Issuu on Google+


AFIRMAR QUE O GUIMARÃES JAZZ É UM FESTIVAL DE REFERÊNCIA NO PANORAMA NACIONAL E INTERNACIONAL PODE SOAR A AUTOELOGIO, MAS NÃO HÁ COMO DIZÊ-LO DE OUTRA FORMA. É um facto constatado pela crítica e os 21 anos de percurso do festival legitimam esta afirmação. Depois de uma edição marcada pela celebração do vigésimo aniversário do festival, o Guimarães Jazz inicia um novo ciclo e uma nova etapa da sua existência. De forma sustentada e com vitalidade redobrada, o Guimarães Jazz assume-se, na senda das edições anteriores, como um veículo de conhecimento e divulgação da música jazz. Os grandes concertos, mas também os projetos complementares a que o festival dá sequência e continuidade há muitos anos, são reveladores da ambição de procura de novas configurações que possam ajudar a cumprir os grandes objetivos de promoção do conhecimento do jazz e também de criação das condições para a emergência de um público e músicos competentes, criativos e exigentes em Portugal. É nessa perspetiva que, nesta edição do Guimarães Jazz, se propõe ao público projetos, imaginados e executados por músicos excecionais e de influência incontornável no jazz contemporâneo, ancorados numa intenção transversal de interseção e de diálogo permanente do jazz com outros universos musicais como o experimentalismo, a iconoclastia de vanguarda, a música clássica europeia e as sonoridades tradicionais não europeias. Herbie Hancock abre o Guimarães Jazz 2012 rumo a uma edição que será, seguramente (e novamente), memorável. Antes e após as duas semanas de realização do Guimarães Jazz, o Centro Cultural Vila Flor é também palco de eleição para diversas propostas programadas no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. José Bastos


SEXTA 02 E SÁBADO 03

SERVIÇO EDUCATIVO

CAPITAL & CULTURA

SEXTA-FEIRA 02 | 10H00 E 15H00 SÁBADO 03 | 11H00 E 16H00

TEATRO • 22H00

A BELEZA, PEQUENA CONFERÊNCIA

TEATRO OFICINA FÁBRICA ASA

MARIA DUARTE, JOÃO RODRIGUES E GONÇALO FERREIRA DE ALMEIDA

SEXTA-FEIRA 02

ORQUESTRA DO NORTE

TEATRO-CONFERÊNCIA SÁBADO 03 E DOMINGO 04 11H00-13H00 E 14H30-17H30

RECICLAR / IMPROVISAR 

MÚSICA • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

GUSTAVO COSTA LABORATÓRIO DE CONSTRUÇÃO E CRIAÇÃO MUSICAL

SÁBADO 03

BELA ADORMECIDA E OUTRAS HISTÓRIAS

QUARTA 07 E QUINTA 08 | 19H00-22H00 SÁBADO 10 | 11HOO-13H00 E 14H30-18H30

CORPO COMUM PROGRAMA DE CRUZAMENTO DE PRÁTICAS ARTÍSTICAS E PEDAGÓGICAS

TEATRO • 22H00

PEQUENO AUDITÓRIO

OFICINAS

SÁBADO 03

QUARTA-FEIRA 21 | 10H00 E 22H00

PÉ DE PANO

LOOSERS

DANÇA-TEATRO

CAFÉ CONCERTO

ENTRETECER 

MÚSICA • 24H00

SEXTA-FEIRA 23 | 19H00-22H00 SÁBADO 24 E DOMINGO 25 | 10H00-19H00

ARTES E COMUNIDADES – ENCONTROS CONTINUIDADE E RUTURA SEMINÁRIOS

Presidente da Direção Francisca Abreu Direção José Bastos Assistente de Direção Anabela Portilha Assistente de Programação Rui Torrinha Serviço Educativo Elisabete Paiva (coordenadora), Lara Soares, Sandra Barros, Direção de Produção Tiago Andrade Produção Executiva Paulo Covas, Ricardo Freitas Assistência de Produção Andreia Abreu, Andreia Novais, Carlos Rego, Hugo Dias, João Covita, Mauro Rodrigues, Pedro Silva, Sérgio Castro, Sofia Leite, Susana Pinheiro Teatro Oficina - Direção Artística Marcos Barbosa, Atores André Teixeira, Diana Sá, Emílio Gomes, José Eduardo Silva, Pedro Almendra, Sara Pereira Direção Técnica José Patacão Assistente de Direção Técnica Carlos Ribeiro Direção de Cena Helena Ribeiro, Luz/Maquinaria - Luz Luís Silva Maquinaria Eliseu Morais, Ricardo Santos Som/Audiovisuais - Coordenação Pedro Lima Audiovisuais Emanuel Valpaços, Sérgio Sá Direção de Instalações Luís Antero Silva Apoio e Manutenção, Alexandrina Novais, Amélia Pereira, Anabela Novais, Conceição Leite, Conceição Martins, Conceição Oliveira, Fátima Faria, Jacinto Cunha, Joaquim Mendes, José Gonçalves, Júlia Oliveira Comunicação e Marketing Marta Ferreira, Bruno Barreto Design interno Susana Sousa Direção Administrativa Sérgio Sousa Financeiro, Contabilidade e Aprovisionamento Helena Pereira de Castro (coordenadora), Ana Carneiro, Liliana Pina, Serviço Administrativo Marta Miranda, Marisa Silva, Fernanda Pereira, Paula Machado, Patrícia Peixoto, Rui Salazar, Susana Costa, Atendimento ao Público Ana Pacheco, Carla Marques, Cláudia Fontes, Isabel Freitas, Jacinta Correia, Sandra Moura Técnica de Património Catarina Pereira Oleira Felicidade Bela Loja Oficina Eduarda Ferreira, Josefa Araújo Informática Bruno Oliveira, Design Atelier Martino&Jaña | Novembro 2012


DOMINGO 04

O CINEMA EM CONCERTO PELA BANDA MUSICAL DE PEVIDÉM

SÁBADO 24

JIM

DANÇA • 22H00

PAULO RIBEIRO GRANDE AUDITÓRIO

DOMINGO 25

GRANDE AUDITÓRIO

HAGEN QUARTET

QUARTA-FEIRA 07

LUKAS HAGEN, RAINER SCHMIDT, VERONIKA HAGEN, CLEMENS HAGEN

MÚSICA • 17H00

MÚSICA • 22H00

FUNDAÇÃO ORQUESTRA ESTÚDIO, ROSADO, CASSUTO MÚSICA • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

GRANDE AUDITÓRIO

QUARTA-FEIRA 28

2ª SESSÃO INCLUSIVA: CERCIGUI MÚSICA • 22H00

QUARTA-FEIRA 21

QUARTAS DOS ATORES TEATRO • 23H00

TEATRO OFICINA CAFÉ CONCERTO

PEQUENO AUDITÓRIO

SEXTA 30 NOV A DOMINGO 02 DEZ

OPTIMUS PRIMAVERA CLUB MÚSICA

VÁRIOS LOCAIS

SEXTA-FEIRA 23

US GIRLS + SLIM TWIG MÚSICA • 24H00

CAFÉ CONCERTO

ATÉ 09 DEZEMBRO

ARCHIGRAM – EXPERIMENTAL ARCHITECTURE 1961-1974 EXPOSIÇÃO

PALÁCIO VILA FLOR


GUIMARÃES JAZZ ATIVIDADES PARALELAS SEGUNDA 05 A SÁBADO 17

ANIMAÇÕES MUSICAIS VÁRIOS LOCAIS DA CIDADE QUINTA 08 A SÁBADO 10 | 24H00

JAM SESSIONS JACAM MANRICKS, GARY VERSACE, RAOUL BJORKENHEIM, PHIL DONKIN, ROSS PEDERSON CONVÍVIO - ASSOCIAÇÃO CULTURAL DOMINGO 11 A QUARTA 14 | 22H30

JAM SESSIONS SÃO MAMEDE CAE DIAS 12, 13, 15 E 16 | DAS 14H30 ÀS 17H30

OFICINAS DE JAZZ JACAM MANRICKS, GARY VERSACE, RAOUL BJORKENHEIM, PHIL DONKIN, ROSS PEDERSON CENTRO CULTURAL VILA FLOR QUINTA-FEIRA 15

