Issuu on Google+

Julho de 2012

ANO DA

JUVENTUDE REDENTORISTA 2012 – 2013 www.redentoristas.org.br


ÍNDICE

Palavra do Provincial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 05 Encontro da Comissão em Londrina . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 06 Projeto abertura do ano da Juventude Redentorista na unidade de Campo Grande. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 07 Missão em Aquidauana . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08 América Latina/Ccaribe se reúne em assembleia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 09 Santa Maria Goretti, violência contra a criança e Pastoral da Criança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Aparecido Filho, CSsr, é ordenado diácono. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 Padre Gelson lança livro pela Paulus . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13 Aniversário do padre Egídio Gardiner, CSsR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 Missões Populares em Campo Grande . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 Jumire celebra três anos. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Missionários na Amazonas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20 Trabalho Social Redentorista em Campo Grande . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21 Uma experiência do carisma Redentorista nas ruas de Curitiba. . . . . . 22 Festa do Santíssimo Redentor . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 Perpétuo Socorro de Curitiba com grande Novenário . . . . . . . . . . . . . . . . 26 Apresentado Instrumentum laboris do sínodo dos bispos sobre a nova evangelização . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28 Criatividade nas celebrações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30 Pregrinação e festa do Perpétuo Socorro em Londrina. . . . . . . . . . . . . . . 34 São Luiz promove festa do padroeiro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35 Redentorista apresenta dissertação de mestrado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36 Cruz Peregrina atraiu mais de 25 mil pessoas em Ponta Porã . . . . . . . 38 Aniversariantes de julho e agosto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37 Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 03


PALAVRA DO PROVINCIAL

REDENTORISTAS NO BRASIL CELEBRAM O ANO DA JUVENTUDE JUVENTUDE ORGANIZADA PARA MISSÃO

Na linha do fortalecimento da evangelização da juventude, os Redentoristas do Brasil decidiram dedicar o Ano da Juventude, tendo início neste julho de 2012 até julho de 2013. A proposta é que todas as Unidades Redentoristas do Brasil empenhem-se no trabalho com a juventude mostrando o carisma da nossa Congregação e ajudando os jovens a serem missionários. Para isto, a União dos Redentoristas do Brasil (URB) organizou uma Comissão Nacional da Juventude, liderada pelo padre Vicente Ferreira CSsR, da Unidade

do Rio, com participação de representantes das várias regiões do Brasil. Padre Alexandre de Castro CSsR e o postulante Adriano da Silva representam a Unidade de Campo Grande nesta comissão nacional. Esta equipe já realizou duas reuniões, uma no Rio de Janeiro/RJ e uma outra em Trindade/GO, traçando as linhas mestras para o Ano da Juventude Redentorista. Em nível provincial organizou-se também uma Equipe de Trabalho, e neste último 02 e 03 de maio o plano de ação foi elaborado e aprovado por representantes das Comunidades do Mato Grosso do Sul e do Paraná. Neste projeto elaborado inclui além das formações, o trabalho missionário que será uma Missão pregada pelos próprios jovens em Aquidauana/MS. É muito importante que os confrades abracem este projeto da Juventude para que a nossa Igreja seja cada vez mais missionária. Fraternalmente, Pe. Joaquim Parron, CSsR Superior Provincial

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 05


JUVENTUDE

ENCONTRO DA COMISSÃO EM LONDRINA JUVENTUDE REDENTORISTA SE ORGANIZA

A Juventude Missionária Redentorista esteve reunida nos dias 02 e 03 de junho na cidade de londrina para refletir sobre a caminhada feita e elaborar novos projetos em vista de uma juventude mais participativa na vida de nossa unidade provincial. No início da tarde de sábado fizemos uma reflexão a cerca da juventude missionária, dizendo o que ela é, como surgiu, e o que ela faz. Ficou bastante evidente que a Juventude missionária não é um grupo de jovens, mas jovens que bebem da espiritualidade redentorista e estão dispostos a evangelizar a juventude através da ação missionária dos jovens, junto com as comunidades Redentoristas, a partir da Espiritualidade e da Missão da Congregação do Santíssimo Redentor. Os grupos existentes em nossas paróquias precisam ser incentivados e fortalecidos. Desses grupos de jovens podem surgir jovens que queiram viver mais de perto o carisma da congregação participando da juventude missionária. Sem abandonar o grupo de origem esses jovens passam a também compor a dimensão missionária da juventude em nossa unidade provincial. Em Londrina foram apresentados três projetos: 1) O Ano da Juventude, que se realiza-rá no decorrer de Junho de 2012 à ju-

nho de 2013. 2) Missão na cidade de Aquidauana que se realizará do dia 10 a 20 de janeiro 2013 levando nossos jovens a terem de forma concreta uma experiência missionária. 3) O terceiro evento será a Jornada Afonsiana, centralização de representantes dos Jovens redentoristas do mundo todo em Aparecida no dia 22 de Julho de 2013 para uma conversa com o superior geral dos redentoristas e reflexão sobre um tema ligado a espiritualidade Afonsiana. Lembrando que cada comunidade religiosa receberá uma carta contendo os anseios da juventude e que estas reflexões serão discutidas e avaliadas na Assembleia provincial.

06 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


JUVENTUDE

PROJETO ABERTURA DO ANO DA JUVENTUDE REDENTORISTA NA UNIDADE DE CAMPO GRANDE JULHO DE 2012 | JULHO DE 2013

OBJETIVO GERAL: Tendo em vista a Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro, em 2013. A comissão Nacional da Juventude Redentorista do Brasil, junto com todas as unidades, declara a abertura do ano da Juventude Redentorista. Será celebrado de julho de 2012 a julho de 2013, a fim de fortalecer o trabalho com os jovens em nossas unidades paróquias e unidades provinciais. Suscitar a partir disso, a ação missionária jovem em nossas comunidades, motivando nossos jovens a serem anunciadores da copiosa redenção.

5. Promover o aprofundamento na espiritualidade Redentorista, por meio de encontros de formação local que acontecerão nas paróquias.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. Despertar em nossos jovens a dimensão missionária à luz da espiritualidade Redentorista. 2. Formar e capacitar estes jovens para o trabalho missionário nas comunidades, em nossas paróquias e unidade provincial. 3. Promover as vocações em meio a juventude de nossas unidade, dando ênfase na vocação religiosa. 4. Levar a juventude missionária de nossa unidade a ter uma experiência concreta da dimensão missionária.

