Issuu on Google+

antonina do norte TCM faz devassa e aponta irresponsabilidade na gestão de Antônio Filho política | pág. 3

jiu-jitsu Mestre Carlos Manimal realiza seminário no Cariri

mobilidade reduzida Vereador discute e cobra acessibilidade em Barbalha

APITO | pág. 12

POLÍTICA | pág. 4

www.jornaldocariri.com.br

O periódico do Cariri independente

De 10 a 16 de dezembro de 2013 Ano 15 Número 2617 Preço: R$1,50

POVO QUER REVANCHE

Lunga sai da presidência e cassação é clamor das ruas O vereador Antônio de Lunga (PSC) renunciou à presidência da Câmara de Juazeiro do Norte, nesta segunda-feira (9), ao lado do tesoureiro Ronnas Motos (PMDB), e dos secretários Adauto Araujo (PSC) e Cledmilson (PSD). Depois de ter sido absolvido na votação da última quinta-feira (5), por 13 votos a 7, Antônio de Lunga preferiu deixar o cargo, entretanto, os

vereadores e a população insistem na cassação dos envolvidos no Escândalo das Vassouras. Ainda esta semana, o ex-presidente enfrentará mais um desgaste, com a possível instalação de outra comissão processante. Desta vez, para investigar os valores pagos para a manutenção dos aparelhos de ar-condicionado da Casa. POLÍTICA | pág. 3

Campanha Pai Presente

Amistoso consagra o rugby

Cartório promove reconhecimento de paternidade METROPOLITANA | pág. 5

Serena Morais

A prática de um novo esporte ganha visibilidade com o número crescente de adeptos e torcedores no Cariri. O rugby, esporte originado da Inglaterra, chega à Região. Com apenas dois meses desde o início dos treinos, o time Araripe Soldiers, também conhecido pela prática do futebol americano, realizou 1º Amistoso de Rugby Olímpico. APITO | pág. 12

Aedes Aegypti

violência contra a mulher

Campanha contra a dengue é iniciada Ativistas cobram políticas de proteção Serena Morais

O lançamento da nova campanha do Ministério da Saúde contra a dengue, traz à tona, novamente, os cuidados preventivos contra a proliferação do mosquito. Juazeiro está em situação de alerta, com índice de infestação de 1,51%, quando o considerado satisfatório é menor que 1%. Em todo Cariri, as ações das secretarias de saúde dos municípios continuam para que os avanços da doença e os registros de casos sejam combatidos. METROPOLITANA | pág. 5

Com a campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher em curso, o Conselho da Mulher de Crato aproveita para denunciar o elevado número de crime na cidade. Segundo o órgão, até setembro de 2013, 689 ocorrências foram registradas na Delegacia Regional da Mulher. Preocupados com a situação, representantes cobram a implantação de políticas públicas, com abrigos, centros de referência e juizado específicos. METROPOLITANA | pág. 5


Opinião

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Junto à lei Maria da Penha, os governos têm por obrigação criar centros de referência, juizados, casas-abrigo e delegacias 24 horas. Sem esses mecanismos, a Lei enfraquece. mara guedes, ativista

2

Editorial

A ÚLTIMA CHANCE PARA UMA CÂMARA DESMORALIZADA Na semana passada a Câmara de Vereadores de Juazeiro, conforme adiantado pelo Jornal do Cariri, absolveu seu presidente afastado Antônio de Lunga. Pode-se dizer, sem temor, que a Câmara Municipal se fez pizza e seus membros converteram-se em pizzaiolos de baixíssima qualidade. A coragem do presidente em exercício da Câmara de Juazeiro, vereador Darlan Lobo, foi determinante para a anulação administrativa da sessão que absolveu Lunga em face de vícios formais: alguns vereadores fizeram marcas nas cédulas, de modo a que ficasse claro que seus votos foram para absolver o colega Lunga, o pivô das denúncias e grande responsável pelo escândalo das vassouras.

O povo de Juazeiro do Norte não tem mais motivos para esperar qualquer seriedade dessa votação. A única esperança é a mobilização popular, que parece não ter empolgado as pessoas nestes fim de ano. Ou a coragem de alguns vereadores, que resistem a ter suas biografias enlameadas nesta que parece ser uma das piores legislaturas da história da terra do Padre Cícero. E veja que se está ainda no final de seu primeiro ano! Estamos há algumas semanas do final de 2013. É tempo de Natal, de reflexão, de regeneração e de penitência. Os vereadores de Juazeiro bem que poderiam aprender com este momento e rever suas posições. As condutas da semana passada deixam essa expecta-

Parece que os vereadores de Juazeiro renunciaram tacitamente ao sigilo das votações. Como bons mafiosos, quiseram deixar claro que a mercadoria foi realmente entregue. Não se se sabe a que preço, é claro. Pode ser sido um aperto de mão, um tapinha nas costas ou o fornecimento de óleo de peroba, que abunda no estoque da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte, aos colegas que expuseram seus sufrágios em favor de Lunga. O certo é que, com essa atitude, não há mais razões morais ou fundamentos jurídicos para se permanecer a votação em sigilo. Se os próprios vereadores não respeitaram o segredo do sufrágio, porque a mesa não resolve logo esse problema e decreta a votação aberta?

CHARGE

SEXTILHA

VIVER COM SINCERIDADE PROCURAR NÃO SE ILUDIR O SEGUIDOR DA VERDADE NÃO DEVE JAMAIS MENTIR QUEM PRATICA O QUE ENSINA É MAIS DIFÍCIL CAIR! WeLINGTON COSTA

CARTA Apesar do maior acesso às informações sobre sexualidade e cuidados preventivos, grande parte da população ainda não toma o cuidado de se prevenir contra a Aids. Gostei da matéria publicada na última edição do Jornal do Cariri, que nos chama a atenção para os casos de HIV em pessoas da terceira idade. Cícera Oliveira, Juazeiro do Norte

O SONHO VERDE-BRANCO determinantes do insucesso da equipe icasiana, afigura-se-nos mergulhar em digressões a trouxe-mouxe, haja vista o muito que já se disse acerca do assunto. Há, inobstante, no que pertence ao fato, duas teclas que gostaríamos de tocar, ainda que sincopadamente. Por primeiro: por mais otimistas que sejamos, não vislumbramos – pelo menos a curto prazo – probabilidade de o Icasa alçar vôo tão alto com um time tão modesto (embora guerreiro, diga-se). Por segundo: admitir alguém como alternativa preferível o Icasa permanecer na Série B, por não disporem o próprio Icasa e a cidade de Juazeiro do Norte de estrutura adequada para encarar jogos da Série A, especialmente no tocante a nossa principal praça de esportes, o Romeirão, é retrogradar a era das cavernas. Não se obscurece a imperiosa necessidade de reforma e ampliação da estrutura do Estádio Mauro Sampaio, independentemente da competição de que venha a ser palco. Nada, porém, que não pudesse ser feito para propiciar um salto de qualidade em prol do Icasa, do Município e da economia local e regional. Agora, as atenções voltam-se para outra disputa, o Campeonato Cearense 2014. Por ser considerado um campeonato financeiramente deficitário, não

vislumbramos, na hodierna fórmula de disputa, nenhum atrativo capaz de diferenciá-lo das refregas pretéritas. As agremiações disputantes desprovidas de recursos – salvante Ceará e Fortaleza sujeitam-se a jogos quase contínuos, às vezes rompendo grandes distâncias, sacrificando repouso de atletas, sem lhes oferecer conforto e refeição adequados, e provocando, ademais, uma sangria nos parcos recursos do torcedor que paga ingresso caro para assistir a jogos, muitas vezes, de qualidade técnica sofrível. Os clubes participantes do Campeonato recebem uma ínfima cota da entidade promotora do evento. Sem dinheiro, sem ajuda, sem patrocínio - exceção dos times referidos – ficam impossibilitados da realização de grandes contratações e só raramente utilizam atletas das formações de base. Isso em razão da cultura do imediatismo que grassa no futebol brasileiro. A maioria de tais clubes entra no “jogo” consciente de que lutará apenas para não ser rebaixada. É inacreditável, mas muitas dessas pequenas equipes comemoram o não rebaixamento da série que disputam como se fosse um título. Por fim, vale lembrar que a fórmula de disputa do campeonato é aprovada pela maioria, antes que a bola role. “Malo qui consentit, malum ipse facere videtur”.

Diretor-presidente: Donizete Arruda Diretora de Redação: Jaqueline Freitas Diretoria Jurídica: Vicente Aquino Estagiários: Ingrid Monteiro, Amanda Salustiano , Joaquim Júnior Diagramação: Evando F. Matias Fotos: Serena Morais

Conselho Editorial Geraldo Menezes Barbosa, Francisco Huberto Esmeraldo Cabral, Napoleão Tavares Neves e Monsenhor Gonçalo Farias Filho.

