Issuu on Google+

GESTテグ NO ESPORTE

5a

Licenciamento


GESTテグ DO ESPORTE

LIツゥENCIAMENTO para Merchandising

Chico Andrade delrioandrade@ig.com.br 00/05/2003


“ Os pequenos atos que se executam são melhores que todos aqueles que se planejam ”.

George C.Marshall, 1890-1959. General americano.


Estrutura da apresentação • • • • • • • • • • • •

Impacto com o assunto “Licensing” Ponto de vista do Direito Aprendizado Primeiras representações Marcas Licenciamento no Brasil Contrato Cenário atual O Negócio Roteiro Dicas Final

Licenciamento

1


Parece piada...

Uma tabaqueira portuguesa, lançou os PROVISÓRIOS e sua concorrente, a Tabaqueira E.P., não teve dúvidas, lançando os DEFINITIVOS. Hoje, as duas marcas convivem juntas na mesma empresa. A dos Definitivos é claro ! 2


Impacto com o assunto “Licensing” • • • • • • • •

Licenciamento

Achava que era assunto de emplacamento de automóveis... Licenciamento ? Giora W. Breil trouxe uma parceria com a IMG – International Management Group, um dos grupos internacionais mais “pesados” no cenário dos esportes. A IMG entre outras atividades, tinha uma divisão de “Licensing”. A Proesa Produções Esportivas e a IMG realizam no Brasil as primeiras ações de Licenciamento Esportivo. A IMG realiza contratos com atletas de projeção, grandes eventos, veículos de comunicação e para cada um desses itens, realiza um trabalho de gestão. Alguns de seus clientes na época: Bjorn Borg , Martina Navratilova, Torneio de Winbledon, Grande Prêmio Inglês de Turfe “Royal Ascott”, The Supertimes e The SuperStars, F-Indy O gerenciamento, “management”, trata dos aspectos gerais de uma carreira, torneios que devam competir, prêmios envolvidos, viagens, treinos, cachês, férias, check-ups, projeção de imagem, registros competentes, faturamento versus imposto de renda, aplicações, subprodutos, testemunhais, endossos, visitas, licensing, contratos, mudanças de time, futuro após término carreira, public relations, imprensa, site, produtos, advogados, seguros, livros, vídeos, material esportivo, etc. 3


Impacto com o assunto “Licensing”

• • • • • • •

Licenciamento

Os atletas possuem vários sinais que podem ser tratados no Licenciamento: Suas imagens (fotografias, aplicações em cadernos, cards, posters, etc.) Suas vidas (livros, vídeos,etc.) Suas carreiras (livros, vídeos, dvds, cd’roms, etc.) Suas presenças (autógrafos, campanhas sociais, inaugurações, etc.) Suas assinaturas (autógrafos, endossos) Endossos (materiais esportivos, raquetes, bolas, roupas, tênis, etc.)

4


Impacto com o assunto “Licensing”

Licenciamento

Licenciamento •

• •

É o ato de dar uma “licença expressa de uso” para alguém poder criar, produzir, imprimir, industrializar, e comercializar algo, com a imagem (direito autoral) – foto, desenho, assinatura, caricatura, voz – tudo, regido por um contrato, onde são apontados as regras do negócio com as quantidades mínimas e máximas, as datas de início e término, o que fazer com as sobras, quanto será pago em royalties, advances, seguros, que países poderão vender, se tem regime de exclusividade na categoria, lay-outs dos produtos e de todas as peças de campanha publicitária, etiquetas, embalagens, e demais itens. O Brasil, assinou todos os tratados que regem os Direitos Autorais, portanto, através da Lei de No. 9.610/98, rege o assunto e suas implicações. Os assuntos pertinentes aos Direitos Autorais, permitem que se recebam “royalties” que são “comissões estabelecidas em contrato entre o proprietário e o usuário de uma patente industrial ou marca de fantasia, entre o editor e o autor de uma obra literária, etc., para fim de sua comercialização”. (Aurélio)

5


Do que se trata ?

