Page 1

CARAVANA, fevereiro de 2003

Página 1

A fCARAVANA evereiro 2003 Fundado em 01/12/1966

NÚMERO 407 – ANO XXXV http://meuwebsite.com.br/Cenmc

e-mail: cenmc@hotmail.com INFORMATIVO DO CENTRO ESPÍRITA NAIR MONTEZ DE CASTRO Rua Vilela Tavares 173 - Lins Rio de Janeiro/RJ - Telefone 2595-5462

A MENSAGEM DA COMPAIXÃO Dentro da noite clara, a assembleia familiar em casa de Pedro centralizara-se no exame das dificuldades no trato com as pessoas. Como entender os valores da Boa Nova? Como instalar o mesmo Dom e a mesma bênção em mentalidades diversas entre si? Findo o longo debate fraternal, em que Jesus se mantivera em pesado silêncio, João perguntoulhe, preocupado: - Senhor, que fazer diante da calúnia que nos dilacera o coração? - Tem piedade do caluniador e trabalha no bem de todos _ respondeu o Celeste Mentor, sorrindo _, porque o amor desfaz as trevas do mal e o serviço destrói a idéia desrespeitosa. - Mestre, ajuntou Tiago, filho de Zebedeu, e como agir perante aquele que nos ataca, brutalmente? - Um homem que se conduz pela violência, acentuou o Cristo, bondoso, deve estar louco ou envenenado. Auxiliemo-lo a refazer-se. Senhor, aduziu Judas, mostrando os olhos esfogueados, e quando o homem que nos ofende se reveste de autoridade respeitável, qual seja a dum

príncipe ou dum sacerdote, como todas as aparências do ordenador consciente e normal? - A serpente pode ocultar-se num ramo de flores e há vermes que se habituam nos frutos de bela apresentação. O homem de elevada categoria que se revele violento e cruel é enfermo, ainda assim. Compadace-te dele, porque dorme num pesadelo de escuras ilusões, do qual será constrangido a despertar, um dia. Ampara-o como puderes e marcha em teu caminho, agindo na felicidade comum. - Mestre, e quando a nossa casa é atormentada por um crime? Como procederei diante daquela que me atraiçoa a confiança, que me desonra o nome ou me ensanguenta o lar? - Apiada-te do delinquente de qualquer classe, elucidou Jesus, e não desejes violar a Lei que o próximo desrespeitou, porque o perseguidor e o criminoso de todas as situações carrega consigo abrasadora fogueira . Uma falta não resgata outra falta e o sangue não lava sangue. Perdoa e ajuda. O tempo está encarregado de retribuir a cada criatura, de acordo com o seu esforço. - Mestre, atalhou Bartolomeu, que fazer do juiz que nos condena com parcialidade? - Tem compaixão dele e continua cooperando no bem de todos os que te cercam. Há sempre um juiz mais alto, analisando aqueles

que censuram ou amaldiçoam e, além de um horizonte, outros horizontes se desdobram, mais dilatados e luminosos. -Senhor, indagou Tadeu, como proceder diante da mulher que amamos, quando se entrega às quedas morais? Jesus fitou-o, com brandura, e inquiriu, por sua vez: - Os sofrimentos íntimos que a dilaceram, dia e noite, não constituirão, por si só, aflitiva punição? Fez-se balsâmico silêncio no círculo doméstico e, logo ao perceber que os aprendizes haviam cessado as interrogações, o Senhor concluiu: - Se pretendemos banir os males do mundo, cultivemos o amor que se compadece no serviço que constrói para a felicidade de todos. Ninguém se engane. As horas são inflexíveis instrumentos da Lei que distribui a cada um, segundo as suas obras. Ninguém procure sanar um crime, praticando outros crimes, porque o tempo tudo transforma na Terra, operando com as labaredas do sofrimento ou com o gelo da morte.

