Page 1

R$

3,90

ANO II -

n. 46

João Pessoa, 15 de agosto a 15 de setembro de 2011

Lambe Lambe

Projeto completa 16 anos com mostras e exposições


EDITORIAL

ÍNDICE

Bricolagem

Cinema

F

08

Teatro

10

Música

12

Gastronomia

18

Exposições

20

Tecnologia

22

Em cena

24

Entrevista

26

icamos surpresos com a quantidade de datas comemorativas relacionadas à arte dentro do prazo da edição 46 da revista Cenário Cultural, ou seja, 15 de agosto a 15 de setembro: dia do Filósofo (16), do Artista de Teatro (19), da Fotografia (19) e do Repórter Fotográfico (02). Além disso, havia ainda os resquícios dos recém comemorados 426 anos da cidade de João Pessoa, com direito a parquinhos, shows e muita maçã do amor – ainda que faltasse a monga. Resolvemos ilustrar a capa desta edição com mais uma colagem, feita pelas mãos de Pedro Nekoi, para misturar tudo isso e ver no que dava. Na revista de n° 46 vocês vão encontrar, como de costume, diversas formas de arte, embora tenhamos dado ênfase à fotografia: na coluna Em Cena, os locais preferidos e fotografados pelos paraibanos; na entrevista, uma conversa com uma carioca que anda por terras pessoenses e a programação do Lambe-Lambe, da Agência Ensaio, projeto que comemora 16 anos em 2011. A todos, boa leitura!  Equipe Cenário Cultural

PRODUTORES! Divulguem seus eventos gratuitamente.

WIRELESS

ESTACIONAMENTO

ACESSIBILIDADE

MÚSICA AO VIVO

AR-CONDICIONADO

(0xx83)

Nome 0000

Nome 0000

0000

000

ACEITA CARTÕES

ESPAÇO PARA NÃO-FUMANTE CENÁRIO CLUBE

3021.5022

Av. Nossa Sra. dos Navegantes, 104, sala 507 (Tambaú) JOÃO PESSOA, 15/08 A 15/09 DE 2011 | EDIÇÃO 46 | ANO II

Diretor Executivo Leonardo Uchôa leo@cenariocultural.com.br Lívia Maciel (83) 9664.5858 comercial@cenariocultural.com.br Diretor Comercial Geraldo Maciel (83) 3021.5022/9664.5800 comercial@cenariocultural.com.br Diretor de Ti Luis Wilker (83) 9902.0294 luis.wilker@guiacenario.com.br

!

Nossas ideias são recicláveis. Passe adiante! Revista Cenário @cenariocultpb issuu.com/cenariocultural

 www.guiacenario.com.br / redacao@cenariocultural.com.br Editor-chefe Emerson Cunha redacao@cenariocultural.com.br Diagramação Alex Menezes (83) 8620.5636 axdesigner@axdesigner.com.br Estagiárias Candy Ferraz e Shânkara Martins site@cenariocultural.com.br Assessoria Jurídica Edson Cometa edsoncometa@bol.com

Colaboraram nesta edição Angélica Marinho, Isa Paula Morais, Jô Oliveira Revisão Ana Costa revisao@cenariocultural.com.br Capa Pedro Nekoi @pedronekoi pedro.nekoi@hotmail.com Distribuição Cenário LOG Impressão Gráfica JB (Tiragem: 10.000 exemplares)

Os roteiros de cinema, agenda de música, teatro e exposições não são publicitários. Para ser incorporada ao Guia Cenário Cultural, qualquer informação deverá ser enviada com até 7 dias úteis de antecedência. As opiniões assinadas não são de responsabilidade da revista. Também não nos responsabilizamos pelas modificações de última hora ou pelas informações e conteúdo dos anúncios publicitários. Todos os direitos reservados. Reprodução proibida sem a autorização por escrito do Guia Cenário Cultural.


PÚ BL COI

twitter.com

Enviem fotos, críticas e mensagens para

/cenariocultpb

nós através do Twitter da Cenário

redacao

Cultural ou através do nosso site

@cenariocultural.com.br

Tuit@r@m Agradecemos também aos nossos parceiros da Cenário Cultural @cenariocultpb, profissionalismo e inovaçao em vendas de ingressos!

guiacenario.com.br.

Muito Obrigado ao @cenariocultpb por divulgar nosso Café Solidário, contamos com a presença de vocês la! Valeu Obrigado mesmo! Café Solidário (@cafesolidariopb)

Essence Pool Party (@EssencePParty)

Só quem gosta de sair segue o @Cenariocultpb ótimas novidades para sair e para ter um momento cultural na sua vida... Segue ai gente. Willamys guthyers (@will_jampa)

Obrigada! Essas dicas de vocês são sempre úteis pra quem quer variar no FDS. RT @cenariocultpb @sarahdelma Brigado, Sarah! Divirta-se!

Agradecemos também a @cenariocultpbpela realização do sorteio e pela divulgação da festa bem legal. Atividade FM (@_atividadefm)

Obrigada mais uma vez aos amigos, aos amigos dos amigos e a @cenariocultpb que publicou a festa na versão impressa e deu destaque no site! Sílvia Peralta (@SrtaPeralta)

Sarah Delma (@sarahdelma)

@cenariocultpb ainda existe esse revista distribuida nas empresas? gosto muito de lê-la..uma verdadeira agenda cultural! Will mendonça (@williamjp5)

LL A U IS U V ISU AL VIS O UA LH U LHO R OV A RU R B AR LH BA ULH B B

LUCAS MOURA Foto: Arquivo Pessoal

Por Emerson Cunha

N

osso guia de férias precisava vir com cara de álbum de fotografias. Pois nada mais símbolo de férias do que as memórias que elas nos suscitam, principalmente através das fotografias batidas com família, amigos e companheiros. Praia, montanha, sol, chuva, bronze, risos, piscina. Para isso, nada melhor que as imagens de viagens e férias de Lucas Moura, fotógrafo convidado a produzir a nossa capa de férias. A estética/técnica Lomo – cores quentes, alto contraste, grande sensibilidade – por ele usada deu o ar de álbum de retratos à nossa capa, com uma imagem que poderia fazer parte das memórias de todos nós. Foi com a idéia de memória coletiva que decidimos por para os nossos leitores e seguidores a escolha da foto para capa. Não raramente, os artistas convidados nos enviam mais de uma opção de capa, e não foi diferente com Lucas. Tendo nos enviado três imagens, duas ficaram na pendência da redação, e as duas últimas foram para votação. Fotos lomo como cara de férias.