Licenciamento

LICENCIAMENTO • Atividade Industrial e comercial que envolve o uso em conjunto, com produtos originais, de direitos autorais e marcas de outros titulares, para o aumento de suas vendas. MERCHANDISING • É notório o fascínio que exercem – sobre crianças, adolescentes e adultos – as figuras, personalidades e imagens de Mickey Mouse, Superman, Charles Chaplin, Pelé, Beatles, etc. Sua utilização pela indústria, em conexão com produtos para o consumo em massa, constitui o que se chama em técnica mercadológica de Merchandising.

6


Licenciamento • • • • • • • • •

Licenciamento

Dupla proteção – direito autoral e marca Merchandising Copyright – direitos autorais, protegido pelo registro de propriedade autoral. Símbolo do Copyright > © Símbolo da marca registrada > ™ Símbolo de registro > ® Para se obter o registro de Marca, registrar a peça no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial Para se obter o registro de Direitos Autorais, registrar a peça na ENBA Escola Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro. Ou ainda, o assunto ter sido publicado em algum órgão impresso de grande circulação. 7


Registros

Licenciamento

INPI Registros marca nominativa e/ou figurativa - ® Logotipo Marca Logomarca ENBA Registros do copyright - © Levantamento das propriedades intelectuais existentes e suas situações MODEL SHEET Proporções, cores, aplicações e exemplos do que pode e do que não pode ser feito com as propriedades 8


Ponto de vista do Direito

Licenciamento

Direitos Autorais Bibliografia • • • • •

Prof. Antonio Chaves – Nova lei brasileira de Direito de Autor, Revista dos Tribunais, 1975 Henrique Gandelman – Guia Básico de Direitos Autorais, 1982, editora Globo José Carlos da Costa Netto – Direito Autoral no Brasil,1998, FTD. Eduardo J. Vieira Manso – Direito Autoral, 1980 e Merchandising e Direito Autoral. Marketing, julho 1979 Carlos Alberto Bittar – Direito de autor na obra feita sob encomenda, 1977 e Direito de autor na obra publicitária, 1981 ambos na Revista dos Tribunais. 9


Ponto de vista do Direito

Licenciamento

Guia básico dos Direitos Autorais Henrique Gandelman • • • • • • • • • •

• • • • • •

Legislação de Publicidade Organização do CNDA Lei No. 5.988/73 Jurisprudência Lei de Imprensa Constituição Federal Código Penal Legislação Brasileira Lei No.6.533/78 Convenções Internacionais Decreto Mo.82.385/78 ( Berna, Roma, Genebra, Paris ) Lei No. 6.615/78 • Legislação de Cinema Decreto No.84.134/79 • Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) > Código de Propriedade Industrial ONU Declaração Universal dos Direitos • Decreto No.78.965/76 Humanos • Lei 9.610 de 19/2/98 Código de Processo Civil 10 • ECAD


Aprendizado • •

• • • • • • • • • • •

Licenciamento

Um fabricante de cadernos escolares quer lançar uma coleção de cadernos com os símbolos dos clubes de futebol brasileiros...Como agir ? Primeiro, deve desenhar essa coleção, como ela vai ficar, a cara vai ter, capa dura, quantas versões, como será a campanha publicitária e promocional, os materiais de vendas, folhetos, poster’s, etc. Qual será a tiragem de cada clube ? Qual a expectativa de vendas ? Qual a duração do contrato ? Quanto custará cada caderno antes das taxas ? Onde será distribuído ? Em que países ? Como será o sistema de vendas ? Lay-outs dos cadernos ? Respondido tudo isso, suponhamos que os cadernos vão ter seu custo em R$1,50.antes das taxas que incidam sobre o preço de venda. Estimam vender 150.000 cadernos de cada clube, portanto um faturamento bruto aproximado de R$ 225.000,00 Os royalties oscilam entre 5% a 10%, o mercado define cerca de 5% para material escolar o que daria uns R$ 11.250,00 para cada um dos clubes. 11


