Page 1

Dicas da consultora de moda e blogueira Vitoria Ciruelos

Edição Especial Cervejas Artesanais

Página 12

CURITIBA | PARANÁ Distribuição Gratuita nos bairros: • Batel • Bigorrilho • Ecoville • Seminário • Centro • Ano 15 Outubro | 2017

195

Remadoras da Represa do ecialPassaúna Jóias: Páginas 08 e 09

Entrevista com joalheiros e designers da área

Hilda Dias Machado dá dicas sobre o mercado das pedras preciosas

Receita do Caldo Tucupi Com os Chefs Juliane Mercer e Cristiano Moretini do Restaurante O Amazônico

Foto Alessandra Nogueira Ramos Local: Torneio Aloha Spirit Elas - Santos


FOLHA DO BATEL

Página 02

Editorial Outubro Rosa Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o que mais acomete as mulheres, respondendo por 22% dos novos casos da doença a cada ano. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Apesar das taxas de mortalidade ainda serem altas no Brasil, o diagnosticado precoce e o tratamento oportuno podem salvar a vida de muitas pacientes. Por isso, é essencial que as mulheres estejam sempre atentas ao próprio corpo e não deixem de fazer os exames de rotina. Neste mês, em que todo o mundo se une em torno desta causa por meio da campanha Outubro Rosa - que tem o objetivo de promover a conscientização e a prevenção da doença - reunimos a historia de superação de mulheres que arregaçaram a manga foram a luta com força, fé e perseverança os três elementos essenciais que fazem de nossa vida uma jornada de constantes desafios, conquistas e vitórias . O final de ano se aproximando e junto as festas e confraternizações , o melhor look para arrasar , aquela cervejinha gelada para acompanhar! Hoje, a cerveja não é somente vista como a melhor bebida para acompanhar futebol , churrasco e happy hours com amigos ao redor do mundo: uma bebida simples e gelada! Ela é vista também como uma bebida complexa, harmonizada com os mais diversos pratos e atendendo a crescente demanda de apreciadores cada vez mais exigentes, que não estão se satisfazem mais com os produtos básicos das grandes cervejarias mundiais. Momento de valorização da cultura cervejeira brasileira, possível de sentir pelos diversos prêmios conquistados por cervejarias nacionais no país e no exterior e pela constante internacionalização desta cultura. Boa leitura! Celina Ribello

Planos Positivos de Deus na sua vida

Havia no alto de uma montanha três árvores. Elas sonhavam com o que iriam ser depois de grandes. A primeira, olhando as estrelas disse: eu quero ser o baú mais precioso do mundo e viver cheia de tesouros. A segunda, olhando um riacho suspirou: eu quero ser um navio bem grande para transportar reis e rainhas. A terceira olhou para o vale e disse: quero crescer e ficar aqui no alto da montanha; quero crescer tanto que as pessoas ao olharem para mim, levantem os olhos e pensem em Deus. Muitos anos se passaram, as árvores cresceram. Surgiram três lenhadores que, sem saber do sonho das árvores, cortaram as três. A primeira árvore acabou se transformando num cocho de animais, coberto de feno. A segunda virou um barco de pesca transportando pessoas e peixes todos os dias. A terceira foi cortada em vigas e deixada num depósito. Desiludidas as três árvores lamentaram os seus destinos. Mas, numa certa noite, com o céu cheio de estrelas, uma jovem mulher colocou o seu bebê recém-nascido naquele cocho. De repente, a árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo. A segunda, certo dia, transportou um homem que acabou por dormir no barco. E, quando uma tempestade quase afundou o barco, o homem levantou-se e disse PAZ!! E, imediatamente, as águas se acalmaram. E a árvore transformada em barco entendeu que transportava o rei dos céus e da terra. Tempos mais tarde, numa sexta-feira, a árvore espantou-se quando as vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela. A árvore sentiu-se horrível vendo o sofrimento daquele homem. Mas logo entendeu que aquele homem salvou a humanidade e as pessoas logo se lembrariam de Deus ao olharem para a cruz. O exemplo das árvores é um sinal de que é preciso sonhar e ter fé. SEMPRE!!! Não importa o tamanho dos sonhos que você tenha, sonhe muito e sempre. Mesmo que seus sonhos não se realizem exatamente como você desejou, saiba que eles se concretizarão da maneira que Deus entendeu ser a melhor para você. "Uma nuvem não sabe por que se move em tal direção e em tal velocidade. Sente apenas um impulso que a conduz para esta ou aquela direção. Mas o céu sabe os motivos e os desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando se erguer o suficiente para ver além dos horizontes." Fonte: mensagem com amor

Expediente Jornalista Profissional: Celina S. P. Ribello - CRTE /PR | Habilitação: 8221 Diretora Executiva: Celina S. P. Ribello Rua Paulo Gorski, 181 CNPJ: 07478063/0001-05 Fone: 3274- 0104 - Fax: 3402-3721 www.jornalfolhadobatel.com.br | contato@jornalfolhadobatel.com.br. | Diagramação: Tatiana Carla de Souza Distribuição: Dirigida e Gratuita | Periodicidade: Mensal As matérias assinadas não expressam, necessariamente, a opinião do jornal.

Outubro | 2017

Você é uma célula da Família criada por Deus! Busque a origem da sua vida na palavra do Pai/Deus (Gênesis) Está ESCRITO! Deus criou o homem e a mulher. Deus criou o céu e a terra. Deus criou o Mundo! ELE tem propósitos diferentes para cada gênero. Quais serão? Somente Deus sabe na íntegra! Nós devemos obedecer o Criador dos óvulos e dos espermatozoides. Existirão pessoas que virão com estudos científicos até dos confins da terra, porém, não conseguirão ir até Deus, a não ser pela PALAVRA d'ELE. Mesmo assim, não poderão mudar absolutamente NADA! É questão de lei, ordem e obediência a SUA abençoada Criação. Quem obedece a Deus tem um Valor inestimável para Ele. Enquanto não houver crescimento Espiritual, o indivíduo fica idolatrando pessoas e coisas em busca de reconhecimento pessoal e ainda pede "um preço". Esquece que Deus é a Graça. E você! Tem valor ou preço? É neste contexto que a confusão se inicia. Tudo começa no princípio. Que princípio mesmo? Não vindo de Deus, vem da mente do inimigo e a confusão mental se estabelece e o ser humano se perde nas emoções. Vamos usar o exemplo da "ideologia de gêneros". Vamos refletir sobre o assunto. Onde ficarão os pais e mães? Em que ordem? Crianças devem estar no "colo" dos pais, não de professores. Estão querendo mudar a ordem daquilo que Deus criou e formou. O inimigo se apropria da alma humana e encontra brechas. Os pais afastados, usarão a inocente criança como "presa" fácil. Lamentável! Conceitos infundados, sem a raiz da VERDADE de Deus é coisa do inimigo. Pense por um instante! Quem tem a verdade absoluta aqui na terra? São tantos "achismos" não é mesmo? Segundo o projeto Reconstrução do Eu, a HUMILDADE está "ausente" na construção da humanidade. Se você se considera filho(a) de Deus, precisa reconhecer que a Verdade absoluta está no PAI, ELE é o Criador de TODAS as coisas. Invista tempo em seu "joelho"! Coloque-o no chão e peça PERDÃO ao PAI por tanta "soberba". O simples ato, iniciará um vínculo de relacionamento íntimo com a verdade, a ordem e a vontade de Deus/Pai, você irá renascendo em Cristo. A Consciência Espiritual, faz renascer um Ser

adulto 100%responsável por tudo que está acontecendo em sua volta. Deus! Ele é a Graça do arrependimento para que se torne uma pessoa íntegra com deveres cristãos, tomando posse da sua autoridade familiar. Você é uma célula da Família criada por Deus. Sua postura diante da Vida será abundante, como Jesus prometeu. Seguirá em frente imitando os passos e o caráter de Jesus. SIM! O único CAMINHO, é o "adulto" sair do berço do reconhecimento e reconhecer que já cresceu e que precisa TAMBÉM crescer Espiritualmente. Somente Deus tem autoridade para mudar o que quiser neste MUNDO! Somos "criaturas humanas", nossa Alma é envolvida pela emoção e opinião da mente alheia e quanto mais opiniões, mais difícil a tomada de decisão. A confusão tende a se alastrar sem medida para a geração seguinte. Abençoe sua geração não repetindo os "achismos". A tendência daquele que está fora do CENTRO da vontade de Deus, é agir como um "papagaio"... Sim! Para não se sentir excluído pela sociedade, fica vulnerável a opinião e a emoção alheia, repetindo as informações que lhe convém. Portanto, quem age assim perde sua IDENTIDADE Espiritual. Somente Deus é o mesmo de ontem, hoje e sempre... ELE é autoridade máxima neste MUNDO! Deus é perfeito, bom e agradável! Você estando com Deus, quem estará contra? Então! Vamos lá! Se você PERMANECER firme na Seiva do Senhor, será alimentado com a inteligência da SUA criação. Nada se altera! VOCÊ continuará na Verdade da Criação de Deus e as CRIANÇAS crescerão imitando o Seu caráter em Jesus, por meio daquilo que ele nos ensinou. Está ESCRITO! João 8:32 Conhecereis a verdade é a verdade vos libertará.