!

CONTATOS

Lucas Moura lucasmoura88@gmail.com lucas@contra.cc @lucasmoura


8 Cinema

CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

Foto: Divulgação

ANNIE LEIBOVITZ - A VIDA ATRAVÉS DAS LENTES (2006/EUA/Documentário/79 min/Dir.: Barbara Leibovitz)

CRÍTICA

CAPITÃO AMÉRICA 2011

JOE JOHNSTON por Angélica Marinho*

P

atriotismo repaginado: é assim que se apresenta o novo filme do Capitão América (2011), um herói frequentemente esquecido pelos leigos em matéria de quadrinhos. A história do homem fraco e doente que sonha em ir para guerra e graças à ciência se transforma num herói nacional, reduz, muitas vezes, o personagem a um “macaco de circo”, como diz Peggy Carter (Atwell) em certo momento, um herói feito por militares, para dizer à América que ir à guerra é algo bom e honrado. Moralismos à parte, o filme cumpre o que promete, embora em partes. A tensão narrativa é constantemente comprometida e o ápice, em momentos cruciais, parece sempre algo distante. Mas nesse caso o 3D não deixa a desejar – senti que valeu o ingresso -, e apesar da semelhança com Thor (2011), pois ambos tiveram a história reduzida à sua superficialidade, ele se mostrou logo de cara bem superior. O filme, porém, peca, muitas vezes, ao aliviar os poucos momentos que levariam o vilão Schmidt (a Caveira Vermelha) a ser realmente temido, afinal, ele é colocado o tempo todo como um mal maior que Hitler (vide a saudação mais usada, “Heil Hydra!”). A fotografia é linda, os detalhes cênicos são cuidadosos, os efeitos são incríveis, e ver a mudança drástica do Chris Evans é uma das melhores qualidades do filme. Realmente incrível. Outra qualidade bastante particular é o resgate à memória dos seriados do gênero que passavam nos anos 60 e os filmes de 70. Numa visão macro, Capitão América me trouxe essa boa e nostálgica memória. *Angélica Marinho Publicitária, apaixonada por audiovisual. [ohmysweetangie@gmail.com]

Neste documentário, Annie divide com o espectador seu processo artístico, suas experiências durante a carreira, além de um balanço sobre fama e família, sempre registrados de uma forma intimista que vai de seu estúdio até seu descanso na fazenda. Exibição do projeto Lambe-Lambe. Cine Digital. 17 de ago. 19h. Grátis.

BARAKA - UM MUNDO ALÉM DAS PALAVRAS (1992/EUA/Documentário/106 min/Dir.: Ron Fricke)

Baraka é uma antiga palavra que pode ser traduzida como o sopro ou a essência da vida, de onde se desencadeia o processo de evolução da vida. Com imagens captadas em 24 países, nos seis continentes do globo, Baraka busca traduzir visualmente a ligação do ser humano com a Terra. Exibição do projeto Lambe-Lambe. Cine Digital. 18 de ago. 19h. Grátis.

ECLIPSE DE UMA PAIXÃO (1995/EUA/Drama/111 min/Dir.: Agnieszka Holland/ Com: Leonardo DiCaprio, David Thewlis e Romane Bohringer)

O filme conta a história de um relacionamento homossexual proibido entre os poetas franceses Arthur Rimbaud e Paul Verlaine. Impressionado pelo talento e espontaneidade do jovem Rimbaud, o veterano Verlaine se aproxima do rapaz. Em noites regadas a absinto, os dois estreitam a amizade, descobrem o amor entre eles e escrevem alguns de seus poemas mais famosos. Porém, as amarras da sociedade e a própria intensidade da paixão começam a minar o relacionamento. Zarinha Centro de Cultura. 01 de set. 17h30. R$10 e R$5 meia.

EVANDRO TEIXEIRA INSTANTÂNEOS DA REALIDADE (2004/BRA/Documentário/76min/Dir.: Paulo Fontenelle)

O documentário conta a trajetória de Evandro desde a infância em Irajuba, no interior da Bahia, partindo para os primeiros anos de carreira do fotógrafo, começando em 1958, quando ingressa no jornal carioca Diário da Noite, passando por 63, com a transferência para o Jornal do Brasil, atravessando todo o período de ditadura e chegando aos dias de hoje. Exibição do projeto Lambe-Lambe. Cine Digital. 16 de ago. 19h. Grátis.


CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

MEU NOME NÃO É JOHNNY

Zarinha Centro de Cultura. 18 de ago. 17h30. R$10 e R$5 meia.

(2008/BRA/Drama/124 min/Dir.: Mauro Lima/Com: Selton Mello, Giulio Lopes e Júlia Lemmertz)

João Guilherme Estrella é um jovem de classe média alta do Rio de Janeiro. Adorado pelos pais e amigos, ele vive intensamente e se aventura no mundo do tráfico, tornando-se uma espécie de rei. Investigado pela polícia e preso, ele passa a frequentar o banco dos réus, onde conta a sua história e as tramas da juventude.

O HOMEM QUE COPIAVA (2003/BRA/Drama/123 min/Dir.: Jorge Furtado/Com: Lázaro Ramos, Leandra Leal e Luana Piovani)

André, um jovem operador de fotocopiadoras, precisa de 38 reais para se aproximar da vizinha Sílvia, por quem está apaixonado. Para isso, é ajudado por Cardoso, empregado de uma oficina, que topa qualquer coisa por dinheiro. Marinês é uma jovem que explora sua sensualidade para ascender na vida, e acaba se identificando com Cardoso.

Estação Cabo Branco. 20 e 21 de ago. 18h30. Grátis.

MOSTRA LINGUAGENS EXPANDIDAS

Exibição parte da Mostra Rumos Cinema e Vídeo, que apresenta um panorama coerente das muitas possibilidades de expressão por meio da linguagem audiovisual. Atenta às nuances dessas produções, esta mostra se estende para além das telas e ocupa o palco das performances, o espaço expositivo e a internet.

Cinema 9

Estação Cabo Branco. 17 de ago. 19h. Grátis.

