Page 1

CDL_anapolis_marco_2013.indd 1

03/04/2013 22:35:59


/&)& '-0& &1%*-0(1%23( 4.()-(14(01(. '(( .-4(.*'(-5%1-()/(.%* (.4--)4.%4%.'-10- .&-(.-0-)4&*- 4(0& 61&(



(    7   8 9 8  :;   8     8  



( 0   7  ;<   8     8       =   >       7  8    8 :; :; 

 8 ?



'  @ ;   ?



A;            8 

%&''()(*+%

 ,-&.)'-,&'.(*))-*



   

  !"##!!$      

  CDL_anapolis_marco_2013.indd 2

03/04/2013 22:36:03


Palavras do Presidente

Palavras do Presidente

Estamos otimistas e confiamos que no ano de 2013 teremos muitas realizações e oportunidades de inovação

A

brimos o ano de 2013 percebendo um ambiente favorável para o varejo, mesmo diante dos desafios que chegaram e daqueles que sabemos que ainda estão por vir. O Brasil já enfrenta as consequências das primeiras medidas econômicas do ano, que atingirão diretamente o bolso do consumidor. Com certeza teremos maiores desafios, mas confiamos que o Governo venha mostrar muito mais capacidade de gestão do que vinha apresentando, criando novas ferramentas para driblar os percalços da economia. Reinaldo de Castro Del Fiaco Com os incentivos fiscais dados Presidente durante o ano passado para a linha branca, móveis e automóveis, e que agora CDL Anápolis começam a ser retirados, aguardamos maior pressão sobre os preços. Mesmo assim, permanecemos otimistas porque confiamos que no ano de 2013 teremos muitas realizações e oportunidades de inovação, considerando que hoje temos maiores opções de negociação, com a ferramenta que vem sendo utilizada com grande expansão - o e’commerce, que possibilita maior abrangência na oferta e procura. Temos consciência de que para comemorarmos um índice satisfatório de vendas ao final deste ano, deveremos estar preparados para atender o consumidor em seus desejos. O cliente está confiante, mas também cada vez mais informado, o que requer maior atenção e constante inovação capaz de atingir o novo consumidor. Acredito que o comércio anapolino está preparado para os novos desafios.

Março 2013 · O LOJISTA · 3

 CDL_anapolis_marco_2013.indd 3

03/04/2013 22:36:14


Expediente

FUNDADA EM 20 DE SETEMBRO DE 1962

Presidente Reinaldo de Castro Del Fiaco 1º Vice-presidente Marcos Aurélio Rodovalho 2º Vice-presidente Olívio Porto Lima Diretores Luiz Pereira da Costa Diretor Secretário lan Moreira Silva Diretor Secretário Adjunto Air Ganzarolli Diretor Financeiro Orival Rodrigues Jardim Diretor Financeiro Adjunto Venceslau Bizinoto Diretor Social Wilmar Jardim de Carvalho Diretor Comercial Janilson Dutra Fonseca Diretor de Patrimônio João Itagiba Nunes Júnior Diretor da Escola de Varejo Maria Dinalva Diretora de Convênios Makário Luiz Orozimbo Diretor de Informática Enival Ferreira de Souza Diretor de Relações Públicas Iraci Custodio Ribeiro Diretor de SPC Conselho Fiscal Ernesta Maria de Alcântara João Batista de Souza Wanderley Camargo

I

niciamos mais um ano, apreciando o cenário favorável do comércio local. Com as datas sazonais que já abrem boas perspectivas para o setor, os lojistas já se mostram otimistas com as vendas. Neste momento, o seguimento que comercializa ovos de páscoa e demais artigos sugestivos que aguçam o interesse do consumidor neste período sugerem grandes expectativas para o comerciante do setor. Este é um dos assuntos que traremos nesta primeira edição do ano, da revista”O Lojista”. Entre outros assuntos, abordaremos também, as novas tendências da moda e novidades tecnológicas; a importância dos serviços SPC para o comerciante que não quer ter prejuízos em suas negociações e; o destaque para a maior homenageada do mês de março - a mulher em sua expressiva colocação nos tempos atuais. Estes são alguns dos vários temas abordados nesta edição, que de uma forma geral vem justificar a boas expectativas e perspectivas do comércio para o ano de 2013. Uma ótima leitura!

O LOJISTA Jornalista Responsável Ivana Lage - GO 00777 JP

Ivana Lage Editora geral

Gerência Administrativa-Financeira Flaviana de Jesus Gerente Comercial Wilton Ferreira Contato Comercial Kleber Palhão Flaviana de Jesus Revisão Gênya

Observação: Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não expressando necessariamente o pensamento da CDL de Anápolis.

Capa Fusão Publicidade e Propaganda Diagramação e Arte Joker Comunicação Fotos Assessoria de Imprensa CDL e Divulgação CTP/lmpressão Gráfica Flex Tiragem 2.500 exemplares 4 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 4

03/04/2013 22:36:17

U


ESCOLHA TER OS SERVIÇOS DE UMA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA COM AS VANTAGENS DE UMA COOPERATIVA.

UNICRED PRODUTOS E SERVIÇOS PARA QUEM É UNICRED: Conta Corrente Cheque Especial Financiamentos e Empréstimos Aplicações Financeiras Débito Automático Assessoria Financeira

Cartão de crédito e débito Seguros Internet Banking Venda de moedas estrangeiras Produtos Corporativos Cobrança

UNICRED CENTRO NORTE GOIANO Acesse nosso site e saiba como se associar. www.unicredgo.com.br

CDL_anapolis_marco_2013.indd 5

VANTAGENS EXCLUSIVAS: IOF DIÁRIO ZERO*.

OPERAR NA COOPERATIVA É INVESTIR EM SEU PRÓPRIO NEGÓCIO. CONSULTORIA FINANCEIRA. CONVENIÊNCIA E AGILIDADE. PARTICIPAÇÃO NO RETORNO DAS SOBRAS DA COOPERATIVA.

* Incidindo somente alíquota única de 0,38%.

A INSTITUIÇÃO FINANCEIRA QUE É NOSSA.

03/04/2013 22:36:19


Sumário

Destaques

ÍNDICE – ANO XI – Edição Nº 28 – MARÇO DE 2013

P.3 | Palavras do Presidente P.4 | Editorial P.7 | Homenagem Dia da Mulher é comemorado com vasta programação na CDL P.8 | Artigo Mulher: sensibilidade e perseverança por Juliana Luiza Moreira Del Fiaco P.12 | Comemoração CDL Mulher completa um ano em grande estilo P.14 | Dicas Espaço do Varejo P.16 | Empreendedorismo Incumbadoras da UEG estão com inscrições aberta P.17 | Estratégia Comunicação visual e planejamento são estratégias de empresários de sucesso P.20 | Cenário Econômico Vendas na páscoa deste ano superaram expectativas do comerciante anapolino P.22 | Artigo Ações para inovar no comércio varejista por Dalmir Sant’Anna

P.36 | Capa Lojista encontra ambiente favorável para 2013

P.24 | Espaço Jurídico Conselho Monetário Nacional regulamenta prestação de informações ao banco de dados do Cadastro Positivo P.26 | Entrevista Inúmeras possibilidades de segurança são garantidas pelo SPC ao lojista no momento de realização das venda P.28 | Literatura Na prateleira... P.30 | Expansão CDL Celular conquista preferência também, na capital Goiana

P.10 | Destaque Empreendedora atribui seu sucesso à sua garra e determinação

P.38 | Big show do Varejo 102ª edição da (NRF) National Retail Federation traz inovações tecnológicas

P.32 | Tendência Top de Linha – novidades no varejo P.40 | Social P.42 | Filiação

6 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 6

03/04/2013 22:36:21


Homenagem

Dia da Mulher é comemorado com vasta programação na CDL Palestra “Moda, Tendência e Estilo” foi tema abordado pela design de Moda e Especialista em Marketing e Comunicação – Fabiana Haddad

A

Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis desenvolveu na última sexta-feira, uma programação especial para o Dia Internacional da Mulher. Durante todo o dia, todas as mulheres que estiveram na sede da entidade foram homenageadas com um botão de rosa e várias atividades no decorrer do dia. Na manhã, foi disponibilizada pelo Laboratório Sabin; a aferição de pressão e a biometria. Já no período da tarde, as mulheres puderam participar de um curso de maquiagem, com o oferecimento da Mary kay Cosméticos. E por volta das 19h:00, o salão de

eventos da CDL de Anápolis, decorado a caráter, recebeu mais de 50 mulheres entre empresárias, funcionárias e demais convidadas, para assistirem a uma palestra de grande interesse da classe feminina - “Moda, Tendência e Estilo”, tema abordado pela Design de Moda e Especialista em Marketing e Comunicação – Fabiana Haddad. Na ocasião foi servido um requintado coquetel às participantes e realizada a distribuição de brindes – prendas oferecidas por empresas associadas à CDL Anápolis. A alegria tomou conta do ambiente, fechando com chave de ouro o grande dia comemorado pela mulher, visto que suas conquistas transformaram o seu papel na sociedade contemporânea.

Março 2013 · O LOJISTA · 7

CDL_anapolis_marco_2013.indd 7

03/04/2013 22:36:23


Artigo

Mulher: sensibilidade e perseverança

M

uitas foram as conquistas das mulheres no século XX, porém ainda há o que se conseguir no Século XXI. Números oficiais de órgãos públicos nacionais e internacionais demostram disparidades que impressionam e nos deixam, nós mulheres, tristes e preocupadas. Em 2009, a empresa de consultoria Catho fez uma pesquisa em mais de oito mil empresas no Brasil e se constatou que 21,4% de mulheres ocupavam cargos de chefia e apenas 4,4% eram dirigentes destas organizações, número idêntico desde 2003. Incompetência das mulheres? Elas não têm preparo para serem executivas ou presidentes de empresas? A resposta é breve e curta. Sim elas são eficientes. Mas o machismo continua imperando na vida organizacional e também nos lares. Estudamos mais do que os homens.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2009, 61,2% das trabalhadoras tinham ensino médio completo, enquanto os homens com o mesmo grau de escolaridade representavam 53,2%. As mulheres também estão entrando e concluindo o curso superior a mais do que os homens, 19.6% contra 14,2% do sexo masculino. Todavia, segundo dados também do IBGE, em 2011, a média salarial das mulheres no Brasil era de R$ 997,00, enquanto os homens recebiam em média R$ 1.417,00. Este número deixa o Brasil em 80º lugar no ranking do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud, 2010) e mesmo países de culturas mais tradicionais e ou conservadoras, como a dos Emirados Árabes

estão a nossa frente, com a diferença entre salários de mulheres e homens bem menor. Tem gente que acha bonito dizer que aproximadamente 14 milhões de famílias no Brasil têm as mulheres como as principais provedoras de suas casas. Elas recebem a Bolsa Família, programa do Governo Federal que atende pessoas miseráveis, ou seja, gente que não tem um dólar por dia para sua sobrevivência. E isto é bacana? Muito pelo contrário. Estas mulheres com seus filhos ou netos, miseráveis, são na maioria, mães solteiras, viúvas, separadas ou simplesmente abandonadas por seus homens. Lembrem-se: elas não fizeram seus filhos (as) sozinhas. A procriação indesejada é falta de responsabilidade do homem e da mulher.

