Issuu on Google+


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

2


E D I T O R I A L

CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara Amigos e irmãos espiritualistas, nosso fraterno Saravá! Com muita alegria no coração, levarmos até vocês a primeira edição do informativo bimestral da nossa casa, o PONTO DE LUZ. Cheio de informações e muito amor. Neste bimestre em que o CEAS – Centro Espiritualista Abençoada Seara, completa 1 ano de fundação espiritual e também no qual reverenciamos as vibrações de nossas amadas Iabás Oxum e Iansã, o PONTO DE LUZ vem reafirmar a existência de uma casa sólida com propósitos claros e caminhada ampla em atitude de ajuda. Somos muito gratos a espiritualidade por mais essa oportunidade de trocar informações e crescer enquanto pessoa e alma eterna diante da sagrada luz dos Orixás! Vamos desenvolver ainda mais o formato de nosso INFORMATIVO a cada nova edição. Peço a todos que nos ajudem a divulgar e compartilhem conosco deste ambiente virtual com harmonia e luz. Que Pai Oxalá continue nos abençoando! Que a vibração do mestre Jesus, dos sagrados Orixás de Umbanda e da espiritualidade amiga nos acompanhe, nesta leitura e em todos os passos de nossa vida! Assim seja e assim será.

RESPONSÁVEIS PELO PROJETO: TADEU BRAGA e ELIANA FIDALGO EDIÇÃO e REVISÃO:: JULIANA CARDOSO COLABORADORES: PATRICIA CARVALHO, LUIS FERNANDO REITER, LIDIANE SILVA, ANA LUISA VELOSO, ANA CARLA SIQUEIRA, JÉSSICA FONSECA, JOELMA CORREIA. ARTE: TADEU BRAGA e JULIANA CARDOSO

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

3


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

Eliana e Tadeu Dirigentes do CEAS

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

4


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

SUMÁRIO

CALENDÁRIO ...................................................................... 6 FALANDO DE FÉ ................................................................. 7 QUEBRA CABEÇA – MENTE&ALMA ........................... 9 GOTA DE LUZ .................................................................... 12 HOMENAGEM A MAMÃE OXUM .................................. 13 TÁBUA DE LEI ................................................................... 14 VIBRANDO COM A CANÇÃO ......................................... 15 ESTRELINHAS DO AMANHÃ - EVANGELIZAÇÃO .... 16 A ARTE DO CORAÇÃO ..................................................... 17 HOMENAGEM A MÃE IANSÃ ......................................... 18 PRÁTICA ESPIRITUAL ..................................................... 19

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

5


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

CALENDÁRIO NOVEMBRO Dia Horário Sessão Pública 04

20h

CABOCLOS

11

20h

IBEIJADA

18

20h

PRETOS VELHOS

25

20h

EXUS E POMBAGIRAS

DEZEMBRO Dia Horário Sessão Pública 02

20h

HOMENAGEM À IANSÃ PASSE COM CABOCLOS

09

20 h

HOMENAGEM A OXUM PASSE COM PRETOS-VELHOS

16

20h

EXUS E POMBAGIRAS

Convidamos a todos os amigos e irmãos para as nossas sessões de caridade, abertas ao público. O portão é aberto sempre ás 19hs.

Sessão toda segunda- feira às 20hs

Salve o Caboclo do Sol! Salve o Caboclo Cipó! Saravá o CEAS! Venha curiar conosco!

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

6


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

FALANDO DE FÉ JULIANA CARDOSO

SARAVÁ IANSÃ Nossa amada Mãe Iansã é a senhora dos ventos, portanto, imaginemos uma ventania se direcionando para todos os lados, ora para um, ora para outro lado. Essa energia nós não vemos, mas sentimos, pois a todo instante como o vento, nos direcionamos de um lado para o outro. Nossa mãe Iansã é dona do direcionamento. Iansã é o vendaval que derruba e a ventania que faz tudo balançar. Iansã é a Lei atuando no sentido de direcionar os seres que se desequilibram. É a inovação que renova a lei na mente e no coração humano; é a busca de melhores condições de vida para os seres. No sincretismo é Santa Bárbara. “Ó Mãe Divina, reluza vossa luz viva, sobre nossos sete campos internos e sobre nossos sete campos externos, para que assim, imantados por vós, possamos ter o que tanto procuramos, que é a Paz para resolver nossos problemas, e o direcionamento diante das grandes dificuldades de nossas vidas.”

Salve nossa Mãe Iansã! Eparrei ! Gira em homenagem a Iansã no dia 02/ 12/ 2013 ás 20hs, contamos com a sua presença!

