Issuu on Google+

RENO FEITOSA Jurista trata da influência teológica no direito penal

SAÚDE PÚBLICA Hospital Municipal de Juazeiro pode sair do papel POLÍTICA| PÁG. 4

METROPOLITANA | PÁG. 5

ESPORTE Kart atrai amantes da velocidade em Juazeiro APITO | PÁG. 8

www.jornaldocariri.com.br

O periódico do Cariri independente

De 25 a 31 De Março De 2014 ano 15 núMero 2632 Preço: r$1,50

MISTÉRIO NAS ESCOLAS

Pirulito some em Barbalha e carne desaparece em Juazeiro Duas denúncias relacionadas ao fornecimento de produtos para as escola municipais prometem fazer o inferno astral de gestores em Barbalha e Juazeiro do Norte, nas próximas semanas. Mais uma vez, delações que se caracterizam pelo inusitado, o descaso e o escandaloso. Em Barbalha, vereadores vão cobrar do prefeito Zé Leite onde foram parar R$ 5 mil, autorizados por ele, para com-

pra de pirulitos, balas e pipocas. Na cidade ou nas escolas, nenhuma criança se lembra de ter recebido as guloseimas. Já em Juazeiro, o vereador Normando Sóracles constatou e denunciou, no fornecimento de carne à escola muncipal, uma diferença de peso, aproximadamente, 20% inferior ao valor declarado na etiqueta da mercadoria. COLUNA REBATE | DONIZETE ARRUDA | POLÍTICA | PÁG. 3

Serena Morais

BARBALHA

População reivindica continuação de obras na zona rural Rpresentantes do Barro Vermelho e Baixio dos Cordas, localizados da zona rural de Barbalha, estiveram na Câmara de Vereadores para pedir apoio da Prefeitura no prosseguimento das obras de pavimentação paralisadas em setembro do ano passado. A Secretaria de Infraestrutura do município diz que a obra deve continuar após o período de chuvas. METROPOLITANA | PÁG. 5

FILAS EM JUAZEIRO

Demora no atendimento em bancos é discutida na Câmara A demora no atendimento bancário em Juazeiro foi tema de discussão na Câmara de Vereadores. Para Normando Sóracles (PSL), os serviços prestados são motivos de reclamações para quem vai aos bancos e perde boa parte do dia nas filas, principalmente pela escassez de funcionários. Já para Gledson Bezerra (PTB), a situação só será regularizada após pressão do poder público. METROPOLITANA | PÁG. 6 Serena Morais

CARROS passam, mas estrada exige muito cuidado para não atolar no acesso ao Barro Vermelho, em Barbalha

ESCÂNDALO

PROIBIDOS DE PESCAR

Delegado espera perícias para acabar inquérito das vassouras

Mais de 130 pescadores vão sobreviver do seguro

POLÍTICA | PÁG. 3

INFRAERO

Eunício garante verba para as desapropriações no aeroporto CLIENTES chegam a passar horas nas filas do bancos de Juazeiro

POLÍTICA | PÁG. 3

Mais de 130 pescadores estão proibidos de realizar a atividade no Cariri devido ao período de defeso, que se encerra no próximo dia 30 de abril. Eles receberão o seguro desemprego, no valor de R$ 2.132,00. Caso sejam flagrados em atividade, responderão ao crime em juízo. METROPOLITANA | PÁG. 6


2

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

Opinião

TEMOS crimes bastante antigos, alguns ocorridos há mais de 10 anos. Na maioria, os réus já estão presos ou aguardam em liberdade. Tanto a família quanto a população querem uma solução. JOSÉ DE DEUS - PROMOTOR DA 1ª VARA CÍVEL DO CRATO

EDITORIAL

VEREADORES NA MIRA DA PROMOTORIA

O escândalo do mensalinho do Crato passa por uma nova etapa esta semana. Os membros do Ministério Público Estadual deverão propor a ação contra os envolvidos nessa gravíssima crise institucional e política do segundo maior município do Cariri. Ninguém escapará da ação judicial dos promotores de Justiça Raimundo Parente e Lucas Azevedo. Até o atual prefeito municipal do Crato, Ronaldo Mattos, deverá figurar como réu, ao lado de 9 vereadores, do secretário de Governo Rafael Branco e dos empresários Laércio e Rivaildo Teles. O Crato, desde o início da atual legislatura, não conhece momentos de paz em seu Po-

der Legislativo. A denúncia do ex-prefeito Samuel Araripe de que teria sido alvo de uma extorsão dos vereadores locais caiu como uma bomba na sociedade cratense e desnudou o estágio de putrefação da política partidária em um dos mais tradicionais berços de lideranças parlamentares do Ceará. A descrença está generalizada e envolve atuais e antigos ocupantes de cargos públicos eletivos. Se a atuação do Ministério Público Estadual for realmente baseada em provas e em fatos passíveis de sustentação no Poder Judiciário, é o caso de se esperar uma brutal reviravolta no jogo político cratense. Ao reverso, se os promotores não tiverem ele-

CHARGE

mentos reais para incriminar os envolvidos, será sobre o Ministério Público que será destinada a indignação popular. Infelizmente, nossos políticos não são detentores de uma credibilidade social que os coloque a margem da desconfiança do povo. Os recentes episódios do julgamento do Mensalão, pelo Supremo Tribunal Federal, deixam essa perspectiva muito evidente. No Brasil de hoje, em todos os níveis, prevalece a certeza de que o modelo de escolha de vereadores, deputados e senadores está falido. O escândalo nacional do Mensalão é um indício mais do que suficiente da ruína dos fundamentos de-

SEXTILHA

FAXINA POR TODA CASA E DENTRO DO CORAÇÃO. REPRESENTA VIDA NOVA ALÍVIO, LIBERTAÇÃO... O CRESCIMENTO MORAL EXIGE RENOVAÇÃO! WELINGTON COSTA

CARTA A reforma do Aeroporto Regional do Cariri, em Juazeiro do Norte, pelo visto não tem previsão para começar, mesmo com a novidade do dinheiro que será liberado para indenização dos terrenos em seu entorno. Sendo assim, por mais um tempo, quem precisar passar pelo local, terá que conformar com transtornos encontrados ali. Que venha logo essa reforma! ANALÊDA MARTINS, JUAZEIRO DO NORTE

ESSE ICASA SOFRE (....) o que já conquistou, privando-se de conquistas ainda mais meritórias, como a disputa da série A, por exemplo. Mas a torcida, embora a contra gosto, conforma-se com esse forma arcaica de pensar, própria de algumas mentes provincianas que dirigem o nosso futebol. Na disputa do Campeonato Brasileiro da série B do ano pretérito, o Icasa esteve na iminência de ascender á série A. Não necessitaria mais do que duas boas contratações para reforçar pontos vulneráveis da equipe e garantir- em tese - o grande salto. Vociferamos aqui deste espaço essa imperiosa e imprescindível providência, mas contratação alguma foi feita, salvante conhecidos “bondes” anunciados como craques. O Icasa permaneceu na série B. E alguns ainda proclamam que o importante é a permanência, ou seja, nada de conquistas, basta não cair. Pois não é que na quarta feira, 12 deste março andante, após a derrota por 1x0 para o Guarany de Sobral, o treinador do nosso “Verdão” soltou o verbo:“Sinto a sensação do dever cumprido. O Icasa permanece na série A do Cearense”. Foi mais além: “Quando fui contratado, o Icasa estava ameaçado de rebaixamento”. Quer dizer que o Icasa não está disputando nenhuma? Quer dizer que a torcida do time verde/branco está sendo en-

Josival Silva JURISTA E FILÓSOFO

De quando em quando, ouve-se aqui e alhures preciosidades do tipo “o importante é competir”, geralmente pronunciadas por alguém sem alternativa para justificar a derrota sofrida. Mas, ouve-se coisas ainda mais graves nas hostes desse sofrido e desfigurado futebol. Já ouvimos, por exemplo, travestidos hierofantes (há um pote cheio deles) afirmarem em alto e bom som que é melhor mesmo o Icasa nunca ascender à série A, isto porque o time “alviverde” não tem estrutura para disputar competição dessa envergadura. Aceita-se, sem maiores questionamentos e com aparente grau consciencioso, que o Icasa é um privilegiado porque disputa a série B, do Campeonato Brasileiro. Entendemos porque atendemos à nossa idiossincrasia analista voltada para o “melhor porto”, que se o Icasa goza de algum privilégio por disputar tal competição, fê-lo chegar a tal patamar os seus próprios méritos. Ora, não é por dispor de ditos privilégios que o time verde/branco deve acomodar-se com

