Page 1

O LOJISTA

Ano XXXVIII | www.cdlniteroi.com.br

MARÇO 2018 | EDIÇAO #575

N I T E R Ó I

Dia do Consumidor

Confira as dicas da CDL para tornar essa data ainda mais especial

Empoderamento feminino

Mulheres ocupam 44% das vagas no mercado formal

Consumidores mais experientes SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA PARA ATENDER ESSE PÚBLICO COM GRANDE PODER DE COMPRA? FEVEREIRO 2018

CDL NITERÓI

1


E xam s de Imagem e Cardiol gicos

2

CDL NITERÓI

FEVEREIRO 2018


Editorial

De Utilidade Pública: Estadual, Lei no 5579/65 / Municipal, deliberação no 2539/65 CONSELHO SUPERIOR Presidente: Joaquim Manuel de Sequeira Pinto Vice-presidente: Ademir Antunes Carvalho MEMBROS DO CONSELHO SUPERIOR Antonio Carlos Costa Pires, Domingos de Carvalho Rodrigues, Elida Gervásio Gouvêa, Fabiano Gonçalves, Ithamar Torres Macen, Orlando Cerveira Francisco, Oswaldo Rodrigues Viera, Roberto Maurício Rocha, Ruan Carlos Teixeira de Oliveira, Salomão Guerchon DIRETORIA ADMINISTRATIVA Presidente: Luiz Vieira. Vice-presidente: Manoel Alves Junior. Diretores: Claudio Fonte Boa Pereira, Jorge Ivan Campos da Silva, Jorge Gentile, Jorge Luiz Amorim Carvalho, Luiz Guilherme Cortes Guedes, Omario Marcelino Neiva Filho, Rogério Rosetti, Sidney Moyses Vianna Freire. Suplentes: Joaquim Ferreira Dias e Luiz Vasconcelos de Lima CONSELHO EDITORIAL Luiz Vieira e Joaquim Pinto SERVIÇOS DA CDL Serviço de Proteção ao Crédito, Serviço de Relações com Usuários, Central de Informações, Central de Cadastro, Central de Processamento de Dados, Assessoria Técnica, Consultoria Jurídica, Serviço de Documentação e Divulgação e Serviço de Administração COORDENAÇÃO Kelly Goldoni - MTE: 34527/RJ Redação: Goldoni Comunicação Diagramação e Arte: Alyne Gama Jornalistas: Paula Valviesse e Suzana Moura Edição: Priscila Oliveira Fotos: Divulgação CDL Niterói Publicação dirigida da CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE NITERÓI, contendo legislação, índices econômicos e condensado de notícias e informações de interesses do comércio lojista. Distribuição: Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associações Comerciais, Federações do Comércio, Sindicatos e demais entidades de classe do País, identificadas com as atividades do comércio, bem como empresários e executivos especialmente cadastrados. O LOJISTA utiliza as seguintes fontes para editar o condensado de notícias: O Globo, Jornal do Commercio, A Tribuna, O Fluminense e Diários Oficiais. Os índices, estatísticas e projeções são cuidadosamente compilados, de acordo com os últimos dados disponíveis no fechamento da edição. O uso dessas informações para fins comerciais e de investimentos é de exclusiva responsabilidade e risco dos seus usuários. IMPORTANTE: As matérias assinadas são de respnsabilidade de seus autores. ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói, RJ - CEP: 24210-000 / Tel.Fax: (21) 2621-9919 IMPRESSÃO Gráfica Primil (21) 3078-4300 Circulação Mensal Nacional | Tiragem: 5.000 exemplares

Consumidor em foco O mês de março chega com muitas datas comemorativas importantes. Começamos com o Dia Internacional da Mulher, 8, quando celebramos as conquistas por melhores condições de vida e trabalho, do direito ao voto à ascensão no mercado, onde cada dia mais elas vêm ganhando espaço. E Niterói possui muitos exemplos de profissionais bem sucedidas, por isso aproveitamos o estudo recente da consultoria internacional J. Walter Thompson (JWT), que mostra que em 2017 as mulheres passaram a Luiz Vieira Presidente ocupar 44% das vagas no mercado formal, para trazer algumas histórias das empreendedoras da nossa cidade. No dia 15 celebramos o Dia do Consumidor, data na qual devemos exaltar a relação do comércio com o cliente. Para o período, vale investir em promoções, inovações, tudo para estreitar a relação com o consumidor, que é o eixo que movimenta os nossos negócios. Pensando nisso, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói decidiu reunir algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença nesse momento especial. E se o consumidor é o que nos move, devemos então estar atentos aos seus perfis. Por isso, nesta edição da revista O Lojista damos foco ao público com 50 anos ou mais. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que em 2045 esse nicho representará metade da população brasileira atual. Com esses números fica a pergunta: você está preparado para atender esse público? Então venha conhecer um pouco mais sobre esse perfil de cliente, seus hábitos de consumo e a forte presença no mercado. E para concluir, apresentamos algumas iniciativas da entidade, que nos últimos meses vem promovendo diversas reuniões para discutir questões relacionadas ao comércio. Pudemos junto com o secretário municipal de Ordem Pública (Seop), Gilson Chagas, programar ações para coibir o comércio ambulante ilegal. E em parceria com o Conselho Comunitário de Segurança de Niterói (CCS) montamos um grupo de trabalho para levantar propostas de prevenção ao roubo de carga. Vale a leitura! Vamos em frente!