JOSIVAL SILVA, Jurista e Filósofo

Permitam-me os leitores iniciar a presente crônica com dois versos. O primeiro, da verve poética de Mário Quintana: “Se as coisas são inatingíveis....Ora. Não é motivo para não querê-las. Que tristes os caminhos, se não fora...A presença distante das estrelas”. O segundo, da verve menor deste balbuciante escriba: “Que belo sonho minhalma povoou. Até acendi vela pro divino. Mas do sonho efêmero só restou a roupa verde-branco do menino”. Desnecessárias elucubrações para enxergar que os versos acima referem-se á excelente campanha do Icasa no Campeonato Brasileiro da Série B, versão 2013, quando esteve na iminência de ascender à Série A, terminando a competição como o 5º colocado da série em disputa, a frente de times do porte do Ceará Sporting Clube e Paraná Clube, para citar apenas dois. Enumerar neste espaço as causas

Fundada em 5 de setembro de 1997 O Jornal do Cariri é uma publicação da Editora e Gráfica Cearacom Ltda CNPJ: 15.915.244/0001-71

tiva muito próxima a uma ilusão. Só resta esperar o que a semana que se inicia revelará para o povo de Juazeiro, que acompanha apreensivo cada capítulo dessa triste e embaraçosa novela. Juazeiro não merece a Câmara que elegeu. Não há explicações, não há fundamentos, não há respostas para o Escândalo das Vassouras. Os números, os volumes de aquisições, os produtos comprados e a falta de seriedade da Mesa Diretora durante as investigações são reveladores dessa ausência de justificativa jurídica, moral ou lógica para tudo o que ocorreu. Juazeiro caminha para se tornar um símbolo nacional da corrupção, da impunidade e da ilegalidade no Poder Legislativo.

O certo é que não há mais razões morais ou fundamentos jurídicos para se permanecer a votação em sigilo. Se os próprios vereadores não respeitaram o segredo do sufrágio, porque a mesa não resolve logo esse problema e decreta a votação aberta?

Palavra de Fé Pr. Jecer goes

DESCONSTRUINDO PARA RENOVAR Era os anos de 58 ou 59 D.C., quando o grande missionário do cristianismo, Paulo chega à Jerusalém e escreve sua missiva direcionada à sociedade romana. O missionário advertia-a a mudar de comportamento, como também o paradigma social que estava a destruir os valores mais elevados da vida humana. Disse ele: “Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento...” - Refleti sobre a frase dita certa ocasião pela apresentadora e modelo, Fernanda Lima: “Sou uma pessoa equilibrada, que não participa do time dos extremos. Não me deixo levar pelas tentações” – Os gregos apregoavam o ‘centro, o equilíbrio, a razão’. Parece que, o que está nos destruindo é a ausência desse equilíbrio, desse centro, dessa razão. Somos a sociedade do consumo, do exagero, dos extremos. Para Freud, a histeria nas mulheres era fruto da repressão sexual, segundo ele, imposta pela igreja e a família. Lá, a sociedade adoeceu pela censura, pela proibição. A pergunta que não cala hoje, é: O que está nos adoecendo? Ora, a modela Fernanda Lima respondeu com legitimidade: “Tentações”. É o desejo não domado, não equilibrado, não disciplinado, vivido de forma exagerado, que leva-nos ao limite do perigo, do abismo e do caos espiritual, moral e material. Jesus Cristo, o pedagogo por excelência, o Mestre da vida, advertiu à sociedade Judaica a não “Servir a dois Senhores” – Seu ensino parece que foi uma advertência para a sociedade hodierna. Hoje, estamos divididos em ‘adorar e cultuar o prazer e o consumo’. Não pensamos mais no próximo, não pensamos mais na pátria, não pensamos mais em Deus, não pensamos mais na saúde, não pensamos mais na educação, enfim, estamos marchando célere para a destruição da civilização, e o pior, ninguém se incomoda com isso. Paulo, o apóstolo, dizia que, somente uma renovação da mente poderia haver uma restauração da vida humana, uma restauração dos valores e princípios. A questão é, qual a fonte que esses seres humanos perdidos podem beber para saciar sua sede de uma vida subjetiva mais altruísta? – Ora, é exatamente aquilo que está sendo colocado em, no mínimo, quarto plano de nossas necessidades; ‘a religiosidade pura para com Deus’. Deixamos o Deus eterno, e abraçamos o deus relativo. Deixamos o Deus que nos orienta e abraçamos o deus que nos desequilibra. Como então atingirmos a saúde, a paz, a bem-estar e a felicidade ? – Precisamos, com urgência, voltar ao ‘princípio, a origem e a base da vida humana, Deus. Ele nos aconselha através do evangelho de São Mateus cap. 6, vs. 33 – “Buscai primeiro o meu reino e a minha justiça, e todas as coisas serão acrescentadas”. – E disse mais: “Vinde a mim todos os que estais cansados, e oprimidos, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim que sou manso e humilde de coração” – Mateus 11: 28. – Esses dois caminhos orientados pelos evangelhos, sem sombra de dúvida nos capacita a termos um outro ‘olhar’ e uma outra ‘leitura’ da vida aqui na terra, tornando-nos seres melhores, mais equilibrados e saudáveis. Somente quando nos despirmos de todas as mazelas que estamos a praticar e voltarmos para Deus, através de uma vida mais centrada nas virtudes benignas e bondosas, com certeza, gozaremos do melhor dessa terra. Busque, tente, se esforce e, com certeza, você descobrirá que em meio a uma vida conturbada que a sociedade está a levar, você encontrará a paz tão desejada. Não esqueça, nunca é tarde para se recomeçar. A questão é ter determinação para começar. Pare de olhar para o além e passe a ver, através de um olhar vibrátil, olhar esse que consegue visualizar algo fora do nosso contexto orgânico e social. Pense Nisso. Deus abençoe.

Administração e Redação Rua Pio X, 448 - Bairro Salesianos CEP: 63050-020 - Juazeiro do Norte Ceará - Fone 88 3511.2457

Sucursal Fortaleza: Rua Coronel Alves Teixeira, 1905 - sala 05 - Fone: 85 3462.2600

Sucursal Brasília: Edifício Empire Center Setor Comercial Sul - sala 307 -Brasília - DF.

Fale conosco Departamento Comercial | comercial@jornaldocariri.com.br

Redação | jornaldocariri@jornaldocariri.com.br

Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores.


3

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

DONIZETE O lamentável nesse

Política

episódio de absolvição de Antonio de Lunga é a suposta e decisiva participação do relator do processo de cassação, vereador Tarso Magno

LEGISLATIVO DE JUAZEIRO

Rebate

Donizete Arruda

Juazeiro exige votação aberta

O presidente em exercício da Câmara de Juazeiro, Darlan Lobo, anulou a sessão que absolveu Antonio de Lunga com base em evidências fotográficas de que cinco vereadores – Tarso Magno, Bertran, Firmino Kalu, Cledimison e Adauto Araújo – votaram combinados e dobraram seus votos quatro vezes para comprovar que haviam honrado o compromisso firmado com Lunga para inocentá-lo. Estava quebrado, assim, o sigilo do processo. Nova votação para julgar Lunga acontece nesta quarta-feira,11. Há uma forte pressão sobre o presidente Darlan Lobo para que ele siga a norma em vigor no Congresso Nacional e faça votação aberta. Os aliados de Lunga dizem que, se isso vier a ocorrer, a sessão será considerada nula. Darlan Lobo tem que ouvir as ruas de Juazeiro e impor o voto aberto com base na Constituição e nos próprio regimentos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Não há razão pa ra a Câmara de Juazeiro deixar de votar aberto se cassa ou não Antonio de Lunga.

O futuro político de Tarso Magno O lamentável nesse episódio de absolvição de Antonio de Lunga é a suposta e decisiva participação do relator do processo de cassação, vereador Tarso Magno, visando livrar o presidente afastado nesse processo, o que contraria sua posição pública. E sorrateiramente, escondendo a verdade para enganar Juazeiro. Publicamente, Tarso Magno pediu o impeachment de Lunga. Seu prestígio no Cariri era crescente. Nada se justifica estar ao lado de quem não honra os princípios da moralidade, até porque ele em nada se beneficiou das maracutaias do Escândalo das Vas souras. Só que no escurinho da cabine, Tarso teria cravado para livrar a cara de Lunga. É o que seu voto diz ao ser dobrado de maneira igualmente aos que inocentaram Lunga. Os eleitores juazeirenses ficaram decepcionados com Tarso. A chance de se redimir é comprovar, na nova votação, que está a favor da cassação. Tarso sabe fazer isso.

Preto Macedo agiu por conta própria

Sim, os outros dois votos decisivos pela absolvição de Antonio de Lunga foram: João Borges - que quer livrar o genro Beto, envolvido também no Escândalo das Vassouras - e Preto Macedo. Diante do exposto, é bom que fique claro: o prefeito Raimundo Macedo não se envolveu no processo para livrar a cara de Lunga. Seu irmão Preto votou pela absolvição por princípios. Afirma ser contrário a qualquer cassação no parlamento.

Adauto lidera tropa de choque

Quem se movimentou nos bastidores da Câmara de Juazeiro no convencimento nada convencional dos vereadores para absolver Antonio de Lunga foi Adauto Araújo. Seus cinquenta mil argumentos apresentados com o endosso da família Lunga foram decisivos para atrair os votos que levaram à derrota do impeachment. O Ministério Público do Ceará, se convocar os vereadores para um simples depoimento, conseguirá fartas provas das negociações, principalmente entre os que não aceitaram ofertas para ganhar malas novas cheias de mimos.

Eu te conheço, Ronaldo Costa!

Na coluna passada, avisei que já suportei calado por tempo de sobra os ataques traiçoeiros de quem não tem autoridade moral para me agredir, principalmente, de forma covarde. Na semana que passou, o radialista Ronaldo Costa teve a iniciativa de me atacar, covardemente, e sem motivos. Esquece ele que morou de graça por um ano em um apartamento de minha propriedade. Ao sair, deixou um estrago considerável, tanto no imóvel físico quanto na memória de seus vizinhos. Não foi à toa que a saída dele foi deixar Fortaleza às pressas e regressar para o Cariri, como se estivesse a fugir de sua própria história.

