Issuu on Google+

27 de Fevereiro de 2009

Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação Janeiro de 2009 Descida da Taxa de Juro no crédito à habitação em Janeiro A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação atingiu o valor médio de 5,808% em Janeiro, o que representa uma diminuição de 0,169 pontos percentuais (p.p.) face ao mês anterior, interrompendo, assim, a série de subidas dos últimos 7 meses. A taxa de juro implícita nos contratos celebrados nos últimos 3 meses diminuiu 0,225 p.p., fixando-se em 5,654%. Taxa de Juro

médias

Em Janeiro de 2009, a taxa de juro implícita no

constituem os principais indexantes para o crédito à

conjunto dos contratos de crédito à habitação1

habitação.

situou-se em 5,808%, diminuindo 0,169 p.p. face ao

A descida da taxa de juro implícita no conjunto dos

mês anterior.

contratos em vigor, em relação ao mês anterior,

mensais

das

taxas

Euribor,

as

quais

Taxa de Juro Implícita no Crédito à Habitação

verificou-se também em todos os destinos de

por Período de Celebração dos Contratos

financiamento3 considerados. Efectivamente, nos contratos de crédito respeitantes a Aquisição de

6,1% 6,0% 5,9% 5,8% 5,7% 5,6% 5,5% 5,4% 5,3% 5,2% 5,1% 5,0% 4,9% 4,8% 4,7% 4,6% 4,5% 4,4% 4,3% 4,2% 4,1% 4,0%

terreno para construção de habitação, a Construção de

habitação

e

a

Aquisição

de

habitação,

registaram-se diminuições de 0,217 p.p., 0,154 p.p e 0,172 p.p., respectivamente, com as taxas de juro implícitas a situaram-se em 5,699%, 5,847% e

Jan-09

Nov-08

Set-08

por Destino de Financiamento3

Últimos 3 meses

significativa, iniciado em Novembro de 2008, das

Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação – Janeiro de 2009

Aquis. de Terreno para Const. de Habitação

Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Estas diminuições reflectem o processo de redução

Mar-08

implícitas em 5,654%, em 5,568% e em 5,444%.

Jan-08

meses), fixando-se as respectivas taxas de juro

Nov-07

(últimos 6 meses) e de 0,170 p.p. (últimos 12

Set-07

de 0,225 p.p. (últimos 3 meses), de 0,148 p.p.

Jul-07

três períodos considerados2, registando decréscimos

Mai-07

conjunto dos contratos em vigor ocorreu ainda nos

6,1% 6,0% 5,9% 5,8% 5,7% 5,6% 5,5% 5,4% 5,3% 5,2% 5,1% 5,0% 4,9% 4,8% 4,7% 4,6% 4,5% 4,4% 4,3% 4,2% Mar-07

A descida mensal da taxa de juro implícita no

Jan-07

Últimos 6 meses

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Jan-08

Nov-07

Set-07

Jul-07

Últimos 12 meses

Taxa de Juro Implícita no Crédito à Habitação

Nov-06

Todos os contratos

Mai-07

Mar-07

Jan-07

Nov-06

5,799%, pela mesma ordem.

Construção de Habitação

Aquisição de Habitação

1/4


Nos contratos celebrados nos últimos 3 meses, as

suportadas pelos mutuários, de 0,129 p.p. e de

respectivas

0,131 p.p., pela mesma ordem.

taxas

de

juro

implícitas

também

diminuíram em todos os destinos: na Aquisição de Taxa de Juro Implícita Implícita no Crédito à Habitação

terreno para construção de habitação, a variação foi

no Regime Bonificado Jovem

de -0,443 p.p. para 5,622%, na Construção de

habitação, de -0,248 p.p. para 5,661% e na

6,4% 6,0% 5,6%

Aquisição de habitação, de -0,223 p.p. para

5,2% 4,8%

5,654%.

