Page 1


Castelo Branco | Maio.2013


1. Ideia / Projeto 1.1. Natureza da Ideia ou Projeto ..................................................................... 2 1.2. Conceito ..................................................................................................... 2 1.3. Descrição da ideia/projeto ........................................................................ 3 1.4. Interesse do desenvolvimento da ideia/projeto ...................................... 4 1.5. Carácter inovador e diferenciador do projeto ......................................... 4 1.6. Maturação e desenvolvimento da ideia/projeto ....................................... 5 1.7. Oportunidades ........................................................................................... 5 1.8. Ameaças ..................................................................................................... 5 1.9. Concorrência .............................................................................................. 6 1.10. Viabilidade ................................................................................................ 6

2. Organização / Gestão 2.1 Motivação para o concurso........................................................................ 7 2.2 Experiência dos promotores nas diversas áreas do projeto .................. 7 2.3 Estrutura ...................................................................................................... 8 2.4 Gestão ......................................................................................................... 8

3. Estratégia 3.1 Mercado ....................................................................................................... 9 3.2 Estratégia de Marketing ............................................................................. 9 3.3 Comunicação .............................................................................................. 9

4. Viabilidade / Exequibilidade do Projeto 4.1 Plano Económico/Financeiro ................................................................... 11 4.2 Despesas de Arranque ............................................................................. 11 4.3 Despesas Correntes (custos fixos mensais) ............................................. 12 4.3 Custos Variáveis ....................................................................................... 12 4.3 Previsão de Receitas ................................................................................ 12 4.4 Payback ..................................................................................................... 13 4.5 Considerações Finais ............................................................................... 13

--- 1 ---


Ideia / Projeto

1.1. Natureza da Ideia ou Projeto

Em que área temática se desenvolve?

ALMA é uma iniciativa de comercialização de produtos locais selecionados com enfoque em artigos Gourmet e objetos de Design. O projeto começará com a implementação de um Loja Online e posteriormente de um espaço comercial na cidade de Castelo Branco.

1.2. Conceito

Qual o conceito subjacente? Como nasceu a ideia e qual o objetivo?

É a partir de uma análise do mercado regional que se dá o ponto de partida para o projeto ALMA. Nos últimos anos, a região da Beira Interior Sul tem vindo a incrementar a quantidade e qualidade dos produtos endógenos. O resultado desse esforço posto em prática por vários agentes do território, é um rol de produtos bastante prestigiados no mercado, alguns deles com uma imagem sofisticada e inovadora. No entanto, produtores e artesãos enfrentam inúmeras dificuldades no momento de colocar os seus produtos no mercado. Muitas vezes, o reconhecimento e a comercialização deste tipo de produtos é até mais fácil fora de portas, o que leva ao desconhecimento das potencialidades da própria região pelos seus habitantes. Por outro lado, o mercado tem sentido um aumento da procura de produtos locais, associados a conceitos como autenticidade, genuinidade, tradição e natureza, embora reinventados com um toque de inovação, requinte e exclusividade. Apesar das Feiras Temáticas de Produtos Locais (azeite, presunto, artesanato…) serem uma excelente ‘montra’ para a produção local, é necessário um trabalho continuado no tempo capaz de alavancar ainda mais uma produção crescente em quantidade, qualidade e prestígio. --- 2 ---


É neste contexto que nasce o projeto ALMA.

1.3. Descrição da ideia/projeto O que propõe desenvolver? Quais as características?

ALMA pretende tornar-se uma marca representativa da Região, apostando no comércio e divulgação da produção local, nomeadamente de produtos enquadrados nas categorias Gourmet e Design. Sendo uma ideia nova o projeto ALMA prevê uma evolução faseada de modo a poder testar e validar a ideia base, corrigindo e adaptando o projeto na implementação de cada fase.

Faseamento do Projeto

Seleção de Produtos Contacto com Fornecedores

Imagem Corporativa

Definição de preços unitários e packs de produtos

Desenho do Website e Loja Online

Alargamento da rede de parcerias e produtos

Lançamento da Loja Online com produtos selecionados

Divulgação do projeto nas várias plataformas

Criação de uma Loja física para comercialização e suporte logístico da Loja Online

Organização Prévia

Projeto-Piloto

Consolidação

JUL.2013 - DEZ.2013

2014

2015 - 2017...

