Issuu on Google+

Informativo da Câmara de Dirigentes Lojistas de Resende - Edição 039 - ANO V - Janeiro de 2012

CDL Verde: por um mundo mais sustentável

A CDL Resende lança este mês o projeto Selo Verde, em parceria com Grandiflora Consultoria Ambiental e apoio da Agência de Meio Ambiente de Resende (AMAR). O objetivo é reconhecer empresas quanto ao seu nível de comprometimento com a sustentabilidade. As empresas associadas podem se inscrever para participar do programa, que é gratuito. A certificação é válida por 12 meses, podendo ser renovada por igual período - Página 06

Certificação ISO

Reflorestamento

Sustentabilidade

A implantação das normas ISO 9001 e 14001 contribui para o cumprimento de metas importantes que promovem uma empresa organizada e em dia com as práticas sustentáveis

A CDL Resende comemorou o acordo firmado entre a concessionária Nova Dutra e o INEA. A empresa terá que realizar, em Resende e Porto Real, reflorestamento compensatório ao corte de árvores feito no trecho da Via Dutra que corta Resende

Nas atividades diárias da CDL Resende, a equipe de colaboradores se preocupa em preservar e economizar materiais e recursos. Exemplo disso é o investimento em ações digitais

Página 03

Página 05

Página 07


Diretoria

Palavra do Presidente

Executiva Ailton Petrili da Costa (Mundo Elétrico) Presidente André Luis Amêndola (Dipre Distribuidora) Vice-Presidente Paulo B. Rodrigues (Drogaria Santa Rita) Vice-Presidente de Relações Públicas Lecy Leal Nogueira (Casa Machado) 1º Tesoureiro Alessandro S. Machado (Resende Shopping) 2º Tesoureiro Isaque Farizel (Fórum Saúde Consultoria) Conselheiro Odylo Adaime Franco (Ponto 107) Diretor Social Ivan José V. de Freitas (Empório Higt-tech) Diretor de Serviços e Produtos Alberto Glen Halpernn (Móveis Copacabana) Diretor de Patrimônio Romana Diniz Lamin (Sublime) Diretora de Marketing Leandro Siqueira Dias da Silva (Cegil) Diretor Jurídico Emílio Carlos Ferreira Castro (Correta) Diretor de Desenvolvimento Comercial Sérgio Halpern (M1 Mabis) 2° Diretor de Desenvolvimento Comercial

Olá associados, muito prazer! Para aqueles que não me conhecem farei uma breve apresentação: sou Ailton Petrili, presidente eleito da CDL Resende e, nos próximos dois anos, estarei aqui escrevendo a vocês para falarmos das ações da nossa CDL, com informações sobre os fatos mais importantes do dia-a-dia da classe lojista.

José Ricardo de Almeida Câmara (Fly Net) Diretor de Planejamento e Projetos

CDL Jovem Victor S. Gonçalves (Sauer Farmácia) Presidente Rodrigo Arbach (Play Boy Material Esportivo) Vice-Presidente

16, 23 e 30 de janeiro Reunião CDL Jovem

Sou empresário desde 1994, quando inaugurei a loja Mundo Elétrico. Apesar de minha formação acadêmica ser na área de Engenharia (durante 14 anos atuei no grupo Petrobras) foi como empreendedor que me realizei e pude evoluir mais como ser humano. Sou casado, pai de quatro filhos, e tenho muito orgulho da família que tenho. Eles são minha grande motivação para vencer os obstáculos diários. Há sete anos, integrei a diretoria executiva da CDL convidado pelo meu amigo e ex-presidente Emílio Ferreira Castro. Foi um grande desafio e ao mesmo tempo uma grande satisfação poder participar e contribuir com a nossa classe. Aos poucos fui me adaptando às necessidades da entidade e compartilhando soluções com meus outros colegas de diretoria. Fui diretor na gestão do amigo Alberto Glen Halpern e finalmente fui eleito vice-presidente na chapa encabeçada por Romana Diniz Lamin, a quem agradeço por ter confiado um cargo tão importante como o de vice-presidente executivo. A participação mais efetiva na gestão da entidade como vice-presidente me motivou a aceitar este grande desafio que é o de representar aproximadamente quatrocentos

