Page 1

O LOJISTA

NITEROI

CDL

Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói

Ano XXXVIII | www.cdlniteroi.com.br

Edição 558 | Outubro 2016

Eleição 2016 2º turno Conheça os responsáveis pelo desenvolvimento e crescimento de Niterói

Novidades

CDL Niterói agora tem Sala de Mediação

Dia das Crianças Fique por dentro da programação para a celebração


De Utilidade Pública: Estadual, Lei no 5579/65 / Municipal, deliberação no 2539/65

EDITORIAL

CONSELHO SUPERIOR Presidente: Joaquim Manuel de Sequeira Pinto Vice-presidente: Ademir Antunes Carvalho MEMBROS DO CONSELHO SUPERIOR Antonio Carlos Costa Pires, Domingos de Carvalho Rodrigue, Elida Gervásio Gouvêa, Ithamar Torres Mancen, José Dornas Maciel, Lúcio Ferreira de Azevedo, Manoel Alves Junior, Orlando Cerveira Francisco, Roberto Mauricio Rocha, Salomão Guerchon. Suplentes: Gentil Moreira de Sousa e Marina Espósito Haddad. DIRETORIA ADMINISTRATIVA Presidente: Luiz Vieira Diretores: Fausto Regis de Oliveira Reis, Graciele Davince Pereira, Jorge Gentile, Mauricio Nassib Moita Zarife, Oswaldo Rodrigues Vieira, Rogerio Rosetti Mendes, Ruan Carlos Teixeira de Oliveira, Sidney Moyses Vianna Freire Suplentes: Alberto Guilherme Magalhães Ducan e Felipe Reis de Almeida Gerente geral: Walter Monnerat CONSELHO EDITORIAL Fabiano Gonçalves, Joaquim Pinto e Walter Monnerat

O LOJISTA

NITEROI

SERVIÇOS DA CDL Serviço de Proteção ao Crédito, Serviço de Relações com Usuários, Central de Informações, Central de Cadastro, Central de Processamento de Dados, Assessoria Técnica, Consultoria Jurídica, Serviço de Documentação e Divulgação e Serviço de Administração

Editora e Coordenação: Kelly Goldoni - MTE: 34527/RJ e Lene Costa Redação: Goldoni Comunicação Diagramação: Alyne Gama Jornalistas: Milena Bouças e Lene Costa. Fotos: Divulgação CDL Niterói

Publicação dirigida da CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE NITERÓI, contendo legislação, índices econômicos e condensado de notícias e informações de interesses do comércio lojista. Distribuição: Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associações Comerciais, Federações do Comércio, Sindicatos e demais entidades de classe do País, identificadas com as atividades do comércio, bem como empresários e executivos especialmente cadastrados. O LOJISTA utiliza as seguintes fontes para editar o condensado de notícias: O Globo, Jornal do Commercio, A Tribuna, O Fluminense e Diários Oficiais. Os índices, estatísticas e projeções são cuidadosamente compilados, de acordo com os últimos dados disponíveis no fechamento da edição. O uso dessas informações para fins comerciais e de investimentos é de exclusiva responsabilidade e risco dos seus usuários. IMPORTANTE: As matérias assinadas são de respnsabilidade de seus autores. ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói, RJ CEP: 24210-000 / Tel.Fax: (21) 2621-9919

A serviço do comércio

A edição de outubro chega com uma grande novidade! Exatamente como ocorreu quatros anos atrás, a disputa dos prefeitáveis de Niterói será decidida no segundo turno. O candidato à reeleição, o prefeito Rodrigo Neves (PV), enfrentará Felipe Peixoto (PSB). E por entender a importância desse momento, que marca a história não só da política nacional, como também impacta significantemente o futuro e, sobretudo, o desenvolvimento da cidade, que abordaremos em nossa matéria de capa este assunto. Neste sentido, imbuídos do papel representativo de defensora do comércio, que confere à CDL Niterói, desejamos que o dia 30 de outubro as urnas decidam o melhor para o nosso município, mas para isso é fundamental analisarmos as trajetórias e posicionamento de cada candidato. No entanto, não falaremos apenas de política, seguindo nosso compromisso de bem informar, traremos em nossas matérias temas relevantes para o nosso comércio. Com esta perspectiva, abordaremos a implantação da nova versão do sistema de coleta, a ampliação e muito mais. Para que vocês acompanhem o trabalho incansável que a CDL Niterói tem realizado para qualificar nossos associados traremos, entre outras coisas, matérias sobre o Café Empresarial da Região Oceânica, a abertura da Sala de Mediação na sede da nossa entidade e outra sobre a importância dos eventos que realizamos. Enfim, nosso real desejo é criar condições para continuar nossa luta, para que o comércio de Niterói volte a prosperar, gerando mais empregos e impulsionando a economia da nossa cidade. Vamos em frente!

Luiz Vieira

Presidente

Impressão Gráfica Primil (21) 3078-4300 Circulação Mensal Nacional | Tiragem: 7.000 Exemplares

CDL NITERÓI 3


EDIÇÃO 558

ÍNDICE 06

CAPA

CAFÉ

EMPRESARIAL

Matéria Curtas

12

Jurídica

Dia das Crianças Novidades no Polo Gastronômico do Jardim Icaraí

10

CDL em ação Novidade

17

16

Curtas Fique atento

20

Eventos CDL

23

09 11 13 18

Gestão empresarial

21

Leis tributárias

24

Mundo dos negócios

Comércio exterior 4 O LOJISTA n outubro 2016

08

Você sabe para quem está vendendo? Se não, o problema está na comunicação

25

26


CAPA

Neves e Peixoto passam mais uma vez pela prova das urnas Nelson Jr./ ASICS/ TSE

6 O LOJISTA n outubro 2016

N

iterói está entre os seis municípios do estado do Rio de Janeiro que definirão, no segundo turno, a votação para prefeito. Com um colégio eleitoral de 370 mil eleitores, a cidade escolherá entre o atual prefeito Rodrigo Neves (PV), que somou 47,98% dos votos, ou o candidato Felipe Peixoto (PSB), que ficou na margem de 30,69% dos votos. No primeiro turno, durante todo o dia, a votação transcorreu tranquilamente, mesmo com a troca de 95 urnas eletrônicas que apresentaram problemas. O segundo turno está marcado para o dia 30 de outubro. E a história se repete, afinal é a segunda vez que os candidatos se enfrentam em uma eleição e que, novamente, vão para a disputa do segundo turno. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na época, em 2012, Rodrigo foi eleito com 52,55% contra 47,45% de Felipe Peixoto. O resultado desta eleição não deixa de ser uma surpresa para a campanha do Partido Verde, que estava confiante na vitória de Rodrigo Neves logo no primeiro turno. No entanto, o atual prefeito se diz satisfeito e ressalta o bom desempenho comparado há quatro anos. “Orgulho-me de ter recebido mais de 100 mil votos. Isso reflete o reconhecimento ao trabalho que foi feito até aqui e a confiança que os niteroienses depositaram na minha candidatura”, diz. Felipe Peixoto, por sua vez, também diz estar feliz e confiante para o segundo turno. “Estou muito feliz porque estou enfrentando uma máquina municipal, e metade da população sinalizou não aprovar a atual administração”, afirma.


