Page 1


A comunicação sempre foi muito importante na luta por melhores condições de vida e transformações sociais. Principalmente nos dias atuais, com o uso da internet, facebook, msn e outras tecnologias e mídias sociais. Por isso, o nosso jornal de Heliópolis, a Rádio e o site da UNAS (www.unas.org.br) são peças fundamentais para isso. Este e o 2º jornal de Heliópolis de 2012 e esperamos que vocês possam Antonia aproveitar bem a sua leitura. Este mês Cleide Alves comemoramos o 1º de maio, Dia do Trabalhador, com uma festa na quadra Presidente da UNAS, e, no dia 12, os 20 anos da Rádio Comunitária de Heliópolis. Vivenciamos também o Dia das Mães (13/5) e foi o momento de lembrar das várias mães de Heliópolis. Mulheres de garra e luta que constroem a cada dia uma vida mais digna para seus filhos, maridos, netos e toda a comunidade. A Educação tem sido carro chefe de nossa luta. A campanha Heliópolis, Bairro educador, acontece nas nossas 11 CEIS (creches), nos nove CCCA (Centro para Criança e para o Adolescente), nas aulas de alfabetização do projeto Mova, em todas as ações e projetos da UNAS. E considerando a importância da leitura na nossa vida e a dos nossos filhos, neste mês estaremos inaugurando a 2ª Biblioteca de Heliópolis, na Rua Cel. Silva Castro, 58, no CCCA Heliópolis. Lembramos também que dois Centros de Educação Infantil (Heliópolis 1 e 2) vão receber o nome de duas grandes mulheres de nossa comunidade: Simone Agnalda Ferreira e - Aparecida das Graças Silva Roseira, a “Cidinha”. O projeto Memória e Raízes vai disponibilizar gratuitamente para centenas de jovens diversos cursos e vai resgatar a história de Heliópolis, produzindo, junto com os moradores, um filme e uma página interativa na internet. Poderemos nos reconhecer e conhecer a história de nossa comunidade. Em maio, começaremos a organizar as eleições no CMDCA – Conselho Municipal da Criança e Adolescente, que será no dia 09 de julho, no Anhembi. O Conselho é muito importante na defesa dos direitos das crianças e adolescentes na cidade de São Paulo e em Heliópolis. No Brasil, estamos assistindo a abertura da CPI do Cachoeira e o ensaio do julgamento do mensalão. Fatos que demonstram que precisamos nos organizar cada dia mais na luta por transparência e no combate à corrupção. Em Brasília, a presidente Dilma deu posse aos membros da “Comissão da Verdade”, que tem como missão mostrar o que aconteceu no período de 1946 a 1980, priorizando a época da ditadura em que ocorreram crimes de torturas e muitas famílias até hoje não sabem sobre seus entes queridos. Assistimos na TV a construção de brinquedos alternativos pelas nossas crianças. Ficaram lindos e foram instalados próximo à lavanderia da UNAS. Estamos nos mobilizando para que o poder público e iniciativa privada reabram a lavanderia comunitária. Assistimos também pela TV o caso de duas crianças de Heliópolis que foram retiradas de sua mãe pelo Conselho Tutelar do Ipiranga. Elas estavam em situação de abandono e foram para um abrigo. A Unas está acompanhando o caso, buscando a reintegração das crianças ao seu núcleo familiar de uma forma que tenham seus direitos garantidos, ou seja: alimentação, educação, saúde e o amor e carinho da mãe, seus familiares e também de nossa comunidade. Convidamos aqui todos os moradores para se unir à UNAS na mobilização por mais cidadania, justiça social e direitos para nossa comunidade.