FEVEREIRO 2018

CDL NITERÓI

3


Índice

MARÇO 2018

#575

24

Empreendedorismo feminino em alta

Café Empresarial destaca o planejamento estratégico

16

CAPA

Como as empresas estão se adaptando ao público mais experiente 4

CDL NITERÓI

07

FEVEREIRO 2018

Dicas para tornar o Dia do Consumidor ainda mais especial

GESTÃO

10

26

Design Thinking: Jorge Elias Milhem fala sobre a busca por soluções


FEVEREIRO 2018

CDL NITERÓI

5


CAFÉ EMPRESARIAL

Planejamento estratégico

é destaque no Café Empresarial da CDL “Se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve”. A frase do matemático e romancista, entre tantos outras tantas outras qualificações, Lewis Carroll, foi usada por Jorge Elias Milhem, palestrante convidado para o Café Empresarial da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), realizado nesta terça-feira, 6, em Itaipu, na Região Oceânica de Niterói, para abrir o tema do encontro: planejamento estratégico. Após citar o trecho do livro Alice no País das Maravilhas, o palestrante, que é economista e especialista em planejamento e Comércio Exterior, entrou no tema explicando que o planejamento estratégico – e não simplesmente planejamento – é fundamental, porque, segundo ele, hoje vivemos em um ambiente “VUCA”. Ainda de acordo com Jorge, o termo, nascido no âmbito militar e que traduzido do inglês define um ambiente volátil, incerto, complexo e ambíguo (Volatile, Uncertain, Complex, Ambiguous), estabelece a grande realidade do mercado atual, e que para se estabelecer nesse ambiente, saber planejar é um grande requisito. “Não bastasse esse ambiente, que é considerado normal pelos especialistas, e para o qual precisamos

6

CDL NITERÓI

MARÇO 2018

nos adaptar, ainda temos os problemas políticos e econômicos do país. E é somente por meio do planejamento estratégico que se torna possível definir aonde você quer chegar em meio a tanta incerteza. E quando falo em planejamento costumo extrapolar o padrão ‘missão, visão, valores’ a ponto de questionar, inclusive, sobre lucratividade, conhecimento dos funcionários sobre as metas da empresas, etc.”, destacou o palestrante. Para fechar, o economista apresentou aos participantes do Café algumas plataformas digitais que podem auxiliar os empresários na construção de seus planejamentos estratégicos, de forma prática e assertiva.


POSSE

Nova diretoria da CDL Niterói

toma posse A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói realizou no dia 25 de janeiro, na sede da entidade, a cerimônia de posse da Diretoria Administrativa, Conselho Superior e CDL Jovem para o triênio 2018/2020. Luiz Vieira e Manoel Alves Júnior foram anunciados presidente e vice, respectivamente, pelo presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado do Rio de Janeiro (FCDL), Marcelo Mérida. Deixando o cargo, Fabiano Gonçalves agradeceu pela parceria de quase sete anos e desejou boa sorte aos novos representantes. “Essa noite eu não falo mais como presidente da CDL, estou aqui como amigo. Lembro-me quando há sete anos fui empossado, da felicidade por poder representar essa entidade tão importante não só para o comércio, mas para a cidade de Niterói. Sabemos que a nossa vida como líderes de classe é muito árdua, mas é gratificante quando terminamos nosso mandato e passamos o bastão para alguém melhor que a gente. Ao meu amigo e companheiro Luiz Vieira e aos novos diretores, eu só tenho a desejar muitas conquistas”, declarou o ex-presidente. A história da CDL, que em maio deste ano completa 60 anos, foi um dos grandes destaques da noite. Sua representatividade e importância foram lembradas na mensagem gravada pelo deputado estadual e presidente da Comissão de Economia, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Waldeck Carneiro, que destacou a força do setor varejista para a manutenção da economia, e no discurso do secretário-executivo da Prefeitura de Niterói, Axel Grael. “Em nome do prefeito Rodrigo Neves, quero saudar a nova diretoria. Esta casa é dos dirigentes lojistas, mas também é de Niterói, um espaço que formula ideias para

a cidade, e repercute e endossa as políticas públicas junto com a prefeitura, para que consigamos aumentar os estímulos para a economia e para que a cidade cresça por meio do empreendedorismo. Agradeço por todo apoio que recebemos, e afirmo que a prefeitura está à disposição para continuarmos com essa parceria”, disse Grael. As parcerias conquistadas pela entidade ao longo desses anos foram reafirmadas também pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), nas palavras do gerente regional Américo Diniz Neto, e pela FCDL, no discurso de posse de Marcelo Mérida: “Luiz, quero dizer que a nossa federação estará sempre com as portas abertas e para todas as reivindicações e solicitações da CDL”. Encerrando a cerimônia, o presidente Luiz Vieira agradeceu a todos pelo carinho e apoio: “Primeiramente, gostaria de agradecer a Deus por estar aqui hoje e pelo privilégio de ser escolhido para representar a CDL. Agradeço também a todos que confiaram em mim e indicaram meu nome como presidente, a minha família e aos meus amigos e irmãos Joaquim Pinto, com quem muito aprendi, Ademir Carvalho, que foi quem me trouxe para a entidade, e Fabiano Gonçalves, para quem tenho orgulho de dizer que participei do sucesso de sua presidência”. O presidente destacou ainda a relevância de uma boa equipe para o desenvolvimento de ações em benefício do comércio e da cidade: “Minha equipe de diretores e eu estamos a menos de um mês representando a CDL e já tivemos muitas demonstrações do quanto eles estão comprometidos, do quanto querem ver a entidade crescer. Também tenho visto o mesmo engajamento dos funcionários desta casa. Vamos trabalhar juntos, buscar melhorias juntos”. MARÇO 2018

CDL NITERÓI

7


CDL JOVEM

A força econômica da terceira idade e seu crescimento populacional A população da terceira idade tem tido cada vez mais representatividade na economia. Isto se deu não apenas pelo fato deste público estar em constante crescimento devido à melhora da expectativa de vida, mas também por fatores financeiros, que permitiram que as pessoas se preparassem economicamente para viver uma vida melhor após os 60 anos, circunstâncias estas observada por muitas empresas. A evolução da expectativa de vida foi o fator fundamental para a ampliação e desenvolvimento deste nicho populacional. Em virtude de uma sequência de acontecimentos, que vão desde o progresso da medicina e da indústria farmacêutica, até todo um acesso à informação, como, por exemplo, as políticas públicas de prevenção, fizeram com que as pessoas tivessem cada vez mais cedo acesso a práticas que proporcionassem viver mais, o que gradativamente foi garantindo com que mais pessoas ascendessem a este segmento da população. Por outro lado, a condição que explica o potencial econômico deste grupo dá-se pela prosperidade do capitalismo, que gerou todo um desenvolvimento de mercado, permitindo não só o aparecimento de indústrias e empresas direcionadas a atendê-lo, mas também por proporcionar toda uma transformação social de pen-

samento, que em vista deste sistema econômico, possibilitou a melhora do uso do dinheiro, tornando-o mais consciente, o que consequentemente, assegurou a conquista de uma vida melhor. Sendo assim, diante da existência da perspectiva de que se pode viver mais, com qualidade, mesmo que se envelheça, é natural que as pessoas pensem em uma vida futura. No entanto, visto que hoje a terceira idade tem pleno alcance ao conhecimento e a informação, é importante que as empresas aprofundem não apenas a oferta, como também, inovações de produtos e serviços que visem atender melhor, de maneira progressiva a este grupo, pois inevitável e felizmente esta população só tende a aumentar.