8 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 8

03/04/2013 22:36:42


É interessante como o Governo Federal opta pela mulher nos programas sociais. Compaixão? Não. Simplesmente por compreender e as pesquisas científicas demostrarem que ainda é bem menor o número de mulheres que abandona sua prole. Por isso, entendido também como responsabilidade, as mulheres são beneficiadas por terem o nome privilegiado como proprietárias das casas financiadas no Programa Minha Casa Minha Vida. Mesmo que se separem de seus companheiros, o privilégio é delas na continuidade do pagamento das prestações do imóvel e, portanto, o imóvel é da mulher. Mesmo trabalhando fora de casa, formalmente ou infelizmente informalmente, as mulheres continuam realizando serviços domésticos dentro de suas casas, representando 22 horas semanais destas atividades que somadas às 44 horas semanas de trabalho resultam em 66 horas de muitas tarefas – lavar, passar, limpar, cozinhar, fazer compras de supermercados ou

1. 2. 3. 4. 5.

ir às feiras livres, levar os filhos para a escola, cuidar deles, e bem, ainda “dar um trato no companheiro”. Mesmo com todo este compromisso de auxiliar seus homens, muitos não as respeitam. A violência contra a mulher só aumenta. Nem a lei Maria da Penha, que se acreditava iria diminuir a estatística da violência em relação ao gênero feminino, é inibidora de tais barbaridades. Não estamos criando bem nossos filhos? Não podemos nos culpar disso sozinhas, apesar de que várias mulheres ainda criarem sujeitos machistas em suas famílias e cheios de complexos que mal tratados resultam em crimes brutais que vitimam mulheres indefesas e frágeis em seus corpos. Sensíveis e perseverantes esperamos confiantes num futuro melhor: de respeito, igualdade dos sexos, diálogo, compromissos justos e principalmente paz. Utopia? Não. Conquistas de mulheres que trabalham e lutam para a qualidade de suas vidas e dos que estão a sua volta.

Referências: www.catho.com.br www.cef.com.br www.ibge.br www.pnud.com www.spm.br

Juliana Luiza Moreira Del Fiaco Mestre em Ciências da Educação Superior (Universidade de Havana, título validado pela UCG, hoje PUC-GO); Especialista em Gestão Empresarial e Docência do Ensino Superior (UNIANA, hoje UEG-GO); Bacharel em Ciências da Administração (UNIANA, hoje UEG-GO); Bacharel em Comunicação Social/ Jornalismo (UFG-GO). Professora Adjunta da UniEVANGÉLICACentro Universitário de Anápolis; Coordenadora do Núcleo de Inovação Tecnológica/UniEVANGÉLICA e Docente do Ensino Superior Efetiva da UEG. Esposa do Presidente da CDL Anápolis e mãe do Reinaldo e da Júlia.

Vendedores tecnicamente qualificados;

Várias opções de pagamento;

Diversidade de Produtos;

Últimas tendências do mercado; Pronta entrega.

Corte de chapas Projetos do mobiliário Afiação de ferramentas

Nossos produtos! Toda linha de produtos para fabricação de móveis e materiais para construção civil, como: portas, portais, fechaduras, madeirites, ferragens e ferramentas.

Av. Brasil Norte, 715 Cidade Jardim - 75.080-240 Anápolis-GO

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

(62) 3311-1600

www.compensadosanapolis.com.br

Março 2013 · O LOJISTA · 9

CDL_anapolis_marco_2013.indd 9

03/04/2013 22:36:52


Destaque

Empreendedora atribui seu sucesso a sua garra e determinação “Busco cada vez mais, o desenvolvimento pessoal, profissional e empresarial, porque não há como ignorar aspectos de mercado, tais como a globalização”; palavras de Ivana Hoenen revista “O Lojista” traz nesta edição, mais um exemplo de sucesso, dando destaque à mulher empreendedora. Estamos falando da socióloga, advogada e empresária que atua no turismo e no comércio varejista, Ivana Gonçalves de Araújo Hoenen. O destaque para a empreendedora se deu por sua coragem, dinamismo, e vontade de crescer, procurando conquistar o seu próprio espaço no empreendedorismo. Seu vasto curriculum lhe deu a segurança para alçar novas conquistas. “Sempre busquei a possibilidade de contato com novas informações, culturas e conhecimentos diversos; o que me favoreceu muito”; justifica. Segundo a empreendedora, lidar com a realidade de não ser mais empregada e sim empregadora, não ter mais renda fixa, ter que lidar com a volatilidade do mercado, entender a lei da oferta e da demanda, fazer planejamento, transformar sonhos em realidade e ter a coragem de assumir um negócio próprio foram os responsáveis por seu primeiro empreendimento, a Vai Tur – Viagens e Turismo e, mais recentemente, a D’Kids - Moda Infanto Juvenil. Questionada por sua permanência no mercado, diante dos altos e baixos de nossa economia, Ivana Hoenen atribuiu a sua persistência ao prazer de fazer aquilo que gosta. “Um dos 10 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 10

03/04/2013 22:36:59


maiores erros das pessoas que começam a se aventurar com empreendedorismo é começar a fazer algo de que não se gosta, somente pelo dinheiro”; diz. Conforme afirmou, se alguém pretende começar um negócio, a pergunta deve ser: Você faria isso diariamente, mesmo que rendesse muito pouco? Se a resposta for negativa, convém reavaliar e repensar sobre seus propósitos. Aproveitando o momento, mês em que se comemora o “Dia Internacional da Mulher”, procuramos saber qual a sua opinião sobre a mulher empreendedora de hoje. Para a empresária, a mulher de hoje não se preocupa apenas com igualdade social. Ela vem buscando, cada vez mais, o desenvolvimento pessoal, profissional e empresarial, mesmo porque não há como ignorar aspectos de mercado, tais como a globalização. Por este motivo, ser ouvida e conseguir um bom salário não são mais as molas propulsoras da mulher como profissional. Elas buscam inovação, querem abrir seu próprio negócio e fazer a diferença. Com o seu sucesso como mulher que almeja o mundo empreendedor, cabem aqui algumas dicas de Ivana Hoenen: “Vença seus medos, enfrente as dificuldades, defenda suas ideias, busque sempre agir com ética, procure manter-se informada e atualizada, pois esses tempos “digitais” demandam agilidade e precisão de conhecimentos e ações. Os frutos a serem colhidos certamente virão e serão recompensadores.” Ivana também deixa o segredo de seu sucesso para a mulher empreendedora. Segundo a empresária é essencial ter um sonho e persegui-lo, mas acima de tudo, saber lidar com as finanças e com os obstáculos do caminho. “Acredito que o empreendedorismo de sucesso requer muito trabalho, vontade de crescer, persistência, paciência, aprendizado constante e enorme dedicação. Mas uma coisa é certa: Vale a pena!”; finaliza.

Vai Tur “ Viagens e Turismo 1°empreendimento da empresária

D’Kids - Moda Infanto Juvenil - 2° empreendimento da empresária

Março 2013 · O LOJISTA · 11

CDL_anapolis_marco_2013.indd 11

03/04/2013 22:37:00


Comemoração

CDL Mulher completa um ano em grande estilo “Várias ações estão em nossos projetos para 2013”: palavras da coordenadora da CDL Mulher

Empresas que colaboraram com o evento realizado pela CDL Mulher, com a doação dos brindes que foram sorteados entre as participantes do evento

N

o dia 16 de março, no salão de eventos da CDL Anápolis, a diretoria da entidade junto às coordenadoras da CDL Mulher comemoraram o primeiro aniversário do movimento de iniciativa da entidade, abrindo também a oportunidade de confraternização da atual diretoria. Na oportunidade, foi dada a palavra ao presidente da entidade, Reinaldo de Castro Del Fiaco que ressaltou a importância deste movimento que veio somar as ações da entidade, parabenizando as coordenadoras da CDL Mulher. O diretor social, Venceslau Bizi-

noto, também falou da importância desta comemoração e de todo o trabalho que vem sendo desenvolvido pela entidade. Para a coordenadora da CDL Mulher, é uma grande conquista este espaço para a classe feminina e completou; “já estamos com novos projetos de várias ações para o ano de 2013”. A coordenadora agradeceu a todos pela oportunidade e festejou junto aos presentes, com os parabéns a CDL Mulher. Na ocasião, foi servido um requintado jantar, regado a uma boa música que marcou com estilo a comemoração de um ano da CDL Mulher.

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

Vai Tur Turismo Raboni Farmácia Sânta Maria Centrolar Utilidades Domésticas Top Posto Combustível Supermercado Rio Vermelho Lacqua De Fiori Net Computer Lojas Bazzar Compensados Anápolis Loja Econômica Cdl Anápolis Laboratório Sabim Farmácia Naturalis Eletro Rodney Valdivino - Gerente Eletro Rodney San Jully Comercial Moreira Floreslândia Ana Maria de Deus Ferreira

12 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 12

03/04/2013 22:37:02


Palestra promovida pela CDL Mulher atrai grande público feminino

A

CDL Mulher promoveu no último dia 14, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis mais um evento, como parte da programação alusiva ao mês da Mulher. A noite trouxe muita animação e grande participação do público feminino de Anápolis que no ensejo festejou também o aniversário de um ano

da CDL Mulher. Na ocasião, para abrilhantar ainda mais a comemoração, a palestrante Esthersanne de Amorim e Silva, psicóloga e consultora do SEBRAE, explorou um tema de grande interesse das mulheres – “Quando seu mundo muda, você muda”. Na oportunidade, a palestrante contaminou o público presente com palavras de

incentivo e motivação. Como parte da programação da noite, foi realizado ainda, um sorteio de brindes, com o apoio de várias empresas associadas à CDL de Anápolis. O evento contou com a presença de mais de 80 mulheres que na ocasião, também puderam desfrutar de um requintado coquetel.