Aprendizado

Licenciamento

• Somando cadernos, mais, relógios, bolas, cards, camisas, agasalhos, bonecos, chaveiros, isqueiros, óculos, canetas, toalhas, adesivos, brinquedos, jogos, games, e mais tudo o que a sua imaginação puder alcançar, dá para se ter uma idéia das possibilidades fantásticas de receitas que as Licenças poderão render. • O exemplo é bem simples, mas tudo isso exige um controle muito rígido de cada contrato, com ou sem exclusividade, datas de vigência, dos relatórios mensais, bi-mensais ou tri-mestrais, e até mesmo de ações contra pirataria (!) • O grande problema do Licenciamento é o mesmo dos demais itens que compõem qualquer boa estratégia para se manter um correto trabalho seja em um clube, um time, um atleta, um evento ⇒ cultural • Um Estádio, antes das lojas, dos estacionamentos, das lanchonetes, precisa de um sistema correto de banheiros (conf. Legislação). Um programa de Licenciamento imagina um Estádio, com a loja que vende os produtos tendo em seu em torno um sistema que permita sua freqüência constante. •

As lojas de produtos licenciados não precisam necessariamente estar localizadas nos Estádios, muito embora sejam aí que as vendas se dão por um maior impulso. Shoppings Centers, Aeroportos, Galerias, também são ótimos locais para esse tipo de comércio.

A Pirataria só existe por culpa do próprio negócio, ou seja, por culpa dos próprios Clubes (que nada fazem para coibir) e dos fabricantes (que não pensam em uma maneira de frear esse comércio). Na nova Legislação (9.610/98) no artigo 103 reza a apreensão da 12 mercadoria mais multa no valor de 3.000 exemplares.


Primeiras representações • • • • • • • • • •

Licenciamento

Em 1977, junto com Giora, na subsidiária da IMG no Brasil, Proesa Produções Esportivas, criamos o MULTICLUBES DO BRASIL – Um produto em benefício do seu Clube. Acordos com os principais clubes de futebol e passamos a representar seus símbolos, mascotes, nomes, (cores não são passíveis de registros) suas histórias. Conseguimos Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo, Santos, São Paulo e Palmeiras, Atlético Mineiro e Cruzeiro, Internacional e Grêmio, Bahia e Vitória. Levantamentos do mercado em busca da correção de quem já fabricava (botões, dominós, cadernos, etc.) para adaptar/modificar/aderir dentro das novas normas. Providenciamos os registros dos escudos, nomes, mascotes, etc. no INPI Dificuldades - nomes de Clubes idênticos (Flamengo do Rio, Flamengo no Piauí, Flamengo em Campinas e outros) com escudos semelhantes Lançamos selos alfa-numéricos (contra falsificação) Fabricantes que sempre fizeram sem pagar resistem ao novo sistema Conseguimos a Estrela de Brinquedos, a Hering Malhas, e uma série de indústrias pesadas. O Mercado começava a dar sinais de uma modernidade necessária, olhando mais para fora e vendo o sucesso dos empreendimentos americanos e europeus 14


Primeiras representações

Licenciamento

AAA-000589 © Multiclubes 2003

15


Primeiras representações •

• • • •

• • • • • •

Licenciamento

O primeiro cheque, fruto do Licenciamento, que entregamos no Flamengo, era de um valor baixo, mas, era uma receita que jamais o clube havia recebido. Isso, entretanto, não foi entendido assim. Ameaças - Significava muito esforço para um resultado a longo prazo Descoberta do problema social Investidor americano, IMG, desiste diante das dificuldades de operar no Brasil, impostos, Leis, pirataria (cultural) Warner Brothers, DC Comics, Childrens Television Workshop, Bubbles Inc, NFL, NBL, Pepita Rodrigues, Zico, Pelézinho, Multiclubes do Brasil, em um escritório do tipo Agência de Publicidade: Diretoria Atendimento – Propriedades e Fabricantes Estúdio completo – Criação e elaboração das peças Jurídico – Contratos e polices Auditoria – Controle dos Contratos Show Room - Amostras 16


Marcas

Licenciamento

MARCAS: A Religião do Novo Milênio •

Por quê as marcas atraem tanto as pessoas?

