Page 1

Ano 3 - Edição 47 - Dezembro de 2019

Distribuição Gratuita

Botucatu

BOTUCATU AVANÇA EM RANKING DE CIDADES CONECTADAS E TECNOLÓGICAS

acebotucatu

Comércio

Administração

Sindicatos definem convenção coletiva para 2020

Botucatu mantém excelência em Gestão Pública


PALAVRA DO PRESIDENTE

Caminhar em conjunto

E

ncerramos mais um ano de trabalho intenso e de muitas conquistas, não só para a Associação Comercial e Empresarial de Botucatu (ACEB), mas como para todos os botucatuenses. Foi um 2019 repleto de resultados expressivos, com iniciativas que beneciarão os setores produtivos e, doravante de tais ações, fomentar o crescimento econômico regional. Com o dinamismo do mercado e as constantes mudanças da economia, faz-se imprescindível dinamizar a gama de serviços ofertados aos associados. Tendo vista a esta necessidade, a ACEB iniciou um processo de diversicação em seu portfólio e de maior proximidade com as empresas botucatuenses. Para se ter uma ideia, foram ampliadas as opções de convênios, além da implantação da Certicação Digital, que conecta a associação às recentes tendências do varejo. Tudo é resultado de um trabalho árduo onde a diretoria da ACEB empenhou-se ao máximo para implantar novas ideias e colocar a entidade como uma das protagonista no

fomento empresarial e de desenvolvimento econômico do município. É neste anseio que se analisa o ano de 2019. Há um otimismo quanto a retomada do crescimento econômico. Em âmbito local visualizamos a ampliação das vagas de trabalho, resultante da nova perspectiva de investimentos e atração de empresas. Outras iniciativas por parte do Poder Público darão o fôlego essencial para o desenvolvimento do município, como a construção da futura barragem no Rio Pardo, revitalização da avenida Deputado Dante Delmanto, os planos para a futura ampliação do Parque Tecnológico, o Distrito Industrial 4, bem como a construção de moradias populares. Também vale ressaltar a criação da Frente Pa r l a m e n t a r p a r a o D e s e n v o l v i m e n t o Econômico. Isso demonstra que há vontade de tornar Botucatu como protagonista e liderança em âmbito regional. Todos estes resultados colocam Botucatu como uma das 100 melhores cidades para se investir, conforme ranking da Urban Systems. A mesma consultoria coloca o município entre os

50 mais conectados e avançados tecnologicamente. Posições estratégicas que mostram estarmos no caminho certo para o crescimento econômico e social. Serão muitos os desaos para o próximo ano. Os resultados das reformas propostas pelo governo em âmbito nacional, como as Reformas da Previdência, além da Medida Provisória Verde Amarelo, que tendem a modicar a vida dos brasileiros e ajudar a aquecer a economia. Botucatu necessita analisar tais mudanças e implantar mais políticas de fomento econômico. A Associação Comercial e Empresarial de Botucatu sente-se orgulhosa em participar desta caminhada em conjunto com as diferentes forças econômicas. Havendo sincronismo entre todos os segmentos, é possível superar desaos e alçar voos maiores para rearmar Botucatu como líder do desenvolvimento da região. Que o ano que se encerra dê a base da nossa caminhada em prol de uma Cidade melhor. Um 2020 de harmonia e conquistas.

Emilio Angella Neto Presidente da ACEB

ÍNDICE 9 CARREIRA

4 CIDADE

2019 de muito trabalho e desenvolvimento para Botucatu

5 CIDADE

Botucatu mantém boa gestão scal, segundo levantamento nacional

8 NEGÓCIOS

Botucatu se consolida entre as 50 cidades mais inovadoras do Brasil Relações econômicas e o cadastro positivo

Horário de expediente do SCPC Segunda à Sexta das 08:00h às 18:00 h

www.acecdlbotucatu.com.br

DIRETORIA

CONSELHO FISCAL

CONSELHO DELIBERATIVO

Emílio Angella Neto

Presidente do Conselho Deliberativo

Wilson César Da Cruz

João Batista Correia Ribeiro Presidente do Conselho Fiscal James Sales Pereira

Vice-Pesidente

Membro do Conselho Fiscal

Membro do Conselho Deliberativo

Ricardo José Pauletti

Carlos Roberto De Souza

Sacae Watanabe

Secretário

Membro do Conselho Fiscal

Membro do Conselho Deliberativo

Júlio Marcos Calonego Tesoureiro

19 SAÚDE

20 VEÍCULOS

Seguro obrigatório para veículos é extinto

21 GASTRONOMIA

Ceia de Final de Ano tropical

EXPEDIENTE Distribuição Gratuita e Dirigida Publicação produzida pela ACEB Periodicidade Mensal

DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente

A imponência e requinte do primeiro grupo escolar da cidade Cuidados com a pele no verão

12 CAPA

14 ECONOMIA

Geração de empregos mantém desempenho positivo no trimestre

Pés no chão

16 CONHEÇA BOTUCATU

Comércio dene regras para 2020

6 CIDADE

ACEB

15 SEBRAE

10 COMÉRCIO

Mobilização por um novo Centro Empresarial

B O T U C A T U-S P

Como fazer um plano de carreira e se preparar para 2020?

Carlos Alberto Fumes Flávio Luis Fogueral

Tiragem 1.000 Exemplares

Jornalista Responsável Flávio Fogueral MTB: 34.927 aviofogueral@gmail.com (14) 99795-9210 Diagramação e Arte Final Erica Lopes - ericalopes@outlook.com (14) 99819-3753 Impressão Gralar - (14) 3812-5700 - São Manuel


CIDADE

2019 de muito trabalho e desenvolvimento para Botucatu

E

stamos encerrando o ano de 2019 com o sentimento de que Deus tem nos abençoado de forma extraordinária, fazendo com que os esforços feitos pela Administração Municipal contribuam signicativamente para o desenvolvimento de Botucatu e para a melhoria da qualidade de vida da população. Foi um ano de muito trabalho, mas de muitas realizações. Nossas sete escolas de tempo integral estão em estágio muito avançado, e parte delas, já devem funcionar no começo de 2020. Todas as crianças que estudarão nessas escolas e nas unidades do Município terão, pelo terceiro ano consecutivo, os uniformes escolares, totalmente gratuitos. São mais de 140 mil peças para nossos alunos, que todos os dias têm recebido 22 mil refeições através da Cozinha Piloto, que não só reformulou o cardápio, mas também tem oferecido muito mais saúde e sabor a todos os alunos das escolas públicas da Cidade. As obras de infraestrutura também tem nos alegrado bastante. A 1ª etapa do Anel Viário está pronta, incluindo o viaduto que liga o Jardim Paraíso ao Jardim Cristina. O Parque Linear do Rio Lavapés também já está mudando a realidade da região e a tão esperada Represa do Rio Pardo, que garantirá o abastecimento do Município pelas próximas 4 ou 5 décadas já está saindo do papel. A Avenida Deputado Dante Delmanto, que anteriormente parecia abandonada, hoje é um novo local, mais seguro e que oferece um uxo mais inteligente aos condutores. Os moradores do bairro Convívio enm podem sair de casa sem pisar no barro, após a pavimentação de todas as ruas, o que ocorrerá também no Jardim Botucatu, no Jardim Riviera, e outras áreas do nosso município. Na segurança, temos trabalhado para que o Município continue sendo um dos mais seguros do País, com maior capacitação dos nossos Guardas Municipais, que receberam 6 novas viaturas para o patrulhamento na Cidade, e especialmente com a união das Forças de Segurança da Cidade, envolvendo Polícia Militar e Polícia Civil.

