Issuu on Google+

Fevereiro de 2012

MISSIONÁRIOS DO SANTÍSSIMO REDENTOR www.redentoristas.org.br


ÍNDICE

Palavra do Provincial. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 04 Encontros dos reitores e párocos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 05 Ir. Hélio e Pe. Alfeo celebram jubileu . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 07 25 anos de Profissão Religiosa: Ir. Helio Nunes, CSsR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08 Missionário do Santíssimo Redentor: Fernando Batista Cordeiro, CSsR. . . 10 JUMIRE: Juventude Missionária Redentorista . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 Retiro Provincial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 14 As vocações diminuíram?. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15 Propedêutico inicia suas atividades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 16 Formandos Redentoristas 2012 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 17 Uma reflexão filosófica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18 Congresso Missionário Redentorista. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19 Quaresma e Campanha da Fraternidade. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20 Nova Comunidade Redentorista em Aquidauana. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21 Nova Comunidade Redentorista na Paróquia N. Sra. da Guia. . . . . . . . . . . . . 22 Nova Comunidade Redentorista na Paróquia São Luiz . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23 Crônica da Redenção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24 Padre Estevão celebra Jubileu de Ouro. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26 Aniversariantes do mês . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 03


PALAVRA DO PROVINCIAL

FORMAÇÃO CONTÍNUA ATUALIZAR PARA MELHOR EVANGELIZAR

Iniciamos o ano de 2012 com várias atividades, entre elas destacamos a Segunda Sessão Capitular, Encontro dos Reitores/Párocos, profissão religiosa do Irmão Fernando, abertura das casas de formação, posses dos novos párocos e várias outras atividades missionárias. Um aspecto que chamou a atenção é o caráter formativo que todas estas atividades tiveram. A Constituição 90 ressalta o valor da formação contínua, afirmando que: “Tanto mais eficientes missionários serão os Redentoristas, quanto mais forem capazes de adaptar convenientemente sua atividade apostólica e de a ela unir estreitamente uma contínua renovação espiritual, científica e pastoral.” Os Redentoristas buscam constantemente atualizar os seus conhecimentos para que melhor possam anunciar a Copiosa Redenção junto com os mais pobres. Neste sentido, as várias atividades e encontros da Província estão sendo desenhadas na linha da formação contínua. Os Dias Regionais, O Retiro Anual, A Assembleia, os encontros de espiritualidade da URB em Aparecida, o Congresso Missionário e vários outros encontros estarão nesta linha, para que todos possam estar em constante formação. Além disto, cada confrade busque através da leitura e de seus estudos pessoais aprofundar os vários temas que a missão exige nesta sociedade tão complexa que é a contemporânea.

Pe. Joaquim Parron, CSsR Superior Provincial

04 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


ENCONTRO

REUNIÃO DE REITORES E PÁROCOS NA PERSPECTIVA DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO

Enfatizando que a liderança se constrói na perspectiva do discipulado missionário, os reitores e párocos da Província, tiveram um dia de formação com o Conselho Provincial neste último 31 de janeiro. Todos os reitores de comunidades e párocos participaram, fortalecendo a união e a busca de uma caminhada comum. Padre Parron ressaltou a importância de trabalho em comunidade e que as decisões sejam tomadas juntas, pois assim se constrói a comunidade verdadeiramente apostólica. Hoje não se compreende mais a liderança, na perspectiva do discípulo missionário, de alguém que é ‘chefe’, pois o discípulo de Jesus segue o modelo do Mestre que dialogava e sempre buscava as ‘pessoas machucadas’, destacou Parron. Na primeira parte do encontro foi trabalhada a espiritualidade e as recomendações aos reitores/párocos, exemplo: 1. a importância do tra-

balho em equipe, 2. o valor das reuniões e da oração na comunidade, 3. a necessidade do diálogo constante com os confrades e também com o povo de Deus que nos é confiado, 4. fundamental respeito pela pessoa do outro, seja confrade seja leigo, 5. participar da vida da diocese onde está inserido (reuniões, assembléias...), 6. dinamizar pastoralmente a paróquia/santuário. Enfim ter a mesma prática de Santo Afonso que afirmava: “É Deus que me envia a esta Diocese de Santa Ágata. Não em vista de meu prazer e de meu repouso. Mas para que, às custas do meu suor e de meu trabalho ajudálos a alcançar a salvação. Que fique bem entendido que para aqui vim, não como o fito de dominar seja lá o que for, mas com a vontade de ser o servidor de todos.” (St. Afonso, Catedral de Sant'Agata, dia 11 de julho de 1762). Além destes temas, também foi trabalhada a síntese da Segunda Sessão Capitular, as Urgências Pastorais, a reciprocidade com a Igreja local, vocações Redentoristas, a dimensão econômica e a importância de trabalhar com os orçamentos e a realização do Congresso Missionário. As reflexões tinham o cunho de ajudar os confrades que na dinamização da vida comunitária e pastoral nas comunidades locais. Enfim, foi um dia de formação, que na experiência da partilha, fortaleceu a busca pelo anúncio da Copiosa Redenção em Comunidade, vivendo a lei essencial, que é viver, rezar e trabalhar em comunidade (Cf. Const. 21).