• A princípio, o que leva uma pessoa a preferir uma marca é a busca de um objeto e a qualidade. É a própria busca do sentido e do status. • As marcas conferem uma inspiração ou aspiração, pois elas estão vinculadas às idéias originais e identificáveis. • A crença, a qualidade e a confiabilidade tornam os consumidores verdadeiros fiéis a essa ação, transformando as marcas numa nova religião. • Essa comparação nos remete à história dos missionários que difundiram a cristandade e o islamismo pelo mundo. O melhor exemplo é o crucifixo como um dos símbolos de marca mais antigos e reconhecidos. • O crescimento potencial e a percepção favorável são pontos que compõem a força de uma marca para que mais fiéis a sigam. Isto vale principalmente para marcas globalizadas.

17


Marcas

Licenciamento

• Francisco Madia de Souza (Diretor da Madia Associados) afirma: "A melhor maneira de avaliar uma marca é identificar o potencial de receita que ela pode gerar na sua categoria." E arremata: "Enganam-se redondamente os que imaginam que marcas vitoriosas podem abençoar qualquer produto”. • " Para que realmente uma marca forte mantenha seus fiéis, elas por si só não sobrevivem se o produto for medíocre” (Jaime Troigho, consultor de marketing) • Nizan Guanaes, considera que “o Brasil não é um país construtor de marcas e ainda está muito voltado para o produto, esquecendo que o mundo é feito de imagens e percepções”. • A pesquisa Top Of Mind de 2000 promovida pela Folha de São Paulo reflete que a marca nacional Kolynos há oito anos fora do mercado, ainda continua sendo no seu segmento a mais venerada.

18


Marcas

Licenciamento

O estágio das marcas corporated •

Cogitou-se nos últimos anos que o momento era das marcas corporated.

• O que se constata, hoje, é que algumas como Montblanc, Ferrari, Audi, podem ser consideradas vencedoras. • Eduardo Andrade, diretor de marketing da General Motors, “o consumidor brasileiro ainda, vê determinados produtos de marca corporated como se fosse um brinde promocional, ou seja, que deveriam ser dados “grátis”. • O sucesso da marca corporated, ainda é limitado as classes A e B que entendem melhor a proposta e estão ligadas as que sugerem luxo. • O faturamento na América Latina da marca Chevrolet já alcançou US$ 53 milhões. Em 2001 chegou a movimentar no varejo 10 mil itens de produtos licenciados, resultando expressivos US$ 2,1 bilhão. • Assim como a Renault, a Chevrolet deverá ter quiosques com seus produtos e cobrará de 2% a 10% de royalties. •

O sucesso de uma licença lá fora, não significa que vingue aqui. 19


Marcas

Licenciamento

Coca Cola é apanhada de surpresa pela Microsoft •

Mas é ela quem continua reinando como a marca mais valiosa do mundo.

• De acordo com a Interbrand, seu valor é de US$72,5 bilhões, enquanto a "novata" Microsoft bate nos US$70,2 bilhões. •

Com esta posição, a Microsoft desbanca a Marlboro

®

™ 20


MARCAS – Raimar Richards  Não observe o momento. Observe o movimento.  A marca é como um diamante que precisa ser encontrada, extraída e lapidada.  Quanto mais cedo você criar a sua marca melhor.  Para dar o pulo do gato, licencie uma marca.  Ligue a sua marca a outros elementos do composto mercadológico.  Quando a concorrência apertar, desvie lançando uma marca de combate.  Quando sua marca já se tornou bastante conhecida, use-a para outros produtos.


Marcas

Licenciamento

DAP D A P

esodorante nti

erspirante 21


Marcas

Licenciamento

22


Marcas

Licenciamento 63 anos depois

23


Marcas

Licenciamento

69 anos depois

24


Marcas

Licenciamento

90 anos depois

25


Marcas

Licenciamento

King C. Gillette • 1901, Boston, USA • Capital inicial de US$ 5.000 • Criou a lâmina de barbear • Cada soldado americano na GG levou um aparelho de barbear e virou moda

26


Marcas

Licenciamento

Hummell Impas – representante da Rhumell em SP, citada na CPI do Futebol por suspeita de não recolhimento dos 5% do INSS – FSP 02.11.2000, Esporte, pág.D4 27


