Page 1

Niterói

N I T E R Ó I Ano XXXVIII | www.cdlniteroi.com.br

MELHORES IDEIAS Papelaria Enfoque aposta no avanço da economia e reforma a loja do Centro INOVAÇÃO

GINÁSTICA PARA O CÉREBRO

Conheça o método desenvolvido pelo Supera SEGURANÇA DO TRABALHO

EQUIPEMED

A Equipemed é uma empresa familiar e atenta aos detalhes BAIRRO

CDL NO SEU BAIRRO Associação agora têm uma diretoria e o apoio do Sebrae OUTUBRO 2019 | EDIÇÃO #594


editorial

N I T E R Ó I

De Utilidade Pública: Estadual, Lei n° 5579/65/ Municipal, deliberação n° 2539/65 CONSELHO SUPERIOR Presidente: Joaquim Manuel de Sequeira Pinto Vice-presidente: Ademir Antunes Carvalho MEMBROS DO CONSELHO SUPERIOR Antonio Carlos Costa Pires, Domingos de Carvalho Rodrigues, Elida Gervásio Gouvêa, Fabiano Gonçalves, Ithamar Torres Macen, Orlando Cerveira Francisco, Oswaldo Rodrigues Viera, Roberto Maurício Rocha, Ruan Carlos Teixeira de Oliveira e Salomão Guerchon DIRETORIA ADMINISTRATIVA Presidente: Luiz Vieira Vice-presidente: Manoel Alves Junior Diretores: Claudio Fonte Boa Pereira, Jorge Ivan Campos da silva, Jorge Gentile, Jorge Luiz Amorim Carvalho, Luiz Guilherme Guedes, Marinho Marcelino Neiva Filho, Rogério Rosetti, Sidney Moyses Vianna Freire. Suplentes: Joaquim Ferreira Dias e Luiz Vasconcelos de Lima

Perseverança

CONSELHO EDITORIAL Luis Vieira e Joaquim Pinto SERVIÇOS DA CDL Serviço de proteção ao crédito, serviço de relações com usuários, central de informações, central de cadastro, central de processamento de dados, assessoria técnica, consultoria jurídica, serviço de documentação e divulgação e serviço de administração COORDENAÇÃO Alexandre Chaves e Bruno Ferreira. Redação: Gisele Duarte. Diagramação e design: Carlo Filardi. Assessoria: Heloisa Castro. Edição: Bruno Ferreira. Fotos: Agência EPK PRODUÇÃO: FireBall Edições Ltda-ME Publicação dirigida da CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE NITERÓI, contendo legislação, índices econômicos e condensado de notícias e informações de interesses do comércio lojista. Distribuição: Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associações Comerciais, Federações do Comércio, sindicatos e demais entidades de classe do País, identificadas com as atividades do comércio, bem como empresários e executivos especialmente cadastrados. O LOJISTA utiliza as seguintes fontes para editar o condensado de notícias: O Globo, Jornal do commercio, A Tribuna, O Fluminense e Diários Oficiais. Os índices, estatísticas e projeções são cuidadosamente compilados, de acordo com os últimos dados disponíveis no fechamento da edição. O uso dessas informações para fins comerciais e de investimentos é de exclusiva responsabilidade e risco dos seus usuários. IMPORTANTE: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

Setembro foi um mês movimentado para a CDL Niterói. Os cafés empresariais, que acontecem mensalmente na Região Oceânica e na nossa sede, tiveram como tema o bem-estar do funcionário e a Lei Geral de Proteção de Dados. Apresentamos a nossa campanha do Natal Premiado, trabalhamos junto aos comerciantes da rua Marechal Deodoro para incentivar a criação de um polo. O primeiro, em Itaipu, falou sobre a importância do bem-estar do funcionário, assim como a organização do empreendimento. Já no segundo, na CDL Niterói, recebemos Laila Falconi, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/Niterói, e Walter Capanema, especialista em Direito Digital, que esclareceram o que mudará para os empresários com a Lei Geral de Proteção de Dados. Realizamos também mais uma edição do projeto “CDL no Seu Bairro”, que aconteceu na Rua Marechal Deodoro e teve como principal pauta a definição de uma diretoria para representar as demandas dos lojistas da região: André Nicolau, presidente, Graciele Davinci, vice-presidente, Marcos Vinicius Macedo e José Carlos Mourão, diretores. Também destacamos o exemplo de perseverança da papelaria Enfoque, que, superando o momento de crise financeira que assola o país, remodela sua loja do Centro de Niterói. Uma aposta na melhora da econômica, que se cruza com o propósito da CDL Niterói de desenvolver o comércio da cidade. Boa leitura. Unidos somos mais fortes.

Luiz Vieira Presidente

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói, RJ - CEP: 24210-000 / Tel.FAX: (21) 2621.9919 IMPRESSÃO: Gráfica Power Print (21) 3078.4300 Circulação mensal nacional / tiragem 5000 exemplares

03

revista cdl niterói


índice # 594

Outubro 2019 21

inovação Método promete aumento do foco, criatividade e inovação

06

café empresarial

Encontros discutem o bem-estar dos funcionários e a nova Lei de Proteção de Dados

08

24

comércio Cartão Material Escolar. Iniciativa promete estimular o comércio local

16

cndl

IV Fórum Nacional do Comércio reuniu autoridades em Brasília

nova loja

Papelaria Enfoque aposta no avanço da economia e reforma a loja do Centro

20

cdl no seu bairro

curtas

10

28

1) IV Fórum Nacional do Comércio traz mensagem otimista para economia 2) Quase 10 milhões de brasileiros devem usar FGTS para pagar dívidas, 3) Inadimplência das empresas segue em alta e cresce 3,50% em julho, 4) 40% dos usuários de cheque especial recorrem ao limite extra todos os mesescolaborativo

segurança no trabalho

Colunista do mês de Outubro

A Equipemed busca fazer a diferença na vida de seus clientesmovimentar a economia

