Page 1

O designer de joias Leo Pinheiro

1

apresenta sua nova linha de bolsas e sapatos

Linguagem fotográáca

Revista Perto de Casa #22

um instrumento de comunicação para deecientes auditivos

Edição 22 | Ano V

Pele lisinha e sem dor

prepare-se para o verão com a fotodepilação na D'pil

Turismo Rural

um guia de passeios ecológicos em PE


2 3

Revista Perto de Casa #22

Revista Perto de Casa #22


Carta ao Leitor Sentir o coração bater mais forte. Ouvir as vozes da emoção, da razão, da justiça e da luta. É com este espírito renovador, que fechamos esta edição. Final da Copa das Confederações, Brasil Campeão (sem exclamação, mesmo). Emoções apáticas, focos diversos, as pessoas sem mais tantas ilusões, o povo na rua reivindicando seus direitos, cansados de serem passivos diante de situações catastróficas, colocando pra fora todas as suas indignações. É isso aí, é tempo de reconhecer quem tem força e mudar o que consideramos errado. A vida é feita de lutas e questionamentos, todos com o mesmo objetivo: um país melhor, melhoria na educação, na saúde, enfim, melhores condições de vida. Já não era sem tempo de irmos às ruas em busca dos nossos direitos e tomarmos satisfações pelo que fazem com nosso dinheiro. Este é o sal da vida. Viver é essa deliciosa mistura de trabalho, esforço, tristeza, decepções, sofrimento e dúvidas... Mas também de prazeres, alegrias, conquistas, felicidade e brilho! E por falar em brilho, nossa capa exibe a bela jovem Luana usando joias e acessórios de Leo Pinheiro, que abre esta edição mostrando as novidades em bolsas e sapatos, que agora têm, também, a sua assinatura. E vamos em frente, porque nossos caminhos são como um jogo mágico, onde temos que tentar dar os passos certos e esperar resultados satisfatórios.

EXPEDIENTE

Revista Perto de Casa edição 22, ano 5. www.pertodecasa.rec.br Recife - PE

Direção e Redação: Taciana Valença Jornalista Responsável: Sandra Abreu Revisora: Salete Rêgo Barros Colaboradores: Salete Rêgo Barros, Karla Gonçalvez, Paulo Queiroga, Melânia Vieira, Cyane Pacheco, André Resende, Beatriz Moitas, Juliana Paraíso, Daniela Vaz, Fernando Azevedo, Tiago Maranhão e GCI Comunicação. Projeto Gráfico e Diagramação: Chilli Comunicação Capa: Luana Pinheiro por Bartolomeu Rocha Tiragem: 5000 exemplares Impressão: Brascolor Gráfica | 81 3366.9000

Para anunciar: Taciana Valença taciana@pertodecasa.rec.br pertodecasa@hotmail.com 81 9689.1994 | 9214.4500 Chilli Comunicação contato@chillicomunicacao.com.br 81 3204.5051

SUMÁRIO 04 Lendo Nossos Escritores

14 Moda

Lançamentos literários e perfil de Djanira Silva

Como se vestir como as maiores Drama Queens do cinema

05 A responsabili-

16 A invenção da

Por Salete Rêgo Barros

por André Resende

06 Sensação de olho

17 Dia dos Pais

dade do escritor

seco?

Delicadeza

Homenagem

É bom procurar um médico

07 Pilates TACIANA VALENÇA Diretora e redatora

Nesta edição, o escritor e psicanalista, André Resende, fala, coincidentemente, sobre a Invenção da Delicadeza (também título do livro que lançará em setembro), abrindo os olhos para o rumo que os valores da humanidade estão tomando. Então é isso: lutar pelo que queremos e acreditamos, mas seguindo os princípios básicos da educação, da cidadania, da honestidade e da delicadeza, valores que, se estão saindo de moda, devem voltar com urgência antes que seja tarde e a humanidade perca todo o sentido da sua existência.

como prevenção

Sabor, nutrição e leveza

08 Medicina

19 Gourmet

A ciência não exata

Receitas cedidas pelo Restaurante Parraxaxá

09 Linguagem

20 Iara Freire

fotográfica

Você também encontra a Perto de Casa em todos os nossos anunciantes, além de laboratórios, consultórios médicos, padarias e diversos outros pontos de Recife. A revista Perto de Casa é distribuída gratuitamente. Os conteúdos dos textos são de responsabilidade exclusiva dos autores, não refletindo necessariamente a opinião da revista.

facebook.com/revistapertodecasa twitter.com/perto_de_casa canal: TacianaPertodeCasa

Perfil

Um instrumento de comunicação para deficientes auditivos

10 Aventura Perto

21 Objetos Maravilhosos

Aparauá EcoAventura

por Cyane Pacheco

11 Turismo Rural

23 Tudo que você

Em Pernambuco

precisa, bem perto de casa

13 Corrupção

24 Dicas de passeios

de Casa

Você encontra a Revista Perto de Casa aqui: Banca Boa Forma (Rua do Futuro, Box 6) F: 81 3441.0109 Praça da Jaqueira Banca News (Shopping Plaza) - F: 81 3442.2483 Banca 17 de Agosto - F: 81 9954.8160 Livraria Modelo (Praça do Entroncamento) F: 81 3087.3366 Livraria Jaqueira (Rua Antenor Navarro, 138) F: 81 3265.9455 On Time (Av. Rosa e Silva, 2000) F: 81 3268.6741 Restaurante Parraxaxá (Rua Igarassu, 40 Casa Forte) F:81 3268.4169 Cultura Nordestina - Letras e Artes (Rua Sérgio Magalhães, 54 Graças) F: 81 3243.3927

