Page 1

Ano XVIII - N° 191 - Outubro/2013 - Distribuição Gratuita

Terceira Idade: grupos de

convivência partilhando a fé e a vida

Imgart Schmidt Lilian Martins Ademir Schneider

P

ara a capa do mês de outubro, o Elo Comunitário aproveitou o encontro dos grupos para conversar com a Pastoral da Terceira Idade das comunidades Santa Rita de Cássia e São Miguel Arcanjo. Como funcionam estes grupos? O que fazem? Onde e quando se reúnem? Quais são seus desafios e alegrias? Todas as respostas para estas perguntas fomos buscar para você! O Grupo de Convivência Espírito Jovem foi criado no dia 29 de setembro de 1995, na comunidade Santa Rita de Cássia. Atualmente conta com 38 participantes e é coordenado por Irma Pereira e Zaida Zanetti. O grupo se reúne todas as quartas-feiras, às

14h30min, no salão da comunidade. O Grupo da Melhor Idade com Cristo foi fundado no dia 15 de janeiro de 2000, na comunidade São Miguel Arcanjo. Conta com aproximadamente 15 pessoas que se reúnem no segundo e no quarto sábado de cada mês, às 16h, no salão ou na sala de catequese da comunidade, sob a coordenação de Oneida Almeida de Lima e Leda Noguez. Entre as principais atividades realizadas pelos grupos estão: conversas, brincadeiras de integração, visitas aos doentes, palestras, jogos, chás, retiro, coral, passeios, pequenas peças de teatro, terço da solidariedade, dinâmicas variadas, almoços, confraternização mensal com missa e festa dos aniversariantes do mês, momentos de espiritualidade e baile.

Fazer atividades diferentes, sair de casa, aprender uns com os outros, encontrar amigos, uma forma de participar mais intensamente da comunidade. São alguns motivos que levam tantas pessoas de nossas comunidades a participar de grupos de terceira idade. “É um momento de distração. Partilhamos experiências. Com tudo aprendemos um pouco” destaca Oneida, coordenadora do Grupo da Melhor Idade com Cristo. Em cada integrante é possível ver a felicidade de fazer parte dos grupos que eles chamam de família. Para Rosa Porto, 58 anos, participante do Grupo Espírito Jovem, estar com o grupo é se sentir em casa. “Espero com ansiedade chegar a quarta-feira para essa reunião. Aqui somos uma família”, explica. Para Orondina Borges, do

Grupo da Melhor Idade com Cristo, a família aumentou depois que começou a participar do grupo. “Considero o grupo como uma família, uma irmandade. Deixei minha família em Pelotas e formei outra aqui”, explica. Nem os problemas de saúde impedem Luis Mendes, 67 anos, integrante do Grupo Espírito Jovem, de participar dos encontros. “Aqui me sinto bem, somos uma família, e tudo o que combinamos no grupo todos respeitam. Na rua as pessoas me cumprimentam e me elogiam por participar desse grupo que faz tanto bem a todos nós”, relata. Os maiores desafios do trabalho nesta Pastoral são: conscientizar as famílias da importância desses momentos para os idosos, aumentar o número de participantes, buscar apoio para desenvolver mais tarefas

e atividades com os participantes como palestrantes, atividades físicas, dinâmicas, informações em geral sobre saúde, direitos, informações, etc. Lembrando a mensagem deixada pelo Papa Francisco quando esteve no Brasil pedindo para os mais jovens cuidar e respeitar os idosos, os grupos também deixaram mensagem para os mais jovens da nossa Rede de Comunidades: “Não tenha medo de envelhecer, e para não ter medo e ficar bem, busque um grupo para participar e compartilhar, pois em nosso grupo todos se ajudam”, Nori Schmidt, 86 anos, Grupo Espírito Jovem. “Participem, se envolvam nas coisas da comunidade. Respeitem os idosos, os mais experientes. Caminhem juntos na comunidade”, Grupo da Melhor Idade com Cristo.