Por Juliano Gentile CDL Jovem

8

CDL NITERÓI

MARÇO 2018


CURTAS + CAPACITAÇÃO

CDL promove cursos gratuitos para associados A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), está organizando uma série de capacitações para empresários e funcionários do comércio local. O calendário do primeiro semestre começa com o curso “Como Atrair, Conquistar e Manter Clientes”, que acontece no dia 27 de março, às 18h30, na sede da entidade.

A capacitação é voltada para empresários, que também poderão inscrever seus funcionários para melhorar o desempenho da sua equipe de vendas. O curso custa R$ 90 por pessoa. Mas para os associados CDL a participação é gratuita. As vagas são limitadas, as inscrições podem ser feitas na sede da entidade, localizada na Rua General Andrade Neves, 31. E também pelo endereço de e-mail comercial@cdlniteroi. com.br ou pelo telefone (21) 2621.9919.

Clientes deixam de comprar por

50 Maiores Marcas de Franquias no Brasil A Associação Brasileira de Franchising (ABF) lançou a 2ª edição do estudo sobre as 50 Maiores Marcas de Franquias no Brasil. Entre os destaques do levantamento, estão as redes localizadas em postos de gasolina ou ligadas a serviços automotivos, que cresceram e ficaram entre as 10 maiores, além do fortalecimento de alguns segmentos ligados ao consumo, como é o caso de Alimentação, Saúde, Beleza e Bem-Estar, além de modelos alternativos de ponto de venda. Mais informações: www.abf.com.br.

Curso de Capacitação: Como atrair, conquistas e manter clientes. Data: 27/03/2018. Horário: 18h30. Local: CDL Niterói – Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói. Valor: R$ 90. Associados grátis. Inscrições e informações: comercial@cdlniteroi.com.br ou pelo telefone (21) 2621.9919.

Dia Mundial da Água

falta de estacionamento

Não ter onde estacionar o veículo pode ser um fator fundamental para a decisão de compra de algumas pessoas. Isso é o que revela a pesquisa inédita realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) sobre os impactos da mobilidade urbana no varejo, realizada em todas as capitais e divulgada em janeiro deste ano. Segundo o estudo, mais da metade das pessoas (52%) que possuem veículos no Brasil já deixou de comprar algo por não conseguir estacionar o carro ou a moto próximo ao comércio. Já 42% dos entrevistados, se recusam a fazer compras em lojas que não possuem fácil acesso a transporte público, e quase um terço (28%) admite que aproveita a hora do almoço durante a semana para passear, ver vitrines e realizar compras. Mais informações: www.spcbrasil.org.br.

Serviço

Celebrado no dia 22 de março, o Dia Mundial da Água vem se estabelecendo como uma data de grande importância, principalmente porque traz à tona discussões relevantes sobre problemas como a poluição, a escassez e a má gestão do recurso fundamental para a existência da vida humana. E este ano não seria diferente. Entre os dias 18 e 23 de março, será realizada, em Brasília, a 8ª edição do Fórum Muxndial da Água, maior evento global sobre o tema, organizado pelo Conselho Mundial da Água, organização internacional que reúne cerca de 400 instituições relacionadas à temática de recursos hídricos em aproximadamente 70 países. Esta será a primeira vez que o Hemisfério Sul receberá o encontro mundial, que buscacontribuir para o diálogo do processo decisório sobre o tema em nível global, visando o uso racional e sustentável da água. Mais informações: www.worldwaterforum8.org.

Janeiro 2018 • FGS Comercial e Serviços Técnicos Eletrônicos Ltda • Liderforte de Niterói Locação e Terceirização

• Enfoque Artes Ltda • Buffet e Pensão Lajianos Ltda • Editora Protech de Niterói Ltda

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

9


10

CDL NITERÓI

FEVEREIRO 2018


DIREITO TRIBUTÁRIO

Excesso de obrigações

acessórias e burocracia: os desafios do empresariado

brasileiro

Os empresários brasileiros são obrigados a se reinventar todos os dias, pois são eles os responsáveis pelo investimento em seus negócios, inclusive, correndo o risco de conseguir ou não sucesso em suas atividades, portanto deveriam receber um melhor tratamento do Estado. Infelizmente, a vida fiscal das empresas está ficando cada vez mais complicada e difícil, haja vista a enorme quantidade de obrigações acessórias que são imputadas às empresas. Por consequência, existe a necessidade cada vez maior da contratação de pessoal para atuar na área contábil, o que impacta negativamente as receitas de toda e qualquer empresa, que poderia estar investindo em áreas que possam ampliar o seu ramo de negócio, sem contar o tempo despendido na realização dessas tarefas. Dentre as inúmeras obrigações acessórias criadas pelo Fisco, a Receita Federal implementou o Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) para uma quantidade cada vez maior de empresas, que iniciou com aquelas de acompanhamento diferenciado. Em seguida, foi a vez das optantes pelo regime de lucro real e presumido, e, agora, aquelas do Simples, isso sem contar com o e-Social e o e-Financeira. Sanções pelo descumprimento das obrigações acessórias são desproporcionais, pois são oriundas de um excesso de burocracia, e não me restam dúvidas de que deveriam ser minimizadas. Porém, o mais adequado seria a criação gradual de um mecanismo para dispensar as empresas das obrigações acessórias. Outro ponto que merece destaque refere-se ao fato de que o Brasil pouco tem buscado medidas para redu-

zir a burocracia, um dos motivos para a perda da nossa competitividade no mercado e a grande dificuldade para se fazer negócios, basta uma comparação com países mais competitivos. O governo tem a obrigação de investir em tecnologia, pois trata-se de uma ferramenta essencial para termos um país menos burocrático, e que permite simplificar o processo para conseguirmos fazer um grande número de operações com mais celeridade e simplicidade. Abrir uma empresa no Brasil leva, em média, 80 dias, mais que o dobro do resultado da América Latina (32), e expressivamente mais que vizinhos, como Peru (26), Colômbia (9) e Chile (6), sendo que o Brasil é uma das maiores economias do mundo, e, caso esses entraves fossem reduzidos, certamente estaríamos numa posição mais privilegiada.

