Page 1

CDL_anapolis_junho_2015.indd 1

21/07/2015 10:14:37


CDL_anapolis_junho_2015.indd 2

21/07/2015 10:14:39


PALAVRAS DO PRESIDENTE

Varejo de Anápolis dribla instabilidade econômica

O

Crise gera oportunidades, desperta o interesse de inovar e de busca de novasalternativas

comércio varejista no Brasil vem enfrentando uma grande pressão com a divulgação, na mídia nacional, de índices negativos que influenciam na expectativa de vendas. Especialistas em economia do setor, afirmam que a desaceleração do país é o principal motivo desta baixa expectativa do varejo, assim como a cautela do consumidor brasileiro na hora de realizar suas compras, priorizando gastos com itens considerados indispensáveis. Nós temos consciência de que o cliente está inseguro e de que o empresário do comércio tem enfrentado dificuldades com a instabilidade econômica, mas também sabemos que as vendas podem reagir quando o empreWilmar Jardim de Carvalho sário também resolve reagir. Presidente Analisando a reação do comércio CDL Anápolis anapolino, estamos otimistas. Apesar da queda nas vendas no primeiro trimestre, em consequência da piora do mercado, o varejo continua crescendo e mantendo investimentos, driblando os impasses da econômica mundial. Diante deste cenário, chegamos à conclusão de que a crise gera oportunidades, desperta o interesse de inovar e de buscar alternativas que já podem ser observadas no comércio local. Com a nossa experiência de mercado, a conclusão é que, além de renovar a estrutura de seu estabelecimento, encarar a situação com otimismo é fator primordial para a sustentação de seu negócio no mercado atual. Neste contexto, assegurar a sobrevivência da sua empresa em momentos de dificuldade econômica, custos elevados, inflação e dólar em alta, requer adequar o seu negócio às tendências atuais, garantindo a sua permanência no mercado em momentos estáveis e instáveis de nossa economia. Aproveitamos a oportunidade para parabenizar Anápolis por suas conquistas ao longo dos seus 108 anos que vêm garantindo a sua grande força econômica no Estado.

Julho 2015 · O LOJISTA · 3

CDL_anapolis_junho_2015.indd 3

21/07/2015 10:14:40


FUNDADA EM 20 DE SETEMBRO DE 1962

Presidente Wilmar Jardim de Carvalho 1º Vice-presidente Marcos Aurélio Rodovalho 2º Vice-presidente João Itagiba Nunes Júnior Diretores Ernesta Maria de Alcântara Orival Rodrigues Jardim Olívio Porto Lima João Batista de Souza Venceslau Bizinoto Ian Moreira Silva Enival Ferreira de Souza Makário Luiz Orozimbo Iraci Custódio Ribeiro Maria Dinalva Adonay Rodrigues de Souza Air de Vasconcelos Ganzaroli Janilson Dutra Fonseca

Diretora Secretária Diretor Secretário Adjunto Diretor Financeiro Diretor Financeiro Adjunto Diretor Social Diretor Comercial Diretor de Patrimônio Diretor Escola Varejo e B. Talentos Diretor de Eventos e Promoções Diretora de Convênios Diretor de Tecnologia da Informação Diretor de Relações Públicas Diretor de SPC

Conselho Fiscal Munir Caixe Reinaldo de Castro Del Fiaco Luiz Pereira da Costa O LOJISTA Jornalista Responsável Ivana Lage - GO 00777 JP Gerência Administrativa-Financeira Flaviana de Jesus Contato Comercial Kleber Palhão Revisão Gênya

A

energia festiva, com as comemorações do aniversário de Anápolis neste mês de julho, é responsável pela confecção de um material diferenciado, publicado nesta edição, dando ênfase as potencialidades do município. A publicação destaca ainda, as expectativas positivas do comércio anapolino com a aproximação do Dia dos Pais, mesmo diante do momento econômico crítico que o nosso país vem enfrentando. Trazemos também; informações jurídicas de interesse do setor; novas ferramentas e ações da CDL em prol do lojista anapolino. Outro assunto abordado, que vem de encontro às necessidades do empresário atento aos altos e baixos da economia, é a opinião de consultores do comércio e novas dicas para fomentar as vendas em qualquer situação. Estes e outros assuntos compõem mais esta edição que prima por bem informar e divulgar inovações que, com certeza, fazem a diferença neste mercado competitivo.

Confira! Uma boa leitura! Ivana Lage Editora Geral

Observação: Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores, não expressando necessariamente o pensamento da CDL de Anápolis.

Capa Fusão Publicidade e Propaganda Diagramação baladera.com.br Fotos Assessoria de Imprensa CDL ;Fusão Publicidade e Propaganda CTP/lmpressão Gráfica Art 3 Tiragem 2.500 exemplares 4 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 4

21/07/2015 10:14:40


CDL_anapolis_junho_2015.indd 5

21/07/2015 10:14:41


SUMÁRIO ÍNDICE – ANO XIII – Edição Nº 37 JULHO de 2015

Destaques P.3

| Palavras do Presidente

P.7

| Artigo “Posicionamento: um diferencial no mercado de atuação”por Dalmir Sant’Anna P.8

| Radar CDL de Anápolis estima crescimento das vendas para dia dos pais

P.16 | Ambiente do Varejo P.20 | Espaço Jurídico Casos em que o consumidor não está com a razãopor Louise Ramiro Costa P.22 | Informe P.26 | CDL em foco P.29 | Entrevista P.32 | Conquista Aprovada ampliação do Supersimples

P.10 | Capa Anápolis comemora trajetória de conquistas em seus 108 anos

P.34 | Automação Consumidor exige inovação no varejo P.36 | Legislação Microempreendedor Individual poderá recorrer aos Procons P.38 | Comércio Vitrina - Visual Merchandising P.40 | Agenda Vem aí – II Fórum Nacional do Comércio P.42 | Saúde Crossfit – saiba mais sobre a modalidade

P.13 | Indicativos Pesquisa aponta que 84% dos consumidores fazem compras parceladas

P.18 | Atitude CAE – AD em Anápolis resgata jovens do mundo das drogas

6 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 6

21/07/2015 10:14:41


OPINIÃO

Posicionamento: um diferencial no mercado de atuação

E

m um cenário competitivo e com

Torne-os o mais visível possível para que

namento de destaque? Como você está

expressivas transformações em

sua mente defina os critérios necessários

posicionado em relação às suas metas e

várias áreas profissionais, o po-

para alcançar esses resultados.

desafios? Concentre seus esforços no que

sicionamento de uma empresa

Visualize você passando pela li-

deseja realizar e conceda prioridade ab-

torna-se importante instrumento para con-

nha de chegada - Imagine que você está

soluta para estimular seu potencial. Não

tribuir com o sucesso organizacional, além

participando de uma corrida. Antes do si-

permita que o barco da sua vida navegue

de gerar diferenciais sobre a concorrência

nal da largada o que passa em sua mente?

à deriva, mas conduza para que alcance a

e maior aproximação com o cliente. De

Pensa em desculpas para justificar sua co-

descoberta de novas e vitoriosas oportuni-

maneira figurativa, não é possível aceitar

locação? Encontra desmotivação ao perce-

dades.

entrar em um barco e permitir que a onda

ber o perfil dos concorrentes ou visualiza

leve sua carreira profissional para qualquer

você passando pela linha de chegada? Há

destino. Observe abaixo, como tornar o po-

alunos que, antes de receber a avaliação,

sicionamento um grande diferencial e as-

reclamam que a prova está difícil. Há ven-

sumir o compromisso de prometer menos

dedores que prezam em falar da concor-

e fazer mais.

rência ao contrário de

Encontre caminhos para condu-

enaltecer a empresa

zir seus sonhos à realidade - Precisamos

em que trabalham.

compreender que no ambiente profissio-

Lembre que, se não

nal, o posicionamento se concretiza no ato

puder ser o primeiro

de desenvolver a imagem da organização,

em uma categoria, esta-

para ocupar um lugar de destaque na

beleça uma nova categoria

mente do consumidor. Toda empresa pre-

em que seja o primeiro. Esse

cisa gerar diferenciais, pois é uma questão

importante princípio do marketing in-

de sobrevivência. Na vida pessoal não é

dica que, ao contrário de desculpas será

nada diferente para quem deseja ser o pri-

preciso visualizar as conquistas.

meiro colocado. Ser o número um, exige

Posicionamento exige uma es-

treinamento, visualização constante das

tratégia de destaque. Algumas empresas

metas e perseverança para superar de-

buscam posicionamento no preço, nas

safios. Acredite que seu posicionamento

características dos produtos, no serviço

diante de uma decisão mostra o quanto

oferecido, na equipe de trabalho ou na

você pode fazer a diferença. Estabeleça

localização. Na sua carreira, qual a estra-

as metas e os rumos que deseja realizar.

tégia utilizada para encontrar um posicio-

Dalmir SantAnna, Palestrante comportamental, Mestrando em Administração de Empresas, Pós-graduado em Gestão de Pessoas, Bacharel em Comunicação Social e Mágico profissional. Autor dos livros “Menos pode ser Mais”, “Oportunidades”

Julho 2015 · O LOJISTA · 7

CDL_anapolis_junho_2015.indd 7

21/07/2015 10:14:41


RADAR

CDL de Anápolis estima crescimento das vendas para dia dos Pais Comércio de Anápolis

C

onfiante de que o cenário econômico de Anápolis vai melhorar a CDL estima uma movimentação diferenciada, considerando a média de vendas constatadas em todos os anos no comércio anapolino para o dia dos pais. O presidente da CDL de Anápolis, Wilmar Jardim de Carvalho, confiante de que os números serão positivos, destaca; “as pessoas estão mais cautelosas na hora de comprar, mas como todos os anos, considerando o valor sentimental que esta data remete, as pessoas são motivadas a presentearem - um excelente momento para alavancar as vendas”. De acordo com especialistas econômicos, o comércio de Anápolis pode ganhar um fôlego com as vendas para o Dia dos Pais. Conforme afirmam o resultado tende a ser positivo mesmo com a inflação em índice decrescente. Com sucessivas quedas, os comerciantes têm um crescimento tímido nesta data sazonal. Para o presidente da CDL, muitos têm assimilado este impacto da inflação, dos altos juros e sucessivos aumentos, de forma a se preparar para as compras nas datas sazonais que, seguramente, a força tímida da economia do nosso país deixara cair a tradição de presentear

os pais. “Vestuário, calçados e acessórios, tomando por base os anos anteriores, tende a conquistar maiores lucros nesta data”; estima. Goiás se destaca como o quarto maior gerador de empregos do Brasil, enquanto a maioria dos Estados tenta driblar este fator agravante para a queda das vendas no dia dos pais, diante do alto índice de desempregos levantados no país. Este cenário em Anápolis é ponto positivo porque garante renda de mais pessoas – um importante pilar para a sustentação das vendas no comércio local nesta data sazonal. Ouvindo o empresário do segmento de joalheria, João Itagiba Nunes Júnior, o papel do comerciante é estar sempre otimista. “Temos que investir e aguardar o melhor resultado possível. Não podemos desanimar diante das dificuldades, procurando sempre manter a loja atualizada,organizada e aguardar os clientes da melhor maneira possível, garantindo mais uma data sazonal de boas vendas”; fala. Conforme afirma o presidente, é necessário que os empresários foquem em metas, como forma de driblar os dados não favoráveis para

o setor. “Isto garantirá o baixo índice de desemprego e o sucesso das vendas para o Dia dos Pais, que este ano será comemorado no dia 09 de agosto”; destacou. O comércio de Anápolis já se prepara para o lançamento de promoções diversas, de descontos e de brindes a fim de atrair clientes. Segundo Wilmar, a CDL tem uma ampla diversidade de comércios filiados, o que garante ao lojista e ao comprador a certeza de bons negócios, com os serviços que a entidade oferece ao setor, garantindo principalmente, a segurança de sucesso nas vendas em datas sazonais.

