{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

Niterói

N I T E R Ó I Ano XXXVIII | www.cdlniteroi.com.br

NOVO CONCEITO Turus Chicken & Grill promete movimentar a Região Oceânica CAFÉ EMPRESARIAL

ABERTURA

Café reúne planejamento estratégico, metas da Prefeitura e vitórias da CDL

UTILIDADE PÚBLICA

CIDADE DE CARA NOVA

Saiba o que vai mudar em Niterói em 2020

VAREJO

NRF 2020

Tendências do varejo e novas tecnologias são destaques do evento

FEVEREIRO 2020 | EDIÇÃO #598


editorial

N I T E R Ó I

De Utilidade Pública: Estadual, Lei n° 5579/65/ Municipal, deliberação n° 2539/65 CONSELHO SUPERIOR Presidente: Joaquim Manuel de Sequeira Pinto Vice-presidente: Ademir Antunes Carvalho MEMBROS DO CONSELHO SUPERIOR Antonio Carlos Costa Pires, Domingos de Carvalho Rodrigues, Fabiano Gonçalves, Ithamar Torres Macen, Orlando Cerveira Francisco, Oswaldo Rodrigues Viera, Roberto Maurício Rocha, Ruan Carlos Teixeira de Oliveira e Salomão Guerchon DIRETORIA ADMINISTRATIVA Presidente: Luiz Vieira Vice-presidente: Manoel Alves Junior Diretores: Claudio Fonte Boa Pereira, Jorge Ivan Campos da silva, Jorge Gentile, Jorge Luiz Amorim Carvalho, Luiz Guilherme Guedes, Marinho Marcelino Neiva Filho, Rogério Rosetti, Sidney Moyses Vianna Freire. Suplentes: Joaquim Ferreira Dias e Luiz Vasconcelos de Lima CONSELHO EDITORIAL Luis Vieira e Joaquim Pinto SERVIÇOS DA CDL Serviço de proteção ao crédito, serviço de relações com usuários, central de informações, central de cadastro, central de processamento de dados, assessoria técnica, consultoria jurídica, serviço de documentação e divulgação e serviço de administração COORDENAÇÃO Carlo Filardi e Gisele Duarte. Redação: Gisele Duarte. Diagramação e design: Carlo Filardi. Assessoria: Gisele Duarte. Edição: Carlo Filardi e Gisele Duarte. Fotos: Gisele Duarte PRODUÇÃO: Estúdio YUBÁ Publicação dirigida da CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE NITERÓI, contendo legislação, índices econômicos e condensado de notícias e informações de interesses do comércio lojista. Distribuição: Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associações Comerciais, Federações do Comércio, sindicatos e demais entidades de classe do País, identificadas com as atividades do comércio, bem como empresários e executivos especialmente cadastrados. O LOJISTA utiliza as seguintes fontes para editar o condensado de notícias: O Globo, Jornal do commercio, A Tribuna, O Fluminense e Diários Oficiais. Os índices, estatísticas e projeções são cuidadosamente compilados, de acordo com os últimos dados disponíveis no fechamento da edição. O uso dessas informações para fins comerciais e de investimentos é de exclusiva responsabilidade e risco dos seus usuários. IMPORTANTE: As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

Confluência de ideias Início de ano movimentado na CDL Niterói. Oferecemos Cafés Empresariais sobre o planejamento estratégico, indispensável para a organização de uma empresa, palestrados por Alberto Stassen, consultor financeiro e de gestão. Também contamos com os convidados especiais Alex Grael, secretário de Planejamento e Modernização de Gestão e Giovanna Victer, Secretária da Fazenda, que falaram sobre as metas da Prefeitura para 2020 e as conquistas do setor varejista. O primeiro Café Empresarial do ano foi no restaurante Turus Chicken & Grill. Realizado no dia sete, o evento serviu como apresentação do novo local e confraternização de início de ano, além de ser palco da palestra “Planejamento Estratégico”. Axel Grael, abriu o encontro falando sobre os projetos da Prefeitura, em especial, daqueles voltados para a Região Oceânica. Já Stassen, palestrante convidado dos dois Cafés do mês, nos dias 7 e 14, abordou as etapas do planejamento estratégico e a sua importância para o desenvolvimento de uma empresa. O segundo encontro ainda teve, em sua abertura, a participação da Secretária da Fazenda, Giovanna Victer, que apresentou os resultados das reuniões realizadas na CDL Niterói: alteração da lei do jirau e os valores e parcelas aplicadas nos juros. Uma demanda do comércio que foi apresentada pela CDL Niterói e atendida pelo poder público. Nesta revista ainda temos a contribuição de Fabiano Gonçalves, Secretário de Administração na Prefeitura Municipal de Niterói, e Antonio Carlos Barragan, Consultor Tributário da CDL/Niterói com artigos sobre a economia e a nova lei de franquias. E a história de inovação e determinação do restaurante Turus Chicken & Grill, novo empreendimento localizado na Região Oceânica. Boa leitura. Unidos somos mais fortes.

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: Rua General Andrade Neves, 31, Centro, Niterói, RJ - CEP: 24210-000 / Tel.FAX: (21) 2621.9919 IMPRESSÃO: Gráfica Power Print (21) 3078.4300 Circulação mensal nacional / tiragem 5000 exemplares

Luiz Vieira Presidente 03

revista cdl niterói


índice # 598

Fevereiro 2020 23 cidade

A previsão é que o sistema passe a funcionar ainda no primeiro semestre.

06

24

Eventos debatem planejamento estratégico e intervenções da Prefeitura

Prefeitura de Niterói compartilha as principais mudanças que ocorrerão na cidade em 2020

café empresarial

utilidade pública

10

16

Fique por dentro das previsões para os principais indicadores em 2020

Restaurante Turus Chicken & Grill traz uma nova proposta os grelhados

análise

novo conceito

22 curtas

1) Inadimplência perde fôlego e país abre 2020 com 61 milhões de brasileiros negativados, 2) SPC Brasil libera degustação do Cadastro Positivo para associados, 3) Maioria dos consumidores inicia 2020 com dívidas do ano passado, 4) Supermercados já não são mais obrigados a distribuir sacolas plásticas.

