Page 1

1

Chapa do Sindicato Experiência e renovação para lutar

Específico Zona Sul - Fevereiro/2012

Organização de base na defesa dos empregos, salários e direitos

Metalúrgicos da ZONA SUL estão com

a Chapa 1

A luta dos metalúrgicos e a atuação do Sindicato levaram a grandes vitórias para a categoria. Na zona sul, a união dos trabalhadores, Sindicato, cipeiros combativos e comissões de fábrica foi decisiva para a conquista de 105 Acordos Coletivos. Conquistamos de 10,3% a 13% de reajuste salarial, licença maternidade de seis meses, renovação das cláusulas sociais e reintegração de demitidos. Para que todas essas conquistas sejam preservadas e ampliadas, é preciso que os trabalhadores se mantenham no caminho da luta, ao lado do Sindicato. Por isso, vote na Chapa 1 e lute com a gente. Afinal, a Chapa 1 é a chapa do Sindicato, que conquistou a confiança dos trabalhadores. É a chapa dos diretores que sempre estiveram ao lado dos trabalhadores, lutando contra todas as tentativas de ataques dos patrões. Quem é da zona sul conhece a realidade do chão de fábrica, das empresas que querem retirar nossos direitos a qualquer custo. Mas os trabalhadores também sabem que nosso Sindicato sempre enfrentou os patrões de cabeça erguida e esteve à frente de todas as lutas no dia a dia da classe trabalhadora. Vamos continuar na defesa dos direitos e empregos. Nos dias 29 de fevereiro e 1 de março, vote em quem faz a luta. Vote na Chapa 1.

CONQUISTAMOS A REDUÇÃO DA JORNADA O Sindicato travou uma dura batalha para que as empresas reduzissem a jornada de trabalho das 44 horas semanais para 40h. Várias empresas hoje já cumprem menos que 44h. Mas é importante lembrar que a jornada reduzida é fruto de muita luta do Sindicato e dos trabalhadores.

40 horas

Trelleborg Famecânica Tecnovale GM Sadefem

40h30 Eaton

41h30

MSA (a cada semestre, é reduzida meia hora) Swissbras Techal

41h50

Panasonic Avibras

42h

Utech

boletim zona sul final para grafica.indd 1

CHAPA

SÁBADOS E DOMINGOS LIVRES O Sindicato defende finais de semana livres, sem imposição de horas extras nem jornada de seis dias. Os trabalhadores têm direito a uma vida social, familiar e cultural. Isso só é possível com a jornada de 40h, de segunda a sexta-feira. Empresas como a Gerdau e Haudex insistem em manter a semana de segunda a sábado,

ALÉM DAS LUTAS, ESPORTES E LAZER PARA A CLASSE TRABALHADORA Os metalúrgicos dão duro nas linhas de produção e merecem um tempo para relaxar com a família e os amigos. No Sindicato, já é tradição o Campeonato de Futebol Society, em que os metalúrgicos disputam o troféu de melhor time do ano. Também organizamos o Festival dos Metalúrgicos e as festas da PLR, em que os trabalhadores levam suas famílias e se confraternizam com companheiros de todas as fábricas da zona sul.

VOTE

mas vamos quebrar essa arrogância. Se a redução da jornada não sair com negociação, vai sair com mobilização! Fique com a Chapa 1 e tenha certeza de que a luta pelos finais de semana livres e pela redução da jornada vai continuar. Esta tem de ser uma conquista de todo o trabalhador, mas que só será conseguida com muita mobilização.

CIPEIROS E COMISSÕES APOIAM A CHAPA 1 Na zona sul, cipeiros e integrantes de Comissões de Fábricas eleitos pelos trabalhadores já declararam todo apoio a Chapa 1, como Swissbras,

Techal, Wirex Flex, Forming Tubing, Delbras, Proterm, Usimasa, JVG, RFCom, MSAmbrogio, Usimoren, Friuli, Ferdimat, Mirage, Grava, Winnstal, Aisys, Sobraer, Sopeçaero e C&D Aquarius e Chuman.

São trabalhadores que fazem parte do Conselho de Representantes, conhecem a atuação do Sindicato e que, como a gente, se mantêm na defesa da luta da categoria.

2/9/2012 7:49:26 PM


ESSE TIME, O TRABALHADOR CONHECE E DEFENDE

Experiência Renovação Esses diretores já são conhecidos dos trabalhadores da zona sul. Sempre estiveram na luta em defesa dos nossos direitos, sem medo de encarar os patrões!

Além dos diretores da atual gestão do Sindicato, a Chapa 1 traz também novos nomes para dar ainda mais fôlego à nossa diretoria. São trabalhadores de fábricas da zona sul que sempre estiveram na luta por direitos, com o apoio do Sindicato. Donizete - Belmerix

DANTAS- Tracker

Ivan - Eaton

Índio - LP Displays

Ademir - Betomar

Calipso - Swissbras

Com metalúrgicos organizados, a categoria fica mais forte O Sindicato aposta na Organização de Base como forma de fortalecer a luta dos trabalhadores. Somente organizados podemos enfrentar os patrões e resistir a todo tipo de ataque. Na zona sul, os avanços foram significativos. Formamos Comissões de Fábrica na RFCom, MSA e Mirage. As CIPAS hoje são acompanhadas e orientadas, com materiais fornecidos pelo Sindicato, como cartilhas, Acordo Coletivo e informes sobre saúde e segurança do trabalhador. Realizamos cursos de formação para cipeiros, oferecendo suporte técnico para que tenham mais força e argumentos nas mesas de negociação.

O índice de sindicalização cresceu significativamente no último período, mostrando o quanto os trabalhadores estão participando da vida sindical. Os metalúrgicos sabem: quanto mais sócios, mais forte o Sindicato. Também levamos para a mesa de negociação da Assecre as discussões sobre a eleição de Delegados Sindicais, abertura de creches e redução da jornada sem redução de salário. Estas são lutas da categoria que continuam em nossa pauta de reivindicações. O trabalho de Organização de Base é uma das prioridades da atual diretoria do Sindicato, e vamos dar continuidade a ela. Para isso, contamos com o apoio da categoria.

Para o Sindicato continuar no caminho certo, defendendo os trabalhadores

boletim zona sul final para grafica.indd 2

Paulo - Usimoren

Elias - Avibras

Por convênio médico gratuito A saúde do trabalhador é coisa séria para o Sindicato. Em todas as nossas negociações, reivindicamos convênio médico gratuito para os trabalhadores e familiares. Já conquistamos esse benefício, por exemplo, na Trelleborg. Em outras fábricas, como Haldex, Dresser e MSA, os descontos são simbólicos e os dependentes não pagam. Na Famecânica e Aernnova, os trabalhadores pagam menos de 30% do custo. Todas essas conquistas vieram depois de muita luta e resistência. O Sindicato defende que patrões e governo banquem todos os gastos com a saúde do trabalhador. Afinal de contas, saúde deve ser gratuita, pública e de qualidade para todos. Reduzir o custo dos Convênios Médicos a zero continua sendo nossa bandeira e é a meta da Chapa 1.

1

Vote CHAPA 1

VOTE

Participe da eleição, dias 29/2 e 1/3 CH APA

2/9/2012 7:49:27 PM


zona sul  

especifico para zona sul

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you