Issuu on Google+

www.radiocorfm.com.br

ANO XIV - Nº 279 - MAIO DE 2014 ATENDIMENTO PAROQUIAL Segunda a Sexta-feira: 08:00 às 17:30hs Sábado: 08:00 às 11:00hs CONFISSÕES Terça a Sexta-feira: 08:00 às 11:00hs - 14:00 às 17:00hs Sábado: 08:00 às 11:00hs Missa em louvor a São Vicente Férrer todo dia 05 do mês às 12:00hs Venha participar conosco!!!

Rádio Cor

106,5 FM www.radiocorfm.com.br


Maio de 2014

Editorial H

á poucos dias celebramos a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Ainda vivemos Tempo Pascal, dias de intenso júbilo pela Ressurreição de Jesus, garantia também de nossa Ressurreição. Celebraremos também a Festa de São Vicente Férrer, nosso querido Padroeiro. É momento de congraçamento, de vida comunitária, de encontro de famílias para festejar. Este ano os Senhores (por nome dos festeiros) receberão a imagem do Padroeiro e responsabilizar-se-ao pelos festejos. Além dos eventos já mencionados vivemos mês de maio, mês das mães e, sobretudo, mês da Mãe: Maria de Nazaré. A mestra do Filho de Deus Encarnado é também a 1ª discípula. A Cheia de Graça, toda de Deus e toda nossa. Ao dispor-se a aceitar a missão que o Anjo lhe anunciava, Maria ensinou-nos aquilo que a fé madura gera: confiança. Por saber, por conhecer profundamente o Deus a quem adorava e servia Maria entrega-se confiantemente à Missão: “Eis a Escrava do Senhor. Façase em mim a tua Palavra”. Lc 1,38.

Pe. Aurélio Pereira, scj INFORMATIVO

São Vicente Praça São Vicente Férrer, 27 Formiga-MG CEP: 35.570-000 Fone: (0xx37) 3322-2131 psvf@paroquiasaovicenteferrer.com.br www.paroquiasaovicenteferrer.com.br

Fundador: Pe. Cláudio Weber scj Data de Fundação: 01/10/1990 Editor Responsável: Pe. Aurélio Pereira, scj Digitação e Diagramação: Wasley Caetano Amim Redação: Equipe Informativo São Vicente Tiragem: 5.000 - Distribuição: Gratuita Impressão: FUMARC - (0xx31) 3249-7400 As matérias disponibilizadas nesta edição são de responsabilidade de seus autores.

02

PEDAÇOS JOSÉ LUÍS DOS SANTOS Caminhando por uma estrada de chão, vi uma perninha de boneca jogada fora. Poderia passar despercebida a qualquer um, mas não a mim naquele momento. Ela tornou-se companheira na busca pela queima diária de calorias, caminhando comigo, na minha mente. Comecei a pensar sobre quantas coisas jogamos fora e quantas coisas guardamos sem necessidade. Sou o tipo de pessoa que detesta a frase “guarda isso, que um dia serve”. Esse dia costuma nunca chegar. Quando precisar, a gente dá um jeito, afinal, a casa da gente não é depósito de entulhos. A interior também não. As pessoas entram e saem da nossa vida levando e deixando sinais, sacramentos, pedaços. Trazem um pouco de si e levam algo de nós. Engana-se quem acha que nada ensina: mesmo que seja para que os outros não sigam nosso modo de ser, ensinamos, sim. A busca pelo ensino positivo deve nortearnos porque é melhor ser referência de alguma coisa do que um ponto cego no centro da humanidade. É melhor ser 1% de alguma coisa do que 100% de nada. Alguns levam mais do que trazem, outros trazem tanto que chegamos a ter vergonha de oferecer-lhes tão pouco. É ainda mais vergonhoso quando nos trazem muita lenha para queimar na nossa lareira pessoal, e nós sequer colocamos fogo para sentir o calor do presente recebido. Verdadeiros suga-sugas somos nós quando agimos assim. P e r c e b o diariamente que os pedaços que levam de mim não me fazem falta. Bom sinal, uma certeza de que posso ser mais a cada vez que penso que me torno menor. Não tenho tanta paciência para ficar ouvindo, ouvindo, mas tenho p a c i ê n c i a necessária para colaborar com poucos exemplos positivos e debulhar letras e

palavras cadenciadas. Por vezes acredito que esses pedaços que distribuo são jogados no chão, como a perninha daquela boneca. Ser ou não ser mais também me preocupa quando o assunto são pedaços que ficam ou vão. O melhor pedaço foi ou ficou? Se o melhor for preciso repô-lo imediatamente, com leituras, vivência coerente, justiça, humanidade à flor da pele, esperteza contra os lobos disfarçados de cordeiros. Se o pior pedaço foi embora, dele estarei livre, mas corro o risco de ter feito alguém pior com as minhas fraquezas e limitações. Aqui se torna urgente uma visita interior àquele que me livrou do mal e agora não sabe o que fazer com ele. Não dá nem para “guardar ”, porque esse pedaço nunca servirá para nada. Filosofias à parte, a perninha da boneca ficou por lá e dentro de mim também... Sequer a peguei, sequer a chutei. Ignorei-a totalmente; não serviu para nada, senão para fazer-me pensar. Espero que eu não seja perninha de boneca jogada fora na vida de tanta gente com quem convivo diariamente. Falando nisso, você tem algum pedaço bacana seu que possa me emprestar? Prometo que devolvo se, por acaso, nós dois percebermos que fora emprestado um pedaço errado. Há um grande risco porque da mesma fonte de vida humana que bebo você também se deleita. _____________________________________ Blog do autor: pesdomensageiro.wordpress.com

Que nossa Páscoa seja contínua!

Profundamente reconhecidos pela adesão e respectiva colaboração que tantas pessoas de boa vontade deram à Campanha do Envelope para a nossa Casa de Acolhimento Divina Misericórdia, vimos AGRADECER e, ao mesmo tempo, desejar uma Páscoa fecunda e duradoura, por meio desta mensagem: A ressurreição do Senhor fez jorrar para o mundo uma fonte inesgotável de vida nova, vida ressuscitada! Portanto, que nossa Páscoa não seja apenas uma celebração anual. Ajuda-nos, Senhor, a prolongar as alegrias pascais em sua oitava, n o s c i n q u e n t a d i a s deste Tempo Litúrgico e sempre de novo, intensificando nossos laços de comunidade, pois é aí que gostas de nos encontrar, como aconteceu com Tomé. Queremos abrir-nos à fonte da vida que não passa, abrir-nos ao amor, vivendo Tua presença, abrir-nos à luz que não se apaga. Queremos amar a vida, contemplando e experimentando essa luz de bondade e de sabedoria. De tanto contemplá-la e experimentá-la, que fiquemos iluminados e possamos refleti-la no lugar em que vivemos, transformando a dureza de coração em gestos de amorosa gentileza, a violência em paz, a tristeza e o desânimo em coragem e alegria. Dá-nos, Senhor, acolher a luz que aponta o caminho e o sentido de uma nova vida, transformando-nos em pessoas verdadeiramente pascais, em meio ao Sábado Santo da história. Que através dos dias obscuros e luminosos do tempo em que vivemos, possamos depositar em Teu mistério nossos passos e esperanças, porque cremos que venceste a desesperança, passando da morte para a vida. AMÉM.

(domcoutoacolhe@gmail.com)


03

Maio de 2014

O trabalho nosso de cada dia!

01- S. José Operário - Gn 1,262,3 ou Cl 3,14-15.17.23-24; Sl 90; Mt 13,54-58 02- S. Atanásio - At 5,34-42; Sl 27; Jo 6,1-15 03- Ss Filipe e Tiago Menor - 1Cor 15,1-8; Sl 19; Jo 14,6-14 04- 3º Dom. Páscoa - At 2,14.2233; Sl 16;1Pd 1,17-21; Lc 24,1335 05- At 6,8-15; Sl 119,23-30; Jo 6,22-29 06- At 7,51-8,1a; Sl 31; Jo 6,3035 07- At 8,1b-8; Sl 66; Jo 6,35-40 08- At 8,26-40; Sl 66; Jo 6,44-52 09- At 9,1-20; Sl 117; Jo 6,52-59 10-At 9,31-42; Sl 116,10-19; Jo 6,60-69 11- 4º Dom. Páscoa- At 2,14.3641; Sl 23; 1Pd 2,20-25; Jo 10,1-10 12-At 11,1-18, Sl 42-43; Jo 10,1118 13-At 11,19-26; Sl 87 ; Jo 10,2230 14- S. Matias- At 1,15-17.20-26; Sl 113; Jo 15,9-17 15-At 13,13-25; Sl 89,1-27; Jo 13,16-20 16-At 13,26-33; Sl 2; Jo 14,1-6 17-At 13,44-52; Sl 98; Jo 14,7-14 18- 5º Dom. Páscoa- At 6,1-7; Sl 33;1Pd 2,4-9; Jo 14,1-12 19-At 14,5-18; Sl 115; Jo 14,2126 20-At 14,19-28; Sl 145; Jo 14,2731a 21-At 15,1-6; Sl 122; Jo 15,1-8 22-At 15,7-21; Sl 96; Jo 15,9-11 23-At 15,22-31; Sl 57; Jo 15,1217 24-At 16,1-10; Sl 100; Jo 15,1821 25- 6º Dom. Páscoa- At 8,5-8.1417; Sl 66; 1Pd 3,15-18; Jo 14,1521 26- S. Felipe Neri- At 16,11-15; Sl 149; Jo 15,26-16,4a 27- At 16,22-34; Sl 138; Jo 16,511 28- At 17,15.22-18,1; Sl 148; Jo 16,12-15 29-At 18,1-8; Sl 98; Jo 16,16-20 30- At 18,9-18; Sl 47; Jo 16,20-23a 31-Sf 3,14-18a (ou: Rm 12,916); Ct 2,8.10-14; Lc 1,39-56 Felizes são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam! Lucas 11,28 Leia a Bíblia!