Por Ivan dos Santos Gonçalves. Advogado Tributarista Conselheiro e Presidente da Comissão de Assuntos Tributários da OAB-Niterói

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

11


DIA DO CONSUMIDOR

Negócios de sucesso são

os que colocam o cliente

em primeiro lugar Um bom relacionamento com o cliente é fundamental para o sucesso de qualquer empreendimento. E no dia 15 de março, Dia do Consumidor, celebramos essa relação. Para tornar esse momento ainda mais especial, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói traz algumas dicas simples, que podem estreitar os laços com a sua carteira de clientes e também atrair novos consumidores.

1. Fortaleça seu canal de comunicação com o cliente Segundo o Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (IBEVAR), os fatores que impactam a efetivação da compra são os estímulos ao consumo somados as condições econômicas e ao ânimo do consumidor. Celebrar o Dia do Consumidor com a sua cartela de clientes pode ser uma forma de estreitar os laços de fidelidade e promover esse estímulo. Entre em contato com os seus clientes, produza um cartão de felicitações, chame de volta aquele consumidor que não frequenta seu estabelecimento há algum tempo. Isso pode ser feito através de mensagens postadas nas suas redes sociais, no site da empresa, por envio de e-mail marketing, elaboração de campanhas. O importante é mostrar que o seu empreendimento acredita que esta é uma data importante e que está se preparando para comemorá-la.

12

CDL NITERÓI

MARÇO 2018


DIA DO CONSUMIDOR

Abra um canal para receber sugestões, críticas e elogios. Essas informações, além de aproximar o cliente, que saberá que a empresa se importa com a sua opinião, também permitirão o desenvolvimento de novas ações.

momento em que atendimento é sinônimo de relacionamento, então não podemos deixar que o consumidor entre na loja e saia com a sensação de que não recebeu a atenção devida, independente da efetivação ou não da compra.

2. Inove nas promoções

5. Esteja atento as suas obrigações legais

De acordo com a Câmara Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), as datas especiais são responsáveis por mais de 30% do faturamento das empresas. Porque não aproveitar o Dia do Consumidor para fortalecer a experiência de compra? Promoções atraem os consumidores, então analise seu estoque, avalie o que pode ser feito, desde um frete gratuito até descontos. Faça com que os seus clientes se sintam especiais, ofereça algo especial para aqueles que sempre dão preferência a sua empresa, promova descontos específicos para quem realizar a primeira compra no seu negócio, fortaleça os laços já existentes e crie oportunidades para os novos, é importante mostrar ao cliente que ele é o maior beneficiado neste dia especial.

3. Promova sorteios Nessa data muitos comerciantes preparam ofertas especiais, válidas pelo dia e até mesmo estendidas por uma semana ou durante todo o mês de março. Uma forma de ampliar as promoções é através de sorteios, escolha um brinde, promova um cadastrado de todos os que efetuarem compras no Dia do Consumidor e estabeleça uma data para o sorteio. Essa ainda é uma forma de fazer com que o cliente retorne a loja.

4. Oriente bem a sua equipe Um atendimento de qualidade faz toda a diferença na experiência de compra do consumidor. Certifique-se de que a sua equipe está preparada para receber os clientes: conhecendo bem os produtos e a missão da empresa; sabendo lidar com o cliente. Estamos em um

Todos os seus produtos ao alcance dos clientes estão precificados e com as devidas informações? Você tem certeza de que poderá cumprir com entrega? Tem conhecimento sobre a política de trocas de devoluções? Vale lembrar que essa não é uma data qualquer e estar bem informado e de acordo com as especificações do Código de Defesa do Consumidor é sempre fundamental.

6. Promova a data nas suas redes sociais Não podemos ignorar o poder das redes sociais. Promova postagens nas páginas da sua empresa, divulgue a data e também o que a empresa está preparando para o período, interaja com os seus clientes. E o mais importante, seja atencioso e sempre responda as demandas, críticas e sugestões. Mantenha proximidade também no meio virtual.

7. Decore sua loja de uma forma especial Datas comemorativas pedem uma decoração especial, sejam enfeites ou anúncios (bem produzidos) sobre as promoções, mostre que esse não é um dia como outro qualquer.

8. Inclua brindes com a cara da sua empresa Seu cliente foi bem recebido, homenageado, devidamente atendido e a compra foi efetuada. Porque não ampliar essa relação incluindo uma última lembrança da sua empresa na sacola? Imã, cartão fidelidade, flores, explore o que há de melhor no seu segmento e use isso a seu favor, mas lembre-se é preciso ser visto para ser lembrado, então estabeleça uma lembrancinha minimamente durável.

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

13


Parcele até 70% do seu curso

depois de formado, sem juros. 1

O PEP e suas modalidades (PEP 25, PEP 30 e PEP 50) estão disponíveis para determinados cursos da modalidade de ens 70% do curso após a formatura se aplica a cursos elegíveis e com vagas ao PEP 25. O pagamento pelo aluno terá como semestre letivo cursado, sendo que o aluno pagará mensalmente considerando a mensalidade referência do curso: (i) n (3º e 4º semestres letivos), o valor de 35%; e (iii) após a conclusão do curso, 70% da última mensalidade vigente do c cada mensalidade durante o(s) semestre(s) letivo(s), até quitação integral do saldo devedor, em tantas parcelas qua Medicina Veterinária. Mais informações sobre o PEP, condições do parcelamento, unidades participantes, elegibilidade, d possui um regulamento próprio) no site vestibulares.br/regulamentos. Estas condições podem ser alteradas sem aviso 14 CDL NITERÓI FEVEREIRO 2018 alunos matriculados na instituição. 1


Vestibular 2018 Exclusivo Sistema de Ensino Aulas em que você pratica situações reais da profissão. Canal Conecta2 Site gratuito com milhares de vagas de emprego.

