática de esportes como a vela: traz a escala dos minutos em pri-

meiro plano para facilitar a navegação, tem caixa resistente com impermeabilidade de até 100 metros, vidro de safira à prova de arranhões e, para completar, um novo cronômetro superlativo com precisão ainda mais acertada. Um daqueles modelos que nunca saem de moda. TÉRREO

53


H

A R O

P I AG ET

EM BO A

JARDIM / RELÓGIOS

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Ícone entre os modelos masculinos da Piaget, o Polo acaba de ganhar versão atualizada. Mirando a nova geração, a maison preparou dois novos modelos: o Polo S, feito em aço inox, com fundo de safira e caixa de 42 milímetros, e o Polo Chronograph, mais preciso e completo. Ambos têm pulseiras também de aço feitas à mão e desenho shape-within-shape (forma dentro da forma), assinatura da marca. TÉRREO

FOTO DIVULGAÇÃO

Atualize a coleção com os novos relógios Piaget Polo S: esportivos, sofisticados e mais modernos


JARDIM / COMPORTAMENTO “AS FAMÍLIAS

POR FLAVIA GALEMBECK ILUSTRAÇÃO CATARINA BESSELL

NO BRASIL

N

R A Z ÃO & S E N S I B IL I DA D E

Gastar menos, planejar mais e aprender a investir sem envolver as emoções... nos workshops de inteligência financeira de Denise Damiani, sucesso entre mulheres bem-sucedidas, falar de dinheiro não precisa – e não pode – ser tabu 56

FOTO REPRODUÇÃO (LIVRO)

as últimas décadas, o papel da mulher na sociedade mudou. Para muito melhor. Elas ocuparam seu espaço no mercado de trabalho, assumiram posições em carreiras antes exclusivas dos homens e se tornaram financeiramente independentes. Mas, em sua carreira como executiva, a engenheira Denise Damiani entrevistou centenas de mulheres trabalhadoras, nos mais variados cargos, e descobriu que um tabu não havia mudado: elas ganham em média 25% menos do que os homens, gastam mais e, de maneira geral, não sabem investir seu dinheiro. Para Denise, que cresceu em uma família predominantemente masculina e sempre cuidou de suas finanças, estava claro que era a hora de falar de dinheiro. Há três anos, ela abriu sua própria consultoria para ensinar a mulheres a importância da inteligência financeira, algo que ela fez informalmente ao longo da vida, com amigas e amigas de amigas, na sala de sua casa.

NÃO FALAM SOBRE FINANÇAS E OS Denise tem bagagem de sobra para falar disso. É uma expert em negócios e em tecnologia, foi sócia nas consultorias Accenture e Bain & Company, além de ter sido vice-presidente de Automação no braço de tecnologia do Itaú, o Itautec. As turmas, que acontecem em média a cada dois meses, têm lotado. Mulheres de todas as idades, das classes A e B, costumam disputar as vagas, atraídas pela indicação de amigas. O diagnóstico é o mesmo – apesar de terem bons salários, as advogadas, empresárias, arquitetas, terapeutas e publicitárias, entre outras profissionais, não conseguem guardar dinheiro. Carol Overmeer, jornalista com passagem pela Harper’s Bazaar Brasil, era uma delas. Casada com um empresário do setor de metais e bem-sucedida em sua área, o curso a despertou para o fato de que, se organizar sua vida financeira, conseguirá concretizar seus planos – e perdeu o medo que tinha do futuro. Gostou tanto que o recomendou para parentes e amigas. Embora o ponto central do curso sejam as estratégias para cuidar do dinheiro,

ERROS VÃO SE LIVRO GANHAR GASTAR INVESTIR, DENISE DAMIANI, EDITORA SEXTANTE R$ 39,90

Denise ensina mais do que isso. A consultora sabe que sua missão de transformar é espinhosa. E enche de delicadezas, como chocolates, o bate-papo sobre a relação das famílias com o dinheiro. “A maioria das mulheres copia o modelo parental. Se os pais eram gastadores, a tendência é que ela siga o comportamento. Há casos em que a mulher se torna pão-dura, mas não sabe investir. As famílias no Brasil não falam sobre finanças e os erros vão se perpetuando. Os casais não conversam sobre dinheiro.” E para quem acha que investir em champanhe ou em lingerie é a melhor tática para esquentar uma relação, Denise traz um dado interessante. Uma pesquisa feita pelo serviço de informações financeiras Experian, no ano passado, descobriu um efeito

PERPETUANDO. OS CASAIS NÃO CONVERSAM SOBRE DINHEIRO.” afrodisíaco entre os casais que falam sobre finanças pessoais – 73% das mulheres e 60% dos homens acham o parceiro mais atraente depois de uma boa conversa sobre dinheiro. Uma semana depois do primeiro papo, em que a consultora provoca as participantes do curso com perguntas como “vocês sabem quanto gastam por ano?”, e de uma pausa para reflexão, as participantes entram em contato com as ferramentas, disponíveis gratuitamente no site denisedamiani.com.

Isso envolve uma planilha, um formulário sobre planos e metas, e exercícios de planejamento financeiro – algo que provoca uma mudança de hábitos que segue vida afora. “Eu não tinha noção de como gastava. Entendi que posso deixar de fazer compras bobas todo mês para investir em coisas maiores, como um carro. Eu saí diferente desse curso, mais consciente em relação às finanças”, diz a designer de joias Marina Cruz, 24 anos. Assim como ela, cada mulher que desperta para esse empoderamento financeiro espalha essa doutrina entre outras mulheres, reabastecendo as turmas e criando um ciclo virtuoso. Isso ajuda a explicar as vendas do novo livro de Denise. Lançado no começo de maio, o Ganhar +, gastar -, investir: o livro do dinheiro para mulheres, em parceria com a jornalista Cynthia Almeida, já vendeu mais de 10 mil exemplares.

57


JARDIM / CONHECIMENTO

JARDIM / CULTURA + MODA 2

no passo do

1

SHAKE HANDS

4 5

6 ALADDIN NA BROADWAY

O ESPETÁCULO BROADWAY IN LOVE NO CJ O REI LEÃO EM SÃO PAULO

3

P

rojeto inovador no formato e conteúdo, o M.inq (Mundo Inquieto) inaugura novos cursos no segundo semestre, com intuito de ampliar o acesso a conhecimento e reflexão em uma grade de horários que se encaixa no ritmo intenso do dia a dia. Além de palestras do jornalista Jaime Spitzcovsky, sobre geopolítica e atualidades, haverá encontros com o historiador e filósofo Leandro Karnal, a especialista em desenvolvimento pessoal Ana Raia e a consultora de arte Daniela Séve junto com o professor de arte contemporânea Danilo Oliveira. “Fazer parte do M.inq corresponde a viver uma experiência que vai além

58

dos cursos: envolve bate-papos atuais e informais, como os M.inq Talks, quando há a possibilidade de ouvir e fazer perguntas a pensadores das mais diversas áreas – como jornalismo, política, economia, educação, comportamento – e, ainda, participar de um calendário de eventos arquitetados especialmente para o M.inq”, acrescenta Laura Zelmanovits, advogada e uma das sócias do projeto. “A ideia é, a partir de anseios e necessidades comuns, formar uma comunidade interessada em se desenvolver nos planos pessoal e intelectual e em passar a ter novas atitudes, com impactos em nossas vidas e em nossa sociedade”, observa Marina.

O Mundo Inquieto começou em 2014, com a associação entre Marina, Laura e Jaime. O trio decidiu montar uma série de palestras sobre o cenário político internacional e brasileiro a partir do diagnóstico de que a era de hiperinformação, com avalanches de notícias e velocidade estonteante na sua disseminação, reduziu o espaço para contextualização, interpretação e análise dos fatos. “No início, imaginávamos um grupo de 30 pessoas e encontros quinzenais com o Jaime”, recorda Laura. Dois anos depois, as palestras semanais do colunista da Folha de S.Paulo reúnem em média 250 pessoas. Ao longo de sua consolidação, o M.inq percebeu também outras de-

mandas e decidiu incluir na sua programação novos temas. A intenção é criar canais entre os cursos, a fim de estimular novas abordagens e visões. “Aulas com curadoria da Dani Séve falam, por exemplo, do chinês Ai Wei Wei, e palestras do Jaime sobre a China ajudam muito a compreender a trajetória do artista”, relembra Marina. Palestras do filósofo Leandro Karnal e de Ana Raia, especialista em desenvolvimento pessoal, certamente trarão elementos de intersecção, para estimular debate e reflexão, que, aliados a inovação, conhecimento e olhar atento ao nosso público, formam o DNA do M.inq. PARA SABER MAIS: M.INQ@ICLOUD.COM

OLYM P I AH feito para durar

FOTOS DIVULGAÇÃO IVULGAÇÃO

M.INQ

FOTOS FRÂNCIO DE HOLANDA; ARTUR MENINEA-TV GLOBO (LEANDRO KARNAL); DIVULGAÇÃO

novos caminhos no

O M.inq completa dois anos e coloca arte, filosofia, história e desenvolvimento pessoal na pauta