A longo prazo o projeto pode ainda alargar o seu âmbito de atuação a outras áreas como: - Assessoria de parceiros ao nível de imagem corporativa, branding e packaging - Convites a artistas externos para criação de peças e coleções temáticas - Itinerários turísticos pela cidade e pela região: rota dos artesãos no centro histórico de Castelo Branco

--- 3 ---


1.4. Interesse do desenvolvimento da ideia/projeto

Potencial de criação de emprego, utilização de recursos endógenos e impacto no desenvolvimento local, etc.

Sendo este um projeto que se articula com uma rede alargada de artesãos e produtores locais prevemos obter junto destes agentes um forte impacto positivo. Para além da criação de alguns postos de trabalho diretos, o projeto ALMA pode potenciar a consolidação de empregos existentes, mas que no contexto económico atual estão numa situação precária. Este projeto pode ainda incutir dinamismo junto do mercado local e da sua mão-deobra, que terá de dar resposta a novos desafios, incentivando a inovação em sectores de atividade propensos a uma estagnação de métodos e produtos. Em áreas específicas como branding, desenvolvimento de produto ou packaging, o projeto pode estabelecer parcerias com outras instituições (IPCB, Esart, InovCluster) respondendo eficazmente a essas demandas. Por último, o projeto ALMA pode servir de exemplo para os produtores envolvidos na rede ou para iniciativas de outros sectores económicos.

1.5. Carácter inovador e diferenciador do projeto

O que apresenta de novo? O que o distingue no mercado?

O conceito que nos propomos desenvolver tem já alguns exemplos semelhantes em prática noutros contextos e regiões do país, no entanto é uma novidade no território em que pretendemos implementá-lo. Para além disso, existem ainda dois aspetos inovadores que procuraremos pôr em prática tornando-se diferenciadores do projeto: - tornar a Loja numa porta de entrada para a Cidade e Região Todo o material de divulgação do projeto procurará evidenciar a relação entre os produtos comercializados e a região onde são produzidos. Para além disso, o profundo conhecimento e paixão que temos sobre a região poderão ser transmitidos aos clientes fomentando o desejo da visita. Por outro lado, numa fase de consolidação do projeto, pretendemos instalarmo-nos no centro histórico de Castelo Branco, tornando a Loja num ponto de referência e de informações junto dos visitantes e turistas da cidade. - assessoria a nível de marketing dos parceiros Numa segunda fase, juntando o know-how pré-existente com a experiência no desenvolvimento da imagem e conceito da marca, o projeto ALMA poderá converter

--- 4 ---


esses conhecimentos para fornecer serviços de assessoria aos seus parceiros e a outros produtores locais, nomeadamente em termos de estratégias de Rebranding que permitirão revitalizar a imagem das suas marcas.

1.6. Maturação e desenvolvimento da ideia/projeto

Qual o estado atual de maturidade do que submete a candidatura? Que desenvolvimento prevê?

Apesar de estar ainda numa fase embrionária, neste momento, o projeto tem já o seu conceito base consolidado, necessitando de assessoria externa para rever pontos que os envolvidos não dominam. Encontra-se assim praticamente pronto para o lançamento de um projeto-piloto que permitirá testar as ideias na prática, a recetividade do público às ideias propostas e identificar os erros a corrigir.

1.7. Oportunidades

Qual considera ser a recetividade do mercado à ideia/projeto? Que necessidades irá satisfazer?

Focando-se numa linha de produtos que facilmente apela à afetividade e às emoções, a recetividade do projeto ALMA prevê-se boa junto do público e nomeadamente junto do grupo de “opinion makers” locais. Depois, progressivamente, o projeto procurará ferramentas que lhe permitam expandir a sua influência e obter um reconhecimento e mercado mais alargados. Com a abertura de uma Loja física prevê-se também uma boa recetividade junto dos visitantes e turistas, uma vez que o projeto vem satisfazer uma das carências relatadas por este grupo na região. Por outo lado, acreditamos que ao juntar vários produtores poderemos estabelecer ligações próximas entre todos de modo a surgirem novas ideias que possam dinamizar ainda mais um projeto onde a “união faz a força”.