POR NOSSOS FILHOS (2011/BRA/Documentário/Dir.: Flaviano Carvalho e Helton Nóbrega)

Produzido como trabalho de conclusão do curso de Comunicação Social (UFPB, 2011), o documentário traz seis depoimentos de mães que perderam seus filhos, vítimas de violência. A sociedade tem visto diariamente jovens perdendo a vida de forma assustadora. O grito dessas mães por justiça tem ecoado nas ruas, convidando cada um de nós a abraçarmos essa causa e lutarmos pela paz.

Foto: Divulgação

Cine Digital. 26, 27 e 28 de ago. 16h30 a 19h30. Grátis.

Hotel Tambaú. 19 de ago. 18h30. Valor não divulgado.

ZUZU ANGEL (2006/BRA/Drama/108 min/Dir.: Sergio Rezende/Com: Patrícia Pillar, Daniel de Oliveira e Leandra Leal)

Zuzu Angel, uma mãe que travou uma luta contra tudo e todos na busca pelo filho Stuart, nos anos 70, durante o regime ditatorial brasileiro. Sua carreira como estilista começa a deslanchar enquanto seu filho ingressa no movimento estudantil, contrário à ditadura militar, sendo preso, torturado, assassinado pelo regime e dado como desaparecido político. Inicia-se então o périplo de Zuzu, denunciando as torturas e a morte de seu filho.

O CONTADOR DE HISTÓRIAS (2009/BRA/Drama/100 min/Dir.: Luiz Villaça/Com: Marco Antonio, Ju Colombo e Victor Augusto da Silva)

A

os 6 anos, Roberto Carlos Ramos é interno em uma entidade assistencial do governo para formar jovens. Mas a realidade, bem diferente, faz com que ele aprenda as regras de sobrevivência do local. Aos 13 anos, ainda analfabeto, o menino tem contato com as drogas e já acumula mais de 100 tentativas de fuga. Então, Roberto recebe a visita da psicóloga francesa Margherit Duvas, que inicia o processo de recuperação e aprendizagem dele.

Estação Cabo Branco. 27 e 28 de ago. 18h30. Grátis. ENDEREÇO Cine Digital. Espaço Cultural José Lins do Rego. Av. Abdias G. de Almeida, 800 (Tambauzinho). 3211.6200 Estação Cabo Branco. Av. João Cirillo da Silva, s/n (Altiplano). 3214.8303 Hotel Tambaú. Av. Almirante Tamandaré, 229 (Tambaú). 3217.1900 Zarinha Centro de Cultura. Av. Nego, 140 (Tambaú). 4009.1111

Zarinha Centro de Cultura. 11 de ago. 17h30. R$10 e R$5 meia.

O CORTIÇO (1978/BRA/Comédia/110 min/Dir.: Francisco Ramalho Jr./ Com: Betty Faria, Maria Alves e Marco Antonio)

Moradora do cortiço do português João Romão, Rita Baiana é expansiva e liberada. Ao se apaixonar por Jerônimo, jovem lusitano, deflagra um jogo de paixões que acaba em tragédia. Baseado no romance de Aluísio de Azevedo, que narra, com sua linguagem vigorosa, a vida miserável dos moradores de duas habitações coletivas.

!

AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO FORNECIDAS PELOS PRODUTORES E PODEM SOFRER ALTERAÇÕES. É RECOMENDADO CONFIRMAR POR TELEFONE ANTES DE SAIR DE CASA. GUIACENARIO.COM.BR


CENÁRIO CULTURAL João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

10 10 Teatro

CRÍTICA

ROMEU E JULIETA DAS NEVES

por Emerson Cunha*

A

peça poderia ser mais uma montagem criativa em cima do texto Romeu e Julieta, clássico de William Shakespeare. Um enredo que se fechasse na relação amorosa do casal protagonista. O interessante em assistir Romina e Julião,no entanto, esteve em ver que o romance foi apenas o pano de fundo, o engate, o propulsor de uma montagem que mostrava uma pesquisa sincera de detalhes históricos da capital e do estado, ao mesmo tempo em que se dava a liberdade de ficcionalizá-los. A inserção da estória de Romina e Julião na Festa das Neves, nos carnavais dos Clubes Astréa e Cabo Branco, Natal e o São João de Campina Grande, em plena João Pessoa dos anos 1950, colocaram em cena personagens como locutores e cantoras da antiga Rádio Tabajara, pastorinhas em disputa, bonecos mamulengos, candidatas a Miss Paraíba e mesmo a Monga (com a interpretação mágica de Bia Cagliani). Peça também musical, conduzida temporalmente pelas transmissão em “ondas média e tropical”da Rádio Tabajara, pelas marchinhas de Carnaval, e canções populares como Ébrio, de Vicente Celestino. Atores músicos, atores cantores e atores dançarinos, muitos de cara nova no teatro da capital, são os grandes elementos da peça. Vale também salientar a pesquisa de figurino, que retrata os corpos da época, assim como a moda, uma linguagem a parte em cena. *Emerson Cunha é editor chefe da revista Cenário Cultural e do site GuiaCenario.

AS BRANQUELAS

Protagonizada pelos irmãos Romildo e Romilson Rodrigues, Light e Diet são duas irmãs que, logo após assistirem a um show de sua ídola, a estrela Penélope Mel, descobrem que querem ser exatamente como ela: linda, famosa e rica. Porém, a madrasta das irmãs, junto com sua filha Febrônia, faz de tudo para impedi-las de realizar seu sonho. Teatro Ednaldo do Egypto. 20, 21, 27 e 28 de ago. 20h. R$20 inteira. R$10 meia.

MEIAS-IRMÃS

Meias- Irmãs é uma peça que retrata o contraste que existe entre duas meias-irmãs. Nos últimos anos Lúcia e Beatriz estiveram poucas vezes juntas. Lúcia emigrou e veio agora visitar a irmã e o pai que está doente. Depois do convívio natalício, as irmãs não se poderão evitar e por isso entram num discurso regressivo, explorando os tabus da família para acusações. O exorcismo gera conforto, mas a harmonia é frágil e tudo ficará na mesma se não prevalecer o poder de atração entre as meias-irmãs. Teatro Santa Roza. 09, 10, 11, 16, 17 e 18 de ago. 20h. Valor não divulgado.