Convite

Grupo Espírito Jovem reunido nos dias 28/08 e 18/09/2013

Grupo da Melhor Idade em Cristo, reunido no dia 21/09/2013

Aqui encontramos amigos, se você tem problemas, venha, todos os encontros temos atividades diferentes. Aqui você encontra companheirismo, solidariedade e muita alegria. Para participar dos grupos de terceira idade basta comparecer nos dias e locais onde os grupos se reúnem. Não há limite de idade! Grupo Espírito Jovem: quartas-feiras, às 14h30min, no salão da Comunidade Santa Rita de Cássia. Grupo da Melhor Idade com Cristo: segundo e quarto sábado de cada mês, às 16h, na Comunidade São Miguel Arcanjo.


2

Elo Comunitário - Outubro/2013

Fique Ligado

Missas e Celebrações

Festa em louvor ao padroeiro São Francisco de Assis

Outubro/2013

Tríduo 02/10 – 20h – Missa – Frei Paulo Müller 03/10 – 20h – Missa – Frei Orestes Serra 04/10 – 20h – Missa Festiva/Procissão luminosa – Frei João Carlos Karling (Saída da procissão em frente à creche)

Almoço Festivo 06/10 – 12h – Cardápio: comida campeira Local: Rua Raul Seixas, 285, B. Tom Jobim, Gravataí/RS. Convites à venda por R$ 12,00 com as coordenações das comunidades e na secretaria da Rede. Obs: Levar talheres.

Festa de Nossa Senhora Aparecida Tríduo 09/10 – 20h – Missa – Frei Orestes 10/10 – 20h – Missa – Frei Olavio Dotto 11/10 – 20h – Missa – Frei Flávio Guerra Carreata 12/10 – 18h – saída em frente à Igreja Procissão e Missa Solene

13/10 – 10h – saída da procissão: Rua Ari Barroso, 147, MV-I, Gravataí/RS Almoço Festivo 13/10 – 12h – Salão Comunitário Convites à venda por R$ 18,00 com a coordenação da comunidade e na secretaria da Rede. Obs: Levar talheres.

Programação do mês de outubro 2 - 14h - Palestra sobre saúde - CPS 5 - 17h - Encontro de Pais do 2º ano da Eucaristia - Santa Clara 5 - 18h - Encontro de Pais do 2º ano da Eucaristia - Santa Rita 6 - 12h - Almoço da Festa de São Francisco São Francisco 10 - 20h - Reunião do Conselho de Pastoral da Rede - CPS 14 - 20h - Encontro de Pais do 2º ano da Eucaristia - Imaculada Conceição 19 - 13h30 - Assembleia Eletiva da Pastoral da Criança - CPS 19 - 16h - Encontro de Pais do 2º ano da Eucaristia - São Miguel

24 - 14h - Formação para Agentes da Pastoral da Saúde - Santa Clara 24 - 20h30 - Reunião de Círculo do ECC - CPS 26 - 8h - Assembleia do Vicariato - A definir 26 - 14h - Formação catequético-litúrgica CPS 26 - 17h - Encontro de pais do 1º e 2º ano da Eucaristia - Perpétuo Socorro 27 - 8h - Curso de noivos - CPS 27 - 9h - Retiro e confissão para 1ª Eucaristia Santa Clara 27 - 9h - Retiro com catequistas que fizeram a formação do ministério - Irmãs Escolares 31 - 20h30 - Pós encontro do ECC/Comunidade - CPS

ATENÇÃO!

