Page 1

ALEGRIA

MEMÓRIA

Salas de cinema são extintas em Juazeiro

Carroça de Mamulengos faz a festa

8

9

O periódico do Cariri independente

REGIÃO DO CARIRI l DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012 l ANO XIV

l

NÚMERO 2529 R$ 1,50

CONTRAVENÇÃO

Jogo do bicho corre solto A megaoperação da Polícia Civil de Juazeiro, Crato e Barbalha para o combate ao jogo do bicho na região, no último dia 30, resultou dezenas de prisões. A ação parece não ter intimidado a prática do “jogo de azar”

sequer no triângulo Crajubar. Um dia após a operação, as bancas já estavam nas ruas novamente. A polícia promete realizar a operação “Segunda Etapa”, dessa vez sem vazamento de informações.

5

Cachoeira suspeito de envolvimento 40 pessoas são presas no Crajubar Trio comanda jogatina em 26 cidades

PT e PSB se articulam juntos para eleições no Cariri 4 SEGURANÇA

JUAZEIRO

Cai número de ocorrências Prefeitura consegue policiais em Juazeiro desapropriar A Polícia Civil de Juazeiro do Norte apresenta números sede do Treze atestando que nos três primeiros meses de 2012, houve uma redução no índice de ocorrências policiais na região do Cariri, se comparado ao mesmo período do ano passado.

7

ONDA VERMELHA

Semáforos do triângulo Crajubar fora de sincronia

FONTES DE ÁGUA

Nascentes são exploradas por empresas sem autorização

O Município de Juazeiro conseguiu na Justiça a desapropriação de uma área particular para que esta venha atender a interesses públicos. No local funcionou a sede campestre oo Treze Atlético Clube Juazeirense. O imóvel deve ser demolido para a construção de uma Escola de Tempo Integral. O sócios foram contrários a desapropriação e a briga foi parar na Justiça.

4

Denúncias de crime ambiental são diárias As rodovias que interligam Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato são motivo de reclamação da população, devido a instalação de semáforos. A questão é que os sinalizadores, que deveriam organizar as vias, passaram a prejudicar os motoristas que transitam por ali todos os dias.

6

Grande quantidade de denúncias são realizadas todos os dias envolvendo animais silvestres. Mas falta estrutura aos órgãos responsáveis pela fiscalização.

5

Muitas nascentes existentes na região do Cariri sofrem alterações irregulares e um dos problemas é o encanamento das águas, utilizadas por particulares. A situação tenta ser revertida com a ajuda de órgãos, populares e até dos próprios usuários, e apesar das conquistas, ainda falta muito para alcançar o objetivo de manter um meio ambiente saudável.

6

ESPORTE

Movimento tira Kleber Lavor do Guarani, mas futuro do Leão continua incerto 10

Destaques da programação de 10 a 16 de abril de 2012. Dia 10, terça-feira. LITERATURA EM REVISTA 19h00 - A Ferro e Fogo Tão Ferreira Assislan Paiva - Juazeiro do Norte-CE. Dia 11, quarta-feira. TROCA DE IDEIAS 19h00 - Clarices - uma Homenagem Autora Convidada - Profª. PhD. Fernanda Coutinho - Fortaleza-CE.

Dia 12, quinta-feira. LITERATURA EM REVISTA 19h00 - A Poesia de Jorge Amado Maria Aparecida de Oliveira Juazeiro do Norte-CE. Dia 13, sexta-feira. RUMO AOS MUSEUS Local: Santana do Cariri-CE. 13h00 - Visita ao Casarão do Coronel

Felinto da Cruz Neves. BIBLIOTECA VIRTUAL 18h00 - Recursos Avançados de Utilização da Internet - Blogs Instrutor: Dalânio Almeida. MÚSICA 19h30 - Vocal - Grupo Urucum na Cara - Belo Horizonte-MG. Dia 14, sábado.

Acesse e veja a programação completa:

PERCURSOS URBANOS 15h00 - O Cinema e o Tempo Mediador: Ythalo Rodrigues - Juazeiro do Norte-CE. TRADIÇÃO CULTURAL Local: Praça do Cruzeiro, Ladeira da Integração - Crato-CE. 18h00 - Cantadeiras de Coco Tirando Toeiras - Artistas - João do Crato e

www.bnb.gov.br/cultura

Cantadeiras de Coco do Cariri Crato-CE. Dia 15, domingo.

Fechado.

Dia 16, segunda-feira.

Fechado.


Opinião 2

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

Editorial OS TENTÁCULOS DO JOGO ILEGAL NO CARIRI

O jogo do bicho nasceu de maneira inocente: uma forma de arrecadar fundos para ajudar o barão de Drumond a manter o zoológico do Rio de Janeiro. Modelo simples, fácil de se operar e com uma estrutura extremamente popular. Sua disseminação como uma contravenção vai ocorrer a partir da primeira metade do século XX. Iniciaalmente, uma atividade com algum “glamour”, um “delito menor”, onde imperava o ar de malandragem e de arrivismo de bandidos sem maior lesividade social. O “bicho” tornou-se uma “instituição brasileira”. Hoje, o jogo do bicho é apenas um elemento de pequena expressão dentro de uma rede maior de atividades ilícitas, nas quais estão as drogas, os caça-níqueis, a exploração da prostituição e outras ações interligadas, embora, em muitos casos, não necessariamente organizadas debaixo de uma mesma estrutura de poder. O certo é que essa contravenção ainda hoje goza de certas áurea romântica e de alguma aceitação popular. O estouro da máfia do jogo do bicho no Cariri, ocorrida nestes últimos dias, é a prova de que essa atividade é integrada por elemen-

tos nacionais, com tentáculos que chegam até os mais diferentes rincões do país. A figura do bicheiro Carlinhos Cachoeira é onipresente. Sua ligação com o grupo que foi custodiado pela Polícia Judiciária parece ser inequívoca. E, com isso, surgem as dúvidas sobre se o as ações delitivas se resumem ao bicho e aos caça-níqueis ou se também resvalaram para o grampo ilegal, a chantagem política, a extorsão e a corrupção ativa de autoridades públicas, sejam elas administrativas ou policiais. A reação da Polícia Judiciária deve ser acompanhada de igual resposta pelo Poder Judiciário. Os criminosos e seus associados, mesmo sendo pessoas de alto cotorno social ou econômico, hão de ser levados às barras dos tribunais. Não se pode deixar que o Cariri, já atormentado pela questão da droga, seja também invadido por outras espécies de contravenção. O aperto contra traficantes e bicheiros no Rio de Janeiro tem levado à fuga de alguns desses elementos para outras regiões do país. O Nordeste é a bola da vez. Crescimento econômico, mudança de valores culturais e morais, dinheiro fácil, desagregação familiar e outros fatores contribuem para

a sedução do crime em relação aos mais jovens. O problema do jogo do bicho, e de toda sua vinculação paralela com outras ações delituosas, é, porém, mais grave. O bicho é mais antigo e extremamente disseminado em outros segmentos sociais. Não é algo que se possa caracterizar como uma criminalidade de explosão, mas uma criminalidade sofisticada, que não causa a repulsa social que o tráfico ou a extorsão efetivamente geram. O Cariri precisa enfrentar esse problema de modo direto e corajoso. As autoridades policiais estão de parabéns pela eficácia de sua atuação inicial. Novos desdobramentos são esperados, prisões ainda podem ocorrer. Revelações sobre o envolvimento de outros indivíduos são também possíveis. O futuro é incerto. A única coisa realmente sabida é que se levantou o véu sobre algo extremamente grave e que vem corroendo as entranhas da sociedade caririense há muito tempo. É chegada a hora de saber o quão podre estão essas estruturas. E quem for podre, que se arrebente. Sem direito a favores ou quaisquer formas de proteção.

CHARGE

A BOLA QUE ANESTESIA O PAÍS

O ICASA, O GUARANI E AS RAZÕES DE SER DO FUTEBOL A agônica situação do Icasa no atual campeonato cearense e as incertezas sobre o futuro do Guarani, atual vice-campeão do Estado, nos levam a refletir sobre as razões de ser do futebol. Tanto em Juazeiro do Norte como em qualquer lugar do mundo, esse jogo carrega um sistema de simbologias e funções, que estimulam, por exemplo, a inclusão social. É a vitória popular em um país excludente. A loucura sadia de uma competição física a exercitar o gosto pelo triunfo. A despertar possibilidades lúdicas e motoras. A sublimar refregas violentas da história e do presente. Bastaria isso para justificar as relevâncias das razões de ser de uma simples modalidade esportiva que se transformou no maior fenômeno de massas do planeta. O futebol não tem como precípuas atribuições resolver problemas cruciais de cidade e nações, como saúde, educação, moradia. Embora ainda exista gente equivocada que só falta exigir isso, fazendo perdurar um certo preconceito social e intelectual sobre essa atividade. Estou cansado de dizer que o futebol explica muito mais sobre a natureza humana do que imagina a literatura e pensa a ciência. Como diria o escritor

argelino Albert Camus, “futebol é inteligência em movimento”. Durante muitos anos, essa frase foi única referência “culta” disponível perante aqueles que, do alto de um pretenso requinte intelectual, discriminavam o jornalismo e o cronista esportivo, considerando-os referências menos inteligentes do que aqueles a tratar de política, cultura, economia, etc. No passado, o grande Graciliano Ramos duvidou que o ludopédio prosperasse por aqui. Existem até publicações contra o futebol. Um argentino, Juan Sebreli, afirmou que o futebol faz da insignificância do seu conteúdo a coisa mais importante para milhões de pessoas. Problema desse argentino, deixa pra lá. No nosso país, quem primeiro despertou para o futebol como símbolo nacional foi Getúlio Vargas, quando compareceu e fez discurso no embarque da Seleção Brasileira para as disputas de uma Copa do Mundo, na década de 30. E mais: depois de insucessos brasileiros contra sulamericanos, implementou a regulamentação da atividade futebolística.