• Fabio Siggelkow - CDL Jovem • Antonio Carlos Barragan

04

Encontros de setembro definiram a gestão da associação e tiveram a orientação do Sebrae

30

homenagem

Manoel Alves foi presidente da CDL Niterói e peça fundamental para a construção da sede


A proteção que você precisa sob medida para sua empresa. O Vida Empresarial é o seguro de vida em grupo criado, especialmente para pequenas e médias empresas, que oferece opções variadas de proteção para que você contrate de maneira fácil a melhor solução para o tamanho e o orçamento do seu negócio. Invista na sua competitividade com um plano simples de contratar que é calculado de acordo com o risco do seu ramo de atividade.

Faça uma consultoria personalizada, sem compromisso, com nossos especialistas. Mongeral Aegon Niterói – (21) 2620-9745

Central de Relacionamento: 4003-3355 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 881 3355 (todas as localidades), 0800 771 5472 (deficientes de fala ou audição) ou sac@mongeralaegon.com.br Este anúncio contém informações resumidas. Para informações completas sobre o plano, consulte as condições gerais ou o regulamento. Planos garantidos por Mongeral Aegon Seguros e Previdência S.A., CNPJ 33.608.308/0001-73. Processos SUSEP: Global Uniforme: 15414.901604/2018-18; Livre Escolha: 15414.003037/2012-47. O registro desses planos na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. O segurado poderá consultar a situação cadastral de seu corretor de seguros 05 revista cdl niterói no site www.susep.gov.br, por meio do número de seu registro na SUSEP, nome completo, CNPJ ou CPF.


café empresarial

Orientação

Encontros discutem o bem-estar dos funcionários e a nova Lei de Proteção de Dados Os tradicionais Cafés Empresariais têm como objetivo aumentar a ambiência de negócios na cidade e levar palestras de conhecimento para os empresários. Em setembro, o primeiro, na Região Oceânica, falou sobre a importância do bem-estar do funcionário, assim como a organização do empreendimento. Já no segundo, na sede da CDL Niterói, Laila Falconi, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/Niterói, e Walter Capanema, especialista em Direito Digital, esclareceram o que mudará para os empresários com a Lei Geral de Proteção de Dados. Nos Cafés, foi apresentado o Natal Premiado. O principal objetivo da CDL Niterói é representar a classe e melhorar a ambiência de negócios da cidade. Desse movimento, surge mais uma edição do Natal Premiado, que ganha fôlego com novas formulações. Esse ano, os clientes sorteados pela Caixa Econômica Federal vão receber um cartão de 500 reais outubro 2019

em compras nas lojas participantes. Além disso, a grande surpresa será o prêmio de um carro 0km. “O compromisso que já temos, e que reforçamos com o Natal, é o consumo local. Como diz o nosso slogan: Quem compra aqui, desenvolve e emprega aqui”, afirma Luiz Vieira, presidente da CDL Niterói. E, uma engrenagem fundamental para o bom funcionamento do comércio, é a equipe. É o que garante Jorge Silveira, palestrante do Café Empresarial realizado no dia três, no restaurante Noi, em Itaipu. Ele explicou a importância do bem-estar do funcionário, assim como a organização do empreendimento. O palestrante afirma que o profissional deve ser avaliado, antes de tudo, como um ser humano: “O time é composto por pessoas. Para quem é proprietário de empresas, é importante pensar nos outros. O lado emocional, muitas vezes, influencia no trabalho. Precisamos estar atentos”. 06


café empresarial

A Pirâmide de Maslow, na qual cinco categorias são apresentadas (fisiológicas, segurança, afeto, estima e autorrealização) foi apontada como um exemplo da necessidade de um equilíbrio entre diferentes pontos da vida. Como tática para o desenvolvimento dos negócios, Sergio aponta o autoconhecimento: “Se conheça e evolua em cima disso. Defina uma meta, planeje e inove”. A palestra foi seguida por uma rodada de networking, na qual os participantes têm a oportunidade de apresentar os seus negócios e trocar cartões. Do papel ao digital, os convidados já perceberam que as mídias têm um grande impacto sobre os negócios. E ao passo que a internet avança, a legislação tenta acompanhar e garantir os direitos dos usuários. A LGPD, Lei Geral de Proteção de Dados, estabelece normas sobre o tratamento dos dados, online e offline, com o objetivo de proteger os direitos fundamentais de liberdade e de privacidade da população. Para alertar empresários sobre os detalhes da nova medida, Laila Falconi, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/Niterói, e Walter Capanema, especialista em Direito Digital. palestraram sobre o assunto no Café Empresarial realizado no dia 10, na sede da CDL Niterói. A nova lei entrará em vigência em agosto de 2020, e, tendo em vista que afetará também aos empresários que utilizam dados dos seus consumidores/clientes, os advogados convidados orientam que uma pessoa com conhecimento jurídico e de normas técnicas, seja consultada para garantir que os dados sejam trabalhados em conformidade com a lei. Para, assim, adequar seu sistema de tratamento de dados pessoais de consumidores/clientes, atuando de forma diligente e consciente e, sobretudo, reconhecendo que o apoio jurídico é fundamental para diminuir os riscos. Segundo o advogado Walter Capanema, a demanda por esse tipo de serviço cresceu, uma vez que as empresas estão buscando adaptar-se à lei, que estabelece pesadas multas àqueles que atuarem em desconformidade com suas normas. Ele cita pontos de atenção como o cuidado com o Termo de Uso e Privacidade, ter consentimento dos pais e/ou responsáveis para o uso de dados de menores de idade e o direito a portabilidade. Além disso, reforça: “O consumidor tem o direito de retirar os seus dados quando assim desejar”. Além da palestra de conhecimento para empresários, o presidente também utilizou o Café Empresarial para apresentar as duas salas reformuladas em homenagem a Lúcio Azevedo e Salomão Guerchon, ex-presidentes da CDL Niterói. “Para mim, é muito emocionante fazer essa singela homenagem a esses