Outubro | 2017

Estética e qualidade de vida - artigo de Marcello Richa Vivemos em busca da melhoria da qualidade de vida, sejam elas objetivas, por meio de avanços profissionais, de escolaridade ou renda, até outras mais subjetivas, como satisfação, felicidade e superação de metas. Cabe ao poder público a responsabilidade de criar condições para que todos tenham a possibilidade de alcançá-la. Áreas como capacitação profissional, assistência social, educação, saúde e habitação tendem a ganhar maior destaque por serem consideradas essenciais para os aspectos objetivos da melhoria da qualidade de vida. Por outro lado, os fatores subjetivos representam um desafio mais difícil de obter. O bem-estar individual vai além dos aspectos econômicos e tangem também questões físicas, relações sociais, independência e autoestima. Dessa forma, além de programas e ações promovidos pelo poder público, é preciso condições para que o mercado privado e os profissionais da área tenham segurança jurídica, reconhecimento e possibilidade de desenvolvimento. Um exemplo de avanço nesse sentido ocorre com o debate do Projeto de Lei (PL) n.º 77/2016, que está em análise na Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal e prevê a regulamentação das atividades profissionais de técnicos em estética, esteticistas e cosmetólogos. Pode parecer apenas mais burocracia, mas representa um avanço essencial no constante trabalho de melhoria da qualidade de vida da população. Digo isso porque, apesar de às vezes ser erroneamente associada apenas à vaidade, o segmento da estética apresenta crescimento constante e atua em conjunto com áreas como o esporte, lazer e saúde para a melhoria de fatores psicológicos, sociais e emocionais do indivíduo. É uma oportunidade de fortalecer o mercado profissional, aumentar as vagas de trabalho e renda em um setor que está diretamente ligado a saúde e auto estima. O Brasil é um dos poucos países que possui cursos e formação acadêmica de estética, com um mercado especializado que tende a se tornar referência se for devidamente regulamentado. Longe de ser um trabalho focado em alcançar padrões de beleza, até porque isso varia de acordo com cada pessoa, é um serviço que visa fazer o indivíduo sentir-se bem consigo mesmo, o que irá acarretar em satisfação, disposição e confiança para o desenvolvimento de suas atividades diárias. No Paraná, o Governo do Estado entendeu a importância de legitimar o trabalho desses profissionais e promulgou a Lei 264/2016, que regulamenta a as profissões de tecnólogos em estética e cosmética. Um exemplo que deve ser seguido a nível federal. A busca constante pela melhoria da qualidade de vida da população é um dos motivos que justificam a existência do poder público. A regulamentação do setor da estética, assim como de outros nichos que contribuam para o desenvolvimento do bem-estar social, é um passo importante para valorizar o segmento e prover serviços que atendam os objetivos e expectativas da sociedade. Marcello Richa é presidente do Instituto Teotônio Vilela do Paraná (ITV-PR)

Página 03

FOLHA DO BATEL

Da China aos EUA, os olhos voltam-se de novo para Curitiba Rafael Greca Inovar sempre foi uma característica de Curitiba. A cidade que pensou uma urbanização de vanguarda em 1943 (com o Plano Agache, do francês Alfred Agache) e a modernizaria em 1965, com Jorge Wilheim - sempre esteve adiante com idéias que inovaram na mobilidade e na urbanização, sem contar no mundo acadêmico e tecnológico. Esta visão de futuro, que atraiu por anos milhares de estudiosos e lideranças, está sendo resgatada. E Curitiba está fazendo com que o mundo volte seus olhos para cá, para capital da Luz dos Pinhais. A nossa capital passou por um período de penumbra, com a falta de criatividade e de falta de iniciativa e diplomacia da gestão anterior agora está retomando com muito trabalho o espaço que sempre teve no cenário mundial. O foco de vender Curitiba, seja para turismo, para atração de investimento ou pelas inovações de políticas urbanas, já resultou em oito novos acordos internacionais. Recebi, ainda, 81 delegações e comitivas internacionais. Foram também promovidos encontros e congressos, bem como ações para estreitar as relações comerciais. Busquei também aproximar o corpo diplomático do município aos consulados e seus representantes na cidade. Como resultado imediato, garanti o

apoio dos consulados ao Natal de Curitiba, reforçando, dessa maneira, a identidade cosmopolita e multiétnica de Curitiba. Dentre os projetos de diplomacia implantados, retomei ainda o diálogo com a Agência Brasileira de Cooperação do Itamaraty; assinei o protocolo de intenções entre a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e Curitiba; estabelecemos o Termo de Entendimento Suécia e Brasil - Agricultura Urbana; o Protocolo de Intenções Finlândia; o Protocolo de Intenções Columbus e o Protocolo de Intenções Orlando. Também realizamos, no âmbito do turismo, o evento Orlando Week: Turismo, aderimos ao projeto Mobilise Your City, e promovemos o Climate and Clean Air Coalition: Workshop e Consultoria, sem custo ao Município. Também realizamos um importante café da manhã com secretários municipais, ofereci-

do pela Câmara de Comércio dos EUA - AMCHAM, e um encontro estratégico com o corpo consular de Curitiba. Inaugurei, no Centro Cívico, a Praça da China onde instalamos no local a estátua do filósofo e pensador chinês, Confúcio, feita pelo artista Wu Weishan. A praça é uma homenagem aos nossos parceiros e remete à Bienal de Curitiba 2017, que homenageia, este ano, a China. A estátua de Confúcio é um presente recebido do governo chinês. Nesses nove meses, tempo de uma gestação, em analogia, recebi delegações de diversos países. Entre eles: Japão, Qatar, Estados Unidos, Israel, Colômbia, Paraguai, Mongólia, Ucrânia, Finlândia, Itália, entre outras nações. Além de diplomatas, representantes de diversas delegações estiveram na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, IPPUC, Vale do Pinhão e outros órgãos da Prefeitura de Curitiba para conhecer o nosso trabalho, identificar possíveis parcerias e realizar estudos sobre a cidade. Além das ações consolidadas, temos outros tantos projetos em andamento. Ainda este ano, vou assinar o protocolo de intenções com a Agência Brasileira de Cooperação, acordo de cooperação entre instituições holandesas, também entre cidades da Europa e da América Latina. Com o Japão, devemos

firmar uma nova parceria internacional com a agência Jica, para o desenvolvimento de novas tecnologias para geração de energia, promover a Maratona Internacional de Curitiba e receber os atletas de Columbus, estabelecendo, ainda, o projeto Embaixadores do Futuro. Há também, neste movimento de parcerias internacionais, o projeto de gestão integrada de resíduos sólidos urbanos, o projeto TOI Mayor's Challenge, a promoção da Fira Barcelona e a candidatura de Curitiba ao Comitê Regional do ICLEI América do Sul. Na área cultural, esperamos receber também o ilustre conserto do pianista húngaro György. Todo esse movimento de internacionalização insere a cidade, mais uma vez, à agenda global das relações políticas e diplomáticas, abre as portas para a expansão de novas parcerias comerciais e oportunidades de negócios em âmbito global, além de reaquecer a economia e explorar o potencial econômico da capital paranaense, resgatando o protagonismo internacional da nossa amada Curitiba. Rafael Greca é prefeito de Curitiba, economista e engenheiro civil, com especialização em Urbanismo. Foi vereador, deputado estadual constituinte, prefeito de Curitiba, deputado federal mais votado do Brasil e ministro de Estado do Esporte e Turismo.


COLUNA TIOM KIM

O empresário Jacob Mehl celebrou os 40 anos de sucesso do Buffet Ilha do Mehl. Na foto com o diretor do Correio Paranaense Renato Barroso e Rosana. Lente de Matheus de La Palm

Lançamento da campanha de Outubro Rosa no Shopping Mueller. Jéssica Gomes, Ciro Gonçalves, Margit Steenbock, Luis Fernando Carneiro, Ellen Nogueira, Natália Amend e Wellington Duarte.

Os empresários Ramilto Lima Junior e Lilian Flores Lima, proprietários da M. Decor, receberam convidados para coquetel de apresentação da primeira vitrine da loja em Curitiba, que fica no Total Storage Boulevard. Na lente de Gerson Lima

Um público expressivo lotou o Memorial de Curitiba no domingo para assistir danças de etnias folclóricas no evento III Jornada Internacional Cultural promovida pela Academia de Cultura de Curitiba em parceria com a FCC. Na foto o grupo de folclore espanhol com a pres. da ACCUR Maria Ines Borges da Silveira, o diretor do Memorial de Curitiba Carlos Hauer de Almeida e a pres. da Assoc. Inter Étnica do Pr, Blanca Hernando Barco (foto eclusiva matheus de la palm)

O Consulado Geral da Itália em Curitiba promoveu na Cinemateca de Curitiba a mostra "L'Oro di Argento", sobre o cineasta italiano Dario Argento. Na foto da esq p/direita: Franco Cava, Rita Bernardini, Paoletta Santoro, o Consul Geral da Italia no PR/SC, Rafaelle Festa e o curador da mostra Antonio Cava. Ao fundo a foto do mestre italiano Dario Argento. (foto exclusiva matheus de la palm)

MercadoSal inaugura espaço gastronômico em Curitiba, no bairro Portão. Empreendimento conta com mais de 40 opções de contêineres e atrações para todos os públicos. Na foto: Pedro Henrique Cardozo Ferroni, Ricardo Buzzi, Francisco Bertoncello Junior, Jorge Luiz Biesczad Junior, Daniel Vinícius Alberini

Outubro | 2017

FOLHA DO BATEL

Página 04

Samantha Silva arquiteta responsável pelo empreendimento Mercado Sal e seu namorado Roque Martins Jr

A talentosa artista plástica Liz Vendramini exibiu obra na III Jornada Internacional Cultural promovida pela ACCUR em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba. Em cena com o ex-ministro Luiz Carlos Borges da Silveira no Memorial de Curitiba.

Marcello Richa com os ex-jogadores Sávio e César Prates no lançamento da Clinic Brasil da Fundação Real Madrid no dia 27/10 no Madero Sport Bar.

Super Telêmaco inaugurou o Espaço Gourmet, 25/10/2017, área dedicada para a realização de aulas de gastronomia com chefs de cozinha, que vão ensinar receitas práticas aos clientes . Na foto o Chef Jonas da Silveira, responsável pelo Bistrô do Super Telêmaco, com o diretor do Super Telêmaco, Carlos Alberto Gomes.


