Page 1

www.cdlanapolis.com.br

Ano X – Número 24 – Março 2012

CDL lança portal de imóveis, seguindo tendência do mercado tecnológico Novo portal opera serviço de busca para compra, venda ou aluguel de imóveis de Anápolis

Março 2012 · O LOJISTA · 1 Criada CDL Mulher- núcleo que promete ser um diferencial na entidade Novo órgão complementar vem somar ações na CDL Anápolis


em

EP DM

23 s o An Heliotek

Trata bem sua piscina

Pla ca pa ra aq ue cim en to

QUALIDADE MUNDIAL

de pis cin a

VINIL

QUALIDADE

Heliotek

QUALIDADE MUNDIAL

Aquecimento Solar VINIL

R FI BR S I I

Firenze Pastilhado Roma II

VINIL

QUALIDADE

Veneza Pastilhado Roma

QUALIDADE

Mรณnaco Pastilhado Roma

Piscina de Vinil

VINIL

QUALIDADE

Banheiras de Hidromassagem

La guna

Encanto

Cristal

Av. Brasil Norte nยบ 1745 - Cidade Jardim - Anรกpolis - GO ( TEL: 3321-4520)

VINIL

QUALIDADE


Editorial

Credibilidade fortalece ações

E

ntramos em mais um ano de lutas e conquistas em prol do lojista anapolino. Muitas ações fizeram o diferencial em nossa gestão, ações estas que promoveram um maior fortalecimento da classe lojista e maior credibilidade de nosso consumidor.

“Novas conquistas garantem credibilidade e contribui expressivamente para o êxito de nossa gestão”

No ano que se findou, fechamos com chave de ouro o número de vendas no comércio local, em datas sazonais e fora delas, resultado de articulações promovidas pela CDL através de cursos e palestras ministradas por nomes de grande representatividade no setor, explorando as necessidades dos empresários anapolinos. E entre as grandes ações da entidade, vale ressaltar o Mérito Lojista 2011, que também este ano, fez a diferença. Reconhecemos que o sucesso do evento registrado nos anos anteriores garantiu a credibilidade e contribuiu expressivamente para o êxito desta edição realizada em nossa gestão. Levantamos, ainda, um excelente resultado na prestação de serviços no que se refere ao CDL Celular, que, com o seu potencial de alcance, atingiu o interesse de vários estados, fortalecendo o produto pioneiro da CDL de Anápolis. Da mesma forma, os serviços prestados pelos departamentos do SPC, Cobranças e Convênios firmados com empresas de Anápolis, que mesmo diante de novos desafios, com mudanças inerentes às necessidades do comércio e do consumidor, conseguiram consolidar um saldo positivo, garantindo uma nova etapa – 2012, com mais credibilidade e, acima de tudo, mais atenta às necessidades do setor representado pela entidade. Neste contexto, estamos trazendo em mais uma edição da revista “O Lojista”, um apanhado detalhado de nossas ações e os projetos para o ano de 2012, seguros de que estamos no caminho certo e muito mais faremos para fortalecer e amparar o nosso associado. Reinaldo de Castro Del Fiaco Presidente

Março 2012 · O LOJISTA · 3


Índice ANO X – Edição Nº 24 – MARÇO DE 2012

Destaques

P.3 | EDITORIAL P.6 | INVESTIMENTO COMÉRCIO ANAPOLINO INVESTE EM ACESSIBILIDADE E JÁ SENTE RESULTADOS

P.10 | LEGISLAÇÃO CDL PROMOVE PALESTRA SOBRE O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR P.12 | OPINIÃO MULHER EMPREENDEDORA POR ADRIANA ROCHA VILELA ARANTES P.13 | COMPORTAMENTO MAIORIA DAS MULHERES JÁ TEM CONSCIÊNCIA DE SEU POTENCIAL

P.14 | ENTREVISTA ANTÔNIO SÉRGIO DE FARIA GASTROENTEROLOGISTA

P.16 | EXPANSÃO NOVOS ESTADOS APOSTAM NO SUCESSO DO CDL CELULAR P.17 | MÉRITO LOJISTA 2011 EMPRESAS AGRACIADAS P.23 | O MUSCULOSO E O BARRIGUDO POR ARMANDO CORREA DE SIQUEIRA NETO P.20 | OPINIÃO POR PAULO HENRIQUE P.21 | RÁPIDAS P.22 | LEGISLAÇÃO LEI QUE ALTERA LIMITE DE FATURAMENTO ANUAL DO EMPREENDEDOR INDIVIDUAL INCENTIVA FORMALIZAÇÃO

P.8 | CAPA ANO DE 2012 MARCA OS 50 ANOS DE DESAFIOS E CONQUISTAS DA CDL DE ANÁPOLIS

P.26 | TENDÊNCIA PÁSCOA MOBILIZA COMÉRCIO DO SETOR COM OS MELHORES ARTIFÍCIOS PARA ESTIMULAR VENDAS

P.28 | DICAS REVENDO CONCEITOS P.30 | INICIATIVA CDL DE ANÁPOLIS PASSA A EMITIR CERTIFICADO DIGITAL P.32 | COMEMORAÇÃO CDL COMEMORA DIA INTERNACIONAL DA MULHER P.33 | SOCIAL

P.18 | LANÇAMENTO CDL LANÇA PORTAL DE IMÓVEIS

P.27 | INOVAÇÃO

P.35 | PARCERIA UNICRED

CRIADO NÚCLEO CDL MULHER NA CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE ANÁPOLIS

P.37 | SERVIÇOS CDL ANÁPOLIS EXPANDE SEUS SERVIÇOS E

Observação: Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não expressando necessariamente o pensamento da CDL de Anápolis.

P.38 | FILIAÇÃO

CONTEMPLA AINDA MAIS SEUS ASSOCIADOS

PRESIDENTE REINALDO DE CASTRO DEL FIACO | 1º VICE-PRESIDENTE MARCOS AURÉLIO RODOVALHO | 2º VICE-PRESIDENTE OLÍVIO PORTO LIMA | DIRETORES AIR GANZAROLLI, ENIVAL FERREIRA DE SOUZA, IAN MOREIRA SILVA, IRACI CUSTÓDIO RIBEIRO, JANILSON DUTRA FONSECA, JOÃO ITAGIBA NUNES JÚNIOR, LUIZ PEREIRA DA COSTA, MAKÁRIO LUIZ OROZIMBO, MARIA DINALVA, ORIVAL RODRIGUES JARDIM VENCESLAU BIZINOTO, WANDERLEI AMORIM JÚNIOR, WILMAR JARDIM DE CARVALHO | CONSELHO FISCAL ERNESTA MARIA DE ALCÂNTARA, JOÃO BATISTA DE SOUZA, WANDERLEY CAMARGO

FUNDADA EM 20 DE SETEMBRO DE 1962

4 · O LOJISTA · Março 2012

O LOJISTA | JORNALISTA RESPONSÁVEL IVANA LAGE - GO 00777 JP | GERÊNCIA ADMINISTRATIVA-FINANCEIRA FLAVIANA DE JESUS | CONTATO COMERCIAL KLEBER PALHÃO, FLAVIANA DE JESUS, ALBERTO JÚNIOR | CAPA, DIAGRAMAÇÃO E ARTE JOKER COMUNICAÇÃO | FOTOS ASSESSORIA DE IMPRENSA CDL E DIVULGAÇÃO | FOTOLITO/CTP E IMPRESSÃO GRÁFICA ART3 | TIRAGEM 2.500 EXEMPLARES


Capa Investimento

Comércio Anapolino investe em acessibilidade e já sente resultados Adaptação do comércio para pessoas com necessidades especiais democratiza o acesso e promove atendimento digno e responsável

A

acessibilidade tem sido uma preocupação constante nas últimas décadas. Atualmente estão em andamento obras e serviços de adequação do espaço urbano e dos edifícios às necessidades de inclusão de toda população no país. De acordo com o último censo do IBGE, existem, no Brasil, mais de 9 milhões de pessoas com deficiência física*. A maior parte é economicamente ativa, independente, consome e contribui para movimentar a economia. Contudo, é necessária a atenção do lojista a esse público específico, no sentido do comércio varejista executar simples adaptações para melhorar a acessibilidade e mobilidade nos estabelecimentos. Para os empresários, a adaptação de todo o comércio pode ser uma oportunidade para conquistar clientes em potencial. Algumas empresas varejistas em Anápolis já estão adaptadas para atender portadores de necessidades especiais. Rampas, banheiros com barras de apoio e provadores maiores já podem ser observados em muitos estabelecimentos. Entretanto, várias lojas ainda não são adaptadas ao deficiente físico, e apresentam dificuldades de acessibilidade já em sua entrada. Sem alternativa, esses clientes optam por estabelecimentos preparados para recebê-los, que oferecem as facilidades de que eles precisam, em razão de já terem percebido a importância estratégica desse público para o comércio. Garantir acessibilidade às pessoas com necessidades especiais foi o motivo principal da reforma realizada recentemente na Casa Lotérica Anapolina, situada na Avenida Goiás, no centro de Anápolis. De acordo

6 · O LOJISTA · Março 2012

Finalizando obras de adequação nas lotéricas de Anápolis com o empresário Rinaldo Antonio de Souza, em Anápolis todas as agências lotéricas já estão fazendo as adaptações necessárias em função de uma exigência da CEF repassada aos proprietários das casas lotéricas desta cidade em dezembro de 2011, em caráter de urgência. “Mas acatamos com satisfação esta exigência, porque há muito, sentimos a necessidade de melhor atender

todos os nossos clientes”. . A revista “O Lojista” esteve ouvindo, também, o proprietário da Casa Lotérica Lealdade, José Antonio Quijada. Segundo José Antônio, hoje, a maioria das unidades tem dado total acessibilidade às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, o que consequentemente proporciona maior independência, qualidade de vida


e inclusão social. “Aqui, como se trata de um estabelecimento menor, retiramos os degraus datados da fundação, que davam acesso ao interior da lotérica. Adequamos com o básico: a rampa e o piso tátil”, fala. Segundo ele, além dessas adequações, sempre tive a preocupação de capacitar nossos funcionários para atender às necessidades deste público, em específico, o que sabemos que faz a diferença. Projetos de acessibilidade arquitetônica em elevadores, banheiros, rampas, já são desenvolvidos em shoppings, agências bancárias, Agências de Correios e, timidamente, no comércio de Anápolis. Nossa equipe de reportagem esteve ouvindo a gerente do “O Boticário”, Gisleide Aparecida Mendes Ribeiro, sobre a necessidade de adequação para democratizar o acesso no comércio local. De acordo com ela, “O Boticário”, já se adequou, com a preocupação de deixar maior espaço entre as prateleiras para a circulação de cadeirantes e com a rampa para o acesso à loja. “A adaptação do comércio para pessoas com deficiência democratiza o acesso, fideliza consumidores e promove atendimento digno e responsável”; justifica.

