Issuu on Google+

PUBLICAÇÃO MENSAL DIRIGIDA AOS CIRURGIÕES-DENTISTAS

01

FEVEREIRO/2012 Curitiba -Paraná

EM BUSCA DE VOLUNTÁRIOS O Projeto Dentista do Bem, que proporciona atendimento odontológico para crianças carentes, precisa de novos voluntários.

Cirurgiões-Dentistas lutam por valorização profissional

Novo Código de Ética Odontológica entrará em vigor

Lei proíbe uso de jaleco em locais públicos


anĂşncio


revista equipo

3

Texto final está em análise pelo Departamento Jurídico do Conselho Federal de Odontologia

Neste ano de 2012 os CirurgiõesDentistas de todo o Brasil terão um novo Código de Ética Odontológica. No final do ano passado, no estado de Goiás, foi realizada a 4.ª Conferência Nacional de Ética Odontológica (Coneo). O objetivo do evento foi promover uma grande revisão do Código de Ética que está em vigor. Quatro grupos de trabalho discutiram as propostas de alterações enviadas pelos Conselhos Regionais de Odontologia (CROs) de todo o país, em conferências regionais, realizadas ao longo do ano. Entre os assuntos discutidos pelos profissionais do Paraná, destaque para publicidade (propaganda), células-tronco e influência de novas tecnologias relacionadas à internet, como as redes sociais.

No geral, os CROs encaminharam 511 propostas de mudanças, que envolveram inclusões, exclusões, e modificações de artigos, incisos e parágrafos no Código atual. Após a realização do 4º Coneo, a Comissão Relatora finalizou o relatório e encaminhou ao presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), Ailton Diogo Morilhas Rodrigues, quando foram realizadas amplas discussões sobre o assunto. Segundo Maria Inês de Castro, da secretaria do CFO, o texto final está em apreciação pelo departamento jurídico do órgão, que irá definir o novo documento. Ainda não há previsão para o lançamento do Código atualizado, que modificará artigos existentes e determinará novas regras e condutas a serem seguidas pelos profissionais.

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


anĂşncio


revista equipo

5

EM BUSCA DE VOLUNTÁRIOS

ONG Turma do Bem tem dificuldades para encontrar Cirurgiões-Dentistas para trabalho social

Criada pelo Cirurgião-Dentista Fábio Bibancos, em 2002, a ONG Turma do Bem, com sede em São Paulo, se dedica a menores carentes que necessitam de atendimento odontológico. Para a realização das atividades, o seu maior projeto, o Dentista do Bem, precisa da participação de muitos voluntários. No Paraná, o projeto está presente em 50 cidades e em todo o mundo conta com mais de 11 mil profissionais, atuantes em 16 países. A ONG foi criada com a missão de mudar a percepção da sociedade em relação à saúde bucal e da classe odontológica sobre o impacto socioambiental da sua atividade. Voluntária desde 2009, a Dra. Ana Lucia Guimarães, de Curitiba, é também uma das coordenadoras

do projeto. “Como atendia constantemente fui convidada a entrar como voluntária”, diz. “Vale muito a pena porque as crianças aprendem a escovar os dentes, passar fio dental e a taxa de retorno da cárie é zero”, completa a Cirurgiã-Dentista. Dra. Ana realiza atendimentos às crianças carentes uma vez por semana, toda segunda-feira. Segundo ela, é importante que grandes empresas do setor odontológico elaborem kits básicos de higiene bucal para serem distribuídos e que são fundamentais para as crianças manterem a higienização durante o tratamento. Para fazer parte do projeto Dentista do Bem os interessados podem se inscrever no site www.turmadobem.org.br.