Março 2013 · O LOJISTA · 13

CDL_anapolis_marco_2013.indd 13

03/04/2013 22:37:12


Dicas

Atender bem para não perder muito

P

ara aqueles que estão no varejo por pouco tempo e para aqueles que estão há muito tempo, atender clientes, agradá-los e tentar fidelizá-los, é sempre uma meta a seguir. Porém, estes profissionais também sabem que perder clientes é uma ameaça para a qual se deve ter muita atenção. É impressionante (para não dizer espantoso) verificar o esforço de empresas e equipes na hora de conquistar mercados e clientes e, depois, a facilidade com que se aco-

modam e, por vezes, não se importam e até desprezam a possibilidade de manter estes clientes. Quando se perde um cliente, muito além desta perda (que já é expressiva) também é perdido. Possíveis comentários negativos, por parte deste cliente insatisfeito, podem aumentar de forma devastadora este episódio. O custo de se manter um cliente é bem menor do que aquele de conquistar. Se comparado, então, com o altíssimo custo de reconquista de um cliente insatisfeito, as empresas e suas equipes ficariam atentas a

esta possibilidade. Por isso, o Vendedor deve estar alerta às reações de seus clientes. Por vezes, o simples detalhe de dar atenção sincera, ou seja, ouvir realmente o cliente é o que basta para alinhar as expectativas ao produto e/ou serviço. Saber ouvir (e gostar de fazer isso) é uma competência que todo profissional de atendimento e vendas deve desenvolver. Fique atento para não perder oportunidades de vendas!

Orientando uma venda bem-sucedida

O

objetivo de orientar uma peito de como realizou a venda. Sentevenda bem-sucedida é re- -se orgulhoso da maneira pela qual a conhecer quando os ven- fechou e, provavelmente, repetirá os dedores estão agindo de mesmos procedimentos outras vezes. Quanto mais o gerente flagrar alforma satisfatória e, se possível, fazer com que eles examinem as técnicas guém fazendo alguma coisa certa, mais que usaram para obter bons resultados. positiva é a experiência de orientação, Se um vendedor se saiu bem e fez e menores as chances de o vendedor com que o cliente comprasse, compete ficar na defensiva quando o gerente for ao gerente incentivá-lo a falar sobre o corrigi-lo. Lembre-se: o vendedor trabalha assunto. O vendedor certamente tem impressões positivas para contar a res- sozinho, sem ser observado, 80% do

tempo. Conscientizá-lo da maneira como realiza as vendas o estimula a avaliar melhor o seu desempenho.

14 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 14

03/04/2013 22:37:25


A prática do elogio

A

grande maioria dos gerentes nas organizações não tem noção do poder de um elogio. Todo ser humano precisa de um reconhecimento e o elogio é uma das formas mais eficientes de se reconhecer o bom desempenho. Segundo o psicólogo americano Abraham Maslow, o ser humano vive em uma busca constante para atender as suas necessidades básicas, de associação, reconhecimento e autorrealização. Estas necessidades se manifestam em nosso comportamento o tempo todo. Na teoria dele, o ser humano oscila o tempo todo entre estas necessidades. Respondemos a elas conforme os estímulos externos que recebemos e são capazes de despertar nossa motivação. É evidente que uma necessidade está presente, a maior parte do tempo, em nosso comportamento e para atendê-la empreendemos todos os esforços nesse sentido. A motivação é o ato de mover para a ação. É interna e cada ser humano é responsável por sua própria motivação. Ninguém é capaz de

motivar ninguém, mas pode ser capaz de oferecer estímulos que possam despertar a motivação do outro. Já o estímulo é externo e é capaz de despertar a motivação das pessoas de acordo com seus interesses pessoais. Portanto, quando um gerente tem noção clara do que motiva cada um de seus colaboradores, ele poderá acenar com estímulos compatíveis a cada uma das pessoas.

Março 2013 · O LOJISTA · 15

CDL_anapolis_marco_2013.indd 15

03/04/2013 22:37:26


Empreendedorismo

Incumbadoras da UEG estão com inscrições abertas

CDL possibilita a seus associados a participação em mais uma edição do programa Banho de Loja

O

PROIN.UEG é um Programa de Incubadoras vinculado à Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis da Universidade Estadual de Goiás, que atende empresas/projetos focalizados em inovação e empreendedorismo. O Programa oferece infraestrutura básica para funcionamento e um conjunto de suportes operacionais, preendimentos. A inscrição é gratuita administrativos, estratégicos e tecnoló- e segue até o próximo dia 29 de abril gicos, para empreendimentos/projetos a pelo site www.proin.ueg.br. A incubadora espera atrair um número maior de serem incubados. O PROIN.UEG atua como elemen- empresas, projetos e ideias inovadoras, to indutor do Empreendedorismo Ino- focadas principalmente em produtos ou vador, surgindo como Habitat de Inova- serviços de base tecnológica. “A expectativa é de que cerca de oito ção da Universidade Estadual de Goiás, responsável pela interação entre os nú- novos empreendimentos sejam recebidos para incubação ao final do processo cleos, pesquisa e ações empreendedoras seletivo”, destaca Bruno Alencar, corelacionadas. A Incubadora de Empresas da UEG ordenador do Programa de Incubadotem como filosofia o uso racional de ras da UEG, vinculado à PrE. Podem infraestrutura econômica, científica e concorrer ao edital docentes, discentes, tecnológica, de forma compartilhada, pesquisadores e servidores técnicofato que proporciona elementos bási- -administrativos da UEG e de outras cos à viabilização, operacionalização e instituições de ensino, bem como emdesenvolvimento de novas empresas, preendedores da comunidade em geral, produtos e serviços com vistas ao de- que estejam em busca de assessoria emsenvolvimento local, regional e nacional. presarial. Atualmente, a incubadora possui Inscrições O Programa de Incubadoras da seis empreendimentos incubados direUEG, o Proin está com inscrições aber- cionados nas modalidades de incubação tas para o Processo de Seleção de Em- residente e pré-incubação.

O modelo precursor do processo de incubação de empresas surgiu em 1959 no estado de Nova Iorque (EUA), quando uma das fábricas da Massey Ferguson fechou, deixando um significativo número de residentes novaiorquinos desempregados. Joseph Mancuso, comprador das instalações da fábrica, resolveu sublocar o espaço para pequenas empresas iniciantes, que compartilhavam equipamentos e serviços. Nos anos 70, as incubadoras apareceram como meio de incentivar universitários recém-graduados a disseminar suas inovações tecnológicas e a criar espírito empreendedor. No Brasil, as primeiras incubadoras surgiram a partir da década de 80. E na UEG o Programa de Incubadoras – PROIN.UEG foi instituído no dia 02 de Junho de 2011.

16 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 16

03/04/2013 22:37:29


Banho de Loja

Comunicação visual e planejamento são estratégias de empresários de sucesso CDL possibilita a seus associados a participação de mais uma edição do programa Banho de Loja

C

onsiderando que a vitrine é é o produto que deve buscar pelo seu senciais para facilitar o trabalho das o cartão de visitas de uma consumidor, e é este o papel da vitrine equipes de venda e superar a expectaloja, ela deve ser vista como – uma grande ferramenta de comuni- tiva dos clientes são a criatividade, o um investimento que pode cação e vendas. A vitrine deve contar planejamento e o amplo conhecimenconquistar e despertar o interesse do uma história, passar uma mensagem, to a respeito da marca e do públicoconsumidor. De acordo com a maioria despertar curiosidade. “Deve ser um -alvo. dos vitrinistas, é preciso estar sempre li- questionamento e uma resposta imeCom o objetivo de ampliar o núgado às principais tendências, mostrar diata ao consumidor”; garantem. mero de lojistas de Anápolis consciencriatividade e ter em mente o público E com esta preocupação, aliada ao tizados da importância de uma boa ao qual determinada marca se destina, excelente resultado do Banho de Loja comunicação com o consumidor atravisando a destacar sempre o produto e promovido pela CDL de Anápolis a vés da vitrine, entre outros aspectos seus principais atributos. seus associados no ano passado, é que importantes para o bom desempenho “De que adianta criar o melhor produto, também este ano realiza outra edição do empreendimento, a Câmara de Dise este passar despercebido pelo consu- do programa. “O resultado de sucesso rigentes Lojistas de Anápolis traz mais midor? Não há comércio que sobrevi- foi visível”, de acordo com o proprietá- uma vez a oportunidade ao seu assova sem comunicação. Mas o que fazer rio do Varejão das Fábricas que partici- ciado de participar de mais esta edição para atrair o cliente? Como se destacar pou do “Banho de Loja”, no ano pas- do programa. em um meio extremamente competi- sado. “Agora percebi a importância e o Em Anápolis o projeto implantado tivo?” – estes são os questionamentos resultado que traz uma vitrine à altura na entidade, contou com as parcerias mais comuns que levam os lojistas a do nosso consumidor. A comunicação da Federação das Câmaras de Dirigenprocurarem um bom vitrinista. visual é fundamental num comércio”; tes Lojistas de Goiás e do SEBRAE. De acordo com especialistas do ramo, fala. O programa vem sendo desenvolvido pelo SEBRAE Goiás há muitos anos, com resultados extremamente positivos; é o que garante Renato Max Lane de Carvalho, Gestor de Comércio Varejista da Regional Centro. De acordo com ele, o projeto desperta, acima de tudo, a melhor forma de o empresário se relacionar com seus clientes e colaboradores. Este ano o Banho de Loja será desenvolvido no período de abril a agosto, na sede do Sebrae em Anápolis, com utro empresário que tam- horizontes e mostrar novas técnicas duração de 05 meses. A programação bém participou do progra- que têm facilitado e alavancado nossas conta com workshops (oficinas), conma foi o proprietário da vendas, a partir de vivências e trocas sultorias “in loco” as empresas, cursos Art Pé Calçados, Daniel de experiências”; completa. e palestras. Silveira. De acordo com ele, o Banho As inscrições estão sendo feitas na Diante de várias declarações poside Loja foi uma ferramenta de grande tivas a respeito do programa, a con- sede da CDL Anápolis, ou através do valor. “São formas de ampliar nossos clusão geral é que os ingredientes es- telefone (62)3328-0008.