Empresário João Itagiba Júnior tem boas expectativas para o dia dos pais”

8 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 8

21/07/2015 10:14:43


Sugestões para aumentar vendas no Dia dos Pais • Um olhar para os números de vendas da sua loja no ano passado, identificando quais foram os produtos que se destacaram e investir neles. • Defina quais os produtos que você vai destacar nas ações e promoções e certifiquese se seus estoques estão abastecidos • Elabore kits especiais • Envie e’mails com ofertas e novidades especiais para a data (E-mail Marketing) • Desfrute das possibilidades de vendas nas redes sociais, com campanhas, porque além de aumentar as vendas, você pode angariar novos seguidores.

1. 2. 3. 4. 5.

Vendedores tecnicamente qualificados;

Várias opções de pagamento;

Diversidade de Produtos;

Últimas tendências do mercado; Pronta entrega.

Corte de chapas Projetos do mobiliário Afiação de ferramentas

Nossos produtos! Toda linha de produtos para fabricação de móveis e materiais para construção civil, como: portas, portais, fechaduras, madeirites, ferragens e ferramentas.

Av. Brasil Norte, 715 Cidade Jardim - 75.080-240 Anápolis-GO

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

(62) 3311-1600

www.compensadosanapolis.com.br

Julho 2015 · O LOJISTA · 9

CDL_anapolis_junho_2015.indd 9

21/07/2015 10:14:44


CAPA

Anápolis comemora trajetória de conquistas em seus 108 anos Município se consolida como segunda maior força econômica e empresarial de Goiás

A

nápolis passou por grandes desafios para chegar a ser referência no Estado, ao longo destes 108 anos, comemorado no dia 31 de julho. Neste contexto, a revista “O Lojista” estará dando ênfase às conquistas que tornaram Anápolis reconhecida como segunda maior força econômica do Estado. Como cidade destaque na competitividade com sua riqueza econômica, logística e infraestrutura tecnológica, constitui-se no terceiro maior município do estado em população, com 361.991 habitantes – dados estimados pelo IBGE no ano de 2014. Diante de sua posição privilegiada, a 50 km da capital goiana e a 140 km da capital federal, compõe um poderoso eixo econômico/ populacional, levando o comércio do Centro-Oeste a se destacar como um dos principais centros de comercialização de grãos do estado, bem como o

principal fornecedor de produtos hortifrutigranjeiros para a Central de Abastecimento de Goiás(Ceasa). O município é também, referência como pólo industrial, com destaque para o ramo farmacêutico, que se firmou a partir da instalação do DistritoAgroindustrial em 1976, concentrando grande capacidade de desenvolvimento, crescimento econômico e industrial. Potência econômica Ainda em função de sua privilegiada localização, a partir da criação do DAIA e uma política de incentivos fiscais, o seu desenvolvimento econômico tomou novo impulso passando a atrair diversos segmentos industriais. Com a chegada de novas indústrias, simultaneamente os índices sociais do município se elevaram, garantindo também, um avanço na atividade de comércio. Hoje, a cidade é apontada

como um município de grandes expectativas para investimentos, tanto que a instalação de novas empresas é contínua, o que,consequentemente, reflete-se no aumento da geração de empregos, renda e divisas para o próprio Município e para o Estado de Goiás. Destaque nacional A sua localização também gerou o privilégio de ser o ponto de partida da Ferrovia Norte-Sul, que tem o propósito de ampliar e integrar o sistema ferroviário brasileiro; contribuindo também com o Estado, colocando Goiás na 9ª posição entre as maiores economias do país. Entre outros destaques, está a construção do Aeroporto de Cargas que impulsionará os negócios da região no mercado internacional, em articulação com o Porto Seco Centro-

10 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 10

21/07/2015 10:14:45


-Oeste e a Plataforma Logística Multimodal de Goiás. Comércio em expansão Hoje, o comércio de Anápolis é bem diversificado, com ótimas opções de compras e lazer. Além das alternativas diferenciadas com os dois shoppings instalados na cidade, grandes redes também compõem o setor em Anápolis. A partir daí, o comércio tradicional passou a preocupar com as inovações de suas lojas para acompanhar

as novas tendências do setor em Anápolis, atraindo os consumidores das cidades vizinhas, com capacidade para enfrentar a competitividade em nível estadual e nacional. Considerando os seus referenciais, Anápolis tornou-se um município com diferenciais competitivos, gerando riquezas e garantindo um baixo índice de desemprego, questão preocupante no país neste ano de 2015. PIB De acordo com estatísticas atuais é

Julho 2015 · O LOJISTA · 11

CDL_anapolis_junho_2015.indd 11

21/07/2015 10:14:45


possível perceber o avanço da cida- Sistema de Vigilância da Amazônia.Em A predominância do verde de. Para se ter uma ideia, em 2011, consequência de sua instalação em estampado em praças e parques esAnápolis conquistou o segundo lugar Anápolis, o município foi privilegiado palhados na cidade aponta a preocudo PIB em Goiás e ainda mantém-se ainda, com a realização do evento pação do município com o meio amnesta colocação no ranking dos muni- “Portões Abertos” que se tornou um biente e muda o perfil da cidade. cípios goianos, recebendo no ano pas- importante foco de atração turística. A constatação desta luta pela sado a premiação da Organizaçã Jaime Este evento atrai visitantes de todo o preservação pode ser vista nas obras Câmara e da Federação da agricultura país, momento em que a Base mostra ambientais com a construção de pare Pecuária de Goiás (Faeg). Em nível parte de seus equipamentos e aviões, ques, a revitalização de praças e a exibem voos de caças, aviões antigos, proteção de áreas verdes. Anápolis reBrasil, ficou com o 46º lugar. Anápolis, em 1999, tinha um realiza apresentação da esquadrilha ferência na questão docuidado com o PIB de aproximadamente R$ 1,525 bi- da fumaça, entre outras atrações. meio ambiente. O seu reconhecimenlhão, saltando para R$ 12,119 bilhões to foiconsolidado quando a cidade reem 2011 – um acréscimo da ordem de Polo Educacional cebeu, em 2012, o prêmio concedido Anápolis é hoje consideradoa um pelo Instituto Ambiental Social Chico mais de 794%. grande centro educacional abrigando Mendes. dezenas de faculdades e duas univerHoje os moradores e visitanObras e investimentos Em fase avançada de construção, o sidades, entre elas, a sede da Univer- tes de Anápolis podem desfrutar de novo cartão de visita da cidade é o sidade Estadual de Goiás (UEG) que qualidade de vida e bem estar. Centro de Convenções, que será um junto às outras instituições de ensino dos maiores do País. E próximo ao superior vieram formar mão de obra 108 anos de emancipação políticoCentro de Convenções – destaque para especializada para suprir as demandas -administrativa a construção do maior Parque da Ci- dos vários segmentos da economia Comemorando agora os seus 108 anos, dade e maior em área de Goiás, isto local. Anápolis consolida sua vitória diante A cidade possui ainda uma dos resultados positivos, gerados por sem contar com a recente construção do viaduto que veio solucionar o pro- unidade do Instituto Federal de Goiás suas grandes ações que garantiram blema enfrentado com o intenso fluxo (IFG), que atrai estudantes de várias o destaque do município no Estado de tráfego nesta região (BR-153/060) partes do Brasil, com isto, gerando e País, salientando o seu diferencial também o aquecimento da economia econômico conquistado ao longo des– realização de antiga reivindicação. do município. tes anos. Destaque ainda para os curProgressista, esta é uma das Base Aérea de Anápolis A BAAN – Base Aérea de Anápolis, sos tecnológicos ministrados pelo IFET, melhores cidades brasileiras para inuma das mais importantes bases do Senac, Cepa, Senai, Programa Qualifi- vestir, além do seu aconchego, que País também faz da cidade referência car e Programa Bolsa do Futuro que também garante um ótimo lugar para nacional. Com a missão primordial de têm forte estrutura de formação de morar. Neste contexto, parabenizaguarda e defesa da capital federal tor- mão de obra especializada. mos a todos os responsáveis pelo denou-se operacional em 23 de agosto senvolvimento econômico diferenciade 1972, passando a abrigar também, Política Ambiental o Esquadrão Guardião (2º/6º Grupo A ecologia faz de Anápolis referência do do município e o acolhimento com de Aviação) a partir de julho de 2002, em termos de qualidade de vida e la- qualidade de vida, que fez de Anápolis “cidade modelo”. quando se tornou sede de parte do zer. 12 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 12

21/07/2015 10:14:46


INDICATIVOS

Uso do nome de terceiros para compras a crédito é comum no País Cartões e crediário são meios de pagamento de maior preferência dos consumidores

O

hábito de usar o nome de terceiros para compras a crédito ainda é bastante comum no Brasil, mesmo com a expansão do crédito nas últimas décadas e o ingresso de mais brasileiros no mercado de consumo no País. De acordo com levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educação financeira ‘Meu Bolso Feliz‘; em cada dez brasileiros, dois (21%) já pediram o nome emprestado a outras pessoas para realizar compras parceladas – especialmente as mulheres (26%). Entre os entrevistados, 31% disseramque a utilização do nome de terceiros decorreu da inadimplência e 24% alegam ter estourado o limite do cartão de crédito ou do cheque especial. “Trata-se de uma combinação perigosa para o bolso do consumidor. Ele não conseguiu pagar suas dívidas antigas

ou está no limite do endividamento, mas ainda assim mostra-se disposto para continuar consumindo por meio da ajuda de terceiros. Em vez de priorizar o pagamento de dívidas, esse comportamento pode fazer com que o consumidor fique

com suas finanças desajustadas”, alerta a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti. O estudo ainda revela que grande parte dos pedidos de empréstimos de nome é feita para pessoas muito próximas, geral-