Expediente - Editor: José Geraldo de Paula

Pinto e Nazareno Antonio da Silva (Buiu) Jornalistas : Lais Fonseca MTB 22.544 - Revisão: Nina Fideles - Projeto gráfico: Alexandre De Maio - Fotografias: Gildivan Felix e Isís de Sousa Edição de video - DJ Ivonverine - Redação UNAS - Rua da Mina, 38 - Heliópolis – São Paulo – SP - Cep. 04235-460 - Tel. (11) 2272-0140 2272-0148 Fax 2272-9968 - www.unas.org.br tesourariaunas.geraldo@gmail.com Tiragem 20 mil exemplares. Apoio:

Fernando Haddad, pré-candidato à Prefeitura de São Paulo visita a UNAS. Fernando Haddad, pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo e ex-ministro da educação do governo Lula e Dilma, esteve em Heliópolis e visitou a UNAS, Ele falou para mais de 100 lideranças comunitárias, expondo suas ideias para um eventual mandato. Após a conversa, ele visitou projetos da UNAS e obras de urbanização entre elas, os prédios conhecidos como Redondinhos, idealizados pelo arquiteto Ruy Ohtake.

Heliópolis abriga lançamento do Programa Escolas de Bicicleta O Programa Escolas de Bicicleta com abertura oficial realizada no Polo Cultural de Heliópolis, teve passeio ciclístico pelas ruas da comunidade, show com Max de Castro e Simoninha, e atrações musicais de grupos da comunidade: Avante o Coletivo, Mandamentos, Lews Barbosa e Igor Nova Safra, além do sorteio de uma bicicleta de bambu. O programa em Heliópolis atenderá 100 alunos da EMEF Campos Salles que farão o trajeto casaescola-casa, em bicicletas de bambu e personalizadas, serão acompanhados de educadores da própria comunidade. Este foi o último ato de Alexandre Schneider como secretário Municipal de Educação que foi homenageado por várias lideranças e professores da comunidade.

Fundação Carlos Chagas e Biblioteca da Unas organizam o Encontro com Autores “Livros para Todos” Os eventos reuniram cerca de 300 pessoas no auditório da ETEC Heliópolis. O primeiro encontro contou com Fernando Bonassi e Fanti Manumilde (poeta de Heliópolis). Já no segundo, o escritor Ignácio de Loyola Brandão e Fabrício Corsalleti levaram a plateia ao delírio. O objetivo do projeto é trazer incentivos para a leitura e escrita, mostrando autores acessíveis, aproximando a literatura das crianças e jovens de Heliópolis.

UNAS realiza show de 1º de Maio A UNAS organizou uma festa pela passagem do 1º de maio na comunidade. Com show de Diana dos Teclados e do Grupo de pagode “A Vera”, o dia foi muito animado.

UNAS abre novo CCA que recebeu o nome de “Aziz Ab’Saber” Em maio, a UNAS em parceria com a SMADS – Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social inauguraram na Vila Santo Estefano o 9° Centro para a Criança Adolescente, o CCA da Unas. O projeto vai atender 120 crianças da comunidade local, oferecendo alimentação (almoço e café da manhã e tarde), e atividades no sociais, esportivas e de cidadania no contra turno escolar.

Assistência jurídica da UNAS realiza Juntas de Conciliação Juntas de conciliação são encontros entre as partes envolvidas que dão solução aos casos por meio da defensoria pública. Segundo o Dr. Carlos Soares Santos, coordenador da assistência jurídica da UNAS, muitas vezes processos que demoram até cinco anos levam apenas de 2 a 3 meses para serem concluídos. “A Junta vai facilitar e dar agilidade aos quase 5 mil processos existentes da comunidade e solucionar estes mais facilmente”, conta o advogado. No dia 02 de junho, cerca de 100 pessoas participaram da Junta. O próximo evento será em agosto. O projeto de assistência jurídica é uma parceria da UNAS com a Defensoria Pública do Estado de SP, é gratuito e conta com uma equipe de 3 advogados e 6 estagiários. Maiores informações para Atendimento Jurídico, de segunda a sexta, das 9h às 16h, Rua da Mina, 38, ou pelo fone: 2272-0140/48.