O

Março 2013 · O LOJISTA · 17

CDL_anapolis_marco_2013.indd 17

03/04/2013 22:37:30


Rápidas

Brasília recebe Comissão organizadora do 1º Fórum Nacional do Comércio

A

comissão organizadora do 1º Fórum Nacional do Comércio esteve reunida nesta quarta-feira, 20 de fevereiro, na sede da CNDL em Brasília. Durante o encontro, o grupo tratou dos detalhes do evento que acontece de 10 a 12 de outubro deste ano, no Hotel Golden Tulip em Brasília. O evento estará ocupando nos anos ímpares o espaço da Convenção Nacional. O objetivo, além de debater o Comércio Brasileiro trazendo lojistas e dirigentes de todo o Brasil, promover conhecimento, relacionamento e soluções para o desenvolvimento de empresas e entidades.

Procons de todo o Brasil ganharão mais poder de ação

O

órgão poderá aplicar multas diárias a empresas que infringirem o direito do consumidor brasileiro. Ela se reuniu nos últimos dias com empresários de diversos segmentos para alinhavar as ações de defesa ao consumidor. O pacote prevê iniciativas para melhorar o atendimento e garantir direitos nos setores de telefonia, banco, aviação, cartões de crédito e planos de saúde, entre outros. Haverá punições para o estabelecimento comercial que infringir o direito do consumidor e também para o órgão público ou privado que não fiscalizar essa infração. Com a futura regra, as decisões dos Procons passam a ter caráter executivo, ou seja, terão de ser cumpridas obrigatoriamente, nos casos de substituição de produtos, cumprimento de oferta, devolução de valor pago indevidamente e prestação de informações. Quem desrespeitar a decisão poderá ter de pagar multa diária definida pelo órgão. Hoje, a aplicação de

multa nessas condições é definida pelo Judiciário. AGILIDADE A ideia do Executivo é criar as condições para solucionar de forma mais rápida as reclamações de clientes e desafogar a Justiça. Segundo o projeto, quando não houver acordo entre as partes no Procon, o juiz dispensará a audiência de conciliação e pulará direto para a audiência de julgamento. Ainda não se sabe se a regra dos Procons virá por medida provisória, com efeito legal imediato, ou por projeto de lei, que precisa da aprovação do Congresso. O pacote é uma das apostas da presidente para agradar à classe média, espécie de “noiva” nas eleições de 2014. Dilma Rousseff disse que pretende transformar a pauta da defesa do consumidor em uma “política de Estado”, em que “premiará as boas práticas e punirá as más”. O projeto dos Procons está pronto desde 2011, mas não havia saído da gaveta.

18 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 18

03/04/2013 22:37:32


Varejo aposta na desoneração da folha de pagamento para ampliar empregos

O

IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) apoia a decisão do governo federal de desonerar a folha de pagamento do setor varejista, uma vez que esta medida é essencial para a ampliação de empregos. Atendendo a uma solicitação de todos os associados, os mais representativos membros do setor de varejo, o IDV realizou estudos para verificar a viabilidade da desoneração e ganhou o apoio de diversas outras entidades, como Anamaco, ABVTEX, Abras, entre muitas outras. “Elaboramos este estudo por setores do comércio varejista, e a desoneração de 1% na folha de pagamento representaria uma verdadeira desoneração, à exceção do comércio eletrônico, que não está contemplado nesta iniciativa do governo”, explica a vice-presidente do IDV, Luiza Helena Trajano. Estas medidas devem melhorar a

competitividade da indústria e reduzir os custos de produtos, o que beneficiará o consumidor, permitindo maior desenvolvimento da atividade econômica. Elas também visam aumentar o montante de pessoas empregadas, o que é fundamental para o desenvolvimento sustentável da economia brasileira. “A desoneração da folha de pagamentos é um elemento essencial da política de geração de empregos e criação de renda. Com isso, o IDV reviu a sua previsão de empregos do varejo para 450 mil novos postos de trabalho em 2013. Esse número poderá ser ainda maior, pois, com esta redução do custo dos encargos sociais, deverá haver mudanças nas políticas de contratação das empresas varejistas, que agregarão maior volume de serviços à sua oferta de produtos”, analisa o também vice-presidente do IDV, Fernando de Castro.

Março 2013 · O LOJISTA · 19

CDL_anapolis_marco_2013.indd 19

03/04/2013 22:37:32


Cenário Econômico

Vendas na páscoa deste ano superaram expectativas do comerciante anapolino Anápolis registrou um crescimento das vendas em torno de 15%

U

m aumento de 6,8% foi lates e alcançando a liderança na registrado nas vendas região Centro Oeste. A média per de Páscoa entre 29 e 31 capita de consumo do goiano é de de março, em relação ao R$ 14,20 destinados aos chocolates, período equivalente em 2012, de 6 é o que indica a pesquisa. a 8 de abril. O consumidor responEm Anápolis especificamente, deu bem às promoções do varejo da com a exposição antecipada de toda data, dando preferência às compras a linha de produtos que compõem a de última hora na busca pelo me- páscoa, os comerciantes do setor colhor preço e melhores formas de pa- memoraram o resultado. De acordo gamentos. com o gerente do supermercado Rio A oferta de produtos diferen- Vermelho, João Batista de Oliveira, ciados também contribuiu para o o mercado foi bastante aquecido na cresciemento das vendas; observa páscoa deste, com um crescimento a maioria dos proprietários dos es- das vendas em torno de 9%. Seguntabelecimentos que comercializam do ele, a páscoa é uma das melhores produtos para a páscoa. datas sazonais do ano para o setor Em Anápolis especificamente, as que comercializa o produto. “A exvendas na semana santa subiram pectativa foi grande este ano, visto mais de 8% sobre a mesma data sa- que o poder de compra do consumizonal de 2012. dor melhorou muito”; explica. De acordo com o Índice de Potencial de Consumo Marketing Ovos mais caros Editor (IPC Marketing) que traça o Segundo o presidente da Assovolume por Estado; as famílias goia- ciação Goiana de Supermercados nas gastaram em torno de R$ 88,5 (Agos), Nelson Alexandrino, o mermilhões em chocolates e bombons cado apontou neste ano, um aumeneste ano, conquistando o oitavo to de 5% em média dos produtos. maior mercado nacional de choco- “O repasse dos custos de produção

foi o responsável por este aumento, além do acréscimo nos salários dos trabalhadores”; justifica. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), os ovos mais caros foram os que custavam no ano passado em torno de R$ 20, R$ 30 e R$ 40. Na Páscoa deste ano, esses ovos tiveram os preços ampliados para R$ 22 a R$ 23, R$ 35 e R$ 45, respectivamente. Do mesmo modo, os ovos menores, cujo preço variava entre R$ 3 e R$ 5 em 2012, sofreram aumentos na mesma proporção.

20 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 20

03/04/2013 22:37:36


Março 2013 · O LOJISTA · 21

CDL_anapolis_marco_2013.indd 21

03/04/2013 22:37:38


Artigo

Ações para inovar no Comércio Varejista

Da mesma maneira que uma pessoa educada se destaca diante de indivíduos que não valorizam a educação, um atendimento ruim se destaca diante de profissionais que não usam cordialidade e empatia.

V

ocê já parou para pensar na quantidade de produtos e serviços que deixou de comprar nos últimos três meses, em decorrência de um péssimo atendimento? Não tenho dúvidas que suas respostas e seus motivos são os mais variados. Será que situação semelhante não aconteceu com seu cliente? Obtenha nos tópicos a seguir, ingredientes para melhorar o atendimento, tornando sua empresa ainda mais competitiva, entretanto, são ações para ser colocadas em prática não amanhã, mas hoje! Inovar no atendimento telefônico – Para inovar você pode surpreender com pequenos gestos, detalhes, atitudes e ações positivas. Ao contrário de permitir que algum colaborador da empresa, atenda ao telefone e diga simplesmente “alô”, treine para falar o nome da empresa, o nome de quem atende a ligação telefônica e fazer uma saudação comemorativa. Mas você pode questionar: onde está a inovação? Sugiro que você inove na parte final do atendimento, fazendo um diferencial ao utilizar datas comemorativas, como uma surpresa ao seu cliente. Lembre-se também que a voz ao telefone expressa sua maneira de ser. Se o objetivo é inovar, não atenda ao telefone após uma discussão, ou ainda, quando irritado com uma situação negativa. Não seja uma pessoa que utiliza frases prontas e um atendimento mecanizado, mas transmita emoção em receber uma ligação com cordialidade, energia e vontade de surpreender. Com a mesma intensidade que uma pessoa educada se destaca, diante de indivíduos que não valorizam a educação, um atendimento ruim se destaca diante de profissionais que prezam em atender com cordialidade e empatia. Você pode inovar no atendimento telefônico demonstrando que a empresa vivencia internamente um clima de harmonia. Como resultado, seus clientes perceberão a cordialidade ao telefone e sentirão vontade de constatar pessoalmente. Cuide de quem está no estacionamento – Tenho uma amiga que é proprietária de um salão de beleza. Quando observa no estacionamento alguém aguardando um cliente, ela solicita que uma funcioná-

ria sirva um chá, café, água ou suco. Você concorda que é algo interessante? Quantas vezes você acompanhou uma pessoa e acabou esquecido, sem um mínimo de atenção, dentro do automóvel em um estacionamento, na recepção de um hotel ou na sala de espera de um consultório. Quando o gerente de uma agência bancária levanta da cadeira e de pé, realiza o cumprimento a um cliente que chegou, demonstra respeito e simpatia. Ao contrário de ficar digitando enquanto fala com o cliente pessoalmente, ou conversa ao telefone apertando a mão de alguém, use de empatia e responda a pergunta: Você gostaria de receber o atendimento que está oferecendo? Jamais diga que é impossível inovar nas suas vendas e oferecer um atendimento diferenciado sem antes tentar! Explore mais sua base cadastral – Sinto que a ação de agradecer foi colocada na última página do manual de vendas e raras pessoas chegam a ler. Reconhecimento é um ato sublime na área comercial que reforça gratidão. Quando apresento palestras para equipes de vendas, gosto muito de perguntar: O cliente possui valor para vocês? A resposta é sempre motivada com gritos de positivo SIM. Se o cliente possui valor, quanta importância você oferece verdadeiramente? O exercício de pós-venda é uma ação que precisa ser praticado sempre. Explore mais sua base cadastral, ligando para quem está inativo em sua carteira de clientes. Coloque em prática frases de reconhecimento como: Somos gratos por confiar na nossa empresa; Volte sempre; Aguardamos sua volta; Agradecemos sua confiabilidade; Conte sempre comigo. O poeta gaúcho Mário Quintana dizia: “O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores”. Um sorriso com cortesia é capaz de oferecer resultados imensuráveis e ser um multiplicador do seu profissionalismo. Ser lembrado após uma consulta médica, receber uma ligação após um atendimento odontológico, atender ao telefone para saber se o automóvel está perfeito após a revisão na concessionária, são exemplos do quanto o pós-venda faz a diferença. Procure inovar no comércio varejista explorando mais sua base de

