Issuu on Google+


ABRIL SERÁ UM MÊS DE INTENSA ATIVIDADE NO CENTRO CULTURAL VILA FLOR. A primavera traz consigo a música em família com os concertos “Pedro e o Lobo” e “A Bruxa Cati”, duas propostas inseridas no âmbito de Guimarães 2012. O começo de uma nova estação do ano representa um novo ritmo, uma nova pulsação na extraordinária viagem pelo tempo que é esta Capital Europeia da Cultura. Durante o mês de abril, o Centro Cultural Vila Flor será, por isso, palco para a apresentação de dezasseis espetáculos. A Orquestra Metropolitana de Lisboa será uma das orquestras convidadas a fazer parte desta celebração. A Fundação Orquestra Estúdio brindará os vimaranenses com a estreia mundial de duas obras de compositores portugueses: Mário Laginha e António Victorino d’Almeida. Durante o mês de abril, Guimarães 2012 inicia, ainda, um projeto catalisador, a Orquestra Sub-21 Europeia, que subirá ao palco do CCVF. A programação musical de abril prossegue com o concerto do Sei Miguel Quarteto; o espetáculo “Danza Preparata”, criado por Rui Horta para assinalar o 100º aniversário do nascimento de John Cage; “Cadáver Esquisito” do Sond’Ar-te Electric Ensemble; o Grupo de Percussão Simantra e o projeto Tubax. “Histórias do Bosque de Viena” e “Medida por Medida” são as propostas na área do teatro. Escrita pelo autor austro-húngaro Ödön von Horváth, “Histórias do Bosque de Viena” explora o género do teatro popular de Viena para formular uma crítica mordaz à comunidade burguesa, num tempo de profunda crise económica e desemprego generalizado. “Medida por Medida”, de William Shakespeare, é a mais recente encenação de Nuno Cardoso, um novo trabalho de um encenador que persiste na exploração do cruzamento dos repertórios clássicos com escritas mais contemporâneas. No Café Concerto do CCVF, a primavera instala-se e com ela o groove, o exotismo e a energia do rock, com momentos algo pop. Taylor McFerrin, Blues Control com Laraaji e Arji, PAUS e Murdering Tripping Blues são as propostas para este mês de abril. Façam as vossas escolhas e aproveitem esta viagem em tempo presente. José Bastos


SERVIÇO EDUCATIVO SEGUNDA 26 A SEXTA 30 (MARÇO) SEGUNDA 02 A QUINTA 05 09H00-18H00

PROGRAMA À DESCOBERTA OFICINAS DE ARTES E ATIVIDADES LÚDICAS SEGUNDA 26 A SEXTA 30 (MARÇO) SEGUNDA 02 A QUINTA 05 10H00-17H00

FAZER CIRCULAR OFICINAS DE ARTES SEGUNDA 02 A QUINTA 05 11H00-17H30

: A PÉ, ANTE PÉ : LUÍSA ALPALHÃO LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO E FORMAÇÃO PARA JOVENS QUARTA 11 A SEXTA 13 | 10H00 SÁBADO 14 | 16H00

MITO MÓVEL – HISTÓRIAS DE PRINCÍPIOS VERA ALVELOS HISTÓRIAS COM OFICINA QUARTA 18 A SEXTA 20 | 10H00-12H00 SÁBADO 21 | 16H00-18H00

C_VIB SENTIR O SOM COM TATO SIMÃO COSTA E YOLA PINTO OFICINA DE SOM E MOVIMENTO

DOMINGO 01

SEXTA-FEIRA 13

PEDRO E O LOBO

SEI MIGUEL QUARTETO

MÚSICA • 16H00

GRANDE AUDITÓRIO

MÚSICA • 22H00

PEQUENO AUDITÓRIO

QUINTA-FEIRA 05

SÁBADO 14

HISTÓRIAS DO DANZA PREPARATA BOSQUE DE VIENA MÚSICA • 22H00

TEATRO • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

SEXTA-FEIRA 06

ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA

RUI HORTA

GRANDE AUDITÓRIO

SÁBADO 14

MÚSICA • 22H00

BLUES CONTROL feat. LARAAJI & ARJI

GRANDE AUDITÓRIO

CAFÉ CONCERTO

SÁBADO 07

DOMINGO 15

TAYLOR McFERRIN

ORQUESTRA SUB-21 EUROPEIA

MÚSICA • 24H00

CAFÉ CONCERTO

MÚSICA • 24H00

MÚSICA • 22H00

QUARTA-FEIRA 11

GRANDE AUDITÓRIO

SEXTA-FEIRA 20 FUNDAÇÃO ORQUESTRA CADÁVER ESQUISITO ESTÚDIO, PIÇARRA ALVES, GRAÇA MOURA SEXTA-FEIRA 20 PAUS MÚSICA • 22H00