ESTRATÉGIAS › Abertura do ano da juventude em nossa unidade acontecerá em duas datas: 24 de junho no Santuário Perpétuo Socorro em Campo Grande/MS e no dia 01 de julho no Santuário Curitiba/PR. › Que nas reuniões dos grupos invista tempo para conhecer a espiritualidade redentorista. Em preparação para a jornada Afonsiana. › Com a ajuda da comunidade religiosa local, a juventude missionária redentorista, possa inserir nos trabalhos de base e pastorais nas paróquias e santuários.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 07


MISSÕES

MISSÃO EM AQUIDAUANA

OBJETIVO GERAL A ação missionária jovem na cidade de Aquidauana tem por propósito levar nossos jovens a terem uma experiência concreta da dimensão missionária em uma paróquia, bem como reavivar no coração das comunidades que serão visitadas o ardor cristão. Visa ainda, dar aos jovens uma oportunidade de aprofundar-se na fé, experiênciando no contato direto com os irmãos, o encontro com o próprio Cristo. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. Criar uma maior integração entre os jovens que compõe a dimensão da juventude missionária. 2. Animação e motivação das comunidades visitadas. 3. Mover também a juventude da cidade e animá-la para o trabalho dentro da igreja. 4. Despertar na juventude local o interesse vocacional. ESTRATÉGIAS › Que cada comunidade religiosa local acompanhe a juventude missionária dando formação sobre a espiritualidade e carisma redentorista › Visita nas casas com o intuito de conhecer a realidade local.

› Celebrações com as famílias com o intuito de fortalecer a fé. (terços, caminhadas da fé, celebração da palavra, missa, etc) › Celebrações nas capelas com a juventude local e suas famílias tendo por objetivo fazer com que voltem ao convívio em comunidade. › Inserção dos jovens e familiares nos tra-balhos pastorais de base visando a fidelização e assiduidade de sua participação na comunidade. › Que esta missão seja realizada no mês de janeiro de 2013 em Aquidauana reunindo jovens de nossas paróquias e santuários.

08 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


CONFERÊNCIA

AMÉRICA LATINA/CARIBE SE REÚNE EM ASSEMBLEIA CONFERÊNCIA REDENTORISTA PLANEJA A MISSÃO NO CONTINENTE

Muitas comunidades celebraram neste mês passado a Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, fortalecendo o seguimento de Jesus Cristo através do amor de Maria. Neste mês de julho, mais precisamente no dia 15, os Redentoristas celebrarão a Solenidade do Santíssimo Redentor, padroeiro oficial da Congregação. Movidos pela espiritualidade do Cristo Redentor, que tem na cruz a prova máxima de seu amor pela humanidade, os Redentoristas fortalecem a Conferência da América Latina e Caribe. Assim, os Redentoristas da América Latina/Caribe estarão reunidos em Assembleia continental nos dias 15 a 20 de julho, em San Jose, Costa Rica. Com a participação dos superiores de cada Unidade e mais um vogal. Esta Assembleia tem na pauta quatro importantes temas: - definição das Urgências Apostólicas, - aprovação do Estatuto da Conferência, - avaliação das missões interprovinciais (Suriname, Uruguay e Cuba), - formação interprovincial.

A Conferência está sub-dividida em três sub-conferências: URB (União dos Redentoristas do Brasil), URSAL (União dos Redentoristas do Sul da América Latina: Paraguay, Argentina, Chile, Bolívia e sul do Peru) e URNALC (União dos Redentoristas do Norte da América Latina e Caribe: Peru norte, Equador, Venezuela, Colômbia, San Juan e Cuba). O coordenador da Conferência é o confrade colombiano Noel Londoño CSsR. Da Unidade de Campo Grande estarão participando Joaquim Parron CSsR e Agenor Martins CSsR, que levarão os anseios dos confrades a esta assembleia. Rezemos que o espírito de conversão (reestruturação) esteja presente na vida e nas atitudes de cada um de nós!

Fraternalmente, Pe. Joaquim Parron, C.Ss.R Curitiba/PR

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 09


DEFESA DA VIDA

SANTA MARIA GORETTI, VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA E PASTORAL DA CRIANÇA

No dia 06 de julho fazemos memória do martírio da pequena Santa Maria Goretti. Ainda criança sofreu a cruel violência. De humilde família camponesa, nasceu na Itália no ano de 1890. Desde pequena conheceu os sofrimentos e as dificuldades, sem jamais perder a ternura e o vigor da vida cristã. Após a morte de seu pai, auxiliou a mãe, que trabalhava, no cuidado dos quatro irmãos. Com dificuldade aprendeu a ler, frequentando o então catecismo na igreja. Sob o crivo do olhar brutal de um jovem rapaz que a desejava de qualquer forma, foi cruelmente assassinada com várias facadas. Era o dia 06 de julho de 1902. Apesar da brutalidade, sendo fervorosa cristã, foi ornada na graça do martírio, ou seja, entregou sua vida a Deus pela convicção na fé cristã em favor da vida do matador. Prova disso é que, segundo relatos do próprio assassino, que posteriormente se converteu, impressiona-nos e nos comove o testemunho de Goretti quando morreu pronunciando perdão para ele. Ela foi solenemente canonizada pelo papa Pio XII, sendo assistida pela mãe, dona Assunta, 84 anos, e os irmãos.

A questão da violência contra Santa Maria Goretti nos faz refletir um pouco sobre os abusos de violência contra a criança. A violência contra a criança atinge todas as classes sociais: do rico ao pobre, do nobre ao simples. Muitas vezes, é difícil detectar o problema, pois o mesmo fica oculto e permanece pouco visível. Esse problema parece um vírus grave que vem se alastrando sutilmente tanto no Brasil e no mundo como em várias cidades, como por exemplo, em nossa fronteira. Tanto é que,

10 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


a partir dos Direitos da Criança e do Adolescente, fortes mobilizações vêm quebrando, por assim dizer, o silêncio das famílias e da sociedade em geral. As pessoas de boa fé querem dar uma basta. A atenção da sociedade, de maneira particular, os diversos movimentos - lutando pela “cultura da vida” - veementemente visam varrer a “cultura da morte” do seio familiar. O assunto da violência contra a criança não é novo, senão tardio. Desde os tempos bíblicos temos alguns acenos. Relatos bíblicos destacam em linhas gerais a violência contra crianças, tais como, o morticínio dos meninos hebreus – destacado no livro do Êxodo 1,8-2,10 – e o martírio dos Santos Inocentes – sublinhado no evangelho

de Mateus 2,13-18. Agindo na contramão da violência contra a vida, de sobremaneira, às crianças, o nosso Deus, se coloca sempre ao lado dos pequenos. Daí recebermos esse legado de ser a favor da vida sempre, e da integridade e do direito das crianças. No campo pastoral, a Igreja mostra-se verdadeiramente profética. Dentre suas ricas pastorais, encontramos no serviço da Pastoral da Criança em todo o Brasil, em outros paises, o esplendor da vida, da ternura e da experiência de Deus, como também o carinho e o amor de identificarse com aqueles com os quais o mestre Jesus mesmo identificou-se tão bem: os pequeninos. “Eu garanto a vocês: tudo o que fizerem a um desses pequeninos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizeram” (Mt 25,40).