associados da CDL. A missão é desafiadora e difícil. Entretanto, contarei com a ajuda dos amigos André Amendola e Paulo Barcelos Rodrigues, respectivamente meu vice-presidente executivo e vice-presidente de relações públicas. Contarei também com apoio de toda a diretoria que nomeei, tendo como base o poder empreendedor e a confiança que deposito em todos. Tenho a expectativa de dar continuidade aos projetos iniciados nas últimas gestões, mas acima de tudo atender, sempre que possível, as expectativas dos associados que são os maiores interessados e o maior motivo por estarmos aqui neste momento. Conto com todos e coloco à disposição a Ouvidoria da CDL Resende para recebermos opiniões, sugestões, reclamações etc. Desejo fazer da CDL um colegiado em que as proposições de nossos associados sejam sempre que possível atendidas com a máxima urgência. Faremos todos os esforços para que a CDL Resende seja o portal dos anseios de todo o setor de comércio e serviços de Resende.

Panorama

Produção de programação visual: Follow Assessoria de Comunicação (24) 3322-7268 Jornalista responsável: Flávia Resende MTB: 26.200 (RJ) Tiragem: 5 mil exemplares

Feliz 2012 e até o próximo mês! Ailton Petrili

19h30

Angélica Siqueira Martins (Lat. Pedra Selada) Tesoureira Álvaro Sacramento da Silva Jr. (Advanced Oi) Diretor de Capacitação Eduardo Paiva Silva Pimenta (Colégio Resende) Diretor de Mídia, Comunicação e Eventos

19 e 26 de janeiro Reunião CDL Executiva 19h30

Glauco de O. T. Boalento (Empório High-tech) Diretor de Tecnologia da Informação Maristela Braganholo Basso (Grupo Losan) Diretora de Planejamento Leonardo dos S. de Aguiar (Viva Óleo) Diretor de Sustentabilidade

17, 20 e 27 de janeiro Reunião do Conselho Municipal de Contribuintes 09h

2

Panorama

Órgão oficial da Câmara de Dirigentes Lojistas de Resende Av: Mal Castelo Branco, 355, sl 301 Resende/RJ - Tel: (24) 3383-4000 www.cdlresende.com.br

O jornal não se responsabiliza pelos dados cujas fontes estejam citadas e nem pelos conceitos emitidos em artigos assinados.

www.cdlresende.com.br


Economia & Negócios

O valor de uma certificação

Normas ISO 9001 e 14001 contribuem para aumento da competitividade das empresas Divulgação / Comindre

Comindre alcançou em 2009 a certificação ISO 9001

C

omandar uma empresa não é tarefa fácil. A busca por maior eficiência e maior produtividade requer esforço diário e constante. A implantação das normas ISO (International Organization for Standardization) 9001 e 14001 contribui para o cumprimento de metas importantes que geram bom rendimento e maior satisfação dos clientes. Uma empresa organizada e em dia com as práticas sustentáveis já tem bons motivos para ser um sucesso. “Uma empresa que trabalhe segundo os parâmetros da ISO 9001 (da série ISO 9000) amplia ou mantém suas vantagens competitivas frente aos

www.cdlresende.com.br

concorrentes. Além disso, reduz falhas e desperdícios, diminuindo perdas de matérias-primas e de tempo. A utilização dos recursos existentes é otimizada. No balanço final, todo o custo operacional e pessoal tende a ser reduzido”, explicou Pablo Serqueira, engenheiro de qualidade. Outra vantagem é o controle total dos processos, por meio de procedimentos escritos e instruções de trabalho específicas. Isso acelera o rendimento, gera eficiência e reduz o tempo despendido, aumentando a produtividade. “Por meio da geração de indicadores e evidências, pode-