Wilton Bezerra Comentarista Esportivo

perto do povão. A seleção brasileira, ganhando ou perdendo, havendo um único vencedor. Será a classe dominante. Verá a ordem e o progresso se materializaremsob o efeito do anestesimento nacional, feito pela mídia, com a sua discursividade em tons histéricos. Os donos do pais já estão em festa. Os latifundiários e coronéis do capital possuem todos os motivos para comemorar. O mercado funciona, oferece e resolve tudo. Vende todo tipo de produto: da fitinha apache ao televisor. É a alienação no varejo e no atacado. Por isso, o cinco já está armado. Todos estarão brevemente uniformizados, mesmo sabendo-se que alguns estádios estão com suas obras tremendamente atrasadas enquanto um clube de linha, da capital paulista ganhou tudo espaço imobiliário, e verba especial para premia-lo com um moderno estádio, com dispêndio de dinheiro fabuloso, enquanto o atendimento a saúde do brasileiro continua um Deus nos acuda. Portanto, uma copa do mundo, como a que vem ai (2014), mostrará um Brasil drogadizado pelo delírio lúdico, orquestrado pela historia da mídia.

Almério Carvalho Radialista

CARTA

SEXTILHA ACREDITAR E AGIR... ALAVANCAS PODEROSAS PARA QUEM QUER PROGREDIR NAS ESTRADAS TORTUOSAS OS ESPINHOS NÃO IMPEDEM O DESABROCHAR DAS ROSAS! Welington Costa

Expediente:

O DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda – cuidou de repercutir tudo isso. E olha que o “velhinho” nem era um afccionado pelo futebol. Mas, o povo gostava. Claro que as coisas mudaram muito. Hoje, o futebol provoca maiores emoções. Segundo os marqueteiros, emoções vendem. Atrela-se à figura vencedora de clubes e atletas à imagem de governos, políticos e empresas públicas e privadas. Infelizmente, o preconceito em relação ao futebol a que me referi ainda mostra suas garras no ambiente político. Certos gestores eleitos e em perspectiva de serem reeleitos acham que bola e neurônios não podem andar juntos, que futebol é ligado ao povo e o povo, à ignorância. “Bem feito” pro povo.

A mídia impressa e eletrônica respira o oxigênio lúdico. O campo da bola não mais as editorias esportivas. Ela já rola em outros espaços. Faz gols na publicidade, com as suas peças eufóricas e ufanistas, uniformizando as consciências. O país vai gradativamente colocando os seus pés no gramado e a sua cabeça também. É um processo, é um processo, em `` slow-motion``, lento, mas obsessivo. As formas simbólicas – imagens, textos, falas e ações – conforme pintam um arco-íris futebolístico, como único sinônimo do real. Quem não se farda, corre um risco. Será alvo de algum estereótipo. É um alienado. Estar por fora da realidade, desenhada tão somentepelas linhas e formas de um estádio de futebol. Eis o cinco, com tecnológicos, incluindo os excluídos. Na época nem o presidente da república FHC, escapou do cortejo futebolístico, e demonstrou não ser alienado. Reivindicou a convocação de determinado jogador para a seleção brasileira, como anos antes, médici chegou a indicar dadá maravilha ao técnico João Saldanha, e não atendido. Na época da ditadura, médici não precisa se preocupar com as eleições presidenciais. Sempre ocorre que quando de jogos da seleção, em discuta de copa do mundo, nossos presidentes usam farda canarinho, ficam mais

Uns dias são quentes, outros também. Juazeiro, Crato e Barbalha estão cada vez mais quentes. E esse calor tem tudo a ver com o crescimento do nosso Cariri, o aumento de motocicletas, mais pessoas nas ruas, mas carros. O crescimento da região é ótimo, mas também traz o aquecimento. É natural. Aqui no Cariri já estamos acostumados com isso, mas agora tá ainda mais quente.

Renato Augusto, Crato

Envie sua carta para jornaldocariri@jornaldocariri.com.br e dê sua opinião faça sua sugestão, uma crítica. Esse espaço é aberto para você, caro leitor. Diretor-presidente: Luzenor de Oliveira Diretora de Jornalismo: Jaqueline Freitas

Diretor de Conteúdo: Donizete Arruda Editor-chefe: Márcio Dornelles

Diretoria Jurídica: Vicente Aquino

Conselho Editorial: Geraldo Menezes Barbosa | Francisco Huberto Esmeraldo Cabral | Napoleão Tavares Neves e Monsenhor Gonçalo Farias Filho

O periódico do Cariri independente Fundado em 5 de setembro de 1997 O Jornal do Cariri é uma publicação da Editora e Gráfica Cearasat Comunicação Ltda CNPJ: 34.957.332/0001-80

Fale conosco

Administração e Redação: Rua Pio X, 448 - Bairro Salesianos - CEP: 63050-020 - Juazeiro do Norte – Ceará - Fone (88) 3511.2457 Sucursal Fortaleza: Rua Coronel Alves Teixeira, 1905, sala 05, Telefone: 085.3462.2607 - Celular: 085.9161.7466 Sucursal Brasília: Edifício Empire Center, Setor Comercial Sul, Sala 307, Brasília-DF Os artigos assinados são de responsabilidade dos seus autores

Redação w cidades@jornaldocariri.com.br w policia@jornaldocariri.com.br w politica@jornaldocariri.com.br w redacao@jornaldocariri.com.br Departamento Comercial w comercial@jornaldocariri.com.br | Geral w jornaldocariri@jornaldocariri.com.br


Publicidade REGIテグ DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

3


Política 4

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

DONIZETE ARRUDA

Política

Crato tem campanha esfarelada

Ainda há tempo para união, mas o cenário que se desenha no Crato é de uma corrida eleitoral bem disputada. O prefeito Samuel Araripe desceu do muro e irá mesmo apoiar a candidatura de seu secretário Cícero França pelo PV. A decisão motivou a ruptura com seu vice-prefeito, Raimundo Filho, que deve ser candidato pelo PPS. Além deles são candidatos: Sineval Roque(PSB), Ronaldo Matos(PMDB) e o médico Marcos Cunha, do PT, que insiste em manter seu nome na briga pelo cargo. Waldetário Brito, do PCdoB, também tenta se viabilizar De todos esses postulantes, três têm problemas para se manterem na disputa: Marcos Cunha, Waldetário Brito e Raimundo Filho. O petista terá de convencer o Diretório Nacional, que tenta levar o partido no Crato para o palanque do pessebista Sineval Roque, a pedido do governador Cid Gomes. Já Raimundo Filho tem a proposta de ser vice de Ronaldo Matos e Waldetário Brito sofre cerco do PSB estadual para também apoiar Sineval.

Ciro chega para ajudar Sineval

Desembarca no próximo dia 14 no Crato o ex-ministro Ciro Gomes. Virá para fortalecer a pré-campanha do deputado Sineval Roque. Vai discutir alianças eleitorais com o PT e outros partidos. Também terá encontros com empresários e a juventude. Ainda mobilizará as principais lideranças do PSB cratense e anunciará presença em vários momentos da campanha, pois é sua disposição garantir a vitória de Sineval Roque em outubro. O empenho pessoal de Ciro Gomes é uma força incontestável a favor de Sineval.

Só restou um único secretário

Do secretariado original do prefeito Manoel Santana empossado no dia 1º de Janeiro de 2009, restou apenas o secretário de Romarias, José Carlos. Todos os outros caíram, pediram para sair ou foram substituídos por diferentes motivos. Os dois últimos a deixarem suas pastas foram o cantor Fábio Carneirinho, da pasta de Cultura, e Cláudio Luz, da Segurança. Ambos irão concorrer a uma vaga na Câmara.

Salviano tenta pacificar sua base

Ainda mantendo o sonho de viabilizar sua candidatura a prefeito de Juazeiro, o deputado Manoel Salviano (PSD) tem dedicado seus dias a conversar com dois de seus principais aliados: o diretor da TV Verde Vale, Wilton Almeida, e o comunicador mais popular da emissora, Wilson Melo. Os dois estão em rota de colisão. Salviano tenta convencê-los a assinarem um armistício. No entanto, não está nada fácil construir um acordo de paz.

Antonina consegue se destacar

Está eufórico e com certa razão, o prefeito de Antonina do Norte, Antonio Filho. Pesquisa do Ministério da Saúde sobreo IDSUS – Índice de Desenvolvimento do Sistema Único de Saúde e Efetivação da Atenção Básica - colocou o Município na nona posição entre os municípios do Cariri. Uma evolução incontestável para uma cidade tão carente. Vale ressaltar o desempenho de Barbalha que ficou em primeiro lugar.