UNIDADE NITERÓI Av. Visconde do Rio Branco, 123, Niterói Tel.: (21) 3803-0664

anhanguera.com

sino de graduação presencial e se aplicam apenas para alunos calouros em 2018 (1º semestre letivo). O pagamento de o base o valor da mensalidade referência do curso (Preço Bruto) vigente à época de cada vencimento da mensalidade no no 1º ano do curso (1º e 2º semestres letivos), o valor de 25%; (ii) nos demais semestres, a partir do 2º ano do curso curso, corrigido o saldo devedor, anualmente, pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), desde o vencimento de ntas forem necessárias para esta quitação. Esta oferta não está disponível para os cursos de Medicina, Odontologia e disponibilidade e pagamento podem ser consultadas diretamente nas unidades ou nos regulamentos do PEP (cada PEP prévio ou a oferta pode ser suspensa pela IES a qualquer momento. 2 A plataforma Canal Conecta é de uso exclusivo de FEVEREIRO 2018

CDL NITERÓI

15


CAPA

Público mais maduro deve ser visto sob outro olhar Estudo aponta que população com 50 anos ou mais se destaca pelo forte potencial de consumo Não é necessário muito esforço para perceber que a população brasileira está envelhecendo, e números que comprovam este cenário não faltam. De acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), estima-se que em 2045 as pessoas com 50 anos ou mais representarão metade da população brasileira atual, ou seja, serão 93 milhões de brasileiros. No entanto, você está preparado para atender este público? Já procurou se informar sobre as necessidades e preferências do único segmento que deve continuar crescendo de maneira estável, independentemente de crises? 16

CDL NITERÓI

MARÇO 2018

Atentos a essa nova realidade, o Instituto Locomotiva, formado por uma equipe multidisciplinar composta por antropólogos, economistas, sociólogos e profissionais da área de comunicação social, desenvolveu o projeto LongerAtividade, em que foram ouvidas 1.650 pessoas em todo o país. O estudo tem como objetivo entender os efeitos do envelhecimento da população brasileira e mapear as oportunidades de atuação, tendo como foco este público mais maduro, nos dias atuais e no futuro. “Com a diminuição do ritmo do crescimento populacional e o gradual envelhecimento da população,


CAPA

a geração brasileira com mais de 50 anos é a única fazer as atividades na academia, uma vez por semana camada que permanecerá crescendo nas próximas corro 7 km com a equipe de lá, e não tenho nenhuma décadas. Isso abre oportunidades econômicas e tam- alteração. Procuro me alimentar bem, fazer checkup bém demandas por políticas públicas. A sociedade e respeitar as minhas limitações para evitar lesões. brasileira, no entanto, ainda carece de um melhor Sei que a idade chega para todo mundo, mas hoje espreparo para administrar essa situação. A própria tou retardando os remédios que terei que tomar no pauta da reforma da Previdência não contempla as futuro”, ressalta Olson que, em dezembro, participou transformações do mercado de trabalho para quem da BravusRace, uma das mais desafiadoras corridas tem 50 anos ou mais”, destaca Renato Meirelles, pre- de obstáculos do país. sidente do Instituto Locomotiva. O material mostrou que houve uma mudança signi- Público com 50 anos ou mais desbrava o ficativa no caráter simbólico do envelhecimento, tendo mundo on-line em vista que a imagem de uma pessoa que passou dos O estudo também apontou que eles também estão 50 anos hoje já não condiz mais com a que era do pas- mais antenados, tendo em vista que, nos últimos 8 anos, sado. Eles mesmos se veem mais experientes, ativos e o Brasil ganhou mais de 4 milhões de internautas com capazes e, de acordo com os números levantados, 64% 60 anos ou mais.Vale ressaltar que a terceira idade modos brasileiros com 50 anos ou mais são responsá- vimenta, por ano, em torno de R$ 330 bilhões em comveis pela maior parte da renda da casa, e 36% ainda pras on-line. De fato, essa parcela da sociedade, com está no mercado de trabalho. Atualmente, o Brasil tem 50 anos ou mais, ainda é fisicamente e economicamente 54 milhões de pessoas com 50 anos ou mais (1/4 da ativa, no entanto, sente-se desassistida. Deste grupo, população), que movimentam R$ 1,6 trilhão por ano. apenas 1/4 dos brasileiros possui plano de saúde, emPara Ilma Dias, consultora de bora estejam mais preocupados Marketing e Vendas da academia com a saúde do que 10 anos BodyClass Fitness Center, locaatrás, além de considerarem os lizada no Centro de Niterói, esse gastos com impostos muito altos. panorama é uma realidade na Na área de Serviços, de acorempresa, tendo em vista que há do com Renato Meirelles, o proalgum tempo já vem sendo perblema não está na existência, cebida uma procura maior por ou não, de atividades para este parte desse público. “Notamos público, mas na falta de peressa diferença desde que abricepção da sociedade de forma mos a academia, em 2016, e hoje, geral e, consequentemente, das cerca de 30% dos nossos alunos empresas prestadoras serviços se enquadram nesse perfil. A com relação ao potencial dessa motivação principal é sempre a parcela da população. “Isso leva preocupação com a saúde, pois a uma perda de oportunidade. existe um interesse por maior Não estamos acostumados a ver qualidade de vida, com o objetivo essa faixa etária da população, “A geração brasileira de melhorar a funcionalidade do por exemplo, nas propagandas corpo”, explica Ilma. de vestuário, alimentação, aucom mais de 50 anos Aluno da BodyClass Fitness tomóveis etc. Eles não se veem Center há quase dois anos, Olrepresentados como consumié a única camada que son Carvalho de Freitas, de 55 dores que são. E, no entanto, se permanecerá crescendo anos, é praticante de esportes fossem considerados um país, o desde a juventude, e hoje marca potencial de consumo os colonas próximas décadas” presença na academia pelo mecaria na 16ª posição em termos nos quatro vezes por semana de consumo mundial. Além isso, para fazer musculação e treia renda média dos brasileiros namento funcional. Os hábitos com 50 anos ou mais é 40% aciRenato Meirelles, saudáveis, além de lhe rendema da renda média nacional”, rem um bom condicionamento ressalta o presidente do Institupresidente do Instituto físico, permitiram ao profissioto Locomotiva. nal autônomo, mesmo acima Apesar de muitas pessoas Locomotiva dos 50 anos, não necessitar de acima dos 50 anos terem uma nenhum medicamento. “Além de atividade profissional, Meirelles MARÇO 2018

