Issuu on Google+

MAIO

AGENDA ‘2010

www.ccc.eu.com

1


FICHA TÉCNICA

EDITORIAL

Administração VEREADORA MARIA DA CONCEIÇÃO JARDIM PEREIRA

Caldas a cidade que inova

EQUIPA Director CARLOS RIBEIRO MOTA Direcção Técnica JOSÉ MANUEL RAMALHO Secretariado/Planeamento DINA SOARES Assistente de Produção Guilhermina Moura Técnica de Luz Joana Coelho Técnico de Som João Nunes Audiovisual/Projeccionista Filipe Fazendeiro Técnico de Palco/Projeccionista Pedro Godinho Economato/Segurança/Apoio Bastidores Jorge Santos Design/Imagem Filipa Serra Galeria de Arte José Antunes Assessoria de Imprensa Pedro Antunes Internet oesteonline.net (Associação Oeste)

Faz 2 anos que a cidade retirou a capa de uma obra prometida, desejada, construída... desse lugar de onde se constroem os sonhos, está desde então ao alcance do público. Este é um produto em constante transformação, poético, convocado permanentemente numa celebração ininterrupta, capaz de gerar energias, afirmações de uma cidade em busca contínua, que se dá renovada como porto de abrigo, caminho que se cruza, sítio de experiências, de artes, de culturas e de civilidade. A música, o teatro, a festa, o circo, a literatura, o cinema, a ciência e o convívio chegaram com todos os sabores, para todos, numa afirmação de vitalidade da cultura local, autárquica! Às vezes evocamos a viagem, numa praça de legumes que em cada estação do ano reflecte o nosso olhar nas manhãs cristalinas, numa volúpia colorida de intensos sentidos, que explodem em mil fragrâncias ou num passeio frugal ao fim da tarde, num parque verdejante, de águas tranquilas que nos devolvem o presente e o futuro... sinais que unem o carácter e a força que podem transformar terra ressequida em verdejante, qual nascente fértil que parte de lugares calados onde o sol é mais cru e o ar corta o rosto... é uma lástima morrerse sem se conseguir captar o significado de algo que se ignora. Há perguntas que nos atormentam de vez em quando e que parecem não ter resposta... é mais cego o que não quer ver ou aquele que não consegue ver? O CCC aí está, com as suas grandezas e as suas desgraças, com a humildade e a crença no homem que concebe e constrói a única e sublime forma de viver as artes, nos sentidos em que se torna clássico porque renova a nossa visão do mundo com a força da evidência. Longe de ser reduzido a um destino, inquieta e perturba, passo a passo tece os caminhos para uma viagem infinita, que se procura na demanda de tornar visível o invisível. Carlos A. Ribeiro Mota

2


PROGRAMAÇÃOMAIO‘2010 SÁB 01 | 21H30 | MÚSICA

MAZGANI DOM 02 | 17H00 | MÚSICA

SILVIA MACHETE SEX 07 | SÁB 08 | 21H30 | TEATRO / COMÉDIA

RELATIVAMENTE

DE 01 A 21 Maio Café CCC ALUNOS DO CURSO DE FOTOGRAFIA DO CCC PAREDES DE COR

DOM 09 | 16H30 | INFANTO-JUV. / TEATRO

PORQUE É QUE O CAPUCHINHO É VERMELHO QUA 12 | 21H30 | MÚSICA / JAZZ

SOFIA RIBEIRO QUARTETO DE 13 A 16 | EXPOSIÇÃO

NOMES; HISTÓRIAS; CAMINHOS DA JOALHARIA CONTEMPORÂNEA DAS CALDAS SEX 14 | 21H30 | CAFÉ LITERÁRIO

LUÍS NUNES HENRIQUES SÁB 15 | 21H30 | MÚSICA / CLÁSSICA

ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA DOM 16 | 16H30 | INFANTO-JUV. / TEATRO