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 05


TESTEMUNHOS DE ALGUNS CONFRADES SOBRE O ENCONTRO DOS REITORES

“Percebi que este encontro de reitores/párocos veio fortalecer a caminhada de valorização da Vida Religiosa Redentorista no contexto missionário. Tudo é em vista da missão no anúncio do Santíssimo Redentor. Tudo seguiu na linha da reflexão proposta pela Segunda Sessão capitular. A dinâmica proposta pelo padre Parron favoreceu a partilha e o crescimento dos confrades neste encontro”. Pe. Henrique Lima, CSsR

“Para mim, esse encontro de superiores, se compara aos encontros das últimas sessões do Capítulo Provincial. Isso pela seriedade com que tratamos os assuntos, sempre pensando no bem da missão e da construção do Reino de Deus. O que me impreciona, foi a fraternidade entre nós confrades, na alegria, na descontração vivemos momentos de liberdade e tranquilidade. Sem ataques ou confusões mas partilha, mesmo diante de assuntos sérios e profundos. Me senti muito bem e percebi que todos estavam bem. Que fiquemos juntos caminhando e que Santo Afonso nos abençoe”. Pe. Primo Hipólito, CSsR

“A reunião de reitores/párocos traduz-se num reavivar o espírito missionário através de uma reflexão séria da nossa missão dentro da igreja. É um descer dentro de si e descobrir que ali também precisa de atualizações. É redescobrir que a missão do líder é a de ser bom pastor. Participar dessa reunião é para mim motivo de alegria e de esperança. Percebi que o caminho a ser trilhado é objetivo comum. O conteúdo da reunião mostrou que temos uma força ímpar e essa força bem conduzida é capaz de fazer a nossa província forte e ainda mais profética. É importante então focar no nosso serviço ministerial e realizá-lo com dedicação e responsabilidade. Que Deus nos dê essa graça e nos abençoe em nossa missão”. Pe. Celso Cruz, CSsR

“Senti no encontro de reitores e párocos o mesmo clima (sereno, responsável e fraterno) da II Sessão do Capítulo. Os participantes vieram dispostos a acolher a vontade de Deus para tornarem-se instrumentos d’Ele nas comunidades locais. Havia um espírito de abertura e busca de unidade. Com certeza um momento marcante para nossa Província.” Pe. Dirson Gonçalves, CSsR

06 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


COMEMORAÇÃO

IR. HÉLIO E PE. ALFEO CELEBRAM JUBILEU 25 ANOS E 50 ANOS DE CONSAGRAÇÃO

Os nossos confrades Ir. Helio Nunes e Pe. Alfeo Prandel celebraram 25 e 50 anos de Vida Religiosa Redentorista respectivamente. Ir. Helio celebrou os 25 anos de consagração numa missa presidida pelo Redentorista Pe. Lourenço Kearns, no dia 05 de fevereiro, no Santuário do Perpétuo Socorro, Curitiba. Já Pe. Alfeo celebrou os 50 anos de consagração numa festividade na Academia Afonsiana, em Roma, no dia 02 de fevereiro. Louvamos a Deus pela consagração e perseverança destes dois nossos confrades. A perseverança e o testemunho de Helio e Alfeo, nesta amada congregação fundada por Santo Afonso, geram vidas e esperança a muitas pessoas. Obrigado Helio e Alfeo pela vossa perseverança no seguimento ao Cristo Redentor! Pe. Joaquim Parron, CSsR Curitiba/PR

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 07


BODAS DE PRATA

25 ANOS DE PROFISSÃO RELIGIOSA IR. HÉLIO NUNES, CSSR

Nascido em Curitiba/PR dia 20 de agosto de 1957, fez sua primeira profissão religiosa em 02 de fevereiro de 1987 e a profissão perpétuo em 05 de fevereiro de 1989. Irmão Hélio já trabalhou nas Missões Populares, em Paróquias, Santuários, foi formador de vários confrades e hoje ocupa a missão de ecônomo provincial, desde 2011, com o início do segundo mandato provincial do Pe. Joaquim Parron. Neste ano ele está comemorando seu jubileu de 25 anos de consagração como Missionário Redentorista. Uma vida dedicada à causa da evangelização, com uma forte atenção aos mais necessitados e carentes. Durante esse tempo ele foi cultivando uma espiritualidade forte e simples ao mesmo tempo. Em sua missão agora como ecônomo provincial tem desenvolvido uma forma “espiritualizada” de conduzir os trabalhos do