Outubro | 2017

Página 05

FOLHA DO BATEL

8 das principais cervejarias de Curitiba O Brasil, hoje, é um país emergente no mundo das cervejas especiais e artesanais. O que antes era visto apenas como um refresco e um produto de massa, tornou-se merecedora de cuidados e atenção. Microcervejarias, importadores de cerveja e cervejeiros caseiros, começaram a surgir em várias partes do país, transformando o cenário de oferta de produtos. Com o mercado das artesanais em constante evolução, atualmente já são mais de 600 cervejarias no Brasil e Curitiba contribui e ainda contribui muito com a revolução desse mercado. Em poucos anos a capital paranaense conquistou espaço e é reconhecida como a Capital da Cerveja Artesanal. Não pelo número de cervejarias, mas pela qualidade, criatividade e por sediar muitas das marcas mais premiadas e reconhecidas do país. Para você conhecer um pouco mais do temos por aqui, separamos algumas das principais cervejarias de Curitiba, abrangendo também a região metropolitana. Aproveite para conhecer os detalhes de cada uma delas! Way Beer - A busca incansável por novas ideias, novas receitas e novas maneiras de fazer cerveja é o que impulsiona a Way Beer. Com inovação sempre presente em tudo o que fazem, possuem rótulos dos mais variados estilos e sabores. Bier Hoff - A Bier Hoff é uma cervejaria curitibana, criada em 2002, com o conceito de fábricabar. Com o aumento de sua capacidade produtiva, a cervejaria expandiu suas instalações e

em 2014 a Bier Hoff emplacou duas de suas cervejas no South Beer Cup. Bodebrown - Primeira cervejaria escola do país, a Bodebrown foi fundada em 2009, pelo pernambucano Samuel Cavalcanti e pela paranaense Andrea Cordeiro Pinto. Uma das marcas mais conhecidas do Brasil, a Bodebrown é também uma das mais premiadas do país, sendo que todas as suas cervejas já receberam alguma premiação. Morada Cia Etílica - Desde que surgiu a Morada desenvolve sabores em busca de novas possibilidades. A cervejaria nascida em Curitiba, tem como marca registrada a ousadia em suas produções. Com cinco anos de existência, já desenvolveu receitas em parceria com cervejeiros dos Estados Unidos e da Bélgica. Klein - Em 2011, a Klein entra no mercado de cervejas com uma capacidade de envase de 2.000 garrafas por hora. Localizada em Campo Largo (PR), sua produção de 10 estilos de cervejas é encontrada nos melhores pontos de vendas de cervejas de todo o Brasil. A Bastards nasceu em 2013 com um projeto desafiador que veio para mudar a vida de três empreendedores que deixaram para trás os medos e a estabilidade para se aventurar no mercado da cerveja artesanal. Localizada em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, a cervejaria produz rótulos de muita qualidade além de abrir as portas de sua fábrica para a produção de caseiros, pelo projeto Wanted.

Asgard-Uma das primeiras de Curitiba, a Asgard foi inaugurada em Setembro de 2002, com o objetivo de abastecer o próprio Bar, em pouco tempo os Chopes Artesanais Asgardcaíram no gosto popular e hoje são encontrados também em outros bares, restaurantes e distribuidores. A cervejaria produz vários estilos, entre eles Pilsen, Red Ale, IPA, Red Weiss, Weiss (trigo) e o Dunkel, premiado no Festival Nacional de Blumenau em 2014/ 2015/2017 como um dos melhores do Brasil. Dum Cervejaria - A Dum nasceu em 2010 nasceu de forma caseira, tendo como objetivo a autossuficiência. De lá pra cá conquistou alguns prêmios e títulos, como no South Beer Cup 2015, com medalha de ouro com a Grand Cru na categoria Tripel, uma medalha de prata com a Petroleum Castanheira e outra de prata com a cerveja feita para comemorar os 10 anos de aniversário do MestreCervejeiro.com. Por Ana Paula Komar Jornalista , responsável pelo Blog e Revista Cerveja de Todos os Jeitos , apaixonada por história, curiosa por culturas e apreciadora de boas cervejas!

Receita de molho de cerveja para churrasco Ingredientes: 1/2 xícara (chá) de açúcar; 1/4 de xícara (chá) de mostarda; 1/2 xícara (chá) ketchup; 1 colher (chá) de molho inglês; 1/2 xícara (chá) de cebola picada; 1/2 colher (chá) de sal; 1/2 xícara (chá) de cerveja pilsen; Pimenta a gosto. Modo de preparo: Misture bem todos os ingredientes. Leve ao fogo em uma panela média. Quando levantar fervura, deixe cozinhar por mais 5 minutos em fogo baixo, mexendo sempre. Pronto! Você já pode servir diretamente na carne ou separadamente. Se você não curte molhos na carne, temos uma alternativa perfeita para a receita: asse hambúrgueres na churrasqueira e acrescente o molho quando a carne for para o pão. Receita cedida pela jornalista Ana Paula Komar www.blogclubedomalte.com.br


Qual a diferença entre cerveja industrializada e cerveja artesanal? Por Dino access Gosto é algo muito pessoal e cada um tem o seu, portanto é relativo quanto a comparação, cada um tende a ser mais adepto a um ou a outro grupo. Porém, há algo que pode ser confirmado sem erro: a diferença entre a cerveja artesanal, conhecida também em alguns lugares como "cerveja gourmet" é grande quando em comparação com a cerveja comum, ou melhor, a industrializada. Pedro Bianchi 27 anos , Empresário/Sommelier do Templo da Cerveja e Growler Brasil, há 10 anos vive no universo do estudos de cervejas e relata: " Se levar no sentido literal, cerveja artesanal é a cerveja feita em casa, na panela. Mas o que chamamos de cerveja artesanal, gourmet ou especial, tem um cuidado muito maior com método de produção, qualidade de insumos, etc. Tem uma frase que gosto bastante e define bem isso: Na cerveja artesanal, quem define como será a cerveja é o cervejeiro. Na cervejaria industrial ou macro cervejaria, quem define como será a cerveja é o departamento de marketing" E para quem pensa que a diferença entre as duas está unicamente no valor agregado está muito enganado. Na verdade, a cerveja artesanal e a industrial são bem diferentes no que se refere à produção. Vamos conhecer um pouco mais? Cerveja industrial: A cerveja industrial é a cerveja que

Outubro | 2017

FOLHA DO BATEL

Página 06

costumamos ver nos supermercados e distribuidoras em maior quantidade. Conhecemos uma grande variedade de marcas delas, que inclusive são produzidas em larga escala, para alta distribuição. Isso pode ser explicado por um motivo: a cerveja comum é feita com o intuito de atingir a maior quantidade possível de consumidores. As receitas de cervejas industriais utilizam cerca de 60% de malte, que é o principal ingrediente desta bebida. Os outros 40% são compostos por outros tipos de cereais para que o seu custo seja diminuído. E é por isso que as cervejas industriais chegam ao consumidor final por um preço mais atrativo, ou seja, mais em conta. Cerveja artesanal: Já nas cervejas artesanais, os ingredientes são selecionados, mais nobres e alguns precisam ser até mesmo importados. Composto de quatro componentes: malte, água, lúpulo e levedura. Isso quer dizer que as cervejas não levam açúcares de fontes extras. Com os diferentes graus de tosta do malte e as variações de leveduras e de lúpulos, diferentes combinações podem ser criadas. O resultado são cervejas artesanais únicas e de sabores marcantes. Algumas

são mais adocicadas, outras de forte amargor, algumas são mais claras, outras mais escuras, algumas têm notas de café, outras têm notas frutadas. Por isso essa produção deixa de ser massificada, ou melhor, industrializada, e abre espaço também para novos paladares. Outra característica interessante é ao considerarmos o fato de que as cervejas artesanais são diferenciadas não só em sua essência, ou seja, no processo de produção. Até mesmo a garrafa, o rótulo e outros detalhes também ganham essa atenção diferenciada, já que deve atender a um público mais exigente. E é exatamente por conta desses fatores que geralmente as cervejas artesanais são associadas diretamente às experiências gastronômicas mais ricas e complexas. A análise de uma cerveja comum costuma abranger unicamente o gosto da bebida, enquanto a cerveja artesanal passa também por uma análise olfativa e visual.

Sommelier Pedro

Entrevista com Wagner Elias Taiatella do Mercado do Malte FB-Conte nos como começou a sua experiência com cervejas artesanais? Wagner Elias - A quatro anos atrás eu vi no programa Revista RPC um episódio que mostrava um pessoal fazendo sua própria cerveja em casa. Na época era o Murilo Foltran que hoje é o proprietário da DUM Cervejaria. Achei muito interessante e no dia seguinte comentei com o pessoal do trabalho sobre o episódio, logo alguns se interessaram e gostaram da ideia de fazer a própria cerveja. Começamos então a estudar mais sobre o assunto e fizemos um curso de Cerveja na Panela. Na sequência compramos nosso equipamento e fizemos nossa primeira cerveja. Foi uma Irish Red e por ser a primeira, ficamos surpreso com o resultado que ficou excelente!! Desde aquela época já fizemos vários estilos de cerveja como, APA, IPA, trigo, Brown Ale, Stouts Porters e outros, todas com ótimo resultados. FB- Alguns consumidores de cerveja tem vontade de aprender a fazer cerveja artesanal e criar seu próprio rótulo? Wagner Elias - Sim, esta é uma tendência bem forte nos dias de hoje. Este hobby tem crescido muito e apreciadores de cervejas especiais tem se interessado em fazer sua própria cerveja em casa. Muitas vezes acabam começando como uma brincadeira com amigos e quando descobrem que é possível fazer uma cerveja extremamente boa em casa acabam evoluindo para algo maior. Como brincadeira,

muitos acabam dando um nome para a sua "micro" cervejaria e criam um rótulo próprio, mas vale lembrar que a venda de cerveja feita em casa não é regulamentada pelo MAPA. Já existem alguns movimentos de cervejeiros caseiros que estão em contato o MAPA na tentativa de criar uma regulamentação que facilite o comércio. FB-Como fazer a sua própria cerveja artesanal? Wagner Elias - O processo apesar de ser aparentemente simples, exige paciência e muito cuidado. Para fazer a cerveja artesanal precisamos de um equipamento próprio, mas todos eles possíveis de achar em nosso comercio. São panelas do tipo caldeirão, baldes, termômetros alimentícios, colheres, mangueiras e muitos outros. A lista do equipamento completo é relativamente grande e tem um certo custo, mas quem está iniciando pode começar com um equipamento bem reduzido e depois evoluir para outros mais completos. É possível fazer cerveja com apenas uma panela, um balde fermentador e mais alguns acessórios. O processo de "fabricação"