AS BOTAS DO SARGENTO QUA 19 | 21H30 | CAFÉ LITERÁRIO

IRENE PIMENTEL QUI 20

XII SEMINÁRIO DE SAÚDE MENTAL QUI 20 | 21H30 | MÚSICA / JAZZ

THE TWO MAN GENTLEMAN BAND SÁB 22 | 21H30 | MÚSICA

VINICIUS DE CANTUÁRIA DE 22 A 28

SEMANA DA BIODIVERSIDADE DE 22 A 31 | PAREDES DE COR

MARCO NUNES CORREIA DOM 23 | 17H00 | MÚSICA / SINFÓNICA

BANDA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA + SOLISTAS QUA 26 | 21H30 | MÚSICA / CRAVO

JOANA BAGULHO QUI 27 | 21H30 | MÚSICA / SINFÓNICA

BANDA SINFÓNICA DO EXÉRCITO SEX 28 | 21H30 | DANÇA / CALDAS EM DANÇA

6[c3] [Criações Coreográficas Contemporâneas] SÁB 29 | 21H30 | MÚSICA / PORTUGUESA

^

A iniciativa “Paredes de Cor”, deste mês, tem lugar reservado para os alunos do curso de Fotografia promovido pelo Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. Ministrado pelo fotógrafo António Campos Leal, o curso teve início a 26 de Janeiro e contou com cerca de 20 participantes.   O curso decorreu até ao final do mês de Abril, com formandos de áreas muito distintas. Desde o fotógrafo amador que tira fotografias ocasionalmente e que pretende aprender um pouco mais, até ao profissional que procura bases teóricas mais consistentes.   Esta é a montra ideal para a exposição do trabalho desenvolvido pelos alunos durante o curso.^

A NAIFA DOM 30 | 17H00 | INFANTO-JUV. / TEATRO

CHOUZ 3


SÁB 01 | 21H30 Palco do Grande Auditório

MAZGANI MÚSICA

Voz/Guitarra SHAHRYAR MAZGANI Guitarra SÉRGIO MENDES Guitarra PEDRO GONÇALVES Baixo VICTOR COIMBRA Bateria MARCO FRANCO

^

Depois do seu primeiro disco ter sido aclamado pela crítica especializada, em Abril o cantor lançou aquele que é o seu segundo disco de originais, “Song of Distance”. Contando novamente com a produção de Pedro Gonçalves e Hélder Nelson, Mazgani e seus cúmplices recolheram-se no campo e entre caminhos de cabras e olivais, montaram um estúdio improvisado num dos espaços do CENTA (Centro de Novas Tendências Artísticas), tendo gravado 14 canções em cerca de 10 dias. A ambição era encontrar a paixão e a verdade de cada desempenho, a vida de cada canção. O resultado é um disco despojado e nú, que expõe uma voz que canta a solidão dos grandes amores, a falta, a queda e a urgência.^

4

Preço: 12,50€

até 28 de Abril


DOM 02 | 17H00 Palco do Grande Auditório

Preço: 12,50€

até 28 de Abril

SILVIA MACHETE MÚSICA

^

Silvia Machete é uma cantora, compositora, performer, malabarista e trapezista brasileira que delícia a audiência com as suas actuações irreverentes.   Com uma pomba espetada na cabeça, Silvia encarna uma pin up de um cabaret moderno e divertido. Faz acrobacias rodopiando em simultâneo 20 arcos na cintura e arranca risos da plateia. Interage com bom humor e rapidez.   Tira da manga várias e divertidas piadas, fica num trapézio, testa o inglês da plateia e lança purpurina para o ar.   E canta espectacularmente.   Divertida e romântica Silvia Machete é uma artista de voz afiadíssima e cheia de boas intenções musicais. Ela não pertence a nenhum movimento musical, desfila na avenida com a sua própria música, brasileira, moderna e muito criativa.^