SARAVÁ OXUM Oxum é o Orixá irradiador do Amor Divino e da Concepção da Vida em todos os sentidos. É a força dos rios, que correm sempre adiante, levando e distribuindo pelo mundo sua água que mata a sede. É a Mãe da água doce, Rainha das cachoeiras, Deusa da candura e da meiguice. Orixá da prosperidade e da riqueza interior, ela é a manifestação do Amor, o amor puro, real, maduro, solidificado, sensível e incondicional, por isso é associada à maternidade e ligada ao desenvolvimento da criança ainda no ventre da mãe, da mesma maneira que Iemanjá. Oxum é o amor, é a capacidade de sentir amor. A partir desse amor é que se dá a origem às agregações, e consequentemente origina a concepção das coisas. Oxum não vê defeitos nos seus filhos, são verdadeiras jóias, e ela só consegue ver o seu brilho. É por isso que Oxum é a mãe das crianças, seres inocentes e sem maldade, zelando por elas desde o ventre até que adquiram a sua independência. Os seus filhos, melhor, as suas jóias, são a sua maior riqueza. Oxum então… é beleza e doçura, é vaidosa e cheirosa. No sincretismo é Nossa Senhora da Conceição. “Senhora das cachoeiras. Linda e maravilhosa mãe Oxum! Afastai de mim todo o mal. Eu te venero e te guardo! Que eu seja abençoado com a tua bondade e justiça. Peço-te que derrame sobre mim o seu olhar misericordioso deixando toda a dor para trás. Que as tuas águas acalmem a minha alma e que neste momento eu receba a graça que tanto espero. Que assim seja!”

Salve nossa Mãe Oxum! Oraiêiê o ! Gira em homenagem a Oxum no dia 09 / 12/ 2013, contamos com a sua presença! Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

7


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

NATUREZA E ESPIRITUALIDADE LUIS FERNANDO REITER Toda espiritualidade comunga com a ecologia, elevando nossa consciência e nos mostrando a todo momento que devemos respeito à esse bem comum que Deus nos concedeu, a Terra, corpo celeste no qual vivemos. A nossa sobrevivência ainda é possível, mas temos que acordar: eu, você, todos que estão vivendo em nosso palneta, temos que agir para ajudar nas mudanças que são necessárias. A terra é composta de vários reinos: mineral, vegetal, animal e por nós, os seres hominais. Todos esses reinos estão em nós também, somos entrelaçados na criação divina, basta reconhecer que temos os minerais em nossos ossos e dentes, são nossas rochas. O nosso sangue que carreia em nosso corpo, é como a água dos rios, as corredeiras na natureza, e entre tantas outras similaridades onde tudo se mostra nas influências mútuas de órgãos, organismos inter-relacionados. Se queremos nos espiritualizar, temos que nos conscientizar em primeiro lugar sobre a palavra ecologia e aplica-la no equilíbrio que o planeta tenta nos transmitir, nosso planeta é um ser vivo, quer você queira ou não, e a preservação dele deve ser o nosso propósito para reconhecermos o amor incondicional que flui com a vida. A compaixão transmitida pela espiritualidade, indica a necessidade de observar e refletir com os ensinamentos expostos de forma ampla, por isso, tenha compaixão por si mesmo, pelos seus semelhantes e estenda esse sentimento por todo universo.Isso é colocar na prática o poder compassivo que as esferas da espiritualidade emanam. Se o amor incomensurável de Deus nos deu esse corpo celeste para morar, podemos retribuir esse amor demonstrando respeito pela natureza, pela sua majestosa criação e encontrar meios para cooperar cultivando o verde que purifica nosso ar, reutilizando a água que vem das chuvas para regar nossas plantas, evitando o desmatamento das terras e não jogando lixo nos mares que tanto utilizamos para nosso lazer e descanso. A consciência e o respeito são importantes em nossas atitudes para a comunhão e o convívio com a mãe Natureza. Nós que cultuamos uma religião que tem a força dos Orixás nos habitats naturais, temos que cultivar de forma eficaz um pensamento e atitude ecologica. Pense um pouco, se fazemos mal à natureza, já estamos fazendo-o a nós e ao Grande Espírito que dá vida a todo universo. Sejamos gratos, pois nossa vida se faz com qualidade, diante da gratidão que flui em nossos corações. Entendamos e façamos com que façam parte das atividades de nossa vida, as atitudes de preservação do meio ambiente. Você que está em busca e na senda da espiritualidade para promover a sua religação com o supremo, permita-se o desabrochar de uma nova consciência, protegendo e conservando nossa casa, nossa morada aqui no planeta terra na plenitude da nossa ecologia, na ética ecológica onde se faz a sacralização da vida. Abrace e se dedique à sustentabilidade. São alguns desses valores que a espiritualidade quer que coloquemos em prática, em ação, para auxiliar no nosso processo de transformação efetiva. Pensem também em como tratam seus amigos de duas ou quatro patas, que muitos chamam de animais de estimação. Vamos aprofundar esse assunto na nossa próxima edição. Até lá!