12

varejo Principal evento do setor varejista debate tendências do mercado e novas tecnologias

Colunistas do mês de fevereiro • Roberta Rocha - CDL Jovem • Fabiano Gonçalves - Oportunidade • Antonio Carlos Barragan - Nova lei

04

26

indicadores Confira datas de pagamentos e índices econômico

28 lgpd

Legislação entra em vigor em agosto deste ano e irá mudar a formacomo o varejo lida com dados.


05

revista cdl niterรณi


café empresarial

Abertura Os Cafés Empresariais da janeiro abordaram o planejamento estratégico e receberam os secretários Alex Grael e Giovanna Victer O ano começou com o pé direito na CDL Niterói, que teve como evento de abertura o Café Empresarial da Região Oceânica, em Itaipu. Desta vez, realizado no restaurante Turus Chicken & Grill, com palestrante Alberto Stassen, consultor financeiro e de gestão, e o convidado especial Alex Grael, secretário de Planejamento e Modernização de Gestão. Axel Grael, falou sobre os projetos da Prefeitura, em especial, daqueles voltados para a Região Oceânica. O secretário citou o Parque Orla Piratininga, projeto que priorizará o restabelecimento de um novo equilíbrio ecológico incluindo a construção de pontes, iluminação pública, requalificação de vias e acessos, implantação de espaços de lazer e esportes. Reforçou o investimento no sistema cicloviário em toda a Região Oceânica. Contando a Transoceâ-

janeiro 2020

nica, o Parque Orla Piratininga e o entorno da Lagoa de Itaipu, resultaram em 60 km de novas ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas. A população poderá ainda contar com novos espaços para deixar as bicicletas, com a construção de novos bicicletários fechados e 500 paraciclos na região Além de estudos hidrodinâmicos do Sistema Itaipu-Piratininga, os quais compreendem o monitoramento da qualidade da água e do sedimento das lagoas. E a nova maternidade Alzira Reis, em Charitas, com 35 leitos, especialização em partos humanizados e totalmente equipada. Outra presença ilustre, Fabiano Gonçalves, vice-presidente da FCDL, esteve presente e falou sobre o importante papel da CDL Niterói para o crescimento do comércio local e apoio aos empresários.

06


café empresarial

Nós temos que tirar os nossos planos do papel, colocar em prática tudo que aprendemos aqui e alcançar os objetivos que estabelecemos para os nossos negócios Luiz Vieira

Presidente da CDL Niterói

,,

Já Stassen, palestrante convidado dos dois Cafés do mês, nos dias 7 e 14, abordou as etapas do planejamento estratégico e a sua importância para o desenvolvimento de uma empresa. Como Alberto Stassen explicou, a utilização do método facilita a análise do empreendimento, ajuda a identificar o que funciona ou não, o que vale a pena mudar e estabelecer objetivos possíveis. Ele possibilita um controle maior sobre o futuro e o acompanhamento dos resultados para possíveis correções, se necessário. O segundo encontro ainda teve, em sua abertura, a participação da Secretária da Fazenda, Giovanna Victer, que apresentou os resultados das reuniões realizadas na CDL Niterói: alteração da lei do jirau e os valores e parcelas aplicadas nos juros. Uma demanda do comércio que foi apresentada pela CDL Niterói e atendida pelo poder público. E, mais uma vez, os empresários tiveram a oportunidade de apresentar suas demandas. Sobre a comunicação aberta disse: “Temos o hábito nesse governo de ouvir a população e transformar as demandas em políticas públicas”. Como conta, o relato de um diretor da CDL a sensibilizou e fez com que levasse a demanda para a Prefeitura: “Uma coisa que me marcou muito no café da manhã da CDL Niterói, foi quando um dos diretores me contou que pegava dinheiro emprestado no banco para pagar tributo municipal porque o juros do parcelamento da Fazenda era maior do que o do banco. Isso não está adequado a realidade da nossa economia”, contou.

07

revista cdl niterói


café empresarial

E a conversa na entidade surtiu efeito: “Nós tiramos os juros de 1% ao mês e deixamos apenas um reajuste por ano, a partir da Selic, em janeiro. Um indicador que vem caindo vertiginosamente. Nós ampliamos a quantidade de parcelas, podendo chegar a 100 vezes”, compartilhou. Afirmando também que existem leis que apoiam os novos empresários: “A taxa da vigilância sanitária só passa a ser cobrada a partir do segundo ano da empresa, assim ela tem uma ano para se estabelecer”. No mesmo evento, também houve a tão esperada entrega do carro zero-quilômetro, prêmio master da

janeiro 2020

campanha Natal Premiado. O sortudo foi Asdrubal Gwyer, que fez a compra na loja Estoril de Niterói Materiais de Construção. Os proprietários estiveram presentes e fizeram a entrega do carro. O Café Empresarial, como costume, foi encerrado por uma rodada de networking, na qual os convidados têm a oportunidade de se apresentar e distribuir cartões. E com a fala do presidente Luiz Vieira, que incentiva a iniciativa por parte dos empresários: “Nós temos que tirar os nossos planos do papel, colocar em prática tudo que aprendemos aqui e alcançar os objetivos que estabelecemos para os nossos negócios”.

08


agenda

CALENDÁRIO CDL NITERÓI 2020 café empresarial região oceânica

café empresarial sede CDL niterói

04 de fevereiro qualidade no atendimento ao cliente!

11 de fevereiro qualidade no atendimento ao cliente

03 de março mulheres empreendedoras - desafio e oportunidades!

10 de março mulheres empreendedoras - desafio e oportunidades!

07 de abril marketing digital para pequenas empresas!

14 de abril marketing digital para pequenas empresas!

05 de maio controles financeiros (fluxo de caixa: controle e planeje as finanças de sua empresa)

12 de maio controles financeiros (fluxo de caixa: controle e planeje as finanças de sua empresa)

02 de junho prepare sua loja para vender mais e melhor!

09 de junho prepare sua loja para vender mais e melhor!

cursos sebrae

workshop 18 de fevereiro o que você tem feito para melhorar seu time?

06, 08, 13, 15, 20 e 22 de abril como melhorar suas vendas

17 de março como conquistar clientes usando as mídias digitais

04, 06, 11, 13, 18, 20, 25 e 27 de maio gestão financeira

19 de maio a importância do capital de giro para o sucesso da sua empresa!