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

6

VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL Em 2012 atenção dos CDs se volta para as promessas feitas pela prefeitura de Curitiba Os Cirurgiões-Dentistas da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) continuam mobilizados pela valorização da profissão. Agora em 2012 a atenção se voltará para as promessas feitas pela prefeitura de Curitiba em 2011, após a realização de uma greve, que durou vários dias e mostrou a união da classe. A luta dos CDs é pela isonomia em relação aos médicos da prefeitura. Historicamente, as categorias de CDs e médicos sempre pertenceram à mesma tabela de remuneração, realidade modificada no início de 2011 com o chamado “pacotinho do Ducci”, em referência ao prefeito Luciano Ducci, enviado e votado pela Câmara Municipal. A partir da mobilização, inicialmente os CDs da SMS conquistaram um aumento de mais de 40% divididos para os anos de 2012, 2013 e 2014. Na última assembleia realizada na sede da ABO-PR, a maioria dos

profissionais deliberou, em votação, pela elaboração de uma proposta de ajuste salarial em 37,48%, para março deste ano, a partir de um estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) para adequação da remuneração. Em dezembro passado, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba enviou à Seed o ofício n.º 325/2011, que determina, além do reajuste já estabelecido, a inclusão dos 37,48% em março, e a recondução de todos os CirurgiõesDentistas para a nova tabela em janeiro de 2014. A prefeitura ainda não apresentou uma resposta para o ofício. A Comissão que representa os CDs da SMS segue em assembleia permanente para garantir seus direitos, e uma nova paralisação não está descartada, caso a prefeitura não cumpra com o acordo.

fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

7

Novo mínimo garante reajuste para os CDs Cirurgiões-Dentistas com regime de 20 horas semanais passam a receber o salário profissional de R$ 2.239,20. O reajuste é garantido a partir do aumento do salário mínimo, conforme a Lei nº 3.999, de 15/12/61, Portaria MTB nº 3.214, de 08/06/78 e a Norma Regulamentadora NR 15, anexos 13 e 14. Em 1º de janeiro, o mínimo passou de R$ 545,00 para R$ 622,00. Os profissionais devem ficar atentos também em relação ao cálculo de insalubridade, que deve ser com base no salário profissional, de acordo com a regulamentação da Súmula 228 do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Alguns empregadores costumam efetuar o cálculo a partir do salário mínimo, prática que foi vetada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

anúncio www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

8

ANUIDADES SEM REAJUSTE Os valores para este ano serão os mesmos do ano passado

Os Cirurgiões-Dentistas receberão este ano boletos para pagamento das anuidades sem nenhum aumento, em relação às taxas do ano passado. A decisão foi tomada no mês de outubro passado, quando Curitiba recebeu uma assembleia do Conselho Federal de Odontologia (CFO), que reuniu os presidentes de todos os Conselhos Regionais do país. Na ocasião, entre outros assuntos da pauta, os diretores discutiram a fixação das anuidades. Em votação, a maioria decidiu pela manutenção dos valores e 2012 se torna o quarto ano consecutivo sem aumento nos valores das anuidades. “Por uma questão política e econômica, não há necessidade de reajuste no estado do Paraná. Neste momento devemos manter a anuidade no valor atual”, afirmou no dia da decisão o presidente do Conselho Regional de Odontologia do Paraná (CRO/PR), Dr. Roberto Cavali. Com a definição pela manutenção

dos valores das anuidades, os participantes também debateram sobre o banco arrecadador – que continua sendo o Banco do Brasil - e em relação a medidas que devem ser tomadas para que os Conselhos recebam um melhor atendimento. Alguns dias após a assembleia de Curitiba entrou em vigor no dia 28 de outubro a Lei nº 12.514/2011, que estabeleceu que para Pessoas Jurídicas as anuidades cobradas pelos Conselhos deverão seguir a sua fixação em relação ao próprio capital social, o que deve variar entre R$ 500,00 a R$ 4.000,00. Posteriormente, em nova assembleia conjunta, realizada em novembro no estado de Goiás, deliberou-se que, para 2012, o valor da anuidade para Entidades Prestadoras de Assistência Odontológica seria, para todas, o mesmo valor da anuidade do Cirurgião-Dentista, ou seja, R$ 343,38, independentemente do seu capital social.