CDL NITERÓI

17


CAPA

também chama a atenção para a inclusão desta parcela no mercado de trabalho. “O Brasil já tem um programa de políticas públicas para a criação do primeiro emprego, mas não tem o do último emprego. Portanto, é preciso que um conjunto de políticas públicas seja pensado para manter a empregabilidade e incentivar o empreendedorismo para essa camada populacional - que só cresce -, pois muitos já estão lidando com profissões que nem existiam quando começaram no mercado de trabalho”, finaliza. Para saber um pouco mais sobre essa parcela da população, confira abaixo outros dados do estudo LongerAtividade:

Pessoas com 50 anos ou mais • Políticas Públicas • 34% têm medo de ficar doente • 26% têm medo de morrer

• • • • •

• • • •

Dos brasileiros com 50+ que estão ocupados 36% trabalham por conta própria 32% são empregados do setor privado 15% são funcionários públicos 9% são trabalhadores domésticos 8% são empregadores Das pessoas que acessam a internet: 98% acessam o Facebook 40% acessam o Whatsapp 20% acessam via Smartphone 87% acreditam que a internet mudou sua vida para melhor

Vida Social - Atividade que realizou no último mês: • 66% receberam amigos em casa • 26% jantaram fora

18

CDL NITERÓI

MARÇO 2018

Aos 55 anos, Olson cultiva hábitos saudáveis e pratica esportes, levando uma vida ativa e sem medicamentos’

• 27% foram ao salão de beleza (mulheres) • 47% afirmar estar viajando igual ou em maior quantidade comparado há 10 anos • 9,1 milhões praticaram algum esporte no último mês Entre quem têm 50 anos ou mais: • 85% acreditam que tudo sempre tem um lado positivo • 57% dizem que trabalho vem sempre em primeiro lugar • 38% dizem querer experimentar coisas novas o tempo todo

• • • • • •

Intenção de compra 29% Móveis 15% Viagens nacionais 12% TV de plasma, LCD ou LED 12% Geladeira 9% Notebook 6% Tablet


REUNIÃO ENTRE CDL E SEOP

Ordenamento e mobilidade são temas de reunião

realizada pela CDL Preocupada com o problema dos ambulantes ilegais em Niterói, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) promoveu em janeiro uma reunião com o secretário municipal de Ordem Publica, coronel Gilson Chagas. O encontro teve como objetivo discutir soluções conjuntas para a questão da comercialização de produtos sem apresentação de nota fiscal e de procedência duvidosa por pessoas não legalizadas junto a prefeitura da cidade. “Apresentamos as nossas preocupações, mas o mais importante é que pudemos questionar sobre como a CDL pode colaborar com o trabalho da secretaria e com a atuação da guarda municipal”, ressaltou o presidente. Entre as alternativas levantadas para a resolução do problema, ficou definida a parceria com a Associação de Vendedores Ambulantes de Niterói para a avaliação da uniformização dos trabalhadores legalizados e a intensificação das fiscalizações, com base nas denúncias feitas pela população. A CDL também se comprometeu a atuar junto aos comerciantes no cumprimento das normas de utilização do espaço público, orientando sobre excessos e a disposição de produtos, mesas, cadeiras e propagandas em locais irregulares. “A Câmara também pode colaborar com a divulgação da central de emergência do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), por meio do número 153. Esse é um canal muito importante e sério, que está à disposição do cidadão. Sempre que recebemos uma denúncia, abrimos uma ocorrência e deslocamos uma equipe ao local”, explicou Chagas.

Outra medida de comunicação proposta pela entidade foi a criação da Ouvidoria do Comércio, um serviço que está previsto no planejamento da nova diretoria administrativa e que servirá como fonte de informação para a SEOP e demais órgãos de ordenamento e segurança da cidade. “Sabemos que a questão do desemprego é complicada, mas não podemos permitir que as pessoas simplesmente decidam ir para a rua e montem a sua barraca, já que muitos desses produtos não possuem nota fiscal, podendo ser oriundos da prática de roubo, especialmente roubo de carga, um grande problema que estamos enfrentando no quesito segurança pública”, comentou Luiz.

Vagas ociosas para novos ambulantes De acordo com o último cadastramento realizado pela SEOP, cerca de 600 pessoas atuam de forma legalizada no município, o que na visão da CDL e da secretaria é um avanço importante para o comércio local. Segundo o secretário, as ações de cadastramento têm sido amplamente divulgadas e a resposta dos trabalhadores é positiva. Além disso, de acordo com Chagas, existem vagas ociosas para autônomos em algumas praias da cidade e também em diversos bairros, contudo, muitas pessoas que trabalham de forma ilegal não querem se regularizar, preferindo insistir no esquema “perde e ganha”, com atuação em grande parte do Centro e Icaraí.

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

19


20

CDL NITERÓI

FEVEREIRO 2018


COLUNA POLÍTICA

Mulher todo dia Olhando assim de fora, parece fácil... Bonitas, cheirosas, charmosas... Mas, por dentro, não é mole não... Ser mulher significa desde o princípio ser boa filha e aluna, cuidar dos pais, e, avançando na história, na maioria dos casos: boa mãe. Para as que já são mães, é fácil afirmar que essa não é uma tarefa para a qual nos prepararam na escola. Até deveria ser, dada a responsabilidade que é criar outro ser humano. Visto isso, mas não superado, porque ser mãe é para todo o sempre, vem ainda a parte do trabalho. Um novo e imenso desafio a ser desbravado, uma vez que todas as outras funções são cumulativas. E hoje nos é esperado sucesso profissional com recebimentos iguais aos dos homens. Tarefa para poucas. Definitivamente. Some-se a toda a lista acima ter que ser bonita, m-a-g-r-a e eternamente jovem! Aos homens leitores, talvez soe impossível, mas as companheiras mulheres, talvez estejam rindo e batendo as cabeças numa clara demonstração de concordância e empatia, pois sabem beeeeeem do que estou falando.

Então, neste papo de Dia Internacional da Mulher, nos parece espantoso ser apenas um. Sugeriríamos a quem nos outorga apenas o dia 8 de março, que reveja seus conceitos e nos conceda mais dias talvez. E se o critério de julgamento for a quantidade de atividades e afazeres acumulados desempenhados, acho que corre o risco de ganharmos o ano todo! Viva a todas nós, mulheres de todo dia!!!

