Page 30

2.1 ritualidade marista que flui da tradição de Marcelino Champagnat. Esse texto colocou em palavras a espiritualidade que herdamos de São Marcelino e dos primeiros Irmãos, e que continuamos a viver hoje. Organizamos no Instituto um Ano de espiritualidade: de outubro de 2007 a outubro de 2008, para insistir no primeiro apelo do Capítulo, e preparar o terreno para que o novo documento de espiritualidade pudesse frutificar. Cremos que a resposta das Províncias e os frutos que dele nasceram testemunham tanto da sede de espiritualidade quanto da conveniência de termos um texto como ponto de referência para a formação espiritual. O documento, combinado com a experiência que tivemos em todas as partes do Instituto, serviram-nos de pauta para a revisão do capítulo IV das Constituições, que estamos apresentando ao Capítulo geral (48.4). Como Conselho, demoramos algum tempo para encontrar, com clareza, a melhor forma de levar a bom termo o mandato em relação à animação regional de espiritualidade (48.2). Parecia-nos valioso dispor de estruturas regionais de espiritualidade, mas concluímos que o esquema de quatro redes, baseadas no critério lingüístico, não era a resposta mais apropriada às necessidades reais do Instituto. A experiência nossa e do Conselho geral anterior era a seguinte: por causa da grande variedade de situações do Instituto, as redes tinham diferentes orientações e diferentes modos de responder às necessidades do seu contexto cultural. Se alguma rede, com base na língua, estava lutando para encontrar o seu caminho, era devido à imensa diversidade de culturas, recursos, necessidades etc., que existia dentro de seu universo. Eis por que tomamos a decisão de reformar a estrutura com fulcro nas Regiões, de preferência a fazê-lo por língua. A nossa visão foi difundida no Boletim aos Provinciais nº6 (maio 2004). Desde esse tempo, estivemos trabalhando com os provinciais para estabelecer estruturas nas regiões ou para consolidar as existentes. Em certos lugares, a rede de espiritualidade que já funcionava vai continuar a evoluir. Em outras regiões, esperamos que comissões regionais de espiritualidade sejam estabelecidas, atraindo membros das comissões provinciais de espiritualidade ou similares. No início, fomos um pouco lentos em acompanhar regularmente as redes existentes. Com a reorganização das estruturas do Conselho geral, como consequência da Conferência geral de 2005, procuramos ter maior presença nos encontros. Reconhecemos que as redes regionais de espiritualidade não receberam de nós o apoio e o encorajamento que elas almejavam. Essa participação propende a convencer-nos de que, se a nossa herança espiritual é para ser inculturada efetivamente nos diversos contextos do nosso Instituto internacional, então vai ser a vivência dos maristas imersos

28

• Relatório do Conselho Geral

Profile for Hermanos maristas

Informe do Conselho Geral ao 21 Capítulo Geral  

Superior geral e seu conselho ao 21 Capítulo dos Irmãos Maristas

Informe do Conselho Geral ao 21 Capítulo Geral  

Superior geral e seu conselho ao 21 Capítulo dos Irmãos Maristas

Advertisement