Neste mês de maio, em que comemoramos o dia do trabalhador, é oportuno refletirmos sobre o sentido do trabalho em nossa vida. Para muitos, o trabalho é um fardo, um peso ou uma obrigação que serve apenas para ganhar o pão de cada dia. Alguns estudiosos atribuem a origem da palavra trabalho, a um instrumento romano de tortura chamado tripalium (em latim), associando-o assim com o sofrimento. Mas nós não podemos atribuir ao trabalho o significado de um encargo em nossa vida ou resumi-lo apenas ao objetivo do ganha-pão. De fato, todos nós precisamos trabalhar para ganhar o nosso sustento, e o próprio Jesus disse um dia aos seus discípulos: “..pois o trabalhador tem direito a seu sustento.” (Mt 10,10b). Mas, além deste objetivo, devemos enxergar no trabalho, (1) primeiramente um meio de realização pessoal, (2) em segundo lugar, uma forma de contribuirmos com a coletividade e com nossa sociedade e, (3) em terceiro lugar, um instrumento que nos faz participantes e continuadores da criação do mundo, ou seja, uma espécie de co-criadores. Explico melhor cada um desses pontos. Como disse, o primeiro ponto é que, através do nosso trabalho, da nossa atividade profissional, seja ela qual for, podemos e devemos nos realizar como pessoas. Todas as vezes em que realizamos bem uma tarefa qualquer, a qual sabemos fazer e temos habilidade para tal, nós nos realizamos. Sentimo-nos mais completo, mais pleno. Mesmo as atividades mais simples, como varrer ou limpar um pátio ou uma casa, ou as complexas, como dar uma aula, elaborar um

planejamento, atender um paciente ou fazer uma cirurgia, quando as fazemos com amor, com capricho, zelo e boa vontade, sentimos prazer em ver o resultado do nosso trabalho. Além disso, nosso trabalho encontra sentido, também, quando percebemos e sentimos que, através dele, estamos ajudando a construir um mundo melhor, contribuindo com a nossa sociedade, ajudando as pessoas a viverem melhor. Todos os trabalhos são úteis e importantes para a nossa sociedade. Se não o fossem, não existiriam. Assim como precisamos do trabalho de pessoas que constroem casas, desde o engenheiro até o ajudante de obra, precisamos do mecânico que conserta nossos carros, precisamos dos juízes e promotores, do agricultor que produz o alimento, etc. Enfim, para que as coisas funcionem bem, é necessário que existam profissionais habilitados e comprometidos com o bem comum. Cada um de nós tem seus próprios dons e estes devem ser colocados em favor do bem comum. Por fim, e talvez o mais importante, é que através do nosso trabalho nós somos continuadores do processo de criação do mundo. Deus deu ao ser humano a capacidade e a inteligência para desenvolver e realizar coisas novas. Ao longo da história, podemos ver que o homem tem contribuído de muitas formas para transformar este mundo. E cada um de nós é parte importante e indispensável desse processo de evolução. Deus quis e continua querendo precisar de nós! Agradeçamos, portanto, a Deus todos os dias, os dons que Ele deu a cada um de nós e peçamos a Ele sabedoria para colocálos em prática. E que São José, patrono dos trabalhadores, interceda por nós, Amém!

RUY MARTINS

A devoção a Maria Santíssima leva à imitação das suas virtudes

A Virgem Maria ocupa um lugar especial no plano de Deus a respeito da humanidade, revelado na história da Salvação. A Igreja reconhece a importância de Maria e convida todos os católicos a cantar as glórias que Deus fez na vida de Maria. Por isso, a Igreja se reúne, conforme a profecia da mesma Nossa Senhora para, através das gerações proclamá-la bem-aventurada, reconhecendo, assim, que Deus realizou nela grandes coisas (cf. Lc 1,46-55). O Papa Paulo VI, na Exortação Apostólica Signum Magnum (SM), nos mostra o verdadeiro sentido do culto a Maria, que transcende as orações e jaculatórias proferidas pelos fiéis e nos leva a imitar as suas virtudes. Segundo Paulo VI, é dever de todos os cristãos imitar, com espírito reverente, os exemplos de bondade que lhes foram deixados pela Mãe do Céu. É esta, a outra verdade a que nos chama a atenção os Padres do Concílio Vaticano II: ‘Recordem-se os fiéis de que a devoção autêntica não consiste em sentimentalismo estéril e passageiro ou em vã credulidade, mas procede da fé verdadeira que nos leva a reconhecer a excelência da Mãe de Deus e nos incita a um amor filial para com a nossa Mãe e

à imitação das suas virtudes’. (Cf SM 8) Embora a imitação de Cristo seja o régio caminho para alcançarmos a santidade, a Igreja Católica, há muito tempo, também proclamou como válida a imitação das virtudes da Virgem Maria. (CfSM 4) Esta imitação, em nenhum momento, visa a afastar o fiel do seguimento de Cristo, pelo contrário, esta imitação mereceu, por parte de Jesus, um elogio que podemos ler no Evangelho de Mateus: ‘Todo aquele que fizer a vontade de meu Pai que está nos Céus, esse é que é meu irmão, minha irmã e minha mãe’ (Mt 12,50). Somos devotos de Maria porque queremos ser fiéis, obedientes e disponíveis à vontade de Deus como ela o foi. É por isso que celebramos, durante o ano litúrgico, os benefícios que Deus proporcionou à Virgem Maria por meio de Cristo. Nos Mistérios de Maria, celebramos os mistérios de Jesus Cristo. Os mistérios de Maria, evocados pela Igreja, são mistérios porque estão intimamente ligados a Cristo. Por isso o Papa Paulo VI convida os Católicos a fazem sua a invocação de S. Anselmo: “Ó gloriosa Senhora, faz com que por ti mereçamos chegar até Jesus, teu Filho, que por teu intermédio se dignou descer até nós”.

FR. TÚLIO MARCOS, SCJ

MARIA MÃE,

DISCÍPULA E SERVA!

LURDINHA GOMES

“Deus reuniu todas as águas e as chamou de mar”. “Reuniu todas as graças e as chamou de Maria”. (S. Luiz Maria Grignon de Montfort). “O Anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um Filho, e lhe porás o nome de Jesus.” Lc 1,31. E Maria foi Mãe. Nas Bodas de Canã, ao obedecer a Jesus, na sua humildade, dizer:“Fazei tudo o que Ele vos disser” Jo 2,5. E Maria foi discípula. “Eis aqui a Serva do Senhor, faça se em mim, segundo a Tua Palavra...” Lc 1,38. E Maria foi serva. Os cristãos do mundo inteiro saúdam Maria com a oração da Ave Maria. Simples, como a figura invocada, a oração da Ave Maria nos acalma, conforta e nos dá paz ao coração. Por isso, costumamos saudar Maria com esta oração: poucas palavras, mas de um significado intenso. Maria mostrou que era Serva enriquecida pela força do Espírito Santo em vários momentos de sua vida: na visita a sua prima Isabel, esta testemunhou imediatamente: “Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe do meu Senhor? pois assim que a voz de sua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria em meu ser.” Lc 1,42. E logo, Maria, num texto maravilhoso, sem igual, canta seu Magnificat, louvando a Deus, pela sua misericórdia para com ela e pela graça de ser sua mãe! Lc 1,4655. Maria sempre se mostrou como mediadora dos homens. Nas bodas de Caná, “como viesse a faltar vinho, ela disse a seu filho Jesus: Eles já não têm vinho” Jo 2,3. Pobre humanidade sofrida e carente! Precisamos de sua ajuda, Mãe; interceda junto a Jesus, para que Ele envie o Espírito santo a todos nós. Precisamos de mais fé, mais misericórdia e amor para com nossos irmãos. Rogai por nós que recorremos a vós! Maria é também “a mensageira do céu”, dando-nos Jesus, deu-nos a salvação eterna, dando-nos Jesus, nos ensinou a glorificar o Pai – “Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu salvador”. Lc 1,46-47 Maria é mestra de santidade, nos dá uma lição espiritual profunda, quando, “junto à cruz de Jesus” nos ensina que há uma nova vida. São Paulo nos ajuda a entender este poder, ao revelar: “A linguagem da Cruz é loucura para os que se perdem, mas, para os que foram salvos, para nós, é uma força divina” 1Cor 1,18. Maria exercitou a fé com este espírito: em seu coração, sofria e, ao mesmo tempo, experimentava a grandeza da manifestação do amor de Deus. Em João 19,26, encontramos Jesus pouco antes de render seu espírito, dizendo: “Mulher, eis aí teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Eis aí a tua mãe”. Jo 19,27. No calvário, pela palavra de Jesus, fomos gerados espiritualmente, tornadonos filhos de Maria! Obrigado, Jesus! Obrigado, Mãe!


