Issuu on Google+

A-Z em PortuguĂŞs

Christin Aucapina Pobs 400


Avós Quando eu era pequena vivi com meus avós por um ano no Equador. Eu estava encontrando meus avós e um tio pela primeira vez. Durante esse ano eu fui apresentada a muitos membros da família e viajei para várias partes do país. Em um ano, eu me tornei muito apegada com meus avós e senti que eles eram como meus pais. Mesmo que eu fosse pequena, algumas das minhas primeiras lembranças são daquele ano. Meu primeiro e único cão, eu recebi de meus avós. Meus avós me acompanharam no meu primeiro dia de escola. Eu me lembro de brincar com meus avós e comer todos os doces de sua loja. O ano passou muito rápido e eu tinha que voltar a viver com minha mãe. Quando meu passaporte americano chegou, era hora de deixar meus avós e voltar para os Estados Unidos. Lembrome de estender meus braços e correr pela sala de estar dizendo que eu poderia voar a qualquer lugar do mundo.


Bicicleta Quando eu aprendi a andar de bicicleta eu me senti realizada porque eu tinha aprendido a andar de bicicleta sozinha, mas quando eu fui forçada a recordar a habilidade na China oito anos depois, eu tive medo. No último ano do colegial, minha turma viajou para a China da Pequim a Xangai. Passamos alguns dias em Xi’an, uma cidade antiga que ainda tinha sua muralha original. O plano para o dia era para andar de bicicleta em torno da muralha da cidade. Para muitas pessoas, foi uma coisa fácil e muitos correram para o acabar, mas para algumas pessoas era uma idéia assustadora. Eu, pessoalmente, não gosto de andar de bicicleta, a menos precise, e para minha amiga era assustador, porque ela estava aprendendo a andar de bicicleta pela primeira vez. Não comecei bem, porque no primeiro minuto eu bati em um homem, e não sabia como pedir desculpas em chinês. Depois de andar de bicicleta por um tempo, eu comecei a relaxar. Eu percebi que eu era capaz de aprender sobre a cidade e finalmente me senti confiante em uma bicicleta.


Carnaval

Muitos países celebram carnaval de formas diferentes, mas o único carnaval que eu experimentei foi no Equador. Eu gosto de Carnaval porque reúne a família. Normalmente, toda a família vai para uma casa de parentes para comemorar. Há sempre pessoas que cozinham grandes quantidades de alimentos, porque todos precisam ser alimentados. Durante o Carnaval famílias se reúnem para brincar em uma luta de água amigável. As pessoas jogam a água e farinha umas nas outras. Não importa o membro da família em que você está jogando coisas, porque todo mundo está fazendo o mesmo. Eu sempre gosto de carnaval no Equador, mas eu também gostaria celebrar Carnaval em outros países.


Disney World

Para meu quinto aniversário minha mãe me levou a Disney World. Era como se meus grandes sonhos estava se tornando realidade. Em minha mente eu estava indo para salvar todas as princesas; protegê-las de todas as madrastas más e bruxas. Mesmo que eu nunca fui uma fã de montanhas-russas, eu ainda tive um grande momento, porque eu era capaz de conseguir cada autógrafo dos personagens. Era um sonho para mim conhecer todas as princesas, porque eu sempre adorei ver os filmes da Disney e vestir-me como uma princesas no dia das bruxas. Alguns dos momentos mais mágicos foram quando minha mãe e eu assistimos os fogos de artifício do castelo da Disney.


Elefante

Um dos meus animais favoritos é o elefante. O elefante tem significados diferentes, mas algun elicidade. Eu tive o prazer de ver um elefante em algumas ocasiões. Eu ví elefantes no zoológico do Bronx em uma viagem escolar, e no circo com m inha família. Quando viajei para a Tanzânia, tive a sorte de ver um elefante na selva. Um dos meus maiores sonhos é montar um elefante. A fim de fazer isso, eu realmente gostaria de viajar para a Tailândia ou a Índia. Significaria muito para mim se eu pudesse tocar um elefante. Eu sinto que eles têm um monte de significativo para culturas e religiões, e seria especial fazer uma parte disso.


Futebol Jogos de futebol são uma grande motivação para as pessoas viajarem, as pessoas viajam grandes distâncias para assistir seus times favoritos e para grandes eventos como a Copa do Mundo. Crescendo em uma casa hispânica, o único jogo que eu sabia jogar e as regras era o futebol. Quando eu era uma criança eu me lembro de viajar para Nova Iorque e Nova Jersey, para assistir a jogos de futebol com a minha família. Eu prefiro ir aos jogos, em vez de vê-los na tela, porque a energia presente nos jogos é emocionante. Quando eu viajo, eu gosto de aprender sobre times de futebol em outros países. Algumas vezes eu compro uma camisa do time do país. Até agora eu tenho camisas de Espanha e Tanzânia. Um dia eu espero ter um mapa do mundo de camisas dos times.