1.8. Ameaças

Que dificuldades prevê no processo de execução do projeto?

Os maiores desafios na primeira fase de implementação do projeto prender-se-ão com a logística, nomeadamente o transporte e entrega de produtos ao cliente final. Começando o projeto com a implementação de uma Loja Online, antes da abertura de uma Loja física, as entregas serão feitas pelos CTT, transportadora ou pelos próprios promotores na cidade de Castelo Branco. Deste modo a seleção da primeira linha de produtos será condicionada, excluindo-se produtos frágeis e que necessitem de ambiente refrigerado.

--- 5 ---


Outro aspeto fundamental na fase inicial do projeto prende-se com o estabelecer de relações de confiança com produtores e artesãos, frequentemente pouco recetivos a novos desafios. Mas o grande teste ao projeto ALMA será a passagem da Fase Piloto para a instalação de uma Loja física. Converter uma estrutura leve, com poucos custos e encargos fixos numa Loja física com renda e despesas regulares, será um grande desafio que deve ser bem ponderado e programado no momento certo.

1.9. Concorrência

Quem são os concorrentes? Qual a mais-valia do projeto em termos de inovação, imagem e funcionalidades?

A concorrência do projeto ALMA será a comercialização de produtos locais online e por parte do comércio tradicional, não focado neste tipo de produto. A um nível macro a marca vai competir com produtos de outras regiões com uma imagem e produtos locais já afirmados no mercado. A futura localização da Loja será um dos aspetos fundamentais para aumentar a competitividade do projeto, distinguindo-se da concorrência. Deste modo, procuraremos uma localização central, com boa visibilidade e facilmente acessível tanto por moradores como por visitantes e turistas. A associação ao centro histórico da cidade seria também uma mais-valia para o projeto. Outros elementos com potencialidade de diferenciação da marca prendem-se com o Branding do projeto, que será devidamente estudado de modo a apelar às emoções do público e a criar uma imagem distinta e facilmente reconhecida.

1.10. Viabilidade

Como prevê a evolução do projeto?

Na primeira fase do projeto preveem-se custos operacionais relativamente baixos, diminuindo deste modo o risco e esforço para a sua implementação. Com o lançamento da Loja física o investimento será consideravelmente incrementado, programando-se o retorno já num prazo mais alargado: será necessário arrendar um espaço com custos fixos associados (renda, água e luz), licenças de comercialização, obras de adaptação e decoração e a contratação de um colaborador a tempo inteiro.

--- 6 ---


Organização/Gestão

2.1 Motivação para o concurso O que o leva a concorrer?

A principal motivação para submeter o projeto ALMA a concurso prende-se com a validação da ideia. Ser premiado num concurso de empreendedorismo é um forte sinal de que a ideia tem potencial para ser posta em prática com sucesso. Por outro lado, a participação permite dar a conhecer a ideia proposta e obter feedback de pessoas externas ao projeto, permitindo aperfeiçoá-la com base nas ideias e comentários obtidos. A construção de um documento síntese do projeto e de uma breve apresentação é uma boa oportunidade para fazer um ponto de situação e organizar ideias desenvolvidas de forma pouco sistemática ao longo do tempo. Será também uma excelente oportunidade para alargar a rede de contactos.

2.2 Experiência dos promotores nas diversas áreas do projeto Quais as mais-valias pessoais, académicas e profissionais nas áreas do projeto?

À partida, uma das características que se destaca nos promotores do projeto é uma enorme paixão pela região, pela sua cultura e a sua gente. Sendo este um projeto com uma vertente afetiva forte pretendemos transferir esses sentimentos para a marca, para os produtos e para o seu público. O promotor principal tem formação em Arquitetura e especialização em turismo em áreas rurais. Nos últimos anos colaborou em projetos de arquitetura, arte e design destacando-se o lançamento de uma marca de mobiliário contemporâneo, produzido em Castelo Branco. Tem também experiência em web design, web commerce e design gráfico. O promotor secundário tem formação em Línguas Estrangeiras e Assessoria de Direção e trabalha há dois anos na área comercial e financeira de uma empresa em Castelo Branco que produz um produto gourmet, pelo que se depara constantemente com a necessidade de inovação para atrair consumidores cada vez mais exigentes. --- 7 ---


Os promotores contam ainda com o apoio de uma rede alargada de colaboradores com formação em áreas distintas como: gestão de empresas, design gráfico, packaging, artes plásticas…

2.3 Estrutura

Como estão organizadas as funções e ligações entre os promotores? Como funcionam em equipa?