Neio Lúcio, in Jesus no Lar. Psicografado por Francisco C. Xavier

OUÇA A RÁDIO RIO DE JANEIRO - 1400KHz AM - A EMISSORA DOS ESPÍRITAS


CARAVANA, fevereiro de 2003

C E N T R O

E S P Í R I T A N A I R M O N T E Z PÁGINA DE REFLEXÃO

D E

Página 2

C A S T R O

BOA VONTADE E SIMPATIA Um homem adquiriu uma fazenda, e dias depois encontrou-se com um de seus novos vizinhos. - O senhor comprou esta propriedade? - perguntou-lhe o vizinho em tom quase agressivo. - Comprei-a sim, meu amigo! - Pois sinto lhe dizer que vai ter sérios aborrecimentos. Com as terras, comprou também uma questão nos tribunais. - Como assim? Não compreendo! - Vou explicar. Existe uma cerca, construída pelo proprietário anterior, fora da linha divisória. Não concordo com a posição dessa cerca. Desejo defender os meus direitos, e assim irei fazer! - Peço-lhe que não faça semelhante coisa - pediu o novo vizinho – acredito na sua palavra. Se a cerca não está no lugar devido, iremos e consertaremos tudo de comum acordo. - O senhor está falando sério? - exclamou o antigo morador. - É claro que estou! - Pois se é assim respondeu o reclamante - a cerca fica como está. O senhor é um homem honrado e digno. Faço mais questão de sua amizade do que de todos os alqueires de terra. Assim, os dois vizinhos tornaram-se amigos inseparáveis. Que virtude magnífica é a boa vontade! Quantos conflitos poderão ser evitados, se nosso coração aprender a ouvir, a entender um pouco no outro. Que virtude magnífica é a simpatia! Esta maneira alegre e respeitosa de receber as pessoas, quando podemos exercitar a gentileza, quando podemos exercitar o sorriso. Tais virtudes estão dentro de uma maior, a mansidão. A mansidão que não permite que a ira encontre guarida em nossa alma. A mansidão que não se enfada por bagatelas, e nem toma como ofensa o que na realidade não é. A mansidão que nos prepara para o perdão, evitando qualquer pensamento de vingança. A mansidão que nos ensina a ser afável, gentil, com todos, para que assim possamos colher bons frutos. Aqueles que são simpáticos, aqueles que são gentis, naturalmente são mais amáveis, isto é, mais fáceis de ser amados. Aqueles que procuram resolver as crises através do diálogo equilibrado, da boa vontade, facilmente escapam de criar para si inimigos, e assim vivem mais feliz. Desta forma, recebamos sempre com simpatia e boa vontade aqueles que se aproximam de nós. *** "Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra."/"Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus." Jesus foi a lição maior de brandura, de mansuetude. Seu bondoso coração encontrou resistências sem fim na alma dos homens da Terra. Foi injuriado, desrespeitado, agredido, mas conservou-se sempre pacífico e calmo. Que Seu exemplo possa inspirar a modificação de nossas vidas, direcionando-as para a conquista de mais esta virtude. Redação do Momento Espírita, baseado nos livros: Lendas do Céu e da Terra, Malba Taham, cap. Boa vontade e O Evangelho segundo o Espiritismo, Allan Kardec, cap IX