Fundada em 5 de setembro de 1997 O Jornal do Cariri é uma publicação da Editora e Gráfica Cearacom Ltda CNPJ: 15.915.244/0001-71

Diretor-presidente: Donizete Arruda Diretora de Redação: Jaqueline Freitas Diretoria Jurídica: Vicente Aquino Diagramação: Evando F. Matias Fotos: Serena Morais

ganada? Essa torcida sabe-se acalenta um sonho antigo, qual seja a conquista do Campeonato Cearense. E, no entanto, segundo o próprio treinador icasiano, o time já cumpriu a sua meta, isto é, a permanência na “elite” do futebol cearense. Enfim, como se não bastasse o bálsamo de disputar o Campeonato Brasileiro da série B, tendo como desiderato tão só a permanência, a disputa do desengonçado Campeonato é também uma farsa, porquanto o Icasa não está disputando o título, mas só a permanência. É isso mesmo? Estamos a manifestar a nossa estupefação, mas a resposta ao que agora interrogamos salta aos olhos do mais incauto torcedor. Bastar uma olhada perfunctória no elenco que aí está para concluir que a diretoria do Icasa jamais pensou em conquista alguma na presente temporada. Estamos a 13 de março, véspera do término do prazo para contratações de jogadores para utilização na competição estadual e não se tem notícia da vinda de qualquer reforço para ser utilizado na reta final da disputa, onde as chances de o Icasa figurar no quadrangular final são remotas. É. Mas tem quem raciocine assim: O Ferroviário caiu. “partem habere melius est quam totum privari”. (É melhor ter uma parte do que se privar do todo).

Conselho Editorial Geraldo Menezes Barbosa, Francisco Huberto Esmeraldo Cabral, Napoleão Tavares Neves e Monsenhor Gonçalo Farias Filho.

mocráticos clássicos no âmbito eleitoral. A ninguém interessa a criminalização da política, ela só enfraquece a Democracia e abre as portas para aventureiros e salteadores, que agitam as bandeiras da moralidade com o único propósito de substituir os atuais ocupantes do poder por eles mesmos. Algo precisa ser feito, sob pena de não haver mais uma única legislatura nas câmaras municipais brasileiras que termine sem cassação maciça de vereadores ou sem a desmoralização completa dos parlamentares locais. O Cariri espera com apreensão o resultado do escândalo do mensalinho cratense.

Ninguém escapará da ação judicial dos promotores de Justiça Raimundo Parente e Lucas Azevedo. Até o atual prefeito municipal do Crato, Ronaldo Mattos, deverá figurar como réu, ao lado de 9 vereadores e do secretário de Governo, Rafael Branco.

Palavra de Fé PR. JECER GOES

O CAMINHO CERTO PARA A FELICIDADE Fico fascinado quando leio o salmo primeiro da Santa Bíblia Sagrada. É uma resposta real de como o sujeito pode viver uma vida feliz. O conceito de felicidade é impensável e impraticável na visão de muitos teóricos e pensadores da nossa época. Para nossa sociedade do espetáculo e da visibilidade, ser feliz é possuir carros caros, boas casas, roupas de griffe; ter corpo perfeito, ter dinheiro fácil, não importando a forma de se adquirir e conseguir atingir o pódium do reconhecimento, não importando também o meio usado para se chegar aos fins. De acordo com os ensinamentos bíblicos, não existe promessa de felicidade que não exija de cada um de nós uma ação responsável. Nenhuma pessoa irá prosperar de forma legítima até que comece a respeitar normas, critérios e valores morais; o que entra em choque com as novas filosofias e conceitos libertinos ensinados à nossa geração. Vivemos com uma geração líquida, deslizante, sem critérios, sem vínculos, infiéis à contratos, irresponsáveis, desobedientes à pais e autoridades. Uma geração avarenta, presunçosa, amante dos prazeres temporários e sem afeição natural. Hoje, de acordo com nossa sociedade, a felicidade consiste em viver a vida de forma que ignore o outro, passe por cima dos valores de seu próximo, não reconheça nossa interdependência, isto é, de não podermos viver isolados, reconhecendo que somos pontes; daí, termos que respeitar limites, entender seu próximo, não abusar de sua liberdade para ferir seus irmãos, etc. Vivemos dias tão traumáticos que as pessoas estão totalmente vulneráveis, fragilizadas e armadas com seus traumas, revoltas, stress e fechadas naquilo que acham, pensam e que deve ser. Está falhando o político, o médico, os pais, os mestres, patrões e todo líder que tenha sua atuação junto ao público em geral. Isto porque as pessoas querem ser atendidas de acordo com seus desejos, não importando se venha infringir direitos ou haveres. É obvio que todos tem razão em suas reivindicações; o que estou a pontuar é que as cobranças feitas através do mundo capitalista e dos novos tipos de paradigmas na sociedade, nos deixa tonto e sem saída. O reino espiritual ensina-nos uma tríade normatizadora de comportamento que pode facilitar nosso caminho rumo a felicidade; precisamos tão somente entender que a bíblia sagrada não é nem de longe apenas um livro narrativo, mas prescritivo, ela nos convida a vivermos de forma feliz praticando: Primeiro, ‘não ANDANDO de acordo com conselhos de pessoas ímpias. Segundo, não fazendo parceria no caminhos de pessoas ilícitas e terceiro, não se ASSENTANDO no meio de pessoas escarnecedoras’ - (Salmo 1) O que mais me chama a atenção é que se assumirmos esse compromisso através do plano espiritual, teremos uma vida altruísta, digna e relevante. A bíblia diz-nos: “e tudo quanto fizer prosperará” - (SAlmo 1:3). Isso inclui tudo: Familia, filhos, casamento, negócios materiais, emprego, estudos, saúde, etc. Precisamos entender uma dura verdade: O que tem valor verdadeiro, é claro, leva tempo para se desenvolver. Tenha reservas com tudo aquilo que se apresenta diante de você de forma fácil, o conselho bíblico é que devemos ‘meditar’ na lei maior e superior, ( as verdades espirituais), a fim de discernirmos tudo aquilo que se apresenta diante de nós. O resultado dessa atenção aos conceitos espirituais nos proporciona vida, paz, saúde, alegria e a própria felicidade; é isto que a escritura sagrada está a afirmar, veja: “Quem assim se comporta, será como uma árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá seu fruto na estação própria e cujas folhas não caem...” ( Salmo 1:3). Pense na alegria que o campo transmite em possuir árvores frondosas, verdes, produtivas e renovadas. Em síntese, assim como um período de intensos estudos antecede o recebimento de um diploma na faculdade, de modo semelhante é o recebimento da felicidade, precisamos saber produzir boa semente para colhermos bons frutos. Deus Abençõe !

Administração e Redação Rua Pio X, 448 - Bairro Salesianos CEP: 63050-020 - Juazeiro do Norte Ceará - Fone 88 3511.2457

Sucursal Fortaleza: Rua Coronel Alves Teixeira, 1905 - sala 05 - Fone: 85 3462.2600

Sucursal Brasília: Edifício Empire Center Setor Comercial Sul - sala 307 -Brasília - DF.

Fale conosco Departamento Comercial | comercial@jornaldocariri.com.br

Redação | jornaldocariri@jornaldocariri.com.br

Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.


3

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

Política

O PREFEITO Zé Leite parece que perdeu de vez a noção

do ponderável. Na última semana, mandou à Câmara de Barbalha, um projeto que retira a cláusula de inalienabilidade de áreas doadas pelo Município. Na atual legislação, as áreas doadas ficam alienadas indefinidamente

ESCÂNDALO DAS VASSOURAS

Rebate

DONIZETE ARRUDA

O pirulito sumiu

MP e Polícia próximos de concluir inquérito

Quem achava que Zé Leite não gostava de criança, se enganou. Apesar da cara dura, é um homem sensível. Tanto que, em dezembro, autorizou cerca de R$ 5 mil para compra de pirulitos, balas e pipocas. O problema é que o prefeito pode continuar com a fama de insensível. Na cidade ou nas escolas, nenhuma criança se lembra de ter recebido as guloseimas. A nota foi empenhada e paga, claro, sem licitação. O valor permite. Agora, Madson Vagner o que as crianças de Barbalha querem saber é onde foram parar os doces. Apesar de não serem adeptos de doces, os vereadores da oposição querem saber o paradeiro da inquérito que invesmercadoria. E, vale salientar, parece que Zé Leite não conseguirá adoçar a boca dos tiga a compra superopositores. Eles prometem pronunciamento forte sobre o caso esta semana.