Raimundão abusa da intimidação

Raimundo Macedo passou pouco tempo em Brasília. Mesmo eleito com uma votação consagradora, não gostou da Câmara Federal. Tirou licença por interesse particular. Foi um erro. Se lá tivesse permanecido, teria a chance de aprender com as críticas e a compreender que vivemos em uma democracia. Todas as vezes que o Jornal do Cariri procura a assessoria do deputado Raimundo Macedo para ouví-lo sobre uma reportagem, há esforço descomunal em desqualificar a matéria, mesmo desconhecendo seu conteúdo. Depois, o parlamentar não fala. Publicada a reportagem, Raimundão apela para a intimidação. Sua assessoria jurídica entra em campo e tome ameaça. Esse time esquece que não está tratando com bandidos, mas com jornalistas comprometidos com a ética e a transparência. Raimundão bem que poderia compreender isso. Mas, como tem dificuldades de compreenssão, fica ciente de uma regra que todos os leitores do JC já tem conhecimento: nenhuma reportagem é publicada sem que o outro lado seja ouvido.

Disse me disse... • Deputada Mírian Sobreira quer ser candidata à Prefeitura de Iguatu e também participar das eleições no Crato. • Pré-candidato a prefeito do Crato, Cícero França, quer convencer Raimundo Filho a ser seu vice. Vai ser uma missão bem difícil. Raimundo Filho sente-se traído pelo prefeito Samuel Araripe. • Deputados Manoel Salviano e Arnon Bezerra subiram juntos a colina do Horto na Semana Santa. Presença do deputado Raimundo Macedo também foi notada. • Ronaldo Matos (PMDB) enfrenta dificuldades para lidar com as pressões nada republicanas de uma pré-campanha eleitoral deflagrada muito cedo no Crato. • Deputado Ely Aguiar (PSDC) ainda não decidiu quem apoiará nas eleições do Crato apesar do excesso de candidatos. • Vereador cratense Darcio Luiz de Sousa anuncia que irá tentar se eleger para seu nono mandato. Se conseguir, ficará 36 anos ininterruptos na Câmara do Crato. • Em Campos Sales, uma surpresa não passou de boataria. A renúncia do deputado Estadual Moésio Loiola (PSD) ao projeto de candidatura a prefeito foi desmentida pelo próprio parlamentar. Seu nome continua como pré-candidato apoiado pelo atual prefeito Paulo Ney. • Do outro lado, a oposição se arregimenta. Ex-prefeitos Zé Iris e Lourenço, além do petista Dorgival Lins, querem ser candidatos à sucessão de Campos Sales. • Desculpe a ignorância, por que há tantos candidatos a prefeito no Crato?

SUCESSÃO 2012

Ciro vem ao Cariri para avaliar pré-candidaturas do PSB

O

ex-governador Ciro Gomes, principal articulador político do Partido Socialista Brasileiro (PSB), vem ao Cariri para discutir e acertar apoios às eleições municipais na região. A chegada de Ciro está prevista para o próximo sábado. Ciro tentará definir as situações em Barbalha e Juazeiro, onde há ainda há a possibilidade de apoio dos socialistas a nomes de outras legendas. Somente no Crato o PSB já tem sua posição definida e tenta apoios ao nome do deputado Sineval Roque. O Partido quer garantir uma ampla aliança no município e deve tentar inclusive o apoio do PT, que também já manifestou a pré-candidatura do médico Marcos Cunha. Em Juazeiro, o atual vice-prefeito Roberto Celestino, que rompeu com o prefeito Manoel Santana, lançou-se pré-candidato e afirma ter o respaldo do diretório estadual, inclusive tendo o partido o convidado para compor a chapa como vice, o vereador Tarso Magno (PR). Porém Tarso teria aceitado o convite desde que este viesse do

n O ex-deputado federal Ciro Gomes chega ao Cariri para amarrar articulações

próprio governador Cid Gomes. Fato difícil de acontecer já que Cid luta para manter a aliança com o PT e continuar no apoio a reeleição de Santana. Além do Partido Republicano ser forte opositor do governo estadual. Ciro vem encarregado de resolver toda essa celeuma e já sinalizou em outras visitas ao Cariri o desejo de priorizar chapa própria do PSB.

Em Barbalha, os petistas decidiram que não haverá prévias para a escolha do candidato do Partido. Um encontro do diretório para a escolha do nome que disputará a Prefeitura de Barbalha pelo PT nas eleições de 2012 será realizado no dia 20 de maio. Um grupo de partidários é contrário ao nome do atual prefeito José Leite e havia manifes-

tado o desejo pela realização de prévias para que esse nome fosse decidido. Mas, a maioria rejeitou a realização de prévias para a escolha do candidato às eleições de 2012, garantiu o presidente Antônio Elder. Com essa decisão deve mesmo prevalecer a candidatura à reeleição do prefeito José Leite, que continua contando com o apoio do PSB.

SEMANA SANTA

Salviano conversa com Santana em tradicional subida da colina do Horto Todos os anos, os políticos de Juazeiro reúnem grupos de amigos e sobem as ladeiras da estrada velha que leva a estátua do Padre Cícero. Mas, apesar de ano eleitoral não houve grandes manifestações ao longo dos percurso este ano. A maioria dos pré-candidatos a prefeito de Juazeiro subiram a colina durante a sexta-feira da Paixão, acompanhados apenas de assessores e amigos próximos. O prefeito Manoel Santana (PT), ao contrário dos outros anos não fez a caminhada pois se recupera de problemas de saúde. Mas, Santana esteve no Memorial onde reuniu a assessoria antes da caminhada e encontrou-se por lá com o deputado Salviano com quem conversou, certamente sobre política. Porém não se soube se aprofundaram compromissos de apoios. A maior expectativa era em torno do deputado Raimundo Macedo, que sempre se prepara e convida muitos a o acompanharem. Porém não houve grandes manifestações ao longo do caminho. Quem esteve ao seu lado durante a subida foi seu correligionário, o de-

putado Neto Nunes. O vice- prefeito e também pré-candidato do PSB, Roberto Celestino esteve acompanhado do vereador do seu partido, Roberto Sampaio, do ex-prefeito de Aurora Carlos Macedo e do suplente de vereador Paulo Machado. Após a caminhada eles se reuniram para um café da manhã na residência de Paulo Machado, onde avaliaram a visitação dos pré-candidatos ao horto. O ex-deputado estadual Vasques Landim,

pré candidato do PR, também, fez o percurso junto a familiares e amigos e não se encontrou com os concorrentes. O pré-candidato Alcymar Monteiro (PDT), não compareceu ao horto.

Salviano e Arnon subiram juntos

Os únicos já declarados pré-candidatos que estiveram juntos durante a visita ao horto, foram os deputados Manoel Salviano (PSD) e Arnon Bezerra (PTB). Eles subiram

juntos, mostrando que a parceria é certa. E Salviano destacou o trabalho que tem feito juntamente com Arnon. “Ele é um colega que faz política junto comigo desde 88 e é uma lealdade do ponto de vista político, de respeito”, disse, acrescentando ser Arnon um deputado que tem confiança. “Ele é muito inteligente e faz na Câmara Federal um trabalho junto comigo em defesa da região e do povo do Cariri”, declarou Salviano.

Posse provisória da sede do Treze é do município A Justiça concedeu a desapropriação e a posse provisória da área onde funcionou o antigo Clube 13 Atlético Juazeirense, à prefeitura de Juazeiro do Norte. No local será construído pelo Governo do Estado, uma Escola em Tempo Integral (ETI). A obra foi licitada e será erguida pela Construtora Justo Júnior Ltda. A questão estava na justiça porque os sócios do Clube haviam entrado com uma ação contra a desapropriação, exigindo idennização. O terreno foi doado pela

prefeitura ao clube, mas encontra-se a cerca de três anos desativado e sem uso. O procurador do Município, Luciano Daniel, justifica que “com a declaração de Utilidade Pública, por parte do governo municipal e da instituição de um Decreto Expropriatório, da área do 13, a Justiça concedeu, agora, o parecer favorável, derrubando a ação movida de reintegração de posse dos diretores do Clube”. A prefeitura depositou em juízo a quantia de R$ 243 mil referentes a uma

avaliação do município. “Essa avaliação é prévia”, adianta o procurador. Segundo Luciano, o engenheiro Jéferson Luiz Marinho foi nomeado, pela Justiça para fazer um estudo e avaliação sobre o imóvel, levando em consideração as benfeitorias existentes e os argumentos da municipalidade de que muitas não teriam utilidade e estariam em desuso, o que certamente, faz com que haja redução no preço de mercado. Com isso, a partir da etapa final da avaliação do engenhei-

ro, a prefeitura poderá dar andamento ao projeto da Escola, que será direcionada a educação básica. A escola atenderá crianças e pré-adolescentes dos Bairros Timbaúbas, Pio XII e Fátima. Serão 12 salas de aula, uma quadra poliesportiva, um laboratório de química física e biologia, uma biblioteca com recursos multimeios, parque aquático com piscinas adulto e infantil e auditório climatizado com capacidade para 250 pessoas. O investimento da obra será da ordem de R$ 3.264.723,15.