Destaque | Dezembro 2019

4

Na saúde, implantamos o Poupatempo Saúde, com a abertura de 10 prontos atendimentos noturnos em toda a Cidade, buscando agilizar e humanizar o atendimento a nossa população, e desafogando o atendimento no PS Adulto. Isso e muito mais graças a um intenso trabalho de economia e otimização dos recursos municipais que vão desde o consumo de água dos prédios municipais, até a redução drástica de contratos de aluguéis. Queremos para o ano de 2020 continuar neste ritmo de realizações, melhorando a qualidade de vida do povo botucatuense, gerando oportunidades de emprego, e oferecendo sempre mais saúde, educação e segurança. Um abençoado 2020 para todo o povo de Botucatu!

Mário Eduardo Pardini Affonseca é prefeito de Botucatu


CIDADE

Mobilização por um novo Centro Empresarial

I

niciativa para o fomento empresarial, o Parque Tecnológico de Botucatu está prestes a ter sua capacidade de empreendimentos ampliada. Este é o objetivo do projeto que consiste na construção de um Centro Empresarial e Incubadora no complexo, a m de atrair novos investimentos e a consequente geração de empregos. Para isso, uma delegação botucatuense apresentou o projeto junto ao governo federal. A reunião, realizada dia 12 de novembro no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Telecomunicações (MCTIC), teve a presença do prefeito Mário Pardini, além do secretário municipal de Desenvolvimento, Junot de Lara Carvalho e do diretor do Parque Tecnológico de Botucatu, Carlos Costa. Na capital federal foram recepcionados pelo secretário-executivo da pasta, Júlio Semeghini. Na oportunidade, o projeto apresentado consiste no acréscimo de um prédio de 5.600 metros quadrados, o que garantirá a instalação de 40 novas empresas às 25 existentes atualmente no complexo. O novo espaço demandará investimentos aproximados de R$ 12 milhões. E foi neste contexto que a reunião delineou conversas aprofundadas. Segundo a direção do Parque Tecnológico, a viabilidade do projeto depende de nanciamentos e parcerias. Uma das hipóteses consiste em aporte integral dos valores por parte do Governo Federal; outra com divisão de contrapartidas, incluindo emendas parlamentares; e uma terceira alternativa consiste em parceria público-privada (PPP) com utilização de uma linha de crédito especial. O representante do MCTIC analisará as alternativas e apresentará as propostas ao Poder Público botucatuense. Não há prazo para que isso ocorra, mas o secretário-executivo frisou que o Parque Tecnológico reúne condições estruturais para receber incentivos e programas de fomentos por parte do ministério. “Ficou denido que as alternativas apresentadas serão estudadas

Delegação botucatuense debateu com representantes do Ministério da Ciência e Tecnologia meios para financiamento do Parque Tecnológico

em busca da solução mais viável, considerando a atual situação econômica do País. De qualquer maneira é um passo importante que Botucatu dá na busca de tirar do papel mais um ambiente de estímulo à inovação, empreendedorismo e riqueza”, enfatiza Carlos Costa, diretor do Parque Tecnológico Botucatu. Inaugurado em 2015, o Parque Tecnológico de Botucatu está instalado na Rodovia Dr. Gastão dal Farra possui total de 355.882 m² em duas áreas para o fomento e incubação de empresas nas mais diversas áreas. A área 1, com 136 mil m² possui três quadras, sendo que pelo projeto, o Centro Empresarial estará concentrado na quadra 3, com 33 mil metros quadrados. Ainda neste setor mais de 90% das áreas já estão reservadas ou em uso por meio de espaços próprios, coworking ou concessão de terrenos. O complexo conta infraestrutura disponível com ruas, energia elétrica, água, esgoto, lotes e um prédio multiuso. Destaque | Dezembro 2019

5


CIDADE

Botucatu mantém boa gestão fiscal, segundo levantamento nacional

B

otucatu possui boa gestão no controle do orçamento e gestão das contas públicas, conforme levantamento realizado anualmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). Divulgado no início de novembro, o Índice Firjan de Gestão Fiscal 2019 traça um panorama em aspectos presentes nos orçamentos municipais e a aplicação de recursos em programas e políticas sociais e de desenvolvimento econômico. O estudo avaliou as contas públicas de 5.337 municípios brasileiros, onde vivem 97% da população. Para se quanticar os resultados, a Firjan adotou como metodologia a análise e cruzamento de dados ociais, disponibilizadas pela Secretaria do Tesouro Nacional, por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Sicon). As notas variam de 0 a 1, sendo quanticadas através de itens como autonomia, gastos com pessoal, investimentos e liquidez. Pelos índices, resultados superiores a 0,8 ponto são classicados como de “excelência”, enquanto os de 0,6 a 0,8 são denidos como “boa gestão”. Já os índices de 0,4 a 0,6 passam a ser considerados como “gestão em diculdade” e resultados inferiores a 0,4 são “gestão crítica”. Os resultados totais apontam que 40,5% dos municípios brasileiros possuem gestões críticas, enquanto que 33,4% são de

Botucatu - SP (Ano 2018): IFGF 0.7205 IFGF E INDICADORES BOTUCATU - SP (2018)

“gestão em diculdade”; 22,1% estão nos índices de 'boa gestão” e apenas 4% são classicadas como “excelentes”. Pelo estudo, Botucatu alcançou, em 2018, índice 0,7205 (boa gestão), resultado que coloca o município na 533ª e 94ª posições em âmbito nacional e estadual, respectivamente, entre as prefeituras analisadas pela Firjan. Dos quatro pontos sob análise pelo estudo, o grau de investimentos no município está classicados como crítico, apesar do crescimento nos últimos vinte e quatro meses- passando de 0,2258 em 2017 para 0,3563 no ano passado. Neste quesito é medida a parcela da Receita Total dos municípios destinada aos investimentos a m de gerar bem-estar para a população e melhoria do ambiente de negócios local. Nos demais critérios, o município obteve desempenhos acima da média. No quesito autonomia recebeu nota máxima (excelência), sendo acrescentado nesta edição do estudo. Consiste na análise da receita advinda da atividade econômica do município e os custos para manter a Câmara de Vereadores e toda a estrutura administrativa. Quanto à receita do município, analisou-se a capacidade de arrecadação de impostos e tributos, além de serviços diversos. Agrega-se também as transferências de outras fontes de recursos como os oriundos pelo Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), entre outros. Neste contexto, não estão contabilizadas despesas obrigatórias com atividades-m como Saúde, Educação, Urbanismo,

IFGF E COMPONENTES 1.0000

1

EVOLUÇÃO ANUAL - DE 2013 A 2018 IFGF: BOTUCATU - SP

1.0000

1 0.75

0.9006

0.7205

0.9566 0.8256

0.8

0.7863

0.5258

0.7457

0.7205

2017

2018

0.5 0.6

0.3563 0.25

0

0.4 0.2 IFGF

Autonomia

Excelência

Gastos com Investimentos Pessoal Boa Gestão Dificuldade

(superiores a 0,8 pontos)

(entre 0,6 e 0,8 pontos)

Destaque | Dezembro 2019

6

(entre 0,4 e 0,6 pontos)

Liquidez Crítica (inferiores a 0,4 pontos)

0

2013

2014

2015

2016


2018

2017

2014

2015

2016

Investimentos

2018

2017

2016

2018

2017

0

2016

0

2015

0.5

2014

0.5

2014

Gastos com Pessoal 1

2013

Autonomia 1

2015

2018

0

2017

0

2016

0.5

2015

0.5

2014

1

2013

1

2013

Saneamento, entre outras. Para se ter uma ideia, o orçamento de Botucatu para o ano de 2018 (base para o estudo da Firjan) foi de R$ 380.429.400, sendo que a receita tributária gerou R$ 82.804.900 aos cofres municipais e as transferências de recursos garantiu R$ 257.334.950. Já a Câmara Municipal recebeu R$ 5.039.700 dos cofres municipais, executando 98% deste valor, fazendo a devolutiva de R$ 156.725,46 à municipalidade. Em outro fator analisado, gastos com pessoal, Botucatu também recebeu avaliação como tendo a gestão em excelência, obtendo a nota máxima. Neste aspecto, são avaliados os gastos que o Poder Público tem quanto ao pagamento com pessoal em relação à receita. Em 2018, o orçamento botucatuense teve como despesas R$ 372.983.000. O Índice Firjan de Gestão Fiscal também avaliou a liquidez dos municípios, que consiste no total de restos a pagar acumulados no ano e os recursos em caixa disponíveis para cobri-los no exercício seguinte. Ou seja, se as prefeituras estão postergando pagamentos de despesas para o exercício seguinte sem a devida cobertura de caixa. Neste quesito Botucatu apresentou diculdade, recebendo nota 0,5628, inferior ao obtido em 2017, quando a classicação foi de “boa gestão”, com nota 0,7568. Mesmo estando com classicação satisfatória pelo índice, Botucatu apresenta queda na excelência da gestão dos gastos públicos nos últimos cinco anos. Desde 2014, quando foi obtida a nota 0,9566 (excelente), o desempenho botucatuense se mostra decrescente, com retrações em 2015 (0,8256), 2016 (0,7863) e 2017 (0,7457).