GOIANIA-GO (62) 3526-5050 - ANÁPOLIS-GO (62) 3328-2218 Julho 2015 · O LOJISTA · 13

CDL_anapolis_junho_2015.indd 13

21/07/2015 10:14:46


mente um familiar ou amigo, e hora de consumir bens e serviços, a proximidade da relação acaba além de tomar cuidado para as sendo um dos fatores de constran- aquisições não pesarem no bolso, gimento para a recusa do pedido. é importante pensar, também, nas Quando se considera o empréstimo implicações sociais e ambientais. para abrir um crediário, os pedidos “Os entrevistados demonstram uma são concentrados principalmente, visão relativamente limitada sobre nos amigos (56%), pais (27%) e o que é consumo consciente. Na prática, a grande maioria não tem familiares (18%). “O consumidor que acaba o consumo sustentável como priocedendo aos pedidos, precisa re- ridade em seu dia a dia”, afirma o cordar que a pessoa que pede esse educador financeiro do portal ‘Meu tipo de favor já tem o próprio nome Bolso Feliz’, José Vignoli. A partir desses resultados, com restrição e provavelmente, enfrentará dificuldades para pagar o o Portal Meu Bolso Feliz traçou o compromisso em dia”, afirma Marcela. Fique de olho Atualmente no país, consumir mais do que se deve sem pensar nos resultados pode acarretar muita dor de cabeça. Um indicador inédito lançado também pelo SPC Brasil e pelo Portal ‘Meu Bolso Feliz’ revela que, embora o brasileiro reconheça que as atitudes cotidianas ligadas ao consumo sejam importantes para a vida em sociedade, nem todos praticam e mais; apenas dois em cada dez brasileiros podem ser considerados consumidores plenamente conscientes. O levantamento concluiu ainda que 7 em cada 10 brasileiros são consumidores em transição, ou seja, tem frequência entre 60 e 80 por cento nas atitudes e comportamentos adequados. Por isso, na

B-a-bá do consumidor consciente e listou dicas para colocar em prática ações que realmente fazem a diferença para a sociedade, o meio ambiente e o nosso bolso. “Mudanças simples de atitude podem fazer grande diferença, como planejar melhor as compras, diminuir o tempo no banho e aprender a utilizar de forma mais adequada aparelhos domésticos. Além de contribuir para a preservação do meio ambiente, o consumidor ainda garante uma boa economia”, lembra Marcela.

A economista ainda dá as dicas para evitar a necessidade de empréstimo do nome de terceiros: Para ser um consumidor consciente Comprar apenas o que se necessita e tomar decisões inteligentes reduz as demandas por recursos naturais, ajuda sua própria saúde financeira e ensina mais pessoas a pensar de forma consciente.

Práticas financeiras Planejar a compra de produtos mais caros, adquirindo somente se couber no seu bolso, priorizando a qualidade dos produtos e não apenas, das marcas famosas. Não recorrer à produtos pirata por causa do seu preço baixo.

(62) 3324-7383 Rua 7 de Setembro, 412-A Centro - Anápolis/GO

(62) 3098-5400 A Melhor rede de Óticas

Avenida Fernando Costa, 299 Jaiara - Anápolis/GO

14 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 14

21/07/2015 10:14:46


CDL_anapolis_junho_2015.indd 15

21/07/2015 10:14:47


AMBIENTE DO VAREJO

A intenção é tudo

P

essoas que têm de ser o tempo todo “cutucadas” para fechar a venda podem encontrar uma vida mais feliz longe das vendas. Você gosta de gente? Você enlouquece quando fecha uma venda? Você fica doente quando não está vendendo muito? Quando o cliente diz SIM, sente um prazer indescritível? Se você respondeu

sim a todas estas perguntas, então seja bem vindo ao Fechamento da Venda, à decisão final. Cada cliente tem um conjunto diferente de valores e expectativas. Cada um traz também diferentes experiências e conhecimento dos produtos e serviços que você oferece. Assim, seria impossível fornecer uma fórmula para fechar a venda que funcionasse

automaticamente com todos os clientes. Talvez neste momento sua iniciativa para realmente tentar fechar a venda seja mais importante do que qualquer técnica específica que você possa usar. A tentativa de fechar a venda e a análise do que você fez de certo ou errado servem como os melhores mestres na aprendizagem.

A habilidade de inovar

U

ma das principais razões para o insucesso em muitas lojas é o fato dos vendedores não estarem motivados a se tornarem profissionais. Esta falta de motivação pode ter várias causas. Por exemplo, vendedores com uma visão negativa

de seu trabalho podem não estar dispostos a se comprometer porque não consideram vendas como uma profissão de valor. Ao invés de abraçar sua carreira, frequentemente preferem mantê-la à distância. Seu lema? “Não gosto de ser vendedor, então não quero ser o melhor em vendas.” Outros podem não estar dispostos a investir tempo e esforço necessários porque veem suas atuais posições no varejo como “temporárias”. Seus pontos de vista

podem ser resumidos em um pensamento: “Por que me preocupar se em três anos (ou quem sabe três meses) não serei mais um vendedor?”. Se seus planos em relação à sua futura carreira o levarem a um caminho diferente, ótimo! Nada errado com isso. Mas qualquer trabalho que valha a pena ser feito, tem que ser bem feito. E vendas não é uma exceção. Por que ser um vendedor medíocre quando você pode ser uma estrela?

Top Auto Posto Top Combustíveis e derivados de Petróleo Ltda topcombustiveis@hotmail.com

Fone / Fax (62) 3099-1085

Av. Brasil Sul, 1000 - B. Batista - Cep 75123-390 - Anápolis - GO 16 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 16

21/07/2015 10:14:47


Faça com que o cliente se envolva

O

s benefícios do produto que você está demonstrando são mais facilmente apreciados se as próprias pessoas puderem experimentá-los. Para manter seu envolvimento com o cliente e fazer com

que ele se envolva com o produto, estimule a sua participação enquanto você demonstra. Clientes que ficam envolvidos na demonstração têm maior desejo de adquirir a mercadoria. Deixe que os clientes sejam seduzidos pelo produto. Convide-os para apertar os botões, girar as maçanetas, dar uma voltinha, tocar, sentir a qualidade e experimentar como fica neles. Ao demonstrar, explique como usar o produto, como se estivesse ensinando a alguém a usá-lo depois de ter

O ponto de vista do cliente

V

amos considerar uma coisa: tudo é muito caro a menos que se agregue valor... e valor é uma questão pessoal. O que é percebido como valor varia de pessoa

para pessoa e até mesmo de compra para compra. Algumas vezes o valor está em fazer uma compra para expressar amor. Às vezes, está em fazer um bom investimento, ter prestígio, estilo

comprado. Estimular o envolvimento dos clientes na demonstração é particularmente eficaz quando não existe o balcão como uma barreira física e psicológica. Se a sua situação permitir, caminhe em direção ao cliente e fique ao lado dele enquanto demonstra o item. Sua posição física irá facilitar que os clientes experimentem os produtos ou aprendam as funções deles. Além disso, os clientes irão perceber seu comportamento de forma positiva, como uma disposição em servi-los. ou durabilidade. Algumas pessoas pagam caro por aparelhos elétricos ou eletrônicos medíocres, apenas porque apreciam sua beleza ou pela forma com que combinam com algo que têm em casa. O que um cliente considera como muito valioso pode não ser para outro. Nós todos temos padrões de compra que podem parecer estranhos aos outros, mas são perfeitamente lógicos para nós, de acordo com nossos próprios valores.

Julho 2015 · O LOJISTA · 17

CDL_anapolis_junho_2015.indd 17

21/07/2015 10:14:47


ATITUDE

CAE – AD em Anápolis

resgata jovens do mundo das drogas “Desenvolvemos um trabalho junto às crianças e adolescentes para que eles não entrem por esse caminho”; palavras do vereador Wenderson

D

esde a sua criação, em 2013, a frente parlamentar de políticas sobre drogas, na Câmara Municipal de Anápolis, vem desenvolvendo um trabalho social de grande importância encaminhando dependentes de drogas e apoiando seus familiares. Neste ano, no dia 30 de maio, foi realizada uma audiência pública em parceria com o Conselho Municipal, com o propósito de discutir ações para o fortalecimento do Comad (Conselho

Municipal de Políticas sobre Drogas). Segundo o vereador e presidente da Frente Parlamentar de Políticas sobre Drogas, Wenderson Lopes, esta legislatura tem lutado para que haja ações eficientes no combate às drogas. Neste contexto, a revista “O Lojista” ouviu o vereador sobre o assunto de extrema importância para nossa sociedade atual, visto que resgata jovens das drogas, restaura famílias e promove ações sociais. “A iniciativa surgiu da necessidade de resgatar pessoas envolvidas com as drogas que não sabiam onde recorrer. Diante disto, fizemos um levantamento do que existia de políticas públicas em Anápolis para atender estas pessoas”; fala. Segundo ele, o primeiro passo foi trabalhar junto às comunidades terapêuticas, selecionando os casos mais sérios. “Para que fizéssemos a

triagem, sentimos a necessidade de um local onde as pessoas pudessem buscar esta ajuda e serem encaminhadas para um tratamento eficiente. Hoje temos as unidades terapêuticas e o Centro de Atendimento Psico Social Alquidrogas – CAPS, que atende sem a necessidade de internação (atendimento clínico com o tratamento psicológico, psiquiátrico, terapia de grupo)”; ressalta. Conforme afirmou; as comunidades terapêuticas desenvolvem um trabalho mais social, terapêutico e espiritual. Neste caso há a necessidade de internação por até nove meses. “Após esta última audiência é que conseguimos, junto a prefeitura, estabelecer o Centro de Atendimento e Encaminhamento (Cae – AD) - local onde fornece informações sobre todos os serviços disponibilizados no município com relação ao tratamento contra o uso de álcool e demais drogas, para

18 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 18

21/07/2015 10:14:48


que usuários sejam encaminhados e Ampliação A nossa mensagem é que a sociedade Questionado sobre a possibilidade de se atente mais com relação à sua faacompanhados”; esclarece. Outro ponto discutido em au- ampliar a ação, estendendo a outras mília, assumindo as responsabilidades diência foi com relação à prevenção. redes de ensino, segundo o verea- com o seu filho. A necessidade maior Conforme explicou, o objetivo desta dor esta é uma questão já levantada. é o fortalecimento do círculo familiar, ação é trabalhar a prevenção, realizar “Iniciamos nossa atuação em âmbito independente de religião, mas optano tratamento e a inclusão. “Mas con- municipal, porque é onde atuamos, do pelo exemplo de viver baseado nos sideramos como principal a prevenção mas já levantamos a possibilidade de princípios cristãos O reflexo disto será – desenvolvendo um trabalho junto às estender o programa para a rede es- uma sociedade responsável”. crianças e adolescentes para que eles tadual”; explica. Segundo ele; dando não entrem por esse caminho. Para certo este trabalho de prevenção, com isto, já estivemos reunidos com o Con- projetos pilotos há a possibilidade de O Centro de Atendimento e Encaminhamento (Cae – AD) selho e a Secretaria Municipal de Edu- buscar um convênio com o estado. A próxima ação, de acordo funciona na Rua General Joaquim cação”; diz. O vereador afirmou ainda, com o vereador, é a realização de uma Inácio, 206, Centro (ao lado do que a ideia é implantar na Secretaria pesquisa qualitativa e quantitativa do Shopping Popular). O atendimento Municipal de Educação; um programa dependente químico para que seja re- é de segunda a sexta-feira – horário de prevenção contínua envolvendo os alizado um diagnóstico, garantindo a comercial. Em horários especiais, Disque 132 pais. E explica; “em cada escola terá eficiência do trabalho. Diante da importância deste – serviço ofertado pelo Governo uma pessoa capacitada para que possa identificar o problema e saber lidar programa o idealizador, vereador Wen- Federal, por meio da Secretaria com esta situação”. De acordo com ele, derson Lopes deixa a sua mensagem; Nacional de Políticas Antidrogas o programa oferecerá ainda, uma ca- “a família é a base de tudo e a socie- (Senad). dade é reflexo dos círculos familiares. pacitação dos gestores educadores.