Marcas

Licenciamento

Giscard D’Estane presidente da França quando veio ao Brasil, em 1976, exigiu que o Presidente João Figueiredo do Brasil, resolvesse a Ação ganha de uma fábrica no Braz, em SP, contra a Lacoste por usar o jacaré virado para o outro lado. 28


Marcas

Licenciamento

• A Harley-Davidson foi fundada em 1903 pelos amigos de infância William S. Harley, então com 21 anos e Arthur Davidson, com 20 anos. • Um pequeno barracão em Milwaukee, em Wisconsin (noroeste dos Estados Unidos) nasceu o modelo Milestone com uma produção de 3 exemplares no primeiro ano. • A Harley enfrentou as duas grandes Guerras e suas motos ficaram populares. • Final dos anos 70 e início dos 80 foram muito difíceis até 86 quando surge a versão Evolution totalmente modernizada e a HD deu a volta por cima. •

Um dos símbolos do Século XX, faz 100 anos agora em 2003. 29


Marcas

Licenciamento

30


Marcas

Licenciamento

A Marca Pelé •

US$ 25 milhões ano é o faturamento apenas com a marca

• 10 empresas tem produtos, parcerias e negócios que exploram o nome e a imagem de Pelé • Mastecard, Nokia, Coca-Cola, Viagra, Petrobrás, Dorsay, Café Pelé, PSN, Globo, Golden Cross, Tetra Pack. • Pelé pagou R$3.000 por 3 anos para Dorval e Coutinho no contrato com a Coca-Cola (afirma que receberá R$1,5 milhões) – Estadão de 24.11.2001 •

Pelé x Hélio Vianna = US$10 milhões – Estadão de 24.11.2001

Dia 19 de novembro (em Santos, 1995) é comemorado o DIA PELÉ

Em 19 novembro 1969 marcou o 1.000 gol contra o Vasco da Gama

31


Marcas

Licenciamento

1940

0

Três Corações –M.G. (23.10)

1945

5

Muda para Baurú

1956

16

Contratado pelo SFC e Estréia Prof.

1957

17

Estréia Seleção

1958

18

1962

Pelé

Maradona

23.10.40

30.10.60

Altura

1,74

1,68

Campeão do Mundo

Peso

75 Kg

76 Kg

22

Bi Mundial Seleção e Mundial SFC

Posição

PLança

Meia

1963

23

Bi Mundial SFC

Pés

39

41

1969

30

1.000 Gol

Carreira

21 anos

21

1970

31

Tri Mundial pela Seleção

Total de Jogos

1.364

581

1971

32

Despedida da Seleção

1.363

679

1974

35

Encerra carreira no SFC

1.283

307

1975

36

Cosmos NY USA

1.279

338

1976

37

Encerra carreira de atleta

Partidas Seleção

115

1980

41

Eleito Atleta do Século XX

Total de Títulos

59

1995

56

Ministro dos Esportes

Copas do Mundo

4

1996

57

Baixa resolução do Passe

Títulos Mundiais

3

1997

58

Apresenta Lei Pelé

Banco de Reservas

1

2003

63

Atuou no gol

3

FSP 22.10.2002 Total de Gols FSP 22.10.2002

32


Marcas

Licenciamento

Pelé

Arthur Friedenreich

18 anos

27 anos

Total de Jogos

1.364

581

Total de Gols

1.283

1.339

17 aos 34

17 aos 43

Artilheiro Camp.Paulista

11

9

Gols como Artilheiro

379

175

58 em 1958

33 em 1924

Carreira

Idade que jogou

Recordes CPaul

Pai alemão Mãe Brasileira Juca Kfouri FSP em setembro 1997 (Sem comprovação)