-se formular estratégias competitivas. Conhece-se, também, o nível de satisfação dos clientes”, destacou Serqueira. Já a ISO 14001 (da série ISO 14000) proporciona diversos ganhos econômicos para as empresas que trabalhem a promoção do desenvolvimento sustentável. “A sociedade civil tem priorizado empresas preocupadas com a questão ambiental. Empresas que incorrem em violações sistemáticas ao meio ambiente têm a imagem prejudicada junto ao público, o que pode resultar em arranhos na imagem e conseqüente diminuição de vendas”, alertou o engenheiro. Uma empresa ambientalmente responsável está se tornando um critério essencial de compra. “As organizações comprometidas com o meio ambiente preferem fazer negócios com empresas que funcionem como elas, que possam apresentar o seu compromisso através de padrões reconhecidos internacionalmente como a ISO 14001”, lembrou Serqueira. A inserção da empresa no mercado e no ambiente global é facilitada com a implementação de normas. Quem tem ISO 9001 e 14001 passa a ideia de confiança, de capacidade de atender as demandas dos clientes. Como os padrões da norma são internacionais, atendem a espe-

cificações técnicas e requisitos mundiais, isso permite que a empresa seja aceita em diversos países. Comindre – Uma das empresas que atua em Resende e possui certificação ISO é a Comindre Mangueiras e Conexões, que atua no ramo de distribuição de artefatos de borracha, com ênfase na comercialização de mangueiras hidráulicas, conexões e correias. A empresa alcançou em 2009 um marco inédito em seu segmento no Sul Fluminense, com a certificação ISO 9001. “Os clientes estão cada vez mais exigentes e buscam no mercado empresas com diferenciais. Ter a certificação ISO aumenta nossa credibilidade e competitividade. A empresa que estiver renovando seus conceitos sempre vai estar na frente da concorrência”, destacou Márcio Reis de Oliveira, diretor da Comindre. Para alcançar o certificado, ele conta que a empresa teve que investir na valorização do capital humano, organização geral de todo ambiente interno da empresa; avaliação da produção, pesquisa de satisfação de cliente, verificação interna do sistema de qualidade, análise crítica do sistema de qualidade e ações preventivas e corretivas em todo o processo.

Panorama

3


4

Panorama

www.cdlresende.com.br


Nossa Cidade

A

prefeitura de Resende, atendendo a Lei 12.235/2010 que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, vem implantando ações para preservação e melhoria da qualidade ambiental na cidade. Uma delas é o sistema de transformação de lixo em energia que, segundo a administração municipal, será posto em prática até 2013. O projeto foi discutido durante uma audiência pública na Câmara de Vereadores em novembro. “A prefeitura assinou com o governo do estado o ‘Pacto pelo Saneamento’, que obriga os municípios a acabarem com os vazadouros não licenciados até 2014. Os municípios que não se adequarem a nova realidade não obterão mais recursos federais para gestão de resíduos sólidos”, explicou Paulo Fontanezi, presidente da Agência de Meio Ambiente de Resende (Amar). De acordo com ele, o pro-

Usina de lixo em Resende Audiência discute implantação de projeto que transformará lixo em energia jeto da Amar é dar destinação final adequada aos resíduos sólidos urbanos. A intenção é construir uma usina de lixo que transformará os resíduos em energia. “A área que abrigará o projeto ainda não foi determinada, haverá primeiro um estudo técnico para avaliação do espaço mais adequado”, destacou Fontanezi. “O procedimento do recolhimento e tratamento desses resíduos, bem como abertura de concorrência pública para escolha da empresa que coordenará os trabalhos e a data para início e entrega das obras estão sendo determinados no edital, que ainda não foi finalizado”, esclareceu Fontanezi. O presidente da Câmara Municipal de Resende, vereador Kiko Besouchet, comemorou a iniciativa do município. “Estou muito satisfeito com esse projeto que começou a ser desenvolvido, pois os benefícios serão os melhores possíveis. A medida vai

Marcio Fabian

Usina de Lixo está prevista para ser inaugurada até 2013

acabar com o lixão e possibilitar geração de energia ou adubo com o tratamento adequado dos resíduos”, afirmou Kiko. “A partir de agora, os catadores poderão trabalhar na triagem dos materiais recicláveis,

pois somente será incinerado o rejeito. E a sociedade não terá que conviver com a poluição decorrente do lixo. É melhoria da qualidade de vida da população e preservação ambiental”, finalizou Fontanezi.