Cidades 5

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

JOGO DO BICHO

Três bicheiros bancam jogatina em 26 municípios da região

A

chegada de viaturas da Polícia Civil em bancas do jogo do bicho, no último dia 30, provocou um alvoroço entre apostadores e apontadores de Juazeiro, Crato e Barbalha. O motivo foi a deflagração da operação “Primeira Etapa”, que pretende eliminar a contravenção nas ruas das três cidades. Bem mais do que o corre-corre de pessoas comuns, dependentes do vício ou da fonte de renda gerada pela atividade, o telefone celular de três poderosos da região tocou. Era o alerta da ação policial. A operação no triângulo Crajubar foi simultânea, mesmo assim, em poucos minutos não houve como conter a dispersão e fuga de envolvidos. Ao todo, 40 pessoas foram presas, ouvidas e liberadas em seguida. Mas, o cotidiano das cidades caririenses nas bancas de jogatina, ao contrário do que a Polícia diz ter feito, sugere que a repressão não conseguiu intento algum. Pelo menos, no sentido de interditar o funcionamento do jogo do bicho na região. A última operação até parece nem ter sido realizada. O jogo continua fazendo a felicidade ou alimentando o vício dos seus aficcionados e patrocinadores. O ato de “fazer a fé” diária permanece nas ruas à disposição de todos. Para achar os apontadores e apostadores, basta percorrer as ruas e praças das cidades. As últimas providências da repressão se mostraram flagrantemente pirotécnicas e inócuas, tendo em vista que as bancas não se intimidaram. A Polícia Civil está convicta e recolhe provas da

atuação da mesma banca de Juazeiro em Barbalha e Crato, e em 23 cidades do Cariri. O esquema seria comandado por três bicheiros peças-chave. Há envolvimento, entre eles, do irmão de um influente político da região. A influência do bicheiro Carlinhos Cachoeira nos jogos do bicho do Cariri carece de confirmação pela polícia, mas possibilidades não foram descartadas.

Os “cabeças”

Todas as informações e denúncias são checadas para se chegar aos verdadeiros chefes da jogatina no Sul do Ceará. A Polícia Civil já trabalha com alguns nomes de pessoas influentes. “São três pessoas numa banca só. ‘Os cabeças’. É uma sociedade”, sustenta o delegado Levi Leal. Ele prefere não revelar nomes, enquanto acumula documentos e registros de altas movimentações bancárias pelos acusados. A operação “Primeira Etapa” seria ainda maior se a precariedade das comunicações entre policiais não tivesse ajudado a espantar os donos de casas de bingo. Um estabelecimento foi fechado uma semana antes e prejudicou a batida em outras quatro casas também fiscalizadas em Juazeiro. O antigo delegado Gustavo Augusto iniciou as investigações. Levi Leal, que retornou ao posto em março deste ano, deu continuidade. A missão de coibir prática tão antiga e que ainda gera divergências junto à opinião pública não será fácil. “São coisas seculares. Era pra ter sido feita uma operação bem maior, já que estávamos com cerca de cinco casas (de bingo) mapeadas. Uma foi fechada e as outras fecharam as portas.

Faltou comunicação. Agora, vamos fazer procedimento via portaria contra as pessoas. A intenção era ‘flagranteá-los’, porque contra fatos não há argumentos”, afirmou o delegado regional. Para Levi, uma operação tão intensa e complexa não pode ser feita de uma hora para outra. Ele revela que são muitas pessoas envolvidas. “A polícia não tem bola de cristal. Trabalha com informações. A gente levanta onde tem. Precisaríamos de tempo por conta desses rumores que infelizmente há em torno das jogatinas, da polícia, de políticos”, comenta. O delegado também se manifestou sobre a discussão do polêmico envolvimento do senador Demóstenes Torres com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. “Isso ocorre a nível de município, a nível de parlamentares, a nível de vereadores, em todo lugar do Brasil. Não estou dizendo que isso ocorre em Juazeiro do Norte, mas nós fizemos a operação pra verificar se realmente vinha ocorrendo também no município.” O material apreendido na operação servirá para aprofundar as investigações. Vasta documentação foi recolhida, com movimentação bancária de proprietários e laranjas do esquema. Tudo está sendo analisado.

Força de 40 policiais A delegacia de Juazeiro cuida de quatro municípios, Brejo Santo 10 e Crato outras 11 cidades. Em todas elas, a Polícia Civil prevê a existência de uma ramificação da raiz do Crajubar. São tentáculos da mesma sociedade combatida na última semana

Samuel Macedo

n A megaoperação de combate ao jogo do bicho não foi suficiente para assustar. No dia seguinte, bancas na rua

por cerca de 40 homens, entre agentes, inspetores e delegados. “Tem uma banca aqui, que a gente prefere não citar o nome, que existe nessas cidades todas do Cariri, pelo que a gente tá levantando. A matriz é aqui é em Juazeiro, mas existem filiais”, garante Levi Leal.

Em Farias Brito, uma filial já foi fechada. Outra teve as portas cerradas em Brejo Santo. Mas, o combate à contravenção nas cidades menores deve esperar a “Segunda Etapa”, que incluirá também o combate às casas de bingo. Nova ação está prevista para os próximos meses, afirma

o delegado do Crato, Flávio Santos. “A gente vai se reunir. A gente vai precisar de um suporte também. Bem antes do final do ano, a segunda etapa deve ser feita”, diz. Santos reconhece a necessidade de combater este tipo de crime, embora não entenda como principal.

Falta estrutura para combate crimes ambientais no Cariri O agente ambiental federal do Ibama, Raimundo Rubis Bezerra, explica sobre a domesticação desses animais e diz que existe uma forma legal de ter um animal, mas não é simples. A parte fácil do processo é fazer o cadastro no Ibama e como criador pagar uma taxa anual de 30 reais. Complicado é identificar criadores cadastrados com posse de animais legalizados (documentados e com registro), abertos a esse tipo de transação. A capitã explica sobre a falta de informação da maioria das pessoas em relação as leis ambientais, pois muitas nem Serena Morais A região do Cariri, conhecida pela diversidade da fauna e flora contida na Floresta Nacional do Araripe e Geoparks, não possui estrutura adequada para fiscalização da área. Profissionais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Companhia de Polícia Militar Ambiental (CPMA) da região se unem no combate aos crimes ambientais e entre eles problemas relacionados ao tráfico de animais silvestres. O escritório regional do Ibama no Cariri, localizado na cidade do Crato, dispõe atualmente de apenas dois

servidores, sendo responsável pelo monitoramento de 28 municípios da região sul do estado do Ceará. Por conta dessa defasagem de pessoal o órgão tem contado com a parceria constante da CPMA, também sobrecarregada pela responsabilidade de fiscalização de 71 municípios, envolvendo o cariri, centro sul e centro oeste. Na companhia são 42 policiais efetivos, duas viaturas e uma moto, trabalhando por meio de denúncias feitas por telefone,através do 190. A Capitã Solange, comandante do 2º Pelotão/ CPMA, localizado em Juazeiro do Norte, fala sobre um estudo realizado pelo Ibama a nível nacional sobre as rotas

de fuga do tráfego de animais ilícitos. O Crato foi catalogado como uma das principais rotas, devido a chapada do Araripe. Esse dado fez com que a CPMA mantenha uma atuação mais pontual no local, com o objetivo de fiscalizar o tráfico de animais silvestres. Segundo a capitã, uma grande quantidade de denúncias é recebida na companhia todos os dias e devido à falta de estrutura, uma triagem é feita para classificar o nível de gravidade de cada caso e assim buscar providências, inicialmente para os casos mais emergentes, como nas denúncias envolvendo macacos, animal transmissor de doenças de risco para a vida humana.

As apreensões feitas pela CPMA, são encaminhadas ao Ibama somente se for realizado o procedimento durante as apreensões. Caso não haja procedimento (acontece quando as pessoas fogem do local) a companhia leva os animais para uma área ecológica para serem soltos. Os animais levados ao Ibama passam pouco tempo lá, pois logo é realizada a soltura ou o encaminhamento para o centro de triagem em Fortaleza, onde há pessoal preparado para receber os animais e analisar as condições de cada um. Outra opção é buscar os criadores devidamente cadastrados, aptos a cuidar dos bichos.

sabem que estão cometendo um crime. De acordo com a Lei de Crimes Ambientais (Lei 9605/98), se uma pessoa for pega em flagrante ela é acusada de crime ambiental e pode pegar uma pena, variando a detenção de seis meses a um ano, e multa. A multa para o caso de flagrante com animais silvestres em extinção pode variar de 500 a 5.000 reais. Para disseminar a conscientização ambiental, a CPMA realiza palestras para crianças e adolescentes em colégios. “Não há políticas públicas ambientais no sentido de conscientização”, conclui a capitã.

DADOS DA CPMA: ESTATÍSTICA 01/2012 Apreensões de pássaros

Flagrantes

198 Animais abatidos 01

09 Aves abatidas 622

Carvão (sacas) 42 Notificações 11

OBS: Dos pássaros apreendidos, 2 eram papagaios, dentre os flagrantes se destaca a comercialização e criação ilegal de pássaros silvestres, comercialização ilegal de carvão vegetal e comercialização de animais abatidos.

ESTATÍSTICA 02/2012 Apreensões de pássaros 182

Flagrantes 04

Animais abatidos 01

Notificações 08

Carvão (sacas) 24

OBS: Dos pássaros apreendidos, 6 (seis) eram Araras: (02 vermelhas, 02 jandaias e 02 Canindé). Dentre os flagrantes se destaca a comercialização e criação ilegal de pássaros silvestres, comercialização ilegal de carvão vegetal e comercialização de animal abatido.