4,4% 4,0% 3,6%

Em ambos os Regimes de Crédito observou-se ainda

3,2% 2,8%

uma evolução decrescente das taxas de juro,

2,4%

passando para 5,686% no Regime Geral (0,175 p.p.

1,6%

2,0%

1,2% 0,8%

abaixo do mês anterior) e para 6,339% no Regime

0,4%

Suportada pelo Mutuário

Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Jan-08

Nov-07

Set-07

Jul-07

Mai-07

Mar-07

Jan-07

Nov-06

0,0%

Bonificado Total (decréscimo de 0,136 p.p.).

Suportada pelo Estado

Taxa de Juro Implícita no Crédito à Habitação Taxa de Juro Implícita no Crédito à Habitação

por Regime de Crédito

no Regime Bonificado Não Jovem 6,6% 6,5% 6,4% 6,3% 6,2% 6,1% 6,0% 5,9% 5,8% 5,7% 5,6% 5,5% 5,4% 5,3% 5,2% 5,1% 5,0% 4,9% 4,8% 4,7% 4,6% 4,5% 4,4% 4,3%

6,4% 6,0% 5,6% 5,2% 4,8% 4,4% 4,0% 3,6% 3,2% 2,8% 2,4% 2,0% 1,6% 1,2%

Suportada pelo Mutuário

As taxas de juro implícitas nos contratos dos

Regimes

Bonificados

apresentaram

Jovem

e

comportamentos

Não

Jovem

semelhantes,

diminuindo 0,140 p.p. e 0,124 p.p. relativamente ao mês anterior, para os valores de 6,293% e de 6,387%, respectivamente. Estes decréscimos na taxa de juro traduziram-se em reduções das parcelas

Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Jan-08

Nov-07

Set-07

Mai-07

Jul-07

0,0%

Bonificado Não Jovem

Mar-07

Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Bonificado Jovem

Jan-07

Bonificado Total

Jan-08

Nov-07

Set-07

Jul-07

Mai-07

Mar-07

Regime Geral

0,4% Nov-06

Total

Jan-07

Nov-06

0,8%

Suportada pelo Estado

Capital em Dívida e Prestação Vencida No mês de Janeiro, o valor médio do capital em dívida no total dos contratos de crédito à habitação em vigor atingiu 54960 euros, mais 186 euros que no mês anterior. Em

relação

aos

destinos

de

financiamento

considerados, o valor médio do capital em dívida na

Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação – Janeiro de 2009

2/4


totalidade dos contratos associados à Aquisição de

euros, situando-se o montante médio em 88636

habitação foi de 59116 euros, mais 196 euros que

euros.

em

Dezembro,

enquanto

nos

contratos

para Capital Médio em Dívida no Crédito à Habitação

Construção de habitação foi de 41630 euros, traduzindo

um

acréscimo

de

64

euros.

Nos

por Período de Celebração dos Contratos (Valores (Valores em euros) 90.000

contratos associados à Aquisição de terreno para

construção de habitação, a que correspondeu o

89.000 88.000 87.000

valor médio do capital em dívida mais elevado (92409 euros), apurou-se um aumento de 471 euros

86.000 85.000 84.000

face ao mês anterior.

83.000 82.000 81.000

Últimos 12 meses

Últimos 6 meses

Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Jan-08

Nov-07

Set-07

Jul-07

Mai-07

Mar-07

Nov-06

por Destino de Financiamento (Valores em euros)

Jan-07

80.000

Capital Médio em Dívida no Crédito à Habitação

Últimos 3 meses

95 000 90 000 85 000 80 000

No Regime Geral, o valor médio do capital em

75 000 70 000

dívida registou um acréscimo mensal de 244 euros

65 000 60 000 55 000

para o valor médio de 62549 euros. No Regime

50 000 45 000

Bonificado esse valor médio fixou-se em 36059

40 000 Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Jan-08

Nov-07

Set-07

Jul-07

Mai-07

Mar-07

Jan-07

Nov-06

35 000

Total

Aquisição de Terreno para Construção de Habitação

Construção de Habitação

Aquisição de Habitação

euros, menos 102 euros que no mês anterior.

