__MAIN_TEXT__

Page 1

N I T E R Ó I Ano XXXIX | www.cdlniteroi.com.br

Longe vidade Nilton Molina conta como faz para viver mais e melhor

PERFIL

A HUMILDADE COMO FÓRMULA

Izio Mauro Cudisevici, diretor da Imobiliária e Construtora Orcal, conta a história de superação e otimismo da empresa que tem 65 anos de tradição

FISCALIZAÇÃO

FISCALIZAÇÃO ORIENTADA

Nova regra tem o objetivo de sinalizar e aconselhar, antes de punir quem não está dentro dos padrões estabelecidos pela lei extra-curricular de Operações de Varejo SEGURANÇA

COMO CONSEGUIR A LICENÇA DO BOMBEIRO

Aprenda como funciona o processo e tire o seu certificado ABRIL 2019 | EDIÇÃO #588


editorial N I T E R Ó I

De Utilidade Pública: Estadual, Lei n° 5579/65/ Municipal, deliberação n° 2539/65 CONSELHO SUPERIOR Presidente: Joaquim Manuel de Sequeira Pinto Vice-presidente: Ademir Antunes Carvalho

Por que falar sobre longevidade?

MEMBROS DO CONSELHO SUPERIOR Antonio Carlos Costa Pires, Domingos de Carvalho Rodrigues, Elida Gervásio Gouvêa, Fabiano Gonçalves, Ithamar Torres Macen, Orlando Cerveira Francisco, Oswaldo Rodrigues Viera, Roberto Maurício Rocha, Ruan Carlos Teixeira de Oliveira e Salomão Guerchon DIRETORIA ADMINISTRATIVA Presidente: Luiz Vieira Vice-presidente: Manoel Alves Junior Diretores: Claudio Fonte Boa Pereira, Jorge Ivan Campos da silva, Jorge Gentile, Jorge Luiz Amorim Carvalho, Luiz Guilherme Guedes, Marinho Marcelino Neiva Filho, Rogério Rosetti, Sidney Moyses Vianna Freire. Suplentes: Joaquim Ferreira Dias e Luiz Vasconcelos de Lima CONSELHO EDITORIAL Luis Vieira e Joaquim Pinto SERVIÇOS DA CDL Serviço de proteção ao crédito, serviço de relações com usuários, central de informações, central de cadastro, central de processamento de dados, assessoria técnica, consultoria jurídica, serviço de documentação e divulgação e serviço de administração COORDENAÇÃO Alexandre Chaves e Bruno Ferreira. Redação: Gisele Duarte. Diagramação e design: Carlo Filardi. Assessoria: Heloisa Castro. Edição: Bruno Ferreira. Fotos: Agência EPK PRODUÇÃO: Agência EPK - www.agenciaepk.com.br Publicação dirigida da CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE NITERÓI, contendo legislação, índices econômicos e condensado de notícias e informações de interesses do comércio lojista. Distribuição: Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associações Comerciais, Federações do Comércio, sindicatos e demais entidades de classe do País, identificadas com as atividades do comércio, bem como empresários e executivos especialmente cadastrados. O LOJISTA utiliza as seguintes fontes para editar o condensado de notícias: O Globo, Jornal do commercio, A Tribuna, O Fluminense e Diários Oficiais. Os índices, estatísticas e projeções são cuidadosamente compilados, de acordo com os últimos dados disponíveis no fechamento da edição. O uso dessas informações para fins comerciais e de investimentos é de exclusiva responsabilidade e risco dos seus usuários. IMPORTANTE: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

Quando a CDL Niterói pensa em capacitações, palestras e workshops, é feito um estudo de mercado, que envolve análise de tendências, apuração de notícias e pesquisas, observação de épocas sazonais para o comércio, projetos de lei de interesse do empresariado, entre outros. Por isso, quando surgiu o tema longevidade em nossas pesquisas, vimos uma excelente oportunidade de ampliar os horizontes dos empresários e empreendedores da nossa cidade. A matemática é simples: quanto mais uma pessoa vive e quanto melhor é a qualidade de vida que ela tem, por mais tempo ela consumirá produtos e serviços, estará inserida na sociedade e participará da vida da cidade, ajudando a movimentar a economia de diversas maneiras. Por isso, a edição de abril da Revista O Lojista traz como matéria de capa o tema Longevidade, que também será pauta de uma grande palestra que acontecerá em nossa sede no dia 10 de abril, com Nilton Molina – presidente do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon e administrador de empresas com 58 anos de carreira. Nossa proposta é trazer as discussões acerca da importância do aumento da expectativa de vida para o mercado e como nossa cidade pode se preparar para isso. Além de políticas públicas que envolvem saúde, segurança e educação, entram na pauta questões como mercado de trabalho, previdência e, claro, consumo. Também nesta edição da revista, você encontrará temas de muita importância para o empresariado local, como a Fiscalização Orientadora – pauta defendida pela CDL Niterói – que visa ajudar os comerciantes, propondo que os fiscais dos órgãos de vigilância e fiscalização possam, em um primeiro momento, realizar um trabalho orientador para, só a partir de uma segunda visita e do não cumprimento das normas explicadas, realizar a aplicação de multas. A reforma da prefeitura de Niterói e novo cadastro positivo também são temas de matérias especiais nesta edição, que traz ainda a coluna da CDL Jovem e colunistas convidados para abordar temas do interesse dos seus negócios. Boa leitura. Unidos somos mais fortes.