SOND’AR-TE ELECTRIC ENSEMBLE PEQUENO AUDITÓRIO

MÚSICA • 22H00

MASTER.PIECES

GRANDE AUDITÓRIO

MÚSICA • 24H00

CAFÉ CONCERTO


SÁBADO 21

SÁBADO 28

SIMANTRA GRUPO DE PERCUSSÃO

MURDERING TRIPPING BLUES

PEQUENO AUDITÓRIO

CAFÉ CONCERTO

DOMINGO 22

ATÉ 19 MAIO

MÚSICA • 22H00

TUBAX MÚSICA • 22H00

PEQUENO AUDITÓRIO

QUARTA-FEIRA 25

QUARTAS DOS ATORES TEATRO • 23H00

TEATRO OFICINA CAFÉ CONCERTO

SÁBADO 28 E DOMINGO 29

A BRUXA CATI MÚSICA • 11H00 E 18H00

PEQUENO AUDITÓRIO

MÚSICA • 24H00

MISSÃO FOTOGRÁFICA: PAISAGEM TRANSGÉNICA EXPOSIÇÃO

PALÁCIO VILA FLOR

09 ABRIL A 18 DEZEMBRO

GESTÃO DE PROJETOS E ORGANIZAÇÕES CULTURAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PROFISSIONAL

SÁBADO 28 E DOMINGO 29

MEDIDA POR MEDIDA TEATRO • 22H00

WILLIAM SHAKESPEARE GRANDE AUDITÓRIO

Presidente da Direção Francisca Abreu Direção José Bastos Assistente de Direção Anabela Portilha Assistente de Programação Rui Torrinha Serviço Educativo Elisabete Paiva (coordenadora), Lara Soares, Sandra Barros, Direção de Produção Tiago Andrade Produção Executiva Paulo Covas, Ricardo Freitas Assistência de Produção Andreia Abreu, Andreia Novais, Carlos Rego, Hugo Dias, João Covita, Mauro Rodrigues, Pedro Sadio, Pedro Silva, Sérgio Castro, Sofia Leite, Susana Pinheiro Teatro Oficina - Direção Artística Marcos Barbosa Assistente de Direção Artística João Henriques Atores André Teixeira, Diana Sá, Emílio Gomes, José Eduardo Silva, Pedro Almendra, Sara Pereira Direção Técnica José Patacão Direção de Cena Diana Pimenta, Helena Ribeiro, Luz/Maquinaria - Luz André Garcia, Luís Silva Maquinaria Eliseu Morais, Ricardo Santos Som/Audiovisuais Coordenação Pedro Lima Audiovisuais Emanuel Valpaços, Sérgio Sá Direção de Instalações Luís Antero Silva Apoio e Manutenção Amélia Pereira, Anabela Novais, Conceição Leite, Conceição Oliveira, Jacinto Cunha, José Gonçalves, Júlia Oliveira Comunicação e Marketing Marta Ferreira, Bruno Barreto (estagiário) Design interno Susana Sousa Direção Administrativa Sérgio Sousa Financeiro, Contabilidade e Aprovisionamento Helena Pereira de Castro (coordenadora), Ana Carneiro, Liliana Pina, Serviço Administrativo Marta Miranda (estagiária), Paula Machado, Rui Salazar, Susana Costa, Área Expositiva Carla Marques (receção), Cláudia Fontes, Sandra Moura Técnica de Património Catarina Pereira Oleira Felicidade Bela Loja Oficina Eduarda Ferreira, Josefa Araújo Informática Bruno Oliveira, Design Atelier Martino&Jaña | Abril 2012


DOMINGO 01

PEDRO E O LOBO MÚSICA • 16H00

Direitos Reservados

GRANDE AUDITÓRIO

UM CONVITE A TODOS OS MAIS NOVOS PARA SEREM TESTEMUNHAS DAS PERIPÉCIAS DE PEDRO, DO LOBO, E DE MAIS ALGUNS BICHOS DA QUINTA! “Pedro e o Lobo” é uma história infantil contada através da música. Foi composta por Sergei Prokofiev em 1936, com o objetivo pedagógico de mostrar às crianças as sonoridades dos diversos instrumentos. Neste concerto, o compositor Telmo Marques abre-nos as portas deste mundo de fantasia (com uma obra em estreia mundial) e Zbinden fecha o pano com o seu Concertino para Trompete, Orquestra de Cordas e Tambor.

THIS SHOW IS AN INVITATION TO ALL YOUNG AUDIENCES TO COME AND WITNESS THE ADVENTURES OF PETER, THE WOLF, AND SOME OF THE FARM’S ANIMALS! ”Peter and the Wolf” is a children’s tale with music, composed by Sergei Prokofiev in 1936, to teach children the sounds of different instruments. In this concert, composer Telmo Marques opens us the doors of this fantasy world and Zbinden closes the curtain with his Concertino for Trumpet, Strings and Drums.

Fundação Orquestra Estúdio, Estúdio, Maestro Vasco Faria, Trompete Jorge Almeida, Apresentação e Narração Jorge Castro Ribeiro, Vídeo Sara Bento Botelho, Programa: Telmo Marques: “Abertura em forma de Pena” (estreia mundial), S. Prokofiev: “Pedro e o Lobo”, J.F. Zbinden: Concertino para Trompete, Orquestra de Cordas e Tambor, Maiores de 6 • Cartão Guimarães 2012


QUINTA-FEIRA 05

HISTÓRIAS DO BOSQUE DE VIENA TEATRO • 22H00

Direitos Reservados

GRANDE AUDITÓRIO

“HISTÓRIAS DO BOSQUE DE VIENA” É UMA DAS PEÇAS MAIS FAMOSAS DO AUTOR AUSTRO-HÚNGARO ÖDÖN VON HORVÁTH. Foi escrita segundo a tradição do teatro popular de Viena, em que o autor explora este género normalmente inofensivo para formular uma crítica mordaz a uma comunidade burguesa intolerante, egoísta e mesquinha, num tempo de profunda crise económica e desemprego generalizado. Tendo como pano de fundo o som das valsas de Strauss, o autor conta a história de várias pessoas do oitavo bairro de Viena. Nesta peça, encontramos os grandes temas do teatro de Horváth: o amor, a morte e o dinheiro. Numa comunidade que escolhe a estupidez, a mentira e a ignorância como caminho, o que morre primeiro é a esperança…

“TALES FROM THE VIENNA WOODS” IS ONE OF THE MOST FAMOUS PIECES BY THE AUSTRO-HUNGARIAN PLAYWRIGHT ÖDÖN VON HORVÁTH. It was written in the traditional Viennese popular theatre style, where the author explores this usually harmless genre to criticize the intolerant, selfish and petty bourgeois community at a time of deep economic crisis and widespread unemployment. Having as background Strauss’ waltzes, the author tells the story of several people in the eighth district of Vienna. In a community where stupidity, lies and ignorance are the way of life, the first thing to die is hope...