Dicas básicas baseadas na Lei de Acessibilidade: Observe: • as áreas de circulação estão sinalizadas com o Símbolo internacional de Acesso • os trajetos para o acesso estão livres de obstáculos (escadas) para o acesso das pessoas que utilizam cadeira de rodas • todas as portas apresentam largura de, no mínimo, 0,80 m para garantir o acesso das pessoas que utilizam cadeira de rodas • os balcões de atendimento, inclusive automáticos, permitem a aproximação frontal de pelo menos uma cadeira de rodas e apresentam altura de 0,80m, com altura livre mínima de 0,70m do piso • os relógios de ponto estão a uma altura de 0,80m do piso • os elevadores apresentam o Símbolo Internacional de Acesso fixados nas portas, possuem abertura de acesso de, no mínimo, 0,80m de largura e botoeiras com altura de, no mínimo, 0,80m e, no máximo, 1,20m • a disposição de mobiliários garantem área para a circulação plena de cadeirantes • há reserva de vagas no estacionamento para pessoas portadoras de deficiências em ambulatórios, bem como sinalização com placas para identificá-las • Os banheiros da empresa estão adaptados: - área suficiente para manobras de cadeirantes; - barras laterais de apoio para usos de sanitários; - altura da pia de 0,80m do piso e respeitando uma altura livre de 0,70; - torneira do tipo pressão; - borda inferior dos espelhos a uma altura de 0,90m do piso, podendo atingir o máximo de 1,10m e com inclinação de 10 graus; - porta de acesso aos boxes dos banheiros de, no mínimo, 0,80m de largura; - assentos das bacias sanitárias a uma altura de 0,46m do piso ou quando utilizada a plataforma para compor a altura estipulada, apresentar projeção horizontal da plataforma de, no mínimo, 0,05 m do contorno da base da bacia.

Março 2012 · O LOJISTA · 7


Capa

Ano de 2012 marca os 50 anos de desafios e conquistas da CDL de Anápolis Entidade comemora a satisfação do dever cumprido numa trajetória de conquistas e desafios em prol de seus associados

A

rrojadas iniciativas ampliam a cada ano novos horizontes, marcando, com saldo positivo os 50 anos da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis. Grandes conquistas vêm fazendo da CDL Anápolis uma entidade modelo e diferenciada, revelando-a como uma entidade de visão empreendedora e sempre disposta a novos desafios em prol de seus associados. O Lojista tem, nesta unidade, além da representatividade, o companheirismo, a preocupação em oferecer melhores serviços, e a atenção às suas reivindicações – fortalecendo o espírito empreendedor dos empresários anapolinos. O espírito empresarial fomenta a economia através da inovação criativa, por isto, a preocupação da CDL, nestes seus 50 anos de fundação, é a de promover cursos, encontros, reuniões e eventos contribuindo para a qualidade do serviço desenvolvido pelo lojista no município. No dia 20 de setembro de 2012, data em que a Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis completará 50 anos de atividades, a entidade estará comemorando a satisfação de nesta trajetória ter cumprido seu objetivo, garantindo mais segurança às transações comerciais de seus associados, com a prestação de seus serviços, muito bem referendadas pelos seus usuários.

8 · O LOJISTA · Março 2012


História Tudo teve início a partir da fundação do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) da cidade, ocorrida no dia 20 de setembro de 1962. Nesta data, um grupo de lojistas participou de um encontro, realizado nas instalações da então Big Lar, que definiu a base de formação do SPC. Na ocasião, foram discutidos e aprovados os estatutos e o regimento interno, seguindo-se os trabalhos de locação da sede e conquista de associados. Após o SPC, foi criado o antigo Club de Diretores Lojistas. A fusão das duas instâncias se deu em 11 de maio de 1981, com o objetivo de unir uma entidade operacional (SPC) com outra de caráter classista (Club). A denominação Câmara de Dirigentes Lojistas foi instituída somente 32 anos depois da fundação, em 21 de setembro de 1994. Quinze dirigentes lojistas já passaram pelo posto de presidente da CDL, atualmente, sob a direção do empresário Reinaldo de Castro Del Fiaco. Hoje, a entidade conta com cerca de 1.500 mil associados e um centro de informações e crédito que, em 2003, passou a ser ligado ao SPC Brasil. A CDL é membro da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Goiás (FCDL) e também da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). A entidade desenvolve diversos serviços, como: SPC, Convênios médicos e odontológicos, Central de Cobranças, CDL Celular, Assessoria Jurídica, Escola do Varejo, CDL Mulher, além de outras ações como o Mérito Lojista, Revista “O Lojista”, e um trabalho interativo desenvolvido no portal da entidade, agora com uma inovação – CDL Imóveis. A seriedade, responsabilidade e ética da instituição são resultado de ações orientadas pela diretoria da CDL, que também nesta data merece reconhecimento. Neste contexto, a serviço dos associados, da sociedade e de Anápolis, a CDL abre um ano de comemorações por seu sucesso nas iniciativas e projetos futuros que, com certeza, vão agregar valores nos serviços prestados pela entidade.

Diretor Marcos Aurélio Rodovalho Hoje também atuo como vice-presidente da CDL, com participação efetiva nas decisões da diretoria. Avalio o trabalho da atual gestão como extremamente positivo, visto que não é fácil conciliar empresa e entidade com o empenho que tenho observado por parte do atual presidente. Por isto, eu o parabenizo pelo êxito nos trabalhos realizados em prol de nossos associados, já registrando importantes conquistas.

Diretor Olívio Lira Porto “Como vice presidente, tenho sempre marcado presença representando a CDL Anápolis. Hoje, avaliamos a CDL, como uma entidade de garra, com propostas dinâmicas de grande interesse à classe que representamos. E graças a nossa diretoria temos alcançado êxito no desenvolvimento de nossos projetos. Muito ainda temos que fazer, mas com determinação sei que alcançaremos nossas metas em prol dos associados e da sociedade anapolina.”

Março 2012 · O LOJISTA · 9


Legislação

CDL promove palestra sobre o Código de Defesa do Consumidor “O comerciante faz parte desta cadeia de relacionamento, por isso é de extrema importância que conheçam os aspectos sóciojurídicos relacionados à legislação” – palavras do promotor de justiça Marcelo Henrique

O

Código de Defesa do Consumidor é uma lei de ordem pública que estabelece direitos e obrigações de consumidores e fornecedores, para evitar que os consumidores sofram qualquer tipo de prejuízo. Com esta preocupação e para maior esclarecimento dos comerciantes do município, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis sediou uma palestra com o Promotor de Justiça, Marcelo Henrique dos Santos, responsável pelas áreas de Defesa do Consumidor e de Saúde no Ministério Público abordando o tema “A relação de Consumo e seus aspectos sócios econômicos”,. De acordo com o promotor, o comerciante faz parte desta cadeia de relacionamento, por isso, é de extrema importância que tomem conhecimento, sobre os aspectos sóciojurídicos relacionados à legislação e à prática das relações de consumo. “Uma das grandes importâncias da legislação consumerista é exatamente esta – de torna-la cada vez mais conhecida porque é uma das legislações mais avançadas do mundo e é preciso que essa parcela significativa da relação composta pelos comerciantes participe desse conhecimento”, sugere. Segundo o promotor, hoje o relacionamento entre consumidores e comerciantes é um pouco melhor do que ontem, mas poderá ser muito melhor à medida que formos capazes de dar mais transparência às relações, e fazer com que a boa fé que é um princípio do

CDC esteja presente tanto do lado dos fornecedores quanto dos consumidores numa escala cada vez maior, e também, que a sociedade se organize em torno código e de sua aplicabilidade. De acordo com o presidente da CDL de Anápolis, Reinaldo De Castro Del Fiaco, a importância dessa legislação é o estabelecimento dos direitos dos consumidores, a fim de evitar qualquer tipo de constrangimento ou prejuízo, melhorando o mercado de consumo e estimulando o controle de qualida-

de dos produtos. Dia Mundial do Consumidor No dia 15 de março comemora-se o Dia Mundial do Consumidor, em homenagem ao então presidente norte-americano, John F. Kennedy, que em 1962, enviou ao Congresso uma mensagem na qual defendia os direitos dos consumidores. No Brasil, sua necessidade nasceu da luta do movimento em defesa do consumidor no País, que se

(62) 3321-7383 3098-5400

Tudo em até 10 · O LOJISTA · Março 2012

6x

Rua 7 de Setembro, 412-A - Centro

(ao lado do Conserto dos Óculos) - Anápolis/GO Avenida Fernando Costa, 299, Jaiara Anápolis/GO


fortaleceu em 1976, com a criação do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor de São Paulo - servindo de incentivo e modelo para a criação dos demais Procon’s do País. A Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado (CMA) terá entre as prioridades deste ano, a atualização do Código do consumidor. Para esta atualização foi criada em 2010, uma comissão de juristas presidida por Herman Benjamin, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O grupo tem até o final de março para apresentar suas propostas ao Senado. E a CMA será uma das principais comissões da Casa encarregadas da análise dessa matéria. Entre os itens a serem examinados estão o “superendividamento” problema que se destaca em meio à expansão do crédito ao consumidor - e o comércio realizado pela internet.

Direitos básicos do Consumidor Proteção da vida e da saúde Produtos e serviços perigosos ou nocivos que ofereçam riscos, como: inseticidas e álcool, por exemplo, devem apresentar todas as informações necessárias sobre seu uso, composição, antídoto e toxidade. Escolha de produtos e serviços O consumidor é livre para decidir o que e onde comprar, valendo o mesmo para a contratação de serviços. Informação O consumidor tem direito à informação sobre quantidade, características, composição, preço e riscos que porventura o produto apresentar. Proteção contra publicidade enganosa e abusiva A publicidade é enganosa quando contém informações falsas sobre o produto ou serviço e é abusiva quando gera discriminação ou violência, induz a um comportamento prejudicial à saúde e à segurança, entre outras coisas. Tudo o que for anunciado deve ser cumprido. Proteção contratual Contrato é um acordo em que pessoas assumem obrigações entre si. O Código de Defesa do Consumidor garante a igualdade entre consumidor e fornecedor nos contratos firmados entre eles. Facilitação de defesa de seus direitos e acesso à Justiça Para fazer valer seus direitos, o consumidor pode recorrer aos órgãos de defesa ou, se for o caso, entrar na justiça contra o fornecedor. Qualidade dos serviços públicos Serviços públicos são aqueles que atendem à população de modo geral: transportes, água, esgoto, telefone, luz, correios. O prestador de um serviço público também é fornecedor e os serviços devem ser adequados e eficazes.