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

8


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

QUEBRA CABEÇA – MENTE&ALMA JOELMA CORREIA :: Acid :: Entre nós, ocidentais, o homem é infinitamente pequeno, enquanto a graça de Deus é tudo. No Oriente, pelo contrário, o homem é deus e se salva por si próprio (Carl Gustav Jung) Quem ousa pensar na relação entre a alma e a idéia de Deus é logo acusado de psicologismo ou suspeito de misticismo doentio. O Oriente, pelo contrário, tolera compassivamente estes graus espirituais "inferiores" em que o homem se ocupa com o pecado devido à sua ignorância cega a respeito do karma, ou atormenta a sua imaginação com uma crença em deuses absolutos, os quais, se ele olhar um pouco mais profundamente, perceberá que não passam de véus ilusórios tecidos pelo seu próprio espírito. Por isso, a psique é o elemento mais importante, é o sopro que tudo penetra, ou seja, a natureza de Buda; é o espírito da Buda, o Uno, o Dharma-Kaya. Toda vida jorra da psique e todas as suas diferentes formas de manifestação se reduzem a ela. É a condição psicológica, prévia e fundamental que impregna o homem oriental em todas as fases de seu ser, determinando todos os seus pensamentos, ações e sentimentos, seja qual for à crença que professe. De modo análogo, o homem ocidental é cristão, independentemente da religião à qual pertença. Para ele, a criatura humana é algo infinitamente pequeno, um quase nada. Acrescenta-se a isso o fato de que, como diz Kierkegaard, "O homem está sempre em falta diante de Deus". O homem procura conciliar os favores da grande potência mediante o temor, a penitência, as promessas, a submissão, autohumilhação, as boas obras e os louvores. A grande potência não é o homem, mas um "totaliter alter", o totalmente outro, absolutamente perfeito e exterior, a única realidade existente. Se modificarmos um pouco a fórmula e em lugar de Deus colocar outra grandeza, como, por exemplo, o mundo, o dinheiro, teremos o quadro completo do homem ocidental zeloso, temente a Deus, piedoso, humilde, empreendedor, cobiçoso, ávido de acumular toda a espécie de bens deste mundo tais como riqueza, saúde, conhecimentos, domínio técnico, prosperidade pública, bem-estar, poder político, conquistas entre outros. Quais são os grandes movimentos propulsores de nossa época? Justamente as tentativas de nos apoderarmos do dinheiro ou dos bens dos outros e de defendermos o que é nosso. A inteligência se ocupa principalmente em inventar "ismos" adequados para ocultar os seus verdadeiros motivos ou para conquistar o maior numero possível de presas. Não pretendo descrever o que sucederia a um oriental, caso se esquecesse do ideal de Buda. Não quero colocar, assim, tão deslealmente, e para nossa vantagem, o preconceito ocidental. Mas não posso deixar de propor a questão de saber se seria possível, ou mesmo conveniente para ambos os lados, imitar o ponto de vista do outro. A diferença entre ambos é tão grande que não se vê uma possibilidade de imitá-los, e muito menos ainda a oportunidade de fazê-lo. Não se pode misturar fogo com água. A posição oriental idiotiza o homem ocidental, e vice-versa. Não se pode ser ao mesmo tempo um bom cristão e seu próprio redentor, do mesmo modo que não se pode ser ao mesmo tempo um budista e adorar Deus. Muito mais lógico é admitir o conflito, pois se existe realmente uma solução, só pode tratarse de uma solução irracional. Por inevitável desígnio do destino, o homem ocidental tomou conhecimento da maneira de pensar do oriental. É inútil querer depreciar esta maneira de pensar ou construir pontes falsas ou enganadoras por sobre abismos. Em vez de aprender de cor as técnicas espirituais do Oriente e querer imitá-las, numa atitude forçada, de maneira cristã - imitatio Christi -, muito mais importante seria procurar ver se não existe no inconsciente uma tendência introvertida que se assemelhe ao princípio espiritual básico do Oriente. Aí, sim, estaríamos em condições de construir, com esperança, em nosso próprio terreno e com nossos próprios métodos. Se nos apropriarmos diretamente dessas coisas do Oriente, teremos de ceder nossa capacidade ocidental de conquista. E com isso estaríamos confirmando, mais uma vez, que "tudo o que é bom vem de fora", onde devemos buscá-lo e bombeá-lo para nossas almas estéreis. A meu ver, teremos