18 Frutas Secas e desidratadas

por Tiago Maranhão

e uma curiosidade sobre caricatura


PERFIL

Djanira Silva

Revista Perto de Casa #22

7

LENDO NOSSOS ESCRITORES

Nasceu em Pesqueira, no dia 25 de julho de 1930, e passou a infância naquela cidade, onde fez o curso primário. Transferida para Caruaru, em regime de internato, iniciou o curso Normal no Colégio do Sagrado Coração. Voltando para Pesqueira, concluiu o Curso Normal Rural no Colégio de Santa Dorotéia. Foi colaboradora dos Jornais A Voz de Pesqueira e a Folha de Pesqueira, onde assinou por alguns anos a Coluna Feminina. Transferiu-se para o Recife em 1950, onde fez o Curso Pedagógico e, posteriormente, bacharelou-se em Direito. Publicou vários trabalhos - poesias e ensaios - nos jornais Diário de Pernambuco, Jornal do Commercio, Diário da Manhã e Folha da Manhã. Teve um poema agraciado com o Prêmio Gervásio Fioravantti da Academia Pernambucana de Letras. Com o ensaio “Álvaro Lins - uma Interpretação” ganhou o prêmio Leda Carvalho, também da Academia Pernambucana de Letras. Com a monografia “Influência da Infância na Obra de Gracialiano Ramos” ganhou concurso promovido pelo Diário de Pernambuco. Publicou os seguintes livros: Em ponto Morto A Magia da Serra A Maldição do Serviço Doméstico Memórias do Vento Pecados de Areia Do Quintal para o Mundo Deixe de Ser Besta A Morte Cega Doido é quem tem juízo Dois poetas & um crítico

Mil razões para viver Autor: Patriotino Aguiar 278 pág. | R$ 45,00 Ponto de venda: Cultura Nordestina Letras & Artes

A RESPONSABILIDADE DO ESCRITOR Para escritores iniciantes por Salete Rêgo Barros

T

er filhos, plantar árvores e publicar livros, dizem, são acontecimentos que fazem o ser humano sentir que cumpriu plenamente a sua função no planeta Terra. Atualmente, a publicação de um livro está cada vez mais ao alcance de grande parte dos que acalentam este sonho. No entanto, à responsabilidade que este ato acarreta, deve ser dada toda a atenção, por parte de quem se aventura na arte da escrita, consciente de que ela tem o poder do convencimento, da transformação e da transmissão de fatos, usos, costumes e valores de uma época, para as futuras gerações. Para a entrada e permanência do escritor no mercado editorial, o produto – livro – deverá ter as qualidades necessárias para satisfazer aos leitores mais exigentes, ou seja: forma e conteúdo devem estar impecáveis. Toda a atenção dada à digitação, ortografia e regras gramaticais, ainda é pouca. Mesmo considerando que o escritor é bom nestes três

ESPAÇO DA POESIA

OS DEDOS BRANCOS DE CRIANÇA VERTEM OS SANGUES DE VIDA. NO CREPÚSCULO DOS SEGREDOS DE SUA AURORA ARRANHAM EM LARGOR O CORAÇÃO.

Três Crônicas Autor: Carneiro Vilella 177 pág. | R$ 40,00 Ponto de venda: Cultura Nordestina Letras & Artes

Rua Sérgio Magalhães, 54 - Graças Fone: 81 3243-3927 www.culturanordestina.com.br facebook.com/culturanordestinaletras Conheça o grupo O Escriba no facebook!

Criança

N

“Mil razões para viver” pode ser considerado um guia para o despertar de uma nova consciência, a partir da identificação do poder existente dentro de cada ser humano, capaz de modificar a própria vida através do reconhecimento de suas virtudes, valores morais e espirituais, aliados à prática do amor ao próximo.

Principal fundador da Academia Pernambucana de Letras, Carneiro Vilella faleceu em 1º de julho de 1913, no Sítio do Piranga, em Afogados. É autor dos romances: O Esqueleto, Innah, A Menina de luto, A Emparedada da Rua Nova, Amor na China, Quando Elas Querem entre outros. É fundador dos jornais “A América Ilustrada” e o “Jornal da Tarde”, primeiro vespertino havido em Pernambuco. Em comemoração ao centenário de sua morte, a família o homenageia com a publicação do livro “Três crônicas: Laurinha - A Yara - O Amor”. Capa e ilustrações de sua autoria.

itens, é aconselhável que uma pessoa competente faça uma revisão no texto, antes de ser apresentado à editora. Não se deve alimentar a ilusão de vender centenas de SALETE RÊGO livros, principalmente, se o BARROS Editora da Novoautor é iniciante. As pequenas estilo Edições do Autor tiragens são a melhor opção. A natureza agradece. Se o objetivo é ganhar muito dinheiro com as primeiras publicações, esqueça. Agora, se o objetivo é o prazer de ter o seu pensamento compartilhado e perpetuado, continue. Você está no caminho certo. Aguarde os comentários observando friamente se são sinceros e se estão partindo de pessoas capacitadas para tal função. Por enquanto, não se intitule ESCRITOR. O reconhecimento virá com o tempo e deverá partir do público leitor.

Um japonês recifense RENÉ morou no Recife na década de sessenta. Fez amizades memoráveis como os artistas Francisco Brennand, Abelardo da Hora, os fotógrafos Edmond Dansot (já falecido) e Lucena, entre outros. Seu nome original é SADAYUKI, cujo significado pode ser entendido como felicidade do destino. No Brasil, batizou-se escolhendo o nome René, por traduzir-se num renascimento, uma nova vida. Filósofo, escritor, poeta, e hoje galerista de artes em São Paulo, tem publicado em jornais de São Paulo e do Japão, vários poemas, artigos e pesquisas sobre as nossas origens indígenas. Apaixonado por nossa cidade e por nossa cultura, René vem a Recife sempre que há uma oportunidade. Elegemos, aqui, um poema desse ‘japonês recifense’, concebido quando ele, ainda, residia no Recife.

Poesia de René Taguchi traduzida da original em japonês por Tânia Guerra.

LOGO ENVELHECE UM DIA: QUANDO A LUA VISITA A IGREJA ANCIÃ, UMA BONECA SEM MÃO SUSPIRA NA ESQUINA DOS SONHOS SENTIMENTAIS DE CRIANÇA É UMA SAUDADE DO INCIDENTE DOSDIAS DE CRIANÇA.