Março 2012 · O LOJISTA · 11


Opinião

Mulher empreendedora: Desafios e Conquistas

F

alar sobre a Mulher é refletir sobre os problemas e perspectivas da condição feminina no nosso tempo. É reconhecer a Mulher pela sua dignidade feminina. Nela e por seu intermédio realizaram-se as grandes conquistas na história das gerações humanas. O crescimento do trabalho feminino vem aumentando gradativamente no mundo e também no Brasil. Hoje a mulher desenvolve várias atividades profissionais e ocupa posições de liderança, tanto no setor privado quanto no espaço público.

12 · O LOJISTA · Março 2012

No ambiente empresarial brasileiro é bastante relevante a presença das empresas criadas e lideradas por mulheres que não só constroem para si uma alternativa de inclusão ou permanência no mercado de trabalho, mas também, geram empregos e promovem inovação e riqueza, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do país. No artigo Mulheres Empreendedoras: Medos, Conquistas e Qualidade de Vida, publicado pela Professora Mestre Eva Gertrudes Jonathan, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, afirma que o potencial econômico do empreendedorismo feminino brasileiro é significativo, pois quando se consideram ambos os setores da economia – o formal e o informal – os negócios assumidos por mulheres chegam a constituir quase a metade desse universo (Organization for Economic Co-operation and Development-OECD, 1998). Os dados se confirmam em outra pesquisa que evidencia que há em torno de 6,4 milhões de empreendedoras brasileiras, o que representa 46% do total de empreendedores brasileiros (GEM, 2003, apud, Jonathan, 2005). Há vários fatores que contribuem para a presença da mulher de forma tão significativa neste contexto. O processo de empreender envolve motivação, ati-

tudes e comportamentos, fatores psicológicos enfatizados na perspectiva teórica aqui adotada, a qual se inspira em múltiplas faces contributivas. A mulher tem uma grande capacidade de satisfazer as necessidades emocionais dos que com ela trabalham. O resultado disso é uma forma equilibrada e harmoniosa de alcançar o seu próprio crescimento, refletindo-se nos serviços prestados. A necessidade de poder, para a mulher, está relacionada ao grau de influência que ela exerce no ambiente onde trabalha e não no tamanho da sala, nas mordomias, tamanho da equipe, tamanho do salário etc. A mulher valoriza a capacidade dos componentes de sua equipe de forma mais ampla, redescobrindo seu potencial e, com isso, buscando suas realizações. Falar hoje em mulher empreendedora é comum, as novas gerações já nasceram neste contexto. Porém, para as gerações mais antigas, essa foi uma conquista que exigiu muitos sacrifícios, quebra de paradigmas, vencimento de preconceitos. Mas valeu a pena, como diz o grande poeta luso, Fernando Pessoa – “tudo vale a pena se a alma não é pequena”. Profª Ms. Adriana Rocha Vilela Arantes Diretora Geral Faculdade Católica de Anápolis


Comportamento

Maioria das mulheres já tem consciência de seu potencial Pesquisa realizada pelo SEBRAE prevê que participação de mulheres no comando de pequenas e médias empresas irá saltar de 24% em 2000 para 42% até 2020

C

om certeza, elas estão, a cada dia, mais empreendedoras. De acordo com pesquisa divulgada pelo SEBRAE, a projeção de mulheres empreendedoras irá aumentar significativamente até 2020. O estudo revela que a participação de mulheres no comando de pequenas e médias empresas irá saltar de 24% em 2000 para 42% até 2020. Em 2010, as mulheres já superavam os homens em número de empreendimentos em estágio inicial, segundo pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM). Eram 53% de mulheres, contra 47% de homens à frente de negócios com menos de 42 meses de existência. Esta realidade, na visão da maioria das psicoterapeutas que trabalha clientes empreendedoras, é constatada em função da racionalidade – a forma de se equilibrar três características consideradas pontos fortes na mulher: intuição, sensibilidade e criatividade, que estão ligadas a aspectos maternais.

A empresária Larissa L. Viturino, proprietária da Viturino Transportes, considerando a sua experiência como empreendedora, defende essa ideia e completa; “as mulheres não devem perder a sua essência, não precisam abrir mão de sua condição feminina para se inserir nesse ambiente”. Conforme afirma, a questão de gênero envolve diferenças biológicas e constitutivas que não devem ser negadas. “Pelo contrário, a mulher deve aprender a usar essas diferenças a seu favor. Enquanto o homem é mais objetivo, a mulher tem uma visão mais global”; pondera. A nossa equipe de reportagem também esteve ouvindo a empresária Ernesta Maria de Alcântara, proprietária da Raboni – moda íntima. Questionada sobre os desafios e conquistas da mulher empreendedora, ela acredita que hoje em dia a mulher anda competindo com o homem de igual para igual em termos profissionais. O seu diferencial, segundo

Empresária Ernesta Maria de Alcântara, proprietária da Raboni – moda íntima, aponta boas expectativas a empresária, é que, além de fazer parte do mercado de trabalho, ainda administra os afazeres domésticos e a educação dos filhos. “Sem dúvida nenhuma, a mulher deu um salto muito alto, tomando por base as suas conquistas na política, no mercado de trabalho, entre outras opções que vêm marcando a história da mulher atual. E a tendência é buscar ainda mais novas conquistas”; conclui.

Março 2012 · O LOJISTA · 13


Entrevista

Problema de pedra na vesícula é recordista em n° de casos nos consultórios de especialistas A vesícula biliar tem cerca de 7-10 cm de comprimento em humanos e uma aparência verde-escuro devido ao seu conteúdo (bile). É conectada ao fígado e ao duodeno através do trato biliar. O nome dado pelos médicos ainda é pouco conhecido: colelitíase. Muitas pessoas podem estranhar se souberem que esta doença popularmente conhecida como pedra na vesícula ou cálculo biliar afeta cerca de 20% da população mundial. Para falar sobre o assunto, a revista “O Lojista” ouviu o gastroenterologista, Antônio Sérgio de Faria, que traz nessa edição; a incidência, causas, formas de tratamento, entre outras questões de interesse em torno do assunto.

O Lojista – Como funciona a vesícula biliar e qual o seu papel no organismo humano? Dr. Antonio Sérgio de Faria - A vesícula se localiza debaixo do fígado, com a função de armazenamento para a digestão. Entre os vários produtos que o fígado fabrica, um deles é para a digestão - a bile. A vesícula acumula essa bile, faz a sua modificação, e quando a pessoa ingere alimentos mais gordurosos, a vesícula contrai e joga o líquido para a digestão das gorduras abaixo do estômago – um processo muito importante. O Lojista – Quais os casos que levam à intervenção cirúrgica? Dr. Antonio Sérgio de Faria - A vesícula tem uma série de funções; tem hormônios que atuam sobre ela. Várias alterações do funcionamento do fígado depen14 · O LOJISTA · Março 2012

dendo da dieta, nos obesos, nos mais gordos, nos que comem muita gordura, nas alterações hormonais da mulher, podem modificar essa bile, que é constituída de sais biliares, colesterol, e de cálcio, criando um depósito de lama e areia que formam a pedra, ou as pedras. Nesse caso, o paciente é indicado à uma intervenção cirúrgica, caso contrário, pode sobrevir complicações muito graves. O Lojista – Todos os casos levam a cirurgia? Dr. Antonio Sérgio de Faria - Na especialidade do Aparelho Digestivo, a remoção da pedra na vesícula é a cirurgia mais frequente. Hoje, com o sistema de cirurgia por videolaparoscopia, a conhecida cirurgia a laser, são feitos pequenos orifícios – uma cirurgia pouco agressiva chamada minimamente invasiva, porque

corta pouco o tecido. Este procedimento é indicado por nós especialistas, em todos os casos, antes que compliquem. Já, se tratando de pessoas com mais de 70 anos de idade, que tem uma pedra na vesícula e não sente nada, é um caso excepcional. Mas como as complicações não são infrequentes, então é aconselhável tirar esta vesícula. Em muitas situações, o diagnóstico que se apresenta já é de uma pessoa com complicação da pedra na vesícula, que geralmente vem em forma de cólica muito intensa do lado alto da barriga, do lado direito, irradiando para as contas, para o tórax, ou para o meio do estômago – o quadro mais comum dos sintomas da vesícula. Se a pedrinha entope a vesícula, vai formar secreção purulenta – uma colecistite aguda que torna-se um processo muito grave sujeito à complicações.


O Lojista – Porque as pedras menores são as mais temidas pelos especialistas? Dr. Antonio Sérgio de Faria - São temidas e operamos logo, porque a vesícula, como eu disse, joga um líquido para o intestino através de um canal, e se essas pedras entrarem nesse canal e entupir pode causar icterícia e já é uma cirurgia mais trabalhosa além de ainda ser necessária a retirada de vesícula. Pode ainda, entupir perto do pâncreas causando pancreatite, que é um caso gravíssimo. E é por esses motivos que quando se tem pedra na vesícula, a cirurgia é indicada pelo médico especialista. O Lojista – E os resultados? São sempre positivos? Dr. Antonio Sérgio de Faria - Os resul-

tados são muito favoráveis, principalmente quando se opera antes das complicações. A alta para a cirurgia de retirada de pedra é dada no mesmo dia, ou no máximo um dia depois. Quer dizer, na maioria dos casos, assim que a pessoa se recupera da anestesia já tem disposição para andar, e em cinco ou seis dias, já terá suas atividades normais recuperadas, diferentemente, da cirurgia com corte – aonde a dor é maior e a recuperação bem mais lenta. Mas aqui cabe uma observação; há casos que durante a cirurgia à laser, o especialista percebe a necessidade de outro procedimento – a cirurgia com o corte. Isto depende do caso e da decisão do especialista.

O Lojista – E quanto à incidência? Houve um aumento significativo de casos de pedra na vesícula. Qual o motivo disso? Dr. Antonio Sérgio de Faria - A razão é simples. Em primeiro lugar, o método de diagnóstico melhorou, com a ultrassonografia, que é de fácil acesso a toda a população. Em segundo lugar, a conscientização hoje, da necessidade de uma visita frequente ao médico é outra; e em terceiro lugar – a população está obesa. A obesidade já inicia na infância. Assim deixo o alerta; cuidado com a obesidade, porque também, entre outras causas, desencadeia a doença cardíaca, respiratória, pulmonar, a diabete, hipertensão e ainda, leva à uma grande propensão de sofrer com o problema de pedra na vesícula.