LANÇAMENTO DO CD “GUIMARÃES JAZZ/TOAP COLETIVO VOL. VI” NO FINAL DO CONCERTO DO PROJETO TOAP/GUIMARÃES JAZZ 2012 GRANDE AUDITÓRIO QUINTA 15 A SÁBADO 17 | 24H00

JAM SESSIONS JACAM MANRICKS, GARY VERSACE, RAOUL BJORKENHEIM, PHIL DONKIN, ROSS PEDERSON CAFÉ CONCERTO


QUINTA-FEIRA 08

DOMINGO 11

HERBIE HANCOCK - LUCIAN BAN ENESCO PLUGGED IN. RE-IMAGINED A NIGHT OF SOLO EXPLORATIONS QUARTA-FEIRA 14 GUIMARÃES JAZZ • 22H00

BLACK BOX DA PLATAFORMA DAS ARTES E DA CRIATIVIDADE

GUIMARÃES JAZZ • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

SEXTA-FEIRA 09

BILL FRISELL / BILL MORRISON: THE GREAT FLOOD GUIMARÃES JAZZ • 22H00

FILM BY BILL MORRISON, MUSIC BY BILL FRISELL GRANDE AUDITÓRIO

SÁBADO 10

DAVE DOUGLAS & JOE LOVANO QUINTET: SOUND PRINTS GUIMARÃES JAZZ • 22H00

FEATURING LAWRENCE FIELDS, LINDA OH, JOEY BARON GRANDE AUDITÓRIO

DOMINGO 11

BIG BAND E ENSEMBLE DE CORDAS DA ESMAE DIRIGIDOS POR JACAM MANRICKS GUIMARÃES JAZZ • 17H00

PEQUENO AUDITÓRIO

JACAM MANRICKS BAND GUIMARÃES JAZZ • 22H00

GARY VERSACE, RAOUL BJORKENHEIM, PHIL DONKIN, ROSS PEDERSON GRANDE AUDITÓRIO

QUINTA-FEIRA 15

PROJETO TOAP/ GUIMARÃES JAZZ 2012 GUIMARÃES JAZZ • 22H00

OJM COM MÚSICA DE JOÃO PAULO ESTEVES DA SILVA GRANDE AUDITÓRIO

SEXTA-FEIRA 16

THE JAZZ PASSENGERS: RE-UNITED GUIMARÃES JAZZ • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

SÁBADO 17

WDR BIG BAND COLOGNE PLAYS THE MUSIC OF RANDY BRECKER GUIMARÃES JAZZ • 22H00

WITH RANDY BRECKER AND TONY LAKATOS, ARRANGED AND CONDUCTED BY MICHAEL ABENE GRANDE AUDITÓRIO


HERBIE HANCOCK - PLUGGED IN. A NIGHT OF SOLO EXPLORATIONS GUIMARÃES JAZZ • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

HERBIE HANCOCK OSTENTA, ATUALMENTE, O ESTATUTO DE SER UM DOS MAIS INFLUENTES E, SIMULTANEAMENTE, MAIS CONTROVERSOS MÚSICOS DE JAZZ VIVOS. Herbie Hancock é um pianista e compositor superlativo cuja obra marca, de forma incontornável, a história do jazz, detentor de uma linguagem pessoal inovadora, que abriu o caminho para o jazz de fusão e que se define pela confluência de estilos em constante mutação e personificação. Nesta edição do Guimarães Jazz, o público terá a oportunidade, rara, de ver atuar Herbie Hancock a solo, o que é o mesmo que dizer que estamos perante a possibilidade de assistir, após uma longa carreira de constantes inflexões e digressões pelos mais diversos territórios musicais contemporâneos, a um dos nomes mais importantes da música do séc. XX regressando aos fundamentos mais básicos, pessoais e íntimos da sua obra.

HERBIE HANCOCK CURRENTLY ENJOYS THE STATUS OF BEING ONE OF THE MOST INFLUENTIAL, AND AT THE SAME TIME, ONE OF THE MOST CONTROVERSIAL JAZZ MUSICIANS LIVING TODAY. Herbie Hancock is an extraordinary pianist and composer whose works have left an indelible mark on the history of jazz and who is gifted with a personal and innovative language that has opened the way for fusion jazz and which is defined by the confluence of styles that are in perpetual change and adaptation to the person. This season at Guimarães Jazz, audiences will have the rare opportunity to enjoy Herbie Hancock in a solo classical piano performance, which is to say that we have the chance to witness one of the most important names in the history of 20th century music return to the primary, personal and most intimate fundamentals of his craft, after many long years of a successful career path with twists and digressions through some of the most diverse territory imaginable in contemporary music. 

Herbie Hancock piano, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural

Fotografia de Douglas Kirkland

QUINTA-FEIRA 08


Fotografia de Michael Wilson

SEXTA-FEIRA 09

BILL FRISELL / BILL MORRISON: THE GREAT FLOOD GUIMARÃES JAZZ • 22H00

FILM BY BILL MORRISON, MUSIC BY BILL FRISELL GRANDE AUDITÓRIO

NESTE CONCERTO, O GUITARRISTA BILL FRISELL TOCARÁ, AO VIVO, ACOMPANHADO PELA PROJEÇÃO, A MÚSICA CRIADA PARA O FILME DE BILL MORRISON, THE GREAT FLOOD. Neste concerto de Bill Frisell ecoará a memória da já distante edição de 1995 do Guimarães Jazz, na qual o guitarrista americano tocou acompanhando a projeção de três filmes mudos de Buster Keaton. Desta vez, o que propomos é a apresentação do projeto de colaboração entre Frisell e o artista Bill Morrison, intitulada The Great Flood, na qual o músico irá interpretar a suite que criou para a música e a montagem visual que Morrison concebeu a partir das imagens de arquivo da grande cheia do Mississippi de 1927, uma tragédia que moldou e reconfigurou a cultura e o imaginário coletivo da América.

IN THIS CONCERT, THE GUITARIST BILL FRISELL WILL PLAY LIVE, ACCOMPANIED BY THE PROJECTION, THE MUSIC CREATED FOR THE FILM BY BILL MORRISON, THE GREAT FLOOD. The Bill Frisell concert at this year’s Guimarães Jazz will echo something of the already-distant memory of the 1995 festival in which this talented American guitarist accompanied the showing of three silent Buster Keaton films for which he wrote the soundtrack. This time what we have on offer is the performance of the brainchild of Frisell and the artist Bill Morrison, entitled  The Great Flood, in which the musician will perform his original suite of music to accompany the video projection created by Morrison, who has taken archival images from the Great Mississippi flood of 1927, a tragedy of such proportions that it reshaped and reconfigured the culture and collective imagination of America.

Bill Frisell guitarra elétrica, Ron Miles trompete, Tony Scherr contrabaixo, Kenny Wollesen bateria, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


SÁBADO 10

DAVE DOUGLAS & JOE LOVANO QUINTET: SOUND PRINTS GRANDE AUDITÓRIO

SOUND PRINTS REÚNE DOIS DOS MAIS EXTRAORDINÁRIOS E INFLUENTES MÚSICOS DE JAZZ DA ATUALIDADE: O SAXOFONISTA JOE LOVANO E O TROMPETISTA DAVE DOUGLAS. Este projeto é, em parte, um gesto de homenagem a Wayne Shorter (o seu nome é uma alusão ao tema de Shorter, Footprints, e nele são interpretadas diversas composições da autoria do lendário saxofonista) e foi criado em 2008 após de uma colaboração intensa entre Lovano e Douglas no contexto do San Francisco Jazz Collective, o qual foram convidados a dirigir. Neste concerto, Joe Lovano e Dave Douglas serão acompanhados por três músicos de exceção (a contrabaixista Linda Oh, o pianista Lawrence Fields e o baterista Joey Baron) e dele poder-se-á esperar uma música formalmente exuberante e em constante procura dos pontos de interseção e confluência que definem o jazz mais contemporâneo.

SOUND PRINTS BRINGS TOGETHER TWO OF THE MOST EXTRAORDINARY AND INFLUENTIAL JAZZ MUSICIANS OF THE PRESENT DAY: SAXOPHONIST JOE LOVANO AND TRUMPETER DAVE DOUGLAS. In this concert, Joe Lovano and Dave Douglas are joined by three exceptional musicians – the aforementioned Linda Oh, Lawrence Fields and Joey Baron. From this group we can only expect the most formally exuberant music, one which is in constant search of the points of intersection and confluence which define the most contemporary expression of jazz today.