Com 100% das urnas apuradas, Flávio Serafini (Psol) ficou em terceiro lugar com 20,62% dos votos e Dani Bornia (PSTU) ficou com 0,71%. Os votos válidos no município atingiram 228.277. Cerca de 66 mil eleitores, dos 370 mil que a cidade tem, abstiveram do seu direito de votar. Já os votos nulos (56.581) superaram a soma dos votos válidos de Flávio Serafini e Dani Bornia (49 mil). Além disso, Flávio Serafini e Dani Bornia já descartaram a possibilidade de apoiar Rodrigo Neves ou Felipe Peixoto, por terem divergências dos programas sociais dos adversários. Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL), Luiz Vieira, o segundo turno será uma oportunidade para a população se conscientizar sobre o que realmente deseja para o futuro da cidade. “Nesse momento, quando se analisa sobre o ocorrido, percebe-se que o número de votos em brancos atingiu uma marca muito maior do que se esperava. Isso evidenciou que há na cidade uma divisão entre os eleitores. Em minha opinião, esse governo foi muito amigo do comércio e do lojista. Rodrigo Neves foi um apoiador do segmento produtivo de Niterói, não que o Felipe não teria sido. Mas o que temos é a experiência do que está acontecendo hoje”, finaliza.

Para seguir em frente

Com o slogan “Para seguir em frente”, o programa de governo de Rodrigo Neves contempla a consolidação da Transoceânica como via de mobilidade, a substituição de todos os 43 mil pontos de iluminação pública para lâmpadas LED, a garantia do processo de modernização da gestão escolar e a realização de convênios com instituições de ensino, a implantação do Centro Municipal de Imagem e Exames, a expansão dos programas de cultura nas regiões norte e oceânica da cidade, entre outros. Durante os quatro anos de mandato, Rodrigo implantou 20 novas unidades municipais, reabriu a emergência pediátrica do Getulinho, reestruturou e modernizou a administração municipal e tirou do papel o projeto da Transoceânica, prometida há mais de 40 anos.

CDL NITERÓI 7


CAfÉ empresarial

Você sabe para quem está vendendo? Se não, o problema está na comunicação

O

consultor do Sebrae-RJ e sócio da empresa Arqueiros, Alessandro Mendes, agitou a edição do tradicional Café Empresarial ao levar, aos presentes, a reflexão sobre a comunicação empresarial. Na ocasião, que contou com um expressivo número de convidados, o palestrante - que já é conhecido pelo seu jeito descontraído de apresentar seus temas - por meio de cinco dicas, todas ilustradas com vídeos, provou que é possível estabelecer uma boa comunicação com os públicos: interno e externo.

Alessandro afirmou que a comunicação empresarial é importante, porque ela aproxima o cliente da marca. No fim de sua explanação, ele salientou que somente a comunicabilidade resultará no aumento das vendas e na construção/formação de laços com os clientes. "A parte fundamental da comunicação é fazer com que o cliente consiga identificar qual é a empresa ou marca que vai atender seus desejos e necessidades", finalizou. O Café Empresarial de setembro foi patrocinado pelo Banco Pan e Unimed Saúde.

A emoção falou mais alto na edição do “Nessa casa tem história” O evento contou também com mais uma homenagem do “Nessa casa tem história”. E entre o presidente da CDL, membros da diretoria Administrativa e do Conselho Superior, filhos e esposa, foi a vez do vice-presidente do Conselho, Ademir de Carvalho receber a placa de agradecimento. Em sua apresentação, o presidente da CDL Jovem, Felipe Carvalho, ao

homenagear seu pai, agradeceu com a voz embargada todo o apoio e incentivo recebido durante sua trajetória de vida e profissional. Emocionado, Ademir agradeceu a surpresa e disse estar honrado com a demonstração de admiração e respeito. "Eu quero dizer para o Felipe, o Flávio e para a minha grande incentivadora, minha esposa, que tenho orgulho de fazer parte desse movimento cedelista, e receber esta homenagem é um grande honra", salientou Ademir.

Membros da diretoria Administrativa, Conselho Superior, CDL Jovem, filhos e esposa homenagearam Ademir de Carvalho

8 O LOJISTA n outubro 2016

Sobre os patrocinadores PAN Soluções para a sua vida

O Banco Pan comercializa produtos direcionados ao cliente final, assim como a empresários e lojistas. Tendo como marca a agilidade, praticidade e suas taxas diferenciadas. Entre seus planos de empréstimos, o banco possui o imobiliário (empréstimo com garantia de imóvel). E se você procura uma solução para seus problemas com crédito, o Banco Pan tem a solução. Procure-nos, temos condições especiais para associados da CDL Niterói. Rua Luiz Leopoldo Fernandes Pinheiro, 551, LJ: 101/201 - Centro - Niterói Site: www.bancopan.com.br Telefone: (21) 3568-1117

Unimed Leste Fluminense presente na vida da sua região

Com 45 anos de história no mercado, a Unimed Leste Fluminense, líder no mercado, oferece uma ampla rede de medicina e diagnóstico para a população de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim. Com mais de 200 mil clientes, hoje a empresa tem quatro unidades próprias e conta com aproximadamente 1,5 mil médicos cooperados, uma rede de prestadores de serviços de excelência, entre clínicas especializadas e laboratórios, e mil colaboradores. Telefone da Central de Marcação de Exames: 0800 079 7200 / 4020-7200