Março 2012 · O LOJISTA · 15


Capa Expansão

Novos estados apostam no sucesso do CDL Celular Empresários Anapolinos avaliam resultado como positivo aderindo ao CDL Celular.

O

CDL Celular, projeto desenvolvido pela “Tempo Telecom”, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis, tem-se destacado com sua postura diferenciada no mercado de telefonia. Nestes quase cinco anos de serviços prestados, vem mostrando o seu potencial de sucesso na expansão observada, com a adesão de mais de oito estados, comprovando a credibilidade de seu serviço. A CDL de Joinville, por exemplo, ainda em fase de implantação, já que aderiram ao plano em dezembro do ano passado, já percebe os resultados positivos do CDL Celular. Estivemos ouvindo o presidente da CDL Joinville, Carlos Grendene, que já afirma que a entidade vem registrando uma boa aceitação do novo sistema que veio para facilitar a vida do empresário lojista. “Além da economia, o serviço possui diversas vantagens, como, por exemplo, o detalhamento completo da conta via internet. Além disso, você não precisa ligar para o “0800” para a resolução de algum problema ou algum questionamento; basta ligar diretamente para a CDL e o assunto é resolvido. A repercussão está sendo muito positiva”, declarou o presidente. Hoje são mais de 5.000 empresas que utilizam o serviço do CDL Celular – comprovando a sua grande praticidade, maior versatilidade e economia. Só em Anápolis já são quase 500 empresas usuárias. “O Lojista” esteve ouvindo também, Edilson Ribeiro, proprietário da CAMBUÍ Cozinhas e Dormitórios. Para o empresário, a sua experiência com o produto tem sido positiva em sua empresa, principalmente tomando por base os demais planos que existem no mercado – os valores são bem mais adequados a nossa realidade. “Além da vantagem na questão dos custos, hoje temos muitos funcionários externos, e com o CDL Celular torna-se mais viável o acesso 16 · O LOJISTA · Março 2012

CDL Celular à comunicação, tendo em vista que nas li- sempre à frente do que existe no mercado, gações entre linhas do CDL Celular não tem em todos os sentidos: na área de equipacustos. mentos, tarifas e até mesmo de serviços. Outro empresário Anapolino, questio- “Nestes quatro anos, o CDL Celular esteve nado sobre as vantagens do produto, foi o sempre em posição de destaque, visto que proprietário da Casa & Copa, Luciano Pedro foi o primeiro a oferecer tarifa única para de Souza. Segundo ele, o custo é o maior qualquer tipo de ligação local, e que tem diferencial do CDL celular, além da transpa- valor único de Interurbanos para qualquer rência do plano, que não deixa a desejar – “ tipo de ligação realizada no território nao que foi combinado, é o que é realizado, cional”, avaliza. Ainda, segundo ele, a cada dia são prodiferente de outros planos empresariais que tive a oportunidade de conhecer”, ga- postas e executadas melhorias na qualidade do serviço prestado, o que tem garantirante. À frente deste projeto está o Presidente do a expansão do produto no país. “No CDL Celular não temos clientes e da “Tempo Telecom”, Luis Miguel Mendes, especialista em telecomunicações. Para sim associados e esses são os verdadeiros Luis Mendes as mudanças são necessárias donos da entidade e do serviço, sendo ase acontecem sempre, pois o maior desa- sim nossa missão de executar um serviço fio da empresa é o de manter o serviço com excelência torna-se essencial”; conclui.


Capa Lançamento

CDL realiza coquetel em grande estilo para o lançamento do portal de imóveis Novo portal opera um serviço de busca para compra, venda ou aluguel de imóveis localizados especificamente na cidade de Anápolis

O

Brasil está passando por um amadurecimento no mercado de crédito imobiliário, por isso a tendência é de que a oferta de produtos diferenciados se torne cada vez maior. E para acompanhar este amadurecimento e melhor intermediar os negócios de compra, venda e troca de casas, apartamentos, terrenos, chácaras, fazendas e outros imóveis, a CDL criou o portal de imóveis – seguindo a tendência do mercado tecnológico. O lançamento aconteceu no dia 30 de janeiro, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis. Estiveram presentes na solenidade; lideranças políticas, classistas, representantes do setor imobiliário e demais convidados. O novo produto, iniciativa do diretor de tecnologia e informática da CDL de Anápolis, Makário Luiz Orozimbo, opera um serviço de busca para compra, venda ou aluguel de imóveis localizados especificamente na cidade de Anápolis, que busca oferecer e agregar valores aos associados do segmento, além de facilitar o acesso de pessoas e empresas interessadas em negócios imobiliários, através de uma pesquisa objetiva, rápida e totalmente integrada. “Eu comecei a vislumbrar essa necessidade como consumidor; a partir daí, buscamos no mercado uma ferramenta que pudesse atender o consumidor e, acima de tudo, abrir opção ao nosso associado de concorrer com as investidas comuns deste mercado competitivo”; justifica o diretor.

18 · O LOJISTA · Março 2012

Presidente da CDL Anápolis, Reinaldo Del Fiaco e o diretor de tecnologia e informática da CDL, Makário Luiz Orozimbo, na apresentação do novo produto da entidade Segundo ele, o site é acessado a partir da página de abertura do portal da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis– www.cdlanapolis.com.br, na seção – IMÓVEIS – direcionando o usuário à página principal em questão. A CDL agregou a este site o serviço de gestão que envolve hardware, sistemas e links de comunicação e a gestão será de responsabilidade da CDL de Anápolis, que proverá todas as necessidades das empresas que aderirem ao sistema. O sistema é constantemente atualizado para oferecer

todos os recursos necessários para atender o usuário. Para o presidente da CDL Anápolis, Reinaldo Del Fiaco, é uma iniciativa importante que chegou na hora certa, porque o consumidor está cada vez mais exigente. É uma ferramenta que, pela comodidade e confiança no produto ofertado, é de grande utilidade ao consumidor. Também esteve presente na solenidade de lançamento do portal, o Delegado do Conselho Regional de Corretores Imobiliários, Francisco Lobo, e questionado sobre


Lideranças e convidados atentos às novidades, agora com esta nova ferramenta

Lideranças classistas e empresários do setor imobiliário prestigiam o evento

a nova ferramenta, apoiou a iniciativa. De gundo ele, o portal é mais uma ferramenta acordo com ele, tudo que chega para so- de negócio com um apoio logístico muito mar ao mercado imobiliário, é positivo, e grande, porque a CDL tem credibilidade. no caso específico, “o portal de imóveis “Sendo uma entidade séria, com certeza, veio para facilitar ao cliente a procura por terá o nosso apoio. Outro ponto que conseu imóvel desejado, além de dar maior sidero positivo é a agilidade que uma fercredibilidade, já que nasceu de uma enti- ramenta como esta proporciona, visto que dade que tem raízes”; fala. possibilita a realização da negociação de O presidente da Associação das Imobi- forma mais rápida”; diz. liárias de Anápolis, José Ricardo de Oliveira, O vice-presidente da Federação das da mesma forma, aplaudiu a iniciativa. Se- Câmaras de Dirigentes Lojistas de Goiás

(FCDL-GO) e membro da diretoria da CDL de Anápolis, Wilmar Jardim de Carvalho, garante que a federação vai abraçar este projeto. “Esta é uma grande conquista da atual diretoria e serve de incentivo, para que, através da federação goiana, nós possamos levar aos outros municípios do estado mais essa ideia que já deu certo em Anápolis, além da certeza de que é possível oferecer mais serviços de qualidade em prol dos associados da entidade.

Março 2012 · O LOJISTA · 19


Opinião

O Musculoso e o Barrigudo

E

stamos em pleno desenvolvimento econômico. Isto é um fato. Percebemos isto pelo crescimento das empresas, pelo aumento do consumo e investimentos. Neste contexto, as empresas precisam se transformar numa velocidade muito grande, pois junto com esse crescimento vem uma necessidade de mudança sistemática. Com o mercado mais exigente, querendo produtos com maior qualidade, a um custo cada vez mais baixo e com uma disponibilidade imediata, os processos organizacionais precisam se estruturar para o crescimento. A boa notícia é que as empresas estão buscando estas mudanças. Entretanto, alguns desafios estão dificultando este processo. O primeiro deles é a própria reestruturação organizacional. Este desafio exige uma mudança de visão dos empresários, gerentes e colaboradores em geral para realizar algo novo e inovador. O Segundo desafio é a escassez de mão de obra qualificada. De todos, creio que este é o maior dos desafios.

Percebemos atualmente um exército de pessoas formadas, mesmo que com pouco conteúdo, que estão repletas de vontade de crescer, desenvolver-se e trabalhar. Estas pessoas são excelentes, porém, ainda com poucas competências para cargos de chefia e liderança. E este é o problema. Para promover as mudanças necessárias, as empresas precisam de líderes que conduzam estas mudanças, que orientem as pessoas ao crescimento. Dentro deste universo de pessoas que estão buscando melhorias, encontramos candidatos a líderes muito dispostos a fazer, a executar. Chamaremos este candidato de “musculoso”, pois são pessoas de ação e execução. São extremamente operacionais e buscam liderar e executar junto com os colaboradores. Estes se dedicam de corpo e alma no trabalho. Por mais que colaboradores “musculosos” são muito valiosos, não são estes os líderes de que as empresas estão precisando neste momento de mudança. O que elas precisam são de líderes “barrigudos”. Esses líderes não trabalham de corpo e alma, mas de mente e alma. São pouco executores, porém seu trabalho é de alto valor agregado, pois são profissionais que pensam na melhor forma de fazer. São assertivos decisores. Suas execuções são pouco operacionais e muito táticos e estratégicos. São gestores extraordinários que tem habilidades de fazerem com que as pessoas façam o que tem que fazer da melhor maneira, com excelência, com mais rapidez. Além disto, conseguem otimizar os recursos para tirar o máximo proveito.