Maio de 2014

04

MARIA: UM ESPELHO PARA A JUVENTUDE!

Cantinho da Juventude “Eis aqui a Serva do Senhor, façase em mim segundo a tua palavra” (Lc:1,38). Neste mês de maio, convido cada um a refletir sobre a figura de Maria, Mãe de Deus e nossa também. Nela temos um dos exemplos que devemos seguir na nossa vida de cristãos. Na anunciação, refletimos sobre a total entrega de Maria à causa de Jesus. Sua capacidade de doação e confiança em Deus foi exaltada pelo seu SIM. Maria aceitou participar do importante segredo de Deus: Carregar no ventre seu filho Jesus. E assim colaborar no projeto de Amor para a humanidade. A frase: “Eis aqui a escrava do senhor”, revela toda humildade de Maria e atitude de total entrega. Maria também nos dá o exemplo, colocando-se a serviço de sua Prima Isabel, ao saber que ela estava no 6º mês de gestação: “Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um

filho, na sua velhice, e já está no 6º mês aquela que é considerada estéril” (Lc:1,36). Isabel morava nas montanhas. Mas Maria não teve medo nem preguiça. Saiu às pressas, diz o evangelista, ao encontro de sua prima. A longa caminhada por entre estradas íngremes, os perigos da época, nada foi obstáculo. O que importava era a solidariedade, a prontidão em servir. Que belo exemplo Maria nos dá com essa atitude despojada! Se formos olhar para a nossa realidade, podemos visualizar quantas “Marias” em nossa comunidade, que trabalham com carinho, dedicação, alegria, amor e disponibilidade a serviço da igreja ou do próximo? Quantas “Marias” espalham seu amor, sua dedicação através do Amor de Maria? Sim, porque a devoção a Maria, na comunidade em geral, deve estar ligada ao compromisso com os pobres, os injustiçados, os doentes, os famintos, os sem teto, os sem nada... Ou seja, tem que ser verdadeiramente um SERVIÇO e não um “SER VISTO”.

Em poucas palavras, Maria nos ensina a não nos colocarmos a nós mesmos no centro, mas dar espaço ao Deus que se encontra tanto na oração como no serviço ao próximo. Só, então, o mundo se torna bom. Maria é grande, precisamente porque não quer fazerSe grande a Si mesma, mas engrandecer a Deus. Ela é humilde: não deseja ser mais nada senão a serva do Senhor (cf. Lc 1, 38.48). Sabe que contribui para a salvação do mundo, não realizando uma obra sua, mas apenas colocando-Se totalmente à disposição das iniciativas de Deus. É uma mulher de esperança: só porque crê nas promessas de Deus e espera a salvação de Israel, é que o Anjo pode vir ter com Ela e chamá-La para o serviço decisivo de tais promessas. Você tem alguma dúvida de que Maria é um dos exemplos que devemos seguir na nossa vida? Através da imitação de Maria, saibamos ouvir Deus no silêncio de nosso coração, dizer “sim” ao projeto de Deus para a construção de um mundo melhor. Aprendamos dela, também, o belo exemplo de humildade, solidariedade e prontidão em servir. Para concluir, termino com um

pai de Deus .Entretanto o que transparece acerca da personalidade de São José nos Evangelhos? Não consta que fosse falador, espalhafatoso ou d e m a s i a d o comunicativo. Pelo contrário, à semelhança de Maria, José destacava-se pela seriedade, recato e despretensão. Eis um exemplo para nossas famílias de hoje. Em nossos dias, encontramo-nos em uma situação de decadência moral terrível, talvez pior do que aquela na qual viviam os homens quando Jesus se encarnou, e São José recebeu as primícias da Igreja em suas mãos. O mundo inteiro está imerso no neopaganismo; os crimes e as abominações que se cometem hoje contra as famílias e a sociedade são, às vezes piores do que os da antiguidade. Mas tal como no início, a Igreja propagou a Boa Nova do Evangelho e deu início a uma era de graças purificadoras e santificadoras das famílias e da sociedade. Também podemos ter a certeza firme e inabalável de que ela triunfará sobre o mal em nossos dias. Por isso, abramos nossos corações à devoção a este grande Santo, na certeza de sermos bem

conduzidos, bem tratados e bem amparados. E, valendo-nos de seu poderoso auxílio, devemos pedir-lhe, enquanto representante nosso na Sagrada Família, que intervenha nos acontecimentos, obtendo de Jesus a renovação de nossas famílias. Vamos olhar para as palavras irretocáveis do Papa Francisco: “O Evangelho nos mostra toda a grandeza de alma de São José. Ele estava seguindo um bom projeto de vida, mas Deus reservou para ele um outro projeto, uma missão maior. José era um homem que sempre dava ouvidos à voz de Deus, profundamente sensível à sua vontade secreta, um homem atento às mensagens que lhe vinham do profundo do coração e do alto. Não ficou obstinado em perseguir aquele seu projeto de vida, não permitiu que o rancor lhe envenenasse a alma, mas estava preparado para colocar-se à disposição da novidade que, de forma desconcertante, era-lhe apresentada. Era assim, era um homem bom. Não odiava, e não permitiu que o rancor lhe envenenasse a alma. Mas quantas vezes em nós o ódio, a antipatia também, o rancor nos envenenam a alma! E isso faz mal. Não permiti-lo nunca: ele é um exemplo disso. E assim, José se tornou ainda mais livre e grande. Aceitando-se de acordo com o projeto do Senhor, José encontra

pensamento de São Luís Maria Grignion de Montfort, um grande missionário que destacou-se pela sua devoção à Virgem Maria. Fundou a Congregação dos Missionários Monfortinos, das Filhas da Sabedoria e dos Irmãos de São Gabriel. Também escreveu vários livros, dos quais destaca-se o “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”. Nesse Livro, São Luís apresenta seu método de consagração a Jesus Cristo pelas mãos da Virgem Maria, que foi a consagração do Beato João Paulo II e tantos outros santos e santas. De acordo com ele, um servo de Maria deve: “evitar o pecado e imitar as virtudes da Santíssima Virgem, em particular a sua profunda humildade, a sua fé viva, a sua obediência cega, a sua oração contínua, a sua mortificação universal e a sua pureza divina, a sua caridade ardente, a sua paciência heroica, a sua angélica doçura e a sua sabedoria divina”. Pensem nisso.

DANILO COSTA

Precisa-se de São José para proteger as famílias atuais!

Esposo de Maria, Pai virginal de Jesus e Patriarca da Igreja. Esses três títulos proclamam a grandeza da missão de São José e a elevação de dons com as quais sua alma foi adornada pela Divina Providência. Figura ímpar, exaltada pela Igreja junto com a de Maria, nunca será suficiente louvar São José, tal a quantidade de maravilhas e privilégios com que Deus o cumulou. “José, filho de Davi”, assim o chama o anjo. O fato de destaque da vida deste homem “justo” é o matrimônio com Maria. São José era um homem comum. Na Bíblia, aparece pouco e não há sequer uma frase falada por ele, mas teve imensa simplicidade e fidelidade para trilhar os caminhos de Deus e acolher a Cristo em sua vida, mesmo tendo que superar muitos obstáculos, incluindo a si mesmo. Por muitas vezes, o mesmo acontece conosco. Talvez seja interessante olhar para ele como o sendo o nosso representante na Sagrada Família, aquele cujo exemplo deve ser seguido por nossas famílias, num mundo que destrói os valores paternais e morais tão bem vividos por São José. José esteve na mente de Deus com a vocação de ser chefe da Sagrada Família. A ele foram confiadas as primícias da Igreja e teve sob sua custódia essas primícias, que foram o Menino Jesus e Nossa Senhora. Paralelamente ao “sim” de Maria, em resposta a São Gabriel, no momento da Anunciação, também ele pronunciou o seu “sim” sublime, ao aceitar, pela fé, ser pai adotivo de Jesus. Portanto, São José recebeu graças específicas para estar à altura de sua missão de esposo e guardião de Maria Santíssima, bem como pai legal de Jesus Cristo, ou seja,

plenamente a si mesmo, além de si. Esta sua liberdade de renunciar ao que é seu, e esta sua plena disponibilidade interior à vontade de Deus, nos interpelam e nos mostram o caminho.” São José tinha um plano para sua vida e, em algum momento, teve que encarar a o fato de que o plano de Deus não combinava com seus planos. Com toda a certeza, isso já aconteceu com cada um de nós! Mas quando isso aconteceu, o que fizemos? Aderimos ao plano de Deus ou ficamos rancorosos e envenenados, lamentando por não conseguirmos impor nossos próprios planos? Papa Francisco fala que José se tornou mais livre e grande ao aderir ao plano de Deus. Quantas vezes nos agarramos aos nossos planos, tentando fazer com que prevaleçam? Quantas vezes viramos as costas para os planos de Deus porque achamos tudo muito difícil? Quantas vezes ficamos confusos com a realidade e não enxergamos o que Deus quer de nós? Concluindo, nada de extraordinário circundou a vida de São José, somente a sua vontade sincera de assumir, com responsabilidade, aquilo que experimentava na busca de uma vida justa. Isso o fez o mais honrado dos homens, porque soube honrar as posições que a ele foram confiadas: pai, esposo, amigo trabalhador. São José, rogai por nossas famílias!

