Issuu on Google+

panorama

Informativo da Câmara de Dirigentes Lojistas de Resende . Edição 1 . Ano I . Janeiro/Fevereiro de 2013

Região das Agulhas Negras

Resende e Itatiaia se destacam por suas belezas naturais Cidades concentram diversos atrativos turísticos que encantam visitantes de todo o país

Duelo:

Shopping x Comércio de Rua

Embora tenham atrativos para todos os estilos, escolha por shoppings e comércio de rua ainda divide consumidores

Fugindo da inadimplência

Economistas dão dicas para consumidores não ficarem com o nome “sujo” devido aos gastos extras de início do ano panorama


Diretoria

Palavra do Presidente

Executiva

Prezado Associado,

Ailton Petrili da Costa Mundo Elétrico

Ano novo, tudo novo! É um prazer apresentar o novo meio de comunicação da CDL Resende, a Revista Panorama. Percebemos que nossa comunicação precisa ser moderna e dinâmica. O formato revista é ideal para levar nossas informações a vocês. Apresentaremos matérias mais leves, rápidas, fáceis de ler e aplicar no nosso dia a dia tumultuado.

Presidente

André Luis Amêndola Dipre Distribuidora Vice-Presidente

Paulo B. Rodrigues Drogaria Santa Rita Vice-Presidente de Relações Públicas

Lecy Leal Nogueira Casa Machado 1º Tesoureiro

Alessandro S. Machado Resende Shopping 2º Tesoureiro

Isaque Farizel Fórum Saúde Consultoria Conselheiro

Ivan José V. de Freitas Empório High-Tech Diretor de Serviços e Produtos

Odylo Adaime Franco Ponto 107 Diretor Social e Eventos

Romana Diniz Lamin Sublime Diretora de Marketing

Leandro Siqueira Dias da Silva Cegil Diretor Jurídico

Emílio Carlos Ferreira Castro Correta Diretor de Desenvolvimento Comercial

Sérgio Halpern M1 Mabis

2° Diretor de Desenvolvimento Comercial

Alberto Glen Halpern Móveis Copacabana Diretor de patrimônio

José Ricardo de Almeida Câmara Fly Net

É no começo de cada ano que começamos a planejar e definir metas em nossos negócios. Como está a sua empresa? Quanto você pretende crescer este ano? Qual é o foco do seu negócio? Vai investir em outras atividades? Todas essas perguntas precisam fazer parte do planejamento anual da sua empresa. É primordial planejar! Sem planejamento, nosso progresso não pode ser mensurado. Assim como no fim do ano temos várias preocupações como décimo terceiro salário, preparação para o Natal, o início do ano reserva-nos outras preocupações como: IPTU, IPVA, PCMSO e todas as outras obrigações. Também é período de férias, carnaval, volta às aulas e feriados que influenciam positiva ou negativamente nossas atividades. Tudo isso precisa ser previsto e planejado de forma a causar o menor impacto possível. Desejo a todos um ótimo ano e que tudo o que planejamos seja concretizado!

Diretor de Planejamento e Projetos

Eduardo Paiva S. Pimenta Colégio Resende Diretor de Planejamento

CDL Jovem

André Amêndola dipreresende@terra.com.br

Victor Sauerbronn Gonçalves Sauer Farmácia Presidente

Rodrigo Arbach Play Boy Material Esportivo Vice-Presidente

Angélica Siqueira Martins Lat. Pedra Selada Diretora Financeira

Expediente

Álvaro Sacramento da Silva Jr. Advanced Oi

Panorama

Glauco de O. T. Boalento Empório High-tech

CDL Órgão oficial da Câmara de Dirigentes Lojistas de Resende Av. Mal. Castelo Branco, 355, sl 301 Resende/RJ (24) 3383-4000 www.cdlresende.com.br

Diretor de Capacitação

Diretor de Tecnologia da Informação

Maristela Braganholo Basso Grupo Losan Diretora Social

Leonardo dos Santos de Aguiar Viva Óleo Diretor de planejamento

Iara Puello Yago Shimoda Digital Photo Diretora de Marketing

Ana Alice Gastão Seixas Grandiflora Diretora de sustentabilidade

www.cdlresende.com.br

A revista não se responsabiliza pelos dados cujas fontes estejam citadas e nem pelos conceitos emitidos em artigos assinados.