Serena Morais

O

GRAÇA COM O DINHEIRO DO POVO O prefeito Zé Leite parece que perdeu de vez a noção do ponderável. Na última semana, mandou à Câmara de Barbalha, um projeto que retira a cláusula de inalienabilidade de áreas doadas pelo Município. Na atual legislação, as áreas doadas ficam alienadas indefinidamente. O empresário é apenas um fiel depositário do patrimônio do povo. Com o atual projeto, Zé Leite, quer desalienar as áreas depois de três anos da doação. Sua base na Câmara Municipal, corretamente, se recusou a aprovar o projeto.

Quem é o padrinho da marmota

Derrotado em suas pretensões, o prefeito Zé Leite retirou o projeto para uma nova rodada de negociação. Dentro da administração de Barbalha, o maior interessado na aprovação dessa matéria é o procurador-adjunto Roberto Rui. Ele está sendo acusado pelos vereadores da oposição de bancar o projeto por ser genro de um empresário que ganhou uma acentuada gleba de terra na Avenida Leão Sampaio, em 2011. O detalhe: o projeto é retroativo e o empresário incorporaria o terreno da doação por empréstimo ao seu patrimônio. Roberto Rui nega ter interesse pessoal nesse assunto e rebate a oposição, acusando-a de querer desgastar a imagem do prefeito. Já Zé Leite, indiferente ao que falam de suas vantagens nada republicanas para viabilizar essa lei municipal, afirmou que enviará, novamente, o projeto à Câmara. O Ministério Público irá contestá-la, se aprovada.

Diretor insatisfeito com grana

Quem não está nada satisfeito com sua remuneração é o diretor do Demutran de Juazeiro, Gesualdo Moura. Mesmo com toda a responsabilidade do órgão concentrada em sua pessoa, o diretor recebe salário como ocupante de cargo do quarto escalão (DAS 4). No contracheque, vem a quantia de pouco mais de R$ 2.500,00. Chateado com essa situação, recorreu a alguns vereadores da base aliada para intervirem junto ao prefeito Raimundo Macedo. Gesualdo argumenta que merece ser, pelo menos, ocupante de um cargo do segundo escalão. Apesar da promessa dos vereadores nada foi resolvido. Indignado, veio o troco: Gesualdo começou a recusar os pedidos dos vereadores. A resposta foi imediata. Os governistas da base de Raimundão montaram uma frente para pedir a cabeça do diretor do Demutran, que sustenta não temer sua demissão. Mas, Gesualdo garante que não abre. E só atenderá aos pedidos, agora, com ordem direta de Raimundão. Com isso, cultivou muitos inimigos na Câmara de Juazeiro.

Novo líder sendo procurado

O líder do prefeito Raimundo Macedo, sargento Nivaldo, quer deixar a liderança. Está insatisfeito. Os motivos já foram expostos a Raimundão que, em passado recente, o demoveu de sair temporariamente. Ocorre que as promessas assumidas não foram cumpridas e, dessa vez, sargento Nivaldo está decidido a sair. Deve entregar o cargo esta semana. Quem está cotado para o lugar é o vereador Danty Benedito, preferido entre os colegas e que, na prática, articula como se líder já fosse. Raimundão prefere Gledson Bezerra na liderança. Sargento Nivaldo sai por se sentir desprestigiado pela administração municipal.

Normando é exemplo no Cariri

Sob intensa fiscalização do MP, a Câmara de Juazeiro começa a dar sinais de que irá retomar suas atividades e exercerá, na prática, sua função de agente fiscalizador. Não era sem tempo. A iniciativa partiu do vereador Normando Sóracles, com a promessa de respaldo presidente Capitão Vieira. Essa mudança tem obtido um resultado satisfatório junto à sociedade. Com forte atuação, Normando tem acompanhado e fiscalizado as ações administrativas, como a que aconteceu na entrega de carnes em uma escola da rede municipal. Esse trabalho mostrou eficácia.

Desvio de 200 quilos por tonelada

Normando constatou uma diferença de, aproximadamente, 20% inferior ao valor declarado na etiqueta. A denúncia foi apresentada na tribuna da Câmara e os prejuízos começam a ser aferidos. O dinheiro do povo está sendo pago corretamente ao fornecedor, que estava desviando o produto da administração de Juazeiro. A mercadoria entregue apresentava um desvio padrão superior a 200 quilos por tonelada. Normando solicitou à presidência da Câmara que seja encaminhado ao Poder Executivo solicitação de todos os pagamentos realizados à empresa e a quantidade declarada em nota, que foi entregue na rede municipal de ensino.Exigirá a devolução dos recursos recebidos a mais. O trabalho de Normando Sóracles deu frutos. Que seja seguido por outros vereadores e câmaras no Cariri.

MP apresenta denúncia

Os promotores Lucas Azevedo e Raimundo Parente ingressaram com a ação principal onde investigam a denúncia de extorsão ao ex-prefeito Samuel Araripe. A denúncia foi protocolada na 1ª Vara, que tem como titular o juiz José Batista de Andrade. Durante coletiva de imprensa do MP, o promotor Lucas Azevedo informou que o ex-prefeito Samuel Araripe também está sendo investigado por suposta tentativa de compra de votos.

DISSE ME DISSE MP solicitou o afastamento do vereador Zé de Amélia Júnior. Por um período de 180 dias. Outras 27 pessoas estão sendo investigadas. Vereador Thiago Esmeraldo indo à Justiça para que Samuel Araripe declare nominalmente quem são os vereadores que tentaram extorqui-lo. A pratica de ameaças a radialistas no Cariri não cessou. Desta vez, o intimidado foi o radialista Adriano Duarte, da rádio Tempo FM. Em uma ligação, Adriano Duarte era ameaçado de morte se continuasse a cobrir as sessões da Câmara do Crato. O sigilo telefônico foi quebrado e o número do ameaçador entregue às autoridades. O senador Eunício Oliveira mostrou compromisso com o desenvolvimento do Cariri ao aproveitar a viagem da presidente Dilma para resolver a questão da ampliação do aeroporto. A provável desincompatibilização do governador Cid Gomes, para que o irmão Ciro Gomes seja candidato ao Senado, faz com que cresçam as chances do deputado Camilo Santana saia candidato a vice-governador. Deputado José Guimarães avisou ao governador Cid que o PT não abre mão da vaga de senador. E Guimarães é o candidato. Desculpe a ignorância, prefeito Zé Leite onde foram parar os pirulitos comprados pela sua administração?

faturada de material de limpeza, expediente e cozinha, pela Câmara de Juazeiro do Norte, conhecido como escândalo das vassouras, está em fase de conclusão. A informação foi passada pelo delegado da Polícia Civil, Ronald Botelho de Queiroz, responsável pelo caso. Segundo o delegado, integrante da Delegacia de Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas, com sede em Fortaleza, para concluir o inquérito, está aguardando apenas as respostas das quebras de sigilo telefônico e bancário de todos os envolvidos na denúncia. Sobre o material apreendido, Ronald observou que ainda espera o laudo da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). “Entre o material, estão os computadores e os documentos enviados à Pefoce. É imprescindível que tenhamos os resultados desses laudos e dos relatórios do Banco Central (sigilos bancário) para finalizar o inquérito”, disse Ronald Botelho, ressaltando que após o recebimento das solicitações, a sociedade de Juazeiro terá uma resposta sobre o Caso das Vassouras. O inquérito, aberto pela Delegacia de Polícia Civil de Juazeiro, após a operação “A Faxina”, acabou sendo transferido para Fortaleza, pelo delegado Osmar Berto, ainda em novembro de 2013. Para a transferência, o delegado alegou falta de estrutura e o excesso de atividades. Botelho foi nomeado para presidir o inquérito, pelo Secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Servilho Paiva, e o De-

VEREADORES solicitaram o retorno do material recolhido durante a Operação A Faxina

legado Geral de Polícia Civil, Andrade Júnior. Os resultados das investigações da Polícia Civil, com cópias de todos os documentos, estão sendo enviados ao representante do Ministério Público do Estado (MPCE), responsável pelo acompanhamento junto ao judiciário. O MP-CE, que também investiga o caso, requisitou, em janeiro deste ano, novas diligências para concluir suas as investigações. Procurado pela reportagem do Jornal do Cariri, o promotor Lucas Azevedo, que acompanha o caso, não quis se pronunciar, alegando que a investigação corre em segredo de justiça. O promotor disse, apenas, que o M-CE espera o resultado das diligências e deve se pronunciar em breve.