Texto História do Bosque de Viena, Autor Ödön von Horváth, Tradução Ludwig Scheidl, Direção Artística Tónan Quito, Interpretação Anton Skrzypiciel, Cláudia Gaiolas, Joana Bárcia, Joaquim Horta, Paula Diogo, Paula Só, Paulo Pinto, Pedro Lacerda, Raul Oliveira, Ruben Tiago e Tónan Quito, Coprodução Truta , Maria Matos Teatro Municipal, Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, Truta é uma estrutura financiada pela DGArtes, (A ficha técnica e artística completa encontra-se disponível em www.ccvf.pt), Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA MÚSICA • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

A ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA É FRUTO DE UM PROJETO INOVADOR QUE ALIA AS DIMENSÕES PEDAGÓGICA E PERFORMATIVA NUMA MESMA INSTITUIÇÃO. “Uma estreia outra vez”, ou a forma de celebrar a música portuguesa em Guimarães. Ao longo destas duas décadas, que este ano comemora, a Orquestra Metropolitana de Lisboa tem vindo a fazer estreias de obras de muitos compositores nacionais. Num momento de celebração e num palco como a Capital Europeia da Cultura, quisemos relembrar e tocar de novo algumas destas obras, por isso surge a proposta de fazer “uma estreia outra vez”. A Orquestra Metropolitana de Lisboa traz assim à Capital Europeia da Cultura um programa exclusivamente composto por música de compositores portugueses.

THE METROPOLITAN ORCHESTRA OF LISBON IS THE RESULT OF AN INNOVATIVE PROJECT COMBINING PEDAGOGY AND PERFORMANCE IN THE SAME INSTITUTION. Throughout its two decades of existence, the Metropolitan Orchestra of Lisbon has done premières of works by many national composers. On the celebration of its 20th anniversary the Orchestra comes to the European Capital of Culture, bringing a program consisting exclusively of music by Portuguese composers.

Orquestra Metropolitana de Lisboa, Alberto Roque direção musical, Programa: Pedro Osório (1939-2012): Música Sequencial para Orquestra [1996], Sérgio Azevedo (1968): Sinfonietta semplice [2004], João Madureira (1971): Greeting [2010], Nuno Malo (1977): Suite [2010], Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012

Direitos Reservados

SEXTA-FEIRA 06


SÁBADO 07

TAYLOR McFERRIN MÚSICA • 24H00

Direitos Reservados

CAFÉ CONCERTO

PRODUTOR E MÚSICO, TAYLOR MCFERRIN É PARA MUITOS UM ARTISTA, PARA OUTROS UM GÉNIO, AOS OLHOS DE TODOS: UM VERDADEIRO “ONE MAN SHOW”. Filho de Bobby McFerrin, um dos músicos mais influentes de sempre, Taylor desde cedo viu despertar o seu interesse e paixão pela música. Nesta nova visita a Portugal, Taylor McFerrin traz na bagagem um concerto marcado pelo improviso do qual fazem parte alguns dos temas do seu primeiro álbum a solo, intitulado “Early Riser”. O público português terá ainda a oportunidade de ouvir temas exclusivos que só serão lançados para todo o mundo em abril deste ano.

PRODUCER AND MUSICIAN, TAYLOR MCFERRIN IS SEEN AS AN ARTIST, A GENIUS, A TRUE “ONE MAN SHOW.” Son of Bobby McFerrin, one of the most influential musicians of all time, Taylor early seemed passionate for music. In this new visit to Portugal Taylor McFerrin brings us a concert with some themes from his first solo album “Early Riser”. The audience will also have the opportunity to hear brand new themes that will only be released in April this year.

Taylor McFerrin fender rhodes, samplers Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


QUARTA-FEIRA 11

FUNDAÇÃO ORQUESTRA ESTÚDIO, PIÇARRA ALVES, GRAÇA MOURA GRANDE AUDITÓRIO

DUAS OBRAS EM ESTREIA MUNDIAL E UMA OBRA INCONTORNÁVEL DO REPERTÓRIO SINFÓNICO PORTUGUÊS: A SINFONIA “À PÁTRIA” DE VIANNA DA MOTTA. Um programa exclusivamente português. Duas obras em estreia mundial e uma obra incontornável do repertório sinfónico português: a Sinfonia “À Pátria” de Vianna da Motta. Mário Laginha e António Victorino d’Almeida são os compositores que estrearão mundialmente uma abertura e um concerto para clarinete, respetivamente, a serem interpretados pelo clarinetista Carlos Piçarra Alves.

AN EXCLUSIVELY PORTUGUESE PROGRAM: TWO WORKS IN WORLD PREMIÈRE AND A WORK OF REMARKABLE IMPORTANCE ON THE PORTUGUESE SYMPHONIC REPERTOIRE: SYMPHONY “À PÁTRIA” BY VIANNA DA MOTTA. Portuguese composers Mário Laginha and António Victorino d’Almeida are the composers who will première an opening and a concerto for clarinet to be played by the Portuguese clarinetist Carlos Piçarra Alves.

Fundação Orquestra Estúdio, Miguel Graça Moura maestro, Carlos Piçarra Alves clarinete, Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012

Direitos Reservados

MÚSICA • 22H00

MASTER.PIECES


SEXTA-FEIRA 13

SEI MIGUEL QUARTETO MÚSICA • 22H00

Direitos Reservados

PEQUENO AUDITÓRIO

EXTRAORDINÁRIO MÚSICO PORTUGUÊS, SEI MIGUEL TEM VINDO, DESDE HÁ PRATICAMENTE TRÊS DÉCADAS, A TRILHAR NOVOS E CRUCIAIS CAMINHOS NO QUE TRATA À HISTÓRIA DO JAZZ. Sediado em Lisboa desde o final dos anos 70, Sei Miguel produziu mais de uma dezena de discos, uma quantidade impressionante de peças e apresentou inúmeros concertos, liderando formações que têm vindo a incluir vários músicos de grande importância na realidade musical mais relevante e desafiante do nosso país. O seu trabalho é invulgarmente rigoroso e concentrado em questões de forma, métrica, dinâmica, amplitude e silêncio anotados no seu próprio sistema de escrita, que intersetam o seu “ofício jazzístico” com o mundo da composição moderna e contemporânea, de onde extrai aprendizagens que lhe são de grande utilidade para composição em scores/pautas.