Produção de programação visual

Follow Assessoria de Comunicação (24) 33227268 Jornalista responsável

Ananda Valente MTB: 0033578 (RJ) Texto

Roze Martins Tiragem

1,5 mil exemplares


Sumário

edição 1

economia e negócios

5

6

8

serviços

nossa casa

12

10

9

4

Momentos “favoráveis” a bares, restaurantes, hotéis e pousadas Período influencia o movimento de clientes nesses locais; aumento pode chegar a 40%

“Natal Decorando Vende Mais” é sucesso entre lojistas Concurso elegeu melhores decorações de vitrines e foi muito elogiado por comerciantes

Duelo: Shopping x Comércio de Rua Embora tenham atrativos para todos os estilos, escolha por shoppings e comércio de rua ainda divide consumidores

Fugindo da Inadimplência Economistas dão dicas para consumidores não ficarem com o nome “sujo” devido aos gastos extras de início do ano

Certificação Digital já pode ser agendada Prazo da Caixa Econômica Federal vai até 30 de junho; interessados podem procurar pelo serviço na CDL Resende

Resende e Itatiaia se destacam por suas belezas naturais Cidades concentram diversos atrativos turísticos que encantam visitantes de todo o país

Projetos que dão certo na CDL Resende Entre os destaques estão CDL Club, CDL Verde, Noite Solidária e Rodada de Negócios

15 Colunas Miscelânia Panorama Social

panorama

3


economia e negócios

Férias e Carnaval

Momentos “favoráveis” a bares, restaurantes, hotéis e pousadas Período influencia o movimento de clientes nesses locais; aumento pode chegar a 40% Considerados polos turísticos da região, os municípios de Resende e Itatiaia possuem diversos bares, restaurantes, hotéis e pousadas que comemoram esta época do ano. O motivo? A grande procura desses locais por quem está curtindo as férias de janeiro ou por turistas que vão aproveitar os dias de folga de Carnaval, já no próximo mês. De acordo com o presidente do SindSul Hotéis e Restaurantes (Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Barra Mansa e Região), Alexandre Magno Vieira, para este período é esperado um aumento no movimento desses setores de até 40%, se comparado com outros meses do ano. “Esta época do ano é, sem dúvida, muito favorável para esse segmento de comércio. Resende e Itatiaia são referências de turismo por suas belezas naturais e gastronomia. Neste período, percebemos um aumento de até 40%

nas diárias de consumo, com relação ao ano todo. Acredito que essa mesma procura mantenha-se em fevereiro quando, até lá, as pessoas terão tido oportunidade de visitar e conhecer nossos principais atrativos como: Maringá, Mauá, Maromba, Penedo, Aman, Parque Nacional de Itatiaia, Penedo, entre tantos outros”, destacou o presidente. Proprietário de um restaurante e pizzaria, localizado no Centro de Resende, o comerciante, Alexandre José Cardoso Ozório, disse que, apesar da região estar passando por um momento de dificuldades, no que se refere à contratação de mão de obra qualificada, este é um dos períodos mais aquecidos para o setor. “A época de férias atrai muitos turistas e, com isso, nosso movimento sofre um aumento de 30% a 40%. No Carnaval, nossa expectativa é conseguir manter esse fluxo, já que muitas pessoas daqui não viajam, e outras vêm de fora para a cidade”, disse Alexandre.

Volta às aulas aquece o comércio de papelarias Passado o período de férias e o Carnaval, é chegado o momento da volta às aulas. Época que favorece outro tipo de comércio: o de materiais escolares. Para este ano, a expectativa de algumas papelarias é que as vendas tenham um aumento de até 30%, se comparado com 2012. É o que prevê a comerciante, Rosana Rocha de Carvalho

www.cdlresende.com.br

Motta, que possui um comércio nesse segmento, localizado na Rua do Rosário, no bairro Manejo. “Estou muito animada, e minha previsão é ter um aumento de até 30% nas vendas. Para isso, estou investindo em produtos de qualidade, variedades e preços que possam atender a todos os tipos de clientes”, enfatizou.