08 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


escritório, criando momentos de oração entre os funcionários, humanizando aquele espaço que, geralmente, por ser administrativo, é mais técnico e frio. Irmão Hélio é uma pessoa de carisma forte e marcante. Amado em todos os lugares onde já passou e querido, respeitado, pelos confrades. Ele tem uma facilidade em ser acolhedor, simples, um sinal de redenção. Para compor esta homenagem através do CONTACT, optamos por colher depoimentos de alguns confrades a respeito desse nosso querido irmão: “Para mim o Ir. Hélio é um grande missionário consagrado ao coração do Cristo Redentor e testemunha o amor de Deus no meio do povo. Inspirado e fortalecido pelo Espírito Santo o Ir. Hélio é sinal de doação aos irmãos da fé. Ele assumiu sua consagração como resposta ao Deus que o amou primeiro. Ele vive com profundidade profética os conselhos evangélicos. Parabéns pelos 25 anos de doação à província e à Igreja de Jesus Cristo.” Pe. Ademar Maia, CSsR Paranaguá/PR

“Admiro muito o Ir. Hélio pela sua disponibilidade. Homem piedoso, preocupado com a vida religiosa, dedicado, um exemplo de vida redentorista. Agradeço a Deus pela presença de Ir. Hélio em nossa província e o parabenizo pelos 25 anos de consagração”. Fr. Thiago P. Machado, CSsR Londrina/PR

“O Ir. Hélio é um homem ímpar no quadro provincial. Ele é um grande testemunho e transmite a força da redenção. Ele reza não só sentado ou em pé, mas de joelhos diariamente diante do santíssimo. Liga o que faz àquilo que professa. É um homem de confiança, respeito, admirável, uma inspiração para todos.” Pe. Adriano Franzoi, CSsR Telêmaco Borba/PR

“O Hélio é o genuíno Redentorista. Conheço o Ir. Hélio desde 1988 e percebo nele muita coerência e radicalidade da Vida Religiosa. É um confrade que nos inspira como redentoristas a vivermos nossa missão e nosso carisma redentorista que é o compromisso com os mais pobres e abandonados.” Ir. Jorge Tarachuque, CSsR Curitiba/PR

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 09


NOVO MISSIONÁRIO

MISSIONÁRIO DO SANTÍSSIMO REDENTOR NA PERSPECTIVA DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO

O mais novo professo de nossa província vem da cidade de Telêmaco Borba/PR, tem 21 anos, grande devoto de São Geraldo Majella e escolheu como lema de sua profissão religiosa a proposta de “Gastar os dias no anúncio da Copiosa Redenção”. Sua profissão religiosa foi às 19h30 do dia 04 de fevereiro de 2012, na Matriz de Nossa Senhora de Fátima, em Telêmaco Borba/ PR. Vamos conhecer um pouco mais desse jovem nesta entrevista que segue: CONTACT: Fernando, fale-nos um pouco sobre sua família. Minha família não é muito grande. Somos quatro: minha mãe Susane, meu pai Mario, eu que sou o

10 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


mais velho e meu irmão Bruno Gabriel. Sempre fomos unidos e muito católicos. Sempre moramos em Telêmaco Borba. CONTACT: Porque este lema de profissão religiosa: “Gastar os dias no anuncio da Copiosa Redenção”? Eu estava procurando um lema que me impulsionasse a uma vida de missão e de doação. Pensei em varias possibilidades. Mas essa frase, foi a que mais se encaixou com as minhas aspirações. Pois “gastar os dias” me encoraja a esgotar as minhas forças, em tirar tudo que tenho e oferecer ao meu próximo, ao meu irmão; e “no anúncio da Copiosa Redenção” me remete ao carisma mais profundo da congregação. A afirmação profunda de que nós redentoristas formos chamados a levar a redenção, a vida e o amor, a todos os povos. E é exatamente isso que pretendo na minha vida religiosa, gastar todos os meus dias pela redenção dos meus irmãos. CONTACT: Como surgiu sua vocação? Minha vocação surgiu espontaneamente, ainda quando criança. Lembro-me que minha mãe me levava as novenas de Nª Sª do Perpetuo Socorro. E foi durante estas novenas que a minha vocação foi surgindo. Mas demorei alguns anos para perceber esse chamado. Mas durante este tempo servi a Igreja a minha maneira, como coroinha e ca-

tequista. Até que um dia fui chamado realmente e não pude escapar. Comecei o acompanhamento com o Ir. Adilson e Ir. Jorge. E hoje já professo, respondo ao chamado que faz a mim. CONTACT: No mundo atual, qual o sentido de consagrar-se a Deus, como religioso? Consagrar-se a Deus é oferecer a minha vida opção de servir ao irmão, e com ela me esforçar em testemunhar o amor de Cristo por nós. Consagrarse a Deus e fazer a opção de servir ao irmão e amá-lo em sua totalidade. Tentar todos os dias viver um pequeno trecho do evangelho “amai-vos uns aos outros como eu vos amei”. Pra mim consagrar-se a Deus é amar aos meus irmãos e servi-los.