3324-1479 - 3098-3380 Av. Paraguai, 1.457 - Qd. 27-A Lt. 22 Jd. América (acima do campo) 20 · O LOJISTA · Março 2012

Mas o que é visto em muitas empresas são musculosos tentando assumir este papel. Empresários que são extremamente executores, que se dedicam muito tempo em fazer atividades rotineiras, mas que não estão pensando estrategicamente em como suas empresas podem ser melhor neste cenário de oportunidades. Lembrem-se, os “musculosos” são muito importante para as empresas, mas quando falamos de mudanças significativas, precisamos mesmo é de “barrigudos”, pessoas que realmente conseguem promover a verdadeira mudança em toda a organização. Busque ser “barrigudo”! OBS.: Há muito “barrigudo” sem barriga por aí. Mas a metáfora é sugestiva. Paulo Henrique de Freitas Miranda Bacharel em administração de empresas, MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas-FGV, Mestrando em Psicologia pela PUC de Goiás, Mestrando em Administração pela FEAD-BH. Lecionou no curso de graduação e pós-graduação da Anhanguera Educacional, além de lecionar em pós-graduação de diversas Instituições como Fundação Getúlio Vargas – FGV, Unievangélica, Faceres, Facer, GAP, entre outras. Exerceu funções de liderança em diversas empresas. Consultor, palestrante e pesquisador do comportamento humano. Sócio Diretor do Grupo de Administração Profissional - GAP e da BitUp Sistemas Inteligentes.


Rápidas

CDL cria novo ambiente em sua sede

A

mbientes de trabalho estressantes somados a longas jornadas diárias podem resultar na diminuição drástica da produtividade, conflitos de relacionamento e alta rotatividade de funcionários. Até há pouco tempo, as empresas e entidades não se preocupavam com isso, mas o mercado de trabalho tem apresentado uma mudança de perfil. Assim, para adequar-se às necessidades dos colabo-

radores, a CDL passa a proporcionar mais um benefício aos seus funcionários – a sala de relaxamento, o que, com certeza, se reverterá em melhores resultados para a entidade. No novo ambiente: uma mesa para aqueles que optarem em fazer suas refeições na entidade, um confortável sofá, e uma TV – espaço de descanso ideal para uma pausa em horários deliberados pela entidade.

CDL apoia Centro de Recondicionamento de Computadores

O

Centro de Recondicionamento de Computadores,implantado pela prefeitura de Anápolis com a proposta de aproveitamento de computadores recondicionáveis, tem recebido um grande número de máquinas em condições de recondicionamento para o desenvolvimento desse projeto. A ideia é envolver a administração municipal e sociedade anapolina, num esforço conjunto, para a oferta de equipamentos de informática recondicionados em plenas condições de operação, com o objetivo de apoiar a criação de Telecentros Comunitários, a ampliação da informatização nas escolas públicas, nas bibliotecas, e em outros órgãos cadastrados e selecionados para o recebimento dos aparelhos reciclados.

Um microcomputador de uso pessoal e profissional dura, em média, de quatro a cinco anos. Das peças que compõem uma máquina, cerca de 25% são recuperáveis, e 72 % são recicláveis. Entre as metas do centro está a capacitação de jovens na manutenção em hardware: montagem, limpeza, testes e dicas, além de suporte em software: instalação, remoção de softwares, atualizações, dentre outros. Nesse contexto, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis, no dia 16 de março, fez a doação de vários computadores, impressoras e periféricos recondicionáveis, em apoio ao centro, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento sociocultural de Anápolis.

Março 2012 · O LOJISTA · 21


Legislação

Lei que altera limite de faturamento anual do empreendedor individual incentiva formalização Isenção permanente de taxa municipal na renovação de adesão a microempreendedores é a mais nova conquista da prefeitura municipal

D

esde o dia 1º de janeiro de 2012, vigora a lei que altera o limite de faturamento bruto anual do microempreendedor Individual de R$ 36 mil para R$ 60 mil ao ano. A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, criou condições especiais para que o trabalhador possa se tornar um Empreendedor Individual legalizado. Entre as vantagens oferecidas por essa lei está o registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o que facilitará a abertura de conta bancária, o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais. Além disso, o Empreendedor Individual será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). E agora, em Anápolis, todos os microempreendedores individuais têm também isenção das taxas municipais de fiscalização de localização, instalação, funcionamento e de meios de publicidade em geral para funcionamento, a partir do segundo ano de formalização da empresa – no ato da renovação. A alteração da Lei Complementar Municipal nº136, trata-se de mais uma conquista da Prefeitura de Anápolis, dentro do programa Anápolis aCREDITA. De acordo com a lei que determina esta categoria, os profissionais devem ter faturamento mensal de até R$ 5 mil, o que estende o benefício a alfaiates, cabeleireiros, jardineiros, lustrador, ambulantes e todos os demais profissionais que se enquadram na definição de empreendedor individual. Com as iniciativas de incentivo à formalização, aumentou significativamente o número de empreendedores 22 · O LOJISTA · Março 2012

formais no município. De acordo com Mozart Soares, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, já foram formalizados mais de 4600 profissionais na categoria de empreendedor individual em Anápolis, sendo que mais de 120% deste número, foi formalizado a partir da iniciativa que altera o limite de faturamento bruto anual do microempreendedor Individual. Programa O objetivo do Empreendedor Individual é formalizar empreendedores com faturamento anual de até R$ 60 mil, sem sócios e com apenas um funcionário. A grande vantagem da adesão está no custo-benefício do programa: pagando pequenos valores fixos mensais, o empresário tem acesso à Previdência Social e garante alguns benefícios como: a licença-maternidade, o seguro contra acidentes de trabalho e pensão por morte. Ao completar um ano de contribuição, os empreendedores individuais poderão ainda obter auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Após 180 meses contribuindo, têm direito até para a aposentadoria por idade. Já as mulheres, após dez meses de contribuição, ganharão direito à licença-maternidade. O Empreendedor Individual paga uma taxa fixa mensal de 5% sobre o valor do salário mínimo de contribuição previdenciária (R$ 27,25) mais R$ 1 de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), se for do comércio ou da indústria, ou mais R$ 5 de ISS (Imposto sobre Serviços), caso seja prestador de serviço.

Secret. Munic. do Desenvolvimento Econômico fala sobre a formalização em Anápolis

Anápolis tem agora, n° expressivo de pequenos empreendedores formais


Capa Tendência

Páscoa mobiliza comércio do setor com os melhores artifícios para estimular vendas Parreiras de ovos de chocolate – fartas, coloridas e sedutoras estimulam o paladar do consumidor anapolino

C

onsiderada a segunda melhor data de vendas para o setor supermercadista anapolino, atrás apenas das festas de fim de ano, a Páscoa gera otimismo entre os empresários do segmento. Nos supermercados anapolinos, as parreiras de ovos de chocolate – fartas, coloridas e sedutoras já estimulam o paladar do consumidor anapolino com bastante antecedência. De acordo com a maioria dos gerentes

A empresária Lílian Ferreira Novato aposta na variedade de seus produtos, explorando todos os artifícios para atrair o consumidor

26 · O LOJISTA · Março 2012

dos Supermercados de Anápolis,é grande a expectativa de venda esse ano. “Os preços não subiram muito, uma média de 15%, apenas. E a procura já é significativa, apesar do movimento ser mais intenso nos dias que antecedem a data”; é o que afirma João Batista, gerente do Supermercado Rio Vermelho, do Bairro Jundiaí. Já a empresária Lílian Ferreira Novato, proprietária da Loja Sabor de Chocolate, na Avenida Santos Dumont, do Bairro Jundiaí, teme os grandes estabelecimentos. Segundo Lílian, com o aumento do custo da matéria prima para a fabricação dos produtos de páscoa – uma média18%, e com a concorrência com os supermercados e grandes fabricantes que fomentam as vendas com tentadoras promoções, torna-se difícil para o estabelecimento de menor porte. “O meu diferencial,em relação às grandes redes do comércio está na fabricação e confecção de cestas de chocolates, coelhos de pelúcia, ovos caracterizados, entre outros produtos que podem atrair o consumidor mais exigente”; fala. Estatística O aumento do consumo de chocolates no país praticamente dobrou nos últimos dois anos. O setor, inclusive, espera um ano farto e incremento acima de 5% na produção de Páscoa, após ter registrado 390 mil toneladas em todo o ano passado. O Brasil é o quarto maior produtor de chocolate do mundo, consumindo, em média, 2,2 quilos de chocolate por ano.

Parreiras de ovos de chocolate, nos supermercados da cidade, já enchem os olhos dos anapolinos e trazem boas perspectivas Origem Considerada, essencialmente, a Festa da Libertação, a Páscoa é uma das festas móveis do nosso calendário, vinda logo após a Quaresma e culminando na Vigília Pascal. Entre os seus símbolos estão os ovos de páscoa, onde a existência da vida está intimamente ligada ao ovo, que simboliza o nascimento; e o coelho da páscoa, por ser um animal com capacidade de gerar grandes ninhadas, sua imagem simboliza a capacidade da Igreja de produzir novos discípulos constantemente. Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova.


Inovação

Nasce CDL Mulher para fomentar ações da CDL Anápolis Órgão complementar vem somar às grandes ações da entidade com foco no fortalecimento da classe lojista feminina de Anápolis

A

criação da CDL Mulher nasceu do objetivo de promover ações voltadas para o fortalecimento da mulher empresária, com a missão de contribuir com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis, no propósito de engrandecer a classe lojista, somando-se às grandes ações da entidade. Neste contexto, depois dos tramites legais para sua consolidação como órgão complementar instituído e mantido pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis, aconteceu a solenidade de posse da diretoria da CDL Mulher. O evento, realizado em grande estilo, na Câmara de Dirigentes Lojistas, no dia 14 de março, reuniu a diretoria da Entidade, lideranças classistas e diversos convidados. Dentro da programação da noite de posse, depois do discurso do presidente Reinaldo de Castro Del Fiaco e do diretor social da entidade, Venceslau Bizzinoto, foi apresentada a primeira diretoria da CDL Mulher, oportunidade em que cada Coordenadora recebeu o botton da CDL e um ramalhete de flores, consolidando a posse das componentes do novo núcleo, a saber: Coordenadora Presidente – Yesa de Ascenção Carvalho; Vice-Coordenadora – Juliana Luiza Moreira Del Fiaco; Secretária – Karla Lorenda de Oliveira; Tesoureira – Rosa Minerva Lyra Porto; Relações Públicas – Regina Eli Maciel Fonseca; Conselheiras – Maria Dinalva, Ernesta Maria Alcântara e Ana Maria de Deus Ferreira.