5


SEX 07 | SÁB 08 | 21H30 Pequeno Auditório

RELATIVAMENTE TEATRO / COMÉDIA

^

João Lagarto apresenta no CCC das Caldas da Rainha a peça “Relativamente”, o primeiro grande êxito de Alan Ayckbourn. “Com Relatively Speaking”, diz o próprio Ayckbourn, “quis escrever uma peça bem feita”. O autor, adianta que “acho que é importante para um dramaturgo fazer isto pelo menos uma vez na vida, porque, como em qualquer ciência, não se podem romper as convenções teatrais e destruir regras sem primeiro as ter compreendido intimamente e percebido porque é que elas existem”. Alan Ayckbourn é um autor pouco representado em Portugal. “Ao produzirmos Relativamente queremos corrigir essa falta. E queremos também fazer uma peça que, tendo embora uma vertente comercial, não deixa de ser ´bom teatro´”, explica João Lagarto.   É uma peça para quatro actores, com uma montagem simples, retrato de uma classe média inglesa com bastantes semelhanças com a portuguesa, mas sobretudo uma comédia extremamente divertida e eficaz.^ Encenação e Tradução JOÃO LAGARTO Figurinos MANUELA FERREIRA Desenho de Luz JOSÉ CARLOS GOMES Produção ALICE PRATA Elenco ANTÓNIO PEDRO CERDEIRA, ISABEL MONTELLANO, JOÃO LAGARTO E PATRÍCIA TAVARES

6

Preço: 7,50€ até 5 de Maio


DOM 09 | 16H30 Pequeno Auditório

Preço crianças: 4,50€ Preço adultos: 7,50€ PACOTES FAMÍLIA Pacote A 2 adultos + 1 criança: 17,50€ Pacote B 1 adulto + 2 crianças: 15,00€ Bilhete Grupo 10 crianças + 1 adulto: 37,50€

PORQUE É QUE O CAPUCHINHO É VERMELHO Os Papa-Léguas

INFANTO-JUV. / TEATRO

até 7 de Maio ^

A Companhia de Teatro de Animação “Os Papa-Léguas” apresenta a peça «Porque é que o Capuchinho é Vermelho». Esta é uma história que não podíamos deixar de vos contar! e ela fala de todos nós e de como o Amor nos pode transformar. Porque é que o Capuchinho é Vermelho? Tu, meu amigo ou minha amiga, já ouviste falar da história do Capuchinho Vermelho. E sabes de que trata: uma menina que andava sempre com uma linda capa com carapuço, feita pela sua avó, que muito gostava dela; e também sabes que, um belo dia, a sua mãe a mandou a casa da avó que estava adoentada, para lhe levar um cestinho carregado de iguarias e lambarices (uns miminhos para a simpática velhinha!); e não ignoras que a mãe lhe disse, como todas as mães sempre lembram às filhas, que não devia distrair-se pelo caminho, nem falar com estranhos, para não correr riscos... até porque o caminho passava por um bosque... e os bosques, sabe-se bem por todas as histórias, nunca são de fiar!... ^

Interpretação CRISTINA BASÍLIO, MARGARIDA BORGES E PEDRO CARDOSO Texto, encenação e cenografia MÁRIO JORGE Concepção musical J. GOMEZ Desenho de luz O. ANOREV Figurinos MARIJE Mestra de costura MARIA JOSÉ BAPTISTA Design gráfico ALEXANDRE AZEVEDO Apoio cenográfico POLIANNA DIMITROPOULO

7


QUA 12 | 21H30 Palco do Grande Auditório

Preço: 10,00€ Preço c/ desconto: 7,50€

SOFIA RIBEIRO QUARTETO

até 10 de Maio

MÚSICA / JAZZ

Voz SOFIA RIBEIRO Piano ÓSCAR GRAÇA Contrabaixo GUI DUVIGNAU Bateria THIBAULT PERRIARD

