Page 1

O LOJISTA Edição 559 | Novembro 2016

Ano XXXVIII | www.cdlniteroi.com.br

Onda empreendedora Surfe nesse movimento realizador

Aniversário de Niterói

Cidade comemora os seus 443 anos

Nova gestão

Conselho Comunitário de Segurança elege novo corpo diretivo

NITEROI

CDL

Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói


Cuidar da saúde também é assunto de homem.

Você sabia que uma vida sem sobrepeso, tabagismo, sedentarismo e excesso de álcool reduz a sua chance de ter câncer de próstata? Seus amigos talvez não saibam, compartilhe. A Unimed apoia o Novembro Azul.


De Utilidade Pública: Estadual, Lei no 5579/65 / Municipal, deliberação no 2539/65

EDITORIAL

CONSELHO SUPERIOR Presidente: Joaquim Manuel de Sequeira Pinto Vice-presidente: Ademir Antunes Carvalho MEMBROS DO CONSELHO SUPERIOR Antonio Carlos Costa Pires, Domingos de Carvalho Rodrigue, Elida Gervásio Gouvêa, Ithamar Torres Mancen, José Dornas Maciel, Lúcio Ferreira de Azevedo, Manoel Alves Junior, Orlando Cerveira Francisco, Roberto Mauricio Rocha, Salomão Guerchon. Suplentes: Gentil Moreira de Sousa e Marina Espósito Haddad. DIRETORIA ADMINISTRATIVA Presidente: Luiz Vieira Diretores: Fausto Regis de Oliveira Reis, Graciele Davince Pereira, Jorge Gentile, Mauricio Nassib Moita Zarife, Oswaldo Rodrigues Vieira, Rogerio Rosetti Mendes, Ruan Carlos Teixeira de Oliveira, Sidney Moyses Vianna Freire Suplentes: Alberto Guilherme Magalhães Ducan e Felipe Reis de Almeida Gerente geral: Walter Monnerat CONSELHO EDITORIAL Fabiano Gonçalves, Joaquim Pinto e Walter Monnerat

O LOJISTA

NITEROI

SERVIÇOS DA CDL Serviço de Proteção ao Crédito, Serviço de Relações com Usuários, Central de Informações, Central de Cadastro, Central de Processamento de Dados, Assessoria Técnica, Consultoria Jurídica, Serviço de Documentação e Divulgação e Serviço de Administração

Editora e Coordenação: Kelly Goldoni - MTE: 34527/RJ e Lene Costa Redação: Goldoni Comunicação Diagramação: Alyne Gama Jornalistas: Milena Bouças e Lene Costa. Fotos: Divulgação CDL Niterói

Vamos à luta!

Chegamos ao mês de novembro. Nossa, como passou rápido! 2016 está chegando ao fim marcado por crises econômicas e políticas, mas, sobretudo, este ano termina marcado pela força da nossa classe, que luta dia após dia para sobreviver. Realmente somos incansáveis, e não nos abalamos diante de uma grande batalha. E é com esse espírito que a CDL Niterói traz mais uma edição da revista O Lojista. Nela você vai ter a oportunidade de tomar conhecimento sobre um movimento que está revolucionando o empresariado niteroiense, denominado “Onda Empreendedora”. Um projeto criado pelo nosso presidente, Fabiano Gonçalves, com a proposta de fazer a diferença e trazer grandes e verdadeiras mudanças para os empreendedores. É importante ressaltar que esta revista, assim como outros canais de comunicação de nossa entidade, visa - por meio de nossas matérias - informar você, nosso leitor, sobre os assuntos que são essenciais para o seu desenvolvimento profissional. Assim, também traremos matérias que falarão, entre outras coisas, da nossa cidade e do mundo dos negócios. Enfim, nosso desejo é que este veículo sirva como um canal de atualização com o seu universo de negócio. Esperamos que, após essa leitura, você possa ficar a par das mudanças e, ao colocá-las em prática, consiga uma atuação positiva nos dias que estão por vir. Sucesso para todos! Até mais!

Publicação dirigida da CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE NITERÓI, contendo legislação, índices econômicos e condensado de notícias e informações de interesses do comércio lojista. Distribuição: Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associações Comerciais, Federações do Comércio, Sindicatos e demais entidades de classe do País, identificadas com as atividades do comércio, bem como empresários e executivos especialmente cadastrados. O LOJISTA utiliza as seguintes fontes para editar o condensado de notícias: O Globo, Jornal do Commercio, A Tribuna, O Fluminense e Diários Oficiais. Os índices, estatísticas e projeções são cuidadosamente compilados, de acordo com os últimos dados disponíveis no fechamento da edição. O uso dessas informações para fins comerciais e de investimentos é de exclusiva responsabilidade e risco dos seus usuários. IMPORTANTE: As matérias assinadas são de respnsabilidade de seus autores. ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói, RJ CEP: 24210-000 / Tel.Fax: (21) 2621-9919

Luiz Vieira

Presidente

Impressão Gráfica Primil (21) 3078-4300 Circulação Mensal Nacional | Tiragem: 7.000 Exemplares

CDL NITERÓI 3


EDIÇÃO 559

ÍNDICE 06

CAPA

CAFÉ

EMPRESARIAL Contratação de temporários e controle de estoques é tema no Café Empresarial

Cidade

10

Curtas

11

Jurídica Um líder nasce líder ou pode ser construído?

18

Olho vivo CDL em ação

13

17

Comércio Curtas

16 20

Leis tributárias Fique atento Matéria

24

Direto da CDL

Política 4 O LOJISTA n novembro 2016

26

12

23 25

21

08


CAPA

A maior onda empreendedora Um movimento que começou em Niterói e que agora ganha novos horizontes

U

m ecossistema empreendedor. Uma iniciativa que desde a sua fundação, em 2015, gera negócios e empregos na cidade. O projeto “Onda Empreendedora”, que começou de forma tímida, na cidade sorriso, com a participação de apenas 18 empresários, tomou proporção e agora ganha novos horizontes. O co-fundador do grupo e atual líder do Ciclo 2, Luiz Guilherme Guedes, conta a novidade de antemão para nós, da revista O Lojista. “A Onda é uma referência na qual a gente acredita ser fundamental para o desenvolvimento do Brasil. Já ultrapassamos a marca de 1200 empreendedores. E, como esse movimento tem funcionado de forma exemplar na cidade, estamos iniciando a criação da Onda Empreendedora Barra e a Onda Empreendedora Campo dos Goytacazes. E, num futuro próximo, Onda Empreendedora Fortaleza, no Ceará”, conta.