Joe Lovano saxofones, Dave Douglas trompete, Lawrence Fields piano, Linda Oh contrabaixo, Joey Baron bateria, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural

Direitos Reservados

GUIMARÃES JAZZ • 22H00

FEATURING LAWRENCE FIELDS, LINDA OH, JOEY BARON


DOMINGO 11

BIG BAND E ENSEMBLE DE CORDAS DA ESMAE Direitos Reservados

GUIMARÃES JAZZ • 17H00

DIRIGIDOS POR JACAM MANRICKS PEQUENO AUDITÓRIO

A EDIÇÃO DESTE ANO DO GUIMARÃES JAZZ PROPÕE UMA NOVA CONFIGURAÇÃO PARA O PROJETO DE BIG BANDS PORTUGUESAS DIRIGIDAS POR MÚSICOS INTERNACIONAIS. Mantendo-se a proposta de residência em trabalho de colaboração entre os alunos da ESMAE e o compositor que os dirigirá, este projeto permite dar sequência a uma vertente mais vincadamente pedagógica que o Guimarães Jazz desde há muitos anos assume como prioritária e fundamental para a sua consolidação. Nesse sentido, convidamos Jacam Manricks a dirigir não apenas a big band mas também um ensemble de cordas da ESMAE que, direcionado para a interpretação do reportório clássico, encontrará, aqui, a oportunidade de confrontação com linguagens e abordagens artísticas exteriores ao seu universo.

WHAT AWAITS PORTUGUESE BIG BANDS (ONCE AGAIN DIRECTED BY GUEST INTERNATIONAL MUSICIANS) IN THIS YEAR’S EDITION OF GUIMARÃES JAZZ IS A NEW CONFIGURATION. Holding onto the tradition of an Artist-in-Residence Composer/Director who works intimately for one week with the ESMAE students he will conduct, this program, is one which Guimarães Jazz holds dear, since over the years it has been acclaimed for its pedagogical value and widely supported. Thus, we have invited Jacam Manricks to direct not only the ESMAE Big Band but also the String Ensemble in performances from a more classical repertory and will enjoy the opportunity to deal with artistic languages and approaches which lie outside the ordinary sphere.

Big Band e Ensemble de Cordas da ESMAE, Jacam Manricks composição e direção Maiores de 6 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


DOMINGO 11

GUIMARÃES JAZZ • 22H00

BLACK BOX DA PLATAFORMA DAS ARTES E DA CRIATIVIDADE

ENESCO RE-IMAGINED É UMA HOMENAGEM DO PIANISTA DE JAZZ LUCIAN BAN À VIDA E OBRA DO VIOLINISTA, COMPOSITOR E PEDAGOGO ROMENO GEORGE ENESCU (1881-1955). Deste concerto podemos esperar a demonstração de que o jazz é, hoje, uma linguagem capaz de nos proporcionar uma revisitação e celebração criativa da tradição da música europeia do século XX, atualizando-a e relendo-a à luz dos princípios da gramática composicional jazzística. Em palco, ao lado de Lucian Ban estarão músicos de superlativa qualidade, alguns dos quais já presentes em edições passadas do Guimarães Jazz (como o saxofonista Tony Malaby e o trompetista Ralph Alessi), entre eles o contrabaixista de renome Mark Helias.

ENESCO RE-IMAGINED IS JAZZ PIANIST LUCIAN BAN PAYING HOMAGE TO THE LIFE AND WORK OF ROMANIAN VIOLINIST, COMPOSER AND TEACHER GEORGE ENESCU (1881-1955). This concert promises to demonstrate to audiences what jazz is today – a language able to provide us with the opportunity to revisit and creatively celebrate the European musical tradition of the 20th century, bringing it up-to-date and rereading it in the light of the principles of jazz compositional grammar.  Lucian Ban will be joined on stage by musicians of superlative quality, some of whom have already performed at past editions of Guimarães Jazz (such as saxophonist Tony Makaby and trumpet player Ralph Alessi), among whom we note renowned bass player Mark Helias who will sit in for John Hébert.

Mat Maneri viola, Tony Malaby saxofone tenor e soprano, Ralph Alessi trompete, Lucian Ban piano e arranjos, Mark Helias contrabaixo, Gerald Cleaver bateria, Badal Roy tablas, voz e percussões, Albrecht Maurer violino, Apoio Em parceria com o Instituto Cultural Romeno em Lisboa, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural

Direitos Reservados

LUCIAN BAN ENESCO RE-IMAGINED


QUARTA-FEIRA 14

JACAM MANRICKS BAND Direitos Reservados

GUIMARÃES JAZZ • 22H00

GARY VERSACE, RAOUL BJORKENHEIM, PHIL DONKIN, ROSS PEDERSON GRANDE AUDITÓRIO

CONCERTO PROTAGONIZADO POR UMA FORMAÇÃO INÉDITA QUE REÚNE UM GRUPO IMPRESSIVO DE MÚSICOS EMERGENTES NA CENA JAZZÍSTICA NOVA-IORQUINA. Esta formação foi criada pelo saxofonista Jacam Manricks a convite do Guimarães Jazz, e atuará integrada no programa do festival sendo, ao mesmo tempo, responsável pela condução das jam sessions que irão preencher o seu espaço mais informal e interativo. Jacam Manricks é um saxofonista australiano, de ascendência portuguesa, e uma figura emergente da cena jazzística de Nova Iorque. No Guimarães Jazz 2012 estará acompanhado pelo pianista Gary Versace, o guitarrista Raoul Bjorkenheim, o contrabaixista Phil Donkin e o baterista Ross Pederson.

THIS ONE-OF-A-KIND GROUP, WHICH BRINGS TOGETHER AN IMPRESSIVE MIX OF UP-AND-COMING MUSICIANS ON THE NEW YORK JAZZ SCENE. This group was created by saxophone player Jacam Manricks, in response to the invitation made by Guimarães Jazz. Manricks will perform not only on the festival stage but will also be in charge of leading the jam sessions which will occupy the smaller and more intimate festival stage setting. Jacam Manricks is a saxophonist hailing from Australia but with Portuguese roots, and an emerging figure in the jazz scene in New York.  In Guimarães Jazz 2012 will be accompanied by pianist Gary Versace, guitarist Raoul Bjorkenheim, bassist Phil Donkin and drummer Ross Pederson.

Jacam Manricks saxofone, Gary Versace piano, Raoul Bjorkenheim guitarra,

Phil Donkin contrabaixo, Ross Pederson bateria, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


PROJETO TOAP/GUIMARÃES JAZZ 2012 GUIMARÃES JAZZ • 22H00

OJM COM MÚSICA DE JOÃO PAULO ESTEVES DA SILVA GRANDE AUDITÓRIO

O PROJETO TOAP/GUIMARÃES JAZZ 2012 PROPÕE UM TRABALHO CONJUNTO ENTRE A ORQUESTRA JAZZ DE MATOSINHOS E O MÚSICO JOÃO PAULO ESTEVES DA SILVA. A sétima edição do projeto de colaboração entre a editora TOAP e o Guimarães Jazz propõe um trabalho conjunto entre o músico João Paulo Esteves da Silva e a cada vez mais prestigiada Orquestra Jazz de Matosinhos, que irá interpretar composições da autoria do mencionado pianista e compositor. Nesta edição do festival procedemos a uma redefinição dos contornos desta colaboração e, em vez do encontro entre jovens músicos de jazz nacionais e internacionais, optamos por centrar a atenção num corpo de trabalho musical e artístico, oferendo a um músico português a possibilidade de ocupar um espaço raro em eventos de jazz com esta natureza.