O projeto ALMA será posto em prática por dois promotores com relações pessoais próximas. Um dos promotores terá um papel mais ativo na implementação e na logística do projeto, o segundo desenvolverá funções na seleção de produtos a comercializar e na gestão financeira do projeto. As funções a desempenhar complementam-se com o intuito de responder aos desafios lançados pelo projeto.

2.4 Gestão

Algum dos promotores é interlocutor nas questões de gestão financeira do negócio? Que experiência tem na área?

Um dos promotores do projeto trabalha a tempo inteiro como assessor comercial e financeiro numa PME do sector Agroalimentar que, para além da produção e comercialização dos seus produtos, presta serviços a outras empresas do sector, pelo que tem uma experiência significativa no contacto com clientes e fornecedores. Além disso, gere um website de prestação de serviços na área da tradução e revisão.

--- 8 ---


Estratégia

3.1 Mercado

(Para que mercado (os) se direciona?)

A Loja Online procurará abranger o mercado de uma forma generalizada, tendo também potencial para explorar mercados internacionais, nomeadamente o chamado “mercado da saudade”, dado que existe uma grande procura de produtos portugueses em países de relevante emigração portuguesa: França, Suíça, Luxemburgo ou a vizinha Espanha. A Loja localizada na cidade de Castelo Branco dirigir-se-á, numa primeira fase, a um público exigente que procura produtos diferenciados. Depois de conquistado este público, o mesmo tem potencial para influenciar um público mais abrangente e fazer uma divulgação espontânea do projeto.

3.2 Estratégia de Marketing

(Como planeia colocar o produto no mercado de forma eficaz para garantir retorno?)

Após o lançamento da Loja Online, o projeto prevê uma série de estratégias com vista a aumentar as visitas e vendas desta plataforma, nomeadamente: presença e dinamização de página nas redes sociais, divulgação nos suplementos temáticos da imprensa (Visão Gourmet; Se7e; Público Life&Style), sites temáticos online (Sapo Casa e Decoração; oPortoCool) e promoções em sites de compra coletiva (Groupon; LetsBonus). Para o lançamento da Loja física em Castelo Branco a divulgação será feita através de imprensa e rádio locais, bem como pela instalação de um objeto de “Street Art” bastante impactante que projete o lançamento da Loja.

3.3 Comunicação

(Como tratar a imagem e divulgar de forma a promover e potenciar vendas?)

Complementando as restantes estratégias de marketing, o projeto ALMA desenvolverá uma imagem corporativa cuidada associada a conceitos de autenticidade, tradição,

--- 9 ---


natureza e requinte. O web design, a decoração da Loja física e o packaging serão também estudados segundo os mesmos princípios. A experiência adquirida com a criação do projeto ALMA pode posteriormente ser replicada na assessoria a outros parceiros.

--- 10 ---


Viabilidade/Exequibilidade do Projeto (Descrição de receitas, despesas de arranque, despesas correntes, etc.)

4.1 Plano Económico/Financeiro Tendo em conta limitações de tempo e o desconforto de trabalhar com conceitos algo desconhecidos para os promotores do projeto, optou-se por uma análise EconómicoFinanceira simplificada, que deverá ser necessariamente revista com o auxílio de consultadoria externa. No entanto os dados reunidos parecem-nos suficientes para uma análise preliminar da primeira fase do projeto (Loja Online). O modelo selecionado baseou-se na folha de cálculo disponibilizada pelo IAPMEI para apoio ao programa ‘Finicia’.