Por Cláudia Cataldi Conselheiro e Presidente da Comissão de Assuntos Tributários da OAB-Niterói

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

21


Heidelberg Speed Master 4 Cores, formato 53cm x 74cm

a melhor tecnologia

para seus

projetos

Rua São Sebastião, 36 - Centro - Niterói - RJ - CEP 24210-110 • Tels.: (21) 3078.4300 / 96450.3133 CDL NITERÓI FEVEREIRO 2018 e-mail:contato@graficapowerprint.com.br • www.graficapowerprint.com.br • www.facebook.com/graficapowerprint

22


CDL E CONSELHO

CDL e Conselho Comunitário

promovem reuniões

sobre roubo de

cargas em Niterói A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Conselho Comunitário de Segurança (CCS) de Niterói realizaram em janeiro e fevereiro reuniões para tratar do problema do roubo de cargas no município. Com presença de autoridades de segurança pública, sindicatos, comissões de segurança e ONGs, foram definidas, nos encontros, algumas propostas de prevenção e ações conjuntas de fiscalização, como a criação de um grupo de trabalho para discutir o assunto. Entre as propostas levantadas na reunião, foram decididas algumas medidas, como a criação de uma campanha de conscientização da população sobre a importância de se denunciar atividades suspeitas e de não colaborar com este tipo de atividade por meio da aquisição de produtos sem a apresentação da nota fiscal, além da análise, junto aos sindicatos patronais das Seguradoras e do Transporte de Cargas, da possibilidade de criação ou utilização de um aplicativo que facilite as denúncias. De acordo com o presidente da CDL, Luiz Vieira, o objetivo das reuniões, de avaliar a situação de Niterói com relação às ocorrências de roubos de carga que têm afetado a região de forma geral, está sendo cumprido. Segundo ele, o problema impacta na segurança do comércio e também prejudica o consumo, uma vez que tais ocorrências encarecem os preços dos seguros e do transporte, que acabam sendo repassados na venda. Além disso, Luiz Vieira destaca que o agravamento desse crime no município pode culminar em sanções por parte das seguradoras e transportadoras.

“Sabemos que os índices de roubo de carga em Niterói são incipientes, apesar de termos vistos diversos casos nas rodovias e nos municípios vizinhos, então precisamos tomar medidas preventivas para que esse problema não se agrave. Por isso, decidimos organizar essas reuniões para que a CDL possa ouvir dos principais representantes dos órgãos de segurança municipais e estaduais no em que a entidade pode colaborar”, destaca Luiz. Sobre o questionamento, o chefe da 2ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (PRF), Daniel Cerqueira Dassié, destacou que é importante que a CDL colabore com a fiscalização do comércio, auxiliando a polícia com informações que permitam um mapeamento local. Ele ainda explicou que existe uma divisão técnica dos tipos de quadrilhas que atuam no roubo de carga. “São quadrilhas especializadas, que planejam o roubo de acordo com o produto e já têm exatamente para quem comercializar o material, e os roubadores oportunistas, que despontam como mais um braço de obtenção de lucro do tráfico de drogas”, explicou Cerqueira. Ele adiantou que essa autofiscalização, por parte da entidade, servirá para identificar os comércios que colaboram com esse esquema criminoso e também a ajudar a prender essas quadrilhas especializadas: “Os roubadores oportunistas são mais fáceis de identificar, mas mesmo com uma denúncia imediata, se faz necessário planejamento para entrar em áreas de risco e recuperar a carga”, conclui. Outro ponto importante na prevenção foi a decisão de otimizar o trabalho da guarda municipal junto às delegacias distritais. Segundo o secretário municipal de Ordem Pública (SEOP), coronel Gilson Chagas, a maior dificuldade do órgão fiscalizador é que as informações sobre os roubos de cargas são limitadas, dificultando uma atuação mais incisiva da guarda. “As denúncias tratam de valores e trazem uma descrição genérica do que foi roubado. Para nós que fazemos esse trabalho de repressão dentro do município, é importante que sejam detalhados o que foi roubado, o lote, a quantidade, pois assim podemos estar mais atentos durante as fiscalizações”, disse Chagas.

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

23


DIA INTERNACIONAL DA MULHER

O Mercado é “delas”!! As mulheres estão cada vez mais presentes no mercado de trabalho e, com o passar dos anos, o crescimento dessa mão de obra cresceu deliberadamente. Em 2007, as mulheres representavam 40,8% do mercado formal de trabalho, em 2017, passaram a ocupar 44% das vagas. A consultoria internacional J. Walter Thompson (JWT) lançou o estudo “The Future 100 – 2018”, que mapeia os movimentos econômicos, sociais e comportamentais para aprimorar os negócios, e a inclusão feminina é a palavra de ordem, no espectro da diversidade. Desde as mais novas empresas de tecnologia às companhias tradicionais, há uma pressão para aumentar a diversidade em seus quadros de funcionários.

Mulheres Empreendedoras de Niterói A cidade de Niterói possui muitas mulheres empreendedoras em diversos ramos. A designer de interiores, Paula Motta, faz parte do grupo niteroiense Somos Empreendedoras, que foi fundado há um ano e hoje possui quatro organizadoras. A iniciativa promove encontros periódicos e palestras para mulheres empreendedoras nos negócios e na vida pessoal. O objetivo é realizar networking e estabelecer troca de experiências para que haja um aumento significativo de parcerias e negócios. “Após um ano de formação, o grupo já conta com 100 mulheres e possui um posicionamento expressivo na economia da cidade com cases de sucesso e palestras 24