01, 03, 08, 10, 15, 17, 22 e 25 de junho gestão de pessoas 06, 08, 13, 15 e 20 de julho gestão de estoque

16 de junho como fazer um controle de estoque eficiente

09

revista cdl niterói


análise

Quatro previsões para 2020

O DÓLAR

De todas as variáveis, essa é a mais ingrata de se prever. A trajetória do dólar depende de como a economia brasileira caminhará e, também, de como o resto do mundo irá se comportar. Nos últimos meses, o dólar ultrapassou a marca dos R$ 4,20 reais, mas recuou nas semanas seguintes. A previsão do mercado é que 2020 termina com o dólar cotado próximo aos R$ 4 reais.

O PIB

Essa é a medida mais importante da economia e representa a soma, em termos monetários, de tudo o que foi produzido no intervalo de um ano. Em 2020, segundo projeções coletadas pelo Banco Central, o PIB brasileiro deverá crescer perto de 2,2% em relação a 2019. Se a previsão se concretizar, será a maior taxa de crescimento desde 2013.

A INFLAÇÃO

A inflação é uma medida de quanto os preços de maneira geral evoluíram. O indicador oficial da inflação é apurado pelo IBGE e conhecido pela sigla IPCA. No acumulado dos últimos doze meses, a inflação avançou 2,54%. Os especialistas ouvidos pelo Banco Central esperam uma aceleração da inflação nos próximos meses e projetam avanço de 3,6% em 2020, o que ainda mantém a variação de preços em nível aceitável. Os números foram extraídos de uma pesquisa semanal realizada pelo Banco Central, chamada de Boletim Focus, pesquisa que ouviu diversos especialistas do mercado financeiro. Os números apresentados são bons palpites sobre como a economia irá se comportar ao longo do ano. Conhecer esses números – e, sempre que possível, atualizar – é algo importante porque eles apontam uma direção, que, no caso, mostra: atividade econômica ganhando dinamismo; juros permanecendo baixos; e inflação sob controle.

OS JUROS

O Banco Central é responsável por fixar a taxa básica de juros, também conhecida como Selic. Essa taxa é importante porque serve de baliza para todas as demais taxas de juros da economia. Na última decisão do Banco Central, tomada ao final de outubro, a Selic foi fixada em 5% ao ano – no auge da crise, a Selic superou os 14% ao ano. Para 2020, os especialistas projetam que a taxa deverá encerrar o ano fixada em 4,5% ou até menos, o que deverá funcionar como um bom estímulo à atividade.

janeiro 2020

10


11

revista cdl niterรณi


varejo

NRF 2020

Tendências do varejo e novas tecnologias são destaques do evento A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) esteve presente, mais uma vez, na National Retail Federation Big Show 2020 (NRF), principal evento da indústria, realizado anualmente na cidade de Nova York. Durante os dias 12, 13 e 14 de janeiro, mais de 40 mil participantes, de 90 países, debateram as tendências do varejo e o surgimento de novas tecnologias. A CNDL participou em uma comitiva de 150 pessoas, formada por lideranças varejistas, empresários e representantes do Sistema CNDL debateram as tendências do varejo e o surgimento de novas tecnologias. Entre os presentes, o presidente da entidade, José César da Costa, o deputado Efraim Filho, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviço e Empreendedorismo, e o professor Luis Lobão.

janeiro 2020

Entre os temas debatidos na NRF 2020, destacam-se: inteligência artificial no varejo, inovação, sustentabilidade, a venda por múltiplos canais, métodos de compras, tendências de comportamento de consumo e mudanças no setor que estão por vir. Já no primeiro dia de palestras, a inovação e utilização de novas tecnologias para fidelizar clientes e oferecer uma boa experiência de compra foram destaque. A palestra “Rompendo a tradição: Revolucione o setor acrescentando o e-commerce ao modelo de negócios”, levou insights de empresários que souberam romper com as normas do setor, desafiaram a tradição e inovaram nas vendas online. Outro destaque do dia foi a palestra “Recriando experiências nas lojas Dunn-Edwards”, que mostrou como os varejistas estão usando as lojas para inspirar os consumidores com um engajamento mais intera-

12


varejo

tivo com a marca e, ao mesmo tempo, melhorar a A palestra “Perspectivas de 2020: O varejo no rentabilidade de todas as suas operações. cenário socioeconômico global” reuniu Paul Ryan, A palestra “Varejo 2020: O ano de transformação que já foi senador e presidente da câmara dos depara receitas recorrentes e LTV (Valor do Tempo putados dos EUA e Kara Swisher, co-fundadora e de Vida) do cliente” falou sobre o desafio da reten- editora-chefe da Recode, para oferecer insights soção dos clientes para as marcas do varejo. Segundo bre o impacto nos negócios das recentes decisões o Gartner Group, até 2023, 75% das organizações políticas e diplomáticas tomadas em Washington. que vendem direto aos consumidores oferecerão O último dia de palestras da NRF 2020 destacou serviços de assinatura, mas somente 20% conse- a importância da personalização do varejo para guirão aumentar a retenção de clientes. fidelização dos clientes. A palestra “Servindo Os participantes conheceram as melhores práticas os clientes nos termos que eles querem: Uma condos especialistas para alcançar versa com Erik Nordstrom”, índices de retenção significativaapresentou a experiência da mente altos e medir corretamenNordstrom, uma empresa de te o LTV do cliente, e apresentou calçados com mais de 118 anos de exemplos de varejistas que estão tradição que se especializou em transformando seus modelos de fornecer aos clientes um atennegócios de transacionais a cendimento inigualável. A compatrados em relacionamentos. nhia incorporou sua excelência No segundo dia, a transforaos seus ativos físicos e digitais mação digital com foco nas ree aumentou sua capacidade de lações humanas foi destaque, servir os clientes onde quer Alavancar o potencial humano e que estejam. criar valor para os clientes é um Já a palestra “A personalização José César da Costa grande desafio para os varejispromove o varejo alimentício Presidente da CNDL tas de todo o mundo. Apesar da digital”, realizada pela Precima, modernização do setor varejisempresa de estratégia e análise ta girar em torno da perspicácia do varejo, levou varejistas e contecnológica, a força da emoção sumidores para falarem sobre o e da conexão entre as pessoas é comportamento e a personalizamuitas vezes negligenciada na ção do shopping online. busca do sucesso a longo prazo. Para o presidente da CNDL, Uma das palestras mais comentadas pela comi- José César da Costa, a NRF 2020 mostrou que o tiva foi a “Cultivando o sentimento humanista no futuro do varejo não depende somente das novas varejo moderno: Uma conversa com Kevin John- tecnologias e da inteligência artificial, mas princison, Presidente e CEO da Starbucks”, que mostrou a palmente de manter o foco no cliente. “Ele contimissão da Starbucks de criar uma experiência para o nua sendo o principal personagem no contexto da cliente com base em nossa condição humana. Outro compra e da venda. É nele que devemos manter o destaque foi a palestra “Transforme seus colabora- foco para termos uma fidelização e uma boa expedores da linha de frente numa vantagem competiti- riência de compra. De nada adianta investirmos va”, que falou sobre o empoderamento dos colabo- em tecnologia e inovação sem uma completa coradores da linha de frente dos negócios. nexão com o cliente”, afirma Costa.