dois homens tão importantes para a nossa instituição. É um reconhecimento por todo o trabalho e dedicação que tiveram”, disse. Seguido pela fala de Lúcio: “Agradeço a todos pelas palmas e agradeço a Deus por todos os amigos presentes. Em especial, ao meu padrinho, Sr. Salomão”. As famílias dos homenageados também estiveram presentes para a cerimônia. 07

revista cdl niterói


comércio

Cartão Material Escolar Iniciativa promete estimular o comércio local O cartão Material Escolar, já utilizado em outras regiões do país, surge como uma possibilidade de fomentar a economia da cidade e fortalecer o comércio local. A proposta é que seja disponibilizado pela Prefeitura aos pais dos alunos da rede pública, o que possibilita a compra de materiais escolares na rede de estabelecimentos cadastrados pela Câmara de Dirigentes e Lojistas ou pela Associação Comercial da região. Atualmente, a Prefeitura abre para licitação para compra, entrega e distribuição do material, aberta a empresas de outros municípios. Com o cartão, o comércio local é beneficiado: a partir do credenciamento de estabelecimentos aptos a receberem o pagamento via cartão Material Escolar, é garantido que o aporte destinado ao programa seja injetado no próprio município, fomentando a economia local.

outubro 2019

Para fortalecer o comércio local, a Prefeitura pode estabelecer um convênio com a Associação comercial. A entidade conveniada cadastra uma rede de estabelecimentos credenciados para fazer a distribuição dos materiais escolares. Os pais ou responsáveis recebem um cartão personalizado para realizar suas compras nesta rede credenciada em um período de tempo pré-determinado. E um sistema operacional permite que a Secretaria de Educação e a Prefeitura acompanhem todo o processo com a geração de relatórios. Com isso, acabam os tradicionais e recorrentes problemas logísticos de recebimento no prazo, armazenamento e entrega dos materiais escolares. Assim, garantem-se produtos de boa qualidade aos alunos, com a possibilidade de que eles escolham os materiais que mais os agradam. O cartão pode ser reutilizado no ano seguinte e seria aceito em qualquer papelaria cadastrada.

08


䈀愀氀挀漀 搀攀 攀洀瀀爀攀最漀猀

09

revista cdl niterói


segurança do trabalho

Atendimento humanizado A Equipemed busca fazer a diferença na vida de seus clientes Empresa familiar e atenta aos detalhes. Essa é a Equipemed, voltada para a segurança e medicina ocupacional, realiza um trabalho de integração das ações preventivas, de acordo com as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, atestados admissionais, periódicos e demissionais. O objetivo é prevenir as doenças do trabalhador e também os riscos do ambiente. O que também inclui o combate a incêndios e primeiros socorros. Angélica Cyrino, formada em psicologia, se especializou em segurança do trabalho, e, junto com seu marido, Otávio Mouzinho, que é médico do trabalho, começou a fazer treinamentos. Depois, veio a ideia de montar a empresa com o objetivo de continuar o trabalho que já faziam, mantendo o atendimento outubro 2019

individualizado. A mãe, Lêda Cyrino, que já trabalhava com Otávio, também se uniu ao time e cuida do prontuário dos arquivos. O diferencial, como Angélica explica, é o acompanhamento que os pacientes recebem. “Às vezes recebemos alguém que está passando mal, nessa situação, o médico verifica e nós encaminhamos para o posto. Dessa forma, ele não corre o risco de voltar para o trabalho e de repente passar mal”, explica. “Temos um vínculo com o contratante e com o prestador de serviços. Não adianta só atender o trabalhador. É necessário conhecer a empresa, o gerente, o cotidiano, riscos, etc”, conclui. Por isso, ela é enfática ao detalhar as etapas do acompanhamento: “A gente vai no local do trabalho, 10


segurança do trabalho

}

A gente vai no local do trabalho, faz a vistoria, a prevenção, e realiza os treinamentos para o funcionário poder trabalhar Angélica Cyrino

Psicologa e especialista em segurança do trabalho

faz a vistoria, a prevenção, e realiza os treinamentos para o funcionário poder trabalhar”, declara. A psicóloga desabafa: “O problema é que aqui no Brasil, nós não somos educados para prevenção”. Outro ponto alarmante para ela é o desconhecimento. “Algumas pessoas vêm aqui e nem sabem para quê, outras têm medo de médico e, pasmem, recebemos clientes que nunca foram ao hospital”, exclama. Um trabalho de conscientização: “Nós conversamos, explicamos o porquê de cada coisa. Queremos fazer da empresa uma oportunidade também para as pessoas. Todo nosso conhecimento que nós adquirimos, temos responsabilidade de retribuir ao outro”, fala. A Equipemed busca impactar a vida daqueles que passam por ali. Para Angélica, as pessoas saem diferentes da clínica, de alguma forma elas são tocadas pela atendimento. Segundo ela, a empatia serve de exemplo: “Queremos ajudar o outro e acreditamos que isso vai se multiplicando”, reflete.