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói, RJ - CEP: 24210-000 / Tel.FAX: (21) 2621.9919 IMPRESSÃO: Gráfica Power Print (21) 3078.4300

Luiz Vieira Presidente

Circulação mensal nacional / tiragem 5000 exemplares

03

revista cdl niterói


índice # 588

Abril 2019 �6

café empresarial

26

CDL promove café para Debater a posição das mulheres nos negócios

segurança

Tire a sua licença dos bombeiros

08

fiscalização

Nova regra tem o objetivo de sinalizar e aconselhar, antes de punir quem não está dentro dos padrões estabelecidos pela lei

11

economia

Novo Cadastro Positivo deve democratizar acesso ao crédito

16

longevidade

Nilton Molina conta o que faz para viver mais e melhor

28

utilidade pública

21

Prefeitura de Niterói passa por reformas

união

Frente do Comércio, Serviços e Empreendedorismo apoia o comércio em Brasília

12

nova loja

Tio Walter Pet House oferece conforto e transparência Gisele Duarte

Colunista do mês de Abril • Antonio Carlos Barragan - Inicie a sua revolução financeira • Juliano Gentile - Comércio para a Páscoa • Eric Gerhard - Confiança!

04

30 perfil

Contamos a história de Izio Mauro Cudisevici, diretor da Imobiliária e Construtora Orcal


05

revista cdl niterรณi


café empresarial

Debate sobre a posição das mulheres nos negócios O evento teve como foco a inovação e a participação feminina no mercado

No dia 12 de março, segunda terça-feira do mês, foi realizado, na sede da entidade, o tradicional Café Empresarial da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói. O tema da vez foi “Mulheres de Sucesso” e contou com a participação das palestrantes: Thais Garcia, diretora da Gráfica Printmill, Graciele Davince, diretora da Eletrofrigor, Erika Guarnieri, fundadora da empresa Erika Guarnieri Coach, e Taiana Jung, diretora da Logos Consultoria, como mediadora e palestrante. No debate, as palestrantes, representantes do grupo Somos Empreendedoras, comentaram assuntos como: inovação, dentro e fora da área tecnológica, jovens e diversidade como fator de mudança e mulheres empreendedoras de sucesso. Tatiana abriu o Café com uma fala sobre a imersão das mulheres no mercado como empresárias bem-sucedidas, afirmando que existe uma evolução e inclusão, mas que elas ainda são minoria entre comerciantes. E esclareceu o conceito de inovação: “É um conceito, um valor. É tecnológica, mas não é só tecnológica. E ela também está na crise, esse é o momento de se reinventar”. Pensamento seguido por Erika Guarnieri, que enxerga as relações pessoais como possível diferencial: “Inovar é saber como lidar com os seus colaboradores e clientes de maneira

abril 2019

humanizada e com inteligência emocional”. Além de enfatizar a importância da recepção do cliente: “A pessoa vai até uma loja física para ter uma experiência. Contando desde a entrada até a saída”, conclui. Outra integrante do grupo, Graciele, contou um pouco sobre a sua trajetória: “Fui diretora da CDL por um tempo e discutíamos muito sobre questões sociais, mas, mais do que reclamar, eu queria fazer alguma coisa pra mudar. Me inscrevi em programas de aceleração nos quais tive a oportunidade de conversar com pessoas gigantes no mercado”. Dentro de sua empresa, Graciele Davince, compartilhou que recebeu a proposta de contratar profissionais com pouca experiência e teve um retorno inesperado. “Trazer pessoas novas para agregar também é uma boa ideia. Estagiários trazem inovação. Assim como pessoas de religiões, idades e sexos diferentes. Essa mistura faz a diferença”, afirma. Além disso, a mediadora fez uma análise sobre a importância de se reinventar em momentos de crise: “É importante olhar o nosso ponto fraco, nossas dores e pensar em soluções”. E refletiu sobre as prospecções para o amanhã: “Hoje, nós vivemos o futuro. Hoje, nós somos o futuro”. Ou seja, começamos, a partir de agora, a trilhar novos horizontes.

06


agenda

Calendário CDL 2019 Café Empresarial Região Oceânica 2 de abril - Bate Papo Empresarial (temática marketing) 7 de maio - Como Evitar Problemas Trabalhistas na sua Empresa – Rotinas da empresa 4 de junho - Bate Papo Empresarial (temática marketing) – Como se diferenciar no mercado competitivo?

Café Empresarial Centro de Niterói 9 de abril - Conhecendo o Código de Defesa do Consumidor 14 de maio - Bate Papo Empresarial (temática gestão de equipes) – O que você tem feito para melhorar seu time? 11 de junho - O Cliente Mudou. E a sua Empresa? (abordagem: estratégias de marketing nas redes sociais e omnichannel)

Workshop 16 de abril - Como Estão suas Vendas? 21 de maio - E-Social na Prática 18 de junho - Como Fazer um Controle de Estoque Eficiente

Cursos 09, 11, 15, 17, 22 e 24 de abril - Gestão Estratégica de Vendas 07, 09, 14, 16, 21, 23, 28 e 30 de maio - Gestão de Pessoas e Equipes 04, 06, 11 e 13 de junho - Gestão de Estoque *Alguns temas podem mudar de acordo com a disponibilidade do palestrante, sem aviso prévio. Verifique sempre junto à administração. Fique ligado!

07

revista cdl niterói


fiscalização

Fiscalização Orientadora

Nova regra tem o objetivo de sinalizar e aconselhar, antes de punir quem não está dentro dos padrões estabelecidos pela lei

A Fiscalização Orientadora, determinada pela Lei Geral, tem como objetivo instruir o comerciante, analisar o estabelecimento e informar sobre mudanças necessárias. Advertir antes de cobrar. O que funciona em duas etapas: primeiramente, uma vistoria técnica e, em um segundo momento, outra para autuação, caso haja alguma irregularidade. A ideia é oferecer um prazo suficiente para que o empresário solucione irregularidades apontadas. A autuação imediata só se dará se o fiscal constatar falta de registro de empregado, fraude ou resistência à fiscalização. Como explica Juliana Ventura, coordenadora do Sebrae da unidade de Niterói: “Não cumpriu o prazo, não se adequou, aí sim será

abril 2019

multado. Mas, antes disso, precisará acontecer essa orientação. Até porque ninguém quer errar, todo mundo quer fazer o certo. Só que às vezes falta orientação, disponibilidade e conhecimento”. O tratamento não é igual para todos. Pequenos negócios, por exemplo, têm um procedimento diferenciado, como valores de multas e demais sanções administrativas. O que vale para vistoria de órgãos e entidades da administração pública federal, estadual, distrital e municipal. Por isso, é importante ter acesso à informação. Nessa situação, a Fiscalização Orientadora também ajudaria tirando dúvidas dos empreendedores. Juliana acredita que a mudança pode funcionar