De nada adianta investirmos em tecnologia e inovação sem uma completa conexão com o cliente

,, 13

revista cdl niterói


janeiro 2020

14


artigo

A nova lei de franquias e o modelo empresarial

A

menos 10 dias de antecedência da assinatura do contrato ou do pré-contrato de franquia. Se isso não for feito, o negócio poderá ser inviabilizado. A nova lei também estabelece que a circular de oferta deve trazer as regras de limitação territorial da concorrência entre o franqueador e o franqueado e de sublocação do ponto comercial ao franqueado, bem como garantir ao franqueado a incorporação de inovação tecnológica, o detalhamento do layout e dos padrões de arquitetura das instalações. Por fim, a nova lei manteve a exigência de que a circular de oferta indique todos os serviços que serão oferecidos pelo franqueador e retirou a previsão de taxa de caução, deixando apenas a taxa de franquia. A lei entra em vigor no final de março de 2020.

franquia bem regulamentada é um bom negócio para todos. Por isso, no final do ano de 2019, foi sancionada uma lei que há muito era esperada pelo setor empresarial brasileiro. Trata-se da lei 13.996/19, que estabelece as novas regras para a franquia, em substituição à anterior lei de franquias, de 1994. A nova lei teve o zelo de detalhar mais o conceito de franquia empresarial, incluindo, nos contratos daquela modalidade, o suporte e o compartilhamento de métodos e sistemas de gerenciamento e operacionais, o que representava uma demanda do empresariado. A nova lei também destaca, com propriedade, que não há vínculo empregatício do franqueador com os funcionários do franqueado. No que se refere à fase de treinamento (ou transferência de Know-how) dos funcionários, a nova lei de franquias exige que o contrato tenha previsão em relação ao tempo de duração, ao conteúdo e aos custos daquele treinamento. Outro fator importante, é que a nova lei de franquias permite que empresas privadas, estatais e entidades sem fins lucrativos possam ter franquias, não importando o setor em que atuem. Além disso, é preciso estar atento às regras da circular de oferta de franquia. Esse documento tem o objetivo de especificar as condições de implementação do negócio, devendo ser fornecida com pelo

POR ANTONIO CARLOS BARRAGAN Consultor Tributário da CDL/Niterói e Empreendedor com formação em Direito, Contabilidade, Gestão, Empreendedorismo e Marketing.

15

revista cdl niterói


nova loja

Novo conceito Restaurante Turus Chicken & Grill traz uma nova proposta os grelhados Há aproximadamente quatro meses o restaurante Turus Chicken & Grill abriu suas portas em Itaipu, Região Oceânica de Niterói. A proposta é servir grelhados variados. Além dos tradicionais galeto, picanha e filé mignon, a casa também oferece cortes como T-bone, Short Rib, Prime Rib, French rack, Costela Suína, entre outros - grelhadas na brasa e defumados na lenha, o que traz um sabor diferenciado. O restaurante também se destaca pelo ambiente espaçoso, que conta com 360m² e capacidade para 200 pessoas. Além de um bar externo, que pode receber até 40 clientes. E o estacionamento, exclusivo para consumidores, acomoda até 40 veículos. Lá o conforto é levado a sério e as famílias podem apreciar a refeição enquanto as crianças se divertem no espaço kids. Outro público alvo, os banhistas também foram lembrados: o chuveirão, colocado próximo a entrada do estabelecimento, é uma boa pedida para aqueles que querem almoçar depois da praia. Os cuidados aos detalhes são visíveis, sinal da dedicação ao empreendimento, que sempre desejaram abrir. Ricardo Torres, sócio-proprietário, acredita que a oportunidade de inaugurar o restaurante janeiro 2020

veio através do destino. queriam abrir um negócio no ramo de alimentos, especificamente na Região Oceânica, e, no mesmo período, se depararem com uma proposta. “Senti que não poderia deixar de agarrar essa chance”, afirma. “Esse restaurante tem um pouco do sonho de cada um, os colaboradores se uniram e dão ideais e participam em todos os processos”. Do conceito de grelhados surgiu o nome Turus Chicken & Grill, compartilha Ricardo: “Estudei o mercado de marcas e analisei a numerologia empresarial, a qual versa sobre nomes que combinam com o nicho do negócio. A princípio, me inspirei em uma raça bovina selvagem, extinta no século 17. O aurochsen (arouque) ou Uruz é considerado um ancestral do gado domesticado. Tirei a letra z no final e acrescentei a letra T no início. Uruz virou Turus. A ideia é ter um nome forte e curto”. O local escolhido também tem um significado especial para os empreendedores, como conta Guilherme Mendes, parceiro do restaurante: “Nós somos da Região Oceânica e gostamos daqui. Acreditamos que seja uma área nobre de Niterói que 16


nova loja

Nós somos da Região Oceânica e gostamos daqui. Acreditamos que seja uma área nobre de Niterói que necessitava de um empreendimento do tipo.