RECEITA DE BEM VIVER Um dos graves problemas da humanidade é o desgosto pela vida. Em muitas criaturas, nota-se um descaso por este tesouro que se chama vida. A prova cabal é o número crescente de suicídios em todas as camadas sociais, de ambos os sexos e nas mais variadas idades. Seria muito importante se começássemos a olhar para a vida com outros olhos. Se pensássemos, todos os dias, que, apesar de todas as dificuldades que atravessamos, muitos espíritos desencarnados gostariam de estar em nosso lugar, aqui, na carne, usufruindo das bênçãos da existência física. Melhor ainda se seguíssemos a extraordinária receita dos bebês, para amar e viver bem cada minuto desta vida. Primeiro - acordar cantando como as aves que saúdam o novo dia sempre em festa. Não vale chorar nem acordar a casa toda. Segundo espreguiçar-se bastante, antes de se levantar da cama. Normalmente, acordamos em sobressalto, pulamos da cama e nos envolvemos com as tarefas, sem ao menos gozar deste prazer de se alongar, esticar, sentir as pernas, os braços, o corpo todo. Terceiro - pegar todo dia o "solzinho" da manhã, de preferência acordando mais cedo para uma caminhada sem pressa. Uma caminhada que não vise somente o exercício recomendado pelo médico, mas andar e respirar com vagar o ar da manhã que se espreguiça. Uma caminhada onde os nossos olhos se encham com a radiosidade do sol que desponta e das flores que se abrem, nas praças, lançando perfumes. Quarto - mostrar para quem amamos que eles são muito importantes para nós. Estender os braços, abraçar, sentir o calor do outro e dizer com todas as letras: bom dia! Quinto - pedir "colinho", sempre que possível. Quantas vezes nos sentimos carentes, isolados e não nos encorajamos a pedir ao nosso amor: "abrace-me. Beije-me. Preciso de você." E, é claro, não esquecer que às vezes, precisamos dar "colinho" também. Sexto - não se importar com as pessoas que não gostam de criança, de flor e de nós. Não se permitir a mágoa. Elas têm o direito de não gostar de nós, o que não quer dizer que não sejam criaturas boas, úteis a outras tantas pessoas que nos amam. Sétimo - fazer primeiro, para receber depois, muito dengo e carinho. Não esperar o dia dos namorados, do aniversário, da criança para demonstrar atenção. Todo dia é um dia especial para se comemorar o amor. Que tal hoje? Oitavo - dar atenção a todos os que se aproximam de nós, mesmo àqueles a quem acabamos de conhecer. Toda criatura traz em si um potencial positivo que nos cabe descobrir e cultivar. Nono - adorar ouvir o que as pessoas que a gente ama falam e respeitar o que fazem. E, finalmente, sorrir para todos e para a gente mesmo. Rir muito, todos os dias, sempre que não tiver um justo motivo para chorar... *** A vida é um poema de amor e beleza esperando por nós. É um patrimônio por demais precioso para ser desprezada, não importando as circunstâncias ou as dores. Pense que a vida que você desfruta é o hálito do Pai Criador em sua soberana manifestação de amor por você. Equipe de Redação do Momento Espírita, a partir de mensagem intitulada "receita do nenê", da qual desconhecemos a autoria.

Participe das atividades da nossa casa. Sua presença é muito importante!


A CARAVANA fevereiro de 2003

C. E. Nair Montez de Castro

Página 3

LIVRO DO MÊS

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES ASSISTENCIAIS Distribuição de Alimentos 1º domingo do mês Campanha do Quilo 2º Domingo do mês Sopa de Rua 3º Sábado do mês Sopa das quartas-feiras Todas as quartas-feiras Ambulatório Médico Todas as quartas, às 14:00 horas Segundo ou terceiro sábado, de 09:00 às 12:00 hs Distribuição de Enxovais para Gestantes e Bebês Mensal, última segunda-feira do mês, às 14:00 horas Sala de Costura Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas Oficina de Trabalhos Manuais com Assistidos Todos os sábados Evangelização para crianças de 6 a 11 anos

Todos os sábados, de 09:15 às 10:30 horas Distribuição de Leite - Crianças até três Anos Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas Recolhimento, Prensa e Troca de Latas Horário em aberto Centro de Recreação Teresa de Jesus (pré-escolar) Segundas, quartas e sextas-feiras, às 08:00 horas Distribuição de Roupas e Calçados Usados Todas as segundas-feiras, às 14:00 horas

CAMPANHAS EM ANDAMENTO

• MANTIMENTOS • LEITE EM PÓ

OBRIGADO PELA

O DESTINO EM SUAS MÃOS Richard Simonetti

A PRECE É um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nEle, é aproximar-se dEle, é pôr-se em comunicação com Ele. Podemos, através da prece, louvar, pedir e agradecer. Pela prece o homem atrai o concurso dos bons Espíritos, que vem sustentá-lo nas boas resoluções e inspirar-lhe bons pensamentos. Assim, adquire a força necessária para vencer as dificuldades e entrar no bom caminho, se deste houver se afastado. A oração não nos exonera das lutas, mas ajuda-nos a transpô-las corajosamente. Considerada sob o ponto de vista espiritual, é uma emanação dos mais puros fluidos. É uma magnetização moral, operando-se a distância, emitindo fluidos sutis que propelidos pela força da vontade, do amor, vão envolver aquele por quem se ora, fortalecer-lhe o Espírito e esclarecêlo. A prece é o traço de luz que une as almas que se amam, onde quer que se encontrem.