AN EXTRAORDINARY PORTUGUESE MUSICIAN, SEI MIGUEL HAS SPENT ALMOST THREE DECADES BREAKING NEW GROUND IN THE HISTORY OF JAZZ. Headquartered in Lisbon since the late ‘70s, Sei Miguel has produced over a dozen albums, an impressive amount of pieces, and performed countless concerts, leading formations that have included musicians of great importance in the more relevant and challenging musical reality of our country. His work is unusually rigorous and focused on questions of form, meter, dynamics, amplitude and silence annotated in his own writing system, which intersect its “jazzy craft” with the world of modern and contemporary composition, from where he extracts learnings that are very useful for the composition in scores.

Sei Miguel trompete pocket, Fala Mariam trombone alto, Pedro Gomes guitarra elétrica, César Burago percussão, Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


SÁBADO 14

DANZA PREPARATA MÚSICA • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO

PARA ASSINALAR O 100º ANIVERSÁRIO DO NASCIMENTO DE JOHN CAGE, RUI HORTA, A CONVITE DA CASA DA MÚSICA, CRIOU UMA OBRA SOBRE AS “SONATAS E INTERLÚDIOS”. Segundo Rui Horta “O desafio era irrecusável. Cage é incontornável para a história da dança, não apenas pela sua longa colaboração com Merce Cunningham, mas sobretudo pela importância das suas reflexões teóricas e consequentes repercussões na história da criação coreográfica contemporânea”. “Danza Preparata” será um solo para um “corpo preparado” em diálogo com um piano preparado, com Sonatas e Interlúdios interpretadas por Rolf Hind, um intérprete magistral das obras para piano preparado de Cage. A bailarina italiana Silvia Bertoncelli “emprestará” o “corpo preparado”.

TO CELEBRATE THE 100TH ANNIVERSARY OF JOHN CAGE’S BIRTH, CASA DA MÚSICA INVITED RUI HORTA TO CREATE A WORK USING CAGE’S WORK “SONATAS AND INTERLUDES”. Horta says “It was a challenge I could not turn down. Cage’s influence is essential to the history of dance, not only for his long collaboration with Merce Cunningham, but mainly for the importance of his theoretical reflections and consequent repercussions in the history of choreography”. “Danza Preparata” will be a solo for a “prepared body” in dialogue with a prepared piano with the “Sonatas and Interludes” being played by Rolf Hind, an already acclaimed player of Cage’s works for prepared piano. Italian dancer Silvia Bertoncelli will “lend” the “prepaired body”.

Coreografia, Cenografia e Desenho de Luzes Rui Horta, Piano Rolf Hind Interpretação Silvia Bertoncelli, Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012

Direitos Reservados

RUI HORTA


SÁBADO 14

BLUES CONTROL feat. LARAAJI & ARJI Direitos Reservados

MÚSICA • 24H00

CAFÉ CONCERTO

ENCONTRO CÓSMICO DE MÚSICOS DA MAIS FINA ESTAMPA PARA PROMOVER O CELEBRADO VOL. 8, DISCO DA SÉRIE FRKWYS DA EDITORA NOVA-IORQUINA RVNG. A editora nova-iorquina RVNG é afamada por desafiar e promover discos colaborativos de músicos que se desconheciam a nível pessoal até então, mas notoriamente ligados por laços estéticos latentes comuns. O disco que os Blues Control e Laraaji, mais ainda a sua “amiga musical” inseparável Arji, editaram e que agora vêm promover, assombra pelo universo conjurado ao longo das suas 4 longas faixas (+2 bónus), que primam por uma dimensão de entrosamento e fluidez de processos e discurso verdadeiramente notável, contribuindo para um resultado final misteriosamente arrebatador. Um prodígio de intimidade de escolhas e caminhos, que ao vivo vêm mostrar-nos como se ilumina a olho nu.

THIS WILL BE A COSMIC MEETING OF A FINE GROUP OF MUSICIANS TO PROMOTE FRKWYS (VOL 8), A RECORD EDITED BY THE NEW YORK LABEL RVNG. RVNG is famous for challenging and promoting collaborative albums of musicians who did not know each other on a personal level, but with common aesthetics links. The record that Blues Control, Laraaji and Arji are now promoting has four long tracks (+2 bonus) full of interaction and with a clear tone contributing to a mysteriously stunning end result. A prodigy of intimacy and common paths live at CCVF.

Russ Waterhouse e Lea Cho (Blues Control) teclados, gravador de cassetes, pedais (efeitos), percussão, microfones, leitor de CD, Laraaji zither elétrica, kalimba elétrica, ipodTouch, loop box, voz, percussão, bateria (snare drum), Arji Cakouros taças tibetanas, kalimba, maracas, percussão, voz, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


DOMINGO 15

ORQUESTRA SUB-21 EUROPEIA GUIMARÃES 2012 INICIA MAIS UM PROJETO CATALISADOR: A ORQUESTRA SUB-21.

A Orquestra jovem sub-21 apresenta-se como um projeto ambicioso que pretende proporcionar a jovens, ainda em formação, a oportunidade de trabalharem num quadro semiprofissional, experienciarem o trabalho e repertório sinfónico, receberem formação e ensinamentos de músicos profissionais. Dirigida por Vítor Matos, integra músicos de escolas europeias que têm protocolo com a Academia de Música Valentim Moreira de Sá, e apresentase num concerto que certamente se revelará como um marco na produção musical da cidade de Guimarães.

GUIMARÃES 2012 STARTS ANOTHER CATALYST PROJECT IN MUSICAL TERMS: THE EUROPEAN UNDER-21 ORCHESTRA. The European Under-21 Orchestra is an ambitious project seeking to provide young musicians still in training the opportunity to work within a semiprofessional framework, to experience the work and symphonic repertoire and to receive training and lessons from professional musicians. Directed by Vítor Matos, this Orchestra includes musicians from schools in Europe under a protocol with Academia de Música Valentim Moreira de Sá, presenting a concert that will surely prove to be a milestone in the musical production of Guimarães.