08


fiscalização

como um incentivo para a população, o auxílio que faltava: “A fiscalização orientadora é uma evolução, desmistifica a importância e esclarece a função das entidades: orientar”. E enxerga com bons olhos a mudança no procedimento: “Acredito que o objetivo seja despertar para a prevenção e por isso tem o nosso total apoio”, declara. E deixa uma dica de ouro: “Na hora de legalizar a sua empresa: vá até o órgão! Seja vigilância sanitária, corpo de bombeiros, o que se encaixe melhor à sua necessidade. E, em caso de dúvida, venha ao Sebrae,

à CDL, porque certamente aqui você será orientado para que não aconteça nada de errado na sua empresa”, aconselha Juliana. São atitudes simples, mas que não podem ser esquecidas, como alerta a coordenadora: “Estar fora do padrão traz uma série de riscos para a sua empresa”. Se o prazo oferecido não for suficiente para a regularização, o interessado deverá preencher um termo de compromisso, no qual assumirá o compromisso de efetuar a regularização em prazo sugerido, e este aprovado pelos órgãos competentes.

informações Endereço: Rua General Andrade Neves, 31 - Centro, Niterói - RJ, 24210-000 Telefones: 0800 570 0800, 2622-3610 e 2622-3588 Horário de atendimento: 08h às 17h Para mais informações acesse: www.sebrae.com.br 09

revista cdl niterói


Nosso trabalho ĂŠ deixar vocĂŞ cada vez mais tranquilo.


economia

Novo Cadastro Positivo Com alteração, consumidor será analisado pelo próprio comportamento financeiro, o que favorece bons pagadores e empresas O novo Projeto de Lei busca desburocratizar as regras do Cadastro Positivo, banco de dados operado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), que reúne informações sobre o histórico de pagamentos realizados pelos consumidores. Com a alteração, todos os consumidores brasileiros que possuem CPF ativo e empresas inscritas no CNPJ, passam a fazer parte automaticamente do cadastro, a não ser que peçam a exclusão de suas informações, o que é feito de forma gratuita. O texto, aprovado pela Câmara de Deputados, agora segue para o Senado e, com resposta positiva, passa para a sanção presidencial. A CNDL e a SPC Brasil acreditam que a mudança seria benéfica, e esperam efeitos como o acesso ao crédito mais fácil e com juros menores para consumidores e empresas que honram seus compromissos financeiros. “Atualmente, o bom pagador é penalizado pelo consumidor inadimplente, fazendo com que os ju-

ros sejam elevados para todos, independentemente do seu comportamento financeiro. Com o Cadastro Positivo, o consumidor será analisado pelo próprio histórico de pagamentos”, afirma o presidente da CNDL, José César da Costa. A disponibilidade de novas informações para análise de crédito possibilitaria uma avaliação de risco mais justa e individualizada. O que deve estimular a competição da oferta de crédito, como explica o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Júnior: “Hoje, as instituições financeiras de grande porte já possuem informações sobre o perfil de pagamento de seus clientes, mas essas informações não são compartilhadas com o mercado de crédito como um todo, impossibilitando que haja uma competição saudável e um alcance maior dessas informações”. Isso tudo sem afetar a proteção de dados sensíveis e o próprio sigilo bancário que permanecem preservados, como todas as demais exigências previstas no Código de Defesa do Consumidor.

11

revista cdl niterói


nova loja

Paixão e história

Leticia Lessa traz “sangue novo” para negócio de família Inaugurada em março, dia 8, a nova filial da Tio Walter Pet House, uma empresa familiar de pet shop, oferece conforto e transparência para tutores e animais. A entidade, que já tem 20 anos de história, inova e se reinventa dentro do setor ao apostar em um estilo diferente de loja e na utilização da tecnologia a favor do negócio. A expansão é parte dessa reformulação implementada por Leticia Lessa, dona da Tio Walter. Original de Itaipu, a nova filial, localizada na Rua Oswaldo Cruz, 17, foge da principal de Icaraí, Rua Moreira César, e conquista curiosos e amantes de pets. “Tivemos de imediato um feedback positivo. Muitas pessoas passam na rua e, por ser uma novidade, entram para conhecer. A expectativa é replicar ou, até mesmo, superar o sucesso da nossa primeira loja”, conta Leticia. E explica a escolha de ponto: “É um local estratégico, porque fica no centro, lugar movimentado, mas foge do meio que já está saturado”. abril 2019

O plano é renovar sem perder a tradição. Com 20 anos de experiência, a marca carrega história e uma relação afetiva com o setor. Como conta a proprietária: “Meus pais compraram uma loja antiga que vendia ração e, com o tempo, foram aumentando e diversificando. O que levou para um perfil de agropecuária, com produtos para animais de diversos portes”. Esse formato se manteve até cinco anos atrás, quando ela assumiu a Tio Walter. “Nós começamos uma reformulação até chegar a cara de pet shop. Adicionando banho, tosa e consultório veterinário na região oceânica. Aqui, por enquanto, só temos banho, tosa e a loja”. A diversidade de serviços e a qualidade do atendimento promete fidelizar clientes. Como aconteceu com Roberta Rafael, originalmente cliente da loja, se tornou a arquiteta responsável por reformar a filial de Itaipu e, logo após, embar12


nova loja

tadas demonstram o carinho e preocupação da Tio Walter. Eles oferecem água e ração para pets de rua, na frente da loja. E, Uma vez por mês, cedem um espaço na filial de Icaraí para a Feira de Adoção Cão e Gato, na qual protetores levam animais para adoção consciente. Mais que um negócio, uma paixão.