^

Sofia Ribeiro, dona de uma magnífica voz e de um talento que tem vindo a ser distinguido por toda a Europa e EUA, vai lançar em Maio o seu terceiro disco, em parceria com o contrabaixista e compositor Gui Duvignau, que será apresentado no CCC. “Porto” é um projecto musical de convergência cultural, cuja produção e origem dos seus integrantes transcendem fronteiras geográficas. Com fortes raízes lusitanas e brasileiras, as suas músicas transitam entre culturas: um poema de Fernando Pessoa, uma canção de Tom Jobim, um fado. É, assim, um nexo musical que traduz diversas influências, numa fusão coerente e pessoal, que se concretiza no equilíbrio entre uma forte interacção entre os músicos através da improvisação, e um rigor técnico e estético na escrita dos arranjos e das composições originais.^ 8


DE 13 A 16 Foyer

SEX 14 | 21H30 Café CCC

NOMES HISTÓRIAS CAMINHOS DA JOALHARIA CONTEMPORÂNEA NAS CALDAS

LUÍS NUNES HENRIQUES

CAFÉ LITERÁRIO

EXPOSIÇÃO

MÁRCIA SCHILLING REMÉDIOS

SOFIA TREGUEIRA ^

CECÍLIA RIBEIRO

O investigador caldense Luís Nuno Rodrigues apresenta no CCC o seu último livro: “Spínola”, uma biografia do primeiro Presidente da República após o 25 de Abril de 1974. Considerado um dos vultos cimeiros da História Portuguesa do século XX, António de Spínola tinha sido uma das figuras militares mais destacadas, desempenhando os cargos de Governador-Geral e Comandante-Chefe na então colónia portuguesa da Guiné.   Luís Nunes Rodrigues é doutor em História Americana pela Universidade do Wisconsin (EUA) e em História Moderna e Contemporânea pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE).^

LILIANA ALVES 9


SÁB 15 | 21H30 Grande Auditório ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA COM AUGUSTIN DUMAY E JEAN-PHILIPPE COLLARD

MÚSICA / CLÁSSICA ^

A Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML) apresenta um programa com peças de dois nomes incontornáveis da História da Música Ocidental: Fauré e Ravel. Este programa começa e acaba com duas obras bem conhecidas da OML, que há longos anos fazem parte do seu repertório. A suite de Fauré consiste na música da homónima famosa peça teatral simbolista de Maeterlinck, que trata o tema do amor proibido e do fatalismo predestinado. Integra a Siciliana, essa peça que todos reconhecemos logo aos primeiros acordes.   Por sua vez, Le tombeau de Couperin, de Ravel, é um memorial de guerra muito especial. Não traduz a tristeza, revolta ou heroísmo. Evoca a nostalgia e a graciosidade de uma experiência pouco provável em situação de conflito. É um sorriso sagaz que não esconde uma irónica provocação.

10

Preço: 7,50€ até 13 de Maio


AUGUSTIN DUMAY

JEAN-PHILLIPE COLLARD

Pelo meio, o renomado pianista Jean-Philippe Collard, sempre sob a direcção musical de Augustin Dumay, revela a faceta pianística daqueles dois compositores.   A Balada Op.19 traduz exemplarmente a essência intimista e lírica do estilo de Fauré. Já o concerto para piano de Ravel remete-nos para uma ambiência oposta. Vai ao encontro da sonoridade das orquestras de Jazz norte-americanas, em consonância com o entusiasmo que se fez sentir nos anos 20 na Europa pelo Novo Mundo. É uma obra de grande efeito, com um brilho contagiante.   A Gabriel Fauré reconhece-se sobretudo a sua singularidade na combinação de sons, com o desenvolvimento de sobreposições harmónicas complexas na partitura, mas simples ao ouvido. Por sua vez, Maurice Ravel é muito mais do que o compositor do Bolero. O virtuosismo que se denota na forma como escreveu para orquestra é proporcional à sua capacidade para recriar imaginários sonoros de grande beleza e vivacidade.   É, tão somente, o compositor francês mais tocado nas salas de concerto de todo o mundo.^