“Interpretem fraternalmente as angústias dos homens, para discernir nelas os verdadeiros sinais e desígnio de Deus”

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 11


CELEBRAÇÃO

APARECIDO FILHO, CSSR, É ORDENADO DIÁCONO

Numa celebração com a participação de vários confrades e uma multidão do povo de Deus, na Paróquia São Luiz, em Londrina, o jovem Aparecido Filho CSsR foi ordenado Diácono pelo arcebispo Dom Orlando Brandes, neste último 17 de junho. O pároco da São Luiz, Jorge Watthier CSsR, manifestou um grande apoio nos preparativos e na organização desta ordenação diaconal, colocando toda a estrutura da paróquia a disposição. Diácono Aparecido será ordenado presbítero no próximo 15 de dezembro em Sete Quedas/MS. Os Redentoristas se alegram com mais este passo do jovem Aparecido, perseverando na Vida Missionária iniciada por Santo Afonso de Ligório.

12 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


PUBLICAÇÃO

PADRE GELSON LANÇA LIVRO PELA PAULUS REDENTORISTA ESCREVE SOBRE PARÓQUIA MISSIONÁRIA

O nosso confrade Gelson Mikuszka, CSsR, escreveu um magnífico trabalho, publicado pela Editora Paulus, entitulado: “Por uma paróquia missionária: à luz de Aparecida”. Esta obra publicada pela Paulus, editora de alcance nacional, será uma grande contribuição para a Igreja que busca fortalecer a dimensão missionária. É uma obra que vale a pena lê-la e divulgá-la!

SÍNTESE: A Paróquia é célula viva da Igreja e lugar onde a maioria dos fiéis faz sua experiência eclesial com o Cristo (cf. DAp 304). Mas, constata-se que essa grande instituição não tem conseguido desempenhar seu papel evangelizador. Os desafios, valores sociais, demográficos e religiosos atuais mostram que para ser missionária precisa de reestruturação. A Conferência de Aparecida entende que a paróquia pode ser missionária, mas precisa não apenas incorporar adeptos sem identidade cristã e pouca pertença e sim discípulos mis-

sionários em comunidades cristãs integradas, integradoras, criativas, participativas, em permanente formação e conscientes da união entre fé e vida. À luz de Aparecida, a comunitariedade pela presença de discípulos missionários é elemento capaz de propiciar a passagem de uma paróquia centrada numa pastoral de conservação a uma instituição missionária em seu “ser” e em seu “fazer”. Caminhos para essa comunitariedade e busca em suscitar discípulos missionários são elementos destacados nesta obra. www.paulus.com.br

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 13


COMEMORAÇÃO

ANIVERSÁRIO DO PADRE EGÍDIO GARDINER, CSSR REDENTORISTA RUMO AO CENTENÁRIO

Os confrades celebraram os 99 anos de vida do Padre Egídio Gardiner, CSsR, neste último dia 11 de junho, em Telêmaco Borba/PR. Além do momento de ação de graças para celebrar o aniversário de Egídio a Comunidade Redentorista de T. Borba promoveu um encontro festivo dos confrades neste dia.

14 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


PADRE EGÍDIO PREGA NO NOVENÁRIO EM CAMPO GRANDE Padre Egídio Gardiner, Missionário Redentorista, participou do novenário no Santuário de N. Sra. do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, e foi o pregador no dia 20 de junho, falando da importância da devoção à Nossa Senhora. A pregação de Egídio foi um verdadeiro testemunho comovendo muitas pessoas que participaram da celebração.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 15


MISSÕES

MISSÕES POPULARES EM CAMPO GRANDE PARÓQUIA N. SRA. APARECIDA FOI MISSIONADA o pároco, padre Carlos Botura, é impressionante o dinamismo e envolvimento destes jovens no processo da missão. Eles sacrificaram muitas coisas para acompanhar toda a missão, ressaltou padre Botura. Um outro aspecto importante, foi a presença logística do Santuário do Perpétuo Socorro neste empenho missionário, tendo apoio da comunidade do Povo de Deus e de seu reitor, padre Dirson. De fato, com esta missão vai ser percebendo um ‘santuário missionário’ que busca abrir para o envio em outras realidades. Na perspectiva do ‘discipulado missionário’ foi organizada as Missões Populares, na Paróquia N. Sra. Aparecida em Campo Grande, com a participação dos confrades Redentoristas e dos Jovens Missionários (JUMIRE) da N. Sra. da Guia e do Santuário do Perpétuo Socorro. A missão procedeu seguindo os quatro anúncios: 1º. Anúncio com a formação do discipulado missionário, 2º. Anúncio com formação dos grupos missionários, 3º anúncio com a pregação explícita, e 4º. Anúncio com a continuidade dos grupos missionários.

No terceiro anúncio vários confrades contribuíram, entre eles destacam-se: Pe. Donizete Araújo CSsR, Pe. Reginaldo Padilha CSsR e Ir. Helio Nunes CSsR que ajudou numa noite.

A coordenação ficou por conta dos confrades Roberto Claudiano e Sérgio Reis, mas toda a execução da missão teve a participação ativa dos Jovens Missionários. Para

16 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


PADRE REGINALDO FALA DA SUA EXPERIÊNCIA NAS MISSÕES

Gostaria de partilhar o excelente trabalho desenvolvido pelo Pe. Roberto Claudiano, coordenador da equipe missionária MS. A convite da equipe missionária, ajudei por 2 semanas no terceiro anúncio, na paróquia Nossa Senhora Aparecida. Foram realmente dias de misericórdia e consolação, como é bonito perceber no rosto de cada pessoas a felicidade de sentir-se realizada. Nas missões ocorrem milagres, testemunhados por pessoas de fé, que sentiram-se confortada numa simples acolhida do Padre na porta da igreja, na pregação simples, falando do amor misericordioso de Deus, e especialmente no confessionário, onde a redenção é abundante. O marcante é que a missão também é um retorno às primícias

da congregação. Procuramos nos dias atuais perceber na comunidade missionada quem são os “lazzaroni”, os “incuráveis”. Ressalto ainda a participação incrível da juventude Redentorista (jumire) nas missões. É impressionante a disponibilidade e carinho para com os trabalhos. Sendo arrumando as cornetas, na lojinha, missãozinha, reuniões. Não foram meros espectadores, mas foram protagonistas para que a missão fosse um sucesso. Parabéns aos jovens do Jumire e a nossa província por esses dons e talentos. Pe. Reginaldo,CSsR Campo Grande/MS

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 17


JOVENS

JUMIRE CELEBRA TRÊS ANOS JUVENTUDE MISSIONÁRIA REDENTORISTA

Há três anos nascia o JUMIRE (Juventude Missionária Redentorista), que na intenção de evangelizar os jovens e fazer com que assumam uma identidade Redentorista, junto com as Comunidades Redentoristas a partir da Espiritualidade e da Missão da Congregação do Santíssimo Redentor em Comunhão com o Setor Juventude da CNBB. O movimento nasceu em Campo Grande, na Paróquia Nossa Senhora da Guia e foi ampliada de tal modo que atualmente abrange outros Estados Brasileiros e Países vizinhos. O sucesso e a disseminação do Jumire se devem pela atração de jovens das Paróquias Redentoristas, que evangelizam a partir do carisma de Santo Afonso. O princípio de tudo se deu por iniciativa dos missionários Pe. Alexandre Castro CSsR, Pe. Joaquim Parron CSsR e Pe. Dirson Gonçalves CSsR. Em todo este tempo de caminhada, o JUMIRE vem buscado se aprofundar na Espiritualidade Redentorista, através da vida de Oração pessoal e comunitária, estudo da Palavra, direção espiritual e formação com os Missionários Redentoristas. Tudo isso através da necessidade de aprofundar e vivenciar a Espiritualidade Redentorista, fazendo-nos assim

verdadeiros Missionários do Santíssimo Redentor. O Jumire de Campo Grande tem hoje mais de 30 jovens que tem atuado junto à Equipe Missionária Itinerante, participando no Anúncio das Missões em especial no Primeiro e Terceiro Anúncio, também atuando nas Paróquias e Santuários conforme a necessidade destes. Além disto, vários jovens, que fizeram a experiência do JUMIRE, estão no seminário Redentorista, pois também um dos objetivos do Jumire é despertar vocações Redentoristas.