Conhecendo Francisco

DA VERDADEIRA HUMILDADE 1 Bem-aventurado o servo que for achado tão humilde no meio de seus súditos como se estivesse no meio de seus senhores. 2 Feliz do servo que sempre permanece firme sob a vara da correção. 3 “Servo fiel e prudente” (Mt 24,45) é o servo que em todas as suas faltas não tarda em castigar-se, interiormente pela contrição e exteriormente pela confissão e

obras de reparação. Para refletir:) 1Pd 3,8-12 Finalmente, tenham todos a mesma atitude, sejam compassivos, cheios de amor fraterno, misericordiosos e de espírito humilde. Não paguem o mal com o mal, nem o insulto com outro insulto; pelo contrário, abençoem, porque para isso vocês foram chamados, isto é, para serem herdeiros da bênção. De fato, aquele que ama a vida e deseja ver dias felizes guarde sua língua do mal e seus lábios de proferir mentiras; afaste-se do mal e pratique o bem, busque a paz e procure segui-la. Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos e seus ouvidos estão atentos à prece deles.

São Miguel 05/10 – 19h Missa/Bênção 12/10 – 19h Missa/Dízimo 19/10 – 19h Celebração 26/10 – 19h Missa/Batizado Santa Clara 06/10 – 19h Missa/Bênção 13/10 – 19h Missa/Dízimo 20/10 – 19h Missa/Batizado 27/10 – 19h Celebração

Perpétuo Socorro 04/10 – 20h Tríduo na Comunidade São Francisco 06/10 – 8h30min Missa 13/10 – 8h30min Missa/ Dízimo 20/10 – 8h30min Missa/ Batizado 27/10 – 8h30min Celebração Toda 1ª sexta-feira de cada mês atendimento de confissões às 19h e missa às 20h. São Francisco 04/10 – 20h Missa festiva/ Procissão luminosa 13/10 – 10h Celebração 20/10 – 10h Celebração 27/10 – 10h Missa/Dízimo/ Batizado Imaculada Conceição 06/10 – 9h Celebração 13/10 – 9h Celebração 20/10 – 9h Celebração 27/10 – 9h Missa/Dízimo/ Batizado

Celebrando a Vida

A data de fechamento da próxima edição do Elo Comunitário será dia 20 de outubro. Mande suas fotos e informações até esta data para a edição de novembro. E-mail: elocomunitario@redesaojose.org.br ou na Secretaria da Rede.

Neste mês de outubro o Elo Comunitário traz para a reflexão a 24ª Admoestação de São Francisco de Assis que aborda o tema da humildade.

Santa Rita de Cássia 05/10 – 20h Missa 06/10 – 10h Missa/Batizado 13/10 – 10h Missa/Procissão/Festa de N. Sra. Aparecida 19/10 – 20h Missa 20/10 – 10h Missa/Batizado 26/10 – 20h Celebração 27/10 – 10h Celebração Todas as quartas-feiras atendimento de confissões às 19h e missa às 20h.

Dízimo é consagrado a Deus é oferecido a Deus para a manutenção de seu culto, de seus ministros, de seus filhos necessitados. É para o crescimento de seu Reino no mundo no coração dos homens.

Notícias

Dom Jaime é o novo arcebispo de Porto Alegre No dia 18 de setembro, o Papa Francisco aceitou a renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Porto Alegre, apresentada por Dom Dadeus Grings, por motivo de idade e elevou Dom Jaime Spengler à dignidade de arcebispo, nomeando-o como novo titular de Porto Alegre. O comunicado foi feito pela Nunciatura Apostólica no Brasil. Dom Jaime era titular de Pátara e bispo auxiliar em Porto Alegre, exercendo a função específica de Vigário Episcopal do Vicariato de Gravataí. Aos 53 anos, Dom Jaime será o 7º arcebispo da história da Arquidiocese de Porto Alegre. Seu lema episcopal é: “In Cruce Gloriari – Gloriar-se na Cruz - inspirado na carta de São Paulo aos Colossenses. A data da posse canônica ainda será definida.

Frei João Inácio é nomeado bispo de Lorena /SP

Jo 13,4-5 Então Jesus se levantou da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. Colocou água na bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando com a toalha que tinha na cintura.