Grande Muralha da China Tinha nevado na noite anterior, de modo que a Grande Muralha da China foi coberta com um manto branco. Subir a muralha foi difícil, mas a vista foi incrível. A neve tinha um brilho bonito, mas fez caminhar pela muralha extremamente difícil. Eu sempre estava com medo de cair da escada de gelo. Em momentos quando havia uma inclinação para baixo, eu me senti como se estivesse esquiando. Foi interessante notar que, apesar de ser uma atração turística, a Grande Muralha da China não é realmente mantida. É claro que ela é protegida, mas ninguém limpava a neve para que os turistas pudessem caminhar com mais facilidade. De certa forma, foi bom ter a mesma experiência que os guerreiros tinham há milhares de anos. Era quase como se o tempo não afetasse a muralha. Eu gostaria de voltar para a China e andar sobre a muralha em uma temporada diferente, porque a muralha deve mudar dependendo da temporada.


Hamptons

Os Hamptons são geralmente conhecidos como um local de férias de verão para os ricos de Nova Iorque, mas eu conheço-os como oa palma da minha mão. A área é composta por cerca de sete vilas, as quais têm acesso a água. Cada vila é diferente porque ela tem algo especial para oferecer. Eu adoro ir para a baía ou para a praia, porque é interessante ver como a paisagem na área inspirou muitos artistas como Willem De Kooning e Jackson Pollock. Algumas das minhas coisas favoritas para fazer em casa são coletar maçãs, comer em restaurantes e ir à praia. Eu sinto que tenho uma maior valorização para paisagens, porque eu cresci em um espaço cênico. Sempre que eu estou em casa eu gosto de estar ao ar livre, porque eu me sinto relaxada.


Inglaterra Embora algumas pessoas não gostam da Inglaterra por causa do tempo, eu acho que a cidade é encantadora. Eu conheço duas cidades inglesas: Londres e Canterbury. Eu sinto que as duas cidades são perfeitas para explorar e conhecer sem um mapa. Na minha experiência Londres é incrível, porque há muitas coisas para fazer. Existe um boa combinação de área urbana e área verde. Mesmo que eu estava em Londres durante o inverno, eu ainda me sentia como se eu pudesse desfrutar do ar livre. Eu aprecio a cidade, porque tem um monte de história e arte, que dão a sensação de que há sempre uma nova experiência. Quando eu visitei a Galeria de Londres e o Museu Britânico, senti como se eu pudesse passar horas em cada museu. Pode parecer estranho, mas fiquei impressionada porque tive maravilhosas obras de arte na minha frente. Meu tempo na Inglaterra foi admirável, eu sinceramente sinto que é uma cidade onde qualquer coisa pode suceder.


Junho

Junho é o melhor mês do ano por muitas razões, mas principalmente porque é o mês do meu aniversário. Tenho celebrado muitos aniversários diferentes com pessoas diferentes. Algumas das minhas favoritas festas de aniversário foram únicas. Um dos meus primeiros aniversários de que eu me lembro é o meu quarto aniversário. Foi o ano que passei no Equador com os meus avós. Eles organizaram uma festa, com um palhaço, presentes, crianças, e muitos jogos. Mesmo que eu estivesse aterrorizada pelo palhaço, eu tive um monte de diversão na festa. Foi um dos melhores dias de aniversário que eu já tive. À medida que eu cresço, eu sinto que eu vou sempre celebrar meu aniversário como se eu fosse uma criança.


Kilimanjaro Kilimanjaro é o ponto mais alto da Tanzânia, e do continente africano. É a montanha mais alta do mundo em 5895 metros acima do nível do mar. Também está perto da fronteira do Quênia e Tanzânia. Quando viajei para Tanzânia, em 2010, cheguei em Nairobi, Quênia e eu viajei em um caminhão para Tanzânia. Foi uma experiência maravilhosa, porque a paisagem ao redor da fronteira é incrível. Eu só tive algumas interações com Kilimanjaro, eu a vi de longe e eu tirei uma foto na base da montanha. Há muitas pessoas que viajam para Tanzânia justamente para escalar Kilimanjaro. Eu estava viajando com um grupo de estudantes da minha idade, e a empresa que nos levou em safari também fazia passeios de Kilimanjaro. Eles nos pediram para tirar uma foto na base da montanha com camisas que diziam “subimos Kilimanjaro”. Desde então, tenho o objeto de um dia voltar para a Tanzânia e subir a montanha. É uma daquelas coisas que devem estar na minha “bucket list.”