Variedade de Cervejas e harmonização com pratos Por Henrique Cruz - Sommelier As Lager são as cervejas mais consumidas no mundo todo. E no Brasil, por exemplo, é responsável por grande porcentagem das vendas nas cervejarias. Os estilos de variações das Lage mais conhecidas são: a Pilsen, Helles, Bock, Viena, entre outras. Ao contrário do processo das cervejas do tipo Lager, as Ale são fermentadas em temperaturas altas, entre 15ºC e 24ºC, fazendo com que o fermento faça uma camada no topo do barril ou tanque. Nas variações das Ale, os estilos mais conhecidos são:

IPA, Weiss, Brown Sale, entre outras. O conceito de juntar a comida e a bebida pode ser algo surpreendente, que amplia a riqueza do prato e da bebida, ajuda em ajustes finos e balanceados entre ambos. A cerveja além de ser um ótimo componente para harmonizar, também pode ser utilizada como um ingrediente na hora de cozinhar. Ela se comporta como o ingrediente perfeito em muitos pratos, para garantir ainda mais sabor. Se além de harmonizar, você também estiver a fim de preparar receitas com a cerveja, temos sugestões em nosso blog Cerveja de Todos os Jeitos.

Prato Peixes e frutos do mar Carnes vermelhas Carnes brancas em geral Porco, javali, carnes defumadas Hambúrguer (varia pelas carnes e temperos) Massa Sobremesas com frutas/sorvete/chocolate

Cervejas Witbier, Weiss, Sour beer Amber, Brown, Apas Cream Ale Rauchbier, Schwarzbier, Dunkel Altbier, Amber Ale, Brown Ale Tripel, Belgian Pale Ale, Kolsh Stouts, Fruit beer, Porter

envolve o cozimento de malte moído com temperatura controlada por aproximadamente uma hora, lavagem malte, fervura com o lúpulo, resfriamento do mosto, e transferência para o fermentador. A partir daí é recomendado que se tenha uma geladeira para armazenar o fermentador e poder controlar a temperatura durante aproximadamente duas semanas durante o período de fermentação. Após este tempo já é possível engarrafar e aguardar mais alguns dias para que a garrafa ganhe pressão e fique pronta para o consumo. Por isso que eu disse, tem que ter paciência, o processo todo demora em média de 40 a 60 dias. Isso pode desestimular algumas pessoas, mas eu garanto, e resultado e recompensador e poder tomar a sua própria cerveja não tem preço!! FB- Quais os ingredientes utilizados? Wagner Elias - Basicamente utilizamos agua, malte, lúpulo e fermento, mas com criatividade e experiência é possível colocar inúmeros outros ingredientes, como frutas, mel, açúcar mascavo, madeiras, coentro, pimentas, canela, etc... Basta ter criatividade. Esse é o diferencial em se fazer cerveja em casa, não tem regras específicas, você pode fazer experimentos do jeito que você quiser. Assim como você pode tentar fazer um estilo que você goste muito, também é possível fazer algo que não exista no mercado, somente como uma brincadeira para ver se dá certo.

Email: wagner@mercadodomalte.com.br


Outubro | 2017

Página 07

FOLHA DO BATEL

Benefícios e malefícios da cerveja Curitiba terá unidade especializada em A cerveja é uma das bebidas alcoólicas mais consumidas pelos brasileiros. Mas será que a cerveja pode ser realmente benéfica para a saúde? A cerveja é uma bebida alcoólica muito antiga, cuja preparação remonta às antigas civilizações suméria, egípcia e outras. Ela é gerada a partir de basicamente cevada, lúpulo e levedo fermentado. E quando se trata de consumi-la, geralmente é de maneira exagerada por grande parte das pessoas, principalmente por jovens. Existem muitos mitos sobre benefícios e malefícios que a cerveja causa. Pois uma dose moderada, todos os dias, de cerveja ou vinho pode ser a chave para uma vida saudável e próspera. Confira a seguir benefícios e malefícios da cerveja. Benefícios da cerveja Ossos mais fortes A cerveja possui altos níveis de silício, que está vinculado à saúde dos ossos. Um estudo realizado em 2009 pela Universidade de Tufts e em outros centros concluiu que os homens e mulheres de idade um pouco mais avançada que consumiam um ou dois copos de cerveja por dia apresentavam uma densidade óssea maior. No entanto, o consumo superior a esses teores foi associado ao maior risco de sofrer fraturas. Colesterol bom Segundo Eric Rimm, pesquisador de Harvard, as bebidas alcoólicas podem diminuir o risco de ataque cardíaco em 30% e elevar o bom colesterol. Como resultado, na sua opinião, o álcool, como o da cerveja pode favorecer benefícios cardiovasculares. Naturalmente, sempre com a devida moderação. Porque de fato, o consumo exagerado de álcool pode provocar câncer do fígado, cirrose hepática, hipertensão, aumento da mama e tumores no cólon e na mama. Um coração mais saudável Mais de 100 estudos demonstraram que o consumo equilibrado de cerveja reduziu o risco de ataques cardíacos e morte por doença cardiovascular em 25 a 40%. Um ou dois copos por dia podem auxiliar no aumento dos níveis de HDL, o chamado "colesterol bom", que auxilia na prevenção do entupimento das artérias. Rins saudáveis Um estudo realizado na Finlândia mostrou que a cerveja tem um impacto menos negativo sobre os rins do que outras bebidas alcoólicas. Ingerir cer-

saúde da mulher, afirma Caputo Neto

veja pode auxiliar na redução do risco de desenvolvimento de pedras nos rins em até 40%. Devemos sempre ter bastante cuidado para não beber álcool em exagero, e de seguir uma dieta saudável e equilibrada. Um cérebro mais saudável Um copo de cerveja por dia pode auxiliar a manter a doença de Alzheimer e outras demências bem distantes, dizem os especialistas. Melhorar a digestão Cerveja pode auxiliar a melhorar a digestão. Em particular, a cerveja preta que possui cerca de 1 grama de fibra solúvel para cada copo de 300 ml, ao contrário do vinho, o qual não possui qualquer tipo de fibra. A quantidade de fibra existente na cerveja ainda é muito pequena, mas é bom ressaltar a importância das fibras para o trânsito intestinal e digestão. Redução do risco de câncer Outro estudo descobriu que quando marinamos carne com cerveja, eliminamos quase 70% dos agentes cancerígenos, chamados aminas heterocíclicas (HCA), produzidos quando a carne é frita. Prevenção de diabetes Um estudo publicado em 2009 na revista Diabetes Care constatou que o hábito do consumo de álcool com moderação pode auxiliar na prevenção do diabetes tipo 2 em homens e mulheres. A referência se faz tanto para vinhos, licores e cervejas. O risco de desenvolver diabetes tipo 2 foi maior nos nãobebedores e naqueles que bebiam álcool em exagero, em comparação com aqueles que bebiam moderadamente. Aumento dos níveis de vitamina Uma pesquisa na Holanda comprovou que participantes que consumiam cerveja apresentaram 30% dos níveis mais altos de vitamina B6. Apesar disso, a cerveja também possui vitaminas B12 e ácido fólico. Reduz a ansiedade e o estresse A gente já sabia, mas existe alguma confirmação científica de que a cerveja possa ser útil para quem que sofre de ansiedade e estresse? Segundo um estudo

conduzido por pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, beber 2 copos de cerveja pode ser um antídoto útil para diminuir a ansiedade e o estresse, principalmente, se eles estão associados com a sua situação no trabalho. Malefícios da cerveja Os efeitos do álcool sobre a saúde dependem fortemente da quantidade ingerida e de outros fatores como sexo, peso corporal, alimentação e predisposição genética. O abuso do álcool eleva a mortalidade por provocar doenças no fígado, câncer e doenças cardiovasculares. Essa é a parte ruim da coisa. O álcool composto na cerveja tem efeito diurético, elevando a produção de urina e, deste modo, facilita a excreção de alguns nutrientes como vitaminas e minerais, impedindo que o organismo os absorva. Além de conter alguns efeitos benéficos à nossa saúde, o consumo de cerveja deve ser feito de forma equilibrada, para que seus benefícios sejam aproveitados pelo nosso organismo. Segundo Debora Débora Cristina Nutricionista Clínica e Esportiva ".A cerveja é boa fonte de carboidratos, fornece energia, além de vitaminas do complexo B, minerais, antioxidantes e compostos fenólicos (ácido ferúlico). É fonte de nutrientes, além do álcool, que também fornece calorias. Portanto, assim como qualquer alimento,quando consumida em excesso, engorda. Os estoques de gordura corporal aumentam, principalmente na região abdominal. Para que isto não aconteça, a bebida deve ser consumida com moderação, incluída de forma adequada para rotina alimentar de cada um. Deve-se fazer um ajuste e balancear os alimentos e calorias consumidos no dia, para poder consumir a bebida sem prejudicar a dieta. Sabe-se que a cerveja é boa fonte de carboidratos e contém, aproximadamente, 150 Kcal por latinha de 350ml. Sendo assim, quando a pessoa for consumir cerveja no dia, deve-se maneirar o consumo de carboidratos para manter o equilíbrio e proporções dos nutrientes ao longo do dia.