11


DOM 16 | 16H30 Pequeno Auditório AS BOTAS DO SARGENTO INFANTO-JUV. / TEATRO

Preço crianças: 4,50€ Preço adultos: 7,50€ PACOTES FAMÍLIA Pacote A 2 adultos + 1 criança: 17,50€ Pacote B 1 adulto + 2 crianças: 15,00€ Bilhete Grupo 10 crianças + 1 adulto: 37,50€

até 14 de Maio

^

«As Botas do Sargento» é um conto de Vasco Graça Moura inspirado na obra de Paula Rego. Um espectáculo portátil que leva consigo 5 pinturas para uma história. No seguimento de “A Menina que Roubava gargalhadas” de Inês Pedrosa sobre a obra de Júlio Pomar e “Menina Coração de Pássaro” de Luísa Dacosta, o Teatro ACERT estreou mais uma leitura encenada, de um livro do Plano Nacional de Leitura. Desta vez conta-se a história de uma menina que depois de calçar umas botas mágicas não consegue parar de dançar… Era uma vez uma menina que calçou uma botas mágicas para ir a um baile. Nos seus pés as botas dançavam todas as danças , todos os passos... A certa altura a Catarina já não tinha nenhuma vontade de dançar... mas as botas do sargento não a deixavam parar. Este espectáculo de formato portátil, tem uma componente diferente dos anteriores, pois leva uma parte da obra da grande pintora Paula Rego, possibilitando que muitas crianças tomem contacto com a sua pintura.^

Adaptação, encenação e letras RAQUEL COSTA Actores JOSÉ ROSA, RAQUEL COSTA E SANDRA SANTOS Figurinos JOSÉ ROSA Música LYDIA PINHO Desenho de Luz LUÍS VIEGAS Cenografia ZÉ TAVARES E RAQUEL COSTA Criação de Adereços ADRIANA VENTURA Secretariado e produção MARTA COSTA

12


QUA 19 | 21H30 Café CCC

IRENE PIMENTEL CAFÉ LITERÁRIO

^

A historiadora Irene Pimentel apresenta a biografia do Cardeal-Patriarca Manuel Cerejeira, uma das figuras marcantes do Estado Novo. “Cardeal Cerejeira - o Príncipe da Igreja”.   A autora traz-nos a biografia do «Príncipe da Igreja», do historiador, intelectual, académico, prelado e figura cimeira da Igreja portuguesa, e desvenda algumas facetas pouco conhecidas do seu percurso.   Irene Flunser Pimentel venceu no ano de 2007 o Prémio Pessoa e é doutorada em História Contemporânea com uma tese sobre a PIDE/DGS, Polícia Política do Estado, entre 1945 e 1974. Licenciou-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, em 1984.^

13


ATÉ 31 Maio Sala de Exposições LE REGARD DE JORGE FEIJÃO EXPOSIÇÃO

DE 22 A 28 Maio

SEMANA DA BIODIVERSIDADE

Apresenta:

6 [c3]

[Criações Coreográficas Contemporâneas]

Pequeno Auditório • 28.05.2010 • 21.30h

Organização:

Consultar programa próprio.

14


QUI 20 | 21H30 Pequeno Auditório

Preço: 7,50€ Preço Estudante: 5,00€

THE TWO MAN GENTLEMAN BAND

até 18 de Maio

MÚSICA / JAZZ

^

Vindos dos Estados Unidos da América, “The Two Man Gentleman Band” inicia no CCC das Caldas da Rainha uma digressão a Portugal.   As memoráveis composições dos ���The Two Man Gentleman Band” combinam os sons de hot jazz e rhythm & blues vintage com energia e entusiasmo sem limites. A beleza da simplicidade deste duo e a deliciosa execução dos instrumentos por parte de Andy Bean e Fuller Condon, levam a que se considere absolutamente obrigatório assistir ao vivo ao espectáculo de “The Two Man Gentleman Band”. Não foi por acaso que há bem pouco tempo foram convidados para partilharem palcos com Bob Dylan e Willie Nelson.^ 15