anúncio fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

9

LEI PROÍBE JALECO NAS RUAS

Cirurgiões-Dentistas também estão proibidos de usar a vestimenta em locais públicos No Paraná há uma lei que proíbe o uso de jalecos em locais públicos. É a Lei Estadual 16.491, sancionada pelo então governador em exercício, Orlando Pessuti, em maio de 2010. Ela proíbe que profissionais da saúde utilizem jalecos, aventais e outros equipamentos em locais como bares, lanchonetes e restaurantes. Segundo a redação da lei, de autoria do deputado estadual Ney Leprevost (PSD), o descumprimento da obrigação acarreta multa de 100 Ufirs, equivalente a R$ 193,72. No entanto, é comum observar pelas ruas profissionais que ignoram a determinação, inclusive da área de Odontológica. Cláudia Ribeiro Reis, enfermeira do Departamento Estadual de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde (SeSa), afirma que a fiscalização deve ser feita por órgãos ligados à Secretaria

Municipal de Saúde de cada município. “O Paraná, com o objetivo de proteger o paciente, aprovou a Lei. As secretarias municipais têm a obrigação de fiscalizar”, explica ela. A enfermeira destaca que a fiscalização é realizada por profissionais da Vigilância Sanitária. Caso o profissional da saúde infrinja a Lei, está passível de receber a aplicação da multa e ainda um processo administrativo. A Lei Estadual é ligada à Norma Regulamentadora 32, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que aconselha servidores, funcionários e profissionais da área da saúde a não deixar os locais de trabalho com os equipamentos de proteção individual. A NR-32 também destaca que o empregador é responsável pelo fornecimento, higienização e armazenamento adequado dos trajes.

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

10

INSCREVA-SE

NOS CURSOS DA

UniABO - PR Especializações Aperfeiçoamentos Atualizações Intensivos

IMPORTANTE As matrículas para este primeiro semestre de 2012 estão abertas. Consulte o site da ABO-PR, no www.abopr.org.br e faça o cadastro no curso de seu interesse. Ou ligue para (41) 3028-5807 ou 3028-5808.

a r fi n Co As

opções para o

1° Semestre de

2012

fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

11

Rua: Dias da Rocha Filho, 625, no Alto da XV

Especialização

Aperfeiçoamento

Atualização

Intensivo

CURSO

COORDENADOR

INÍCIO EM 2012

TÉRMINO

CTBMF Endodontia Odontopediatria Saúde Coletiva

Marco Antonio Oliveira Filho Alexandre Heck Eduardo Karam Saltori Antônio Carlos Nascimento

Fevereiro Março Abril Março

Fevereiro 2014 Novembro 2013 Dezembro 2013 Julho/2013

Auxiliar de Saúde Bucal Cirurgias Avançadas para Implantes Osseointegrados Periodontia e Prótese Periodontia Implante e Prótese Sobre Implante Fases protética e cirúrgica Prótese Fixa, Removível e Total Implantodontia - Fases cirúrgica e protética Prótese Dentária Clínica Odontológica Integrada Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais

Deborah Cardoso P. Russo José Maurício Perussolo

Fevereiro Março

Dezembro/2012 Dezembro/2012

Marcelo Castellano Sung Hyun Kim Marcelo Castellano e Luiz Castellano

Março Março Abril

Dezembro/2012 Dezembro/2012 Abril/2013

Ederson Gonçalves Betiol José Renato de Souza Helvécio de Paula Rezende Deborah Cardoso P. Russo Marissol Vasconcellos Romanelli

Março Março Março Março Março

Dezembro/2012 Dezembro/2012 Dezembro/2012 Dezembro/2012 Dezembro/2012

Resolução Cirúrgica de Dentes Inclusos Endodontia Cirurgia Oral Menor Oclusão, ATM e Dores Orofaciais Aplicação Racional dos Materiais Odontológicos em Odontologia Estética Farmacologia e Terapêutica para o Cirurgião-Dentista

Ana Maria Correa Braga Alexandre Heck Luis Eduardo Almeida Paulo César Rodrigues Conti Danilo Biazzetto de Menezes Caldas