Capital Capital Médio em Dívida no Crédito à Habitação por Regime de Crédito (Valores em euros)

O montante médio do capital em dívida nos 65.000

contratos de crédito à habitação celebrados nos últimos 3 meses foi de 88305 euros, registando-se um decréscimo de 1328 euros face ao mês anterior. Nos contratos celebrados nos últimos 6 meses

60.000 55.000 50.000 45.000 40.000

Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação – Janeiro de 2009

Regime Geral

Bonificado Jovem

Jan-09

Nov-08

Set-08

Jul-08

Mai-08

Mar-08

Jan-08

Nov-07

Set-07

Jul-07

Mai-07

também se registou uma diminuição mensal, de 49

25.000 Mar-07

Nos contratos celebrados nos últimos 12 meses

30.000

Jan-07

o montante médio a situar-se em 88326 euros.

35.000

Nov-06

registou-se uma redução mensal de 355 euros, com

Bonificado Não Jovem

3/4


Prestação Média Vencida e Respectivas Componentes no Crédito à Habitação

valor médio das prestações vencidas foi de 470

Janeiro de 2009 2009 (Valores em euros) 400 375 350 325 300 275 250 225 200 175 150 125 100 75 50 25 0

Nos contratos celebrados nos últimos 6 meses, o

euros, menos 11 euros que o valor verificado em

0

Dezembro. Relativamente aos últimos 12 meses este

10

41

valor foi de 465 euros, também menos 11 euros que

34 250

28

290 182 152

125

104

101

112

114

112

Total

Regime Geral

Regime Bonificado

Regime Bonificado Jovem

Regime Bonificado Não Jovem

no mês anterior. Por Regimes de Crédito, os valores médios de prestação também diminuíram em ambos: menos 6 euros, para 391 euros no Regime Geral e menos 3

Capital Amortizado

Juros Suportados pelo Mutuário

Juros Suportados pelo Estado

euros, para um valor médio de 298 euros no Regime

Bonificado.

O valor médio da prestação vencida4 nos contratos celebrados nos últimos 3 meses fixou-se em 477 euros, menos 20 euros que no mês anterior. Este valor da prestação foi significativamente superior à prestação média do conjunto dos contratos em vigor, que foi de 364 euros (menos 5 euros que no mês anterior).

Notas: Podem existir eventuais diferenças por arredondamentos de casas decimais, entre os valores apresentados no destaque e os constantes nos quadros anexos ao mesmo. 1

A taxa de juro implícita no crédito à habitação reflecte a relação entre os juros totais vencidos no mês de referência e o capital em dívida no

início desse mês. 2

Contratos celebrados nos últimos 3 meses: contratos cuja data de celebração se situa entre Outubro de 2008 e Dezembro de 2008. Contratos celebrados nos últimos 6 meses: contratos cuja data de celebração se situa entre Julho de 2008 e Dezembro de 2008. Contratos celebrados nos últimos 12 meses: contratos cuja data de celebração se situa entre Janeiro de 2008 e Dezembro de 2008. Os contratos celebrados em Janeiro de 2009 não são tidos em conta por ainda não se ter vencido qualquer prestação.

3

As presentes estatísticas sobre taxas de juro, capital médio em dívida e prestação média vencida são relativas aos contratos de crédito a

particulares para habitação para os seguintes destinos de financiamento: aquisição de terreno para construção de habitação, construção de habitação e aquisição de habitação. 4

O valor médio da prestação vencida é igual à soma do valor médio do capital amortizado com o valor médio de juros vencidos.

Os resultados de Janeiro baseiam-se na informação recebida no INE até 16 de Fevereiro.

Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação – Janeiro de 2009

4/4


27ITxJICHab01