6 O LOJISTA n novembro 2016


CAPA

Ainda segundo Guedes, o objetivo é replicar o modelo para todo o Brasil. Esses encontros têm finalidade de fomentar o empreendedorismo nos municípios por meio de palestras, treinamentos e ações de desenvolvimento. Nas reuniões, são discutidas questões nacionais de interesse do pequeno e médio empresário. Em Niterói, os encontros ocorrem bimestralmente, com os grupos de desenvolvimento, em eventos abertos trimestrais e pelo uso de plataformas digitais de comunicação. Fundada pelo empresário e presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, Fabiano Gonçalves, a Onda busca, encarar os desafios do dia a dia e oferecer novas soluções para a saúde das empresas e da economia. “Estamos no segundo ano da Onda Empreendedora, que a gente chama de Onda 2.0. Nessa nova formatação dos grupos, a gente acredita que vai entrar em outro patamar. Confio no trabalho do Guedes, quem lidera a Onda, e acredito ainda na eficiência e na gestão desses grupos. A Onda já está famosa, tendo em vista que o sucesso dessa empreitada já rompeu, inclusive, limites territoriais. O nosso objetivo no momento é fazer com que ela cresça cada dia mais e gere negócios”, pontua Fabiano Gonçalves.

"A Onda é uma referência na qual a gente acredita ser fundamental para o desenvolvimento do Brasil. E, como esse movimento tem funcionado de forma exemplar na cidade, estamos iniciando a criação da Onda Empreendedora Barra e a Onda Empreendedora Campo dos Goytacazes", Luiz Guedes. E, assim como Fabiano mencionou, o sucesso já é percebido por muitas pessoas, sejam elas empresárias ou não. Os resultados positivos desse projeto inovador podem ser vistos de longe: a formação de negócios conjuntos, competências empreendedoras desenvolvidas em cursos e palestras, além da criação de um sistema online de busca de negócios, oportunidades e trocas de interesses, replicado em site, fanpage e WhatsApp. Então, se você empresário ou futuro empreendedor que ficou curioso e já quer saber um pouco mais sobre o projeto, basta acessar o site http://ondaempreendedora. com.br/. Lá, você tira todas as suas dúvidas, acompanha a data do próximo encontro, absorve várias dicas práticas para o seu negócio e, ainda, amplia sua rede de contatos. Logo, não fique de fora e mergulhe nessa onda que já se espalha por todo o país!

CDL NITERÓI 7


CAfÉ empresarial

Contratação de temporários e controle de estoques é tema no Café Empresarial

C

om a aproximação do Natal, e as oportunidades que essa data oferece, o Café Empresarial de outubro não poderia abordar outro assunto a não ser as estratégias que podem ser utilizadas, nesta época, para criar recursos suficientes e gerar um fluxo de caixa positivo. Para que isso aconteça, durante o evento, a dica do palestrante do Sebrae, Márcio Marques, é de que o empresário fique atento às boas contratações de temporários – que já é uma prática comum no fim de ano -, e no controle de estoques. De acordo com o palestrante, como o Natal é a data de maior movimento nas lojas, fazem-se necessárias contratações por um período pré-estabelecido. No entanto, quem acredita que essa prática é uma tarefa fácil, Márcio adianta que essa seleção precisa ser criteriosa e feita com antecedência. Para ele, os funcionários têm a capacidade de causar uma imagem perpétua da sua loja, de forma positiva ou negativa. “A contratação é para aqueles que têm conhecimento e habilidade, e não para aqueles que simplesmente precisam de um trabalho pelo fato de esta-

8 O LOJISTA n novembro 2016

rem, muitas vezes, desempregados ou querendo uma renda a mais”, assegura. Segundo Márcio, o contratante precisa ter em mente o que esse tipo de colaborador vai encontrar ao chegar à empresa e de que forma ele pode ajudar no aumento das vendas. Além disso, uma liderança clara, a identificação com a empresa e a recompensa pelo trabalho são itens que precisam ser analisados. Além do tema abordado acima, outro assunto em destaque, no evento, foi o controle de estoques. Na pales-

tra, os empresários aprenderam que esse controle pode minimizar custos, assim como evitar problemas de falta de matéria-prima ou produtos. Esse evento foi patrocinado pela Dale Carnegie Training, Sol a Sol, Unimed Leste Fluminense e Eu Ricardo Lopes (Comunicação de Moda e Produtora de Vídeo).

Sr. Gentil é homenageado no “Nessa casa tem história” Seguindo o ciclo de homenagens da CDL Jovem, o Café Empresarial homenageou o membro do Conselho Superior da entidade, Gentil Moreira de Sousa. O português recebeu a placa de agradecimento pelas mãos dos representantes da CDL Jovem e disse ser muito grato por receber tamanho carinho. “O Brasil foi o país que eu adotei. Amo o seu povo, que sem dúvida é o mais amável e carinhoso do mundo. Sinto-me acolhido aqui. Agradeço tanto carinho e sinto-me lisonjeado. Muito obrigado”, diz.


CAfÉ empresarial

Sobre os patrocinadores Eu Ricardo Lopes – Comunicação em moda e produtora de vídeos O “Eu Ricardo Lopes” é um tipo de serviço que está intimamente ligado ao trabalho audiovisual. Nele, os interessados podem usufruir de serviços de fotografia e direção de arte, campanha, lookbook, editorial de moda, website, loja virtual, fashion film e making of. Além disso, há ainda serviços de design, como branding da moda, catálogos, encartes, revistas, banners para redes sociais, adesivos e design gráfico. www.euricardolopes.com Telefone: (21) 98454-5348

Sobre a Sol a Sol

Fundada por imigrantes japoneses, há 54 anos, a Sol a Sol é uma empresa niteroiense, consolidada no segmento de picolés e sorvetes. O grupo também não poupa esforços e se dedica ao investimento de pesquisas, em gestão de pessoas e, sobretudo, na satisfação dos clientes. Durante todo esse tempo, a empresa, como bem diz o seu nome, trabalha de “Sol a Sol” para trazer até ao consumidor, por meio de receitas

tradicionais e inovações de sabores, produtos artesanais de qualidade. Atualmente, a marca conta com uma ampla rede de franqueados, que levam os deliciosos e refrescantes picolés e sorvetes da Sol a Sol para diversas regiões do Rio, Niterói e Região dos Lagos. Rua Saldanha Marinho, 37 - Centro Telefone: 2717-8825/8851 e 3587-6774 (Bruno ou Tamires)

Franquia na Região Oceânica

Estrada da Cruz Nunes, 9005 - Lj 105 Tel.: 21 2709-0148 ou pelo Whatsapp 96950-8335