cou na empreitada em Icaraí, implementando seu estilo diferenciado. “Conheci a Tio Walter e me apaixonei. Eles realmente se preocupam com os animais e com os clientes e fazem de tudo para que você tenha a melhor experiência”. E conta sobre a sua inspiração para a reforma: “O meu conceito é trazer para os bichos o mesmo conforto que nós temos quando vamos às compras”. A ideia é fugir do comum e inovar. “O nosso diferencial é a transparência. O tutor pode ficar esperando aqui enquanto o animal toma banho. E com conforto: oferecemos café, local para descanso e tv, que fica transmitindo o que se passa durante o tratamento”. Mas, se não for possível permanecer na loja, existe a opção de receber um link para acompanhar de onde quiser. O cuidado com os detalhes é visível, assim como a paixão pelo setor. O que resume a essência da empresa. “Temos história e continuamos nesse segmento, não por modismo, mas porque acreditamos na importância dos pets na nossa vida pessoal e emocional. Temos muito prazer em trabalhar com isso e nos preocupamos com o atendimento e o acolhimento, não só do cliente, mas também dos animais”, declara Leticia. E, mais que palavras, as ações implemen-

Interior da loja Tio Walter em Icaraí.

RESULTADOS REAIS

A agência fullservice de Niterói mais avassaladora em comunicação e marketing para impulsionar o seu negócio. Gerenciamento de Mídias Sociais, Produção Audiovisual, Programação Visual, Produção de conteúdo, Projetos na Web, Produção de Eventos, Campanhas Transmídia, Influenciadores Digitais.

+55 21 3026.7002

ASSOCIADOS CDL TÊM DESCONTO ÉPICO NA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS. ACESSE O NOSSO SITE E CONHEÇA UM UNIVERSO DE POSSIBILIDADES.

RUA GENERAL ANDRADE NEVES 31/COB. CENTRO - NITERÓI - RJ

WWW.AGENCIAEPK.COM.BR 13

revista cdl niterói


artigo

Inicie a sua revolução financeira Um manual para o aspirante a empreendedor

N

a vida de consultor de negócios, já foi possível ouvir muitas reclamações dos empreendedores em relação ao mercado, à economia, ao Governo, entre outros reclames que justifiquem que a sua empresa não está indo bem. Entretanto, em boa parte daquelas situações foi identificado que o principal problema era a falta ou insuficiência de conhecimento financeiro por parte do empreendedor. A inteligência financeira é um elemento fundamental para o sucesso no mundo dos negócios. Um dos equívocos da maioria dos empreendedores – em especial os micro e pequenos empreendedores – é misturar o dinheiro da empresa com o seu dinheiro pessoal. Na contabilidade existe o princípio da entidade, que estabelece que o patrimônio dos sócios não pode ser confundido com o patrimônio da empresa. Mas, há diversos empreendedores que, quase diariamente, pegam dinheiro do caixa de seus negócios para usar em sua vida pessoal. O primeiro passo é acabar com esse mau hábito que pode arruinar o fluxo de caixa de sua empresa. Outro fator relevante no aperfeiçoamento da inteligência financeira é compreender a diferença entre um ativo e um passivo financeiros. Contabilmente, um ativo representa um bem ou direito da empresa,

abril 2019

sendo algo positivo, como veículos, imóveis, dinheiro em conta, etc.. Já o passivo é considerado algo negativo, na forma de obrigações, como o pagamento de tributos, de fornecedores, de empréstimos, etc.. No entanto, do ponto de vista financeiro, ativo é aquele que gera retorno pecuniário para a empresa, enquanto o passivo é o que gera despesa. Neste prisma, um imóvel pertencente à empresa, que não esteja sendo ocupado ou alugado para terceiros, apenas gera despesas de IPTU, manutenção, condomínio e outras, sendo um verdadeiro passivo para o negócio. Ao alugar aquele imóvel ou utilizar para o seu processo de produção, a empresa o torna um ativo que gerará retorno financeiro. Logo, para agir com prudência é preciso ampliar o seu conhecimento financeiro antes de se aventurar em um negócio. Empreenda e não dependa!

POR ANTONIO CARLOS BARRAGAN Empreendedor, professor e advogado

14


SEJA UM ASSOCIADO

DA CDL NITERÓI e faça parte do

movimento lojista Representação dos interesses dos lojistas diante do poder público; Certificado Digital com descontos; Informações privilegiadas através do SPC Brasil; Consultoria cível, defesa do consumidor e tributária; Cartão Multibenefícios com vantagens; Espaço para eventos com desconto; Revista O Lojista - Informe do interesse do empresáro; Ouvidoria do Comércio; Treinamentos e capacitações; Palestras de capacitação gratuitas; Café empresarial gratuito; CDL no seu bairro; Assessoria jurídica; Campanhas comerciais com descontos; Câmara de Mediação. Associe-se:

(21) 2621-9919

Niterói

(21) 96511-5016

comercial@cdlniteroi.com.br

Endereço:

Rua General Andrade Neves, 31, Niterói, Centro 15

revista cdl niterói


capa

Para viver mais e melhor Nilton Molina conta sobre a sua relação com a longevidade