ÓPERA DO MALANDRO

Ambientada em um bordel, a trama se desenvolve em torno de Max Overseas, ídolo dos bordéis, e põe em cena sua rivalidade com Fernandes de Duran, o dono de prostíbulos da Lapa. Terezinha, filha de Duran, casa com Max, fato que se torna o gatilho da trama em que todos tentam tirar vantagem de todos. Teatro Lima Penante. 19, 20, 21, 26, 27 e 28 de ago. 20h. Valor não divulgado.

SCOOBY DOO

Nessa aventura, Scooby-Doo e sua turma são convocados a desvendar mais um mistério, dessa vez, no Museu São Francisco. Lá existe uma passagem secreta e, nos caminhos da investigação, os aventureiros vão se deparar com diversos fatos e mitos, como histórias de freiras e de mula sem cabeça. Teatro Ednaldo do Egypto. 20, 21, 27 e 28 de ago. 17h. R$20 e R$10 meia.


Teatro 11

CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

SHOW RISO MÁGICO

ENDEREÇOS

Show de humor com mágicas interativas, proporciona situações engraçadas e improvisadas, com muita música, efeitos e participação do públicotanto no palco quanto na plateia.

Chopp Time. Av. Governador Argemiro de Figueiredo, 3835 (Bessa) 3245.9907 Piollin. Rua Sizenando Costa, s/n (Roger). 3241.6343 Teatro Ednaldo Egypto. Av. Maria Rosa, 284 (Manaíra). 3214.8021 Teatro Lima Penante. Av. João Machado, 67 (Centro) 3221.5835 Teatro Santa Roza. Praça Pedro Américo, s/n (Centro) 3218.4384 Terraço Brasil. Av. Cabo Branco, 1870 (Cabo Branco) 3247.5030 Nome

0000

Teatro Ednaldo do Egypto. 17, 24 e 31 de ago. 20h. R$12 e R$6 meia.

STAND-UP COMEDY (DIEGO CURVELO/ BRUNO ROMANO/ KENED SILVA) Chopp Time. 17 de ago. 21h. Valor não divulgado.

Nome

STAND-UP COMEDY (DIEGO CURVELO/ BRUNO ROMANO) Chopp Time. 31 de ago. 21h. Valor não divulgado.

0000

!

Nome 0000

0000

Nome 0000

0000

000

000

AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO FORNECIDAS PELOS PRODUTORES E PODEM SOFRER ALTERAÇÕES. É RECOMENDADO CONFIRMAR POR TELEFONE ANTES DE SAIR DE CASA. GUIACENARIO.COM.BR


12 Música

CENÁRIO CULTURAL João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

➜Quarta-feira, 17/08 J. LIMEIRA

Forró. Ancoreta Bar. 21h. Valor não divulgado.

➜Quinta-feira, 18/08

FORRÓ DA XETA

Banda divide noite com Forró Bakana e DJ Claudinho. Access Lounge. 22h. Valor não divulgado.

GABRIEL CAMINHA

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

Foto: Divulgação

MARIANA AYDAR

Show contará com os sucessos da cantora “Onde está você?”, “Deixa o verão”, “Palavras não falam”, além de algumas musicas que estarão presentes no seu 3º CD que será lançado no começo desse semestre. Naldinho Braga abre a noite. Teatro de Arena. 19h. Grátis.

MÚSICA AO VIVO

Sertanejo. Chopp Time. 21h. Valor não divulgado.

CANTUS POPULARIS

P

aulo Ró lança seu mais novo álbum, expressando uma profunda pesquisa nas raízes populares da cultura nordestina, trazendo cocos de roda, cirandas, a mazurca, os congos e lapinhas. A partir de um olhar próprio, recria o vasto universo da cultura popular, modificando, reelaborando, fragmentando, adicionando, misturando e distorcendo suas mais fortes referências. Teatro Santa Rosa. 21h. R$ 15 e R$ 7 meia.

DAMIÃO MORENO

Voz e Violão. Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

FORRÓ FALADO

Banda se apresenta e divide noite com banda Tal de Xote. Zodíaco. 22h. R$ 25.

GABRIEL CAMINHA

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

PAULO SÉRGIO E DANIEL/NELSINHO LINS

Sertanejo. Chopp Time. 22h. Valor não divulgado.

➜Sexta-feira, 19/08 ARTHUR NÓBREGA

MPB. Terraço Brasil. 21h. Valor não divulgado.

DAMIÃO MORENO

Voz e Violão. Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

USKABA

Pagode. Zodíaco. 22h. R$ 30.

➜Sábado, 20/08 CASA DE BAMBA

Clube do samba de mesa com participação de Jorge Riba, Luiza Pérola e Salete Marrom. Ateliê Multicultural Elioenai Gomes. 16h. Valor não divulgado.

GABRIEL CAMINHA

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

INDAHOUSE LIVE

Dupla paraibana de DJ’s realiza mais uma noite do projeto, acompanhada por DJ Caverna. Access Lounge. 22h. Valor não divulgado.

MIRANDINHA

Pagode. Ancoreta Bar. 17h. Valor não divulgado.

PAULO SÉRGIO E DANIEL

Forró Universitário. Zodíaco. 22h. R$ 30.

POLIANA RESENDA

Samba. Terraço Brasil. 21h. Valor não divulgado.

USKABA

Pagode. Chopp Time. 14h. Valor não divulgado.

➜Terça-feira, 23/08


CENÁRIO CULTURAL João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

GRAVAÇÃO DO PROGRAMA SALA DE REBOCA DA TV TAMBAÚ

Música 13

PAULO SÉRGIO E DANIEL

Sertanejo.

Forró.

Chopp Time. 20h. Valor não divulgado.

Chopp Time. 20h. Valor não divulgado.

USKABA

➜Quarta-feira, 24/08

Pagode. Zodíaco. 22h. R$ 25.

J. LIMEIRA

➜Sexta-feira, 26/08

Ancoreta Bar. 21h. Valor não divulgado.

➜Quinta-feira, 25/08 DAMIÃO MORENO

Foto: Divulgação

Forró.

Voz e Violão. Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

GARÇONS CANTORES

Os cantores oriundos de Pernambuco fazem um mix de músicas de todos os gêneros, Interpretando temas de musicais da Broadway, trilhas de filmes e sucessos da MPB. Terraço Brasil. 20h. Valor não divulgado.