Rádio Heliópolis 87,5FM, completa 20 anos com grande festa Em 1992, com algumas cornetas penduradas nos postes da conhecida Rua da Mina, é que a Rádio Heliópolis começou. Em maio, completou vinte anos. A rádio já passou por diversas frequências e foi fechada pela Anatel e da Polícia Federal. Foi também uma das primeiras rádios comunitárias legalizada no Brasil, após muita luta e perseverança. Para tocar o dia a dia da rádio, 32 locutores trabalham voluntários das 6h a meia noite. O melhor presente para os 20 anos é sua audiência. Sintonize sua rádio 87,5FM.

Equipe da rádio


Crianças da comunidade reaproveitam lixo e constroem brinquedos Duzentas crianças da comunidade passaram a segunda semana de maio construindo brinquedos com pneus velhos e suportes de madeira. Além de diversos brinquedos, foram feitos vasos de plantas com garrafas PET. A atividade foi organizada em parceria com a ONG espanhola Basurama, que atua em diversas partes do mundo, e apoio do Instituo Bacarelli. Todos os pneus foram furados para não acumular água da chuva, uma medida necessária contra o mosquito da dengue. Os brinquedos foram instalados próximo à Lavanderia Comunitária de Heliópolis. Brinquedos foram instalados próximo à Lavanderia Comunitária de Heliópolis.

Rapper Criolo visita Rádio e projetos da Unas Ele nasceu na periferia de São Paulo, no bairro do Grajaú, onde vive até hoje. Com músicas inovadoras, que podem ser conferidas em seu último disco “Nó da Orelha” e também no seu primeiro álbum “Ainda há tempo”. Ambos os discos podem ser baixados na internet gratuitamente. O MC ganhou reconhecimento e sucesso, ganhando fãs como Chico Buarque de Holanda e Caetano Veloso.

realiza com jovens e terminou a visita comendo um lanche no MaC Favela em um papo cabeça com rappers e educadores da comunidade, entre eles o Coordenador da Rádio Heliópolis e Projeto Alconscientes DJ Regis, o DJ Mano Zóio, do projeto Web Rádio Heliópolis, o educador e DJ China e o DJ Ivonverine, da área de multi mídia, além da coordenadora de cultura do Pólo Cultural, Lais Fonseca.

Criolo mostrou humildade e compromisso com suas raízes na visita que realizou em Heliópolis. Começando com uma entrevista ao vivo no programa do locutor Zenildo da Rádio, respondendo às perguntas dos ouvintes. Depois, conferiu de perto alguns projetos que a Unas

Os assuntos da prosa foram o movimento hip hop, juventude e cultura de paz. Ele ressaltou que é muito importante a presença do Hip Hop nas periferias e foi convidado para uma futura apresentação em Heliópolis. Em breve, teremos Criolo cantando os seus sucessos na comunidade? Regis e o rapper Criolo

Unas vai à Brasília e cobra ações do governo Dilma para Heliópolis Por três dias do mês de abril, os companheiros José Geraldo de Paula Pinto, tesoureiro da Unas, Reginaldo José Gonçalves, coordenador da Rádio Heliópolis e do Projeto Jovens Alconscientes, e o Dj Ivonverine, estiveram em Brasília para uma agenda política. O objetivo da viagem era iniciar o diálogo com os ministérios da cultura, cidades, saúde, desenvolvimento social, trabalho, turismo e educação sobre programas e projetos de políticas públicas para a comunidade de Heliópolis.

Desenvolvimento da Educação.

Em cada Ministério foram apresentadas algumas questões para ampliar as ações do governo federal na nossa comunidade.

Entre as propostas apresentadas pela Unas, está a ampliação da jornada escolar dentro do Programa mais Educação, que visa ampliar as atividades oferecidas pelas escolas, ampliar o acesso da juventude de Heliópolis aos cursos superiores, o apoio do governo federal aos governos estadual e municipal

Educação O Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, recebeu os coordenadores da Unas, que estavam acompanhados pelo senador Eduardo Suplicy. Em seu gabinete, ele recebeu as nossas propostas e apresentou os programas do ministério como as linhas de financiamento do FUNDEB – Fundo Nacional de Desenvolvimento da educação Básica e FNDE – Fundo Nacional de

Senador Suplicy, Geraldo da Unas e Ministro de educação Aloísio Mercadante.