Dale Carnegie Training

Com sede em Nova York, a Dale Carnegie Training possui aproximadamente 170 escritórios presentes em mais de 80 países. Com pouco mais de 2.700 instrutores qualificados, a Dale realiza treinamento e coaching em mais de 25 línguas. Por ano, a empresa forma em média 500 mil pessoas, totalizando mais de 8 milhões de profissionais em todo o mundo. A Dale Carnegie Training é especializada em desenhar e entregar programas de treinamento, que fornecem uma abordagem práti-

ca para o sucesso do seu negócio no meio competitivo. Fale conosco! Rua Carlos Silveira M. Pacheco, 10/806, Porto Alegre - RS Site: www.dalecarnegie.com.br Telefone: (51) 3013-441

Unimed Leste Fluminense presente na vida da sua região

Com 45 anos de história no mercado, a Unimed Leste Fluminense, líder no mercado, oferece uma ampla rede de medicina e diagnóstico para a população de Niterói, São Gonçalo, Maricá, Itaboraí, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim. Com mais de 200 mil clientes, hoje a empresa tem quatro unidades próprias e conta com aproximadamente 1,5 mil médicos cooperados, uma rede de prestadores de serviços de excelência, entre clínicas especializadas e laboratórios, e mil colaboradores. Telefone da Central de Marcação de Exames: 0800 079 7200 / 4020-7200 Quer ser um patrocinador do Café empresarial? Entre em contato com o setor comercial da CDL Niterói pelo telefone 2621-9919 ou pelo Whatsapp 96511-5016.

CDL NITERÓI 9


CIDADE

A TransOceânica terá 9,3 quilômetros de extensão

Abram caminho, porque ela vem aí!

C

om previsão de entrega em 2017, o túnel Charitas-Cafubá, que integra a obra da TransOceânica, continua a todo o vapor. As obras avançam a cada dia, e aquela promessa feita, há 40 anos, parece renovar, hoje, o sentimento de esperança do niteroiense. Alguns trechos de obras já foram concluídos e outros serão entregues este mês, como é o caso do trecho 3 – que vai do túnel até o DPO do Cafubá - e a rótula do trecho 1, que deve ter uma parte concluída.

10 O LOJISTA n novembro 2016

7

Além disso, os dois túneis referentes ao trecho 2 já foram perfurados e devem ser abertos ao trânsito até o fim do mês de novembro. Está sendo concluída, também, a pista de concreto do BHS e, em breve, começará a pavimentação dos túneis. Antes que 2016 termine, a expectativa é de que o trecho 7 – que vai da Avenida Central, em Itaipu, até o mercado Diamante – e o trecho 8, que vai da Avenida Central até o Engenho do Mato, fiquem prontos.

E não é só. Já está em andamento a instalação do sistema de ventilação, que conta com 16 ventiladores, oito em cada galeria, além de iluminação e de monitoramento de câmeras. Para o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, a TransOceânica é a maior obra da história de Niterói e tem uma importância cultural, afetiva e social para a cidade. “Cumprimos 50 etapas. Fizemos desapropriações sem judicialização. Tudo foi feito com transparência e seriedade. É um orgulho ver essa obra saindo do papel. A equipe fez a diferença. Sem ela, não teríamos chegado até aqui”, diz. A TransOceânica terá 9,3 quilômetros de extensão, atendendo diretamente a 11 bairros da Região Oceânica, onde circularão cerca de 80 mil pessoas por dia. Essa obra reduzirá o tempo de travessia pela metade entre a Região Oceânica e a Zona Sul. Hoje, os 18 quilômetros que separam as duas regiões são percorridos em uma hora. A obra tem custo de R$ 310 milhões, financiados com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal (R$ 292 milhões) e da prefeitura (R$ 18 milhões).


curtas

Parabéns Niterói!

E

m 2016, Niterói celebrará seus 443 anos. E nesse ano, em especial, a cidade sorriso teve muitos motivos que anteciparam a comemoração do seu aniversário. Afinal, no maior evento esportivo, as Olimpíadas Rio 2016, o nome do nosso querido município foi projetado pelo mundo inteiro por meio da medalhista de ouro olímpica, Martina Grael. “Do outro lado da poça”, também aconteceu o desfile da grife Louis Vuitton, que transformou o Museu de Arte Contemporânea (MAC), um dos cartões mais bonitos da cidade, em seu palco. De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Fabiano Gonçalves, o dia 22 de novembro, por esses e outros motivos, é um dia muito importante e deve ser celebrado por todos niteroienses. Fabiano adianta que o grande presente será a inauguração, na Região Oceânica, do túnel Charitas-Cafubá. “O dia 22 de novembro é um dia muito especial para os moradores de Niterói. E este ano, nós, moradores, estamos ansiosos para a grande inauguração do túnel Charitas-Cafubá, que beneficiará tanto a Região Oceânica quanto o resto da cidade”, disse. Em relação ao comércio, Fabiano se mostra esperançoso e afirma que os lojistas estão sobrevivendo. Segundo ele, este ano, os 443 anos serão comemorados com mais oportunidade de renovação da esperança.

Casa do Empreendedor. Gol de placa para Niterói!

Conheça os novos associados da CDL Niterói 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4 4

MD Brasil Negócios Eireli Me Subarashii Picolés Sorvetes Ltda. Me  Carlos Eduardo Sá Eyer Me  Triângulo Mineiro Cantina e Bar Ltda.  Camilla de Souza da Conceição  Ingrid Sales Meinerz Guerra  Sempreviva Alimentos Especiais Limitada Me Neusa Maria Ferreira Silva  Lacy Projetos Consultoria Serv. Tec. Eireli Me  José Augusto Santos Andrade  Nit Army Ltda Me  Saulo Pedroso Stussi Júnior  Associação Brasileira Defesa Consumidor Trabalho Contecom Distr. Mat. Limpeza Desc Ltda. Ricardo de Lyra Carvalho  Multilab Laboratório Controle Qualidade Ltda.  Terra do Sempre Bazar Ltda.  Livro e Etc Ltda. Me  Simone Viggiano Segurasse 