MATÉRIA

Implantação da nova versão do CNPJ tem retorno positivo entre os usuários

A

Receita Federal do Brasil implantou, em agosto, a versão atualizada do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). E de lá para cá, apesar da instabilidade verificada nos primeiros dias - devido ao grande número de solicitações de atos cadastrais -, os usuários já usufruem de novas funcionalidades e benefícios do Sistema de Coleta Web do CNPJ. O sistema, que faz parte da integração das Juntas Comerciais e prefeituras municipais, tem como principal objetivo a unificação, integração e simplificação de processos de abertura, alteração e legalização de empresas. Além disso, a Receita Federal do Brasil emite nota com instruções para melhor funcionamento do sistema. Segundo o coordenador da Junta Comercial de Niterói, doutor Álvaro, a implantação da nova versão do CNPJ se deu a partir da necessidade da Receita Federal obter novas informações. “O CNPJ é que autoriza o funcionamento da empresa. Sem ele, a empre-

sa está irregular, não podendo comprar, nem vender. Agora, com a versão atualizada, conseguimos obter informações que antes não tínhamos, por exemplo, saber qual o capital da empresa. Vale ressaltar que, até o dia 15 de agosto, foram canceladas todas as inscrições, para que as empresas pudessem se atualizar após o prazo”, afirma. Ainda segundo o coordenador, não há como levantar um número preciso

de pessoas cadastradas na Junta Comercial, uma vez que a empresa pode ser registrada no órgão, mas não ter o CNPJ. Já que a inscrição é exigida para se obter o alvará na prefeitura. Por fim, para melhor uso do sistema Web do CNPJ, a Receita Federal do Brasil disponibiliza, em seu portal, especificações sobre a eficiência da ferramenta em diferentes navegadores. Vale a pena conferir!

CDL NITERÓI 9


CIDADE

Novidades no Polo Gastronômico do Jardim Icaraí

U

ma das principais atrações de Niterói, o Polo Gastronômico Jardim Icaraí não para de crescer e criar incentivos para novos investimentos. Prova disso, foi a alteração do decreto de criação do polo, em setembro, para ampliação de sua área de abrangência. Com isso, a mudança dobrou o quadrilátero destinado ao polo gastronômico, que agora compreende as ruas Nóbrega, João Pessoa, Avenida Sete de Setembro, Avenida Roberto Silveira e Mariz e Barros. Essa ampliação, segundo o presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, promove a chegada de novos empreendimentos para o setor comercial e o transforma em um centro de atração turística. “Alguns restaurantes já têm se consolidado naquela região, fazendo de lá um espaço atrativo não só para novos investimentos, como também para toda a população. Hoje, o cidadão ao se

Sobre o Polo:

Além de promover o Festival 4 Estações e participar do Cardápio Olímpico, o Polo Gastronômico Jardim Icaraí aposta em produtos orgânicos a favor da sustentabilidade. Os restaurantes participam também do aplicativo Polos Gourmet e do projeto Sebrae na Mesa. Com a internet, o cliente pode conhecer os bares e restaurantes, e por meio da geolocalização, saber qual deles está mais perto.

AP OIO 10 O LOJISTA n outubro 2016

7

dirigir ao local terá ciência de que lá será uma área diferenciada, uma ambiência familiar com várias opções de restaurantes e gastronomias diversas”, diz. Além da alteração do decreto de criação do Polo Gastronômico Jardim Icaraí, para ampliação de sua área de abrangência, houve ainda o início do fechamento aos veículos da Rua Leandro Mota, que segundo a Prefeitura de Niterói, era uma reivindicação antiga de comerciantes. A ampliação do lugar foi uma ação conjunta entre comerciantes, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SEDEN). Segundo o presidente do polo gastronômico, Adalberto Caveari, seis restaurantes estão em espera para fazer parte do Polo Gastronômico Jardim Icaraí. “Entre outros quesitos, existe um manual de boas práticas que precisa ser seguido, e isso tudo está sendo avaliado. Acredito que com a chegada dos novos restaurantes, tenhamos um total de 25 estabelecimentos no Polo. Aproveito e adianto aqui, que até o fim do ano teremos duas atrações na Rua Leandro Mota. Uma em outubro, para comemorar o Dia das Crianças, e a outra, no início de dezembro com a chegada do Papai Noel”, explica.


curtas

O que rolou durante os Jogos Paralímpicos 2016

Miriam Jeske/ Brasil2016.gov.br/ Heusi Action

Do dia 7 a 18 de setembro, os cariocas e turistas se emocionaram e vibraram com as disputas das 23 modalidades dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Mas, apesar dos Jogos Olímpicos, realizado em agosto, ter recebido muitos visitantes e, consequentemente, ter movimentado a economia do estado, os dias de competições paralímpicas não conseguiram impactar tão positivamente as finanças. E no que se refere a Niterói, a situação foi a mesma. De acordo com o presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, o evento paralímpico não alterou o comércio. “Não houve grande alteração, na verdade o reflexo se deu na capital. Em Niterói, houve movimentação, mas para o comércio foi pouco significativa”, disse.

Novos associados CDL Niterói 4

Araujo Menezes Prestação Serv. Atividades Física

4 4

R Oliveira Campos Instaladora Me

4

Wanderley e Souza Sociedade Advogados

Sortel Comércio Serviços Ltda.

4

4 4 4

Wfun Serviços Projetos Ltda. Me

Passo a Passo Creche Escola S/S Ltda.

4 4

Afrânio Torres Neto

4

TJBK Comércio Roupas Acessórios Eireli

4

Paulo Eduardo Menezes da Conceição

Assecon Assessoria Contábil Ltda. Jardim Escola Sementinha Iluminada Me

Lis Marie Eventos Limitada Me

Jucerja de Niterói completa 1 ano de atuação A 24ª Delegacia Regional da Junta Comercial de Niterói completou seu 1º aniversário. E esse primeiro ano de funcionamento do órgão é comemorado por contadores e empresários da cidade. De acordo com o contador e sócio da Assecon, Fernando Nunes, a chegada da delegacia é um avanço e um facilitador para os empreendedores da região, que não precisam mais se deslocar até o centro do Rio. “Mesmo se considerar nossa proximidade à cidade do Rio de Janeiro, o fato dos processos serem julgados aqui, em Niterói, representa um avanço na agilidade e desburocratização do processo de legalização das empresas”, avalia Fernando. Até hoje, a unidade registra um bom índice de atendimento. E quem ganha com isso é o município, que se desenvolve mais e ainda diversifica a economia local. O projeto para implantar a delegacia regional foi proposto pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município e o Sebrae. A abertura aconteceu a partir da parceria entre Prefeitura de Niterói, Jucerja e o Shopping Bay Market.

