Page 1

A CARAVANA, julho de 2002

Página 1

A CARAVANA Julho 2002 Fundado em 01/12/1966

NÚMERO 400 – ANO XXXIV http://meuwebsite.com.br/Cenmc

e-mail: cenmc@hotmail.com INFORMATIVO DO CENTRO ESPÍRITA NAIR MONTEZ DE CASTRO Rua Vilela Tavares 173 - Lins Rio de Janeiro/RJ - Telefone 2595-5462

CALMA Agitações na Terra. Tempos de transição. Dificuldades de entendimento. Impactos do progresso. Conflito de gerações. Estes são os motivos apresentados por muitos amigos para que lhes enderecemos algumas páginas sobre serenidade e segurança, já que a vida não nos permite parar, nem no Plano Físico, nem no Mais Além. ♥♥♥ Realmente, a evolução não se interrompe. Sofrendo ou aprendendo, criando ou recriando, melhorando e renovando, errando ou reajustando, toda criatura prosseguirá sempre, em demanda aos objetivos supremos da Sabedoria Divina. De qualquer modo, porém, e seja qual for o ponto do Universo em que se lhe ergue a moradia, o espírito necessita de paz em si mesmo, a fim de construir o seu próprio caminho para outros caminhos de elevação. Desses raciocínios nasceu este livro que entregamos ao leitor amigo, desejando-lhe harmonia e confiança em Deus, na edificação da

felicidade que aspiramos a conquistar. ♥♥♥ “Calma” é a legenda que nos define o volume despretensioso. Que semelhante bênção possa fortalecer-nos a todos, em meio dos obstáculos e embates, dificuldades e provas com que, porventura, sejamos defrontados em nossa marcha para o Amanhã Sempre Melhor, com o apoio de Jesus, o Mestre e Senhor, são os nossos votos. Emmanuel Uberaba, 17/11/1978 NOS ENCARGOS DA VIDA Recorda: Deus nos criou para a execução de determinados encargos, em que nos façamos felizes. ♥♥♥ Não digas que a Terra é um mundo exclusivamente de provações. ♥♥♥ Em qualquer degrau da evolução, podes instalar-te no lugar próprio à criação de tuas próprias alegrias. ♥♥♥ Necessário reconhecer que te encontras na condição certa e com as criaturas mais adequadas para a tarefa a cumprir.

Conscientiza-te de que ninguém consegue realizar algo sem o apoio de alguns, competindo-nos a todos adquirir paciência e tolerância de uns para com os outros. ♥♥♥ Aprendamos a viver sem reclamações e sem queixas. ♥♥♥ Os obstáculos e problemas, em maioria, com que somos defrontados na desimcumbência de nossos deveres partem de nós e não dos outros. ♥♥♥ Adaptarmo-nos às exigências do trabalho a realizar, sem perder altura no ideal superior que abraçamos, é a norma de triunfo em nossas obrigações, ♥♥♥ Lembremo-nos de que todos aqueles que sabem desculpar as dificuldades e faltas alheias estão criando fatores de base ao próprio êxito. ♥♥♥ Quem se consagra a servir, serve para viver, honrando a vida em qualquer posição.