Reflorestamento na Via Dutra

CCR Nova Dutra apresentou medidas compensatórias ao desmatamento feito na rodovia

A

CDL Resende comemorou o acordo firmado entre a concessionária Nova Dutra e o INEA (Instituto Estadual do Ambiente). A empresa terá que realizar, em Resende e Porto Real, reflorestamento compensatório ao corte de árvores feito no trecho da Rodovia Presidente Dutra que corta Resende. A concessionária aceitou, ainda, promover outras ações em benefício do meio ambiente no município. “Com a criação de novos pontos para o plantio de árvores, a concessionária aumenta sua compensação ambiental. Lutamos www.cdlresende.com.br

para que o reflorestamento fosse feito em Resende e não em outras cidades, já que foi a nossa população quem mais sofreu os efeitos do corte de árvores na rodovia”, ressaltou Ailton Petrili, presidente da CDL Resende. Inicialmente previsto para acontecer apenas no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, o reflorestamento foi redirecionado para Resende e Porto Real em novembro. A mudança de rumo foi desencadeada depois de uma reunião entre uma comissão especial formada por vereadores de Resende e repre-

sentantes do INEA. No encontro, os parlamentares reivindicaram medidas compensatórias para o próprio município, em vez de apenas para o Parque Jurema, em São João de Meriti. Procurada pela equipe do Panorama, a CCR Nova Dutra informou, por meio de uma nota oficial, que a concessionária irá celebrar com o INEA um novo Termo de Compromisso Ambiental (TCA) de plantio compensatório, que irá beneficiar os municípios de Porto Real e Resende. Cada município será beneficiado com o plantio de uma área de 1,5 hectare. O INEA

aguarda agora a indicação dos locais escolhidos pelos municípios para receber o plantio. O novo TCA que será assinado pela concessionária prevê também novas intervenções que a concessionária realizará na região, como modernização de sistemas de drenagem, alargamento de pontes e viadutos e construção de terceira faixa de rolamento. Na nota oficial, a CCR Nova Dutra afirmou que já está em contato com ONGs, empresas e universidades da região para a doação de mudas para projetos ambientais conservados por estas entidades. Panorama

5


Selo Verde Nossa Casa

CDL Resende lança projeto para reconhecer empresas sustentáveis

“ Objetivo é estimular cada vez mais os empresários a buscarem conciliação entre suas atividades e a conservação do meio ambiente”

R

econhecer empresas quanto ao seu nível de comprometimento com a sustentabilidade. Esse é o objetivo do Selo Verde, projeto desenvolvido pela CDL Jovem em parceria com a Grandiflora Consultoria Ambiental e apoio da Agência de Meio Ambiente de Resende (AMAR). A partir do dia 08 de janeiro, as empresas associadas à CDL já poderão se inscrever para participar do programa. Uma vez inscritas, elas passarão por uma avaliação. Aquelas que estiverem aptas segundo os critérios estabelecidos no regulamento do projeto receberão o Selo Verde. A certificação é válida por 12 meses, podendo ser renovada por igual período. “Nosso objetivo é estimu-

6

Panorama

lar cada vez mais os empresários a buscarem conciliação entre suas atividades e a conservação do meio ambiente. Por meio deste programa, as empresas não só terão o reconhecimento da sociedade, mas também serão auxiliadas e esclarecidas quanto aquilo que podem efetivamente fazer pelo meio ambiente sem prejuízo das suas atividades empresariais”, destacou Leonardo de Aguiar, diretor de sustentabilidade da CDL Jovem. Para obter o selo, as empresas serão avaliadas em quatro categorias: materiais de consumo e matérias-primas; resíduos e subprodutos; programas de conscientização e uso de energias renováveis e recursos naturais. Em cada categoria existe uma série de itens que serão

avaliados de acordo com a atividade da empresa. “A avaliação – feita presencialmente por uma equipe composta por diretores da CDL Jovem e da empresa Grandiflora Consultoria Ambiental – dará uma pontuação à empresa. Esta pontuação irá determinar se o empreendimento recebe ou não o selo, que tem de uma a cinco estrelas”, explicou Leonardo. O selo de seis estrelas será concedido à empresa que tiver conceito máximo em todos os critérios avaliados. A partir do dia 08 de janeiro, na página da CDL Resende na internet (www.cdlresende. com.br) será disponibilizado um link para acesso ao formulário de auto avaliação. O preenchimento deste formulário configura a adesão da empresa ao programa. Depois, o empresário deve aguardar que a CDL Jovem entrará em contato para agendar a visita. A participação no progra-