CDL NITERÓI 11


JURÍDICA

Cliente que caiu da cadeira onde aguardava atendimento será indenizado por banco Por Alexandre Andrade Assessor Jurídico CDL Niterói www.pereiradeandrade.adv.br

N

ão é de agora que a consciência do consumidor mudou, e que, nessa mesma linha, a legislação de proteção e defesa dessa parcela da população tende, na medida do possível, abraçar e tutelar seus anseios. Todos querem viver momentos em que serão plenamente respeitados como cidadãos cumpridores de seus deveres que são, e, no mínimo, ter acesso a serviços de qualidade, tanto àqueles prestados por órgãos públicos, quanto aos prestados pela iniciativa privada. Os serviços bancários são exemplos do que precisa melhorar, e muito. Agências superlotadas, tarifas altas, juros abusivos, quantidade cada vez menor de funcionários disponíveis para prestar atendimentos, entre tantos outros graves problemas. Em alguns municípios, vigora a lei que determina o tempo de permanência máximo de 15 minutos (20 em São Paulo) no interior da agência, e de 30 minu-

12 O LOJISTA n outubro 2016

tos nos dias de pico. Esse tempo sempre é ultrapassado, e não há uma fiscalização efetiva para verificar o cumprimento da lei. Cada consumidor deve procurar a reparação do seu prejuízo da maneira que achar conveniente. Algumas agências disponibilizam lugar para o cliente aguardar sentado. E, lamentavelmente, em alguns casos, nem esse simples serviço consegue oferecer com qualidade. Foi o que aconteceu numa agência de banco em Santa Catarina, e que gerou indenização por danos morais no valor de R$ 30 mil, em favor de cliente que caiu da cadeira disponível para aguardar atendimento. A decisão foi da 3ª Câmara Civil do TJ. Consta nos autos que o objeto estava em mau estado de conservação e rompeu a estrutura quando o autor sentou. Ele sofreu lesões graves no ombro. O cliente alega que ficou incapacitado de trabalhar e teve que se submeter a tratamentos médicos e várias sessões

de fisioterapia. Em apelação, a empresa defendeu que não praticou nenhum ato ilícito e a situação não passou de uma mera fatalidade. Mas o desembargador substituto Gilberto Gomes de Oliveira, relator da matéria, entendeu que o demandado possui a obrigação de garantir a segurança de seus clientes. “Assim, é evidente que o demandado, ora apelante, não observou as regras básicas de segurança, ou seja, atuou com culpa, de modo que o acidente se consumou porque não foi diligente na conservação do móvel, assim como não colocou nenhuma sinalização de que estava com defeito”, concluiu o magistrado. A câmara majorou o valor da indenização, inicialmente arbitrada em R$ 20 mil. A decisão foi unânime (Apelação nº 0301771-52.2015.8.24.0039). Sejamos otimistas e esperemos o dia em que processos dessa natureza não existirão pelo simples fato de que direitos essenciais dos cidadãos não serão mais violados. Quem viver verá.


DIAS DAS CRIANÇAS

Dia da alegria

T

odo ano o clima é o mesmo. O dia em que se comemora o Dia das Crianças nasce com uma nuance mais descontraída, feliz e muito mais colorida. E até quem já é adulto, nessa data, em especial, aproveita para entrar no mundo feito de fantasias, sorrisos e brincadeiras. E é claro que essa também é a época de presentear, pois sempre que ouvimos falar em Dia das Crianças, a imagem que nos vem à cabeça é: presente. E diante do cenário negativo registrado pelo comércio até agora, lojistas começam a buscar alternativas para atrair os consumidores para as lojas. Com isso, a fim de incentivar vendas, os shoppings da cidade prepararam atrações para fazer esse dia mais divertido. Localizado na Região Oceânica, o Itaipu Multicenter vai transformar a Praça de Eventos em uma big sala de leitura, com a 1ª edição da Book Lovers Kids e a turma Bicho de Livro. De acordo com a administração, a feira, com mais de 3 mil títulos infantis e infantojuvenis, com preços a partir de

R$ 5,00, ficará até o dia 16 de outubro no mall e visa incentivar na criançada o hábito da leitura, além de criar desde cedo a paixão pelos livros. Apesar do momento de recessão econômica, a ação para o Dia das Crianças do Shopping Itaipu Multicenter foi recebida com expectativa. Como é o caso da proprietária da loja Piq-Tá Brinquedos, Dayse Scotelaro. "Apesar do momento difícil da economia do nosso país, estamos otimistas referente às vendas para o Dia

das Crianças. Para atingirmos um aumento com relação às vendas de 2015, estamos preparando um mix de brinquedos com preços acessíveis. Nossa expectativa é alcançar 10% a mais do que o ano passado. Assim, acreditamos que as crianças não ficarão sem seu brinquedo", completou Scotelaro. No centro da cidade, os shoppings também prepararam uma programação superespecial. Desde o dia 22 de setembro, a aventura e a fantasia invadiram o Plaza Shopping com um evento inédito, inspirado nos Vingadores, da Marvel, e nas Princesas, da Disney. Segundo a assessoria, a atração, que ficará no centro de compras até o dia 23 de outubro, tem encantado a criançada de Niterói e região. O Shopping Bay Market também entra na brincadeira e lança um guia com dicas de brinquedos de pelúcia, vestuários, acessórios, calçados e eletrônicos para os pequenos. Outra boa notícia são os preços atrativos que vão dar aquela ajudinha para os pais, na hora da escolha do presente. Os artigos são encontrados nas lojas do mall. E para quem achou que era só isso, no feriado do dia 12 de outubro, a partir das 17h, o empreendimento fecha com a apresentação gratuita da peça infantil 'Elsa, a Rainha do Gelo'.

CDL NITERÓI 13


14 O LOJISTA n outubro 2016


CDL NITERÓI 15


CDL EM AÇÃO

Resultados com o investimento certo Sobre os patrocinadores PAN Soluções para a sua vida

O evento reuniu diversos empresários da Região Oceânica

E

m mais uma edição do Café Empresarial, na região oceânica, a palestrante Jacke Helud levou aos participantes, por meio de dados e pesquisas, uma reflexão sobre como aumentar o faturamento através das mídias sociais. Durante a palestra, Helud comentou que a marca pessoal e a empresarial estão entrelaçadas, e quando o assunto é negócio, são elas as responsáveis por fazer a diferença no meio digital. “Confiança é a base dos consumidores. Antes de irem a uma loja física, eles pesquisam na Fan Page sobre a loja. E com base nos comentários, posts e opiniões optam em comprar ou não na loja. Por isso é importante padronizar todas as mídias sociais ligadas a marca. O aumento do faturamento está relacionado com o modo como nos posicionamos na rede. Uma postagem errada pode ser o caminho para a perda de clientes”, finalizou a palestrante. Esse evento foi patrocinado pelas empresas parceiras Banco Pan e Dale Carnegie Training.