Leão

Fiquei surpreendida ao saber que o rei da selva passa a maior parte de seu tempo dormindo na grama. Quando eu estava no safari na Tanzânia eu tive a sorte de ver os cinco grandes: leopardo, elefante, rinoceronte, búfalo, e leão. Para algumas pessoas pode parecer estranho, mas tivemos sorte por observar o acasalamento de leões na natureza. Havia cerca de seis fêmeas e apenas um macho, e é normal que o macho se acasale com mais de uma fêmea. O guia, que estava conduzindo o safari disse que é raro que os turistas tenham a oportunidade de ver o acasalamento os de leões. Foi interessante notar que os animais não se importavam com o público. Todo mundo achou engraçado porque o acasalamento durou apenas alguns segundos, e a leoa não parecia interessada.


Maçã

Maçãs são um fruto muito comum para desfrutar, e são quase iguais em todos os lugares. Quando eu estava na Costa Rica comi algumas das mais deliciosas frutas do mundo. Eu também comi maçãs, mas um fruto que foi estranho e semelhante às maçãs. A parte externa da fruta tinha a forma de uma pêra, mas tinha cor de uma maçã. Uma vez que eu mordi o fruto percebi que não era uma fruta normal, porque tinha a textura de uma maçã, mas tinha gosto de melancia. Foi a experiência mais estranha que eu já tinha tido, porque nada acabou por ser o que eu pensava que era. Os costarriquenhos chamam a fruta “maçã de água.” Eu amo a fruta porque minha primeira experiência com ela foi cheia de surpresas. Espero um dia poder saborear de novo uma maçã de água.


Nicarágua

Eu viajei para a Nicarágua com a minha escola em 2010, em uma viagem de serviço. Passamos cerca de uma semana trabalhando para melhorar uma escola. Eu aprendi que eu gosto de ajudar crianças. Também viajámos para diversas partes do país, como Ometepe. É uma ilha criada por dois vulcões, no meio do lago Nicarágua. Não havia muito o que fazer além de bronzear e nadar. Tivemos a oportunidade de andar a cavalo, que era divertido. Eu estava nervosa, porque eu nunca tinha tido uma grande experiência em um cavalo. Eu estou sempre com medo deles, porque eles têm uma mente própria. Nós montamos os cavalos até a montanha mas eu estava todo o caminho na parte de trás, porque eu estava com medo de ir rápido com o cavalo. Infelizmente, um dos cavalos rolou sobre meu amigo, e o cavalo não podia levantar-se. No final, eles comportavam-se muito bem, mas foi uma experiência interessante. No futuro gostaria de aprender a montar um cavalo melhor, para que eu possa ter uma melhor experiência.


Obras Uma motivação para viajar são magníficas obras de arte que existem em todo o mundo. Se você tem um artista favorito, e quiser ver toda a arte do artista você teria que viajar ao redor do mundo. Por exemplo, se seu artista favorito é Van Gogh, você pelo menos tem que viajar para a cidade de Nova Iorque e Londres. Estas cidades não incluem outra de suas obras menos famosas que se encontrem uma de muitas outras cidades. Você pode ver uma obra de arte através da internet e livros, mas não é o mesmo que ver a coisa real. Eu considero Van Gogh um dos meus artistas favoritos e acho que vale a pena ver as obras em seu contexto natural. Na escola eu visitei o MOMA em Nova Iorque e a National Gallery em Londres, sendo que ambos têm pinturas de Van Gogh. National Gallery tem uma sala cheia de pinturas de Van Gogh. Eu nunca tinha ficado tão impressionada com uma obra de arte, e é por isso que eu creio que nada se compara a ver uma pintura.


Praia

Eu cresci a cinco minutos da praia, e é provavelmente a razão pela qual eu gosto tanto de praias. Quando eu era uma criança pequena eu odiava entrar no oceano, por isso gostava de jogar na areia. Quando fiquei mais velha comecei a ir à praia com os amigos, porque no verão não há nada muito o que fazer, mas estar ao ar livre. No verão as praias são cobertas de pessoas. Eu acho que eu não iria gostar de viver em uma área onde um corpo de água não estivesse por perto. Toda vez que eu viajo para o exterior eu sempre gosto de ir às praias, porque é interessante notar as diferenças e apreciar a beleza. Algumas das praias mais bonitas que eu já vi foram em Costa Rica, México e Zanzibar. Espero um dia ver as praias no sul do Pacífico. Em particular, gostaria de ver as praias de Samoa e Fiji porque é uma parte do mundo para a qual eu nunca viajei.


