Page 1

EGUNDO ANO– NÚMERO 10 - MARÇO DE 2013 Prova cientifica que as crianças do projeto CA estão avançados em comparação com crianças que não participam! Leia tudo sobre isso na reportagem de ECSP nesta carta especial. O porquê da pesquisa Sem duvida estamos vivendo em um momento onde as pessoas tem duvidas sobre o efeito da ajuda humanitária. Algo que agora, por causa da crise na Europa, só esta crescendo. As criticas para as organizações que trabalham nesta área também não são fracas. Porque sempre devemos procurar melhorias na nossa efetividade, podemos pegar esta critica de forma positiva, e fazer uma avaliação da ajuda oferecida e ver aonde nós podemos aperfeiçoar. Para isto uma oportunidade foi oferecida para o fundador, Eric Visser, no inicio de 2011. Ele estava em uma leitura do doutor Dinand Webbink, que é o presidente do Centro para Antrapologia Estrategica Erasmo (ECSP). A leitura foi sobre a autoridade de uma pesquisa de antropologia de avaliação. Para aproveitar a oportunidade, ele logo pediu se fosse possivel que fosse feito uma avaliação da CA da programa PeDe. Depois dessa pergunta corajosa foi feito uma pesquisa de avaliação. Essa avaliação, liderada pelo professor Webbink, foi feito em dezembro pelo antropólogo Dr. Frank Hubers. Em 2012 o Dr. Hubers processou e resumiu isso em um relátorio cientifico. Este relatorio dá uma imagem objetiva do efeito da ajuda que voçé dá como doador ou como patrocinador através da Children Asking para crianças em circunstâncias dificeis. O relátorio Se nós traduzirmos os resultados em curtas frases. O resultado foi que crianças que participam do nosso projeto PEDE estão, em média, um ano na frente em comparação as crianças da mesma idade que não participam. Podemos comparar isso com uma criança, que, por exemplo, está no quinto ano, mas que já sabe a materia do sexto ano. Isso, concerteza irá abrir mais possibilidades para as crianças seguirem em seus estudos. O resultado também demonstra que tinha uma diferença entre os resultados das meninas e os meninos. Em comparação com os meninos, as meninas tiram notas mais altas. Uma diferença que pode ser explicada por fatores sócio-psicológicos. Por exemplo, a mentalidade nos meninos que depois de uma visita na PeDe não voltam mais. Isso é um ponto a ser melhorado. Junto com o ECSP e a faculdade de psicologia da Universidade Erasmus a psicologa Cristiane Merkus irá fazer uma pesquisa sobre esse assunto. Junto com a coordenadora da PEDE ela irá fazer recomendações como nós podemos prevenir isso.


As matérias geografia e história foram implementadas recentemente no programa PEDE. Essas duas matérias tiveram uma pontuação menor em comparação aos resultados surpreendentes na Língua Portuguesa e Matemática. Estamos vendo como podemos melhorar os resultados nas materias de geografia e história.

Children Asking como modelo de desenvolvimento Quinta-feira, no dia 21 de março o ECSP da universidade de Erasmus terá um congresso aonde essa avaliação será presentado. O titulo desse congresso é ‘’O Futuro dos Fundos na Filantropia’’. Nessa oportunidade Eric Visser irá contar mais sobre as escolhas estratégicas que Children Asking fez nos anos. Também, o resultado dessa conferência, junto com este boletim será iniciado uma campanha de imprensa. Isso com o objetivo de apresentar esse resultado extremamente positivo para o público mais amplo possivel.

Posfácio Altruismo, sacrifício próprio, é algo que está na base de todas as nossas instituições filantropicas. Também no mundo dos animais vemos que alguns animais se sacrificam para o bem estar do grupo. Gerações de cientistas, incluindo o Darwin, sempre estão quebrando a cabeca para saber de onde vem a genética dessa carácteristica auto destrutiva, a primeira vista. Em 1963 o William David Hamilton veio com um calculo matemático. A theoria b x r >c : o lucro (B=benefit) vezes a relação (R=relationship) é maior do nosso custo (C=Costs). Isso talvez explique como isso trabalha, mas ainda não explica de onde que vem isso.

Como organização cristã, a Children Asking encontra a resposta em Jesus Cristó. Ele diz: Não há maior amor, do que dar a sua própria vida para os outros. Isso é o que os cooperadores do Children Asking colocam em prática nas comunidades aonde a violência e a criminalidade colocam a vida em risco. O esforço é grande, mas a benção que flui do esforço para as crianças e para eles mesmos é muito maior do que isso! Para todos os parceiros, embaixadores, doadores e patrocinadores: Obrigado por sua contribuição para este trabalho que muda vidas! Para um link para o relátorio completo do ECSP, clique no link aqui em baixo http://www.childrenasking.org/br/children_asking/resultados/o_relatório/


Março  
Advertisement