Revista Perto de Casa #22

6


9

SAÚDE

Sensação de olho seco? É bom procurar um médico Revista Perto de Casa #22

por GCI Comunicação

Alguns hábitos da vida moderna têm levado boa parte da população a ter a sensação de que os olhos estão sempre secos. Fatores como o uso demasiado do computador e do ar-condicionado colaboram para isso, mas é importante saber que existe uma doença da córnea e da conjuntiva (tecido que reveste a parte externa do olho), que causa este sintoma. A oftalmologista Anamaria Coutinho, do Instituto de Olhos do Recife (IOR), orienta as pessoas a procurar um médico. “Existem exames específicos que detectam a patologia do olho seco, que pode ser quantitativa, quando há diminuição da produção da lágrima, ou qualitativa, quando ocorre a evaporação excessiva dela”, explica a especialista. Doenças reumatológicas, problemas na glândula lacrimal e alterações genéticas são as principais causas da diminuição quantitativa das lágrimas. Já a evaporativa surge em decorrência de doenças nas glândulas sebáceas do olho, presentes na parte superior e inferior e que têm a função de proteger a córnea de uma

evaporação excessiva da secreção lacrimal. “A lágrima é formada por três camadas: a aquosa, a de mucina e a lipídica, sendo a alteração nesta última, uma das principais causas do olho seco”, afirma Anamaria. Para saber qual o tratamento adequado, é necessário identificar o tipo de olho seco que o paciente possui. “Às vezes, o lubrificante ocular não é a única indicação. Outras medidas podem ser tomadas, como fazer a higiene correta das pálpebras, usar lubrificante em gel e consumir produtos ricos em ômega 3 chegando, até, a procedimentos cirúrgicos, como, por exemplo, a oclusão dos pontos lacrimais”, diz a médica. Além do uso contínuo do computador e do ar-condicionado, outros fatores podem contribuir para o agravamento da doença, como vento, poeira, cigarro, utilização excessiva de lentes de contato e maquiagem nos olhos.

Concurso Bela mamãe Concorra a um lindo ensaio fotográfico feito pela fotógrafa Kaká Morais. Envie seu nome, idade e foto até o dia 30 de agosto para taciana@pertodecasa.rec.br. A foto mais curtida na página do facebook da Perto de Casa no dia 15 de setembro, vencerá o concurso e a mamãe será entrevistada para a próxima edição da revista.

PILATES

como prevenção por Karla Gonçalves

O

método “Pilates” foi idealizado por Joseph Pilates, no início da década de 1920. Seu programa envolve condicionamento físico e mental, e tem como objetivo melhorar o equilíbrio entre performance e esforço, através da integração do movimento partindo do centro estável. O Pilates trabalha o corpo como um todo, corrige a postura e realinha a musculatura desenvolvendo a estabilidade corporal necessária para uma vida mais saudável e longeva. A técnica popularizou-se na década de 90, e vem atraindo milhares de adeptos em todo o mundo. Só nos Estados Unidos, o primeiro país a receber um estúdio com as aulas ministradas pelo próprio Joseph, em Nova York, estima-se que cerca de 10 milhões de pessoas pratiquem a modalidade. O crescimento no Brasil em torno da atividade pode ser observado pela grande quantidade de estúdios e pessoas que confessam serem fãs de Pilates. No Recife não foi diferente: o aumento da procura pelo método, fez com que vários estúdios surgissem na cidade. As razões que levam as pessoas a buscarem o Pilates são diversas, desde o desejo de esculpir o corpo, até o de fazer exercícios capazes de ajudar na recuperação e prevenção de problemas, como lesões e dores musculares. Em vista disso, é importante pesquisar bem na hora de escolher o local onde praticar o exercício, pois a forma como a atividade venha a ser executada, sem uma boa inspeção e avaliação, pode trazer prejuízos à saúde musculoesquelética. São inúmeros os benefícios do Pilates, quando nos referimos ao ganho de consciência corporal, respiração, flexibilidade e resistência muscular. No entanto, nem todos os exercícios são aplicados a todos os alunos. É necessário realizar uma avaliação minuciosa de cada indivíduo, baseada na biomecânica dos músculos e, principalmente, das articulações, para que a

prática se torne realmente preventiva, mesmo na população que não apresente qualquer tipo de patologia. É preciso pensar na individualidade, na forma como todas as forças circularão em nosso corpo durante a execução dos movimentos. Não adianta pensar, apenas, em ganhar força e flexibilidade, se o conjunto articulação-músculo vem se comportando de maneira errada há muito tempo. Um aluno que procura a atividade sem queixa alguma, possivelmente, relatará sintomas que nunca havia sentido antes. Esta é a proposta oferecida pelo Espaço Postural Karla Gonçalves: benefícios do Pilates de forma adequada pensando, sempre, na qualidade dos exercícios, para dar funcionalidade aos movimentos que serão trabalhados, procurando manter, também, os objetivos do aluno.

A fisioterapeuta Karla Gonçalves é especializada, também, em RPG Souchard e Fisoterapia Articular Analítica – Concept Sohier

KARLA GONÇALVES Fisioterapeuta

Revista Perto de Casa #22

8


CIDADANIA

MEDICINA A ciência não exata por Fernando Azevedo

Revista Perto de Casa #22

C

onfesso que, hoje, jamais conseguiria passar num vestibular de Medicina. Adoro ler e meditar sobre textos, gosto de escrever, e num papo perco a hora. Nos tempos de mesa de bar que exercitei com competência, tomava susto com a chegada do sol. Meu pai, extremamente rigoroso, dava as ordens: “Chegue cedo”. E eu cumpria com o maior respeito, lá pras sete da manhã, depois de uma papa no mercado de São José, um filé na Cantina Star ou uma pizza no Bom Jesus, na Conde da Boa Vista. Até hoje, aos quase 73 anos, não sei para que serve a raiz quadrada ou cúbica, o teorema de Pitágoras e a trigonometria. Desafio qualquer especialista em vestibular a provar que esses conhecimentos exigidos para admissão numa faculdade humana, como deve ser a Medicina, sejam necessários. O “fera” aprovado em primeiro lugar pode ser um desastre como médico. Querem, no entanto, alguns colegas, passar o padrão EXATO para nossa profissão.

E lá vão alguns exemplos: menino asmático não pode ter cachorro. Por que não pode? E é assim? E o benefício que um cãozinho traz para uma criança, não é levado em conta para o seu psiquismo, respeito ecológico, doação, preparação para a vida paterno-materna ao cuidar do seu bichinho levando-o para passeios, dando banho, levando ao veterinário ou mesmo chorando sua morte? Nada disso tem valor? Outra afirmativa EXATA: se não usar protetor solar vai ter MELANOMA. Tá com a gota! Não perceberam, ainda, que a indústria adora essas coisas? Será que todas as

DR. FERNANDO AZEVEDO Pediatra, Cantor e Cronista

crianças pobres, pescadores e agricultores vão morrer assim? Não quero ir contra o “prevenir é melhor que remediar”, até porque sou um defensor da prevenção, mas há um exagero, e bota exagero nisso... Vou ficar nestes dois exemplos para não ficar enfadonho, mas a generalização é perigosa e tem muito dinheiro atrás dessas “verdades”. E menino que da golfada, tá doente? Vôte!