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

9


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara aprendido alguma coisa com o Oriente no dia em que entendermos que nossa alma possui em si riquezas suficientes que nos dispensam de fecundá-la com elementos tomados de fora, e em que nos sentirmos capazes de desenvolver-nos por nossos próprios meios, com ou sem a graça de Deus. Mas não poderemos entregar-nos a esta tarefa ambiciosa, sem antes aprender a agir sem arrogância espiritual e sem uma segurança blasfema. A atitude oriental fere os valores especificamente cristãos e não adianta ignorar estas coisas. Se quisermos que nossa atitude seja honesta é preciso apropriarmo-nos desta atitude, com plena consciência dos valores cristãos e conscientes do conflito que existe entre estes valores e a atitude introvertida do Oriente. É a partir de dentro que devemos atingir os valores orientais e procurá-los dentro de nós mesmos, e não a partir de fora. Devemos procurá-los em nós próprios, em nosso Inconsciente. Aí, então, descobriremos quão grande é o temor que temos do inconsciente e como são violentas as nossas resistências. É justamente por causa destas resistências que pomos em dúvida aquilo que para o Oriente parece tão claro, ou seja, a capacidade de autolibertação própria da mentalidade introvertida. Este aspecto do espírito é, por assim dizer, desconhecido no Ocidente, embora seja a componente mais importante do inconsciente. Podemos admitir com toda a tranqüilidade que a expressão oriental correspondente ao termo "mind" (mente) se aproxima bastante do nosso "inconsciente", ao passo que o termo "espírito" é mais ou menos idêntico à consciência reflexa. Para nós, ocidentais, a consciência reflexa é impensável sem um eu. Ela se equipara à relação dos conteúdos com o eu. Se não existe o eu, estará faltando alguém que possa se tornar consciente de alguma coisa. O eu, portanto, é indispensável para o processo de conscientização. O espírito oriental, pelo contrário, não sente dificuldade em conceber uma consciência sem o eu. Admite que a existência é capaz de estender-se além do estágio do eu. O eu chega mesmo a desaparecer neste estado "superior". Semelhante estado espiritual permaneceria inconsciente para nós, pois simplesmente não haveria uma testemunha que o presenciasse. Não ponho em dúvida a existência de estados espirituais que transcendam a consciência. Mas a consciência reflexa diminui de intensidade à medida que o referido estado a ultrapassa. Não consigo imaginar um estado espiritual que não se ache relacionado com um sujeito, isto é, com um eu. O seu poder não pode subtrair-se ao eu. O eu, por exemplo, não pode ser privado do seu sentimento corporal. Pelo contrário, enquanto houver capacidade de percepção, deverá haver alguém presente que seja o sujeito da percepção. É só de forma mediana e indireta que tomamos consciência de que existe um inconsciente. Entre os doentes mentais podemos observar manifestações de fragmentos do inconsciente pessoal que se desligaram da consciência reflexa do paciente. Mas não temos prova alguma de que os conteúdos inconscientes se achem em relação com um centro inconsciente, análogo ao eu. Antes, pelo contrário, existem bons motivos que nos fazem ver que tal estado nem sequer é provável. O fato de o Oriente colocar de lado o eu com tanta facilidade parece indicar a existência de um pensamento que não podemos identificar com o nosso "espírito". No Oriente, o eu desempenha certamente um papel menos egocêntrico que entre nós; seus conteúdos parecem estar relacionados com um sujeito apenas frouxamente, e os estados que pressupõem um eu debilitado parecem ser os mais importantes. A impressão que se tem, igualmente, é de que a Hatha-Yoga serve, antes de tudo, para extinguir o eu pelo domínio de seus impulsos não domesticados. Não há a menor dúvida de que as formas superiores da ioga, ao procurar atingir o Samadhi, tem como finalidade alcançar um estado espiritual em que o eu se ache praticamente dissolvido. A consciência reflexa, no sentido empregado por nós, é considerado como algo inferior, isto é,