2013

CIDADE

Liquidez

Excelência

Boa Gestão

Dificuldade

Crítica

(superiores a 0,8 pontos)

(entre 0,6 e 0,8 pontos)

(entre 0,4 e 0,6 pontos)

(inferiores a 0,4 pontos)

Destaque | Dezembro 2019

7


ACEB

ACEB e Correios apresentam estratégias de posicionamento no e-commerce

T

endência cada vez mais consolidada no varejo, o ecommerce mostra gradativo crescimento na preferência de consumidores e se torna alternativa ao empreendedor no momento de agregar alternativas na expansão de negócios. Ou seja, comprar e vender de forma remota é um nicho de mercado a crescer de maneira acentuada. Esta realidade é constatada no dia a dia do consumidor brasileiro. Cada vez mais opta-se por efetuar, desde pesquisas de preços a compras variadas. Pesquisa contida na 40ª edição do Webshoppers e divulgada em agosto deste ano pela Ebit/Nilsen apontou o crescimento de 12% nas compras online no país, patamar idêntico ao registrado no mesmo período de 2018, representando faturamento às empresas de R$ 26,4 bilhões. Esta crescente ainda é mais impactante quando se analisado de 2007 a 2019, quando o comércio eletrônico teve alta de 290%. O levantamento ainda constatou que 5,3 milhões de consumidores zeram sua primeira compra de maneira online no período (ou 18% do acumulado nos primeiros seis meses do ano). A plataforma de negociação mais acionada é por dispositivos móveis, onde o cliente busca, em essência, encontrar as marcas tradicionais do varejo dentro do ambiente virtual. Para apresentar esta realidade a empreendedores do varejo de Botucatu e região, a Associação Comercial e Empresarial de Botucatu (ACEB) promoveu, dia 28 de outubro, em parceria com os Correios, a palestra “eSoluções – Do desejo de compra ao frete”. Objetivo foi de traçar um panorama das tendências no varejo, bem como de estratégias de se otimizar a presença da empresa ou marca no ambiente virtual. Durante a capacitação, o consultor em marketing digital pelos Correios, Warley Pires, apresentou aspectos como implantação de de lojas virtuais, estratégias de captação de audiência, geração de conteúdo e otimização de anúncios por meio de plataformas como Google ADS, impulsionamento em mídias sociais digitais, entre outras. “A cada dia há uma imersão maior no comércio eletrônico, fazendo com que as próprias empresas tradicionais vejam o ambiente virtual como aliado na captação de clientes e ampliar as possibilidades de negócios. Mas isso demanda investimento em tecnologia e estratégias de logística”, salientou o consultor. Outros pontos abordados frisaram as políticas de frete instituídas pelos Correios, como a malha de abrangência da estatal na distribuição de produtos, limites de cargas, descontos e promoções de envios. “O frete, em si, não é o principal empecilho na hora de se nalizar uma compra, mas sim como o produto está sendo apresentado, se o mesmo foi visualizado pelas audiências ou se o mesmo está em estoque suciente”, frisou Pires. Para o presidente da ACEB, Emílio Angella Neto, apresentar tendências e meios a empreendedores do varejo mostra a nova dinâmica que o segmento atravessa. “Sabe-se que o comércio eletrônico ganha cada vez mais espaço e o varejo precisa saber como usar esta ferramenta de forma a se obter o máximo de resultados. Mesmo se a empresa ainda não trabalha com ecommerce, esta estratégia tem que ser vista como algo que agregará em vendas e visibilidade. Mas não basta apenas colocar o produto na internet e não saber divulgá-lo ou mesmo entregar de forma ágil e com o máximo de segurança e integridade do que foi comercializado”, ressaltou. Destaque | Dezembro 2019

8

Presidente da ACEB, Emílio Angella Neto frisa o crescimento do comércio online e oportunidade com o mesmo

Consultor de marketing digital salienta que pequenas empresas optam cada vez mais pelo relacionamento direto com o consumidor

Evento promovido em conjunto pela ACEB e Correios reforçou o posicionamento das empresas com novas tendências no varejo

Correios e ACEB consolidam parcerias entre as entidades para o fomento empresarial


CARREIRA

Como fazer um plano de carreira e se preparar para 2020?

E

stabelecer um plano de carreira é essencial para qualquer prossional nesta constante mudança para o novo mundo 4.0. È muito comum no inicio do ano denirmos metas que desejamos alcançar pessoalmente e prossionalmente, porém poucos prossionais analisam quais metas atingiram, quais estão em andamento e quais não foram concluidas. Nesse sentido, tão importante quanto fazer esse monitoramento é ter clareza sobre os aprendizados tanto no exito quanto

no fracasso dessas metas. Para encerrarmos 2019 e iniciarmos o ano de 2020 com o pé direito, nós preparamos um guia para você, prossional, alcançar todos os seus objetivos de forma rápida e assertiva no ano que se inicia. Milena Lozano e Sol Machado fundadoras e coaches do NUC (Núcleo Coaching de Carreira).

Conra os 6 passos do planejamento de carreira ecaz:

1

Papel e caneta na mão: Colocar o seu plano de carreira no papel é fundamental para entender melhor os seus planos e metas. Colocar no papel todos os pontos listados abaixo é fundamental para você gerenciar melhor a sua carreira, acompanhando os desaos e metas propostos. Dedique um momento do seu mês para lê-lo e atualizá-lo. Isso o ajudará a não se esquecer dos seus planos, mesmo diante das diculdades.

2

Transforme seus objetivos em metas: O primeiro passo é denir o seu objetivo especíco. Para criar um plano de carreira ecaz, é importante que, além de denir seus objetivos pessoais e prossionais, transformá-los em metas. Reita sobre como você quer estar daqui 1, 5 ou 10 anos e transcreva para o papel esses objetivos de maneira especíca, mensurável e atingível. Ao nal, deixe um espaço para preencher com a data que ele será atingido.

3

Faça uma avaliação pessoal: Fazer uma avaliação pessoal é fundamental para denir com clareza o que você quer e aonde almeja chegar. Reita sobre o seu momento atual, os erros e aprendizados do ano que se encerra, seus pontos fortes e o que precisa ser melhorado, bem como quais valores e talentos contribuem para alcançar seus objetivos. Em seguida, liste cinco competências comportamentais que já possui e outras cinco que precisa desenvolver ou adquirir para alcançar o resultado almejado. Determine também cinco capacidades técnicas que já possui e outras cinco que deve aperfeiçoar para atingir seus propósitos.

4

Tenha estratégias claras: Outro passo importante para quem busca montar um plano de carreira eciente é denir estratégias especícas para car mais próximo dos objetivos almejados. Responda: O que você pode fazer hoje para estar mais próximo do que deseja? O que falta acontecer para atingir suas metas? Uma promoção, um novo emprego ou montar um negócio são alguns exemplos de estratégias. Uma dica valiosa é investir em capacitação prossional para desenvolver novas habilidades, faça novos cursos, amplie seus conhecimentos, estude uma nova língua… enm, avalie o que você realmente necessita e mãos à obra.