BIOGRAFIA Fernando Batista Cordeiro, 21 anos, filho de Susane de Jesus Batista Cordeiro e Antônio Mário Cordeiro, irmão de Bruno Gabriel Batista Cordeiro. Sempre freqüentou a igreja, foi coroinha e depois catequista na Comunidade Sagrado Coração de Jesus. Descobriu sua vocação aos 14 anos, embora sentisse o chamado havia muito tempo. Em Telêmaco Borba estudou nos seguintes colégios: Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Manoel Ribas e Custódio Netto. Ingressou no Seminário Santo Afonso, em Ponta Grossa/PR em 2005 e seu primeiro formador foi o Pe. Paulo do Nascimento Sousa. Fez o vestibular no final de 2007 para o curso de Filosofia na PUC/PR e ingressou no Postulantado em fevereiro de 2008, em Curitiba, tendo como formadores os confrades Pe. Vicente Gomes de Melo Filho e Antônio Carlos de Mello. No ano de 2011 ingressou no Noviciado na cidade de Tietê/SP, tendo como mestre o Pe. Ulysses da Silva e Jerônimo Colombo.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 11


JOVENS

JUVENTUDE MISSIONÁRIA REDENTORISTA PREPARANDO PARA JMJ 2013

A Província de Campo Grande tem a graça de contar com vários jovens leigos que estão assumindo a dimensão missionária a partir do carisma Redentorista. Estes jovens são conhecidos como JUMIRE (Juventude Missionária Redentorista). Nesta perspectiva Pe. Alexandre de Castro, CSsR, e o postulante Adriano Alves estão na reunião dos jovens da URB (União dos Redentoristas do Brasil) neste próximo dia 25 de fevereiro para elaborar um plano de ação em nível nacional. O QUE É JUMIRE? O JUMIRE (Juventude Missionária Redentorista) não é apenas mais um grupo de jovens na paróquia/santuário, mas jovens que despertaram para dimensão missionária a partir do carisma e missão dos Redentoristas e se organizam para atuar como missionários junto com os confrades. Os grupos de jovens da paróquia/santuário devem continuar suas atividades pastorais e o JUMIRE ajudará na ampliação e fortalecimentos destes grupos. Este trabalho com a juventude é inspirado nas orientações do Governo Geral da CSsR. A Congregação está incentivando as (vices) Províncias para que tenham trabalhos com juventude na perspectiva missionária e vocacional.

12 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


OBJETIVO GERAL DO JUMIRE:

2. Assumir a identidade de jovens redentoristas esclarecendo para o Pároco/confrades e paroquianos quais são os objetivos gerais e específicos.

“Evangelizar a juventude através da ação missionária dos jovens, junto com as comunidades redentoristas, a partir da espiritualidade e da missão da Congregação do Santíssimo Redentor, em comunhão com o setor juventude da CNBB.”

2.1 Apoiar grupos de jovens para seu fortalecimento na dinâmica da evangelização e chamado dos jovens.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DO JUMIRE:

2.2 Atender ao chamado da paróquia quando solicitado, e se fazer presente nas suas atividades.

› Ajudar os jovens a identificarem o Carisma, Espiritualidade e a Missão dos Redentoristas.

3. Promoção vocacional

› Mobilizar os Jovens para a atuação Missionária nas diversas áreas: Paróquias, Santuários e Missões Populares.

3.1 Observar possíveis vocações apresentando-as à congregação do Santíssimo Redentor por meio do promotor vocacional.

› Despertar nos Jovens para a dimensão vocacional, Vida Leiga Missionária, Vida Religiosa Consagrada e Vida Sacerdotal.

3.2 Ajudar os jovens no discernimento da vocação missionária.

AÇÃO PROVINCIAL › Encontro anual de três representantes para fomentar a dimensão dos Jovens Redentoristas; › Encontro Regional (PR e MS); › Fazer um Trabalho Missionário nível província; › Em sintonia com a província realizar atividades vocacionais; ESTRATÉGIAS DE AÇÃO: 1. Elaborar material base, sobre o que é JUMIRE. 1.1 Decidir ainda quem elabora. 1.2 Conteúdo: Definição o que é JUMIRE, Espiritualidade, Carisma e Missão (Evangelização jovem) 1.3 Objetivo: Formação dos Jovens Missionários

2.3 Ajudar a Equipe Missionária Itinerante.

4. Manter a estrutura organizacional, espiritual e comunicativa do JUMIRE. 4.1 Escolher coordenador (a), vice-coordenador (a) e secretario (a) para os grupos de base; 4.2 Oração diária do JUMIRE em comum (leitura de Lc 4, 18-19), oração do Espírito Santo, salmo 51 (50) 91 (90) e a oração do Magnificat, (Lc 1, 47-56) Visita Santíssimo (Livro de Santo Afonso) 4.3 Encontro regional e provincial do JUMIRE a partir do segundo semestre. Obs.: não marcar compromissos nas datas de Corpus Christi e Nossa Senhora Aparecida. 4.4 Comprometer-se em manter o blog e o orkut atualizados com as informações do JUMIRE de todas as paróquias; 5. Contatos: jumirepcg@hotmail.com jovensredentoristas.blogspot.com lnm_82@hotmail.com adriano.resgate@hotmail.com