,, Bruno Loureira

Gerente geral do Restaurante TURUS

A empreendedora é responsável, entre outras coisas, por auxiliar na criação do cardápio, na comunicação com os clientes e na comparação dos preços dos produtos. “Com o seu conhecimento sobre gastronomia e empatia, conseguimos nos conectar a quem nos visita”, diz Guilherme. Ele conta que são autocríticos e rígidos nos padrões de qualidade, diversidade, limpeza, atendimento, conforto e entretenimento. E embora o conceito principal seja o Steak House, o cardápio abrange diferentes públicos. Eles servem peixes, massas, pizzas e esfihas. Opções para todos, até mesmo para veganos. Os legumes na brasa - pimentão, tomate, palmito, abobrinha e berinjela com tempero da casa - e o ratatouille são um sucesso. “Não nos direcionamos somente para os que gostam de proteína animal, os veganos e os fitness também são muito bem atendidos”, detalha.

necessitava de um empreendimento do tipo. Nós viemos com um novo conceito de servir grelhados, fugindo dos tradicionais fornos à gás, comuns em toda região”, destaca. Neste modelo o cliente pode escolher um corte e montar o seu pedido com os acompanhamentos que deseja. “Isso evita o desperdício de comida e, claro, deixa o valor mais justo para o cliente. É um conceito já implementado em restaurantes conceituados no país. Contudo, nunca vi na Região Oceânica”, explica Ricardo. Desta forma, cliente pode fazer a sua própria combinação, de acordo com a sua necessidade e preferência. Ele reforça que também se preocupa em guardar o excedente para que o consumidor possa levar para casa. “Uma forma de evitar o desperdício e, ao mesmo tempo, agradar o cliente”, afirma. Todo este esforço tem resultado em bons feedbacks. Bruno Loureira, gerente geral, conta que, apesar do pouco tempo, recebe uma resposta positiva do público. “Não só pela qualidade da comida, mas também pelo preço”, fala. “Estamos crescendo e nos adaptando. Sempre tem um ajuste que pode ser feito, mas estamos muito satisfeitos com esses primeiros meses”, conta Guilherme. Para o primeiro ano de funcionamento, a meta é atingir a média de mercado, estabelecida pelo sindicato, de 20% de resultado. Um objetivo ousado, dada a situação econômica do país. “Esperamos manter o crescimento e, acima de tudo, trabalhamos sempre para aperfeiçoar a qualidade dos nossos produtos e serviços”. Especialmente nesse quesito, contam com o apoio de Vânia Lopes, sócia-proprietária, que tem um olhar crítico e uma visão afiada do desejo do consumidor. 17

revista cdl niterói


nova loja

O restaurante busca ser o mais diverso e completo. Oferece a praticidade delivery: serviço próprio de entregas, através do Whatsapp, e pelo Ifood. Futuramente, até mesmo a famosa feijoada do Turus estará disponível para pedidos. E rodízio de esfirras: fugindo do comum, eles vão além das pizzas e realizam o de esfirras abertas. Guilherme já se rendeu a novidade: “Eu que sempre fui amante de pizza, hoje sou apaixonado pela esfirra Turus. É o sabor da massa mais adocicada com uma cobertura muito similar à pizza”. Tudo para agradar o cliente. As promoções ajudam a movimentar a casa: às quartas, chopp com 50%, ás quintas e domingos, na parte da noite, música ao vivo e às sextas drinks com 50% de desconto. Também tem dias dedicados aos pratos especiais. De terça a domingo, o restaurante realiza o festival de esfirra. Já a feijoada leve, tem a sua vez às sextas, sábados e domingos. Para animar ainda mais, tem música ao vivo. Três cantores (Rafael Lira, Nathalia Pani e Carlinhos Inácio) se revezam em apresentações nas quintas e domingos. E, durante os jogos de futebol, um telão é co-

janeiro 2020

locado para que os consumidores possam reunir os amigos, assistir às transmissões e aproveitar promoções exclusivas para cada partida. São muitas abordagem com um único objetivo: atrair o consumidor. Como em qualquer novo empreendimento, os sócios buscam divulgar o restaurante e conquistar novos clientes, com a intenção de fidelizar esse público. E o combo de promoções e eventos sazonais também fazem parte da estratégia traçada. Para Guilherme, é fundamental fazer um planejamento estratégico e definir esses e outros detalhes antes de abrir um negócio. “Tem que pesquisar muito, analisar o custo e resultado e ver as previsões para o seu tipo de negócio”. Além disso, ele alerta para a importância de se ter uma reserva para os primeiros meses e emergências: “Tenha capital de giro, leva tempo para que a empresa seja autossustentável”. E se mostra otimista para 2020: “Esperamos ganhar um novo fôlego, que a economia siga se reerguendo e que o restaurante continue nesta linha que crescimento que estamos desenhando desde sua inauguração”.

18

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


+ + ++

+ + CARTÃO CDL +MULTIBENEFÍCIOS + + O cartão do comércio de Niterói

Encerramos mais um Natal Premiado de sucesso entre a CDL Niterói e a Life Card onde o comércio local foi o maior beneficiado.

+ +

E você, já credenciou a sua empresa para receber o nosso cartão? Já pensou em oferecer mais benefícios ao seu colaborador? Entre em contato conosco e conheça as vantagens.

CONFIRA AS VANTAGENS: Aumento das vendas no comércio local; Custo zero para o empresário; Melhoria do fluxo de caixa; Cesta de Benefícios Adicionais, incluindo cursos de EAD e Assistência Médica com valores reduzidos.

CDL Niterói

Informe-se agora! Fone: (21) 2722-0302

comercial@lifecards.com.br

www.lifecards.com.br

@lifecardsbeneficios

19

revista cdl niterói


artigo

Vem, Liqui! Promoções no início do ano servem como tática para alavancar as vendas

D

mente a estratégia de preços e estoque, que deve focar em itens com maior quantidade; conferir a logística interna para garantir que há condições de atender as necessidades da loja e do cliente, evitar imprevistos... Tratar esse início de ano com atenção e carinho é importante para alavancarmos as vendas e conquistarmos um bom resultado num período que é conhecido no varejo como sendo mais “devagar”. Entender que há sim uma brecha para atrair o consumidor logo em janeiro é fundamental para um resultado bastante interessante! Amigo lojista, dedique tempo preparando uma estratégia comercial caprichada para esse momento e inicie o seu 2020 com o pé direito!

epois de um Natal sinalizando uma reação positiva no cenário econômico, o varejo não perdeu tempo e já começou o novo ano com a já esperada época de liquidação, que, tradicionalmente, só acontece em fevereiro. Nós varejistas nos movimentamos para liquidar os estoques remanescentes com ações promocionais, visando impulsionar as vendas e compensar a ausência de eventos sazonais no primeiro trimestre do ano.... E quem ganha é o consumidor, que além de garimpar produtos com aquela cara atual, pode aproveitar os descontos atrativos uma vez que, passada essa oportunidade, virão os reajustes e com eles, o aumento de preços. Nosso objetivo enquanto lojistas é, além de criar espaço nos estoques, ganhar capital de giro para as compras da próxima estação. A dica para um bom resultado no período onde o consumidor está voltado para os tradicionais compromissos de início de ano (IPTU, IPVA, material escolar, seguros...) é, cuidar da estratégia. Abusar da exposição nas redes sociais, e para isso caprichar nas fotos e vídeos para atrair o cliente; verificar minuciosa-

janeiro 2020

POR ROBERTA ROCHA CDL Jovem

20


Nosso trabalho é deixar você cada vez mais tranquilo.