Cidades 6

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

CHAPADA

Empresas encanam água de nascentes sem autorização legal Serena Morais

A

quantidade de fontes e nascentes espalhadas pela Região do Cariri chama a atenção pela beleza e também pela riqueza natural que nasce e cresce, irrigado por suas águas. Líquido precioso e disputado, as águas que brotam dessas nascentes sempre despertaram o interesse entre pessoas residentes próximas a elas, fazendo-os criar formas variadas de desviar seu curso para consumo. Ações como essa, executadas de forma irregular, prejudicam até hoje a paisagem das matas que as envolve. Na cidade do Crato, um exemplo dessa interferência são os encanamentos existentes na Nascente da Batateira, que já atravessam séculos de história e ainda hoje causam certa polêmica. Um emaranhado de canos e reservatórios abrem uma clareira próxima a nascente causando grande impacto visual. Segundo o Gerente Regional da Companhia de Gestão dos Recursos Hídri-

n Várias fontes e nascentes do Crato são exploradas irregularmente, com pouca fiscalização

cos (Cogerh) no Crato, Yarley Brito, antes da chegada do órgão a extração da água era irregular, mas a partir

de 2000 todos os usuários foram outorgados e os canos são autorizados por lei. Um cadastro dos usuários

das fontes da região foi feito recentemente, mas isso não quer dizer que eles são regulares e ainda há muitos que

devem pedir autorização para o estado. Na constituição de 1988 consta que a água é um bem público, mas para fazer uso dela deve-se fazer um pedido oficial ao estado, através de um instrumento, esclarecendo sobre sua utilização. O Cogerh realiza fiscalização com o objetivo de verificar a veracidade das informações que os usuários passaram ao entrar com a solicitação. Uma comissão de gestão foi criada na tentativa de preservar a nascente e os usuários participam desse grupo, demonstrando preocupação com o local. Segundo Yarley Brito a pretensão é melhorar a situação da nascente e buscar soluções que sejam menos agressivas ao meio ambiente e também não prejudique os usuários. Essa é uma questão a ser resolvida a longo prazo, mas que está caminhando. A utilização irregular dessas águas altera toda a biodiversidade da mata e o maior prejudicado com esse feito é o Soldadinho do Araripe, pássaro exclusivo do ceará em extinção, que só reproduz

nas margens de leitos de água. O ambientalista Weber Girão fala que o pássaro é um tipo de indicador da região, onde é possível saber se a preservação está sendo feita corretamente. Atualmente existem 177 casais do pássaro e o ambientalista explica que os cuidados com as nascentes podem ajudar a melhorar a situação da ave, podendo tirá-lo da classificação de animal em extinção. A população tem papel fundamental na ajuda dessa preservação e por isso os órgãos responsáveis pelos cuidados com as fontes investem tempo na conscientização ambiental, explicando que é possível fazer uso dos recursos sem prejudicar o meio ambiente. A situação das nascentes não será resolvida da noite para o dia, evidentemente, mas é notável a movimentação por melhorias. Weber Girão aposta na evolução da população no que diz respeito a preservação do meio ambiente. “Os problemas sempre foram apontados. Está na hora de colocarmos as soluções em prática e assim mudar esse quadro”, diz Weber.

Semáforos em “onda vermelha” atrapalham trânsito no Crajubar A frota de veículos entre as cidades do Triângulo CRAJUBAR continua crescendo e a quantidade de pessoas se deslocando entre uma e outra tem acompanhado esse ritmo. Infelizmente, os semáforos instalados nas vias principais de acesso a esses municípios não estão acompanhando o compasso. A falta de sincronia entre as sinalizações luminosas tem trazido prejuízo aos que transitam diariamente pela CE-292 e CE-060. A área mais crítica está compreendida entre Juazeiro do Norte e Crato, na Avenida Padre Cícero, mais especificamente dentro da área de Juazeiro, onde concentra-se a maior quantidade de semáforos. O objetivo da instalação da sinalização é organizar o trânsito na avenida e diminuir a quantidade de acidentes que aconteciam devido aos retornos. Mas o que era pra ajudar, agora prejudica de formas diferentes. O bancário Wanderley Jackson Cordeiro, reside em Juazeiro, trabalha em Crato e diz que o tempo para percorrer o trajeto era de 15 minutos,

mas agora chega a demorar 40 minutos. Os problemas mais pontuados pelo bancário, que faz esse percurso duas vezes no dia, são os frequentes engavetamentos de veículos e o estresse de não conseguir pegar mais que dois sinais verdes “até mesmo os semáforos que são bem próximos um do outro não dá pra pegar os dois verdes. O trânsito deveria ter melhorado e não o contrário”, diz Wanderley. A responsabilidade pela sinalização nessas rodovias é do Departamento de Trânsito (Detran-CE). A assessoria de comunicação do órgão explica que - para conseguir essa sincronia entre os semáforos - um “sinal inteligente” deve ser implantado “é um sistema em que os semáforos são sincronizados conforme o movimento da via. São implantados sensores que indicam o movimento de veículos, fazendo com que a fluidez no trânsito seja mais acelerada e mantendo o semáforo aberto por mais tempo para a via com mais movimento”, explica o assessor de comunicação do DETRAN-CE, Paulo Serpa.

Recentemente quatro faróis foram instalados na rodovia CE-060, no trecho que liga a cidade de Barbalha a Juazeiro do Norte, mais especificamente no bairro Lagoa Seca. Nesse caso a dificuldade acontece para quem faz o retorno ali próximo, pegando a via contrária, onde o motorista passa obrigatoriamente pelos quatro sinais. A distância entre eles é pequena e mesmo assim é possível pegar os quatro vermelhos, dependendo do horário, levando em consideração que eles não parecem seguir uma temporização fixa. Especificamente na rodovia Padre Cícero, os semáforos estão programados para 60 segundos e os das vias transversais têm o tempo de 30 segundos, segundo Paulo Serpa. Para implantação dos semáforos dessas duas rodovias o Departamento Municipal de Trânsito de Juazeiro do Norte (Demutran), realizou uma contagem de veículos. Essas informações foram repassadas ao Detran, onde um estudo é feito para determinar o tempo dos sinais luminosos. Segundo o diretor do setor de

n A sequência de sinais vermelhos atrasa o trânsito e pode até causar acidentes

engenharia e sinalização do Demutran, Antônio Bezerra, diversos fatores podem influenciar na determinação do tempo, como: contagem do fluxo geral de veículos, a classificação dos tipos de

transportes transitam pela via, carros estacionados e até os declives existentes. Segundo os órgãos responsáveis, as medidas necessárias foram tomadas de acordo com o equipamento instalado. Então

resta aguardar a possível instalação dos “sinais inteligentes”, uma vez que os semáforos atuais parecem ter “vida própria” e em cada momento demonstram estar em desordem com o seguinte.

Municipalização da Saúde com a regionalização é tema de debates no Crato Wilson Rodrigues Os secretários municipais de saúde dos 184 municípios cearenses estão no Crato esta semana discutindo o Sistema Único de Saúde (SUS), tendo como tema “Municipalização com Regionalização”. O evento é uma promoção do Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde (COSEMS/CE), visando elaborar um relatório para ser entregue ao Ministério da Saúde, que utilizará o documento como modelo de planejamento da saúde pública para o ano de 2012. A estimativa de público é superior a 600 pessoas, incluindo representantes de entidades de classes, clubes

n A situação da saúde pública do Cariri será debatida no Crato

de serviços, associações e da sociedade civil organizada. Estarão presentes o presidente do COSEMS, Williams Freire, o secretário de saúde do Ceará, Arruda Bastos, e o secretário de gestão estratégica e participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro, que fará a abertura do congresso, com início nesta terça-feira, 10/04, e encerramento no próximo sábado, 14/04. O congresso será presidido pelo secretário estadual de saúde do Ceará, que transferiu, por este período, o gabinete para o Crato. O secretário municipal de saúde do Crato, Cícero França, disse que esta vai ser a grande oportunidade que seus colegas terão, principalmente os

do Cariri, para uma aproximação maior com o secretário Arruda, no que diz respeito às reivindicações. Adiantou que o Crato vai apresentar 10 projetos que serão transformados em ações. Sobre a escolha do Crato para sediar o evento, Cícero França explicou que o município foi eleito na XI edição realizada em Fortaleza no ano passado, graças à organização e planejamento e, também, por apresentar um projeto solido e consistente.

Entenda

O XII Congresso do COSEMS vai ser dividido em três momentos. De 10 a 12, no Hotel Encosta da Serra, será realiza-

do o chamado pré-congresso, quando se dará a apresentação de propostas por parte das comunidades e dos conselhos municipais de saúde, por meio de mesas redondas. O segundo momento vai ser no Hotel Passárgada, dias 13 e 14. De lá, todos os congressistas sairão para o Buffet Lagarta Pintada, onde acontecerão varias homenagens a pessoas ilustres que trabalharam ou ainda trabalham em defesa da saúde publica regional do Cariri. No encerramento do evento, o secretário municipal de saúde do Crato anunciará para o dia 15 deste mês o afastamento do cargo para ser candidato às eleições municipais deste ano.


Cidades 7

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

CARIRI

Criminalidade menor em cinco cidades Chagas Lima

versos motivos em 2011 chegou a 4.645 e em 2012, esse número caiu para 3.464. “Isso mostra que tivemos uma redução considerável da violência na região do Cariri”,, frisa Lúcio, atribuindo essa redução da criminalidade ao trabalho enérgico da polícia militar, através do policiamento ostensivo e da polícia civil, que desenvolvendo investigações, concluindo inquéritos, remetendo ao poder judiciário mais de 2 mil procedimentos, bem como a ação da Guarda Municipal que segundo Lúcio Lourenço, dentro do seu âmbito de atuação tem ajudado muito as Polícias Militar e Civil.