Vítor Matos maestro, Luís Pipa piano, Maiores de 12, Cartão Guimarães 2012

Direitos Reservados

MÚSICA • 22H00

GRANDE AUDITÓRIO


SEXTA-FEIRA 20

CADÁVER ESQUISITO MÚSICA • 22H00

SOND’AR-TE ELECTRIC ENSEMBLE Direitos Reservados

PEQUENO AUDITÓRIO

“CADAVRE EXSQUIS” É UMA COLAGEM MUSICAL SURREALISTA, UMA COLEÇÃO ORIGINAL DE NOVAS MINIATURAS MUSICAIS DE COMPOSITORES EUROPEUS. Este projeto, desenvolvido pela Miso Music Portugal no âmbito do 25º aniversário da sua existência, inclui novas miniaturas musicais de 100 compositores europeus (alemães, espanhóis, franceses, ingleses e portugueses, entre outros) de várias gerações, justapondo linguagens musicais, ideias e abordagens estilísticas diferentes. Um bom “Cadáver Esquisito” nasce do mistério do mero acaso. Neste concerto serão colocadas em perspetiva 39 miniaturas, escolhidas e interpretadas numa ordenação aleatória pelo Sond’Ar-te Electric Ensemble, dirigido por Pedro Neves.

”CADAVRE EXSQUIS” IS A SURREAL MUSICAL COLLAGE, A COLLECTION OF ORIGINAL NEW MUSICAL MINIATURES OF EUROPEAN COMPOSERS. This project developed by Miso Music Portugal in the 25th anniversary of its existence, includes new musical miniatures from 100 European composers (German, Spanish, French, English and Portuguese, among others) from several generations, juxtaposing musical languages, ideas and different stylistic approaches. A good “Cadavre Exsquis” is born from the mystery of mere chance. In this concert we will listen to 39 miniatures selected, interpreted and shuffled by the Sond’Ar-te Electric Ensemble, directed by Pedro Neves.

Pedro Neves maestro, Sílvia Cancela flauta, Nuno Pinto clarinete, Suzanna Lidegran violino, Nelson Ferreira violoncelo, Joana Gama piano, Miguel Azguime eletrónica, Paula Azguime projeção sonora, Miso Studio implementação técnica e eletrónica Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


SEXTA-FEIRA 20

PAUS MÚSICA • 24H00

Fotografia de Susana Pomba

CAFÉ CONCERTO

HÁ GENTE ASSIM, TEIMOSA. GENTE QUE NÃO SABE ESTAR PARADA. GENTE QUE INSISTE EM INOVAR E QUE TEIMA EM NOS SURPREENDER. É desta gente que são feitos os PAUS. Gente que nos tem dado alguns dos mais estimulantes projetos de inspiração indie dos últimos anos, como Linda Martini, Vicious Five ou If Lucy Fell. Gente que se juntou para dar uma pedrada no charco com o EP “É Como Uma Água”, editado há dois anos. Em outubro do ano passado, editaram o álbum de estreia homónimo “PAUS” que rapidamente chegou ao 3º lugar do top de vendas. “PAUS” é um disco de oito temas certeiros e incisivos, que parte das pistas que nos deixou “É Como Uma Água” para chegar infinitamente mais longe e confirmar o quarteto como um dos mais originais e inovadores projetos da mais moderna música feita em Portugal.

THERE ARE PEOPLE STUBBORN LIKE THAT: PEOPLE WHO CANNOT KEEP STILL, PEOPLE WHO INSIST ON INNOVATION AND SURPRISE. This is how PAUS are: People who have given us some of the most exciting indie-inspired projects in recent years, as Linda Martini Vicious Five or If Lucy Fell. People who joined to throw a stone in the pond of Portuguese music scene with their EP “É Como Uma Água”, published two years ago. Last October they edited their self-titled debut album “PAUS” which quickly reached 3rd place in the top sales. “PAUS” is a record of eight songs confirming the quartet as one of the most original and innovative projects of music made in Portugal.

Makoto Yagyu baixo, teclas, percussão, voz, Joaquim Albergaria bateria siamesa, voz Hélio Morais bateria siamesa, voz, João Pereira teclas, voz, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural


SÁBADO 21

SIMANTRA GRUPO DE PERCUSSÃO MÚSICA • 22H00

Direitos Reservados

PEQUENO AUDITÓRIO

FORMADO NO ANO DE 2009, O SIMANTRA GRUPO DE PERCUSSÃO DEDICA-SE A EXECUTAR REPERTÓRIO ESCRITO ESPECIFICAMENTE PARA PERCUSSÃO. O grupo funciona como um laboratório de pesquisa, interagindo com diferentes expressões artísticas (artes do corpo e artes visuais). Pretendem ilustrar novos caminhos e lançar novos olhares sobre a performance musical. O espetáculo integrado no âmbito da programação de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura apresenta peças de caráter intimista, minimalista e atonal, experimentando misturas de sons de percussão com sons eletroacústicos, marimbas, vibrafone e crótalos. Uma performance multifacetada que significará um momento raro de sonoridades por explorar.

CREATED IN 2009, THE SIMANTRA PERCUSSION GROUP PERFORMS REPERTOIRE WRITTEN SPECIFICALLY FOR PERCUSSION. The group works as a research lab, interacting with different artistic expressions (body arts and visual arts). They intend to illustrate new ways and new perspectives on musical performance. The show in the program of Guimarães 2012 European Capital of Culture presents pieces of intimate character, minimalist and atonal, mixing percussion with electro sounds, marimbas, vibraphones and crotal bells. A rare moment of sounds to explore.

Fernando Chaib, Luiz Ferreira, Leandro Teixeira, Maiores de 12 Cartão Guimarães 2012


DOMINGO 22

TUBAX MÚSICA • 22H00

Direitos Reservados

PEQUENO AUDITÓRIO

PROJETO ORIGINAL QUE SURGE DA CUMPLICIDADE ENTRE SÉRGIO CAROLINO E MÁRIO MARQUES, AMBOS ALCOBACENCES, MÚSICOS VERSÁTEIS, AMIGOS QUASE DESDE “BERÇO”. Para que este projeto pudesse ver a luz do dia, tornava-se necessário desenvolver um repertório novo, fresco, original e que explorasse as capacidades de todos os elementos deste ensemble. Pedro Santos foi o compositor nacional convidado a escrever uma obra original. Naturalmente, o convite estendeu-se ao pianista e compositor português Telmo Marques, às violinistas Maria Kagan e Ianina Khmelik, ao violetista Luís Norberto (todos eles colegas na Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música) e à violoncelista Vanessa Pires (solista na Orquestra Barroca Casa da Música).