Retorno do material

Sofrendo com a falta dos materiais de expediente, limpeza e alimentos, os vereadores da Câmara de Juazeiro do Norte decidiram, na última semana, re-

agir, segundo eles, à lentidão com que a justiça trata o caso. Na sessão de terça-feira (18), foi formada uma comissão para percorrer a Polícia Civil, Fórum e o depósito onde está estocada a mercadoria. Na sessão de quinta-feira (20), os vereadores relataram o resultado das visitas. Os parlamentares acabaram não obtendo respostas da justiça, já que a juíza autora da ordem judicial, Ana Raquel Colares, está de férias e só retorna as atividades no próximo mês. O material está estocado em um galpão cedido à justiça por um empresário local. Os vereadores Tarso Magno (PR) e Adauto Araújo (PSC) foram ao depósito e observaram más condições de estocagem. Os parlamentares destacaram que o empresário já coloca a possibilidade de pedir a desocupação do galpão. O presidente da Câmara, vereador Capitão Vieira (PTN), disse esperar o re-

AEROPORTO REGIONAL DO CARIRI

Eunício anuncia verba para desapropriações O senador Eunício Oliveira (PMDB) anunciou mais um passo rumo à liberação dos recursos para desapropriações do entorno do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. A confirmação veio em entrevista ao programa de rádio Ceará News, após a visita da presidenta Dilma Rousseff à Fortaleza, na semana passada. Segundo a Infraero, o dinheiro tinha sido contingenciado. O anúncio gerou polêmica entre políticos e lideranças do Cariri, que iniciaram uma série de mobilizações. No auge da crise, desencadeada em fevereiro último, Eunício Oliveira foi recebido pelo ministro da Aviação Civil, Moreira Franco (PMDB-RJ), para tratar do assunto e saiu da reunião com a promessa de disponibilização do recurso. Na época, o senador destacou que faltavam apenas os prazos para a liberação, mas já tranquilizava a população do Cariri sobre a volta dos

SENADOR Eunício Oliveira (PMDB)

recursos. No dia 15 de março, durante o encontro do PMDB em Croatá, em entrevista à uma cadeia de rádios, Eunício projetou que o assunto seria tratado com a presidente Dilma, durante sua estadia no Ceará. No dia 19, Eunício foi um

dos convidados a integrar a comitiva presidenciale apresentou a reivindicação. Segundo ele, Dilma ligou para o ministro Moreira Franco e para ministra do Planejamento, Miriam Belchior, autorizando a liberação do dinheiro. Segundo o senador, antes de embarcar para Belém, a presidente confirmou a autorização. A verba de R$ 15,8 milhões será destinada às desapropriações de uma área de 486 mil m², destinada à ampliação do terminal de passageiros e novos estacionamentos de aeronaves e veículos. O dinheiro será repassado à Infraero, que efetuará os depósitos judiciais às 292 famílias. Sobre o prazo para os depósitos, o Juiz da 16ª Vara Federal, José Eduardo de Melo Vilar Filho, prorrogou por mais 60 dias. O senador anunciou, também, a liberação de recursos para obras de abastecimento d’água no Ceará, incluindo a adutora de Caririaçu.

torno da juíza Ana Raquel para solicitar o ressarcimento do material, a fim de evitar mais custos ao erário público. “Estamos relutando em fazer nova licitação para aquisição do material. Tudo que foi apreendido já foi periciado e, portanto, não existe motivo para manter o material sobe o poder da justiça,” disse Capitão Vieira.

Mais denúncias

O Ministério Público denunciou, na última sexta-feira (21), supostas irregularidades em compras efetuadas na gestão do ex-presidente José de Amélia Júnior, entre 2009 e 2012. Uma ação de improbidade administrativa foi ajuizada, no último dia 18, para apurar irregularidades em compras e licitações. De acordo com o MP, o ex-presidente da Câmara e mais 27 pessoas são suspeitos de direcionar licitações e superfaturar compras e serviços.

Leia rápido A vereadora Nágila Rolim (PSD) encaminhou requerimento à Câmara Municipal de Crato pedindo mudança na carga horária dos servidores de todas as repartições públicas do Município. Ela sugere que seja reduzido o expediente de oito para seis horas corridas. A matéria está sendo analisada pelos edis.

O vereador Fernando Brasil (PSB), licenciado para ocupar um cargo na administração do prefeito Ronaldo Mattos, foi remanejado para ocupar a presidência da Fundação J de Figueiredo Filho, com um salário de pouco mais de dois mil reais. Ele foi substituído, na Câmara, por Renan Almeida (PSB), desde a semana passada.

Alegando falta de tempo para tratar de assuntos pessoais, o vereador Nivaldo Cabral (DEM) insiste na entrega de seu cargo como líder de governo na Câmara de Juazeiro do Norte. Semana passada, Raimundão já havia ouvido as reclamações do vereador, mas conseguiu reverter à situação.


4

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

Política

RAIMUNDÃO solicita desapropriação de terreno para construir hospital municipal

EXTORSÃO NO CRATO

Chapada MADSON VAGNER

Prefeitos do Cariri com Dilma

Os prefeitos do Cariri aproveitaram a visita da presidente Dilma Rousseff ao Ceará, para se aproximarem da chefe maior do Estado. Em Fortaleza, vários gestores receberam máquinas pesadas e caminhões pipa. Tudo disponibilizado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Prefeitos como João Marcos, de Caririaçu, e Gudy, de Granjeiro, destacaram o encontro em suas notícias institucionais. Gudy descreveu o encontro com a presidente como algo inédito a um prefeito de Granjeiro. Foram, ao todo, 172 máquinas distribuídas às prefeituras do Ceará. Dilma também inaugurou um dos trechos do Eixão das Águas, o que motivou João Marcos a cobrar os recursos para adutora de Caririaçu. A resposta é que vai sair.

E a festa continuou...

Depois do encontro com a presidente, foi a vez dos prefeitos terem um momento com o governador Cid Gomes. Zé Leite (Barbalha), Tardiny Pinheiro (Missão Velha) e Samuel Freire (Assaré), representando todas as administrações do Cariri, receberam das mãos do governador 35 novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No Cariri, foram contemplados 20 municípios pertencentes ao Pólo III e entregues quatro UTI’s móveis e 31 unidades de suporte básico, que devem beneficiar 1,5 milhão de habitantes. Os prefeitos foram acompanhados pelos deputados estaduais Camilo Santana (PT) e Sineval Roque (PROS), além do presidente da Assembleia, deputado Zezinho Albuquerque (Pros).

PREFEITO CONFRONTA CÂMARA

Há poucos dias, o prefeito de Farias Brito, Vandevelder Francelino (PCdoB), usou a tribuna da Câmara para agredir, verbalmente, o vereador Nael Gomes (PSB). O parlamentar vinha questionado o aumento de 13 produtos adquiridos pela administração em 2014. Vandevelder não respondeu às perguntas e chamou o vereador de infantil. O prefeito não permitiu questionamentos e se retirou, deixando todos a ver navios. Para Nael, o gestor deve voltar à Casa e explicar os R$ 41 mil de diferença nos produtos, de um ano para outro. O vereador avaliou a atitude de Vandevelder como desrespeitosa. Para ele, a Câmara perdeu a moral e o prefeito o senso do ridículo. Palavras fortes para uma atitude impensada. Ainda vai dar o que falar!

O nervosismo de Vandevelder

Corre nos bastidores da política de Farias Brito que o motivo do nervosismo do prefeito Vandevelder é a impossibilidade de sua candidatura a deputado estadual. Ele tem o sonho de militar da Assembleia Legislativa. Por isso, teria colocado sua esposa como vice-prefeita. O plano era perfeito, mas a pouca diferença nas urnas, registrada nas últimas eleições municipais, enfraqueceu a pretensão. Além disso, os vários problemas administrativos impedem Vandevelder de se articular junto a outros colégios eleitorais. Não se pode esquecer, ainda, que Vandevelder está no PCdoB, um partido pragmático e que elege, apenas, quem interessa à direção estadual. Vandevelder é remanescente do PSDB e está longe de ter a confiança dos caciques comunistas.