O dia 21 de janeiro de 2016 foi um grande marco para o empreendedorismo de Niterói. Isso porque, foi a partir dessa data, com a abertura da Casa do Empreendedor, localizada no Shopping Bay Market, que a vida do empreendedor niteroiense ficou mais fácil. O projeto foi implantado em Niterói por meio da parceria entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEDEN), a Prefeitura de Niterói, Sebrae e Jucerja. De acordo com o coordenador da Casa do Empreendedor, Gulherme Portugal, o local é uma conquista da Prefeitura de Niterói para os seus moradores e empresas situadas na cidade. "Nossa missão e objetivo é desburocratizar o processo de emissão de Alvará para empresas que se enquadram nas seguintes categorias: Micro Empreendedor Individual – MEI, Micro Empresa – ME e Empresas de Pequeno Porte - EPP, dando assim celeridade nos procedimentos" completou. Ainda sobre a Casa, Guilherme afirmou que do dia 21 de janeiro de 2016 até 31 de agosto de 2016 foram registrados 5.075 atendimentos; Médias de 34.52 por dia, e foram emitidos 2.326 alvarás novos. O presidente da CDL Niterói, Fabiano Gonçalves, comemora o espaço que desburocratizou a vida do empresário, agilizando os procedimentos para que uma empresa funcione.  "Eu estou muito satisfeito com esse projeto que realizamos, pois tenho certeza absoluta de que foi um projeto profícuo. Nosso objetivo, quando criamos a Junta Comercial e a Casa do Empreendedor em Niterói, foi propiciar uma ambiência de negócios para a cidade", finalizou. CDL NITERÓI 11


JURÍDICA

Funcionária chamada de “garota de programa” será indenizada Por Alexandre Andrade Assessor Jurídico CDL Niterói www.pereiradeandrade.adv.br

N

ão é de hoje que temos alertado os nossos leitores de que os tempos mudaram e que muitas situações que outrora pareciam toleráveis, no ambiente de trabalho, hoje já não são aturadas. Apelidos, elogios efusivos, agressividade, zombaria, gritaria, todas essas situações, que num primeiro olhar podem parecer apenas cotidianas, devem ser encaradas com muito cuidado e sob o crivo do bom senso, única forma de sua empresa não correr o risco de sofrer sérios prejuízos no campo material. Volto a tocar nesse assunto por ter tido acesso a uma decisão judicial, que condenou um restaurante de Curitiba a indenizar uma funcionária em R$ 5.000,00 pela conduta da gerente do estabelecimento, que a chamou de “garota de programa” perante os demais colegas de trabalho e até mesmo na frente de alguns clientes. O reconhecimento do direito à reparação financeira, pelas injúrias sofridas, é da 7º Turma de desembarga-

12 O LOJISTA n novembro 2016

dores do TRT-PR, em decisão que cabe recurso. Quero chamar a atenção dos leitores para um detalhe que não pode passar despercebido. Foi a gerente do estabelecimento a responsável pelos xingamentos e não propriamente o patrão. Isso deixa claro que, além de se responsabilizar pelo tratamento que dispensa pessoalmente a seu empregado, o empresário precisa zelar para que os seus prepostos, gerentes, supervisores e afins também obedeçam ao mesmo critério de civilidade. No caso que estamos analisando, as testemunhas afirmaram, perante o Juiz, que o tratamento dispensado pela gerente do estabelecimento “era péssimo”, que ela “não tinha educação”, falava alto e gritava com as funcionárias. A Reclamante era tratada com maior severidade ainda, sendo apontada pela gerente como “garota de programa”. Os desembargadores concluíram que os depoimentos comprovaram

que a gerente da empresa ofendia a trabalhadora com afirmações desrespeitosas, capazes de manchar sua reputação, incorrendo em ato ilícito passível de indenização, na forma dos arts. 186 c/c 927 do Código Civil, com a responsabilização fundamentada, ainda, no art. 932, inciso III, do Código Civil e Súmula nº 341 do E. STF. A Sétima Turma de Desembargadores do TRT/PR registrou também que o montante estabelecido a título de indenização não poderia ser nem irrisório e nem excessivo, daí ter sido arbitrado em R$ 5.000,00, considerado satisfatório. Realmente os tempos mudaram e, na minha modesta opinião, mudaram para melhor. É certo que alguns excessos têm sido cometidos, mas a busca pela garantia à dignidade da pessoa humana deve ser encarada sempre como algo absolutamente relevante e que merece, de todos nós, o maior esforço que pudermos empregar nesse propósito. Até a próxima.


OLHO VIVO

Você por dentro do Certificado Digital

N

entre outras coisas, a possibilidade de interceptações ou adulterações das informações eletrônicas. De acordo com o agente de registro da CDL Niterói, Marcos Motta, a certificação digital é um tipo de documento eletrônico, com dados da empresa/pessoa que é utilizado para comprovação mútua de veracidade. “É um arquivo eletrônico que funciona como se fosse uma assinatura digital, com validade jurídica e que garante proteção às transações eletrônicas e outros serviços via internet, de maneira que pessoas (físicas e jurídicas) se identifiquem e assinem digitalmente, de qualquer lugar do mundo, com mais segurança e agilidade”, completa Motta.

Na prática, toda pessoa física ou jurídica pode ou não obter este serviço. Mas é importante ficar atento, pois para empresas que emitem nota fiscal eletrônica ou que estão inscritas no regime tributário de lucro real ou lucro presumido, a utilização do Certificado Digital é obrigatória.

Conheça os tipos de certificados:

e-CNPJ: Funciona como um CNPJ virtual e serve para emissão de nota fiscal eletrônica, transmissão de escrituração fiscal digital e obrigações acessórias. e-CPF: Da mesma forma que o anterior, funciona como um CPF virtual, utilizado para entregar declarações de renda e demais documentos eletrônicos que exijam uma assinatura digital.

Faça sua certificação na CDL Niterói E para os empresários que desejam obter esse serviço, a CDL Niterói é o melhor lugar. A entidade ainda oferece preços especiais no Certificado Digital para os associados. Para adquirir, basta entrar em contato com a CDL Niterói através da central de atendimento no telefone: 2621-9919, ramal 2031 e realizar um agendamento. Para mais informações acessem: http://cdlniteroi.com/site/certificados/.

