Page 1

Sugestão de leitura

Fevereiro 2013 Nº 34

LIVROS DA SEMANA

The Kissinger Transcripts:The Top Secret Talks with Beijing and Moscow/edited by William Burr

No próximo mês de MARÇO compre com desconto de 50%

Liberdade de Informação (Freedom of Information Act), transcrições nunca antes lidas e ouvidas de conversas sensíveis de Kissinger com outros líderes mundiais. Através da presente obra temos acesso ao registo não embelezado da diplomacia de Henry Kissinger.

Revista Oriente nº3

€ 3,50

As transcrições tinham sido anteriormente classificadas como “Top Secret/Sensitive”. Conversas de Kissinger com Mao Zedong, Zhou Enlai, Deng Xiaoping, Brezhnev Leonid, Gromyko Andrei, Richard Nixon, Gerald Ford, George Bush, e outros. Quando Kissinger deixou o seu Gabinete em Janeiro de 1977 levou consigo cópias dos documentos onde tinha trabalhado e tentou impedir todo o acesso a eles, pelo menos até cinco anos após a sua morte. Longe da abordagem imparcial apresentada na retórica pública, Kissinger é visto aqui esforçandose para agradar a Mao e Zhou e para forjar o que The Kissinger Transcripts/ed. ele próprio secretamente caracterizava como uma William Burr — New York: The "aliança tácita" com Pequim. New Press, 1998 — xix, 515p. — ISBN: 1-56584-568-4. As Transcrições de Kissinger estão entre os mais Disponibilizadas pela Lei de importantes registos da Guerra Fria que surgiram até ao momento.

25 de Fevereiro a 03 de Março Portugal e a China : Conferências no II Curso Livre de História das Relações entre Portugal e a China

€ 6.50

4 a 10 de Março

Portugal e a China : Conferências no III Curso Livre de História das Relações entre Portugal e a China

€ 6.50

11 a 17 de Março

Portugal e a China : Conferências nos encontros de história luso-chinesa. 2001

Sabia que... ESTREITO DE BASS — PASSAR PELO BURACO DA AGULHA Em 1798, exploradores britânicos descobriram o estreito de Bass, uma passagem oceânica que separa o continente da Austrália da Tasmânia. Oficiais da marinha ficaram entusiasmados com a descoberta uma vez que representava uma redução de 1100 quilómetros na viagem de Inglaterra a Sydney. Esta descoberta surge no auge da corrida do ouro em Victoria.

Para os navios de vela do século XIX, este era, e ainda é, um dos percursos mais perigosos do mundo. Ventos fortes do oeste, chuva, nevoeiro, escuridão, águas rasas e intensas correntes marítimas agitam o mar. Por tudo isto os navios podiam errar a entrada do estreito de Bass e serem destroçados no litoral rochoso de King Island ou de Victoria. Não era sem

€ 7.50

razão que King Island era considerada o cemitério dos navios do estreito de Bass. Ao longo do século XIX cerca de 60 navios naufragaram e perderam-se cerca de duas mil vidas humanas. Visto que os navegadores ficavam extremamente tensos ao entrar no estreito pelo oeste, esta rota marítima foi comparada a ‘passar pelo buraco da agulha’.

Centro de Documentação António Alçada Baptista •

Catálogo online http://bibliopac.foriente.pt

Contacto Tel. +351 21 358 52 18

centro.documentacao@foriente.pt

Horário 10.00-18.00 (2ª a 6ª feira)

18 a 24 de Março

Revista Oriente nº4

25 a 31 de Março

€ 3,50

Visite a nossa livraria online http://publicacoes.foriente.pt

Sugestão de Leitura nº34 (Fevereiro de 2013)  

Sugestão de leitura do livro "The Kissinger Transcripts : the top secret talks with Beijing and Moscow / ed. by William Burr" e apontamento...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you