Pânico na Prefeitura de Antonina

Ao ser notificado por sua contabilidade na manhã de sexta-feira, de que o município receberia um visita especial dos técnicos do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), nesta terça-feira, em Antonina, o que se viu a seguir e presenciado por servidores, foi o desespero do prefeito Antonio Filho. Aflito, passou a disparar ligações para os mais diversos colaboradores, convocando-os para uma reunião que aconteceu a seguir. Foi montada uma força-tarefa que iniciou os trabalhos de ajuste de documentos ainda na sexta-feira, com foco principal nas licitações e na contabilidade. Uma correria que atravessou a madrugada. O sábado não foi diferente. Servidores trabalharam o dia inteiro, ficando na Prefeitura até a madrugada. O domingo, a exemplo do sábado, também reservado ao descanso, teve registro de intenso trabalho numa administração que corria contra o tempo para “ajeitar” a do cumentação, às pressas. Agora, o prefeito Antonio Filho, acredita na sorte: espera que a documentação a ser fiscalizada coincida com a que foi ajustada. É compromisso do prefeito repor em dobro o final de semana e madrugadas trabalhadas pelos servidores que estiveram atuando na força-tarefa.

A caneta que não era BIC

No auge da crise da aprovação das contas do ex-prefeito Samuel Araripe, ocorreu, na AABEC-Crato, uma reunião envolvendo o ex-prefeito, seu enteado Davi França, dois vereadores e um secretário da atual administração. Desconfiados com o andamento da conversa, um dos vereadores presentes percebeu, no bolso de Samuel, uma caneta “estilo ferro” com um bocal de plástico. Tipo Bic. Notou que o ex-gestor fazia questionamentos comprometedores que não estavam previstos na pré-pauta discutida. O perspicaz vereador, então, resolveu dar um ultimato na conversa: “Amigo, me passe esse papel aí”, no que foi atendido. Levantou-se e caminhou em direção a Samuel. “Me empresta essa caneta aqui”. Samuel se afastou pra trás, no que o vereador emendou rindo: “Ah! Essa não pode. Vou pegar outra”. O vereador comunicou aos presentes que sabia que a conversa estava sendo gravada . O secretário,com um possante relógio no pulso, mas que nada gravava, direcionou a lente do relógio para o ex-prefeito e o fez crer que também estava gravando. A conversa foi encerrada, rapidamente. Esse é o ambiente da política do Crato.

Antônio de Lunga renuncia à presidência da Câmara O

presidente da Câmara de Juazeiro, Antônio de Lunga (PSC), e o tesoureiro Ronnas Motos (PMDB), envolvidos no escândalo das vassouras, renunciaram aos cargos de mesa diretora, nesta segunda-feira (8). De acordo com o presidente interino, Darlan Lobo (PMDB), a ação foi uma manobra para os edis não perderem os mandatos políticos, caso uma nova votação acontecesse na Casa. Além do presidente e do tesoureiro afastados, também renunciaram aos seus cargos, os vereadores Adauto Araujo (PSC) e Cledmilson (PSD). Segundo Darlan, com as desistências, haverá eleição para substituição das quatro vagas. Após o desfecho que frustrou todas as expectativas da população juazeirense, na sessão que decidiu pela não cassação de Antônio de Lunga, e mesmo depois dele ter renunciado à presidência, parte dos 13 vereadores juazeirenses, que votaram a favor da cassação, promete aprovar nova Comissão Processante. Dessa vez, os parlamentares querem investigar denúncia de super faturamento na manutenção dos aparelhos de ar-condicionado comprados pelo presidente afastado. Segundo o que foi apurado pelo vereador Alberto Costa (PT), além do superfaturamento, foi pago um valor de cerca de R$ 7.900,00 à empresa responsável, sem que tenha sido feito o trabalho de manutenção. A informação é que o vereador Alberto Costa deve assumir a autoria da denúncia e encaminhar o pedido de Comissão Processante, ainda na sessão dessa terça-feira (10). Caso seja aprovada, com a necessidade do endosso de apenas um terço dos vereadores, a Comissão pode ser instalada antes do recesso parlamentar.

gação, mas, segundo ele, a Câmara precisa julgar o trabalho com seriedade. O vereador disse, ainda, que protocolou, nesta segunda-feira (09), o Projeto de Lei que altera o Regimento e a Lei Orgânica do Município, instituindo votação aberta em qualquer caso que exija manifestação, por voto, dos vereadores.

Sessão pode ser anulada

tarso magno, relator da Comissão Processante, em votação da última terça-feira

Cédulas usadas na votação deveriam ser dobradas ao meio, uma única vez

Segundo o regimento interno, se a denúncia anterior tivesse sido feita por um vereador da Câmara Municipal, o parecer poderia ter sido aprovado com maioria simples, ou seja, precisaria de apenas 11 votos. Alberto disse que as informações foram colhidas junto aos próprios funcionários da Casa. Para o vereador Cláudio Luz (PT), é preciso analisar bem os documentos e a denúncia, para ver a consistência. “Acabamos de ver derrotada uma denúncia muito consistente, então, caso haja

uma nova, tem que ser mais forte ainda”, disse Cláudio. Para o vereador Normando Sóracles (PSL), é mais um escândalo que vem a tona e que tem que ser apurado, independente, do resultado da votação anterior. O vereador Tarso Magno (PR) ressaltou que assina o pedido, mas que espera que surta efeito diante do plenário. Ele destacou o trabalho da Comissão Processante do Caso das Vassouras, em que o parecer foi rejeitado. Tarso Magno, disse que é favorável a qualquer investi-

Leia rápido

GESTÃO ANTÔNIO FILHO

TCM constata irresponsabilidade administrativa em Antonina

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM/CE) detectou irregularidades no controle de combustível realizado no município de Antonina do Norte. Segundo o relatório de inspeção do órgão, dentre as anormalidades presentes no Sistema de Frota do Município, consDisse me disse Empresário Zé Neto, de Antonina do Norte, planejou fazer um Natal antecipado tam veículos parados desde 2011, totalmente sucateacom os alunos da rede pública. Comprou e mandou às escolas, brindes para que fosse feita a distribuição com os alunos. dos, consumindo combustível no valor de R$ 8 mil. O prefeito Antonio Filho não gostou do gesto e mandou que fossem retirados De acordo com a docudas escolas e devolvidos ao empresário todos os presentes comprados. mentação apresentada à Em tom áspero, enviou recado ao empresário: “Antonina tem prefeito”. O gesto Comissão de Inspeção do descortês de Antonio Filho foi mal interpretado pela população. TCM, pelos responsáveis do Deu errada a tentativa de trazer um vereador cratense para uma reunião setor de controle, Henrique com um importante jurista cearense em Fortaleza, visando montagem de seu Vieira e Edno de Freitas, depoimento, na investigação que acontece sob a suposta compra de votos não há controle de quilono Crato. metragem dos veículos ou Os prefeitos Raimundo Macedo e Ronaldo Matos não mobilizaram seus aliados demonstrativos de serviços para o encontro do PMDB, ocorrido no último sábado no Crato. mecânicos especificando valores e as datas das despesas, O presidente regional, senador Eunício Oliveira, saiu feliz do Cariri, mas constatou o pequeno engajamento deles na defesa do fortalecimento do partido. por parte da Prefeitura. Para o Órgão, a situação comproDesculpe a ignorância: e pode Pastor vender desconto em mensalidade como va falta de responsabilidade uma coisa de Deus?

Para o presidente interino da Câmara, Darlan Lobo (PMDB), com a possibilidade de anulação da votação que absolveu Antônio de Lunga, em que foram divulgadas imagens de vários vereadores votando, em descumprimento ao que orientou a mesa diretora, antes da votação, o vereador afastado renunciou ao cargo para evitar uma possível cassação. Ainda conforme Darlan, a orientação foi de que as cédulas fossem dobradas ao meio e depositadas na urna. Quatro vereadores dobraram a cédula em mais partes. Todas as notas dobradas a mais teriam sido pela absolvição, enquanto os outros 16 dobraram como o orientado. As imagens devem ser usadas como provas para mostrar que não houve sigilo do voto, portanto, a votação não atendeu ao que reza a Lei, quando indica votação secreta. O vereador Cláudio Luz destaca que tentou expor o voto e acabou impedido por força da lei. Para ele, se realmente houve identificação do voto de algum vereador, que seja anulada a votação, pois o fato vai de encontro à premissa do voto secreto. A expectativa é que o pedido de anulação da votação seja protocolado ainda na sessão desta terça-feira (10), antes do recesso parlamentar previsto para o próximo dia 15.

dos gestores com relação à administração e de seus recursos públicos. Conforme os relatórios da Prefeitura, diversos abastecimentos foram realizados com a mesma quantidade de litros, entre eles, um veículo Uno Mille Fire Flex, de placa HWR 4637, pertencente à Secretaria de Saúde, parado na garagem municipal desde 2011. O veículo teria recebido, durante o exercício de 2012, o montante de R$ 8.603,75 mil. O valor deverá ser reembolsado aos cofres públicos, por determinação judicial. A vistoria colheu informações do período compreendido de 1º de janeiro de 2012 a 26 de outubro de 2012. Ainda durante a inspeção, diversos veículos, como ambulâncias, estavam prestando serviço ao Município sem autorização.