Quinceañera É tradição na cultura latino-americana celebrar os quinze anos de uma menina, porque significa a transição para a idade adulta. A festa é chamada Quinceañera. Tradicionalmente, é uma grande festa, e cada membro da família é convidado para comemorar. A celebração tem dois componentes: primeiro, há uma cerimônia em uma igreja e, em seguida, todo mundo vai para a festa. Quando eu completei quinze anos, minha mãe insistiu em que comemorássemos com uma Quinceañera. Embora o meu aniversário seja em junho, comemoramos minha Quinceañera no Equador na véspera de ano novo. Planejar uma festa internacional foi difícil, mas meus avós em Equador foram muito útil. Embora minha mãe quisesse a festa mais do que eu, ela era essencialmente a planejadora da festa. Por isso eu me diverti tomando algumas decisões sobre a festa, eu nunca fiquei estressada. No final, a festa foi fabulosa, eu nunca comemorei meu aniversário de uma forma tão grande. Alguns dos meus aspectos favoritos da festa foram: fogos de artifício à meia-noite, celebrar com mais de cem membros de minha família, e conhecer melhor a minha família.


Rhode Island Eu só tinha visitado Rhode Island uma vez antes de começar universidade. Apesar de ter vivido em Rhode Island por um curto período de tempo, eu não me sinto familiarizada com o estado. Eu ha ido a algumas áreas em Providence, mas não muito longe da escola. Eu também já viajei para Newport e andei pelas mansões. Eu realmente gostei de sair da Providence e ver diferentes áreas, porque me lembra que há muito lugares para ver neste mundo. Uma maneira que eu pretendo ver mais de Rhode Island, é através da participação no Ripta Challenge. É um programa que incentiva os alunos da Brown a andar de ônibus, porque apóia a economia local. O desafio é viajar para pelo menos três locais diferentes que estão na lista de “Guia para Rhode Island”, e tirar fotos no lugar. Quando eu participar, eu pretendo visitar o parque de diversões Crescent, a mansão Blithewold, e Roger Williams State Park. Ao completar o desafio, receberei uma camisa de graca.


SCUBA Scuba é uma abreviatura Inglês para “aparelho de respiração autónomo subaquático”, e é uma das minhas atividades favoritas. Além de visitar países porque têm belas paisagens, cultura, e praias, eu também visito países porque têm bom locais de mergulho. Eu fui certificada no verão de 2010, em Zanzibar, que é uma ilha ao largo da costa da Tanzânia. Eu sempre gostei de nadar, e quando tive a oportunidade de aprender a mergulhar eu não pude resistir. Eu gosto do esporte, principalmente porque eu posso ver os animais que vivem debaixo d’água em seu habitat natural. Ver os animais no oceano é muito diferente, de vê-los em um aquário, porque você está no habitat natural. Por causa de mergulho tenho enfrentado alguns dos meus maiores medos, como de ver um tubarão. Quando eu estava nas ilhas de Galápagos em janeiro de 2013, estive à dez metros de distancia de um tubarão. Mesmo estando apavorada e estando sem oxigênio, eu sobrevivi. Estar debaixo de água é uma experiência muito calmantes, porque você tem que entender seu corpo, também é como se tivéssemos super poderes. Nós podemos permanecer debaixo d’água por muito tempo desde que o nosso tanque de oxigênio nos permita. No começo é difícil começar a usar, mas você só tem que se sentir confortável nadando e respirando com um regulador. Eu só mergulhei em três locais: Cancun, Galápagos, e Zanzibar, mas eu gostaria de explorar mais águas.


Tartarugas Marinas Tartarugas marinhas ameaçadas de extinção são animais peles quais eu tenho grande simpatia, principalmente porque eles não podem ajudar a si mesmos. Eles são vítimas da poluição que os seres humanos criam. Muitos deles não chegam à idade adulta, porque eles comem lixo que é lançado no mar, e muitas tartarugas fêmeas são mortas por caçadores quando elas chegam na praia para desovar. Eu me ofereci para ajudar as tartarugas marinhas em duas ocasiões, no México e na Costa Rica. Quando eu estava na Costa Rica, foi a primeira vez em que eu aprendi sobre as tartarugas marinhas ameaçadas de extinção. Voluntariar para ajudar as tartarugas marinhas implica patrulhar praias à noite para ver se as fêmeas estão colocando ovos, e mover ninhos de ovos para locais seguros. Foi o que eu fiz no México e na Costa Rica. Eu decidi ser voluntária para a causa das tartarugas marinhas uma segunda vez, no México, porque eu senti que era importante para ajudar os animais e também porque eu estava usando a experiência para fazer uma revista para meu projeto final de curso. Eu sinto que é muito importante ajudar os animais porque eles não podem ajudar a si mesmos, e eles geralmente são ameaçados devido à interverão humanas.