De acordo com o presidente, este órgão nasceu para fortalecer as ações da CDL Anápolis, com projetos voltados à classe lojista feminina, como a capacitação profissional e sustentabilidade para os associados. ”Dentro deste parâmetro visualizo o sucesso do núcleo que, com certeza, irá integrar as iniciativas construtivas de nossa gestão”, fala. Para a Coordenadora Presidente, Yesa de Ascenção Carvalho, a CDL Mulher nasce com muito entusiasmo e expectativa, resultado da consciência dos objetivos que levaram a idealização do projeto, sendo um deles, o propósito de trabalhar com as mulheres lojistas, priorizando o desenvolvimento de ações voltadas à qualidade de atendimento e crescimento do comércio local. “A partir da posse, a diretoria inicia a execução desses objetivos, com a garra feminina, numa administração que nasceu para realizar”; garante. A Revista “O Lojista” ouviu também a Vice-Coordenadora da CDL Mulher, Juliana Luiza Moreira Del Fiaco. De acordo com ela, enquanto vice-coordenadora, a meta é dar total suporte à coordenadora Yesa objetivando apoiar os trabalhos desenvolvidos pela diretoria. “Convidamos as comerciantes e outras lideranças femininas para que venham participar das ações da CDL Mulher, não só para o crescimento da entidade, mas para o crescimento pessoal e profissional de cada empresária anapolina que deseja mudar a história desta cidade”; conclui.

DIRETORIA: Coordenadora Presidente Yesa de Ascenção Carvalho Vice-Coordenadora Juliana Luiza Moreira Del Fiaco Secretária Karla Lorenda de Oliveira Tesoureira Rosa Minerva Lyra Porto Relações Públicas Regina Eli Maciel Fonseca Conselheiras: Ernesta Maria Alcântara Maria Dinalva Ana Maria de Deus Ferreira

Top Auto Posto Top Combustíveis e derivados de Petróleo Ltda topcombustiveis@hotmail.com

Fone / Fax (62) 3099-1085

Av. Brasil Sul, 1000 - B. Batista - Cep 75123-390 - Anápolis - GO Março 2012 · O LOJISTA · 27


Capa Dicas

Rever co D

eve haver algo em sua loja que pode ser mudado ou que já não funcione bem na prática. Não é ruim repensar sistemas de vendas e atendimento; no entanto, acomodar-se no erro pode ser desastroso. Aproveite todas as oportunidades que tiver para reavaliar suas normas. Nesse contexto, vale a pena conferir as dez dicas sugeridas pelo administrador de empresas com pós-graduação em marketing, Brasílio Andrade Neto; 1 – Tome cuidado com a paisagem Cartazes, gôndolas, racks... tudo isso tende a se acumular em sua loja e tornar-se parte da paisagem. Você simplesmente não percebe mais que aquilo está lá. Mas seus clientes percebem e consideram tudo aquilo uma bagunça que impede que eles cheguem a certos itens. Olhe cada canto de sua loja criticamente. Se algo não ajuda a vender, não é útil de alguma maneira ao cliente, então, provavelmente, está sobrando e deve ser retirado.

em que não se improvisa. É tristemente comum colocar-se um tipo de lâmpada em uma loja pequena e descobrir que ela esquenta tanto uma área que é impossível ficar ali perto. 4 – Dê toda a atenção a sua equipe Por mais que as indústrias gastem em mídia, jornal, televisão, é na loja que as pessoas decidem se vão comprar ou não. É na frente do vendedor que o dinheiro troca ou não de mãos. Treine constantemente sua equipe. Passe-lhes artigos e dicas. Faça pequenos “teatrinhos”, onde alguém interpreta um cliente difícil e os outros tentam vender. Participe de seminários. Faça com que sua equipe saiba não apenas as características do que vende, mas também como a pessoa vai utilizar aquele item, os benefícios e para que público é mais indicado. 5 – Decida como você vai vender Existem basicamente três tipos de loja:

2 – Pense como consumidor - A que joga com a emoção do cliente – O que você gostaria de ver em uma loja? Baseia-se em aspectos intangíveis, vende Onde gostaria que cada produto estivesse? sonhos, aventura, rebeldia. Apenas entrar Procure arrumar a sua da maneira mais na loja já deve proporcionar ao cliente prática e que facilite a compra extra e por uma experiência boa. Toda a comunicação impulso. Produtos que se complementam dessa loja deve estar voltada a um tipo de devem estar juntos: calças e cintos, ma- cliente, a um público em especial. A decocarrão e molho de tomate, lápis, caneta ração e o treinamento da equipe de vene borracha e outros “casamentos” do tipo. das deve ser especial, para que atraiam a Há uma diferença entre fazer o consumidor pessoa desejada. Se você vai apelar para circular por sua loja e exigir que ele fique a emoção, escolha bem o local onde vai instalar sua loja (não por acaso, a maiode lá para cá feito “joão-bobo”. ria delas se encontra em shoppings). Faça 3 – Que haja a luz muitas pesquisas, acompanhe seu públicoUm dos pontos mais importantes em qual- -alvo de perto. quer loja é a iluminação. Uma loja clara, bem iluminada, transmite sensações boas - A que joga com a razão – Preço, variedade, ao cliente, dá um aspecto de qualidade e liberdade de escolha. Hipermercados, lojas limpeza que auxiliam nas vendas. Procure de desconto e outras caem nessa lista. O um especialista no assunto, ele vai lhe dar preço e a qualidade garantida são os prina melhor opção para o seu caso. É um item cipais atributos desse tipo de varejo. Aqui, 28 · O LOJISTA · Março 2012


onceitos o controle maior deve ser nos custos e no departamento de compras, para manter o preço baixo. A localização desse tipo de loja não é tão importante – o cliente aceita se deslocar, fazer uma pequena viagem para economizar um bom dinheiro. A chave é manter um bom relacionamento com seus fornecedores. - A que aposta tudo na conveniência – De quiosques no meio de aeroportos, feiras e rodoviárias a catálogos e lojas virtuais da Internet. Essa loja vai onde o cliente está. Nesse caso, é de capital importância a equipe de vendas. Afinal, ela vai falar com um cliente que, na maioria das vezes, não estava pensando em comprar nada. Mesmo que sai sem nada, o vendedor ou site deve pedir os dados do cliente para iniciar um relacionamento e fidelização. Lógico que um empreendimento pode ter características de mais de um tipo. O Magazine Luiza, por exemplo, atrai os clientes racionais e, na loja, oferece um tratamento com características emocionais. Mas a base, o centro, o porquê da loja não deixa de ser racional. Defina o seu tipo. 6 – Inove com motivo Inovar só por inovar não adianta muito. Quantas vezes você já viu um comercial na TV que achou muito legal, mas não lembra o que ele vendia? Da mesma forma, a sua loja. Tenha certeza de que as inovações que você propõe trazem alguma coisa para o cliente: pode ser uma experiência, mais facilidade de compra, mais comodidade etc. 7 – Credibilidade e autoridade Mantenha o foco em sua loja. Cumpra o que você promete, seja através de anúncios ou boca a boca. Imagine a imagem que vem à cabeça de seus clientes quando pensam em sua loja. Há algum produto em especial? Um jeito de vender, uma cor,

uma música? Mantenha-se fiel a essa imagem (se ela for positiva, claro). Vá evoluindo seu mix aos poucos e constantemente. Seus clientes devem ter algumas certezas sobre sua loja: o que vão encontrar ali, o tipo de atendimento, etc. 8 – Fidelize o cliente O que você pode fazer para que o cliente não vá para a loja do vizinho? Pense em cartões de fidelidade, em clubes de consumidor, em enviar-lhe periodicamente um jornal ou cartão com assuntos do interesse dele. Vale colocar dois preços nas mercadorias, um para clientes participantes do seu clube, outro para os outros. 9 – Ofereça serviços Um dos maiores diferenciais de uma loja são os serviços que ela pode oferecer a seus clientes. Você conhece os mais comuns: crédito facilitado, entrega (e não precisa ser gratuita), horário diferenciado, troca de mercadoria sem burocracia, empacotamento para presente, estacionamento, ajuste e customização (no caso de roupas, carros, móveis, capacetes, etc.), serviços profissionais (decorador, estilista, instrutores variados e outros), serviços para clientes especiais (rampas e balcões mais baixos para atender pessoas em cadeiras de rodas; cadeiras confortáveis e água a postos para os mais idosos; playground para entreter os filhos dos clientes; fraldário). Além disso, há outras coisas que você pode oferecer a seus clientes. Pesquise-os, veja o que eles desejam, o que eles nem sonhavam que uma loja pudesse fazer por eles. Pergunte-se: o que a loja dos meus sonhos teria? Aí, é só fazer. 10 – Questionamento permanente Não permita que você ou sua equipe se acostumem com sua loja, que parem de tentar coisas novas. Seus clientes mudam constantemente. Acompanhe. Março 2012 · O LOJISTA · 29


Capa Iniciativa

CDL de Anápolis passa a emitir Certificado Digital Certificação Digital garante economia de tempo, redução de custos, desburocratização de processos e validade jurídica nos documentos eletrônicos

O

certificado digital é um documento eletrônico que garante proteção às transações online e a troca virtual de documentos, mensagens e dados, com validade jurídica. Esta identidade eletrônica que carrega, dentro de si, os dados de identificação da empresa, pessoa ou site que representa é um documento eletrônico reconhecido pelos sistemas de informação, sites e programas de computador em nome de seu portador, que valida suas ações - uma assinatura digital. Com este dispositivo, os sistemas de informação podem validar e reforçar os mecanismos de segurança online, utilizando a tecnologia para garantir a privacidade e confirmar a autenticidade das informações dos usuários, empresas e instituições na rede. Essa assinatura eletrônica é exigida para empresas que emitem nota fiscal eletrônica (NF-e). As companhias inscritas no regime tributário de lucro presumido também precisam da certificação para declarar à Receita Federal as obrigações acessórias como DCTF (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais), Dacon (Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais), DIPJ (Declaração de Informações Econômico - fiscais da Pessoa Jurídica); entre outras. Neste contexto, aCâmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis - CDL atenta as necessidades dos seus associados, já está emitindo o Certificado Digital para as empresas anapolinas,passando a ser uma autoridade de registro (AR) para processos de Certificação Digital. Benefícios A certificação digital garante uma economia de tempo e redução de custos, eassegura, ainda, adesburocratização de processos, a validade jurídica nos documentos eletrônicos, a possibilidade de eliminação 30 · O LOJISTA · Março 2012