1. JAIME SPITZCOVSKY 2. MARINA AURIEMO AL MAKUL E LAURA ZELMANOVITS 3. NOVOS CURSOS DO M.INQ COM ANA RAIA (3), LEANDRO KARNAL (5) E DANI SÉVE (6) 4. M.INQ TALK COM RICARDO AMORIM

Vale reparar nas estampas inspiradas nos pássaros brasileiros, carrochefe da nova coleção da marca. Quem assina a criação é Zilah Garcia, que fez questão de desenvolvê-las à mão, inspirada pelo amor à pintura que herdou da mãe. Feitas em tecidos italianos exclusivos, as peças exploram o ar delicado e feminino do artesanal em quimonos, longos e chemises. Bom para quem dá valor especial a peças atemporais, já que seguir tendências não é o objetivo principal, mas vestir bem mulheres de todas as idades. 1º PISO

Para trabalhar o lado artístico de crianças e adolescentes de um jeito diferente, a Shake Hands, escola de teatro musical, acaba de abrir as portas no Cidade. Cris Papa e Kyone Ogura, ao lado do diretor coreográfico Chad Austin – professor da New York Film Academy e da Julliard School – comandam o projeto, que tem parceria com a Broadway. “Queremos trazer o formato tradicional americano, como fizemos no último espetáculo, Broadway in Love, que envolveu 60 jovens e crianças”, conta Cris. Outra expert que faz parte do projeto é Andréia Vitfer, responsável pela vocalização de todos os musicais da Broadway que desembarcam por aqui, como O rei leão, Wicked, Mudança de hábito e Família Adams. Além das aulas de dança e de teatro, sapateado, confecção de máscaras, oficinas de expressão corporal e até uma aula que mistura atuação e fitness estão no programa. 4º PISO, AO LADO DO FOOD HALL

POKÉMON GO NO CIDADE JARDIM Usando realidade aumentada para que os usuários procurem os monstrinhos por aí, o aplicativo Pokémon Go é a febre do momento. Até o CJ entrou na brincadeira: é possível encontrar pokémons pelos corredores e dentro de algumas lojas. É fácil jogar: com o app instalado no smartphone, é só andar pelo shopping e esperar que um deles apareça. Aí, basta mirar a câmera, jogar a pokébola e torcer para capturá-lo!

59


2

JARDIM / CULTURA LTURA 1

3

LIVRARIA DA V I L A EM HQ Viciado em quadrinhos, George Schall, ilustrador do filme Zoom, comenta suas as histórias preferidas 1

4

5

O MELHOR DE PEANUTS, Charles M.

Schulz (L&PM) R$ 99,90 Peanuts esteve na

minha vida desde sempre. Não saberia ficar ar sem um livro desta coleção em casa. 2

6

MAURICIO – O INÍCIO, Mauricio de

8

Sousa (Martins Fontes) R$ 104,90 Quando eu

era criança, meus pais tinham exemplares do início da Turma da Mônica. Gostava tanto que não conseguia entender por que substituíram am o

3

traço antigo pelo atual. 3

MACANUDO NÚMEROS 6 E 7, Liniers ers

(Zarabatana Books) R$ 44 (CADA) Liniers é

4

FOTO DO LOCAL

sensível, inteligente e está entre os melhores es cartunistas da atualidade. QUADRINHOS DOS ANOS 10, André ré

Dahmer (Quadrinhos na Cia.) R$ 64,90

André Dahmer brinca com os valores ultrapassados da sociedade moderna de uma forma quase britânica. Impossível não se

7 6

V DE VINGANÇA, Allan Moore e David

Lloyd (Panini) R$ 69 É a melhor obra de

5 TODA MAFALDA – DA PRIMEIRA À ÚLTIMA TIRA, Quino (Martins Fontes) R$ 149

Alan Moore e provavelmente a que mais me

Posso dizer que aprendi a ter gosto por política muito por culpa do incrível trabalho do Quino. É meu cartunista favorito.

influenciou. O texto é mais direto e impactante do que nos trabalhos anteriores e permanece relevante após 30 anos de sua publicação.

7 SOPPY – OS PEQUENOS DETALHES DO AMOR, Phillipa Rice (Fábrica231) R$ 24,50

8

GRANDE SERTÃO: VEREDAS, João

Guimarães Rosa e Rodrigo Rosa (Graphic

A Philippa Rice faz o cotidiano ser tão fofo e adorável que sempre me sinto bem depois de

Novel) R$ 79,90

Fiquei impressionado com o cuidado do projeto gráfico. É raro ver algo tão

ler uma tira dela.

meticuloso no Brasil. A arte também ajuda.

INCOMPARÁVEL SOB TODOS PONTOS DE VISTA

Lego No mesmo estilo das esculturas construídas pela loja do Cidade Jardim, a exposição The Art of the Brick, do americano Nathan Sawaya, traz releituras de obras de arte famosas construídas em Lego e, depois de passar por 80 países, acaba de chegar a São Paulo. São toneladas de pecinhas coloridas que formam versões em Lego do David, de Michelângelo, e de O grito, de Edvard Munch, além de esculturas autorais de Sawaya, como um autorretrato. A exposição do artista, que também faz trabalhos autorais, fica na Oca até o dia 30 de outubro. 2º PISO

60

FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI (LIVROS); DIVULGAÇÃO

arte em

Registro de Imóveis de Porto Feliz - SP. Matrícula 114-516 - Loteamento em R.09 de 16/10/2007. Financiamento sujeito a aprovação de crédito do comprador.

identificar com seu senso de humor.

PA S S A R O F I N A L D E S E M A N A N A FA Z E N DA B OA V I S TA É N ÃO S E P R E O C U PA R C O M A P R O G R A M AÇ ÃO DA S C R I A N Ç A S . L Á T E M FA Z E N D I N H A , K I D S C L U B E A M I G O S PA R A B R I N C A R E M A TO D O M O M E N TO E M U M A M B I E N T E S E G U R O E AG R A DÁV E L . TERRENOS A PARTIR DE 2,5 MIL M2 • ESTÂNCIAS A PARTIR DE 7 MIL M2 • DISPONÍVEIS TAMBÉM VILLAS, TERRENOS E RESIDÊNCIAS PRONTAS NAS DIVERSAS FASES DO EMPREENDIMENTO.

Showroom no km 102,5 Rodovia Castello Branco.

Financie em até 10 anos

Intermediação

Agende sua visita. @fazendaboavista

Creci: J961

CENTRAL DE VENDAS (11) 3702-2121 • VENDAS@JHSF.COM.BR

Realização


JARDIM / MAPA 1

VOLTA AO MUNDO por Florinda Saade e Pedro Wickbold

FOTO ARQUIVO PESSOAL

Depois de dizer sim um para o outro, Florinda Saade e Pedro Wickbold decidiram embarcar para uma lua de mel estendida. Destino? O mundo todo. Para mostrar as andanças para a família e os amigos, documentaram tudo no Instagram, na conta @ummundoadois. Para Cidade, o casal entrega os oito destinos mais marcantes, do sossego da natureza ao agito das metrópoles.

3

2

Europa 1

ISLÂNDIA “Alugamos um motorhome e rodamos o país

2

FRANÇA “Viajar de carro pelas estradas francesas é o

7

inteiro em nove dias. Vimos geleiras, praias com areia preta, cachoeiras, gêiseres, vulcões... Se a felicidade é a trajetória, e não o destino, a Islândia é felicidade pura.”

melhor jeito de conhecer o que o país tem para oferecer: a Normandia, repleta de histórias, o Vale do Loire e seus castelos, Provence e suas lavandas à la Monet...”

Ásia e Oceania 3 4 5

6

4

5

ÍNDIA “O que mais nos marcou foi visitar Varanasi, a cidade mais sagrada para o hinduísmo. Presenciar as cerimônias de adoração ao rio Ganges foi transcendental. Para mergulhar em temperos, sabores, cultura e religião.” BUTÃO “É um lugar único: eles até têm um índice para

medir a alegria do povo, o FIB (Felicidade Interna Bruta). As caminhadas nas montanhas – como a que leva ao mosteiro Tiger’s Nest, a 3.200 metros de altitude – são imperdíveis.”

JAPÃO “Recomendamos reservar um Ryokan, hospedaria tradicional japonesa, para ter a experiência completa: dormimos em esteiras no chão, só andamos de quimono e jantamos comidas típicas servidas por uma gueixa.”

6

AUSTRÁLIA “Com certeza seria o país escolhido para morarmos. Amamos a praia de Byron Bay, recanto dos hippies na década de 1960. A energia é tão boa que nosso plano era ficar três dias, mas acabamos ficando sete.”

África e América do Sul 7

ETIÓPIA “Foram dias intensos. Só para dar uma ideia: passamos uma noite em cima de um vulcão em atividade na fronteira com a Eritreia, e dormimos a céu aberto na depressão de Danakil, a 160 metros abaixo do nível do mar.”