Mercadante ressaltou que os programas precisam ser solicitados pelo governador ou prefeito para chegarem até Heliópolis e pediu que o senador Suplicy fale com Gilberto Kassab e Geraldo Alckmin, juntamente com a Unas, para que eles formulem projetos na área da educação para a comunidade.

na construção de novas creches e a ampliação de programas como Pro UNI e de ensino profissionalizante. Cultura A Unas recebeu das mãos da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura, o prêmio ASAS, pela programação e atuação da rádio comunitária Heliópolis. A premiação no valor de R$ 80 mil será investida na reforma e compra de equipamentos novos para a rádio comunitária de Heliópolis . A secretaria informou ainda que a Unas foi premiada também com os prêmios Cultura e Saúde e Pontinhos de Cultura. Políticas Públicas Nos Ministérios do Desenvolvimento Social, do Trabalho, Cidades e Turismo, a Unas cobrou a presença destas pastas na comunidade de Heliópolis, seja nos projetos sociais, na qualificação profissional de jovens por meio do programa Primeiro Emprego e de adultos. No Turismo foram apresentadas propostas de cursos visando a Copa 2014 e Olimpíadas 2016 na cidade de são Paulo.

ONG Atitude de Brasília.

Ivon, Secretária de Cidadania do Ministério da Cultura, Regis, Geraldo e Assessora da Ministra da Cultura.


Veja como foi a Caminhada da Paz na região Mais de três mil pessoas, entre estudantes, educadores, professores e moradores da região do parque Bristol, Jd. São Saverio, Vila Livieiro e adjacências participaram no dia 25 de maio, da 3ª Caminhada da Paz da região. Com o tema Educação para a Transformação a caminhada percorreu cerca de 8km pelas ruas do bairro. Os participantes levavam faixas pedindo moradia, contra a discriminação religiosa, educação de qualidade, saúde. Vários grupos culturais agitaram o evento entre eles Coletivo Periferia, Avante Coletivo e Capoeira Unidos do Bom Fim. A presidente da UNAS, Cleide, parabenizou os presentes, João Bosco, da executiva da UNAS, lembrou a todos da necessidade de lutar por políticas públicas e lamentou a morte da companheira Zica. Neusa Elena finalizou agradecendo todas as entidades pelo esforço e dedicação de todos na organização da caminhada . Centenas de estudantes estavam juntos com seus professores, entre eles os professores William (Escola Olavo Fontoura) e Cesar Augusto e Joyce Rocha (EMEF Ipiranga).

Professor William- Olavo Fontoura

Marinha

Cesar Augusto e Joyce Rocha


Como está a situação da Saúde em Heliópolis? Ministério da Saúde retribui a visita da Unas em Brasília e discute políticas preventivas na comunidade Técnicos do Ministério da Saúde estiveram no dia 13 de abril com coordenadores de projetos e diretores da Unas para traçar ações preventivas na área da saúde. A Unas havia apresentado em Brasília a implementação do Projeto Jovens Alconscientes como política pública na área da prevenção do uso abusivo de álcool e drogas, não somente em Heliópolis mas em todo o Brasil. O carro chefe da proposta é a organização da Balada Black pelo país afora. Segundo Neguinha, representante da UNAS no Fórum de Saúde da região, a saúde em Heliópolis é como em todo lugar do Brasil. “Com péssimo atendimento e filas enormes de espera”, diz. Mesmo que Heliópolis conte com o Hospital Heliópolis, o Posto de Saúde, a UBS e AMAS, a população ainda entende como insuficiente, ainda mais considerando que muitos destes atendimentos são realizados em um único local, no mesmo prédio.

Neguinha eleita para o conselho de saúde.

Os desafios são muitos, mas na opinião de Neguinha, “o sistema SUS não é ruim, mas queremos que ele funcione de fato, com qualidade. Queremos ser bem atendidos, que tenham médicos, etc.”, conclui. O Fórum de Saúde se reúne uma vez por mês. No dia 06 de junho foram realizadas as eleições para Conselheiro Gestor da AMA e Conselheiro para a UBS Sacomã. Neguinha ficou em primeiro lugar no AMA com 249 votos. Veja no box o resultado das eleições.