Março Março Março Abril Março

Julho/2012 Agosto/2012 Julho/2012 Dezembro/2012 Dezembro/2012

Ana Maria Trindade Grégio

Março

Dezembro/2012

Próteses Flexíveis Marketing, Gestão e Odontologia Mini-Implantes – Ancoragem Absoluta em Ortodontia

Vanessa Malucelli Andersen Álvaro Irineu Mulatti José Carlos Munhoz da Cunha e Luiz Castellano

Março Março Março

Mais informações no site www.abopr.org.br www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

12

A coluna Fora do Consultório tem o objetivo de apresentar Cirurgiões-Dentistas que desenvolvem, além da profissão, atividades diferenciadas ligadas à cultura, artes, esporte, educação e outros temas. Nesta primeira edição, saiba mais sobre a agitada vida do Dr. Rogério Cordoni.

O Dr. Arte

Rogério Cordoni é um profissional diferenciado. Grande cultivador de amizades, sua missão é bem clara: levar o sorriso para as pessoas. Sim, essa é a meta de todos os Cirurgiões-Dentistas, proporcionar um sorriso belo e saudável. Mas para Dr. Cordoni, essa iniciativa se estende para fora dos limites do consultório. Nasceu em uma família totalmente voltada para a música. Sua mãe, professora de piano, seu pai, tocava violino e cantava em corais na juventude. Resultado, quatro filhos músicos. Quem imaginaria que aquele garoto seria um dia um Cirurgião-Dentista? >>>

Fora do Consultório

fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

13

Pois é, seria não, ele é. Mas Rogério Cordoni vai além. “Eu gosto da Odontologia, é minha contribuição humanitária. Eu faria de graça, assim como fiz muito voluntariado, haja vista que como artista ajudo muitas pessoas”, diz. Cordoni é padrinho em várias instituições, como APACN, Hospital de Clínicas (HC), APAE e Hospital Erasto Gaertner. Formado em Odontologia em 1990, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), atualmente se dedica à profissão de CD doze horas por semana, atuando como especialista em prótese dental, com prestação de atendimentos às terças, quartas e quintas-feiras. “Eu quase fiz Medicina, mas entrei em Odontologia. Na época fiz um teste vocacional, desenhei, atuei, cantei, fiz todos os testes e me disseram que eu poderia ser qualquer coisa. Essa era a pior resposta que poderia ser dada a um adolescente”, brinca. Cordoni tem o objetivo de completar, pelo menos, 25 anos de profissão. >>>

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

14

“Não há dinheiro no mundo que pague o sorriso de um paciente. Atrás de um sorriso, há sempre um ser humano. Atrás de um grande trabalho estético, existe um ser humano” Mas foi em outra época, na sua infância, que ele teve a “certeza de que gostaria de estar no palco. Com 4 anos eu tive as primeiras aulas de piano e com 5 a primeira audição de piano no Auditório da Biblioteca Pública do Paraná. No mesmo ano passei no concurso da Escola de Música e Belas Artes do Paraná e fiz vários cursos”, diz. Ainda muito jovem, mas com a energia natural de uma criança, Cordoni aprendeu a tocar violino, violão clássico, cantou em coral, entre outras atividades. “Ajudou muito na percepção musical”, relata. Não era João de Santo Cristo*, mas aos 12 anos já era professor. “Comecei a dar aula de violão. Minha mãe encaminhava os alunos e eu dava aulas em domicílio. Nisso despertou o lado professor”, diz. Proveniente de uma família muito católica, aos 15 anos Cordoni foi arranjador e

baterista de festivais de música da Igreja Católica. “Nessa época comecei a participar de festivais na Universidade Federal do Paraná (UFPR), meu irmão estudava lá”. Em 1986 formou a banda Tessália >>>

fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

e participou de duas coletâneas de bandas curitibanas. Em 1989 fundou a famosa banda Dr. Smith, que tinha inicialmente o objetivo de participar de um concurso, gerenciado pela também banda