Na Câmara de Juazeiro do Norte, vereadores aprovaram, por unanimidade, o requerimento, de autoria do vereador Tarso Magno (PR), que dispõe sobre a proibição dos procedimentos de suspensão do fornecimento de água ou energia elétrica nos dias de sábado, domingo e feriados. Segundo o parlamentar, a medida protege o consumidor dos abusos das empresas. Com a presença de 19 vereadores, o presidente interino Darlan Lôbo (PMDB) apresentou, na semana passada, a prestação de contas de outubro de 2013 da Câmara Municipal de Juazeiro do Norte. Ainda de acordo com seu relatório, no cofre da Casa estão R$ 397,45 mil dos R$ 800 mil recebidos mensalmente.

prefeito Antônio Filho

No município de Várzea Alegre, vereadores discutiram, durante audiência pública, valores da arrecadação tributária municipal. Na ocasião, o presidente da Câmara, Elonmarcos Correia (PSD), destacou que o setor econômico não está cumprindo o que determina a Lei, pois tributos como o IPTU estão desordenados e com valores ultrapassados, não sendo


4

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Política

Portadores de mobilidade reduzida reivindicam mudanças no setor de infraestrurtura urbana em Barbalha

Debate Político

Chapada Madson Vagner

Cariri no Cinturão das Águas

O governador Cid Gomes esteve em Barbalha para uma reunião técnica com as empresas que ganharam a licitação para a construção do 1° trecho do Cinturão das Águas. Esse é o maior projeto de distribuição de águas do Ceará. Serão 1.700 km de canal, com 5m de base, 17m de abertura e 4,60m de profundidade. O canal nascerá em Jati, no reservatório da Transposição do Rio São Francisco, com uma vazão de 30.000 litros por segundo. No Cariri, os municípios de Jati, Nova Olinda, Brejo Santo, Abaiara, Missão Velha, Barbalha e Crato serão beneficiados pela obra. O objetivo é manter os rios, riachos e açudes cheios. A obra é importantíssima para a estratégia de convivência com a seca. É bem vinda!

PMDB fecha série de encontros regionais

PSB tenta debater no Crato

Quem esteve na cidade do Crato, na última semana, foram os membros da direção estadual do PSB. Os socialistas reuniram representantes de 28 diretórios municipais do Cariri para debater a reorganização do partido. Os dirigentes regionais conheceram as pré-candidatas ao Governo, Nicolle Barbosa, e ao Senado, Geovana Cartaxo. Mas nada chamou mais atenção do que o presidente estadual da sigla, Sérgio Novais. Antes do encontro, o dirigente foi a uma rádio atacar Ciro Gomes e todos os outros que deixaram o PSB pelo PROS. Durante o encontro, Sérgio mirou sua metralhadora para os presidentes da Câmara e do Senado que, segundo ele, são mafiosos. Discursos pesados e carregados de questões pessoais. Até os militantes sentiram que o dirigente passou da conta. Política é outra coisa!

Universitários desconfiados

Os estudantes filiados a Associação dos Universitários de Várzea Alegre (Assuva) estão bem desconfiados com seu presidente, Felipe Lopes. Segundo denúncias, a licitação do transporte que leva os estudantes às universidades da região foi feita em nome do presidente e o combustível doado pela Prefeitura, no valor de mais R$ 9 mil, não aparece na prestação de contas da entidade. Ainda de acordo com as denúncias, também não há rota e quilometragens dos veículos locados. Em reunião, na última semana, associados e presidente quase foram às “vias de fato”. Na explicação, o presidente disse que a entidade está com o CNPJ cancelado pela Receita Federal. O fato teria impossibilitado uma licitação direta e, por isso, concorreu com o seu nome. Não convenceu!

Denúncia chega ao MP

Mesmo depois da reunião que objetivou uma ampla prestação de contas, os estudantes filiados à Assuva não se convenceram e já levaram o caso ao Ministério Público do Estado (MP-CE). Outro fator que indigna os universitários é a disparidade nos preços e o alto custo nas mensalidades, superior a R$ 134,00. Após protestos e muitos tumultos, foi empossada uma diretoria provisória. A nova diretoria quer que o caso seja apurado com mais clareza. Segundo informações, o promotor André Luiz Simões Jácome deve começar a ouvir testemunhas nesta terça-feira (10). A polêmica ainda promete. Vamos esperar!

Acidentes em Farias Brito

Preocupados com o grande índice de acidentes automobilísticos, principalmente envolvendo motocicletas, várias autoridades de Farias Brito se reunirão para debater o assunto. Os acidentes com motos são os maiores responsáveis por mortes na cidade. A audiência pública foi realizada no gabinete da Promotoria de Justiça e debateu a fiscalização e o controle do trânsito. Estavam representados os principais departamentos de fiscalização e de policiamento da cidade. Debateram o assunto, o Secretário de Transportes do Município, Elder Francelino Freitas; o Promotor de Justiça David Morais da Costa; o Delegado da Polícia Civil, Giuliano Vieira Sena, e o Diretor do Demutran, Roberto Rodrigues Júnior. Podemos esperar mais fiscalização!

E por falar em trânsito...

O pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), regional Cariri, está superlotado de carros e motos apreendidos em blitzes realizadas pelos Departamentos Municipais de Trânsito (Demutran), Detran e Polícia Rodoviária Estadual (PRE). O volume é tão grande que não há mais espaço para nenhum veículo. A saída encontrada pela direção do órgão foi enviar os veículos ao depósito no posto do Crato, onde, vale salientar, a situação é semelhante. Segundo informações, são cerca de 400 motos e mais de 50 automóveis. A maioria das apreensões foram motivadas por falta de licenciamento e habilitação dos condutores. Talvez o problema esteja na educação de transito inexistente nas escolas. O debate tem que começar por aí!

Enquanto isso.. ... As obras da BR-230, entre as cidades de Várzea Alegre e Farias Brito, e um dos lotes do projeto de Transposição das águas do Rio São Francisco, entre os distritos de Umburanas e Palestina, no município de Mauriti, no Cariri cearense, estão paralisados. Falta explicação por parte das autoridades!

senador Eunício Oliveira, presidente estadual do PMDB, ao lado de Valdir Raupp, presidente nacional da sigla, no encontro do Crato

Madson Vagner

C

om a presença de militantes caririenses e lideranças nacionais e estaduais, o PMDB realizou o 8º Encontro Regional de 2013, no último sábado (7). O evento contou com as presenças do senador e presidente estadual da sigla, Eunício Oliveira, e do presidente nacional d partido, Valdir Raupp. O encontro do Crato fechou uma série encontros iniciado na cidade de Caririaçu, passando por Morada Nova, Nova Russas, Varjota, Barreira, Santa Quité-

ria e Iguatu. No Crato, milhares de pessoas, ouviram lideranças como o prefeito do Crato, Ronaldo Matos, que destacou a alegria de realizar o evento. Ronaldo destacou, ainda, o nível de desenvolvimento que o município está vivendo. O deputado estadual Daniel Oliveira, destacou a importância dos encontros e lembrou que foi em um deles que surgiu a Lei Eunício Oliveira, permitindo a renegociação da dívida dos produtores rurais atingidos pela seca. Daniel parabenizou, ainda, a cidade do Crato, pré-selecionada pelo

Vereador cobra acessibilidade em ruas centrais de Barbalha

Postes, entulhos de lixos, carros estacionados e degraus. São muitos os obstáculos encontrados pelas ruas e calçadas para quem precisa se locomover no centro de Barbalha. De acordo com o vereador, André Feitosa (PPS), a situação se torna mais crítica para os portadores de mobilidade reduzida, que enfrentam maiores dificuldades no acesso às vias e repartições na cidade. A dificuldade em transitar pelas vias barbalhenses fez com que portadores de mobilidade reduzida reivindicassem por melhorias. Entre eles, o cadeirante Robson Silva, que afirma não

Raupp, ficou surpreso com a grande presença de militantes no encontro e ressaltou a disposição do Senador Eunício em trabalhar pelo Cariri e pelo Ceará. Sobre o Ceará estar como prioridades do PMDB na disputa pelo Governo do Estado, o presidente nacional argumenta que o partido ajudou a construir o atual projeto e que tem capacidade de dar sequência com um nome forte e com currículo. O encontro realizado pela manhã, na Quadra Bicentenário, reuniu o maior público comparado as edições anteriores.

Leia rápido

mobilidade reduzida

conseguir chegar aos órgãos municipais, como a Prefeitura, por conta das poucas rampas existentes estarem obstruídas por barracas. “Para nós, cadeirentes, um simples degrau é como uma porta fechada”, desabafa. O vereador André Feitosa informou que encaminhou requerimento à Secretaria de Infraestrutura, para a criação de um projeto que contemple essa necessidade, nas ruas centrais da cidade, a fim de facilitar o deslocamento não somente de pessoas portadores de deficiências físicas, mas de idosos, gestantes e mães com carrinhos de bebês. “É lei que todos os órgão públicos promovam

acessibilidade. E os privados também”, acrescenta. Ele lembra que existe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre permissionários, Ministério Público e Prefeitura, que está em atraso. “O TAC foi para algumas ruas do Centro. Sugerimos a retirada dos vendedores ambulantes para o Mercado em construção, porém as obras estão paralisadas. Enquanto isso, eles ocupam as calçadas”, comenta. Ainda segundo ele, o secretario de obras, Roberto Grangeiro, se prontificou a iniciar as mudanças em 2014. “Todas as calçadas serão reformadas”, promete. Serena Morais

... Em Mauriti, foi lançada no Distrito do Coité a pedra fundamental da primeira Fazenda da Esperança do Cariri. O projeto será desenvolvido entre a Prefeitura e a Diocese do Crato. A Fazenda é uma comunidade terapêutica para tratamento de jovens dependentes químicos. ... No último fim de semana, tomaram posse os novos presidentes e membros dos diretórios do Partido dos Trabalhadores (PT) no Cariri. As novas direções comandarão as ações do partido pelos próximos quatro anos. Na região, houve mudanças significativas e os militantes esperam com ansiedade a nova política. ... O Ministério Público Federal (MPF) propôs ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Penaforte, Luis Fernandes Bezerra Filho. O inquérito Civil Público foi instaurado a partir de uma representação do Sindicato dos Servidores Municipais.