CDL NITERÓI

MARÇO 2018

premiadas em diversos assuntos nas áreas de liderança, gestão, mídias sociais e sobre a importância da qualidade de vida para a mulher empreendedora”, conta Paula. A empresária ressalta ainda que o projeto está tendo uma aceitação grande por parte das empreendedoras da cidade, e que já está com uma proposta para a formação de um grupo no exterior. “Empreendo desde 1996 e, sem dúvida, os desafios para a mulher empreendedora são bem maiores, pois temos os compromissos familiares, a desvalorização salarial em relação aos homens, que pesam nessa trajetória, mas, em contrapartida, temos uma multifuncionalidade e uma enorme capacidade de aprendizado que nos faz vencer essas dificuldades e obter destaque e sucesso nas funções que exercemos”, ressalta a designer de interiores. No ramo da moda, também há em Niterói mulheres que fizeram acontecer, usando sua criatividade e inovação. A estilista e professora Nathalia Otero, proprietária da marca by Nathalia Otero, começou seu negócio quando ainda estava cursando a faculdade de moda. Criava algumas peças de forma despretensiosa para ela e algumas pessoas que pediam. Meses depois, começou a fazer bolsas estampadas e tudo deu tão certo que começou a receber encomendas. “Em 2008 comecei a criar roupas com uma pegada de mix de estampas, quando quase ninguém trabalhava dessa forma. Com o tempo fui me especializando e apri-


DIA INTERNACIONAL DA MULHER

morando cada vez mais a produção. Eu modelo, corto e agora mando fazer as estampas exclusivas. O que acaba sendo um diferencial, pois estamos tornando as peças cada vez mais autênticas e exclusivas. No início foi muito difícil a aceitação do público, pois trabalho somente com estampas, e percebi que as pessoas não eram tão coloridas assim. Mas hoje, elas procuram, curtem, e ajudo a colorir a vida de muita gente”, brinca Nathalia. De acordo com Nathalia, a marca já tem dado o retorno esperado, mas para ela, as pessoas ainda não dão credibilidade à mulher como gestora. “Se você acredita no seu negócio, respira e siga em frente, apesar de todas as dificuldades que surgir. Siga sua intuição feminina e lute pelo o que acredita”, diz. A mulher vem crescendo no mercado de trabalho em todos os segmentos, e no ramo da gastronomia não é diferente, como é o caso da empresária Patrícia Crespo, proprietária do Restaurante Saboreando, localizado na Região Oceânica de Niterói. Ela comenta que,com o passar de seis meses, o faturamento triplicou, e que com a crise, precisou rever muitos conceitos administrativos e conter as despesas, mas revela que o retorno do negócio é superpositivo. “As mulheres estão se tornando cada vez mais independentes e extremamente ativas, deixando de lado a vida do lar e ocupando seu espaço no mercado de trabalho, cada vez mais competentes e se tornando fundamentais na renda familiar”, destaca Patrícia. De acordo com o estudo, o olhar feminino está sendo mais valorizado e há uma maior atenção voltada tanto para as mulheres que atuam nos bastidores no cinema, mídia e fotografia quanto para saber como a influência feminina afeta essas indústrias. Evelen Gouvêa é um exemplo disso, jornalista e fotógrafa, decidiu ainda jovem o seu futuro, vendo sua mãe fotografar em estúdio e observando o trabalho. Aos 18 anos trabalhou em uma loja de fotografia e reafirmou seu desejo, porém, gostaria de cursar jornalismo para ser fotógrafa de jornal, que era seu sonho e objetivo. “Trabalho como repórter fotográfico em um jornal da cidade, além de trabalhar como freelancer para assessorias de comunicação, gastronomia e festa infantil. Para ter o retorno necessário preciso trabalhar bastante. Ainda acho mais interessante cobrar menos e trabalhar sempre. A fotografia precisa ser para todos. Satisfaço-me eternizando momentos”, diz. Evelen acredita que se impor no seu segmento de trabalho é o segredo, e que o grande trunfo para se ter sucesso nos negócios é dominar 100% o que se está fazendo. “Embora me sinta incluída e capaz, sem dificuldade alguma por ser mulher, o mercado de trabalho para a fotojornalista ainda é bem inferior ao desejado, pois ainda é dominado pelos homens. Sou a única mulher em três jornais de médio porte nas cidades de Niterói e São Gonçalo”, revela.

Patrícia Crespo

Evelen Gouvêa

Paula da Matta, Jacke Hellud, Paula Motta e Carol Siggelkow

Nathalia Otero

MARÇO 2018

CDL NITERÓI

25


GESTÃO EMPRESARIAL

Design

Thinking Pressão por resultados, desempenho maximizado, busca por prazos de entregas cada vez menores e produtividade crescente são alguns dos anseios de profissionais atuais num ambiente VUCA (já explicado em artigo anterior). O que difere o Design Thinking de outras formas de pensar soluções é a abordagem ao problema existente. Explico: é a busca por solução de problemas de forma coletiva e colaborativa, se colocando no lugar dos interessados na questão, podendo estes seremos investidores, colaboradores e, principalmente, os clientes, enfim, os stakeholders. O processo – não uma metodologia, não tem fórmulas – requer identificar e misturar as vivências, visões de mundo, procedimentos, entre outros aspectos que fazem parte da vida de cada um dos indivíduos, de forma a estabelecer uma visão mais completa na solução de problemas. Assim será mais fácil encontrar as barreiras e as alternativas a elas, graças a esta “salada” de gente - tudo junto e misturado! A forma do Design Thinking é diferenciada, mas nem por isso deixa de utilizar ferramentas já conhecidas como matriz FOFA, benchmarking, todas apoiadas em uma busca de informação abrangente. Outra questão: nunca para de buscar a melhoria dos produtos ou serviços: isso é fundamental! Contudo, uma coisa é certa: ele usa e abusa das pessoas; isto é feito através da colaboração, co-criação e

26

CDL NITERÓI

MARÇO 2018

O que é e para que serve?

compartilhamento de informações que geram conhecimento aplicado. E você? Como está lidando com sua equipe? Tem “abusado” das experiências e competências que ela tem? Tem se reunido em busca de objetivos comuns? Tem perguntado para ela como as coisas podem ser feitas melhor ou mais rápido? Se não estiver fazendo isso, está perdendo uma grande oportunidade! Quer conversar mais sobre o tema? Me contate! Como associado da CDL a primeira conversa é por minha conta! Em tempo: estamos em ano de eleições e temos de aprender a votar, definitivamente! Dois sites para consulta: www.transparencia.org.br e o www.movimentofichalimpa.com.br. Em frente!

Por Jorge Elias Milhen Consultor de Comércio Exterior CDL Niterói


FEVEREIRO 2018

CDL NITERÓI

27


28

CDL NITERÓI

FEVEREIRO 2018

O lojista março 2018  
O lojista março 2018  
Advertisement