8

CHILE “Em Torres del Paine, fizemos uma caminhada íngreme de 8 horas e quase 20 quilômetros, com chuva e vento de todos os lados. Bom para quem gosta de esporte e natureza.”

8

MAPA ILUSTRADO POR FILIPE JARDIM

62

63


COMPORTAMENTO

VEJA AS RECEITAS NO IPAD

feito em

CASA MAIS DO QUE PILOTAR PANELAS, FACAS

DE COZINHAR A MELHOR DESCULPA: JUNTAR QUEM AMA EM TORNO DA BOA MESA POR ANITA POMPEU FOTOS NA LATA

64

BELEZA ADRIANA MANTOVANI E JÔ CASTRO

E FOGÕES, ESTA TURMA TEM NO RITUAL

Almoços da pedra lascada Os melhores amigos do chef uruguaio Diego Perez Sosa são pessoas de sorte. Afinal, não é todo dia que se é convidado para um almoço casual feito por um expert no assunto. No jardim de sua casa, em São Paulo, Ana Carolina Alves, sua mulher, e ele recebem com frequência

uma turma para rituais que, quase sempre, envolvem a preparação de receitas à base de fogo, especialidade de Diego. “Geralmente faço pratos usando lenha e as minhas ferramentas, então os almoços acabam sempre rolando no jardim”, conta ele, que tem no rol de amigos habitués nomes (também) poderosos da

gastronomia, como o casal de brasileiros Jefferson e Janaina Rueda, o chef peruano Renzo Garibaldi e o argentino Ariel Argomaniz. A carne, especialidade de Diego, é quase sempre a protagonista dos encontros, acompanhada por legumes feitos à lenha. “É o que eu chamo de menu

paleolítico, o mesmo tipo de alimentação dos homens das cavernas, que não comiam carboidratos”, brinca. O toque contemporâneo, porém, fica por conta da salsa crioula, do chimichurri e dos pestos, que Diego prepara para acompanhar – e que homem da caverna nenhum teve a sorte de provar.


Filosofia de vida Quando topou participar, em 2014, do quadro Jogo de Panelas do programa Mais você, de Ana Maria Braga, a artista plástica Giovanna Vilela não esperava que o jantar temático tailandês que ofereceu aos participantes da atração a tornaria vencedora do reality culinário.

66

Também não imaginava que aquela experiência na TV seria o ponto de partida para uma paixão antiga ganhar status de profissão. “Depois do programa, passei a levar mais a sério minha relação com a gastronomia”, conta ela, hoje consultora de nutrição saudável, com título de health coach, e dona do canal de culi-

nária 2 Palitos, no YouTube. “Faço comida todos os dias. Amo cozinhar para os meus amigos e para o meu filho. É o meu programa preferido”, diz. Quase semanalmente, aos sábados, Gigi, como também é conhecida, reúne os amigos em sua cobertura. Receitas da culinária mediterrânea, comidas funcionais e

pratos à base de biomassa de bananaverde estão entre os queridinhos desses encontros que começam de manhã, seguem pela tarde e invadem a noite sem pedir licença, nem hora para acabar. “As pessoas chegam sem compromissos, querendo curtir o momento. Isso pra mim é o mais especial.”

Staff tamanho família “Não cozinho muito bem, mas acho que tenho um paladar bom.” É assim que a florista Daniela Laloum fala de sua relação com a comida. Um exagero, é claro. Afinal, quem pilota almoços para até 80 pessoas dentro da própria casa, definitivamente, não cozinha mal. “Na época

em que eu morei na França, cheguei a fazer uma feijoada para 40 pessoas em um verdadeiro cubículo”, lembra. Hoje, em sua casa, em São Paulo, uma vez por mês ela reúne amigos para longos almoços. Além da feijoada, cozido, paella e tiramisu estão entre as suas especialidades, ao lado de outras tantas

que saem de sua verdadeira coleção de receitas, paixão que herdou da avó Juliana. “Ela não cozinhava, mas adorava receitas, como eu, que sou meio viciada nisso. Todo caderno que abro tem uma perdida. Se eu vejo ou como algo diferente, já quero anotar. Elas estão por toda parte.” Na hora de prepará-las,

Daniela conta com um verdadeiro staff de pequenos grandes ajudantes, sempre a postos: “A cozinha, para os meus três filhos, é um lugar muito especial. O mais velho, de 10 anos, é quem monta o cardápio de almoços da semana. Já os mais novos, de 8 e 6, amam fazer cookies e cupcakes. É uma festa.”


Quase profissionais O assunto comida japonesa é levado tão a sério na casa de Carol Cassou e Felipe Meneguetti que é difícil acreditar que os sushis que o casal de empresários servem nas já tradicionais noites de japonês saíram de fato de suas mãos. Seja para quantas pessoas for o jantar, são sempre eles – e apenas eles

– que comandam ali, ao vivo, exatamente como num sushibar tradicional, tudo o que é servido. O interesse pelo universo do hashi começou despretensiosamente, com um curso em um restaurante típico em Londrina, cidade em que vivem. Com o passar do tempo e cada vez mais experientes, eles foram apurando as técnicas graças também a

algumas ajudinhas especiais, como a do sushiman e amigo Regis Sassaki, que ensinou receitas de sushis e molhos mais sofisticados. Hoje, entre as especialidades da dupla estão atum com foie gras, vieiras canadenses com limão, tartare de atum com abacate e tempura de cebola com spicy tuna. Não acredita? Pois as fotos do Instagram do

Felipe estão lá para provar que até os mais estudados no assunto já se renderem à expertise da dupla. Foi o caso, por exemplo, do atual candidato a MasterChef Leo Young, que, antes mesmo de entrar para o reality show culinário, já seguia o perfil de Felipe como referência e inspiração para suas próprias invenções gastronômicas.

Cozinha vida real A Páscoa deste ano trouxe uma missão praticamente impossível para Marcella Tranchesi: preparar um prato à base de bacalhau para postar em seu canal no YouTube. Certa da dificuldade do preparo, a moça já estava quase desistindo quando seu namorado, Rodrigo Klamt Motta, deu a dica: “Por

que você não liga para a Neta, e pega a receita dela?”. Neta, no caso, é a cozinheira da avó de Rodrigo e, simplesmente, “a dona do melhor bacalhau que existe” – o que, para Marcella, significava grau de dificuldade nível 10. A insistência foi tanta que ela cedeu. Com a ligação, a surpresa: “É uma das receitas mais fáceis e mais gostosas que

existem. Em 40 minutos estava pronta. Fiz, e foi sucesso total!”, conta. Marcella, desde pequena, se relaciona com o universo da culinária de um jeito muito próprio. “Nunca fiz cursos, também não me ligo muito em grandes técnicas. Faço com carinho, cuidado, de um jeito meu. Adoro cozinhar para o Rodrigo, testar receitas, criar doces novos.” Os

sortudos não são muitos, e quase sempre os mesmos: a família Tranchesi, a quem, vira e mexe, a moça agrada com uma nova modalidade de mimo. “Adoro presentear meus irmãos com os pães que eu faço. Tem coisa melhor do que receber em casa um pão quentinho e caseiro?” É, para Luciana e Dinho Tranchesi, provavelmente, não...


Chef? Por um triz...

Aos 9 anos, Marcello Maksoud já frequentava, a sério, uma cozinha. Mas não qualquer cozinha, e sim a de um dos hotéis mais sofisticados de São Paulo, e que não por acaso leva seu sobrenome, o Maksoud Plaza. Seu pai, um dos fundadores, tinha como hábito fazer os filhos desde muito pequenos trabalharem em todas as áreas do cinco estrelas: recep-

70

ção, telefonia, lavanderia, cozinha. E foi exatamente na temporada em que passou na cozinha que Marcello desenvolveu o gosto pela coisa. “Tive muitas referências gastronômicas. Lá conheci grandes nomes, como Paul Bocuse, Mario Pagneretti, Massimo Ferrari. Tudo isso me influenciou”, afirma o designer. “Sou um chef frustrado. Não tenho o sangue frio que precisa ter na

cozinha para encarar, por exemplo, um porco inteiro: abrir, cortar e limpar”, assume. É, mas se lhe falta coragem para enfrentar uma cozinha profissional, sobra vontade para pilotar a sua, em casa. Cerca de três vezes por semana, Marcello e a mulher, a blogueira Francesca Monfrinatti, recebem convidados para fartas doses de batepapo e comida de primeira. Tudo fei-

to por ele. A familiaridade com o assunto é tanta que, no fim de julho, o que era brincadeira virou coisa séria. Marcello abriu um restaurante em esquema speakeasy – restrito a convidados –, na Vila Nova Conceição. Sobre o novo negócio, ele pouco pode falar, a não ser que, além dele, grandes chefs amigos já toparam participar do rodízio nas caçarolas.


