Page 1

A ARTE IMITA A VIDA

séries, filmes e livros baseados em fatos reais

M I N D H U N T E R Ambientada nos anos 70, a série mostra uma época em que a psciologia criminal ganha força e os “serial killers” começam a ser estudados

HISTÓRIA POR TRÁS DA TRAMA

ASSASSINOS DA SÉRIE X DA VIDA REAL

SÉRIES COM A MESMA TEMÁTICA

o início dos estudos sobre psicologia criminal e o surgimento do termo “serial killer”

A semelhança entre os atores elencados para a série e os assassinos da vida real

Mindhunter só tem uma temporada, mas tem outras seríes parecidas para matar a saudade


SOBRE O LIVRO

SOBRE A SÉRIE

O livro Mindhunter: O primeiro caçador de serial killers americano, escrito por John Douglas em parceria com Mark Olshaker é mescla de suspense policial e realismo brutal, com um resultado inquietante. A história gira em torna da vida do próprio escritor. Douglas começou a mudar em 1970, quando foi convencido a tentar uma vaga no FBI. Ele sempre teve um dom inato para, através de uma observação cuidadosa, prever atitudes e entender as motivações das pessoas. Ao aplicar essa capacidade sobre o que aprendeu na Unidade de Ciência Comportamental do FBI, já em meados da década de 1970, desenvolveu técnicas — praticamente — infalíveis para identificar suspeitos e determinar padrões de comportamento de criminosos. Junto com outro amigo do FBI, cria perfis dos serial killers em uma época em que a expressão sequer existia, e quando ninguém estava disposto a fazer tudo o que ele fez.

Estreada em outubro desse ano pela Netflix, o personagem principal é Holden Ford. Ele é um negociador de reféns que passa a ficar extremamente incomodado com a irracionalidade do que vê no campo de trabalho — apesar de fazer tudo seguindo a cartilha, ele perde uma negociação e uma vítima, o que aumenta a sua curiosidade e o instiga a buscar outros métodos de trabalho. Ele é remanejado e se torna um instrutor em Quântico, e quando começa a se interessar pelos motivos e padrões que movem os assassinos, passa a trabalhar com o Agente Bill Tench (Holt McCallany)e os dois caem na estrada na tentativa de estudar e aplicar seus métodos através de todo o país. Ficavam cara a cara com dezenas de assassinos famosos, conduzindo entrevistas que o ajudariam a traçar um padrão para entender quem são essas pessoas e de onde surgiu o instinto ou o desejo que os fez se tornarem assassinos em série.

Capa do livro Mindhunter

A HISTÓRIA POR TRÁS DA TRAMA

Capa da série Mindhunter

“serial killers” e provoca uma mudança marcante na história da psic0logia criminal. Por conta disso, Mindhunter não é mais uma série policial. O foco da trama é mostrar como funciona a mente dos assassinos e não como eles executaram seus crimes, isso explica porque os dialogos tomaram todo o espaço das cenas de violência. Créditos: Netflix

Entre 1970 e 1980, cruéis assassinos dos Estados Unidos se tornaram objeto de estudo do FBI, que buscava entender os gatilhos e motivações dos criminosos. O material coletado pelo trabalho de apuração dos agentes especiais John Douglas e Robert Ressler, nos primórdios do que viria a ser a psicologia forense, deu origem ao livro Mindhunter e consequentemente à série. A Psicologia Forense, também chamada de Psicologia Criminal ou Psicologia Judiciária, consiste na aplicação dos conhecimentos psicológicos ao serviço do direito. Dedicase à protecção da sociedade e à defesa dos direitos do cidadão, através da perspectiva psicológica. Nessa época, estudos e análises começaram a ser feitos à respeito dos criminosos. Surge o termo

Créditos:

Créditos:

M I N D H U N T E R

Cena do episódio 8 da primeira temporada de Mindhunter


ASSASSINOS DA SÉRIE X ASSASSINOS DA VIDA REAL

Cameron Britton como Edmund Kemper

Jack Erdie como Richard Speck

Happy Anderson como Jerry Brudos

Sonny Valicenti como Dennis Rader

SOBRE O(S) DIRETOR(ES)