10 5

12 7

120

11 1

Marcas

68 50 53

59

55 59

Jogos Gols

42

60

60

64

75

80

73 74

89

100

76

75

73

72

71

70

69

68

67

66

65

64

63

62

61

60

59

2 57

58

0 56

20

74

19 14

26

30

40

idade

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

Jogos

2

66

67

103

82

75

59

59

50

74

50

66

82

78

75

74

74

77

47

23

42

Gols

2

64

89

127

75

111

73

74

60

105

42

55

59

68

59

30

50

53

19

14

26

Auge da Carreira 1.324 jogos com 1.255 gols

33


Marcas

Licenciamento

Michael Jordan – Programa de construção de marca – Um verdadeiro ícone mundial • Em 1984 Jordan adota o modelo dos tenistas e busca valor adicional à sua categoria esportiva, passando à ser uma marca de amplo espectro e individual (apesar de atuar em esporte coletivo) • Optou pela Nike e criou a linha de alta tecnologia > Air Jordan • Evitaram dezenas de contratos milionários, focando nos que ajudassem a estratégia adotada, mantendo a sua alma, características , personalidade e limites, evitando assim superexposição ou “desvios” da marca MJ • Com a consolidação da Air Jordan (hoje meio bilhão US$ em vendas ano) foi possível ampliar o espectro da marca, associando-a a outras de prestígio dentro do que chamamos de “puxaempurra”, somando virtudes para se obter resultados multiplicado para as partes • O filme “Space Jam” foi parte da estratégia em ajudar a expandir a lenda MJ, gerando Licensing e Promoções, além do próprio negócio em sí • Entre salários e verbas de publicidade Jordan recebeu US$ 78,3 milhões em 1997, encabeçando pela quinta vez a lista dos esportistas mais ricos, pela revista Forbes • David Falk um dos maiores agentes americanos de personalidades esportivas e Gordon Thompson III, vp de pesquisa e design da NIKE estiveram no Brasil em março de 1997

34


Licenciamento no Brasil

Licenciamento

A Imagem do Licenciamento no Brasil • Quase quarenta anos depois, embora o mercado tenha crescido, ele ainda é pouco difundido. • Segundo pesquisa Andes Associados, essa situação há de se reverter a médio prazo, pois algumas ações estão acontecendo como lançamentos de sites, seminários, palestras, releases para imprensa, consultorias, desenvolvimento de marketing junto ao varejo. • A princípio, as empresas que entram como licenciadas acreditam em ganhos fáceis com seus produtos estampados de marcas famosas. Muito das pequenas e médias empresas desconhecem o mecanismo e a natureza dos negócios envolvendo royalties. • As agências são difíceis de serem localizadas por pretendentes a parceria. Não há muita divulgação sobre de quem são as licenças. • A palavra licenciamento não é perceptível, no primeiro momento, para significar “cessão temporária de propriedade intelectual”. • Há carência de profissionais, especializados.

35


Licenciamento no Brasil

Licenciamento

• O interesse de alunos de comunicação, propaganda e marketing sob o tema vem crescendo nos últimos 3 anos • Dentro do marketing de comunicação, o setor de promoção é o que sente mais alinhado com o licenciamento na busca de resultados. • Embora nos últimos cinco anos o número de agências tenha crescido de 17 para 54, o licenciamento tem a imagem de ser acessível para “poucos e bons” e empresas com cacife pra fechar o advanced. • Fechar licenças nacionais é mais flexível, já que as internacionais tem que ser reportadas as matrizes. • O Brasil tem evoluído o suficiente para se posicionar apenas atrás do Estados Unidos e Japão e ao lado do México. • Cerca de 47 milhões de brasileiros teriam acesso ao consumo de produtos licenciados. • Das 54 agências que trabalham diretamente com o licensing, pode-se apontar quinze delas como responsáveis pela maioria dos contratos que rendem anualmente R$ 2,5 bilhões com previsão de crescimento de 25% ao ano. 36


Licenciamento no Brasil

Licenciamento

• A maioria dos licenciantes concentram-se em São Paulo como Disney do Brasil, Imagine Action- Dalicença, Maurício de Sousa Produções, ITC (Internacional Trade Consultants), Warner Bros., Character, Redibra, Marcas Licensing & Marketing, Exim, etc.. • O licenciamento mais requisitado é o de personagens como Mickey, Turma da Mônica, Looney Tunes, Batman e outros. • Nos últimos anos cresceram o licenciamento de celebridades como Xuxa, Angélica, Eliana, Gugu, Guga, Supla, Zezé di Camargo & Luciano, Hebe Camargo, etc... Os fantoches de programas de televisão tem aumentado o volume das licenças nacionais como Melocoton, Louro José. • A diversificação de licenciamento gerou outros tipos como: licenciamento de grifes, marcas, obras de arte, imagens, som, tecnologia e fórmulas químicas farmacêuticas. • Do mercado participam empresas dos setores de alimentação, calçados, confecção, brinquedos, artigos escolares, brindes, jóias, editorial, bomboniéres e artigos de festas. • Um produto com licenciamento vende 25% à mais do que o similar que não seja licenciado. O mercado opera com advanced (luva) e royalties na casa de 5 a 10% .