SÁB 22 | 21H30 Grande Auditório VINICIOS DE CANTUÁRIA

MÚSICA

^

Vinicius Cantuária, um dos mais importantes nomes da música brasileira contemporânea, tem um novo álbum de título «Samba Carioca». E com novo álbum chega também a oportunidade de um novo encontro com o público.   Pela sua privilegiada relação com o público português, a digressão mundial de Vinicius de apoio a «Samba Carioca» começará no nosso país.   Em Portugal, Vinicius, com a sua voz e o seu violão, fará uma viagem pela carreira. É ele que apresenta o espectáculo: «vou tocar alguma coisa do “Samba Carioca”, mas também alguns clássicos do Tom Jobim e alguma coisa do Gilberto Gil…». ^

16

Plateias e Fosso de Orquestra: 15,00€ Tribuna: 12,50€ Camarote: 11,00€ Bilhete Família (1ª e 2ª Plateias + Fosso de Orquestra): Na compra de 2 Bilhetes (15,00€/cada),  50% de desconto na compra do 3º bilhete e 75% de desconto no 4º bilhete Na compra de um camarote (10 lugares) tem 30% de desconto(11,00€ x 10 = 110€ - 30% = 78,00€)


DE 22 A 31 Maio Café CCC MARCO NUNES CORREIA PAREDES DE COR

DOM 23 | 17H00 Grande Auditório BANDA COMÉRCIO E INDÚSTRIA E SOLISTAS

MÚSICA / SINFÓNICA Preço: 5,00€

até 21 de Maio ^

O CCC recebe um inédito concerto com a Banda Comércio e Indústria e solistas do Conservatório das Caldas da Rainha.

^

Inserida na Semana da Biodiversidade, a iniciativa Paredes de Cor apresenta de 24 a 30 de Maio, ilustrações científicas de Marco Nunes Correia. Natural da Marinha Grande, Marco Correia cresceu nos arredores de Alcobaça, onde reside actualmente. Admirador de animais e praticante de desenho desde muito novo, iniciou o ensino secundário na área de saúde, mas acabou por completar este ciclo em artes. Licenciou-se em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa em 1998. Em 1996 frequentou o workshop de Ilustração científica do biólogo e ilustrador científico Pedro Salgado, após o qual foi convidado a colaborar no seu atelier, onde trabalhou como ilustrador científico durante 2 anos. Após a licenciatura dedicou 3 anos de trabalho em agência como criativo e regressou a Alcobaça em 2002 onde iniciou actividade, como freelancer, nas áreas do design de comunicação, ilustração e educação ambiental.^

Será um Concerto dedicado à Família, à Cidade e às Crianças, trará peças de apresentação da sonoridade de uma banda, peças com solistas que são docentes no Conservatório e tiveram a sua iniciação musical em filarmónicas, e concluirá com a obra mais famosa da História da Música dedicada às crianças, O Pedro e o Lobo de Prokofiev, numa versão reduzida, com a presença de um narrador e com um arranjo para banda em estreia absoluta.^

17


QUA 26 | 21H30 Foyer

QUI 27 | 21H30 Grande Auditório

JOANA BAGULHO

BANDA SINFÓNICA DO EXÉRCITO

MÚSICA / CRAVO Preço: 7,50€

MÚSICA / SINFÓNICA Preço: 3,00€

até 24 de Maio ^

Este concerto pretende estabelecer a ligação entre a música de Carlos Paredes e algumas composições barrocas para cravo, que serviram de modelo para as transcrições. São transcrições de música de corda dedilhada para tecla, prelúdios para tecla, danças e variações de compositores alemães, franceses e ibéricos do séc. XVII e XVIII.^