ma é gratuita. “Existe uma tendência muito significativa no comportamento do consumidor no sentido de dar preferência a produtos, marcas, serviços e empresas que sejam social e ambientalmente responsáveis. É neste ponto que o selo é importante, pois ele atesta e deixa visível ao consumidor que aquela empresa se preocupa e age em favor do meio ambiente”, argumentou o diretor da CDL Jovem. “Assumi a recém-criada diretoria de sustentabilidade da CDL Jovem com a missão de tocar projetos que colocassem a entidade alinhada às questões ambientais. O projeto do Selo Verde, proposto pelo presidente da CDL Jovem, André Amendola, é o primeiro trabalho na pasta. Temos certeza de que muitos outros virão, pois temos o respaldo da diretoria executiva e o comprometimento da diretoria da jovem”, finalizou Leonardo.

Festa das Crianças é promovida desde 2003 pela CDL em parceria com a prefeitura

www.cdlresende.com.br


CDL sustentável Nossa Casa

Medidas simples que geram grandes resultados já foram aplicadas na entidade Arquivo CDL

Equipe de colaboradores se preocupa em preservar e economizar os materiais e recursos

A

palavra sustentabilidade faz parte do cotidiano da CDL Resende. Nas atividades diárias da entidade, a equipe de colaboradores se preocupa em preservar e economizar os materiais e recursos. Exemplo disso é o investimento em ações digitais. Usando o ambiente virtual, a secretaria da CDL economiza papel e impressão para a divulgação de serviços e produtos. Com isso, uma resma que durava dois meses triplicou o tempo de uso. “Se a CDL Resende, instituição que representa o setor de comércio e serviços de Resende, não for referência em responsabilidade sócio ambiental, como conscientizaremos nossos associados?”, questionou o gerente executivo, Augusto Costa. www.cdlresende.com.br

“ Usando o ambiente virtual, a secretaria da CDL Resende economiza papel para a divulgação de serviços e produtos”

Além da economia de papel e tinta, a entidade envia para a Sociedade Pestallozi para reciclagem, a cada dois meses, todos os papeis inutilizados e embalagens recolhidas na secretaria. “Tudo isso é uma questão de consciência coletiva. Nossos funcionários também se tornaram mais responsáveis e atentos ao meio ambiente”, ressaltou o gerente. Ele contou que no segundo semestre de 2009, a

CDL Resende descentralizou todos os interruptores e trocou as lâmpadas quentes por frias, o que gerou uma economia de energia de 53% na conta de energia de um mês para o outro. “Também optamos por pintar as paredes de branco o que contribuiu para a queda na conta de luz. No mês de maior consumo de energia, que é janeiro, economizamos mais de 60% na comparação entre 2009 e 2010”, lembrou Augusto.

“Percebemos que nossos exemplos reduzem os gastos, geram mais benefícios e diminuem o impacto que o homem provoca no meio ambiente. É importante incentivar a ideia entre nossos colaboradores para que eles sejam divulgadores não só apenas no local de trabalho, mas em outros ambientes também”, disse o gerente, que convidou: - Colaborar com o futuro de nosso mundo e de nossos filhos é uma oportunidade para todos. Quanto mais nos atentarmos para os danos que causamos ao meio ambiente, mais cedo mudaremos o cenário e colaboraremos para um meio ambiente mais proveitoso. Convidamos nossos associados a investirem nesse ideia. Panorama