E você, o que acha sobre os sistemas de saúde em Heliópolis? Já passou por algum caso em que não foi atendido, ou mal atendido? Escreva para nós e nos conte como foi. No AMA                 votos 1º Neguinha                 249  2º Manoel                   195 3º Ailton                     122 4º Nazaré                   105 5º Chico bar                 88  6º Iracema                     55

No UBS- Sacomã votos 1º Adeilva                     91 2º seu Manoel             67 3º Luciano                   42    Timóteo                   42   4º Vanderlei                 31    Agradecemos a todos (as) que colaboraram com seu voto. Parabéns aos candidatos.

Buiu e diretor de educação do Ipiranga.

Heliópolis e região sudeste receberão novas escolas e creches Na altura do número 800 da Estrada das Lágrimas podemos ver, em estado avançado, as obras da construção de uma nova Escola Municipal de Educação Infantil – EMEI, que irá atender 300 crianças de 4 a 6 anos. Ali perto, mais precisamente na Rua Alencar de Araripe, a obra da nova Escola Municipal de Educação Fundamental – EMEF está a todo vapor. A EMEF irá beneficiar 1.500 estudantes. As duas tem previsão de começar o ano letivo de 2013 já atendendo a comunidade. No conjunto habitacional conhecido como “Redondinhos”, serão construído dois novos Centros de Educação Infantil – CEIS. As duas CEIS juntas, vão beneficiar mais de 600 crianças entre 0 e 4 anos e 11 meses e tem seu projeto assinado pelo arquiteto Ruy Othake. Também no Parque Bristol/Jardim São Savério, estão previstas as obras para a construção de uma nova creche e a revitalização dos espaços do CCCA Sacomã e CEI Frei Sergio.

UNAS lança candidata para o Conselho Municipal da Criança e Adolescente Pleito será no dia 09 de julho, no Parque Anhembi As eleição do CMDCA acontecem no dia 09 de julho. Heliópolis tem uma candidata: Solange, que busca a reeleição para o órgão. O CMDCA tem como atribuição fiscalizar o governo na área da infância, organizar e acompanhar os Conselhos Tutelar na cidade de São Paulo. Milhares de eleitores da comunidade se cadastraram para votar em reconhecimento ao trabalho da UNAS na área da criança e adolescente, como creches, CCAS, entre outras ações.


Decidiu-se que nos anos de 2006 e 2007 haveria uma transição, experimentando uma nova didática nas salas convencionais, mas já capacitando alunos e professores para o trabalho em equipe. “Percebi, porém, no final de 2007, que a história de trabalhar com grupos de alunos não mudara nada”, afirma Braz Rodrigues, destacando que não rendera melhora no aprendizado. Seria preciso radicalizar o processo. “Chamei um grupo de professores mais engajados para buscar apoio e tirar as paredes. No lugar de 12 salas de aulas, teríamos quatro salões.” E as carteiras individualizadas seriam definitivamente substituídas pelas mesas com quatro lugares.

ão ç u r t s n o Ac va o n a m de u

prática pedagógica

Três estratégias dariam sustentação ao modelo: nos salões, alunos trabalhariam em grupo de quatro, sob a mediação e orientação de três professores, aptos a esclarecer a dúvidas de qualquer disciplina; eles seguiriam o planejamento de um roteiro quinzenal de atividades, preparado pelos docentes para cada salão; e teriam aulas explicativas em salas convencionais, em grupos menores, além de monitoria e reforço. “Chegamos então à base do projeto, que é o trabalho em equipe. Estamos tentando desconstruir o individualismo”, diz.

na EMEF Presidente Campos Salles, em São Paulo

Em uma proposta ousada, a escola da rede municipal de São Paulo derrubou as paredes que separavam as turmas de uma mesma série e mudou a dinâmica da aula: os alunos passaram a atuar prioritariamente em grupo e a escolher a atividade do dia, dentro de um roteiro previamente organizado e mediado pelo professor. Tudo com o suporte de aulas expositivas, monitoria e reforços, complementos de uma experiência que deixa grande contribuição ao debate sobre as mudanças na forma de ensinar.