5

Inspire-se nos exemplos de sucesso: Inspire-se em prossionais que atingiram o sucesso que você almeja e aprenda com o relato de cada um deles. Busque saber sobre suas carreiras e trajetória e use esses cases como estímulo para correr atrás de seus próprios objetivos. O que não faltam são bons exemplos de pessoas que ousaram, acreditaram e conquistaram grandes resultados.

6

Divida em etapas, siga a rota, mas seja exível: Para atingir seus objetivos de carreira e colocar seus talentos em prática, divida o planejamento em etapas, com uma meta a cada degrau a ser escalado. A única regra é não abandonar seu objetivo ou torná-lo algo inalcançável, porém é importante ser exível frente às mudanças de mercado. Em um mundo de relações de trabalho tão dinâmicas, com incertezas e oscilações, a importância de se fazer um bom plano de carreira é um grande diferencial. Tendo esse planejamento, ca mais fácil decidir quando se tem mais de uma oportunidade de trabalho ou mesmo para quem deseja empreender e serve para orientar a jornada do prossional e do empreendedor, para que ele possa superar obstáculos e alcançar mais facilmente seus objetivos.

Destaque | Dezembro 2019

9


COMÉRCIO

Comércio define regras para 2020

A

pós meses de intensa negociação, o comércio botucatuense tem seu calendário de funcionamento para os próximos doze meses, bem como denidos os salários dos trabalhadores da categoria. A convenção coletiva foi assinada em 12 de novembro pelos presidentes dos Sindicatos do Comércio Varejista de Botucatu e Região (Sincomércio), Fátima Baldini, e do Sindicato dos Empregados no Comércio Varejista de Botucatu (Sincomerciários), Sérgio Ortiz. As normativas denem pontos como reajuste salarial da categoria, horário de funcionamento do comércio, garantias a comissionistas, remuneração de horas extras, indenização de quebra de caixa, além de trabalhos em datas especiais e/ou feriados. As regras têm validade para as cidades de Botucatu, Anhembi, Bofete, Itatinga, Pardinho, Santa Maria da Serra e São Manuel. As alterações referendadas pelas duas entidades já estão em vigor. Um dos principais pontos negociados foi quanto o valor do reajuste da categoria, que teve índice xado em 4,5%. Com isso, os comerciários passam a ter base de R$ 1.457 para empregados no comércio, em geral; R$ 1567 para operadores de caixa; R$ 1285 referentes às ocupações de faxineiros e copeiros; e de R$ 1.073 para repositores, ofce-boys e empacotadores (este valor não se aplica a funcionários que atuam em supermercados). Para os contratados em sistema de comissionistas, a remuneração mínima não pode ser inferior a R$ 1771, já incluindo o descanso semanal e que somente prevalecerá em caso de não atingirem o valor da garantia e cumprida integralmente a jornada de trabalho. Tais valores se aplicam às empresas em geral, sendo que Empresas de Pequeno Porte (EPP) e Microempresas passam a ter regime especial de salários. Nisso, as MEs têm padrão o pagamento de R$ 1.339 para funcionários em geral; R$ 1456 para operadores de caixa; R$ 1197 para copeiros e faxineiros; e R$ 1073 para repositores, ofce boys e empacotadores. O valor a ser pago aos novos contratados terá base de R$ 1190. Já as EPPs passarão a oferecer vencimentos estabelecidos de R$ 1398 (funcionários em geral); R$ 1505 (caixas); R$ 1231 (copeiros e faxineiros); R$ 1073 (repositores, ofce boys e empacotadores) e o salário normativo a ser pago para novos contratados passará a R$ 1256. Outro ponto denido foi a adoção de jornada diferenciada sendo que as empresas que optarem pela mesma deverão Destaque | Dezembro 2019

10

apresentar o requerimento aos sindicatos representativos, para a obtenção do certicado de autorização. Ao adotar este sistema, as empresas devem utilizar, no máximo, 20% do quadro funcional. Quanto a datas e horários estendidos ou especiais, a Convenção Coletiva do comércio também estabelece critérios relativos. Uma das ocasiões, denominada de “Liquida Botucatu”, determina que em uma semana (ainda a ser denida) as lojas funcionarão de segunda a sexta-feira das 9 às 22 horas, ao sábado das 9 às 20 horas e no domingo das 9 às 16 horas. Também está prevista a abertura em horários diferenciados quando da edição 2020 da Black Friday (das 9 às 22 horas). Uma das principais modicações está na abertura do comércio em feriados. Como ocorreu em 2019, algumas lojas (principalmente as de rede) solicitaram a abertura em datas especícas como Independência do Brasil (7 de setembro), Padroeira do Brasil (12 de outubro), Finados (2 de novembro) e Proclamação da República (15 de novembro). Atendendo à atual legislação trabalhista denida pelo governo federal, os sindicatos representativos rearmam a abertura de lojas mediante solicitação nos seguintes feriados: Sexta-Feira da Paixão (10 de abril), Tiradentes (21 de abril), Corpus Christi (11 de junho), Independência do Brasil (7 de setembro) e Proclamação da República (15 de novembro). No entanto, o feriado estadual da Revolução constitucionalista (9 de julho) será trocado pela segunda-feira de Carnaval (24 de fevereiro). Para que as empresas do varejo botucatuense funcionem em horário especíco nos feriados, as requisições devem ser apresentadas ao Sincomércio até 20 de janeiro. A convenção dene ainda que supermercados, hipermercados, quitandas, mercados e mercearias estão autorizadas a funcionar nos feriados, com exceção de 25 de dezembro (Natal), 1º de janeiro (Dia da Fraternidade Mundial) e 1ºde Maio (Dia do Trabalho). (Conra o calendário completo no quadro ao lado) O setor comercial é um dos que mais geram empregos em Botucatu. Dados do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia aponta que o segmento é responsável por mais de 8.100 empregos diretos com carteira assinada em 2467 estabelecimentos instalados no município.