18 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande

Texto de Luciana Amorim


A GRAÇA DE CELEBRAR TRÊS ANOS “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu; e enviou-me para anunciar a boa nova aos pobres, para sarar os contritos de coração, para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista, para pôr em liberdade os cativos, para publicar o ano da graça do Senhor.” Hoje, dia 20 de junho de 2012, a Juventude Missionária Redentorista completa 03 anos de Vida e Missão... São três anos de muita história, de sonhos tornados realidade pela graça de Deus, de obstáculos vencidos, de almas mergulhadas no maravilhoso Mistério da Redenção...

nem sabe direito quem é o JUMIRE... Ouso aqui dizer que quando Deus suscitou no coração de Santo Afonso, ele mesmo ja havia também cosntruido em seu coração de Pai a Juventude Missionária Redentorista, então este dia é especial, porque ja estava marcado no coração de Deus...

Ser JUMIRE é acima se deixar tocar pelo Redentor, deixar-se ser resgatado todos os dias de nossas próprias misérias humanas, de nossas fragilidades que por muitass vezes nos faz esquecer a que somos chamados e por Quem somos chamados... É deixar que este Mistério de Amor perpasse toda nossa vida, todos nossos sentimentos, todos nossos desejos e planos de tal forma que tenhamos a coragem de renunciar a nós mesmos para escolhermos algo muito maior, a coragem de ser diferente, não querendo ser melhor, mas de na diferença que tráz quem se decide pela Missão de plantar o amor...

Hoje ao Celebrarmos este dia rogamos ao Santíssimo Redentor pela poderosa intercessão de Nossa Senhora que nos guarde e proteja de todos os males, do comodismo, da preguiça, das ilusões do mundo, do desejo do ter, do poder e da fama, que possamos almejar apenas a Graça de Deus e nada mais...

Ser JUMIRE é saber que nada sabemos, que muito pouco ainda fizemos, é ter aquela inquietação no coração de que posso me doar um pouco mais, de que posso amar um pouco mais e assim perdoar um pouco mais... Afinal devemos ser um continuador do Redentor e o que nosso Redentor veio ensinar é que o amor esta acima de todas as coisas... Deus me fez JUMIRE, fez você que ja esta neste Barco e você que talvez ainda

Aos irmãos JUMIRE força... Aos pais que são nossos grandes amigos, muito obrigada por acreditar e deixar seu filho ser um Continuador do Redentor, aos Missionários Redentoristas desta Província, o nosso muito obrigada por nos deixar adentrar nesta família e com vocês escrever esta nova página de trabalho junto a Juventude... Obrigado aos Missionários Redentoristas desta Província que apóiam esta missão! Obrigado ao Padre Provincial, Joaquim Parron, por sempre estar nos animando! Somos JUMIRE porque aprendemos com os Missionários que é preciso que o Cristo Redentor vá a lugares que ainda não chegou, e muitas vezes este lugar é nosso coração... Texto da coordenação do Jumire de C. Grande

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 19


MISSÕES

MISSIONÁRIOS NA AMAZONAS CAMPO GRANDE SE FAZ PRESENTE COM DOIS CONFRADES

Nestes tempos de reestruturação da Congregação Redentorista, pedida pelo XXIV Capítulo Geral, a Unidade de Campo Grande tem ajudado no Suriname, nos Estados Unidos, no Líbano, na Coréia, em Roma e também na Amazonas. Padre Edson Ulanowicz, CSsR e Padre Afonso Tremba, CSsR estão atuando na Vice-Província de Manaus. Confiram algumas fotos destes confrades em missão!

Missões na Paróquia de Foz de Canuma/AM

Afonso no barco a caminho de um trabalho missionário na Ilha Marajó

Edson nas missões populares

Afonso ministrando cursos

20 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


AÇÃO SOCIAL

TRABALHO SOCIAL REDENTORISTA EM CAMPO GRANDE CASA SÃO GERALDO RECEBE APOIO DA FAMÍLIA DO DEVOTO

Um dos trabalhos sociais apoiado pelos Redentoristas é a Casa São Geraldo Majela, que oferece terapias alternativas na linha da medicina natural, no Bairro do Lageado, em Campo Grande/MS. Os Missionários Redentoristas da Paróquia Nossa Senhora da Guia, padres Reginaldo Padilha CSsR e Agenor Martins CSsR, estão diretamente ligados a este trabalho de saúde alternativa e promoção da dignidade humana, tendo o religioso franciscano Francisco Jonas de Souza como coordenador da obra. A Casa São Geraldo atende uma média de 200 pessoas por mês com geoterapia com argila, clorofilas, chás medicinais e outros tratamentos alternativos, dirigidos pelo religioso Jonas. As pessoas dão testemunhos da cura de diversas doenças, inclusive com pessoas que haviam perdido a esperança. Além disto, esta casa serve para acolhida de pessoas que estavam na rua sem família. Hoje está com quatro residentes. Padre Egídio Gardiner CSsR esteve visitando esta obra e percebeu a grande ajuda que é dada aos mais pobres, que muitas vezes não tem como pagar um tratamento em hospitais. Também o Irmão Helio Nu-

nes CSsR, administrador da Província, considerou importante a Família do Devoto ajudar na reforma da casa para melhor tratar dos necessitados. Assim, com a contribuição das pessoas na Família do Devoto você ajuda este trabalho social, ressalta Irmão Helio. Esta obra é mantida com doações de pessoas de boa vontade, e hoje está se formando uma associação para apoiar este trabalho social ASSUMIRE (Associação de Serviço Social da Unidade Missionária Redentorista). Para contato ligue: 067-33801601. Rua Dário Anhaia Filho, 704 - Bairro Lageado. C. Grande/MS.