11

revista cdl niterói


outubro 2019

12


artigo

O turismo e seus impactos na atividade econômica Investir no turismo é preparar a cidade para acolher o turista com conforto

N

Não é isso que buscamos quando escolhemos para onde viajar? Incentivar o turismo, significa trazer receita para os nossos negócios e, consequentemente, reverter isso em impostos para o município. Precisamos estar preparados para recebe-los de braços abertos e proporcionar uma experiência inesquecível. Sabe quando fazemos aquela viagem incrível e ao retornar falamos com todo aquele entusiasmo para nossos amigos e familiares sobre o passeio? Imagina o turista vindo para cá e se encantar pela Cidade Sorriso... Não seria ótimo? Que tal começarmos agora a colocar Niterói nessa lista de destinos? Belezas naturais, belas praias, temos de sobra. A CDL Niterói está de portas abertas para capacitar, informar e preparar através de cursos, palestras e networking esses empresários. Conte com a gente!

o dia 27 de setembro será comemorado o dia internacional do turismo, em referência a esta importante atividade econômica. Esta data foi criada pela Organização Mundial do Turismo em 1980, logo após a criação do seu estatuto. O conceito de turismo corresponde ao deslocamento de pessoas para lugares diferentes em um período inferior a um ano e que não esteja vinculado à realização de trabalho ou alguma atividade econômica. Ou seja, entendemos que é literalmente tirar uns dias para o lazer e descansar. Como exemplo de grandes eventos que envolveram diretamente a nossa cidade, recentemente, podemos citar os Jogos Pan-Americanos de 2007, Jornada Mundial da Juventude em 2013, Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016. Me recordo que durante o evento religioso, toda programação estava organizada para a cidade do Rio de Janeiro, mas Niterói serviu como alojamento para inúmeros jovens do mundo inteiro e era comum andar nas ruas e ver grupos de pessoas cada um com a bandeira do seu país. Investir no turismo é preparar a cidade para acolher o turista com conforto, bons restaurantes, pontos turísticos, segurança e transporte de qualidade.

POR FABIO SIGGELKOW GUIMARÃES CDL Jovem

13

revista cdl niterói


Nosso trabalho ĂŠ deixar vocĂŞ cada vez mais tranquilo.


agenda

Programação CDL 2019 Os workshops do Sebrae são gratuitos.

Café Empresarial Região Oceânica 01 de Outubro - Bate Papo Empresarial – Modernização das Lojas. 5 de Novembro - Como Alavancar suas Vendas?

Café Empresarial Centro de Niterói 08 de Outubro - Antecipe seu Sucesso! Planeje 2020! 12 de Novembro - (técnicas de arrumação) – Vitrinismo.

Workshop 15 de Outubro - Instagram para Pequenos Negócios. 19 de Novembro - O que nos faz felizes no nosso ambiente de trabalho.

Cursos 08 de Outubro - Pratique - atendimento 28 a 31 de Outubro - Técnicas de vendas 12 e 13 de Novembro - Pratique - comunicação não violenta *Alguns temas podem mudar de acordo com a disponibilidade do palestrante, sem aviso prévio. Verifique sempre junto à administração. Fique ligado!

15

revista cdl niterói


loja nova

As melhores ideias começam pelo papel Papelaria Enfoque aposta no avanço da economia e reforma a loja do Centro A adaptação e a inovação são fatores necessários para o sucesso de um negócio. Um exemplo disso, é a Papelaria Enfoque, que aposta na melhora da economia e investe na reforma da loja da Rua Maestro Felício Tolêdo, 551. Fachada mais atrativa, interior colorido e organizado e agora mais ampla, busca com isso poder acolher melhor os consumidores em momentos de pico e aumentar as vendas. Fundada há 30 anos, a Enfoque acompanhou as mudanças no mercado e passou a suprir as novas demandas que surgiram. “Muitas papelarias começaram a fechar e nós decidimos tomar outro rumo. Mudamos muito. Hoje, você encontra, além dos materiais de papelaria e escolar, presentes, produtos artísticos, desenho técnico e informática. Aumentamos a variedade de produtos. Em outubro, também vamos começar a oferecer cursos”, diz Gustavo Campos, um dos responsáveis pela loja. outubro 2019

O público varia, como ele explica, já não é mais só o colegial que consome na papelaria. “Focamos no estudante entre janeiro e março, e depois na volta às aulas, no meio do ano. Mas agora também atendemos os artistas, tem sido uma demanda muito forte do mercado”, conta. Estamos trabalhando muito os produtos voltados para arte. pintura, desenho. Gustavo conta que no início do período escolar a papelaria fica cheia e, por isso, sentiram a necessidade de ampliar o espaço de atendimento. “Quando aumentamos o local, melhoramos o conforto e acomodação de todos”, explica. A unidade é a primeira a passar pela reforma e eles planejam analisar os resultados antes de expandir o projeto para as outras e outras unidades), Gustavo e Aline Campos, responsáveis pela Enfoque, também apostam nas mídias sociais. Utilizam o Instagram e o Facebook para divulgar as novidades e estreitar a comunicação com o cliente. 16


loja nova

Queremos disponibilizar um espaço para que os clientes possam utilizar, que alunos de universidade possam fazer uma maquete, alunos de ensino regular possam fazer trabalhos