7


Sopa no Pão: sucesso em 2011 Nossa Casa

Sétima edição do evento beneficiou o Asilo Nicolino Gulhot Arquivo / CDL Resende

No total, foi arrecadado o valor de R$ 5,5 mil para o Asilo Nicolino Gulhot

A

sétima edição do evento Sopa no Pão foi um verdadeiro sucesso. Mais de 200 pessoas participaram do evento beneficente, organizado pela diretoria da CDL Jovem em julho de 2011. No total, foi arrecadado o valor de R$ 5,5 mil que foi inte-

gralmente doado ao Asilo Nicolino Gulhot para a Velhice Desamparada, entidade filantrópica que funciona há 70 anos na cidade. A entrega do cheque aconteceu no dia 30 de setembro. “Esse evento já é esperado todos os anos pelos nossos associados. Nós conseguimos fidelizar um público, que assim como nós, se preocupa com as questões sociais de Resende. Ficamos muito satisfeitos em perceber os reflexos do Sopa no Pão, uma iniciativa tão simples perto de todo benefício que proporciona”, afirmou o presidente da CDL Jovem, Victor Sauerbronn Gonçalves. Atualmente, o asilo abriga

36 idosos, sendo 18 mulheres e 18 homens. “Agradecemos de coração a oportunidade que a CDL Jovem ofereceu ao asilo. Vamos usar o dinheiro para honrar os compromissos financeiros urgentes assumidos pela entidade com fornecedores”, relatou o presidente da entidade, Joaquim Pereira. “Esse foi o primeiro projeto de responsabilidade social que a CDL Jovem desenvolveu. Graças à participação dos nossos associados, temos conseguido ajudar entidades filantrópicas de nossa cidade”, destacou Victor. Ele lembra que nos sete anos do Sopa no Pão já foram beneficiados a Escola Sagrado Coração, a Comunidade

Boi Bumbá, o Asilo Vicentino, o Projeto Transformação, a Sociedade São Vicente de Paula e a Santa Casa de Misericórdia de Resende. Agradecimentos - A CDL Resende agradece aos patrocinadores que contribuíram para mais um sucesso do Sopa no Pão. Plamer, Transporte Generoso, Colégio Resende e aos apoiadores Cegil Supermercado de Construção; Resende Shopping; Cia. Fluminense de Refrigerantes; Bella Foto Studio; Laticínios Pedra Selada; Filmarei Digital; Tha e Thi Locações; Pimenta Comunicação; Ponto Com Mídia Exterior, Real FM, Supermercado Panamil e Royal Center Manejo.

A vitrine mais bonita de Resende CDL Resende divulgou resultado que elegeu as vitrines mais bonitas no período do Natal

A

CDL Resende divulgou o resultado da campanha de vitrines natalinas, que premiou as lojas mais criativas no período mais importante para o comércio. O concurso, válido de 01 de outubro a 09 de dezembro, foi aberto para todos os estabelecimentos de Resende. Foi contemplada na categoria vitrine, a loja Daniela Flores. Na categoria loja/fachada, a vencedora foi a loja Móveis Copacabana. Ambas ganharam uma placa, uma câmera digital e 100 spots na programação da rádio Real FM. “É importante criar, junto à população, a percepção de um comércio integrado com a cidade e presente nessas datas tão importantes. O concurso de vitrines foi criado com essa visão. É necessário que, cada vez mais, o lojista veja a importância da comunicação visual”, destacou Eduardo Pimenta, diretor de comunicação da CDL Jovem.

8

Panorama

Ricardo Lamim

Móveis Copacabana, 1.º lugar na categoria loja/fachada

O concurso foi dividido em duas categorias: vitrine (frente) e loja/fachada (a frente mais o interior da loja). Os estabelecimentos foram visitados por jurados escolhidos pela CDL Resende e fotografados por uma equipe no período de 28 de novembro a 02 de dezembro. Foram avaliados critérios como criatividade e beleza, aproveitamento do espaço, originalidade

e inovação. Foram premiados, no dia 09 de dezembro, na sede da CDL Resende, os três primeiros lugares de cada categoria. Os vencedores nas categorias Vitrine e Loja/Fachada receberam duas placas (loja e decorador), uma câmera digital e 100 spots na programação da rádio Real FM. As segundas e terceiras colocadas ganharam uma placa cada (loja e decorador). Os terceiros lugares receberam duas placas. “Hoje, as lojas estão com uma grande concorrente: a internet. Não são lojas físicas com enfeites, mas lojas virtuais com promoções e vantagens. É necessário ao comércio criar um diferencial para atrair o cliente. E o concurso de vitrines existe para dar esse impulso. Em 2012, pelo terceiro ano consecutivo, iremos ter o concurso e pedimos aos lojistas que se inscrevam, decorem suas lojas e se façam presentes”, finalizou Eduardo Pimenta.