JULIETA VOIETTA


05

Maio de 2014


Maio de 2014

06

ÁGUA: FONTE DE VIDA

Batizados Matriz no 2º e 4º Domingos às 9h30 Santo Antônio 3º Sábado às 19h Santa Luzia 1º Sábado às 19h Imaculada 1º e 3º Domingo às 8h Rosário 3º Domingo às 17h Santo Expedito 2º Domingo ás 09h30

Encontro para Pais e Padrinhos em Maio Dia 31

Imac. Conceição Sábado às 14:00hs Obs: Mães, procurem fazer o encontro antes do nascimento de seu bebê, para seu maior proveito e comodidade e, se possível, procurem não levar crianças.

Dias 24 e 25 Sábado às 18h30 Domingo 07h Salão Paroquial São Vicente Férrer

“No tempo em que o Senhor Deus fez o céu e a terra, não existia ainda sobre a terra nenhum arbusto nos campos e nenhuma erva havia brotado, porque o Senhor Deus não tinha feito chover sobre a terra nem havia homem que a cultivasse; mas, subiu da terra um vapor que regava toda sua superfície. O Senhor Deus formou, pois, o homem do barro da terra e inspirou-lhe nas narinas um sopro de vida.” (Gen 2, 4-7)

22 de março: Dia Mundial da Àgua. É quando surgem rumores de racionamento de água que a gente dá valor a ela. Sem H2O não há vida nem nas plantas nem para os bichos nem para a gente. Afinal, se faltar mesmo, o organismo pode realmente entrar em greve. Visualize o que esse líquido faz por você e aprenda a tirar proveito com mais consciência. Nossso organismo é formado por 70% de água e nele ela se divide em três compartimentos. O primeiro compartimento são as células. Numa pessoa saudável, com 70kg, estimase que nas suas células concentremse 28 litros de água. É no meio aquoso que ocorrem as reações químicas para funcionamento celular. O segundo compartimento é o líquido intersticial (meio aquoso ao redor das células). É o fluído que faz acontecer a troca de água, minerais e o sangue. São cerca de 11 litros alojados ali. O terceiro compartimento é o líquido vermelho do sangue. Ele contém três litros de água. A parte mais líquida, o plasma, corresponde a 55% da composição sanguínea e o restante, parte mais sólida, equivale a uma junção de glóbulos. FUNÇÃO DA ÁGUA NO ORGANISMO Cérebro – Como qualquer outra

célula, os neurônios precisam de água. O abastecimento adequado para ele os mantém conectados, transmitindo seus impulsos. Se fica a desejar, o raciocínio e o humor sofrem consequências. Músculos – O mecanismo de contração e relaxamento depende do volume hídrico nas fibras musculares. Se elas ficarem murchas, vai-se embora o vigor. Isso é, falta força para correr, exercitar, erguer pesos e também para bater bem o músculo cardíaco. Rins - Beber muita água é ótima estratégia para prevenir cálculos renais. Quanto maior fluidez do líquido, menor probabilidade de a urina concentrar partículas sólidas que, agrupadas, dão origem a pedras. Intestino – Garantir a cota diária de água dá um empurrão no trânsito intestinal e evita a prisão de ventre. O bolo fecal fica menos pastoso e estimula os movimentos peristálticos. Pulmões – Os alvéolos precisam estar bem hidratados para que a difusão do oxigênio aconteça da melhor maneira. Uma boa umidade nas vias aéreas reduz o risco de infecções pulmonares. Circulação – Um volume satisfatório de água, viajando pelos vasos, garante que todo o organismo seja irrigado e bem nutrido de sangue. A

desidratação torna o líquido viscoso e favorece a queda da pressão arterial, ameaçando vários órgãos. Todos os dias o organismo perde muita água. Uma pessoa normal perde, na urina, 1,2 ml de água; na transpiração, 400ml; na respiração, 400ml; nas fezes, 200ml. Por isso, é preciso repor todos os dias. E aí a pergunta inevitável: quanto é a necessidade diária de água para conquistar saúde? Os estudiosos sugerem que a ingestão seja proporcional ao gasto calórico. Se você dispende 2000 calorias diárias, deverá tomar, no mínimo, 2 litros de água. Mas a quantidade varia de acordo com as exigências dos dia. Mas, lembre-se, quem pratica muito exercício necessita de hidratação extra. É bom lembrar que pessoas idosas perdem o mecanismo do alerta da sede, por falta de hábito, tempo e, às vezes, paralisação. Procure enquadrar água, sucos, etc. para eles. Não deixe seu organismo ficar carente de água. Quanto mais, melhor. Mas, lembre-se: procure orientação de um especialista de saúde. E que tal preservar as nascentes de água.

LÚCIA GIAROLA

O Magnificat nos dias de hoje...

Imagino... Em um Bairro qualquer da periferia, bem lá nas pontas, onde as ruas se acabam e as casas perdem a estética para dar lugar à função única do abrigo, e as crianças se juntam na rua de terra para brincar com bola de meia ou amarelinha marcada com riscos no chão, quando não conseguem vislumbrar esperanças de futuro, e a graça, é a vivencia do dia. Numa manhã como todas as outras, ao trancar com a corrente, o portãozinho de madeira da saída da casa para o trabalho, Maria encontrase inesperadamente com o líder comunitário, que lhe anuncia a possibilidade de ela vir a ser indicada para representar o Bairro na próxima eleição da Associação de Moradores. De imediato, responde que, apesar do trabalho de 7 às 5, da Faculdade, e dos outros afazeres coloca-se à disposição, em nome da dignidade do seu povo e das necessidades das famílias que conhece tão bem; e, tão rápido quanto a reposta do aceite, pede que a comunidade se reúna à noite para uma conversa, já que considerava de grande responsabilidade o seu sim. Imagino... O dia de Maria, na Fábrica de Costura, com os minutos contados para o almoço, a higiene, o lanche da tarde, a ligação para a amiga, justificando a falta na aula naquela

noite, por causa da reunião comunitária. Imagino... As pessoas chegando e trocando prosa na porta do barracão, só Maria que não chega... Demora. Atravessa a rua de terra com pressa e se desculpa. O ônibus que teve que tomar para chegar a tempo, se atrasou. As conversas continuam, e o líder por n o m e G a b r i e l coloca a proposta de Maria p o d e r participar c o m o candidata a Presidente do Bairro, com o propósito de ajudar a q u e l a s famílias nos s e u s sonhos de liberdade, dignidade e vida. As crianças batem palmas. Algumas pessoas reforçam a fala de Gabriel. Outros cochicham. Imagino... A fala de Maria... “Eu sou agradecida a Deus pela oportunidade

que estou tendo. Agradeço também porque todos aqui confiaram em mim, para representar os moradores, mesmo sabendo que não sou rica. Eu acredito na força e misericórdia de Deus, que vai me ajudar a conduzir tudo o que for preciso, e os que vierem depois, podem continuar o que eu fizer, se for bom, pois disso ninguém esquece. Deus é quem me dará força, pois ele sabe quem é justo e fortalece os pobres como nós, e um dia, mais, cedo ou mais tarde, derruba os poderosos dos seus tronos. E o que for justo vai permanecer. Então, eu peço a Deus forças para encher os pratos das crianças que passam fome no nosso Bairro, e que os ricos saibam repartir... Muito obrigada a todos, e todas!” Posso estar equivocada... Mas acredito, lá no fundo do meu coração, que Maria de Nazaré, a jovem mãe de Jesus, o Salvador... Era assim! Como muitas Marias que conheço. E que embora não tenham sido visitadas por nenhum anjo, nem sido mães em semelhantes condições, causam profundas mudanças e professam o “Magnificat” todos os dias...