21

revista cdl niterói


curtas

1

Inadimplência perde fôlego e país abre 2020com 61 milhões de brasileiros negativados

A melhora gradual da conjuntura econômica somada a algumas ações pontuais, como campanhas de renegociação de dívidas e a liberação dos recursos do FGTS contribuíram para aliviar o bolso do brasileiro neste início de ano. Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que o volume de brasileiros com contas em atraso caiu pelo segundo mês seguido e encerrou o ano de 2019 com uma pequena queda de -0,2% na comparação com o ano anterior. A título de comparação, em 2018 o indicador havia encerrado o ano com uma alta expressiva de 4,4% no número de inadimplentes. A estimativa é que aproximadamente 61 milhões de brasileiros tenham começado o ano de 2020 com alguma conta em atraso e com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas. Somando todas as pendências, cada consumidor inadimplente deve, em média, R$ 3.257,91. Já descontando os efeitos da inflação, os valores observados agora são 30% menores do que no início da série histórica, em 2010 (R$ 4.238,32). De modo geral, pouco mais da metade (52,8%) dos brasileiros inadimplentes têm dívidas em atraso de até R$ 1.000 e 47,2% acima desse valor.

4

2

SPC Brasil libera degustação do Cadastro Positivo para associados

A partir do dia 15 de janeiro, as soluções de Cadastro Positivo já estarão disponíveis para consulta no sistema SPC e ficarão em degustação até o dia 28 de fevereiro para os associados que possuem faturamento mínimo.

3

Supermercados já não são mais obrigados a distribuir sacolas plásticas

A partir do dia 15 de janeiro, os supermercados passaram a ser obrigados a cobrar pelas sacolas plásticas. Essa é mais uma etapa da lei que pretende reduzir o consumo das sacolas no Estado, estimado atualmente em quatro milhões de bolsas por ano. Em nota, a Associação de Supermercados do Rio de Janeiro (ASSERJ) afirma que a meta é reduzir pela metade a distribuição de sacolas. O plástico, gerado a partir de fonte de energia não-renováveis, como petróleo e gás natural, leva cerca de 300 anos para se decompor. Uma solução é a utilização dos clássicos carrinhos dobráveis e das ecobags para carregar os produtos.

Maioria dos consumidores inicia 2020 com dívidas do ano passado

Um estudo realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) aponta que apenas 11% dos consumidores condições arcar com os gastos do período de Natal e Réveillon, IPTU e IPVA sem que haja a necessidade de fazer uma reserva financeira ao longo do ano. E que 22% não fez qualquer tipo de poupança para pagar esses compromissos, o que leva muitos deles a parcelar o que podem e começar o ano com o orçamento comprometido. Tudo isso pode ser evitado com o planejamento. Assim como problemas pelos quais os empresários passam: a falta de controle do estoque, despesas inesperadas, queda repentina nas vendas, etc. “Somente o planejamento estratégico poderá direcionar a empresa, oferecer um maior controle sobre o futuro e possibilitar o acompanhamento dos resultados para possíveis correções, se necessário”, afirma Luiz Vieira, presidente da CDL Niterói.

janeiro 2020

22


cidade

Procon Municipal Nova lei define a criação de um Sistema Municipal de Defesa do Consumidor e do Programa de Proteção ao Consumidor (Procon) Municipal Já é lei, a população de Niterói agora tem o suporte do Procon Municipal. Publicada em janeiro, a nova determinação prevê a organização do Sistema Municipal de Defesa do Consumidor, define um Conselho Municipal de Defesa do Consumidor e um Fundo Municipal de Defesa do Consumidor. Que fazem parte da Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor. A previsão é que o sistema passe a funcionar ainda no primeiro semestre e, em caso de multas a arrecadação irá para o Fundo Municipal de Defesa do Consumidor de Niterói. O objetivo é intensificar as ações de conscientização, junto aos estabelecimentos comerciais, e as autuações, caso necessário. Roberto Teixeira, Secretário Municipal de Defesa do Consumidor, fala sobre a importância do envolvimento dos comerciantes com a lei: “É fundamental a observância do Código de Defesa do Consumidor, que rege as normas a serem seguidas para um melhor atendimento. Assim como o respeito ao consumidor,

possibilitando com isso um melhor equilíbrio entre as relações de consumo”. A medida representa uma ampliação das funções da Secretaria, que passa até mesmo a instaurar processos administrativos. “São dimensões, atribuições e prerrogativas muito maiores. Nesse tipo de mediação, as partes poderão chegar a um acordo e a resolução dos conflitos. Poderemos designá-las para audiências de conciliação entre outras atribuições”, explica o Secretário. Ele reforça que o intuito é alcançar maior equilíbrio nas relações de consumo e destaca outras ações desenvolvidas. “Já efetuamos campanhas educacionais junto aos lojistas de Niterói orientando sobre suas obrigações conforme determina o Código de Defesa do Consumidor”. E afirma que espera uma resposta positiva da população: “Os consumidores se sentirão mais seguros sabendo que o Procon Municipal estará sempre atento a não observância do Código de Defesa do Consumidor”.