CONCENTRE SUA MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA NA COOPERATIVA E GARANTA SUA FATIA DE RESULTADOS, ALÉM DOS MELHORES SERVIÇOS PARA QUEM É DONO

Conheça as razões para operar com sua própria instituição financeira: 1) No Sicoob, você é dono – decide o que é melhor e a cooperativa viabiliza; 2) Conta com consultoria especializada em seu perfil; 3) Tem equipe financeira exclusiva para atendê-lo; 4) Conveniência e comodidade nas instalações das unidades de negócios da cooperativa, Internet Banking, Mobile Banking e Cartões Múltiplos internacionais com milhagem; 5) Produtos e serviços feitos para suas necessidades; 6) Parcerias com instituições para oferecer melhores condições em seguros,: 7) Previdência; 8) Isenção do IOF diário que na cooperativa é ZERO; 9) Participação nos resultados da cooperativa – quanto mais concentra sua movimentação, mais ganha ao final do exercício; 10) Aplicações com melhor rentabilidade já que os recursos de todos os associados são aplicados em conjunto no mercado financeiro; 11) Recursos próprios para usar como linhas de crédito para viabilizar da melhor forma seus projetos pessoais, profissionais e empresariais.

OUVIDORIA SICOOB: 0800 725 0996 WWW.UNISICOOB.COM.BR/UNICENTRONORTEGOIANO

Julho 2015 · O LOJISTA · 19

CDL_anapolis_junho_2015.indd 19

21/07/2015 10:14:48


ESPAÇO JURÍDICO

Casos em que o consumidor não está com a razão Quem adquire algo está protegido por lei em todas as situações?

A

loja pode se recusar a trocar o sapato que foi presenteado no tamanho errado, não aceitar cartão de crédito ou ainda, se negar a substituir um produto que funcionou por alguns dias obrigando o consumidor a encaminhá-lo para a assistência técnica. Uma das máximas mais difundidas no mundo dos negócios diz que:“o cliente tem sempre razão”, mas isto nem sempre é verdadeiro. Respaldados pela legislação vigente, vendedores e prestadores de serviços conseguem se defender e garantir direitos que, por mito ou falta de bom senso, acabam sendo atribuídos exclusivamente aos clientes. Acostumados a ser fidelizados por lojistas, que na hora defechar o negócio oferecem benefícios, os brasileiros acreditam estar sempre respaldados pelo Código de Defesa do Consumidor quando se sentem lesados em suas relações de consumo. Ainda que tenham razão em grande parte das queixas, a balança pode pender para o fornece- Ao comprar um smartphone na loja, e exigir a troca imediata do produto. dor em alguns casos, desta forma, o vendedor testa o produto na sua Mas, o fabricante não é obrigado a antes de gastar energia e dinheiro frente, mostra que tudo funciona fazer a troca imediata de um probuscando direitos, o melhor é se normalmente, entretanto, ao che- duto com defeito evidente ou vício informar sobre o que pode e o que gar em casa, após utilizar o novo oculto. A empresa tem o prazo de não pode no conflituoso mundo do aparelho por alguns dias, você des- 30 dias para resolver junto à assisconsumo. cobre que as coisas não estão tão tência técnica. Só depois é que o bem assim. Quando o celular é co- cliente pode exigir a troca, a devoEstá com defeito? Aguarde o con- locado para carregar e ele para de lução do dinheiro ou abatimento no serto funcionar, a vontade é voltar à loja preço de um novo produto. 20 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 20

21/07/2015 10:14:48


Troca de produto sem problema é somente um ato de gentileza. A cena é comum após datas comemorativas,quando os estabelecimentos comerciais são invadidos por consumidores objetivando realizar a troca da mercadoria. Não há qualquer determinação legal que exige a troca do produto vendido em tamanho errado, ou mesmo a substituição do mesmo, por outro modelo ou cor. Entretanto, para realizar a troca, o consumidor acredita que o necessário é que a mercadoria esteja com etiqueta e dentro do prazo de troca, correto? Nem sempre. Exigir a troca de qualquer mercadoria que não apresente defeito, comprada pela própria pessoa ou por terceiros, é uma prática no “uso e costume” aplicada pelo comércio. O Código de Defesa do Con-

sumidor não obriga as lojas a substituirem o produto. Mas por que os comerciantes costumam oferecer essa opção? Por gentileza e também para fidelizar os clientes.

te, de um erro. Ideal nestes casos,é que a empresa faça uma errata ao folheto, jornal, radio, TV e realize sua distribuição em locais de grande circulação de consumidores. É rePreço muito baixo? Não adianta comendado tambémque fixe em tentar – a empresa não é obriga- local visível no Procon, Juizados Esda a vender peciais Cíveis, e principalmente em O folheto promocional mal come- seu endereço comercial. ça a ser distribuído e, em poucos minutos, a concessionária está lota- Só em dinheiro! da de clientes. Na oferta, um carro Não hálei que obrigue o estabele0km que custa em torno de R$ 40 cimento a aceitar cheque e cartões mil está sendo vendido por menos de crédito ou débito. A única obride R$ 3 mil. Os consumidores exi- gação é aceitar a moeda corrente. gem comprar pelo preço anuncia- Entretanto, para que não ocorra do. Em casos como este, quando constrangimento ao consumidor, a se trata de um erro evidente, a loja empresa deverá fixar essas restrinão é obrigada a vender pelo preço ções de pagamento em local visíanunciado. vel. Importante ainda, que o consuImportante esclarecer que midor se informe sobre as formas o bom senso deve prevalecer em de pagamento ao adentrar em um situações que se tratam, obviamen- estabelecimento comercial.

Julho 2015 · O LOJISTA · 21

CDL_anapolis_junho_2015.indd 21

21/07/2015 10:14:49


DICAS JURÍDICAS

Novos critérios para acesso ao seguro-desemprego trarão mudanças para trabalhador

O

critério para o acesso ao abono salarial, de acordo com o relatório aprovado, é ter trabalhado 90 dias. O texto original da MP 665 previa 180 dias de trabalho. A regra anterior à

medida do governo exigia 30 dias de trabalho. “O abono salarial é a mais impopular de todas as alterações da MP 665, já que antes, o abono era pago para o trabalhador que tivesse exercido atividade remunerada

por, pelo menos 30 dias. Com a nova determinação, o período mínimo é de 90 dias, alcançando diretamente quem mais precisa do dinheiro, que, sem dúvida, é o trabalhador que recebe no máximo dois salários mínimos”.

OAB critica projeto de lei que regulamenta a terceirização nas empresas

P

rojeto de Lei que regulamenta terceirização do trabalho tem provocado muitos debates. A matéria já passou pela Câmara dos Deputados e aguarda agora a apreciação dos senadores. O presidente da Comissão de Direito do Trabalho da OAB-RJ, Marcus Vinícius Cordeiro, colocou as desvantagens para trabalhadores e empresas caso o projeto vire lei; • O artigo 7º, a Constituição Federal “prevê a possibilidade da

ampliação do rol de direitos sociais mínimos assegurados aos trabalhadores, com vistas à melhoria de sua condição social” e que, “com a aprovação do atual texto do PL 4.330/04, o que se vislumbra é justamente o contrário, vez que permitirá tratamento desigual – salários, benefícios, entre outros. Tal cenário reduz direitos e solapa os sagrados princípios da isonomia e da dignidade da pessoa humana, retirando o real valor social que a Constituição da República atribui ao trabalho, e contraria a

ordem jurídica do estado democrático de direito, os direitos humanos e a justiça social”. • Em relação aos concursos para cargos públicos e à possibilidade das novas regras afetarem empresas e órgãos públicos, o advogado Marcus Vinícius Cordeiro diz que a nova lei vai contornar o princípio geral, impessoal e republicano do concurso público, um dos instrumentos de combate ao nepotismo, que estabelece critérios de igualdade para a conquista do trabalho.

22 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 22

21/07/2015 10:14:49


Eireli? O que é?

A

Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI) é aquela constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não poderá ser inferior a 100 (cem) vezes o maior salário-mínimo vigente no País. O titular não responderá com seus bens pessoais pelas dívidas da

empresa. A pessoa natural que constituir empresa individual de responsabilidade limitada somente poderá figurar em uma única empresa dessa modalidade. Ao nome empresarial deverá ser incluído a expressão “EIRELI” após a firma ou a denominação social da empresa individual de responsabili-

dade limitada. A EIRELI também poderá resultar da concentração das quotas de outra modalidade societária num único sócio, independentemente das razões que motivaram tal concentração. A Empresa individual de responsabilidade limitada será regulada, no que couber, pelas normas aplicáveis às sociedades limitadas.

Projeto prevê flexibilidade em empresa individual de sociedade limitada e cria Sociedade Unipessoal

C

omissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou o Projeto de Lei 6698/13, do Senado Federal, que flexibiliza a legislação sobre empresa individual de responsabilidade limitada (Eireli) e institui o modelo de sociedade limitada unipessoal (SLU). A proposta irá alterar o Código Civil (Lei 10.406/02). No texto, a obrigatoriedade de ca-

pital mínimo para a constituição de Eirelli e a necessidade de integralização imediata do capital; deixarão de existir. Além disso, a proposta prevê que as empresas passem a ser constituídas apenas por pessoa natural – pessoa física, a qual poderá ser titular de mais de uma empresa. A legislação atual não especifica qual o tipo de pessoa é habilitado

a constituir a Eireli – se jurídica ou natural. No entanto, limita a constituição de uma Eireli por pessoa natural. O projeto também cria a sociedade limitada unipessoal, que se sujeitará às normas da sociedade limitada, exceto quanto à pluralidade de sócios. Por sua vez, a sociedade unipessoal poderá se transformar em sociedade limitada.