O Frei João Inácio Müller, ministro provincial dos freis franciscanos no Rio Grande do Sul e irmão de frei Paulo Müller, vigário paroquial da Rede de Comunidades, foi nomeado bispo da diocese de Lorena / SP, no dia 25 de setembro, pelo Papa Francisco.

Curso de Noivos na Rede

Estão abertas as inscrições para o 3º Curso de Noivos que acontecerá dia 27 de outubro. Maiores informações na secretaria da Rede ou pelo fone 3497-7741.


Elo Comunitário - Outubro/2013

Capítulo Provincial é a Assembleia dos Freis Frei João Inácio Müller É o momento maior da Fraternidade. Todos os Freis participam. Somos Irmãos em capítulo, isto é, no revigoramento do Carisma, no re-encantamento do mesmo ideal. Estamos unidos à inspiração originária. No Capítulo há forte assistência do Espírito Santo: no tempo de São Francisco, os Frades realizavam-no na Festa de Pentecostes, pois é o Espírito quem orienta o que deve ser vivido e realizado em nome do Senhor. O Capítulo só se entende se ali os Frades procuram acolher a Herança da inspiração originária. Capítulo é o acontecimento daqueles que estão ligados por um espírito comum, por chamado e missão comuns. Capítulo vem de Caput = cabeça. É centro, coração, núcleo. Identidade. Quem é o centro da Fraternidade? Para São Francisco, e para nós, é o Espírito Santo. Ele é o Ministro Geral, é o servidor geral que a cada um chamou e concedeu as potencialidades em vista da missão. Nós temos obediência e reverência ao Espírito Santo. Para a Fraternidade primitiva, Francisco era o pai que sabia gerar adequadamente a vida da pobreza evangélica na medida certa. Ele tinha a cabeça afiadíssima com o Evangelho. O Capítulo, como a Igreja, é a mãe da gente; é expressão de pertença da nova família, congregada por Deus: cada

pessoa foi chamada por Deus e pediu para entrar e fazer parte desta Vida, nesta Província. Assim, os Freis se reúnem para ouvir o Senhor e afinar a vida com a vontade Divina. Por isso, é muito importante que as comunidades onde os Freis trabalham, rezem pelo Capítulo. Capítulo é tempo de renovar as promessas e os votos, a fidelidade ao Carisma. São Francisco lembrava os Freis: “Grandes coisas prometemos, maiores nos são prometidas” (Fior 18). É tempo de firmar o pé no projeto comum. Se o projeto fundamental não está claro haverá brigas por interesses pessoais e competições. Também é verdade que se o Frade é decidido pela Causa, pelo Projeto de vida, fica uma pessoa limpa, segura, transparente, pura. Por uma Causa maior alguém se faz irmão na mesma busca. No Capítulo, a Fraternidade, orientada pelo Espírito Santo, é a fonte da democracia. Buscamos levar a sério o que no Capítulo é decidido. Em todo o Capítulo há o envio para a Missão. O envio é o fluir da inspiração; é ser re-enviado a partir da proposta primeira = “Vai e reconstrói a minha casa!”. Assim, na alegria espiritual, todos partem aos seus serviços. E, após o Capítulo, cada Frei busca obedecer ao que foi decidido. E, alegre, parte-se em missão, lembrando: “De graça recebestes, de graça daí”.

Cantinho Solidário

Colabore com o Banco de Alimentos!

Construindo solidariedade com a sua participação! Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 14h30 às 18h, no Centro de Pastoral e Solidariedade

Patrocinadores

Prestação de Contas

Vida na Igreja

Basta levar suas doações nas missas das comunidades ou na secretaria da Paróquia.