curitibana Blindagem, que elegeu um cover do Beatles. A ganhadora foi uma banda paulista, mas o Dr. Smith continuou e já realizou mais de 5.000 apresentaç��es em todo o Brasil. Passou por programas conceituados, como de Clodovil e Serginho Groissman, e teve trabalhos gravados e produzidos durante quatro anos por Arnaldo Saccomani, em São Paulo. “Aprendi que não devemos desistir nunca, porque uma música pode estourar mesmo com outro artista, o que não deixa de ser bom”, garante Cordoni. Nessa época de faculdade, por sua aparência semelhante à de Elvis Presley, passou a atuar também com publicidade. “Faz 20 anos que faço o show de Elvis.” O tempo se passou e no início dos anos 90 Rogério já era doutor. Foi professor auxiliar na UFPR na área de prótese fixa, e mais tarde também lecionou, durante seis anos, na Associação Brasileira de Odontologia – Seção Paraná (ABOPR). Atualmente Cordoni é considerado um Showman. Entre as diferentes atrações, “Show do Rei”, em que canta o repertório de seu CD “Disco de Ouro”, e sucessos do Rei Roberto Carlos, Elvis Presley, Raul Seixas e outras surpresas. No dia desta entrevista, Cordoni

se preparava para a apresentação “Uma noite com Elvis Presley”, ocasião em que presta um tributo especial ao Rei do Rock. Outro trabalho é desenvolvido em parceria com o humorista Diogo Portugal. O stand up Acusticozinho ocorre semanalmente. “Fizemos a melô do Dentista, que é uma homenagem ao CD. Muitos Cirurgiões-Dentistas sempre estão presentes nas apresentações”, destaca. Ele também participa do quadro Humor Mix, do programa Revista RPC. Por fim, Cordoni deixa uma mensagem aos amigos e colegas. “Não há dinheiro no mundo que pague o sorriso de um paciente. Atrás de um sorriso, há sempre um ser humano. Atrás de um grande trabalho estético, existe um ser humano”. E nesse espírito encerrase a participação de Dr. Cordoni, ou Dr. Sorriso, Dr. Arte, Dr. Alegria, e outros tantos adjetivos.

15

*Personagem da música Faroeste Caboclo, da banda Legião Urbana.

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


ENTREVISTA

revista equipo

16

Dr. Roberto Cavali, presidente do CRO-PR O Dr. Roberto Eluard da Veiga Cavali é o presidente do CRO-PR, autarquia federal que, dentre outras finalidades, zela pela supervisão da ética profissional. Nascido em Curitiba, em 28 de novembro de 1953, já exerceu inúmeras atividades na área Odontológica, desde quando se formou, em 1978, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Dentre os cargos que já exerceu, foi Secretário do CRO-PR, Diretor da Escola de Aperfeiçoamento Profissional (EAP) da ABO/PR, entidade que também já presidiu. Foi ainda Conselheiro Federal >>> fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

do CFO e membro da Comissão de Ensino e Presidente da Comissão de Tomada de Contas. É mestre em Educação, professor de Cirurgia da UFPR e Especialista em Cirurgia Traumatologia Buco-Maxilo-Facial. Nesta entrevista exclusiva à Equipo Dr. Cavali fala de como o CirurgiãoDentista pode participar do Conselho, sobre o reconhecimento da profissão, do fortalecimento da classe e sobre a eleição, em março, que definirá a chapa que comandará os destinos da autarquia nos próximos anos. Confira:

dos profissionais que exercem a Odontologia de forma legal e em defesa da população atendida por estes profissionais, punindo aqueles que não exercem a profissão de forma ética.

17

das atividades do Conselho.