certo, como mesas com quatro cadeiras no lugar das carteiras individualizadas. E fui à diretora de ensino com uma listinha na mão, comunicando-a que havia tirado as paredes. Tomei a decisão e sustentei, pois se tivesse pedido autorização antes, ela teria sido negada”, relata Braz Rodrigues, diretor

da EMEF desde novembro de 1995. Ele havia agrupado as turmas de cada série em quaA inspiração e o parâmetro básico de tro grandes salões, acolhendo cerca de 100 uma nova metodologia de ensino implan- estudantes por turno. Assim foi “oficializado” tada há cinco anos pela Escola Municipal e implantado o novo projeto pedagógico da de Ensino Fundamental (EMEF) PresidenEMEF, a qual vinha mantendo diálogo com te Campos Salles vieram da Escola da a comunidade, mas não conseguira até enPonte, de Portugal. Mas a motivação tão melhorar a qualidade do ensino. Pois a resultou de um envolvimento gradativo escola enfrentava dois principais “gargalos”: com a comunidade de Heliópolis, grande quatro turnos de aulas, com cerca de 1.800 bairro da região Sudeste de São Paulo estudantes; e “práticas inadequadas” dos surgido como favela em princípios dos professores. anos 70, que depois da luta pela moradia Como Funciona empunhou a bandeira da não violência e da educação de qualidade. E nesta parceria articulou-se uma concepção de O gérmen da mudança surgiu em 2004, quando três professores propuseram a Braz “bairro educador”, que se envolve com a escola, e que faz a escola seguir cami- Rodrigues adotar o modelo da Escola da Ponte. “Ainda tínhamos 1.800 alunos, como nho recíproco: abraçar a comunidade. Também resultaram insatisfações, buscas tirar as paredes? E se o caos se instalasse, onde iria arrumar dinheiro para mandar ree sustos, como o assombro que tomou conta da Diretoria Regional de Educação construí-las?”, perguntava-se Braz, que resolIpiranga, quando soube, em princípios de veu, no entanto, investigar a ideia e conhe2008, que o diretor Braz Rodrigues Noguei- cer a EMEF Desembargador Amorim Lima, localizada no Bairro do Butantã, que implanra havia simplesmente mandado derrubar as paredes de algumas salas de aula. tara projeto semelhante. Ao longo de 2005, a proposta foi debatida com a comunidade, e em setembro do mesmo ano, colocada em “Depois que tirei as paredes, votação junto ao conselho escolar, evento precisava de um monte de que reuniu 61 pessoas, incluindo representancoisa para que o projeto desse tes dos movimentos populares.

Com base nessas estratégias, os alunos recebem o roteiro quinzenal das atividades relacionadas a todas as disciplinas, combinam com seus colegas de mesa o que farão no dia e chamam pela orientação do professor somente quando um não puder ajudar o outro. Além do suporte das aulas expositivas, eles contam também com atividades separadas em Informática e Educação Física, na sala leitura, na monitoria e no reforço. Resistências entre alunos e professores A nova metodologia de ensino enfrenta dificuldades entre alguns professores e alunos, comenta Braz Rodrigues. Conforme justifica, é uma prática pedagógica que pressupõe um papel protagonista e autoral pelas crianças e adolescentes, obrigando-as a descolar da tradição da “reprodução, da cópia”, a qual permanece, no entanto, fortemente instaurada na cultura escolar. Por outro lado, ao demandar participação expressiva dos estudantes, escancara as dúvidas e as deficiências de ambos os lados. Em termos de estrutura oficial, há pouca margem para a direção agir, já que esta não pode pleitear horário integral para o professor nem autonomia para formar uma equipe afinada aos seus objetivos. Nos cinco anos de aplicação da nova metodologia, o desempenho dos estudantes no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) tem se mantido em curva ascendente. Nenhum grande salto foi observado, mas também não houve queda, analisa Braz Rodrigues, o que já demonstraria, segundo ele, que o projeto é viável. Três princípios norteiam a metodologia da Escola da Ponte e foram adotados pela EMEF Presidente Campos Salles: autonomia, responsabilidade e solidariedade. “Nosso objetivo é dar todas as condições para que esses princípios sejam vivenciados pelos estudantes. Para que aprendam a ter liberdade, assumindo responsabilidades e olhando para o outro”, defende Braz Rodrigues. Por Rosali Figueiredo (Textos e fotos) Matéria na íntegra publicada na Edição 77 de abr/2012 da Revista Direcional Escolas