Gastos de agosto/2013 Rede de Comunidades São José Especificações

Saídas

ECAD

R$ 135,02

Taxa contabilidade da Cúria

R$ 115,00

Rateio assessoria jurídica/Cúria

R$ 66,00

Encargos sociais

R$ 350,00

Côngrua Frei João Carlos

R$ 410,76

Côngrua Frei Paulo

R$ 674,89

Côngrua Frei Cláudio Junior

R$ 674,89

Salário da secretária

R$ 978,00

Salário serviços gerais

R$ 549,00

Elo Comunitário

R$ 125,00

Seguro do Veículo

R$ 215,45

Telefone

R$ 110,00

Energia Elétrica

R$ 180,78

Combustível

R$ 231,99

Quota patronal

R$ 200,00

Hóstias

R$ 73,70

Suporte técnico Sistema Pastoral

R$ 71,86

Água, luz e telefone - casa paroquial TOTAL

SUPERMERCADO BONALUME LTDA Av. Alexandrino de Alencar, 949 Morada do Vale 1 - Gravataí - RS CEP: 94080-430 Fone/Fax: (51) 3490-6100

R$ 273,44 R$ 5.435,78

Contribuição das comunidades para as despesas Santa Rita de Cássia

R$ 2.301,20

São Miguel

R$ 852,62

Santa Clara

R$ 604,00

N. Senhora do Perpétuo Socorro

R$ 1.184,20

N. Sra. da Imaculada Conceição

R$ 47,36

São Francisco de Assis

R$ 23,68

São João Batista

R$ 23,68

Sede

R$ 399,04

TOTAL

R$ 5.435,78

Distribuidora de embalagens produtos de limpeza e bazar 51 9183.6162 51 9101.1142 51 9528.3116 Av. Alexandrino de Alencar, 594 - M. do Vale 1 - Gravataí/RS possamai.joao@hotmail.com

Gráca GRUPO CG

Impressão de Jornais  3042-3372 Solicite orçamento luciano@grupocg.com.br

3


4

Elo Comunitário - Outubro/2013

Realidade

Espiritualidade

Como chamar as pessoas que têm deficiência?

Devoção de São Francisco a Nossa Senhora

Romeu Sassaki

Frei Inácio Dellazari, OFM Missionário em Boa Vista/RR

A década de 90 e a primeira década do século 21 e do Terceiro Milênio estão sendo marcadas por eventos mundiais liderados por organizações de Pcd’s*. "Pessoa com deficiência" passa a ser o termo preferido por um número cada vez maior de adeptos, boa parte dos quais é constituída por Pcd’s que, no maior evento das organizações de Pcd’s, realizado no Recife em 2000, conclamaram o público a adotar este termo. Elas esclareceram que não são "portadoras de deficiência" e que não querem ser chamadas com tal nome. Os valores agregados às pessoas com deficiência são: Empoderamento: uso do poder pessoal para fazer escolhas, tomar decisões e assumir o controle da situação de cada um. Responsabilidade de contribuir com seus talentos para mudar a

sociedade rumo à inclusão de todas as pessoas, com ou sem deficiência. A tendência é no sentido de parar de dizer ou escrever a palavra "portadora" (como substantivo e como adjetivo). A condição de ter uma deficiência faz parte da pessoa e esta pessoa não porta sua deficiência. Ela tem uma deficiência. Tanto o verbo "portar" como o substantivo ou o adjetivo "portadora" não se aplicam a uma condição inata ou adquirida que faz parte da pessoa. Uma pessoa só porta algo que ela possa não portar, deliberada ou casualmente. Uma pessoa pode portar um guarda-chuva se houver necessidade e deixá-lo em algum lugar por esquecimento ou

Cantinho da Saúde

A saúde da criança Rafinha O normal de uma criança é ter saúde. Ela é a Saúde Integral. Mas normalmente não é assim que funciona. Nossa primeira casa é a barriga da nossa Mãe. Ali Deus colocou todos os elementos de que a gente precisa para nascer bem, com uma saúde forte, equilibrada. Se nascemos assim, temos a maior parte das possibilidades de termos uma infância boa e saudável. Dentro da mãe nosso corpo é formado... por todos os elementos necessários. Mas absorvemos, junto com o sangue da mãe, não apenas as coisas boas e nutritivas que ela nos passa... Também todos os demais elementos que podem diminuir a capacidade vital, o bom andamento de nosso sangue, ossos, pele, órgãos, nervos... E aqueles elementos que vão atrapalhar nossa inteligência, serenidade, alegria de viver...