clientes. Acredite! Será bem mais vantajoso investir em um cliente que já comprou na sua empresa, do que investir em um desconhecido. Vamos tentar? Não permita que seu concorrente leia este texto e coloque em prática estas dicas antes de você. Sua equipe pode ser mais competitiva e vitoriosa, inovando no atendimento telefônico, explorando mais a base cadastral e cuidando de detalhes, como por exemplo, de pessoas que estão no estacionamento, na recepção de um hotel ou na sala de espera de um consultório. Prepare-se para conquistar excelentes resultados, lembrando que muitas empresas no comércio varejistas somente despertam após as reclamações dos clientes. Entretanto, outras empresas notam que o sucesso está em reverter fraquezas em vitórias, com o desejo de inovar permanentemente.

Dalmir Sant’Anna Mestrando em administração de empresas, palestrante comportamental, autor dos livros “Oportunidades” e “Menos pode ser Mais”. www.dalmir.com.br

22 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 22

03/04/2013 22:37:41


CDL_anapolis_marco_2013.indd 23

03/04/2013 22:37:51


Espaço Jurídico

Conselho Monetário Nacional regulamenta prestação de informações ao banco de dados do Cadastro Positivo

O

cadastro positivo foi aprovado pelo Senado Federal em dezembro de 2010, e sancionado com vetos pela presidente da República, Dilma Rousseff, em junho do ano passado. Para vigorar, porém, o mercado financeiro solicitou regulamentação da medida. O Conselho Monetário Nacional redigiu a forma como os bancos e comercio terão de fazer a prestação de informações aos bancos de dados que serão operadores do cadastro, em cumprimento com as disposições até 1º de agosto de 2013. De acordo com a resolução nº 4.172 do Banco Central, o cadastro é um banco de dados no qual são reO objetivo da implantação do cagistrados compromissos financeiros e dastro no Brasil é diminuir os juros em pagamentos relativos a operações de empréstimos e financiamentos para o crédito, como empréstimos. “bom pagador”. Parte-se da premissa Na prática, o consumidor é avalia- de que, se o consumidor tem registros do por seu desempenho no pagamento de compras que pagou em dia, ele é de suas contas, que vão além do vare- bom pagador e poderá pagar menores jo: financiamento imobiliário, consór- juros. cio, leasing, contas de luz, escola. Toda O documento prevê, ainda, que o despesa que comprometa a renda da repasse fique condicionado à expressa pessoa é registrada no banco de dados solicitação ou autorização do clienque todos podem consultar, inclusive te (tanto para a abertura de cadastro o próprio cliente. como para compartilhamento da in-

formação). As instituições que coletarem a autorização precisam manter o documento físico ou eletrônico que ateste o documento por no mínimo cinco anos. Louise Ramiro da Costa advogada do Escritório Naves e Advogados Associados; assessora jurídica da CDL Anápolis; pós-graduada em Direito nas Relações Comerciais e Empresariais; Pós-graduada em Direito do Consumidor

Top Auto Posto Top Combustíveis e derivados de Petróleo Ltda topcombustiveis@hotmail.com

Fone / Fax (62) 3099-1085

Av. Brasil Sul, 1000 - B. Batista - Cep 75123-390 - Anápolis - GO 24 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 24

03/04/2013 22:37:55


15,99 por pessoa

Almoço Executivo R$

Jantar a la carte

24,99

Feijoada aos sábados R$ com samba e chorinho ao vivo

por pessoa

Março 2013 · O LOJISTA · 25

CDL_anapolis_marco_2013.indd 25

03/04/2013 22:37:57


Entrevista

Inúmeras possibilidades de segurança são garantidas pelo SPC ao lojista no momento de realização das venda A revista “O Lojista” esteve ouvindo a gerente do SPC Anápolis – Déa Lúcia Jorge Barbosa, para melhor esclarecer o empresário anapolino, tirando suas dúvidas sobre o trabalho desenvolvido pelo departamento que é carro chefe da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis. deve escolher a que mais lhe será útil, dependendo da necessidade no momento da venda. Estamos no SPC, também para ajudá-los nessa escolha, através de nossas assistentes de vendas e também no Call Center (623328-0018).

O Lojista – Basicamente, como se desenvolve o trabalho do SPC? SPC – O trabalho do SPC é buscar e desenvolver soluções para que as empresas vendam e recebam, além de buscar informações que geram receitas novas, segurança e tranqüilidade nas vendas. O SPC oferece ao associado o seu departamento composto de atendentes, durante o período comercial, para dirimir as dúvidas, efetuar a correção de procedimentos indevidos inseridos no sistema, esclarecer maneiras do atendimento das crediaristas e também responsáveis pela empresa e, encaminhar tanto o lojista quanto o consumidor

a alcançar os esclarecimentos necessários no seu dia a dia. O Lojista – Para que o filiado SPC faça a sua consulta sem maiores problemas, quais são os detalhes fundamentais que não podem ser esquecidos? SPC – O associado, o pessoal do crediário e responsáveis que fazem a consulta ao SPC devem estar bem esclarecidos sobre as opções contidas nas tabelas e escolher aquelas que serão mais necessárias no momento das vendas. O SPC oferece um farto menu de consultas, que servem a todos os associados, porém, ele

O Lojista – E quanto aos documentos do cliente? Quais são exigidos pelo associado na hora da consulta? SPC – Tanto o associado, quanto os atendentes e responsáveis pela empresa, ao consultarem o cliente, devem ter em mãos a documentação pessoal deste cliente (RG, CPF e comprovante de endereço); conferir com os dados na tela de consultas e, caso efetuem a venda, devem anotar os dados necessários para uma futura comunicação com o cliente, como telefones fixos e celulares, endereço completo e outros. O Lojista – Quando o nome do cliente tiver restrições, o lojista deve informar o resultado da consulta ao cliente? SPC – Com certeza. A empresa, no ato da consulta, deve obrigatoriamente, fornecer verbalmente ao con-

26 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 26

03/04/2013 22:38:04


sumidor cliente, o nome da loja e outros dados dos débitos que constam no sistema. Caso o cliente queira a impressão da restrição, o lojista deve direcionar este cliente ao SPC, onde ele será atendido por uma de nossas atendentes para tirar suas dúvidas e encaminhá-lo à empresa credora. O Lojista – E o que é SPC SCORE? SPC – Trata-se SPC SCORE de ferramenta que analisa as informações cadastrais, históricas e comportamentais do consumidor e, com base em estatísticas, faz uma previsão sobre o seu comportamento futuro, concedendo-lhe nota de 0 a 100 (SCORE) a ser fornecida ao associado responsável pela consulta. O SPC SCORE não decide sobre a realização da venda (não é restrição), mas apenas classifica os clientes, com a finalidade de auxiliar na determinação de limites de valores aos consumidores, para vendas efetuadas pelo associado. O Lojista – Qualquer associado pode fazer este tipo de consulta? SPC – Sim. Para alcançar a consulta de SPC SCORE, o associado deve apenas solicitar por escrito ao SPC (e_mail – gerencia.spc@cdlanapolis. com.br), com os dados da empresa,

assinado, datado, ocasião eu que receberá um termo aditivo contendo algumas cláusulas esclarecedoras para conhecimento de como funciona esta nova ferramenta, e em seguida, será liberado seu acesso através de seu código e senha já existente. O Lojista – Quais as vantagens para a escolha da consulta pelo SPC SCORE? SPC – Redução da Inadimplência. - Avaliação exata do risco. - Adoção de estratégias e políticas de decisão e estabelecimento de limites e condições comerciais de acordo com o risco. - Histórico de compras. - Histórico de restrições. - Acessível por diversos meios de acesso e por diversos produtos (opções de consultas). O Lojista – De uma forma geral quais os benefícios para o associado CDL/SPC? SPC – A CDL é uma Entidade Classista, com vários departamentos de serviços oferecidos aos associados (SPC – COBRANÇA – CONVÊNIOS – CDL CELULAR – CDL IMÓVEIS – CDL MULHER), com o objetivo de defender os interesses da classe lojista, oferecer uma excelên-

cia no atendimento, promover cursos de qualificação e, principalmente, auxiliar os lojistas a se protegerem de prejuízos e promover ações de vendas com segurança. O Lojista – Como é a aceitação dos produtos oferecidos pelo SPC Anápolis? SPC – Acreditamos que a aceitação esteja satisfatória, pois nossas visitas ao lojista, com a presença de nossas assistentes de vendas, só têm nos trazido boas notícias. A CDL busca através do SPC Brasil, que constitui o maior Banco de Dados da América Latina, informações creditícias sobre pessoas físicas e jurídicas, para maior segurança e realizações nas vendas, contando também com a parceria do SERASA nas consultas realizadas. Tudo online, além de outros acessos já disponibilizados no sistema de SPC dos associados. O Lojista – O departamento tem planos de expansão para agregar vantagens ao associado SPC Anápolis? SPC – Com certeza a CDL através de seu departamento de SPC, procura expandir seus produtos e serviços aos associados, procurando inovações e também vantagens para seus filiados.