Confira as empresas vencedoras: Categoria Vitrine 1º lugar Daniela Flores 2º lugar Casa Eldorado 3º lugar Verá Vitória Categoria Loja/ Fachada 1º lugar Móveis Copacabana 2º lugar Móveis Danúbio 3º lugar Sauer Farmácia de Manipulação

www.cdlresende.com.br


www.cdlresende.com.br

Panorama

9


Acesso a inovações tecnológicas Programa do Sebrae oferece ferramentas personalizadas para empresas

Divulgação

Inovação

O

Programa Sebrae de Consultoria Tecnológica (Sebraetec) oferece consultorias sob medida para micro e pequenas empresas (MPE´s). O programa ajuda os negócios de pequeno porte a acessar inovações tecnológicas, mostrando que isso não é algo distante da realidade das MPE´s. As ferramentas de inovação podem ser simples e acessíveis e trazem grandes benefícios para os negócios. Por meio do Sebraetec, o Sebrae subsidia os custos de serviços tecnológicos prestados por empresas especializadas em tecnologia e inovação. O percentual varia de 80% a 90% de subsídio. Essas empresas irão buscar soluções para otimizar os resultados da gestão, aperfeiçoar processos ou produtos da pequena empresa, tornando-a mais competitiva e melhor preparada para o mercado. “Ser competitivo no

10 Panorama

mercado significa estar atualizado com inovações tecnológicas que possibilitem o aperfeiçoamento de produtos e processos. A introdução de novas tecnologias na empresa contribui, não só para a redução dos custos, mas também para a melhoria da qualidade e aumento da produtividade”, destacou Jaime Souza, técnico do Sebrae em Resende. Com as orientações da empresa especializada, os empreendimentos atendidos pelo Sebraetec poderão reduzir desperdício, aumentar

o faturamento, ter acesso a novos mercados e tornar o negócio sustentável. Também é possível conquistar melhorias nos processos produtivos, produtos, embalagem, gestão e marketing, novos modelos de negócios e matérias-primas, adequação logística e gestão ambiental. Todas as prestadoras de serviços do Programa Sebraetec são empresas de base tecnológica, previamente selecionadas, cadastradas e qualificadas a prestar esses serviços. Essa seleção é feita através de editais públicos de cadastramento de prestadoras de serviços em inovação e tecnologia. Além de serviços tecnológicos, o Sebraetec também apoia projetos de inovação elaborados por pequenas empresas que tenham sido aprovados e selecionados nos editais públicos de inovação lançados pelo Sebrae. Mais informações e os serviços tecnológicos disponíveis no Sebraetec no site: www.sebraerj. com.br

Cinema - Cine Show Resende

Floricultura - Daniela Flores

Bicicletaria - Bike Jô - Bicicletaria Fonseca - Cicle Dois Irmãos

Material hospitalar - Tecnomedi - Maconequi

Contabilidade - Paulo César Contabilidade - G2 Consultoria Empresarial - MN Contábil - MSB Assessoria Contabil A cada edição do Panorama, vamos publicar os associados à CDL Resende divididos por segmentos.

www.cdlresende.com.br


Saúde Nossa Casa

Retail’s Big Show CDL Resende estará presente na maior feira varejista do mundo Arquivo pessoal

A

CDL Resende estará presente este mês, na missão comercial que levará empresas de todo o país para a maior feira varejista do mundo, a Retail’s Big Show, realizada em Nova York. O conselheiro Isaque Farizel vai ao evento que promete apresentar novas tendências do varejo para o mercado mundial. Esta será a 101ª edição da maior feira do segmento varejista no mundo. Isaque promete trazer novas ideias e soluções que agreguem ao trabalho da CDL Resende. “As mudanças são muito rápidas no setor varejista, este é um ramo muito dinâmico. A feira é uma oportunidade de conhecer as últimas tendências, as inovações e as apostas para o futuro, visando o desenvolvimento dos negócios”, avaliou o conselheiro. De acordo com ele, o Brasil é o segundo país, depois dos EUA, que mais leva empresários