THE BAGGIOS (SE)

Os indies mais “Raul Seixas” de Sergipe se apresentam mais uma vez na cidade, acompanhada da banda campinense Sex On The Beach. Pogo Pub. 22h. R$ 6.

CHICLETE COM BANANA

B

anda volta aos palcos pessoenses e divide noite com a banda Forró dos Plays.

Domus Hall. 22h. Valor não divulgado.

DAMIÃO MORENO

Voz e Violão.


14 Música

CENÁRIO CULTURAL João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

Foto: Divulgação

Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

GABRIEL CAMINHA

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

GLAUCO MEIRELLES

MPB. Terraço Brasil. 21h. Valor não divulgado.

FORRÓ DAS MINA

QUATERNAGLIA

Forró.

F

ormado por Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Thiago Abdalla e Sidney Molina, o quarteto de violões Quaternaglia vem construindo um cânone de obras originais e arranjos audaciosos, com a colaboração de compositores brasileiros de diversas gerações. Em João Pessoa, o grupo lança seu novo álbum “Estampas”.

Zodíaco. 22h. R$ 30.

FORRÓ DAS MINA

Forró. Zodíaco. 22h. R$ 30.

MÚSICA AO VIVO

Sertanejo.

Teatro Santa Roza. 20h. Grátis.

Chopp Time. 21h. Valor não divulgado.

➜Sábado, 27/08

➜Quarta-feira, 31/08

GABRIEL CAMINHA

J. LIMEIRA

Pop Rock.

Forró.

Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

Ancoreta Bar. 21h. Valor não divulgado.

➜Quinta-feira, 01/09

HENRIQUE ORNELLAS

Soul Music. Terraço Brasil. 21h. Valor não divulgado.

DAMIÃO MORENO

MIRANDINHA

Voz e Violão.

Pagode.

Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

Ancoreta Bar. 17h. Valor não divulgado.

➜Sexta-feira, 02/09

PAULO SÉRGIO E DANIEL

Dupla é atração principal da casa, que conta também com IndaHouseLive e DJ Caverna.

DAMIÃO MORENO

Voz e Violão.

Access Lounge. 22h. Valor não divulgado.

Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

VAL DONATO

GABRIEL CAMINHA

Cantora traz repertório de MPB e divide noite com banda Impulso.

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

Zodíaco. 22h. R$ 30.

Pagode. Chopp Time. 14h. Valor não divulgado.

➜Terça-feira, 30/08

➜Sábado, 03/09 Foto: Divulgação

USKABA

GRAVAÇÃO DO PROGRAMA SALA DE REBOCA DA TV TAMBAÚ

Forró. Chopp Time. 20h. Valor não divulgado.

GABRIEL CAMINHA Pop Rock.

Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.


Música 15

CENÁRIO CULTURAL João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

MIRANDINHA

ENDEREÇOS

Pagode.

Access Lounge. Rua Bezerra Reis, 142 (Tambaú). 8803.2705 Ancoreta. Rua Est. Eliane Coutinho Oliveira, 165 (Brisamar). 3244.1357 Ateliê Multicultural Elioenai Gomes. Ladeira da Borborema, 101 (Varadouro). 3221.9668 Chopp Time. Av. Governador Argemiro de Figueiredo, 3835 (Bessa) 3245.9907 Domus Hall. Av. Flávio Ribeiro Coutinho, 805 (Manaíra) 3621.8383 Paço dos Leões. Av. João Cirillo da Silva, s/n (Altiplano) 3247.5030 Pizza do Paulista. Av. Gov. Argemiro de Figueiredo, 447 (Bessa) 3246.6061 Pogo Pub. Pça. Antenor Navarro, s/n (Varadouro) 8714.0412 Teatro Santa Roza. Pça Pedro Américo, s/n (Centro) 3218.4384 Terraço Brasil. Av. Cabo Branco, 1870 (Cabo Branco) 3247.5030 Vinil Retrô. Rua Isidro Gomes, 63 (Tambaú) 3512.7882

Ancoreta Bar. 17h. Valor não divulgado.

➜Quinta-feira, 08/09 DAMIÃO MORENO

Voz e Violão. Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

Nome

0000

➜Sexta-feira, 09/09

Nome

0000

DAMIÃO MORENO

Voz e Violão. Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

Nome 0000

0000

Nome 0000

0000

000

000

Nome

0000

GABRIEL CAMINHA

Nome

0000

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

➜Sábado, 10/09 GABRIEL CAMINHA

Nome 0000

Nome 0000

0000

Nome 0000

0000

Nome 0000

0000

000

000

000

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

IN THE MOOD HARD BLUES

Rock. Vinil Retrô. 22h. Valor não divulgado.

MIRANDINHA

Pagode. Ancoreta Bar. 17h. Valor não divulgado.

➜Quarta-feira, 14/09 J. LIMEIRA

Forró. Ancoreta Bar. 21h. Valor não divulgado.

➜Quinta-feira, 15/09 DAMIÃO MORENO

Voz e Violão. Ancoreta Bar. 20h. Valor não divulgado.

GABRIEL CAMINHA

Pop Rock. Pizza do Paulista. 20h. R$ 2,50.

IN THE MOOD HARD BLUES

Rock. Vinil Retrô. 22h. Valor não divulgado.

MIRANDINHA

Pagode. Ancoreta Bar. 17h. Valor não divulgado.

!

AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO FORNECIDAS PELOS PRODUTORES E PODEM SOFRER ALTERAÇÕES. É RECOMENDADO CONFIRMAR POR TELEFONE ANTES DE SAIR DE CASA. GUIACENARIO.COM.BR


17

energisa


18 Gastronomia

roteiro DE VINHOS

CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

DESTINO: CHILE

Grand Cru

O

advento da viticultura chilena se deu a partir da década de 80, com produtos mais competitivos. Protegido pela Cordilheira dos Andes e beneficiado pela brisa fria do Pacífico, foi um dos poucos países produtores em todo o mundo a não ser devastado pela famosa Philloxera (que destruiu os vinhedos europeus). Essa proteção proveniente da Cordilheira dos Andes permitiu o crescimento de parreiras sem enxertia, enquanto os demais países eram obrigados a lançar mão desses recursos. Este processo ajudou no resgate de uma cepa europeia, a Carmenère, que até então era considerada extinta. Hoje o Chile é referência nos vinhos provenientes dessa uva. Na planície litorânea, onde estão as regiões de Aconcágua, Casablanca e Limarí, a brisa marítima favorece o desenvolvimento de uvas mais delicadas como as brancas e a Pinot Noir. Já na Planície Central, destacam-se regiões como Cachapoal e Maipo. O Chile atualmente é um dos principais países exportadores de vinhos do mundo, tendo 70% da produção destinada à exportação.