Março 2013 · O LOJISTA · 27

CDL_anapolis_marco_2013.indd 27

03/04/2013 22:38:06


Literatura

Confira as novidades do mundo literário de interesse da classe empresarial “A Arte de Imitar”

“Empreendedores Extraordinários”

“Empreendedorismo na Veia”

“Oficina do Empreendedor”

Para o autor, criatividade é uma

O livro propõe aprender com o

Publicado em parceria com o Se-

Do mesmo autor de “O Segredo

capacidade que os empreendedores

relato e as experiências de outros em-

brae, este título traz dicas para em-

de Luisa”, este livro fala sobre os

podem desenvolver. “David Murray

preendedores trazendo as histórias e

preender e se diferenciar no merca-

passos desde a ideia de um negócio

desmistifica a genialidade dos gran-

os conselhos de 25 grandes empresá-

do. “Em linguagem coloquial, o autor

até a abertura. “Ao mesmo tempo em

des inovadores, de Steve Jobs a Char-

rios, como Steve Jobs, Eike Batista e

aborda diversos aspectos referentes

que aborda questões conceituais em

les Darwin, de Henry Ford a Isaac

Mark Zuckerberg. “Neste livro, John

ao empreendedorismo, explorando

linguagem contagiante, apresenta as

Newton com uma explicação muito

Byrne, ex-editor da BusinessWeek,

temas como criatividade, inovação e

ferramentas necessárias para a cons-

simples: tudo que existe de inova-

apresenta várias lições que podem

competitividade”, diz o professor do

trução do plano de negócios“, opina

ção no mundo foi copiado”, explica

servir como inspiração para empre-

Ibmec/DF.

Filho.

Nakagawa.

endedores e executivos brasileiros”, conta Nakagawa.

“A Arte de Imitar: Seis passos para inovar em seus negócios copiando as ideias dos outros”

“Empreendedorismo na Veia: um aprendizado constante”, de Rogé-

“Empreendedores Extraordinários:

“Oficina do Empreendedor”, de Fernando Dolabela (Editora Sextante

rio Cher (Editora Elsevier

25 celebridades do empreendedorismo moderno e suas façanhas”, de John A. Byrne (Editora Campus

“Plano de negócios: Estratégia para micro e pequenas empresas”

Este livro ajuda quem está pensando em começar a empreender e

“Plano de negócios: seu guia definitivo”

O livro do especialista em empreendedorismo funciona como um guia

precisa de um bom plano de negócios.

para quem quer elaborar um plano de

“Explora o plano de negócios em todos

negócios. “É para quem precisa fazer

os seus aspectos em linguagem clara e

um plano rapidamente e não tem

acessível, abordando desde o planeja-

tempo para conhecer toda a teoria

mento estratégico, análise de mercado,

que está por trás do planejamento

planos operacionais e de marketing

empresarial”, diz Filho.

até o planejamento financeiro”, diz “Plano de negócios: seu guia defi-

Filho.

nitivo”, de José Dornelas (Editora “Plano de negócios: Estratégia para

Elsevier

micro e pequenas empresas”, de Antonio Batocchio e Luiz Biagio (Editora Manole,

28 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 28

03/04/2013 22:38:08


“Satisfação Garantida”

O livro conta a história de Tony Hsieh e a construção da Zappos, uma empresa bilionária de vendas de sapatos online. “Mostra suas angústias, dilemas e como teve as ideias simples que colocaram a Zappos.com como uma das melhores empresas para trabalhar nos Estados Unidos. Qualquer empresa pode aprender com as lições do Tony”, diz Nakagawa. “Satisfação Garantida: No caminho do lucro e da paixão”, de Tony Hsieh (Editora Thomas Nelson

“Plano de negócios: seu guia definitivo”

O livro do especialista em empreendedorismo funciona como um guia para quem quer elaborar um plano de negócios. “É para quem precisa fazer um plano rapidamente e não tem tempo para conhecer toda a teoria que está por trás do planejamento empresarial”, diz Filho. “Plano de negócios: seu guia definitivo”, de José Dornelas (Editora Elsevier

“Satisfação Garantida”

O livro conta a história de Tony Hsieh e a construção da Zappos, uma empresa bilionária de vendas de sapatos online. “Mostra suas angústias, dilemas e como teve as ideias simples que colocaram a Zappos.com como uma das melhores empresas para trabalhar nos Estados Unidos. Qualquer empresa pode aprender com as lições do Tony”, diz Nakagawa. “Satisfação Garantida: No caminho do lucro e da paixão”, de Tony Hsieh (Editora Thomas Nelson

“O Verdadeiro Poder”

Vicente Falconi é um dos principais especialistas em gestão do país. Neste título, ele fala sobre os pontos mais importantes para uma empresa crescer. “Não é um livro, mas uma consultoria para gestores que querem uma empresa que funciona. De um jeito simples e objetivo, Vicente Falconi explica o que um gestor precisa fazer para ter sua empresa em suas mãos”, afirma Nakagawa. “O Verdadeiro Poder: Práticas de gestão que conduzem a resultados revolucionários”, de Vicente Falconi (Editora INDG

Março 2013 · O LOJISTA · 29

CDL_anapolis_marco_2013.indd 29

03/04/2013 22:38:11


Expansão

CDL Celular conquista preferência também, na capital Goiana São mais de 20.000 Linhas em 8 estados brasileiros que já utilizam as vantagens oferecidas pelo CDL Celular.

O

produto é um modelo revolucionário de tecnologia que vem fazer a diferença ao associado CDL. O serviço de operação de telefonia móvel corporativa vem conquistando espaço e contemplando os associados com o que há de mais moderno e competitivo no mercado de telefonia móvel. Idealizado em Anápolis, no ano de 2007, o modelo de operação do produto ganhou aprovação imediata, visto que vem sendo utilizado cada vez mais pelas CDL’s do país implantada atualmente, além de Goiás, nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Amazonas, Ceará e Santa Catarina.

Diferencial O CDL Celular é referência em economia, e tem hoje como resultado desta vantagem e sua 30 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 30

03/04/2013 22:38:14


exemplar gestão; tarifas altamente -line o quanto está sendo consumido, competitivas – uma local e outra in- com detalhamento por tipo de ligaterurbana, independente do tipo de ção. Possibilita ainda, a transferência ligação, se para fixo ou para celular, de recursos de uma linha para ouse para a mesma operadora ou para tra, adição ou subtração de recursos, outra. Garante gerar em média, 30% além da solicitação de bloqueios, e a de redução de custo com telefonia verificação do número de telefone se faz ou não, parte do CDL Celular.. móvel. Outra vantagem que é também diferencial do produto é que todas CDL Celular em Goiânia as linhas que utilizam este serviço Diante da transparência e econotêm acesso ilimitadamente entre as mia garantida, o CDL Celular condemais do CDL Celular - sem custo, quista agora a capital goiana. Com as reduzindo distâncias. adesões que a CDL Goiânia espera O atendimento é ímpar, visto que contabilizar , diante do interesse já é feito em sua própria CDL, por uma demonstrado pelo empresário da caequipe humana e interessada em pital, segundo a gerente de relacionaatender as necessidades dos associa- mento da CDL Goiânia, Dina Mardos , garantindo um Atendimento ta Correia Batista, nestes primeiros personalizado de excelência. meses a entidade espera ampliar o nº de linhas no estado, com mais 2 mil Acompanhe o seu consumo usuários, ampliando a interligação O CDL Celular disponibiliza um entre as empresas em todo o territóSoftware aos usuários que propor- rio nacional, a custo zero. ciona total gerenciamento das linhas através da Web – O Tele Gestor. Expectativas Com ele o associado acompanha onPara o Empresário e gestor do

CDL Celular, Luis Miguel Mendes, este foi um ganho enorme para atender as demandas que existiam das CDLs do interior porque o comerciante do interior do Estado tem no seu fornecedor o comerciante da capital. A entrada da CDL Goiânia para o CDL Celular veio aumentar a viabilidade dos negócios do empresário do interior, bem como levar o benefício aos associados da própria capital. “O incremento de empresas que estão aderindo ao projeto em Goiânia está sendo fantástico, pelos benefícios que oferece o produto, que não tinha acesso até então. É o estado de Goiás ganhando com a entrada da CDL Goiânia no projeto”; conclui. O presidente da CDL Anápolis, Reinaldo de Castro Del Fiaco, também está apostando no sucesso da CDL da capital. “Estou feliz com esta adesão, já que se trata de uma CDL vizinha, que acreditou em nosso produto e aposta em seu sucesso”; finaliza.

CELULAR

Março 2013 · O LOJISTA · 31

CDL_anapolis_marco_2013.indd 31

03/04/2013 22:38:15


Tendências

O

comércio anapolino preocupado com a satisfação do seu consumidor, e de olho na nova estação, voltam seus olhares para as tendências da época, explorando o bom gosto ao preparar suas vitrines. E os lançamentos de produtos dos demais setores do comércio, de móveis, eletrônicos, veículos, entre outros, também chegam às exposições trazendo ao consumidor anapolino o que há de mais novo explorado pelo mercado brasileiro e porque não, mundial? Todos adoram quando as lojas começam a trocar de coleção… Quando as lojas começam a encher suas araras de novidades e dá um toque especial da estação, nas vitrines – é quando começamos a ter certeza do que será o hit da estação! Lojas de calçados, roupas, bijuterias, óticas, entre outros segmentos da moda, já se preparam com expectativa para a chegada da nova estação. Independente da marca, os looks chamam atenção para todo gosto. O primeiro impacto fica com as cores da nova estação que vem trazer os tons típicos às vitrines

Estação de inverno roupas, calçados, biju, e acessórios 32 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 32

03/04/2013 22:38:16


J

á o comércio de eletrônicos, na primavera, verão, outono e inverno, a cada dia, intensifica a divulgação de novidades. Agitando o mercado atual, poderemos encontrar brevemente nas prateleiras o Galaxy S4. O grande nome da Samsung chega à quarta versão, apresentado pela empresa no próximo dia 14. A tendência é que vejamos um aparelho com ainda mais recursos e configurações avançadas — mantendo a tradição de evolução efetiva entre as gerações. O Samsung Galaxy S4 pode chegar às lojas com resolução 1080p, rodando vídeos e jogos com a qualidade de imagens de um Blu-ray. O Mobile World Congress, em Barcelona, está sendo o palco mundial das comunicações móveis. É o evento mais importante do mundo na área de smartphones e tablets. Diversos fabricantes aproveitam a ocasião para fazer seus lançamentos do primeiro semestre. Entre as novidades, a Opera Software anunciou diversas novidades. Entre elas, uma nova parceria, os resultados do Opera Web Pass e uma ferramenta que oferece às operadoras de celular uma nova forma de comercializar pacotes de internet móvel por meio de créditos.