Equipo - Atualmente o CirurgiãoDentista e as demais profissões da área têm o reconhecimento da sociedade e também dos gestores dos órgãos Equipo - Essa falta de conhecimento do públicos da área de saúde? verdadeiro papel do órgão resulta em algum tipo de problema para o CRO-PR? Dr. Cavali - A sociedade conhece e reconhece a Odontologia como um Dr Cavali - Sim. A falta de elemento importantíssimo para a conhecimento das verdadeiras funções promoção de sua saúde como um do CRO faz com que muitos inscritos todo. Infelizmente os gestores públicos esperem do Conselho atividades que não parecem ter esta mesma visão. não são inerentes à sua função. Um Até lhe diria que eles conhecem a Revista Equipo - Muitas pessoas não exemplo bem fácil de ser dado: muitas importância da Odontologia, mas não têm muito claro o verdadeiro papel do vezes nos questionam porque o CRO lhe dão o devido reconhecimento. Os CRO-PR. Qual seria ele? não promove atividades esportivas gestores na hora de reconhecerem os ou sociais. Isto é função de entidades profissionais da Odontologia preferem Dr. Roberto Cavali - O CRO-PR é uma associativas, como a ABO, por exemplo, ser guiados por uma lógica de mercado. autarquia federal, criada pela Lei e não do Conselho. O reconhecimento profissional passa 4.324 de abril de 1964. Equipo - De que pela remuneração deste profissional. “A falta de Sua principal finalidade forma o inscrito pode Quanto melhor remunerado mais conhecimento das colaborar para o dia-a- qualificado este profissional poderá ser, é a supervisão da ética profissional, devendo e evidentemente, também mais exigido. verdadeiras funções dia do Conselho? zelar e trabalhar pelo O setor público procura não remunerar do CRO faz com perfeito desempenho Dr Cavali de forma digna, afirmando que o que muitos inscritos Participando de suas excesso de mão de obra o induz a agir ético da Odontologia e pelo prestígio e esperem do Conselho comissões, mandando desta forma. >>> bom conceito da sugestões com críticas atividades que não profissão e dos que a sobre o trabalho são inerentes à sua desenvolvido pelo CRO, exercem legalmente. Em outras palavras, função.” apontando soluções para os deve ser o guardião do bom conceito problemas que surgirem, denunciando que a Odontologia deve merecer práticas antiéticas, participando das na sociedade. Deve estar ao lado Assembleias Gerais para tomar ciência www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

18

Equipo - Como o CRO-PR tem atuado para que esse reconhecimento seja cada vez mais forte?

Conselho. O senhor, como candidato à reeleição, poderia citar suas plataformas para a próxima gestão?

Dr. Cavali - Temos procurado agir junto aos gestores públicos demonstrando a eles que a sua lógica de mercado levará a saúde da população a um estado de precarização. Por outro lado insistimos junto aos profissionais que não se submetam a trabalhar por salários vis que não condizem com nossa dignidade profissional. Só com a conscientização da categoria é que vamos mudar este panorama. Temos conseguido algumas vitórias, e o importante é não desistirmos de manter a luta pelo nosso reconhecimento sempre atuante.

Dr. Cavali - A eleição do CRO-PR não é direta, os Cirurgiões Dentistas votam em uma chapa composta por dez integrantes e depois estes elegem o Presidente. Desta forma não posso afirmar que sou candidato à reeleição como presidente, mas sim como conselheiro. De qualquer forma o nosso grupo que está no CRO-PR há quatro anos pretende manter a política de valorização profissional, interiorização do Conselho, aumentar a informatização dos documentos emitidos, desburocratizar o que for possível sem ofender a legislação vigente, manter a defesa dos profissionais inscritos e da população.

Equipo - Na última greve a classe demonstrou união e obteve promessas de avanços da prefeitura de Curitiba. De que forma o CRO-PR colaborou para isso? Dr. Cavali - A colaboração do CRO deu-se na forma do apoio institucional. O Cirurgião Dentista sempre foi muito isolado não participando de movimentos reivindicatórios, até mesmo pela própria estrutura de trabalho. Mas quando encontrou um elemento catalisador destas reivindicações ele mostrou a sua força. Equipo - Em breve haverá eleição no

Equipo - Que avanços o CRO-PR obteve nos últimos anos? Dr. Cavali - Há alguns anos o CRO-PR vem avançando nas suas principais funções. No ano de 2011 nós inauguramos a nova sede do CRO, aumentamos a fiscalização em todo o Estado, todas as clínicas foram visitadas, estamos com a pauta de julgamentos éticos em dia. Mas principalmente nos envolvemos nas lutas da classe contra os aviltamentos que contra ela são cometidos. Estivemos ao lado dos Cirurgiões Dentistas da PMC, estamos agora>>>

fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

encetando uma luta contra os planos odontológicos, enfim, avançamos para tornar a nossa categoria cada vez mais orgulhosa de seu conselho.