Viver mais e com qualidade, esse é o desejo de todos. Os avanços na ciência e na medicina colaboram para a prevenção e tratamento de doenças, o que faz com que a expectativa de vida da população cresça cada vez mais. Segundo o IBGE, a média no país é de 75,2 anos — 78,8 para mulheres e 71,6 para homens. Porém, um fator, em especial, tem papel decisivo: a conscientização da população, que agora se preocupa com a longevidade. Um exemplo dessa mudança de comportamento é Nilton Molina, presidente do Conselho de Administração da Mongeral Aegon Seguros e Previdência, que, depois de um acontecimento inesperado, percebeu que seria necessário alterar e cortar alguns hábitos. “Eu fumava mais de dois maços por dia e só abril 2019

praticava atividades físicas nos fins de semana. Fazia futebol de campo, de salão, esqui aquático e até tênis, mas sem periodicidade. Até que um dia o meu joelho disse ‘chega’”, conta. O que ele recebeu como um alerta: “Eu tinha 50 anos e tomei duas decisões: parar de fumar e começar a me exercitar regularmente. Tenho absoluta convicção de que se não tivesse feito essa mudança, 32 anos atrás, eu não teria a mesma qualidade de vida que tenho hoje”. Atualmente, com 83 anos, Molina tem um foco para manter a sua conduta: “Tenho a esperança e o forte desejo de assistir a formatura do meu primeiro bisneto, que nasceu há pouco, no dia 8 de janeiro de 2019”, confessa. Se a população vai viver mais, precisa ter planos que 16


capa

Dez anos atrás comecei a pesquisar mais sobre longevidade e percebi que era um movimento mundial

,,

Nilton Molina Presidente do Conselho de Administração da Mongeral Aegon Seguros e Previdência

SOBRE O INSTITUTO

levem isso em consideração. O que gera preocupações relacionadas à aposentadoria, à saúde e ao bem-estar. As condições de vida na terceira idade enfrentam um horizonte de desafios e incertezas. Quando o assunto é a previdência, é possível obser var um governo que busca modificar o esquema de aposentadoria, para acompanhar a maior expectativa de vida do brasileiro e ajudar na economia do país. Já quando se trata do comércio, é perceptível o aumento do poder de consumo da população de mais idade – um novo nicho a ser explorado. Nilton Molina percebeu essa pauta, até então, inexplorada no país: “Dez anos atrás, comecei a pesquisar mais sobre longevidade e percebi que era um movimento mundial. Só que, no Brasil, poucas pessoas falavam sobre isso”. Analisando a situação, surgiu a ideia de criar um organismo que começasse a olhar para o assunto. “O que se tornou realidade há três anos, quando criamos o Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, que tem como propósito o estudo dos impactos sociais, econômicos e comportamentais da terceira idade”, explica.

O Instituto de Longevidade Mongeral Aegon é uma organização sem fins lucrativos, que trabalha desenvolvendo projetos, visando facilitar a participação das pessoas acima de 50 anos na sociedade. É o braço social do Grupo Mongeral Aegon, que, além do instituto, também é composto por outras quatro empresas. A Mongeral Aegon Seguros e Previdência, principal empresa do grupo, teve a primeira iniciativa de planos previdenciários do país. A ideia é oferecer informação, que fomente o debate sobre o tema, suporte, que prepare a sociedade para os impactos socioeconômico, e representação, para causas relevantes. O que incitaria a criação de uma cultura de longevidade. “Os resultados até agora são muito interessantes. Temos cerca de 500 mil visitas mensais no nosso site. Se você colocar no Google ‘instituto de longevidade’, aparecerá automaticamente ‘Instituto de Longevidade Mongeral Aegon’. O que é um reconhecimento de que somos referência nesse assunto”, observa Molina. O que é fruto de muito trabalho. O Instituto já realizou três projetos: RETA, regime especial de trabalho 17

revista cdl niterói


capa

do aposentado, uma proposta de lei com o objetivo de facilitar a participação dos aposentados acima de 60 anos no mercado de trabalho de maneira formal; Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade, IDL, um instrumento de medida do grau de preparação dos municípios brasileiros para o envelhecimento de suas comunidades, elaborado com o apoio da Fundação Getúlio Vargas; reformulação da reforma da previdência, em colaboração com a FIPE, Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. E tem outros programas em mente. Como, por exemplo: Trabalho e Geração de Renda, que propõe formas de incentivar empresas a contratar e manter em seus quadros profissionais com mais de 60 anos; Cidades e Mobilização Social, que busca identificar cidades que melhor atendem às necessidades dos idosos e incentivar novas atitudes junto aos governantes; Gestão Pública para a longevidade, que tem como objetivo central desenvolver e oferecer capacitação técnica para gestores públicos municipais aprimorarem de forma efetiva o bem-estar e a longevidade dos seus cidadãos. Fonte de orgulho e felicidade, esse é apenas o início da história que o Instituto pretende traçar. abril 2019

“São muitos projetos para desenvolver e estamos gratificados pelo que o Instituto tem feito e o que tem acontecido”, explica Molina. “A minha ligação pessoal e da Mongeral com o Instituto é de absoluta certeza de que o caminho que estamos trilhando é certo, para a Mongeral, para cada um de nós e para a sociedade brasileira”, finaliza. Nilton Molina estará presente na sede da CDL, na Rua General Andrade Neves, 31, no dia 10 de abril, para uma palestra gratuita sobre longevidade, com foco no bem-estar do empresário.

palestra na CDL Nilton Molina estará presente na sede da CDL, na Rua General Andrade Neves, 31, no dia 10 de abril às 9H, para uma palestra gratuita sobre longevidade, com foco no bem-estar do empresário. 18


19

revista cdl niterรณi


artigo

A confiança Um atributo elementar para se ter êxito nos negócios

A

Epicuro, filósofo do prazer, dizia na sua máxima V: É impossível viver prazerosamente sem viver prudentemente, belamente e justamente [...]. Aquele que está privado daquilo que permite viver prudentemente, belamente e justamente, não pode viver feliz, mesmo se for correto e justo. (EPICURO. Máximas principais. Trad. João Quartim de Moraes. São Paulo: Loyola, 2010)

etimologia da palavra confiar remonta ao latim, “confidere” que significa acreditar plenamente, com firmeza. Disso, podemos inferir que a confiança no outro é a base de uma sociedade livre e incorruptível. Kant, filósofo alemão, entende que a verdade precisa ser sempre dita e deve ser a regra básica de conduta humana. Se a mentira fosse a lei não poderíamos ter relação com ninguém e todos os atos provenientes das nossas inclinações (instintos) seriam colocados em curso. Se agíssemos por instinto a sociedade não poderia vir a existir, pois a humanidade estaria presa à natureza. Em outras palavras, não estamos mais na animalidade porque nos prestamos à confiança no outro. Creio que não me roubarão, creio que não assaltarão a minha casa, creio que não serei enganado e nem ludibriado pelo outro, pois vivo em uma sociedade, cuja justiça afirma que todos são inocentes até que se prove ao contrário, ou seja, todos dizem sempre a verdade. Isso é bom, pois nos livra de pensar constantemente que há outros que nos enganam e assim eu consigo firmar contratos, sejam eles formais ou um simples aperto de mãos. A pergunta é: Por que um gesto, aparentemente, tão ingênuo se apresenta neste texto para inferir que ele é elementar para se ter êxito nos negócios? Diria mais: a confiança é a prerrogativa do indivíduo que quer dar vôos altos com segurança.