Maiko, Pe. Regis, Frei Jonas, Pe. Egídio, Carmem, Luciano e Pe. Agenor

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 21


AÇÃO SOCIAL

UMA EXPERIÊNCIA DO CARISMA REDENTORISTA NAS RUAS DE CURITIBA Diante das mortes de cinco moradores de rua na primeira quinzena do mês de junho de 2012 em Curitiba, a Pastoral do Povo da Rua, junta-mente com o Movimento Nacional da População de Rua (MNPR) organizaram uma vigília na Praça Rui Barbosa, iniciada às dezenove horas do dia 14/06, e encerrada às sete da manhã do dia 15/06. Esta vigília teve como objetivo, além da solidariedade e amizade com a População em Situação de Rua, chamar a atenção do poder público municipal para os graves fatos que vêm se repetindo ano após ano. Em 2008, o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS) identificou 2776 pessoas adultas morando nas ruas da capital; e, a capacidade do albergue municipal não ultrapassava 300 vagas. Hoje, há em torno de 5000 pessoas em situação de rua e, no entanto, continuam as insuficientes 300 vagas. A População em Situação de Rua e aliados, como a Pastoral do Povo da Rua e outras entidades de apoio, denunciam o descaso do poder público que foge da responsabilidade em atender com dignidade este grupo humano. Essa vigília aconteceu graças também a generosidade das pessoas e entidades da sociedade civil, inclusive o Centro Redentorista de Ação Social que colaborou com doações de cobertores, roupas e calçados, distribuídos entre a população de rua presente na Praça Rui Barbosa. A Pastoral do Povo da Rua proporcionou um lanche e café com leite.

Durante toda a vigília, estavam presentes os religiosos vicentinos, entre presbíteros, irmãos e estudantes e nós como religioso e estudante redentoristas. Passar a noite em vigília junto com a População em Situação de Rua, na fria Curitiba, foi uma experiência mística; uma forte experiência de Deus que se revela nos mais pobres e abandonados, apontando o quanto estes nos evangelizam. Esta vivência nos fez recordar Jesus no peregrino, no excluído, onde Jesus se revela no pão partilhado entre os pobres. Se Jesus foi reconhecido na partilha do pão, como nos relata o episódio dos discípulos de Emaús, o fundamento da opção pelos pobres e abandonados tornou-se mais claro. Foi um aprendizado e, como tal, nunca há de ser esquecido. Fizemos a experiência da partilha, buscando responder ao apelo que Jesus fez na passagem de Mateus, 25, e continua fazendo nos dias atuais.

22 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande

Pré-Noviço Cássio Santos da Silva Oliveira e Irmão Jorge Tarachuque,C.Ss.R


REFLEXÃO

FESTA DO SANTÍSSIMO REDENTOR REFLETINDO SOBRE ESTA SOLENIDADE “A Congregação do Santíssimo Redentor... cuja finalidade é 'continuar o exemplo de Jesus Cristo Salvador, pregando aos pobres a Palavra de Deus” (Const. 01). “Chamados a continuar a presença de Cristo e a missão de redenção no mundo, os Redentoristas escolhem a pessoa de Cristo como centro de sua vida. “Esforçam por se unir sempre mais a ele em comunhão pessoal” (Const. 23).

Em julho celebramos a festa de nosso padroeiro congregacional, O Santíssimo Redentor. Essa festa possa ser para nós Redentoristas uma revisão de vida se permitirmos. Começamos tentando descobrir o que esteve na cabeça de Afonso fundador quando ele escolheu esse título para nossa congregação. O que devemos lembrar e celebrar nesse dia especial? Primeiro, acho é bom que compreendamos que a escolha desse título foi em primeiro lugar uma escolha pessoal de Afonso. Foi a experiência mais pessoal e profunda que Afonso teve de Deus. Afonso vivia uma espiritualidade por muitos anos que seria mais nada do que um tipo de Jansenismo disfarçado onde seu relacionamento principal com Deus foi baseado principalmente em medo. Ele sofreu muito por causa disso, especialmente criando nele duas doenças espirituais: uma escrupulosidade doentia onde ele se sentiu em pecado sério o tempo todo, e segundo, um medo de

não ser salvo por um Deus vingativo sem misericórdia. Graças à Santa Teresa e São Francisco de Sales, e alguns bons diretores espirituais, Afonso experimentou uma mudança radical em sua vida. A conversão mais radical em sua vida foi quando ele descobriu um Deus cheio de misericórdia, um Deus que até acolheu os pecadores. Em fim, ele pessoalmente descobriu um Deus de Copiosa Redenção. Nosso lema congregacional não foi por acaso, mas foi baseado na experiência mística e na conversão que Afonso experimentou e que vai marcar sua vida e seus apostolados pelo resto de sua vida (pregador de missão popular e escritor). Mudou a base de sua espiritualidade de medo para acolher um Deus de amor e de misericórdia. E o que mais o tocou foi que essa copiosa redenção é um dom uma graça. Ele não podia ganhar e merecer que tanto fez em suas doenças espirituais. E essa experiência levou Afonso para des-

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 23


“Serão dóceis ao Espírito Santo, que sem cessar atua para conformá-los a Cristo, de modo que aprendam a ter os mesmos sentimentos que Cristo e se revistam da mesma mentalidade que os move interiormente à obra do apostolado” (Const. 25).

cobrir que Deus Pai realizou seu plano de salvação através de seu filho amado, Jesus Cristo. Por isso Afonso foi o primeiro a buscar a “escolher a pessoa de Cristo como centro de sua vida” e onde, nas palavras dele: “fiquei apaixonado por Cristo Salvador”. Eis então o segredo da santidade e o conselho principal de Afonso aos seus confrades. Nossa espiritualidade e missão formam uma unidade, mas elas são Cristocentricas. Isto é tão claro em todas as cartas de Santo Afonso aos confrades. Nossas constituições esclarecem caminhos para chegar até essa intimidade com o Redentor para que possamos continuar o Redentor em nossos apostolados. É para “continuar Cristo na pregação extraordinária da palavra aos pobres”. Eis algumas citações de nossas constituições que foram o fio dorsal de nossa espiritualidade redentorista.

Eis a seqüência afonsiana: união e intimidade com Cristo primeiro que desemboca na missão. “... e para se alimente mais abundantemente toda a sua vida espiritual, os Redentoristas, tanto em casa quanto fora dela, darão a máxima importância à oração mental a qual se orientará principalmente na contemplação dos mistérios da Redenção” (Const. 31). Afonso vivia sua espiritualidade que atraiu outros seguidores e Afonso ensinou seus confrades a chegar até essa intimidade

24 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


com Cristo e experimentar o coração de copiosa redenção de Deus através da contemplação do Mistério Pascal. Foi o famoso tripé de toda nossa espiritualidade que todos nós aprendemos. A contemplação de um só mistério do amor redentor em três momentos: a Encarnação, a Eucaristia e a Paixão de Jesus Cristo. Afonso primeiro experimentou o amor de Deus contemplando Cristo como “doação radical de si mesmo em favor da humanidade” para salvar a todos. Isto foi a vontade do Pai revelado no Verbo encarnado que se fez pão e se fez cordeiro imolado na cruz. Na regra mais primitiva que possuímos Afonso pediu que os confrades depois de algumas missões populares voltassem para casa e durante um tempo eles devem praticar três meditações por dia antes de voltar para pregar as missões. A idéia de Afonso foi que depois de tantos trabalhos missionários a intimidade com Cristo começa a esfriar. Ele pediu então que os confrades contemplassem o grau extremo do amor de Cristo Redentor para primeiro experimentar esse fogo de copiosa redenção no coração do missionário mesmo, e para que depois pudesse sair e pregar com renovado fogo essa mesma experiência a todos, especialmente aos pecadores abandonados e sem esperança de perdão. Então foi uma dinâmica dupla: experiência pessoal de copiosa redenção e depois sair para ser missionários da mesma copiosa redenção não em teorias dogmáticas, mas através de experiência pessoal dessa graça.