MEC para receber uma faculdade de medicina. O Senador Eunício prestou conta das suas ações e voltou a agradecer a grande votação que o elegeu o senador mais votado da história cearense. Eunício destacou recentes conquistas, articuladas sob sua liderança, no Senado Federal. Entre elas, a recente aprovação da Ficha Limpa no serviço público, a renegociação das dívidas dos produtores rurais nordestinos e a destinação de R$ 8 bilhões para o custeio da saúde. O presidente nacional do partido, senador Valdir

Barracas superlotam acesso à Câmara e Prefeitura, em Barbalha

O prefeito Ronaldo de Matos assinou, no Palácio da Abolição, o Termo de Adesão ao Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência Viver sem Limite. Consiste em cumprir com as prerrogativas da Convenção da ONU, no que se refere aos Direitos das Pessoas com Deficiência, possibilitando a quebra de barreiras entre deficiências e oportunidades. Ronaldo entregou ao Secretário Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José Ferreira, a solicitação de uma Central de Libras e uma Oficina de Órtese e Prótese para o Crato. O projeto Natal Alegre chega a sua 12ª edição no município de Barbalha. O evento, marcado por distribuição de brinquedos e apresentações infantis, acontece entre os dias 22 e 25 de dezembro, nos bairros Cirolândia, Santo Antônio, Bela Vista, Santo André e Conjunto Nassau. A iniciativa é do líder comunitário e atual vereador José Aurino Saraiva (PP). A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (CAGECE), em parceria com o Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (ARCE) e o Instituto Trata Brasil, realizou, no último dia 9, o Seminário Regional: Esgotamento Sanitário no Cariri – Um desafio a ser vencido.

M


5

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Metropolitana

Juazeiro em estado de

alerta contra a Dengue e a proliferação do mosquito Aedes Aegypti

16 DIAS DE ATIVISMO

Ativistas cobram políticas para conter violência contra mulher

E

m clima de campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, ativistas cratenses denunciam os números de crimes envolvendo pessoas do sexo feminino na cidade. Segundo eles, até setembro de 2013, 689 ocorrências foram registradas na Delegacia Regional da Mulher. Preocupados com a situação, o movimento cobra a implantação de políticas públicas que auxiliam a Lei Maria da Penha, como abrigos, centros de referência e juizado específicos. Os tipos de violência variam. Dentre os 689 casos registrados, foram 157 ameaças, 150 lesões corporais, 20 estupros e 20 homicídios. Para a ativista do Conselho, Mara Guedes, os dados são superiores às políticas públicas existentes de combate à violência contra mulher. “Ainda existem 1.073 boletins de ocorrência em andamento. Isso é sinal que faltam políticas para reduzir a estatística”, informa.

Serena Morais

a lei enfraquece”, declara. Conforme a secretária municipal da Ação Social, Elisângela Leite, as políticas são pensadas e implantadas a partir da existência de dados. Ainda de acordo com a secretária, as casas-abrigo, até o momento, não estão na pauta de ações da Secretaria. “Apesar do índice altíssimo de violência contra a mulher, aqui, a gente não tinha dados. Após os registros recolhidos no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), nós iniciamos um trabalho de criação de projetos. Estamos em processo de licitação de um Centro de Referência da Mulher.

Campanha Delegacia Regional da Mulher, em Crato, registrou 689 casos de violência, de janeiro a setembro deste ano

Mara Guedes ressalta a importância da implantação dos abrigos no Município para redução dos índices. “Elas abrigam as mulheres vítimas de violên-

cia, assim como seus filhos. Principalmente, aquelas que correm risco de vida, caso voltem para suas casas”, explana. Além disso, Mara Gue-

des frisa a urgência da criação de um juizado para o Município. Segundo ela, cerca de 600 medidas protetivas estão encalhadas na Justiça da Mulher, em Jua-

zeiro. “Junto à lei Maria da Penha, os governos têm por obrigação criar centros de referência, juizados, casas-abrigo e delegacias 24 horas. Sem esses mecanismos,

A Secretaria de Ação Social de Crato incluiu a cidade no calendário mundial de 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher. A ação visa motivar as mulheres a registrar ocorrências contra os agressores e também alertá-las sobre os tipos de agressão.

JUAZEIRO EM ALERTA

Municípios começam ações de combate à dengue Serena Morais

A nova campanha lançada pelo Ministério da Saúde (“Não dê tempo para a dengue”) volta a chamar atenção da população quanto aos cuidados com a doença. As secretarias de saúde dos municípios do Cariri já começaram a planejar ações de combate à dengue, para os primeiros meses do ano, considerado o período de maior proliferação do mosquito Aedes Aegypti. De acordo com o Ministério da Saúde, para que uma cidade esteja em risco, é necessário que tenham sido encontrados focos do mosquito em mais de 4% das residências visitadas. Caso os registros tenham ocorrido em cerca de 1% a 3,9% dos domicílios, o Município deve ficar em alerta. É o caso de

Vasos de plantas com água podem conter focos do mosquito Aedes Aegypti

Juazeiro do Norte, que está com índice de infestação em 1,51%, quando o satisfatório é

inferior a 1%. Segundo Anaíle Montezuma, coordenadora da vigilân-

cia à saúde em Juazeiro, a atual situação do município não compreende a de um estado

crítico ou de surto. “É preciso um cuidado, e isso é feito diariamente com os agentes de endemias, na questão das visitas”, afirma. Conforme explicou, nos bairros que estão o maior índice de infestação é feito borrifação, tanto nas residências, como no bairro em geral, além de trabalho de mobilização social e conscientização. Até o mês de novembro, foram notificados, somente em Juazeiro, cerca de 313 casos de dengue, dos quais 56 foram confirmados. Em Barbalha, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado, apenas 10 casos tiveram confirmação. Já no município de Crato, das 368 notificações da doença, 164 foram confirmados. Em todo o Brasil, fo-

ram notificados 1,4 milhão de casos suspeitos até novembro, número 54,6% maior que o mesmo período do ano passado, quando 500 mil casos foram registrados. De acordo com Antonio Soares, assessor técnico da vigilância epidemiológica de Crato, o Município está desenvolvendo ação conjunta entre as secretarias de saúde e de limpeza pública para, de início, eliminar focos da doença, assim como diminuir o número de notificações através da limpeza periódica de terrenos baldios e visita dos agentes de endemias nas casas. “Deve-se atentar para algumas ações, para que, nos anos seguintes, não tenham esses problemas de aumento agressivo no número de casos”, afirma.

PAI PRESENTE

Campanha estimula reconhecimento de paternidade em Juazeiro

Serena Morais

“O reconhecimento que todo filho espera”. A mensagem chama a atenção para a uma iniciativa de reconhecimento voluntário de paternidade, que está acontecendo em Juazeiro do Norte, durante todo o mês de dezembro. A campanha “Pai Presente”, idealizada pelo programa da Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ), em parceria com os Tribunais de Justiça dos Estados, segue até o próximo dia 31, com o intuito de reduzir o número de pessoas que não possuem o nome do pai na certidão de nascimento. Em Juazeiro do Norte, a campanha é promovida pelo Cartório Pariz (1º Ofício). A estimativa é de que cerca de 400 crianças sejam beneficia-

das com a medida. Segundo o tabelião, Maxwell Pariz, o procedimento é feito de maneira rápida e gratuita. “Temos observado que muitos pais deixaram de registrar o seu filho na data de nascimento. Com a proximidade do Natal, a campanha quer estimular que as crianças sejam presenteadas com a paternidade”, afirma. A campanha abrange a cidade de Juazeiro do Norte e os municípios do Cariri. O pequeno Jhon Bryan Furtado, de apenas dois anos de idade, recebeu o presente de ter o nome de seu progenitor em sua certidão. Espontaneamente, a sua mãe, Maria Shayane Rodrigues, foi até o cartório de registro civil para dar entrada no pedido de re-

conhecimento de paternidade. “Quando ele nasceu, o registrei sozinha, mas agora venho aqui com o meu esposo, pois acho muito importante que o meu filho tenha o nome do pai”, ressalta a dona de casa. A tabeliã substituta, advogada Carla Xavier, ressalta que existem muitos casos de crianças que precisam receber tratamento psicológico por conta da ausência de seu pai. Além do valor afetivo, o reconhecimento paterno assegura direitos legais, como recebimento de pensão alimentícia e participação na herança.

Procedimento

Para pedir a declaração de paternidade é necessário que a mãe ou responsável

Campanha segue até o dia 31, para reduzir o número de filhos que não têm o nome do pai na certidão de nascimento.

legal tenha em mãos a carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e a certidão de nascimento antiga, que não consta

o nome paterno. O atendimento gratuito é realizado de segunda à sexta-feira, de 8 às 17 horas e aos sábados de 8h ao meio-dia.