,,

Rosangela de Oliveira CEO da Via Carioca

Outra tática aplicada é o relacionamento com as escolas. “Fazemos um trabalho muito forte. Visitamos cerca de 400 escolas todo ano. Temos três divulgadores, fazemos feiras de livros e levamos grupos de arte. Uma forma de marcar presença”, afirma. Dessa forma, se mantém o contato com o público fixo da papelaria. A remodelação da loja faz parte de um projeto de Rosangela de Oliveira, CEO da Via Carioca: “Estamos saindo de uma papelaria para uma fábrica de ideias. Com isso, trabalhamos a criatividade dos clientes. Já que a maioria chega com o intuito de comprar materiais artísticos e lá nós fazemos alguns trabalhos de arte”, afirma. O objetivo é fazer com que a loja seja mais do que um lugar de passagem. “Queremos disponibilizar um espaço para que os clientes possam utilizar, que alunos de universidade possam fazer uma maquete, alunos de ensino regular possam fazer trabalhos. Usar esse espaço para desenvolver a criatividade deles”, esclarece Rosangela. Uma mudança geral: “Vamos oferecer oficinas de maker, artes, origamis e workshops. Também faz parte do plano reunir as artes dos clientes, desenvolver a criatividade deles. O atendimento vai ser treinado para deixar de ser vendedor e se tornar um incentivador, mostrar para as pessoas que entram na loja procurando materiais de arte, que nós temos interesse em conhecer o trabalho deles”, comenta. 17

revista cdl niterói


artigo

As opções de Reforma Tributária para o empresariado Os prováveis caminhos da tributação para as empresas no Brasil

N

Em paralelo, o Governo Federal pretende trazer uma proposta com a instituição de um imposto sobre transações financeiras, nos moldes da extinta Contribuição Provisória (que mais parecia permanente) sobre Movimentação Financeira (CPMF). A proposta encontra muita resistência por parte da população, em especial daqueles que viveram a fase da CPMF, que foi uma vilã do capital de giro das empresas. Em contrapartida, o Governo Federal pretende retirar a tributação da contribuição previdenciária patronal sobre a folha de pagamento das empresas como forma de incentivar a criação de mais empregos no Brasil, bem como instituir a tributação sobre os dividendos, que atualmente é isenta de Imposto de Renda na pessoa física. Por concluir, apesar das propostas apresentadas, sem dúvida, há três pontos que são mais relevantes e esperados pelo empresariado brasileiro. O primeiro é a desoneração da folha de pagamento; o segundo, a redução da carga tributária sobre a produção e o consumo; e, por fim, a simplificação e diminuição da burocracia tributária. Logo, se a Reforma Tributária a ser aprovada pelas Casas Legislativas federais não contiver aqueles três pontos fundamentais, poderemos dizer que tudo não se passou de uma grande cena “para inglês ver”. Seguiremos observando...

o Brasil, atualmente, tramitam duas propostas de Reforma Tributária, sendo uma de autoria do Deputado Federal Baleia Rossi (MDB/SP) e de mentoria do economista Bernard Appy, que tramita na Câmara dos Deputados, e outra baseada nas ideias do ex-Deputado Federal Luiz Carlos Hauly, que foram inseridas no projeto que tramita no Senado Federal. A proposta de Baleia Rossi tem como um de seus pontos altos a união de cinco tributos em apenas um. Pela proposta, as contribuições sociais federais PIS e COFINS, o IPI (Imposto federal), o ICMS (Imposto estadual) e o ISS (Imposto municipal) deixarão de existir e darão lugar ao Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), que deverá ser recolhido no destino (onde são adquiridos) dos produtos, mercadorias e serviços. O IBS será no modelo de um IVA (Imposto sobre Valor Agregado), permitindo que o valor pago pelo imposto nas operações anteriores possa ser compensado com o imposto devido nas operações posteriores. Na segunda proposta, é contemplada a substituição de nove tributos (ICMS, ISS, IPI, PIS, COFINS, CIDE, PASEP, IOF e Salário-educação) pelo Imposto sobre Operações de Bens e Serviços (IBS). Por esta proposta, pode-se visualizar a possibilidade de uma redução maior ainda sobre a tributação incidente sobre o consumo e sobre a burocracia tributária, já que extinguirá nove tributos, ao invés de apenas cinco da proposta de Baleia Rossi. Além disso, a proposta baseada nas ideias de Hauly propõe a fusão da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) com o Imposto de Renda e a criação de um imposto seletivo sobre energia elétrica, combustíveis, telecomunicações, cigarros e bebidas.

outubro 2019

POR ANTONIO CARLOS BARRAGAN Advogado, Contador, Professor de Direito Tributário, Mestre em Direito Econômico e Desenvolvimento e Consultor Tributário da CDL/Niterói

18


19

revista cdl niterรณi


curtas

2 1

Cartão de crédito será principal conta em atraso paga com recursos do FGTS. No geral, 45% dos beneficiários têm interesse em resgatar recursos. Apenas 19% devem aderir ao ‘saque-aniversário’, que começa em 2020. Uma pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que a liberação dos saques das contas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que começam nesta sexta-feira, dia 13, deve contribuir para que muitos inadimplentes regularizem o pagamento de suas contas em atraso. Entre os beneficiários que pretendem resgatar o dinheiro, 38% têm a intenção de quitar todas ou pelo menos parte de dívidas que estão pendentes — isso significa que aproximadamente 9,7 milhões de brasileiros devem utilizar esse dinheiro extra para ‘limpar o nome’ e, assim, voltarem ao mercado de crédito. (Fonte: CNDL)