Aproveitando a abertura da Campanha Outubro Rosa, dedicada à prevenção do câncer de mama, o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou que Curitiba deve ganhar em breve uma nova unidade especializada no atendimento ao público feminino. Trata-se do Anexo da Mulher, do Hospital do Trabalhador (HT), no bairro Novo Mundo. A estrutura está em sua reta final de construção e deve ser inaugurada no primeiro semestre de 2018. O novo prédio, de 4 mil metros quadrados, tem três pavimentos e abrigará maternidade, ambulatório de gestação de alto risco, UTIs adulto e neonatal, enfermarias, consultórios de obstetrícia e ginecologia, entre outras alas da área de atenção materno-infantil. "Esta é a maior maior intervenção física já feita no Hospital

do Trabalhador desde sua fundação. Uma obra que com certeza será um marco importante para a saúde da capital, pois possibilitará um salto de qualidade do atendimento às mulheres de Curitiba e região", destaca Caputo Neto. Ao todo, o Estado está investindo cerca de R$ 7,5 milhões na construção do prédio, que fica ao lado do pronto socorro do hospital. A expectativa é que a unidade conte com o que há de melhor em equipamentos e aparelhos de última geração. "Queremos que o Anexo da Mulher seja modelo para o país, assim como é reconhecido o pronto socorro do HT. Com instalações adequadas, equipamentos modernos e equipe qualificada, tenho a convicção que nossas mulheres serão extremamente bem atendidas", afirmou o secretário.

E o Anexo da Mulher nasce à luz dos protocolos e diretrizes da Rede Mãe Paranaense, que prioriza a humanização do atendimento a gestantes e bebês. "Mais que reduzir a mortalidade materna e infantil, o Mãe Paranaense trouxe o cuidado integral à todas as fases da gestação. Isso cria um ambiente mais seguro e saudável às futuras mães", enfatiza Caputo Neto, que também atuou na equipe do então secretário municipal de saúde, Luciano Ducci, durante a implantação do programa Mãe Curitibana. Para se ter ideia, estima-se que pelo menos 816 vidas foram salvas no Estado graças às ações da Rede Mãe Paranaense. Este é o número de gestantes e bebês que teriam pedido suas vidas caso fossem mantidos os indicadores de mortalidade materna e infantil de 2010.


Página 08

FOLHA DO BATEL

Outubro | 2017

Remadoras do Passauna vencem o câncer Foto Alessandra Nogueira Ramos

Nalderon e Kamilly

Loriane Brotto

Debora Vons

Clube localizado no Parque Passaúna é conhecido por ser o point do SUP (STAND UP PADDLE) e da Canoagem Polinésia de Curitiba. Passaúna Paddle Club é uma empresa voltada as atividades aquáticas, inaugurada oficialmente dia 19 de novembro de 2016. A base conta com uma estrutura fixa para locação de Stand Up Paddle (SUP), Canoa havaiana (Va'a), e Caiaque na Represa do Passaúna, área de preservação ambiental , localizado a apenas 12 km do centro da cidade de Curitiba. Administrado pelos sócios e casal Kamilly Magno e Naideron Quincozes Junior o local proporciona passeios para remada tranquila e silenciosa pelos entornos da Represa do Passaúna e as ilhas espalhadas neste braço da represa, local onde abastece 1/3 de água em Curitiba. A sede do Passaúna Paddle Club já contou com a realização da 4ª Etapa do Circuito Paranaense de SUP, com grandes nomes do Stand Up Paddle e Canoagem Polinésia. "Começamos atraindo remadores de stand up paddle e, depois, com nossa primeira canoa havaiana, a "Makuahine", demos início a um trabalho de fomento dessa atividade. Com o tempo os amigos foram se interessando e o clube foi ganhando força, estamos prontos para divulgar ainda mais a cultura de esportes polinésios neste lugar belíssimo que é o Parque Passaúna". Comenta Naideron Quincozes. Nesse viés de remadas em

canoa havaiana que temos as historias de superação como a da Deborah Vons consultora e pesquisadora de moda e comportamento e Loriane Brotto empresaria , algo em comum entre elas? Moradoras do bairro Bigorrilho, a disposição para remar , o amor a vida e a luta para vencer o câncer. Há 4 meses atrás a convite de duas Amigas Ale e Ana , Loriane Brotto incorporou o lema "União, superação, espírito de equipe e garra", e lá estava ela disposta para o treino. "Eu não sabia nadar, então entrei na academia Gustavo Borges e perdi meu medo de água " Para a preparação do Aloha Spirit remávamos 3 vezes na semana só mulheres para conseguir entrar no mesmo ritmo e sincronia, o horário 7 da manhã chegamos remar com 2 graus e gelo nas canoas! Divulgar esta causa já me motiva por si só, divulgar remando com amigas, me motiva mais ! enfatiza Loriane "Mais uma etapa cumprida remar é uma paixão remar com minhas amigas em Prol de uma

causa nobre é melhor ainda, eu tive câncer de colo de útero e na maioria dos Estados a campanha de prevenção de câncer de mama é associada à prevenção do câncer de colo de útero . Quem teve o câncer ou teve alguém próximo que teve, sabe que quanto antes for descoberto as chances de cura são maiores. Etapa superada. " Revela Loriane Brotto Entrevista com Deborah Vons FB- Há quanto tempo pratica o remo com o grupo de Canoa Havaiana do Passauna? E como começou na pratica? Deborah Vons - Pratico remo em canoa havaiana faz apenas seis meses. Tive dois cânceres de mama, em 1998 e 2008, respectivamente, sendo mastectomizada (cirurgia para retirada da mama) bilateralmente. No ano passado (abril 2016), também fui diagnosticada com câncer de tireóide e precisei fazer cirurgia para a retirada da glândula, bem como radioiodoterapia.

No início de 2017, comecei a frequentar o Passaúna Paddle Club. Tive orientação médica para fazer exercícios mais intensos, para dar um "boost" no sistema imunológico. Comecei remando sozinha, com SUP (stand up paddle), mas logo fui convidada à experimentar remar na canoa havaiana. Iniciei em abril/ 2017. Nunca tinha trabalhado fisicamente o tronco de maneira tão intensa, mas fui sentindo o fortalecimento abdominal, a abertura do peito e um melhor encaixe da coluna. Além disso, o contato com a natureza e a prática de exercícios ao ar livre são aspectos extremamente positivos, tanto para o corpo com para a mente. Outra questão interessante é a prática do remo (canoa havaiana OC6) em grupo, o que permite socialização entre as pessoas, uma sensação de pertencimento. Somos a "ohana", a família Passauna. Na canoa OC6 (para seis pessoas), cada banco tem uma função específica para manter a canoa flutuando e em movimento. A gente logo aprende que um depende do outro para a coisa funcionar e que ninguém pode parar de remar, senão vai sobrecarregar os demais. É muito desafiador, física, técnica e psicologicamente. É uma grande metáfora para a vida, onde também temos que praticar essa lógica em várias situações do cotidiano (relacionamentos, trabalho, etc). Tudo isso, obviamente, acaba por melhorar a nossa auto estima, bem como a imagem que fazemos de nós mesmas (inteligência corporal).


Outubro | 2017 Foto Alessandra Nogueira Ramos

FB- O que representa pra você o esporte? Deborah Vons - Vejo o remo em canoa havaiana como filosofia de vida (aloha spirit - paz, união, amor, alteridade, comunhão com as pessoas, a canoa e a natureza). Remo seis vezes por semana e realmente faz uma grande diferença no meu dia-adia. É uma meditação em movimento, onde eu tenho que procurar abstrair os pensamentos para manter o ritmo (geralmente remo no banco 1 - voga, que tem essa responsabilidade) e a sincronia da remada e isso acalma e nos torna mais conscientes, no momento presente. FB - Conte nos como foi o Aloha Spirit em Santos. Sobre a preparação e o resultado foi satisfatório? Deborah Vons- Foi o sonho de algumas, que teve adesão feminina em massa e acabamos por conseguir concretizá-lo. A preparação começou alguns meses antes, com remadas para entrosamento das meninas e também para testar posições nas canoas, sempre com orientações e dicas super importantes do Naideron Álvaro Quincozes Júnior e do Daniel Diniz, do Passauna Paddle Club. No mês pas-

Página 09

FOLHA DO BATEL

sado, algumas de nós tiveram a oportunidade de participar da clínica promovida pelo Passauna Paddle Club com o coach/remador taitiano Nephi Tehiva, para aprimorar a técnica. No começo de outubro, o clube participou do 2o. Festival ECOCultural e Esportivo da Ilha do Mel. Algumas meninas nunca haviam remado no mar e essa foi a oportunidade para treinar. Fizemos a travessia Pontal do Sul - Ilha do Mel (vice-versa) pouco mais de quatro quilômetros, algumas vezes e em condições de vento forte e mar mexido e experimentamos alguns "times". Também treinamos algumas manobras, caso fossem necessárias, como a "uli", para desvirar a canoa em caso de tombamento e a "uni", para contorno de bóia. Para o Aloha Spirit Elas em Santos foram 3 canoas e 18 remadoras (3 equipes de seis) em um trajeto de 10 quilômetros, na categoria estreante. Nosso objetivo era concluir a prova e chegar em segurança. As três equipes/canoas conseguiram isso satisfatoriamente e estamos muito felizes com o nosso desempenho, já pensando em iniciar os treinamentos para o ano que vem.