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

10


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara como um estado de Avidya (ignorância), ao passo que aquilo a que denominamos de "pano de fundo obscuro da consciência reflexa" é entendido, no Oriente, como consciência reflexa "superior". O nosso conceito de "inconsciente coletivo" seria, portanto, o equivalente europeu do Buddhi, o espírito iluminado. Destas considerações podemos concluir que a forma oriental da "sublimação" consiste em retirar o centro de gravidade psíquico da consciência do eu, que ocupa uma posição intermediária entre o corpo e os processos ideais da psique. As camadas semifisiológicas inferiores da psique são dominadas pela prática da ascese, isto é, pela "exercitação", e, assim, mantidas sob controle. Não são negadas ou reprimidas diretamente por um esforço supremo da vontade, como acontece comumente no processo de sublimação ocidental. Pelo contrário, poder-se-ia mesmo dizer que as camadas psíquicas inferiores são ajustadas e configuradas pela prática paciente da Hatha-Yoga, até chegarem ao ponto de não perturbarem mais o desenvolvimento da consciência "superior". Este processo singular parece ser estimulado pela circunstância de que o eu e seus apetites são represados pelo fato de o Oriente atribuir maior importância ao "fator subjetivo". A atitude introvertida caracteriza-se, em geral, pelos dados a priori da apercepção. Como se sabe, a apercepção é constituída de duas fases: a primeira é a apreensão do objeto e a segunda, a assimilação da apreensão à imagem previamente existente ou ao conceito mediante o qual o objeto é "compreendido". A psique não é uma não-entidade, desprovida de qualquer qualidade. A psique constitui um sistema definido, consistente de determinadas condições e que reage de maneira específica. Qualquer representação nova, seja ela uma apreensão ou uma idéia espontânea, desperta associações que derivam do tesouro da memória. Estas se projetam imediatamente na consciência e produzem a imagem complexa de uma impressão, embora este fato já constitua, em si, uma espécie de interpretação. Designa a disposição inconsciente, da qual depende a qualidade da impressão, que designo pelo nome de "fator subjetivo". Este merece o qualificativo de "subjetivo" porque é quase impossível que uma primeira impressão seja objetiva. Em geral é preciso antes um processo cansativo de verificação, análise e comparação, para que se possa moderar e ajustar as reações imediatas do fator subjetivo. Apesar da propensão da atitude extrovertida a designar o fator subjetivo como "apenas subjetivo", a proeminência atribuída a este fator não indica, necessariamente, um subjetivismo de caráter pessoal. A psique e sua natureza são bastante reais. Como já assinalei, elas convertem até mesmo os objetos materiais em imagens psíquicas. Não captam as ondas sonoras em si, mas o tom: não captam os comprimentos das ondas luminosas, mas as cores. O ser é tal qual o vemos e entendemos. Existe um número infinito de coisas que podem ser vistas, sentidas e entendidas das mais diversas maneiras. Abstração feita dos preconceitos puramente pessoais, a psique assimila fatos exteriores de maneira própria que, em última análise, se baseia nas leis ou formas fundamentais da apercepção. Estas formas não sofrem alteração, embora recebam designações diferentes em épocas diferentes ou em partes diferentes do mundo. Em um nível primitivo, o homem teme os magos e feiticeiros. Modernamente, observamos os micróbios com igual medo. No primeiro caso, todos acreditam em espíritos; no segundo, acredita-se em vitaminas. Antigamente, as pessoas eram possuídas pelo demônio; hoje elas o são, e não menos, por idéias entre outros. O fator subjetivo é constituído, em última análise, pelas formas eternas da atividade psíquica. Por isto, todo aquele que confia no fator subjetivo está se apoiando na realidade dos pressupostos psíquicos. Se, agindo assim, ele consegue estender a sua consciência para baixo, de sorte a poder tocar as leis fundamentais da vida psíquica, estará em condições de entrar na posse da verdade que profana naturalmente da psique, se esta não for, então, perturbada pelo mundo exterior não-psíquico. Em qualquer caso, esta verdade compensará a soma dos conhecimentos que podem ser adquiridos através da pesquisa do mundo exterior. Nós, do Ocidente, acreditamos que uma verdade só é convincente quando pode ser constatada através de fatos externos. Acreditamos na observação e na pesquisa o mais exata possível da natureza. Nossa verdade deve concordar com o comportamento do mundo exterior, pois, do contrário, esta verdade será meramente subjetiva. Da mesma forma que o Oriente desvia o olhar das múltiplas formas aparentes da Maya, assim também o Ocidente tem medo do inconsciente e de suas fantasias vãs. O Oriente, no entanto, sabe muito bem haver-se com o mundo, apesar de sua atitude introvertida; o Ocidente também sabe agir com a psique e suas exigências, apesar de sua extroversão. Ele possui uma instituição, a Igreja, que confere expressão à psique humana, mediante seus ritos e dogmas. - Carl Gustav Jung; Psicologia e religião oriental (Ed. Vozes).-

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

11


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

GOTA DE LUZ ANA LUISA VELOSO ... começou na noite de quinta-feira, mês judeu de Nisan (Abril), por volta do ano 30 d.C. Um dos discípulos de Jesus, Judas Iscariotes, planejou traí-lo por trinta moedas de prata. O sinal de morte: um beijo. No jardim do Getsêmani, pouco distante de Jerusalém, Jesus sabia exatamente o que estava vindo e começou a orar. Seu coração quase não podia suportar tamanho peso: “A minha alma está cheia de tristeza até a morte” (Mateus 26.38). Então, a multidão apareceu com espadas e porretes. Judas beijou Jesus, e o prenderam. Os discípulos de Jesus se acovardaram e deixaram-no sozinho...