abril 2019

Para responder à pergunta e evitar digressões, o filósofo do prazer nos convida a pensar sobre a prudência, uma vez que ela é ponto de partida para se agir no mundo. Se eu não puder viver prudentemente e tampouco justamente, ou seja, se eu não puder criar para mim a segurança máxima, que segundo ele é ter amigos, e tampouco agir de modo justo porque as relações que eu possuo não são justas comigo, não posso ser feliz. Em outras palavras, não posso ter êxito em minhas ações. A solução parece estar em produzir o máximo de transparência nas relações para se construir laços seguros e por conseguinte viver de modo mais prudente.

POR ERIC GERHARD Diretor Geral e Co-Fundador do HubNit

20


união

CDL participa da Reunião da Frente do Comércio, Serviços e Empreendedorismo Encontro recebeu representantes das duas entidades, da Unecs, deputados e senadores

Para Efraim Filho, a Frente carrega uma bandeira muito importante para o desenvolvimento do país. Já que apoia o setor de comércio, defendendo a simplificação da carga tributária, empreendedorismo, desburocratização, regulação dos meios de pagamento, estímulo à qualificação profissional, estabelecimento de acordos bilaterais de comércio e o fomento do consumo por meio do mercado de capitais. “As entidades aqui presentes estão em todo o país, têm muita capilaridade, e podem divulgar nosso trabalho em todas as regiões”, acredita Efraim Filho. Entre os parlamentares presentes estavam os deputados Domingos Sávio (PSDB/MG), vice-presidente da Frente CSE, Emanoel Pinheiro (PTB/ MT), Bia Kicis (PSL/DF), Alan Rick (DEM/AC), Glaustin Fokus (PSC/GO), João Roma (PRB/BA), Luiz Nishimori (PR/PR), Vinicius Poit (Novo/SP) e o senador Izalci Lucas (PSDB/DF).

Em fevereiro, dia 26, foi realizada uma reunião organizada pela Frente do Comércio, Serviços e Empreendedorismo e, entre as pautas debatidas, estava a cooperação da CNDL. O encontro, um café da manhã, marca o início dos trabalhos do grupo na 56ª Legislatura e reuniu o presidente da Frente Parlamentar Mista do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (CSE), deputado Efraim Filho (DEM/PB), o presidente da CNDL, José César da Costa, deputados e senadores. Além de representantes da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços, Unecs. O presidente, José César, disse ver familiaridade entre as entidades: “A CNDL acredita que a Frente CSE é uma das mais importantes atualmente porque justamente luta em favor de temas que são essenciais para o crescimento econômico do país, a geração de emprego e renda”. E colocou o Sistema à disposição dos parlamentares que apoiam as causas relevantes ao varejo.

21

revista cdl niterói


abril 2019

22


informações úteis

Indicadores

Confira datas de pagamentos e índices econômicos

03/04 05/04

IPCA- 15

iof - imposto sobre operações financeiras irrf - imposto de renda retido na fonte salários inss - folha de pagamento esocial - sistema de escrituração fiscal digital das obrigações fiscais previdenciárias e trabalhistas fgts - fundo de garantia por tempo de serviço caged - cadastro geral de empregados e desempregado gfip - guia de recolhimento do fundo de garantia do tempo de serviço e informações à previdência social

Período

Taxa

março

0,54%

Fonte: IBGE

0,44%

IPCA (projeção para abril) data de coleta: 26/03/2019 Fonte: Anbima

0,42%

10/04

inss - comunicação dos registos obtidos

12/04

efd - contribuições

18/04

cofins - entidades financeiras e equiparadas pis/pasep - pagamento

22/04

pgdas-d - programa gerador do documento de arrecadação do simples nacional – declaratório das - simples nacional

IGP-M

(projeção para abril)

data de coleta: 19/03/2019 Fonte: Anbima

*A utilização do IPCA-e é trimestral. Informamos os dados mensais pois o mesmo é balizado pelo IPCA-15 que é mensal. Entretanto seu uso deve ser trimestral.

*A utilização do IPCA-e é trimestral. Informamos os dados mensais pois o mesmo é balizado pelo IPCA-15 que é mensal. Entretanto seu uso deve ser trimestral.

MARÇO 2019 | NOVOS ASSOCIADOS CDL • Paulo Henrique Alves de Lira • Shirlei Gomes do Espirito Santo de Souza • S L Vieira Administração de Imoveis • A L Mascarenhas Serviços Eireli 23

• EMCN Curso de Idiomas Ltda Me • Vertical Info Shopping Eireli • MMRJ Participações e Empreendimentos Ltda

revista cdl niterói


curtas

1

Seis em cada dez brasileiros não se preparam para aposentadoria

2

O ano começa com os consumidores mais otimistas, mas estabiliza e mantém os 49 pontos. O levantamento da CNDL e do SPC Brasil mostra que 58% dos brasileiros avaliam a economia de forma negativa, embora 38% estejam otimistas com o futuro para os próximos seis meses. E 44% dos consumidores convivem com ao menos um desempregado em casa.

Orçamento apertado é principal justificativa. Meios mais comuns pretendidos para se manter nessa fase são investimentos em instrumentos financeiros, pensão do INSS ou continuar trabalhando, como 37% dos entrevistados pela pesquisa realizada pela CNDL, SPC Brasil e Banco Central do Brasil.