E

mbora a violência ainda seja uma coisa preocupante em Juazeiro e região do Cariri, a Polícia Civil comemora a redução do número de ocorrências policiais registrada nos três primeiros meses de 2012. De acordo com dados fornecidos pela 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), sediada em Juazeiro do Norte, cuja jurisdição envolve os municípios de Barbalha, Jardim, Granjeiro e Caririaçu, o balanço policial que compreende o pólo plantonista do primeiro trimestre de 2012, registrou 1.706 delitos. Desse total, 59 ocorrências de homicídios, 105 lesões corporais no trânsito e 105 lesões corporais dolosos por várias modalidades, ou seja, arma branca, arma de fogo, entre outras. Em comparação com o mesmo período de 2011, ocorreu uma redução no número de ocorrências policiais. “Ano passado foram registrados de 1º de janeiro a 31 de março, 2.306 crimes e 1.706 em 2012. Portanto, ttivemos 600 crimes menos”, diz Lúcio Lourenço, chefe do Cartório

n Estruturas das delegacias e números melhoraram, mas população ainda se sente insegura

da 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil. Com relação aos homicídios foram registrados 32 no mesmo período de 2011, enquanto que neste ano, 59, havendo aí um acréscimo de 27 homicídios na região do Cariri. “Existem casos que ocorrem entre 18h e 6h da manhã, compreendendo as delegacias regionais de Juazeiro e Crato, incluindo também nessa estatística as delegacias municipais das cidades de Campos

Sales, Farias Brito, Potengi, Araripe e área sob a jurisdição da 19ª Delegacia Regional do Crato”, explica. Um dado importante citado pelo Escrivão Lúcio Lourenço, é que nos primeiros três meses de 2012, houve uma redução no total de 1.257, comparado com o mesmo período de 2011, quando foram registrados na 20ª Delegacia Regional 5.224 ocorrências e este ano .3.967. “Esse decrescimento de 1.257

é um fato extraordinário, se levarmos em consideração a situação de violência que acontece em diferentes regiões do Ceará”, observa. Lúcio Lourenço informou ainda que no primeiro trimestre do ano passado 233 prisões em flagrante e este ano 221, uma diminuição de 12 procedimentos. Em 2011 foram instaurados 135 inquéritos por portarias e 112 em 2012. O total de Boletim de Ocorrência (BO), por di-

Condições de trabalho Embora esse resultado na diminuição da criminalidade tenha sido alcançado na região do Cariri, nos três primeiros meses deste ano, em relação ao ano passado, o escrivão Lúcio Lourenço garante que do ano passado para cá, não houve melhoria nas condições de trabalho da Polícia Civil em Juazeiro

do Norte. “Continuamos enfrentando dificuldades por falta de viaturas. Há quatro anos que nos encontramos nesta situação. Há cerca de dois anos perdemos totalmente uma viatura durante um acidente. Esse carro não foi reposto. As viaturas que estão aqui se encontram sucatadas. São carros com mais de cinco anos de uso. Dispomos de um carro Gol alugado, mas existe a promeessa da vinda de duas viaturas novas.”, lamenta. Quanto ao número de policiais, conforme Lúcio Lourenço, continua o menor efetivo da história da delegacia de Juazeiro,com apenas 18 inspetores. Desses, são tirados oito para o serviço de permanência (plantão 24 horas), cinco para atendimento ao público e o restante, dependendo de quem esteja de férias ou de licença, trabalha no setor de investigação. “Pelos números apresentados dar para se ter uma idéia, o que esse pessoal vez para obter êxito em suas investigações. De tal forma que tudo que se faz nesta regional é com muita dificuldade”, conclui.

Situação piora no Crato em 2012 com drogas e alcoolismo Wilson Rodrigues Os números da violência registrados em janeiro e fevereiro de 2012 no Crato foram maiores que no mesmo período de 2011 e menores que os dois primeiros meses de 2010. De acordo com estatística da 19ª Delegacia Regional de Policia Civil, neste ano foram registrados 366 casos entre, homicídio doloso, homicídio culposo, homicídio contra a mulher, latrocínio,

tentativa de homicídio, estupro, lesão corporal, porte ilegal de arama, arrombamento, furto, furto de veículos, assalto, uso de entorpecentes, trafico de drogas e outros pequenos delitos. Em janeiro e fevereiro do ano passado foram 245 ocorrências e no mesmo período de 2010 foram 540 casos. Assaltos, furtos e lesões no transito continuam sendo as maiores ocorrências na lista de crimes. Em janeiro e feve-

reiro deste ano, foram 70 casos registrados na área do trânsito, 89 furtos e 29 assaltos. Para cada ocorrência, quase sempre tem como motivadores a droga e a bebida alcoólica, disse o chefe do cartório da regional de policia civil do Crato, Mário Gomes. Ele explicou que as policias vêm trabalhando diuturnamente para conter o crescimento da violência que é mais um caso social do que policial. Inde-

pendentemente dos índices mostrados, a estatística do crime sempre será impactante na sociedade que tem como principais vitimas os pobres, idosos, crianças e mulheres que são as categorias sociais mais desprotegidas institucionalmente. A carência de princípios humanitários e solidários é marcante nesse processo. O Crato sempre foi tida como uma das cidades mais tranqüilas do interior cearense, le-

vando-se em consideração os índices verificados em outras urbes de semelhante porte, concluiu Mario Gomes. A sensação de insegurança publica é crescente, principalmente no centro comercial do Crato. Francisco das Chagas Pinheiro é vendedor ambulante e conta que já foi assaltado duas vezes sem que ninguém tomasse conhecimento. Uma lojista que pediu pra não ser identificada,

explicou que os assaltantes são hábeis e rápidos na hora de agir que, até mesmo quem está dentro do estabelecimento, não percebe a ação. Ela reconhece que é impossível se manter uma dupla de policiais para cada loja, contudo acho perfeitamente viável um policiamento mais ostensivo e reclama que o Estado não consegue gerar sensação de segurança publica para quem está trabalhando.

Motociclistas: drama entre emprego e crescimento do risco de acidentes De acordo com pesquisas recentes o número de motos vendidas no Brasil vem aumentado a cada ano e o Nordeste é uma dos grandes consumidores desse produto. No Cariri, o aumento de motocicletas tem criado novas oportunidades de trabalhos. É só olhar as ruas da região para perceber esse fato. São mototaxistas, entregadores de pizzas e de outros tipos de produtos que utilizam as motos como ferramenta de trabalho. Junto com esse aumento surge a impressão de que aumentou também a quantidade de acidentes envolvendo motoqueiros. Em muitos casos a pressa ou a imprudência dos pilotos, ou dos motoristas, são os causadores desses acidentes, onde geralmente o mais prejudicado é quem está na moto.

Esse foi o comentário que o entregador de pizza Lucas Marcelino fez ao ser perguntado sobre os acidentes na região, principalmente no Crato e Juazeiro. Ele, porém disse não acreditar que a maioria dos acidentes envolvam pessoas que trabalham com moto. “Geralmente essas pessoas trabalham com cuidado”. O mototaxista Mauricio Ferreira Lima que trabalha há oito anos na área concorda com Lucas e acrescenta que quando acontece algum acidente as pessoas logo dizem ser culpa do motoqueiro, o que nem sempre é verdade. “Tudo bem que muitos motoqueiros as vezes abusam, mas não pode generalizar também”, disse. Independente de quem são os mais acidentados ou culpados o ortopedista e di-

n Motociclistas se multiplicam em Juazeiro com economia aquecida, mas acidentes também aumentam

retor do Hospital de Fraturas do Cariri, Dr. João Bosco de Mendonça, lembra que o pior são as sequelas que ficam. Segundo ele são raras as vezes em que o paciente fica total-

mente curado, e destaca como principais consequências a morte ou fraturas graves que podem levar a perda de movimentos ou a amputação de um membro. “Isso sem falar

no fato do paciente ficar desempregado ou incapacitado para sempre”, lembrou. Durante anos o Hospital de Fraturas do Cariri recebia todos os acidentados

de moto da região, mas desde 2009, essas ocorrências foram transferidas para outros hospitais como o Santo Inácio, e agora todas as ocorrências desse tipo são levadas para o Hospital Regional do Cariri (HRC). Nota da redação - O HRC não forneceu os números de quantos acidentados de motos são atendidos por mês no local. Um funcionário do setor de estatísticas identificado por Tiago informou que essas informações não poderiam ser fornecidas, uma vez que está sendo criado, dentro do hospital, um centro de estudo que será responsável pela divulgação desses dados. De acordo com o funcionário enquanto esse setor não estiver funcionando essas informações não poderão ser fornecidas para pessoas externas.

JUAZEIRO

Moradores da Vila Três Maria assustados com ataques de abelhas Raphael Barros As abelhas apareceram do nada. Invadiram a casa 121 da Vila Três Maria, picaram três pessoas e por pouco uma criança de cinco meses não sofreu nada. “Nós estávamos sentadas na calçada e uma sobrinha viu que tinha um enxame de abelhas. Quando eu olhei, estava em cima da gente. Corremos e começamos a pedir socorro para tirar uma criança de cinco meses que estava dentro do quarto e ninguém tinha coragem de tirar”, conta Maria Rita, tia da criança que estava em apuros.