MODA MALHA INTIMISSIMI VESTIDO E SANDÁLIA BRUNELLO CUCINELLI BRINCOS H.STERN BOLSA CHRISTIAN DIOR

M A RÉ MAN S A

A paleta neutra em looks fluidos e confortáveis dá o tom de serenidade necessário para a estação

FOTOS GIL INOUE (AGÊNCIA AN) EDIÇÃO DE MODA ANA WAINER (AGÊNCIA AN) DIREÇÃO DE MODA PATRIZIA RAMALHO

72


MODA Nesta página:

GOLA RULÊ CHRISTIAN DIOR VESTIDO E SAIA MIU MIU RELÓGIO OMEGA

Na página ao lado:

VESTIDO E CALÇA GUCCI BOLSA VALENTINO PULSEIRA TIFFANY & CO. SANDÁLIA FENDI

74

75


Nesta página:

BLUSA E CARDIGÃ SALVATORE FERRAGAMO CALÇA CRUISE SANDÁLIA MARCELA B. NA GALLERIST

Na página ao lado:

MOLETOM FENDI CALÇA GIORGIO ARMANI PULSEIRA GUERREIRO

76

77


Nesta página:

GOLA RULÊ CHRISTIAN DIOR TOP TEA SHIRT NA S U B CALÇA EMILIO PUCCI SANDÁLIA LONGCHAMP

Na página ao lado:

VESTIDO E BOLSA PRADA

78


Nesta página:

BLUSA CAROLINA HERRERA COLETE E CALÇA YSLA BODY REPETTO SAPATO GIORGIO ARMANI BOLSA FENDI ANÉIS VIVARA

Na página ao lado:

CASACO CHRISTIAN DIOR MAIÔ TEA SHIRT NA S U B BRINCOS SILVIA FURMANOVICH ECHARPE TROUSSEAU RELÓGIO MOVADO NA VIVARA

80

81


MODA

CASACO E CALÇA RALPH LAUREN BODY TRIYA NA GALLERIST ECHARPE TROUSSEAU ANÉIS GRIFITH BELEZA KRISNA CARVALHO (S.D. MGMT) COM PRODUTOS L’ORÉAL PROFESSIONNEL E MAKE UP FOREVER PRODUÇÃO VICTOR MIRANDA ASSISTENTE DE MODA ANDRÉ PHILIPE ASSISTENTE DE FOTO RODOLFO GOUD ASSISTENTE DE MAKE MARCIA OLIVEIRA MODELO BARBARA CAVAZOTTI (JOY MGMT) TRATAMENTO DE IMAGEM ALT RETOUCH

82

83


SUÉTER CHRISTIAN DIOR SOBRE TOP INTIMISSIMI CALÇA BRUNELLO CUCINELLI MEIA LUPO BOTA HERMÈS BROCHE MARTHA MEDEIROS ANÉIS VIVARA BOLSA PRADA

SEM L IMITES Capriche no visual com bordados, sobreposições e rendas – quanto mais, melhor! FOTOS KARINE BASÍLIO EDIÇÃO DE MODA ADELMO FIRMINO DIREÇÃO DE MODA PATRIZIA RAMALHO

85


MODA Nesta página:

MOLETOM, TOP E BROCHE MARTHA MEDEIROS BRINCOS ANA ROCHA & APPOLINÁRIO BOLSA GUCCI

Na página ao lado: JAQUETA E CALÇA LOUIS VUITTON TOP CRUISE BRINCO ANA ROCHA & APPOLINÁRIO ANÉIS VIVARA

86


MODA Nesta página:

SUÉTER, CAMISA, SAIA, BOLSA E BOTA VALENTINO COLAR GRIFITH PULSEIRA SILVIA FURMANOVICH MEIA LUPO

Na página ao lado:

VESTIDO TIGRESSE SOBRE CAMISA MIXED BRINCOS ANA ROCHA & APPOLINÁRIO; PULSEIRAS (DE CIMA PARA BAIXO) CARTIER, ARA VARTANIAN E TIFANNY & CO.

88

89


Nesta página:

SUÉTER E CALÇA EMILIO PUCCI CAMISA CRUISE BOLSA LOUIS VUITTON BRINCOS HUEB COLAR GRIFITH PULSEIRAS SILVIA FURMANOVICH ANÉIS ARA VARTANIAN

Na página ao lado, ele: VESTIDO MIXED SOBRE

CAMISETA HERING BOLSA CHRISTIAN DIOR PULSEIRA ARA VARTANIAN

90


MODA Nesta página:

VESTIDO RALPH LAUREN TOP CRUISE BROCHE MARTHA MEDEIROS BOLSA CHRISTIAN DIOR BRINCOS GRIFITH PULSEIRA DE METAL HERMÈS E PULSEIRA DE SAFIRAS HUEB

Na página ao lado, ela: CASACO MIU MIU

VESTIDO GUCCI BRINCOS CHRISTIAN DIOR

BELEZA GUILHERME CASAGRANDE (FERNANDA SÁ AGÊNCIA) COM PRODUTOS NARS E L’ORÉAL PROFESSIONNEL ASSISTENTE DE FOTO ANDRÉ SANTOS E LUCIANA NOGUEIRA PRODUÇÃO DE MODA MATEUS ANDRADE MODELOS BRENDA PIVATTO (WAY MODEL) E HAWINNE (ALLURE AGENCY) ASSISTENTE DE BELEZA KIYOMI HAYASHI TRATAMENTO DE IMAGEM WM FUSION

92

93


TRENDS 3

SE

BA

4 1

A LV

UR

2

NA

7 5

6 8

9

111 10 133

14 16

155

18 ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA GRAFIA RICARDO CAROTTA; FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI E DIVULG DIVULGAÇÃO AÇÃO Ã

al O LH im MA an RA do IA IZ TR o la PA DA rar MO flo DE O aa ÇÃ par RE DI rdo ILA ÁV opa ÃO JO e le O ra OT cob ACO F de ÔN pas LA M am ANIE Est POR D

94

12

21

17

20

19

22 Na página ao lado: BOTA CHRISTIAN DIOR R$ 8.300 BRACELETE REDONDO LOOL NO GALLERIST R$ 228 BRACELETE AMEBA VANDA JACINTHO NO GALLERIST R$ 450 BOLSA MIU MIU R$ 8.950 ÓCULOS KAREN WALKER NO GALLERIST R$ 2.047 Nesta página: 1. BOLSA CAROLINA HERRERA R$ 6.985 2. BRINCOS SILVIA FURMANOVICH PREÇO SOB CONSULTA 3. SANDÁLIA SALVATORE FERRAGAMO R$ 4.090 4. CARTEIRA SALVATORE FERRAGAMO R$ 659 5. SANDÁLIA ALEXANDRE BIRMAN R$ 1.830 6. ÓCULOS CHROME NA ÓPTICA SELLA R$ 4.185 7. BOLSA RALPH LAUREN R$ 10.900 8. BOLSA BRUNELLO CUCINELLI R$ 12.900 9. BRINCOS HERMÈS PREÇO SOB CONSULTA 10. SAPATILHA SALVATORE FERRAGAMO R$ 3.250 11. BOLSA MIU MIU R$ 7.200 12. SANDÁLIA RALPH LAUREN R$ 3.800 13. BOLSA LOUIS VUITTON R$ 23.800 14. SAPATILHA LE LIS BLANC R$ 330 15. BRACELETE HERMÈS PREÇO SOB CONSULTA 16. ÓCULOS LE SPECS NO GALLERIST R$ 684 17. MOCHILA BRUNELLO CUCINELLI R$ 12.890 18. FIVELA DE CABELO ALEXANDRE DE PARIS R$ 340 19. BOTA PRADA R$ 4.150 20. ANEL CARTIER PREÇO SOB CONSULTA 21. BOLSA GUCCI R$ 22.020 22. SAPATILHA REPETTO R$ 998

95


TRENDS 3 1

2

4 5

6 7 11

8

1 12

9 10

13

R PO

O AC ÔN M LA NIE DA

Beba

96

TO FO

ÃO JO

DE

14

HO AL M RA

ndeira a b a d s cores a m o c as em peç

ILA ÁV

poste a e s ê c e fran m r a h do c

ÃO EÇ R I D

A IZI TR A P DA MO

15

16 199 ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA RICARDO CAROTTA; FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI E DIVULGAÇÃO

, U E L B

, C N A BL

E G U O R

20 0

21

18 17 23

2 24

22

Na página ao lado: SAPATILHA REPETTO R$ 949 BOLSA MIU MIU R$ 6.220 ÓCULOS LAPIMA NO GALLERIST R$ 1.970  Nesta página: 1. SANDÁLIA HERMÈS R$ 4.975 2. BOLSA GUCCI R$ 8.110 3. BOLSA FENDI

R$ 10.255 4. BRINCOS GRIFITH R$ 23.900 5. BRACELETES HERMÈS A PARTIR DE R$ 2.475 6. BLUSA EMILIO PUCCI R$ 5.980 7. ÓCULOS SALVATORE FERRAGAMO R$ 284 8. SAPATOS BLUE BIRD R$ 449