DÊ SUA SUGESTÃO, TRAGA SUA COLABORAÇÃO, FALE COLABORAÇÃO! CONOSCO!

GRUPO DE DIVULGAÇÃO: José Carlos e Marcelo.

Terça-feira, das 20:00 às 22:00 hs – José Carlos


A CARAVANA fevereiro de 2003

Página 4

PROGRAMAÇÃO DE FEVEREIRO DE 2003 • Reunião das Segundas - 20:00 Hs DIA 03 10 17 24

TEMA

O HOMEM E SEUS SOFRIMENTOS NICODEMOS DIANTE DE JESUS AS CAUSAS DAS DESIGUALDADES SOCIAIS SIMPATIA E ANTIPATIA

• Reunião das Quintas - 14:30 Hs DIA 06 13 20 27

O HOMEM E SEUS SOFRIMENTOS NICODEMOS DIANTE DE JESUS AS CAUSAS DAS DESIGUALDADES SOCIAIS SIMPATIA E ANTIPATIA

• Reunião das Sextas - 20:00 Hs DIA 07 14 21 28

TEMA

O HOMEM E SEUS SOFRIMENTOS NICODEMOS DIANTE DE JESUS AS CAUSAS DAS DESIGUALDADES SOCIAIS SIMPATIA E ANTIPATIA

• Reunião dos Sábados - 15:00 Hs DIA 01 08 15 22

TEMA

TEMA

O HOMEM E SEUS SOFRIMENTOS NICODEMOS DIANTE DE JESUS AS CAUSAS DAS DESIGUALDADES SOCIAIS SIMPATIA E ANTIPATIA Quem%pergunta%quer%saber%

241. Os Espíritos fazem do presente mais precisa e exata idéia do que nós? “Do mesmo modo que aquele, que vê bem, faz mais exata idéia das coisas do que o cego. Os Espíritos vêem o que não vedes. Tudo apreciam, pois, diversamente do modo por que o fazeis. Mas, também isso depende da elevação deles.” 242. Como é que os Espíritos têm conhecimento do passado? E esse conhecimento lhes é ilimitado? “O passado, quando com ele nos ocupamos, é presente. Verifica-se então, precisamente, o que se passa contigo quando recordas qualquer coisa que te impressionou no curso do teu exílio. Simplesmente, como já nenhum véu material nos tolda a inteligência, lembramo-nos mesmo daquilo que se te apagou da memória. Mas, nem tudo os Espíritos sabem, a começar pela própria criação.” 243. E o futuro, os Espíritos o conhecem? “Ainda isto depende da elevação que tenham conquistado. Muitas vezes, apenas o entrevêem, porém nem sempre lhes é permitido revelá-lo. Quando o vêem, parece-lhes presente. À medida que se aproxima de Deus, tanto mais claramente o Espírito descortina o futuro. Depois da morte, a alma vê e apreende num golpe de vista suas passadas migrações, mas não pode ver o que Deus lhe reserva. Para que tal aconteça, preciso é que, ao cabo de múltiplas existências, se haja integrado nele.” a) - Os Espíritos que alcançaram a perfeição absoluta têm conhecimento completo do futuro? “Completo não se pode dizer, por isso que só Deus é soberano Senhor e ninguém O pode igualar.” 244. Os Espíritos vêem a Deus? “Só os Espíritos superiores o vêem e compreendem. Os inferiores o sentem e adivinham.” Livro dos Espíritos, página 161.

C. E. NAIR MONTEZ DE CASTRO Presidente: Teresinha C. Maranhão 1º Vice-Presidente: Aldo M. Coutinho 2º Vice-Presidente: Walmir P. Leão. Rua Vilela Tavares, 173 - Lins de Vasconcelos C.G.C. 34.037.010/0001-13 Inscrição Estadual: 345.856.00

A Caravana - Fevereiro 2003  

Informativo mensal do Centro Espírita Nair Montez de Castro

A Caravana - Fevereiro 2003  

Informativo mensal do Centro Espírita Nair Montez de Castro

Advertisement