À Frente do Desespero ( Joana de Angelis) Há dias nos quais tens a impressão de que mesmo na luz do sol parece débil, sem que consiga fulgir nos panoramas do teu caminho. Tudo são inquietações e ansiedades que pareciam vencidas e que retornam como fantasmas ameaçadoras, gerando clima de sofrimento interior. Nessas ocasiões, tudo corre mal. Acontecem insucessos imprevisto e contrariedades surgem de muitas situações que se amontoam, transformando-se em óbice cruel de difícil transposição. Surgem aflições em família que navegava em águas de paz. Repontam problemas de conjuntura grave em amigos que te buscam socorros imediatos e, como se não bastassem, a enfermidade chega e se assenhoreia da frágil esperança que, então, se faz fugidia. Nessa roda-viva, gritas interiormente por paz e sentes indescritível necessidade de repouso. A morte se te afigura uma benção capaz de liberar-te de tantas dores! Refaze, porém, a observação. Tudo são testemunhos necessários à fortaleza espiritual, indispensáveis à fixação dos valores transcendentes. Não fora isso, porém, todas essas abençoadas oportunidades de resgate, e a vida calma amolentariam, teu caráter, conspirando contra a paz por vindoura, por adiar o instante em que ela se instalaria no teu imo. Quando tudo corre bem em volta de nós e de referencia a nós não nos dói à dor alheia nem nos aflige a aflição do próximo. Perdemos a percepção para as coisas sutis da vida espiritual, a mais importante, e desse modo nos desviamos da rota redentora. Não te agastes, pois, com os acontecimentos afligentes que independem de ti. A família segue adiante, o amor muda de domicílio, a doença desaparece, a contrariedade se dilui, a agressão desiste, a inquietude se acalma se souberes permanecer sereno ante toda dor que te chegue, enquanto no círculo de fé sublimas aspirações e retificas conceitos. Continua fiel no posto, operário anônimo do bem de todos, e espera. Os ingratos que se acreditaram capazes de te esquecer lembrar-se-ão e possivelmente volverão: os amigos que te deixaram, os amores que não corresponderam, aqueles que te não quiseram compreender, quantos zombaram da tua fraqueza e ridicularizaram tua dor envolta nos tecidos da humildade, os que investiram contra os teu anelos voltarão, tornarão sim, pois ninguém atinge a plenitude da montanha sem a vitória pelo que necessita vencido. Tenha calma! Silencie a revolta! Refugia-te na palavra clarificadora do Evangelho Consolador e enxuga tuas lágrimas com as suas lições. Dos seus textos extrai o licor da vitalidade e tece com as mãos da esperança a grinalda da paz para o coração lanhado e sofrido. Se conseguires afogar todas as penas na oração de refazimento, sairás do colóquio da prece restaurado e descobrirás que, apesar de tudo acontecer em dias que tais, Jesus luze intimamente nas províncias do teu espírito. Poderás, então, confiar e seguir firme, certo da perene vitória do amor.

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

12


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

HOMENAGEM A MAMÃE OXUM

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

13


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

TÁBUA DE LEI ANA CARLA SIQUEIRA

Família e amor O Artigo 5° da constituição Federal é bem claro na sua leitura. Nele, todos são iguais perante a lei. Tendo inúmeros direitos, enfatizando, dentro do mesmo, o direito ao Lar. O legislativo ao criar este artigo, nos passa a lei crua e não sua essência. Como assim essência? É simples! Muitas pessoas residem na mesma casa, mas não podem ser consideradas uma família, pois hoje, a definição da mesma vai muito além de apenas uma convivência. O lar deve ser constituído a base de amor, respeito, carinho, cumplicidade, simplicidade, diálogo, mas infelizmente muitos pais não conseguem passar aos filhos a importância desses sentimentos básicos. Desta maneira, muitos acabam procurando o que falta na família, fora de casa, encontrando muitas vezes na própria religião, não importando qual. Como experiência, a Umbanda tem por sua doutrina a família, que transmite amor, simplicidade, respeito, fé. Ela engrandece o aprendizado, os valores não econômicos, enfatizando a caridade. A religião molda aqueles com coração disponíveis para o bem. Funciona como um pilar de sustentação, um elo sem fim, uma corrente do bem, para o bem, pensar o bem, ser o bem, sem ver a quem. Família é sinônimo de identificação, pode ser dela e não estar nela. Daí, a denominação: Irmãos de fé! Ser de uma família, é estar de coração, criar um vínculo familiar com pessoas independente de relações sanguíneas. É doar-se de coração, sem esperar em troca. É simplesmente, amar. Que todas as famílias, sejam elas com laços sanguíneos ou somente afetivos consigam se sustentar no AMOR.