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 13


FORMAÇÃO

RETIRO PROVINCIAL INTEGRANDO ESPIRITUALIDADE CRISTÃ E VIDA REDENTORISTA

Como parte do compromisso dos confrades da província na linha da formação contínua (Const. 90), aprovado na Assembleia Provincial e na Segunda Sessão Capitular, o Retiro Provincial 2012, vai realizar-se nos dias 19 a 23 de março (início dia 19 de março, segunda-feira, às 19h e encerramento dia 23 de março, sexta-feira, às 12h). O assessor do retiro será: Pe. Ronaldo Zacarias, SDB. Temática: dimensão humano-afetiva e espiritualidade. Taxa: O caixa provincial vai cobrir a taxa de hospedagem, pois o mesmo é importantíssimo para todos os confrades. Levar: roupa de cama, toalha de banho, Bíblia e materiais de higiene pessoal. Local: Ponta Grossa/PR, Casa de Retiro Josafáta Hordachevska das Irmãs Servas de Maria Imaculada. Bem próximo do Mosteiro da Ressurreição (Beneditinos). Como chegar: Para quem vem de Curitiba, passa por Ponta Grossa indo em direção ao Norte do PR, saída para T. Borba. Ao passar a passarela com o radar dirija mais 700 metros e tome à esquerda – entrada para o Mosteiro da Ressurreição. Subir a estrada de cascalho por 600 metros, e

virar a esquerda no cemitério. Após o cemitério dirigir 1.300 metros onde você chegará na Casa de Retiro com a placa Vila Josaphata. Para quem vem do Norte do Paraná: Ao passar o viaduto vindo do Norte do Paraná ou Guarapuava seguir por 5.700 metros onde está a placa que indica o Mosteiro da Ressurreição (MONJES BENEDETINOS). Subir à direita em direção aos Monges na estrada de cascalho por 600 metros. Virar a esquerda no cemitério. Dirigir por 1.300 metros. E chega onde tem a Placa Vila Josaphata. Motivamos todos a participarem deste encontro formativo e oracional! Caso algum confrade não possa participar, favor avisar um dos membros do Conselho Ordinário (COP) devido a reserva de quartos.

14 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande

Pe. Joaquim Parron, CSsR Provincial


REFLETINDO

AS VOCAÇÕES DIMINUÍRAM? Por que há congregações que estão terminando? Por que na Europa diminuíram tanto a vocações? Por que no Brasil não estamos isentos disso? São perguntas que temos de nos fazer realmente. Que podemos ser e fazer para que, nesse momento da história, cumpramos a nossa missão de passar para outros o nosso carisma? Vejo aí três respostas:

3. Terceira atitude que temos de aprender é a capacidade de leitura dos sinais dos tempos, para ver onde estão precisando de nós, de nosso serviço. Às vezes estamos presos com coisas que não são importantes. Por quê? Não sabemos ler os sinais de Deus. Ficamos com exigências disciplinares, com cobranças e, lamúria, com compensações e não acontece nada.

1. Temos de potencializar a vida comunitária. Sem vida comunitária não pode haver vocações. Temos de redescobrir a vida comunitária. O documento da Sagrada Congregação para os Institutos Religiosos sobre a vida comunitária é inspirador.

Somos potencializadores do povo de Deus, com a nossa identidade de consagrados, mas também com a nossa riqueza de comunicação, procurando o maior entrosamento no meio da Igreja Particular. É necessário participar das grandes ações de conjunto, planejamento, discernimento, na comunhão entre todas as vocações no Reino de Deus. Se conseguirmos isto, iremos chamar muitos outros a descobrir a presença de Cristo Ressuscitado.

2. Vida de oração. Há vários tipos de oração. Existe a oração de louvor. Há também a oração de discernimento, apostólica, vocacional, missionária. Sem oração, a Vida Religiosa acaba de repente. Tanto é verdade que, apesar dos altos e baixos da Vida Religiosa, a vida contemplativa vai se mantendo, porque tem a força da oração. A Vida Consagrada, para progredir, tem de redescobrir a beleza, a profundidade, a dureza, a desolação da oração. Sem passar muito tempo em oração, não teremos vocações. Por quê? Se Deus chama alguém para viver a união íntima com Ele, e a pessoa não encontra numa congregação esse ambiente de oração, irá então bater em outra porta. O tema da oração voltou no Sínodo. É preciso redescobrir o tempo de oração pela manhã, uma oração lenta, oração maior, uma participação vivida na liturgia e alimentada na Palavra de Deus.