Visita de peso em Mauriti

Quem visitou a Câmara de Mauriti, na última semana, foi o diretor do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFCT) de Sousa (PB), Francisco Sucupira. Durante a visita, o diretor destacou a forte presença dos alunos de Mauriti na escola. Segundo dados do IFCT, na atualidade, 60 jovens estão matriculados na unidade de ensino federal. Os alunos são deslocados até Sousa pelo transporte público disponibilizado pela prefeitura. O diretor agradeceu a confiança do Município ao enviar os alunos e propôs uma parceria entre Prefeitura, Câmara e IFCT, nas áreas de educação, cultura, esporte, pesquisa e extensão. O presidente Mano Morais falou do compromisso da Casa com a educação e destacou a viabilidade para a parceria. Tudo que venha somar para a educação deve ser bem vindo!

Comunidades querem prioridade

Vários representantes de comunidades rurais e associações de moradores de Caririaçu procuraram o prefeito João Marcos (PMDB) para aproximar, segundo eles, o debate entre a administração e as comunidades. João Marcos recebeu os lideres em seu gabinete, acompanhado dos secretários Bosco Machado (Desenvolvimento Agrário) e Aparecida Pereira (Habitação). Os três ouviram as demandas das comunidades e a cobrança por mais valorização e a necessidade de fortalecimento dessas comunidades. O prefeito disse que o debate iria fortalecer a relação entre comunidades e administração. Sobre as demandas, João Marcos assegurou que, junto com sua equipe, vai procurar as soluções para os problemas enfrentados pela população ali representada. É esperar para ver os resultados na prática!

Enquanto isso... ...O município de Milagres realizou a 2ª Conferência Municipal de Proteção e Defesa Civil. O evento, que aconteceu na sexta-feira (21), destacou a apresentação da Campanha Cidades Resilientes e discutiu os riscos de desastres naturais e a integração das políticas públicas de Defesa Civil. Debater é sempre bom para prevenir! ... O ex-prefeito de Assaré, Benjamim Oliveira, em resposta a possibilidade de racha na eleição desse ano, entre ele e o prefeito petista Samuel Freire, disse que os dois são aliados e irão continuar assim. Segundo comentou, o grupo deve votar no candidato de Oliveira a estadual e no candidato de Samuel a federal. Uma boa saída, mas... ... Em Santana do Cariri, muita gente ainda tenta entender a notícia veiculada nas ruas de que o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) teria relatado que as compras exorbitantes de colorau estão dentro da lei. A população espera uma comunicação oficial sobre o caso. Eles merecem a explicação.

Defesa desafia MP a apresentar provas Dihelson Mendonça

Madson Vagner

O

s advogados Leopoldo Martins e Daniel Maia, que defendem o prefeito do Crato, Ronaldo Mattos, no processo que investiga denúncias de extorsão para aprovar as contas do ex-prefeito Samuel Araripe, desafiaram os representantes do Ministério Público, Raimundo Parente e Lucas Azevedo, a apresentarem provas que remetam à participação do gestor cratense no caso. “Quero apenas uma prova, não mais que isso, sobre o envolvimento do prefeito no caso”, indagou Daniel Maia. A reação dos advogados de defesa veio após o anúncio, pelos representantes do MP, do encaminhamento da ação principal do processo, durante entrevista coletiva, na última semana. A decisão dos promotores vai de encontro à decisão do juiz da 1ª Vara Cível, José Batista de Andrade, que determinou a cassação de todas as medidas liminares e o arquivamento do processo. Para o advogado Daniel Maia, o MP-CE está sendo usado pelo ex-prefeito Samuel Araripe, num processo sem provas e de caráter estritamente político. “A ação tem caráter político. Tanto que as denúncias contra o ex-prefeito Samuel Araripe não saem do canto. Enquanto isso, as denúncias contra o atual prefeito andam a passos largos”, disse o advogado. Segundo Leopoldo Mar-

Samuel investigado

PROMOTORES do Crato, Lucas Azevedo e Raimundo Parente

tins, a ação é fruto de muita pirotecnia inquisitorial. “Além de não ter provas materiais contra os acusados, os promotores agem de forma precipitada. Eles consideram imprescindível o resultado da quebra de sigilo bancário, no entanto entraram com a ação principal, sem o resultado do julgamento dos embargos para ter acesso aos documentos. Isso é estranho”, disse Leopoldo Martins. Para ele, o Ministério Público é um órgão imprescindível e sério, “mas, infelizmente, nesse caso particular do Crato, está se estribando”. “Se baseando numa denúncia de um adversário político que tem interesses eleitoreiros, com a finalidade de obter proveito para anular uma votação legítima da Câmara do Crato”

MP quer investigar A ação encaminhada ao juiz da 1ª Vara Cível do Crato, José Batista de Andrade, denúncia o prefeito Ronaldo Mattos (PMDB), o secretário de Governo, Rafael Branco, além de nove vereadores e mais os empresários Laércio e Rivaildo Teles (Grupo Gentil), por improbidade, extorsão e compra de votos para desaprovar contas de governo do ex-prefeito. Sobre as provas materiais contra os denunciados, o promotor Raimundo Parente afirmou, apenas, que elas existem e destacou que ainda é necessário o acesso aos dados bancários, o qual considerou uma prova material importante. “A prova principal é

Ainda durante a coletiva, o promotor Lucas Azevedo declarou que o ex-prefeito Samuel Araripe também está sendo investigado. O ex-gestor é acusado de tentativa de compra de votos para aprovar as contas de gestão, na Câmara. Segundo o promotor, a diferença é que essa é uma ação criminal. Sobre a denúncia, o vereador Luciano Saraiva (PSL) acusou o vereador Amadeu de Freitas (PT) de ter recebido a quantia de R$ 100 mil para votar a favor das contas de Samuel Araripe. Segundo o promotor Raimundo Parente, o ex-prefeito enfrenta, ao todo, oito investigações encaminhadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). “Todas as denúncias estão sendo investigadas e, se for o caso, vamos entrar com ações, tal qual fizemos hoje”, ressaltou Raimundo Parente. Além da tentativa de compra de votos, Samuel é investigado por desvio de cerca de R$ 40 milhões durante sua gestão. Raimundo Parente ressaltou que espera do TCM documentos referentes à análise de contas da antiga gestão, para ter mais elementos para entrar com a ação.

Leia rápido

JUAZEIRO

Prefeito negocia terreno para construir hospital municipal Amanda Salustiano O projeto de construção do Hospital Municipal pode ser iniciado ainda este ano. Conforme o novo secretário de Saúde de Juazeiro, Plácido Basílio, o prefeito Raimundo Macedo esteve em Fortaleza negociando a desapropriação de um terreno, na cidade, para a construção do Hospital Municipal, além de solicitar incentivo financeiro para a obra à Secretaria de Saúde do Estado e Ministério da Saúde. Ele afirma que, após a liberação do recurso, a unidade será concluída em até dois anos. O secretário informou que, atualmente, a Prefeitura está custeando cerca de R$ 600 mil, mensalmente, com exames laboratoriais e de especialidades. Mas, segundo ele, com a construção do Hospital, esse valor será reduzido consideravelmente. Além disso, Plácido explicou a demora na realização do empreendimento, que foi promessa de Campanha do prefeito Raimundão. “A dificuldade era encontrar um local apropriado, tendo em vista a necessidade de uma boa topografia e acesso. A partir disso, o prefeito já está em negociação com a CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), localizada entre o município e Crato”, diz. Com a iniciativa, a cida-

o sigilo bancário. Vamos atrás dele”, disse Raimundo Parente, ressaltando que impetrou um Embargo de Declaração solicitando os documentos.

CONSTRUÇÃO do hospital municipal é promessa de campanha de Raimundão

de passaria a ter três leitos hospitalares, compostos pelo São Lucas (ginecológico e obstetrício), Maria Amélia (pediátrico) e o novo (de atendimento geral). Além destes, 29 postos de atenção básica (PSFs), um centro de atendimento ambulatorial (Tasso Jereissati) e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24H.