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

14


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

VIBRANDO COM A CANÇÃO ANDERSON ROSA

Ogum) (Zeca Pagodinho - part. Jorge Ben Jor) Eu sou descendente Zulú Sou um soldado de Ogum devoto dessa imensa legião de Jorge Eu sincretizado na fé Sou carregado de axé E protegido por um cavaleiro nobre Sim vou nà igreja festejar meu protetor E agradecer por eu ser mais um vencedor Nas lutas nas batalhas Sim vou no terreiro pra bater o meu tambor Bato cabeça firmo ponto sim senhor Eu canto pra Ogum Ogum Um guerreiro valente que cuida da gente que sofre demais Ogum Ele vem de Aruanda ele vence demanda de gente que faz Ogum Cavaleiro do céu escudeiro fiel mensageiro da paz Ogum Ele nunca balança ele pega na lança ele mata o dragão Ogum É quem da confiança pra uma criança virar um leão Ogum É um mar de esperança que traz a bonança pro meu coração Ogum (Jorge Ben Jor) "Deus adiante paz e guia Encomendo-me a Deus e a virgem Maria minha mãe .. Os doze apóstolos meus irmãos Andarei nesse dia nessa noite Com meu corpo cercado vigiado e protegido Pelas as armas de são Jorge São Jorge sentou praça na cavalaria Eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia" Ogum é um Orixá cultuado na religião de Umbanda correspondendo a São Jorge, na Igreja Católica no sincretismo religioso. Seu dia é 23 de abril. O nome Ogum nos remete a : Olo = senhor, Gum = guerra, ou seja, o senhor da guerra ou guerreiro. FONTE: WIKIPÉDIA Que possamos vencer as nossas guerras interiores e exteriores!

Os Zulus ou Zulos são um povo do sul da África, vivendo em territórios correspondentes à África do Sul, Lesoto, Suazilândia, Zimbábue e Moçambique. Embora hoje tenham expansão e poder político restritos, os zulus foram, no passado, uma nação guerreira que resistiu à invasão imperialista britânica e bôere no século XIX. FONTE: WIKIPÉDIA

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

15


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

ESTRELINHAS DO AMANHÃ - EVANGELIZAÇÃO JÉSSICA FONSECA Deus chamou o seu anjo querido, e lhe apresentou o modelo de mãe. O anjo não gostou do que viu: - O Senhor tem trabalhado muitas horas extras, já não sabe mais o que está fazendo – disse o anjo. – Olha só! Beijo especial que cura qualquer doença, seis pares de mãos para cozinhar, lavar, passar, acariciar, segurar, limpar! Isso não vai dar certo! - O problema não são as mãos – respondeu Deus – São os três pares de olhos que precisei colocar: um que permita ver seu filho através de portas fechadas, e protege-lo de janelas abertas. Outro para mostrar severidade na hora de dar uma educação sólida. E o terceiro para ficar constantemente demonstrando amor, ternura, apesar de todo o trabalho que ela terá! O anjo examinou o modelo de mãe com mais cuidado: - E isso aqui, o que é? - Um dispositivo de auto-cura. Ela não terá tempo de ficar doente, vai ter que cuidar do marido, dos filhos e da casa. - Acho melhor o Senhor descansar um pouco – disse o anjo. – E voltar para o modelo normal, com dois braços, um par de olhos, etc. Deus deu razão ao anjo. Depois de descansar, transformou a mãe numa mulher normal. Mas alertou o anjo: - Precisei colocar nela uma vontade tão grande, que se sentirá com seis braços, três pares de olhos, sistema de auto-cura. Ou não será capaz de dar conta da tarefa. O anjo examinou-a de perto. Desta vez, em sua opinião, Deus tinha acertado. De repente, notou uma falha: - Ela está vazando. Acho que o Senhor, de novo, colocou muita coisa neste modelo. - Não é um vazamento. Chama-se lágrima. - Serve para quê? - Para alegria, tristeza, desapontamento, dor, orgulho, entusiasmo. - O senhor é um gênio – disse o anjo. Era justamente o que estava faltando para o modelo ficar completo. Deus, com um ar sombrio, respondeu: - Não fui eu quem colocou. Quando eu juntei as peças, a lágrima apareceu. Mesmo assim o anjo deu parabéns ao Todo-Poderoso, e as MÃES foram criadas. (Angeles Mastretta – Adaptação: Maurício de Sousa in “O Gênio e as Rosas e outros contos”)