16 O LOJISTA n outubro 2016

O Banco Pan comercializa produtos direcionados ao cliente final, assim como a empresários e lojistas. Tendo como marca a agilidade, praticidade e suas taxas diferenciadas. Entre seus planos de empréstimos, o banco possui o imobiliário (empréstimo com garantia de imóvel). E se você procura uma solução para seus problemas com crédito, o Banco Pan tem a solução. Procure-nos, temos condições especiais para associados da CDL Niterói. Rua Luiz Leopoldo Fernandes Pinheiro, 551, LJ: 101/201 - Centro - Niterói Site: www.bancopan.com.br Telefone: (21) 3568-1117

Dale Carnegie Training

Com sede em Nova York, a Dale Carnegie Training possui aproximadamente 170 escritórios presentes em mais de 80 países. Com pouco mais de 2.700 instrutores qualificados, a Dale realiza treinamento e coaching em mais de 25 línguas. Por ano, a empresa forma em média 500 mil pessoas, totalizando mais de 8 milhões de profissionais em todo o mundo. A Dale Carnegie Training é especializada em desenhar e entregar programas de treinamento, que fornecem uma abordagem prática para o sucesso do seu negócio no meio competitivo. Fale conosco! Rua Carlos Silveira M. Pacheco, 10/806, Porto Alegre - RS Site: www.dalecarnegie.com.br Telefone: (51) 3013-441


NOVIDADE

CDL Niterói inaugura Câmara de Mediação e Resolução de Conflitos

C

om o intuito de preparar empresários, advogados e quebrar o paradigma da cultura do litígio, a CDL Niterói, em parceria com a Mediathus, inaugurou a Câmara de Mediação e Resolução de Conflitos. A sala, situada no 4º andar da sede da entidade, funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. De acordo com a advogada, perita judicial e uma das responsáveis pelo atendimento, Alcilene Mesquita, a proposta do projeto é encontrar um consenso através do diálogo. Além de reduzir os indicadores de sen-

tenças judiciais, o órgão trará uma nova cultura para as ações, a da pacificação. “A Câmara de Mediação e Resolução de Conflitos chega a CDL Niterói para fazer com que as partes interessadas cheguem a um acordo através da harmonia, evitando as morosidades e brigas comuns nos processos judiciários”, comentou Alcilene. Além das advogadas e mediadoras judiciais, Alcilene Mesquita e Verônica Estellita, da perita e também mediadora judicial, Antônia Sônia Lopes e da coordenadora do Núcleo Permanente

de Mediações e Conflitos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (NUPEMEC), Claudia Ferreira, a cerimônia de inauguração contou com a presença dos presidentes da FCDL-RJ e da OAB Niterói, Marcelo Mérida e Antonio José Barbosa da Silva e do presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira. Lembrando que o serviço é pago e está disponível para todos os empresários. Mas os associados cedelistas encontram condições especiais. Os atendimentos deverão ser agendados através do setor comercial da CDL Niterói pelo telefone 2621-9919 ou pelo Whatsapp 96511-5016.

Da esquerda para a direita: Antônia Sônia Lopes, Alcilene Mesquita, o presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, Verônica Estellita e Claudia Ferreira

CDL NITERÓI 17


gestÃo empresarial

Quer se dar bem? Celebre seus problemas primeiro

1

Percebo que é muito comum as pessoas colocarem panos quentes nas situações de problema, culpando a economia em vez de buscar os responsáveis dentro de casa. Como fazer com que cada um assuma seus problemas e busque soluções de maneira eficiente? Marcelo Rocha, do Paraná Antes de mais nada: não existem culpados. Existem causas. No entanto, diante de um problema, sempre parece mais fácil encontrar um culpado ou inventar uma situação externa inesperada sobre a qual ninguém tem controle. Não vai resolver nada, mas todos saem da sala de reuniões aliviados. Acredito em algo que chamo “cultura de enfrentamento”. Em linhas gerais, significa dar mais importância aos problemas do que aos bons resultados. Em vez de escondê-los, as companhias precisam aprender a celebrá-los. É o que acontece quando as pessoas se acostumam a falar abertamente sobre o que deu errado — e, claro, partem em busca das soluções. Em geral, todos querem falar sobre o que vai bem. Mas, para melhorar uma operação continuamente, é preciso saber o que vai mal. Numa reunião de diretoria, por exemplo, é bastante comum que os executivos contem todos os bons resultados de sua área. O presidente de uma empresa que sabe enfrentar seus problemas perguntaria: “Fulano, quais são os problemas de sua área? O que você está precisando melhorar? O que mais o incomoda? Na próxima reunião, você poderia trazer uma lista de seus principais problemas e como você está fazendo para resolvê-los? Gostaria também de saber o que podemos fazer para ajudá-lo”.

18 O LOJISTA n outubro 2016

É decisivo que o chefe dê importância aos problemas e os discuta sem emoção. É preciso elogiar quem explicita seus problemas e o desejo de atacá-los, em todos os níveis da organização. O medo natural que as pessoas têm de fazer isso pode ser vencido à medida que as chefias, a começar pelo presidente, agradecerem àqueles que apresentam problemas para ser resolvidos e os ajudarem nessa tarefa. Além disso, toda empresa deveria capacitar os funcionários no método de solução de problemas. Quando a empresa investe no treinamento da equipe, as pessoas aprendem a analisar as questões difíceis encontrando suas verdadeiras causas e dando uma solução definitiva. Essas empresas ganham vantagens a cada dia. Seus colaboradores precisam aprender a localizar lacunas e a estabelecer metas, a saber o que é um problema, a saber convocar os funcionários e montar um bom plano de ação, a executar e controlar a execução, a padronizar e verificar o cumprimento de padrões, a conduzir reuniões de acompanhamento de metas e solução de problemas, entre outros. Não basta aprender essas coisas em sala de aula, é preciso praticar. Só assim o verdadeiro aprendizado entra pelas mãos. Gostaria de deixar uma ideia para você: gerenciar é resolver problemas. Se não existem metas e solução de problemas, não existe gerenciamento. A empresa está à deriva e despreparada para enfrentar o mundo de hoje.


2

Basta trabalhar direitinho e entregar resultados ou é preciso saber fazer política para subir na carreira? Na sua visão, o que é a tão falada política no ambiente corporativo? Como usar isso a meu favor? Anônimo Sua pergunta é excelente e vai servir para muitos, sobretudo para os jovens que iniciam sua vida profissional e terão de enfrentar os mais variados ambientes de trabalho. A