Alta demanda

Quem depende do Sistema Público de Saúde no município de Juazeiro sabe das dificuldades encontradas nestes centros. A superlotação no Hospital Regional do Cariri (HCR) e a frequente falta de médicos nos postos de atenção básica estão entre

os principais problemas para quem procura atendimento clínico. Mas, conforme o novo secretário municipal de Saúde, Plácido Basílio, Com a construção do HRC, há quase dois anos, para atender demandas de média e alta complexidade, houve a superlotação da unidade, com atendimentos primários que deveriam ser ofertados em centros de saúde do município. Para a dona de casa Ilda Bastos, a situação é delicada. “Quem procura o Regional é obrigado a esperar horas para ser atendido. A gente chega com um problema simples e fica com um grave, só por conta da demora no atendimento”, conta.

A prefeitura de Santana do Cariri realizou, na última terça-feira (18), ação itinerante no distrito do Brejo Grande. Foram promovidas diversas atividades nas áreas da Saúde, como exame de sangue, aferição de pressão arterial, atualização vacinal, distribuição de preservativos e teste de glicemia, em parceria com os setores da Educação, Assistência Social, Cultura, Esporte e Turismo e Agricultura. A Comarca de Crato firmou convênio de cooperação técnica com a Universidade Regional do Cariri (Urca) para implantar Núcleo Permanente de Conciliação no Fórum Hermes Parahyba, beneficiando todas as varas cíveis. Para o diretor do Fórum, juiz José Flávio Bezerra Morais, a ideia é facilitar a solução de conflitos judiciais e reduzir as demandas de processos na comarca. Na Câmara de Vereadores de Barbalha, um projeto de lei instituiu o Dia Municipal contra o câncer feminino. O autor da matéria, Bosco Vidal (PR), diz que é necessário que todas as trabalhadoras de empresas públicas e privadas, além das que realizam trabalhos domésticos, tenham um dia por ano para realizar o exame de prevenção contra a doença. A cidade de Várzea Alegre será contemplada com uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O prefeito Vanderlei Freire se reuniu com o deputado federal e ex-secretário de Saúde do Estado, João Ananias (PC do B), com representantes da secretaria municipal de saúde e do Hospital São Raimundo, para discutir melhorias para a saúde do município.


s u o

5

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

Metropolitana

COMUNIDADES da zona

rural de Barbalha reclamam da paralisação de obras em estradas do município

ZONA RURAL DE BARBALHA

Comunidades se unem para pedir pavimentação Serena Morais

Samylla Alves

A

, s comunidades o Barro Vermelho e o Baixio dos Cordas, á cansadas de esperar pela - conclusão da pavimentae ção nas localidades, foram - até a câmara de vereadores a de Barbalha solicitar expli- cações sobre a paralisação é das obras. O secretário de a Infraestrutura de Barba- lha, Roberto Grangeiro, o informou que os trabalhos s devem continuar após a - quadra chuvosa. A professora Lauzidete - de Oliveira Leite, moradora do Barro Vermelho r conta que a reivindicação - é antiga. “Há muitos anos, o a gente já vinha lutando s pelo calçamento na nossa s comunidade. Em janeiro do s o , TESE DE DOUTORADO l u

LAMA E BURACOS dificultam a passagem de carros na estrada que dá acesso ao Barro Vermelho

ano passado, conseguimos verba para o calçamento e

a obra foi iniciada, mas a obra parou em setembro e

a gente continuou no sofrimento”, diz Lauzidete.

Dona Francisca Elma, que mora do Baixio dos

Cordas e diariamente precisa utilizar a estrada para ir ao trabalho, fala dos prejuízos por conta da estrada. “Todo dia, tenho que sair cedo de casa. Meu carro é pequeno e só tenho como andar bem devagar. Já tive prejuízo de mais de R$400,00. Não tem condições”, desabafa Francisca. De acordo com Roberto Grangeiro, secretário de infraestrutura de Barbalha, foi feito o destrato com a empresa responsável pela obra e uma nova licitação já foi feita para realizar o trabalho de drenagem. O secretário informou, ainda, que também será realizada nova licitação para pavimentação no local. Segundo ele, os trabalhos deverão ser iniciados após a quadra chuvosa.

Livro discute influências teológicas sobre direito penal

e é e o s r r

Resultado de sua tese de doutorado, o novo livro do professor Reno Feitosa, titular do Curso de Direito da Universidade Regional do Cariri (Urca), debate sobre a culpabilidade jurídico-penal. O trabalho tem como objetivo fazer uma análise histórica do desenvolvimento da ideia de culpa na civilização ocidental como um fenômeno não só teológico, mas jurídico, sociológico e político. Ao refletir sobre a ideia de culpa, Reno Feitosa narra que o arca-

bouço jurídico atualmente é fruto de uma herança criada e deixada pela Igreja Católica. Para o professor, a ideia central da Igreja foi a de ocupar os espaços políticos, administrativos e filosóficos deixados pelo Império Romano. A defesa que faz em seu novo trabalho é a de que a religião foi utilizada para a formatação do pensamento jurídico e as leis. Como menciona, a própria estrutura do Estado Democrático atual é formada por Executivo, Legisla-

tivo e Judiciário, baseado nos três poderes que lembram a Trindade Sagrada, composta pelo Pai, Filho e Espírito Santo. “O que temos que entender é o seguinte: a teologia católica, durante um bom tempo, disse que a culpa é própria da condição humana em virtude do pecado original. A tese de Reno é que, efetivamente, o direito penal se distancie do conceito teológico. Para ele, seria importante que a sociedade tomasse consciência

de que o fundamento do sistema jurídico é a Constituição, e não a Bíblia, e que o poder emana não de Deus, mas do povo. Conforme o professor, a culpa de cada indivíduo deve ser avaliada dentro de um contexto social, e não à luz do livre arbítrio ou de qualquer outro sentimento ou ideia religiosa. Ele conclui falando que, além de tomar consciência, é preciso um amplo debate sobre a questão, mostrando que o tema está muito longe de se esgotar.

LIVRO de Reno Feitosa trata sobre culpabilidade jurídico-penal


6

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

Metropolitana

BANCOS receberão comitiva para fiscalizar demora no atendimento

PERÍODO DE DEFESO

Pescadores recebem seguro desemprego durante defeso Wilson Rodrigues

O

s pescadores do Cariri estão recebendo o seguro desemprego, no valor de R$ 2.172, referentes ao período de defeso, que vai de janeiro a abril deste ano. O beneficio é pago pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), por intermédio do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (Sine-IDT), ao trabalhador que comprovar o exercício da profissão como única atividade economia. A expectativa é que, com os pagamentos, seja injetado, somente na economia local, mais de R$ 200 mil. Ano passado, em todo o Estado, foram mais R$ 40 milhões. Em média, 132 pescadores de sete municípios da Região estão habilitados no programa do seguro desemprego para pescadores. Em Crato, há 35 trabalhadores cadastrados. Em Juazeiro do Norte existem 70, 80 em Caririaçu, 13 em Aurora, 50 no Barro, 39 em Campos Sales e 5 em Granjeiro. De acordo com as

autoridades policiais e judiciárias, os pescadores estão sob vigilância absoluta e quem for pego pescando, nesse período, responderá ações na justiça. O gerente regional da Piracema, Eduardo Junior, disse que o número de pescadores profissionais do Ceará havia aumentando de 3.454 para 5 mil, entre 2007 e 2013. Mas ele acredita que a tendência será a redução no número, por conta das dificuldades enfrentadas pela categoria, entre as quais, a baixa dos açudes verificada nos últimos meses. Além disso, o coordenador da Câmara Técnica de Pesca da Sub Bacia Hidrográfica do Rio Salgado, o engenheiro de pesca Erisvaldo de Figueiredo, estima que nos 32 municípios que compõe o Cariri, o consumo de peixes está entre 80 a 100 toneladas. “A produção aqui ainda é muito pequena para atender o mercado regional. Mas a cadeia produtiva local está melhorando com a integração de reservatórios e implantação de novos projetos”, completa.