Linguagem fotográfica: um instrumento de comunicação para deficientes auditivos por Paulo Queiroga

Jovens surdos do Recife descobrem novas possibilidades de expressão por meio da fotografia, e a utilizam como ferramenta para promoção do diálogo e participação em decisões políticas, sociais e culturais. O Projeto Fotolibras (www.fotolibras.org), uma experiência pioneira no Brasil, capacita jovens deficientes auditivos habilitando-os, através da captura de imagens, a documentar e divulgar suas próprias ideias e percepções sobre o mundo. Para eles, o ato de fotografar e expor as fotos produzidas, torna-se uma maneira de assumir posicionamentos sobre situações e fatos do mundo ao seu redor. A linguagem fotográfica passa, então, a ser vista como um recurso de superação das barreiras da comunicação oral, através da qual são debatidos pontos de vista, percepções e opiniões. Ao longo dos seus seis anos, o Fotolibras conta com a participação de coordenadores e multiplicadores deficientes auditivos e de fotógrafos formadores ouvintes, e já produziu uma primeira geração de formadores deficientes auditivos aptos a implementar o ensino na área fotográfica. Resultado muito significativo, considerando que, no início do projeto não havia, sequer, um único fotógrafo deficiente auditivo no Recife. PAULO ROBERTO QUEIROGA Consultor de Empresas

Imagens da Exposição por Contato 2012 Centro Cultural dos Correios - Recife

11

Fonte: Flickr Projeto FotoLibras

Fala, Tio Fernando!

Revista Perto de Casa #22

10


AVENTURA PERTO DE CASA

TURISMO RURAL

Parque Aparauá Ecoaventura lugar pertinho do Recife para apreciar a paisagem, ter contato com a natureza, dar uma boa caminhada e relaxar.

Cachaça Orgânica Sanhaçu Sítio Valado - Chã Grande - PE 81 35371413 | 92266474 contato@sanhacu.com.br www.sanhacu.com.br

por Taciana Valença

Engenho Cachoeira Engenho Cachoeira - Ribeirão - PE 81 99625865 | 96648383 matasulflores@terra.com.br www.engenhocachoeira.com.br

E

Revista Perto de Casa #22

TURISMO RURAL

Associados APETURR: Aparauá Eco Aventura Engenho Massaranduba do Norte Goiana - PE 81 32244324 | 91013510 aparaua@aparaua.com.br www.aparaua.com.br

ntão, prontos para mais uma Aventura Perto de Casa? A dica é essa delícia de lugar, onde você pode juntar a família e amigos para uma grande aventura. São trilhas (a pé ou de bicicleta), com direito a banho de cangote, banhos de bica, passeios de barco ou apenas para relaxar e apreciar uma bela paisagem. Nada como o contato com a natureza para descansarmos do barulho e agito da cidade. Pertinho de Recife, Aparauá Eco Aventura oferece diversas opções para os mais variados gostos.

Turismo Pedagógico na Mata Atlântica A importância do Meio Ambiente deve ser ensinada e passada adiante, e sempre fazer parte do nosso cotidiano. Em APARAUÁ é possível aliar lazer e aprendizagem. Por ser uma Reserva Ecológica, as visitas devem ser agendadas com antecedência.

Treinamento Empresarial Depois de se reunirem no Centro de Convenções Natural, os treinandos participam de atividades integradas à natureza, que servem de ferramentas para o desenvolvimento dos profissionais.

Festa na Floresta Trilhas, brincadeiras e oficinas criativas de arte acompanhadas por monitores que buscam integrar os pequenos à natureza em clima de aventura. Um PARABENS diferente e divertido

Deliciar-se com os mais saborosos pratos Que APARAUÁ é um deleite para os olhos, todos já sabem. Mas comer os quitutes da Reserva com passarinhos compondo a trilha musical é sem igual! Experimente os sabores e encante seu paladar. Informações: Horário de funcionamento: Sábados e domingos 9h30/17h | Segunda a sexta 9h30/17h com agendamento PE-049, km 20 (Ponta de Pedras). Distância do centro de Goiana, 37 km Telefones: (81) 3224-4324 / 9101-3510 Trazer: máquina fotográfica, toalha e roupa de banho, calça e tênis confortável para trilha.

Engenho Cueirinha Nazaré da Mata - PE 81 34459833 | 99481586 emgenhocueirinha@yahoo.com.br www.engenhocueirinha.com.br Engenho Jundiá Vale do Siriji - Vicência - PE 81 32312113 | 99826111 engenhojundia@hotmail.com Engenho Laje Bonita Quipapá - PE 81 92925052 | 96966401 engenho@lajebonita.com.br www.lajebonita.com.br Engenho São Bernardo Chã de Capoeira - Paudalho - PE 81 36361273 | 32447880 angelinabandeira@hotmail.com Fazenda Betânia São Benedito do Sul - PE 81 36841679 | 36841126 fazendabetania@fazendabetania. com.br www.fazendabetania.com.br Fazenda Brejo - Saloá - PE 81 32510756 | 87 39262047 reserva@fazendabrejo.com.br www.fazendabrejo.com.br Fazenda Refúgio Camocim de São Félix - PE 81 99738143 | 99214646 fazendarefugio@fazendarefugio.com.br www.fazendarefugio.com.br Hotéis Canariu’s Siagra Fazenda Santo Antônio Gravatá - PE 81 34651532 reservas@hotelcanarius.com.br www.hotelcanarius.com.br Itamatamirim Park Vale do Tapacurá - Vitória de Santo Antão - PE 81 99448029 | 92989267 neyfilhomaranhao5@gmail.com www.itamatamirimpark.com Monte Castelo Hotel Fazenda Monte Castelo Sairé - PE 81 33272773 | 88149407 marketing@fazendamontecastelo. com.br www.fazendamontecastelo.com.br

13

em Pernambuco

Baseado no texto de Melânia Vieira - Presidente da Apeturr

A

coluna “Aventura Perto de Casa” destaca sempre lugares deliciosos para trilhas, passeios ou simplesmente descanso. Isso por que acredita no poder revigorante da natureza diante do estresse em que vivemos hoje na cidade. É importante sabermos que contamos para isso com a capacidade de grandes empreendedores, proprietários de engenhos e fazendas que perceberam no Turismo Rural mais uma fonte de renda (e de prazer), além das atividades agropecuárias. Nos últimos anos, a demanda por esta atividade cresceu tanto que, em alguns empreendimentos, elas passaram a ser a principal fonte de renda. Com o aumento da demanda, a profissionalização no atendimento passou a ser imprescindível, e a organização de uma instituição que trabalhasse em prol dos em-