IÊNCIA • ER IN XP

ÉTICA

ÇÃO VA O

•E

ão é de hoje que o nível de complexidade das obrigações fiscais, tão frequentes na vida do empresário, vem aumentando. E compreender essas complexidades e adotar medidas que facilitem e garantam um bom resultado, no dia a dia de trabalho, é uma estratégia utilizada e muito prezada por qualquer empreendedor, seja ele de pequeno, médio e grande porte. No mercado varejista não é diferente. A procura para fazer com que as transações comerciais alcancem um resultado positivo se tornou primordial. Afinal, a cada ano que passa as vendas, tanto nas lojas físicas quanto nas virtuais, crescem. E se por um lado as vendas aumentam, as chances de fraudes crescem na mesma proporção. Diante desse cenário, a Certificação Digital passa a ser uma ferramenta fundamental para o empresário. Em outras palavras, a Certificação Digital, atualmente, é o mais moderno em termos de segurança das informações trocadas no ambiente virtual. Pois sua tecnologia de identificação proporciona integridade, autenticidade e confidencialidade, afastando,

anos anos 1996-2016

EMPRESARIAL CÍVEL DÍVIDAS BANCÁRIAS

INFORMAMOS NOVO ENDEREÇO:

Rua Quinze de Novembro, 90 • Grupo 309 Centro • Niterói • RJ • Cep. 24.020-125

(21)

2622-7016

marcelo@amorimadvogados.com CDL NITERÓI 13


14 O LOJISTA n novembro 2016


CDL NITERÓI 15


CDL EM AÇÃO

Foco nas vendas

N

ão importa o ramo de atuação. Quando o negócio está ligado a produtos ou serviços, encontrar a fórmula de vender bem, vira meta diária. E em um mercado cada vez mais competitivo, oferecer condições que destaque sua empresa, também está ligado com “Esse encontro proporciona uma troca de experiência. a maneira como o empresário entende o mercado. Isso não é uma tarefa fácil! E é nessa hora que entra em cena o Marke- E a função da CDL é sempre proporcionar essa troca de ting de Vendas, uma ferramenta fundamental para aque- conhecimento, através do patrocínio de eventos para o empresariado de Niterói. Além disso, é dever também da les que desejam diferenciar uma organização da outra. Nesse sentido, a CDL Niterói, em mais uma edição do entidade exercer um trabalho em prol do desenvolvimento Café Empresarial da Região Oceânica, abordou esse as- dos seus associados”, disse Jorge Gentile. Além do vice-presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira, do sunto na palestra “Marketing de vendas”, ministrada pelo empresário e consultor do Sebrae, Victor Amorim. Em sua diretor financeiro, Jorge Gentile e alguns colaboradores, apresentação, o palestrante falou, entre outras coisas, que participaram do evento os diretores: Sidney Moyses, Ruan a forma como se atende, se dá manutenção e se recepciona Carlos Teixeira e Rogerio Rosett. Esse evento foi patrocinado pela Sol a Sol Picolés e Sorvetes. um cliente define se ele se tornará ou não fiel à marca. E é aí que o marketing de vendas atua. “Primeiramente, marketing é nada mais do que entender uma necessidaAtualmente, a marca conta com Sobre a Sol a Sol de e satisfazê-la para obter lucro. É funFundada por imigrantes japone- uma ampla rede de franqueados que damental que o empresário conheça o ses, há 54 anos, a Sol a Sol é uma levam os deliciosos e refrescantes pihábito e o perfil do seu cliente, para, a empresa niteroiense, consolidada no colés e sorvetes da Sol a Sol para dipartir dessas informações, prestar um segmento de picolés e sorvetes. O versas regiões do Rio, Niterói e Região atendimento satisfatório que transforgrupo também não poupa esforços e dos Lagos. me o cliente em fã da marca ou produse dedica ao investimento de pesqui- Rua Saldanha Marinho, 37 - Centro to”, completou Victor. sas, em gestão de pessoas e, sobre- Telefone: 2717- 8825/8851 e 3587Ao finalizar sua apresentação, Vic6774 (Bruno ou Tamires) tudo, na satisfação dos clientes. tor deixou claro que é por meio do Durante todo esse tempo, a emmarketing de vendas que a empresa presa, como bem diz o seu nome, Franquia na Região cria valores e, consequentemente, trabalha de “Sol a Sol” para trazer até Oceânica fica mais conhecida e confiável. Para ao consumidor, por meio de receitas Estrada da Cruz Nunes, 9005 - Lj 105 o diretor financeiro da CDL Niterói, tradicionais e inovações de sabores, Tel.: 21 2709-0148 ou pelo Whatsapp Jorge Gentile, a palestra foi de grande 96950-8335 produtos artesanais de qualidade. valia para os empresários.

16 O LOJISTA n novembro 2016


COMÉRCIO

Natal de esperanças

O

ano está chegando ao fim, e com ele vem a maior data comercial do varejo. O Natal é uma das grandes festividades no país, e é quando o comércio enxerga a oportunidade de alavancar as vendas. E mesmo com a conjuntura econômica desfavorável, que assombra e ameaça o bom desempenho do setor, um bom planejamento aliado a estratégias de campanha, promoção e mídia podem ser alternativas para driblar a crise, é o que adianta o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói, Luiz Vieira. “Este Natal, particularmente, trará uma esperança de crescimento de vendas ao empresariado. Se considerarmos que chegamos a uma fase onde a crise

está acomodada e que os índices não pioraram, apenas estagnaram, perceberemos também que chegou a hora de traçarmos novas estratégias para este ano. A ideia é fazer campanha e preço para atrair a clientela. Certamente, será um Natal de promoções e preços baixos, que consequentemente trará bons resultados”, diz. A expectativa, para Luiz Vieira, é de que o comércio tenha um aumento no número de vendas de aproximadamente 5% a 10% em relação ao mesmo período do ano passado. E a verdade é que, nessa época, o que também contribui, para que haja essa melhora, são aqueles que estão atentos às novas tendências e necessidades do cliente. Logo, esteja atento e não fique atrás da concorrência.

CDL NITERÓI 17


gestÃo empresarial

1

Um líder nasce líder ou pode ser construído?

Em sua opinião, liderança é uma característica inata ou conquistada com treinamento? Anônimo Essa é uma questão que rende muita discussão. o que é um líder? Eis a definição de que gosto muito: líder é quem bate metas com seu time, e de forma ética. Repare que, de acordo com essa definição de líder, existe o pressuposto de que ele deve ser muito bom em bater metas, sim. Mas sabe que quem bate a meta é o time — e não ele. Portanto, a função do líder é estar o tempo todo ajudando sua equipe a bater metas. Ele sabe que, para ba-

18 O LOJISTA n novembro 2016

ter uma meta, é necessário buscar novos conhecimentos sobre o tema da meta. Afinal, se as pessoas já tivessem esse conhecimento, aquele objetivo já teria sido atingido há muito tempo, concorda? Essa é a ajuda que ele dá à sua equipe: procurar conhecimento o tempo todo. Ao mesmo tempo, numa empresa, quem não é ético não pode ser líder. A ética, que é a base dos valores da empresa, deve sempre ser um dos critérios na escolha dos líderes. O avanço de uma empresa é a busca constante desse conhecimento necessário para bater metas. O que puxa esse movimento são metas bem distribuídas em toda a empresa.