PESCADORES devem receber um seguro de R$ 2.172,00 no período de defeso, que começou em janeiro e termina em 30 de abril

FILA EM ATENDIMENTOS BANCÁRIOS

Vereadores cobram fiscalização de agências Chagas Lima O vereador Normando Sóracles (PSL) reclamou dos serviços prestados nas agências bancárias de Juazeiro do Norte. De acordo com ele, os bancos infringem o tempo limite de espera, de até 15 minutos, deixando os clientes esperando pelo atendimento. Para o parlamentar, é preciso aumentar as fiscalizações nestes ambientes a fim de regularizar a situação. Segundo ele, a lei que determina o limite de espera dos clientes em filas está sendo desrespeitada pelos bancos locais. “Existe uma lei, sim. Mas me diga quando uma pessoa foi resolver um assunto num banco e levou apenas 15 minutos? Muito pelo contrário. Ao chegarem aos bancos, os clientes aguardam até qua-

Serena Morais

VEREADORES pretendem fiscalizar o tempo de atendimento que extrapola em agências bancárias de Juazeiro

tro horas para serem atendidos. Isso é desumano”, questiona. O vereador credita , ainda, a demora à escassez de funcionários nas instituições bancárias. “Tem banco que tem poucos funcionários caixas e os clientes perdem boa parte do dia enfrentando longas filas por causa da demora no atendimento. É um verdadeiro descaso”, diz Normando. Para o político, as instituições financeiras lucram e podem aumentar seu efetivo para uma melhor prestação de serviço aos seus clientes. O vereador Gledson Bezerra (PTB) concorda com Normando e confirma as indagações do par. “Lamentavelmente, eles não contratam mais funcionários e não investem em segurança adequada. Os serviços que oferecem à população são

de péssima qualidade, quase sem exceção”, ressalta. Para os vereadores, a solução será a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal, juntamente com o Setor de Arrecadação do Município, interpelar as agências bancárias. “É preciso fiscalizar. A mesma lei que regulamenta o tempo de 15 minutos para o cliente ser atendido prevê multa quando esse tempo não é respeitado. Também exige a instalação de banheiros adequados, saídas de emergência em perfeitas condições, entre outros itens. Quando o poder público cobrar a execução da legislação que já está vigente, acredito que as agências bancárias vão se sensibilizar. Se não por consciência própria, mas pela pressão do poder constituído”, defendem.

ACOMPANHAMENTO MÉDICO

Diagnóstico de doença rara pode levar 5 anos Joaquim Júnior Ainda pouco conhecidas até mesmo entre os profissionais da saúde, as doenças raras vêm ganhando espaço e incentivos em pesquisas e tratamentos ofertados aos pacientes do Cariri. Dezenas de portadores diagnosticados com tais enfermidades são tratadas na Região, que conta com incentivos privados e públicos para o acompanhamento médico. De acordo com a geneticista Erlane Ribeiro, uma recente pesquisa realizada no Brasil constatou que, entre o primei-

ro sintoma e o diagnóstico do médico, se leva, em média, cinco anos. Daí a necessidade, conforme ressalta, de profissionais tomarem conhecimento acerca das doenças raras, que acometem, em todo Brasil, cerca de 6% a 8% da população, o que representa entre 12 e 15 milhões de pessoas. Entre as atividades desempenhadas no Cariri, a atuação da Liga do Cariri de Genética (Licage), que funciona na Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte, é responsável pelo acompanhamento de pacientes do Crajubar e cidades vizinhas.

Segundo a presidente da Licage, Ada Maria, o propósito da Liga é participar da formação de generalistas, para que sejam capacitados em reconhecer um paciente com doença genética e encaminhá-lo ao tratamento, favorecendo o prognóstico, a atenção e o cuidado com o mesmo. No Cariri, entre tais doenças diagnosticadas, a mucopolissacaridose figura entre aquelas que possuem tratamento ofertado. A doença que, segundo Erlane, atinge uma criança em cada 100 mil pelo mundo, tem cerca de 500 casos evidenciados

pelo Brasil. Entre eles, o caso de Pérola Biró, que, prestes a completar 14 anos, segue em tratamento financiado pelo Governo e Município de Juazeiro do Norte. “Pérola tem uma vida de atividades como qualquer outra criança, só que dentro dos limites dela”, explica Irenilda da Silva, mãe da garota. Problemas de saúde como fígado e baço grandes, cifose lombar, dificuldades nos movimentos por conta das articulações, além de problemas vasculares, fazem parte do dia-a-dia de Pérola. “A medicação que ela toma é para manter, já que

a doença não tem cura. Deus dá sabedoria aos homens para eles decifrarem os enigmas da terra”, finaliza Irenilda, que se mantém esperançosa quanto à saúde da filha.

Política Nacional

Com a criação, por parte do Ministério da Saúde, da Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras, os portadores contam, agora, com mais um suporte em seu benefício. O Sistema Único de Saúde (SUS) incorporou 15 novos exames para diagnosticar doenças raras, credenciando

hospitais e instituições para o atendimento dos pacientes. Segundo o Ministério da Saúde, que utiliza o mesmo conceito do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), é considerada doença rara aquela que afeta até 65 pessoas em cada 100 mil indivíduos (1,3 para cada duas mil pessoas).

Serviços

Sistema de Informação sobre Agentes Teratogênicos e Doenças Genéticas Telefone: (88) 9681-6260 Segunda à sexta-feira, das 8 às 17 horas


-

7

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

HOMENAGEM AO POETA

RENATO E GLEICE

Pedro Bandeira indicado

Empresários comemoram

para Academia de Cordel

sucesso de empreendimento

3

2

1

Êxpo WALESKA MARROCOS waleskamarrocos@hotmail.com

(1)FELICIDADE O vovô coruja Gelmar Bezerra está comemorando a chegada do primeiro netinho, Vinicius Silva Bezerra. Ele é o primogênito de Ygor e Maria.

(2)INDO ÀS COMPRAS O jovem casal Joilma Nery e Carlos Pedro pronto para umas comprinhas no Cariri Garden Shopping.

(3)CASAL FASHION Os empresários Renato e Gleice Carvalho estão felizes com sua loja Jugley, especialista em lingerie, fitness e moda praia. De muito bom gosto!

5

4

6

(4)BELAS Membro de uma das famílias mais tradicionais do Crato, Tereza Abath (D) é bela por natureza. Sua filha Erika Abath herdou a beleza e a simpatia da mãe.

(5)CASAL 20 Christiano Siebra e Alyne Rocha completaram 17 anos de uma história feliz. Eles comemoraram com familiares e amigos a data especial.

(6)CUMPLICIDADE Valdemar Duarte e sua esposa Lireda de Alencar são exemplo de amor e cumplicidade. Parabéns!

VIOLA E CORDEL

Pedro Bandeira é convidado para Academia de Literatura

a e a , . - Joaquim Júnior aririense por corae ção, um dos canta. dores de viola mais o conceituados da região aca, ba de receber nova homem nagem pela sua trajetória e como poeta. Pedro Bandeira, natural da Paraíba, á foi indicado pela Academia e Brasileira de Literatura de o Cordel (ABLC) para ocupar r a cadeira número 35, que s tem como patrono Expedito - Sebastião da Silva. “Ela é hoje a agremiação cordelística mais conceituada do Brasil”, explica Pedro Bandeira, que segue seus trabalhos como poeta e continua, conforme citou, em frequente busca por aper-

Serena Morais

C

COM MAIS de 50 anos de carreira, Pedro Bandeira diz que segue feliz na profissão escolhida

feiçoamento pessoal. “Caprichei e procuro caprichar, cantar melhor que canto. Mas ainda não cheguei onde tenho vontade. Ainda hoje me esforço muito. Sempre fui muito esforçado”, ressalta Pedro. Neto de Manoel Galdino, influente cantador paraibano, foi ainda jovem que Pedro Bandeira resolveu se lançar na carreira do avô. Aos 17 anos, o rapaz que, quando criança, trabalhava na roça e já possuía paixão pela poesia, resolveu colocar sua viola nas costas e tentar a vida mundo afora, junto à profissão que havia herdado. “Comecei a cantar em 1955. Em 1960, eu já tinha cantado pelos sertões da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e

Pernambuco”, relembra. Após convite da Rádio Educadora do Crato, para fazer um programa de viola em parceria com o poeta João Alexandre, de Alagoas, Pedro se estabeleceu no Cariri. De lá para cá, criou mais de três mil cordéis, poemas, canções, livros, entre outros. A indicação para a cadeira na ABLC é uma forma de reconhecimento pelo trabalho de Pedro Bandeira durante sua trajetória como poeta, que já passa de meio século. “Eu cantei muito sobre natureza, mundo, fé, amor, saudade, vida familiar. Cantei sobre o vaqueiro e o operário, o flagelo da fome e as secas do sertão”, relata o cantador, que também atuou como advogado e professor.

