Issuu on Google+

por

Chris, The Red


por

Chris, The Red


As Cinco Cores do Sexo foi um projeto desenvolvido para uma das atividades práticas da minha pós-graduação em Artes Visuais e Cultura, pelo SENAC/DF. O tema proposto para a a atividade foi o seguinte: “Muitas das obras que estudamos até aqui abordam, cada qual à sua maneira, questões relacionadas ao corpo humano. Vimos, por exemplo, como os trabalhos minimalistas e a land art envolvem a presença física e a percepção espacial do espectador; como o neoconcretismo brasileiro explora os sentidos corporais do tato e do movimento; e como diversos estilistas e designers reavaliaram a relação entre o corpo e os materiais, formas e conceitos de roupas ou objetos. Além disso, o texto de Charbelly Estrella deixa claro que o agenciamento social do corpo sempre abarca questões bem mais profundas do que a simples proteção física. Agora, desenvolva um trabalho tomando como ponto de partida uma questão relacionada ao corpo, que pode ou não ser ligada ao vestuário. Reflita: que significados você atribui ao corpo? Pense na importância do corpo nas artes visuais, não somente como tema e objeto, mas também como núcleo sensorial que propicia todas as nossas experiências espaciais e temporais. Para realizar seu trabalho, você pode empregar quaisquer recursos ou linguagens e, se quiser, pode interpretar uma dessas sugestões: a escala humana – a relação entre as dimensões do corpo e dos demais objetos; os sentidos (tato, olfato, audição, paladar, visão); o envelhecimento; os discursos e valores culturais relacionados ao corpo, suas imagens e representações; as interações entre os corpos; as relações entre interior e exterior mediadas pela pele; os processos orgânicos internos (digestão, circulação, respiração, transpiração, etc.). Seu trabalho terá como referência um grupo de três a cinco obras, de qualquer linguagem ou campo de criação visual, que você vai pesquisar e selecionar nos materiais do curso, na Internet ou em outras fontes de seu interesse. Defina a sua questão a partir de diálogos com essas obras de referência e prepare a sua apresentação visual, que ocorrerá no próximo encontro presencial do curso. Além disso, elabore um texto, com no máximo duas laudas de extensão, que exponha e explique a sua questão, bem como a interpretação visual que dela realizou. Nesse mesmo texto, comente as relações que estabeleceu entre as obras de referência escolhidas e o trabalho criado.” Para desenvolver meu trabalho, optei pelo tema Os Cinco Sentidos.


Botticelli

O “nu” é elemento constante nas artes visuais. Desde a famosa estátua Vênus de Milo, datada de cerca de 130 a.C., passando pela obra de Botticelli, o Nascimento de Vênus, de 1483.1 Seguindo pelas obras de Picasso e Dalí; chegando às obras fotográficas de Mario Testino. Observamos também o nu no filme de Man Ray, Le Retour à la Raison, de 1923. Em todos os tempos, o fascínio pelo corpo humano foi inspiração para diversos artistas. Criar tendo o corpo humano como temática é entrar em um mundo de diversas possibilidades e combinações. Para esta série, uni elementos:

3

os cinco sentidos + sexo + cor. Uma das principais conexões do corpo humano é com o sexo, o desejo, o prazer. E nada melhor do que fazer esta mistura do corpo com os sentidos com o sexo. Por que? Como bem cita a Carla Cecarello em seu blog: “Poucas pessoas sabem usar plenamente os cinco sentidos na hora do amor e do sexo. Tanto homens como mulheres muitas vezes esquecem que os órgãos de percepção (tato, paladar, olfato, audição e visão) são capazes de perceber as mudanças de sensações e de envolvimento que recebem e transmitem durante a relação sexual”.2

Salvado r Dalí

Nosso corpo é provido de diversos pontos sensoriais e os cinco sentidos são um importante ponte para ativarmos estes pontos na hora, não apenas do sexo, mas de conhecimento do nosso próprio corpo.

o

Alexandros de Antióquia (provável autor da obra)

tin Mario Tes

“Sexo é uma atividade sensorial que envolve os cinco sentidos, sentidos esses que fazem a comunicação do nosso mundo interior com o exterior. Nada chega ao intelecto sem passar pelos sentidos; qualquer toque, cheiro, som, visão ou gosto têm uma interpretação em nosso cérebro”.3 E então, tudo se conecta; o corpo, os sentidos, a alma. Tem dois trechos do livro do Paulo Coelho, Brida, que diz o seguinte sobre esta conexão: Primeiro trecho: “Quando estamos na cama com alguém, estamos a consentir que essa pessoa comungue não apenas com o nosso corpo mas com toda a nossa personalidade. São as forças puras da vida que se comunicam, independentemente de nós - e, então, não podemos esconder quem somos”.4 Segundo Trecho: “Toda a relação do homem com o mundo se faz através dos cinco sentidos. Mergulhar no mundo da magia é descobrir sentidos desconhecidos - e o sexo nos empurra para algumas dessas portas”.5

1 Provável data da obra 2 Disponível em http://falandonaquilo.blogtv.uol.com.br/2009/02/09/os-cinco-sentidos-do-prazer. Acesso em 13 de maio de 2011. 3 Disponível em http://www.divirta-se.uai.com.br/html/sessao_38/2011/04/15/ficha_mundoela_saude/id_sessao=38&id_noticia=37471/ ficha_mundoela_saude.shtml. Acesso em 13 de maio de 2011. 4 Coelho, Paulo, 1947- .Brida/Paulo Coelho - Rio de Janeiro: Rocco. 1990. Página 154-155. 5 Coelho, Paulo, 1947- .Brida/Paulo Coelho - Rio de Janeiro: Rocco. 1990. Página 164-165.


Então, nosso corpo está conectado diretamente com o sexo. Este, por sua vez, aos cinco sentidos. A série As Cinco Cores do Sexo é a minha leitura destes elementos: os cinco sentidos associados ao desejo, ao sexo, representado cada um deles, por uma cor. Para escolher a cor de cada tela, realizei uma pesquisa com 20 homossexuais masculinos, para descobrir a cor que eles associam a cada um dos sentidos em relação ao sexo. A pergunta que fiz a cada um deles foi: que cor você associa a cada um dos cinco sentidos (visão, paladar, audição, olfato e tato) em relação ao sexo, ao desejo? O resultado foi o seguinte:

Visão: azul Paladar: vermelho Audição: amarelo Olfato: verde Tato: marrom


As Cinco Cores do Sexo por Chris, The Red

Fotografia + Arte Digital, 2011 Obrigado ao A. que, gentilmente, aceitou ser o modelo para esta obra.

www.thered.com.br



As Cinco Cores do Sexo