vida, e não somente a vida empresarial, é feita de decisões, de escolhas. São decisões diárias desde situações bem simples até escolhas complexas que poderão afetar a vida de muita gente. O que vai fazer com que você tome decisões certas são os seus valores, aqueles princípios que sua família e seus amigos ao longo da vida transmitiram a você. Não há nada mais importante do que ter os valores certos na vida. O que é importante para você? Seus valores responderão a essa pergunta sem que você tenha de sequer pensar. Seus valores são aqueles princípios arraigados em sua alma e de que talvez você nem mesmo tenha consciência. No entanto, eles serão decisivos nas escolhas que você fará ao longo de sua carreira. É muito fácil, e até mesmo comum, falar que a ética é um bom valor e fazer escolhas que não são éticas. Se a ética for de fato um valor importante para você, suas decisões serão tomadas de forma automática sempre nessa direção. Você não terá de pensar, as escolhas virão automaticamente na direção de seus valores. Bem, dito isso, respondo de forma mais direta à sua pergunta. “Trabalhar direitinho”, para quem tem os valores certos, significa fazer sempre o melhor que você puder para o benefício de seu próximo, seja ele um cliente interno ou externo. Isso é ética. “Fazer política”, para quem tem os valores certos, significa tratar todos bem e com respeito. Mas sem prejuízo de suas convicções. Defenda seus pontos de vista, resista às proposições erradas, mas respeite as pessoas. Você pode brigar à vontade sem desrespeitar ninguém. Em outras palavras, “vá na bola, e não na canela”. Olhando para trás em minha vida — tenho 72 anos — e resumindo, diria o seguinte: “Faça com amor ou não faça”. O resto virá como decorrência. Não se preocupe.

CDL NITERÓI 19


CURTAS

Greve sim ou não?

Parabéns comerciário

Brayan Martins

IÊNCIA • ER IN XP

ÉTICA

ÇÃO VA O

•E

Não é preciso muita pesquisa para constatarmos que a história do nosso país é marcada por lutas e glórias. E quando o assunto está ligado à melhorias de condições trabalhistas, uma lista de grandes conquistas do passado e do presente ilustram a classe em diversas profissões. Com o comércio não é diferente. Afinal, essa classe trabalhadora é conhecida desde o século XX, por sua incansável luta por melhores condições de trabalho. E nada mais justo do que escolher uma data para representar esse momento de vitória. E a data foi escolhida e publicada no Diário Oficial da União, no dia 30 de outubro de 1932. No entanto, o dia só passou a ser celebrado oficialmente anos depois. Assim, desde o dia 14 de março de 2013, instituída por meio do Decreto de Lei nº 12.790, o Dia do Comércio ou Dia do Comerciário foi formalizado. No Rio de Janeiro, a comemoração acontece em toda terceira segunda-feira de outubro, com direito a feriado estadual para os comerciantes.

Uma greve que se estendeu por mais de 30 dias, com 13.246 agências e 29 centros administrativos fechados chegou ao fim. Todas as agências voltaram a funcionar no último dia 10 de outubro. A greve dos bancários de 2016, segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), foi mais longa do que a do ano passado. “E quem pagou a conta” foram os cidadãos que dependiam do serviço! E por isso, alguns trabalhadores levantaram questionamentos sobre esse direito defendido em nossa constituição, que quando acontece afeta toda a população. Segundo o presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, os sindicatos fazem o seu papel na busca de vantagens para os associados, com melhores salários e benefícios, mas é preciso ter consciência do quanto essas paralisações custam para a população. “Todo ano, neste período, a greve acontece. A população encontra caixas eletrônicos sem envelope para depósitos e sem dinheiro. E quando há dinheiro, não tem variedades de notas. O comércio sofre com a falta de dinheiro circulando e de moedas para troco. Não pode ser assim. O direito termina quando eles impedem a população de ter o direito de usufruir do serviço para o qual os contrataram”, diz.

anos anos 1996-2016

EMPRESARIAL CÍVEL DÍVIDAS BANCÁRIAS

INFORMAMOS NOVO ENDEREÇO:

Rua Quinze de Novembro, 90 • Grupo 309 Centro • Niterói • RJ • Cep. 24.020-125 20 O LOJISTA n outubro 2016

(21)

2622-7016

marcelo@amorimadvogados.com


LEIS TRIBUTÁRIAS

Lojistas têm direito de restituição na conta de luz

somente poderá incidir sobre a energia elétrica que for consumida. Nesta sistemática, o valor das tarifas (TUST e TUSD) é excluído da base de cálculo do ICMS antes da apuração do imposto, restando apenas o monpor Professor Barragan tante do efetivo consuAdvogado mo de energia elétrica Contador, sócio do escritório de advocacia Barragan & Andrade para ser tributado. De Advogados, professor de Direito Tributário e Financeiro da FGV, fora à parte, os Tribuna pós-graduação da UFF e na graduação da UNILASALLE nais no Brasil têm acolhido a tese de que não é possível continuar caluitos lojistas vêm paDestaca-se que o pleito de restitui- culando o ICMS sobre as tarifas mengando contas altas de ção é restrito aos últimos cinco anos, cionadas, porquanto tarifa não tem energia elétrica nos úl- não havendo possibilidade de se con- natureza de mercadoria para o consutimos anos, tal como seguir o recebimento de 7% a 12% midor, mas sim a energia elétrica que ocorre não só com as demais pessoas relativo aos anos anteriores àqueles é por ele consumida. Caso o lojista não possua as contas jurídicas, mas também como consumi- cinco anos. Entretanto, no caso de um dores, pessoas físicas. Contudo, em de- lojista do Estado do Rio de Janeiro, tra- relativas aos últimos cinco anos, pocisão proferida pelo Superior Tribunal ta-se de um montante considerável a derá acessar pelo site da companhia de Justiça (STJ), os lojistas e demais con- ser recebido daquele estado. Nesse de energia elétrica – que em Niterói é sumidores de energia elétrica, de todo o contexto, é importante enunciar que a Ampla - as contas dos últimos dois país, poderão ingressar com ações para não se trata de uma ação relativa a anos e, para as contas dos demais receber de 7% a 12% das quantias pa- direito do consumidor, como se pode- anos, deverá se dirigir a uma agência gas nas contas de energia elétrica, em ria pensar. Como se trata de restitui- da respectiva empresa concessionárazão de o Imposto sobre Circulação de ção de um valor pago indevidamente ria. Por fim, caso a concessionária se Mercadorias e Serviços (ICMS) ter sido a título de ICMS, a ação a ser proposta recuse a entregar as contas relativas aos últimos cinco anos, o consumidor calculado indevidamente sobre as Tari- decorre da relação jurídica tributária. fas de Uso do Sistema de Transmissão O principal fundamento diz res- poderá requerer a apresentação da(TUST) e de Distribuição (TUSD). peito à imposição legal de que o ICMS quelas faturas em Juízo.

M

Associado CDL tem vantagens na 4 Cantos Turismo! Visite uma de nossas lojas e ganhe 5% DE DESCONTO na compra de pacotes de viagens e cruzeiros. E aproveite para obter taxas especiais no câmbio de moedas estrangeiras.