Foto Alessandra Nogueira Ramos

Foi uma experiência de muito fortalecimento participar dessa prova exclusivamente para mulheres, por nós e para nós. Também foi muito importante para sensibilizar as mulheres para a questão do câncer de mama (prevenção e recuperação). Além dessa prova principal, o Aloha Spirit Elas também contou com o Festival KaOra, que celebra através da iniciativa do médico canadense Don MCkenzie, de diminuir seqüelas e qualificar a recuperação de mulheres com câncer de mama, através da remada. A inscrição para essa prova não era por equipes, mas sim individual e por sorteio, para baterias com sprints de trezentos metros e três catamarãs (duas canoas de seis unidas), ou seja, doze remadoras em cada. Tive a oportunidade de participar dessa prova também, junto com mais outras quatro remadoras do Passaúna Paddle Club. O mais interessante foi celebrar o potencial, a força e a diversidade das mulheres, de todas as idades, remadoras ou não, em tratamento ou recuperação do câncer de mama. No meu catamarã tinha duas mulheres com mais de oitenta anos e uma com

mais de setenta. Algumas nunca haviam remado antes, fomos celebrar a vida, numa experiência incrível. E pensa que foi um passeio? Que nada, mulherada com sangue nos olhos. Remamos forte por nós, pelas outras, por todas, pela vida. FB- Deixe nos uma frase de motivação ou superação para todas as mulheres que de alguma forma estão em busca de cura .Deborah Vons- Estamos vivendo a chamada terceira onda do feminismo. A primeira, foi para lutar por direitos civis e políticos. A segunda, por igualdade de gênero. Na terceira, acredito que estamos aprendendo a valorizar nós mesmas. Somos fortes e capazes. Passou o tempo em que éramos submetidas à relações hierárquicas e verticalizadas. Temos direito ao nosso próprio corpo e queremos ser apoiadas no exercício da nossa própria liberdade. Cuide do seu corpo e da sua mente. Você tem poder e o mundo é seu! BENEFÍCIOS DA REMADA PARA O CORPO O esporte melhora o sistema cardiovascular. Além disso, trabalha os músculos abdominais, costas, ombros e braços.

Aloha Spirit "Elas", foi realizado em Santos ( SP )nos dias 21 e 22 de outubro de 2017 , em homenagem ao Outubro Rosa. O evento foi exclusivo para as mulheres e contou com disputas de natação, stand up paddle (Sup) e canoas havaianas.

Remar é conhecido por muitos como um exercício completo, além de ser uma válvula de escape para o estresse, também oferece muitos outros benefícios que talvez muitos provavelmente você não saibam : Proporciona treino aeróbio. Trabalha todo o sistema cardiovascular. Exercita todos os grandes grupos musculares. Tonifica a musculatura de membros inferiores e superiores. É um exercício eficaz no tempo e um excelente aliviador do stress. Por ser sentado é um exercício com suporte do peso próprio, sem impacto e por isso também ideal para reabilitação. "O movimento da canoagem é baseado no giro de tronco então esse giro coloca em instabilidade sempre e, de alguma forma, tem que compensar isso, fortalecendo os músculos abdominais e a própria sensibilidade, para ter a sensação de saber o meu eixo. Pode ser muito eficaz a queimar gorduras e gastar calorias, por

isso indicado como exercício para perda de peso. Queimar em torno de 350 calorias por hora de prática. Funciona por resistência ao ar e como tal adequado a pessoas de todas as idades. O resultado é fantástico, tanto para a parte física como psicológica. Você une uma atividade outdoor, ou seja, ao ar livre, com contato com a natureza, oferecendo aos participantes a oportunidade de ver tudo de outro ângulo. Daniel Diniz preparador físico e instrutor para as remadas nas canoas havaianas .


Pรกgina 10

FOLHA DO BATEL

Abril/Maio Outubro | 2017


Outubro | 2017

O Batel de antigamente e as cervejarias do bairro: Providência e Cruzeiro

A origem do nome Batel é um mistério e possui diversas versões. Uma das mais conhecidas é a de um "naufrágio" de um pequeno barco na antiga estrada do Mato Grosso, a qual cortava o então local que viria ser o atual bairro. Segundo o historiador Francisco Negrão, em 1854 um alfaiate de nome Torquato Paulino resolveu montar uma pequena embarcação para participar das tradicionais cheganças, festejos do Espírito Santo que ocorriam em São José Dos Pinhais. Quando no regresso a Curitiba, o barco teria se acidentado num desnível da estrada, ficando por anos abandonado no local. O fato chamou a atenção da população que passou a chamar a a região do Batel, palavra esta proveniente do latim battelum, que significa pequeno barco ou canoa. Existem aqueles que preferem acreditar que o nome do bairro é em razão de uma homenagem a um antigo morador que se chamava Bathé. No Batel estavam as duas mais importantes fábricas de cervejas: a Cervejaria Providência e Cervejaria de Leitner, ambas possuíam bosques, onde se realizavam festas particulares, o parque da Cervejaria Leitner, o famoso Parque Cruzeiro, localizado na antiga Avenida Siqueira Campos, hoje Avenida Batel, proporcionava à população espaço para descontração. Fábrica de Cerveja João Leitner -Cervejaria Cruzeiro Frederico Leitner, nascido em 11 de outubro de 1901 e falecido em 15 de setembro de 1988, neto de João Leitner e filho de Luiz Leitner e de Anna Hauer Leitner. Conhecidíssimo na sociedade curitibana como "FRITZ LEITNER", marcou sua vida na Capital do Paraná pela sua honradez, solidariedade e pela sua marcante atuação junto a comunidade empresarial e esportiva de Curitiba. Um dos pioneiros na área de fabricação e comercialização de cerveja do sul do país, Frederico Leitner foi junto com seu pai, proprietário da Cervejaria Cruzeiro. Mais antiga, inaugurada ainda no século XIX, a Cervejaria Cruzeiro possuía um bar, onde eram degustados seus produtos. Esse bar preservou suas características através de décadas, até desaparecer em meados de 1980. Nos fundos, existiam dois barracões, e num deles funcionou talvez o primeiro clube de bolicheiros da cidade: o Batel Boliche Clube. No outro barracão, estava instalada a churrascaria Cruzeiro, onde, além do filé, era servida uma das mais apreciadas iguarias: a famosa costela de ripa, sempre acompanhada de saladas, a de batatas foi a mais famosa que existiu em Curitiba. Em 1940, com este sucesso obtido ao longo dos anos fez com que a já poderosa companhia Cervejaria Brahma fizesse proposta irrecusável para a compra total da Cervejaria Cruzeiro. Na negociação, a experiência e o seu conhecimento levaram Frederico Leitner a assumir uma das diretorias técnicas da Brahma, onde trabalhou por mais de trinta anos. Fonte: http://cervisiafilia.blogspot.com.br/ baseado nas Historias das Antigas Cervejarias

Página 11

FOLHA DO BATEL

Cervejaria Providência Ernesto Bengtsson, imigrante sueco, após seu casamento com Krestruna natural da Islândia, fixou residência em Guajuvira, PR e ali nasceram seus quatro filhos: Anna, Carlos, Emma Ernestina e Amália. Em Guajuvira, Ernesto tinha uma fábrica de barricas de madeira, naquela época havia uma grande demanda de barricas para embalar produtos comercializados e até exportados, principalmente erva-mate. Foi como fornecedor de barricas que ele travou conhecimento com o então proprietário de uma cervejaria e quando este decidiu vender a cervejaria e a área onde estava instalada, Ernesto decidiu comprar e mudar-se para Curitiba para onde Anna, já casada com João Pedro Jonsson Kronland,havia se mudado. Em 1901, Ernesto e João Pedro adquiriram a área de cerca de 78.000 metros quadrados, onde já havia duas casas, ali passaram a residir, também havia a pequena fábrica de cerveja. Pretendendo se dedicar à fabricação de cerveja Ernesto e Kronland contrataram um engenheiro para fazer o projeto do prédio, com a parte residencial ocupando toda a frente da construção e instalações para a fábrica nos fundos, essa construção ficava no Bairro do Batel, na Rua Francisco Rocha na altura da Rua Guttemberg. Com o maquinário importado da Europa, foi constituída a firma Ernesto Bengtsson & Cia. Cervejaria Providência, que passou a ter como sócios majoritários Ernesto e seu genro Kronland e como sócios minoritários os filhos: Carlos, Emma Ernestina e Amália. Ernesto auxiliado por seu filho Carlos era responsável pela parte industrial e comercial e Kronland responsável pela administrativa. No início a cervejaria somente produzia uma cerveja escura engarrafada com o nome Cerveja Providência. De 30 de abril a 1º de dezembro de 1904 a Cervejaria Providência participou da Exposição Internacional de St. Louis (Louisiana Purchase Exposition St. Louis - 1904) recebendo medalha de bronze por suas cervejas. Em 16 de março de 1907 foi publicado no Diário Oficial da

União o deferimento do requerimento que Ernesto Bengtsson & Cia. fez para pagamento do depósito da marca Olho que distingue suas cervejas e bebidas alcoólicas, marca registrada na Junta Comercial do Paraná. Entre 1907 e 1909, a família adquiriu da Baronesa de Serro Azul uma outra área, no bairro do Bigorilho, limítrofe do Batel, e também foram adquirindo vários lotes de pequenos proprietários perfazendo 42.900m quadrados, entre a Campina do Siqueira e a área adquirida em 1901. Essa nova área agregada que passou a se chamar Chácara da Providência, tinha uma nascente e um riacho que foi represado formando um lago. Nessa época Curitiba tinha poucas opções de lazer para as famílias, Ernesto mandou preparar uma área dentro da Chácara da Providência com mesas para piquenique em meio à mata nativa. O parque Recreio da Providência, como ficou conhecida a área preparada, atraía muitas pessoas nos finais de semana. Era um dos melhores pontos de encontro dos curitibanos na época. Em 1910 uma banda foi contratada para animar o Parque, tocando em um grande pavilhão aberto e muitos músicos amadores ali tocaram. O Recreio estendia-se da avenida batel até a Rua Saldanha Marinho, ficando dentro de sua área o local onde mais tarde foi instalada a sede campestre da sociedade União Juventus. A entrada do Recreio Providência era um grande portão sob um arco localizada na Avenida Batel, exatamente em frente onde hoje é a Praça do Batel. A linha do bonde passava pela Av. Batel bem em frente ao portal do Parque da Providência, o arco do portal continha os dizeres "Entrada do Recreio da Providência". Ainda hoje é pos-