A mãe do menino, Raniele Faustino, pedia socorro para as pessoas que estavam na rua, mas ninguém queria entrar. Uma viatura da polícia estava fazendo a ronda, percebeu a movimentação e parou próxima a casa. O cabo Félix entrou enrolado em um lençol, pegou o menino e saiu correndo para fora de casa, para poder entrar na viatura. “Me comoveu muito ver a criança naquela situação, chorando, desesperada. Pensei logo no meu filho. Só sabe quem é policial, que tem o sangue de policial na veia”, diz Félix. O acidente aconteceu

há um mês, mas as abelhas ainda estão entre as paredes da casa 121 e 122 da Vila Três Maria. Ninguém sabe precisar quanto tempo elas estão lá, estima-se que faz mais de cinco anos. Uns vizinhos colocaram veneno para matar as abelhas, por um tempo foram embora, mas logo depois voltaram. Os bombeiros foram ao local, colocaram um produto, mas também não funcionou. Nunca havia acontecido acidente desse tipo no local.

Curiosidade

As abelhas que estão entre os muros são da su-

bespécie italiana, também conhecida como abelha-amarela e abelha-italiana-amarela. O morador da casa 122, Luís Rodrigues do Nascimento, 79, diz que elas costumam entra na residência, mas logo saem. “Eu falo que aqui é a casa de Deus, que quem manda aqui é Deus. Aí elas vão embora”, explica. Vez ou outra, alguma pessoa que está em casa é picada, à noite, na maioria das vezes.

n Família de criança salva agradece ao empenho do cabo Félix


Cidades 8

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012 Fotos: Samuel Macedo

n Última sala do Cine Eldorado virou estacionamento, destinho semelhante ao do concorrente Plaza

n O ex-proprietário Expedito Costa e as antigas películas: descrença em futuras salas

ESQUECIDOS

Cinemas em extinção no Cariri Raphael Barros

H

oje é impossível ir ao cinema em qualquer município do Cariri, única e exclusivamente porque não existe mais nenhum. O que ainda sobrevivia fechou devido à reforma do Cariri Shopping e está com previsão de voltar a funcionar em junho. O dono dos dois cinemas que funcionavam em Juazeiro do Norte até a década de 1990 (Plaza e Eldorado), Expedito Costa, não acredita que seja possível abrir um cinema no centro hoje em dia, pois as pessoas preferem os shoppings. Segundo ele, as distribui-

doras colocam os filmes mais recentes nesses locais e, dificilmente, pensariam em exibir em um cinema do centro. Expedito vê isso como o golpe de misericórdia nas salas de cinema que não estão em shoppings e, de uma forma geral, na indústria cinematográfica brasileira. “Os filmes exibidos nos cinemas de shopping são todos controlados pelo mercado norte-americano. Só é exibido o que eles querem. Para não ir muito longe, o Wolney Oliveira produziu o filme Milagre em Juazeiro e não foi exibido nos cinemas daqui, porque o shopping é programação fechada. Ele foi exibi-

do de forma campal para os romeiros”, reclama. Para ele não é possível dizer que o Eldorado nunca mais funcione, porque as coisas podem mudar, por isso, quando optou por transformá-lo em estacionamento, deixou a tela e o palco. Se os filmes passarem a ser exibidos por meio de sinal, como acontece com a televisão por assinatura, talvez o cinema reabra. “Com toda sinceridade, eu até poderia ter aumentado mais o estacionamento, mas deixei o palco e a tela, porque talvez possa haver solução. Se o governo mudar a política para o cinema nacional”, afirma.

História

As atividades do Plaza foram encerradas em 1992, porque o prédio era alugado, e o Eldorado, por falta de público, fechou em 1994. Existiam duas exibições por dia, tanto no Plaza, como no Eldorado: 18h30 e 20h30. “Havia a cultura de exibir filme de caratê. Se um cinema exibisse caratê, o outro, certamente, exibiria. O mesmo acontecia com o faroeste. Quando comprei o Plaza, em 75, modifiquei a programação, passei a exibir mais drama, filmes de amor, porque eram filmes não explorados na região. Eu exibia caratê e faroeste nas

matinês de domingo, raramente no meio da semana”, explica Expedito Costa. O Eldorado trabalhava com os filmes de ponta, por exemplo: Tubarão, O Poderoso Chefão e Terremoto. Como tentativa de prolongar a vida do Eldorado, filmes eróticos passaram a ser exibidos no último ano de funcionamento. “Eu tinha um funcionário que trabalhava comigo e não queria dispensá-lo, então passei a exibir filmes eróticos para ver se atraía público. Mas eu não tinha nem a satisfação de ir ao cinema, não era o tipo de filme que eu gostava. Quando vi que nada es-

tava dando certo, desisti. Já não tinha mais público, essa é que é a história” lamenta o dono do cinema. Desde 1994 o Eldorado está fechado. Há menos de um mês ele se transformou em estacionamento, mas o palco, a tela e algumas poltronas ainda se encontram no local. “Quando transformei o cinema em estacionamento, me senti covarde comigo mesmo, porque tudo o que consegui na vida foi por meio do cinema. Chegou a um ponto que eu estava com o espaço ocioso, sem render nada e optei por fazer estacionamento”, conclui.


Social

Cultura 9

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012

POR WALESKA MARROCOS

Sociedade em Foco MONICA ARARIPE

AMOR MAIOR

waleskamarrocos@jornaldocariri.com.br

DOCE ESPERA Meus queridos Aninha e Yoshinori Morimitsu (Japa) estão em uma doce espera pela herdeira Maria, que irá chegar em julho.Que ela venha com muita saúde para alegrar cada dia mais a vida de vocês.

Em um delicioso piquenique, comemoramos o aniversário do maior amor da minha vida. Rafael Marrocos de Oliveira completou seis anos junto com seu familiares e amigos em uma dia com muitas brincadeiras e guloseimas. Saiba que mamãe e papai Diego Oliveira tem muito orgulho e agradecem a Deus todos os dias por ter você. Te amamos muito, meu filho. Deus te abençoe hoje e sempre!

São poucas as pessoas que tem o prazer de tê-la como amiga. E Monica Araripe é muito mais que a posição que ela oculpa. Primeira-dama da cidade do Crato, ela comemorou no último dia 4 mais um ano de vida ao lado de seu marido, o prefeito Samuel Araripe, filhos e amigos, agradecendo a Deus por todas as graças derramadas sobre essa linda família. Que Ele continue a te abençoar cada dia mais. Parabéns!!!

REJANE ELIAS

CURSO MIM

ORGULHO DOS PAIS Matheus Ferreiras, filho do meu querido amigo, radialista Jucimar Leite, é o mais novo estagiario da Caixa Econômica Federal de Juazeiro do Norte. Jucimar nos contou que ele está muito feliz com a conquista desse estágio. Matheus também atua na radiofonia como operador de áudio do Timaço da Vale - FM, equipe esportiva comandada por Marco Valério. Só gente de competência e credibilidade atestada. Desejo muito sucesso!

Minha querida amiga Rejane Elias comemorou com um super jantar a passagem do seu aniversário. Ela se emocionou com as demonstrações de carinho durante todo o dia 4 de abril. Desejo-te muita saúde e sucesso. Que Deus esteja sempre no comando de sua vida. Parabéns!

Que as mulheres hoje estão no comando de suas vidas já não é mais segredo. O fato de dirigirmos melhor que os homens também não, e foi pensando nisso que uma empresa automobilística ofereceu a suas clientes o curso MIM (Mecânica Inteligente para Mulheres). O curso foi ministrado pelo chefe da Mecânica, Paulo Henrique. Adorei a iniciativa e no próximo me convidem, pois eu preciso muito...

CULTURA

Artistas brincantes além dos palcos cas, como Karina Neves, Joana Queiroz, Gabriel Pontes, além de Ibertson Nobre, Ranier Oliveira e Geraldo Junior, músicos da região do Cariri. Em cada composição, o som da rabeca, violão, viola, piano, sanfona, bateria e per-

cussão formam uma original mistura de arranjos musicais que dão forma a uma produção singular, própria do trabalho realizado pela companhia. Cada CD contem 11 faixas e possuem musicalidades voltadas para crianças e adultos

de todas as idades. “Para realização desse projeto, estamos rodando o chapeu! Fazendo campanha desde o início do ano na internet, vendendo os CDs antecipadamente e contando com a colaboração de todos”, enfatiza Maria.