4.2 Despesas de Arranque Em primeiro lugar procurou-se definir quais são as despesas pré-operacionais necessárias para o arranque do projeto:

Investimento Inicial Material Informático Registo e Proteção da Marca Móveis e Utensílios Apoio ao desenvolvimento do Site Stock Inicial

€ 1 050 € 150 € 500 € 200 € 1 500

TOTAL

€ 3 400

--- 11 ---


4.3 Despesas Correntes (custos fixos mensais) Neste item apresentam-se os encargos mensais decorrentes do funcionamento do projeto. Aqui incluem-se todas as despesas e custos fixos mensais, ou seja, todos gastos que ocorrerão independentemente do volume de vendas realizado: Despesas Correntes (Mensais) Renda Armazém Água + Eletricidade Telemóvel + Internet Gestão de Pagamentos Online T.O.C Domínio ‘.PT’ Merchandising S.E.O Materiais de escritório e de limpeza

€ 80 € 60 € 40 €7 € 100 € 1,70 € 10 € 15 € 20

TOTAL

€ 333,70

4.3 Custos Variáveis Neste item indicam-se os custos diretamente relacionados com o volume de vendas, ou seja, aqueles que apenas existirão quando houver vendas e serão proporcionais à quantidade destas: Custos Variáveis Aquisição do Produto Despesas de envio (CTT) Comissões de Pagamento Embalagem e Acondicionamento

Variável € 4,00 (Valor médio - Suportado pelo Cliente) € 0,27 / Operação € 0,70 (Valor médio)

4.3 Previsão de Receitas A previsão das vendas e das receitas do projeto ao longo dos primeiros anos teve por base valores de referência de outras Lojas Online geridas pelos promotores, nomeadamente uma Loja de produtos de charcutaria e outra de pequenas peças de

--- 12 ---


mobiliário. Esta previsão tem em conta uma depreciação de vendas no período inicial do projeto e as variações de vendas relacionadas com a época do ano:

Previsão de Vendas

Ano

N.º Vendas

Custos Fixos

Custos Variáveis

Receita Bruta

Resultado Líquido Anual

2014 2015 2016 2017

620 655 388 722

€ 4 005 € 4 085 € 4 167 € 4 250

€ 10 143 € 10 716 € 11 256 € 11 811

€ 19 294 € 20 383 € 21 410 € 22 468

€ 3 447 € 3 740 € 4 011 € 4 292

4.4 Payback Com base numa estimativa de vendas e previsão de receitas a recuperação do capital investido prevê-se no final do 1.º ano de atividade. Cabe referir que uma Loja Online não necessita de um grande investimento inicial, o que permite um retorno mais fácil e num menor período de tempo do capital investido. Esta recuperação do capital investido não seria possível no mesmo período de tempo se o projeto começasse pela Loja física, devido ao elevado investimento inicial e custos fixos associados. Por este motivo, o início do projeto será com a Loja Online que servirá também de teste ao conceito e ideias propostas pelo projeto. Os promotores acreditam que o capital acumulado após três ou quatro anos de trabalho possibilitará a abertura da Loja física.

4.5 Considerações Finais O projeto ALMA é o ponto de partida para a divulgação daquilo que a região da Beira Interior tem de melhor – os produtos aqui produzidos. Apesar da produção local ter de competir em desigualdade com os preços baixos de uma grande variedade de produtos, para algumas pessoas a tradição ainda é o que era e esses clientes continuam a procurar produtos tradicionais de excelente qualidade. Mas o objetivo deste projeto é que os produtos estejam disponíveis para quem os procura, mas não só! Pretende-se criar uma necessidade de consumo e despertar o

--- 13 ---


interesse e a consciencialização de que comprar produtos da terra enriquece a região e a sua gente. A marca ALMA será inovadora na região e pretende que produtores, artesãos ou empresas também o sejam. Deste modo o projeto pode contribuir para esse objetivo através da consultoria na área do branding, atualmente com uma importância crescente e que cada vez mais “enche o olho” do consumidor, em especial neste tipo de produtos. ‘Quanto a nós’, acreditamos totalmente neste projeto e cremos que (com a necessária consultoria externa) será viável e tem pernas para andar. Neste momento existe já uma certeza – o projeto ALMA veio para ficar!

--- 14 ---

Alma 01  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you