23

revista cdl niterói


utilidade pública

Cidade de cara nova Prefeitura de Niterói compartilha as principais mudanças que ocorrerão na cidade em 2020 Muitas mudanças vão acontecer ainda este ano em Niterói. Diversos pontos da cidade vão ser transformados, como Piratininga, Centro e Charitas. Seguindo o “Plano de Metas 2019/2020” a Prefeitura de cidade se concentra em três setores: Social, Infraestrutura e Desenvolvimento Sustentável e Gestão Eficiente Transparente. Axel Schmidt Grael, Secretário de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, SEPLAG, esteve presente em evento da CDL Niterói para apresentar as transformações mais significativas. No setor de saúde, citou o novo Centro de Imagem no Hospital Municipal Carlos Tortelly. Que oferecerá exames de imagem com equipamentos de alta tecnologia e salas para mamografia, radiologia digital, endoscopia, tomografia computadorizada, ultrassonografia e ecocardiografia. E a nova maternidade Alzira Reis também com previsão para 2020, com especialização em partos humanizados e será totalmente equipada. Localizada em Charitas, contará com 35 leitos. janeiro 2020

Também citou a usina de Biogestão, que será implantada no Morro do Céu. Com a obra, a Prefeitura pretende utilizar as 120 toneladas de resíduos orgânicos geradas por dia, como matéria prima e transformá-los em bens de consumo. Voltariam para a sociedade como energia elétrica e térmica, composto orgânico e fertilizante. O que atualmente causa gastos, se tornaria lucrativo. “Todo o lixo de Niterói vai para o CTL de Niterói, em Alcântara. O custo disso, principalmente do transporte, é uma das maiores despesas para Niterói”, explica o Secretário. “Com esse investimento, toda matéria orgânica produzida vai gerar energia, através de biogás. Vamos chegar a 100% de esgoto coletado e tratado”, afirma. Planos ambiciosos também para a Lagoa de Piratininga, que como Grael explica, sofreu com assoreamentos, ocupação, uma série de intervenções por conta da cidade que foi crescendo em seu entorno. “Vamos usar o espaço que temos entre a lagoa e a cidade para projetos ambientais para uso da 24


utilidade pública

,,

Vamos usar o espaço que temos entre a lagoa e a cidade para projetos ambientais para uso da sociedade Axel Grael

Secretário de Planejamento

sociedade e também que revertam ou previnam os problemas da lagoa”, conta. O Parque Orla Piratininga priorizará o restabelecimento de um novo equilíbrio ecológico incluindo a construção de pontes, iluminação pública, requalificação de vias e acessos, implantação de espaços multifuncionais com equipamentos de lazer e esportes. Além de uma ciclovia, parte do projeto “Niterói de bicicleta”. Mais uma opção de transporte e lazer para a população. As bicicletas compartilhadas são sustentáveis e prometem melhorar a locomoção na cidade. Serão mais 60 quilômetros de ciclovias, além da implementada na Transoceânica, e diversas estações espalhadas pela cidade.

Outro ponto de destaque foram as já concluídas revitalizações de bairros da cidade. “O banco de Desenvolvimento da América Latina nos apoiou em várias obras de intervenção urbana - com pavimentação, drenagem, saneamento, iluminação - na Fazendinha, Cafubá, Santo Antônio, Boa Vista, Mar a vista, Serra Grande e Jacaré”, disse o secretário”. Sem contar a conquista da Transoceânica e do projeto Região Oceânica Sustentável.

25

revista cdl niterói


informações úteis

Indicadores Confira datas de pagamentos e índices econômicos

previsão para o crescimento do pib (2019) : 2,28%

( fonte: fmi )

índice de atividade econômica : ibc/br -0,18 % (nov / 2019)

salário mínimo salário mínimo - rj

R$ 1238,11

salário mínimo - brasil

R$ 1039,00

dados do município volume de vendas do varejo

idh

0,837

mês (outubro)

acumulado 12 meses

renda média

2.000,29

0,6

1,2%

índice de alfabetização

96,4%

fonte: ibge

mercado moeda

último R$ compra R$ venda R$

variação (% )

dólar comercial

4,1955

4,1954

4,1960

+0,16

dólar turismo

4,3830

4,2030

4,3866

+0,92

papel

descrição

último

compra

venda

variação (%)

real x dólar balcão

dólar comercial em real, mercado (valor econômico)

4,1990

4,1989

4,1995

+0,25%

real x dólar turismo

dólar turismo em real, mercado (valor econômico)

4,3866

4,2066

4,3866

+0,27%

real x euro

real em euro, oficial (bacen)

4,6572

4,6573

4,6580

+0,23%

fonte: valor data (20/01/2020)

janeiro 2020

26


informações úteis

aplicações (20/12)

inflação

índice

em %

índice

período

no mês (%) 12 meses (%)

meta para a taxa selic

4,50

IPCA

dez/19

1,15

4,31

poupança antiga

0,5000

IPCA 15

dez/19

1,05

3,91

poupança nova

0,2588

IGPM

dez/19

2,09

7,30

fonte: valor data

fonte: valor data e anbima

contribuição previdenciária (18/09) salário

alíquotas (%)

contribuições em R$

inss (1)

irpf (2)

até 1.751,81

8

8

de 1.751,82 a 2.919,72

9

9

de 2.919,72 a 5.645,80

11

11

empregador doméstico (3)

8

-

ir na fonte faixas de contribuição base de calculo em R$

aliquota em %

parcela a deduzir em R$

de 1.903,99 até 2.826,65

7,5%

142,80

de 2.826,66 até 3.751,05

15,0%

354,80

de 3.751,06 até 4.664,68

22,5%

636,13

acima de R$ 4.664,68

27,5%

869,36

inss salário de contribuição

aliquota (%)

alíquota do salário de contribuição até R$ 1.693,72

8,0

alíquota do salário de contribuição de R$ 1.693,73 a r$ 2.822,90

9,0

alíquota do salário de contribuição de R$ 2.822,91 até r$ 5.645,80

11,0

cdi over (cetip )

4,40%

poupança do dia: 19/12/2019

0,26%

desconto de duplicata pré-fixada, pj

5,09%

capital de giro, sup. 365 dias, flutuante, pf

27,76%

taxa referencial

0,00%

taxa de cheque especial pf

8,20%

taxa de crédito pessoal, pf

5,15%

taxa de juros para aquisição de veículos, pf

1,47%

fonte: bacen

27

revista cdl niterói


lgpd

Você está preparado para a Lei Geral de Proteção de Dados? Legislação entra em vigor em agosto deste ano e irá mudar a forma como o varejo lida com dados. Entenda como se adequar de nacional de proteção de dados editar normas, orientações, procedimentos e prazos para que os pequenos negócios possam se adequar. O órgão, que ainda vai ser criado, terá uma estrutura composta por um Conselho Diretor, Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e da Privacidade, Corregedoria, Ouvidoria, órgão de assessoramento jurídico próprio e unidades administrativas necessárias à aplicação da lei. Além de evitar dores de cabeça, quem se adaptar mais cedo terá uma posição vantajosa no mercado, tanto na manutenção e captação de clientes quanto na relação com investidores.. Outra vantagem que a LGPD pode trazer para o varejista é evitar fraudes no momento de concessão de créditos.