“Natal Decorando Vende Mais” é sucesso entre lojistas Concurso elegeu as melhores decorações de vitrines e foi muito elogiado por comerciantes Em sua terceira edição, a campanha “Natal Decorando Vende Mais”, realizada por meio de parceria entre a CDL Resende e o SEBRAE/RJ – foi um grande sucesso entre os lojistas. Além de fomentar as vendas, no período mais importante para o setor varejista, o concurso teve por finalidade incentivar a decoração das vitrines e estimular a criatividade dos comerciantes. Neste ano, as lojas ganhadoras do primeiro lugar da campanha foram: Dona Moça Boutique, na Categoria Vitrine e a Zuck, na Categoria Loja e Fachada. De acordo com o diretor de Planejamento, Eduardo Pimenta, as empresas foram julgadas pela criatividade e beleza; originalidade e inovação e aproveitamento do espaço. Conforme destaca o diretor, nesta edição, a participação dos lojistas teve um aumento de 20%, se comparada com o período natalino de 2011. “A cada ano, temos percebido um aumento no número de inscritos no concurso. Este ano conseguimos alcançar nosso objetivo, que foi manter as lojas da cidade decoradas, trazer o espírito natalino, inspirar presentes e confraternizações”, disse Eduardo.

Confira os vencedores do concurso em 2012: Categoria Loja/Fachada 1º lugar – Zouck 2º lugar – Thomaz Veículos 3º lugar – Eraldo Magazine Categoria Vitrine 1º lugar – Dona Moça Boutique 2º lugar – Fly Net Campos Elíseos 3º lugar – Nathalia Modas

Proprietária da Loja Zuck, de artigos femininos, masculinos e infantis, a empresária, Fernanda Borges Duarte Vidal, parabenizou a CDL Resende pela iniciativa. “Este incentivo da CDL é muito importante, para nós, lojistas. Já participo do concurso há três anos e fiquei muito feliz por ter ganhado neste ano. Sempre gostei muito de arrumar minha loja para esta época do ano e me senti ainda mais estimulada para fazer uma decoração ainda mais bonita para o próximo Natal”, enfatizou Fernanda. Premiada na categoria Vitrine, a proprietária da Dona Moça Boutique, Carin Dadam, disse considerar o concurso muito importante, no sentido de estimular os comerciantes a “movimentarem-se”. “Já é da natureza do ser humano acomodar-se dentro das situações. E em se tratando de vitrine, ela é o cartão de visitas de uma loja, não importando o segmento ou o público que quer atingir. A vitrine tem a missão de seduzir, encantar, satisfazer os desejos do consumidor e finalmente, realizar sonhos. Ter a loja premiada, com o primeiro lugar, é um reconhecimento da dedicação que disponibilizamos em nosso trabalho, sempre direcionado em agradar nossos clientes”, concluiu Carin.

panorama

5


economia e negócios

Duelo:

Shopping x Comércio de Rua Embora tenham atrativos para todos os estilos, escolha por shoppings e comércio de rua ainda divide consumidores Deixar-se levar pelo charme dos grandes shoppings centers ou ceder ao estilo tradicional e hospitaleiro do comércio de rua? Essa é uma dúvida que, com certeza, divide os consumidores na hora de sair às compras, levando em conta que podem encontrar diversidade e produtos de qualidade, em ambos os locais. Em Resende, onde atualmente há dois shoppings estruturados e um comércio de rua em ascensão – devido ao crescimento da cidade - essa situação não é diferente. Conforme destaca o presidente do Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista), de Resende, Ricardo Abbud de Azevedo, não há motivo para desespero dos lojistas. Segundo ele, o público desses locais é diferenciado, e isso vai permitir o sucesso de vendas esperado por todos. - O público que consome em shopping é um público mais seleto que o do comércio de rua. O shopping hoje tem o atrativo das praças de alimentação e cinemas que acabam levando mais consumidores para dentro deles. Isso não quer dizer que todos que frequentam o shopping são consumidores das lojas de lá, mas sim dos serviços que ele “Há uma diferença de público nesses dois espaços, mas também há consumidores para todos os segmentos. A diferença é que os shoppings têm os horários estendidos aos finais de semana, o que não acontece no comércio de rua”.