o CELERIDADE PROCESSUAL

Semana do Júri reduz processos em Juazeiro e Crato

a o o e As comarcas do Poder a Judiciário de Juazeiro do a Norte e de Crato agenda0 ram mais 30 processos rea lacionados a crimes dolosos contra a vida (homicídios), em decorrência da I Semana Nacional do Júri. De acordo e com os órgãos, a iniciativa, - imprimida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), visa, por meio de um mu8 tirão, reduzir o estoque de ações judiciais, que estão em

aberto nos fóruns locais. Entre os julgamentos previstos na pauta, estão crimes ocorridos há mais de 10 anos. O juiz Mauro Feitosa, que está auxiliando os julgamentos no fórum Desembargador Juvêncio Santana, em Juazeiro do Norte, afirma que a Semana é apenas um marco inicial para uma força-tarefa, que se estenderá por mais de um mês. “Queremos desafogar as pra-

teleiras dos fóruns, que estão abarrotadas de processos antigos. Para tanto, estamos designando um processo por dia, tendo em vista a gravidade dos casos e a necessidade de um tempo maior para que o Júri entenda o funcionamento de um procedimento judicial”, ressalta. O promotor titular da 1ª Vara Criminal do fórum Desembargador Hermes Parahyba, em Crato, José de

Deus, diz que a meta é realizar mais de 18 julgamentos até o próximo 21 de abril. “Nós temos crimes bastante antigos, alguns ocorridos há mais de 10 anos. Na maioria deles, os réus ou já estão presos ou aguardam em liberdade. Tanto a família quanto a população querem uma solução da Justiça para os casos. Como os tribunais são abertos ao público é muito importan-

te a participação deste nos eventos”, afirma.

Crimes antigos

Entre os julgamentos realizados em decorrência da Semana Nacional do Júri estão os relativos aos assassinatos de Amarílio Pequeno e Dedé da Civil, em 20 de setembro de 2011, na Praça do Feijó, e Luis Felizeu Birô, o Luizinho, morto na recepção do Verde Vale

Lazer Hotel, em 14 de novembro de 2006, ambos ocorridos em Juazeiro. Já em Crato, segundo o promotor, está previsto o caso da acadêmica de medicina, Soraia Garcia Bezerra de Melo, e de seu namorado, o advogado Manoel Ferreira Almino de Lima, executados a tiro, no dia 2 de janeiro de 1989, tendo como um dos réus Daniel Benício de Sousa Filho.


8

REGIÃO DO CARIRI, DE 25 A 31 DE MARÇO DE 2014

Serena Morais

Toque de Primeira CÍCERO NICÁSSIO

CAMINHO O time do Barbalha é um dos favoritos a subir para a primeira divisão do Campeonato Cearense em 2015. Isso, graças ao trabalho de seu elenco, no qual alguns veteranos estão se destacando. Entre eles, o goleiro Valdo, que vem fechando o gol em todos os jogos, Lamar e Serginho, os responsáveis pelo equilíbrio do tricolor, e Cristóvão, que tem feito a pontuação necessária ao clube. Mas, o jovem treinador Washington Luiz sabe muito bem que o time precisará de reforços no hexagonal, pois serão pontos corridos, com jogos de ida e volta. Quem tiver elenco, chega. Quem não tiver, vai ficar pelo caminho.

RESPEITO A torcida do Icasa está ansiosa pelo fim do Campeonato Cearense, pois o time não está bem dentro do campo. Os últimos resultados fizeram com que os torcedores da Fúria Icasiana fossem cobrar dos jogadores mais empenho. A campanha do Verdão no hexagonal está abaixo da crítica e já passou da hora da diretoria do clube dar uma importância maior à essa disputa. É inadmissível que um time seja tratado como grande na Série B, mas não seja respeitado no Cearense. A torcida do Verdão merece.

TORCIDAS As torcidas do Icasa e do Guarani não têm nenhum motivo para comemorar e enaltecer suas equipes. Tanto o Verdão quanto o Leão não conseguiram vencer os dois grandes clubes do futebol cearense. O melhor resultado do Guarani foi o empate de 0 a 0, no Castelão, diante do Ceará. O Icasa empatou com o Fortaleza, também em 0 a 0, no Romeirão. É preocupante a situação dos dois clubes no Campeonato Cearense, principalmente porque seus torcedores estão fugindo até dos clássicos. Quem sabe onde está a saída para melhorar o futebol cearense, que nos mostre o caminho, urgentemente!

SÉRIE B O Icasa não pode incorrer, na Série B, no mesmo erro que vem cometendo no Campeonato Cearense. O treinador Tarcísio Pugliese tem menos de um mês para montar uma equipe para estrear contra a Ponte Preta, em Campinas, no próximo dia 19 de abril. Não concordo quando se fala que no futebol a primeira impressão é a que fica, principalmente quando o campeonato é longo. Serão 38 rodadas, com jogos de ida e de volta. O diretor de esporte do clube, André Turato, junto com a comissão técnica, tem a dura missão de formar um elenco capaz de manter o Verdão na Série B.

PISTA montada no estacionamento do Cariri Garden Shopping, em Juazeiro

AUTOMOBILISMO

Pista de Kart mistura velocidade e diversão Amanda Salustiano

O

s amantes da velocidade têm uma novidade emocionante até o dia 30 de março. Uma pista de Kart, de quase 300 metros, está montada no estacionamento do Cariri Garden Shopping, em Juazeiro do Norte, para receber amadores e profissionais que gostam de manobras radicais nos pequenos e rápidos carrinhos. Para os fãs do esporte, a modalidade é uma oportunidade para experimentar um pouco da adrenalina sentida pelos pilotos profissionais. O gerente de marketing do shopping, Eduardo Duffles, explica que, antes de começarem as corridas, sempre são realizadas as manutenções nos carros. Os pneus são verificados e o veículo abastecido. Tudo para garantir uma disputa divertida e segura. Além destes cuidados, a segu-

rança dos participantes, com o uso de capacetes, não pode ser dispensada. Para o advogado Rodrigo Nascimento, a modalidade é uma oportunidade para os apaixonados por automobilismo. “Eu sempre acompanhei corridas com os grandes nomes, como Emerson Fittipaldi e Ayrton Senna. Agora, senti um pouco da emoção desses pilotos profissionais. A descarga de adrenalina proporcionada pela velocidade é viciante. Faz os batimentos acelerarem e nos coloca em uma situação em que aprimoramos a concentração de vez”, relata. Para participar da modalidade, os pilotos precisam obedecer a algumas regras, como evitar bater os carros entre si e realizar ultrapassagens. O funcionamento da Pista de Kart acontece todos os dias da semana, a partir das 15h.

XADREZ Serena Morais

n SEGURANÇA ELETRÔNICA

n ZELADORIA

n PORTARIA

n TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS

Travessa Slino Duda, 59 - Bairro Santa Teresa - Juazeiro do Norte - CE

Peça já seu orçamento sem compromisso

O periódico do Cariri independente

88 3511.2457

AGILIDADE e muita concentração são necessárias durante os torneios

Campeonatos incentivam prática de xadrez no Cariri Joaquim Júnior Um esporte que alia concentração e inteligência, onde os oponentes estudam cada movimento em busca do xeque-mate. Com origens milenares, a prática do xadrez na região do Cariri vem se consolidando, graças à criação de clubes e projetos voltados para sua propagação. O Clube Juazeirense de Xadrez, com quase dez anos desde que foi fundado, se mantém entre aqueles que obtêm resultados positivos em todo Ceará e Nordeste. Segundo Roberto Oliveira, fundador do Clube, os incentivos ao esporte partem, primeiramente, de Projetos Educacionais, assim como do Ministério do Esporte ou do

Ministério da Educação. Nos últimos anos, o Clube já recebeu reconhecimento com premiações de Campeão Brasileiro Sub-14, em 2012 e Vice-Campeão Cearense de 2013, assim como de Tetracampeã Cearense Absoluta. “Para alguns de nós, o xadrez é uma arte. Para a maioria, é uma ciência”, explica Roberto.

Festival de Xadrez

Uma parceria entre o Clube Juazeirense de Xadrez e Cariri Garden Shopping promoveu, no último final de semana, o Festival Padre Cícero de Xadrez. Atividades como oficina de arbitragem, torneio relâmpago e torneio profissional foram oferecidos aos amantes do esporte e reuniu mais de 70 jogadores.


Jornal do Cariri - 25 a 31 de março de 2014.