IV Fórum Nacional do Comércio traz mensagem otimista para economia

O IV Fórum Nacional do Comércio teve início nesta terça-feira (17/09), no Royal Tulip, em Brasília, com a presença das maiores lideranças do varejo. Autoridades como o ministro da Economia, Paulo Guedes e o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, uniram-se aos mais de 900 convidados para fazer parte do maior evento já realizado pelo Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas. (Fonte: CNDL)

3

Inadimplência das empresas segue em alta e cresce 3,50% em julho

4

O número de empresas com contas em atraso continua crescendo no país, embora de forma mais moderada em relação aos anos anteriores. Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) apontam que a quantidade de pessoas jurídicas negativadas apresentou alta 3,50% no último mês de julhofrente igual período do ano passado. Já na comparação com o mês anterior, sem ajuste sazonal, houve um recuo de 0,45%. (Fonte: CNDL)

outubro 2019

Quase 10 milhões de brasileiros devem usar FGTS para pagar dívidas

40% dos usuários de cheque especial recorrem ao limite extra todos os meses

20% dos brasileiros utilizaram cheque especial no último ano. Maioria não fez pedido de forma espontânea e 25% usaram dinheiro para pagar contas ou lidar com imprevistos. Maioria dos empréstimos pessoais ainda é feito em bancos tradicionais e 52% consideram juros abusivos. (Fonte: CNDL)

20


inovação

Ginástica cerebral para empreendedores Método promete aumento do foco, criatividade e inovação Evitar a perda de memória é só um dos resultados do exercício e estímulo à mente. Popularmente conhecida como ginástica para o cérebro, a neuróbica é um conceito criado pelo neurocientista Larry Katz, que promete aumentar a produtividade, concentração, raciocínio, criatividade, foco, memória e autoestima. A saúde é um estado de completo bem-estar físico e mental e não só a ausência de doenças, como cita a Organização Mundial da Saúde (OMS). Ainda segundo a entidade, os transtornos mentais e comportamentais resultam em uma perda de US$ 1 trilhão ao ano de produtividade. Gastos, em auxílios-doença, aposentadorias por invalidez, entre outros. Pensando nisso, o Supera desenvolveu um método que conta com atividades e exercícios destinados a aumentar a qualidade e a quantidade das ligações dos neurônios. “É importante criarmos desafios constantes para o nosso cérebro através de realizações de tarefas diferenciadas e mudanças de hábito, que podem ser desde uma coisa mais básica, como mudar o caminho, escrever com a outra mão, como aprender uma nova língua, ou um novo hobbie. O importante é mantê-lo ativo”, ressalta Sônia Cunha, diretora da filial de Niterói.

Para o empresariado, a saúde mental dos colaboradores é um ponto fundamental para o bom andamento do negócio. Para esse público, o método recomenda cálculos com ábaco, jogos de estratégias, exercícios lógicos e criativos, além de dinâmicas em grupo ou neuróbicas. Entre os resultados apontados está o aumento do foco dos colaboradores e, consequentemente, da produtividade; agilidade na adoção de decisões e desenvolvimento na capacidade de inovação. Como explica Sônia: “Temos resultados extremamente positivos para empresas, pois aumenta a produtividade e eficiência do trabalho. É bom para todos, desde o diretor, até os demais funcionários”.

confira o método Workshop para Empreendedores O evento acontecerá no dia 15 de outubro, na sede da CDL Niterói com início às 10h.

21

revista cdl niterói


outubro 2019

22


informações úteis

calendário

Confira as datas comemorativas e feriados • • •

Feriado para quem trabalha no comércio Feriados Datas comemorativas

OUTUBRO

NOVEMBRO

01 TER - dia do vendedor 12 SÁB - dia das crianças 12 SÁB - nossa senhora aparecida 15 TER - dia do professor 21 SEG - dia do comerciário

02 SÁB - finados 15 SEX - proclamação da república 20 QUA - dia nacional da consciência negra 22 SEX - aniversário de niterói

DEZEMBRO 24 TER - véspera de natal 25 QUA - natal

23

revista cdl niterói


cndl

IV Fórum Nacional do Comércio traz mensagem otimista para economia Encontro reuniu autoridades em Brasília O IV Fórum Nacional do Comércio teve início no dia 17 de setembro, no Royal Tulip, em Brasília, com a presença das maiores lideranças do varejo. Autoridades como o ministro da Economia, Paulo Guedes e o presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, uniram-se aos mais de 900 convidados para fazer parte do maior evento já realizado pelo Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas. Falando para um setor que movimenta mais de R$ 340 bilhões, Paulo Guedes saudou os integrantes do Sistema CNDL e reafirmou a confiança nas reformas que o governo está capitaneando. O ministro disse que as ações do governo, com apoio do Congresso, muito em breve trarão resultados. “Tínhamos um diagnóstico quando assumimos. Os gastos públicos deveriam ser enfrentados e as reformas deveriam ser implementadas, só assim o Brasil encontraria uma rota de crescimento sustentável”. Segundo Guedes, o Brasil avançou muito em 2019. “Conseguimos aprovar a Reforma da Previdência, a MP da Liberdade Econômica, avançamos nas privatizações, fechamos acordos com o Mercosul e a União Europeia”, enumerou. “As mudanças estão acontecendo, e temos certeza que os resultados virão já no próximo ano”, disse. O chefe da Economia aproveitou para apontar quais são as metas futuras do governo. “Estamos outubro 2019