Romana Diniz Lamin Comerciante - Proprietária da Sublime

www.cdlresende.com.br

oferece. Com relação ao comércio de rua, sabemos que para ele também existe um público fiel. Os hábitos dos resendenses estão mudando e um exemplo disso é que, aos sábados, o movimento do comércio de rua está se dividindo com os shoppings – disse o presidente. De acordo com Abbud, Resende está vivendo um momento de crescimento em função da chegada de novas indústrias. Fator que, automaticamente, também se tornou favorável para o setor de comércio. Uma prova foi a expansão do Resende Shopping e a vinda do Shopping PátioMix Resende, inaugurado há pouco mais de um ano e meio. - Esses empreendimentos fazem parte desse crescimento. Acredito que a melhoria nas lojas de rua e dos shoppings atraia consumidores não só de Resende, como também de cidades vizinhas. E isso ainda garante os consumidores daqui, evitando que migrem para o comércio de outras cidades. – ressaltou Abbud, ao acrescentar que o investimento na qualificação e capacitação dos profissionais, também é um fator que pesa muito na hora de conquistar um cliente seja ele de shopping ou não.


Experiência “Shopping & Comércio de Rua” Proprietário de uma loja da franquia Cacau Show, Bert Vervuurt apostou no funcionamento de seu negócio tanto na rua quanto em um shopping. Atualmente, ele administra uma loja no calçadão de Campos Elíseos e outra no PátioMix Resende. Ele explica sobre o porquê de manter as lojas em pontos estratégicos. “Optamos pelos dois locais porque a cidade está crescendo, e o público tende a dividir-se. Nós nos instalamos no shopping para também garantirmos nosso espaço por lá, foi uma questão de estratégia comercial. Tudo o que há na rua também há no shopping. Mas a opção da escolha de onde comprar fica a cargo do cliente que, geralmente, opta pelo shopping quando já se programou para ir ao cinema, fazer um lanche ou almoçar. Já no Calçadão, o que nós percebemos é que grande par-

te dos consumidores pertencem ao próprio comércio ou então são funcionários de escritórios, consultórios, imobiliárias, enfim, que pertencem aos prestadores de serviços que também funcionam nesta parte da cidade – analisou o comerciante. Já a empresária Romana Diniz Lamin, proprietária da Sublime, uma loja de roupas, calçados e acessórios femininos, além de um estabelecimento no comércio de rua, também mantém outras lojas nos dois shoppings da cidade. - Há uma diferença de público nesses dois espaços, mas também há consumidores para todos os segmentos. A diferença é que os shoppings têm os horários estendidos aos finais de semana, o que não acontece no comércio de rua – observou Romana.

Foto: Google

Consumidores divididos Aluna do 2º ano, do ensino médio, Ana Carolina Custódio, de 16 anos, ressalta que, quando o assunto é comprar, seus destinos sempre são os shoppings centers da região. “Sempre que tenho um aniversário para ir, dou preferência aos shoppings para comprar o presente. Além de você se distrair, lá você ainda encontra tudo o que precisa, tem banheiro, o espaço é arejado e ainda tem praça de alimentação”, pontuou a estudante.