THE PROJECT TOAP/GUIMARÃES JAZZ 2012 PROPOSES A JOINT WORK BETWEEN THE MATOSINHOS JAZZ ORCHESTRA AND MUSICIAN JOÃO PAULO ESTEVES DA SILVA. The seventh edition of this collaborative project between the recording label TOAP and Guimarães Jazz this year proposes a combined work which sees the musician João Paulo Esteves da Silva taking to the stage with the increasingly acclaimed Matosinhos Jazz Orchestra, which will perform the pieces by the pianist and composer, Esteves da Silva. This year, the Festival strives to redefine the contours of this collaboration, and instead of bringing together young Portuguese and foreign jazz musicians, we have opted for centering attention on a body of musical and artistic work, offering a Portuguese musician the chance to step into a rare jazz event such as this.

Orquestra Jazz de Matosinhos, Música de João Paulo Esteves da Silva Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural

Fotografia de Mario Santos

QUINTA-FEIRA 15


Fotografia de Charna Meyers

SEXTA-FEIRA 16

THE JAZZ PASSENGERS: RE-UNITED GUIMARÃES JAZZ • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

FUNDADOS EM 1987, OS THE JAZZ PASSENGERS SÃO UMA BANDA SEMINAL DO JAZZ DE TENDÊNCIA MAIS VANGUARDISTA DA CENA MUSICAL DE NOVA IORQUE DOS ANOS 80 E 90. O concerto dos The Jazz Passengers nesta edição do Guimarães Jazz insere-se no contexto da reunião do grupo após um período de hibernação de 12 anos. Nele, os The Jazz Passengers irão apresentar-se com um alinhamento de músicos composto pelos seus dois líderes e fundadores, Roy Nathanson (saxofone) e Curtis Fowlkes (trombone), bem como pelos elementos da formação original. Nesta versão “Re-United” lamenta-se apenas a ausência do excecional Marc Ribot que, detentor de uma linguagem inimitável, obrigou à exclusão da guitarra na segunda vida dos The Jazz Passengers, a qual, mesmo assim, devemos celebrar intensamente e será, por certo, um dos momentos altos do festival.

FOUNDED IN 1987, THE JAZZ PASSENGERS IS A SEMINAL, AVANT-GARDE JAZZ BAND FROM THE NEW YORK MUSICAL SCENE OF THE 1980S AND 90S. The performance by The Jazz Passengers at this edition of Guimarães Jazz is placed in the context of “band reunion” after a 12-year period of hibernation. Here, The Jazz Passengers will appear with two of the group’s leaders and founders Roy Nathanson (saxophone) and Curtis Fowlkes (trombone), as well as with other members of the original group. This “Re-United” concert is saddened by the absence of the exceptional Marc Ribot and his inimitable language, meaning that the guitar will not feature in this revival of The Jazz Passengers, which no matter what the impediment, should be hailed and celebrated for what it will surely be: one of the high points of the Festival.

Roy Nathanson saxofone, Curtis Fowlkes trombone, Bill Ware vibrafone, Sam Bardfeld violino, Brad Jones contrabaixo, E.J. Rodriguez bateria e percussão, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


SÁBADO 17

WDR BIG BAND COLOGNE PLAYS THE MUSIC OF RANDY BRECKER GRANDE AUDITÓRIO

RANDY BRECKER ENCERRA A EDIÇÃO DE 2012 DO GUIMARÃES JAZZ ACOMPANHADO DA BIG BAND ALEMÃ WDR. Músico prolífico e extraordinariamente versátil, Randy Brecker é, atualmente, uma figura respeitada não apenas no jazz mas também noutros universos musicais. Neste concerto, irá surgir acompanhado da big band alemã WDR, fundada nos anos 60, com quem o trompetista colaborou na gravação do álbum ao vivo Some Skunk Funk, de 2006, e que contou com a participação, entre outros, do seu irmão Michael Brecker (entretanto já falecido), do baterista Peter Erskine e do condutor e arranjador Vince Mendoza.

RANDY BRECKER CLOSES THE 2012 EDITION OF GUIMARÃES JAZZ ACCOMPANIED BY THE GERMAN BIG BAND WDR. A prolific and extraordinarily versatile musician, Randy Brecker is currently a respected figure not only in the world of jazz but also in other musical spheres.  In the concert presented here at Guimarães Jazz, Randy Brecker will perform his own original compositions and will direct the noteworthy German big band, WDR, with whom he played on their last live album in 2006,  Some Skunk Funk, and which featured, among others, his brother Michael Brecker (now deceased), drummer Peter Erskine, and conductor and arranger Vince Mendoza.

WDR Big Band Cologne, Solistas convidados Randy Brecker trompete, Tony Lakatos

saxofone tenor, Direção e Arranjos Michael Abene e Gretchen Abene, (A ficha artística

completa encontra-se disponível em www.ccvf.pt), Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural

Direitos Reservados

GUIMARÃES JAZZ • 22H00

WITH RANDY BRECKER AND TONY LAKATOS, ARRANGED AND CONDUCTED BY MICHAEL ABENE


SEGUNDA 05 A SÁBADO 17

ATIVIDADES PARALELAS GUIMARÃES JAZZ

VÁRIOS LOCAIS

Segunda 05 a Sábado 17

Quinta 08 a Sábado 17

ANIMAÇÕES MUSICAIS JAM SESSIONS Vários locais da cidade

Durante quinze dias, Guimarães

As jam sessions conferem ao

vive ao ritmo do jazz. Se anda pela

Guimarães Jazz uma das suas

cidade, esteja atento. Poderá ser

facetas identificadoras. Este ano,

surpreendido a qualquer momento.

as jam sessions no Convívio e no

Nestas animações, o jazz surge

Café Concerto do CCVF serão prota-

em contextos quotidianos menos

gonizadas pela formação liderada

previsíveis, procurando envolver a

pelo saxofonista Jacam Manricks.

população naquele que é o principal

Durante o festival, serão ainda

festival da cidade. Porque o Guima-

realizadas jam sessions no São

rães Jazz é de todos e para todos.

Mamede pelos alunos da ESMAE.

For a 2-week period, life in Guimarães will

The jam sessions are one of the facets

be sprinkled and spiced with the sounds of

which Guimarães Jazz most identifies with.

jazz rhythms. If you’re out and about the

This year, the jam sessions at Convívio and

city, keep an eye open. You might well be

the CCVF Café Concerto will feature a group

pleasantly surprised at any moment.

led by saxophonist Jacam Manricks. During

In these entertaining moments, jazz

the festival, jam sessions will also be held

will emerge in the most unpredictable

at the São Mamede with ESMAE students

daily contexts in an attempt to involve the

performing.

population of Guimarães in its main music festival. This is because Guimarães Jazz is for everyone and by everyone.

Quinta 08 a Sábado 10 | 24h00 Convívio Associação Cultural

Locais Autocarros, GuimarãeShopping,

Domingo 11 a Quarta 14 | 22h30

Escolas Secundárias do Concelho de

São Mamede CAE

Guimarães, Cervejaria Martins, Vira Bar, Cor de Tangerina, Casa Amarela

Quinta 15 a Sábado 17 | 24h00 Café Concerto do CCVF


Dias 12, 13, 15 e 16 das 14h30 às 17h30

OFICINAS DE JAZZ Centro Cultural Vila Flor

As oficinas de jazz são uma oportunidade única de interação e troca de experiências. Tal como as jam sessions, são dirigidas pelos músicos residentes que se deslocam propositadamente dos E.U.A. a convite do festival, fixando-se em Guimarães durante duas semanas. Este ano, as oficinas de jazz são orientadas por Jacam Manricks (saxofone), Gary Versace (piano), Raoul Bjorkenheim (guitarra), Phil Donkin (contrabaixo) e Ross Pederson (bateria).

The jazz workshops offer a unique opportunity for interaction and the exchange of experiences. As with the jam sessions, the workshops will be led by the Artistsin-Residence, who have come from the United States expressly for the event, staying in Guimarães for a period of two weeks. This year, the jazz workshops will be led by Jacam Manricks (saxophone), Gary Versace (piano), Raoul Bjorkenheim (guitar), Phil Donkin (bass) and Ross Pederson (percussion). Data limite de inscrição 05 de novembro Inscrição gratuita (sujeita ao pagamento de uma caução no valor de 25,00 eur que será devolvida no final das oficinas) As inscrições poderão ser efetuadas no Centro Cultural Vila Flor ou no site www.ccvf.pt através do preenchimento do formulário disponível online.