Março 2013 · O LOJISTA · 33

CDL_anapolis_marco_2013.indd 33

03/04/2013 22:38:16


O

setor de perfumarias look feminino, nada mais natural também acompanha ligar a sua criação ao universo da e busca inovações. A moda. Foi a partir desse cenário cada data sazonal, que a marca Risqué desenvolveu uma novidade nas prateleiras que sua coleção Outono/Inverno 2013: contagia a imaginação dos consu- “Brasil por Risqué Moda”. midores. Os esmaltes: Com o esmalte Conheçam as novas cores dessa sendo um item fundamental do coleção!

Maxi Bolsa de Palha: it bag que á cara do Brasil, inspirou a criação deste dourado super elegante. Babado de Gala: violeta “must-have” da estação, uma tendência das passarelas que será usada da alta costura ao Prêt-à-Porter. Sapatilha de Miçanga: para um look despretensioso, nada como flats incrementadas com brilho. Este roxo é perfeito para montar o visual. Pantalona de Chita: combinação inusitada da sofisticação da pantalona com a brasileiríssima chita resultou em um vermelho rosado super divertido. Casaqueto de Retalho: nude escuro inspirado em uma peça versátil, com um toque vintage dos retalhos. Echarpe de Crochê: peça que faz toda a diferença no look inspirou este cinza, que complementa qualquer produção.

A coleção pode ser encontrada nas principais drogarias, perfumarias e supermercados do país por R$3,10.

MONTEBELLOS FESTIVAL DE VERÃO 2013

D

eliciosos marshmallows nos sabores: Abacaxi com Coco, Manga e Milk Shake de Morango. Ideal para comer gelado! (30g/ unidade)

34 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 34

03/04/2013 22:38:17


Ação Social

Ações sociais compõem a extensa agenda de atividades da CDL Anápolis

Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis inclui em suas atividades anuais o trabalho social, consciente da importância de ações como esta para a sociedade como um todo

N

o último dia 27, a entidade levou aos idosos do Abrigo Professor Nicephoro Pereira da Silva, um dia de grande diversão e lazer. O abrigo serve de amparo a idosos de ambos os sexos - uma obras filantrópica de grande alcance social, que prestam relevantes serviços à nossa comunidade. Sob a organização de uma equipe de funcionários da CDL Anápolis, os idosos puderam desfrutar de uma tarde de muita alegria, oportunidade em que foi servido um lanche especial com a animação de uma dupla sertaneja que garantiu a animação da tarde, com o apoio do Sindicato Rural de Anápolis. E para prestigiar a legria dos idosos, o abrigo recebeu também a visita do presidente do sindicato rural - José Caixeta.

Outra atração que também surpreendeu os presentes na tarde de festa dos idosos, foi um número de Dança do Ventre - apresentação garantida pelo Sesc Jundiaí. Além das apresentações artísticas, a CDL fez a distribuição de presentes aos idosos, com o apoio e doação de empresas anapolinas. Depois deste momento de lazer, com a parceria da “Embeleze”, todos os internos tiveram um momento de cuidado com a beleza, oportunidade em que puderam realizar cortes de cabelo e a tradicional escova, predileta das idosas que jamais deixam morrer a vaidade.

organizadora de eventos da CDL Anápolis. Depois do dia de lazer no Abrigo Professor Nicephoro, a equipe da CDL fez a visita às mais de 50 crianças do Instituto Luz de Jesus, ocasião em que foram distribuidos ovos de páscoa a cada uma delas, com o apoio da Cacau Show Goiânia Shopping, estampando a alegria dos internos daquele lar. O Instituto é uma entidade filantrópica que nestes treze anos de fundação vem assistindo crianças e adolescentes de risco – o SOS Criança e Adolescente, hoje, sob a supervisão de Maria de Fátima Garcez. Na ocasião, vários outros produtos foram doados à instituição - alimentos não-perecíveis arrecadados durante eventos realizados pela CDL Anápolis. Outras atividades neste sentido estão previstas para o ano de 2013, de acordo com a agenda de ações da entidade.

Páscoa Ainda no dia 27, as atividades sociais deram continuidade para a equipe

(62) 3321-7383 3098-5400

Tudo em até

6x

Rua 7 de Setembro, 412-A - Centro

(ao lado do Conserto dos Óculos) - Anápolis/GO Avenida Fernando Costa, 299, Jaiara Anápolis/GO

Março 2013 · O LOJISTA · 35

CDL_anapolis_marco_2013.indd 35

03/04/2013 22:38:18


Capa

Lojista encontra ambiente favorável para 2013 Vendas no comércio varejista brasileiro iniciaram 2013 em alta, em relação ao mês de dezembro do ano passado

D

iante do cenário econômico apresentado já no início de 2013 , com o PIB brasileiro abaixo das expectativas em 2012, não afetou o varejo. O setor registrou um crescimento de 6,75% nos índices do varejo no ano passado, com a redução da taxa básica de juros, o acesso facilitado ao crédito, o baixo índice de desemprego, as prorrogações da redução do IPI para eletrodomésticos, móveis e automóveis, a ampliação deste mesmo incentivo para outros setores. O otimismo do setor permanece este ano. Para os especialistas, a Selic vai fechar 2013 em alta, em 8,25% ao ano. Atualmente a taxa básica de juros está no patamar mais baixo da história (7,25%). O Banco Central já sinalizou que ela não deve permanecer assim por muito tempo. Por isso, o mercado também reviu a previsão para a Selic em 2014, que deve ficar em 8,5%. De acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as vendas no comércio varejista brasileiro iniciaram 2013 em alta, em relação ao mês de dezembro do ano passado. Analistas previam que as vendas no varejo subiriam 0,4 por cento no período, de acordo com economistas. O resultado ficou um pouco acima do esperado pelo mercado. Segundo o IBGE, seis das oito ati36 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 36

03/04/2013 22:38:24


vidades pesquisadas tiveram resultados positivos no volume de vendas na comparação mensal, com grande destaque para Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação, com avanço de 18,5 por cento. O segmento de Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo registraram crescimento de 1,4 por cento em janeiro, depois de terem recuado 0,1 por cento em dezembro. Artigos farmacêuticos e perfumaria também melhoraram o desempenho no período, passando de queda de 2,3 por cento em dezembro para alta de 3,1 por cento em janeiro. Os dois únicos recuos em janeiro sobre dezembro foram registrados nas atividades de Móveis e eletrodomésti-

cos (-2,6 por cento) e Tecidos, vestuário e calçados (-0,4 por cento). Na comparação anual, ainda segundo o IBGE, todas as atividades tiveram resultados positivos, com destaque para a alta de 3,4 por cento para Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, que exerceu o maior impacto, de 30 por cento, sobre a taxa. “Isso se deve ao aumento do poder de compra da população, decorrente do crescimento da massa de rendimentos, bem como da estabilidade do emprego”, destacou o IBGE. Diante do quadro, a espectativa dos economistas é que o setor varejista deve ganhar mais impulso agora, com a desoneração dos tributos federais que incidem sobre os produtos da cesta básica.

Para o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, Reinaldo de Castro Del Fiaco, o movimento eleva as espectativas do lojista, ajudando ainda, a reduzir a pressão inflacionária que vem preocupando neste início de ano. O resultado de agora foi pressionado somente pela queda de 1,2 por cento no segmento de Veículos e motos, partes e peças, depois de terem registrado alta mensal de 3,3 por cento no mês anterior. A desaceleração da alta das vendas de Material de Construção para 1,3 por cento em janeiro também pesou, depois de terem crescido 3,4 por cento em dezembro. Para este ano, o mercado aponta crescimento de 3,10 por cento do PIB.

Março 2013 · O LOJISTA · 37

CDL_anapolis_marco_2013.indd 37

03/04/2013 22:38:27


Convenção

102ª edição da (NRF) National Retail Federation traz inovações tecnológicas “Foi uma excelente oportunidade para se conhecer e debater os destaques do mercado internacional e as inovações técnicas e tendências dos próximos anos”; palavras do presidente da CDL de Anápolis

C

ontemplado com passagem aérea e despesas, através de sorteio realizado pela FCDL/GO e SEBRAE, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis, Reinaldo de Castro Del Fiaco esteve, acompanhado de sua esposa Juliana Luiza Moreira Del Fiaco, participando da Convenção em Nova Iorque - Estados Unidos. O evento internacional do varejo é uma das maiores convenções mundiais sobre o setor e, este ano, abordou temas como: Gestão Financeira, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação, Merchandising e Design de Lojas, Marketing, Comércio Eletrônico, Assuntos Estratégicos e Loja do Futuro. A NRF 2013 reuniu mais de 500 expositores e cerca de vinte e dois mil profissionais do setor, de diversos países do mundo. De acordo com o presidente da CDL Anápolis, a 102ª Convenção da National Retail Federation – NRF veio ampliar a competitividade do Varejo Brasileiro. “Foi uma excelente oportunidade para se conhecer e debater os destaques do mercado internacional e as inovações técnicas e tendências dos próximos anos”.

Evento Internacional do varejo é uma das maiores convenções mundiais sobre o setor

Lançamentos tecnológicos Entre os lançamentos da maior feira do setor no mundo, ideias inspiradoras foram colocadas para estimular as compras e trazer grandes expectativas para o setor. Desde que surgiu a internet, o varejo vem criando equipes e até empresas diferentes para entrar na maior febre entre os meios de comunicação – a internet, com vistas no novo consumidor. Hoje, o cliente tem várias opções para as compras, garantindo o sucesso de vendas online ou offline – diretamente nas lojas, visando a atender às necessidades do consumidor. E o alerta dos grandes lojistas, quanto à

38 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 38

03/04/2013 22:38:34


importância dos vários canais para a realização das vendas e da integração entre estes canais facilitando ao consumidor, no caso de possíveis reclamações quanto ao produto adquirido, foram outros pontos abordados na NRF Big Show, maior feira de varejo do mundo. Outro software que ganhou destaque na feira em Nova York, adotado no mercado internacional, possibilita recuperar o que o consumidor comprou anteriormente na loja, indicando as suas preferências, para ajudar a identificar e antecipar a necessidade deste consumidor em específico. Com ele, através do movimento do cliente na loja, o vendedor é orientado sobre que tipo de produto que ele deve oferecer primeiro. Inovações como estas, que vêm enriquecer as estratégias de vendas no mercado contemporâneo, é que atraíram os 1.412 varejistas brasileiros a participarem da feira, abrindo horizontes, embora tenham consciência de que estas tecnologias podem demorar um pouco para chegar ao Brasil, já que os equipamentos e softwares ainda são caros e exigem muito investimento do lojista. O número de participantes que compôs a delegação brasileira no evento alcançou este ano, o segundo maior contingente do NRF Big Show, que teve seis mil inscritos. O presidente da CDL Anápolis, sua esposa e demais participantes tiveram a oportunidade também, de fazer visitas às lojas da cidade de Nova York que mais se destacam no cenário varejista americano, apreciando as últimas novidades em tecnologia do varejo mundial.