9. PERFUME MOSCHINO NA SEPHORA PREÇO SOB CONSULTA 10. BOLSA LOUIS VUITTON R$ 22.800 11. SAPATOS GUCCI R$ 2.850 12. RELÓGIO BREITLING R$ 31.022 13. BLUSA LACOSTE R$ 499 14. CARTEIRA RALPH LAUREN R$ 2.400 15. CINTO FIT R$ 358 16. BLAZER RALPH LAUREN R$ 9.900 17. MOCHILA DIOR R$ 8.900 18. ÓCULOS CUTLER & GROSS NA ÓPTICA SELLA R$ 3.500 19. BOLSA GUCCI R$ 10.910 20. FIVELA DE CABELO ALEXANDRE DE PARIS R$ 1.173 21. SAPATO LOUIS VUITTON R$ 3.900 22. BOLSA DIOR R$ 19.000 23. SAPATO GUCCI R$ 3.730 24. CASACO MIXED R$ 1.350

97


TRENDS

5 2

1

3 7 6

4

9

11

10

8

12

1 13

14 4

15

16

18 177

19

da t i H

ão, ç a est

R PO

98

LA IE N A D

s eça A RAM p em RIZI a ç T PA sen e A r D p O M rca a E D m o O l à e ar EÇ m IR a D e

I

reto p a upl d a CO A N Ô M

vas O i t r o esp ALH

TO FO

O Ã JO

A IL ÁV

20

21 2 23

ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA RICARDO CAROTTA; FOTOS ESTÚDIO RAFAEL SARTORI E DIVULGAÇÃO

Á M

I X

O M

C A P M

O T

22

25

2 24 Na página ao lado: TÊNIS FENDI R$ 3.240 RELÓGIO VICTORINOX R$ 2.975 CINTO ERMENEGILDO ZEGNA R$ 1.375 Nesta página: 1. RELÓGIO BREITLING R$ 23.966 2. CARTEIRA FENDI R$ 1.600 3. MOCHILA LONGCHAMP R$ 3.360 4. CARDIGÃ ALFAIATARIA PARAMOUNT R$ 299 5. ÓCULOS PERSOL NA ÓPTICA SELLA R$ 830 6. NÉCESSAIRE RALPH LAUREN R$ 2.200 7. SAPATOS ERMENEGILDO ZEGNA R$ 1.935 8. TÊNIS LACOSTE R$ 950 9. CREME DE MÃOS L’OCCITANE R$ 45 10. BLAZER LACOSTE R$ 1.690 11. TÊNIS CH CAROLINA HERRERA R$ 1.650 12. BLUSA RALPH LAUREN R$ 9.900 13. POLOS HERING A PARTIR DE R$ 60 (CADA UMA) 14. CINTO RALPH LAUREN R$ 1.700 15. RELÓGIO OMEGA R$ 15.800 16. SAPATO HERMÈS PREÇO SOB CONSULTA 17. CINTO ERMENEGILDO ZEGNA R$ 1.910 18. SAPATO LOUIS VUITTON R$ 3.100 19. BOTA GIORGIO ARMANI R$ 5.700 20. CALÇA BRUNELLO CUCINELLI R$ 3.510 21. MOCHILA FENDI R$ 8.990 22. BOXER DE DORMIR TROUSSEAU R$ 175 (PACK COM 2 UNIDADES) 23. CINTO FRED PERRY R$ 245 24. CARTEIRA RALPH LAUREN PREÇO SOB CONSULTA 25. BERMUDA RICHARDS R$ 239

99


MINI TRENDS POR MARI ROTTA FOTOS ESTÚDIO E RAFAEL SARTORI DIREÇÃO DE MODA PATRIZIA A RAMALHO

2

1

3

4

6 2

3

1

4

7

7

5

9

6

5

10

8

10 0

9 11

11 15 16

V

14

Ac or ma apo is qu sta ente des do ta e ar sta coção íris é

a

12

TA E P R E M T E E L H O

8

133

12 16

15

13 17

14

17

18

18 22 233

19

19

255

20

26 2 21

24 24

20 21 25 1. BOLSA ROSA CHÁ R$ 199,90 2. ÓCULOS ÓPTICA SELLA R$ 345 3. BLOCO DE ANOTAÇÕES VINIL LA PAPELLI R$ 40 4. TÊNIS LONGCHAMP R$ 1.150 5. COFRE DANKI R$ 19,90 6. PENTE ALEXANDRE DE PARIS R$ 448 7. CAMISA JOHN JOHN R$ 95,95 8. SAPATO BONECA GUCCI R$ 1.410 9. COGUMELO FOM R$ 129,90 10. CLÁSSICOS DA TWITTERATURA BRASILEIRA LIVRARIA DA VILA R$ 5 (CADA UM) 11. CANECA LIVRARIA DA VILA R$ 34,90 12. CAMISETA BROOKSFIELD JR. R$ 162 13. BERMUDA 1 + 1 R$ 175 14. CHOCOLATE KIT KAT A FORMIGA R$ 5 15. BABADOR GAP R$ 49,90 16. GARRAFA TRACK & FIELD R$ 69 17. VESTIDO DE BONECA PIPE ET MILA R$ 59 18. SANDÁLIA GUCCI R$ 820 19. SAPATILHA REPETTO R$ 749 20. POLO LACOSTE R$ 259 21. BICICLETA MINIATURA LA PAPELLI R$ 110 22. SUNGA BROOKSFIELD JR. R$ 99 23. BERMUDA CH CAROLINA HERRERA R$ 300 24. URSO TROUSSEAU R$ 220 25. TRICÔ ZAPÄLLA R$ 235

100

22

233

1. CONJUNTO MOLETOM E LEGGING LETITI R$ 209 2. BERMUDA MINI US R$ 149 3. GORRO GAP R$ 69,90 4. ALL STAR DANKI R$ 119,90 5. CADERNO JOY PAPER NA PRINT STORE R$ 25 6. BLUSA FIT NINA R$ 298 7. MOLETOM BROOKSFIELD JR. R$ 249 8. + AMOR EM MADEIRA DANKI R$ 99,90 9. KIT ANGRY BIRDS SPACE LIVRARIA DA VILA R$ 29,90 10. GUARDA-CHUVA LONGCHAMP R$ 275 11. MOCASSIM CH CAROLINA HERRERA R$ 760 12. BRINQUEDO GAMA PET R$ 32 13. ÓCULOS ÓPTICA SELLA R$ 300 14. MACAQUINHO GAP R$ 99,90 15. VESTIDO PIPE ET MILA R$ 214 16. VESTIDO 1 + 1 R$ 349 17. HAVAIANAS R$ 30,90 18. NEW BALANCE DANKI R$ 229,90 19. KIT COM 3 MEIAS BROOKSFIELD JR. R$ 62 20. SAPATO DE BONECA TROUSSEAU R$ 230 21. BONECA ROSE NA PB KIDS R$ 399,99 22. MOLETOM LACOSTE R$ 369 23. LÁPIS PRINT STORE R$ 4 (CADA UM) 24. CAIXA DE SOM UBL IPLACE R$ 799 25. CAVEIRA FIDEL R$ 110 26. TRICÔ SILMARA R$ 192

101


POR DENTRO DO SHOPPING

VI AN D CO. Para comemorar o aniversário de dez anos, a marca preparou uma série de novidades: Bia Parente assume o comando do estilo e promete criar uma linha festa e outra de beachwear, além dos básicos que todas adoram. Na coleção atual, destaque para as calças de alfaiataria bem cortadas, fortes candidatas ao posto de coringas do guardaroupa. A campanha, aliás, foi clicada pelo top fotógrafo italiano Tino Vacca em Milão, cenário dos sonhos e tudo a ver com o clima dolce far niente das peças. 2º PISO

DEMOCRART

Não é preciso desembolsar uma fortuna toda vez que quiser uma obra nova para a parede de casa. A Democrart, que acaba de abrir as portas no shopping, explora o conceito de múltiplos para mostrar que arte pode, sim,

BARBEARIA GARAGEM

MÃE ME QUER

102

Queridinha das paulistanas, a marca estreia no shopping com uma explosão de tecidos finos, como seda, renda, crepe e couro, que se transformam em camisas, vestidos, jardineiras e short saias. O toque especial vem em detalhes como franjas e bordados feitos em linha e recortes de tela sobre o couro. 2 º PISO

Um novo espaço, dedicado só para eles: trata-se da barbearia Garagem, uma das primeiras a aliar os serviços de beleza masculinos a ambiente retrô e clima informal. A ideia é que, além de fazer a barba com navalha, cortar o cabelo ou investir em um tratamento, os clientes possam também tomar uma cerveja, escutar um som e relaxar. 2º PISO

Red Balloon

ALEXANDRE D E PA R I S A nova linha de elásticos com esferas feitas de Swarovski da Alexandre de Paris foi feita para dar aquela repaginada na coleção de acessórios. São 15 modelos produzidos artesanalmente na França – todos repletos de brilho e em cristais de diversas cores, formatos e tamanhos para montar do jeito que achar melhor. De tão lindo, dá até para usar no pulso. 1º PISO