sível ver antigos cedros e pinheiros do Recreio nessa região. Nos finais de ano era no Recreio Providência que os funcionários das grandes empresas reuniamse para as comemorações. Aos domingos e feriados, no coreto uma banda animava o público até às 22 horas. A Cervejaria Providência foi ampliada e a cerveja ali produzida passou a ser muito apreciada entre os curitibanos. Cerveja de alta qualidade, a Providência chegou até mesmo a ser premiada em 1911, na Exposição internacional Turim-Roma. Em 1912, Emma Ernestina casou-se com João Elijan Bentham Ernlund. Na chácara providência, como era chamada, nasceram os filhos de João Elijan e Emma Ernestina: Oscar (nascido em 30/ 08/1913), Ellen, Elvira (falecida aos quatro anos), Waldemar (falecido aos oito anos), Ewald, Gerda, Hjalmar e João Reinaldo. Oscar Edvin Villiam Ernlund, ainda muito jovem, também participou das atividades da cervejaria de sua família, onde trabalhou como perito contador. A partir de 1915, passou a fabricar três tipos de cervejas: a Providência escura, a Pilsen e a Sueca Especial. A Cervejaria Providencia foi a primeira cervejaria do sul do Brasil a exportar seus produtos para países da América do Sul. Em janeiro de 1919, João Elijan Ernlund, genro de Ernesto Bengtsson, entrou como sócio minoritário da Cervejaria Providência, passando a trabalhar na parte industrial da empresa. Da mesma forma que havia sido premiada anteriormente em duas exposições, foi

também na Exposição do Centenário do Brasil, no Rio de Janeiro (1922), Gotemburgo (1923), Estocolmo (1930) e Centenário Farroupilha (1935). E os seus rótulos passaram a divulgar as imagens das premiações recebidas. Em 1930, seu genro e sócio João Pedro Jonsson Kronland vendeu sua parte nas terras e na fábrica para Ernesto Bengtsson que passou a ser o único proprietário. Em 20 de julho de 1935 sob os números 37994 e 37995 foram feitas renovações de registro das cervejas Providencia Escura e Sueca Especial. Com a morte de Carlos Bengtsson, em 1940, João Elijan assumiu totalmente a parte industrial da cervejaria. E como os herdeiros não se entendiam a fábrica acabou sendo vendida em 1945. Os novos proprietários ainda mantiveram a fabricação de cerveja por poucos anos, mas nos anos seguintes migraram as instalações para a fabricação de produtos plásticos mantendo, entretanto, o nome Providência. Legenda: As cervejarias de Curitiba incrementavam suas produções para atender à procura das bebidas em duas datas, em que era grande o consumo: festas de fim de ano e no carnaval. Na foto, o balcão de atendimento da Cervejaria Providência, no Batel. Foto da década de 1930 (Acervo histórico CD) Foto: Almanaque Paulo José da Costa


Página 12

FOLHA DO BATEL

Party Mode On! Dicas onde encontrar vestidos, sapatos, acessórios, maquiagens e cabelos para arrasar na sua festa! O mais importante de tudo é nos sentirmos maravilhosas para ir a alguma festa, balada, jantar, ou seja, sairmos sempre nos sentindo bem, do jeitinho que a gente gosta! Desde o look ideal até os pequenos detalhes como acessórios e bolsas são muito importantes. Aluguel de vestidos? Muitas pessoas são fãs do aluguel de vestidos de festa, já outras não ? Tive uma experiência maravilhosa na Dress Me Up aqui em Curitiba, além do atendimento de primeira, os vestidos são todos de alta costura - tanto os curtos quanto os longos - ajustaram exatamente ao meu corpo e saí realizada! O aluguel de vestidos é uma economia significativa e muito viável, principalmente para quem terá um ano agitado de festas e não quer repetir o look. Maquiagem & Cabelo Perfeitos? Esse é um dos pontos importantes para que a sua "estrela" brilhe. É válido que os profissionais sejam de confiança cuidando de você nesse dia! Já ouvimos aquela famosa frase "Não gostei do meu cabelo/minha maquiagem!" Normal! Acontece! Mas vamos nos prevenir para que o seu dia especial como seus 15 anos, formatura, casamento, seja um sucesso. Costumo freqüentar o salão Torriton Beauty & Hair no Pátio Batel e todos os profissionais são de extrema qualidade e preparados para atender . Semanalmente faço produções, jamais saí sem um sorriso no rosto de gratidão por esse atendimento exclusivo e diversificado que encontro por lá. Sapato Os sapatos são um enorme problema se não forem bem pensado na aquisição! Desde modelos que podem incomodar a noite inteira até aqueles que não combinam muito por conta da cor. • "kit básico de salto-alto" que toda mulher deveria ter são: • Dois em cor NUDE: um de salto mais grosso e um scarpin • Um PRETO: de salto fino - os de saltos mais grossos podem deixar o look mais grosseiro • Um VERMELHO: vermelho?! Isso! Porque todas nós merecemos ousar um pouco! Agora, uma dica master: Procurem sempre trocar saltos brancos, off-white por nude! O look todo ira ficar mais leve e chique! Até em seu casamento ou sua festa de 15, os saltos brancos e/ ou cheios de brilho são super difíceis de usar, agora o nude, vai com tudo! Gosto é gosto mas a minha queridinha é a Schutz. Acessórios! Os acessórios são detalhes importantíssimos na composição de um look poderoso! Porém, os mesmos devem ser "confortáveis" (leves e lindos). A Mix De Luxo, principal revendedora das bijuterias da Leticia Sarabaia em Curitiba, oferece uma diversidade enorme de modelos, tamanhos e cores diferentes! Por Vitoria Ciruelos - Blogueira e Consultora de Moda Email: contato@vitoriaciruelos.com.br Instagram: @vitoriaciruelos

Outubro | 2017


Outubro | 2017

FOLHA DO BATEL

Pรกgina 13


Página 14

FOLHA DO BATEL

Outubro | 2017

Como superar um vício? Tentar superar um vício, percorre os mesmos caminhos angustiantes do tormento que uma vítima passa ao tentar libertar-se do seu sequestrador. Mas, a natureza do vício é autodestrutiva. É como se a própria pessoa desenvolvesse a Síndrome de Estocolmo, mas ao invés de se afeiçoar ao sequestrador, afeiçoa-se ao seu vício. O Síndrome de Estocolmo é um estado psicológico particular desenvolvido por pessoas que são vítimas de sequestro, em que a vítima desenvolve sentimentos de lealdade para com o sequestrador apesar da situação de perigo em que se encontra colocada. Na grande maioria dos vícios, uns mais destrutivos que outros, a pessoa tem consciência do quão prejudicial é continuar a alimentar o comportamento inadequado, que na grande maioria das vezes toma conta da sua vida, ou pelos menos causalhe grandes transtornos em algumas áreas da sua vida. No entanto, paradoxalmente a pessoa vive entre o reforço positivo (afeiçoa-se ao vício) e a punição (tem consciência do mal que faz). Todos os comportamentos de dependência têm pelo menos duas coisas em comum: Ajudam as pessoas a reduzir os sentimentos dolorosos e angustiantes São fortemente influenciadas ou controladas por um processo de pensamento destrutivo que tanto seduz a pessoa para realizar o comportamento, como é punida por ceder à tentação. O lado oculto da voz interior O vício, tal como na dança em o Lago dos Cisnes, encontra um padrão pelo qual entra diretamente na vida de uma pessoa, atraindo e condenando, confortando e destruindo. Uma vez sendo o cisne branco, inocente e gracioso, outra vez sendo o cisne negro, sombrio e destrutivo. Esta dança, pouco a pouco vai levando a pessoa à exaustão, consumindo a sua energia, os seus recursos funcionais, alterando o

seu raciocínio, adulterando as ideias e os desejos. Os condicionamentos sucedem-se, a pessoa vê-se numa miríade de obstáculos, não conseguido por vezes fazer o que pretende, como se algo comandasse a sua vida e ela fosse na grande maioria do tempo um mero espetador forçado por uma força invisível. As pessoas que se envolvem em drogas, álcool ou jogo, que têm um transtorno alimentar, ou que lutam com qualquer outro vício estão agindo de acordo com as influencias de um processo de pensamento destrutivo conhecido como a sua voz interior. A voz interior funciona como uma faca de dois gumes, uma vezes é afável, motivadora e sedutora, outras vezes é crítica, atroz e maliciosa. Por exemplo, se você luta com uma dependência de álcool, este inimigo interno vai tentar seduzi-lo como um amante, o pensamento aparentemente amigável (ou "voz interior"), pode dizer:"Você teve uma semana difícil. Tome uma bebida. Você realmente precisa disso para relaxar." Se você estiver a tentar superar um vício alimentar, o seu diálogo interno pode atraí-lo com recompensas:"Come um pedaço de bolo. Fizeste bem a tua dieta durante toda a semana, tu mereces. " Depois de ceder, essa voz interior enganosamente suave transforma-se num inimigo cruel, dilacerando a pessoa em pedaços. Em questão de segundos a voz interior altera-se e torna-se maliciosa, castiga a pessoa por se entregar ao comportamento de vício que ela própria encorajou . "És um fraco, idiota. Disseste que não ias beber mais. Estragaste tudo. És sempre a mesma coisa. " Entre o reforço e a punição Tal como na dança em o Lago dos Cisnes, a voz interior autocrítica sempre desempenha dois papéis durante o tormento de um vício: sedutor e punidor. Comportamentos de dependência representam um ataque direto contra a saúde fí-