Santa Rita Casa Real 2002

Altair 2004 | 93 RP Vinícola: Viña Altair Região: Valle de Cachapoal Variedade: 71% Cabernet Sauvignon 17% Carménère 6% Merlot 4% Syrah 2% Cabernet Franc Alcool: 14,5% Envelhecimento: 12 meses em barricas de carvalho Guarda: 15 anos

Vinícola: Santa Rita Variedade: 100% Cabernet Sauvignon Alcool: 14,4% Envelhecimento: 15 meses Guarda: 20 anos

Matetic EQ 2008

Leyda Lot 5 2008 | WS 91

Vinícola: Matetic Região: Vale St. Antonio Variedade: 100% Syrah Alcool: 14,5% Envelhecimento: 13 meses Guarda: 10 anos

Vinícola: Leyda Região: Valle de Leyda Variedade: 100% Chardonnay 13,9º G.A. Envelhecimento: 10 meses em barricas de carvalho Guarda: 6 anos

I

ndico a Viña Santa Rita que foi fundada em 1880 por Domingo Fernandez Concha. Atualmente esta casa possui seis vinhedos próprios, espalhados pelos vales de Casablanca, Leyda, Rapel, Apalta, Curicó e Maipo. É uma das maiores vinícolas do Chile e também a mais antiga a produzir vinhos de grada no país. Vicente Barbosa

Diretor da Grand Cru João Pessoa

TABELA ROBERT PARKER (RP) http://www.erobertparker.com 96 - 100

Um extraordinário vinho de carácter profundo e complexo.

90 - 95

Um excelente vinho de boa complexidade e carácter.

80 - 89

Um pouco acima da média, mas ainda sim, um bom vinho

70 - 79

Um vinho na média com pouco diferencial


19


CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

Foto: Mateus Sá

20 Exposições

LAMBE-LAMBE por Isa Paula Morais*

S

onhos a serem salvos, alvos das minúcias dos olhos que prestam atenção. São estes mesmos olhos que fazem da ausência, a presença; do brincar da memória, a identidade; da pressa, a delicadeza dos dias. Com pés no chão, mente no espaço e olhos brincantes, a Agência Ensaio traz, a partir do dia nove de agosto, a festa da fotografia, comemorada há 16 anos com o Projeto Lambe-Lambe. Com nome que remonta aos fotógrafos que habitam as praças desde o século XIX, o projeto mais antigo da Ensaio abre o cardápio com fotografias dispersas pelos restaurantes da cidade, em exposição, através do Menu Fotográfico. A programação mergulha, ainda, por espaços que impulsionam o diálogo acerca das tendências, estilos e leituras da fotografia, como palestras, exposições, oficinas, intervenções urbanas, expedições fotográficas e mostra de cinema e vídeo para aguçar a graça da curiosidade. O projeto se estende até o mês de setembro e se

passeia por oito cidades da Paraíba, num giro que vagueia entre a fotografia contemporânea e popular, fazendo encontrar processos e conceitos continuamente construídos pelo povo acerca da arte.

PROGRAMAÇÃO* MOSTRA DE CINEMA

Cine Digital. 16 a 19 de ago. Grátis. EXPOSIÇÕES

Restaurante Oca e Komida Kilo. 11 de ago. a 30 de set. Grátis. PAPO DE FOTÓGRAFO

Agência Ensaio. 25 de ago. Grátis.

*Detalhes da mostra e das exposições ao longo da agenda.

*Isa Paula Morais é estudante de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e passeia pelos tons verdejantes do olhar desacostumado que a leva a sustos diários. Brinca entre palavras, sentidos e imagens (foto)grafadas [isapaulamorais@gmail.com | @isapula]


CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011

ALÉM DO OLHAR

Reconhecer a beleza de lugares até então despercebidos, os contrastes e ângulos. Todos estes aspectos podem ser vistos na mostra fotográfica de autoria do fotojornalista Antônio David. A idéia é oferecer uma sensação nostálgica aos cenários contemporâneos, mostrando a sutileza de um olhar que não cansa de observar as belezas de uma cidade que apesar de antiga não perdeu seus encantos.

LILI BRASILEIRO

“Eu sempre soube que a arte era o esteio de minha vida. Nela, encontro o equilíbrio para tocar os problemas do dia-a-dia, pois sei que a atividade artística nos leva a parâmetros emocionais que outras atividades raramente conseguem”. Hall Energisa. De Seg. a Sex., das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Até 31 de ago. Grátis.

MIRABEAU MENEZES

Artista realiza mostra individual com pintura e esculturas.

Estação Cabo Branco. Ter. a Dom., das 9h às 21h. Sáb., Dom. e feriados, das 10h às 21h. Até 30 de ago. Grátis.

Galeria Gamela. De Seg. a Sáb., das 9h às 19h. Dom. e feriados com visita agendada. Até 03 de set. Grátis.

ARTE POSTAL

Mostra coletiva integrante do projeto LambeLambe.

NATUREZA VIVA

Natureza morta é uma expressão artística da pintura e fotografia que representa seres inanimados, como frutas, flores e objetos. Cejane Ramos subverte o conceito trazendo aos objetos cores vivas e intensas, incomuns na natureza morta.

Restaurante Komida Kilo. Até 30 de set. Valor não informado

CABEÇA DE LAGARTIXA

Mostra individual de Ricardo Peixoto, dentro da programação do projeto LambeLambe.

Sesi. De Seg. a Sex., das 8h às 17h. Até 22 de ago. Grátis.

TRANSLUZIRES

A exposição do curador Stênio Soares apresenta uma seleção de fotografias da artista plástica Alline Nakamura. O recorte da exposição é a série Transluzires, uma experiência sensível da luz no espaço cotidiano da artista.