Existem pessoas que gostam de trabalhar com outras pessoas, gostam de ajudar, de correr atrás de conhecimento e de celebrar com seu time as vitórias alcançadas. Mas as pessoas são diferentes e nem todas gostam de trabalhar em equipe. Por outro lado, nem todas são éticas, uma característica que pode ser aprendida. Portanto, sou dos que acreditam que um líder nasce com qualificações certas, mas pode ser educado e treinado para se tornar um líder cada vez melhor. Algumas características são inatas. Outras adquiridas na prática.

2

Na hora de fazer cortes de pessoal por causa da crise, qual é a melhor maneira de fazer isso sem impactar demais a organização? Anônimo Esse assunto é sempre ruim, ainda mais em época de crise. Antes de qualquer coisa, é bom enfatizar que ninguém gosta de demitir. As empresas o fazem para sobreviver e resguardar os empregos remanescentes. Se vai haver corte de pessoal, será inevitável que haja impacto. Ele poderá ser maior ou menor. Já vi várias situações de corte de pessoal em condições bem diferentes. Certa empresa grande demitiu 4 000 funcionários de um só local de uma única vez. Foi uma comoção nacional. Essa prática não é boa porque torna muito difícil a realocação do pessoal demitido. Na mesma época, outra empresa, também grande e com várias fábricas no Brasil, demitiu aproximadamente a mesma quantidade de pessoas e isso nem foi notado. O motivo: essa companhia demitiu pessoas de vários locais e também diluiu as demissões ao longo do tempo. Desse modo há mais chance de realocação de pessoal. Se a empresa é pequena, recomendo fazer de uma só vez e dar um aviso às pessoas que ficam que não haverá mais cor-

tes. Assim as pessoas sentem o impacto, mas entendem. O melhor mesmo é a empresa, ao longo do tempo, esforçar-se sempre para trabalhar com o mínimo de pessoas, reduzindo continuamente o quadro com base na rotatividade natural de pessoal. Dessa maneira, nunca haverá uma situação de crise que provoque demissões em massa. Poderá haver ajustes, mas nunca uma situação dramática.

3

Trabalho numa das áreas que mais crescem dentro de uma companhia, entretanto minha remuneração está abaixo do que o mercado paga. Tenho oito anos de empresa e iniciei como auxiliar contábil. Estou há três anos como executivo e tenho 29 anos. Já me reuni algumas vezes com os diretores para expor essa situação, mas a resposta é sempre a mesma: gostamos muito de seu trabalho, porém precisamos que aguarde mais. O que fazer nesse caso? Anônimo Essa pergunta é muito difícil. Cada caso é um caso. acredito em ficar muito tempo numa só empresa. Se você ama o que faz e está bem com as pessoas da companhia, se está feliz, isso vale muito e nem sempre é aconselhável ficar pulando de galho em galho por qualquer diferença salarial. Se você ganha bem, mas está infeliz no trabalho, vai acabar saindo, ainda que por um salário menor. Dito isso, é óbvio que todos queremos crescer e ter uma vida mais confortável. Como você é novo, se está insatisfeito com o que ganha e vê perspectivas muito melhores, talvez valha a pena avançar. No entanto, volto a dizer, cada caso é um caso. Meu pai, numa situação como essa, sempre me dizia: “Meu filho, deixe sua estrela brilhar!” Dê tempo ao tempo e sua intuição indicará o caminho.

CDL NITERÓI 19


CURTAS

Conselho Comunitário de Segurança elege nova diretoria Provando que seu papel representativo vai muito adiante da luta por melhorias para o comércio de Niterói, a CDL, mais uma vez, abriu suas portas para a realização de um Conselho Comunitário de Segurança (CCS). Esse encontro, que aconteceu em caráter especial, oficializou o início dos trabalhos da nova diretoria. Em seu discurso de posse, o presidente eleito, Leandro Santiago, ressaltou a importância de se criar projetos que visem à melhoria da educação. Segundo o presidente, hoje, muitos desses infratores são frutos do meio, e é o investimento na educação o único caminho para reduzir a violência. “Devemos trabalhar integrados com ações sociais, porque é nosso dever ensinar a pescar e não dar o peixe na boca. Precisamos estimular essa reflexão em nossos políticos, pois não

existe política de segurança pública sem investimento na educação. A polícia precisa do nosso apoio. Pois quando ela está apoiada pela sociedade e conta com um conselho atuante, alcança resultados positivos”, enfatizou. Além da nova diretoria do Conselho Comunitário de Segurança de Niterói, a mesa foi composta pelo diretor do CISP, o capitão Diego Ferreira, representando o secretário de Ordem Pública (Seop), o coronel Gilson Chagas, a capitã Macharet, representando o comandante do 12º BPM, o coronel Fernando Salema, a presidente da Comissão de Segurança Pública da OAB Niterói, Rafaella Cupello; o delegado José William de Medeiros, da 78ª DP, no Fonseca; o delegado Cláudio Otero Ascoli, da 79ª DP, em Jurujuba e a delegada Renata Montenegro, da 77ª DP, em Icaraí.

Conheça os novos membros do Conselho Comunitário de Segurança Presidente: Leandro Santiago Vice-presidente: Luiz Vieira Diretor Social e Assuntos Comunitários: Moacyr Chagas de Souza 1º secretário: Francis Leonardo Ferreira da Silva 2º secretário: Rudilei Bissmara

Carregador de celular vira mimo para o cliente É verdade que oferecer uma rede aberta para uso da internet já virou item obrigatório em muitos estabelecimentos. Mas, é verdade também que a cortesia trouxe à tona outro problema: o curto tempo de vida da bateria do celular. Afinal, de que adianta ter uma conexão sem fio à internet, se o aparelho “desliga” bem na hora que mais precisamos? Sempre antenada e pensando na comodidade de seu público, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL) lançou totens que estão espalhados em todos os andares da entidade. A partir de agora, visitantes e associados vão poder deixar o aparelho carregando e não precisarão deixar de enviar uma mensagem ou responder a um e-mail. “Hoje, todos nós temos celular e, normalmente, ele acaba a bateria. Até porque temos muitos aplicativos, utiliza-se muito a internet, então os celulares não aguentam. Então, percebendo isso, resolvemos criar o carregador de celular grátis e fazer com que o nosso cliente não perca a comunicação”, diz o vice-presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira.