ELENCO

Ana Torv como Wendy

Holt McCallany como Bill Tench

Créditos: Digital

A série Mindhunter contou com a direção de 4 diretores, dentre eles o aclamando David Fincher. David iniciou sua carreira de “filmes” aos 8 anos de idade, quando ainda brincava com a câmera de casa e aos dezoito anos foi trabalhar em uma empresa de animação, a Korty Films. Dirigiu filmes como “Seven - Os Sete Crimes Capitais” (1995), “Vidas em Jogo” (1997), “Clube da Luta” (1999), “O curioso caso de Benjamin Button” (2009), “A Rede Social” (2010), Garota Exemplar (2014) e Guerra Mundial Z 2 (2017). Mas não dirigiu somente filmes famosos, também fez vários videoclipes para artistas consagrados no mundo pop, entre eles Michael Jackson, Rolling Stones, Sting e Madonna. Na série Mindhunter conduziu os episódios 1, 2, 9 e 10. No entanto, a trama também teve outras mãos, tais como a de Andrew Douglas (episódios 7 e 8), Asif Kapadia (3 e 4) , além de Tobias Diretor David Fincher Lindholm (5 e 6).

A continuação ... A série deve contar com cinco temporadas, segundo o diretor David Fincher. O ator Holt McCallany, que interpreta Bill Tench na série, também se pronunciou sobre o assunto: “Eu estou esperançoso porque David me disse que teremos cinco temporadas desses personagens. É bom ter um papel central em alguma coisa de David novamente”.

Jonathan Groff como Holden Ford

Hannah Gross como Debbie Mitford

A segunda temporada ainda não tem data de estreia na Netflix, mas já sabemos de um dos assassinos em série que estará presente. Wayne Williams é um serial killer que aterrorizou Atlanta entre 1979 e 1981 e que fez 30 vítimas, sendo que 24 dessas eram crianças e adolescentes. Williams continua preso até hoje. A próxima temporada promete prender os telespectadores, com muito mais drama, tensão e reviravoltas. Ansioso para mais episódios?


MANTENHA A CALMA Não precisa surtar! A série não tem data de retorno, mas até lá você pode assistir outras séries relacionadas com o tema “serial killers” para matar a saudade de Mindhunter e não perder o gás. Tá tudo sob controle!

DEXTER

THE FALL

Raramente um personagem serial killer tem a torcida do espectador. Não é o caso de Dexter, o analista de sangue da polícia de Miami e que também é um assassino em série. Se fosse possível, ele seria um serial killer do bem. Por meio de um código criado por seu pai, Dexter somente ataca bandidos que conseguem enganar a polícia e escapar da Justiça. Interpretado por Michael C. Hall, ele tenta construir uma vida normal, mas a fachada nem sempre dá certo. Dexter teve oito temporadas.

Um serial killer que mata mulheres bonitas e bem-sucedidas em Belfast, e uma agente inglesa, especialista nesse tipo de crime, é chamada para encontrar o assassino. Stella Gibson, a detetive, é autoritária, com certa compulsão por sexo e obsessiva. Mulher em um ambiente majoritariamente masculino, ela impõe respeito ao desafiar seus pares. Já o assassino Paul Spector é um pai amoroso e dedicado à família, sem comportamentos abusivos ou olhares assustadores.

HANNIBAL

CRIMINAL MINDS

Hannibal Lecter é um dos grandes personagens da literatura policial. Ele é um psiquiatra sedutor, que utiliza de meios convincentes para alcançar seus objetivos: preparar uma boa refeição regada a carne humana. A série mostra os acontecimentos antes de O Silêncio dos Inocentes, no momento em que Lecter começa a tratar Will Graham, professor e agente do FBI especialista em recriar cenas de crimes. Com cenas que retratavam o drama de Graham, a série foi muito elogiada pela crítica por seu andamento, fotografia e roteiro.

Criminal Minds aplica muitos dos conceitos criados por John Douglas, (o mesmo de Mindhunter), como criação de perfis, entrevistas com os assassinos e métodos relacionados a características sociais. A Unidade de Análise Comportamental do FBI é designada exclusivamente para investigar casos que envolvem os serial killers nos Estados Unidos. A cada episódio, um caso a ser solucionado apresenta as técnicas, como os perfis são elaborados e quais as diferentes formas de abordagem.

Fanzine feito para a disciplina de Produção Gráfica do segundo semestre de 2017, coordenada pelo professor Frederico S. M. Carvalho e realizado pela aluna Rafaela Cardoso.

A arte imita a vida  

Fanzine produzido para a aula de Produção Gráfica do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina.

A arte imita a vida  

Fanzine produzido para a aula de Produção Gráfica do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina.

Advertisement