Portal de Gravatá - Hotel Fazenda Gravatá - PE 81 35330288 | 33048888 reservas@portaldegravata.com.br www.portaldegravata.com.br Pousada Aba da Serra São Joaquim do Monte - PE 81 37531574 pousadaabadaserra@gmail.com abadaserra.wordpress.com

preendedores mostrou-se inadiável. Desta forma, surgiu a Associação Pernambucana de Turismo Rural e Ecológico – APETURR que congrega, hoje, 20 associados e é a representante da Associação Brasileira de Turismo Rural – ABRATURR no nosso Estado. Os associados da APETURR disponibilizam 1778 leitos e, em 23% dos municípios, são a única opção de hospedagem. Oferecem, ainda, 1610 vagas de Day Use (um dia de campo), que representam 100% deste tipo de atividade nos 17 municípios. O Turismo Rural em nosso estado é muito mais do que você imagina. Explore! Aventure-se! Curta o que a natureza tem de melhor. Viaje pela nossa história e vivencie as memórias de outro tempo com o conforto pleno de hoje. O balanço na rede, o ar puro do campo, o cheiro da terra, a paisagem deslumbrante, o clima espetacular, a rica gastronomia local. Na Zona da Mata, no Agreste, tradição, sabores e muita diversão: um Pernambuco que educa e diverte, emociona e encanta sempre pronto para receber quem chegar.

Pousada Canto da Serra Serra Negra - Bezerros - PE 81 37083070 pousada@cantodaserra.tur.br www.cantodaserra.tur.br Pousada Fazenda Santa Fé Bezerros - PE 81 92839000 | 92265100 terradesantafe@terradesantafe.com.br www.terradesantafe.com.br Pousada Solar da Paixão PE 166 Km 36 - Fazenda Santa Fé n.10 Brejo da Madre de Deus - PE 81 37491001 solardapaixao@hotmail.com Refúgio do Rio Bonito Sítio Rio Bonito - Bonito - PE 81 34231561 | 91941357 contato@refugiodoriobonito.com.br www.refugiodoriobonito.com.br

www.apeturr.com.br

Revista Perto de Casa #22

12


14

PolÍTICA

15

CORRUPÇÃO:

somos todos responsáveis TIAGO MARANHÃO

Professor Universitário e Diretor do Trinus Office

Revista Perto de Casa #22

O descrédito na política e nos políticos é seriamente preocupante, tanto pela ineficácia de suas atuações e pela distância de suas preocupações a respeito dos interesses gerais do povo, como pelos incessantes casos de corrupção em que essas pessoas estão envolvidas. A corrupção política, basicamente, é aquela que consiste em utilizar os cargos e funções públicas para benefício pessoal (ou do partido, ou do grupo a que se pertence) em troca de uma recompensa ao invés de usar o cargo e a função, justamente, para aquilo que prevê a Lei. Por isso, a gente deve começar a tratar de forma séria a corrupção política, para poder combatê-la. Esses casos são eticamente inaceitáveis, porém, inevitáveis. O problema começa a ser grave, quando o sistema político e administrativo oferece tantas facilidades para a corrupção, que se torna mais a “regra” do que a “exceção”. Talvez em outras áreas (por exemplo, as obras públicas) a situação brasileira tenha chegado a esse ponto há muito tempo. Infelizmente. A corrupção política ameaça a democracia quando o cidadão comum tem a sensação de que não só as Administrações Públicas são habitualmente corruptas, mas, também, as suas alternativas políticas (aqueles que a gente chama de “oposição”) fariam a mesma coisa. Então, por que eu falei logo no começo, que a gente deve tratar de forma séria a corrupção política? Porque não existe corrupção política sem corrupção social prévia. É isso mesmo! As habituais corruptelas toleradas pelas pessoas (pequenos atos de corrupção do dia a dia) ajudam a aumentar a grande corrupção que, no entanto, é condenada pela população. Como assim? É simples, pessoal: atitudes como comprar ingresso de jogo em cambista; perguntar “com ou sem nota fiscal?”; entrar no cinema ou no teatro dando “carteirada”; furar fila no banco; filar nas provas da escola, etc. são o primeiro passo para justificar, para si mesmo e para os outros, corrupções de maior grau, e iniciar uma bola de neve que só aumenta e não tem fim. Por isso, não existe corrupção “pequena” e corrupção “grande”. A sociedade (além das leis, é claro) deve ser intolerante com qualquer forma e dimensão de corrupção. As denúncias dos meios de comunicação e, especialmente, os controles judiciais, são instrumentos importantes para o combate. Porém, tornam-se insuficientes se as instituições que defendem a Lei e a sociedade civil (nós, o povo) tendem a ser cúmplices, ao ponto de, a corrupção por si mesma, tornar-se a coluna vertebral do sistema. Portanto, para combater este mal com eficácia, além de uma reeducação moral da sociedade, é necessária uma reforma institucional que não dê moleza para a corrupção. É isso mesmo, galera. É desde a sociedade, de nós mesmos, que se pode combatê-la (nos atos mais comuns do nosso dia a dia) e, assim, fiscalizar os políticos. Portanto, as responsabilidades devem ser repartidas, igualmente.

D’pil Parnamirim

Rua Des. Goes Cavalcante, nº.316, Sala 7 Galeria Multicenter Parnamirim

Parnamirim | Recife/PE Fone: 30350016

D’pil Casa Forte

Estrada das Ubaias, nº.733, Salas 103 e 104 Casa Forte | Recife/PE Fone: 3039-6969

Revista Perto de Casa #22

por Tiago Maranhão


16

17

MODA

COMO SE VESTIR COMO ALGUMAS DAS MAIS AMADAS Drama Queens DO CINEMA

Acredito que esse seja o visual mais fácil de se conseguir. Tudo que você precisa é de um vestido vermelho e acessórios brilhosos pra invocar o glamour da cortesã parisiense. Não esqueça do batom vermelho e voilà! Você está pronta.

por Beatriz Moitas

BEATRIZ MOITAS Estudante e blogueira

Para ficar pronta para seu close-up com o Sr. Demille, tudo que você precisa é de uma saia ou vestido longos (optei pela saia, porque sei que pouquíssimas de vocês usam longos) pra dar o efeito dramático, para adaptar o visual 1950 da norma aos dias de hoje, coloquei esse top. Use muito, MAS MUITO, animal print. No fim, coloque um turbante ou um chapéu mais excêntrico e parabéns, você é uma estrela decadente do cinema mudo!