Emmanuel, em Calma. Psicografado por Francisco C. Xavier

OUÇA A RÁDIO RIO DE JANEIRO - 1400KHz AM - A EMISSORA DOS ESPÍRITAS


A CARAVANA, julho de 2002

C E N T R O

E S P Í R I T A

N A I R

M O N T E Z

D E

Página 2

C A S T R O

PÁGINA DE REFLEXÃO PROFECIAS "Um dos assuntos ainda não resolvidos definitivamente pelos historiadores, e mesmo por estudiosos do Espiritismo, está na interpretação das profecias. Allan Kardec, em virtude das inúmeras tarefas doutrinárias que desenvolveu, pouca atenção pode dar a este estudo. Os profetas eram homens que, através do fenômeno de desdobramento, presenciavam acontecimentos ligados ao futuro dos povos e da própria humanidade. João Evangelista, um dos apóstolos de Jesus, era profeta. Foi ele que, no final de sua vida, na ilha chamada Patmos, fez uma das mais intrigantes profecias: o Apocalipse. Valendo-nos dos conhecimentos oferecidos pelo Espiritismo vamos utilizar algumas passagens destes escritos para falarmos da importância da missão do Cristo e de como nós, espíritas, que somos os cristãos modernos, precisamos dar nosso testemunho perante a verdade. Ou seja, ter a coragem da opinião e do exemplo. O Apocalipse é o último livro da Bíblia Sagrada. É composto de 22 Capítulos, onde o profeta fala de uma crise profunda a ser vivida pela humanidade, na fase crítica de sua transformação para uma situação mais elevada: a categoria de mundo de regeneração. Neste trecho do Capítulo 3, o Espírito (representante direto da Divindade) fala aos adeptos das diversas linhas do pensamento religioso existentes na Terra. Especificamente, entre os versículos 7 e 13, dirige-se a um tipo de cristão específico, alertando-o para provações a que poderá passar. As palavras do Espírito podem servir de elementos para nossas meditações. Afirmando que o mundo viverá um tempo de muita tentação e perdição, o Espírito explica que fará descer sobre os seguidores desta filosofia, a proteção necessária para suportarem as dificuldades. Na atualidade, esta mensagem é muito válida para todos nós. Nunca se viu um estado de desajuste moral de inversão e corrupção de valores como o de hoje. Nesse outro versículo, o profeta João é levado ao Plano Superior. Nele, lhe é mostrado cenas históricas, envolvendo o programa de espiritualização da Terra, desenvolvido por Jesus. Durante o transe mediúnico, João parece ter a impressão de estar vivendo os momentos que antecederam a descida do Evangelho no planeta e narra todo o acontecimento. Um Espírito Superior aproxima-se e mostra-lhe o livro da vida (O Evangelho) e as fases de transformações que sucederiam à sua implantação. Cada um desses estágios é denominado de "selos". O profeta diz que o "anjo" disse em altos brados: quem seria digno para desempenhar a tarefa? Quem teria condições morais e intelectuais para uma missão tão árdua? O profeta sente, então, que ninguém no Céu (que ele via) nem na Terra tinha em si as qualidades necessárias para trazer o livro e deflagrar o processo de revolução. "João Evangelista chega a dizer que chorava muito (devido a importância daquele livro e o que ele significaria para a humanidade), pois não se achava ninguém digno de abri-lo. Eis que um ancião chega até João e lhe diz: não chores. Um leão (um Espírito) da tribo de Judá venceu e vai abrir o livro. Alguém ligado ao processo de iluminação terreno ia desempenhar a missão. Tratava-se de Jesus Cristo. O Evangelho iria ser revelado e seria dado o início da derradeira fase de transformação do mundo terreno numa sociedade melhor". "Dizendo que Jesus assemelhava-se a um Cordeiro que seria morto, o profeta diz que houve um cântico novo: "Digno és de tomar o livro e de desatar seus selos. Com o seu sofrimento, sua mensagem comprará para Deus homens de toda tribo, povos, nações e línguas". O martírio vivido por Jesus levaria sua mensagem através dos séculos e conquistaria para o mundo cristão, milhares de homens de vários países e nações do planeta. É evidente que um estudo mais profundo da profecia poderia nos ajudar a entender aspectos variados das transformações sociais vividas nestes quase vinte séculos. Mas, enquanto não contamos com uma interpretação mais justa, façamos nossos estudos pessoais para ver o que de bom nós podemos tirar desta fonte". "Para encerrarmos, voltaremos às cartas do Apocalipse. Queremos recordar que a mensagem do Espírito Divino dirigese, não só às religiões constituídas, mas também às pessoas que possuem a mentalidade como as que ali se descreve. Um dos trechos que mais impressiona é aquele que fala das criaturas que não possuem coragem para ter opinião. São aqueles adeptos que não são nem bons nem maus. Que na hora de testemunharem perante a verdade, calam-se. Hoje, é muito comum faltarmos com a sinceridade para dizermos que somos seguidores do Espiritismo, quando a situação o exige. Sim, a Doutrina ainda é vista com preconceito por significativa parte da sociedade. E, na hora que for preciso, precisamos testificar, dizendo: eu sou. Façamos, pois, uma reflexão para sabermos se não estamos nos posicionando como criaturas mornas, isso é, que não somos nem uma coisa nem outra. O Evangelho do Cristo ensina: ao servo que sabe das suas obrigações e não as cumpre, receberá muitos açoites. Tenhamos, pois, cuidado. O verdadeiro espírita é aquele que se esforça sempre para dominar suas más inclinações e mostra o que é através do exemplo".