Já a dona de casa, Maria da Conceição de Oliveira, de 52 anos, conta que nunca se acostumou com as lojas de shoppings centers e que, por isso, sempre opta pelas compras no comércio de rua. “Sou tradicional e prefiro comprar minhas roupas e calçados nas lojas de rua, onde tenho crediários há mais de 20 anos. Não tenho nada contra shoppings, porém deixo esses locais para passear, olhar vitrines, ir à praça de alimentação e ao cinema” explicou a dona de casa.

panorama

7


economia e negócios

Fugindo da inadimplência Economistas dão dicas para consumidores não ficarem com o nome “sujo” devido aos gastos extras de início do ano No período em que os consumidores deveriam respirar aliviados financeiramente, uma vez que já passou a temporada de festas de Natal e Ano Novo, eis que surge o início do ano e, com ele, as despesas extras com pagamento de IPTU, IPVA, matrículas e materiais escolares, viagens de férias, entre outras. Para evitar a inadimplência e o comprometimento do crédito no mercado, logo no primeiro trimestre, economistas dão dicas sobre como as famílias devem administrar seus recursos.

sidade de um planejamento dos gastos. De acordo com ela, antes de efetuar qualquer tipo de compras, o consumidor deve, antes, verificar sua capacidade de pagamento e adequar uma coisa a outra. “É muito, nesse período, distribuir os recursos de acordo com as compras necessárias, principalmente no que se refere à material escolar. Outra dica é aproveitar os descontos imperdíveis para pagamentos à vista de tributos como IPTU e IPVA, o que pode ser garantido através de uma boa economia”, ressaltou Sônia.

Segundo Paloma de Lavor Lopes, o mais importante para esquivar-se da inadimplência é ter educação financeira, independente da época do ano. Se a família não tem muito controle nos gastos, deve optar por pagamentos à vista que, além de facilitar o pedido de descontos, ainda evitam as compras a prazo, aumentando o risco de inadimplência. “Saber quais são as despesas e receitas do dia a dia é fundamental. Para quem não sabe, aconselho que, durante três meses, anote todos os gastos e receitas diariamente, pois, só dessa forma, será possível chegar a uma consciência financeira”, ressaltou a economista. Já a economista Sônia Vilela chama atenção para a neces-

Mãe de três filhos, sendo dois em idade escolar, a enfermeira Maria de Fátima Dias Duarte, de 36 anos, fala sobre como planeja as despesas de início de ano sem passar “aperto”. De acordo com ela, o segredo é reservar uma parcela do décimo terceiro salário para ajudar no pagamento dos gastos extras desse período “Eu e meu marido sempre fazemos um planejamento. No final do ano, não extrapolamos nas compras de presentes e sempre deixamos uma parcela do décimo terceiro para as compras de material escolar e matrícula das crianças. Isso dá muito certo e, no final, não ficamos apertados com os demais gastos, como IPTU e IPVA”, revelou a enfermeira.

www.cdlresende.com.br


serviços

Certificação Digital já pode ser agendada Prazo da Caixa Econômica Federal vai até 30 de junho; interessados podem procurar pelo serviço na CDL Resende É chegado o início do ano, e os empresários e comerciantes devem ficar atentos quanto à certificação digital, procedimento eletrônico que garante a proteção às transações online e a troca virtual de documentos, mensagens e dados, com validade jurídica. Com esse dispositivo, os sistemas de informação podem validar e reforçar os mecanismos de segurança online, utilizando a tecnologia para garantir a privacidade e confirmar a autenticidade das informações dos usuários, empresas e instituições na rede.

Castelo Branco, nº355 sala 301, Jardim Tropical. Conforme explica, Viviane, a certificação é obrigatória para empresas que não estejam cadastradas no Simples Nacional e que possuem mais de dez empregados. Também devem fazer o processo empresas que precisem emitir Nota Fiscal Eletrônica, quem conta com empregado doméstico e profissionais autônomos ou liberais. Para acessar a conectividade social sem a certificação digital, a Caixa Econômica Federal deu o prazo até 30 de junho.