Julho 2015 · O LOJISTA · 23

CDL_anapolis_junho_2015.indd 23

21/07/2015 10:14:49


CDL_anapolis_junho_2015.indd 24

21/07/2015 10:14:49


CDL_anapolis_junho_2015.indd 25

21/07/2015 10:14:52


CDL EM FOCO

CDL Cobrança se destaca entre os serviços oferecidos pela CDL Serviço contribui para que os devedores voltem a ter poder de compra

U

m dos serviços de grande utilidade ao associado CDL é o CDL Cobranças. O serviço contribui para que os devedores voltem a ter poder de compra e incentiva o desenvolvimento do comércio anapolino. Por meio deste serviço, os devedores podem negociar seus débitos com as empresas filiadas, por meio da atuação dos colaboradores do departamento da entidade. Estimativas apontam que 80% das negociações mediadas pelo setor chegam a um consenso entre as partes, o que favo- o registro de devedores apenas se as rece o pagamento da dívida. dívidas foram feitas nos últimos dois “A Central de Cobrança da CDL, anos ou menos. “Se o lojista pudesse com o objetivo de auxiliar seus filiados mandar fichas recentes, seria o ideal. restaurando seus clientes, recebe dia- Os lojistas querem receber os juros riamente em torno de 15 a 20 pesso- dos devedores e protelam para manas buscando acertar suas pendências”; dar”, enfatizou. O período entre 90 a afirmou o supervisor do CDL Cobrança, 120 dias, contados desde a contração Reginaldo José da Costa. Este serviço da dívida, seria o ideal para uma maior vem beneficiar principalmente as em- possibilidade de encontrar o devedor. presas menores que têm dificuldades De acordo com ele, os resulem colocar cobrador ou um escritório tados do CDL Cobrança poderiam ser específico para este serviço. ainda maiores se houvesse mais coAtualmente, em torno de laboração por parte das empresas. “O 4.200 devedores estão cadastrados no que impede (o setor) de atuar melhor banco de dados do CDL Cobrança, le- é que trabalhamos em cima dos davando apenas o universo dos registros dos fornecidos pelos lojistas; e os lofeitos pelas empresas desde janeiro jistas não têm o costume de fazer a de 2006. O número de débitos chega atualização dos dados, ou de efetuar a 35.848. Segundo Reginaldo, é aceito um cadastro mais rico”, destacou.

Como funciona o departamento? As empresas contratam o serviço CDL Cobrança para reaver débitos antigos de clientes. Em seguida, os devedores são contatados por telefone. Caso não sejam encontrados, os contatos de terceiros fornecidos durante a compra em determinada loja serão utilizados. No caso de insucesso nessas duas etapas, a cobrança externa é utilizada, para o contato direto com o devedor. O envio de cartas é um procedimento que também é adotado na CDL em todas as situações de cobrança.

26 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 26

21/07/2015 10:14:55


CDL Mulher realizou bingo beneficente dos familiares do menor que pode contar com uma ajuda substancial para o tratamento.

C Conheça as novas unidades do Laboratório Sabin em Anápolis.

É a CDL Mulher abraçando causas sociais que têm feito à diferença em Anápolis.

O Laboratório La Sabin possui mais de 31 anos de dedicação à medicina laboratorial e a vvocê. ê. Confira a qualidade reconhecida n e os diferenciais do Laboratório o Sabin nos bairros de Jaiara e a Jundiaí. ŔBUFOEJNFOUPBEJWFSTPT planos de saúde

Ŕ4BMBEFDPMFUBFTQFDJBM

Ŕ"DFTTJCJMJEBEFBQPSUBEPSFT de necessidades especiais

ŔColeta de DNA e 4FYBHFN'FUBM

Condições especiais para associados da CDL. Jaiara: Avenida Fernando Costa nº 384, loja 03. Jundiaí: Praça D Dom Emanuel, nº 97.

ISO 9001: 2008

Dra. Juliana Pinho - CRBM: 1740

P

ara cumprir a agenda de 2015 da CDL Mulher, no dia 21 de maio foi realizado um bingo beneficente no salão da Igreja São Sebastião. O dinheiro arrecadado favoreceu um menor para a compra de remédio de alto custo e beneficiou ainda, a Delegacia Especializada em Atendimento ao Idoso, dirigida pelodelegado Manuel Vanderic Filho. Sensibilizados com a causa, o comércio anapolinodoou inúmeras prendas, além do primeiro prêmio no valor R$1000 reais, disponibilizado pela CDL Mulher. O evento atraiu um grande público, vindo de encontro ao objetivo do CDL Mulher ao idealizar a iniciativa. As prendasfizeram a alegria dos participantes e principalmente,

Anápolis: 62 3098-7181

Julho 2015 · O LOJISTA · 27

CDL_anapolis_junho_2015.indd 27

21/07/2015 10:14:55


CDL realiza a 4ª edição do Banho de Loja “Conhecendo o programa Banho de Loja” foi o tema que levou os empresários anapolinos a conhecer o programa implantado em 2012 na entidade, com a parceria da Federação dos Dirigentes Lojistas de Goiás FCDL e do SEBRAE. A ação visa despertar no empresário anapolino uma maior consciência quanto às mudanças estruturais e comportamentais que devem ser adotadas em seu negócio. Segundo os empresários que participaram, o programa vem fazendo a diferença em seu negócio, tanto que não são poucas as empresas que procuram a entidade interessada em saber como se desenvolve o “Banho de Loja”. Na palestra, o consultor e instrutor do SEBRAE, Júlio César de D. Maciel, falou da expectativa e meta principal de colaborar com o meio empresarial neste momento crítico da economia do país. “É importante lembrar o empresário que, como gestor, ele tem que ter um olhar direcionado às pessoas, aos seus custos, os estoques, e principalmente, para o merchandising e as técnicas de ven-

das. É com esta meta que oferecemos esta oportunidade de conscientização neste sentido, com a garantia de que

o programa é sucesso consolidado no Brasil inteiro e principalmente, no Estado de Goiás; afiança.

28 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 28

21/07/2015 10:14:56


ENTREVISTA

Cruzada pela Dignidade tem novos planos de ação em Anápolis A Associação Cruzada pela Dignidade (ACD) atua em Anápolis desde 2007, em benefício de famílias carentes buscando resgatar a dignidade e os valores primordiais á manutenção dos bons costumes. Desde então são desenvolvidas ações diversas para que a organização não governamental venha cumprir com os seus objetivos. O juiz da Infância e Juventude da Comarca de Anápolis e presidente de honra da ONG, Carlos José Limongi Sterse, obstinado na luta pela reorganização da família, vem desenvolvendo um trabalho diferenciado no município buscando unir as entidades de apoio assistencial. E para falar sobre a ONG, a revista “O Lojista” trouxe o presidente da Associação. “O Lojista” -O que levou a ideia de criação da Cruzada da Dignidade e quando deu início este trabalho em Anápolis? Juiz Carlos Limongi -A Cruzada pela Dignidade surgiu no ano 2000 na cidade de Orizona – Goiás. Ao realizar as audiências percebi que grande parte dos problemas que era encaminhado ao Poder Judiciário tinha como fonte principal algum tipo de desajuste na família. As audiências eram feitas e os processos arquivados. Os mesmos problemas, ou às vezes até mais graves, voltavam através de outros processos. O grande desafio não era o de arquivar os processos e sim os conflitos. Resolvi, então, conclamar toda a sociedade para uma reunião no Fórum. Foram convidados representantes dos Poderes Executivo e Legislativo, Polícias Civil e Militar, Ministério Público, lideranças religiosas, ONG’s e voluntários da comunidade. Mostrei que o problema não era só do judiciário, mas que todos nós, unidos, poderíamos de alguma forma ajudar a estruturar as famílias e diminuir os pro-

blemas, trazendo alento e paz àquele povo tão sofrido e carente, as vezes não de pão, mas sim de calor humano. As visitas começaram a ser feitas e a comunidade descobriu um tesouro precioso, o SERVIR. Aquelas visitas e as discussões em grupo trouxeram solução para vários problemas e a Cruzada pela Dignidade tomou forma. Ao ser promovido para a comarca de Anápolis – Goiás encontrei os mesmos entraves, porém em proporção superior, por tratar-se de uma cidade de grande porte. Estimulado pelo êxito do

movimento em Orizona, apresentei a mesma proposta que foi prontamente abraçada pela comunidade e hoje conta com mais de 300 voluntários cadastrados. Em razão dos resultados alcançados e por ser considerado um movimento indispensável à sociedade anapolina, decidimos transformá-lo numa Associação, que hoje é legalmente constituída e vem atuando no município desde o mês de junho do ano 2008. Sua diretoria executiva é composta por representantes da sociedade civil, sendo este magistrado seu Presidente de Honra.

Julho 2015 · O LOJISTA · 29

CDL_anapolis_junho_2015.indd 29

21/07/2015 10:14:57


“O Lojista” -Este ano foi realizado um gistradas e encaminhadas seis fotos de concurso de redação envolvendo escolas cada ação com um breve resumo da públicas e particulares, como se desen- atividade desenvolvida, sendo postadas no facebook da Associação Cruzada Pela volveu este trabalho? Juiz Carlos Limongi -No dia 25 de feve- Dignidade. Houve um júri para avaliação reiro de 2015 foi lançado pela Cruzada pela Dignidade o concurso de Redação e dos alunos ganhadores do Concurso de Gincana Social. As inscrições foram feitas Redação e na modalidade de Gincana no site da Associação www.cruzadadig- Social venceu a Escola que teve o maior nidade.com.br. O concurso de redação número de compartilhamentos no facede gincana social fez parte da campanha book. Esta prática estimulou os alunos a “Eu Sou do Bem Eu Sou de Deus” e vi- compartilharem as ações do bem. souao envolvimento das escolas públicas e particulares do município de Anápolis, “O Lojista” -Qual foi a finalidade desta trabalhando temas relacionados às boas ação como parte dos trabalhos desenvola nós nessa campanha. Façamos a difeações, princípios, virtudes e valores com vidos pela associação? os alunos, a fim de estimulá-los a interio- Juiz Carlos Limongi -A campanha visa rença e participemos da construção de rizar esses valores e serem proativos na também a incentivar as pessoas a usa- um novo mundo. A responsabilidade é formação de uma verdadeira corrente do rem as redes sociais para compartilha- e sempre será de todos nós. bem. O concurso de redação abrangeu rem as ações do bem e descartarem todas aquelas que não sejam edificantes, “O Lojista” -A associação tem outros placinco categorias: Categoria A – Alunos do 4º e 5º anos do formando uma verdadeira corrente do nos de ação para o ano de 2015? Ensino Fundamental com o tema “Boas bem. Dentro dessa campanha lançamos Juiz Carlos Limongi -Sim. A Associação o concurso de redação com os temas Cruzada pela Dignidade lançou em 2014 Ações”; E com o tema “Eu sou do bem, eu sou “Boas Ações” e “EU SOU DO BEM – EU SOU a Campanha Permanente: “EU SOU do DE DEUS” para alunos do quarto ao nono bem, EU SOU de Deus”, cujointuito é estide Deus” Categoria B -Alunos do 6º e 7º anos do ano e a Gincana Social para os alunos do mular a prática de boas ações e trabalhar ensino médio. O objetivo é colocá-los princípios, virtudes e valores e mostrar Ensino Fundamental; Categoria C – Alunos do 8º e 9º anos do como questionadores e protagonistas de à sociedade que somos a maioria, que uma nova sociedade onde as ações do praticamos o bem, fazemos a diferença Ensino Fundamental; Categoria D – Estudantes do Programa de bem predominem, contribuindo, assim, em nossa comunidade e que unidos poEducação de Jovens e Adultos do Segun- para a construção de um mundo de paz demos viver em paz, dignidade e com a do Segmento ( EJA- Ensino Fundamental); e tolerância, onde todos possam viver na família fortalecida. Categoria E – Estudantes do Programa de plenitude do amor com suas famílias e O título da campanha é basEducação de Jovens e Adultos de Jovens com os demais seres que fazem parte de tante sugestivo. Significa o compromisso nosso mundo. Tivemos a adesão de 127 que fazemos com Deus de fazer o bem. e Adultos ( EJA- Ensino Médio); Para os alunos do ensino médio (cento e vinte e sete) escolas, entre pú- Realizarmos, pelo menos, uma boa ação regular a modalidade foi Gincana Social, blicas e particulares, totalizando 63.261 por dia e nos empenharmos em sermos onde cada escola desenvolveu um pro- (sessenta e três mil e duzentos e sessen- pessoas melhores, sendo um melhor jeto social junto à Comunidade. As ações ta e um) alunos. filho(a), um melhor pai, mãe, mariConvido o caro leitora se juntar do, esposa, enfim, um melhor cidadão realizadas nesta modalidade foram re-