COMÉRCIO

HORÁRIO DE

FUNCIONAMENTO DO COMÉRCIO

24 e 25- Carnaval

D S T Q Q S S 6

7

1

2

3

8

9 10 11

D S T Q Q S S 1 3

4

ABRIL 10 - Sexta da Paixão / 14- Aniversário Botucatu 21 - Tiradentes

8 - Dia da Mulher

4 2

9 às 18h 13 às 18h 9 às 17h 9 às 22h Fechado

MARÇO

FEVEREIRO

JANEIRO 1- Confraternização Universal

5

2020 5

6

7

8

D S T Q Q S S

D S T Q Q S S

4

1

2

8

9 10 11

1

2

8

9 10 11 12 13 14

3

5

6

7 5

6

7

3

4

12 13 14 15 16 17 18

9 10 11 12 13 14 15

15 16 17 18 19 20 21

12 13 14 15 16 17 18

19 20 21 22 23 24 25

16 17 18 19 20 21 22

22 23 24 25 26 27 28

19 20 21 22 23 24 25

26 27 28 29 30 31

23 24 25 26 27 28 29

29 30 31

26 27 28 29 30

JUNHO

MAIO

D S T Q Q S S 3

4

5

6

7

1

2

8

9

26- Dia de Sant’ana / 16- Dia do Comerciante

D S T Q Q S S 7

AGOSTO

JULHO

11- Corpos Christi

1- Dia do Trabalho

5

2

8

9 10 11 12 13

3

4

D S T Q Q S S

6

1

5

6

7

1

2

3

8

9 10 11

9- Dia dos Pais

D S T Q Q S S 1

4 2

3

4

5

6

7

8

14 15 16 17 18 19 20

12 13 14 15 16 17 18

9 10 11 12 13 14 15

17 18 19 20 21 22 23

21 22 23 24 25 26 27

19 20 21 22 23 24 25

16 17 18 19 20 21 22

24 25 26 27 28 29 30

28 29 30

26 27 28 29 30 31

23 24 25 26 27 28 29

10 11 12 13 14 15 16

31

30 31

Destaque | Dezembro 2019

11


CAPA

Botucatu se consolida entre as 50 cidades mais inovadoras do Brasil

G

radativamente Botucatu tem alcançado altos índices de desenvolvimento, tornando-se um pólo de investimento na região centro-oeste paulista. Isso signica mais atratividade para a instalação de empresas, opor tunidades de negócios e geração de emprego. Recentemente, a consultoria Urban Systems classicou o município entre os 100 mais propícios para o fomento empresarial ao analisar infraestrutura, políticas sociais, além de outros aspectos. Dessa vez, a mesma consultoria traçou análise de cidades “inteligentes” e conectadas, por meio do ranking “Ranking Connected Smart Cities”, onde especicou os locais com melhor mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança. Para se obter as notas nais foram aplicados 70 indicadores que contemplam tópicos como nível educacional e formação acadêmica da população, pólos de inovação e fomento a pesquisas, empreendedorismo, frota de veículos, conexões rodoviárias/ aeroviárias/ ferroviárias, legislações sobre ocupação do solo, empregabilidade, independência municipal quanto a repasses de outras unidades da federação (Estado e União), acesso a computador e outros aparatos tecnológicos e de conexão com a internet, taxas de roubos/furtos e homicídios, acesso a serviços de saúde, crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), entre outros. Dessa forma, o total de pontos da edição 2019 do Ranking Connected Smart Cities é de 69,5 pontos. As análises foram feitas com informações obtidas através de órgãos ociais como o Instituto Brasileiro de Geograa e Estatística (IBGE), índice da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Fundação Sistema Estadual de Análise de Destaque | Dezembro 2019

12

Dados (Seade), Fundação Getúlio Vargas (FGV), além de órgãos governamentais como os ministérios da Economia; da Ciência, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; Receita Federal; Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); instituições bancárias e de fomento. Ao ser aplicado em cada item, Botucatu obteve 31,887 pontos nesta avaliação, gurando na 49ª colocação do ranking. Junto com Piracicaba (21º) e Lençóis Paulista (91º) são os únicos municípios em um raio de cem quilômetros a gurar na avaliação. O posicionamento botucatuense apresenta avanço quando da edição do ano anterior, quando a Cidade foi escalonada como sendo a 51ª mais “conectada” do país. Foram preponderantes nesta avaliação a somatória obtida nos onze grandes eixos de análise: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança. Dos onze quesitos analisados, Botucatu só não gura no ranking em mobilidade e acessibilidade, segurança, governança. Uma das melhores avaliações onde Botucatu gura foi no quesito urbanismo, onde ocupa a 30ª colocação, obtendo nota 5,249. Alguns critérios apresentados consistiram em pontos como despesas pagas com urbanismo por habitante, leis de zoneamento, operação urbana e plano diretor estratégico, porcentagem da população vivendo em densidades populacionais médias e altas, atendimento urbano de água e atendimento urbano de esgoto. A análise de Meio Ambiente colocou Botucatu como sendo o 78º melhor município do Brasil, obtendo 5,443 pontos. Foram escopo de análise, pontos como eixo de mobilidade e acessibilidade e energia, monitoramento de área de riscos e


CAPA

porcentagem de resíduos plásticos recuperados, indicadores de infraestrutura e acesso a serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e recuperação de resíduos sólidos. Já no recorte Tecnologia e Inovação, o município obteve 2,653 pontos, alcançando a 54ª posição. Nesta análise foram observados fatores como capital humano, infraestrutura de telecomunicação (Fibra Ótica e 4,5G), produção de conhecimento (Patentes) e incentivo à pesquisa (Bolsa CNPq). Esta nota foi obtida por causa do avanço dos investimentos em conectividade, como a expansão da rede de bra ótica, desde 2017, a adoção do sistema digital de televisão, a potencialização do acesso a veículos de comunicação, bem como a presença de faculdades e universidades.

Diretamente ligado a políticas públicas e investimentos governamentais, o tópico Saúde manteve Botucatu como sendo um dos mais desenvolvidos do país pela pesquisa da Urban Systems. Com nota atribuída de 3,322, o município ocupa a 53ª posição neste quesito. Foram utilizados como critérios a mensuração de índices como mortalidade infantil e a infraestrutura tecnológica de saúde. Ou seja, oferta de leitos hospitalares e de assistência diversa e especializada, prossionais qualicados, cobertura de atendimento, investimentos público no setor e mortalidade infantil. Neste recorte ainda prevaleceram indicadores de infraestrutura de saneamento básico, uma vez que a ausência de acesso à água potável e a coleta de esgoto pode indiretamente acarretar problemas de saúde na população. Em termos comparativos, Botucatu aparece à frente de cidades como São Paulo, Santos, Curitiba (PR) e Goiânia (GO). Outro recorte ligado diretamente a investimentos públicos, Educação coloca o município na 57ª posição, com nota 4,324, cando à frente de cidades como Marília (70ª), Lençóis Paulista (77ª), Jaú (84ª), Avaré (87ª), Ribeirão Preto (100ª). Foram analisados os eixos tecnologia, inovação, economia e o pleno acesso ao sistema educacional. Em uma vertente a pesquisa avaliou o percentual da força de trabalho em ocupações nos setores de educação e pesquisa e desenvolvimento, bem como número de computadores, laptops, tablets ou outros dispositivos digitais de aprendizagem disponíveis por 1 000 alunos. O foco principal, no entanto, centrou em educação pública, bem como os critérios avaliativos e de desenvolvimento pedagógico. A educação em nível privado foi retirado desse peso. Impacto essencial dentro do desenvolvimento econômico, o Empreendedorismo signicou a melhor classicação botucatuense no estudo, com a 46ª colocação (nota 1,492). Não há, inclusive, nenhuma cidade em um raio de cem quilômetros ranqueada neste recorte, que priorizou pontos como economia criativa, tecnologia, micro empresa individual, espaços de inovação e de incubação de conhecimento. A partir deste recorte foi analisado ainda o quesito Economia, onde Botucatu gurou na 86ª posição, obtendo nota 4,444. Neste ponto despontam também os municípios de Bauru (52ª), Itu (69ª), Rio Claro (70ª), Marília (84ª) e Piracicaba (94ª).

SAÚDE

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Posição

URBANISMO

Posição

Município

UF

Posição

Município

UF

Vitória

ES

Curitiba

PR

Palmas

TO

Santos

SP

53º

BOTUCATU

SP

30º

BOTUCATU

SP

Município

UF

EMPREENDEDORISMO

Município

UF

Posição

Município

Campinas

SP

Florianópolis

SC

54º

BOTUCATU

SP

46º

ECONOMIA UF

Posição

Rio de Janeiro

RJ

Campinas

SP

Campinas

SP

Florianópolis

SC

BOTUCATU

SP

86º

BOTUCATU

SP

Fonte: Urban Systems

Destaque | Dezembro 2019

13


ECONOMIA

Relações econômicas e o cadastro positivo

O

crédito é essencial para o nanciamento das atividades produtivas, por parte das empresas, e do consumo, por parte das famílias. Exerce, por isso, papel fundamental tanto para a promoção do crescimento econômico quanto para o funcionamento normal da atividade econômica de curto prazo. Nas crises econômicas, em particular, os movimentos de expansão ou contração na concessão de crédito podem operar como elemento deagrador ou como amplicador de crises ou soluções para a atividade econômica. A relação de crédito tende a sair do controle na presença da inadimplência de caráter persistente. Quando o desequilíbrio ocorre de forma sistêmica, crises severas no sistema nanceiro não são rapidamente resolvidas mesmo com intervenção governamental. No intuito de se prevenir a maioria dos credores considerava apenas a inadimplência (cadastro negativo), por meio de informações sobre dívidas vencidas não pagas. Isso não só dicultava a realização de uma análise mais completa e precisa como também elevava o risco de se conceder crédito, aumentando as taxas de juros, e tornando as condições para acesso ao crédito mais restritas. Ao contrário do cadastro negativo, o cadastro positivo considera dados relacionados ao pagamento, ou seja, compromissos quitados no prazo, pagamentos realizados, obrigações em andamento e a capacidade de assumir novas obrigações nanceiras demonstradas por consumidores e empresas. É importante destacar que o consumidor pode pedir sua exclusão do cadastro positivo a qualquer momento, e que não se trata de acesso a dados bancários, mas informações sobre o pagamento em dia de nanciamentos, empréstimos e contas de agua, energia e telefonia. Por exemplo: se a pessoa estiver com uma parcela de nanciamento em atraso, mas constar em seu histórico dívidas anteriores honradas, essas informações podem ser usadas pelo mercado para conduzir uma melhor análise de risco para concessão de novos créditos.