O típico da Vida Consagrada é anunciar Cristo pelo testemunho. É importante o testemunho de totalidade na entrega a Jesus Cristo. É isso que vai atrair as pessoas a Cristo. Quando perceberem que Ele é tão amado, que Ele é totalmente servido por nós, que Ele é suficiente para nos realizar existencialmente e que a sua ressurreição transfigura a nossa vida, isso atrairá novas vocações. +Luciano Mendes de Almeida, SJ. Jesus Cristo Luz da Vida Consagrada Ed Loyola São Paulo, 1996. Preparado por Pe. Antonio Mello

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 15


FORMAÇÃO

PROPEDÊUTICO INICIA AS SUAS ATIVIDADES FORMANDO MISSIONÁRIOS REDENTORISTAS

Um grupo de nove jovens, tendo como formador Pe. Pedro Helio, CSsR, iniciou, dia 02 de fevereiro, o processo formativo do Propedêutico em Ponta Grossa. Destes jovens, seis estão estudando filosofia e três terminando o ensino médio. A primeira semana foi marcada por intensa formação interna, tendo como assessores o próprio padre Pedro, padre Parron e um profissional em psicologia. Foi trabalho a dimensão religiosa da vida Redentorista e a dimensão humano-afetiva no processo formativo. Um aspecto destacado foi o fortalecimento do relacionamento saudável na vida comunitária. É importante que cada jovem faça um elaborado humano nas várias etapas da formação, para o crescimento humano-afetivo, disse padre Parron.

16 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


FORMAÇÃO

FORMANDOS REDENTORISTAS 2012 COMEÇA O ANO FORMATIVO PARA NOSSOS JOVENS

PROPEDÊUTICO (Ponta Grossa/PR) Formador: Pe. Pedro Hélio de Oliveira, CSsR Formandos: Edmar Fernandes do Santos (Campo Grande/MS) Gabriel Lima de Souza Nantes (Campo Grande/MS) Leonardo Paredes de Almeida (Campo Grande/MS) Lucas Soares da Silva (Bodoquena/MS) Lucas Montesso Coelho (Ponta Porã/MS) Willian Adriano Gois (Ponta Porã/MS) Ronaldo Medeiros dos Santos (Telêmaco Borba/PR) Henrique Ferraz Affonso (Campo Mourão/PR) Marcos Filipe Santos Aragão (Maringá/PR) POSTULANTADO (Curitiba/PR) Formador: Pe. Celso Vieira da Cruz, CSsR Formandos: Rubens Rodrigues Almeida Filho (São Paulo/SP) Cássio Santos da Silva Oliveira (Aquidauana/MS) Diego Rodrigo Rodrigues Fritz (Telêmaco Borba/PR) Adriano Silva Alves (Campo Grande/MS) Robson Luiz Skavinski (Jaguariaiva/PR) Paulo Roberto Zatta (Paranaguá/PR) NOVICIADO (Tietê/SP) Mestre: Pe. José Dalbó Giovanette, CSsR Vice Mestre: Pe. Mauro José Matiazzi, CSsR Noviços: Óliton Ferreira Gomes (Telêmaco Borba/PR) Rodrigo das Dores Castro (São José da Boa Vista/PR) (+ 12 outros noviços das províncias de Rio de Janeiro e São Paulo)

JUNIORATO (Londrina/PR) Formador: Pe. Antônio Carlos de Mello, CSsR Junioristas: Thiago Palmeira Machado, CSsR (Ponta Porã/MS) Aparecido José da Costa Filho, CSsR (Sete Quedas/MS) Fernando Batista Cordeiro, CSsR (Telêmaco Borba/PR)

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 17


ESTUDO

UMA REFLEXÃO FILOSÓFICA O HOMEM COMO VÍTIMA DO PROGRESSO

O nosso postulante Cássio Santos da Silva Oliveira, de 20 anos, natural de Aquidauana/MS, está começando o terceiro e último ano de Filosofia na PUC/PR. Ele é pré-noviço e já está com sua monografia praticamente concluída. Cássio resolveu, no ano passado, refletir sobre a trajetória do progresso tecnológico que o homem criou e se tornou vítima, ou seja, o homem ficou vitima do progresso, algo que ele próprio fez acontecer. Para desenvolver seu trabalho monográfico, o postulante Cássio tomou como base os filósofos e sociólogos Adorno e Horkheimer. O tema do trabalho é: “O itinerário do aniquilamento do indivíduo na era tecnológica”. Que Deus abençoe a conclusão desse trabalho e dê ao jovem estudante muita disposição para continuar mergulhando nos mistérios e belezas do conhecimento. Santo Afonso prezava muito pela dedicação aos estudos. É preciso sabedoria, discernimento, conhecimento e inteligência para traduzir os mistérios de Deus de forma redentora aos corações humanos.