O procedimento, de acordo com a agente de Registro de Certificação Digital da CDL Resende, Viviane Moura, pode ser realizado por empresas em geral, escritórios de contabilidade e pessoas físicas. O serviço está disponível na sede da entidade, e os interessados em fazer o agendamento devem encaminhar um e-mail para o endereço: certificadodigital@cdlresende.com.br, entrar em contato através do telefone (24) 33834000, ramal 4213 ou comparecer à sede da CDL, localizada na Avenida Marechal

“É muito importante que as pessoas atentem-se a esse prazo e não deixem de fazer a certificação digital que permite, por exemplo, a realização de transações bancárias com mais segurança. A instituição bancária possui certificado para autenticar-se junto ao cliente, assegurando que todas as transações foram enviadas para o servidor do banco. Já o cliente, realizando operações via banco online, também tem uma chave de acesso que comprova sua identidade perante o banco”, explicou a agente.

panorama

9


nossa casa

Região das Agulhas Negras

Resende e Itatiaia se destacam por suas belezas naturais Cidades concentram diversos atrativos turísticos que encantam visitantes de todo o país

Pico das Agulhas Negras - Parque Nacional do Itatiaia - RJ Foto: André Telles

Rio Santo Antônio - Serrinha - Foto: Antônio Leal

Tradicionalmente conhecida por suas belezas naturais, a Região das Agulhas Negras concentra nos municípios de Resende e Itatiaia seus principais pontos turísticos. Com atrativos que vão desde cachoeiras e montanhas, passando por uma diversidade gastronômica, trilhas, esportes radicais como paraquedismo, voo livre, montanhismo, alpinismo, rapel, entre outros, essas duas cidades têm buscado divulgar cada vez mais seu potencial turístico que atrai e encanta visitantes de todo o país.

em festas, danças, música e artesanato –. “Temos ainda a Cachoeira da Fumaça, a Jacuba e a Vargem Grande, além dos casarios antigos. Resende é, sem dúvida, uma ótima opção de passeio que vale a pena as pessoas conhecerem e encantarem-se”, destacou Raeli.

Em Resende, por exemplo, dentre os vários circuitos, o secretário Municipal de Turismo e Comércio, Reynaldo Lombardo Raeli, cita a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), que, desde 1966, tem sede no município, as fazendas históricas de Engenheiro Passos, Museu de Arte Moderna, no Centro, o Parque Nacional de Itatiaia, o distrito de Visconde de Mauá e a Serrinha do Alambari – conhecida por ter forte identidade cultural expressa

www.cdlresende.com.br

De acordo com o secretário, em ritmo acelerado de desenvolvimento, o município é considerado referência nacional em logística, infraestrutura e mão-de-obra qualificada nos diversos setores. De acordo com ele, a cidade possui grande potencial turístico a ser explorado e prova disso foi ter recebido uma das melhores pontuações no Estudo de Competitividade para Destinos Indutores de Turismo. “Nesses dois últimos anos, tivemos oportunidade de formatar diversos roteiros e realizar um diagnóstico das trilhas ecológicas do município através dos projetos Turismo nas Escolas e Monitor de Ecoturismo, que nos deram um retorno muito positivo”, disse o secretário.


“Resende possui grande potencial turístico a ser explorado e prova disso foi ter recebido uma das melhores pontuações no Estudo de Competitividade para Destinos Indutores de Turismo. A cidade é uma ótima opção de passeio que vale a pena as pessoas conhecerem e se encantarem”

Reynaldo Raeli Secretário Municipal de Turismo e Comércio de Resende

AMAN

Prateleiras Foto: Dione Lyrio

Vista aérea de Resende Foto: Marcio Fabian

Ao longo do ano, outras ações também foram desenvolvidas no sentido de divulgar o potencial turístico de Resende. Entre elas: a participação do município em feiras, salões e principais eventos turísticos do Rio de Janeiro e São Paulo, a criação do FUTURES (Fundo Municipal de Turismo de Resende), o Encontro de Turismo, com o apoio da CDL Resende, Aman, Escoteiros do Brasil e diversos segmentos, criação do Circuito de Caminhadas na Natureza da Serrinha do Alambari e realização do Projeto Amigo do Turista, com o apoio da CDL.

“Estamos localizados, de forma privilegiada, entre as duas maiores cidades do País: Rio de Janeiro e São Paulo, que são os dois maiores emissores de turistas do Brasil. Também possuímos diversidade de atrativos naturais, culturais, gastronômicos e históricos que despertam o interesse do turista em vir para cá. A cidade vem trabalhando muito para melhorar sua infraestrutura para receber esses visitantes, por isso acreditamos que estamos no caminho certo pelo desenvolvimento da cidade”, disse Roberta.