Presidente da CDL Anápolis – Reinaldo de Castro Del Fiaco e esposa, e o 1º vice-presidente da CDL Goiânia Divino José Dias conferindo as novas técnicas e tendências do comércio internacional

Presidente da CDL de Anápolis e esposa, no Café da Manhã, se preparando para o dia de atividades da NRF

INFORMATICA VENDAS E ASSISTÊNCIA TÉCNICA

15 anos Março 2013 · O LOJISTA · 39

CDL_anapolis_marco_2013.indd 39

03/04/2013 22:38:37


Social 01

02

03

05

06

07

09

10

11

13

14

17

18

15

19

40 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 40

03/04/2013 22:38:41


04

08

12

16

1 – Presidente da CDL Anápolis, Reinaldo de Castro Del Fiaco, e esposa – Juliana Luiza M. Del Fiaco, ao lado do 1º presidente da entidade de Anápolis – Dennison Batista 2 – Diretoras e esposas de diretores da CDL Anápolis durante evento na entidade, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher . 3 – 2º vice-presidente da CDL Anápolis – Olívio Porto Lima e esposa, também tesoureira da CDL Mulher – Rosa Minerva Lyra Porto 4 – CDL Mulher comemorando o seu primeiro aniversário, com a presença das coordenadoras, funcionárias e convidadas. 5 - Diretor Financeiro da CDL – Air Ganzarolli e esposa, Ana Maria de Vasconcelos Ganzarolli, em evento na CDL Anápolis 6 – Presidente da entidade, coordenadoras da CDL Mulher e palestrante da noite – Esthersanne de Amorim e Silva, psicóloga e consultora do SEBRAE, em evento promovido pela CDL Mulher 7 – Diretores, ex-diretores e ex-presidentes participando da noite de confraternização da diretoria da CDL Anápolis 8 – Diretoras da CDL Anápolis, Maria Dinalva (à esquerda), e Ernesta Maria de Alcântara (à direita), em evento na entidade. 9 – Diretor Social, Venceslau Bizinoto acompanhado de sua esposa - Maria das Graças Dias Bizinoto 10 – Diretor Secretário Adjunto da CDL – Ian Moreira Silva e esposa Mariane Alvares P. de Souza, na confraternização da diretoria 11 – Mulheres anapolinas lotaram o salão de eventos da CDL Anápolis em palestra promovida pela entidade. 12 – À esquerda – diretor de Informática, Makário Orozimbo e diretor Comercial – Wilmar Jardim de Carvalho e, à direita – diretor do SPC – Iraci Custódio, em evento de confraternização da diretoria da CDL Anápolis 13 – Coordenadoras da CDL Mulher em evento da entidade, Rosa Minerva Lyra Porto e Ana Maria de Deus Ferreira 14 – Também prestigiando evento de confraternização da diretoria - Conselheiro Fiscal da CDL Anápolis, Wanderley Camargo e sua esposa Nelita Camargo 15 – Primeira Dama do Município, Ana Cláudia Dezzen e demais convidadas, em evento realizado pela CDL Anápolis 16 – CDL Mulher faz a distribuição de brindes às presentes em palestra realizada na entidade, com a colaboração de empresas anapolinas. 17 – Casal atuante na CDL Anápolis; Diretor Comercial, Wilmar Jardim de Carvalho e esposa – Yesa de Ascenção Carvalho, coordenadora da CDL Mulher 18 – A mulher Anapolina marcando presença em evento na CDL Anápolis 19 – Diretor secretário – Luiz Pereira da Costa, acompanhado de sua esposa. Vera Lúcia Galvão Costa, no evento de confraternização da diretoria da CDL Anápolis

Março 2013 · O LOJISTA · 41

CDL_anapolis_marco_2013.indd 41

03/04/2013 22:39:21


Filiação

Novos associados do trimestre ATIVIDADE

NOME FANTASIA

ATIVIDADE

ACADEMIA ESPAÇO LIVRE

NOME FANTASIA

ACADEMIA

FRAMBOESA ACESSÓRIOS

ARTIGO DO VESTUÁRIO

ACADEMIA UNIQUE

ACADEMIA

HEBROM TRUCK CENTER

COM. VAR. PEÇAS/ ACESSOR. PARA AUTO

ADVENTURE SPORTS

ARTIGOS ESPORTIVOS

HOBBY AUTO CENTER

COM. VAR. PEÇAS/ ACES PARA AUTO MANUTENÇÃO E REPARO

AGRO SHOP

COM. VAR. MEDICAMEN. VETERINÁRIOS

HUGO FELIPE DE OLIVEIRA MOREIRA

ALFORJE

COM. VAR. ART. DO VESTUÁRIO

INJECAR CENTRO AUTOMOTIVO

SERVIÇOS MAN. REP. EM VEÍCULOS

ANHANGUERA GARDEN EMP. IMOBILIÁRIOS

ADMINISTRADORA DE OBRAS

ISOMOLDE PAINEIS

MANUTENÇÃO E REPARO

ARMAZÉM DA BELEZA

COM. VAR. DE COSMÉTICOS

J. P REFRIGERAÇÃO E MÁQUINAS DE LAVAR

MANUTENÇÃO E REPARO

BLUEBERRY IDIOMAS

ENSINO DE IDIOMAS

LAYCHA MODA INTIMA

COM. VAR.ART DO VESTUÁRIO

BRASEMPRE

REPARAÇÃO E MANUT. COMPUTADOR

LUBRIFICANTES SAO JOSÉ

COM. VAR. PEÇAS/ ACES PARA AUTO

BRAVO AUTO CENTER

COM. VAR. PEÇAS/ ACES PARA AUTO

M. M CENTRO AUTOMOTIVO

SERVIÇOS MAN.REP.EM VEÍCULOS

BRAZUCAR

COM. VAR. PEÇAS/ ACES PARA AUTO

MADEIREIRA ALVORADA

COM.VAR MAT. DE CONSTRUÇÃO

CEDRO ESPECIALIDADES ODONTOLÓGICAS

SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS

MADELAYNE MODAS

COM.VAR.ART. DO VESTUARIO

CENTRAL BATERIAS PEÇAS E ACESSÓRIOS

COM. VAR. PEÇAS/ ACES PARA AUTO

MAIS LOCADORA

LOCACAO OUTROS MEIOS TRANSPORT.

CENTROLATAS

AUTO PEÇAS

MEGA CENTER PNEUS E RODAS

COM. VAR. DE PNEUS E OUTRAS...

CHARMME WEAR

COM. VAR. ART. DO VESTUÁRIO

MR CAT

COMÉRCIO VAREJISTA DE CALÇADOS

CLEAR LINE TECNOLOGIA

COM. VAR. EQUIP. DE TELEFONIA

O GOIANÃO ATACADO - PRO GOIÁS

COM VAR E ATAC PRODS ALIMENTIC.

CONSTRUTORA RC

CONSTRUTORA

ODONTO SIDY

SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO DRA.CLÁUDIA

CLÍNICA ODONTOLÓGICA

ODONTOLOGIA FALONI

SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO DRA.RAFAELA GONZAGA

SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS

PAPELARIA UNIVERSITARIA

PAPELARIA/LIVRARIA

CORPO DOURADO

COM. VAR. ART DO VESTUÁRIO

POLYTUR

TRANSP. ROD. CARGA EXCETO PROD.

DAUTO TINTAS

COM. VAR. DE TINTAS

PONTO DO ACAI

LANCHONETE

DESPACHANTE AMÉRICA

DESPACHANTES ADUANEIROS

R. DE CASTRO COMERCIAL E DISTRIBUIÇÃO

COM. ATAC FRUTAS E OUTROS...

DEUSA DO LUXO

COM. VAR. DE SOUVENIRES

REAL CONTAINER

ALUGUEL MAQ/ EQUIP. CONSTR.

DISQUE AREIA E MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO SANTA RITA

COM. ATACADISTA MAT. CONSTRUÇÃO

REAL TELHAS DE CONCRETO

FABRICAÇÃO ARTEFATO DE CIMENTO

DOCE TENTAÇÃO

FABRICAÇÃO PRODS. DE PADARIA

SANDRO DIESEL

SERVIÇOS MAN. REP. EM VEÍCULOS

DROGARIA BEM ESTAR

COM. VAR.PRODS. FARMACÊUTICOS

SERIGRAFIA SANTA CLARA

GRÁFICA

DROGARIA CENTRAL

COM. VAR.PRODS. FARMACÊUTICOS

SG TRANSPORTES

TRANSP. ROD. CARGA EXCETO PROD.

DROGARIA EUSTAK FIGUEIREDO

COM. VAR.PRODS. FARMACÊUTICOS

STOP & SHOP SUPERMERCADO

SUPERMERCADO

ELETRO MÁQUINAS HOME CENTER

COM. VAR.FERRAGENS E FERRAMENTA

SUPER BIKE

COM. VAR. MOTOCICLETAS MOTONETAS

ELIAS CAR

SERVIÇOS MAN. REP. EM VEÍCULOS

TEKNOCASA VIDROS

COM. ATACADISTA MAT. CONSTRUÇÃO

ENGETAC CONSTRUTORA

CONSTRUTORA

VISUAL MODERNO

COM. VAR. ART. DO VESTUÁRIO

EVOLUTION LAN HOUSE E INFORMÁTICA

ATIVIDADES DE LANHOUSE

XTREME

COM. VAR. MOTOCICLETAS MOTONETAS

FCI TRANSPORTES

AGENCIAMENTO DE CARGAS

42 · O LOJISTA · Março 2013

CDL_anapolis_marco_2013.indd 42

03/04/2013 22:39:32


CDL_anapolis_marco_2013.indd 43

03/04/2013 22:39:34


CDL_anapolis_marco_2013.indd 44

03/04/2013 22:39:35

Revista O LOJISTA  
Revista O LOJISTA  
Advertisement