18 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


CONGRESSO

CONGRESSO MISSIONÁRIO REDENTORISTA CONFRONTO DE DADOS CIENTÍFICOS COM A REALIDADE PASTORAL

Aproxima-se o “1º Congresso Missionário Redentorista da Província de Campo Grande”, a ser realizado na Comunidade Santo Agostinho, do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Campo Grande/MS, de 16 a 19 de fevereiro/12. Desde outubro de 2011, uma equipe está organizando este encontro. A assessora do congresso será a Professora Doutora Silvia Regina Alves Fernandes, da UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro). Serão enviados 15 lideranças de cada paróquia ou santuário da província. A assessora, socióloga e professora adjunta da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense (1996), mestre em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1999) e doutora em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2004). Ela possui experiência na área de Sociologia da religião com a análise do cenário religioso no Brasil e América Latina com ênfase no catolicismo, pentecostalismo e juventude. É líder do grupo de pesquisa do CNPq: Dinâmicas Territoriais, Cultura e Religião e membro do grupo de pesquisa Estudos do Cristianismo. Dra. Silvia nos ajudará a refletir sobre o tema: “Perspectivas sócio-religiosas para a missão Redentorista no Paraná e Mato Grosso do Sul nos próximos anos à luz das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil - 2011-2015”.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 19


CONVERSÃO

QUARESMA E CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2012 FRATERNIDADE E SAÚDE PÚBLICA

A quaresma é o caminho que nos leva ao encontro de conversão com o Jesus Crucificado-ressuscitado. Caminho, porque é processo existencial, mudança de vida, transformação da pessoa que recebeu a graça de ser discípulo-missionário. Assim, atingidos por Jesus e transformados n’Ele, percebemos que todas as realidades devem ser transformadas, para que todas as pessoas possam ter a vida plena do Reino. Nesse sentido a Campanha da Fraternidade, celebrada na quaresma, intensifica em nós o convite à conversão neste tempo quaresmal. “Ela contribui incisivamente para que este processo ocorra e alargue o horizonte da vivência da fé, na medida em que traz, para a reflexão eclesial, temas de cunho social, portadores de sinais de morte, para suscitar ações transformadoras, segundo o Evangelho” (Texto-base da CF 2012, n.3). O tema proposto é “Fraternidade e a Saúde Pública”, e o lema: “Que a saúde se difunda sobre a terra (cf. Eclo 38,8)”. Ou seja, a saúde integral é o que mais se deseja. Há muito tempo, ela vem sendo considerada a principal preocupação e pauta reivindicatória da população brasileira, no campo das políticas públicas.

De acordo com a Campanha da Fraternidade, o SUS (Sistema Único de Saúde), inspirado em belos princípios como o da universalidade, cuja proposta é atender a todos, indiscriminadamente, deveria ser modelo para o mundo. No entanto, ele ainda não conseguiu ser implantado em sua totalidade e ainda não atende a contento, sobretudo os mais necessitados destes serviços. “Entendendo ser um anseio da população, especialmente aos mais carentes, de um atendimento de saúde digno e de qualidade” (cf. Texto-base da CF 2012, n.4). Dessa forma a Campanha da Fraternidade reflete sobre a realidade da saúde no Brasil em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas na atenção aos enfermos e mobilizar por melhoria no sistema público de saúde, visando maior comunhão, participação e missão. Que a Mãe do Perpétuo nos ajude neste caminho de conversão quaresmal à luz do que nos propõe a Campanha da Fraternidade 2012.

20 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande

Pe. Francisco Santos Lima, CSsR Guaratuba/PR


NOVAS COMUNIDADES

NOVA COMUNIDADE REDENTORISTA AQUIDAUANA/MS

Vários confrades estiveram presentes, dia 29 de janeiro, às 19h, na Igreja Matriz de Aquidauana, na missa solene presidida por Dom Jorge Alves Bezerra, Bispo de Jardim, pela ocasião da posse do novo pároco, Pe. Alvaro Cesar Cavazzani, CSsR. Além de dois padres diocesanos, estavam os redentoristas Pe. Dirson Gonçalves, CSsR, Pe. Roberto Claudiano da Silva Filho, CSsR, Pe. Sérgio Reis de Lima, CSsR e Pe. Joaquim Parron, CSsR. A nova comunidade redentorista de Aquidauana é composta, agora, por: Pe. Alvaro Cesar Cavazzani, CSsR (pároco) Pe. Edilei Rosa Silva, CSsR Pe. Francisco Cáceres, CSsR Pe. Donizete Araújo, CSsR (PV e Paróquia) Na homilia Dom Jorge ressaltou a presença dos Missionários Redentoristas por mais de 80 anos naquela paróquia, e agradeceu aos trabalhos realizados pela congregação. Após a missa houve uma confraternização com a presença dos Missionários e das lideranças paroquiais.

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 21


NOVAS COMUNIDADES

NOVA COMUNIDADE REDENTORISTA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA GUIA – CAMPO GRANDE/MS

Outra paróquia que também está com uma nova comunidade redentorista é a Nossa Senhora da Guia, em Campo Grande/MS. Dom Dimas Lara Barbosa, Arcebispo de Campo Grande, presidiu missa solene de posse, no dia 28 de janeiro, às 19h30, na Matriz. Grande número de pessoas se fez presente, além de vários Missionários Redentoristas: Pe. Dirson Gonçalves, Pe. Sérgio Reis de Lima, CSsR (ex-pároco), Pe. Almir (diocesano de Jardim que está residindo por um tempo na paróquia), Pe. Joaquim Parron, CSsR (Superior Provincial). A nova comunidade é formada por: Pe. Reginaldo Nascimento Padilha, CSsR (pároco) Pe. Agenor Martins da Silva, CSsR A paróquia Nossa Senhora da Guia tem, atualmente, oito comunidades espalhadas por sete grandes bairros da região. Que Deus abençoe, pela intercessão de Maria, a vida dessa paróquia e a vida dos Missionários que lá estão.