A Associação comercial e empresarial de botucatu deseja a todos um

e próspero ano novo!

ACEB

B O T U C A T U-S P

Destaque | Dezembro 2019

14

A alteração no processo do cadastro positivo tem o potencial de mudar a forma como se concede crédito no país. Isso poderá beneciar todos os consumidores, contribuindo para uma redução das dívidas não pagas, algo em torno de 60 milhões de brasileiros, pois haverá uma melhor análise do perl do consumidor tomador de crédito. A nova mecânica do cadastro positivo poderá aumentar a concorrência no sistema nanceiro ao propiciar o acesso de mais empresas e instituições a análises de risco de crédito mais precisas dos tomadores de crédito o que também inuenciará a redução das taxas de juros. Além disso, pode incentivar a inclusão nanceira de até 22 milhões de pessoas, que não têm acesso ao crédito por falta de renda comprovada, mas pagam em dia suas obrigações e poderão mostrar isso ao sistema nanceiro por meio do cadastro positivo. A estimativa é de que isso possa injetar na economia brasileira até R$ 1,1 trilhão (em até 10 anos), por meio de crédito, e gerar mais negócios e empregos. O cadastro positivo é uma iniciativa dos órgãos de proteção ao crédito para mostrar ao banco e outras empresas que oferecem empréstimos que você está em dia com as suas contas. Ao disponibilizar os seus dados, o consumidor demonstra uma boa reputação. Com a evolução das relações de trabalho, em que se trabalha por projetos e em períodos curtos, apresentar uma relação forma de trabalho tende a diminuir. Contudo, o cadastro positivo possibilita uma forma de inclusão social gratuita, pois facilita casos como o dos prossionais autônomos que não possuem meios de comprovar renda xa, mas que mantém os seus pagamentos em dia. Paulo André de Oliveira é economista e professor da Faculdade de Tecnologia de Botucatu (Fatec).


SEBRAE

Pés no chão

T

er sucesso com uma empresa depende, entre muitos fatores, de anidade. É fundamental que o empreendedor invista em um ramo com o qual tenha grande identicação, caso contrário será apenas uma questão de tempo para a experiência se tornar frustrante. Parece óbvio, mas nem sempre o empresário coloca esse item entre os fatores determinantes para abrir um negócio, o que resulta em uma avaliação falha dos prós e contras. Ele se entusiasma com a possibilidade de ganho e se esquece de que será dono do negócio 24 horas por dia, 365 dias por ano – ou seja, terá de conviver intensamente com tudo que envolve o empreendimento. Muitas vezes, ele só vai perceber que há algum aspecto inconciliável depois de muito tempo e dinheiro investidos. Um exemplo é abrir uma franquia. Essa é uma ótima pedida para quem prefere um modelo de negócio mais seguro e já testado no mercado. Mas para quem não abre mão da autonomia e do seu jeito de fazer as coisas, seguir as regras do franqueador não será agradável. Por isso, é uma questão que deve ser pensada logo de saída. Um dos pontos positivos de ser proprietário de uma empresa (excluindo aqui as citadas franquias) é ter o poder de decidir quando é hora de mudar de rumo, seja porque há algum

fator incompatível, seja porque a proposta não está funcionando ou qualquer outro. Insistir em algo que dá sinais de que vai naufragar só aumenta o problema. Se for para perder dinheiro, que a perda seja a menor possível. Nesse quesito, as startups levam relativa vantagem – como estão no começo e têm estruturas pequenas, é comum usar o termo “pivotar” para descrever o ato de alterar o direcionamento após testes indicarem que a estratégia adotada não vai ter resultado. Não signica desistir do negócio, mas dar outro destino a ele. E quanto mais rápida a virada, melhor, porque não se gasta tanto e o desapontamento pode se transformar em propulsor para um novo projeto. É o conceito de “fail fast” (fracasse rápido). Errar rápido, consertar rápido! Por mais que o empreendedor acredite em sua ideia e ela represente a realização de um sonho, é preciso ser racional para perceber o que vale e o que não compensa. Wilson Poit é diretorsuperintendente do Sebrae-SP

Destaque | Dezembro 2019

15


CONHEÇA BOTUCATU

Foto: Paulo Li/Expressão Studio

Cardosinho: a imponência e requinte do primeiro grupo escolar da cidade

U

m dos mais tradicionais slogans de Botucatu é ser a “cidade das boas escolas”. Essa frase mostra toda a força da educação botucatuense, com o município agregando desde tradicionais estabelecimentos de ensino ao que há de mais moderno em qualicação prossional e de produção cientíca. Isso mostra o polo educacional que a Cidade se tornou ao longo dos anos. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geograa e Estatística (IBGE), Botucatu concentra 54 escolas no Ensino Fundamental, 25 estabelecimentos no Ensino Médio, entre instituições de caráter público ou particular. Nesse contexto, são 886 professores atuando no Ensino Fundamental e 452 docentes no Ensino Médio. Ao todo, são 22 mil alunos matriculados nas etapas iniciais e de formação, fazendo com que o município tenha 97% de alfabetização entre estudantes de 6 a 14 anos. Tais números representam o impacto que a educação básica tem na formação do cidadão. Tal excelência foi construída com instituições que marcam e ainda formam com excelência. É o caso do Grupo Escolar Cardoso de Almeida, inaugurado em

Destaque | Dezembro 2019

16

setembro de 1896 e considerado o primeiro estabelecimento do tipo em Botucatu. Quando da inauguração, recebeu 369 alunos, dos quais 193 eram meninas. A História do grupo teve início um ano antes, funcionando em um prédio adaptado, na Rua Cesário Alvim [atual Rua João passos], entre a Coronel Fonseca e a Siqueira Campos. Um dos patrimônios do chamado “Centro Histórico”, o Cardosinho tem seu diferencial pela arquitetura em estilo neogótico e neo-romântico, resultado do projeto do arquiteto Victor Dubugras, integrante do Departamento de Obras Públicas do Estado de São Paulo. Para a época foi um dos prédios mais requintados da Cidade, com diversos materiais sendo importados, como as telhas, de origem francesa. Estas informações constam em diversos escritos como o livro Achegas para a História de Botucatu, de Hernâni Donato; e da professora Ana Creuza Zacharias, que lançou em 2010 o livro “Projeto Flor-de-Lis”, que conta toda a trajetória do grupo escolar. O título da publicação, inclusive, é uma alusão a uma caratcerística do projeto original da edicação: uma or de lis alocada em frente à fachada, que foi retirada durante trabalhos de reforma e restauração.