THIS IS AN ORIGINAL PROJECT BY SÉRGIO CAROLINO AND MÁRIO MARQUES, VERSATILE MUSICIANS AND FRIENDS SINCE THEIR EARLY YEARS. They created a fresh and original repertoire to explore the capabilities of all elements of this ensemble. The composer Pedro Santos, the pianist Telmo Marques, the violinists Maria Kagan and Ianina Khmelik, the violist Luis Norberto and the cellist Vanessa Pires are the musicians responsible for this show.

Sérgio Carolino tuba, Mário Marques saxofone e soprano, Telmo Marques piano, Maria Kagan e Ianina Khmelik violinos, Luís Norberto viola, Vanessa Pires violoncelo Maiores de 12 • Cartão Guimarães 2012


QUARTA-FEIRA 25

QUARTAS DOS ATORES TEATRO • 23H00

TEATRO OFICINA CAFÉ CONCERTO

A IMPROVISAÇÃO TOMA CONTA DO PALCO DO CAFÉ CONCERTO EM MAIS UMA NOITE DAS QUARTAS DOS ATORES. O que acontece quando os atores saem das quatro paredes da sala de ensaio, e num gesto claro e simples de partilha, cantam as canções que gostam, dizem os textos que os tocam, para uma sala com um público que alegremente oscila entre a surpresa e o entusiasmo? Saberemos a resposta em mais uma noite das Quartas dos Atores, no Café Concerto do CCVF.

IMPROVISATION GOES ON STAGE AGAIN AT CCVF’S CAFÉ CONCERTO. What happens when the actors leave the rehearsal room and sing the songs they like, say the texts that move them to an audience surprised and enthusiastic? We will only know it on Wednesdays, with the Actors’ Wednesdays, at CCVF’s Café Concerto.

Coordenação João Henriques, Atores Diana Sá, Sara Pereira, André Teixeira, Pedro Almendra, José Eduardo Silva, Emílio Gomes • Todas as idades


SÁBADO 28 E DOMINGO 29

A BRUXA CATI MÚSICA • 11H00 E 18H00

Direitos Reservados

PEQUENO AUDITÓRIO

QUE SERIA DE NÓS SE NÃO FOSSEM AS BRUXAS... PORQUE SERÁ QUE O MARIDO DA BRUXA CATI NÃO QUER CHEGAR NEM AO PÉ DELA? SERÁ PERIGOSA? OU SERÃO OS SEUS FEITIÇOS? É o cozinheiro quem irá desvendar o mistério... Uma bruxa, a Bruxa Cati, vai lançando os seus feitiços, de forma romântica, até ao dia em que se debate com um problema: o seu casamento vê-se ameaçado sem que ela compreenda o motivo. O marido deixa de se interessar por ela, fazendo com que esta recorra à ajuda do cozinheiro, no sentido de desvendar o mistério da crise conjugal. A história é recheada de peripécias e episódios divertidos.

WHAT WOULD WE DO IF THERE WERE NO WITCHES... WHY DOES THE HUSBAND OF CATI THE WITCH RUNS AWAY FROM HER? IS SHE DANGEROUS? OR IS IT HER SPELLS? The cook will unravel the mystery... Cati the witch casts her romantic spells, until she faces a problem: her marriage is threatened and she doesn’t understand why. Her husband is no longer interested in her, making her ask the help of the cook, to unravel the mystery of her marital crisis. This is a story full of adventures and funny episodes.

Direção cénica e dramaturgia Caroline Bergeron, Música Original Simão Costa Cocriação musical e interpretação Catarina Molder e Carlos Gracia, Espaço cénico José António Cardoso, Figurinos Catarina Molder, Desenho de Luz Gi Carvalho, Ideia original e direção artística Catarina Molder, Produção Companhia de ópera do Castelo, Maiores de 4 • Cartão Guimarães 2012


SÁBADO 28 E DOMINGO 29

MEDIDA POR MEDIDA TEATRO • 22H00

Fotografia de João Tuna

WILLIAM SHAKESPEARE GRANDE AUDITÓRIO

EIS A HISTÓRIA DE UM MAU JUIZ QUE ACEDE AO TRONO E LOGO ABUSA DO PODER, PECANDO POR LUXÚRIA, NO COMÉRCIO DE FAVORES. Um tratado sobre o moralismo e o poder, uma comédia negra feita de jogos de dissimulação dos vícios privados face a uma severa moralidade pública, a fazer lembrar a diferença entre aquilo que é enunciado e a realidade dura que os factos demonstram. Depois de nos anos anteriores nos terem visitado com as duas últimas peças da sua trilogia Tchekov (“A Gaivota”, 2010; “Três Irmãs”, 2011), Nuno Cardoso e Ao Cabo Teatro regressam com “Medida por Medida”, de William Shakespeare. Um novo trabalho de um encenador que persiste na exploração do cruzamento dos reportórios clássicos com escritas mais contemporâneas.

THIS IS THE STORY OF A CORRUPT JUDGE WHO REACHES THE THRONE SOON ABUSING POWER, A HISTORY OF LUST AND TRADING FAVOURS. A treaty on morality and power, a black comedy made of concealment of private vices and severe public morality, reminding us of the difference between what is stated and the harsh reality that the facts show. After having visited CCVF in previous years with the last two parts of Chekhov’s trilogy (“The Seagull”, 2010, “Three Sisters”, 2011), Nuno Cardoso and Ao Cabo Teatro return with “Measure for Measure” by William Shakespeare, exploring the intersections of the classics with contemporary life.