Foto: Divulgação

Restaurante Oca. Até 30 de set. Valor não divulgado.

Exposições 21

Galeria Archidy Picado. De Se. a Sex., das 8h às 18h. Sáb. e Dom., das 14h às 20h. Até 04 de set. Grátis.

VARADOURO

A pintura de André Falcão é marcada pela perspectiva de quatro pontos de fuga, dando a impressão de convexidade ao desenho, efeito semelhante a uma fotografia capturada através da lente “Olho de Peixe”.

DIÁLOGOS NA SUPERFÍCIE

O conceito de “apropriação” ou “citacionismo” é aqui explorado por meio do desenho, colagem e pintura. História da arte, literatura, fotografia, cinema e música “dialogam” na superfície do papel com memórias pessoais e fragmentos de conversas do cotidiano. Estes diálogos são estabelecidos por vezes de forma instintiva e inconsciente durante o processo de criação.

SESC. De Se. a Sex., das 8h às 18h. Sáb. Até 30 de ago. Grátis. ENDEREÇOS Estação Cabo Branco. Av. João Cirillo da Silva, s/n (Altiplano) 3214.8303 Galeria Archidy Picado. Espaço Cultural José Lins do Rêgo. Av. Abdias G. de Almeida, 800 (Tambauzinho) 3221.6200

Aliança Francesa. De Seg. a Sex., das 8h às 12h30 e das 13h30 às 19h30. Sáb., das 8h às 12h e das 13h30 às 16h30. Até 12 de set. Grátis.

Galeria Gamela. Av. Nossa Senhora dos Navegantes, 756 (Tambaú) 3226.1436 Hall Energisa. BR-230, km 25 (Cristo) 2106.7000

FILIPÉIA

O novo trabalho de Jonas Lourenço se insere na arte urbana através dos signos e da técnica do grafite. Cada uma das obras é ligada ao olhar do arquiteto que ajuda a dar forma à exposição: tornar a representação liberta de um olhar preciso, desfazendo-se da capacidade de captar os elementos que individualizam a imagem, seja da paisagem ou do monumento que é recortado e eternizado na tela. Estação Cabo Branco. De Ter. a Dom., das 9h às 21h. Sáb., Dom. e feriados, das 10h às 21h. Até 30 de ago. Grátis8h às 13h. Sáb. e dom., das 14h às 20h. Até 12 de dez. Grátis.

Nome

0000

Nome 0000

0000

000

Restaurante Komida Kilo. Rua Luis de Aquino, 177 (Centro) Restaurante Oca. Av. Alm. Barroso, 303 (Centro) Sesi. Rua Rodrigues Chaves, 90 (Centro) 3533.5585 Sesc. Rua Des. Souto Maior, 291 (Centro)3208.3100

!

AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO FORNECIDAS PELOS PRODUTORES E PODEM SOFRER ALTERAÇÕES. É RECOMENDADO CONFIRMAR POR TELEFONE ANTES DE SAIR DE CASA. GUIACENARIO.COM.BR


22 Tecnologia

CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011.

CÓDIGO QR A EVOLUÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS

Foto: Arquivo Pessoal

por Luís Wilker*

S

e você já se deparou com uma figura como esta ao lado e não fez a menor idéia do que se tratava, vamos explicar. A imagem nada mais é que um código de barras 2D, também conhecido como QR Code ou Quick Response Code. Para entendermos melhor, vamos saber como sugiu e porque foi criado originalmente. Criação Em 1994, a empresa japonesa Denso-Wave criou uma forma de código para ser interpretado rápidamente, mesmo com imagens de baixa resolução em padrão VGA feitas com câmeras como as encontradas em celulares. O QR Code tornou-se tão interessante que é bastante utilizado no Japão e em diversas partes do mundo, ganhando até status de padrão internacional ISO/ IEC 18004. Atualmente, seu código é aberto para uso e sua patente não é praticada. Sem dúvida é a evolução dos tão utilizados códigos de barras, pois suas capacidades são bem maiores para armazenamento de informações. Veja abaixo um exemplo: • • • •

Numérica - Max. 7.089 caracteres; Alfanumerica - Max. 4.296 caracteres; Binário (8 bits) - Max. 2.953 bytes; Kanji/Kana - Max. 1.817 caracteres.

Historicamente o Quick Response Code foi utilizado para catalogar as diferentes partes da construção de um veículo. Hoje, no entanto, seu uso é muito mais abrangente. Podemos utilizar o QR Code em: • • • • • • •

revistas; jornais; livros; panfletos; material impresso em geral; embalagem de produtos; outdoors.

Usos Os dados normalmente utilizados são endereços de email, url (site), dados pessoais e muitas outras. Com o universo de celulares com câmeras vga e acesso a internet disponíveis no mundo, logo sabemos porque o código vem se tornando tão popular. Não vai demorar muito e teremos códigos de barras 2D em documentos oficiais de grandes empresas ou até governamentais, tudo para facilitar a inserção e leitura de determinadas informações através do celular. É isso aí. Capacidade de ler QR Code pra mim, agora, é mais um pré-requisito na hora da aquisição de um novo Smartphone ou PDA phone. *Luís Wilker. Profissional apaixonado por tecnologia. Diretor de Tecnologia da Editora Cenário Cultural e da iCOMM Soluções Tecnológicas e blogueiro do IT Web.Obsecado por mídias e redes sociais, programação e sistemas. Nas horas vagas: caseiro, família, eterno headbanger, apaixonado pela esposa, louco por Bruce e Brian e, fã n° 1 do progênito Luis Wilker JR (The JavaBoy)


24 Em cena

CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011.

O olho de Thundera por Jô Oliveira*

Q

*Jô Oliveira. Jornalista formado pela UFPB , desde 2002. Já fez tea-

“Um dos melhores locais para se fotografar é a Praia do Jacaré. No fim da tarde, durante o pôr do sol, as margens opostas ao Rio Paraíba, o céu e o rio ficam repletos de cores em tons dourados que deixam o cenário muito propício para fotos únicas. Durante o resto do dia, a fauna, a flora e o manguezal garantem uma beleza que também possibilita fotos incríveis. É o visual perfeito para todos os tipos de fotos.” Ismael Pessoa e Danielle Mendes Fotógrafo e estudante de Jornalismo

Germano Felipe Fotógrafo (com o sobrinho, Renan)

➜ “O Cenário perfeito para mim é com certeza o nosso litoral, a beleza de nossas praias e sua diversidade, com falésias, corais, piscinas naturais, o clima agradável, o sol sempre à disposição... não existe cenário mais perfeito.”