fonte CNDL

trocando o eixo. Queremos que motor da economia passe a ser o setor privado. Para isso, temos que reduzir os juros, os impostos, o endividamento, privatizar e atrair investimentos externos”. O presidente da CNDL, José César da Costa, seguiu o pensamento do ministro. Afirmou que o momento do Brasil é de transformação e exige de todos os brasileiros coragem para enfrentar os desafios que se abrem ao país. “Quando o povo brasileiro se lançou às ruas pedindo mudanças, assumiu um programa inovador e disruptivo a ser implantado e cumprido por toda a Nação”, disse. José César também falou com otimismo das reformas que estão sendo implementadas no país. “As medidas aprovadas recentemente pelo Congresso Nacional mostram que o caminho para a prosperidade já foi aberto, com o ataque aos privilégios impresso na Reforma da Previdência, e a desburocratização do setor produtivo, com a aprovação da MP da Liberdade Econômica”, disse. O deputado Efraim Filho, presidente da Frente Parlamentar de Comércio e Serviços, lembrou da atuação da CNDL e destacou a importância da Câmara dos Deputados contar com uma representação do setor varejista. “A Frente ocupou um espaço fundamental em que as demandas de estados e municípios passam a ser ouvidas”, disse. 24


história

GLÓRIA MODAS

A casa marcou época em Niterói

U

ma loja boutique na Rua da Conceição, no Centro da cidade, com filial em Icaraí, na esquina da rua Otávio Carneiro com a praia, que vestiu as mulheres mais elegantes de todo o estado. Famosos modelos profissionais desfilaram para a Glória Modas, cujos convites eram disputadíssimos. Entre eles Nixon, que era a mais badalada das passarelas brasileiras.

POR CARLOS RUAS

Jornalista, relações públicas e publicitário

25

revista cdl niterói


informações úteis

Indicadores Confira datas de pagamentos e índices econômicos

data:23/09/2019

previsão para o crescimento do pib (2019) - 0,8% fonte: FMI

índice de atividade econômica - ibc-br (%) -0,73 (setembro/2019) salário mínimo salário Mínimo - RJ

R$ 1193,36

salário Mínimo - Brasil

R$ 998,00

Volume de vendas do varejo mês (maio)

trimestral

1,0

0,5%

Fonte: IBGE

Mercado moeda

último(R$)

compra (R$)

venda (R$)

variação (%)

dólar comercial

4,0912

4,0911

4,0911

+0,35%

dólar turismo

4,2733

4,0933

4,2733

+0,35%

papel

descrição

último

compra

venda

variação (%)

real x dólar balcão

dólar comercial em real, mercado (valor econômico)

4,0912

4,0911

4,0917

+0,35%

real x dólar turismo

dólar turismo em real, mercado (valor econômico)

4,2733

4,0933

4,2733

+0,35%

real x euro

real em euro, oficial (bacen)

4,5222

4,5221

4,5228

+0,19%

Fonte: Valor Data (18/09/2019)

IR na fonte faixas de contribuição base de calculo

Aliquota

Parcela a deduzir

em R$

em %

ir - em r$

de 1.903,99 até 2.826,65

7,5%

142,80

de 2.826,66 até 3.751,05

15,0%

354,80

de 3.751,06 até 4.664,68

22,5%

636,13

IR acima de R$ 4.664,68

27,5%

869,36

outubro 2019

26


informações úteis

inflação

aplicações (18/09) índice

em %

índice

período

no mês

12 meses

meta para a taxa selic

5,90%

IPCA - %

set/19

0,11%

2,54%

poupança antiga

0,5%

IPCA 15 - %

set/19

0,09%

3,22%

poupança nova

0,3434%

IGPM - %

set/19

-0,67%

4,95%

Fonte: Valor Data

Fonte: Valor Data e Anbima

Dados do município

Contribuição previdenciária (18/09) salário de

alíquotas em %

contribuições em R$

INSS (1)

Até 1.751,81

8%

8%

De 1.751,82 a 2.919,72

9%

9%

De 2.919,72 a 5.645,80

11%

11%

Empregador doméstico (3) 8%

IRPF (2)

IDH

0,837

renda média

2.000,29

índice de alfabetização

97,4%

Taxa de escolarização de 6 a 14 ano s de idade [2010]

-

97%

INSS salário de contribuição

aliquota(%)

alíquota do salário de contribuição até r$ 1.693,72

8,0%

alíquota do salário de contribuição de r$ 1.693,73 a r$ 2.822,90

9,0%

alíquota do salário de contribuição de r$ 2.822,91 até r$ 5.645,80

11,0%

CDI Over (Cetip) - 5,90% Poupança do Dia: 17/10/2019 (Bacen)

0,34%

Desconto de Duplicata pré-fixada, PJ (Bacen)

28,56%

Capital de Giro, sup. 365 dias, flutuante, PF (Bacen)

13,13%

Taxa Referencial - (Bacen)

0,00%

Taxa de Cheque Especial PF (Bacen)

9,84%

Taxa de Crédito Pessoal, PF (Bacen)

4,48%

Taxa de juros para aquisição de veículos, PF (Bacen)

