Page 103

3.3 A caminho como Maria, junto com Champagnat Como é fácil de imaginar, a preparação deste Relatório exigiu um bom número de horas de trabalho coletivo. Fizemo-lo com satisfação porque nos parecia ser nosso dever oferecer ao Instituto um relato sincero de como executamos as orientações e mandatos do XX Capítulo geral, e qual nossa visão do Instituto no final do nosso mandato. Com mais ou menos acerto, é o que nos propusemos oferecer nas páginas que aqui estão. Ao terminar, vieram-nos à mente duas imagens que queremos partilhar com vocês. Em primeiro lugar, o ícone de Maria da Visitação. É uma imagem que descreve muito bem o que nos ocupou na maior parte do tempo, no Conselho geral: “visitar”. Significou para nós sacrifício e capacidade de adaptação, mas nos sentimos muito privilegiados e agradecidos, porque nos permitiu um conhecimento bastante profundo e detalhado do Instituto, que poucas pessoas podem ter. Nas palavras do Ir. Basílio Rueda, nosso serviço nos “introduziu no coração do Instituto”. Com alegria, podemos dizer que nos encontramos com um coração feito de fraternidade. Sentimos o palpitar de um coração vivo e entusiasta, ao conhecer o extraordinário serviço que o Instituto oferece a crianças e jovens dos cinco continentes, nas situações e nos contextos os mais diversos. Fomos testemunhas da qualidade e inclusive da santidade de tantos irmãos e leigos, mulheres e homens, com quem nos encontramos. Notamos que tudo isso nos fez crescer enquanto pessoas e nos fez amar ainda mais o Instituto. Maria nos empresta as palavras de seu Magnificat para agradecer ao Senhor. Ele quis servir-se de nós, apesar de nossas limitações e erros, e provamos a sua misericórdia. Pudemos comprovar que os mais humildes e vulneráveis “se enchem de bens”, cada vez que o Instituto aceita ser instrumento da ternura de Deus. Magnificat! O outro ícone com o qual nos identificamos é o de São Marcelino Champagnat construindo l’Hermitage. Impressiona-nos profundamente a imagem desse homem de Deus que se lança a construir uma casa para acolher o projeto que lhe ardia no peito, mesmo se muitos o apelidavam de louco e aventureiro. Entendemos o novo projeto para l’Hermitage e a reestruturação de seus espaços físicos como um valioso símbolo do trabalho interno de renova-

Janeiro de 2009

101

Profile for Hermanos maristas

Informe do Conselho Geral ao 21 Capítulo Geral  

Superior geral e seu conselho ao 21 Capítulo dos Irmãos Maristas

Informe do Conselho Geral ao 21 Capítulo Geral  

Superior geral e seu conselho ao 21 Capítulo dos Irmãos Maristas

Advertisement