Tudo depende dos hábitos de nossa mãe e da família... do equilíbrio de tudo... É claro que se fumam perto da barriga, ou se ingerem álcool, se os refris, os salgadinhos, os muitos remédios químicos fazem parte do dia a dia da mãe, só por um milagre (que Deus não costuma fazer) a criança não terá muitos problemas. Se nos primeiros meses tudo parece bem, logo se poderá perceber os resultados: gripes seguidas, bronquites, asma, fraqueza dos ossos, choros, dificuldades de comunicação com os demais seres, tristezas, etc. A primeira casa é a mais importante, para que sejamos seres saudáveis em todos os aspectos: mental, emocional, físico, espiritual... O projeto de Deus para os seres humanos é este: Que por amor sejamos concebidos e este amor seja o ambiente em que nosso ser se desenvolva... Pois a falta de amor é a doença mais grave do planeta...

por assim decidir. Não se pode fazer isto com uma deficiência, é claro. A quase totalidade dos documentos foi escrita e aprovada por organizações de Pcd’s que, no atual debate sobre a Convenção da ONU a ser aprovada em 2003, estão chegando ao consenso quanto a adotar a expressão "pessoas com deficiência" em todas as suas manifestações orais ou escritas. SASSAKI, Romeu: Vida Independente: história, movimento, liderança, conceito, filosofia e fundamentos. São Paulo: RNR, 2003, p. 12-16 * Pcd’s – Pessoa(s) com deficiência(s) Colaborador: Fernando Tavares

A devoção de São Francisco a Nossa Senhora é amplamente divulgada pelas Fontes Franciscanas. O biógrafo Tomás de Celano escreve que São Francisco “tinha um amor indizível à Mãe de Jesus por que ela tornou nosso irmão o Senhor da Majestade”. O lugar considerado o berço franciscano, tem uma igrejinha restaurada por São Francisco e é dedicada à Santa Maria dos Anjos. São Francisco confiou à proteção de Nossa Senhora, a advogada da Ordem, o cuidado da vida de todos os frades de todos os tempos. A devoção do Papa a Nossa Senhora é significativa que escolheu o nome Francisco, o primeiro da história da Igreja. São Francisco olha para Nossa Senhora à luz do Mistério da Encarnação. O Altíssimo onipotente e bom Senhor quis tornar-se pessoa humana, assumir o rosto humano. Deus não pode ser visto porque não cabe nos nossos olhos, não pode ser imaginado porque não cabe na nossa imaginação, não o compreendemos porque nossa compreensão é pequena. Por isso Ele se fez pequeno, do nosso tamanho para que pudesse ser visto. Assim Ele se tornou a “imagem do Deus invisível”. O próprio Jesus disse: “Quem me vê, vê também o Pai”. Deus escolheu vir ao mundo pelo caminho de cada pessoa humana. Por isso escolhe uma Mãe. Assim dignificou o caminho do nascimento

de cada pessoa humana. Nossa Senhora foi “eleita pelo santíssimo Pai do céu”, nas palavras de São Francisco, para tornar nosso irmão o Senhor da Majestade. “Ter um tal irmão” foi para São Francisco algo maravilhoso, encantador. Ele não se cansava de meditar neste mistério da grandeza e bondade de Deus que nos concedeu a graça de sermos chamados de irmãos de seu Filho Jesus. Por isso São Francisco exclama e exterioriza sua admiração: “Oh! Como é glorioso ter no céu um Pai santo e grande... Oh! como é santo e agradável ter um tal irmão...” Segundo São Francisco, também nós podemos ser humanidade disponível a exemplo de Nossa Senhora: “Somos suas mães quando o levamos em nosso coração e no nosso corpo, pelo amor e pela pura e sincera consciência, e o damos à luz pelas santas obras”. Todos somos chamados a sermos mães de Jesus. Através de nossa vida, de nossas atividades pastorais somos chamados a gerar o Evangelho, gerar confiança, fé, justiça, compaixão, misericórdia, solidariedade. Um cristão, uma comunidade eclesial, a Igreja toda é chamada a ser mãe de Jesus, isto é, tornar visível o rosto de Jesus, torná-lo conhecido em nossa ação evangelizadora. Nossa Senhora é modelo de homem, de mulher, de jovem e criança, enfim, de humanidade. Quando nossa humanidade é oferecida a Deus, a exemplo de Nossa Senhora, nasce a família de Jesus.