Ukulele Antes de fazermos trekking para Canterbury, passamos uma semana em Londres. Passamos a maior parte do nosso tempo, pensando sobre como poderíamos divertir-nos em nosso trek para Canterbury. Um colega achou que era uma boa idéia comprar um ukulele para que pudéssemos fazer música. Por isso compramos um ukulele verde neon em Londres. Nós usamos todos os dias em nossa parada para o almoço, em nosso caminho a Canterbury.


Viajar Com presente para mim, minha mãe me comprou um mapa do mundo, que permite colocar um marcador nos lugares que você viajou. Quando ela me deu o presente, ela disse que eu seria capaz de ver todas as minhas viagens. No mapa, eu não apenas marco a lugares que eu viajei, mas também marco as áreas onde alguns dos meus amigos internacionais vivem. Até agora, eu coloquei cerca de dez lugares, mas eu estou realmente animada para vê-lo crescer ao longo do meu tempo de vida. Espero que um dia, o mapa é coberto com marcas.


Whisky Quando eu estava no Marrocos me ofereceram “whisky”, eu fiquei confusa porque eu era menor de idade. A mulher que ofereceu “whisky”, insistiu que eu tomasse um gole, mas eu não entendi. Foi então que alguém que falava inglês explicou que a mulher estava me oferecendo whisky marroquino, que é um chá. Depois de beber uma xícara de chá, que vinha em uma garrafa decorada, eu caí no amor com o “whisky”. O chá é feito de hortelã e os marroquinos bebem várias vezes o dia. E chamam-no whisky porque bebem o chá como se bebe uísque na Escócia. Depois que eu entendi o que eles chamavam de “whisky”, passei a beber chá tão frequentemente como os marroquinos.


Xícara Eu gosto de coletar copinhos de shot de diferentes países, mas às vezes em alguns países, é difícil encontrar um copinho de shot. Eu não fui capaz de encontrar um copo em Marrocos e China, principalmente porque a bebida não é muito divulgada. Mas em ambos os países é muito comum para as pessoas a beber chá com freqüência. Em vez de comprar um copinho de shot, eu decidi comprar xícaras de chá porque elas são pequenas. Xícaras de chá marroquinos são interessantes porque elas geralmente têm um padrão de ouro através de um vidro colorido. Xícaras de chá chineses são muito diferentes, porque elas são feitas de porcelana e podem ter diversas padrões coloridos. As pessoas sempre me fazem perguntas quando veem minha coleção de copinho de shot, e veem duas xícaras de chá.


Yucatán Durante o verão, minha amiga e eu decidimos que precisávamos de umas férias. Queríamos ir um algum lugar do Caribe, para onde nunca tínhamos viajado. Nós decidimos ir para Cancun, porque ela queria ir para o México, e eu realmente queria ir para a Península de Yucatán. Nós viajamos para Cancun por cinco dias. Durante a nossa estadia, decidimos ir em uma excursão para ver Chichen Itza, que é um dos últimos pirâmides maias. Eu estava animada para ver a ruína, porque eu me lembrei que fiz um projeto na escola. A pirâmide foi exatamente como eu imaginava, era grande e simboliza uma grande importância cultural. Como estávamos na Península de Yucatán, também nadamos em um cenote. Foi uma ótima maneira de explorar Yucatán, nos passamos o resto das férias na praia.


Zodíaco Embora você não pode acreditar em tudo que você lê, eu acho que é interessante ler horóscopos. Eu acho que é interessante ver como os países diferentes valorizam horóscopos e signos do zodíaco. Em alguns países, as pessoas são supersticiosas, e acho que eles crerão fortunas para ser verdade. Signos do zodíaco têm uma forma interessante de descrever uma pessoa, e às vezes eles estão corretos. Eu imagino que deve haver muitas pessoas ao redor do mundo que são fascinadas por signos do zodíaco, porque muitas vezes eu encontro livros sobre os signos do zodíaco em aeroportos.



Pobs 400