18

^

A Banda Sinfónica do Exército actua pela terceira vez no CCC das Caldas da Rainha, no âmbito das cerimónias de comemoração do aniversário da Escola de Sargentos do Exército (ESE). Herdeira das mais antigas tradições musicais do Exército Português, nomeadamente através das históricas Banda de Infantaria 1 e Banda de Caçadores 5, é instituída em 1988, por despacho de 25 de Março do Chefe do Estado Maior do Exército, General Firmino Miguel - a Banda Sinfónica do Exército. Banda representativa do Exército, compreende instrumentistas de sopro, cordas e percussão com um quantitativo de 90 elementos, sendo seu actual Chefe o Major CBMus José Manuel Lemos Botelho. ^


SÁB 29 | 21H30 Grande Auditório

1ª e 2ª Plateias: 15,00€ Tribuna: 12,50€ Camarotes: 10€ Pacote Família (na compra de 3 bilhetes o 4º é oferta): 45,00€

A NAIFA MÚSICA / PORTUGUESA

até 27 de Maio

^

A Naifa é o único grupo português que reveste o fado com uma sonoridade contemporânea, mantendo a coerência e um interesse estético. Depois de um ano de luto, A Naifa volta à luta. A vontade de continuar a fazer esta música sobrepôs-se à dor da perda e uma nova Naifa nasceu no espectáculo de homenagem a João Aguardela no CCB.

Com Sandra Baptista no baixo e Samuel Palitos na bateria, a semente deixada por João foi lançada de novo à terra e volta a dar frutos.^

19


DOM 30 | 17H00 Pequeno Auditório

CHOUZ INFANTO-JUV. / DANÇA

Preço crianças: 4,50€ Preço adultos: 7,50€ PACOTES FAMÍLIA Pacote A 2 adultos + 1 criança: 17,50€ Pacote B 1 adulto + 2 crianças: 15,00€ Bilhete Grupo 10 crianças + 1 adulto: 37,50€ até 28 de Maio

^

“Chouz” é um espectáculo criado pela bailarina e coreógrafa Nathalie Cornille a partir de um sapato, destinado a crianças, jovens e famílias. Uma bailarina calçada descalça-se, volta a calçar-se, explora um espaço e um tempo de dança… O sapato é apenas um objecto? Um objecto útil, que protege do frio? O pé de Cinderela responderia que um sapato mudou a sua história. Este objecto, que hoje em dia existe em todas as formas, todas as texturas, todas as cores, já não é mais do que uma necessidade. Não reflecte também o desejo? “Chouz” é um passeio [a pé] num universo povoado de objectos naturalmente insólitos, um universo onde a ópera namorisca com o jazz, onde a surpresa é uma resposta ao desejo e às expectativas, onde o excesso se iguala à sobriedade de um branco e preto, apropriado do universo das comédias musicais.^

Ideia, Criação, Coreografia e Direcção NATHALIE CORNILLE Interpretação NATHALIE CORNILLE Concepção e Cenografia NATHALIE CORNILLE E ERIC BLONDEAU Cenografia e Desenho de Luz ERIC BLONDEAU Som STÉPHANE ZULIANE Vídeo JÉRÔME CORNILLE Figurinos NELL C. Música STÉPHANE ZULIANI Instrumentos J.P. DOUTERUINGNE E ERIC BLONDEAU

20


CINEMA NO CCC 03

SEG | 21H30 Pequeno Auditório Preço: 4,50€

BOBBY CASSIDY

Título Original | Bobby Cassidy De | Bruno de Almeida Portugal | 2009 | 72’ | Cor | Documentário | M/12 Construído a partir de uma longa entrevista com o boxeur e de material de arquivo dos seus combates nos anos 60 e 70, este documentário dá-nos um olhar humanista sobre o universo do boxe, retratando a vida de um pugilista que desde criança aprendeu a odiar até se tornar num pai que aprendeu a amar. Boxeur profissional durante 18 anos, Bobby Cassidy participou em mais de 80 combates contra grandes pugilistas como Luis Rodriguez, Sandro Mazzinghi, Rodrigo Valdez, Gypsy Joe Harris, Tom “The Bomb” Bethea e Jimmy Dupree.