Notícia

Jornada de formação franciscana Frei Franklin Freitas Nos dias 13, 14 e 15 de setembro a Rede acolheu a 2ª etapa da Jornada de Formação Franciscana. Estiveram presentes 39 jovens vindos de sete paróquias franciscanas: N. Sra. de Lourdes (Bela Vista do Fão), N. Sra. Auxiliadora (Progresso), São Cristovão (Lajeado), São José de Taquari (Tabaí), São Francisco e Santa Clara (PoA) e Rede São José (Gravataí). A temática desta etapa foi em torno da Paz: “Vai e reconstrói a Paz”. A assessoria

desta etapa contou com a participação do Tiago Rodrigues da Pastoral da Juventude, Ariana e Jamile da JUFRA e de alguns freis estudantes. Refletiu-se sobre a consciência da “violência” sofrida pela juventude hoje. O modo como São Francisco viveu atitudes de “não violência e consciência de paz”. E no final foram partilhadas ações que as paróquias e os grupos realizam na construção da Paz e da Solidariedade. A próxima etapa acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de novembro

Atenção!

na paróquia N. Sra. Auxiliadora, em Progresso. Em nome da equipe organizadora gostaríamos de agradecer à Rede de Comunidades pela acolhida: as lideranças que trabalharam na infraestrutura, as famílias acolhedoras e, de modo especial, aos jo-

A equipe do Elo Comunitário esclarece que não autorizou qualquer pessoa a pedir doações no comércio dos bairros Moradas do Vale I, II, III e Águas Claras em seu nome. Como está expresso no cabeçalho do nosso jornal, a distribuição é gratuita e, jamais alguém visitará o comércio pedindo doações ou vendendo o jornal. Como é de costume, todos os pedidos de doações da Paróquia Rede de Comunidades São José são feitos através de ofício carimbado e assinado pelo pároco. Se você receber pedido de doação em nosso nome, sem um documento oficial da Paróquia, não faça a doação e entre imediatamento em contato com a secretaria através do fone: 3497- 7741 para que possamos tomar as providências necessárias. Frei João Carlos Karling, pároco

vens André Araújo, Dheni Rodrigues e Francine Gabriele que juntamente com Frei Cláudio dinamizaram a organização da etapa aqui em nossa paróquia. Que Deus os abençoe e retribua por toda a dedicação. Fraterno abraço!

EXPEDIENTE - ELO COMUNITÁRIO Órgão Formativo e Informativo da Rede de Comunidades São José Local: Secretaria - Rua Antônio Ficagna, 451 - Morada do Vale I - Gravataí/RS Fone: 3497-7741 E-mail: elocomunitario@redesaojose.org.br Serviço de Comunicação da Rede Equipe Responsável: Ademir Schneider, Aldomiro Schirmann Filho, Berenice Zucchetto, Frei João Carlos Karling, Imgart Schmidt, Joeci Schirmann, Maria Margarida Maciel, Renato Noguez | Jornalista Responsável: Lilian Martins - Reg. Prof. 12566 | Impressão: Grupo CG - Fone: 3042-3372| Tiragem: 2.000 exemplares.

Elo Comunitário - Outubro/2013  

Informativo Mensal da Paróquia Rede de Comunidades São José - Gravataí / RS

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you