CONHEÇA BOTUCATU

A escola sempre foi influência no desenvolvimento educacional de Botucatu. A estrutura teve projeto do arquiteto Victor Dubugras

A criação da escola vem de um antigo anseio do município em proporcionar ensino público aos cidadãos. Foi escolhido como terreno uma área no chamado altiplano, no que se congura atualmente na Praça Martinho Nogueira. A denominação foi dada em homenagem a Cardoso de Almeida, político botucatuense, com mandatos como deputado estadual, federal e por diversas vezes secretário de Estado (Justiça e Interior) e também chefe da polícia paulista. Passados 123 anos de sua criação, o Cardosinho está cercada pela Escola Estadual Cardoso de Almeida e também está nas proximidades de outros atrativos arquitetônicos como a Catedral Metropolitana, a Cúria e antigo Seminário, os Colégios La Salle e Santa Marcelina, o complexo do Botucatu Tênis Clube, além das praças Rubião Júnior e Dom Luiz Maria de Santana. A escola passou por intenso processo de restauração em 2002, a m de preservar suas características centenárias e que ainda a marca como um dos mais representativos edifícios

botucatuenses. Atualmente sob gestão municipal, o espaço concentra 15 salas de aula disponíveis, salas de leitura, salas de vídeo, quadras coberta e descoberta, laboratório de informática, entre outras estruturas de suporte à educação. Concentra mais de 30 funcionários, que dão assistência a 326 alunos do Ensino Fundamental. Como atrativo turístico, a escola tem sua fachada em estilo neogótico, além dos trabalhos de restauro como as dependências do corpo principal, as salas laterais, as salas que se transformam em salão de festas (no pavimento superior), além da recuperação das faixas decorativas da edicação. A escola, certamente, ainda é imprescindível na educação de diversas gerações de botucatuenses, além de representar parte do desenvolvimento do município. FOTOS: ARQUIVO ACERVO MUSEU HISTÓRICO E PEDAGÓGICO FRANCISCO BLASI E FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO USP

Destaque | Dezembro 2019

17


Confira as dicas da ACEB para potencializar resultados

Para Clientes Para Empresas Neste período é importante estar com a equipe de atendimento afiada, pronta para vender. Para isso, é primordial que o empreendedor invista, de forma antecipada, em treinamento de atendimento. Então, não esqueça que treinamento para funcionários e temporários é essencial. Eles são a imagem do seu estabelecimento perante o cliente, um atendimento bem feito é a melhor forma de fidelização. Lembre-se: trabalhadores treinados evitam erros, tem mais conhecimento para improvisar e geram uma imagem positiva.

Um cliente satisfeito traz um novo cliente. Já um insatisfeito, leva dez embora. Então, invista no pós-venda. Uma ligação uma mensagem ou um WhatsApp de feedback, por exemplo, é uma ideia simples que valoriza e fideliza o consumidor. Enviar um cartão desejando Boas Festas ou Próspero Ano Novo. Aproveite também para verificar os clientes mais frequentes no seu estabelecimento. Envie um convite e dê um desconto especial para eles. Dessa forma se sentirão valorizados, não apenas na época natalina, mas por todo o ano seguinte.

Utilize as redes sociais para alavancar suas vendas, um exemplo básico, e que funciona é patrocinar posts no Facebook, fazendo com que sua empresa tenha destaque na internet e seja lembrada pelo consumidor na hora de decidir onde comprar. No caso da mídias sociais é possível com poucos cliques, atingir seu público alvo, e ainda interagir com uma quantidade grande de pessoas. Com o auxílio de ferramentas é possível definir faixa etária, sexo, escolaridade e muito mais, atingindo um público específico. Um jeito fácil de sua marca chegar até seus clientes em potencial.

Facilite as condições de aquisição. Ofereça meios de pagamento e condições de parcelamento diferenciadas. O importante é não perder o negócio. Ainda mais na época mais importante do ano para o comércio.

Ao passar no caixa em loja física ou confirmar o pagamento em loja virtual, o consumidor deve conferir se o preço é igual ao anunciado. É dever do fornecedor cumprir o preço exibido nas prateleiras e nos anúncios, conforme está expresso no Código de Defesa do Consumidor.

O estabelecimento comercial não é obrigado a aceitar pagamentos em cheque ou cartões. Contudo, caso não aceite, deve informar o consumidor de forma clara, visível e ostensiva, para evitar dúvida ou constrangimento.

A nota fiscal é a prova das condições da compra. Ela é importante nos casos de troca ou conserto do produto. Por exemplo, roupas são os presentes mais cotados para este Natal. Procure guardar a nota fiscal pelo menos até a primeira lavagem, pois geralmente é nesse momento que aparecem os problemas.

Se o produto não apresentar defeito, o fornecedor não é obrigado a trocá-lo só porque o consumidor não gostou da cor, do modelo ou do tamanho. Por isso, pergunte sempre ao vendedor se há prazo de troca para o produto que pretende comprar. Se o produto vier com defeito, o CDC é claro: o problema deve ser solucionado pelo fornecedor em 30 dias. Após esta data, o consumidor escolhe se quer: substituir o produto por outro da mesma espécie; cancelar a compra e receber o dinheiro de volta; pedir um abatimento no preço e ficar com o produto imperfeito. Se for um produto essencial, como fogão, geladeira, medicamento e alimento, a troca do produto por um novo ou o dinheiro de volta deve ser feito de imediato.

Se o consumidor realizar compra via internet, telefone, catálogo ou a domicílio, ele pode desistir do contrato e pedir o dinheiro de volta no prazo de sete dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, conforme o CDC. O direito de arrependimento vale para qualquer produto ou serviço mesmo sem defeito. Os custos da devolução são do vendedor.

Para fazer uso dessa técnica, basta utilizar os verbos no imperativo, como por exemplo: curta, clique, acesse, venha. Tudo de forma bem direta. Então, na hora de publicar conteúdo em suas mídias sociais, faça posts com esse recurso. E lembrese: encaminhe sempre os clientes para um site ou link que você quer. Assim, você estimula a ação e leva os consumidores para um espaço mais completo sobre seus produtos e sua marca. Na hora de se apresentar, você escolhe as melhores palavras, não é? Então, sua marca não deve ser diferente. Nas redes sociais de sua empresa use sempre tom e a maneira mais adequada ao seu negócio. E lembre-se: seja autêntico sempre e deixe com que sua marca tenha uma personalidade própria.

ACEB

B O T U C A T U-S P


SAÚDE

Cuidados com a pele no verão

D

urante o verão, naturalmente, aumentamos as atividades realizadas ao ar livre. Além disso, a radiação solar incide com mais intensidade sobre a Terra. Com isso temos um aumento do risco de queimaduras solares, câncer da pele , envelhecimento precoce, manchas na pele e outros problemas. É muito importante que se evite a exposição solar excessiva, principalmente nos horários em que o sol está mais forte, entre as 10 e as 16 horas. Além disso, é importante o uso de boné, chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre, pois eles bloqueiam parte da radiação. Atualmente, o mercado conta também com muitas opções de produtos de vestuário com proteção solar. Outro objeto que tem extrema importância são os óculos de sol, que previnem catarata e outras lesões nos olhos. O verão é o momento de intensicar o uso de ltro solar, que deve ser aplicado diariamente. Os produtos com fator de proteção solar (FPS) 30, ou superior, são recomendados para uso diário e também para a exposição mais longa ao sol (praia, piscina, pesca etc.). Devemos aplicar o produto 30 minutos antes da exposição solar, e em todas as partes de corpo expostas, incluindo mãos, orelhas, nuca e pés. Reaplicar a cada duas a três horas. Porém, esse tempo diminui se houver transpiração excessiva ou se entrar na água. Em crianças, inicia-se o uso do ltro solar a partir dos seis meses de idade, utilizando um protetor adequado para essa faixa etária. As pessoas de pele negra têm uma proteção “natural”, pela maior quantidade de melanina produzida, mas não podem se esquecer da fotoproteção, pois também estão sujeitas a queimaduras e câncer da pele. As temperaturas mais quentes exigem hidratação redobrada, por dentro e por fora. Portanto, deve-se aumentar a ingestão de líquidos no verão e abusar da água, do suco de frutas e da água de coco. O ideal é a ingestão de 2 a 3 l de água por dia. Todos os dias, lembrar de aplicar hidratante após o banho. A temperatura da água deve ser fria ou morna, para evitar o ressecamento. O cloro das piscinas e o sal do mar podem prejudicar pele causando ressecamento. Para evitar isso, a recomendação é tomar duchas de água doce para eliminar parte do cloro ou do sal. A combinação sol, areia, praia, piscina e excesso de suor elevam o risco de algumas doenças da pele, como Micoses, Miliária (brotoejas), e até uma piora das lesões de Acne. As Micoses são infecções causadas por fungos e que podem ocorrer na pele, principalmente dos pés, virilha e unhas. Quando encontram condições favoráveis ao seu crescimento, como calor