Quinta-feira 15

LANÇAMENTO DO CD “GUIMARÃES JAZZ/ TOAP COLETIVO VOL.VI” Grande Auditório

No final do concerto “Projeto TOAP/Guimarães Jazz 2012” será lançada a edição discográfica da gravação do concerto do festival transato, que contou com a participação do pianista Óscar Graça, o contrabaixista Demian Cabaud e três representantes do jazz nova-iorquino: Akiko Pavolka (voz e fender rhodes), Nate Radley (guitarra) e Jochen Rueckert (bateria).

Following the concert of the “TOAP/ Guimarães Jazz 2012 Project,” the official CD launch will be held for the Volume VI recording, which features the performances of pianist Óscar Graça and bass player Demian Cabaud, along with three members of the New York jazz scene: Akiko Pavolka (voice and fender rhodes), Nate Radley (guitar) and Jochen Rueckert (percussion).


SEXTA 02 E SÁBADO 03

CAPITAL & CULTURA TEATRO • 22H00

TEATRO OFICINA FÁBRICA ASA

CAPITAL & CULTURA, UMA ENCENAÇÃO DE JOÃO PEDRO VAZ, É A MAIS RECENTE PRODUÇÃO DO TEATRO OFICINA. Capital & Cultura é um espetáculo em duas partes. Na primeira parte, vamos encontrar os membros típicos de uma organização cultural nossa contemporânea em pleno trabalho, com os seus vários cargos, discursos e funções. Reuniões de trabalho, coffee-breaks, brainstormings, discursos oficiais, festas privadas, conferências de imprensa, cerimónias de abertura, todo o savoir faire da organização de eventos culturais. Na segunda parte, procura-se a redenção num jantar depois do teatro, na biblioteca imperial, no ballet, no museu de história da arte e num “concerto sério”. O(s) nosso(s) público(s) extasiado(s), estupefacto(s), desiludido(s), vão à procura da “mais bela ideia do mundo”, mas acabam ao relento.

CAPITAL & CULTURE, DIRECTED BY JOÃO PEDRO VAZ, IS THE NEWEST PRODUCTION OF TEATRO OFICINA. Capital & Culture is a two-part show. In the first part, we meet the typical members of a contemporary cultural organization with their jobs, their lingo and their tasks. In the second part, we seek redemption at an aftertheatre dinner, at the imperial library, at the ballet, at the museum of history of art and at a “serious concert.” Our ecstatic audience, stunned and disappointed, goes in search of the “most beautiful idea in the world”, but ends up in the open.

Encenação João Pedro Vaz, Guião João Pedro Vaz, Pedro Filipe Marques e Ricardo Braun

Interpretação António Fonseca, Crista Alfaiate, Diana Sá, Emílio Gomes, Miguel Lourei-

ro, Sara Pereira, Valdemar Santos (A ficha artística e técnica encontra-se disponível em www.ccvf.pt), Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


SEXTA-FEIRA 02

ORQUESTRA DO NORTE MÚSICA • 22H00

Direitos Reservados

GRANDE AUDITÓRIO

A ORQUESTRA DO NORTE APRESENTA-SE NO CENTRO CULTURAL VILA FLOR PARA O SEGUNDO CONCERTO NO ÂMBITO DA PROGRAMAÇÃO DA CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA. Ao longo dos últimos 20 anos, a Orquestra do Norte ofereceu ao público português, de norte a sul, a possibilidade de conhecer de muito perto uma orquestra sinfónica e as principais obras do reportório sinfónico, coral sinfónico e operático. Além da música erudita tem abarcado outros géneros musicais, como o jazz e a música ligeira, e junta ao seu percurso uma série de colaborações com diversos coros, como o Coro Nacional de São Carlos, o Orfeão de Pamplona e o Coro de Nuremberga. Depois do concerto que teve lugar no passado mês de maio, a Orquestra do Norte regressa, em novembro, ao Centro Cultural Vila Flor.

ORQUESTRA DO NORTE COMES TO CENTRO CULTURAL VILA FLOR TO PRESENT THEIR SECOND CONCERT AT THE EUROPEAN CAPITAL OF CULTURE. Over the past 20 years Orquestra do Norte offered to the Portuguese public from north to south a symphony orchestra with a repertoire ranging from symphonic to operatic and symphonic choir. Besides playing classical music this orchestra also plays jazz and standards and has already played with various choirs such as Coro Nacional de São Carlos, the Choir of Pamplona and the Choir of Nuremberg.

Regin Gökmen maestro, Filipe Pinto-Ribeiro piano, PROGRAMA_ Yalçin Tura:

Enginlerden Yucelerden, Tchaikovsky: Concerto para piano e orquestra nº1 em Si bemol menor, op.23, Dvorák: Sinfonia nº9 em Mi menor “Do Novo Mundo”, Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


SÁBADO 03

BELA ADORMECIDA E OUTRAS HISTÓRIAS Direitos Reservados

TEATRO • 22H00

PEQUENO AUDITÓRIO

ESTA PEÇA É CONSTRUÍDA ENTRE O CONTO DE FADAS E A NOITE – A NOITE MAL ILUMINADA POR POBRES LAMPIÕES DE ESPERANÇA, A NOITE DE ROBERT WALSER. Neste espetáculo vagueiam as mesmas personagens de sempre, mas agora, mais tristes, mais desencantadas, talvez mais humanas. São as lágrimas que choram que fazem avançar a narrativa, em soluços, como a melodia soluçada da poesia de Robert Walser. O trabalho de criação desta Bela Adormecida é feito em torno da especificidade de uma voz e de um movimento desprovidos de técnica, selvagem, arbitrário. Assim, para o espetáculo, procurou-se encontrar pessoas comuns, atores com pouca experiência em palco, desprovidos de técnica, quase selvagens, mas com a nobreza quase infantil da obra e da poética de Walser.

THIS IS A PLAY BETWEEN FAIRY TALE AND SMALL BEACONS OF HOPE IN THE DARKNESS. In this show we see the same old characters although sadder, almost hopeless, perhaps more human. The tears they mourn make the story go in between sobs and the poetry of Robert Walser. The work of creating this Sleeping Beauty around a specific voice and wild, arbitrary and technically imperfect movements made it necessary to look for ordinary people, actors with little experience on stage, with no art or technique, almost wild, but with almost childlike nobility.

Encenação António Pires, Produção Ar de Filmes Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


SÁBADO 03

LOOSERS MÚSICA • 24H00

Fotografia de Joana n’gela

CAFÉ CONCERTO

OS LOOSERS ESTÃO DE VOLTA, COM UM NOVO MEMBRO E UMA PASSAGEM OBRIGATÓRIA PELO PALCO DO CAFÉ CONCERTO DO CCVF. A banda lisboeta surgiu quando o rock ainda  estrebuchava em espasmos vigorosos, a eletrónica recuperava o fôlego criativo e o pós-punk prestava-se a novas descobertas. Quem se esqueceu do “6 Songs EP” (2003)? Nove anos passados, continua uma síntese elegante e bruta de estilos e histórias que apenas se intuem, nunca se identificam. Os Loosers foram e são  uma  banda portuguesa de referência, destacando-se pela sua longevidade como  projeto independente. Na primeira década deste  século, a batida, o riff e o  acorde destacam-se em “For All The Round Suns” (2005). Em 2008, o trio deixou que as circunstâncias lhe ditassem o destino. Tiago Miranda entregou-se a outros projetos e os Loosers refugiaram-se nos discos. Até hoje. Ei-los de volta, com novo membro (Jerry The Cat) e novo concerto.

LOOSERS ARE BACK WITH A NEW MUSICIAN AND AN OBLIGATORY CONCERT AT THE CAFÉ CONCERTO OF CCVF. The Lisbon band came to life between the end of rock, the new breath of electronic music and the new discoveries of creative post-punk. Who can forget the “6 Songs EP” (2003)? Nine years after, The Loosers are a Portuguese band noted for its longevity as independent project. In the first decade of this century, the beats stand out in “For All the Round Suns” (2005). In 2008, the trio broke to work in other projects, but now they are back with a new musician (Jerry The Cat) and a new concert.