22 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


NOVAS COMUNIDADES

PADRE JORGE ASSUME EM LONDRINA REDENTORISTAS NA PARÓQUIA SÃO LUIZ

O padre Jorge Watthier, Missionário Redentorista, assumiu o pastoreio da Paróquia São Luiz, numa solenidade muita participada, neste último dia 12 de fevereiro. Na missa presidida pelo arcebispo emérito, Dom Albano Cavalin, Jorge, juntamente com a sua comunidade, se comprometeu a seguir as diretrizes da Igreja no Brasil e da arquidiocese de Londrina. Na cerimônia padre Parron agradeceu os trabalhos pastorais dinamizados pelo padre Pedro de Aguiar CSsR neste ano que passou e também agradeceu o sim de padre Jorge em assumir este compromisso missionário. Por sua vez, Dom Albano destacou os trabalhos realizados pelos Redentoristas no Brasil e agora nos últimos anos em Londrina. Os confrades Antonio Mello e Aparecido Filho ajudarão pastoralmente nesta paróquia. Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 23


RECUPERAÇÃO

CRÔNICA DA REDENÇÃO Visitando a Comunidade Assistencial São Geraldo, aos cuidados da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Telêmaco Borba/PR, a gente sente a força do Carisma Redentorista desde o momento que chega até o momento que vai embora banhado de uma experiência de redenção. A beleza do lugar, adornado de belas árvores e outras espécies naturais, já nos coloca numa dimensão bem maior, muito próxima do Criador. Adentrando os espaços da chácara encontramos jovens e adultos visivelmente sacudidos pelos tropeços da vida, mas, ao mesmo tem-po, sendo inundados pela chance redentora de um recomeço. Lê-se, ao lado da imagem de São Geraldo: “aqui se faz a vontade de Deus!”

24 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


va o chiqueiro dos porcos, lavava os animais e dava-lhes de comer. Impossível não comparar com a cena do Evangelho: eu já tive tudo, perdi tudo, hoje trato de porcos, mas vou me reconstruir e voltar para a vida. E quando todos eles se encontram na sala, já quase para nossa despedida, é visível nos olhos deles, que o seu interior está sendo novamente reconstruído, de uma forma humana, familiar, comunitária, redentora.

Caminhando um pouco mais, no meio da mata, deparamos a cela simples, pobre, de um homem de voz suave, sorridente e acolhedor, John Gallagher. Da mais pura e despojada forma de vida está um missionário, que vive em meio a livros, um pequeno braseiro, um altar de madeira singela, onde ele contempla o Santíssimo Redentor, ao som dos pássaros e do vento que sopra na mata. Daquele espaço pobre e nobre ao mesmo tempo, ele nutre-se para ajudar os dependentes, dezenas, que esperam palavras e gestos capazes de ressuscitá-los e fazê-los voltar à vida. Eu vi ali um redentorista: aquele que resgata, reergue, motiva, incentiva, estende a mão aos rostos sofridos que doem em nós, em nome do Redentor.

Que Deus, autor e motivo de tudo, continue fazendo daquela chácara um espaço de missão “como Ele quer e enquanto Ele quiser”, como rezou São Geraldo. E que os missionários redentoristas da paróquia de Telêmaco, continuem fortes na fé, alegres na esperança e fervorosos na caridade, assim como São Geraldo, fazendo a vontade de Deus. Louvado seja o Pai, pelo Carisma Redentorista!

Mas a visita continua. Conhecendo o que os internos fazem, encontramos um que limpa-

Informativo Oficial da Província de Campo Grande | 25


COMEMORAÇÃO

PADRE ESTEVÃO CELEBRA JUBILEU DE OURO 50 ANOS PROCLAMANDO A COPIOSA REDENÇÃO

O nosso confrade Estevão Vanyo, CSsR, celebrará 50 anos de Vida Sacerdotal neste próximo dia 17 de junho. Ele foi ordenado presbítero em 1962 em Esopus-NY. Todos os jubilares serão homenageados na Assembleia Provincial (23 a 26 de outubro). Parabéns Estevão pela perseverança na Caminhada Redentorista!

COMEMORAÇÃO

ANIVERSARIANTES DE FEVEREIRO

Dia 05 › Pe. Marcelo das Graças Pereira, CSsR Dia 18 › Pe. Eduardo Moriarty, CSsR Dia 27 › Pe. Angelo Schemberger, CSsR

26 | Informativo Oficial da Província de Campo Grande


Informativo Oficial da Província de Campo Grande Responsável: Pe. Dirson Gonçalves Fone: (41) 3252 5015 - ferreiracssr@hotmail.com


Contact fevereiro