e umidade, estes fungos se reproduzem e passam então a causar a doença. A melhor forma de evitá-las é manter hábitos de higiene, como secar-se bem após o banho, principalmente áreas de dobras da pele, entre os dedos dos pés e axilas. As Brotoejas são pequenas bolinhas que surgem, especialmente em bebês, devido ao contato da pele com o suor, principalmente nas dobrinhas. Usar roupas leves e soltas e evitar locais muito abafados é fundamental para evitá-las. Gabriela Roncada Haddad é médica dermatologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu

Destaque | Dezembro 2019

19


VEÍCULOS

Seguro obrigatório para veículos é extinto

O

motorista brasileiro terá um compromisso a menos em seus tributos a partir do próximo ano. Isso porque o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais, o DPVAT, será extinto pelo governo. A medida provisória que encerra esta cobrança foi assinada no dia 11 de novembro pelo presidente Jair Bolsonaro. Na justicativa, o governo pretende evitar fraudes do seguro por parte das esferas operadoras do serviço. Salientou seguir determinação do Tribunal de Contas da União. Gradativamente os custos do DPVAT já eram amenizados aos motoristas. Em 2019, por exemplo, o valor do seguro foi de R$ 16,21 para automóveis particulares. Pela proposta, os acidentes ocorridos até 31 de dezembro de 2019 continuam cobertos pelo DPVAT. A atual gestora do seguro, a Seguradora Líder, permanecerá até 31 de dezembro

O QUE É O

DPVAT

Destaque | Dezembro 2019

20

de 2025 como responsável pelos procedimentos de cobertura dos sinistros ocorridos até a da de 31 de dezembro deste ano. Segundo o Ministério da Economia, o valor contabilizado pelo consórcio operador do seguro é de R$ 8,9 bilhões, suciente para cobrir todas as obrigações do seguro até 2025. Até dezembro deste ano o DPVAT exigiu montante de R$ 4,2 bilhões. De acordo com a pasta, o valor restante, cerca de R$ 4.7 bilhões, será destinado, em um primeiro momento, à Conta Única do Tesouro Nacional, em três parcelas anuais de R$ 1.2 bilhões, em 2020, 2021 e 2022. Ao extinguir o DPVAT, o governo ressalta que a cobertura dos acidentes não sofrerá desamparo já que quase que a totalidade da assistência ocorre por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e amparo por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O seguro DPVAT cobre qualquer cidadão aci- dentado no Brasil, seja motorista, passageiro ou pedestre. São oferecidos três tipos de cobertura: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até três anos. Do total de recursos arrecadados pelo Seguro DPVAT, 50% são destinados à

União, dos quais 45% vão para o Sistema Único de Saúde (SUS), visando ao custeio da assistência médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito; e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para investimento em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsito. Os 50% restantes são reservados para despesas, reservas e pagamento de indenizações.


GASTRONOMIA

Ceia de Final de Ano tropical

N

atal e Réveillon. As duas datas simbolizam a fraternidade, amor ao próximo e que encerram mais um ano repleto de lutas e conquistas. Para celebrar as festividades, a reunião com família e amigos se torna uma tradição em todos os lares. São diversos os pratos servidos nas ceias de Natal e Réveillon que farão as festivi-

dades serem mais saborosas. Duas opções podem incrementar a mesa na hora das celebrações: arroz com laranja e passas, cujo preparo é extremamente fácil e simples; passando por um suculento pernil aromático, que acrescentará ainda mais as opções nestes dias especiais. Conra como preparar estas duas iguarias para a ceia e almoço:

ARROZ COM LARANJA E PASSAS Ingredientes

Modo de preparo:

2 colheres de sopa de azeite 1 cebola pequena ralada 1 ½ xícara de chá de arroz 1 colher de sobremesa de cúrcuma 2 xícaras de chá de água 1 xícara de chá de suco de laranja 1 colher de sopa de raspas de laranja ½ xícara de uvas passas escuras Rodelas de laranja para enfeitar

Em uma panela refogue o arroz no azeite com a cebola e a cúrcuma, coloque o sal e a água, deixe até a água secar. Junte o suco, as raspas de laranja, as passas e cozinhe até secar. Desligue o fogo e deixe descansar por 10 minutos. Decore um refratário com as rodelas de laranja e distribua o arroz, sirva em seguida.

PERNIL AROMÁTICO Ingredientes

Modo de preparo:

1 peça de pernil pequena (cerca de 5 kg e meio) 1 xícara (chá) de vinho tinto seco ½ xícara (chá) de vinagre de vinho tinto 4 colheres (sopa) de tempero para carne 2 colheres (sopa) de alecrim fresco 3 colheres (sopa) de azeite 8 dentes de alho inteiros 1 cebola grande cortada em pétalas 100 g de manteiga 3 folhas de louro Molho de Vinho e Especiarias 1 colher (sopa) de farinha de trigo ½ colher (chá) de tempero para carne ½ xícara (chá) de vinho tinto seco 2 colheres (sopa) de suco de limão 4 cravos da índia 2 anis estrelados

Limpe o pernil, conservando a capa de gordura que o envolve e coloque-o em uma assadeira. Em um recipiente misture o vinho, o vinagre, o tempero para carne, o louro, o alecrim e o azeite e esfregue sobre todo o pernil. Fure a carne várias vezes com a ponta de uma faca e coloque os dentes de alho nas perfurações. Acrescente a cebola sobre o pernil, cubra com papel-alumínio e leve à geladeira para tomar gosto por cerca de 3 horas, virando-o de vez em quando. Retire da geladeira besunte a carne com a manteiga, cubra com papel-alumínio novamente e leve ao forno médio-alto (200°C), preaquecido, por cerca de 2 horas e 30 minutos. Retire o papel-alumínio, vire o pernil com cuidado e deixe assar por mais 2 horas, regando com o caldo do cozimento que se forma na assadeira. Depois de assado, passe o pernil para uma travessa de servir e reserve o caldo que se formou no cozimento na própria assadeira, para o preparo do molho. Molho de vinho e especiarias: Em um recipiente, dissolva a farinha de trigo em meia xícara (chá) de água e adicione ao caldo do cozimento na assadeira. Acrescente o tempero para carne, o vinho, o suco de limão, os cravos-da-índia e o anis estrelado e deixe ferver sobre a chama do fogão até engrossar. Retire os cravos e o anis e sirva em uma molheira à parte.

Dicas: a carne de porco deve ser sempre bem assada. Para saber se já está no ponto certo, fure-a com um espeto ou uma faca pontuda na parte mais carnuda do assado. Se a carne estiver no ponto, deverá verter um suco claro, sem nenhum tom rosado. Se necessário, acrescente mais 1 xícara (chá) de água ao pernil enquanto estiver assando. Destaque | Dezembro 2019

21


Profile for ACE Botucatu

Revista Destaque | Edição 47  

A Revista Destaque é uma publicação mensal da ACEB - Associação Comercial e Empresarial de Botucatu (SP).

Revista Destaque | Edição 47  

A Revista Destaque é uma publicação mensal da ACEB - Associação Comercial e Empresarial de Botucatu (SP).

Advertisement