Mais informações:

Cartório Pariz - Rua: São Luiz Nº161 – Centro - Juazeiro do Norte - Telefones: (88) 3511.0088 e 3511.4318


6

Informe Publicitรกrio

Regiรฃo do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013


Regiรฃo do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Informe Publicitรกrio

7


8

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Grandes Nomes Espedito Cornélio A história do professor que ajudou a eletrificar o Cariri Educador, cronista e presidente da Companhia de Eletricidade do Cariri (Celca), Espedito Cornélio eternizou seu nome na história do desenvolvimento da região como exemplo de seriedade, retidão e competência. Por Marcel Bezerra Nascido em Juazeiro do Norte a 17 de maio de 1927, na rua Pe. Cícero, Espedito Cornélio é filho de Maria Cornélio de Caldas, mais conhecida como Dona Dondon, e de Joaquim Cornélio Leite, empresário do ramo de calçados e vereador da cidade. Espedito cursou o primário no Grupo Escolar Padre Cícero, na Escola Normal Rural de Juazeiro do Norte e no Instituto Dom Vital de Juazeiro, localizado na rua São José. Segundo a viúva de Espedito, Dona Marlúcia Nobre Leão Cornélio, ele era um garoto levado. “Ele contava que apanhou muito de dona Dondon, e nos fazia rir muito ao relembrar essas histórias”, recorda. A admissão de Espedito ao ginásio se deu em janeiro de 1939, primeiro como interno no Ginásio do Crato de 1939 a 1942, e depois no antigo Colégio São João, situado na avenida Santos Dumont, em Fortaleza, nos anos 1943/1944. Era o mais velho entre os irmãos José, João Bosco, Maria do Socorro e Iolanda. O pai, Joaquim Cornélio Leite, era empresário do ramo de calçados, proprietário de uma sapataria. Mas a atividade política, que culminou com a eleição para o mandato de vereador, acabou consumindo o patrimônio que permitia à família viver de forma confortável. Pior ainda: Joaquim acabou sendo assassinado por conta da disputa política. “Ele perdeu tudo o que tinha. Por isso, anos depois, Espedito recebeu muitos convites para entrar na vida política e nunca aceitou. A mãe dele, Dona Dondon, dizia: ‘se você quiser me ver morta, entre nisso’”, acrescenta. Antes de Joaquim ser morto, devido à crise financeira da família, Espedito havia começado a trabalhar aos 18 anos, quando ingressou no magistério, primeiro no Ginásio Salesiano São João Bosco, carreira que seguiria nos anos seguintes, em que lecionou inglês, português e francês também na Escola Técnica de Comércio e na Escola Normal Rural de Juazeiro do Norte. Conseguiu um emprego com o prefeito Conserva Feitosa como escriturário na Prefeitura de Juazeiro entre 1946 e 1948, mas acabou por adoecer de tuberculose. O tratamento incluiu temporadas na cidade de Porteiras, origem da família do pai. Na mesma época, em que também recebeu os cuidados do Dr. Mozart Cardoso de Alencar, Espedito passou seis meses em Fortaleza. “Ele se curou com muita sorte”, afir-

ma dona Marlúcia. Quando estava na capital, Espedito recebeu a notícia do assassinato do pai e voltou a Juazeiro com a missão de cuidar da mãe e dos irmãos. Por ter passado por todo esse sofrimento, acredita ela, o marido era muito cuidadoso com todos da família. Mais tarde, segundo Marlúcia, um episódio marcou a vida de Cornélio. “Quando nós ainda namorávamos, uma pessoa chegou lá em casa e falou com ele. Dizia que Lavandeira estava em Juazeiro”. Lavandeira teria sido o assassino de Joaquim, e sua morte teria sido oferecida como vingança a Espedito, que recusou, alegando que o teria perdoado ao entregar sua vida a Deus. “Ele sofreu muito com tudo aquilo”. Espedito voltaria a exercer a função de escriturário da Secretaria da Prefeitura Municipal de Juazeiro, de 1959 a 1963. Também foi alçado ao cargo de Secretário Geral de Administração, pela primeira vez em 1947/1948, e depois de 1959 a 1963, na gestão do prefeito Antônio Conserva Feitosa.

Sem nunca abandonar a profissão de professor, Espedito Cornélio teve em uma companhia de eletricidade o emprego que iria mudar sua vida a partir de 1º de maio de 1963. Como ele mesmo conta no livro “Acordes de Minha Lira / A Saga da Eletrificação”, a Companhia de Eletricidade do Cariri (Celca) foi criada após uma comitiva cearense solicitar ao presidente Getúlio Vargas, que estava em visita a Paulo Afonso (BA), a inclusão do Verde Vale no raio de ação da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf). Para cumprir a or-

dem do presidente, tendo em vista que a Chesf era apenas uma produtora, o presidente da companhia, Antônio José Alves de Sousa, convocou uma assembleia de acionistas para introduzir no estatuto um dispositivo que a autorizasse a distribuir a energia. Tendo em vista que o Cariri não dispunha de tecnologia para atender aos serviços inerentes, e muito menos elaborar e executar os projetos de energização, construindo as subestações, linhas de transmissão e redes das cidades e vilas e, ademais, administrar uma empresa que assegurasse à Chesf o retorno financeiro da energia comprada, ela contratou a Companhia Brasileira de Eletrificação (CBE). O objetivo da CBE era elaborar os estudos de viabilidade que resultaram na fundação da Soelca, depois Celca, para distribuir a energia da Chesf na região. Em seguida, a empresa se estabeleceu em Juazeiro do Norte, época em que passaram a ser construídas a Subestação Abaixadora de Milagres, as linhas de transmissão e as redes de distribuição das cidades. Em seu primeiro momento, a Celca teve como presidente o advogado Nicodemus Lopes Pereira, a quem coube a tarefa de iniciar a eletrificação do Cariri. As primeiras cidades beneficiadas com as redes foram Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Milagres e Missão Velha, que passaram a contar com energia a partir de 1º de janeiro de 1962. A diretoria da Chesf, por indicação do engenheiro Augusto Pereira de Azevedo, que passara a gerir as atividades da distribuidora em caráter de interventor após um período de turbulências administrativas, designou o professor

Espedito Cornélio como superintendente da Celca em 9 de dezembro de 1966. Espedito teve a missão de dar continuidade ao trabalho de eletrificação de diversas cidades, vilas e distritos cearenses. O trabalho acabou com as frequentes interrupções de energia que afetavam todo o Cariri e afastou os rumores de uma possível ambição da Companhia de Eletrificação do Centro-Norte (Cenort), que já vinha eletrificando outras regiões do Estado, de encampar a Celca. Sob a gestão de Cornélio, a Celca deu continuidade ao programa de eletrificação rural, com a fundação da Cooperativa de Eletrificação Rural de Barbalha. Em 1968, a Chesf se afastou do comando administrativo da Celca, que foi assumido pela Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). A Sudene elegeu diretoria própria, tendo Espedito Cornélio como presidente. Na Celca, ele passou pelas funções de chefe da Secretaria da Superintendência, de 24/05/1963 a 18/01/1965, chefe da Divisão Administrativa, de 18/02/1965 a 14/12/1965, superintendente interino de 01/11/1965 a 23/11/1965, chefe da Secretaria de Relações Públicas e Assessor Especial da Superintendência, de 23/05/1966 a 17/12/1966, além de dirigir a Escola Engenheiro Alves de Sousa, construída e mantida pela companhia, de 17/04/1964 a 09/02/1965. Espedito Cornélio presidiu a Celca até a fusão de todas as distribuidoras de energia existentes no Ceará com a criação da Coelce, nos anos 1970. No total, a Celca abrangia uma área de 44.641 km2 ao sul do Ceará, onde residia

uma população estimada em 900 mil pessoas à época. A Celca energizou 41 cidades e construiu mais de 613 mil km de linhas de transmissão. Paralelo à construção da sua carreira na Celca, Espedito Cornélio conheceu em 1965 a mulher com quem finalmente viria a ser casar. Normalista da Escola Normal Rural de Juazeiro do Norte, Marlúcia foi aluna de Espedito no quarto ano ginasial, quando ela tinha vinte anos. “Ele era muito exigente, e eu não era boa aluna”, reconhece. “Terminamos o ano eu sendo namorada dele, ele mais velho do que eu 18 anos. Achei esquisito primeiro por causa da idade. Mas ele era uma pessoa tão simpática, boa, educada e brincalhona, que deu certo”. Na mesma época, ele ganhou projeção significativa em Juazeito devido às suas crônicas na Rádio Iracema, que iam ao ar diariamente ao meio dia. “Muita gente ouvia”, diz ela.

de licença sem remuneração. A decisão acabaria impactando na sua aposentadoria, anos mais tarde. “Ele teve de lecionar ainda por mais alguns anos Escola Joaquim Albano, no Dionísio Torres, para poder se aposentar”. Espedito e Marlúcia tiveram os filhos Joaquim José, jornalista que atualmente mora e trabalha em São Paulo, e a estudante de Gestão Hospitalar Maria Isabel. Dona Dondon faleceu em 1981. A casa da família, na rua Santa Rosa, em Juazeiro, foi transformada no Lar do Ancião Feliz, durante mais de 30 anos, o que revela o espírito solidário e humanista de Espedito Cornélio, que aposentou-se em 1986, mas não se adaptou muito bem à nova fase da vida, vindo a desenvolver depressão posteriormente. Por volta dos anos 1995-1996, começou a escrever, atividade que intercalou durante aquele período com a intensa religiosidade