37


Marcas

Licenciamento

O LICENSING NO FUTEBOL • Em 1997, nos 6 primeiros meses, foram comercializados 4 milhões de camisas, 100 toneladas de balas e pirulitos, meio milhão de litros de vinho, 800.000 cadernos escolares, 150.000 caixas de futebol de botão. • As 24 lojas do Grêmio Mania espalhadas por 3 estados do sul, juntas, vendem mais de 200 produtos, de extrato de tomate, cola escolar a calça jeans • Cartões de afinidade, 49 cartões de clubes de futebol, são responsáveis por 10% da clientela do Bradesco Visa. Há 50.000 flamenguistas e 42.000 corinthianos com cartões de afinidade. • O Manchester United fatura US$35 milhões/ano com a venda de produtos licenciados, 12 x mais que o Grêmio Revista Veja, 30.07.1997, página 58

38


O Contrato

Licenciamento

Contrato de Licenciamento de Direitos Autorais • • •

Um modelo (sem valor jurídico) somente para análise do conteúdo básico de um contrato e o que deve ser observado. Recomenda-se uma consulta a um advogado especializado Para baixar o arquivo: Chico Andrade – Contrato de Licenciamento (em Word)

39


Cenário Atual • • • • • •

Clubes apresentam alto grau de ineficiência, examinado sob o aspecto empresarial Crise de gestão, refletida nas precárias condições financeiras dos clubes Inexistência de planejamento, e falta de visão da exata dimensão do negócio futebol Clara percepção de que as mudanças são inevitáveis e necessárias Legislação - alterações constantes Falta de credibilidade

Slide copiado da apresentação:

MODELOS DE CAPITALIZAÇÃO Paulo Aldrighi 40


O Negócio • • • • • • • • • • • • • • •

Bilheteria Direitos de Transmissão Placas de Publicidade Uniformização Participações em Campeonatos Licenciamento Compra e venda de atletas Patrocínios de camisa Aluguel do Estádio Sócios Camarotes no Estádio Lojas e Restaurantes no Estádio Estacionamento Placar eletrônico Sistema de som

Licenciamento

• • • • • • • • • • • • • • •

Mau explorada 60% das receitas Atrasado Atrasado Dependendo participação Inexistente 20% das receitas Já foi melhor Pouco utilizado. Faltam CT’s Mau explorado Começam a pensar Inexistente Mau explorado Mau explorado Mau explorado

41


O Negócio • • • • •

Atlético Paranaense Goiás SC Corinthians Paulista Cruzeiro Grêmio

Licenciamento

• • • • • • • •

Sociedade Esportiva Palmeiras Santos Futebol Clube AA Portuguesa de Desportos Botafogo Futebol e Regatas CR Flamengo Fluminense São Paulo Futebol Clube Internacional

42


Roteiro Levantamentos

Licenciamento

Hist贸ria

Nomes

S铆mbolos

Escudos

Mascotes

Hinos

Registros

Registros

Registros

Registros

Registros

Redesenhos Acertos finais

Registros

Registros

Registros

Registros

Registros

Produtos antigos

Redesenho

Livros Recortes Mem贸ria

Produtos Novos

43


Roteiro

Licenciamento

REGISTROS DEFINIÇÃO DOS PRODUTOS APLICAÇÕES NOS PRODUTOS ETIQUETAS EMBALAGENS ANÚNCIOS - TV, RÁDIO, CINEMA, OUT-DOOR, REVISTAS E JORNAIS MATERIAL PROMOCIONAL – POSTERS, FOLHETOS, CATALOGOS CONTRATO MODÊLOS MODEL SHEET - Proporções, cores, aplicações e exemplos do que pode e do que não pode ser feito com as propriedades AMOSTRAS DOS PRODUTOS FINAIS RELATÓRIOS DE VENDAS - ROYALTIES 44