No filme Moulin Rouge, de 2001, os amantes Satine, uma cortesã, e Christian, um escritor, nos ensinam que “a coisa mais importante que você vai aprender é a amar, e ser amado em retorno” enquanto cantavam seu amor um pelo outro na Paris da virada do século 19 para o 20. Mas aí você me pergunta, “mas onde está a drama queen?” e eu te respondo: naquele ano, os designers do figurino ganharam um oscar pelo guarda-roupa da Satine. Não é por menos: era uma explosão de vermelho, meias rendadas, saltos altos e uma abundância de diamantes. Obviamente, não podemos esquecer do vestido de cetim! É o tipo de vestido que você fica sonhando pra ter um igual.

E finalmente chegamos na nossa dupla dinâmica: Roxie Hart e Velma Kelly, do musical Chicago, de 2002. O filme conta a história de Roxie, uma mulher louca por fama, que precisa passar um tempo na cadeia por matar um homem que a enganou na sua proposta de ajudá-la a subir na carreira do showbiz, e ao chegar lá, a personagem de Renée Zellwager se aproveita da sua (in)fama e conquista o público e a mídia. Enquanto Velma era uma estrela de um ato em dupla com sua irmã, Veronica, mas acabou acidentalmente matando-a, ao encontrar a dita cuja com seu marido, praticando a posição 17, The Spread Eagle. Juntas, as duas dividem o palco e são um estouro (literalmente).

Estamos falando da década de vinte aqui, ou seja: muitas franjas, miçangas, casacos de pelo (falsos, antes que os vegans venham me matar) e paetês. Os saltos não são muito altos e, por favor, não se esqueça de um colar. Prontinho, agora só evite o assassinato motivado pelo desejo de fama!

Revista Perto de Casa #22

Visite o blog da Beatriz Moitas em: astoldbybea.wordpress.com

Chilli Comunicação

Revista Perto de Casa #22

“Eu sou grande; os filmes é que ficaram pequenos”, frase que imortalizou Norma Desmond, personagem de Gloria Swanson no clássico “Crepúsculo dos Deuses”, outrora famosa (mas agora esquecida) estrela do cinema mudo. Ao longo dos anos, Norma conseguiu manter sua ilusão de fama e domínio. Ela é autoritária, não só em sua personalidade, mas também em seu estilo: Norma anda da cabeça aos pés vestida de oncinha (!!). No filme, ela planeja seu grande retorno com um jovem roteirista, Joe Gillis. E quando Joe acaba se apaixonando por outra, o espectador vê Norma performar seu ato final: sua descida à loucura.


18

COMPORTAMENTO

HOMENAGEM

19

A INVENÇÃO da Delicadeza

Sílvio Passarelli (O Universo do Luxo), pensador brasileiro e global que anuncia e antecipa o consumo qualificado e as relevâncias sutis e necessárias da delicadeza, costuma dizer à imprensa e em palestra, que o atual século está orientado, neste momento, por três conceitos: beleza, elegância e conhecimento. Também está marcado pela sutileza, generosidade e coisas imateriais. Por cima de um amontoado de regras e esquemas, que ensinam as pessoas a viver sob o mundo ilimitado da competitividade necessária, para acumular bens materiais e riquezas, é bom ter alguém que possa observar e dizer que a pressa contida nesta meta tem afetado e colocado em desuso um modelo de harmonia e de entendimento entre as pessoas, e afetado as riquezas imateriais que deveriam persistir. Passarelli, para quem a elegância é uma marca registrada, comentou na revista Época São Paulo Luxo que estamos vivendo um novo surto

DIA dos Pais

JULIANA PARAÍSO Publicitária

por Juliana Paraíso Albuquerque

ANDRÉ RESENDE Escritor e Psicanalista

O livro de André Resende, A Invenção da Delicadeza, será lançado em 14 de setembro próximo.

hedonista, que leva as pessoas a consumir por prazer. Ficaram para trás, no entanto, riquezas imateriais, como parte de um tempo que não mais interessa: “(...) caíram em desuso” – diz Sílvio Passarelli – “(...) puxar uma cadeira para uma senhora sentar, ceder o lugar para uma pessoa mais velha, utilizar as palavras ‘obrigado’ e ‘com licença’.” É possível que os exemplos citados sejam

considerados irrelevantes, mas estou com Sílvio: devemos persistir neles como parte de uma riqueza imaterial essencial à delicadeza. A delicadeza faz falta em um tempo em que as riquezas imateriais valem a consagração de bem cultural, mesmo tempo em que a violência parece ser um traço de identidade cultural de vários povos, incluindo o brasileiro.

Engraçado, como o dia das mães tem todo um glamour da mídia e dia dos pais, apenas, aqueles comerciais de sapatos e cintos. Para mim, um dia é tão comum quanto o outro, porque dia dos pais, das mães, dos avós (que se comemora dia 26 de julho) tem que ser todo dia. Dizer que sente orgulho, que ama, que se importa com a pessoa, são coisas que devem ser ditas todos os dias àqueles que deram parte de sua personalidade, tempo e amor para que nós possamos ser o que somos hoje. Claro que sendo brasileira, adoro datas festivas. A família se reúne, ficam todos conversando besteira, comendo muito, tomando uns “bons drinks”. E, por isso, também compro um presente e um cartão para o meu pai e avô, mas isso é só um detalhe. O que importa é mostrar no dia a dia o quão importante eles são, que faz falta não poder encontrá-los todos os dias por falta de tempo, distância ou qualquer outro motivo. A mensagem que eu posso deixar para vocês para o dia dos avós e dos pais é: Ame e mostre que eles são importantes para você todos os dias, que é bom estar com eles, pois, um dia, eles só estarão nas nossas memórias. Feliz Dia dos Pais e dos Avós a todos e aproveitem essas datas para ficar com sua família!