“Um dos melhores lugares para se fotografar em João Pessoa é o centro histórico da cidade, principalmente no horário do pôr do sol, quando a luz , o clima e a paisagem ficam lindos de se ver e registrar.” Eduardo Carvalho Assessor de imprensa

“Quando entrei na faculdade de Arquitetura, já conhecia o patrimônio de João Pessoa. Sempre achei interessante a disparidade entre a cidade contemporânea e a história que guarda a parcela central. Mas não esperava encontrar um lugar tão impressionante quanto o terraço do Hotel Globo, de onde se pode ver o pôr do sol mais bonito da cidade, que parece acabar propositalmente para abrir espaço ao Rio Paraíba.” Clara Pinto Estudante de Arquitetura da UFPB

Fotos: arquivo pessoal

tro e morou em Brasília, trabalhando com assessoria e produção. Hoje, além de colaborar com o GCC , é editor de um portal de sociedade e colabora com projetos culturais de vários segmentos. Não vive sem carnaval, música, gmail, moda, cinema, viagens e tudo que lhe faça rir muito. [parajo@gmail.com]

Quem não assistiu ao clássico desenho Thundercats e brincou de ter “a visão além do alcance”? Olhar, perceber, sentir e desejar registrar o que se viu, de maneira particular, nada mais é que enxergar além do perceptível comum. Na época em que se comemora o dia dos profissionais da imagem, fomos atrás de quem trabalha com ela ou adora imortalizá-la – porque fotografar é simplesmente o máximo – e descobrimos que o entardecer de nossa cidade é quase uma unanimidade e que rende comentários como esses aqui...

“Para mim, como arquiteta, não existe local mais bonito em João Pessoa que o centro histórico. Um lugar em particular que me agrada muito é a avenida General Osório, pela sua importância histórica e também por ser endereço de diversas edificações significativas para a cidade, o que lhe proporciona uma ambiência agradável, que a meu ver, deve ser registrada pelas câmeras de todos.” Marcela Dimenstein Arquiteta


26 Entrevista

CENÁRIO CULTURAL

João Pessoa, 15 de ago. a 15 de set. de 2011.

FORA DOS Foto: Divulgação

CLICHÊS

por Emerson Cunha*

J

oão Pessoa tem atraído cada vez mais pessoas de outros estados que buscam um lugar mais tranquilo para morar. Outras, porém, são atraídas pelo cenário de arte da capital; é o caso da fotógrafa Manu Dsouza, que expôs o ensaio Esconde Esconde, na Estação Cabo Branco, no mês de julho. Atenta à cidade e tendo por meta desenvolver seu trabalho por essas bandas para fugir dos clichês, ela nos revela alguns de seus projetos. Você expôs recentemente, na Estação Cabo Branco, a exposição Esconde Esconde, sobre fragmentos do cotidiano carioca. Qual a relação artística com a sua cidade natal? A relação é a busca pelo inusitado, quando se pensa em paisagem urbana no Rio de Janeiro, a primeira coisa que vem à cabeça é o caos. É exatamente na contramão do senso comum que desenvolvo meu trabalho. Eu sou uma fotógrafa que não tem muita paciência para essa imensidão de imagens da era digital, por isso sempre que penso num trabalho procuro de alguma forma clicar sob um aspecto diferente do geral. O Rio de Janeiro é uma cidade que respira cultura e foi pensando nisso que eu resolvi dar um refresco àquelas imagens clichês e repetidas. Qual foi a repercussão do trabalho na cidade? A reação geral foi uma surpresa, porque todos espera-

vam fotografias comuns, simplesmente documentais. E o que encontraram foi uma obra que vale muito mais pelo conceito do que pelas imagens em si. Artisticamente, o que atraiu você e seu trabalho a João Pessoa? Há um tempo trabalho com o meu marido, o também fotógrafo René Dsouza, nós temos um projeto de um blog de viagens chamado fotofamilia.blogspot. com, que consiste em viajar de carro pelo país e fazer um diário on-line em que postamos o olhar de cada membro da família (eu, René e nossos filhos Rebeca e Gabriel) sobre determinado local. Durante essas viagens passamos por aqui e nos apaixonamos, como já tínhamos a intenção de mudar do Rio de Janeiro, durante um pôr do sol no Jacaré acabamos escolhendo João Pessoa como nosso novo lar. Como a produção artística pessoense e paraibana ecoa no Rio de Janeiro? Há alguma repercussão, ou ainda é um cenário incipiente? Infelizmente o que vai daqui para o Rio de Janeiro é aquele clichê da Paraíba pobre e desnutrida, aquelas imagens de crianças subnutridas, seca, pobreza e corrupção. As pessoas lá não fazem ideia do quanto esse estado é rico culturalmente. E não me refiro apenas à cultura popular, a Paraíba possui artistas contemporâneos maravilhosos que não deixam a dever em nada aos artistas de outros lugares. Quais os seus planos para a cidade? Novas exposições, ideias de ensaios? Bem, estou montando na cidade junto com os fotógrafos René Dsouza e Paulo Villar a CASA DAS ARTES VISUAIS, onde teremos uma galeria de artes visuais, estúdio fotográfico e escola de artes com cursos livres. Agregado a tudo isso, um aconchegante café cultural com ambientação retrô. Esperamos criar um espaço diferenciado que falta à capital paraibana. Na inauguração da casa, teremos a minha exposição chamada “Novos Paraibanos”, que são retratos que trazem à tona a identidade e a personalidade dos novos e antigos moradores da capital da Paraíba que vêm revolucionando o rumo da cidade; mesclando percepções e estilos de vida múltiplos e transformando João Pessoa na capital do futuro, na mesma linha conceitual do meu último trabalho: na luta contra os clichês. *Emerson Cunha. Editor-chefe da revista Cenário e do site GuiaCenario.com.br


Edição #46  

Uma homenagem ao Dia do Folclore (22), Dia da Fotografia (19) e Dia do Artista (24).

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you