Page 96

Coraçoes novos para um mundo novo

Com simplicidade e de modo fraternal, ousamos compartilhar o que, em nosso caminho de discernimento, nos fez arder os corações”. Oxalá, pudéssemos transmitir-lhes não apenas nossas palavras, mas também nosso entusiasmo, nossa paixão, nossa esperança. Podemos dizer-lhes que sentimos um forte convite para mudar o coração. Sim, necessitamos de corações novos. Sentimos que não bastam mudanças cosméticas para enfrentar os formidáveis desafios do momento histórico que temos o privilégio de viver. Enche-nos de esperança saber que o Senhor nos precede no caminho para a Galileia de nossa vida cotidiana onde, segundo sua promessa, ele nos precede (Mc 16,7).

3.2.1 A mundialização: desafio e oportunidade Entendemos por “mundialização”, seguindo a UNESCO45, o incremento, em escala mundial, das interações que unem entre si todas as atividades humanas. Um fenômeno originado, mais do que por pressão da economia liberal, pelo movimento da ciência e da técnica, e pelo prodigioso progresso dos meios de comunicação. Uma manifestação, entre muitas, de uma transformação da sociedade, cuja rapidez e profundidade somente podem compreender-se como uma ruptura. Uma mundialização que começa a ser vista como uma nova etapa da Terra e da Humanidade. Os últimos séculos da história da humanidade se caracterizaram por um acento, às vezes exacerbado, nos Estados-nações. Emerge agora uma nova consciência, a de nos encontrarmos todos 45 Cfr. Brunsvick, num mundo do qual somos globalmente responsáveis: a Terra como nosYves e Danzin, André, sa casa comum. Já em 1933, escrevia profeticamente Teilhard de Charo.c. pág. 8 din: “A idade das nações passou. Se não quisermos morrer, é hora de sa-

94

• Relatório do Conselho Geral

Profile for Hermanos maristas

Informe do Conselho Geral ao 21 Capítulo Geral  

Superior geral e seu conselho ao 21 Capítulo dos Irmãos Maristas

Informe do Conselho Geral ao 21 Capítulo Geral  

Superior geral e seu conselho ao 21 Capítulo dos Irmãos Maristas

Advertisement