Revista Perto de Casa #22

Revista Perto de Casa #22

por André Resende


20 BOM SABER

GOURMET

Sabor, nutrição e leveza por Daniela Vaz

Revista Perto de Casa #22

á se foi o tempo em que só achávamos damascos e uvas-passas no Recife. Hoje em dia, está muito mais fácil achar essas opções de lanche. É muito prático levá-las a qualquer lugar, pois não ocupam espaço, não precisam de refrigeração e não exigem muito esforço na hora de consumir. É muito bom tê-las sempre por perto para matar a vontade de comer um doce sem fugir da dieta, porque possuem baixo valor calórico, além de fazerem bem ao organismo, pois são fontes de antioxidantes, vitaminas, fibras e minerais. As frutas desidratadas se dividem em dois tipos: frutos secos oleaginosos (amêndoas e castanhas-do-pará) e frutas secas (damascos e tâmaras). Para ficarem pequenas, as frutas passam por um processo industrial de eliminação da água, transformando-se em porções menores, com maior concentração de nutrientes e menor chance de os micro-organismos se desenvolverem. Devem ser consumidas com moderação, pois cada frutinha tem a mesma quantidade de açúcar total que sua versão maior (natural). Apesar da riqueza de nutrientes, nem todos os componentes sobrevivem à desidratação, como a vitamina C, que acaba se perdendo durante o processo por não ser resistente ao calor. As frutas desidratadas têm alta concentração de fibras que auxiliam no bom funcionamento intestinal e no equilíbrio de gorduras presentes no sangue.

Os frutos secos oleaginosos caracterizam-se pela presença de vitamina E, óleos, além de gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas. Entretanto, são consideradas “gorduras boas” que auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares. Algumas frutas secas, como damasco, manga e ameixa são ricas em potássio e mineral, que eliminam toxinas do organismo melhorando, dessa forma, a circulação sanguínea, ajudando no controle da hipertensão. Uma novidade na cidade é originária das montanhas do Tibete. Às goji berries são atribuídas muitas propriedades. A fruta é rica em aminoácidos e possui várias vitaminas, além de uma grande dose de antioxidantes. Outros bons exemplos de frutas desidratadas são o figo (fonte de cálcio), tâmara (previne osteoporose) e a banana-passa (faz bem para o fígado).

Encontramos uma ótima variedade de frutas desidratadas no Empório Gerbô: melões, maçãs, cerejas, morangos, abacaxis, pêssegos, damascos, goji berries, cranberries e tâmaras. E você pode apostar no mix de coco, banana passa, mamão, castanha do pará, amêndoa e amendoim. Eles dispõem de frutas levemente glaceadas (é adicionado 2% de açúcar em relação às desidratadas): kiwis, peras, mangas, papaia com limão e papaia com maracujá. A loja também vende frutas cristalizadas, passas de uva ou banana, e frutos secos como castanhas, macadâmias, amêndoas, etc. Espero que tenham gostado das dicas dessa leiga curiosa que andou pesquisando. Para saber mais, procure um nutricionista.

Caboclo Gelado

Filé de Carne-de-Sol

Ingredientes: 100ml leite condensado 300g de rapadura ralada tipo pó 50g manteiga 50g margarina 2 ovos de galinha 150g de farinha de trigo 10g de fermento químico

Ingredientes: 130g de Carne de sol (filé mignon) 4 bastonetes de Macaxeira 300ml litro de leite 60 ml de manteiga de garrafa 1/4 de Cebola picado 200g de farinha de mandioca 120g de queijo de coalho picado e de queijo de manteiga 40g de queijo ralado 40 ml de nata

Modo de Fazer: Em uma batedeira adicionar a manteiga, margarina, leite de moça, rapadura ralada e os ovos e bater até formar um creme. Adicionar a farinha de trigo aos poucos e o fermento e permanecer batendo por mais um minuto. Em seguida, untar com margarina a levar ao forno pré-aquecido. Servir com sorvete de cachaça e calda de rapadura (leite condensado e rapadura em pó).

Restaurante Parraxaxá Casa Forte R. Igarassú, 40 – Santana – Recife – PE Tel. 81 3268-4169

DANIELA VAZ Designer

www.parraxaxa.com.br

Além das opções de frutas desidratadas, a loja oferece uma enorme variedade de produtos nacionais e importados.

Rua Antenor Navarro, n.81 loja 13 Jaqueira Recife PE 81 3040.3117 www.emporiogerbo.com.br

Modo de Fazer: Puxar a cebola na manteiga de garrafa, acrescentar o queijo coalho e manteiga, leite, nata e queijo ralado, deixar ficar homogêneo e acrescentar a farinha de mandioca. Sempre mexendo. Mexa bem e acrescente alguns cubinhos de queijo na finalização.

Restaurante Parraxaxá Boa Viagem Av. Fernando Simões Barbosa, 1200 Boa Viagem – Recife Tel. 81 3463-7874

Revista Perto de Casa #22

RECEITAS

FRUTAS SECAS E DESIDRATADAS

J

21


22 PERFIL

DECORAÇÃO

23

OBJETOS maravilhosos

PERFIL

Iara Freire

P

ergunte a ela o que faz e, com certeza, não saberá o que dizer. Faz tanto, de tudo e com tanto empenho, que eu então responderia por ela: faço acontecer! E não precisa ir muito longe para saber de quem estamos falando, não é? Assim é Iara Freire, responsável pelo sucesso de lançamentos de livros, palestras, encontros, contação de histórias, oficinas de férias e tantos outros eventos promovidos pela Livraria Jaqueira. Incansável, empolgada, motivada, inovadora e sempre pronta para novas investidas, ela respira atitude e, por isso, as coisas acontecem. Fácil assim! Não, não é tão fácil assim. Sei o quanto ela sua a

camisa para que tudo aconteça, e o que sei dizer é que, nesses cinco anos de parceria com a Livraria Jaqueira, eu acompanhei seus passos, vibrei com suas conquistas e vi tudo acontecer da melhor forma possível. Nascida no Recife, essa carismática e dinâmica pernambucana está há vinte e um anos no ramo de livraria, sendo os últimos sete dedicados à Livraria Jaqueira, um trabalho que abraça com muita dedicação. Não há nada como acreditar no que se faz e fazer com alegria e empolgação. Isso ela sabe fazer. Parabéns, Iara, pela luta e pelos frutos desse incansável trabalho, que tem tido resultados gratificantes e tão especiais para a comunidade.