AP OIO 20 O LOJISTA n novembro 2016


LEIS TRIBUTÁRIAS

Bitributação no IPI - Uma esperança para as empresas importadoras Por José Carlos Carvalho Consultor Tributário josecarlos@oliveiraecarvalho.com | www.oliveiraecarvalho.com

E

m Junho de 2016, o STF admitiu apreciar uma questão bastante tormentosa, envolvendo a incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados na cadeia de produtos importados, destinados à revenda. Através do Recurso Extraordinário nº 946.648, será decidida a validade de incidência do citado imposto tanto no desembaraço aduaneiro, de produto industrializado, quanto na saída do estabelecimento importador para comercialização no mercado interno. Uma empresa importadora do Estado de Santa Catarina, inconformada com a dupla cobrança do Imposto sobre Produtos Industrializados, ajuizou Mandado de Segurança, logrando êxito em 1ª Instância. Vale transcrever a parte final da sentença: “Ante o exposto, CONCEDO PARCIALMENTE A SEGURANÇA para de-

terminar que a impetrada se abstenha de exigir o recolhimento do IPI nas operações que a impetrante realizar na situação de revendedora/comerciante de produtos importados, que não sofrerem industrialização (art. 46, II, do CTN), quando já incidente referido imposto por ocasião do desembaraço aduaneiro (art. 46, I, do CTN) – (Mandado de Segurança nº 5004521-47.2012.4.04.7205 TRF 4)” Na hipótese de importação com posterior revenda, sem que haja novo processo de industrialização, é indevida a cobrança de IPI, vez que seu fato gerador não corresponde à circulação de mercadorias. Todavia, a Receita Federal do Brasil, contrariando o princípio da Isonomia Tributária, promove novamente a incidência do citado imposto quando da revenda da mercadoria importada, impondo um ônus indevido aos importadores, e favorecendo o industrial.

Em virtude do caráter constitucional do tema e de sua repercussão geral, o Supremo Tribunal Federal admitira o Recurso Extraordinário, que visa atacar a decisão denegatória do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Em consequência, todas as ações judiciais que versem sobre o mesmo tema terão o seu andamento sobrestado, aguardando a decisão da Corte Maior. Caso o STF decida favoravelmente ao impetrante, seguramente modulará os efeitos da sua decisão, somente aproveitando-a aqueles contribuintes que já tenham ingressado com medidas judiciais próprias. Caso sua empresa promova a importação de produtos para revenda posterior, agende uma visita de um de nossos consultores. A Oliveira & Carvalho detém a expertise necessária para promover as ações judiciais cabíveis.

CDL NITERÓI 21


Não adianta escrever cartinha...

Quer resultado?

Anuncie

em ônibus.

Reserve já sua veiculação durante o melhor período para alavancar suas vendas.

2722-2633

22 O LOJISTA n novembro 2016

itabus.com.br


Camila Domingues/ Palácio Piratini

fique atento

De olho nas contratações temporárias

F

altando pouco para as festas de fim de ano, algumas empresas já estão reforçando seus quadros com a contratação de trabalhadores temporários. Os setores de comércio e serviços já se mobilizaram e abrem vagas que podem se tornar, futuramente, em oportunidades de emprego para aqueles que querem um espaço no mercado de trabalho. Para este ano, a previsão da Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é de que abram 135 mil vagas, em todo o país, voltadas para trabalhos temporários. Em Niterói, não seria diferente. Algumas lojas já fazem projeção e dizem como estará o setor de vendas para o Natal e o Ano Novo. O proprietário da Nippon Importado-

ra, Ademir Antunes Carvalho, comentou que as empresas, em geral, vão contratar, mas que o número de contratações não será igual aos anos anteriores. “Apesar de estarmos passando por um momento não tão fácil na economia brasileira, esse ano há certa animação e perspectiva do comércio, de modo geral. E, com certeza, digo àqueles que procuram uma vaga nessa época de fim de ano, em algumas empresas, que existe sim uma oportunidade de contratação efetiva, que muitas vezes só depende dele”, afirma. A grande vantagem para alguns setores, na utilização desta modalidade de contratação, diz respeito à diminuição nos custos operacionais, se compará-la com a contratação efetiva, além de ter uma equipe de RH de consultoria, buscando e fazendo a seleção desse profissional no mercado. Já a vantagem para o trabalhador é que pode representar um passaporte para uma carreira no mercado. De acordo com o diretor da Confiança RH, Sidney Moyses, este ano, apesar da instabilidade econômica que se instalou no país, há grandes chances de melhoras nesse tipo de contratação, até porque, segundo ele, alguns clientes já estão sinalizando interesse. “No meu ponto de vista, as contratações para este ano podem ser até maior, o comércio varejista está inovando e investindo, para alavancar as vendas”, afirma Sidney.

CDL NITERÓI 23


MATÉRIA

E você, conhece o seu?

A identificação do perfil do seu cliente é a melhor maneira para conquistar e fidelizar

S

e no mundo dos negócios, o cliente era visto apenas como um consumidor, hoje, ele é tratado como parte integrante do processo mercadológico. Até porque, uma empresa não sobrevive, se o gestor não conhece bem sobre o seu cliente, por isso deve estar atento aos seus desejos, para desta forma, atendê-lo da melhor maneira e conquistar a sua fidelidade. Nesse contexto, uma das linhas a serem seguidas é a identificação do perfil de cada um e de como fazem as suas escolhas. Isso faz com que a comunicação seja direcionada e eficiente. Para isso, o coordenador do Sebrae-RJ, na Regional Leste Fluminense, Américo Diniz, diz que a pesquisa mercadológica continua sendo a principal ferramenta para o levantamento desse perfil. “Definir o público-alvo é o ponto inicial do processo, assim como definir o local onde a empresa será instalada, uma vez que ambos exercem influência direta com o produto ou serviço a ser comercializado. Trabalhar o perfil do cliente com antecipação é levar a ele o seu desejo de consumo. Se o nosso cliente deseja o verde, não adianta entregar o vermelho. A

24 O LOJISTA n novembro 2016

informação é a ferramenta fundamental para a construção de bons resultados”, ressalta. Dessa forma, o que pode parecer irrelevante é na verdade uma estratégia para conquistar novos consumidores e fidelizar os que já tem. Para tanto, a visão precisa ser mais ampla. E é necessário estar atento à mudança de comportamento que ajude a definir uma estratégia de comunicação e impacte na relação de mais conveniência e no atendimento de qualidade. “O grande momento empresarial apresenta hoje a necessidade de tangibilizar o intangível. O fator competitivo determinante para o sucesso será identificar, mapear e alcançar o sonho de seu cliente. Hoje, ele está mais interessado em viver experiências personalizadas do que levar um produto pronto e acabado”, comenta. Até porque, hoje, o consumidor quer ter a possibilidade de optar, escolher, interagir e customizar tudo o que compra de acordo com o que for mais adequado para ele. Daí, a necessidade de conhecê-lo, para que ele encontre na sua marca/serviço tudo o que precisa. E mais, permita que ele participe ativamente de todo o processo de compra.