Nessa festa do Santíssimo Redentor, no terceiro Domingo de Julho, que possamos reanimar essa espiritualidade Afonsiana em nossas vidas pessoais e comunitárias para que possamos ser verdadeiros missionários da Copiosa Redenção. Que descubramos de novo o aspecto contemplativo de nossa espiritualidade para experimentar o amor incondicional de Jesus a nós e depois sairmos como melhores missionários para “continuar Jesus Cristo na pregação extraordinária da palavra aos pobres”. “A caridade apostólica, pela qual os Redentoristas participam da Missão de Cristo Redentor, constitui o princípio de unidade de toda a sua vida. Com efeito, por ela, de alguma forma, se identificam com Cristo que, por meio deles, continua a cumprir a vontade do Pai realizando a redenção dos homens” (Const. 52). “Por essa razão vivem os Redentoristas a união com Deus sob a forma de caridade apostólica e procuram a glória de Deus através da caridade missionária” (Const. 53). Que possamos buscar a conversão nessa dinâmica de união com Cristo (contemplação) para sermos melhores continuadores de Cristo missionário no apostolado.

Pe. Lourenço Kearns C.Ss.R.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 25


PADROEIRA

PERPÉTUO SOCORRO DE CURITIBA COM GRANDE NOVENÁRIO O NOVENÁRIO ATRAIU MILHARES DE PESSOAS TAMBÉM DE OUTRAS CIDADES

O Novenário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Curitiba, atraiu milhares de pessoas nos dias 18 a 27 de julho, vindo pessoas também de vários outros municípios. Padre Primo Hipólito, Missionário Redentorista, visitou dezenas de paróquias com o ícone desta querida Mãe e isto atraiu mais pessoas para o novenário deste ano. Para festejar, o dia 27 de junho, os missionários redentoristas mantiveram a programação de Novenas durante todo o dia, das 6 da manhã às 21 horas (hora em hora), sendo que as Novenas foram

26 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


ainda mais especiais e os devotos levaram para casa uma lembrança deste dia. Às 21 horas foi celebrada a Missa Solene da Festa da Mãe do Perpétuo Socorro. “Após a Missa os devotos tiveram uma outra surpresa para marcar este dia. Estamos muito felizes em poder comemorar esta devoção tão importante para a nossa cidade e região como os devotos que estão aqui todas as quartas”, afirma Padre Primo Hipólito, reitor do Santuário. Este ano o Novenário da Padroeira (18 a 27) recebeu romarias vindas de 15 cidades dos estados do Paraná e Santa Catarina, além de 5 paróquias situadas na capital.

52 ANOS DE HISTÓRIA O Novenário reúne todos os anos no Santuário de Curitiba um público médio de 80 mil pessoas e também tem como objetivo a evangelização, a divulgação e perpetuação da devoção, que há 52 anos chegou a Curitiba, com os Missionários Redentoristas. As Novenas rapidamente se propagaram entre os curitibanos e a população da Região Metropolitana, passando em seguida a diversos municípios do Paraná. Hoje a Novena pode ser considerada patrimônio cultural de Curitiba, atraindo todos os anos ao Santuário aproximadamente 1,7 milhão de pessoas. Estima-se que apenas em Curitiba e Região Metropolitana, toda a quarta-feira, celebra-se a Novena a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em mais de 150 pontos diferentes, entre paróquias, capelas, hospitais, asilos, etc., sendo esta a devoção mais conhecida da capital paranaense. (fonte: assessoria de imprensa do Santuário)

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 27


EVANGELIZAÇÃO

APRESENTADO INSTRUMENTUM LABORIS DO SÍNODO DOS BISPOS SOBRE A NOVA EVANGELIZAÇÃO

Ter, 19 de Junho de 2012 14:46 por: CNBB.

Promover uma cultura mais profundamente radicada no Evangelho para oferecer uma resposta adequada aos sinais dos tempos: essa é a nova evangelização, tema da Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, programada para realizar-se, no Vaticano, de 7 a 28 de outubro próximo.

28 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


Foi feita na manhã desta terça-feira (19), na Sala de Imprensa da Santa Sé, a apresentação do Instrumentum laboris, ou seja, o documento de trabalho da Assembleia. Subdividido em quatro capítulos, o documento foi publicado em latim, italiano, francês, inglês, alemão, espanhol, português e polonês. Após ter recorrido em síntese os pontos principais do documento sobre o qual se concentrará o trabalho dos padres sinodais e ter ilustrado aos representantes da mídia internacional o significado e a finalidade da nova evangelização, o SecretárioGeral do Sínodo dos Bispos, dom Nikola Eterović, respondeu às perguntas dos jornalistas ressaltando a importância do testemunho de todos os cristãos e do contato pessoal na transmissão da fé. Nesse sentido, o arcebispo destacou dois setores prioritários: “O setor da missão ‘ad gentes’ (além-fronteiras) e o setor da nova evangelização voltada para os nossos irmãos e irmãs que se distanciaram da Igreja.” A nova evangelização deve levar em consideração os novos cenários em que a Igreja se encontra atuando e transmitir a fé com novos instrumentos – ressaltou o Secretá-

rio-Geral do Sínodo. O ponto de força central na nova evangelização é a família cristã, pequena Igreja doméstica, no âmbito da qual justamente a figura da mulher desempenha um papel determinante: “No Instrumentum laboris se evidencia a importância dos leigos, homens e mulheres na transmissão da Fé. Muitas respostas deram conta de que a maioria dos catequistas são mulheres, verdadeiramente merecedoras de grandes elogios pelo papel desenvolvido na transmissão da Fé. Também na família cristã as mulheres, as mães são as primeiras evangelizadoras.” A nova evangelização deve também ser entendida no sentido de uma profunda renovação interna da própria Igreja – observou Dom Eterović. Uma tarefa imprescindível, sobretudo à luz dos recentes escândalos que a atingiram. “A nova evangelização não pode ter bom êxito se antes não houver o momento de conversão, de purificação de todos os membros envolvidos nessa tarefa. Devemos sempre ressaltar a imagem do sal da terra. Não é tanto a quantidade, mas a qualidade de seus membros que será também a força portadora da nova evangelização.”