Um pouco mais do Carroça Encantado com o teatro de mamulengos, o artista Carlos Gomide começou a percorrer todo o Brasil com o espetáculo de bonecos de sucata “As bravatas do professor Tiridá na usina do coronel de Javuna”, em 1977. Na passagem da companhia pela cidade de Brasília, a jovem Schirley, com

n Os motociclistas se multiplicam em Juazeiro

Ingrid Monteiro onecos gigantes, palhaços, pernas de pau, contação de histórias, contorcionismo, música e muita alegria. São algumas das atividades artísticas garantidas pela Cia. Carroça de Mamulengos, grupo que há 35 anos espalha alegria por todo o Brasil e outros países. De 7 a 18 de abril, a família Gomide passará pela região do Cariri despertando sorrisos no público através das fantásticas brincadeiras de mamulengos, numa rica releitura da cultura popular brasileira. Em nova turnê intitulada Cinearte Sarau, a Cia. Carroça de Mamulengos, grupo de artistas formado por pai, mãe e oito filhos, apresentará a sua mais nova montagem, o espetáculo Felinda. Também irá montar um verdadeiro ci-

B

nema ao ar livre, por meio de uma tela inflável de 16 metros de altura, para exibição do filme O palhaço. Cidades como Jardim, Nova Olinda, Assaré, Barbalha, Iguatu, Crato e Caririaçu serão palcos para as apresentações, que acontecem gratuitamente em praças públicas, aberto ao público de todas as idades. De acordo com a brincante, musicista e diretora de produção, Maria Gomide, a grande novidade é que durante as apresentações uma equipe estará registrando as atividades realizadas pelos artistas e plateia, a fim de que seja produzido um curta metragem exibido ao final de cada espetáculo. O material será compartilhado nas redes sociais para que o maior número de pessoas possa conhecer e acompanhar o trabalho da companhia. Maria explica que após

esta turnê pelo Cariri, a companhia não sabe quando retorna ao Nordeste. “É sempre muito difícil trabalhar nessa região, pois não é fácil conseguir dialogar com prefeituras, produtores e patrocinadores na busca pela valorização de uma arte não comercial”, ressalta a artista. “Sabemos que é preciso que todos vejam a arte como fonte de educação e não como simples entretenimento fútil e banal”, acrescenta. Em 2012, a Cia. Carroça de Mamulengos passará por quase todo o Brasil, além de lançar dois CDs com composições inéditas de Carlos Gomide e Beto Lemos, e gravação de música do compositor brasiliense Paulo Tovar e do cearense Luiz Fidelis. Com direção musical de Maria Gomide e Beto Lemos, as produções “Passarinhos” e “Canto Fortuito” contam ainda com participação de músicos cario-

Gomide divide-se em dois grupos, circulando por todo país simultaneamente. O músico cratense Beto Lemos e a musicista Ana Rosa integram a companhia, que apresenta suas brincadeiras por praças, teatros, ruas, festivais e feiras, a fim de alegrar a todos os presentes.

Serviço: Para mais informações sobre a Cia. Carroça de Mamulengos visite o site: www.carrocademamulengos.com.br.

ALFARMA, a primeira farmácia de manipulação genuinamente Cratense. Diretora Técnica

Drª Fabiana Pereira Rodovalho Alencar Gomes O periódico do Cariri independente

Rua Senador Pompeu, Nº 429 - Centro - Crato-CE Fone/Fax (88) 3253.1080

apenas dezessete anos de idade, conhece Carlos Gomide e decide seguir viagem com o grupo. Desta união nasceram oito filhos - Maria, Antônio, Francisco, João, Pedro, Mateus, Luzia e Isabel – que passaram a participar dos espetáculos, acompanhando os pais. Atualmente, a família

Ligue e anuncie (88)3511 2457


Esporte 10

REGIÃO DO CARIRI(CE), DE 10 A 16 DE ABRIL DE 2012 Cícero Valério

TOQUE DE PRIMEIRA CÍCERO NICÁSSIO GRANDE IDÉIA

O diretor de esporte da Federação Cearense de Futebol (FCF), o cratense Josemar de Carvalho, esteve no cariri e deixou maturando uma ideia entre os pré-candidatos a prefeito do Crato um projeto voltado para o esporte, principalmente para o futebol, que é uma modalidade praticada em maior escala pela juventude. O projeto é para construir campos de futebol nos bairros carentes da Princesa do Cariri. O esporte é o caminho mais curto para a inclusão social.Difícil é o político entender essa política.

RETA FINAL

O campeonato cearense está na reta final. Na parte de cima da tabela Ceará, Fortaleza e Horizonte estão garantidos. A quarta vaga está mais para o Tiradentes, que tem um jogo a menos. O empate de 2 a 2 entre Guarani e Crato afastou o “Leão do Mercado” da semifinal. Na parte de baixo da tabela, Guarani de Sobral, Icasa e Ferroviário correm o risco de juntarem ao Trairiense e ao Itapipoca na segunda divisão em 2013.

TAÇA DO INTERIOR

Horizonte, Crato e Guarani de Juazeiro são os três clubes que podem disputar a taça do interior. No ano passado, o Leão do Mercado foi campeão e o Horizonte vice, o Crato na última rodada contra o próprio Horizonte, poderá ganhar a vaga. É a chance de encerrar a temporada com um título.

OBRIGAÇÃO MORAL

A nova diretoria do Icasa tem obrigação moral de formar não um bom time, mas de montar um elenco de qualidade técnica que possa fazer uma boa campanha na série C. Pensar em voltar para a série B vai depender não dos resultados iniciais, pois o campeonato é longo e é necessário ter marcha de força para buscar a classificação entre os oito. Não é fácil. A Série C tem clubes com estrutura grandiosa, como Santa Cruz do Recife, Fortaleza, Paysandu e tantos outros.

DESTAQUE

O meia atacante Djalma do Crato a três anos vem decidindo jogos importantes para o Azulão. Será, senhores dirigentes, que Djalma não tem condições de vestir a camisa do Icasa, do Ceará e do Fortaleza? Geraldo, o ídolo do pici, está com 38 anos. O meia Djalma ainda não tem essa idade. Após o certame cearense, a janela estará aberta para as negociações.

n SEGURANÇA ELETRÔNICA

n ZELADORIA

n PORTARIA

n TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS

Travessa Slino Duda, 59 - Bairro Santa Teresa - Juazeiro do Norte - CE

Peça já seu orçamento sem compromisso

A Rádio Mais Popular do Brasil www.somzoom.com.br

• Cargas e Encomendas Urgentes para o Sertão Central, Cariri, Baixo Cariri e Chapada do Araripe, DIARIAMENTE. • Filiais: Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Mombaça, Acopiara, Iguatu, Várzea-Alegre e Juazeiro do Norte.

Fortaleza-CE 85.3295.7878 Avenida Padre Cícero, 2200 Galpoes 4 e 5 - Triangulo Juazeiro do Norte-CE

88.3512.7164 / 3512.8980

w w w. b i rd e x p re s s . c o m . b r

AUTOMÁTICOS, CERCA ELÉTRICA, PORTEIRO E VIDEO PORTEIRO, INTERFONE, PABX, CFTV. TUDO EM ATÉ 10X NO CARTÃO VISA SEM JUROS CHEQUE E CARNÊ. RUA DELMIRO GOLVEIA, 942 - SALESIANOS FONE/FAX: (88) 3512-1100

n Mesmo com demissão de Kleber Lavor, situação do Guarani ainda é complicada

JOGO SUJO

Guarani afasta diretor e sombra da crise permanece

À

s vésperas da última partida da rodada classificatória para o quadrangular final do Campeonato Cearense, o Guarani de Juazeiro passou por um desmonte. Jogadores foram dispensados do elenco e uma crise entre a diretoria e o técnico Washington Luiz provocou a saída do treinador. O diretor de futebol, Kléber Lavor, seria o pivô da situação, com suspeitas de que estaria atuando para combinar resultados, prejudicar o arquirrival Icasa e beneficiar Guarany de Sobral. A explicação estaria na suposta ida de Lavor para o time sobralense. O dirigente deixou o clube na sexta-feira (6) e entregou sua carta de demissão na manhã do último sábado. As atitudes de Kléber, caso confirmadas, dão caráter de combinação de resultado entre agremiações, ato que pode acarretar em punição aos envolvidos, inclusive ao próprio Guarani no campeonato cearense. A saída do técnico Washington Luis, com pedido de demissão na última quinta-feira (5), um dia antes, levantou dúvidas sobre as atitudes do então diretor. O treinador disse não aceitar a interferência de Lavor na demissão de alguns atletas e na intenção de escalar a equipe que enfrentaria o Guarany de Sobral, no último final de semana. Com essa decisão, ficariam de fora os jogadores titulares como Marcinho Guerreiro, Moré e Zé Augusto. “Mesmo com algumas saídas, ainda tínhamos uma boa equipe, mas fui informado que outros jogadores

sairiam e que o time que eu deveria escalar seria anotado por Kleber. Não aceitei e entreguei o cargo”, revelou o técnico. Já haviam deixado o clube o atacante Wescley, Juranílson e Marcos Bambam, o lateral Marcos Vinicius e o zagueiro Igor. Os argumentos de Lavor são de que as dispensas foram feitas devido às dificuldades financeiras atravessadas pelo clube. Essa também não é a primeira vez que um treinador deixa um clube comandado por Kléber Lavor e denuncia esse tipo de interferência. A suspeita é de que as negociações de Kleber envolveriam resultados nos dois jogos seguintes do Leão do Mercado - primeiro contra o Guarany, no último sábado (7), no Romeirão, e o segundo contra o Ferroviário, no próximo dia 15, no Moraizão, em Maranguape. No sábado, vitória do clube sobralense. O intuito seria prejudicar o arquirival Icasa, pois os times são adversários diretos do Verdão do Cariri, na luta contra o rebaixamento. Mesmo com a saída de Lavor antes do jogo do final de semana, o Guarani perdeu e as atitudes do dirigente são observadas de perto pelo Tribunal de Justiça Desportiva. As últimas atitudes de Kléber não estão sendo bem vistas até pelos próprios dirigentes e conselheiros leoninos que, apesar da rivalidade, discordam do jogo sujo. Há ainda quem acredite que Lavor tenha proposta para ser diretor de futebol do Guarany do Sobral, durante o Campeonato Brasileiro da Série C.

Jornal do Cariri - 10 a 16 de abril de 2012  

Jornal do Cariri - Edição 2529 - Ano XIV