DIRETO DA CDL

Muito obrigado Por Fabiano Gonçalves Presidente da CDL Niterói

P

rezados associados, parceiros, colaboradores, familiares e amigos, É com enorme satisfação que venho, através dessa mensagem, apresentar meus agradecimentos pelo apoio e oportunidade que me foram concedidos em mais uma jornada da minha vida. Com certeza, o dia 02 de outubro de 2016 ficará marcado em minha história de vida e, é claro, em minha carreira. Afinal, esse foi o dia em que recebemos, nas urnas, 3008 votos da população de Niterói. Digo isso, pois me sinto um vitorioso, e mesmo sendo esse meu primeiro passo na carreira política, cheguei muito perto. E tenho certeza de que esse resultado é fruto da integridade e da honestidade que aplico, tanto na minha vida privada quanto na minha vida pública. E é com base nesses adjetivos, que apoio e sigo meus princípios, não importa a necessidade ou ocasião. Por isso, mais uma vez, deixo meu agradecimento, do fundo do meu coração, a todos os meus familiares, amigos, colaboradores, a classe que muito me orgulho em representar, e eleitores que, do momento que tornei público o meu desejo de entrar na vida política, caminharam comigo lado a lado. Vocês foram os meus alicerces, minha base, meu apoio. Sem vocês, esse resultado tão positivo não seria possível. Agradeço também, em especial, ao meu vice-presidente, Luiz Vieira. Durante 80 dias, ele me representou e conduziu a embarcação da nossa entidade brilhantemente. Ressalto que o seu trabalho, competência e dedicação foram importantíssimos nesse momento da minha vida. Por fim, diante dos resultados das urnas, afirmo que podemos não ter conquistado a nossa vaga na câmara desta vez. Contudo, fomos honrados pelos cidadãos de bem de nossa cidade, com 3008 votos. E diante disso, fica claro que quem esteve e votou conosco, nunca esquecerá esse dia. O dia que a classe empreendedora mostrou sua força e sua representatividade, e apesar de não ter alcançado sua vitória nas urnas, teve sua vitória decretada na cidade. Dias melhores virão. Até a próxima!

CDL NITERÓI 25


POLÍTICA

Moda que desconstrói. Como se reclama! Por Claudia Cataldi Cientista Política, jornalista e membro titular da Academia Fluminense de Letras

T

enho notado que o nível do "reclamômetro" tem aumentado. Parece que a coisa virou uma espécie de mania nacional. Por toda parte, se vê gente insatisfeita... Não sei se o mundo já era assim quando eu era pequena e me passava despercebido, mas tenho a impressão de que, hoje, reclamar é quase que símbolo de status. Uma moda que pegou no nosso país e que, segundo os neurolinguístas e os especialistas em PNL, só traz para perto aquilo que mais se teme. E aqui não estamos nos referindo a superstições não, em absoluto, o estudo é Ciência com "c" maiúsculo. Reparem como a vida dos que aderiram à prática não anda... Todos conhecemos um sujeito de quem temos quase que medo de cumprimentar, para não sermos submetidos a toda uma horda de explicações de como tudo está péssimo e que o Apocalipse será justamente amanhã... Ou ainda aquela tia que só ligamos a cada ano bissexto, porque ao menor sinal de um: - Tudo bem?, ouvimos quão mal está tudo, desde que Napoleão tentou dominar a Rússia...

26 O LOJISTA n novembro 2016

É fato que há coisas erradas e desagradáveis acontecendo em nosso país, e não são de hoje. Mas nada justifica tamanho pessimismo. Então, sem querer ser apologista do best-seller O Segredo, usemos nosso linguajar a nosso favor, sendo positivos e altruístas, até porque, se reclamar resolvesse, já seríamos a primeira potência mundial, tendo ultrapassado até os Estados Unidos...


cursos Período

21/11 a 02/12

Horário

18h30 às 21h30

Local

Curso

Valor

CDL Niterói

INICIANDO UM PEQUENO GRANDE NEGÓCIO Conteúdo: Perfil empreendedor; Identificação de oportunidades de negócios; Análise de mercado e financeira; Concepção dos produtos e serviços; Orientação para elaboração do Plano de Negócios.

R$ 340,00

LOCAL

TÉCNICAS DE VENDAS

03 agosto a 07 agosto

18h30 às 21h30 18h30

CDL Niterói

17 agosto a 21 agosto

18h30 às 21h30

CDL Niterói

05/12 a 09/12

31 agosto a 12/12 a 04 setembro

16/12

14 setembro a 25 setembro

às 21h30

CDL Niterói

08h30

às às CDL Niterói 18h30 CDL Niterói 18h00 21h30

08h30 às 18h00

CDL Niterói

ATENDIMENTO AO CLIENTE Conteúdo: A importância da satisfação do cliente; Perfil do 230,00 profissional de atendimento; Momentos da verdade das empresas; Agregar valor gera encantamento do cliente; Os R$ 230,00 sete pecados no atendimento ao cliente; Ações estratégicas CONTROLES FINANCEIROS para fortalecer a relação com cliente; Medindo a Conteúdo: Controle, previsão e análise doocaixa; A origem dos recursos e seus registros; Análise do fluxo de caixa; Determinação do capital de giro; satisfação do cliente. 230,00 Apuração dos resultados da empresa.

Conteúdo: A importância da venda consultiva; As diversas funções do vendedor; Desenvolvendo habilidades de prospecção de mercado e busca de clientes; Principais ferramentas de vendas para a entrevista de diagnóstico; Desenvolvendo a habilidade de levantar necessidades de clientes; Princípios fundamentais do processo de negociação; Organização das ações de pós-venda.

TÉCNICAS DE VENDAS E PLANEJAMENTO FINANCEIRO Conteúdo:ANÁLISE A importância da venda consultiva; As diversas Conteúdo: A administração financeira da empresa;habilidades Projetar fluxode de caixa; funções do vendedor; Desenvolvendo Fatores que influenciam o planejamento; Definição de metas com base nos 230,00 prospecção de mercado e busca de clientes; Principais resultados; Conclusão do plano: Afinal, este negócio é viável? R$ 230,00 ferramentas de vendas para a entrevista de diagnóstico; Desenvolvendo a habilidade de levantar necessidades de INICIANDO UM PEQUENO GRANDE NEGÓCIO clientes; Princípios fundamentais do processo de negociação; Conteúdo: Perfil empreendedor; Identificação de oportunidades de Organização dase ações de pós-venda. negócios; Análise de mercado financeira; Concepção dos produtos e serviços; Orientação para elaboração do Plano de Negócios.

340,00


28 O LOJISTA n novembro 2016

O lojista Novembro  
O lojista Novembro  
Advertisement