FOTOS DIVULGAÇÃO

Quem tem filho pequeno provavelmente já sonhou com uma dessas festas do pijama superproduzidas na sala de casa. Especialista em criar o ambiente dos sonhos para esse tipo de ocasião, a Mãe Me Quer resolveu vender as barracas, bandeirolas, placas e luzinhas feitas à mão, que antes apenas alugava. A melhor notícia? Tudo isso está disponível no quiosque da marca, novidade no CJ. Vale conferir também os pijamas com ursinho combinando e os kits de presente com embalagem caprichada que só estão disponíveis no shopping. 2º PISO

ser acessível. No novo espaço, além de conhecer o trabalho de artistas selecionados pelos curadores da galeria, dá também para imprimir suas próprias fotos com o mesmo padrão de qualidade utilizado por lá. 2 º PISO

Lu Monteiro

Aprender inglês pode ser muito divertido. Pelo menos é isso que a Red Balloon tenta provar com a nova escola-conceito que acaba de chegar ao shopping. Por lá, nada de aulas tradicionais: as crianças praticam o idioma enquanto se distraem com atividades como artesanato, arte, culinária e violão. “O conceito de misturar o aprendizado do inglês com outras áreas de interesse foi inspirado em escolas internacionais e ainda é novo por aqui”, afirma a diretora pedagógica Ruymara Almeida. Além dos cursos, a unidade CJ oferece atividades avulsas durante o fim de semana. 4 º PISO

UZA

Especialista em criar sapatos-desejo, a UZA escolheu o Cidade para receber sua nova flagship. Os hits da marca são as coleções desenvolvidas em parceria com a blogueira Lalá Rudge – que assina sua quarta colaboração – e a estilista Patricia Bonaldi, que se inspirou nos vikings para criar 18 modelos cheios de materiais pesados, como suede, palha e cordas de seda. 2 º PISO

103


POR DENTRO DO SHOPPING SERVIÇOS

GUIA DE COMPRAS

Moda

ALAMEDA DE SERVIÇOS

ALFAIATARIA PARAMOUNT | 1º piso | TEL. 3552-1414 BROOKSFIELD | 3º piso | TEL. 3198-9337 BROOKSFIELD DONNA | 1º piso | TEL. 3758-1443

Além do mix de lojas, o Cidade Jardim oferece facilidades e serviços para o dia a dia

BRUNELLO CUCINELLI| térreo | TEL. 3198-9387 CAROLINA HERRERA | térreo | TEL. 3552-7777 CHANEL | térreo | TELS. 3198-9327/9328 CRAWFORD | 2º piso | TELS. 3758-0490/3755-1042 CRIS BARROS | térreo | TEL. 3758-3995 CRUISE | 1º piso | TEL 3198-9376 DASLU | 1º piso | TELS. 3552-3033/3034 DIOR | térreo | TEL. 3750-4400 ELLUS | 2º piso | TEL. 3198-9332 EMILIO PUCCI | térreo | TEL. 3552-2050 ERMENEGILDO ZEGNA | térreo | TEL. 3552-4102 FENDI | térreo | TELS. 4873-5592/5594 FIT | 1º piso | TEL. 3552-1060 FRED PERRY | 2º piso | TELS. 3198-9351/9352

AGAXTUR 3º Piso | Tel.: 3759-7900

CINEMARK 3º Piso | Tel.: 5180-3297

DROGASIL 1º Piso | Tel.: 3758-5036

GALLERIST | 1º piso | TEL. 3552-2557 GIORGIO ARMANI | térreo | TEL. 3755-0607 GUCCI | térreo | TEL. 3759-8090 GUESS | 2º piso | TEL. 3750-4780 HERING | 2º piso | TEL. 3755-0887 HERMÈS | térreo | TEL. 3552-4500

PERSONAL SHOPPER ESPAÇO FAMÍLIA Térreo | Tel.: 3552-3506

LAVASECCO 3º Piso | Tels.: 3758-5455/7825-8577

GAMA PET 2º Piso | Tels.: 3758-5332/3552-2002

(L)OFT HAIR BOUTIQUE 3º Piso | Tel.: 3755-0515

K20 3º Piso | Tel.: 3752-2990

IORANE | 2º piso | TEL. 3198-9405 JOHN JOHN | 1º piso | TEL. 3758-0972 LACOSTE | 1º piso | TEL. 3758-5311 LADO BASIC | 2º piso | TEL. 3552-3557 LE LIS BLANC | 1º piso | TEL. 3758-1225 LOUIS VUITTON | térreo | TEL. 3017-5371

Que tal fazer as compras com a ajuda de quem mais entende do assunto? O Shopping Cidade Jardim oferece serviço gratuito de personal shopper, com consultoria das experts em moda e estilo Katia Fridrich e Bia Perotti. Funciona assim: em uma entrevista, elas analisam o tipo físico e entendem as preferências de cada um. Depois, fazem uma pré-seleção de peças adequadas ao estilo e, por fim, acompanham o cliente nas provas e escolhas nas lojas. Marque seu horário! TEL.: 3552-3560

LU MONTEIRO | 2º piso | TEL. 3552-3557 MARISA RIBEIRO | 2º piso | TELS. 3758-2998/3719 MARTHA MEDEIROS | 1º piso | TEL. 3198-9365 MISSINCLOF | 2º piso | TELS. 3552-2680/2681 MIU MIU | térreo | TELS. 3552-1040/1041 MIXED | 1º piso | TEL. 3552-3111 OLYMPIAH |1º piso | TEL. 3198-9481 OMA TEES | 2º piso | TEL. 3198-9305 PRADA | térreo | TEL. 3552-1030 RALPH LAUREN | térreo | TEL. 3552-3557 REPETTO | 2º piso | TEL. 4873-5620 RICHARDS | 2º piso | TELS. 3758-2237/99358-8236 ROSA CHÁ | 2º piso | TEL. 97134-3647 SALVATORE FERRAGAMO | térreo | TEL. 3758-4791

MEDICINA DIAGNÓSTICA EINSTEIN 5º Piso | Tels.: 2151-1233/4343

SIBERIAN | 2º piso | TEL. 3198-9333 TIGRESSE | 1º piso | TEL. 3755-1174 VALENTINO | térreo | TEL. 3274-6090 VERSACE COLLECTION | 1º piso | TEL. 3198-9342

N O V O VA L E T D O C J

VI AND CO | 2º piso | TEL. 3198-9356

O serviço funciona no Térreo e no 1º subsolo

ZAPÄLLA | 1º piso | TEL. 3552-3110

ZARA | 1º piso | TEL. 2101-1952

NESPRESSO PICK UP POINT Térreo | Tel.: 3552-3557

PRINT STORE 3º piso| Tel.: 3552-1444

REEBOK SPORTS CLUB 4º Piso | Tel.: 3759-7878

M A I S FAC I L I DA D E S CONCIERGE | TÉRREO | TELS.: 3552-3557/3558 SEC WAY | 1º SUBSOLO | TEL.: 3552-1300 TÁXI | 2º SUBSOLO, PRÓXIMO AO ELEVADOR VALET | TÉRREO E 1º SUBSOLO CAIXAS ELETRÔNICOS | ITAÚ, HSBC (AGÊNCIA NO SHOPPING) E BANCO 24 HORAS TELEFONIA MÓVEL | CLARO E VIVO | 3º PISO | TEL.: 3552-3557

SAPATARIA E COSTURA DO FUTURO 3º Piso | Tel.: 3552-1050

SPA CIDADE JARDIM 5º Piso | Tels.: 3198-9375/9379

VERBENA 3º Piso | Tel.: 3755-0515

FOTOS IVAN PADOVANI, ESTÚDIO RAFAEL SARTORI (SACOLAS) E DIVULGAÇÃO

Acessórios e calçados ALEXANDRE BIRMAN | térreo | TEL. 3198-9383 ALEXANDRE DE PARIS | 1º piso | TEL. 3552-2900 BLUE BIRD | 1º piso | TEL. 3198-9422 CHANEL | térreo | TELS. 3198-9327/9328 DANKI | 1º piso | TEL. 99526-2045 FENDI | térreo | TELS. 4873-5592/5594 FRED PERRY | 2º piso | TELS. 3198-9351/9352 HAVAIANAS | 1º piso | TEL. 3552-3557 HERMÈS | térreo | TEL. 3552-4500 JIMMY CHOO | térreo | TEL. 3552-2052 LONGCHAMP | térreo | TEL. 3552-1555 LOUIS VUITTON | térreo | TEL. 3017-5371

MARINA GALLATI | 1º piso | TEL. 96040-2660 MIU MIU | térreo | TELS. 3552-1040/1041