Texto William Shakespeare, Tradução Fernando Villas-Boas, Encenação Nuno Cardoso, Interpretação Afonso Santos, Catarina Lacerda, Cláudio da Silva, Daniel Pinto, João Melo, Luís Araújo, Paulo Calatré, Pedro Frias, Romeu Costa, Sara Carinhas, Coprodução Ao Cabo Teatro, Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura, Teatro Nacional São João, São Luiz Teatro Municipal, (A ficha técnica e artística completa encontra-se disponível em www.ccvf.pt), Maiores de 16 • Cartão Guimarães 2012


SÁBADO 28

MURDERING TRIPPING BLUES OS MURDERING TRIPPING BLUES BEBEM DAS ÁGUAS LAMACENTAS DO MISSISSIPPI, DO CRIME, DO SEXO, DA REBELDIA E DE TUDO O QUE NASCE DO IMPULSO, DA LIBERTAÇÃO. Garage-rock ao mais alto nível, expoente máximo do rock’n’roll português desde 2007 a agitar o panorama musical. Com dois discos na bagagem - “Knocking At The Backdoor Music” (2008) e “Share The Fire” (2010) - a banda lançou, no passado dia 19 de março, um novo trabalho intitulado “First Time in Color”, gravado ao vivo no Festival Paredes de Coura em 2011. “First Time in Color”, além de ser editado em Portugal, fará parte de uma Fuzz Box a ser editada na Alemanha, já esta primavera. Entretanto, a banda encontra-se a preparar o novo, muito aguardado e promissor terceiro disco de originais da banda.

THE MURDERING TRIPPING BLUES DRINK FROM THE MUDDY WATERS OF THE MISSISSIPPI, OF CRIME, OF SEX, OF REBELLION. Garage-rock at its highest level, Portuguese rock’n’roll shaking the music scene since 2007. With two records - “Knocking at the Backdoor Music” (2008) and “Share the Fire” (2010) - the band launched on 19th March a new work entitled “First Time in Color” recorded live at the Paredes de Coura Festival in 2011. “First Time in Color”, besides being published in Portugal, will be part of a Fuzz Box to be published in Germany this spring. In the meantime, the band is preparing a new promising third album.

Filipe Almeida voz e guitarra, Dora Carvalhas orgão e backing vocals João Sousa bateria, Maiores de 12 • Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural

Direitos Reservados

MÚSICA • 24H00

CAFÉ CONCERTO


Fotografia de Filip Dujardin

ATÉ 19 MAIO

MISSÃO FOTOGRÁFICA: PAISAGEM TRANSGÉNICA EXPOSIÇÃO

PALÁCIO VILA FLOR

“MISSÃO FOTOGRÁFICA: PAISAGEM TRANSGÉNICA” É UMA PROPOSTA DE REFLEXÃO SOBRE O TERRITÓRIO DO CONCELHO DE GUIMARÃES ENQUANTO CONSTRUÇÃO CULTURAL. O projeto, comissariado por Paulo Catrica e Pedro Bandeira, desa-

Horário da Exposição segunda-feira e sábado 09h00 às 13h00 | 14h30 às 19h00 terça-feira a sexta-feira 09h00 às 20h00 Visitas orientadas segunda a sábado, Preço 2 eur/ pessoa | Grupos escolares/em

fia quatro artistas diferentes, Katalin Deér, Filip Dujardin, J. H.

formação 10 eur/grupo

Engström e Guido Guidi - que utilizam a fotografia como reflexão

Lotação 1 turma / 25 pessoas

estética e crítica - a olhar um território que se esforça por resistir

As visitas guiadas estão sujeitas a

às mais recentes conturbações económicas que implicaram, de

marcação prévia, com uma semana

modo expressivo nesta região de há alguns anos a esta parte, uma

de antecedência, que poderá ser

deslocação global da indústria têxtil. A intenção desta missão é propiciar uma construção fotográfica “ficcional” que poderá refletir sobre as propriedades indexais do medium e da sua capacidade documental, ao mesmo tempo considerando e fazendo uso dos novos paradigmas que as fotografias parecem implicar nos dias de hoje. Algures entre a realidade analógica e a veracidade digital.

“PHOTOGRAPHIC MISSION: TRANSGENIC LANDSCAPE” PROPOSES TO REFLECT ON THE ARCHITECTURE AND LANDSCAPE OF GUIMARÃES AS A CULTURAL CONSTRUCTION. Commissioned by Paulo Catrica and Pedro Bandeira, the project challenges four different artists, Katalin Deér, Filip Dujardin, JH Engstrom and Guido Guidi, all of whom use photography for aesthetical and critical reflection, to look upon a territory that strives to resist the economic crisis that lasts for a few years now, moreover since the global markets dislocated the textile industry.

Todas as idades

efetuada pelo telf. 253 424 700 ou através do e-mail servico.educativo@ guimaraes2012.pt


ABRIL

SERVIÇO EDUCATIVO VÁRIAS ATIVIDADES

: A pé, ante pé : apresentado no âmbito de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura

Segunda 02 a Quinta 05 11h00 - 17h30

Quarta 11 a Sexta 13 | 10h00 Sábado 14 | 16h00

: A PÉ, ANTE PÉ :

MITO MÓVEL – HISTÓRIAS DE PRINCÍPIOS

Luísa Alpalhão

Vera Alvelos

Este é um laboratório de investigação urbana em que arte e arquitetura se cruzam para que se crie um registo daquilo que dá caráter a um espaço público. Usando técnicas para registar a cidade influenciadas por métodos de caráter antropológico, iremos transformá-la com uma intervenção em movimento em que a cidade servirá de palco, em que os novos objetos criados serão as personagens principais que darão voz àqueles que participarão em : A pé, ante pé :.

This is an urban research laboratory where art and architecture register what gives a certain character to a public space. Using techniques influenced by anthropological methods, we will transform it into a living action in which the city will be the stage in which new objects there created will be the main characters giving voice to those who participate in: On foot, step by step :. Laboratório de Criação e Formação para Jovens (Laboratório de Arquitetura) Vários locais, Público-alvo dos 14 aos 20 anos, Horário 11h00 às 13h00 e 14h30 às 17h30, Preço 10 eur, Lotação 15 participantes

No território entre o antigo e o atual, uma contadora desvenda ao público as “histórias de princípios”, símbolos fortes do nosso imaginário, ora trágicos ora alegres, sempre poéticos e intemporais. Num segundo momento, uma oficina proporciona ao público uma experiência em que a escrita e as artes plásticas nos levam à construção de uma pequeníssima história para um mini-móvel.