Está chegando a hora. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), sancionada em 2018, entrará em vigor em agosto deste ano. Para quem ainda não sabe, a LGPD consiste num conjunto de normas que regulamentam o tratamento de dados pessoais de cidadãos no Brasil. Com isso, qualquer empresa que incluir em sua base informações de seus clientes, por mais básicas que sejam – como nome e e-mail –, deverão seguir os procedimentos previstos na nova lei. As empresas ou grupos que não cumprirem as novas exigências estarão sujeitos a multas pesadas. Apesar de a legislação ter um grande impacto sobre o varejo, pesquisas recentes mostram que 85% das empresas ainda não estão preparadas para a LGPD. Para quem não se adaptar, as consequências serão graves. A LGPD estabelece uma série de sanções: a multa pode ser de até 2% do faturamento da empresa e limitada a até R$ 50 milhões por infração. A proatividade da empresa para se adequar à lei será levada em consideração na hora de estabelecer penalidades.

MAIS TRANSPARÊNCIA PARA O CONSUMIDOR

Uma das vantagens da LGPD é que ela deve mudar a relação com os consumidores e as estratégias para captar novos clientes. Ela pode marcar uma mudança nos valores que o consumidor leva em consideração no momento de decisão de compra. A transparência não será valorizada apenas em relação ao tratamento de dados, mas também no relacionamento da empresa com clientes e a sociedade.

AUTORIDADE NACIONAL

A LGPD estabelece que microempresas, empresas de pequeno porte e start-ups receberão tratamento diferenciado, mas ainda caberá à autorida-

passo a passo para se adequar à lei para se adequar à lgpd, confira as medidas a ser tomadas, de acordo com vivian moraes, gerente jurídica do spc brasil

janeiro 2020

1

mapeamento de dados: a empresa deve mapear dados estruturados e desestruturados – onde estão armazenados, no que consistem, quem tem acesso etc.

2

avaliação técnica: um corpo técnico deve avaliar o mapeamento para identificar quais regras da lgpd se aplicam e quais mudanças devem ser feitas.

3

plano de ação: a empresa deve estabelecer quais políticas e programas irá adotar para se adequar à lei.

4

implementação: o varejista deve treinar sua equipe e garantir que a cultura de proteção de dados se consolide no dia a dia da empresa.

28


lgpd

fique de olho nos principais pontos da lei • Notificação de vazamentos: caso ocorra alguma violação de segurança, a empresa deverá notificar os titulares afetados, usando linguagem clara.

• Consentimento: o usuário precisa consentir para o tratamento de dados pessoais, desde os mais simples, como nome completo, telefone, e-mail e endereço. Cabe a quem trata o dado provar que o consentimento foi obtido.

• Sanções: as empresas que violarem a lei estarão sujeitas a multas no valor de até 2% do faturamento do negócio, com limite de R$ 50 milhões por infração. Quem tiver adotado medidas para se adequar à lei poderá receber uma penalização mais branda que empresas que forem negligentes.

• Linguagem clara: a solicitação de dados deve ser feita de forma clara e fácil de compreender. • Finalidade: o consentimento está ligado à finalidade do tratamento do dado. Varejistas terão que deixar claras as intenções com dados coletados. Dados adquiridos para uma finalidade específica não podem ser utilizadas para outra sem consentimento. • Direito de excluir dados: o cidadão ganha o direito de questionar empresas sobre a existência de informações sobre ele em banco de dados e solicitar a alteração ou a exclusão sempre que quiser, sem necessidade de justificativa.

29

revista cdl niterói


artigo

Oportunidade de negócios Economia!

O

Essa dinâmica é muito virtuosa, pois o dinheiro deixará de circular no mercado secundário e especulativo, e virá para o mundo real. Com isso novas lojas serão abertas, novas empresas de prestação de serviços irão se abrir, e pessoas serão empregadas. Isso promove a geração de riquezas, que é o elemento indispensável atualmente e todos esperam por isso! Acredito que passaremos dos 2% reais de crescimento da economia brasileira, como o próprio relatório Focus de investimento prevê, pois o momento é oportuno para empreender; bom para quem tem dinheiro para investir e principalmente, para quem está desempregado, pois novas oportunidades irão surgir. Juntos nós podemos gerar empregos!

ano de 2020 está aí! Estamos no decorrer do primeiro mês de uma nova década. É muito comum no mês de Janeiro, as empresas e as famílias terem dificuldades na gestão de recursos. O que vimos e vemos ao longo desses anos é que há naturalmente, um desencaixe financeiro enorme por conta das férias, pagamentos de impostos ( iptu e ipva), e materiais escolares, além das famílias realizarem viagens. Logo, menos pessoas consomem nas cidades e lojas locais. O que nós estamos vendo atualmente é que a taxa de juros Selic (uma referência) no menor nível da história do País gerou a possibilidade de uma rentabilidade negativa, por conta do aumento da inflação. As pessoas que estão com dinheiro aplicado em renda fixa, tenderão migrar para a economia real com o intuito de proteger o seu capital, ou seja, várias famílias que são poupadoras buscarão na renda variável um retorno maior do seu investimento, ou na inversão de capital. Outras famílias mais audaciosas, que estão acostumadas à exposição ao risco em busca de uma maior retorno , irão buscar oportunidades de negócios, quer seja em atividades novas, quer seja em ampliação dos negócios existentes.

janeiro 2020

POR FABIANO GONÇALVES Secretário de Administração na Prefeitura Municipal de Niterói

30


31

revista cdl niterรณi


janeiro 2020

32

Profile for CDL Niteroi

O Lojista - Fevereiro de 2020  

O Lojista - Fevereiro de 2020  

Advertisement