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 29


LITURGIA

CRIATIVIDADE NAS CELEBRAÇÕES SEJA FIEL NA CRIATIVIDADE OBSERVANDO OS CONCEITOS QUE DINAMIZAM A LITURGIA

Falar de criatividade é uma tarefa complexa e difícil. Afinal, até o Vaticano II, a liturgia viveu uma fase de 400 anos de “imobilismo”, onde nada podia mudar. E mudar, também não é fácil. Apresento aqui alguns pontos que poderão ser aprofundados numa reflexão individual ou nas equipes de liturgia. 1. “SER CRIATIVOS” EM UMA CELEBRAÇÃO Quando queremos “ser criativos” em uma celebração, nossa primeira preocupação deve ser a participação mais plena, ativa e frutuosa da assembleia. O grande motivo para “mudar” palavras, gestos, sinais e ritos não é o gosto da equipe de liturgia ou o que vimos em um show ou mesmo em uma missa transmitida pela TV, mas sim, a maior participação no culto a Deus, integrado em nossa vida atual. Cito as palavras de Bento XVI na Exortação “Sacramentum Caritatis”, n. 38: “O primeiro modo de favorecer a participação do povo de Deus no rito sagrado é a condigna celebração do mesmo; a arte da celebração é a melhor condição para a participação ativa. A arte da celebração resulta da fiel obe-

diência às normas litúrgicas na sua integridade, pois é precisamente esse modo de celebrar que, há dois mil anos, garante a vida de fé de todos os crentes, chamados a viver a celebração enquanto povo de Deus, ‘sacerdócio real, nação santa’” (cf. 1Pd 2,45.9). 2. SER “CRIATIVO” É SER FIEL Temos então um segundo elemento: ser “criativo” é ser fiel. Ser criativo não significa “inventar”. Não podemos confundir “criatividade” com “criativismo” – fazer algo

30 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


diferente apenas por fazer diferente. Gosto do que escreveu Bento XVI: “A liturgia, por sua natureza, possui uma tal variedade de níveis de comunicação que lhe permitem cativar o ser humano na sua totalidade. A simplicidade dos gestos e a sobriedade dos sinais, situados na ordem e nos momentos previstos, comunicam e cativam mais do que o artificialismo de adições inoportunas” (Sacramentum Caritatis, 40). O povo logo percebe quando propomos algo que vem apenas de um gosto ou ideia pessoal, ou quando somos criativos a partir do rito, do momento celebrativo, do mistério que estamos vivenciando. No Documento 43 da CNBB, Animação da Vida Litúrgica no Brasil, n. 170, lemos: “Por criatividade não se deve entender tirar como que do nada, expressões litúrgicas inéditas. Pelo contrário, a verdadeira criatividade é orgânica: está ligada aos ritos precedentes como o celebrante de hoje aos do passado”. 3. CUIDADOS QUE DEVEMOS TER 1. O “ativismo”: fazer na celebração um “desfile” de vários elementos, símbolos, gestos, ritos, sem silêncio, com movimentos em excesso. É a tentação de querer fazer tudo em uma única celebração. 2. O “intelectualismo”: é quando queremos explicar tudo que acontece em uma celebração. A celebração torna-se “celebração”, poluída com comentários e mais comentários. 3. O “espontaneismo”: deixar tudo para última hora, improvisar os ritos e gestos, deixando que aconteça apenas com a boavontade dos participantes. A verdadeira espontaneidade não é inventar um gesto. Os gestos mais expressivos da nossa exis-

tência são aqueles que, desde a nossa infância, nós enchemos de experiência humana, como abraçar a mãe, juntar as mãos, todos os gestos da oração que, para nós foram o meio próprio de nos encontrarmos com Deus; é aí que nós somos mais espontâneos. A verdadeira espontaneidade consiste em encher de novidade um gesto de sempre, pois os gestos e as palavras das pessoas não podem ser inventados até ao infinito. 4. O “fixismo”: repetir sempre a mesma coisa, caindo no formalismo e na rotina. Acaba cansando a assembleia, pois se torna algo sem o espírito próprio para o qual foi criado. Enfim, para sermos criativos na liturgia, precisamos levar a sério tudo o que fazemos. A simples modificação de um gesto, sinal, atitude, acarreta uma profunda alteração do significado de muitas ações litúrgicas. Zelar pela liturgia não significa “engessála”. “Liturgia é uma ação ritual, cuja característica é a repetição e a fidelidade à Tradição: “Façam isto (e não outra coisa!) para celebrar a minha memória (…)”. Liturgia não se inventa, se vive. O jogador de futebol não muda as regras do jogo; a cantora não inventa uma nova música, ignorando ou modificando a partitura. Ambos exercem sua criatividade ao entrar de corpo e alma no jogo de futebol ou na música; e dessa entrega nasce uma interpretação sempre nova, atual, surpreendente, tocante. É desse tipo de zelo que a liturgia precisa: unindo conhecimento e respeito pelas regras com entrega total ao ‘jogo’, levando a uma vivência profunda” (Ione Buyst, Liturgia em Mutirão, Edições CNBB, pág. 222). Pe. Carlos Gustavo Haas é Assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 31


PADROEIRA

FESTA DO PERPÉTUO SOCORRO EM CAMPO GRANDE UM SUCESSO EM VÁRIOS SENTIDOS

A festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande, teve um sentido de “apresentação de novidades”. Foi construída a “Cidade da Padroeira”, com casas temáticas para as noites culturais e gastronômicas. Foi um sucesso! Durante todo o novenário, de 16 a 27 de junho, aconteceram apresentações culturais e funcionou a praça de alimentação na “Cidade”. Outra novidade foi o acolhimento das romarias temáticas. Cada noite, na missa solene, uma peregrinação era acolhida. Os dias mais marcantes foram: a romaria dos religiosos e religiosas (CRB), onde mais de 80 religiosos das mais diversas congregações foram ao santuário na missa presidida por Dom Dimas. Outro dia marcante foi a romaria das Equipes de Nossa Senhora (movi-

mento de casais ligado à Pastoral Familiar). O santuário ficou lotado de casais. Foi muito marcante. Ainda vale ressaltar a romaria da cidade de Antônio João/MS. O pároco (Pe. Roberto) juntamente com dezenas de pessoas foram ao santuário e relataram um caso que emocionou a Igreja lotada: uma moça recebeu a graça da cura de um câncer, durante a visita do ícone à cidade. O padre e a família da menina levaram os exames (antes e depois) e apresentaram na Ação de Graças. A igreja inteira ficou muito comovida e foi um momento inesquecível. Outro momento marcante foi a distribuição de escapulário para todas as pessoas que participaram das missas (3) da quinta-feira. O significado de ser “revestido” com o escapulário foi muito forte e emocionante

32 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


para os devotos. Além disso, houve carreata, passeio ciclístico, missa dos motociclistas, peregrinação dos militares, procissão, shows e uma série de eventos para homenagear Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Todas estas coisas atraíram muitas pessoas e também atraiu a atenção dos meios de comunicação. O objetivo final é sempre “fazer Nossa Senhora conhecida em todos os lugares. Por isso mesmo, a maior de todas as novidades foi começar a transmissão ao vivo, da novena das 15h, pela TV Imaculada Conceição. A partir de 27 de junho, todas as quartasfeiras, será transmitida ao vivo, pela TV. Isso é uma grande conquista do santuário neste ano. Houve uma repercussão muito grande sobre esse fato. Ao final de toda a festa só temos que agradecer: ao provincial, Pe. Parron, pela presença e apoio, ao Pe. Celso e postulantes que se fizeram presentes; às centenas de leigos do santuário que não mediram esforços nos trabalhos; aos funcionários e colaboradores; aos confrades da Nossa Senhora da Guia (Reginaldo e Agenor) pela presença, apoio e colaboração.