de papéis e a autenticação na Internet com segurança. As informações e adesão ànova tecnologia podem ser adquiridas na sede da CDL de Anápolis, a Rua Conde Afonso Celso, n° 25, Centro,ou pelo telefone 33280008. Reduzindo custos para pequenas e microempresas Atualmente, o Brasil tem mais de 6 milhões de micro e pequenas empresas, que correspondem a 98% de todas as firmas nacionais que começaram a se beneficiar dos certificados através dos serviços que puderam acessar na Receita Federal, como, por exemplo, cópias de declaração, comprovantes de arrecadação e pedidos de retificação de erros online (Redarf Net). De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis, Reinaldo de Castro Del Fiaco; “as empresas no mundo virtual tem tido a possibilidadede conquistar benefícios e redução de custos com a finalização de negociações, envian-

do e recebendo contratos e documentos, e com o surgimento dos certificados digitais, possibilita agora, uma troca de informações de forma segura, garantindo sua integridade, além da identificação de origem e destino com validade jurídica”; conclui Parao empresárioFabiano L. S. Azevedo,proprietário da CSA Empreendimentos, a certificação digital vai ser sentida no bolso dos empresários e as economias podem chegar a números significativos para as empresas, já que é possível diminuir os gastos com espaço físico,armazenando documentos nos computadores; com o transporte de material que será transmitido pela internet,além da economia noconsumo de papéis, despesas postais, toners,entre outros itens. “Uma tecnologia que vem de encontro às necessidades das empresas de hoje, que, em sua maioria, caminha buscando a melhor forma de sobrevivência no mercado”, fala. Segundo a gerente do SPC em Aná-


polis; Déa Lúcia Jorge Barbosa, o Brasil é referência na tecnologia de certificação digital, e a previsão é de queem cerca de dois ou três anos, todas as empresas estejam utilizando essa ferramenta. “Cabe aos empresários observar que nos competitivos mercados contemporâneos, terá maior chance de sobrevivência e sucesso quem conseguir produzir mais gastando menos, o que é garantido com a utilização do certificado digital”; alerta.

Opções de Certificados mais utilizados: * Certificados de Pessoa Física – e-CPF (com validade para 01 ou 03 anos) * Certificados de Pessoa Jurídica – e-CNPJ (com validade para 01 ou 03 anos) Documentação necessária: e-CPF: * 01 cópia simples da CNH, RG, CPF, PIS, CEI e Titulo de Eleitor acompanhadas dedocumentos originais; * 01 cópia simples de comprovante de residência atualizado (máximo de 3 meses de emissão) acompanhadas de documentos originais; * 01 foto 3x4 recente. e-CNPJ: * 01 cópia simples da CNH, RG, CPF e PIS do representante titular, e seguida de documento original; * 01 cópia simples do comprovante de residência atualizado (máximo de 3 meses de emissão),e documento original; * 01 foto 3x4 recente do representante titular; * 01 cópia da última alteração contratual, se for consolidada, (se possível autenticada). Caso não seja consolidada, deve apresentar as alterações anteriores e o contrato social, acompanhados pelos documentos originais.

Token

Leitora de Cartão Inteligente

Documentação para: Associações, Sindicatos e Condomínios: * Documentos acima para e-CNPJ; * Copia da Convenção de Condomínio com Regimento Interno registrado em cartório após 2003 e original. * Cópia da Ata de aprovação e original; * Cópia do Termo de Posse e original; * Cópia do Estatuto da instituição e original.

Cartão Inteligente - versão eletrônica do CNPJ e CPF

Vidros, Espelhos, Box, Molduras Cubas, Chuveiros, Metais Lorenzetti

3324.0909 :: 3324.0444

R. 14 de julho, 437, Sl. 01 - Centro - Anápolis-GO Março 2012 · O LOJISTA · 31


Capa Comemoração

CDL comemora Dia Internacional da Mulher A Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis realizou uma extensa programação no dia 08 de março, comemorando o Dia Internacional da Mulher.

D

urante todo o dia, nas instalações da entidade, o Laboratório Atalaia Medicina Diagnóstica e Farmácia Santa Maria fizeram a aferição da pressão arterial e a dosagem de glicose. E para aguçar ainda mais a vaidade feminina, consultoras da Mary Kay também estiveram na entidade no período da tarde, dando dicas de cuidado com a pele e desenvolvendo um curso de maquiagem. A movimentação festiva aspergiu-se pela CDL e a todas as mulheres que puderam prestigiar a programação. E para abrilhantar ainda mais a programação especial, à noite, a entidade ofereceu um coquetel em grande estilo, regado com atrativas atividades. Na oportunidade Cidimar Martins, graduada em Administração de Empresas e Marketing, ministrou uma palestra com assuntos variados de interesse para a mulher. Ainda como parte da extensa programação, na noite festiva foi realizada a distribuição de brindes, intercalada nas apresentações das alunas do Stúdio Raquel & Cristina, e no requintado desfile promovido pela Raboni, explorando as últimas tendências da moda íntima. História No Dia 8 de março de 1857, operárias

Coquetel leva um grande nº de mulheres à noite de comemoração, que contou com diversas atrações

32 · O LOJISTA · Março 2012

de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como: redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem às mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas). No Brasil, o Senado deverá reexaminar o projeto de lei (PLC 130/2011) que estabelece multa para empresas que pagam salários menores às mulheres do que os atribuídos aos homens, pela mesma atividade.

Curso de maquiagem com consultoras da Mary Kay, como parte da programação do dia

Distribuição de flores a todas as mulheres que procuraram a entidade durante o dia A partir daí, abre-se, então, a possibilidade de apresentação de emendas e de um eventual exame da proposta pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). O objetivo do líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), um dos subscritores do recurso, é debater na CAE um texto que especifique melhor os casos de discriminação salarial. De autoria do deputado Marçal Filho (PMDB-MS), o projeto estabelece multa de cinco vezes a diferença de remuneração entre homens e mulheres que desempenhem a mesma função na empresa, a ser paga à funcionária.

Laboratório Atalaia Medicina Diagnóstica e Farmácia Santa Maria dando sua contribuição com a aferição de pressão


Social

Charme e bom gosto não faltaram à coordenadora financeira da CDL Mulher, Rosa Minerva Lira Porto (à direita); à coordenadora Yesa Ascenção de Carvalho, e à conselheira Ana Maria de Deus Ferreira (à esquerda), no evento do Dia Internacional da Mulher, na CDL.

O Presidente Reinaldo de Castro Del Fiaco e sua esposa, Juliana Luiza Moreira Del Fiaco – vice coordenadora da CDL Mulher, marcaram presença esbanjando elegância e carisma, no evento do dia 08 de março.

Com charme e beleza, as funcionárias do SPC de Anápolis – Jackeline (à direita) e Tairine; e à esquerda, a funcionário do Dep. Financeiro, Ednéia – se destacam nos eventos da entidade

Jéssica (à direita), filha da gerente administrativa da CDL, e Rosana, abrilhantando o evento do dia 8 de março na CDL Anápolis, com participação no desfile da Raboni – parte da programação da noite.

À direita, a assessora de imprensa do Instituto Federal de Goiás, locado em Anápolis, Pryscilla Dietz, e Lana Guimarães – coord. do CEPA, sempre prestigiando os eventos da CDL Anápolis.

Os diretores Air Ganzarolli e Makário Luiz Orozimbo, acompanhados de suas esposas Ana Maria e Flaviana, em mais um evento da CDL Anápolis.

Março 2012 · O LOJISTA · 33


TECNOLOGIA PARA SUA EMPRESA, SOLUÇÃO PARA VOCÊ.

Cabeamento Estruturado • Fibra Óptica • Centrais Telefônicas(PABX) • Automação Industrial • No Breaks Rede Elétrica Estabilizada • Segurança Eletrônica em CFTV(Circuito Fechado de TV) • Automação em Controle de Acesso

62 3099 1630 www.fctelecom.com.br

Você conhece a diferença entre um novo e um seminovo da Nasa ? 9) Menor preço 9) Qualidade Nasa 9)) Garantia Novo 9

( ( ( (

9) Menor preço 9) Qualidade Nasa 9)) Garantia seminovo 9

( ( ( (

=

A diferença é você quem escolhe! A Nasa tem o que você precisa: NOVOS com completa linha de veículos Volkswagen, carros que unem tecnologia, conforto e beleza em um design de vanguarda que transpassa toda a sua

V E Í C U L O S FAZENDO

PARTE

DA

SUA

VIDA

personalidade. Tudo pelos menores preços que vão de acordo a sua necessidade atrelando sempre as maiores vantagens. SEMINOVOS com ampla linha de veículos multimarcas todos revisados e com garantia que só a NASA tem. A maior diversidade para sua escolha.

Av. Brasil Sul Nº. 384

(62) 3310 1000 www.gruponasa.com.br FAÇA REVISÕES EM SEU VEÍCULO REGULARMENTE.


Parceria

Unicred e Câmara do Dirigentes Lojistas de Anápolis – parceria de grande sucesso Sistema de crédito cooperativo experimenta boa fase com abertura ocorrida a partir de 2009 e, obviamente, esses resultados traduzem em benefícios para quem investe e acredita nesta modalidade

O

crescimento de mais de 120% no lucro distribuído pela Unicred aos seus cooperados (resultante do lucro auferido com a diferença cobrada a menos nas taxas e tarifas, que somou em torno de R$ 14 milhões), em 2011, apenas, um dado referencial que serve para demonstrar o quanto o sistema de crédito cooperativo tem se expandido, não apenas com relação a números, mas, sobretudo, ao principal capital das instituições financeiras que é a credibilidade dos usuários-clientes. Um dos motivos do crescimento da instituição se deve à parceria formada entre a CDL e a Unicred em Setembro de 2011, com a incorporação de uma agência da Unicred na Câmara dos Dirigentes Lojistas de Anápolis. Esta parceria serviu para fortalecer e agregar maiores serviços aos associados, onde é oferecido atendimento personalizado e diferencial competitivos, como participação dos lucros e menores taxas. O superintende da Unicred Centro Norte Goiano, Vanderley Cezário, reforça que esta parceria serviu para fortalecer o fornecimento de produtos diferenciados para os associados da CDL e que tem sido uma grande oportunidade para difundir o sistema cooperativista, seus diferencias e benefícios. Vanderley Cezário, ressalta que embora já bastante difundido, de um modo geral, as pessoas ainda não têm conhecimento pleno sobre as vantagens de estarem numa sociedade cooperativa. Para dar a resposta, ele lança uma pergunta: “Quanto

o banco dividiu de participação nos lucros com você?”. Para os clientes do sistema financeiro convencional: nada, já que esta não é a práxis do mercado. Ao contrário das cooperativas de crédito, que por lei (e por definição) são sociedades de pessoas de natureza civil, com forma jurídica própria, constituídas para prestar serviços aos associados, não visam o lucro. Segundo Vanderley Cezário, uma grande mudança no sistema de crédito cooperativo ocorreu a partir de 2009, com a entrada em vigor da Lei Complementar nº 130 que, dentre outras novidades, permitiu que houvesse abertura no sistema cooperativo de crédito para o público em geral. No caso da Unicred, que era ligada ao segmento da área da saúde, passou a partir de então a receber adesão de pessoas físicas e jurídicas fora desse segmento específico. O superintendente da Unicred assinalou que a cooperativa buscou então a renovação do layout dos seus pontos de atendimento, trabalhou no intuito de ampliar o portfólio de serviços oferecidos aos cooperados. Mas, acima de tudo - enfatizou - “buscamos o nosso diferencial no atendimento humano e personalizado”. Essa receita, somada à enorme gama de vantagens que o sistema de crédito cooperativo oferece, fez com que a Unicred desse um salto. “Para se ter uma ideia, hoje, a Unicred possui, no Brasil, 415 Agencias e um universo de quase 250 mil associados. Anápolis sedia a Regional do Centro-Norte Goiano,

que conta com nove Postos de Atendimento em seis cidades e quase cinco mil associados. São dados que, efetivamente, demonstram a solidez do sistema cooperativo, que é relativamente jovem, tendo sido regulamentado no País, no início da década de 70 pela Lei de nº 5.764, que instituiu a Política Nacional de Cooperativismo”; conclui Vanderley Cezário.

