Issuu on Google+

B A

H


A escola foi fundada por Walter Gropius em 25 de abril de 1919, a partir da reunião da Escola do Grão-Duque para Artes Plásticas, em Weimar. Walter Gropius (Berlim, 18 de maio de 1883 — Boston, 5 de julho de 1969) foi um arquiteto alemão. É considerado um dos principais nomes da arquitetura do século XX. Bauhaus fundada em 1919 e é encerrada em 1933, com a chegada de Hitler ao poder.


A Bauhaus ocupa um lugar próprio na história da cultura do século XX, quanto à arquitetura, design, arte e novas mídias. Aqui reuniram-se alguns dos mais destacados arquitectos e artistas contemporâneos. A Bauhaus reuniu mestres e alunos que procuraram reverter a separação entre arte e produção retornando para o artesanato como o fundamento de toda a actividade artística e o desenvolvimento de projectos exemplares, de objectos e espaços que deveriam fazer parte de um futuro da sociedade humana.

Alguns dos ex-alunos desta escola tornaram-se mestres Júnior no comando das oficinas. Famosas obras de arte e arquitetura e projetos influentes foram produzidas em Dessau, nos anos 1926-1932. Walter Gropius renunciou ao cargo de diretor em 01 abril de 1928, sob a pressão das constantes lutas pela sobrevivência. Ele foi sucedido pelo arquiteto suíço Hannes Meyer, cujo trabalho procurou dar forma a uma sociedade harmoniosa. Apesar de seus sucessos e o seu príncipio de satisfazer “as necessidades do povo primeiro, luxo depois”, as condenações marxistas de Hannes Meyer tornou-se um problema para o município no meio da turbulência política da Alemanha, em 1929. Em 1930 é demitido também por razões políticas.


Sob Ludwig Mies van der Rohe, depois dos nazis se tornarem o maior partido na selecção de Dessau, a Bauhaus foi forçada a mudar em setembro de 1932. Mudou-se para Berlim, mas durou apenas um curto período de tempo. A Bauhaus dissolveu-se sob pressão dos nazis, em 1933. A Bauhaus mudou-se para Dessau numa época de crescente prosperidade económica, tornando-se a Escola municipal financiada do projecto, nesta mudança acompanharam quase todos os mestres.

Após um intenso debate interno, em 1923, a Bauhaus apontou a sua atenção para a indústria do seu fundador e primeiro director Walter Gropius que participou numa grande exposição, em 1923, refletindo o princípio da revista de arte e tecnologia como uma nova unidade, todo o espectro de trabalho da Bauhaus.

"Forma e função", xadrez de Josef Hartwig


No programa da nova escola, também elaborado por Gropius, descobrem-se influências das ideias de William Morris – a unidade das artes, e a sua ligação com os ofícios -, assim como uma nova concepção de Arte muito próxima da defendida pelo Construtivismo russo e holandês. A formação ministrada na Bauhaus desenvolvia-se em três vertentes: artesanal, de desenhoe científica. Os professores passaram a ser designados por mestres, dividindo-se em Mestres de Forma e Mestres Artesãos, que dirigiam em comum as diferentes oficinas. Os alunos eram designados por aprendizes progredindo na sua formação até às categorias de oficiais e, finalmente, de jovens mestres. Oficinas de encadernação, tipografia, tecelagem, carpintaria, vitral e olaria, etc., que ocupavam a maior parte do horário escolar. Havia ainda as “aulas de forma” e, entre outras disciplinas, o “desenho do nú”, o “desenho técnico” e colóquios sobre diversos temas. Gropius, Meyer e Itten, Paul Klee, Wassily Kandinsky, Moholy-Nagy e Theo Van Doesburg, estes foram alguns dos nomes mais notáveis da arte europeia que ensinaram nesta escola. Estes tinham a função de ensinar o estudo da forma.


Esta escola de design que, a partir das premissas do movimento de arte construtiva, defendia a existência de "artistas totais", que integrassem artes plásticas, arquitetura e design. Eliminando a distinção entre artista e artesão, a escola tinha a ambição de levar a arte para um espaço muito mais amplo do que o das galerias e dos museus, usando como caminho o design de produtos industrializados e de circulação de massa. Para isso, contava com um grupo de professores influentes. Gropius nomeou, de imediato, nomes como Kandinsky, Paul Klee e Lyonel Feininger para a pintura; Gerhard Marcks para a escultura, Oskar Schlemmer para o teatro, Marcel Breuer para arquitetura, Herbert Bayer para desenho gráfico, e, no exemplar curso básico, Johannes Itten, logo substituído por Joseph Albers e László Moholy-Nagy.


Plano do primeiro programa de treinos em Weimar.


Lettering


exposição Modell Bauhaus


Marcel Breuer - Cadeira Modelo No. B3 Wassily The 'Red-Blue Chair' by Gerrit Rietveld

Bauhaus Dessau, 1925-1927


O artista alemão Ludwig Hirschfeld-Mack, um dos mestres da Bauhaus, desenhou os peões “Optischer Farbmischer” (mixer ótico de cores) no começo dos anos 1920.

1920, o berço de Peter Keler


Bauhaus, um dos movimentos artísticos mais importantes do Modernismo. Fundada em 1919, a Universidade Bauhaus (que significa casa estatal de construção) instalouse primeiro em Weimar, transferindo-se seis anos depois para Dessau e por último em Berlim, onde viria a fechar portas em 1933 com a chegada de Hitler ao poder. Esta escola que foi determinante para o desenvolvimento de novas correntes na arquitectura, design ou fotografia, revive os seus primeiros tempos através de várias iniciativas a realizar ao longo do ano.


Bauhaus