SANTUÁRIO LANÇA O “PERPETÓLEO” EM CAMPO GRANDE Com a presença e ajuda do Pe. Primo Hipólito e da secretária Ana Rocha, em Campo Grande, o Santuário importou uma ideia que já deu certo no Santuário de Curitiba: o PERPETÓLEO. Esse trabalho com recolhimento de óleo de cozinha já usado, está sendo implantado em Campo Grande, pelo santuário. Nós agradecemos a generosidade do Pe. Primo e toda sua equipe em nos fornecer todos os dados e toda a implantação da logística para o lançamento em Campo Grande. E já nasceu grande. Algumas empresas da cidade (como a “Cantina Mato Grosso”) já se comprometeram em doar para o santuário todo o óleo de cozinha usado para ajudar no projeto. Enfim, que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro continue intercedendo por todos nós, em todas as áreas de atuação da província. É sempre muito bom ver a força que essa devoção tem e a grande missão que nós, redentoristas, temos em nossa província. Pe. Dirson Gonçalves, CSsR Campo Grande/MS

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 33


PADROEIRA

PREGRINAÇÃO E FESTA DO PERPÉTUO SOCORRO EM LONDRINA MISSIONÁRIOS DIVULGAM A DEVOÇÃO NO NORTE DO ESTADO

ços com os párocos e com o povo de Deus. Já o Redentorista Fernando Bastista ressalta a dimensão da evangelização que foi realizada com estas visitas. Em todas as igrejas que visitamos anunciamos a pessoa de Jesus através do ícone de Nossa Senhora, disse Fernando. Por sua vez, o Redentorista Roque Sutil este trabalho vai revitalizar as novenas de quarta-feira, que já são realizadas em três horários na Paróquia Perpétuo Socorro, às 8h, 15h e 19h.

A Comunidade Redentorista do Perpétuo Socorro, em Londrina, peregrinou, com o ícone, em nove paróquias desta arquidiocese como preparativo para os festejos do dia 27 de junho. Em todas as paróquias esta visita além de divulgar a devoção ajudou a despertar a dimensão missionária. Para o Redentorista Thiago Palmeira esta peregrinação marcou uma nova caminhada em Londrina, pois isto fortaleceu os la-

34 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


EVANGELIZAÇÃO

SÃO LUIZ PROMOVE FESTA DO PADROEIRO REDENTORISTAS EVANGELIZAM COM A FESTA

Os Redentoristas Jorge Watthier, CSsR, e Aparecido Filho, CSsR, organizaram com o povo de Deus da Paróquia São Luiz, em Londrina, a festa do Padroeiro nos dias 20 a 23 de junho. Para Jorge esta foi uma oportunidade para fortalecer a evangelização na paróquia. Foi grande a participação do povo da região, ressaltou Jorge. O tríduo foi marcado com uma missa especial a cada dia às 19h na igreja matriz. Os pregadores foram: padre Jose Onero, padre Jorge e padre Roque. No sábado, 23 de junho, foi celebrada uma missa sertaneja às 19h00 com o padre Agenor, após a missa, foi realizado o Festival de Prêmios. Mais de mil e quinhentas pessoas participaram do evento que premiou três ganhadores com R$ 1.500,00, R$ 1.000,00 e R$ 800.00. O dinheiro da festa será revertido para as reformas da Igreja. Segundo Aparecido Filho, CSsR, a proposta de celebrar o padroeiro é revitalizar o espírito comunitário da paróquia onde as pessoas sintam parte ativa da vida da Igreja. Para nós Redentoristas foi recompensadora a participação do povo e também perceber a sede do povo em formar comunidades, disse Aparecido.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 35


ESTUDO

REDENTORISTA APRESENTA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO JORGE TARACHUQUE É MESTRE EM BIOÉTICA

O nosso confrade Jorge Tarachuque, CSsR, assumindo agora a missão em Suriname, defendeu a dissertação de mestrado neste último 29 de junho, na Pontifícia Universidade Católica do Paraná, com o título ‘Bioética e vulnerabilidade da população em situação de rua’. Esta dissertação recebeu nota máxima com louvor e indicação para se publicado por uma editora.

Celso, Prof. Helio, Jorge, secretária, Waldir, Carla e Helio Nunes

Mário Sanches, Jorge, Waldir, Helio Gasa

A pesquisa do Jorge teve como base as entrevistas com os moradores de rua e também uma boa fundamentação bibliográfica. Para os professores doutores na área, Mário Sanches da PUCPR, Waldir PUCPR e Helio PUCRS, esta dissertação traz uma enorme contribuição na linha da bioética, especialmente no estudo da população mais vulnerável da nossa sociedade. Para o Redentorista Joaquim Parron, provincial, estes estudos do Jorge desdobram-se numa contribuição para reflexão ética e ao mesmo tempo o capacita melhor na atuação nas missões no Suriname. Já para o Redentorista Helio Nunes, ecônomo, a pertinência da pesquisa está no fato de enfocar a vida dos mais vulneráveis, que são os moradores de rua.

36 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


PEREGRINAÇÃO

CRUZ PEREGRINA ATRAIU MAIS DE 25 MIL PESSOAS EM PONTA PORÃ REDENTORISTAS TRABALHAM NA MOBILIZAÇÃO DA JUVENTUDE

Os Redentoristas de Ponta Porã, Pe. Paulo Nascimento CSsR e Pe. Miguelito Netto CSsR, atuaram fortemente na mobilização da juventude da fronteira pela passagem da Cruz Peregrina, em preparação a Jornada Mundial da Juventude. No dia 16 de junho em torno de 25 mil pessoas e dois mil veículos participaram da peregrinação. (fonte: Jornal Regional, 19/junho/2012 nota na capa do jornal)

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 37


COMEMORAÇÃO

ANIVERSARIANTES JULHO Dia 04 › Edson Dia 08 › Jorge Tarachuque Dia 11 › Pedro Aguiar Dia 12 › Celso Cruz Dia 14 › Henrique Lima Dia 16 › Pedro Hélio Dia 23 › Flávio Dia 27 › Jorge Rocha

AGOSTO Dia 03 › Agenor Dia 06 › Charles Coury Dia 08 › Ademar Dia 16 › Roque Dia 20 › Hélio Nunes Dia 21 › Lourenço Dia 22 › Marcos Borges Dia 23 › Rodrigo

38 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


Lema: “Como o Pai me enviou, assim eu vos envio” (Jo 20,21) Tema: Discipulado missionário: do Brasil para um Mundo secularizado e pluricultural, à luz do Vaticano II

Informativo Oficial da Província de Campo Grande Responsável: Pe. Dirson Gonçalves Fone: (41) 3252 5015 - ferreiracssr@hotmail.com


Contact julho 2012