3

Maioria dos brasileiros vive no limite do orçamento

4

A Confederação de Dirigentes Logistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), com apoio da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), mediram o Bem-Estar Financeiro dos brasileiros. Em fevereiro, o indicador apontou que 64% dos consumidores vivem no limite do orçamento, apenas 10% conseguem lidar com despesas inesperadas e mais da metade admite não aproveitar a vida pela forma como administra seu dinheiro.

abril 2019

Confiança do Consumidor registra 49 pontos em fevereiro

Inadimplência continua em desaceleração

Assim como no mês anterior, número de dívidas cai, mas avança nos setores bancário e de água e luz. 62 milhões de brasileiros estão com CPF negativado. Dados apurados pelo Indicador de Inadimplência, da CNDL e do SPC Brasil, apontam que mesmo com o crescimento da ordem de 1,78% do número de consumidores negativados na comparação anual, o avanço foi o menor registrado desde dezembro de 2017.

24


cdl jovem

Perspectivas do comércio para a Páscoa O incentivo do mercado gera o consumo da população

P

Desta forma, para se ter uma economia forte e saudável, na qual o comércio, como um todo, tanto no segmento varejista quanto no de serviços, possa aproveitar todas as oportunidades de datas comemorativas e de demais feriados, é preciso sempre proporcionar ou buscar maneiras de propagar o consumo em todas as categorias possíveis. Mesmo que existam ramos de atividades que sejam sazonais, os setores da economia precisam estar impulsionados harmonicamente. Pois somente uma economia com mercado consumidor aquecido, poderá promover crescimento e desenvolvimento econômico pleno para o país.

assado o Carnaval, o feriado de Páscoa é muito importante para o comércio. Por ser uma data que remete ao consumo, muitos comerciantes e empresários estão adequando seus negócios e ramos de atividade para aproveitar as oportunidades geradas. Apesar do foco de compras desse período ser em ovos de Páscoa e em chocolates em geral, de alguns anos para cá, outras áreas do setor, tanto do comércio quanto de serviços, vem aproveitando o tema para promover as vendas em seus estabelecimentos. O que se dá através de promoções, que têm como objetivo atrair clientes, e, com isso, garantir o aumento de seu faturamento e estimular a economia. Outro fator que promoveu a comemoração, foi a repercussão positiva no último ano, o feriado de Páscoa foi o primeiro a estimular o comércio. Embora o Carnaval aconteça antes, ele incentiva apenas setores específicos da economia, não abrangendo outros segmentos comerciais, estes são obrigados a esperar a passagem do Carnaval e da cultura festiva do período, para, então, retomar a normalidade das suas atividades e do consumo em seus negócios.

POR JULIANO GENTILE Presidente da CDL Jovem Niterói

25

revista cdl niterói


segurança

Como conseguir a licença dos bombeiros Aprenda como funciona o processo e tire o seu certificado Ter o aval dos bombeiros é essencial para o seu empreendimento. Fazer o processo de licenciamento pode evitar penalidades, incêndios e danos futuros, à você e ao público que venha a frequentar o local. Pensando nisso, esse texto tem como objetivo alertar sobre os riscos e auxiliar você para que funcione dentro da lei e com segurança. Mas vale destacar que a documentação do Corpo de Bombeiros faz parte de um processo de legalização de edificações que envolve outros órgãos e leva à liberação do alvará de funcionamento, no caso de estabelecimento comercial, ou habite-se, para edificação residencial, por parte das prefeituras. Para receber o certificado, são verificados os elementos que integram o espaço físico do estabelecimento, o tipo de atividade a ser praticada no local e os equipamentos de segurança. Por esse motivo, o certificado deve ser renovado sempre que forem alteradas as características das instalações ou a atividade econômica. A empresa também deve alterar o Certificado no caso de mudança de endereço ou por exigência do CBMERJ, Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro. abril 2019

PASSO A PASSO

Primeiramente, antes mesmo de abrir um estabelecimento, o responsável deve procurar a corporação para regularização. No caso de já ter uma sede, o interessado deve consultar o Quartel do Corpo de Bombeiros mais próximo do estabelecimento para obter informações sobre a documentação exigida e o valor da taxa a pagar. Depois, é necessário dar entrada no pedido de certificação através do site (www.dgst.cbmerj.rj.gov. br), apresentar o guia de recolhimento da taxa, adquirido pelo portal (www.funesbom.rj.gov.br/ modules.php?name=Servicos&op=emite_emolumento), cópia autenticadas do ato constitutivo e do CNPJ, da carteira de identidade do representante da empresa ou procuração e da carteira de identidade do procurador. Além de precisar da assinatura do administrador da empresa de um procurador. Desta forma, o requerente receberá um protocolo e um prazo para retornar à divisão responsável pela entrega do Laudo de Exigências, documento que relaciona os requisitos a serem cumpridos para a certificação do estabelecimento. Então 26


segurança deverá retornar ao CBMERJ com os respectivos comprovantes para solicitar o Certificado de Aprovação. Havendo necessidade de vistoria, o certificado somente será emitido após a fiscalização do estabelecimento. Com isso, são emitidos dois documentos pela corporação: Laudo de Exigências (LE) e Certificado de Aprovação (CA). Este último, atesta que o projeto de segurança - apresentado pelo responsável legal pela edificação – foi exatamente executado conforme aprovado pelo Corpo de Bombeiro. Trata-se de uma certificação de que as condições arquitetônicas da edificação (área construída, número de pavimentos), bem como as medidas de segurança exigidas pela legislação (extintores, caixas de incêndio, iluminação e sinalização de segurança, portas corta-fogo) foram executadas. É importante ressaltar, que o tempo para a conclusão da regularização de qualquer imóvel depende do cumprimento da legislação vigente por parte dos administradores da edificação. Ou seja, de acordo com o local, o período necessário para concluir o processo de licitação pode ser mais ou menos demorado. Estar em conformidade com as medidas de segurança contra incêndio e pânico é uma obrigação de todos. E serve, até mesmo, para proteger o responsável pelo local no caso de algum acidente ou imprevisto, já que pode afastar a responsabilidade penal sobre o administrador da empresa por prejuízos causados a terceiros e incidentes ocorridos dentro do estabelecimento. É importante implementar uma cultura de prevenção e estar preparado para qualquer adversidade, ao invés de ter que lidar com os impactos negativos que a negligência pode gerar.