19

Equipo - O Paraná é bem servido de Cirurgiões-Dentistas ou há regiões em que se registra falta de profissionais? Dr. Cavali - O Paraná é muito bem servido quanto ao número total de Cirurgiões-Dentistas. O que acontece é que a distribuição dos mesmos não é paritária entre os grandes e os pequenos centros. Há um acúmulo de profissionais nos grandes centros e carência nos pequenos. São vários os fatores que levam a esta situação, entre eles o poder aquisitivo menor das populações de centros menores e a falta de incentivo público nestas regiões, entre vários outros fatores. Equipo - Que avaliação o CRO-PR faz das instituições de ensino superior da área de Odontologia? Dr. Cavali - As instituições de ensino de Odontologia do Estado do Paraná não devem nada a nenhuma outra de outros Estados da Federação. Os corpos docentes são qualificados e dedicados aos seus discentes. As instalações físicas de algumas servem de modelo para outras escolas no Brasil. Enfim neste quesito o Paraná está muito bem servido.

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


revista equipo

20

fevereiro

www.revistaequipo.com.br


revista equipo

21

JUSTIÇA PROIBE ANÚNCIOS EM SITES Juiz diz que anúncios contrariam a Lei que regulamenta o exercício e o Código de Ética Odontológica Por determinação do juiz Hildo Nicolau Peron, da 2ª Vara da Justiça Federal de Florianópolis, os sites de compras coletivas Clickon, Groupon, e Cuppon estão proibidos de veicular anúncios de tratamentos odontológicos ou publicidade de Odontologia. Proferida no dia 5 de janeiro, a sentença obriga também as empresas que realizem a divulgação da síntese da decisão em seus sites e em edição dominical de jornal impresso. Na opinião do juiz Peron, os anúncios contrariam a Lei que regulamenta o exercício e o Código de Ética Odontológica. A sentença confirma a liminar concedida em março de 2011 ao Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina (CRO/ SC). Em juízo, o CRO catarinense alegou ter recebido de CDs e da população em geral uma série de denúncias de irregularidades praticadas pelos sites. A veiculação de procedimentos odontológicos por parte de Cirurgiões-Dentistas em sites de venda coletiva ocorre em desacordo com a Lei 5.081/66, e também é contrário ao que determina o Código de Ética Profissional e Código de Defesa do Consumidor. Os descontos anunciados chegavam a 90%. A oferta destes serviços de forma descontrolada e sem nenhuma indicação coloca em risco a saúde da população, uma vez que o tratamento odontológico não é um produto ou serviço padronizado. O CRO/SC destaca ainda que cada tratamento específico tem indicações e limitações clínicas para determinado paciente. Dessa forma,

não existe a possibilidade de comercialização de forma conjunta e aleatória. A Seção de Comunicação Social da Justiça Federal em Santa Catarina divulgou o seguinte texto: “Por decisão do Juízo Federal da 2.ª Vara Cível da Subseção Judiciária de Florianópolis/ SC na sentença proferida nos autos do processo eletrônico nº. 5002178-30.2011.404.7200, ajuizado pelo CRO/SC, foi determinado que os réus Valonia Serviços de Intermediação e Participações Ltda. (CLICKON), Groupon Serviços Digitais Ltda. (GROUPON) e Felipe Luderinghausen (CUPPON) se ABSTENHAM de veicular, em seus sítios de compra coletiva, anúncios de procedimentos e tratamentos odontológicos, ou qualquer publicidade da área odontológica que contenha preço, modalidades de pagamento ou serviço gratuito”. Os sites ainda podem recorrer da decisão.

www.revistaequipo.com.br

fevereiro


! AVISO Esta é uma edição piloto da Revista Equipo. A edição completa está em construção e circulará em fevereiro.


revistaequipo