Jerry The Cat voz, percussão, drum pad, José Miguel Rodrigues bateria, sintetizador, loops, drum pad, Rui Dâmaso baixo, guitarra, sequenciador, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


DOMINGO 04

O CINEMA EM CONCERTO PELA BANDA MUSICAL DE PEVIDÉM Direitos Reservados

MÚSICA • 17H00

GRANDE AUDITÓRIO

DEPOIS DA ORQUESTRA JUVENIL DE PEVIDÉM, É A VEZ DA BANDA MUSICAL SUBIR AO PALCO DO CENTRO CULTURAL VILA FLOR. Neste concerto, a Banda Musical de Pevidém irá interpretar temas musicais que ficaram associados a certos filmes, bem como o inverso. Algumas destas músicas ganharam vida própria e continuam a ser tocadas sem o filme. Mas o filme ocorre logo que elas tocam. É este casamento que a Banda Musical de Pevidém pretende celebrar. Este concerto insere-se no âmbito do projeto “Banda Larga”, um projeto que visa reconhecer e destacar o papel das bandas filarmónicas no panorama musical português.

AFTER ORQUESTRA JUVENIL DE PEVIDÉM, IT’S NOW THE TIME TO THE BANDA MUSICAL DE PEVIDÉM TO COME ON STAGE. In this concert, the band will play musical themes associated to certain films, as well as the opposite. Some of these songs took on a life of their own and continue to be played separate from the films. But the films come to our minds as soon as the songs are heard. And this union is what Banda Musical de Pevidém wants to celebrate. This concert is part of project “Banda Larga”, a project aiming at recognizing and highlighting the role of brass bands in the Portuguese music scene.

Projeto Banda Larga, Direção Artística e Musical Vasco Silva de Faria, Direção Artística e Apresentação Carlos Mesquita, Vídeo Rui Silva, Maiores de 6 • Cartão Guimarães 2012


FUNDAÇÃO ORQUESTRA ESTÚDIO, ROSADO, CASSUTO MÚSICA • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

NESTE CONCERTO SÃO APRESENTADAS DUAS OBRAS DE DOIS GRANDES COMPOSITORES DA HISTÓRIA DA MÚSICA: BEETHOVEN E O SEU “HERDEIRO” BRAHMS. O “Imperador” de Beethoven conta-se entre os concertos mais amados pelos pianistas e pelo público. Tão forte é a marca de Beethoven, que Brahms, na sua 4ª Sinfonia, homenageia o grande mestre citando temas e melodias de diversas obras do compositor de Bona. Sob a batuta do maestro Álvaro Cassuto, tendo o pianista António Rosado como solista convidado, a Fundação Orquestra Estúdio irá interpretar ainda a obra VimaraViva escrita propositadamente para este concerto pelo compositor Eurico Carrapatoso.

TWO MASTERPIECES FROM TWO MASTERS OF THE HISTORY OF CLASSICAL MUSIC: BEETHOVEN AND BRAHMS. “EMPEROR” CONCERTO IS ONE OF THE MOST ACCLAIMED OF BEETHOVEN’S CONCERTS. It is so important that Brahms’ 4th Symphony is a sort of a tribute to the great master of Bonn.Conducted by Álvaro Cassuto and with pianist António Rosado as soloist, Fundação Orquestra Estúdio will also play VimaraViva written especially for this concert by composer Eurico Carrapatoso.

Fundação Orquestra Estúdio, Álvaro Cassuto maestro, António Rosado piano, Eurico Carrapatoso compositor convidado, PROGRAMA_ I Parte: E. Carrapatoso: VimaraViva

(estreia mundial da composição), Ludwig van Beethoven: Concerto para Piano e Orquestra nº5 em Mi bemol maior, op.73, II Parte: Johannes Brahms: Sinfonia nº4 em Mi menor, op.98, Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012

Direitos Reservados

QUARTA-FEIRA 07


QUARTA-FEIRA 21

QUARTAS DOS ATORES TEATRO • 23H00

TEATRO OFICINA CAFÉ CONCERTO

A IMPROVISAÇÃO TOMA CONTA DO PALCO DO CAFÉ CONCERTO EM MAIS UMA NOITE DAS QUARTAS DOS ATORES. O que acontece quando os atores saem das quatro paredes da sala de ensaio, e num gesto claro e simples de partilha, cantam as canções que gostam, dizem os textos que os tocam, para uma sala com um público que alegremente oscila entre a surpresa e o entusiasmo? Saberemos a resposta em mais uma noite das Quartas dos Atores, no Café Concerto do CCVF.

IMPROVISATION GOES ON STAGE AGAIN AT CCVF’S CAFÉ CONCERTO. What happens when the actors leave the rehearsal room and sing the songs they like, say the texts that move them to an audience surprised and enthusiastic? We will only know it on Wednesdays, with the Actors’ Wednesdays, at CCVF’s Café Concerto.

Atores Diana Sá, Sara Pereira, André Teixeira, Pedro Almendra, José Eduardo Silva, Emílio Gomes, Acompanhamento ao piano Joana Gama, Todas as idades


SEXTA-FEIRA 23

US GIRLS + SLIM TWIG MÚSICA • 24H00

Direitos Reservados

CAFÉ CONCERTO

US GIRLS APRESENTA O SEU 4º E NOVÍSSIMO ÁLBUM, “GEM”, LANÇADO NO PASSADO MÊS DE OUTUBRO E PRODUZIDO POR SLIM TWIG. US Girls é a força criativa de uma mulher  americana solitária, Meghan Remy.  Em 2008, Remy  começou a gravar o seu projeto solo em casa, cercando-se de uma miríade de  diferentes instrumentos e equipamentos. Evidenciando um brilhante pop distorcido,  “GEM” é o seu disco de estreia para a FatCat e foi gravado em Toronto por Slim Twig, combinando a estética distinta na colagem sonora de Remy com um novo pragmatismo e uma recém-descoberta do som completado por uma banda. Sustentado por um profundo amor pelo r&b e rock, o disco ecoa uma sonoridade excitante, única e contagiante.

U.S. GIRLS PRESENTS HER 4TH AND NEWEST ALBUM, “GEM”, LAUNCHED LAST MONTH AND PRODUCED BY SLIM TWIG. U.S. Girls is the creative force of a lone American woman, Meghan Remy. In 2008, Remy began recording her solo project at home, surrounding herself with a myriad of different instruments and equipment. Showing a bright and distorted pop, “GEM” is a combination of new aesthetics with a new sound complemented by a band. With a deep love for R&B and rock, the album echoes a contagious, exciting and unique sound.

Meg Remy voz, Slim Twig guitarra, voz, Louis Percival bateria, Tim Westberg baixo, voz Carl Didur teclados, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


SÁBADO 24

JIM

DANÇA • 22H00

Direitos Reservados

PAULO RIBEIRO GRANDE AUDITÓRIO

“JIM” É A MAIS RECENTE CRIAÇÃO DE PAULO RIBEIRO QUE TERÁ ESTREIA NACIONAL NO PALCO DO CCVF NO ÂMBITO DA CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA. No ano de 2012, um ano tão conturbado, Paulo Ribeiro quis refletir, mais do que nunca, sobre o lugar do que fazemos, do que dançamos, da sua responsabilidade política e poética. Será possível efetivar o regresso à poética da política? Será que os novos tempos, à semelhança de outros tempos, podem anunciar o regresso a uma sociedade capaz de idealizar um futuro melhor, ou será que, para tal acontecer, nos devemos consumir num delírio autodestrutivo? Diz-se que “Quanto maior for a tempestade, menor é a sua duração.”. Assim surgiram alguns poetas e músicos, como é o caso de Jim Morrison e de tantos outros seus contemporâneos. Aparecem nos interstícios de uma sociedade em convulsão e deixam uma voz que acompanha gerações.

“JIM” IS THE LATEST CREATION OF PAULO RIBEIRO WITH NATIONAL PREMIÈRE AT CCVF FOR THE EUROPEAN CAPITAL OF CULTURE 2012. In the troublesome year of 2012, Paulo Ribeiro wanted to think more than ever about what we do, what we dance and its poetic and political responsibility. Is our society able to envision a better future, or in order for this to happen we must consume ourselves in a self-destructive delusion? That was the case of some poets and musicians such as Jim Morrison and many others of his contemporaries. They appear in the interstices of a society in upheaval and leave a voice that accompanies generations.