Já em Itatiaia, conforme apontou a secretária Municipal de Turismo, Roberta Oliveira, os destinos turísticos consolidados são o Parque Nacional do Itatiaia, a Colônia Finlandesa de Penedo, Maringá e Maromba (na Região de Visconde de Mauá). Segundo Roberta, a avaliação do turismo na cidade “é a melhor possível”, uma vez que Itatiaia possui atrativos turísticos importantes e conhecidos internacionalmente.

Com relação as atividades da Secretaria de Turismo para destacar o turismo da cidade, ela citou as seguintes: os calendários de eventos, a participação em feiras de turismo e workshops no Rio de Janeiro, São Paulo e outros estados. Fampress com jornalistas, Fantour com agentes de viagens, potencialização das agências de turismo e a parceria com o Conselho Municipal de Turismo.

panorama

11


nossa casa

Projetos que dão certo na CDL Resende Entre os destaques estão CDL Club, CDL Verde, Noite Solidária e Rodada de Negócios Mais um ano inicia-se e uma das metas da CDL Resende, para os próximos meses, é manter o sucesso dos principais projetos desenvolvidos pela entidade. Considerando que todos têm sua importância, os destaques vão para o CDL Club, Noite Solidária, CDL Verde, Rodada de Negócios, Feira Ponta de Estoque. Saiba um pouco sobre o funcionamento de cada um deles: CDL Club - É uma rede de convênios que oferece vantagens e benefícios aos associados. Para aproveitar os descontos do CDL Club, o associado só precisa apresentar o cartão do programa e um documento de identificação com foto nas lojas conveniadas. Em breve, será ampliado aos dependentes dos sócios, funcionários e seus dependentes e também será transformado num programa de fidelidade e pontuação que distribuirá prêmios, conforme o uso. Noite Solidária - É uma ação de caráter social realizada pela CDL Jovem Resende há sete anos com o intuito de auxiliar comunidades, entidades e agentes filantrópicos do município de Resende-RJ.Todo ano é eleito um agente para receber o resultado financeiro do evento, que já con-

www.cdlresende.com.br

templou asilos, escolas e comunidades carentes, Santa Casa, hospitais entre outros. Feira Ponta de Estoque - O evento, que é realizado no Parque de Exposições, conta com mais de 100 stands de diversas lojas do município, que oferecem descontos de até 70% em diversos produtos. É uma ótima oportunidade para os comerciantes atraírem os consumidores da cidade, além de movimentar seus estoques e gerar lucros. A feira reuniu, em um só espaço, lojas de roupas, calçados, bolsas, artigos infantis, cama, mesa, banho, acessórios, artigos esportivos e decoração, entre outros itens. Rodada de Negócios - Sempre realizada em outubro, é uma iniciativa que promove o encontro entre empresas compradoras e fornecedoras, incentivando a criação de grandes parcerias de negócios. Cada empresa participante pode agendar reuniões rápidas com as âncoras participantes para demonstrarem seus produtos e serviços, ao mesmo tempo em que esperam, podem fazer negócios entre elas próprias.


CDL Verde - O projeto CDL Resende Verde tem por objetivo dar reconhecimento às iniciativas espontâneas originárias do segmento empresarial que visam a estabelecer equilíbrio entre as atividades econômicas / comerciais e o meio ambiente / bem-estar coletivo. Por consequência, estimula a adoção dessas práticas sustentáveis no meio empresarial, incutindo uma mentalidade moderna e estabelecendo uma relação empresa x meio ambiente em consonância com os novos tempos em que vivemos.