A workshop activity giving audiences an experience where writing and visual arts lead us to build a tiny story to a mini-mobile. Histórias com Oficina Local Biblioteca Municipal Raul Brandão, Público-alvo dos 8 aos 13 anos, Preço 2 eur, Lotação 1 turma/ 30 pessoas, Projeto realizado no âmbito da parceria entre A Oficina e a Biblioteca Municipal Raul Brandão “Palavras para que vos quero!”


09 ABRIL A 18 DEZEMBRO

GESTÃO DE PROJETOS E ORGANIZAÇÕES CULTURAIS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PROFISSIONAL

O CCVF ACOLHE A 6ª EDIÇÃO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PROFISSIONAL EM GESTÃO DE PROJETOS E ORGANIZAÇÕES CULTURAIS PROMOVIDO PELA CULTIDEIAS. Este curso emerge da necessidade manifestada por diversas organizações e profissionais em investirem numa formação específica nesta área, promotora de conhecimentos e competências essenciais, numa sociedade contemporânea plena de desafios e em mudança permanente. O dinamismo e a interdisciplinaridade da formação procuram instigar a reflexão, a capacidade crítica e a discussão em torno do setor cultural mas também noutras áreas transversais, tais como as artes, educação, património, turismo, economia, comunicação, direito, gestão e programação, entre outras. Esta transversalidade dos conteúdos programáticos associada à partilha de experiências entre os diversos profissionais e os formadores proporcionará a consolidação de saberes e práticas e constituirá um desafio para todos. Informações e inscrições em www.cultideias.com.

CENTRO CULTURAL VILA FLOR HOSTS THE 6TH EDITION OF THE COURSE MANAGEMENT OF ORGANISATIONS AND CULTURAL PROJECTS PROMOTED BY CULTIDEIAS. This course emerges from the need expressed by various organisations and professionals to invest in specific training in this area, promoting knowledge and essential skills in a modern society full of challenges and in constant change. This dynamic and interdisciplinary training aims to think and discuss the cultural sector but also other cross-cutting areas such as arts, education, heritage, tourism, economy, communication, law, management and programming. Information and registration at www.cultideias.com.


GRANDE AUDITÓRIO

DOM 01 | PEDRO E O LOBO QUI 05 | HISTÓRIAS DO BOSQUE DE VIENA SEX 06 | ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA QUA 11 | FUNDAÇÃO ORQUESTRA ESTÚDIO, PIÇARRA ALVES, GRAÇA MOURA SÁB 14 | DANZA PREPARATA DOM 15 | ORQUESTRA SUB-21 EUROPEIA SÁB 28 E DOM 29 | MEDIDA POR MEDIDA

€ 10,00 / € 7,50

C/DESCONTO

€ 10,00 / € 7,50

C/DESCONTO

€ 10,00 / € 7,50

C/DESCONTO

€ 10,00 / € 7,50

C/DESCONTO

€ 10,00 / € 7,50 € 5,00 / € 3,00 € 10,00 / € 7,50

C/DESCONTO C/DESCONTO C/DESCONTO

PEQUENO AUDITÓRIO

SEX 13 | SEI MIGUEL QUARTETO SEX 20 | CADÁVER ESQUISITO SÁB 21 | SIMANTRA GRUPO DE PERCUSSÃO DOM 22 | TUBAX SÁB 28 E DOM 29 | A BRUXA CATI

€ 5,00 / € 3,00

C/DESCONTO

€ 5,00 / € 3,00

C/DESCONTO

€ 5,00 / € 3,00

C/DESCONTO

€ 5,00 / € 3,00

C/DESCONTO

€ 5,00 / € 3,00

C/DESCONTO

CAFÉ CONCERTO

SÁB 07 | TAYLOR MCFERRIN SÁB 14 | BLUES CONTROL FEAT. LARAAJI & ARJI SEX 20 | PAUS QUA 25 | QUARTAS DOS ATORES SÁB 28 | MURDERING TRIPPING BLUES

€ 5,00 € 4,00 € 5,00 ENTRADA LIVRE

€ 3,00

PALÁCIO VILA FLOR

ATÉ 19 MAIO | MISSÃO FOTOGRÁFICA: PAISAGEM TRANSGÉNICA PREÇOS COM DESCONTO (C/D) Pessoa com deficiência e acompanhante, Menores de 30 anos, Maiores de 65 anos e Estudantes Cartão CCVF e Cartão Quadrilátero Cultural_desconto 50% Cartão Guimarães 2012_desconto 50%

VENDA DE BILHETES Bilheteira do CCVF, www.ccvf.pt e em todas as lojas Fnac

HORÁRIO DE BILHETEIRA segunda-feira e sábado 09h00 às 13h00 | 14h30 às 19h00 terça a sexta-feira 09h00 às 20h00 Local Palácio Vila Flor Em dias de espetáculos domingos e feriados 14h00 às 19h00 Local Palácio Vila Flor 20h00 até 30 minutos após o início dos espetáculos Local Bilheteira Central

€ 2,00


VISITAS GUIADAS AO CCVF TERÇAS A SEXTAS-FEIRAS, DAS 10H00 ÀS 19H00 VISITAS SUJEITAS A MARCAÇÃO ATÉ UMA SEMANA DE ANTECEDÊNCIA, PARA GRUPOS DE PELO MENOS 10 PESSOAS. RESERVAS ANTECIPADAS ATRAVÉS DO Nº 253 424 700 OU PELO E-MAIL GERAL@CCVF.PT MAIS INFORMAÇÕES EM WWW.CCVF.PT

SERVIÇO DE BABY-SITTING_1 EUR IDADES DOS 3 AOS 9 ANOS CAPACIDADE MÁXIMA_20 CRIANÇAS FUNCIONAMENTO EM DIAS DE ESPETÁCULO E DURANTE O PERÍODO DE APRESENTAÇÃO ESTACIONAMENTO 150 LUGARES EM PARQUE DE ESTACIONAMENTO PÚBLICO. AVENÇAS MENSAIS.

distribuição gratuita | capa • Orquestra Metropolitana de Lisboa


Programação CCVF Abril 2012