MARIA VITÓRIA RAMOS


07

Maio de 2014

DIZIMISTAS

ADILSON DE OLIVEIRA ADRIANA AP. DE OLIVEIRA SANTOS AFONSO DE SOUZA AFRANIO SALATIEL DE PAULA AGNALDO DONIZETE ALVES AIRTON ALVES ALESSANDRA ALVES VIEIRA ALESSANDRO DOS SANTOS DE OLIVEIRA ALESSANDRO RESENDE PIERONI ALEXANDRE DIEGO MENDONCA ALOYSIO PARREIRA ALTAMIRO PIRES ANA DA CUNHA FERREIRA ANA ELISA PEREIRA VAZ ANA KELLY FONSECA ANA MARIA DE CASTRO OLIVEIRA ANA PAULA MACHADO ANA ROSA DE ALMEIDA ANA ROSA DE SOUZA DINIZ ANAMARIA PALHARES ARANTES ANDREZA ALVES FERREIRA ANGELA MARIA DA SILVA DINIZ ANGELA MARIA VILANO ANGELINA VILANO FERREIRA ANILSON RODRIGUES DA SILVA ANNA LUIZA SILVA MEDEIROS ANTONIO DINIZ DIAS SOBRINHO ANTONIO DONIZETE DA SILVA ANTONIO GIANASI ANTONIO PINHEIRO ANTONIO VIRGILIO ALEXANDRE APARECIDA DE CASTRO SILVEIRA APARECIDA NASCIMENTO SILVA APARECIDA ROSA OLIVEIRA APARECIDA ROSA TRISTAO SILVA ARI FRANCISCO DE ALMEIDA ARILAINE DA SILVA RODRIGUES ARISTOCLINA DE OLIVEIRA TEIXEIRA ARLENIO GARCIA NOGUEIRA ARMANDO SYDNEI DE MENESES ARNALDO CRUZ BARBARA MARIA DA SILVA BERNARDO NOGUEIRA PIERONI CAMILA NAYARA CUNHA SILVA CARLA MARIA NASCIMENTO PERCILIANO CARLA TEREZA LIMA GUIMARAES FARNESE CARLOS ALBERTO RAMOS CARLOS EDUARDO FERREIRA CARLOS GERALDO DE SOUZA CARLOS ROBERTO DE MELO CARMEM ALVES SILVA CARMEM EFIGENIA DE OLIVEIRA CARMEM MIZERANI BARBOSA CELESTE BITTENCOURT REIS CELESTE VIDIGAL DE CARVALHO CELI REGINA DE ARAUJO LOPES CELIA GERALDA ALMEIDA CELINA APARECIDA PINHEIRO VIEIRA CELIO FRANCISCO DE ASSIS CESARIO JOSE DOS SANTOS CLAUDIA MARIA RIBEIRO CLAUDIA SANTOS SOARES SILVA CLAUDIO OLIVEIRA DOS SANTOS CLEBER LUCIO MENDONCA CLEIDE ISABEL MENEZES ROSA CLENI DO CARMO SILVA CLEONIR JOSE DE MOURA CLERIO JOSE DE MENDONCA CONCEICAO APARECIDA ALVES DAMARES MARIA COUTO SA DANIEL PINHEIRO DANIEL SINCERO DA SILVA DANIELA ALVES RIBEIRO DANIELA APARECIDA NUNES DANIELA FATIMA SILVA MOURA DAVID LOPES DA CUNHA DEIDE APARECIDA SILVA DEUSDETE CUNHA FELIX DILCELIO FRANCISCO DE ASSIS DONEZIO JOSE DA SILVA DOUGLAS FABIANO DA SILVEIRA DULCE FERNANDES DULCIMAR ANDREIA SILVA EDER HENRIQUE OLIVEIRA COSTA EDGAR DE SOUZA PEREIRA EDIMAR DOS REIS DE OLIVEIRA EDSON CASTILHO ALMEIDA EDSON DE FARIA CARDOSOS EDUARDO APARECIDO CASSIANO EDUARDO DE JESUS DE FARIA EDUARDO FELIX DE OLIVEIRA EDVALDO VITAL DOS SANTOS EFIGENIA LOPES RAIMUNDO ELISANIA FRANCISCA OLIVEIRA DUARTE ELIZABETH ALVES GOMES ELIZABETH MARIA DE SOUZA ELZA GOMES DA SILVA ELZA ROSA LEAL ENILSON FRANCINO DE OLIVEIRA ERINEA RODRIGUES FLORENCIO ESMERALDA MARIA DA SILVA EUNICE MARIA NASCIMENTO EVELIN LARA DO NASCIMENTO OLIVEIRA FABIANA AMELIA DO PRADO SILVEIRA FABIANA CRISTINA DA SILVA MELO FABIANE FONSECA CAMPOS FABIANO MOURA FERNANDES FELICIA OHANA BORGES SILVA FELLIPE PINHEIRO FERNANDO JOSE DA SILVA FLAVIANA APARECIDA DE CASTRO FLAVIO ALEXANDRE PEREIRA DINIZ FLORACY SIEIRO DOS REIS FRANCISCO FERREIRA DA SILVA GASPARINA RIBEIRO GENI BELO PARREIRA GENY FERNANDES RODRIGUES GERALDO ALEXANDRE CASTRO FONSECA GERALDO ANDRE CIZIMBRA DE OLIVEIRA GERALDO CESAR NUNES GERALDO DONIZETE ELIAS GERALDO FRANCISCO DE ASSIS GERALDO MAGELA DA SILVA GERALDO MAGELA LEAL GERALDO MAGELA LEAL GERALDO PAUTILHO DA SILVA GERALDO R.SOBRINHO E BERNARDINA M. GILBERTO LOPES DA SILVA GILBERTO LUIZ DA SILVA GILBERTO MORAIS PARREIRA

ANIVERSARIANTES DE

GRAZIELY CRISTINE NASCIMENTO GUSTAVO MONTSSERRAT HADAILTON GERALDO SILVA HELANE ARANTES RODRIGUES MARCAL HELENA CAMILA FONSECA SOUZA HELENA MARIA DA SILVA HELIA GONCALVES HOSTALACIO HELIO CLAUDINO HELIO FERNANDO DA SILVA HELIO GONCALVES DA SILVEIRA HUMBERTO JOSE DOS SANTOS ILMARA ANTONIA CAETANO DO COUTO INE FONSECA PEREIRA IRACI DE SOUZA IRLEN MARA DE OLIVEIRA IRMA LOURENCA ISABEL APARECIDA ALVES PEREIRA ISABEL CRISTINA PIRES ISABEL DE FATIMA SILVA ISABEL MARIA DE ALMEIDA ISAMAL MARIA LIMA DOS SANTOS ISMAEL JOSE ALVES PACHECO IVO BRITO BORGES IZAURA DA SILVA MELO JANAINA LAURA TEODORO JANINE APARECIDA DA SILVA JANIR DE MOURA JAQUELINE APARECIDA NUNES JAQUELINE MARIA BISPO JESIANE DE OLIVEIRA JESUS MENDES JOAO FRANCISCO RAMOS JOAO GERALDO NASCIMENTO JOAO HIGINO DE CARVALHO JOAO JOSE DE FARIA JOAO VITOR CUNHA SILVA JOAQUIM GERMANO JOAQUIM MESSIAS DA SILVA JOCELI FRANCISCO CASSULLE JOSE ANTONIO DA SILVA JOSE ANTONIO DA SILVA FILHO JOSE BERNARDINO DE OLIVEIRA JOSE FURTADO DE MIRANDA FILHO JOSE JOAQUIM PEREIRA JOSE MARIA DA CUNHA JOSE MARIA REY CANUTO JOSE MIZAEL DE MENDONCA JOSE NASCIMENTO DOS ANJOS JOSE ORLANDO PINHEIRO JOSE PEREIRA JOSE PINHEIRO JOSEMAR REIS DE OLIVEIRA JULIA MARIA MENDONCA JULIANA CAETANO JULIANA MARIA DA SILVA JUSSARA APARECIDA SILVA BASILIO JUSSARA SILVA VALADAO KASSIO ANDRADE COSTA KATIA ALMEIDA FERNANDES KATIA SIRLENE FERREIRA KLEYTON EDVAR SOUTO LAILA SILVA MARINHO OLIVEIRA LARA MENDONCA VIEIRA LAURENTINA ALVES CORDEIRO LAURIZE GOULART LAVINIA VIEIRA CUNHA LEANDRO GERALDO DE MELO LEONARDO PULHEZ DE CASTRO LEONICE MARIA DA SILVA LEONICE MARIA DA SILVA LEVILA CANDIDA CHAGAS LINO ANTONIO GOMES LORENA DUARTE VAZ LORRAYNE BRUNELLY TRINDADE MARIANA LOURDES CARVALHO FARIA LUCAS LIMA DAVI LUIS EDUARDO DE ASSIS MOURA LUIZ ALBERTO BRAGA RODARTE LUIZA MARIA GOMES RIBEIRO MADALENA SILVA TELES MANOEL ALVES CUNHA MARCELO BENTO ARANTES MARCIEL DA SILVA MARCO TULIO SILVA VELOSO MARCONI DA COSTA SILVA MARCUS VINICIUS PASSOS DA SILVA G. MARDEY HIGINO PEREIRA MARGARIDA AMELIA DE ALMEIDA MARGARIDA RODRIGUES COSTA MARIA ALICE MESQUITA MARIA AMELIA DE MELO MARIA AMELIA MENDONCA MARIA APARECIDA D. SILVA MARIA APARECIDA DA MOTA MARIA APARECIDA DE CASTRO MARIA APARECIDA DE CASTRO MARIA APARECIDA FERREIRA LOURENCO MARIA APARECIDA FONSECA DA SILVA MARIA APARECIDA LEANDRO MARIA APARECIDA MACHADO DOS SANTOS MARIA APARECIDA MORAES DA SILVA MARIA APARECIDA RANGEL CANDIDA MARIA APARECIDA RODRIGUES MARIA APARECIDA SILVA MARIA APARECIDA SIMOES MARIA CLEMENTINA DE JESUS MARIA DA CONCEICAO FRADE MARIA DA GLORIA RODRIGUES MARIA DAS DORES MARIA DAS GRACAS CARVALHO MARIA DAS GRACAS GUIMARAES MARIA DAS GRACAS SILVA MARIA DE FATIMA PINTO MARIA DE FATIMA SILVA MARIA DE FATIMA SILVA VILANO MARIA DE LOURDES COUTO CORREA MARIA DE LOURDES SOUZA MARIA DE PAULA FERNANDES MARIA DE SOUZA CARRILHO MARIA DIZONINA SILVA DE AZEVEDO MARIA DO CARMO ALVES MARIA DO CARMO DA SILVA MARIA DO CARMO MOREIRA MARIA DO CARMO PEREIRA COSTA MARIA DO ROSARIO VIANA TEIXEIRA MARIA FATIMA DE MENEZES MARIA FRANCISCA MARIA FRANCISCA RODRIGUES MARIA GORETE ARANTES MARIA GORETTI COSTA ALVARENGA MARIA HELENA DE LIMA MARIA HELENA TEIXEIRA PARREIRA MARIA LUCIA BRITO RIBEIRO