CDL_anapolis_junho_2015.indd 30

21/07/2015 10:14:58


e disposto a tratar os outros com mais alcançar ainda, mas já estamos colhendo amor, tolerância e paciência. Uma fitinha os frutos, pois as pessoas têm nos procuou adesivo com o título da campanha rado com mais frequência querendo ser vêm sendo distribuída aos participantes, voluntárias na Cruzada pela Dignidade, servindo como um lembrete do compro- sendo tocadas com esse desejo de fazer misso assumido. Mas, na verdade, o mais o bem, como forma de combater o mal. A importante é que esse compromisso es- cada família que é amparada ou auxiliateja em nosso coração e passemos a sair da pela Cruzada, cada jovem que pratica do estado de inércia e perplexidade e uma ação do bem, é uma semente que germina e produz novos frutos. A divultrabalhemos efetivamente pelo bem. Integrando a Campanha Per- gação do trabalho pelos meios de comumanente, uma vez que as ações do bem nicação tem atraído pessoas dispostas a não tem prazo para acabar, a Associação serem também colaboradoras. Por outro Cruzada pela Dignidade lançou a cam- lado, leva também a informação àquelas panha de oração intitulada SEM DIAS DE pessoas que necessitam de apoio em alORAÇÃO, com S, o que significa que é guma situação e vem nos procurar. Enfim, sem dia para terminar. Devemos colocar as expectativas desde o início do projeto em nossas orações cotidianas, intenções sempre foram de fazer e propagar o bem, pelas nossas famílias e pelas demais e então posso afirmar que a Cruzada pela estimular a família a orar com todos os Dignidade tem alcançado seus objetivos, porém com a firme convicção de que é seus membros reunidos. Além dessas ações permanen- necessário o envolvimento de toda a sotes, realizamos neste primeiro semestre ciedade, para que esse projeto seja cada a “Primeira Conferência sobre: valores vez mais abraçado por cada um, para familiares como único caminho para a que a corrente do bem se fortaleça cada construção da paz”, onde serão discuti- vez mais. dos com toda a sociedade anapolina temas relevantes em prol da família, com “O Lojista” -Qual avaliação o senhor faz a realização de um momento inter-reli- do trabalho realizado desde a criação gioso, com a participação de líderes de desta associação em Anápolis? Juiz Carlos Limongi -O trabalho da diversas denominações. Para o segundo semestre outras Cruzada é chamar a comunidade à resações serão desenvolvidas, como um ponsabilidade para auxiliar jovens que encontro com os adolescentes para dis- enfrentam problemas com o alcoolismo, cutirmos políticas públicas, palestras nas desagregação familiar e violência doescolas, visitas às famílias e também um méstica. A principal arma da Cruzada é a conscientização da população, por meio evento inter-religioso. de palestras e participação em eventos “O Lojista” –As ações desenvolvidas têm públicos. Nosso foco é a família. vindo de encontro às expectativas? Juiz Carlos Limongi -Sim. Temos muito a “O Lojista” -Gostaria de deixar uma men-

CDL_anapolis_junho_2015.indd 31

sagem a sociedade de uma forma geral, da importância deste trabalho e de sua divulgação no município? Juiz Carlos Limongi –A Associação Cruzada pela Dignidade visa ao fortalecimento dos núcleos familiares atendidos pelos Sistemas de Justiça e de Garantias e Direitos, e principalmente unir a sociedade civil organizada contra a violência. Estamos vivendo num mundo globalizado, o que acontece em qualquer parte do planeta nos chega em tempo real. Infelizmente temos sido bombardeados por notícias e fatos negativos que são disseminados pela imprensa e pelas redes sociais.Tem sido dada muita ênfase às ações do mal, parecendo que não há mais esperança e que não existem pessoas que trabalham pelo bem e pelos valores da família. O mal se organiza e suas ações são alardeadas com veemência. Assaltos, homicídios, violência sexual e doméstica, violência nas escolas, corrupção e uma série de incitações à promoção de atos violentos e de ódio contra as pessoas, por simplesmente, professarem outra religião, serem de outra raça ou por apenas pensarem de forma diferente, são perpetrados nos quatro cantos do planeta. A sociedade formada pelas pessoas de bem vem se sentindo incomodada, mas, de forma geral, permanece inerte frente a tantos atos de brutalidade. Precisamos dar um basta a essa inércia e combater o mal com a única forma capaz de vencê-lo: O BEM. Estamos mostrando que isso é possível. Que cada um faça a sua parte, saia do comodismo e assuma um papel de protagonismo na construção de um mundo melhor.

21/07/2015 10:14:59


CONQUISTA

Aprovada ampliação dos limites de enquadramento no Supersimples Projeto propõe mudanças que aumentam a competitividade

N

o dia 1º de julho, a Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei complementar (PLP) 25/07, que aprimora a legislação existente e promove uma série de benefícios para o crescimento das micro e pequenas empresas. O texto segue agora para votação no plenário da Câmara. O Projeto propõe mudanças que aumentam a competitividade, eliminando obstáculos inseridos no atual regime que, até então, inibiam a transição do Simples para os regimes do Lucro Real e Presumido. “Essa é mais uma vitória que conquistamos para ampliar o Supersimples. Esse é mais um impulso importante que damos para o empreendedorismo no Brasil, para inserir mais pessoas no mercado e estimular o crescimento econômico”, ressalta o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. Segundo ele, o projeto aprovado na

Comissão da Câmara dos Deputados cria uma rampa para as empresas, que não terão mais obstáculos para crescer. E conclui; “no novo regime,

o empresário pode pagar menos impostos, com redução de até 40% no valor. Mas como foram instituídas tabelas, o importante é cada setor

32 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 32

21/07/2015 10:15:00


verificar em qual delas está incluído, para saber a alíquota que vai pagar. Além da tributação, outra mudança do Supersimples será a redução no tempo para abrir ou fechar uma empresa. Para o presidente do SEBRAE, o novo Supersimples funciona como uma reforma tributária no segmento de pequenas empresas”.

Super Simples

Propostas aprovadas O aumento dos valores para enquadramento no regime tributário do Supersimples de R$ 360 mil para R$ 900 mil (receita bruta por ano) para microempresas e de R$ 3,6 milhões para R$ 14,4 milhões (receita bruta por ano) para pequenas empresas; implementação de uma faixa de transição para os microempreendedores individuais (MEI) entre R$ 60 mil e R$ 120 mil e diminuição de faixas de tributação de 20 para sete.

Como faço para entrar no Simples?

Nova forma de tributação das Micros e Pequenas Empresas (MPEs) brasileiras. Esse regime tributário é diferenciado, favorecido e simplificado e incide sobre uma única base de cálculo, a receita bruta da empresa. O Simples Nacional unifica tributações federais, estaduais e municipais e prevê isenções e impostos numa nova linha de escala, nos termos definidos na Lei Nº 123/2006.

A opção é feita unicamente pela Internet, no site mantido pela Receita Federal. Na lateral direita, escolha “Solicitação de Opção” e utilize um Certificado Digital, se tiver. Do contrário, utilize o Código de Acesso fornecido pela Receita Federal. Você vai precisar do CNPJ e do CPF do responsável pela empresa. Depois que o Código de Acesso for gerado, retorne para a “Solicitação de Opção”, depois “Código de Acesso.” Você vai precisar novamente do CNPJ e do CPF do responsável. Depois é só preencher o formulário na Internet.

Julho 2015 · O LOJISTA · 33

CDL_anapolis_junho_2015.indd 33

21/07/2015 10:15:00


AUTOMAÇÃO

Consumidor exige inovação no varejo A Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil) divulgou recentemente, uma pesquisa sobre o atual cenário do mercado de automação e o uso de código de barras nas cadeias de automação e varejo. Um dos pontos de foco da pesquisa foi o aumento e o crescimento da percepção dos clientes no uso de tecnologias.

D

e acordo com pesquisa, que difunde globalmente o uso de padrões de identificação para produtos, a pesquisa aponta que 89% dos consumidores entrevistados usam código de barra em suas compras. Segundo Marina Pereira, gerente de inteligência de mercado desta associação, o consumidor brasileiro vem evoluindo em matu-

ridade no uso dos códigos de forma muito rápida, como um instrumento de informação dos produtos e não apenas de consulta de preços.” O consumidor agora quer ir além, e os fabricantes e varejistas precisam investir”, afirmou. A pesquisa apontou que 88% dos entrevistados desejam que os códigos contenham informações como validade do produto, e 86%

tem interesse em consultar dados adicionais do produto usando aplicativos móveis. “Estamos em uma era do marketing dos sentidos, em que a experiência de consumo será decisiva para ganhar o consumidor”; destacou a especialista. Para as empresas, a preocupação com os consumidores na adoção destas tecnologias não chega a

34 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 34

21/07/2015 10:15:02


ser uma unanimidade. Em torno de 66% das companhias entrevistadas afirmaram que acompanham de perto o desenvolvimento tecnológico para estar em linha com o mercado e desejo dos clientes. Entretanto, as empresas declararam um investimento tímido em novas tecnologias, visto que 27,7% delas apontaram um repasse de 1% a 2% de seus faturamentos nesta direção. Ainda segundo a pesquisa, cerca de R$ 189 bilhões são movimentados anualmente em vendas

feitas via código de barra. “Os consumidores estão pedindo inovações na experiência de compra. É papel dos varejistas em dar este passo, tanto para ganhos operacionais, como também na conquista do cliente”, destacou Marina. Além disso, a empresa também mira o futuro, tentando levar seus padrões para tendências que farão parte da realidade do consumidor nos próximos anos, como é o caso da Internet das Coisas. Conforme afirmou, o Brasil ainda tem um longo caminho a

percorrer em relação a mercados mais maduros, como Estados Unidos e Ásia, que já estão à frente do uso automatizado de equipamentos para a venda e controle de produtos. Exemplos são de marcas como Best Buy, que tem quiosques automatizados para a venda de produtos em aeroportos e outros ambientes de grande fluxo. No Brasil, não existem grandes iniciativas do tipo até o momento. “O mercado local precisa amadurecer mais para poder trazer este tipo de inovação”; finalizou.