Coreografia Paulo Ribeiro, Coprodução Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, Teatro Nacional São João, São Luiz Teatro Municipal, (A ficha artística e técnica completa encontra-se disponível em www.ccvf.pt), Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


DOMINGO 25

HAGEN QUARTET GRANDE AUDITÓRIO

O HAGEN QUARTET É UM MODELO DE QUALIDADE SONORA, PLURALIDADE ESTILÍSTICA E DE TRABALHO DE CONJUNTO. Fundado em 1981, este quarteto tem como membros quatro impressionantes músicos — Rainer Schmidt, Lukas Hagen, Veronika Hagen e Clemens Hagen — e uma longa e sólida história na interpretação do reportório clássico e romântico para quarteto de cordas. Os seus membros são também reconhecidos como professores e mentores no Mozarteum de Salzburgo e no Conservatório de Basileia, bem como em concorridos cursos de aperfeiçoamento onde transmitem o seu grande conhecimento e experiência. Mantendo intacta a sua vitalidade, o Hagen Quartet recebeu o Echo Klassik “Ensemble of the Year 2011” pelo seu álbum “Hagen Quartet 30” dedicado a obras de Mozart, Webern e Beethoven, editado a propósito do trigésimo aniversário do quarteto, um importante marco na sua brilhante carreira internacional.

THE HAGEN QUARTET IS A MODEL OF QUALITY, STYLISTIC PLURALITY, AND DEDICATION TO THE WORKS OF GREAT COMPOSERS. Created in 1981, this string quartet has four impressive musicians: Rainer Schmidt, Lukas Hagen, Veronika Hagen and Clemens Hagen. They are also teachers and mentors at the Salzburg Mozarteum and Basel Conservatory. The Hagen Quartet received the Echo Klassik “Ensemble of the Year 2011” for their album “Hagen Quartet 30”, dedicated to the works of Mozart, Beethoven and Webern, edited to celebrate the thirtieth anniversary of an important and brilliant career.

Lukas Hagen violino, Rainer Schmidt violino, Veronika Hagen viola, Clemens Hagen violoncelo, Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012

Fotografia de Harald Hoffmann

MÚSICA • 22H00

LUKAS HAGEN, RAINER SCHMIDT, VERONIKA HAGEN, CLEMENS HAGEN


QUARTA-FEIRA 28

Direitos Reservados

2ª SESSÃO INCLUSIVA: CERCIGUI MÚSICA • 22H00

PEQUENO AUDITÓRIO

OS ALUNOS DA CERCIGUI SOBEM AO PALCO DO CCVF PARA APRESENTAR UM ESPETÁCULO QUE DÁ CONTINUIDADE À “ÓPERA DE TODOS” APRESENTADA EM DEZEMBRO DE 2011. Neste espetáculo, o músico Jorge Queijo e a bailarina e coreógrafa Dora Silva dão continuidade ao trabalho desenvolvido no ano passado, exercitando a componente musical e de movimento no intuito de formar um grupo de música e um outro de dança apoiados mutuamente e que possam mais tarde tornar-se elementos importantes da comunidade artística de Guimarães. Das sessões inclusivas realizadas no primeiro semestre de 2012 surge um novo espetáculo de música e dança com destaque nas histórias e sonhos de cada elemento.

STUDENTS OF CERCIGUI TAKE CENTER STAGE TO PRESENT THE SEQUEL OF “ÓPERA DE TODOS”, PRESENTED IN DECEMBER 2011. In this show, the musician Jorge Queijo and dancer and choreographer Dora Silva continue the work done last year exercising the musical component and motion in order to form a music group and a dance group supporting each other and which may later become important elements of the artistic community of Guimarães. From the sessions held in the first half of 2012 comes a new show of music and dance, highlighting the stories and dreams of each element of the group.

Direção Artística Jorge Queijo e Dora Silva, Música e Dança interpretada pelos utentes da Cercigui, Vídeo em Tempo Real Maria Mónica, Figurinos e Cenário Patrícia Costa Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


SEXTA 30 NOV A DOMINGO 02 DEZ

OPTIMUS PRIMAVERA CLUB MÚSICA

VÁRIOS LOCAIS

CELEBRADO EM MADRID E BARCELONA DESDE 2006, O OPTIMUS PRIMAVERA CLUB 2012 ESTREIA-SE EM PORTUGAL. A convite da Capital Europeia da Cultura 2012, o festival apresenta uma nova edição do Primavera Club, em Guimarães. Centro Cultural Vila Flor, Plataforma das Artes e da Criatividade e São Mamede CAE são os locais escolhidos para acolher os concertos. O Optimus Primavera Club 2012 é composto por um conjunto de espetáculos que valorizam a qualidade, oferecendo uma proposta musical sólida e coerente e que inclui ainda sessões de dj’s. O cartaz integra artistas nacionais e internacionais, conjugando nomes emergentes e artistas consagrados fora dos circuitos comerciais tradicionais.

IN MADRID AND BARCELONA SINCE 2006, THE CLUB SPRING 2012 COMES NOW TO PORTUGAL. European Capital of Culture 2012 presents a new edition of Primavera Club in Guimarães. Centro Cultural Vila Flor, Plataforma das Artes e da Criatividade and São Mamede CAE are the venues chosen to host the concerts. Optimus Primavera Club 2012 is a set of quality music shows with national and international artists and DJ sets.

O programa do Optimus Primavera Club pode ser consultado em www.ccvf.pt Maiores de 12


ATÉ 09 DEZEMBRO

ARCHIGRAM – EXPERIMENTAL ARCHITECTURE 1961-1974 EXPOSIÇÃO

PALÁCIO VILA FLOR

OS ARCHIGRAM SÃO UM DOS COLETIVOS MAIS MARCANTES DA HISTÓRIA DA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA.

Horário da Exposição segunda-feira e sábado 09h00-13h00 | 14h30-19h00 terça a sexta-feira 09h00-20h00 domingo 10h00-13h00 | 15h00-19h00

Questionando e desconcertando a cidade, a relação entre arquite-

Visitas Orientadas

tura e tecnologia e entre tecnologia e corpo, os Archigram atuam

segunda a domingo, preço 10

como um veículo ideal para a discussão sobre as novas realidades

eur/grupo, lotação 1 turma/25

urbanas e sobre a arquitetura na sua dimensão mais experimen-

pessoas, público-alvo maiores de 4 anos

tal, permitindo alterar perceções e metodologias e comportando uma ideia de futuro. A exposição internacional concebida pelos Archigram Archives, para além do seu valor, é uma oportunidade para lançar uma reflexão mais profunda, e mais abrangente em termos de públicos, sobre os temas nucleares que aborda.

THIS EXHIBITION HAS BEEN ALL AROUND THE WORLD, ACTING AS A FIRESTARTER OF THE DISCUSSION ON NEW URBAN REALITIES AND ARCHITECTURE IN ITS MOST EXPERIMENTAL DIMENSION. The relationship between architecture and technology, between technology and the body change perceptions and methodologies and bring us an idea for the future. The international exhibition conceived by Archigram Archives is an opportunity for a deeper debate with a broader audience about the core issues it addresses.

Exposição comissariada por Pedro Jordão com Dennis Crompton Todas as idades • Cartão Guimarães 2012

As visitas orientadas estão sujeitas a marcação prévia com uma semana de antecedência através do e-mail serviço.educativo@guimaraes2012.pt


NOVEMBRO

SERVIÇO EDUCATIVO VÁRIAS ATIVIDADES

Sexta 02 e Sábado 03

Sábado 03 e Domingo 04

A BELEZA, PEQUENA CONFERÊNCIA

RECICLAR / IMPROVISAR

A partir de Jean Luc-Nancy

Gustavo Costa

Maria Duarte, João Rodrigues e Gonçalo Ferreira de Almeida

Neste laboratório, o reaproveitamento dos desperdícios urbanos

Esta pequena conferência propõe

é o ponto de partida para o desen-

reunir uma audiência jovem em

volvimento de novos instrumen-

torno de um tema presente no

tos e novos recursos sonoros que

dia-a-dia, mas nem sempre tratado

podem ser utilizados em contextos

com suficiente atenção, talvez

performativos e composicionais.

por ser visto como secundário – a beleza. Pô-lo em cena, dá-lhe corpo, voz e (mais) sentido.