Texto extraído do Grupo Espírita Bezerra de Menezes, no endereço http://www.novavoz.org.br/

Participe das atividades da nossa casa. Sua presença é muito importante!


A CARAVANA, julho de 2002

C. E. Nair Montez de Castro

Página 3

LIVRO DO MÊS

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES ASSISTENCIAIS Distribuição de Alimentos 1º domingo do mês Campanha do Quilo 2º Domingo do mês Sopa de Rua 3º Sábado do mês Sopa das quartas-feiras Todas as quartas-feiras Ambulatório Médico Todas as quartas, às 14:00 horas Segundo ou terceiro sábado, de 09:00 às 12:00 hs Distribuição de Enxovais para Gestantes e Bebês Mensal, última segunda-feira do mês, às 14:00 horas Sala de Costura Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas Oficina de Trabalhos Manuais com Assistidos Todos os sábados Evangelização para crianças de 6 a 11 anos

Todos os sábados, de 09:15 às 10:30 horas Distribuição de Leite - Crianças até três Anos Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas Recolhimento, Prensa e Troca de Latas Horário em aberto Centro de Recreação Teresa de Jesus (pré-escolar) Segundas, quartas e sextas-feiras, às 08:00 horas Distribuição de Roupas e Calçados Usados

Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas

Aviso aos Colaboradores Sempre que o segundo Domingo do mês coincidir com feriados ou dias festivos, tais como Dia das Mães, Dia dos Pais, etc., o recolhimento de alimentos será automaticamente no terceiro Domingo do mês.

À LUZ DO ESPIRITISMO Espírito Vianna de Carvalho Divaldo Pereira Franco “Contam que numa carpintaria houve, certa vez, uma estranha assembléia. Foi uma reunião de ferramentas para acertar suas diferenças. Um martelo exerceu a presidência, mas os participantes Ihe notificaram que teria de renunciar”. A causa? Fazia demasiado barulho; além do mais, passava todo o tempo golpeando. O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo. Diante do ataque, o parafuso concordou, mas, por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos. A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo a sua medida, como se fora o único perfeito. Nesse momento entrou o carpinteiro, juntou o material e iniciou o seu trabalho. Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente, a rústica madeira se converteu num fino móvel. Quando a carpintaria ficou novamente só, a assembléia reativou a discussão. Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:... "Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha com nossas qualidades, com nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos pontos fracos, e concentremo-nos em nossos pontos fortes”.A assembléia entendeu que o martelo era forte. O parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limar e afinar asperezas e o metro era preciso e exato. Sentiram-se então como uma equipe capaz de produzir móveis de qualidade, sentiram alegria pela oportunidade de trabalhar juntos. Ocorre o mesmo com os seres humanos. Basta observar e comprovar: Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação tornase tensa e negativa; ao contrário, quando se busca, com sinceridade, os pontos fortes dos outros, florescem as melhores conquistas humanas. É fácil encontrar defeitos, qualquer um pode fazê-lo. Mas encontrar qualidades... isto é para os sábios!"