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

16


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

A ARTE DO CORAÇÃO Lidiane Silva

ARTE ESPÍRITUALISTA

A Arte Espiritualista é uma manifestação cultural que se propõem a aliar os princípios e valores dogmáticos, éticos e morais do espiritualismo às manifestações artísticas em geral, por meio da arte, seja ela escrita, visual, musicada, ou de qualquer outra forma.Ela traduz os postulados espiritualistas em seu conteúdo, na finalidade e na intenção que inspirou o processo criativo e na nascente do coração que se propõe a servir. Tendo por objetivo a divulgação de dogmas espiritualistas, aliados ao entretenimento e à educação, à luz do mestre Jesus e dos sagrados Orixás. “A arte pura é a mais elevada contemplação espiritual por parte das criaturas. Ela significa a mais profunda exteriorização do ideal, a divina manifestação desse mais além que polariza as esperanças das almas” . Emmanuel

A que sua mente se liga, ao ouvir uma música, ao assistir um bailar, ver um filme ou peça? Que energia transita em seu cérebro, com certeza se for algo ligado ao espiritualismo, a arte tocará sua alma, trazendo a luz da verdade e da reflexão ao seu pensamento e brilhantismo interior. Nas próximas edições aprofundaremos neste assunto e daremos dicas sobre a arte espiritualista.

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

17


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

HOMENAGEM A MÃE IANSÃ

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

18


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

PRÁTICA ESPIRITUAL PATRICIA CARVALHO

INCENSOS O incenso tem a função de levar a nossos pensamentos munidos de fé para o astral e seu uso é universal, associando o homem à divindade, o finito ao infinito, o mortal ao imortal. Relacionado com o elemento ar, representa a percepção da consciência que está presente em toda parte. Os diferentes perfumes desempenham um papel de purificação, facilitando inclusive, a aproximação de nossos amigos espirituais. Quando queimamos um incenso, modificamos nosso estado emocional e as vibrações do ambiente. Alguns aromas despertam-nos a força interna, agindo como estimulantes, podendo nos tirar de um estado de desânimo e cansaço; outros, facilitam o estudo ou despertam a inspiração; e muitos, auxiliam na meditação. Durante a queima, são liberadas substâncias provenientes do amálgama alquímico, com a propriedade de dissolver os miasmas negativos, assim como promover a sintonia com o astral. É muito agradável às pessoas evoluídas, e, ao contrário, pode aborrecer aqueles que não estão na mesma sintonia. Contribui decisivamente para o recolhimento devocional e o estudo. Reforça a tonicidade áurica, ajudando na obtenção da paz, sentimento de amor e prosperidade. Para aproveitar integralmente o bastão de incenso: Antes de acendê-lo: exponha-o uma hora no seu ambiente doméstico ou de trabalho. Após a queima: as substâncias que permaneceram nas cinzas dinamizadas pelo fogo, podem ser colocadas na palma da mão e assopradas ao vento. Componentes do incenso: · Carvão: absorvente universal, capta as baixas vibrações do ambiente para que seja neutralizada pelo sal grosso e incinerados a seguir.· Sal grosso: Atua como esterilizador de emissões maléficas do sentimento humano. Aromas: Possuem diferentes funções. Falarei dos aromas nas próximas edições. Até lá!

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

19


CEAS Centro Espiritualista Abençoada Seara

“Umbanda é caridade que não se paga, é amor que não se mede e é dedicação que não se discute. Por isso a Umbanda ajuda, mas não cobra. Pede, mas não exige. Mas quando se fala em ajuda material tem consulente que já sente um arrepio e acaba esquecendo que ele lavou as mãos, que deu descarga no banheiro, que o chão está limpo, que as luzes estão acesas, que há velas no altar, que ele é defumado, que existe um imóvel pelo qual se paga impostos, aluguel, faxineira… Nossa, uma infinidade de coisas! E na próxima semana o Centro estará lá: novamente de portas abertas com o chão limpo, as luzes acesas, velas no altar…” Por isso se você pode colaborar traga um quilo de alimento, um pacote de velas, uma vela de sete dias ou vá até nossa secretária e informe-se. Para construir uma casa precisa de dinheiro, mas para edificar um lar é preciso muito Amor!!!! ESTAMOS ACEITANDO DOAÇÕES: Dados bancários- Tadeu C. S. Braga Banco Brasil - Agência 0072-8 Conta 70296-X Variação 51

Rua: Assis Carneiro, 16 – Encantado – RJ

https://www.facebook.com/CentroEspiritualistaAbencoadaSeara www.ceabencoadaseara.com / ceabencoadaseara@gmail.com

20


Ponto de luz - CEAS