sica e bem-estar emocional, e limitam a capacidade de realizar objetivos pessoais significativos na vida. Portanto, é importante identificar as vozes críticas internas que regem esses padrões de mau hábito e desafiar os seus dilemas, aprendendo formas mais construtivas de lidar com a dor emocional e sofrimento. Quer o seu vício esteja numa fase avançada ou numa fase inicial, certamente beneficiará de um acompanhamento especializado. Procure um psicólogo, um terapeuta ou um grupo de apoio para o ajudar de forma mais sistematizada e disciplinada a superar o que o atormenta. De uma forma geral, o terapeuta ajuda os clientes a identificar causas ambientais que precipitam as emoções dolorosas e padrões de pensamentos negativos, que, por sua vez, influenciam no envolvimento de comportamentos de dependência. Para além de se incentivar na busca dos desejos genuínos, objetivos e comportamentos saudáveis, os terapeutas fortalecem os seus clientes, num processo que lhes permite alcançar a liberdade da dependência e dos comportamentos autodestrutivos. Apresento algumas técnicas que pode utilizar para ajudálo a superior o vício: Identificar - É vital identificar os pensamentos (usualmente percepcionados como sendo a sua voz interior) que o irão prejudicar, atraindo-o para um comportamento destrutivo. Mesmo que esses pensamentos possam parecer amigáveis ou reconfortantes, eles devem ser reconhecidos como um inimigo. Neste processo é importante procurar padrões no seu comportamento: O que ocorre ou o que passa pela sua cabeça antes de você tomar a decisão de iniciar uma ação autodestrutiva Ao identificar os gatilhos internos (voz interior) e externos (situações) que fazem disparar a sua lista de desculpas que promovem o seu comportamento de vício, você pode tor-

nar-se mais autoconsciente e acionar uma resposta mais adequada. Ao saber identificar a sua voz interna afável (ilusoriamente amiga), você consegue parar para refletir e resistir-lhe, não seguindo os pensamentos que vão contra o seu própria interesse. Registar os acontecimentos - Depois de reconhecer os seus pensamentos e voz interior, você pode registá-los como um meio para se conhecer melhor e familiarizar-se com os seus maus hábitos. Ao tomar consciência de alguns tipos de pensamento justificativos que o têm conduzido ao seu vício, você pode construir uma âncora positiva que lhe permita reverter o pensamento negativo e a voz interior que promovem esse mesmo vício. Uma âncora positiva, é algo que você escolhe dizer para si mesmo, ou fazer, que lhe permitem afastarse da tentação quando se apanha a ter pensamentos desencadeadores do comportamento de vício Refletir e disputar - Depois de saber quais são a situações e pensamentos gatilho que fazem disparar a sua incontrolabilidade sobre o seu impulso para iniciar o comportamento não desejado, você pode tentar perceber qual a satisfação psicológica ou física na base do seu vício. Provavelmente o seu vício foi maioritariamente aprendido. Certamente, depois de responder a algumas destas questões ficará mais esclarecido e, com essa informação na sua posse, está mais preparado para arranjar um substituto saudável para a funcionalidade do seu mau hábito. Se aprendeu a implementar na sua rotina diária algo que lhe é prejudicial, tem a capacidade de aprender um comportamento alternativo, mais adequado e assertivo. Planejar - Sabendo as situações, os pensamentos e a voz interior que desencadeia em você o impulso para o vício, fica mais capacitado para orientar as suas ações promotoras da superação. Você pode, então, definir um plano com es-

tratégias acerca do que fazer nos momentos em que se sinta compelido a usar ou desfrutar dos seus comportamentos indesejados. Você pode visualizar-se a dizer não. Você pode procurar uma pessoa para conversar, um amigo certo para sair, ou realizar uma determinada atividade que sabe diminuir-lhe os níveis de stress. Ter compaixão por você mesmo - Todos nós enfrentamos as nossas lutas e cometemos erros. Querer lidar com o vício e superá-lo é um sinal de força, não de fraqueza, e você não deve permitir que a sua voz interior autocrítica o mande abaixo por quaisquer erros ou recaídas. Lembre-se que o desejo de autopunição é um fator tremendamente forte no apego à dependência. Dar ouvidos ao seu diálogo interior mordaz, seguir as indicações depreciativas, desmotivacionais e sombrias só vai funcionar contra você, mesmo quando você sofre um revés. Quando você tem uma recaída, não quer dizer que tudo voltou ao mesmo, apenas quer dizer que você tem de manter-se no caminho da recuperação, orientar a sua voz motivacional, agarrar-se às ações que irão conduzi-lo ao sucesso. Reavivar o seu sentimento - A dependência entorpece a alegria de uma pessoa, assim como a dor. Inibe a capacidade de sentir algumas emoções e consequentemente impede-o de viver algumas experiências no seu dia-a-dia. O vício funciona como um tampão emocional, você deixa de experimentar alguns sentimentos, e por outro lado, por vezes acredita não tolerar outros. Naturalmente, quando você supera um vício, algumas emoções surgirão mais vivas, você passará a

sentir algumas coisas mais à flor da pele, pois a dependência encarregou-se de mascarálas. Sentir essas emoções e obter bem-estar através delas vai fazer você ficar mais forte e restabelecer o equilíbrio emocional. Irá também reduzir a sua "necessidade" percebida da substância ou comportamento que estava alimentando o seu vício. Inicialmente, as vozes críticas internas ficarão mais altas, atacarão o seu eu de forma mais intensa. Nesse momento você tem de ser persistente, ficar muito atento e orientar-se pelas suas âncoras positivas. No entanto, quando você perseverar nas suas ações, as vozes depreciativas irão diminuir e eventualmente desaparecer. Ao longo deste processo, você deve ser flexível, aberto e compassivo. Falar com alguém é importante, e a terapia é uma opção saudável e inteligente. Quando você luta contra um vício, desafiando as suas vozes interiores destrutivas, você fortalece o seu verdadeiro eu. Você alcança um melhor equilíbrio emocional, deixando-o mais forte em face das tentações e comportamentos destrutivos. MAIS IMPORTANTE: Neste processo você liberta-se de todas as correntes internas que o impedem de viver o seu pleno potencial, permitindo que procure ativamente o que pretende realizar na sua vida. AUTOR MIGUEL LUCAS Licenciado em Psicologia, exerce em clínica privada. É também preparador mental de atletas e equipas desportivas, treinador de atletismo e formador na área do rendimento desportivo.


Outubro | 2017

FOLHA DO BATEL

Português e Cerveja em Lata Um português entrou numa padaria e pediu uma cerveja em lata. O balconista entregou-lhe a cerveja e qual não foi a sua surpresa quando viu o portuga sacar um abridor de latas do bolso e começar a abrir a cerveja. - Tá maluco, ô cara! - resmungou inconformado. - Você não sabe pra que serve essa argolinha em cima da lata? - Ora pois, mas é claro que sei! É para aqueles que esquecem de trazer o abridor Loira e Cerveja Qual é a semelhança entre uma loira e uma garrafa de cerveja? R: Do pescoço pra cima não tem nada Morte feliz Claudião era um antigo funcionário de uma cervejaria no interior de São Paulo. Ele adorava o seu trabalho. O dia todo sentindo cheiro de cerveja, o seu cheiro preferido. Seu sonho era ser degustador, mas ele já era feliz trabalhando na fabricação dessa bebida que ele adorava. Certa vez ele trabalhou no turno da noite e, pela manhã, o vigia deu a triste notícia para os colegas de Claudião:- O Claudião se desequilibrou, caiu no poço de cerveja e se afogou! - Meu Deus! - gritou o amigo mais próximo de Claudião! - Será que ele sofreu? - Com certeza não! - respondeu o vigia - Ele saiu do poço três vezes pra mijar! Bebendo Leite no Bar A esposa diz para o marido: - Quando você for para o bar, não é para você beber cerveja, você precisa beber leite para ser saudável. O marido concordou. E ao chegar no bar disse para o garçom: - O senhor tem leite de ratazana? - Não! - Tem leite de égua? - Não! - Tem leite de jumenta? - Não! Então o homem falou para o garçom: - Então não tenho outra alternativa. Garçom, me traga uma cerveja bem gelada! Briga Entre Cegos Dois cegos estavam tomando uma cerveja no boteco, quando chegam dois amigos e um diz para o outro: - Quer ver como eu faço esses dois cegos brigarem? Ele chegou na mesa dos cegos, bateu nas costas dos dois e disse: - Ei, por que você colocou o dedo na cerveja do seu amigo? E você, porque cuspiu na cerveja dele? Os dois imediatamente começam a brigar e tapas e socos são distribuídos para todos os lados. Novamente o homem diz para o amigo: - Agora eu vou fazer os dois pararem de brigar - e diz em voz alta. - "Opa! Faca não, faca não!" E a briga acaba imediatamente. Declaração Inesperada Um homem sentado na varanda de sua casa com a esposa, diz: - Eu te amo! Ela pergunta: - Esse é você ou já é a cerveja falando? Ele responde: - Esse sou eu... falando com a cerveja Momento de Separação Em um jantar com o seu melhor amigo, após algumas garrafas de cerveja, Antônio declara: - Sabe, Neto? Descobri uns lances estranhos e acabei com tudo. Estou na fase de divisão dos bens. Separação é algo difícil. Sem saber o que falar, Neto responde: - Pô, que complicado, eu sinto muito... - Agora, vou organizar minha vida sozinho e de forma diferente. Vendo a decisão do amigo, Neto diz: - Mas, Antônio, sabe de uma coisa? Foi bem melhor mesmo. Sua mulher estava traindo você com vários homens... Irritado, Antônio interrompe: - Neto, eu me separei do meu sócio! Regras da Casa Um casal recém casado vai viver em sua nova casa. Ao entrar pela primeira vez na casa o homem diz: - Se quer viver comigo as minhas regras são: Segundas e terças-feiras à noite vou tomar café com os amigos. Quartas-feiras à noite cinema com o pessoal. Quintas, sextas à noite cerveja com os colegas. Sábados pescaria com a turma, retornando domingo pela manhã. E aos domingos deito cedo para descansar. Se quer... Quer... Se não quer... Azar! Então a mulher responde: - Pra mim só existe uma regra: Aqui em casa tem sexo todas as noites. Quem está, está. Quem não está... Azar!

Página 15


Pรกgina 16

FOLHA DO BATEL

Outubro | 2017

Folhadobateloutubro195  

Cervejas artesanais, Blogueira Vitoria Ciruelos, Remadoras da Represa do Passaúna, Estética e qualidade de vida, Marcello Richa, Prefeito R...

Advertisement