Serviço Unicred Centro Norte Goiano Rua Conde Afonso Celso n° 25 CEP: 75.025.030 - Centro - Anápolis - GO Tel: (62) 3943-1825 Visite o site: www.unicredgo.com.br Ouvidoria Unicred: 0800-940-0602

Março 2012 · O LOJISTA · 35


Serviços

CDL Anápolis expande seus serviços e contempla ainda mais seus associados

Dep. de Convênios A CDL possui ampla rede de parceria com médicos, clínicas e hospitais, laboratório de análises, farmácias e drogarias, odontólogos, escolas com valores previamente fixados, muito abaixo do comumente cobrados, com as tabelas de preço e procedimentos à disposição do filiado/usuário no Departamento de Convênios da entidade.

Escola do varejo Centro de treinamento e capacitação para quem está em busca de novos conhecimentos bem como para reciclar os que possuem. Diversos cursos ministrados por profissionais competentes, com ampla experiência em sua área de atuação. Material didático desenvolvido para a realidade do comércio varejista.

CDL Celular

O Departamento Financeiro agiliza o serviço de recebimentos de dívidas dos consumidores com eficiência, rapidez e baixo custo.

Um plano empresarial de telefonia móvel com características diferenciadas no item mais importante que é o custo de tarifas .

CDL Mulher A mais nova iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Anápolis – é um órgão complementar formado e mantido pela CDL Anápolis.O CDL Mulher visa complementar as ações da CDL/Anápolis, desenvolvendo habilidades e promovendo as mulheres líderes lojistas, para uma atuação de destaque tanto na entidade, quanto nos negócios e na sociedade em geral.

CDL Imóveis Uma ferramenta que visa intermediar os negócios de compra, venda e troca de casas, apartamentos, terrenos, chácaras, fazendas entre outros imóveis – um novo produto de serviço seguindo a tendência do mercado tecnológico, acessado à partir do portal da CDL Anápolis www.cdlanapolis.com.br

www.cdlanapolis.com.br

Ano IX – Número 23 – Dezembro 2011

Veiculada pela CDL de Anápolis, a revista O Lojistadivulga os atos da entidade e as mais recentes iniciativas do setor produtivo, tendo como públicoalvo: empresários, dirigentes classistas, gestores públicos, líderes políticos e integrantes das CDL’s das cidades goianas. Periodicidade: trimestral. A sétima edição do Troféu Mérito Lojista da CDL de Anápolis premiou 60 empresas da mais lembradas pelo consumidor

13º 1 3º salário sal alári rio entusiasma entusiasma lojistas lojistas

A expectativa ex é de e um m grande grand de nºº de vendas neste ste t natal nattall

CDL_anapolis_dezembro_2011.indd 1

SPC Banco de dados com informações de pessoas físicas e jurídicas, auxiliando na tomada de decisão para concessão de crédito pelas empresas em todo país.

Revista O Lojista

CCDL DL Celular rumo a maior expansão

Setembro Set ettemb emnoro oevento 2011 20 011 1 · OMérito LOJI OJISTA O STA TA · 1 Usuários do CDL Celular também são agraciados Lojista

21/12/2011 19:10:27

Portal CDL Anápolis Um Guia Comercial da cidade, disponível a todos via internet, com notícias “da hora” e oferecendo, ainda, o acesso a serviços CDL de forma mais rápida e prática através do site.

Março 2012 · O LOJISTA · 37


Filiação

Novos associados do trimestre NOME FANTASIA

ATIVIDADE

HAVILAH MODAS STILLUS COSMÉTICOS SUPERMERCADO MELO/ANÁPOLIS PAMONHARIA ELIANE HEBER INÁCIO BASTOS SUPERMERCADO FLORESTA DISTRIBUIDORA PINHEIRO E CIA ESCRITÓRIO DR. NEVES TELLIMP VIA EDUCAÇÃO CONDOMÍNIO RESIDENCIAL CENTRAL PARK MOLDTEC UNIAUTOS LOCAMULTI HIGHTECH COMPONENTES ELETRÔNICOS URBAN STREET WEAR SUPERVI LOJA 14 AGROPECUÁRIA OLHO D‘ÁGUA TENDÊNCIA MODAS DI SOUSA ALUMINIUM SORVETES NÉCTAR MAUÁ SCORPIONS LAVA SOFÁ D‘CLASSE MÓVEIS IRAÍDES IMÓVEIS LUMA MODAS DERMIVALDO JOSÉ DE MOURA CRIARE MOVEIS PLANEJADOS

COM. VAR. ART DO VESTUÁRIO COM.VAR. DE COSMÉTICOS COM. VAR. ALIMENTOS EM GERAL COM. VAR. ALIMENTOS EM GERAL COM..VAR..ART DO VESTUÁRIO SUPERMERCADO COM.ATACADISTA DE CALÇADOS ADVOCACIA COM. ATAC. PRODS. LIMPEZA TREINAMENTO EM INFORMÁTICA CONDOMÍNIO CONFECÇÕES COM. VAR. PEÇAS/ ACES PARA AUTO ALUGUEL MAQ/ EQUIP. CONSTR. COM. VAR. ESPC. EQUIPE SUP. INFOR. COM. VAR. ART DO VESTUÁRIO COM. VAR. E ATAC. PRODS. ALIMENTICÍOS IMOBILIÁRIAS ARTIGOS VESTUÁRIO/ACESSÓRIOS FABRICAÇÃO DE ESQUADRIAS METÁLICAS COM. VAR. E ATAC. PRODS. ALIMENTÍCIOS MANUTENÇÃO E REPARO COM. VAR. EM MÓVEIS IMOBILIÁRIAS COM. VAR. ART DO VESTUÁRIO COM. VAR. MERC. EM GERAL COM. VAR. EM MÓVEIS

38 · O LOJISTA · Março 2012

NOME FANTASIA

ATIVIDADE

VIA CLASSE CABELEREIROS AGRO NUTRICRIA FÁBRICA PRODUTOS DIVERSOS DABLIO COMUNICAÇÃO VISUAL OUTRAS ATIV SERVIÇOS PRESTADOS FARMÁCIA ESPERANÇA COM. VAR. PRODS. FARMACÊUTICOS FLOR DE LIMA COM.VAR. ART DO VESTUÁRIO DOMINIUM MODAS E ACESSÓRIOS COM. VAR. ART DO VESTUÁRIO FARMÁCIA BIO FARMA COM. VAR. PRODS. FARMACÊUTICOS VERSÁTIL REPRESENTAÇÕES REPRESENTANTE COMERCIAL RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO RESTAURANTES E SIMILARES KAIROS CONFECÇÕES COM. VAR. ART DO VESTUÁRIO MARIMAR CABELEIREIRO COM. VAR. DE COSMÉTICOS COMERCIAL RIOS DE ALIMENTOS SUPERMERCADO GABY BABY COM.VAR.ART DO VESTUÁRIO CRW ELETRODIESEL BOMBAS INJETORAS SERVIÇOS MAN.REP.EM VEÍCULOS MERCENARIA LÍDER FABRICAÇÃO DE MÓVEIS MUNDO DAS UTILIDADES COM. VAR. MERCADORIAS EM GERAL ENCANTO MODAS CONFECÇÕES DISTRIBUIDORA CRUZ COMERCIO VAREJISTA DE CALCADOS BRASIL CENTER MAT. P/CONSTRUCAO COM.VAR MAT DE CONSTRUÇÃO COMERCIAL PEREIRA COM.VAR MAT DE CONSTRUÇÃO SEGUNDAS INTENCOES MODA INTIMA COM.VAR.ART DO VESTUARIO PEG PAG SANTANA SUPERMERCADO PREMIUM COM. VAR. ART. DE COLCHOARIA PET SHOP CAES E GATOS OUTROS GAP-GRUPO DE ADMINISTRACAO PROFISSIONAL EDUCACAO SUPERIOR DOCURAS DA THALITA COM VAR E ATAC PRODS ALIMENTIC


A CONFIANÇA DE SEMPRE EM UM ENDEREÇO PERTINHO DE VOCÊ O Laboratório Sabin, há 27 anos no mercado de medicina laboratorial, oferece serviços de excelência aos seus clientes. As nossas unidades refletem o nosso compromisso de oferecer sempre o melhor: espaço confortável e moderno, além do atendimento diferenciado, humanizado e um rigoroso controle de qualidade nas análises.

www.sabinonline.com.br |

@labsabin |

Atendemos a maioria dos convênios, inclusive: • IPASGO • CAESAN • CELGMED • GRAVIA • Fundação Saúde Itaú • PLAMHEG

Unidades de Anápolis: • RUA 1º DE MAIO, nº 294, Centro, fone: 3098-7181; • CLÍNICA YASMIM, Rua Sebastião Alarcão, nº 29, Jundiaí, fone: 3311-1415; • INSTITUTO DA MAMA, Rua Coronel Batista, nº 173, Centro, fone: 3943-2330;

Laboratório Sabin | Central de Atendimento: 62 3098 7181


Revista O LOJISTA  
Revista O LOJISTA  
Advertisement