Jovens Alconscientes encerra a primeira turma e projeto volta em junho com nova turma Por Gabriela Gonçalves (Formanda da primeira turma do Projeto Jovens Alconscientes)

Nova etapa será com financiamento de Projeto da UNAS junto com FUMCAD /CMDCA* O Projeto Jovens Alconscientes, na minha visão foi muito importante e significativo para comunidade de Heliópolis. Entre tantas iniciativas que a UNAS já realizou o PJA focou aos jovens a não consumir bebida alcoólica e os adultos consumir com responsabilidade. O Projeto Jovens Alconscientes formou sua primeira turma no mês de abril. Na cerimônia de formatura, estiveram presentes os jovens formandos, pais, professores e profissionais da AMBEV. Nesses dois anos de projeto foram realizadas diversas atividades como: o Festival Helipa Music, que busca talentos da comunidade com músicas com temas sobre álcool e família. Foram organizadas campanhas e blitz, que foi um jeito criativo de divulgar o projeto nas ruas, bares, escolas e empresas, e a famosa “Balada Black”, uma balada totalmente diferenciada que acontece todo último sábado do mês na quadra da Unas. A diferença desta balada e as outras é que nela é proibida a entrada e o consumo de bebida alcoólica.

A missão dos dez jovens alconscientes é informar junto a outros jovens da comunidade de Heliópolis de que é possível se divertir sem o uso da bebida, ou seja, se divertir com responsabilidade. Jovens Alconscientes, JA - mudou o pensamento de milhares de jovens. O nosso objeivo não é proibir ninguém de beber, e sim de beber com responsabilidade, chamando atenção aos malefícios do álcool, e informando as pessoas dos riscos que envolvem as bebidas. *FUNCAD – Fundo Municipal da Criança e Adolescente; CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente. Faça sua doação direcionada a UNAS (Pessoas físicas e jurídicas) + Informações UNAS 2272.0140 com Fabio Rubson.


Programa Jovens Embaixadores

TerSarau O Projeto tem a finalidade de ser um espaço voltado para o desenvolvimento da literatura e arte dentro da comunidade de Heliópolis e região. A iniciativa foi contemplada na edição de 2012 do Projeto VAI da Secretaria Municipal de Cultura. Dia: Todas às terças-feiras. Horário: 20h Local: Estrada das Lágrimas, 2385. Centro de Convivência Educativa e Cultural de Heliópolis. Informações: tersarau.com e ccheliopolis.blogspot.com.br. Tel: 2083-2203

Alfabetização de Adultos - MOVA As inscrições para aulas de alfabetização de adultos do projeto MOVA continuam abertas. São oito núcleos em Heliópolis com aulas de segunda à quinta, das 19h30 às 22h. O curso é freqüentado hoje por mais de 350 jovens e adultos. Maiores Informações UNAS, Rua da Mina, 38 Fones: 22720140/48

Olhares Possíveis de Virada Mariana Foltran e a ONG Design Possível convidam o público para a criar ambientação da Área de Convivência da Unidade do Sesc Ipiranga, a partir da construção de mobiliário desenvolvido com conceito do Design sustentável. Para maiores de 15 anos. 15 vagas por turma. Grátis. Inscrições no local meia hora antes da atividade. Dia: De 08/05 a 28/06 Horário: Terças, das 18h às 21h; quintas, das 13h às 16h. Local: Sesc Ipiranga. Rua Bom Pastor, 822. Ipiranga. Informações: www.sescsp.org.br Tel: 3340-2059.

