Issuu on Google+

Paróquia de Nossa Senhora do Desterr o Florianópolis, 28/08/2010 a 05/09/2010

ANO VII - Nº. 330

Fone: (48) 3224.3357 - Site: www.catedralflorianopolis.com - Email: semanacat@gmail.com

Não buscar o primeiro lugar... O Evangelho deste domingo (Lucas 14,1.7-14) chama nossa atenção para a busca do lugar de honra. Recordamos a parábola, já bem conhecida, do convidado que ocupou o primeiro lugar. Não pensava ele que poderia vir um convidado mais importante e o dono da casa lhe pedisse que cedesse seu lugar a esse convidado. “Faça o contrário”, diz Jesus. “Sente no último lugar”. “Quando você der um almoço ou jantar. Não convide amigos, nem irmãos, nem parentes, nem vizinhos ricos. Porque esses irão, em troca, convidar você. E isso será para você a recompensa. Pelo contrário, quando você der uma festa, convide pobres, aleijados, mancos e cegos. Então você será feliz! Porque eles não lhe podem retribuir. E você receberá a recompensa na ressurreição dos justos”. O que une os discípulos é a fé em Cristo. E o amor entre eles se expressa na solidariedade e na gratuidade. Solidariedade e gratuidade que inclui os que realmente precisam. Isto fica muito claro quando se convidam pobres e indigentes. Eles não têm como retribuir. Jesus exige de seus seguidores que não excluam ninguém e que reine entre eles espírito de serviço gratuito e solidariedade. Que os pobres se sintam “em casa”... O Papa João Paulo II, apontando os deveres dos cristãos, lá no início do ano 2000, escreveu: “Devemos procurar que os pobres se sintam, em cada comunidade cristã, como “em sua casa”... A caridade das obras garante uma força inequívoca à caridade das palavras” (Carta Apostólica “Novo Milenio Ineunte”, n° 50). Pe. Francisco de Assis Wloch Pároco e Reitor da Catedral


Oração pelos Catequistas Ó Jesus, Mestre e Modelo de todos os Catequistas, Vós que pregaste por toda parte o Evangelho de Deus, Abençoai nossos Catequistas, Que se dispõem a ensinar vossa mensagem de salvação. Sejam eles mansos e humildes de coração, Capazes de acolher, cada pessoa que vem à vossa procura. Sejam abertos ao Espírito Santo, A fim de comunicar a vossa verdade, Superar as dificuldades da missão, E dar testemunho de alegria e gratuidade na vossa Igreja. Aumentai, Senhor, em nossas comunidades, O número de pessoas dispostas A aplicarem os próprios dons, a serviço da Catequese. Que estes vossos servidores, Senhor, Cultivem profundo amor à vossa Palavra, E busquem, mediante a instrução e a oração, Novas energias para educarem na Fé, Uma multidão de seguidores do Vosso Reino. Amém! Neste último domingo do mês de agosto, quando lembramos o Dia do Catequista , queremos cumprimentar e agradecer a todos os que se dedicam à Catequese de nossas crianças, jovens e adultos.

Mais uma Feijoada Pólen!

Pelo nono ano consecutivo, o Movimento Pólen realizará sua tradicional “FEIJOADA”. Seu objetivo maior é a integração dos jovens entre si e a comunidade. Participe! Adquira seu ingresso na Secretaria Paroquial da Catedral. A feijoada será servida no Salão Paroquial do Santuário de Fátima, no Estreito, no


próximo dia 11 de setembro, a partir das 12h30min. Haverá sorteio de brindes!

Sociedade Assistencial Vicentina - Quarenta anos de fundação -

A Sociedade Assistencial Vicentina (SAVI) foi fundada em 19 de julho de 1970, tendo como patrono São Vicente de Paula e como orientador espiritual o reverendo Pe. Pedro José Koehler, na época, pároco e reitor da Catedral Metropolitana de Florianópolis. Constituída por um grupo de vinte senhoras caridosas da alta sociedade florianopolitana, tinha como objetivos prestar auxílio aos idosos desamparados, a famílias pobres, residentes na Ilha de Santa Catarina, fornecendo-lhes agasalhos, acolchoados, roupas, e tudo o que fosse possível doar, para melhorar suas condições de vida. Os recursos, sempre muito necessários, vinham de doações, mensalidades e subvenções. No dia 24 de novembro de 1971 a Sociedade foi considerada de utilidade pública estadual, pela Lei nº 4651. No quadragésimo ano de sua fundação, a Sociedade Assistencial Vicentina (SAVI), é presidida, com muita eficiência, competência e dedicação pela senhora Luci Silva, com o auxílio efetivo e persistente, de outras dezesseis dedicadas associadas. Atualmente, sua sede está localizada, numa sala gentilmente cedida pela Irmandade do Divino Espírito Santo, na Avenida Hercílio Luz, nº 1249-A, centro de Florianópolis. Os membros da Sociedade se reúnem todas as quartas-feiras, no período da tarde. Todo o trabalho se mantém com mensalidades espontâneas de seus membros e muitas doações. Buscam sua inspiração na intenção missionária de seu patrono, São Vicente de Paula, que lhe foi legada como: “nossa vocação, nossa responsabilidade, nossa missão”.


Você também poderá ajudar a Sociedade, encaminhando sua doação (roupas, calçados, cobertores), para o endereço acima citado. Ieda Secretária da SAVI

Três fatos, em três fotos

Com a foto acima vem, lá de Nova Trento, por meio do Pe. Pedro Martendal, do Pe. João Corso e do Pe. Francisco Wloch (o fotógrafo) uma prece e um abraço muito carinhoso e cheio de afeto do Pe. Luiz e do Pe. Egídio Bertotti.

Todo sábado, no horário da 15h, na Capela do Hospital Celso Ramos, oitavo andar, os doentes e amigos da vizinhança, podem participar da Missa. Na foto acima os que estavam na Missa do último sábado, dia 21 de setembro.


Foi muito grande a alegria dos presentes na Missa da Maternidade Carmela Dutra, do último sábado, dia 21 de setembro, às 16h, (foto acima) com a presença e participação do casal Anderson Marcelino e Sidnéia Daufenback Batista Voss, pais de Evelin, Vitória, Isadora, Samanta e Poliana, as quíntuplas, nascidas no dia 20 de setembro.


Semana na Catedral Ano VII Nº 330