MAIO

MARIA LUZIA DA SILVA MARIA MADALENA DE ALMEIDA MARIA MERCES DA SILVA MARIA NIVEA DA COSTA MARIA ONYR DE SOUZA E SILVA MARIA RIBEIRO DE MENDONCA MARIA SALOME SILVA MARIA SOCORRO SOUSA DE OLIVEIRA MARIA SUELBA LIMA CUNHA MARIA SUELI ROSA VALADAO MARIA ZENIR SOUSA CAETANO MARIO JOSE PINHEIRO MARISA DE FATIMA DA SILVA MARLENE COSTA SIMOES MARLENE DE OLIVEIRA MAGELA MARLI CONCEICAO DE SOUZA MARLICE DE FATIMA FERREIRA SILVA MARLUCE FERNANDES FERREIRA MARLUCIA NUNES GONDIM MARTA REIS DOS SANTOS MAURICIO DE PAULA FONSECA MAYSA JOSIANE PIRES LAUDARES MEG NAIR DE SOUZA SILVA MICHEL AMIM DA COSTA MICHELLY CRISTINA SILVA ARRUDA MIRACEMA FERNANDES SIQUEIRA MOACIR FONSECA CUNHA MOISES PAULO SOUZA LEAO MORGANA LUIZA DE SOUZA FRADE NANCI BRANDAO NAZARE APARECIDA DE SOUZA NEIDA MARIA SILVA NEIDE APARECIDA MALAQUIAS ATANAZIO NEURIVALDO MONTSERRAT NEUSA MARIA SILVA E DIVINO NEUSA MONTSSERRAT MACEDO NEUZA DAVID DE SOUZA NEWTON FERNANDES E FILHOS NILZA DOS SANTOS FONSECA NIRLEI ATANASIA DOS SANTOS NIVALDO MIGUEL DE OLIVEIRA NORMA DE CARVALHO ROCHA OCILENE APARECIDA ALVES ODILON ANTONIO DO COUTO OLANDINA MARIA DE MELO OLEMAR JOSE DA SILVA OLIVIA ALVES VAZ ONILDA DAMACENO PATRICIA FATIMA DE MELO PATRICIA NASCIMENTO BAMBIRRA PATRICIA REIS DE OLIVEIRA GONCALVES PAULO HENRIQUE OLIVEIRA SANTOS PAULO JOSE FRADE PAULO MARIA ALEXANDRE PAULO SILVA PEDRO HENRIQUE DA COSTA PETRONIO LOPES GUIMARAES CAMARGO POLIANA BARBOSA MENDONCA RAUL JOSE SILVA REGIANE CARLA ARANTES REGINA VERA DE CASTRO GAMBOGGI REJANE APARECIDA MELO ASSUNCAO RENATA CECILIA SILVA RENATA FERREIRA COSTA RENATO ANTONIO PEREIRA JUNIOR RENILDA DE OLIVEIRA SILVA ALVES ROBERTO CARLOS SILVA ROMILDA SOARES MAIA ROSANA PATRICIA RODRIGUES LOPES ROSANGELA MARIA DE CASTRO ROSANGELA PATRICIO ARANTES ROSELI APARECIDA VELOSO LIMA ROSEMARY ADALGISA MARTINS SILVA ROSEMEIRE MARIA DOS SANTOS ROSENY FAUSTINO NOGUEIRA RUBENS PAIVA CARDOSO RUBENS PAIVA CARDOSO RUTH GOMES CABRAL SANDRA MARA LASMAR SANDRA ORICIO SAULO RODRIGUES CASTRO SEBASTIAO DE SOUZA SEBASTIAO EMERENCIANO DA SILVA SEBASTIAO HERCULANO ROSA SEBASTIAO JOSE RIBEIRO DA SILVA SEBASTIAO MENDONCA DA SILVA SELMO REIS DE CASTRO SERGIO ALEXANDRE DE FARIA SERGIO CUNHA SILVIA REGINA LARA AMARAL SILVIO FRANCISCO DE MENEZES SILVIO PINHEIRO COSTA SIMONE APARECIDA NASCIMENTO SILVA SIRLEI PEREIRA SIRLEY RODRIGUES NUNES DAMACENO SOLANGE RANGEL RODRIGUES SONIA A PACHECO SILVA SONIA MARIA DO PRADO ANDRADE SUDARIA VIEIRA DA SILVA TERESINHA EDNA OLIVEIRA COUTO TEREZINHA MARIA DE SOUZA TEREZINHA ROCHA DO COUTO THAIS SILVA ARAUJO THAIS VELOSO ARANTES MARTINS THAMIRES APARECIDA DE SOUSA SILVA THIAGO AUGUSTO R. ASSIS TIAGO ARAUJO UMBELINA SOUZA DE PAULA VALDILENE TEREZINHA NUNES VALDIVINO DA SILVA VALMIR ALVES ROSA VANDER LEMOS TAVARES VERA LUCIA FARIA SILVA VILMA DAS GRACAS ROSA VILMA EUSTAQUIA ROSA VILMA MARIA PEREIRA VITORIA ALVES RIBEIRO VITORIA APARECIDA GONCALVES VIVIANE APARECIDA COUTO SILVA WALISSON LIEBER CARVALHO WALTER ADRIANO ALVIM DE FREITAS WANDER GARCIA WELLINGTON LUIS COSTA FARIA WELTON TEODORO DE MELO WESTER J. A. BELO WILLIAM DE FREITAS CARVALHO WILSON JOSE DA SILVA ZENAIDE OLIVEIRA SANTOS ZILDA NOGUEIRA

É bom lembrar!!! Data

01

Q

02 03 04 05

S S D S

06 07 08 09

T Q Q S

10 11 12 13 14 15 16

S D S T Q Q S

17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

S D S T Q Q S S D S T Q Q S S

Agenda Paroquial de Maio

Hora

Atividade

Local

Dia do Trabalho Tríduo da festa de São Vicente (30/04 a 02/05) Festa de São Vicente - casa Sr Américo (02/05 a 08/05 Período 2a. Reunião da Catequese com os Pais (05 a 09/05) Festa de Sto Expedito 2a. casa (05 a 09/05)

Festa Festa Festa Festa Festa

de de de de de

Sto São Sto Sto Sto

Expedito Vicente - casa Sr Wantuil (09/05 a 16/05) Expedito Expedito Expedito 3a. casa (12 a 16/05)

Festa Festa Festa Festa

de de de de

São Sto Sto Sto

Vicente - casa Sra Marilene (16/05 a Expedito Expedito Expedito

23/05)

Matriz

Santo Expedito Santo Expedito Santo Expedito

Santo Expedito Santo Expedito Santo Expedito

Festa de São Vicente - casa Sr Luiz Gustavo (23/05 a 30/05) Festa de Sto Expedito Início da Festa de S. Antônio

Santo Expedito

Festa de São Vicente - casa Sr Rosemberg (30/05 a 06/06)

Visite o site de nossa Paróquia! www.paroquiasaovicenteferrer.com.br Assista o Programa Fala Sério! Na TV Oeste todas os Sábados às 13h com reprise no Domingo às 11h e Quarta-feira às 21h30

Nossos patrocinadores: Transportes de passageiros, cargas, encomendas e turismo Formiga São Paulo B.Horizonte Campo Belo

Minas Comercial Materiais de Construção R u a : Av. G u i o m a r G a r c i a N e t o, 2 0 5 , C e n t r o Fone: 3322-2960

Vista-se bem...para ser bem visto

R. Barão de Piunhi, 53- Formiga Fone: 3322-1308 - Fax: 3322-1843

CASA 505 Temos o presente que você procura pelo preço que você deseja. Fone: 3321-2877


RETIRO

COM OS

COORDENADORES

DESPEDIDA

DE

DE

CATEQUESE

DA

DIOCESE - PIUMHI MG

DOM ANTÔNIO CARLOS FÉLIX

SHOW

COM

EROS BIONDINI

DE

FORMIGA


05/05 Preparar: Bíblia aberta, velas acesas, Imagem de Maria e o terço. ACOLHIDA Anim.: Amigos e amigas, sejam todos bem-vindos ao nosso encontro, no qual queremos honrar a nossa querida mãe do céu. Nela temos um modelo no qual podemos nos espelhar. Iniciemos o nosso momento de oração. T.: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém. MOMENTO DE PERDÃO Anim.: Deus coloca Maria diante de nós, como modelo a ser seguido. Nós, muitas vezes, preferimos os modelos que o mundo, a sociedade e os meios de comunicação social nos apresentam. Por isso, com humildade, a cada expressão, digamos juntos: T.: Perdoai-nos e tornai-nos como Maria. L1: Maria é modelo de oração. Pelas vezes que rezamos mal e deixamos de rezar em nossa família, nos grupos e na comunidade: L2: Maria é modelo de fidelidade à Palavra de Deus. Pelas vezes que manifestamos pouco interesse em conhecer e praticar a Palavra de Deus: L1: Maria é modelo de serviço e doação. Pelas vezes que somos insensíveis ao sofrimento do próximo e só pensamos em nós: Anim.: Deus, fonte de todo amor e misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos acolha em teu Reino. T.: Amém! PALAVRA DE DEUS Anim.: Vamos acompanhar, agora, uma passagem da vida de Maria e, em seguida, refletiremos juntos sobre as implicações para a nossa vida diária. L1: Naquele tempo, Maria levantouse...