Leque

Licenciamento

camiseta de algodĂŁo camiseta de fio misto camiseta camiseta de fio sintĂŠtico bolas bolas de couro bolas de plĂĄstico bolas de borracha

45


DESIGN – Novos desenhos

Licenciamento

© 1978, Proesa Produções Esportivas

© 1978, Proesa Produções Esportivas 46


Uniformes

Licenciamento

47


Programação Visual - Escudos

Site

Card Bradesco

Licenciamento

Capa Estatuto

Escudo Oficial (Final)

48


MODEL SHEET

Licenciamento

49


Licenciamento

50


AgĂŞncias

Licenciamento

51


Licenciamento

US$69,99 US$23,99 52


LINKS

Licenciamento

NBA - www.nba.com São Paulo FC - www.spfc.com.br 99,90 camisa oficial e 59,90 kit infantil SC Corinthians P – www.corinthians.com.br 119,90 camisa oficial Atlético Paranaense – www.atleticopr.com.br 96,80 camisa oficial CR Flamengo – www.flaboutique.com.br 89,90 camisa oficial e 96,00 kit infantil, camisa goleiro manga curta 130,00 Ferrari – www.ferrari.com.br - boutique INPI – www.inpi.gov.br/pesq_marcas/marcas.htm - Pesquisa Marcas Marcas e Patentes – www.marcasepatentes.com.br

53


Licenciamento

Há coisas que estão além da razão. Como poderemos compreender ou avaliar uma milésima bilionésima fração do segundo ? Entretanto, de acordo com a matemática, ela deve existir. Charles Chaplin

© Bubbles Inc 54


Licenciamento

Projeto F1 Copersucar com Emerson e Wilson Fittipaldi e Campeonato de Fórmula 1 com Emerson Fittipaldi - Europa Programa Internacional de Futebol para a Juventude - Pepsi-Cola – Pelé Proesa – IMG > Licenciamento MULTICLUBES, DC Comics, Bubbles Inc, Warner Brothers, LCA Licensing Corporation of America, Childrens Television Workshop, NFL, Pepita Rodrigues, Zico, J.W.Thompson Publicidade – Rallye Hermes Macedo, Recordes US TOP, Waimea 5000, CBV, CBT, CBB, Golf, Karatê, Fut.Salão, Motociclismo, Automobilismo, Shows Musicais (Ginga Brasil) Mudança da Lei – Concursos e Sorteios produtos importados (Brasília, Gov.Pres. Collor) Amyr Klink – Projeto Continente Branco > Villares e Quaker Taça Jules Rimet – Kodak Seleção Brasileira (CBF) e Corinthians – Topper Santos Futebol Clube – Direitos TV e Jamaica, Consórcio Futinvest - Botafogo Futebol Clube (RP), Santa Cruz Futebol Clube (RE), 55


Licenciamento

Finalizando, sou um publicitário, que se pensasse melhor teria sido advogado...Toda a minha história é fruto de ter a vontade de realizar o que de melhor poderia realizar para meus clientes. Esta apresentação tem como princípio informar e mostrar um pouco uma das “armas” mais eficientes para se alavancar novas receitas seja para o futebol, para o vôlei, basquete, natação, automobilismo, skate, motocilismo, paraquedismo, surfe, wind-surf, tênis, e ou qualquer outra modalidade esportiva. Para isso, basta ter sensibilidade, uma boa noção de mercado, se interessar pelo assunto, abrir o leque de oportunidades, ter apoio de um bom advogado com conhecimento da área, e implantar uma oportunidade real de receitas para o seu Clube, Academia, Escola, Atleta, etc. Chico Andrade 56


FINAL DA AULA 5 - LICENCIAMENTO 60 slides –

kb

Obrigado e até a próxima aula Dúvidas podem ser esclarecidas pelo email: delrioandrade@ig.com.br


Licenciamento