MONTBLANC | 1º piso | TEL. 3552-8000

LOUIS VUITTON | térreo | TEL. 3017-5371

PATI PIVA | 1º piso | TEL. 3552-5670

ÓPTICA SELLA | 2º piso | TEL. 3198-9308

MY GLOSS | 1º piso | TEL. 3552-3557

PF PIMENTA | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

REPETTO | 2º piso | TEL. 4873-5620

MONTBLANC | 1º piso | TEL. 3552-8000

PITA KEBAB | FOOD HALL* | TEL. 3198-9414

SALVATORE FERRAGAMO | térreo | TEL. 3758-4791

OMEGA | térreo | TEL. 3198-9370

POBRE JUAN | 3º piso | TEL. 3552-3150

SCARF ME | 2º piso | TEL. 97184-6684

PIAGET | térreo | TEL. 3198-9459

S U B | 1º piso | TEL. 3552-6555

ROLEX | térreo | TEL. 3758-4953

POP ART - PIPOCA GOURMET | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

THAYANA VARIZO | 3º piso | TEL. 98805-4774

SILVIA FURMANOVICH | 2º piso | TELS. 35521460/1461

RIZZO PREMIUM | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

UZA SHOES | 1º piso | TEL. 3552-3557 VERSACE COLLECTION | 1º piso | TEL. 3198-9342

TAG HEUER | 3º piso | TEL. 3552-1888

SONHERIA DULCA | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

WORLD TENNIS | 2º piso | TEL. 3198-9400

TIFFANY & CO. | térreo | TEL. 3552-5200

STEAK CORNER | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

VICTORINOX | 1º piso | TEL. 97107-5441

TAPIOCARIA MARKET | FOOD HALL* | TEL. 3198-9419

Moda praia e esportiva S U B | 1º piso | TEL. 3552-6555 TRACK & FIELD | 1º piso | TEL. 3048-1287

Livraria e papelaria

VIVARA | 2º piso | TEL. 3198-9362

Moda íntima INTIMISSIMI | 1º piso | TEL. 3198-9355

VIVENDA DO CAMARÃO | FOOD HALL* | TEL. 96407-4882

JOGÊ | 1º piso | TEL. 3758-4885 LUPO | 2º piso | TEL. 3198-9341

PRINT STORE | 3º piso | TEL. 3552-1444

Saúde e beleza

BROOKSFIELD JR. | 1º piso | TEL. 3755-0724 CAROLINA HERRERA | térreo | TEL. 3552-7777 CRIS BARROS MINI | térreo | TEL. 3758-3995 FIT NINA | 1º piso | TEL. 3552-1060 FOM | 3º piso | TEL. 3758-0719

BARBEARIA GARAGEM | 2º piso | TEL. 3552-3557

FIDEL TABACARIA | 1º piso | TEL. 3198-9410

L’OCCITANE | 2º piso | TEL. 3552-3035

Telefonia

(L)OFT HAIR BOUTIQUE | 3º piso | TELS. 77507240/3198-9390/9391

REEBOK SPORTS CLUB | 4º piso | TEL. 3759-7878

JOGÊ | 1º piso | TEL. 3758-4885

SEPHORA | 1º piso | TELS. 3198-9402/9401

LACOSTE | 1º piso | TEL. 3758-5311

SPA CIDADE JARDIM | 5º piso | TELS. 3198-9375/9379

LEGO | 2º piso | TEL. 3758-2239

TANIA BULHÕES | térreo | TEL. 3758-5010

PIPE ET MILA | 3º piso | TEL. 3739-4454 SILMARA | 2º piso | TELS. 3758-2028/3755-0562 S U B | 1º piso | TEL. 3552-6555 TRACK & FIELD | 1º piso | TEL. 3048-1287 ZARA | 1º piso | TEL. 2101-1952

Presentes e casa BLAUSS MAISON | 1º piso | TEL. 3758-5097 CASA ÁGUA DE COCO | 1º piso | TEL. 3595-1294 DEMOCRART | 2º piso | TEL. 3552-3557 FOM | 3º piso | TEL. 3758-0719

ISOLUTION | 1º piso | TEL. 3198-9354

Tabacaria

GAP KIDS/BABY | 2º piso | TEL. 3038-0399

PBKIDS | 1º piso | TEL. 3198-9358

IPLACE | 2º piso | TEL. 3198-9309

DROGASIL | 1º piso | TEL. 3758-5036

FRED PERRY | 2º piso | TELS. 3198-9351/9352

MIXED | 1º piso | TEL. 3552-3111

Eletrônicos e eletrodomésticos

CLÍNICA DR. FILIPPO PEDRINOLA | 5º piso | TEL. 3552-3620

MEDICINA DIAGNÓSTICA ALBERT EINSTEIN 5º piso | TELS. 2151-1233/4343

MINI U.S. | 3º piso | TEL. 3198-9417

THE GOURMET TEA | 3º piso | TEL. 3758-2565 TORTA DA MARIA | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

PAPELI | 2º piso | TEL. 3198-9375

1+1 | 2º piso | TEL. 3552-1011

TEMAKERIA E CIA | FOOD HALL* | TEL. 3198-9374

HOPE | 1º piso | TEL. 3552-3557

LIVRARIA DA VILA | 2º piso | TEL. 3755-5811

Moda e artigos infantis

SANTO GRÃO | 2º piso | TEL. 3198-9373

Alimentação A FORMIGA | 1º piso | TEL. 3418-7667 ADEGA SANTIAGO | 4º piso | TELS. 3758-4446/2441 ANUSHA | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557 BAKED POTATO BOUTIQUE | 1º piso | TEL. 3758-5417 BOALI | FOOD HALL* | TEL. 3198-9428 BRÁZ TRATTORIA | 4º piso | TEL. 3198-9435 BOCADINHO | FOOD HALL* | TEL. 3198-9424 CAFÉ HAVANNA | 1º piso | TEL. 3552-3557 CARCAMANO | FOOD HALL* | TEL. 3198-9420 CASA DO PÃO DE QUEIJO | 1º piso | TEL. 3198-9418 CHOCOLAT DU JOUR | térreo | TEL. 3758-0561

CLARO | 3º piso VIVO | 3º piso

Cinema CINEMARK | 3º piso | TEL. 5180-3297

Cultura e educação RED BALOON | 4º piso | TEL. 3552-3557 SHAKE HANDS | 4º piso | TEL. 3552-3557

Serviços e conveniência AGAXTUR | 3º piso | TEL. 3759-7900 CONCIERGE | térreo | TELS. 3552-3557/3558 DROGASIL | 1º piso | TEL. 3758-5036 ESPAÇO FAMÍLIA | térreo | TEL. 3552-3506 GAMA PET | 2º piso | TELS. 3758-5332/3552-2002 K20 TOUR | 3º piso | TEL. 3552-2990 LAVASECCO | 3º piso | TELS. 3758-5455/7825-8577 MANUKA | 3º piso | TEL. 3552-3557 NESPRESSO PICK UP POINT | concierge – térreo |TELS. 3552-3557/3558

HERMÈS | térreo | TEL. 3552-4500

CONCEIÇÃO BEM CASADOS | FOOD HALL* | TEL. 3198-9432

LE CREUSET | 1º piso | TEL. 3552-3557

CONFEITARIA DAMA | térreo | TEL. 3552-3557

MUNDO DO ENXOVAL | 1º piso | TEL. 3758-4945

DI CAPRI CAFÉ BISTRÔ | 2º piso | TEL. 3552-1256

PRESENTES MICKEY | 3º piso | TEL. 3758-3005

DRI DRI | 1º piso | TEL. 95976-0027

SPICY | 2º piso | TEL. 3758-2551

DUE CUOCHI CUCINA | 3º piso | TEL. 3758-2731

SAPATARIA E COSTURA DO FUTURO | 3º piso | TEL. 3552-1050

TANIA BULHÕES | térreo | TEL. 3758-5010

ESPAÇO ÁRABE | 2º piso | TEL. 3552-7780

SEC WAY | 1º subsolo | TEL. 3552-1300

TEMPUR | 3º piso | TELS. 3479-1059/98177-6006

FIT FOOD | FOOD HALL* | TEL. 3759-7878

VERBENA | 3º piso | TELS. 3057-3788/99605-1733

TROUSSEAU | 2º piso | TEL. 3758-3250

FOOD HALL CAFÉ | FOOD HALL* | TEL. 3198-9422

WESTWING | 2º piso | TEL. 3198-9415

GALUSKA | 3º piso | TEL. 3758-2616

Entretenimento

ZARA HOME | 1º piso | TEL. 4134-2882

KOPENHAGEN | 2º piso | TEL. 3758-3334

CASA BOSSA | 3º piso | TEL. 2481-4500

Joias e relógios

KOSUSHI | 4º piso | TEL. 3552-7272 LANCHONETE DA CIDADE | 1º piso | TEL. 3198-9301

Banco

ANA ROCHA & APPOLINARIO | 1º piso | TEL. 3552-5555

LE PAIN QUOTIDIEN | 3º piso | TEL. 3758-3597

HSBC/BRADESCO | 1º piso | TEL. 3755-5710

L’ENTRECOTE DE PARIS | 3º piso | TEL. 3552-3557 MAISON DE LA BIER | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