10

OS SORRISOS DO DESTINO

Título Original | Os Sorrisos do Destino De | Fernando Lopes Com | Alexandra Lencastre, Julião Sarmento, Rogério Samora, Ana Padrão, Rui Morisson, Milton Lopes, Teresa Tavares e Cristovão Campos. Portugal | 2009 | 78’ | Cor | Comédia | M/16 Carlos é um famoso jornalista de 55 anos. A sua esposa, Ada é ao contrário do marido, uma mulher com uma vida social agitada, alegre e sedutora. Certo dia, Carlos apanha acidentalmente uma mensagem no telemóvel de Ada. Um novo mundo revela-se diante dos seus olhos quando descobre que a sua esposa tem outro homem. Com a ajuda de um amigo com quem vai viver, descobre esse universo de amores virtuais e adultérios electrónicos...

21


17

CONSULTÓRIOS DE DEUS

Título Original | Les Bureaux de Dieu De | Claire Simon Com | Anne Alvaro, Nathalie Baye e Michel Boujenah. França | 2008 | 122’ | Cor | Drama | M/16 Djamila quer tomar a pílula porque a relação com o namorado está a torna-se séria. A mãe de Zoe dá-lhe preservativos, mas chama-lhe vadia. Nedjima esconde a pílula fora de casa, porque a mãe tem o hábito de lhe revistar a mala. Uma câmara oculta capta a vida dum centro de aconselhamento familiar. Dos casos mais banais aos mais alucinantes, este filme fala-nos de histórias reais: quinze histórias de mulheres que Claire Simon conheceu ao longo de 6 anos em diferentes centros de planeamento familiar.

24

TORRE BELA

Título Original | Torre Bela De | Thomas Harlan Com | José Afonso, Francisco Fanhais, Miguel, Camilo Mortágua e Vitorino. Portugal | 1975 | 105’ | Cor | Drama | M/12 No dia 23 de Abril de 1975, cinco semanas depois do golpe de 11 de Março e dois dias antes do aniversário da revolução 500 desempregados da região de Manique, no Ribatejo (ex-trabalhadores agrícolas, antigos imigrados que voltaram ao país, reincidentes, bêbados, prisioneiros políticos libertados), juntam-se num movimento campesino e ocupam as quatro propriedades de Dom Manuel de Bragança, o Duque de Lafões.

31

UZAK/LONGÍNQUO

Título Original | UZAK De | Nuri Bilge Ceylan Com | Muzaffer Ozdemir, Mehmet Emin Toprak, Nazan Kirilmis, Fatma Ceylan e Zuhal Gencer Erkaya. Turquia | 2002 | 110’ | Cor | Drama | M/12 Um fotógrafo, assombrado pelo sentimento de que a sua vida se afasta cada vez mais dos seus ideais, é obrigado a partilhar o seu apartamento com um primo que deixou a sua aldeia para procurar trabalho a bordo de um navio em Istambul que o leve para fora do país.

22


INFORMAÇÕES GERAIS Rua Dr. Leonel Sotto Mayor 2500 Caldas da Rainha tel. 262 889 659 fax. 262 889 660 www.ccc.eu.com geral@ccc.eu.com HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO CCC 10h00 às 02h00 BILHETEIRA Dias de espectáculo - Abre 2h antes e encerra após o términus do espectáculo Quarta a Sexta - 18h00 às 21h00 Feriados - 15h00 às 13h00 Sábados - 10h00 às 13h00 Dias de Cinema - 20h00 às 23h00 Encerra às segundas e terças caso não haja cinema ou espectáculo. BILHETEIRA ON-LINE www.ccc.eu.com POSTO DE INFORMAÇÕES Segunda a Sexta - das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 19h00 Sábado - 15h00 às 19h00 Domingo - 13h00 às 18h00 SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS Segunda a Sexta - das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO Aberto 24h/7 dias da semana

23


24


Revista CCC de Maio de 2010