Associados material hospitalar

Tecnomedi Maconequi

consultorias

Exata Consultoria Seres Consultoria Saffi Resende Grandiflora

outras atividades

Mr. Assistencia Técnica Malutel Telecomunicações Prolarme Resenclean Vitrine Casa Machado Hospital do Celular

CDL Club Guia de Convênios Ensino Básico

Ensino Superior

Profissionalizantes

20% de desconto no Ensino Fundamental 15% de desconto no Ensino Médio (24) 33544212 | www.colegioresende.com

A partir de 20% de desconto (24) 33839000 www.aedb.br

1(uma) parcela grátis em qualquer pacote de curso 24-3381 8162

Colégio Resende Anglo

Colégio Anglo Americano Descontos de 10% a 20% (24) 33544060

Escola SESI

10% de desconto (24) 33549970

Espaço do Saber

20% de desconto no Ensino Médio (24) 33551909

AEDB Faculdades Dom Bosco

Idiomas

CNA Cursos

A partir de 15% de desconto (24) 33541802

SOS Educação Profissional

Escola Técnica Agulhas Negras 38% de desconto 24-3354 0524

Curso YES

45% de desconto na mensalidade (24) 33542135

panorama

13


Miscelânea Brasil na contramão: exportamos matéria-prima e importamos tecnologia. Noções de eletricidade: em 1970, com a transferência da ciclagem de 50 para 60 ciclos, o governo desativou as usinas de pequeno porte, inclusive a de Tombos. Em 1982, foi inaugurada a Usina de Itaipu. Essa Usina fornece 50 ciclos para o Paraguai e 60 ciclos para o Brasil. Todos os aparelhos tiveram que ser reciclados, assim como também foi feito com os transformadores de energia elétrica.

Ciclo: são as rotações das turbinas que funcionam com 50 ou 60 rotações por minuto. Os buracos negros são formações extremamente densas e com uma força gravitacional fortíssima que atrai e “engole” até a luz que está a seu redor. Num futuro bem próximo, o grafeno substituirá o silício e teremos um produto melhor por um preço muito menor. Os chips terão uma velocidade quatro vezes maior que os atuais. Momentos poéticos: o sol ao ver a lua falou: você é tão linda e ilumi-

nada que deslumbra o meu brilho e me faz nascer de novo. Meu amor por você me encanta tanto e faz o meu universo ser eterno! Os reflexos do seu prateado com um pouquinho do meu dourado formam uma luz tão intensa, que nossos raios brilham, na areia do mar e retornam para nos iluminar cada vez mais, para ultrapassar os limites da vida em prol de um amor maior. Lecy Leal Nogueira l.lealnogueira@terra.com.br

Panorama Social O Panorama Social desta edição destaca a pessoa de Vera Lúcia de Souza, nascida em Cachoeira Paulista e funcionária da Casa Sarquis há quarenta e três anos. De uma família de cinco irmãos, Vera morava ao lado da loja, na Avenida Albino de Almeida, bem próximo ao serviço de seu pai que era funcionário da Central do Brasil. No ano de 1969, no período de férias, sua

mãe pediu ao Sr. Sarquis, que era o proprietário da loja, um emprego para ela, que começou a trabalhar no dia lº de dezembro do mesmo ano, para ajudar no período de Natal. Vera trabalhava na seção de brinquedos, na parte da manhã, e continuava a estudar à tarde. Conta ela que, naquela época, a Casa Sarquis era a melhor loja de brinquedos da cidade e que os pais, já no início do ano, faziam suas reservas e iam pagando até o Natal. Passado o período das festas, continuou a trabalhar por mais dois anos

Vera Lúcia de Souza Foto: Bellafoto Estúdio e Eventos

em meio período, sendo logo admitida por tempo integral e, por esse motivo, passou a estudar à noite até concluir o curso normal. Vera confessou que seu forte sempre foi o comércio já que pode conversar com pessoas diferentes, trocar ideias, dar sugestões, fazer novas amizades e poder servir bem. “Até hoje há clientes que me procuram só para conversar, tocar ideias, pedir conselhos... desabafar” ...para mim, a loja foi uma escola onde aprendi a viver!” _ comentou ela. Odylo Adaime Franco odylofranco@hotmail.com

panorama

15



Revista Panorama CDL Resende Jan/Fev 2013