Feliz és tu T.: Feliz és tu que levantas e acreditas que podes fazer o mundo ser um pouco melhor, com teu esforço e com teu trabalho. L2: ...e foi às pressas à montanha. T.: Feliz és tu que te apressas para ajudar um irmão mais necessitado e acreditas que, se tu não o fizeres, ninguém o fará por ti. L1: Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. T.: Feliz és tu que visitas, levando tua palavra amiga a um lar ou a um coração que precisa de um gesto gratuito de amor. L2: Quando Isabel, grávida de seis meses, ouviu a saudação de Maria, a criança estremeceu em seu ventre. T.: Feliz és tu que acreditas que uma criança, um filho, é o maior investimento no banco da vida. L1: Isabel ficou cheia do Espírito Santo. T.: Feliz és tu que abres teu coração para que o Espírito de Deus possa ali construir seu mundo de justiça, de perdão e de paz. L2: Bendita és tu entre as mulheres... T.: Feliz és tu que acreditas que a dignidade não passou da moda, mas que continua sendo o grande ornamento das mulheres. L1: ...e bendito é o fruto do teu ventre. T.: Feliz és tu que saúdas com alegria o ventre dilatado de uma mulher e acreditas que todos que nascem são sinal de que Deus não perdeu a esperança nas pessoas. L2: Como pode ser que a mãe de

meu Senhor venha até mim? T.: Feliz és tu que não te julgas grande demais para servir e pequeno demais para pedir. L1: Mal a tua saudação ressoou em meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria em meu ventre. T.: Feliz és tu que sabes parar para ouvir a saudação de um amigo, um coração em pranto, um grito por justiça, um canto de esperança, uma palavra de fé e de perdão. L2: Feliz és tu que acreditaste que se cumpria tudo o que te foi dito da parte do Senhor. T.: Feliz és tu que acreditas na vida, nas pessoas, na bondade de Deus que caminha conosco, em todos os momentos, em todas as situações. Momento de Reflexão 1. Que lugar Maria ocupa em nossa vida de cristãos? 2. De que forma seu exemplo ajuda nossa caminhada cristã? PRECES A n i m . : R e z e m o s juntos a Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe, para que nos ajude a seguirmos seu exemplo e tenhamos a força de dizermos, como Ela, o nosso SIM. E a c a d a invocação, i r e m o s responder: AMÉM. L1: Maria, Mãe do amor, ajuda-nos a amar e viver o amor.

T: Amém L2: Maria, Mãe da esperança, ajuda-nos a viver e ser esperança para os que encontramos. L1: Maria, Mãe da justiça, livra-nos da tendência de julgar e ajuda-nos a encarnar a justiça em nosso mundo. L2: Maria, Mãe do silêncio, ensinanos que o silêncio é a terra fecunda em que a Palavra pode nos renovar e transformar. L1: Maria, Mãe da verdade, ensinanos a sermos verdadeiros, transparentes e libertos da hipocrisia e da mentira. L2: Maria, mãe da vida, livra-nos da morte do pecado, do egoísmo, e ressuscita-nos para a vida plena. Anim.: Maria, que sempre rezava com seu filho Jesus, hoje nos convida a rezarmos juntos a linda oração que Ele nos ensinou. T.: Pai Nosso... Canto final: a escolher


Maio de 2014

12/05

E-2

Maria: Alegria em Deus libertador!

Preparar: Bíblia aberta, velas acesas, Imagem de Maria e o terço. ACOLHIDA Anim.: Cantemos, irmãos, um canto que brote da terra e cresça no coração! Um canto de paz, de profecia e de esperança, como o canto de Maria, lá em Judá. Em nome do Pai, † do Filho e do Espírito Santo. T.: Bendita seja Maria, que cantou a profecia da plena esperança, na casa de Isabel!

resplandecer sobre o mundo por nos trazer Jesus, o Libertador. Ele fugiu dos palácios e acolheu o pecador, faminto, o sem-pão, o sem-terra, o sem-casa, e estendeu a mão para o doente e o oprimido libertar.

T.: Maria, clamamos a vós! L1: Libertai-nos de toda a escravidão. A paz seja nossa missão.

L2: Maria, nós não perdemos a esperança e confiamos em que, um dia, a justiça triunfará. Vosso Magnificat é o começo da certeza das bem-aventuranças que Jesus proclamará no alto da montanha: “Os que têm sede e fome de justiça serão saciados”.

T.: Junto com Maria, a Mãe do Libertador, faremos o possível para abrandar toda a dor! Anim.: Unidos pela fé, na construção da história, de mãos dadas e erguidas em prece, sentiremos que a força do amor é como uma flor: desarma canhões, liberta soberbos, exalta humildes e vence barreiras construídas no desamor.

T.: Os sedentos das coisas de Deus, como Maria e Isabel, um dia verão a justiça triunfar, derrubando injustos e poderosos de seus tronos frágeis e mentirosos!

T.: O canto de Maria, na casa de Isabel, será nosso guia na terra até chegarmos ao céu!

T.: Os pobres do Reino são como vós, ó Maria, plenos de Deus, cheios de vida! L2: A riqueza do amor é a pobreza dos humildes e a fraqueza dos fortes. Não há riqueza que a traça não corroa e a ferrugem não destrua, se faltar a humildade, se falta o amor. De vós, ó Maria, só aprendemos que o maior exemplo é a vida doada, sem reservas e com alegria. T.: O Deus libertador não aprova/ a ganância e o rancor, e derruba de seus tronos o orgulhoso e o opressor! L1: A face divina resplandeceu de beleza sobre Maria e a fez

L2: Maria, quantos irmãos e irmãs estão sofrendo em nossos dias! Quantas atitudes que nada constroem e ferem a vida! Há irmãos aflitos por causa da dor provocada pelos gananciosos, injustos, interesseiros do mundo, para quem não importa a vida dos irmãos! T.: Os aflitos serão consolados porque o Senhor não aprova a aflição provocada por nossas mãos!

Anim.: De todos os cantos e recantos da terra, há um sussurro dos aflitos que não têm nem mesa, nem pão, e que esperam que, um dia ,alguém lhes dê a mão e os ajude a alcançar a libertação.

CONTEMPLANDO MARIA L1: Ó Maria, rosa bendita do céu na terra, que embelezais cada dia de nossa vida com vosso sim, mostrai-nos quanto é grande o coração vazio de si, para que só Deus tenha nele seu lugar.

amor ocupe seu lugar e nos transborde de vida!

T.: É Jesus, nosso Caminho e Salvação, que está ao alcance de nossas mãos,/ para quem o quiser tocar! SÚPLICA A MARIA Anim.: Maria, convosco aprendemos a contemplar o rosto de Cristo, e seu ensinamento se tornou tão familiar a vós que o guardastes em vosso coração. Queremos aprender de vosso jeito, mas para que isso se realize, precisamos de vossa ajuda e inspiração. T.: Supliquemos a Maria que nos socorra nas agonias e nos acalente em seu amor! L1: Ó Virgem, Mãe santa e fiel. Firmai entre nós a justiça. T.: Maria, clamamos a vós! L1: Ó Virgem de olhar tão sereno. Protegei os pobres e os pequenos. Livrai-nos da ganância e opressão.

T.: Maria, clamamos a vós! Anim.: Senhor, nosso Deus, manifestamos nossa confiança em vós, pedindo à Mãe de vosso Filho Jesus que junto de Vós interceda por nós. Que nossas súplicas sejam de vosso agrado. Socorrei-nos em nossas necessidades. Por Cristo, nosso Senhor. T.: Amém! PALAVRA DE DEUS L3.: Leitura do Evangelho: Lc 1,46-55 (ler diretamente na Bíblia) COMPROMISSO CRISTÃO Anim.: Maria, fostes à casa de Isabel como verdadeira missionária, pois levastes o próprio Jesus em vosso seio e coração. Cantastes o Magnificat, que é o projeto de Deus, a felicidade para nossa humanidade. T.: São felizes os que se apresentam diante de Deus de mãos vazias, sem orgulho, sem desejo de poder, para que o

Anim.: Maria, vosso Filho Jesus anunciou que os misericordiosos alcançarão misericórdia. Libertainos do peso da opressão provocada pelos egoístas; sejam rompidas as correntes dos que atentam contra a vida! T.: A Igreja anuncie, com ardor missionário, que o mundo não tem futuro, se vai contra o jeito de Deus! E o que esperamos na luta, um dia vai triunfar! POR MARIA A JESUS Anim.: Mãe amada, não queremos que nosso coração seja condenado à esterilidade, mas seja fecundo de bondade. Ouvimos vosso Magnificat cantando com alegria, ele traz a luz do dia em que veremos a verdade de Jesus triunfar. T.: Mãe de nosso Redentor, mudai nossas atitudes para que chegue depressa a verdade de vosso Filho Libertador! Anim.: E, para finalizar, vamos rezar uma dezena do terço, pedindo que a nossa comunidade se abra para acolher este Deus Presente, assim, como Maria. Canto Final