Julho 2015 · O LOJISTA · 35

CDL_anapolis_junho_2015.indd 35

21/07/2015 10:15:03


LEGISLAÇÃO

Procons passam a atender o MEI Procons passam a atender o MEI

C

om a assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica entre o Sebrae e a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, os microempreendedores individuais (MEI), que faturam até R$ 60 mil por ano, poderão recorrer aos Procons (orgãos estaduais e municipais de defesa do consumidor), para a resolução de problemas relacionados ao consumo de produtos e serviços. Até então, este direito era limitado apenas às pessoas físicas. Os Procons receberam uma nota técnica com a recomendação para atenderem as demandas do MEI, relacionadas às relações de consumo. De acordo com a secretária nacional do Consumidor, Juliana Pereira da Silva, o MEI passa a contar com o suporte legal do Código de Proteção e Defesa do Consumidor. “O trabalhador individual, além de cidadão, também é reconhecido como consumidor. O que confere proteção a essa parcela de trabalhadores é um pacto entre os órgãos de defesa do consumidor e o mercado”, explicou a secretária. Para a diretora-técnica do Sebrae Nacional, Heloisa Menezes; esse acordo marca mais uma etapa de evolução do ambiente legal, desde a implantação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, com a recomendação aos Procons de todo o Brasil do tratamento diferenciado ao Microempreendedor Individual. “É de

fato o maior movimento de inclusão produtiva no mundo”; avalia. O acordo tem por objetivo desenvolver estratégias conjuntas para a promoção da educação financeira das micro e pequenas empresas e do MEI, vindo beneficiar 5 milhões de microempreendedores individuais existentes no Brasil. A partir de agora, os microempreendedores já podem contar com ferramentas de orientações e superações de conflitos, como a plataforma www.consumidor.gov.br.

ma o Sebrae Nacional, em 2022 eles serão entre 8,5 milhões e 10 milhões. O comércio varejista é maioria desses empreendedores nos segmentos de roupas e acessórios; obras; salões de beleza; bares e lanchonetes.

Comércio Varejista Hum milhão de trabalhadores são registrados como microempreendedores em todo o país, e conforme afir-

36 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 36

21/07/2015 10:15:03


Simples Nacional? O Simples Nacional é um regime tributário simplificado que Micro e Pequenas Empresas (MPEs) podem ser enquadradas. Por que simplificado? Por que ele junta 8 tributos (IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, Cofins, IPI, ICMS, ISS e CPP) numa única forma de cálculo e pagamento, facilitando a vida das MPEs. Para ser calculado o tributo, é necessário utilizar a tabela do Simples Nacional e verificar a faixa de receita bruta dos últimos 12 meses em que a empresa está para saber o percentual que deverá ser pago de impostos do Simples Nacional.

O que é o Micro Empreendedor Individual (MEI)? Já o MEI é um modelo de empresa que visa trazer para a legalidade, empreendedores individuais. Esse modelo de empresa pode ser optante pelo Simples, porém sem a necessidade de pagar tributos federais (IRPJ, PIS, Cofins, IPI e CSLL), sendo necessário pagar apenas o INSS a 5% do Salário Mínimo; ICMS à R$1,00 sem alterações (Comercio e Indústria) e ISS à R$5,00 sem alterações (Prestação de Serviços). Caso a MEI contrate funcionários, terá de pagar alguns outros tributos.

Julho 2015 · O LOJISTA · 37

CDL_anapolis_junho_2015.indd 37

21/07/2015 10:15:03


COMÉRCIO

Vitrina Visual Merchandising Melhora das estratégias de apresentação dos seus produtos e serviços é o impacto em seu negócio

U

ma forma garantida de criar uma identidade, construir um clima agradável para sua empresa é a atenção à vitrina e ao visual merchandising. Também faz parte da estratégia de venda, convencer o consumidor do valor do produto a ser comercializado e da sua loja. A vitrine é uma das ferramentas mais eficientes de comunicação entre a loja/marca e o seu cliente em potencial. Seu projeto deve atrair o cliente e convencê-lo de que aquele produto exposto é indispensável. “Vender deve ser encaradocomo consequência de uma vitrina bem projetada”; é o que diz a maioria dos vendedores das lojas que se preocupam com esta estratégia de venda para atrair os consumidores. Mas é a maioria dos lojistas que utiliza esta estratégia? – Andando pelas ruas do centro comercial de Anápolis podemos observar que o comércio tradicional tem se atentado a este aspecto. A revista “O Lojista” ouviu a empresária Larissa Rodrigues, do segmento de roupas. Segundo ela, no seu estabelecimento a vitrine é renovada no máximo de dois em dois meses. “A vitrina bem montada atrai o consumidor que sempre busca as últimas tendências. Frequentemente, ela sugere a montagem de peças o que também, é de extremo interesse do consumidor, além de nos ser

favorável, já que a maioria dos looks que montamos, com peças variadas comercializadas em nossa loja, é levada”. E ainda conclui; “a vitrina contribui de forma direta para chamar a atenção dos passantes com relação ao estilo do momento, assim como, para comunicar ações promocionais e faixa de preços dos produtos do segmento em questão”. Para Zuleika Silva Marques – proprietária de uma loja do segmento de acessórios, a sua vitrine está sempre sendo inovada. “ Procuro sempre inovar e busco novos parceiros. Acreditamos no comércio de Anápolis,

38 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 38

21/07/2015 10:15:04


que sempre nos deu retorno, visto que sempre nos preocupamos com o melhor preço e investimos em promoções, respondendo positivamente a expectativa do nosso consumidor. Pesquisa do SEBRAE apontaque a simples melhoria nos aspectos de visual merchandising, ou seja, vitrinas, fachada, iluminação, organização interna, entre outros itens, são seguramente capazes de ampliar as vendas de 12% até 40%, por isto, este

é um dos pontos trabalhados com os lojistas que participam do “Banho de Loja”– projeto implantado pela CDL de Anápolis em parceria com o SEBRAE. A percepção visual é o alicerce de qualquer esforço para atrai clientes; é o que garantem os consultores do setor. Conforme afirmou a maioria dos lojistas de Anápolis; todo negócio que buscas e diferenciar da concorrência deve ficar atento a este primeiro impacto que leva o consumi-

dor as compras, por isso é tão importante à exposição de seus produtos de maneira correta. De acordo com a empresária Larissa Rosa, proprietária de uma loja de semi joias, é por conhecimento de causa que ela investe permanentemente na vitrina de seu negócio. “As vitrinas compõem o conjunto de estratégias de marketing para a divulgação dos produtos de determinados segmentos do comércio”; garante.

Julho 2015 · O LOJISTA · 39

CDL_anapolis_junho_2015.indd 39

21/07/2015 10:15:05


AGENDA

Vem aí, II Fórum Nacional do comércio O evento acontece nos dias 27 e 28 de outubro, com a participação de empresários do comércio de todo o Brasil

A

Convenção Nacional do Comércio Lojista é tradicionalmente, realizada pela CNDL – um encontro de negócios, que eleva a economia do País. Este ano, o evento vai acontecer nos dias 27 e 28 de outubro. Assim como nos anteriores, as 27 Federações Estaduais e as 1.870 Câmaras de Dirigentes Lojistas do Brasil convidam seus associados à participarem desta edição do Fórum Nacional do Comércio, com o intuito de levar novas técnicas utilizadas

para fomentar os negócios. O encon- soluções e orientações sobre o tema. Objetivando a disseminação tro proporciona ainda, uma troca de informações e experiências, além do de informações sobre as entidades que representam o varejo brasileiro congraçamento das classes. Os organizadores do evento nacionalmente, e prevê ainda, apredeste ano preparam uma recepção sentar aos participantes a UNECS calorosa a todas as delegações de – União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços, entidade recém nosso país. criada e formada pela CNDL, ABAD, ABRASEL, CACB, ABRAS, ANAMACO e Palestras Na oportunidade, serão apresentados ALSHOP. “Qual o papel do RH na protemas que desafiam o varejo brasileiro, como Crédito e Consumo, onde os dutividade do varejo?” é outro tema especialistas do assunto apresentarão que será amplamente discutido, tor-

40 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 40

21/07/2015 10:15:05


nando o engajamento mais presente nas empresas. Durante o almoço o Fórum aguarda a presença de uma autoridade que falará sobre Multicanal / Mídias Sociais / Marketing. Assuntos por demais importantes no varejo, trazendo as novidades e preparação para os desafios que estão por vir. E na solenidade de encerramento está prevista uma palestra sobre ECONOMIA BRASILEIRA. Perspectivas sobre o tema e a visão de um especialista sobre futuro a curto e médio prazo.

interesse no desenvolvimento deste segmento. O público alvo participante do evento é formado por lojistas, com ampla potencialidade na realização de negócios.