s objetos maravilhosos surgem como caixas, espadas e talismãs, que conferem ao possuidor, poderes, distinções ou simplesmente torna-os mais felizes. Esses objetos correspondem às relíquias, aos símbolos, às compilações feitas durante uma vida, podendo ser transformadas em obras de arte, como no caso das criações de Joseph Cornell, artista estadunidense; ou não, mostram-se como preciosidades aos olhos de quem as tem, embora, nos dois casos, estejam relacionadas ao ato de colecionar, guardar ou reunir algo para estudo ou deleite. Ao possuir uma coleção de caixas antigas, decidi transformá-las em uma série limitada de obras para provocar nos amigos mais próximos, o gosto pelo colecionismo. Esses objetos foram escolhidos por suas relações de continente/ conteúdo, por suas cores, pela textura de seus revestimentos, por seus brocados, pela estampa de seus papéis, por sua marchetaria, por seus torsais de seda, e toda sorte de emblemas: invólucros de outros tempos, arquivos do inanimado,

imagem de pentes de nanquim e delicadeza, objetos inusuais, sacrários iridescentes, dominós, caixas-de-anjo, minúsculas cravelhas e seus segredos, charutos, disposição de armarinho, réplicas de caixa de engraxate, uma mala vinda no kasato maru, estojos luxuosos de barbear, e tantos outros que sobreviveram e guardam as marcas dos seus percursos. Os objetos maravilhosos têm uma espécie de desvio em suas funções, de resignificação

CYANE PACHECO Artista Plástica

de seus destinos, quando resguardam os signos de um tempo, portanto, não se agrupam com aqueles objetos dos investidores e comerciantes de arte. Essa série, toda ela destinada a poucas pessoas, remete-nos aos alfarrábios, ao interior das antigas gavetas e seus achados, aos armários e baús de um século havido e distante, às malas e cofres com suas mandalas giratórias, desrevestida de seus fulgores primeiros, transformadas em vitrines e seus objetos complementares, em gravuras posicionadas em seu interior. São portanto, ampulhetas disfarçadas, brincam com a sensibilidade dos seus donos, abrindo-se à imaginação, como quem inverte o gesto de Pandora e, além das caixas ou de quaisquer outros objetos, distinguem seus colecionadores.

Revista Perto de Casa #22

Revista Perto de Casa #22

O

Imagem: dearlipstickblog.blogspot.com

por Cyane Pacheco

Loja 1 Estrada do Bongi, 127 Afogados. Fone: 3422 1393 Loja 2 (Shopping do Automóvel) Mascarenhas de Morais, 425 Lj 17 Imbiribeira. Fone: 3202 0017


24

DICAS PERTO DE CASA

25

Tudo que você precisa, bem perto de casa Sorelli - Spa Urbano Dedique um tempo a você Estética facial e corporal, Espaço da Noiva, Acumpuntura, Sex Shop, Salão de Beleza, Unhas artísticas e Café Rua Paulino Gomes de Souza, 193 - Graças - Recife/PE Fone: 81.3040.0984

Dentista Dr Eduardo Melo Estética, implante e prótese

Reforço Escolar Individualizado ou em grupo Ensino Médio, Fundamental I e II Todas as matérias de domingo a domingo Temos também Curso de Inglês em 18 meses e Curso de Português para o ENEM Rua Anternor Navarro, 81 - Sala 103 - Jaqueira Galeria Estação Jaqueira - Fone: (81) 3314-1552, 9512-2900 (Tim), 94275343 (Claro), 87050880 (Oi), 8171-3031 (Vivo) (Próximo ao Parque da Jaqueira)

Revista Perto de Casa #22

Revista Perto de Casa #22

Rua das Pernambucanas, 282 sala 404 - Graças - Recife PE Fones: 81 32217506 / 96835000 eduregobarros@hotmail.com


26

27

Dicas de passeios

Revista Perto de Casa #22

Museu do Homem do Nordeste Av. 17 de agosto, 2187 Casa Forte Telefone: (81) 30736340 Terça a sexta-feira: 8:30h às 17h Sábados e domingos: 13 às 17h Visitação: R$ 4,00 \ R$ 2,00 (estudantes) Agendamento para Grupos: (81) 30736340 Parque Dois Irmãos Praça Farias Neves s/n, Dois Irmãos Telefone: (81) 31835539 Terça a domingo das 8h às 16h Visitação: R$ 5,00 \ R$ 2,50 (estudantes) Visitas monitoradas e trilhas devem ser agendadas pelo telefone: (81) 31835539

Boliche Strike Recife Segunda à Quinta: R$ 55,00 (até 18hs) R$ 75,00 (após 18hs) Sexta: R$ 75,00 (até 18hs) R$ 90,00 (após 18hs) Sábados e Domingos: R$ 75,00 (até 18hs) R$ 90,00 (após 18hs) Feriados e Véspera de Feriados: R$ 75,00 (até 18hs) R$ 90,00 (após 18hs) Alugel de Sapatos R$ 3,00 Cardápio: Sanduíches, Pizzas, Petiscos, Massas, Bebibas Alcoolicas e Não Alcoolicas. Av. José Bonifácio, Piso Superior do Carrefour Torre, Recife - Pernambuco. www.strikerecife.com.br Telefone: (81) 3040.2087

Vamos comemorar os 30 anos da Livraria Idéia Fixa? Com muita música, sorteios de brindes e, ainda, com surpresas para alegrar os nossos momentos. É a nossa forma de agradecer a tantos clientes e amigos que nos têm prestigiado com a sua sua preferência e com a sua gentileza. Aguardamos você na Praça do Parnamirim, a partir das 20 horas, no dia 30 de agosto.

Curiosidade Você conhece a história da caricatura? “(...) O termo caricatura, vem do italiano e significa exagerar, carregar. Com este sentido a caricatura surgiu no século XVII com o pintor Agostino Carracci da Bolonha, artista que criou uma galeria de tipos populares da sua cidade. Outros artistas da Escola de Bologna também se destacam nessa forma de arte, como Domenichino e Guercino. Pier Leone Ghezzi (1674 – 1755) foi um dos primeiros a dedicar-se quase que integralmente à realização de caricaturas(...)” FONTE: Desenho Online

30 ANOS

comprometida com a realização de sonhos e a satisfação de necessidades laborais, educacionais, literárias e culturais da nossa gente.

Caricatura do pernambucano LENINE na inspiração de LUCAS LIMA. www.ocaricato.zip.net

Revista Perto de Casa #22

Museu do Estado de Pernambuco Av. Rui Barbosa, 960 Graças Telefone: (81) 31843174 Terça a sexta-feira: 9h às 17h Sábados e domingos: 14h às 17h Visitação: R$ 5,00 \ R$ 2,50 (estudantes) Agendamento de visitas (grupos): (81) 31843170 E-mail: museu.mepe@gmail.com


Revista Perto de Casa #22

28

Revista Perto de Casa ed.22  

Revista Perto de Casa ed.22

Advertisement