5% DE DESCONTO

Cruzeiros Niterói Shopping 1º piso 21 2622 2636

Passagens Aéreas

Aluguel de carro

Seguro viagem

Itaipu Multicenter Icaraí Copacabana Barra Mansa 1º piso Otávio Carneiro, 143 Barata Ribeiro, 370 - Lj. 110 São Sebastião, 147 21 2609 5166 24 3323 9941 21 2722 6869 21 2548 4292

4cantosturismo.com.br CDL NITERÓI 21


22 O LOJISTA n outubro 2016


fique atento

Expectativa de alta para economia em 2017 blemas estruturais que precisam ser ajustados. E isso, infelizmente, não será equilibrado de um dia para o outro”, diz Kawauti. A projeção das instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), é de queda de 5,14% para 5,12% no próximo ano. Este ano, ela se mantém em 7,31%. Além disso, para a taxa Selic, a expectativa das instituições financeiras é de 11% ao ano, no fim de 2017. Este ano permanece em 13,75%. Já em relação à projeção da cotação do dólar para o próximo ano, a pesquisa revela que o valor cai de R$3,50 para R$ 3,45. Para 2016, o valor segue em R$ 3,30. Wilson Dias/arquivo ABr

D

iante das notícias consecutivas sobre a desaceleração da economia brasileira, o termômetro parece mudar em 2017. Pelo menos, essa é a projeção das instituições financeiras, consultadas pelo Banco Central (BC). Segundo o balanço das entidades o crescimento da economia brasileira, no próximo ano, passará de 1,1% para 1,2%. Entretanto, para 2016, a estimativa é de encolhimento da economia. E o lançamento do Produto Interno Bruto (PIB) permanece em 3,2%. De acordo a economista-chefe do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Marcela Kawauti, uma “confiança tímida” do consumidor este ano já pode ser percebida, e esse quadro deve melhorar ainda mais em 2017.

“Já se percebe uma projeção otimista economicamente. E, algumas variáveis parecem melhorar para o próximo ano, como o aumento no número de emprego e até mesmo o número de elevação das vendas no comércio. Mas isso tudo de forma ainda tímida. Sem falar da questão dos juros, que ainda está alto. Temos pro-

CDL NITERÓI 23


EVENTOS CDL

CDL Niterói, a serviço do empresariado

O papel da entidade, em escolher os seus cursos e palestras, está intrinsecamente ligado à necessidade dos seus associados

U

ma coisa é certa: a maioria das pessoas têm medo do novo, medo do desconhecido. Afinal, a nossa zona é de um ambiente tranquilo e com pouquíssimos aborrecimentos e incidentes. E quando a zona de conforto está ligada ao nosso empreendimento, sair dela fica ainda mais difícil. E, por isso, muitos empresários se acomodam e não fazem novas apostas para mudar e insistem em levar ao pé da letra aquele famoso dito popular: “Time que está ganhando não se mexe”. Porém, no mundo do empreendedorismo, o ditado que vale é: “Quem não arrisca, não petisca”. E é por entender a importância de criar no empresariado um espírito empreendedor, que a CDL Niterói investe pesado e promove cursos, palestras, cafés e encontros sobre inovação e estratégia, e com foco no público corporativo. De acordo com o presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, esses eventos são importantes porque exercem um papel colaborativo no dia a dia do empresário. “Certamente. Até porque todos os nossos objetivos, quando promovemos os cursos, palestras, cafés, etc., são promover além de um encontro. Nosso desejo é de que todos os assuntos abordados nesses eventos desempenhem

24 O LOJISTA n outubro 2016

um papel colaborativo na qualificação e, consequentemente, nos negócios dos nossos associados”, salientou. A cada dia que passa o mercado fica mais exigente para quem é empregado e também para quem é dono do seu próprio negócio. E nesse imenso, competitivo e dinâmico universo, que é o comércio, estar preparado para as mudanças que ocorrem quase que diariamente, é imprescindível. O papel da CDL Niterói, em escolher os seus cursos e palestras, está intrinsecamente ligado à necessidade dos seus associados. “Os cursos e palestras são escolhidos através de pesquisas junto aos associados, até mesmo as qualificações que eles mais precisam. É claro que também é parte da grade todos os assuntos da atualidade que são relevantes para a classe”, finalizou. E para quem quer se programar para realizar sua qualificação neste ano, ainda dá tempo. A CDL Niterói vai promover diversos cursos e palestras, todos voltados para aqueles que almejam conquistar sucesso em seu negócio. Então, não perca tempo, entre em contato com o setor comercial pelo telefone 2621-9919 ou pelo WhatsApp 96511-5016.


MUNDO DOS NEGÓCIOS

Pequenos negócios e o olhar empreendedor

N

o mundo dos negócios, existem inúmeras estratégias e técnicas para vender os produtos. Se antes, existia apenas o meio físico como o único ponto de venda, hoje existe o meio online como mais uma opção para aproximar o cliente da marca e aumentar o faturamento. Essa constatação já chegou até os pequenos negócios e, atualmente, soma 90% do total de empresas que realizam suas transações comerciais exclusivamente pelos canais da internet. Esse dado foi apontado por meio da 3ª Pesquisa Nacional do Varejo Online, elaborada pelo Sebrae e o E-commerce Brasil. No entanto, de acordo com a pesquisa, quando analisadas as empresas que possuem lojas virtuais e físicas, esse número cai para 71%. Segundo o coordenador da Regional Leste Fluminense do Sebrae, Américo Diniz, a perspectiva de ampliar as vendas e reduzir custos tem atraído empreendedores a atuarem nesse canal de vendas. “O mundo hoje está cada vez mais conectado e, no Brasil, cresce o número de pessoas fazendo negócios pela internet, no computador ou no celular. Do pagamento de contas à compra de pacotes de viagens, a tendência das operações é crescer sempre. Isso é uma ótima oportunidade para quem tem produtos online ou para quem pensa em investir no setor. No entanto, é preciso fazer bem as contas, planejar bem e se informar muito antes de entrar em um negócio completamente diferente e novo. No Sebrae, temos essas orientações para aqueles que desejam empreender no comércio online”, diz Américo. Os principais produtos vendidos no ambiente virtual estão relacionados à moda, casa e decoração, informática e beleza. A grande maioria das empresas que está no e-commerce atua no comércio (73%), seguidas pelas de Serviços (18%) e Indústria (8%). Apenas 1% das empresas de e-commerce é do setor de Agronegócio. A dimensão desse espaço comercial é perceptível, além do grande fluxo de pessoas e possíveis clientes. A sua importância é vista também na comunicação com o cliente, segurança das informações, redução de custos e otimização de trabalho, expansão de capacidade de atendimento e a filial aberta 24 horas, 7 dias por semana e, inclusive, nos feriados. Ignorar sua importância nos dias de hoje, pode ser o início para a perda de muitos clientes. Fique atento!