35 anos de História

Fundação A CDL Resende completa no dia 10 de maio, 35 anos de história. A comemoração terá um lugar de destaque no Panorama. A partir desta edição, vamos contar a trajetória desta instituição, que funde sua história com a cidade. A CDL Resende nasceu graças ao empenho do comerciante – hoje aposentado – Heitor Frutuoso Guimarães. No início da década de 70, Heitor foi convidado pelos diwww.cdlresende.com.br

para Nova York. A previsão é de que pelo menos 1,5 mil empreendedores brasileiros visitem a feira neste ano. - A missão é uma excelente oportunidade para apresentarmos bons projetos nacionais e absorver o que há de mais moderno no que diz respeito à tecnologia, mobilidade e sustentabilidade no varejo. Tenho muito orgulho de representar a CDL Resende nesse evento. A intenção é de voltar pronto para oferecer ao nosso mercado o que há de mais moderno e eficiente no setor, espera Farizel. A feira – A Retail’s Big Show, mais conhecida como NRF ou Big Show, é o maior evento de tecnologia e soluções para o varejo do mundo, apresentando interesses que cobrem todos os aspectos do varejo, desde estratégias de venda e de posicionamento de marca à inovação de

retores da CDL Barra Mansa, Walter Ferrão, e da CDL Três Rios, Goergino Salestiano, para participar das reuniões das entidades desses municípios. Entusiasmado com o que viu, decidiu arregaçar as mangas e iniciar o trabalho de mobilização dos lojistas para fundação da CDL Resende. “Durante três meses, visitei vários comerciantes para falar sobre a CDL e sobre o trabalho que estávamos propondo para a cidade”, recorda Heitor, que contou com a ajuda dos empresários João Maurício Tavares, Sílvio Ramos Pimentel, Paulo Zuker, Eduardo Ratinetz e Luiz Renato Braganholo. Depois de algumas de reuniões, foi formada a base da primeira diretoria. Mas apesar de estar à frente da

Isaque Farizel ao lado do diretor da Varejo Brasil, Marco Antônio Pinto, na NRF 2010

design. A feira é centenária (em 2012 acontecerá a 101ª edição) e abrange exposição de produtos e tecnologias de última geração, seminários, fóruns de debates e apresentação de cases de empresas mundialmente conhecidas. O evento irá de 12 a 21 de janeiro, com a programação dividindo-se

entre Nova York e Orlando, ambas contempladas na programação da Missão NRF 2012. O evento é organizado pela NRF (National Retail Federation), a maior federação de varejo do mundo, representando várias empresas das 100 associações varejistas norte-americanas e internacionais.

mobilização para fundação da entidade, Heitor preferiu não ser presidente logo no primeiro mandato. “Não tinha experiência suficiente para assumir a CDL”, conta ele, que comemorou a eleição do empresário Vanderlei Carneiro Siqueira para o cargo de primeiro presidente da CDL Resende. “Mas não tive como correr do trabalho: elegeram-me segundo vice-presidente”, brinca o aposentado. No total, 28 lojistas assinaram a ata de fundação da entidade. No início, as reuniões da diretoria aconteciam na sede do Clube CCRR. Algum tempo depois, foi alugada a primeira sede da entidade, na Rua Padre Marques. O serviço de SPC foi incorporado à CDL em 1978. “Nossos funcionários trabalharam muito para organizar o primeiro cadastro. Eles visitavam

loja por loja da cidade para copiar em fichas os dados dos clientes inadimplentes”, lembra Heitor. Por conta da desistência do primeiro presidente do cargo, em novembro de 1977, Heitor assumiu o comando da CDL Resende. Durante sete mandatos como presidente, ele trabalhou arduamente para que a entidade ganhasse credibilidade e respeito. “Tenho um orgulho enorme de ter colaborado para a fundação desta grande entidade que é a CDL hoje. Foram muitas noites em claro planejando atividades para fortalecer a classe lojista, mas o trabalho valeu a pena. Hoje a CDL é uma entidade respeitada, com tradição no município”, afirma Heitor.

Benefícios para colaboradores

Panorama

11


12

Panorama

www.cdlresende.com.br


Panorama CDL Resende Janeiro 2012