Maio de 2014

E-3

Maria: Alegria da entrega e da fidelidade a Deus 19/05 Preparar: Bíblia aberta, velas acesas, Imagem de Maria e o terço. ACOLHIDA Anim.: Maria, sois a fiel companheira de Deus. A verdade de Cristo ressoou em vossa existência e fostes a criatura mais fiel ao projeto divino. De vossa fidelidade veio a salvação da humanidade. Em nome do Pai, † do Filho e do Espírito Santo. T.: Vossa fidelidade, ó Virgem bendita, é nossa alegria e felicidade! Anim.: Senhora nossa, Deus quis assim, que de vós nascesse o Amor sem fim. Mas é Amor que inquieta porque nos desperta para a fidelidade: o que é de Deus temos de colocar em primeiro lugar. T.: Não há soberbos e presunçosos que suportem a humildade e a verdade da fidelidade! Anim.: Maria, o Pai vos levou tão a sério e tudo se fez conforme sua Palavra. Mas tudo aconteceu porque vos fizestes serva e do amor fostes servidora. Na face da terra é impossível encontrar outra igual. Fostes a Virgem Santa, pura e fiel. T.: É feliz quem escolhe o amor de Deus: viverá na justiça e na verdade/ e se tornará uma fortaleza! CONTEMPLANDO MARIA L1: Maria, ouvistes a mensagem do céu e a acolhestes em atitude servidora, pois alimentastes, no silêncio de vossa existência, a esperança da Boa Nova. Ela é a verdade perigosa para quem está longe de Deus. T.: No silêncio, ó Maria, alimentastes a fidelidade ao Deus de Israel! L2: Os céus se rejubilam, ó Mãe

de Deus, pela fidelidade de tantos homens e tantas mulheres que tudo fazem para amenizar a dor cruel provocada pelos cartéis das drogas, gerando vítimas inocentes! Sofrimento gerado pela corrupção dos grandes da sociedade e dos gananciosos que tudo querem para si! Os soberbos de hoje serão um dia derrubados de seus tronos. T.: Em vós, Maria, nasceu a força dos humildes, que vencerá a enganosa força dos “exércitos” frágeis dos corruptos, injustos e gananciosos! L1: Bem sabemos, ó Maria, que, unidos na Comunidade, teremos a força da profecia que anunciará a luz da verdade, clara como a luz do dia. E, de mãos dadas, na força da união, venceremos qualquer divisão para tornar o mundo mais irmão! T.: Venha sobre vosso povo, ó Maria, o espírito de fortaleza, de amor e de sabedoria! SÚPLICA A MARIA Anim.: Maria, muitas vezes, a dor pesa sobre o povo mais pobre e sofrido. Há indignos nos tronos que não conhecem as angústias de um povo. É triste, ó Mãe, ver filhos de Deus sem ter o que comer ou casa para morar. Corta o coração ver a criança gritar: “Mamãe, estou com fome”, e ela nada ter para oferecer. Ajudai-nos hoje a fazer acontecer vosso Magnificat! T.: Mãe, ouvi o grito de vosso povo que suplica por misericórdia, por um pouco de paz, de vida e de pão! L1: Guardai e protegei vosso povo.

toda a escravidão. T.: Maria, clamamos a vós! L1: Protegei os jovens e as crianças. Das famílias sede a defensora. T.: Maria, clamamos a vós! Anim.: Ó Deus, vós vos alegrais com a prática da justiça, da solidariedade e do bem. Sabemos, Senhor Deus, que, vivendo na fidelidade a vós, descobriremos a alegria de praticar a verdade e a justiça. Despertai-nos para trilhar os caminhos de vosso Reino! Por Cristo, nosso Senhor. T.: Amém! PALAVRA DE DEUS Anim.: Maria, carregastes vosso Menino em vossos braços ternos e maternos. Fostes ao Templo para apresentá-lo ao Senhor. Vós participáveis da ação salvadora de Deus. Simeão se alegra ao tomar em seus braços o Salvador da humanidade, um Menino tenro, Filho de Deus, humilde e sereno. T.: Maria e José ofereceram, com alegria, o que de Deus viera, para se cumprir toda a profecia! L3.: Leitura do Evangelho: Lc 2,2135 (ler diretamente na Bíblia) COMPROMISSO CRISTÃO Anim.: Senhor Deus, vossa filha, Maria, deu-nos o exemplo

Maria, clamamos a vós!

T.: de sermos doadores de vida!

L1: Guardai vossas filhos na paz. Da graça divina transbordai-nos. Libertai-nos de

L1: Vós colocastes diante de nossos olhos o jeito certo de viver.

T.: É o Evangelho, o livro da vida e da redenção! L2: Ele está ao alcance de nossas mãos. T.: Queremos que atinja nosso coração para vivermos na fidelidade! Anim.: Senhor Jesus, que incorporastes na Comunidade e na sociedade os pobres, os pecadores, os doentes e excluídos, T.: despertai nossa atenção aos oprimidos de hoje para que, na união, alcancem a libertação! Anim.: Maria, que sempre rezava com seu filho Jesus, hoje nos convida a rezarmos juntos a linda oração que Ele nos ensinou. T.: Pai Nosso... Canto final: a escolher


Maio de 2014

E-4

Maria: Alegria de ser discípulo-missionário de 26/05 Deus

Preparar: Bíblia aberta, velas acesas, Imagem de Maria e o terço.

certo de viver todos os dias!

ACOLHIDA Anim.: Maria, o Deus que vos amou, ama também as crianças e os jovens, os adultos e idosos, homens e mulheres. Seu amor é mais forte que a morte, como o vento da tempestade, tão intenso como a vida, pois é “louco” o amor de Deus por nós. Em nome do Pai, † do Filho e do Espírito Santo.

L2: Maria, vosso Belo Amor revela a beleza e a alegria que vêm do céu. Tirai nossa miopia de n ã o vislumbrar ao longe, bem no horizonte, a formosura e a brandura d o seguimento de Jesus!

T.: Grande e sem fim é o amor que Deus tem por mim! Amém! Anim.: Mãe de Jesus, vós fostes à casa de Isabel para estar com ela e vos fizestes a mais bela das criaturas que vieram para servir. T.: Vós fostes anunciadora do Evangelho de Jesus que veio para servir! Anim.: Senhora nossa, o mistério acolhedor do DeusAmor, vós o tornastes vivo em vossas atitudes. Sem limites, sem reservas nem condições, vós vos entregastes totalmente ao cumprimento da vontade divina, tornando grande o amor na pequenez de nosso tempo. T.: Maria, por vossa bondade, inspirai nossas atitudes como discípulos de Jesus! CONTEMPLANDO MARIA L1: Como é bom aprender, de vosso jeito sublime, aceitar o que vem de Deus, ó Maria! Fostes discípula de Jesus e guardáveis o que dele aprendíeis em vosso coração. Que bom seria, ó Maria, que tivéssemos a mesma ousadia! T.: Maria, dai-nos a alegria de aprender de Jesus o jeito

Anim.: Ó Deus, como peregrinos nós suplicamos vossa graça misericordiosa para que, despertando-nos para o compromisso missionário, preparemos sem cessar vossa morada entre nós, principalmente na casa dos pobres, dos flagelados pela indiferença humana. Escutainos, vós que nos amastes eternamente em vosso Filho Jesus, que convosco vive e reina para sempre. T.: Amém! PALAVRA DE DEUS Anim.: Senhor, vós nos convocais para vivermos no mistério de comunhão e, em nossa missão de cristãos, arrancarmos do meio do mundo a discriminação que não nos permite viver na união.

T.: Nosso m u n d o quer, de m o d o imediato, a alegria! L1: Senhora e Mãe missionária, q u e respondestes ao chamado do Pai, fazeinos escutar a voz de vosso Jesus! Ele escolheu os doze primeiros e os transformou por seu amor e ensinamento. Despertai-nos, ó Mãe, para o chamado que Ele hoje nos faz! T.: Não pode ficar esquecida, nem deixar de ser ouvida, a voz do Senhor, que nos chama e nos conduz! SÚPLICA A MARIA Anim.: Maria, precisamos de vossa ajuda, vós que estais junto do Pai e de Jesus: ajudainos a fazer da vida uma oblação de amor, sempre disponíveis ao serviço divino no meio de nossa humanidade.

T.: É Maria a força necessária na busca do Senhor e na vida missionária! L3: Leitura do Evangelho: Lc 2,47-52 (ler diretamente na Bíblia)

T.: Fazei-nos missionários na defesa da vida e dos valores do Evangelho e acolhei nossas súplicas, ó Mãe clemente e piedosa, ó doce Virgem Maria! L1: Fazei-nos missionários do Reino. No humilde encontremos Jesus. T.: Maria, clamamos a vós! L1: Guardai no amor os missionários. Inspirai-lhes os gestos e palavras. O Evangelho ilumine os corações. T.: Maria, clamamos a vós!

COMPROMISSO CRISTÃO Anim.: Senhor, unindo-nos na prece e na força da esperança, torna mais viva, mais alegre e mais dinâmica vossa Igreja. Conservai-nos nos caminhos da liberdade verdadeira e da vida vivida com dignidade e corresponsabilidade. T.: Inspirai-nos, ó Mãe, a sermos a Igreja da comunhão, da fraternidade e do amor comprometido com os necessitados! Anim.: E, para finalizar, vamos rezar uma dezena do terço, pedindo para que a nossa comunidade seja sempre disponível à vontade de Deus, assim como Maria. Canto Final


Informativo maio ed 279 2014