O namoro prosseguiu por cinco anos, até que os pais dela resolveram voltar para tentar a vida na terra Natal da família, Alagoas. Mesmo distante um do outro, Espedito e Marlúcia mantiveram o relacionamento por cerca de oito anos, até que os pais dela voltaram mais uma vez a Juazeiro. O reencontro terminou em casamento, em 1979, no mesmo ano em que Espedito foi promovido a diretor da Coelce em Fortaleza, onde o casal passou a residir. Em Fortaleza, Espedito foi designado para trabalhar na Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), onde permaneceu por cinco anos. Na opinião de Marlúcia, uma atitude reveladora da correção na postura de Espedito Cornélio foi o fato de que ele, mesmo atuando na Celca e depois na Coelce, tinha o direito de receber os seus vencimentos como professor do Estado por 14 anos. Porém, ele abriu mão, tendo permanecido durante esse tempo

que praticava. “O dia a dia dele era em casa e frequentar a igreja. Todos os anos, ia a Juazeiro sempre no mês de julho, aniversário do Padre Cícero, que era seu padrinho”, conta Marlúcia. Os textos renderam a publicação, em 2002, do livro “Acordes de Minha Lira / A Saga da Eletrificação”. Fez parte da diretoria da Associação dos Filhos e Amigos de Juazeiro, (AFAJ) sediada em Fortaleza e foi editorialista do jornalzinho O Juá, órgão informativo e cultural da referida entidade, por ele idealizado. Muito religioso, era membro da Ordem Terceira Franciscana e profundo admirador do Padre Cícero. Espedito faleceu em 17 de outubro de 2012, de problemas decorrentes de uma isquemia e depois de um acidente vascular cerebral, mas deixou um legado de seriedade, retidão e competência, sendo até hoje lembrado com respeito no Cariri, principalmente em Juazeiro do Norte, sua terra natal.

A Assembleia Legislativa do Ceará valoriza o Cariri A Assembleia Legislativa do Ceará contribui para o resgate da história de homens e mulheres que ajudam a engrandecer as artes, a religiosidade, a política, a economia, a cultura e a educação de uma das regiões mais prósperas e ricas do nosso Estado, a Região do Cariri.

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará


9

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Metropolitana

moradores do Sítio Venha Ver estão preocupados com os casos de calazar

produtos sem registro

Vigilância sanitária apreende medicamentos sem registros

C

entenas de produtos fitoterápicos ilegais são apreendidos, mensalmente, nos estabelecimentos comerciais de Juazeiro do Norte. De acordo com a Vigilância Sanitária Municipal, dentre os principais artigos confiscados estão suplementos alimentares, pomadas, chás, mel e xaropes caseiros, que não contêm o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo a diretora do órgão, Marilan Vidal, a maioria das apreensões ocorre por meio de denúncias realizadas pelos consumidores, que se sentem afetados pelos medicamentos. “Elas são feitas

tanto por denuncias – geralmente quando as pessoas adquirem alguma infecção intestinal - quanto por inspeções rotineiras”, destaca. O inspetor sanitário Carlos Ribeiro explica que as farmácias estão entre os pontos de vendas mais notificados pela venda irregular deste material. Conforme ele, os estabelecimentos farmacológicos se aproveitam de uma resolução da Anvisa, que dispõe sobre a isenção de registro para alguns produtos, e os comercializa desordenadamente. “Em uma apreensão de 200 produtos fitoterápicos, o dono de um comércio alegou não saber da necessidade de autorização para a

venda dos materiais. Ele foi notificado. Mas caso haja reincidência, poderá ser multado e receber auto de infração. Os produtos foram incinerados por não haver registros”, afirma o inspetor. Além disso, o sanitarista recomenda a verificação, por parte dos consumidores, sobre os produtos, antes de ingeri-los. Segundo ele, alguns dos fitoterápicos podem causar efeitos colaterais nocivos por conter boldo, substância proibida pela Anvisa. “Os produtos autorizados precisam obrigatoriamente ser cadastrados no Ministério da Saúde, Agricultura – de origem animal e vegetal - ou Anvisa”, finaliza

Serena Morais

Consumidor precisa conferir registro de medicamento na Anvisa

barbalha

Casos de calazar assustam comunidade rural Os registros frequentes de leishmaniose em animais e humanos vem preocupando a população de Barbalha. Moradores do sítio Venha Ver, localizado na zona rural da cidade, afirmam que, nos últimos dias, foram confirmados três casos da doença, também conhecida calazar. Neste período de

final de ano, ações preventivas de combate ao mosquito estão sendo intensificadas no Município. Segundo a população, dentre as vítimas estão duas crianças com sete anos de idade. O filho da dona de casa Maria Edivânia Pereira foi o primeiro a receber o diagnóstico da doença na

comunidade barbalhense. “Começou com uma febre que não passava. Após fazer exames, o médico disse que ele estava com calazar e precisava de tratamento”, afirma. Na comunidade, os cães infectados pelo mosquito foram eutanasiados pelos órgãos competentes. O calazar é transmitido

pelo mosquito-palha ou birigui que, ao picar, introduz o protozoário Leishmania Chagasi na circulação do animal. A enfermidade não é contagiosa e nem transportada diretamente de uma pessoa para outra. A transmissão do parasita ocorre, apenas, através da picada do mosquito fêmea infectado. Febre alta,

fraqueza, perda de apetite, anemia, aumento do baço e do fígado estão entre os principais sintomas da doença. De acordo com o coordenador do Departamento de Vigilância Sanitária de Barbalha, Willian Fú Vieira, foram confirmados, neste ano, até o momento, oito casos de leishmaniose visceral nos

bairros Bulandeira, Alto do Rosário, Cirolândia e no sítio Venha ver. Segundo ele, está sendo feita a aplicação de inseticida nos locais com maior possibilidade de desenvolvimento do mosquito, assim como ações educativas acerca de cuidados necessários, como limpeza das residências e a vacinação de cães.


10

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Metropolitana

biblioteca Comunitária chega ao maior bairro do Crato, o Seminário

Literatura Popular

Ambientalista aborda Flona Araripe em versos de cordel Serena Morais

barbalhense Valdim Batista retrata particularidades da Flona Araripe em cordéis com fins didáticos

A

educação ambiental ganha às páginas da literatura de cordel. As questões relacionadas ao meio ambiente despertam o interesse de poetas e cordelistas, como o artista Valdim Batista. Barbalhese, morador do distrito Caldas, o ambientalista une arte e sustentabilidade em versos, escritos com dedicação e apreço pelo o que faz.

acesso à leitura

Bairro do Crato recebe Padaria Espiritual A cidade do Crato será contemplada com várias bibliotecas comunitárias e o primeiro bairro a ser contemplado é o Seminário. Trata-se da Padaria Espiritual Jackson Antero de Sousa, criada pelo Instituto de Memória e da Cidadania do Cariri (IMCC). A entidade recebeu uma doação de aproximadamente 30 mil livros de Brasília, Distrito Federal. O acervo tem por finalidade disseminar a leitura e a cultura na Terra de Bárbara de Alencar. Os livros foram enviados por Elmano Rodrigues, um caririense que vive em Brasília e realiza trabalho social de criação de bibliotecas no Nordeste Brasileiro. Além de serem direcionadas às creches e escolas, as obras devem servir para a implantação de pontos de leitura em diversas comunidades cratenses, como o Gesso, Dom Quintino, Monte Alverne. Segundo o presidente do IMCC, Ricardo Carvalho, a entidade conta com a parceria do Instituto Enoch Rodrigues, de responsabilidade de Elmano Rodrigues, e da Prefeitura Municipal de Crato, através de um convênio com a Secretaria de Cultura, que possibilitou a compra de equipamentos para as padarias espirituais e a capacitação para comunidades, escolas e instituições.

Exposição fotográfica

Além do acervo literário, o município de Crato recebeu uma coletânea de fotografias de Rui Faquini.

Antônio Francivaldo Batista, o Valdim Batista, como assim é conhecido por familiares e amigos, começou a escrever os seus primeiros textos ainda na década de 90. Inspirado pelas tradições carnavalescas, ele é autor de uma variedade de sambas-enredo pela escola de samba Unidos do Morro. Da paixão pelo tradicional carnaval da Terra

dos Verdes Canaviais, nasceu o talento para a poesia, tendo o cordel como meio para expressar suas ideias e opiniões. Dentre as duas produções, o cordel “A Luta do Soldado Pela Sobrevivência” é considerado o de maior destaque. A literatura conquistou premiação no Festival de Cordel, realizado pela Associação Cristã de Base,

na cidade de Crato. Ao aliar o conhecimento à criatividade, Valdim conta a história do Soldadinho-do-Araripe, refletindo a importância da ave endêmica, ameaçada de extinção. “Este cordel foi escrito com o intuito de servir como material didático para as escolas, a fim de que as crianças conheçam e garantam a sobrevivência do pássaro”, pontua o cordelista.

Livro Com caneta e papel em mãos, atualmente, Valdim Batista se dedica à produção de seu primeiro livro. A obra trata sobre a memória das escolas de sambas e dos blocos carnavalesco de Barbalha, e já conta com cerca de sete anos de pesquisa. A publicação aborda a linha carnavalesca do Município desde o ano de

1945. Além disso, o artista escreve mais uma edição de cordel para a sua coleção. Desta vez, a Floresta Nacional do Araripe serve de inspiração para os seus versos. Apesar das dificuldades que enfrenta, Valdim segue com o seu amor pela arte popular. “O artista sofre muito, pois enxerga aquilo que as outras pessoas não conseguem ver”, finaliza.


11

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

5ª CONFRATERNIZAÇÃO Casa dos Relojoeiros reúne profissionais da imprensa

2

1

Êxpo Waleska marrocos waleskamarrocos@hotmail.com

(1)CEGONHA Alex Ferraz e Leonor Leandro estão muito felizes com a visita da cegonha. A notícia da gravidez foi motivo de muita alegria para a família. O bebê chegará em meados de 2014. Parabéns!