CDL NITERÓI 25


COMÉRCIO EXTERIOR

Comércio Exterior: quem, como, quando? Por Jorge Elias Milhem Consultor de Comércio Exterior da CDL Niterói www.icontrade.com.br | jorge@icontrade.com.br

E

m artigo, há algumas edições, falei sobre o início de nosso comércio exterior, ligado diretamente à fuga da família real portuguesa de Portugal. Graças à fuga providenciada pela Inglaterra, o Brasil se livrava da exclusiva dependência de Portugal e abria suas portas às nações amigas. De lá para cá, muita coisa mudou, e a partir do início da década de 1990, com o advento do Siscomex, importações e exportações passaram a fazer parte da realidade de milhares de empresas e empreendedores brasileiros. Num momento em que empresas brasileiras sofrem com as crises econômica, política e, por que não, moral, relembro aqui as formas de internacionalizações atuais: Exportações e Importações podem ser cursadas pelos Correios, com um mínimo de burocracia e sem necessidade de registro no Siscomex. Comento, contudo, que este procedimento é bastante vantajoso para quem pretende comercializar produtos leves, de baixa volumetria e com valor agregado interessante. Biquínis e semijoias são ótimos exemplos. Atenção para particularidades como: forma de pagamento na exportação (os Correios somente entregam a mercadoria e não se responsabilizam por seu pagamento). Os Correios têm dois serviços próprios para o comércio exterior brasileiro: Exporta Fácil e Importa Fácil. Mais informações: www.correios.com.br. Empresas privadas também oferecem estes serviços, com diferenciações, como Fedex, DHL, entre outras. Nos casos em que as mercadorias exijam verificação mais detalhada por parte de órgão governamentais (como

26 O LOJISTA n outubro 2016

Ministérios da Saúde, Inmetro, etc.), a empresa deve se registrar no Siscomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior). Atualmente, o registro pode ser “Limitado” ou “Ilimitado”. O mesmo vale para embarques muito volumosos, que não se adequem aos casos acima relatados. O registro, em si, é gratuito e não é demorado para quem está iniciando (verão “Limitada”). No entanto, a aquisição de um certificado de e-CPF será necessário. Se a logística foi bastante facilitada nas últimas décadas, um outro “dever de casa” se faz necessário:o acesso aos mercados compradores (para os exportadores), e o contato com fornecedores (no caso dos importadores). Busca de Informação é a palavra e a ação chave a partir da identificação correta do público-alvo a ser alcançado. Tal qual no mercado nacional, saber quem comprará seu produto é fundamental. Realizar um “Canvas” e em seguida acessar fornecedores e instituições, no Brasil e exterior, que possam nos aproximar de nossos clientes, é o próximo passo. E...quando fazer isso? Agora! Na verdade, o Brasil possui uma baixíssima participação de suas MPE no comércio exterior – ao contrário de outras nações - , o que contribui para aumentar os riscos de uma situação como a atual, além de perdermos milionárias oportunidades de negócios. Quer conversar melhor sobre isso? Entre em contato. Como associado da CDL Niterói a primeira conversa é por minha conta! Saudações!


cursos Período

26/09 a 7/10

24/10 a 28/10

Horário

18h30 às 21h30

18h30 às 21h30

Local

Curso

Valor

CDL Niterói

INICIANDO UM PEQUENO GRANDE NEGÓCIO Conteúdo: Perfil empreendedor; Identificação de oportunidades de negócios; Análise de mercado e financeira; Concepção dos produtos e serviços; Orientação para elaboração do Plano de Negócios.

R$ 340,00

CONTROLES FINANCEIROS Conteúdo: Controle, previsão e análise do caixa; A origem dos recursos e seus registros; Análise do fluxo de caixa; Determinação do capital de giro; Apuração dos resultados da empresa. TÉCNICAS DE VENDAS

R$ 230,00

LOCAL

CDL Niterói

Conteúdo: A importância da venda consultiva; As diversas funções do vendedor; 03 agosto 18h30 ANÁLISE E PLANEJAMENTO FINANCEIRO Desenvolvendo habilidades de prospecção de mercado e busca de clientes; Principais ferramentas de vendas para a entrevista de diagnóstico; Desenvolvendo a habilidade de CDL Niterói Conteúdo: 07/11 aa 18h30 àsàs A administração financeira da empresa; Projetar fluxo de levantar necessidades de clientes; Princípios fundamentais do processo de negociação; 07 agosto 21h30 CDL Niterói Organização das ações de pós-venda.

11/11

21h30

17 agosto a 21 agosto

18h30 às 21h30

caixa; Fatores que influenciam o planejamento; Definição de metas com base nos resultados; Conclusão do plano: Afinal, este negócio é viável? CONTROLES FINANCEIROS Conteúdo: Controle, previsão e análise do caixa; A origem dos recursos e seus registros; Análise do fluxo de caixa; Determinação do capital de giro; Apuração dos resultados da empresa.

230,00

R$ 230,00

ATENDIMENTO AO CLIENTE Conteúdo: A importância da satisfação do cliente; Perfil do profissional de atendimento; Momentos da verdade das empresas; 28/11 a 18h30 às CDL Niterói Agregar valor gera encantamento do cliente; Os sete pecados no 1/12 21h30 ANÁLISE E PLANEJAMENTO FINANCEIRO atendimento ao cliente; Ações estratégicas para fortalecer Conteúdo: A administração financeira da empresa; Projetar fluxo a derelação caixa; 31 agosto 08h30 Fatores que influenciam o planejamento; Definição de metas com base nos a com o cliente; Medindo a satisfação do cliente. às CDL Niterói resultados; Conclusão do plano: Afinal, este negócio é viável?

R$ 230,00

TÉCNICAS DE VENDAS Conteúdo: A importância consultiva; diversas funções INICIANDO da UM venda PEQUENO GRANDEAs NEGÓCIO do vendedor; Desenvolvendo habilidades de prospecção de mercado Conteúdo: Perfil empreendedor; Identificação de oportunidades de 14 setembro 05/12 a 18h30 08h30 às negócios; Análise dePrincipais mercado e financeira; Concepção dos produtos CDL Niterói e busca de clientes; ferramentas de vendas para ae a às CDL Niterói serviços; Orientação para elaboração do Plano de Negócios. 09/12 21h30 25 setembro 18h00 entrevista de diagnóstico; Desenvolvendo a habilidade de levantar necessidades de clientes; Princípios fundamentais do processo de negociação; Organização das ações de pós-venda.

R$ 340,00 230,00

04 setembro

18h00

CDL Niterói

230,00

230,00


28 O LOJISTA n outubro 2016

Revista O Logista - Eleição 2016 2° turno  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you