CAMPANHAS EM ANDAMENTO

• COBERTORES • MANTIMENTOS • LEITE EM PÓ

OBRIGADO PELA

DÊ SUA SUGESTÃO, TRAGA SUA COLABORAÇÃO, FALE COLABORAÇÃO! CONOSCO!

GRUPO DE DIVULGAÇÃO: José Carlos, Reinaldo e Marcelo.

Segundas-feiras, das 20:00 às 21:30 hs – José Carlos Quintas-feiras, das 16:00 às 17:30 hs - Reinaldo.


A CARAVANA, julho de 2002

Página 4

PROGRAMAÇÃO DE JULHO DE 2002 • Reunião das Segundas - 20:00 Hs DIA 01 08 15 22 29

TEMA

TEMA LIVRE A LUTA PELA CONQUISTA DA PAZ O CARMA: ESPERANÇAS E CONSOLAÇÃO ESPÍRITOS GUARDIÃES, PROTETORES E FAMILIARES NICODEMOS DIANTE DE JESUS

• Reunião das Quintas - 14:30 Hs DIA 04 11 18 25

AS VIDAS SUCESSIVAS NICODEMOS DIANTE DE JESUS O CARMA: ESPERANÇAS E CONSOLAÇÃO ESPÍRITOS GUARDIÃES, PROTETORES E FAMILIARES

• Reunião das Sextas - 20:00 Hs DIA 05 12 19 26

TEMA

AS VIDAS SUCESSIVAS NICODEMOS DIANTE DE JESUS O CARMA: ESPERANÇAS E CONSOLAÇÃO ESPÍRITOS GUARDIÃES, PROTETORES E FAMILIARES

• Reunião dos Sábados - 15:00 Hs DIA 06 13 20 27

TEMA

TEMA

AS VIDAS SUCESSIVAS NICODEMOS DIANTE DE JESUS O CARMA: ESPERANÇAS E CONSOLAÇÃO ESPÍRITOS GUARDIÃES, PROTETORES E FAMILIARES Quem pergunta quer saber Espíritos errantes

223. A alma reencarna logo depois de se haver separado do corpo? “Algumas vezes reencarna imediatamente, porém, de ordinário só o faz depois de intervalos mais ou menos longos. Nos mundos superiores, a reencarnação é quase sempre imediata. Sendo aí menos grosseira a matéria corporal, o Espírito, quando encarnado nesses mundos, goza quase que de todas as suas faculdades de Espírito, sendo o seu estado normal o dos sonâmbulos lúcidos entre vós.” 224. Que é a alma no intervalo das encarnações? “Espírito errante, que aspira a novo destino, que espera.” a) - Quanto podem durar esses intervalos? “Desde algumas horas até alguns milhares de séculos. Propriamente falando, não há extremo limite estabelecido para o estado de erraticidade, que pode prolongar-se muitíssimo, mas que nunca é perpétuo. Cedo ou tarde, o Espírito terá que volver a uma existência apropriada a purificá-lo das máculas de suas existências precedentes.” b) - Essa duração depende da vontade do Espírito, ou lhe pode ser imposta como expiação? “É uma conseqüência do livre-arbítrio. Os Espíritos sabem perfeitamente o que fazem. Mas, também, para alguns, constitui uma punição que Deus lhes inflige. Outros pedem que ela se prolongue, a fim de continuarem estudos que só na condição de Espírito livre podem efetuar-se com proveito.” Livro dos Espíritos, página 155

C. E. NAIR MONTEZ DE CASTRO Presidente: Sarah Santoro da Costa 1º Vice-Presidente: Léa C. dos Santos 2º Vice-Presidente: José Limeira da Silva Rua Vilela Tavares, 173 - Lins de Vasconcelos C.G.C. 34.037.010/0001-13 Inscrição Estadual: 345.856.00

A Caravana - Julho 2002  

Informativo mensal do Centro Espírita Nair Montez de Castro

A Caravana - Julho 2002  

Informativo mensal do Centro Espírita Nair Montez de Castro

Advertisement