(2)CONFRATERNIZAÇÃO A Casa dos Relojoeiros promoverá a 5ª Confraternização da Imprensa do Cariri,

3

nesta terça-feira (10), em Juazeiro do Norte. O evento acontecerá no Restaurante

4

Sirigado do Pedro. Na foto, o presidente da Casa dos Relojoeiros, João Araújo, o diretor comercial, Luiz Jean Rodrigues, e o gerente regional Jose Carlos Albano.

(3)BELA FAMÍLIA A pequena Ana Júlia completa a felicidade do casal Leiliane Queiroz e Juranio Gondim.

(4)POSSE NO ICVC A presidente do Instituto Cultural do Vale Caririense (ICVC), Maria do Rosário Lustosa da Cruz (centro), empossou seis novos sócios titulares. Maria Solange Cruz, Edilson Botelho, Diana Barbosa, Rosângela Tenório, Conceição Dantas e

5

6

Auxiliadora Dantas. A posse aconteceu na Associação Comercial e Industrial de Juazeiro do Norte. Parabéns!

(5)NIVER Katiúscia Lobo comemorou mais um ano de vida com o esposo Júnior Pimentel e o pequeno Cael. Felicidade

(6)ESTUDIOSO O geólogo João Aquino Limaverde é um guardião do Geopark Araripe, na cidade de Santana do Cariri.

Leia rápido A Festa Warakidzã, com Geraldo Junior e os Virtuais, está marcada para o próximo dia 19 de dezembro. O evento reunirá grandes nomes da música caririense, como Dudé Casado, Zabumbeiros Cariris, Flauberto Gomes, Ranier Oliveira e Beto Lemos. O show acontece a partir das 22h, no Casarão Boteco, em Crato. A Mostra de Cinema Brasileiro Contemporâneo segue em cartaz na Unidade Sesc de Juazeiro do Norte. Até o dia 18 de dezembro, através do projeto Cinematógrapho, a mostra acontece com exibições de filmes sempre às quartasfeiras, às 19h. No próximo dia 11, a programação exibe o longa “Elvis & Madona”, dirigido por Marcelo Laffitte. Para encerrar a série, no dia 18, o projeto apresenta o filme “Trabalhar Cansa”. A entrada é gratuita. A Exposição Natural-Natural: Paisagem e Artifício, da artista Ana Maria Tavares, segue aberta aos visitantes, na galeria de artes do Centro Cultural Banco do Nordeste. Pensada como um projeto multidisciplinar e colaborativo, a exposição itinerante tem como referência o trabalho desenvolvido pela artista nos últimos 30 anos de carreira. No Cariri, a mostra acontece até o próximo dia 15 de dezembro. No último dia 4 de dezembro, o Presidente do Sistema Fecomércio, Luiz Gastão Bittencourt, realizou encontro com prefeitos, secretários e empresários do comércio de bens, serviços e turismo do Cariri, com o intuito de apresentar o balanço da Mostra Sesc de Culturas, realizada no último mês de novembro. Na ocasião, foi realizado o prélançamento da edição 2014. Este ano, o evento reuniu cerca de 500 mil pessoas, envolvendo 27 municípios da Região.


12

Região do cariri, de 10 A 16 DE DEZEMBRO de 2013

Toque de Primeira

NOVA MODALIDADE Serena Morais

Cícero nicássio

GUARANI Com algumas novidades, o Guarani fez sua apresentação no Romeirão. O diretor de Esporte do Clube, Kleber Lavor, prometeu formar um bom elenco e lembrou alguns nomes, como Zé Augusto, Marcinho Guerreiro, Piterniel, Netinho e outros. O treinador responsável por aquela belíssima campanha está de volta e prometeu muito trabalho. Júlio Araújo, se não tem o mesmo peso profissional do seu irmão Flávio Araújo, já tem uma bagagem no futebol cearense. Tudo é uma questão de tempo.

TEMPO CURTO Após a grande campanha na Série B, o Icasa se desfez completamente, pois esse é o destino de um time de futebol dirigido e financiado por um empresário. Caso o investidor Artur Boim desista do Verdão, a coisa pode ficar obscura .Do elenco que disputou a Série B, poucos estão ligados ao time através de contrato. A diretoria vai partir da estaca zero em busca de contratações. A pré-temporada está marcada e o Verdão fará sua estreia dia 9 de janeiro. Convenhamos, o tempo é curto para se preparar antes um campeonato tão atropelado como o Cearense, que tem jogos a cada três dias.

LIÇÃO Tanto faz morrer em alto mar como na praia. Assim, foi a campanha do Icasa no Brasileiro da Série B. Na reta final, faltou marcha de força para o time alcançar o tão sonhado acesso à Série A. A onda da Mala Branca x Mala Preta foi o assunto mais comentado pela imprensa, ao ponto de dirigentes trocarem farpas nos microfones e nos sites Brasil a fora. Ficou comprovado que um time ganha jogo e um elenco conquista objetivos. O Verdão do Cariri provou desse veneno. Ficou a lição.

SEGUNDONA A diretoria do Barbalha anunciou dois nomes para o comando técnico da equipe. Vladimir de Jesus, que é discípulo de Lula Pereira, e Daniel Frason. A torcida barbalhense já conhece os adversários da raposa. O conselho arbitral da segunda divisão dividiu os 11 clubes em dois grupos. O Barbalha ficou no grupo de cinco times, junto ao time de Iguatu, São Benedito, Nova Russas e Crateús. O critério é simples. Todos jogam entre si, onde serão classificados apenas três desse grupo, que se unirão aos três do outro grupo. A junção formará um bloco de seis equipes que, mais uma vez, jogarão entre si, no sistema de pontos corridos. Os dois mais bem colocados subirão para a primeira divisão em 2014. O desafio está lançado.

APISCHEL EXPORTADORA LTDA CNPJ: 04.914.673/0001-08 Torna público que requereu à Secretaria do Meio Ambiente e Controle Urbano – SEMAC – Crato a Regularização da Licença de Operação para a atividade de beneficiamento e exportação de mel, localizada no município de Crato à Rodovia CE 292, Km 07 no Sítio Guaribas. Foi determinado o cumprimento das exigências contidas nas Normas e Instruções de Licenciamento da SEMAC – Crato.

n SEGURANÇA ELETRÔNICA

n ZELADORIA

n PORTARIA

n TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS

Travessa Slino Duda, 59 - Bairro Santa Teresa - Juazeiro do Norte - CE

Peça já seu orçamento sem compromisso

amistoso de Rugby, em Juazeiro do Norte

Amistoso promove a prática de rugby

U

ma das modalidades de esporte mais tradicionais do mundo, surgida há quase dois séculos na Inglaterra, chega ao Cariri com força total. Através do Araripe Soldiers, que desde 2012 se destaca com a prática do futebol americano, o rugby é o mais novo esporte que vem atraindo adeptos e chamando atenção pelas características diferenciadas, como a bola oval e a utilização das mãos nos lances da partida. Segundo Neumayer Maia, fundador do Araripe Soldiers, o time de rugby, em Juazeiro, nasceu por conta da ligação existente entre o futebol americano, já praticado pelo time, e o esporte inglês, que, assim como o anterior, é advindo do futebol. Com o seu primeiro jogo profissional ocorrido no último final de semana, no Romeirão, o time agora almeja competir no Campeonato Nordestino de Rugby Sevens (uma das modalidades do esporte) e criar, na região, times feminino e paraolímpico. A prática do rugby, como todo esporte, segue regras, às quais o juiz é a autorida-

de máxima. “Existe um lema que é bem a nossa cara, que o rúgby é um esporte de brutos jogado por cavalheiros’. Porque, embora seja viril, de impacto, de força, é altamente sóbrio, digno e bem respeitoso”, explica Neumayer. Assim como em outros esportes, o objetivo do jogo é conseguir a maior pontuação, obtida através de diferentes maneiras, como quando a bola passa por cima da trave e entre os postes do adversário, após ter tocado o chão antes do chute. O rugby possui diferentes formas de ser jogado, com condições na escalação e formação de jogo que variam a cada modo. Entre as versões existentes, há a composta por duas equipes, de 15 jogadores cada, que se enfrentam em dois tempos de quarenta minutos e a versão de jogo conhecida como o rugby sevens, onde cada time conta com sete jogadores que se enfrentam em dois tempos de sete minutos cada. Esta versão é a mesma dos Jogos Olímpicos, que, 80 anos depois, voltarão a compor o programa, a partir das Olimpíadas de 2016.

curta

Jiu-jitsu em evidência

O periódico do Cariri independente

O especialista em Jiu-Jitsu, MMA e defesa pessoal, Luís Carlos Manimal, esteve no Cariri para ministrar aulão e transmitir seus conhecimentos da área para lutadores e admiradores do esportes. Com a realização do Seminário de Jiu-Jitsu e MMA Região Nordeste, o evento aconteceu em Crato, dentro do projeto de inclusão social de crianças e adolescentes.

Manimal, que é faixa preta em Jiu-Jitsu, foi aluno do mestre Carlson Gracie, filho do introdutor do Jiu-Jistu no país, Carlos Gracie. Entre suas conquistas, Manimal coleciona os títulos de Campeão Brasileiro (1992), Campeão do Internacional de Masters e Seniores (1999 peso/absoluto), Campeão da Copa Rolls Gracie, entre outros.


Jornal do Cariri - 10 a 16 de Dezembro de 2013.