At this workshop, the reuse of urban waste is the starting point for the development of new tools and sound features

The aim of this short conference is

that can be used in new contexts.

to bring together a young audience to discuss an issue of daily life but sometimes seen as secondary - beauty. The idea is to put it into play, giving it a body, a voice and more sense.

LABORATÓRIO DE CONSTRUÇÃO E CRIAÇÃO MUSICAL Local CAAA Público-alvo 14 a 18 anos Lotação 15 pessoas

TEATRO-CONFERÊNCIA Local Espaço Oficina Horário Dia 02, às 10h00 e às 15h00 (público escolar) | Dia 03, às 11h00 e às 16h00 (público familiar) Público-alvo Maiores de 10 anos Duração c. 1 hora Lotação 40 pessoas Preço 2,00 eur

Preço 5,00 eur Atividade sujeita a pré-inscrição até 25 de outubro no Centro Cultural Vila Flor ou através do preenchimento do formulário online disponível em www.ccvf.pt.


Quarta-feira 21

Sexta 23 a Domingo 25

ENTRETECER Pé de Pano

ARTES E COMUNIDADES – ENCONTROS

Entretecer é um projeto de Investi-

Continuidade e rutura

gação e Criação que se desenvolveu no cruzamento entre a dança, o teatro e as artes plásticas, com uma participação ativa de várias comunidades, junto das quais os criadores desenvolveram pesquisa através de oficinas de experimentação artística. O espetáculo multidisciplinar agora apresentado é o culminar deste processo.

Artes e Comunidades - Encontros é um evento organizado pelo Serviço Educativo do CCVF que pretende refletir o destaque dado atualmente às interseções entre práticas artísticas e comunidades, reunindo à volta da mesma mesa um conjunto plural de profissionais cuja prática quotidiana se desenvolve nestes territórios: Marcelo Evelin, Luís

Intertwine is a project of research and creation that developed with the

Costa e Augusto M. Seabra.

intersection between dance, theater and visual arts, with an active participation

Arts and Communities – Meetings is

of several communities in workshops

an event organized by the Educational

for artistic experimentation. The show

Service of CCVF to debate on the

now on stage is the culmination of this

relevance of arts in small communities

research and creation process.

with a group of professionals with work on this subject like Marcelo Evelin, Luís

DANÇA-TEATRO

Costa and Augusto M. Seabra.

Local Pequeno Auditório do CCVF Horário 10h00 (público escolar) e 22h00

SEMINÁRIOS

(público familiar)

Local CCVF, Horário Dia 23 19h00 às 22h00

Duração c. 1 hora

| Dias 24 e 25 10h00 às 19h00, Público-alvo

Preço 2,00 eur

Artistas, programadores, animadores socioculturais, professores e todos os profissionais interessados nos cruzamentos entre arte e sociedade, Preço 30,00 eur (inclui o jantar de dia 23), Lotação 15 a 20 participantes por seminário Atividade sujeita a pré-inscrição até 09 de novembro no Centro Cultural Vila Flor ou através do preenchimento do formulário online disponível em www.ccvf.pt.


GRANDE AUDITÓRIO

ASSINATURA GUIMARÃES JAZZ 2012 • 90,00 EUR (acesso a todos os concertos)

PREÇOS COM DESCONTO (C/D) Pessoa com deficiência e acompanhante, Estudantes , Menores de 30 anos, Maiores de 65 anos, Sócios do Convívio - Associação Cultural (programação do Guimarães Jazz), Cartão Guimarães

2012_desconto 50%, Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural_ desconto 50 %

VENDA DE BILHETES Bilheteira do CCVF, www.ccvf.pt,

SEX 02 | ORQUESTRA DO NORTE DOM 04 | O CINEMA EM CONCERTO PELA BANDA MUSICAL DE PEVIDÉM QUA 07 | FUNDAÇÃO ORQUESTRA ESTÚDIO, ROSADO, CASSUTO QUI 08 | HERBIE HANCOCK SEX 09 | BILL FRISELL / BILL MORRISON: THE GREAT FLOOD SÁB 10 | DAVE DOUGLAS & JOE LOVANO QUINTET: SOUND PRINTS QUA 14 | JACAM MANRICKS BAND QUI 15 | PROJETO TOAP/GUIMARÃES JAZZ 2012 SEX 16 | THE JAZZ PASSENGERS: RE-UNITED SÁB 17 | WDR BIG BAND COLOGNE PLAYS THE MUSIC OF RANDY BRECKER SÁB 24 | JIM DOM 25 | HAGEN QUARTET SEX 30 NOV A DOM 02 DEZ OPTIMUS PRIMAVERA CLUB

€ 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO € 5,00 / € 3,00 C/DESCONTO € 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO € 20,00 / € 17,50 C/DESCONTO € 20,00 / € 17,50 C/DESCONTO € 20,00 / € 17,50 C/DESCONTO € 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO € 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO € 20,00 / € 17,50 C/DESCONTO € 20,00 / € 17,50 C/DESCONTO € 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO € 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO CONSULTAR WWW.CCVF.PT

PEQUENO AUDITÓRIO

SÁB 03 | BELA ADORMECIDA E OUTRAS HISTÓRIAS DOM 11 | BIG BAND E ENSEMBLE DE CORDAS DA ESMAE

€ 5,00 / € 3,00 C/DESCONTO ENTRADA LIVRE*

* ATÉ AO LIMITE DA LOTAÇÃO DA SALA

QUA 28 | 2ª SESSÃO INCLUSIVA: CERCIGUI SEX 30 NOV A DOM 02 DEZ OPTIMUS PRIMAVERA CLUB

€ 5,00 / € 3,00 C/DESCONTO CONSULTAR WWW.CCVF.PT

Lojas Fnac e Entidades Aderentes da Bilheteira Online

HORÁRIO DE BILHETEIRA segunda-feira e sábado 09h00-13h00 | 14h30-19h00 terça-feira a sexta-feira 09h00-20h00 domingo 10h00-13h00 | 15h00-19h00 local Palácio Vila Flor Feriados (em dias de espetáculos)

CAFÉ CONCERTO

SÁB 03 | LOOSERS QUI 15 A SÁB 17 | JAM SESSIONS QUA 21 | QUARTAS DOS ATORES SEX 23 | US GIRLS + SLIM TWIG SEX 30 NOV A DOM 02 DEZ OPTIMUS PRIMAVERA CLUB

€ 4,00 € 2,50 ENTRADA LIVRE € 4,00 CONSULTAR WWW.CCVF.PT

14h00-19h00 local Palácio Vila Flor 20h00 até 30 minutos após o início dos mesmos local Bilheteira Central

PALÁCIO VILA FLOR

ATÉ 09 DEZ | ARCHIGRAM – EXPERIMENTAL ARCHITECTURE 1961-1974

€ 2,00

OUTROS LOCAIS FÁBRICA ASA

SEX 02 E SÁB 03 | CAPITAL & CULTURA

€ 5,00 / € 3,00 C/DESCONTO

PLATAFORMA DAS ARTES E DA CRIATIVIDADE

DOM 11 | LUCIAN BAN ENESCO RE-IMAGINED

€ 10,00 / € 7,50 C/DESCONTO


VISITAS GUIADAS AO CCVF TERÇAS A SEXTAS-FEIRAS, DAS 10h00 ÀS 19h00 VISITAS SUjEITAS A MARCAÇÃO ATé UMA SEMANA DE ANTECEDêNCIA, PARA GRUPOS DE PELO MENOS 10 PESSOAS. RESERVAS ANTECIPADAS ATRAVéS DO Nº 253 424 700 OU PELO E-MAIL GERAL@CCVF.PT CCVF PT CCVF. MAIS INFORMAÇõES EM www.CCVF. www.CCVF.PT

SERVIÇO DE BABY-SITTING_1 EUR IDADES DOS 3 AOS 9 ANOS CAPACIDADE MÁXIMA_20 CRIANÇAS FUNCIONAMENTO EM DIAS DE ESPETÁCULO E DURANTE O PERÍODO DE APRESENTAÇÃO ESTACIONAMENTO 150 LUGARES EM PARQUE DE ESTACIONAMENTO PÚBLICO. AVENÇAS MENSAIS.

distribuição gratuita | capa • Herbie Hancock.

Cofinanciamento


Programa novembro CCVF