Caixas eletrônicos

MR. CHENEY | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

BANCO 24 HORAS | térreo

NONNO RUGGERO | térreo | TELS. 3552-7000/7002

ITAÚ | térreo

GRIFITH | 2º piso | TELS. 3552-2828/3758-3228

OLEA MOZZARELLA BAR | térreo | TEL. 99165-4774

GUERREIRO | 1º piso | TEL. 3758-0198

Em breve

O PUDIM | FOOD HALL* | TEL. 91416-9993

H. STERN | térreo | TEL. 3758-3480

ORIGEM | FOOD HALL* | TEL. 3552-3557

HUEB | 1º piso| TEL. 3552-3557

PARIGI BISTROT | 4º piso | TEL. 3552-3557

ARA VARTANIAN | térreo | TEL. 3044-0133 BREITLING | 1º piso | TEL. 3198-9366 CARTIER | térreo | TEL. 3759-3240 CHANEL | térreo | TELS. 3198-9327/9328

PALMIPÉ | 3º piso | TEL. 3198-9382 PONTO DE TÁXI | 2º subsolo | TEL. 3552-3540 PRINT STORE | 3º piso | TEL. 3552-1444

CAROL BASSI MÃE ME QUER MAGRELA SU&DU

APOIO AO CLIENTE 3552-3557 | HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO SEGUNDA A SÁBADO DAS 10H ÀS 22H | DOMINGO DAS 14H ÀS 20H *FOOD HALL NO 4º PISO

104

105


ACONTECEU

POR PATSY SCARPA

ROLEX

RALPH LAUREN

Um coquetel marcou a chegada dos novos modelos de relógios Rolex. Quem comandou o som da loja foi a DJ Cris Proença

Cris Rudge

Tereza Fittipaldi Marina Cavinatti

Fred Pompeu e Lethicia Bronstein

Guilherme Chueire

Cris Proença

Carol Francischini

Martin Gutierrez e Laurita Mourão Taciana Veloso

Marcello Mora, Stephan Meili, Gagliasso e Pier Mora

Eduardo Scarpa e Julia Murata

Um jantar na própria loja reuniu convidados para celebrar o primeiro ano da marca no Brasil

Adriane Galisteu

Fátima Scarpa e Vanda Jacintho

Luiz e Alessandra Campiglia Paulo Velloso

Priscila Paula e Ana Paola Diniz

Marina Diniz

SESSÃO ESPECIAL A animação Procurando Dory, da Pixar, foi a escolha da vez na Sessão Especial do Cinemark Bradesco Prime. Os pequenos adoraram – e os pais também Manu Carvalho

Kiki Ferraz

Ana Luiza Castro

Renata Hubenet

Julia Faria e família

PUCCI Billy e Talita Mansur com Catarina e Gables Tico, Aretha e Theo Sahyoun

106

Maria Lucia Monteiro e Silvia Bonfiglioli

A stylist Manu Carvalho dividiu dicas de estilo e tendências para as convidadas da marca, que, de quebra, conferiram todas as novidades

FOTOS SILVANA GARZARO (ROLEX); BRUNA GUERRA (PUCCI E PROCURANDO DORY); RODRIGO ZORZI (RALPH LAUREN); CHARLES NASEH (CRUISE); DENISE ANDRADE (FEIRA PARTE)

Renata Moares, Fernanda Vigidal, Ana Velloso, Patsy Scarpa e Eleonora Xando

CRUISE Fernanda Vidigal e Adriana Pelosini, sócias da marca, organizaram visita guiada para poucos nos corredores da exposição PARTE Feira de Arte, na Casa Bossa Nando Salem

Fabio e Carol Quinteiro

Duda Ramos Lucas Lenci

Fernanda Vidigal e Adriana Pelosini

Marcella Kanner André Diniz

Graziella Beltrão

Patricia Gaiotto

Denise Scussolino

PARTE FEIRA DE ARTE Pela segunda vez, o Cidade foi palco do evento que reúne o melhor da arte contemporânea de São Paulo

107


MARINA ABRAMOVIC NO M.INQ

Dani Carvalho

Depois da exibição de seu documentário Espaço além Marina Abramovic, a artista conversou com Daniela Seve Duvivier e os convidados do M.Inq

Ana Cury, Ana Raia, Marina Auriemo, Laura Zelmanovits e Jaime Spitzcovsky

ANA RAIA NO M.INQ

Thatiana Souza Aranha

Ruthinha Malzoni

Dani Barros Verdi

Carol Castello Branco

SHAKE HANDS nonononononononono Marisa Yunes

Nora Xando e Dani Seripieri

A nova escola de musical do CJ agitou os corredores do shopping com o espetáculo Broadway in Love

Patricia Carta

Alexandre Furmanovich

Luiz Lacerda Soares

Sabrina Muller Filippo e Camila Vallone

Cris Tamer, Michelle Lima, Paula Proushan, Rosana Jatobá e Astrid

Helinho Calfat e Rafa Mendonça

BLUE BIRD

108

Fernanda Perlaky

Bruna Traese

Vanessa Ribeiro

Beto Galvez

NANDO REIS

Fabiano Al Makul, Marina Abramovic e Dani Seve

Kyone Ogura e Cris Papa Yunes

Beta Wathely

MAYA GABEIRA

ANDERSON SILVA

Especialista em carreira e gestão de vida, a coach Ana Raia comandou papo inspirador na última edição do M.Inq

Jacqueline Shor e José Maria Ledesma

VOCÊ NÃO PRECISA MARCAR HORA PRA ENCONTRAR COM ELES

POR PATSY SCARPA

Ao som de orquestra e clima animadíssimo, a Blue Bird inaugurou sua nova flagship e levou as flats que são sucesso ao Cidade Jardim

FOTOS LEO FRANCO (M.INQ MARINA ABRAMOVIC); BRUNA GUERRA (M.INQ ANA RAIA); DENISE ANDRADE (BLUE BIRD); DIVULGAÇÃO (SHAKE HANDS)

ACONTECEU

GREGÓRIO DUVIVIER

GABRIEL MEDINA

MATHEUS NACHTERGALE

JOSÉ PADILHA

AGORA NA NETFLIX. ENCONTROS QUE PROVOCAM, INSPIRAM E FAZEM PENSAR.


ÚLTIMAS PALAVRAS POR ALEXANDRE MAKHLOUF

FOTO ALEX BATISTA

VERA EGITO Aos 34 anos, ela já escreveu curtas premiados em Cannes e coassinou os roteiros de À deriva e Serra Pelada. O début como diretora veio este ano com Amores urbanos, que mostra uma turma moderninha com doses fartas de vida real. O pano de fundo? São Paulo, sua cidade preferida no mundo. Na liderança das filmagens, só mulheres – fato inédito no cinema brasileiro. O QUE É SER CARETA EM 2016? O que sempre foi e sempre será: não aceitar o novo, a mudança, o diferente. ESTAMOS MAIS CONTESTADORES? Não, só estamos

mais cientes dos nossos direitos.

CINEMA É... Organizar o caos. Quando você se propõe a escrever uma história, cuidar de um jardim – ou seja, transformar a natureza em obra, isso alivia. E FORA DO SET? Dá um vazio. O processo é muito intenso, são meses trabalhando 12 horas por dia. É exaustivo, mas eu me sinto viva. O QUE SÃO OS AMORES URBANOS? Histórias que

eu e meus amigos vivemos. Mas não é biografia, é autoficção: não tem compromisso com o que realmente aconteceu.

QUEM É VOCÊ NO FILME? Acho que todos nós somos todos eles em momentos diferentes. O amor é uma ciranda – ninguém é só mocinho ou só vilão. MUDARIA ALGUMA COISA NO FILME? Muitas. O cinema tem um descompasso com o mundo real. Quando o filme estreia, tudo aquilo já é passado. FEZ DIFERENÇA TER SÓ MULHERES NO COMANDO?

Mulheres assinando roteiro e direção aumentam muito as chances de ter personagens femininas mais fortes. Quando a equipe de liderança faz parte de uma minoria social – mulheres, negros, homossexuais, transexuais –, isso afeta o resultado final. Isso é representatividade. VOCÊ SE IRRITA QUANDO... As pessoas acham que a

verdade delas é a mesma de todo mundo. Vale para religião, política, sexualidade, tudo. QUANDO VOCÊ SE APAIXONOU POR SÃO PAULO?

Quando eu comecei a viajar e vi que, para onde quer que eu fosse, preferia voltar para cá. O QUE É QUE O PAULISTANO TEM? Somos muito

libertários. Isso para mim é essencial.

VOCÊ TEM ÍDOLOS? Os Médicos sem Fronteiras. Eles estudaram nas melhores faculdades do mundo, têm dinheiro e escolheram trabalhar de graça na África Subsaariana, o lugar mais carente da Terra. AOS 80 ANOS... Quero continuar filmando e ainda emendar um jantar com as amigas depois. Estar ativa até os últimos dias. Não quero morrer em vida.

110

A maioria das empresas aéreas oferecem o mesmo padrão de qualidade. A maioria das empresas aéreas não são da Suíça. Experimente como a qualidade suíça pode fazer a diferença. Para voar non-stop diariamente para a Suíça com rápidas conexões para outros destinos na Europa, contate seu agente de viagens ou visite-nos em swiss.com


Cidade 43  
Cidade 43  

Estela Renner: diretora de documentários premiados, ela discute tabus sem perder a delicadeza jamais

Advertisement