1,47%

27

revista cdl niterói


cdl no seu bairro

Posicionamento e diretoria Encontros de setembro definiram a gestão da associação e tiveram a orientação do Sebrae Criar um polo ou associação que desenvolva o comércio e estimule o consumo na região, esse é o objetivo das reuniões da CDL no seu bairro. Representantes do Sebrae orientaram sobre as possíveis posicionamentos do grupo e foi realizada a eleição de uma diretoria. Grande parceiro do projeto, o Sebrae enviou dois colaboradores para participar do evento. Ana Carolina Damasio e Wilson, do Sebrae, compartilharam suas expectativas para o projeto: “A intenção é que todos se vejam como parceiros, não se trata de lutar somente pelos seus interesses, mas sim pensar no melhor para todos”, disse Wilson. “Estamos aqui para caminharmos com vocês e apoiar suas ideias. Para isso, precisamos entender o que precisam”, explicou Ana. Durante a reunião, Luiz Vieira, presidente da CDL Niterói, reforçou a importância do apoio e colaboração dos lojistas: “Precisamos nos unir para criar forças e ações que melhorem a ambiência do comércio na rua”. Além disso, afirmou que é essencial ter um portal outubro 2019

voz para o grupo. Por isso, foi feita uma consulta aos presente e diretoria foi eleita: André Nicolau, presidente, Graciele Davinci, vice-presidente, Marcos Vinicius Macedo e José Carlos Mourão, diretores. Depois de repercutir nos maiores jornais da cidade, o movimento ganha ainda mais força, como explica Luiz Vieira, presidente da CDL Niterói: “A ideia está amadurecendo, a cidade toda já sabe de vocês. Já são um modelo e servem como inspiração para outros movimentos. E o resultado disso tudo será a melhoria dos resultados, além do benefício geral para toda a população”. Para o Vieira, o ponto de partida deve ser a determinação de um objetivo para a associação: “Se eu não souber onde eu quero chegar, qualquer lugar no caminho estará bom. Temos uma parceria e apoio muito grande do Sebrae e agradeço muito por isso”. Lidia Espindola, que faz parte da coordenação de comércio e serviços do Sebrae, esteve presente e reforçou a importância do comprometimento e colaboração para o desenvolvimento do projeto: “O nosso 28


cdl no seu bairro

,,

Precisamos nos unir para criar forças e ações que melhorem a ambiência do comércio na rua Luiz Vieira

Presidente da CDL Niterói

objetivo é trabalhar junto com vocês, no coletivo e pessoal. Precisamos pensar juntos em ações e desenvolver projetos como o que vocês estão fazendo aqui”. Planejar e desenvolver ações bem estruturadas. Esses foram os dois tópicos reforçados na reunião. “Precisamos ter foco no objetivo e pensar no melhor para o coletivo. Antes de definir o estatuto, nós precisamos definir onde queremos chegar, missão, valores e visão”, disse André Nicolau, presidente da associação. Para isso, Sérgio Dias, consultor do Sebrae, apresentou táticas que podem ser utilizados nessa nova etapa

do projeto. “Alguns pontos precisam ser analisados. Como o valor que o polo terá para a região e para a cidade, e a vantagem competitiva, motivo pelo qual o consumidor dá preferência a um comércio”, disse. Também falou sobre o SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças), análise de cenário que pode ser usada como base para gestão e planejamento estratégico. Entender as oportunidades que existem com esse aglomerado e explorar isso. Uma lacuna é uma demanda. Inovar é encontrar essa demanda e encontrar uma solução.

29

revista cdl niterói


homenagem

Independente e ético Manoel Alves foi presidente da CDL Niterói e peça fundamental para a construção da sede De uma família portuguesa humilde, Manoel Alves começou a trabalhar ainda bem jovem em uma farmácia e, depois, passou para um laboratório fotográfico. Lá, tomou gosto pela profissão e passou a cobrir casamentos e aniversários.O negócio cresceu, e, para atender a demanda, montou um laboratório na Rua da Conceição. Depois, economizando, conseguiu comprar uma loja e sobreloja na rua Eduardo Luiz Gomes, fruto de seu incansável trabalho. Na época, se tornou associado do Clube de Diretores Lojistas, antigo nome da CDL Niterói, foi diretor, vice-presidente e foi eleito presidente em 1993. Sonhava em construir a sede própria da entidade e, em 1997, assinou com a CEU Construtora o contrato para a obra. Durante a obra, seu mandato, que seria de quatro anos, foi prorrogado por mais dois anos. Em 1995, participou de um importante momento para a entidade, a Assembléia Geral da Confederação Nacional, que alterou o nome da associação para Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói. Acompanhou com carinho cada etapa e avanço da CDL e, em 1999, o prédio foi inaugurado com a presença de representantes de todos segmentos, inclusive do prefeito da cidade, Jorge Roberto Silveira. Manoel passou a vice de José Luiz Pascoal e lutou por sua saúde por muitos anos, sem nunca se afastar da entidade.

outubro 2019

Em 2007, Manoel Alves faleceu. Um idealista, que vibrava a cada conquista da Câmara que ajudou a construir. Independente e ético, assim é lembrado por seus amigos. E é por toda a sua história de lutas e vitórias que é lembrado como peça fundamental para o desenvolvimento da CDL Niterói.

30


INÍC 1 IO

/11

5 SORTEIOS

30/11 7/12 14/12 21/12 28/12 OS SORTEIOS SERÃO PELA LOTERIA FEDERAL ASSOCIADO

NÃO ASSOCIADO

em até 5x sem juros

em até 5x sem juros

R$500

R$650

COMEÇE A PAGAR EM NOVEMBRO! cartão ou boleto bancário

Participando até 30/10 ganhe +500 cupons digitais

ENXOVAL POR LOJA 500 cupons impressos

Mobile

1000 cupons digitais

Stopper

Cartaz A3

Post para redes sociais

(21) 2621-9919

www.natalpremiadocdlniteroi.com.br 31

revista cdl niterói


outubro 2019

32

Profile for CDL Niteroi

O Lojista - Outubro de 2019  

O Lojista - Outubro de 2019  

Advertisement