Vale destacar que a documentação do Corpo de Bombeiros faz parte de um processo de legalização de edificações que envolve outros órgãos e leva à liberação do alvará de funcionamento, no caso de estabelecimento comercial, ou habitese, para edificação residencial, por parte das prefeituras.

,,

27

revista cdl niterói


utilidade pública

Prefeitura de Niterói em Obras A revitalização do prédio visa melhorar a experiência de atendimento à população e a acessibilidade dos funcionários A Prefeitura de Niterói passa por reformas e, com isso, pretende se adaptar às necessidades da população e de funcionários. A sede, localizada na Rua Visconde de Sepetiba, 987, no Centro, passará por mudanças na acessibilidade, no paisagismo e na estrutura de atendimento à população. O processo, com previsão de conclusão para abril, irá custar 333 mil para a Prefeitura.

abril 2019

O projeto é resultado de um trabalho colaborativo. A Secretaria Municipal de Administração e o programa Niterói de Bicicleta são responsáveis pela coordenação geral e de acessibilidade, respectivamente. Já o desenvolvimento, foi realizado pelas secretarias de Urbanismo e de Meio Ambiente, Emusa e Clin. União que viabilizou a reestruturação do local.

28


utilidade pública

}

Além do ganho estético, vai facilitar o acesso e dar mais conforto para a população Fabiano Gonçalves Secretário municipal de administração

lação e ambiente de trabalho mais adequado para os funcionários”, explica Fabiano. Sinais de progresso já podem ser notados, como os novos bicicletários, com 60 vagas, e a entrada principal, que recebeu um sistema de iluminação mais eficiente, rampa e palmeiras no jardim. A instalação de um piso tátil na calçada e a construção de bancos estão em andamento. O planejamento ainda prevê a transferência da guarita da Guarda Municipal para frente do portão da garagem, um local estratégico que permite que os agentes controlem o acesso ao TRE, à entrada do segundo bicicletário, este exclusivo para funcionários, e ao estacionamento no subsolo. Outra mudança será no setor de protocolo, que ficará mais amigável para o atendimento da população, e a parte de caixas eletrônicos, que será protegida por vidro jateado.

Ponto importante no Centro, a Prefeitura recebe cerca de duas mil pessoas por dia. Por isso, Fabiano Gonçalves, secretário municipal de administração, frisa que as alterações serão feitas aos poucos, o que reduzirá os impactos para os funcionários e para a população. Também salienta que a Prefeitura funcionará normalmente durante os trabalhos. Além disso, o secretário reafirma a importância da obra em um contexto de inovações e intervenções que acontecem em toda cidade: “a revitalização desse prédio, que não foi modernizado desde sua inauguração, há 32 anos, integra o espírito empreendedor da gestão do Município”. Ele esclarece ainda que se trata de uma ação que busca melhorar a qualidade de vida daqueles que frequentam o prédio: “Além do ganho estético, vai facilitar o acesso e dar mais conforto para a popu-

29

revista cdl niterói


perfil

A Humildade como fórmula

,,

Izio Mauro Cudisevici, dono da Imobiliária e Construtora Orcal, conta a história de superação e otimismo da empresa que tem 65 anos de tradição

A história da Imobiliária e Construtora Orcal tem início com o meu pai, Moisés Cudisevici. Ele começou a trabalhar com 12 anos de idade vendendo cobertores, com o pai, Samuel Cudisevici. Nos anos 50, já com 15 anos, conseguiu um emprego como comerciante em uma loja chamada Cassino Modas, na Rua da Conceição. E foi lá que a vida dele mudou. Certo dia, um senhor entrou na loja, muito maltrapilho, parecia um morador de rua. E, ao lado dele, dois homens carregavam sacolas. Os vendedores experientes não quiseram atendê-lo, porque acharam que não iriam converter uma venda e o passaram para o novato, meu pai. Mas, para a surpresa de todos, ele solicitou muitos móveis. E, quando foi questionado sobre como pagaria pela compra, entregou as sacolas que os outros homens carregavam, cheias de dinheiro. No fim, descobriu-se que se tratava de um comendador muito rico. Com a comissão que recebeu pela compra, meu pai deu entrada em uma kitnet e fundou a Imobiliária e Construtora Orcal. Começou pequenininho, em uma sala alugada, e foi subindo até chegar a 200 imóveis. Hoje, a empresa tem 65 anos de tradição. Fez parte da minha infância vir para cá, sempre gostei muito de trabalhar. Tenho muita paixão pelo abril 2019

que eu faço e também gostaria que o meu filho continuasse com o negócio. Acredito que o que mais me encanta é a possibilidade de gerar emprego. Cerca de 20 pessoas estão envolvidas indiretamente em cada obra promovida pela construtora. Isso, para mim, é uma alegria. Algumas frases me guiaram durante a minha carreira, entre elas, “viva da maneira mais simples possível”. Resumidamente, tenho como meta de vida ser humilde, tratar todos como iguais e ser uma boa pessoa. O mundo dá muitas voltas e o dinheiro nunca pode estar em primeiro lugar. Esse também seria o meu conselho para quem está começando: não desanime, tenha fé, seja otimista e humilde. E no fim, tudo dará certo. E se ainda não deu, é porque ainda não chegou ao fim. 30


31

revista cdl niterรณi


abril 2019

32

Profile for CDL Niteroi

O Lojista - Abril de 2019  

O Lojista - Abril de 2019  

Advertisement