História A Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas – CNDLhá 54 anos vem realizando com sucesso, um evento que ressalta a classe lojista do Brasil e proporciona o crescimento das empresas, indústrias, instituições e prestadores de serviços, que têm

Julho 2015 · O LOJISTA · 41

CDL_anapolis_junho_2015.indd 41

21/07/2015 10:15:06


SAÚDE

CROSSFIT – saiba mais sobre a modalidade Programa de condicionamento físico reúne mais de dez capacidades físicas, aumentando o equilíbrio, precisão, força, potência, resistência e flexibilidade

C

riado para militares norte americanos o CrossFit chegou ao público civil no inicio dos anos 2000 tornando-se logo uma febre nos Estados Unidos. Com uma estrutura de aula diferente das demais, o CrossFit é um programa de condicionamento físico geral que proporciona a mais ampla adaptação fisiológica em qualquer pessoa de todas as idades, proporcionando resultados excelentes em pouquíssimo tempo. Isso explica o fato desta modalidade que é também conhecida como o esporte do fitness, ser a atividade física que mais cresce no Brasil e no mundo. CrossFit são movimentos funcionais, constantemente variados realizados em alta intensidade. A novidade deste esporte não são os exercícios realizados, mas a combinação deles em determinados espaços de tempo e repetições. As aulas de CrossFit são divididas em WarmUp (Aquecimento), Skill (Técnica dos movimentos)

e W.O.D. – Workoutoftheday (Treino do dia). Realizados sempre com alta intensidade relativa a cada praticante e respeitando a individualidade dos alunos, os treinos concentram-se em combinações de movimentos ginásticos (feitos com o peso do próprio corpo), metabólicos (movimentos estudo realizado em 2013, esse mesmonocíclicos que se repetem) e wei- mo estudo concluí que a capacidade ghtlifting (levantamento de peso). respiratória de um praticante de CrosA combinação desses exercícios tem sFit aumenta em 15% nos primeiros como principal objetivo aumentar a 3 meses, além dos ganhos de flexibicapacidade de trabalho em relação lidade e melhoria postural. Os movimentos multiartiao tempo e em diferentes domínios das capacidades físicas conhecidas, culares (que utilizam mais de uma melhorando então a força, potência, articulação na execução) nos fazem velocidade, agilidade, coordenação, trabalhar grandes quantidades de precisão, equilíbrio, flexibilidade, resistência muscular localizada e re- Djore Fleming , Bacharel e Licenciado em Educação sistência cardiovascular. Trabalhar de maneira tão intensa leva os pra- Física, Especialista em Fisiologia do ticantes a atingirem ótimos resulta- Exercício, Especialista em Treinamento Desportivo, CrossFitlevel, CrossFit dos porque a alta intensidade eleva 2 Trainer, CrossFitLevel 1 Trainer, o metabolismo e reduz o percentual CrossFitWeightliftingTrainer e de gordura corporal em até 20% mais CrossFitKidsTrainer e CrossFit Judge do que as demais atividades segundo

42 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 42

21/07/2015 10:15:07


músculos em cada movimento gerando maior resposta neuroendócrina e melhor adaptação fisiológica. Por ser um esporte de movimentos complexos o acompanhamento deve ser feito por profissional qualificado e para poder ministrar aulas de CrossFit o profissional é obrigado a fazer o Curso de Certificação CrossFitTrainerLevel 1 com instrutores americanos e passa por um teste no final do curso, onde somos orientados e avaliados para nos tornarmos aptos a ensinar a modalidade. Os estudos e capacitações são levados muito a serio e por esse motivo os verdadeiros instrutores e praticantes de CrossFit rejeitam o “jeitinho brasileiro” de dar aulas sem fazer os cursos exigidos colocando em risco a saúde dos alunos que pela falta de conhecimento caem na conversa desses aproveitadores. O modelo teórico de programação do CrossFit tem a boa nutrição

como base de sua pirâmide, esse esporte prega a alimentação mais limpa e saudável possível dando preferência aos alimentos naturais e evitando ao máximo os processados e industrializados. Essa mudança na alimentação é bastante enfatizada na Box (nome dado ao local onde se treina o

CrossFit) e criando assim um laço de amizade e ajuda mútua entre os praticantes que é outra grande qualidade do CrossFit, o vinculo criado entre alunos e professores transformam todos os integrantes em uma comunidade que carinhosamente chamamos de família.

Julho 2015 · O LOJISTA · 43

CDL_anapolis_junho_2015.indd 43

21/07/2015 10:15:07


Para os negócios ou para o dia a dia, quem tem empresa m o menor preço no Fujioka Distribuidor da Av. Brasil. tem

RAM

TOURMALINE TECNOLOGY

Secador Ga.Ma 19465 - Via Veneto 220V

MOTOR AC PROFISSIONAL

• 2200W de potência profissional • 2 velocidades e 3 temperaturas • Íon Technology Varejo R$ 199,00

TECNOLOGIA INVERTER

HD

500GB

Notebook Asus CI5

14"

570795

• Processador Intel Core I5 3317U de 2.6GHz • Windows 8

Ar-condicionado LG 33960 - Inverter 9000 • • • •

Varejo R$ 2.499,00 Preço Fujioka Distribuidor

Preço Fujioka Distribuidor

R$

9.000 BTUS

A

4GB

133,90

R$

à vista

Jet Cool (resfriamento rápido) Modo Sleep (até 7 horas) Timer (até 24 horas) Gás Refrigerante: R-410

ACABAMENTO ESPELHADO

Varejo R$ 1.739,90 Preço Fujioka Distribuidor

1.768,59

R$

à vista

1.521,90 à vista

65 4.2.2 .2. 2

4.3"

43 4.3

CÂMERA

CÂMERA

8MP

13MP

TV LED 3D Panasonic 43567 - 4K • My Home Screen: personalize sua TV • Voice Assistant: comunicação por voz • Swipe & Share: troque arquivos entre o celular / tablet e a TV

HDMI

Samsung Galaxy S4 Mini

Tecnologia 4K. 4X a resolução* Full HD.

ACOMPANHA 2 ÓCULOS 3D

Varejo R$ 14.999,00 Preço Fujioka Distribuidor

R$

Zenfone 6 16GB - 237183/237194/237206

228829/228530/228531/228532/228533

USB

• • • •

Processador Dual Core de 1.7GHz Memória de 8GB expansível até 64GB (Micro SD) Bluetooth 4.0 GPS

7.700,00 à vista

Varejo R$ 999,00 Preço Fujioka Distribuidor

R$

799,20

Cadastre-se e aproveite: (62) 3311-8950 / 3311-8956

Av. Brasil, Lotes 07 a 11, Quadra SQ1, Anápolis-GO Em frente ao Brasil Park Shopping

à vista

• • • • •

Processador Dual Core de 1.6GHz Tela de 6" Memória de 16GB Varejo R$ 1.341,00 GPS Preço Fujioka Distribuidor Câmera frontal

R$

1.099,00 à vista

à vista

É MAIS NEGÓCIO PRA VOCÊ.

Ofertas válidas de 13/07 a 13/08 exclusivamente enquanto durar o estoque disponível na loja da Av. Brasil (Anápolis - GO). Ofertas válidas exclusivamente para as vendas realizadas através do Fujioka Distribuidor da loja da Av. Brasil (Anápolis - GO). Pagamento conforme especificado: produtos com condições de pagamento 30/60/90/120 dias. Consulte as taxas de juros. Ofertas passíveis de mudanças. Condição de financiamento exclusivo para compras realizadas mediante a apresentação de CNPJ e Inscrição Estadual (Pessoa Jurídica). Crédito sujeito à análise. Pronta entrega conforme disponibilidade de estoque. Não garantimos disponibilidade de estoque durante toda a validação do anúncio. Todas as compras ou prazos são liberados após a aprovação do crédito. PSV apenas uma referência de preços sugeridos ao varejo pelos fabricantes, podendo sofrer variações. Imagens ilustrativas. Demais informações, entre em contato com o Fujioka Distribuidor da Av. Brasil (Anápolis - GO).

FD004115 An Rev O Lojista.indd.indd 1 CDL_anapolis_junho_2015.indd 44

03/07/15 15:42 21/07/2015 10:15:08


OPORTUNIDADE

Você sabia que existe oportunidade na crise? “É importante considerar que é o momento de novos projetos e de ampliar a atuação no mercado”; alertam consultores do setor

O

Brasil enfrentou anos de crise mundial, e momentos recentes de expansão do consumo, quando muitas pessoas puderam ter acesso a produtos nunca antes adquiridos – a primeira viagem de avião, frequentar um curso universitário, adquirir uma casa, eletrodomésticos e o carro próprio. Sonhos e sonhos de consumo realizados, causando grandes

expectativas aos empresários. E hoje, o país vive em outro cenário. Na realidade atual, novas medidas têm pesado no bolso do consumidor brasileiro. O país enfrenta o aumento da inflação, altos juros, um momento tumultuado e mesmo assim, é possível considerar que os períodos de crise podem significar também, oportunidades para aumentar as vendas; é o que afir-

mam os empresários mais atentos. De acordo com os consultores do setor, é importante considerar que é o momento de novos projetos que utilizem a criatividade, momento de reestruturar e de ampliar a atuação no mercado. Expectativa positiva Mesmo com poucas chances de reação da economia no País neste

Julho 2015 · O LOJISTA · 45

2 CDL_anapolis_junho_2015.indd 45

21/07/2015 10:15:11


Sobrevivendo à crise 1. Ser o primeiro a chegar e o último a ir embora da empresa. Ninguém melhor do que o dono para pontuar os processos que estão dando certo e aqueles que precisam melhorar. ano, a rede das Lojas Renner vem aproveitando o momento como uma oportunidade, visualizando inclusive; novos planos de expansão para 2015 – é o que diz o chefe financeiro e de relações com investidores da companhia, Laurence Gomes. Segundo ele, a preparação para enfrentar momentos desafiadores como este vem sendo feita desde 2013. “Acreditamos que o reconhecimento da marca pelo público deverá segurar a demanda mesmo em tempos de baixa atividade econômica e queda na confiança do consumidor”; ressalta. Outras estratégias também podem ser utilizadas por varejistas de outros segmentos para não ser atingido pela crise; garantem os consultores do setor. Conhecer o comportamento do consumidor é fundamental neste contexto, “e diante de possíveis situações críticas da economia é conveniente optar por redução de investimentos; dar crédito às promoções; entre outros artifícios que não deixam o consumidor sem realizar suas compras ”; sugerem. Desemprego De acordo com pesquisas divulgadas em âmbito nacional, a taxa de desemprego no Brasil chegou a altos níveis, mas este número exorbitante

não atingiu expressivamente o estado de Goiás – outro ponto a favor do empresário anapolino. De acordo com a maioria dos lojistas locais que justificam não acompanhar este índice indicado em pesquisa; as demissões são na verdade uma despesa ainda maior para o setor, visto que “passando a crise termos que novamente admitir gerando mais despesas, já que a contratação envolve seleção, treinamento e altos custos de recrutamento – é jogar dinheiro fora”. E por que não? É hora também, das empresas se prepararem para oferecer boas experiências de compra, se apoiando numa realidade – o consumo, muitas vezes, representa uma fuga dos problemas, do estresse e das preocupações do dia a dia. São aqueles minutos de férias a que os consumidores se permitem para retomar as forças, buscando principalmente, os segmentos de comercialização de calçados, de roupas e acessórios. Fique de olho nestas oportunidades, que são vislumbradas apenas em tempos de crise, olhando com otimismo este momento, visto que, a maioria dos lojistas já enfrentaram fases como esta que não impediram a sobrevivência do setor.

2. Desenvolver estratégias para aumentar a produtividade da empresa sem que isso gere mais gastos é uma ótima ação para driblar a crise. 3. Fique de olho em sua equipe de atendimento analisando, quando possível, escolha alguns clientes e fale você mesmo com eles para saber o que estão achando dos seus serviços. Certamente eles se sentirão prestigiados em serem ouvidos pelo dono da empresa. 4. Esperar a crise passar, não levará sua empresa a lugar nenhum. Por isso, prefira empregar os seus recursos financeiros em atividades que oferecerão resultados rápidos.

46 · O LOJISTA · Julho 2015

CDL_anapolis_junho_2015.indd 46

21/07/2015 10:15:12


CDL_anapolis_junho_2015.indd 47

21/07/2015 10:15:13


CDL_anapolis_junho_2015.indd 48

21/07/2015 10:15:13

Revista O LOJISTA  
Revista O LOJISTA  
Advertisement