Inscrições abertas para cursos na Quadra da UNAS •

Atendimento de terapia corporal. Aos sábados (pré-agendado na recepção da UNAS).

Academia comunitária da UNAS. Inscrições para a formação de novas turmas manhã e noite. As aulas acontecem às 5ª feiras, das 19h30 às 12h30. Para pessoas acima de 16 anos.

Informações: 2272-0140/48.

Estão abertas as inscrições para a 11ª. edição do programa “Jovens Embaixadores de intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos, da Missão Diplomática dos Estados Unidos no Brasil. que levará 35 estudantes brasileiros da rede pública, com excelente desempenho escolar, histórico de trabalho voluntário em suas comunidades, boa fluência no idioma inglês e que possam representar o Brasil como “embaixadores”. As inscrições para o programa de 2013 serão efetuadas somente online: http://portuguese.brazil. usembassy.gov/pt/je.html Dia: Até 05 de agosto. Local: Pelo site: http://portuguese.brazil. usembassy.gov/pt/je.html

Projeto Memórias de Heliópolis, Raízes e Contemporaneidade O projeto Memória de Heliópolis irá resgatar as historias de nossa comunidade com a criação de um museu físico e virtual e a produção de um documentário sobre as pessoas que moram aqui. Será produzido ainda um site e um filme sobre Heliópolis. Estão sendo oferecidos cursos e oficinas gratuitamente para pessoas a partir de sete anos.

Inscrições abertas para oficinas de Hip Hop nas áreas de DJ, MC, grafite, street dance e break. As aulas acontecem nos dias de semana à tarde e grafite e break aos sábados. Existem ainda vagas para cursos de iniciação ao cinema, capoeira, percussão, historia em quadrinhos, teatro e montagem de peça teatral.

Mais informações Polo Cultural. Estrada das Lágrimas, 2385. Ao lado da escola Campos Salles e Instituto Bacarelli. Tel: 2083-2203.

Os Escorpiões contra o círculo de fogo - Ignácio de Loyola Brandão A história aborda a curiosidade de um grupo de meninos em descobrir se é verdade que os escorpiões, quando ameaçados, cravam o ferrão e se matam. Os garotos decidem, então, provocar esse suicídio. Distribuídas as tarefas, o narrador-personagem fica responsável por caçar o perigoso animal. “Quem conseguisse pegar um escorpião seria o herói da minha Quadrilha. Quem não quer ser. (...) Aos poucos me acalmei, vi que era trabalho que tinha decidido fazer e precisava fazer, e quando a gente sabe que precisa, faz, é só enfrentar. Fui perdendo o medo, imaginando o que fazer se ele me atacasse”. Ele conseguiu, na verdade, dois escorpiões. Tarefa cumprida, vitorioso, seria o herói da noite. Mas, no momento de fazer o círculo de algodão, molhar com álcool e colocar os escorpiões, o narrador enfrenta um grande conflito. Um desfecho que surpreende o leitor! Você pode pegar este livro emprestado na Biblioteca Heliópolis ou comprar na livraria mais próxima, por até R$ 25,00. Caso queira indicar algum livro que tenha lido, só escrever para gente.

“A Filha do Pastor” - Angie King,

uma garota vinda de uma cidade pequena e filha de um adorável, porém rígido pastor, deixa para trás tudo depois que decide correr atrás do sonho de ser uma cantora de muito sucesso. Sua atração pelo astro de um show gospel itinerante (Tank) a coloca na estrada também… E rumo ao romance, à desilusão e à realização de que a felicidade que ela tanto persegue pode estar lá atrás, no lar que ela deixou. Será que seu severo pai aceitará o retorno da filha? Original: Preacher’s Kid (2010) Diretor: Stan Foster Roteirista: Stan Foster


Jornal Heliópolis - Junho/Julho 2012  

Publicação que mostra o cotidiano da comunidade de Heliópolis.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you