Issuu on Google+

UC Revestimentos e Acabamentos Interiores

Catarina Manta Pereira PatrĂ­cia Santos 2015/2016


_indíce Resumo da Pesquisa Naturais _ardósia _palha _burel _pinho Regenerados _cortiça _washi paper _isofloc _cal hidráulica Compostos _barrisol _corian _fibra de Vidro _bolon Reciclados _ecoresine _demodé _pneus _alkemi


resumo _pesquisa


materiais _naturais METAIS: ferro cobre estanho chumbo ouro prata alumínio

ROCHAS: Ígneas ou Magmáticas: -vulcânicas (ou extrusivas): basalto pedra-pomes -plutónicas (ou intrusivas): granito dolerito Sedimentares: -detríticas: arenito argilito Ligas metálicas: varvito aço - ferro + carbono xisto argiloso (folhelho) aço inoxidável - ferro + crómio -quimiogénicas: sal (cloreto de sódio) bronze - cobre + estanho estalactites estalagmites latão - cobre + zinco -biogénicas: calcário conquífero carvão MADEIRAS: Rochas metamórficas: Duras: carvalho granito - gnaisse argillito - ardósia mogno calcário - mármore cerejeira arenito - quartzito nogueira maple / ácer rosewood / jacarandá TECIDOS: Origem animal: lã - feltro e burel ébano teca seda Macias: pinho angorá faia caxemira bétula / birch couro cedro Origem vegetal: pau-brasil algodão abeto sisal choupo / álamo cânhamo juta PALHA linho fibra de côco Origem mineral: amianto


materiais _regenerados VIDRO: temperado laminado float baixa-emissividade poroso TINTAS: Base mineral: dolomite base de cal base de silicato bentonite (argila) Origem vegetal: resina de árvores raízes óleos celulose CELULOSE CORTIÇA CERÂMICA LADRILHO HIDRAULICO - base em cimento PAPEL DE ARROZ - washi paper - Issey Miyake


materiais _sintécticos BANNERS (bandeiras | insignias | estandarte): vinyl nylon - poliamida 6.6 tyvek poplin dacron PLÁSTICOS: acrílico lexan resina fundida Sintra - pvp photopolymer VIDRO: fibra de vidro Borosilicato - Boro + silicato

TECIDOS: viscose acrílico elastano modacrílico poliamida | poliamida 6.6 - nylon® aramida - Kevlar® | Nomex® poliester polietileno polipropileno acetato lyocel 3D Stretch Seam® - poliester + algodão GESSO ACARTONADO - pedra natural - sulfato de cálcio bi-hidratado

BARRISOL® - polímeros com fórmula exclusiva

TINTAS: sintéticas plásticas

CORIAN®

NATURAL ACRYLIC STONE - Hi-MACS Alpisa

BIO-RESINAS - impressão 3D

RESINA FENÓLICA LAMINADA ALUCOBAND MICRO-CIMENTO - Viroc®

BOLON®

BETÃO - cimento, areia, pedra e água HEXAFLUORETO DE ENXOFRE (SF6) enxofre + fluor

MDF - derivado da mdeira - fibras de madeira com resinas sintéticas e outros aditivos

LACADO - acabamentos


materiais _reciclados 3FORM (marca): Line Up® - garrafas de plástico Ecoresin® GREEN / RECICLADOS: paperstone - papel reciclado EverGreen lightblocks Alkemi® - alumínio reciclado - não corrosivo; não magnético;

não bacterial

Plyboo

TECIDOS: garrafas PET Demodé® - mistura de plásticos e materiais naturais comprimi-

dos e resíduos texteis

unidos num adesivo 100% biodegradável -> 100% poliester + adesivo de amido

AGLOMERADO DE MADEIRA SACOS DE AREIA CARTÃO PNEUS: Euroshield® Rubber Roofing® DEKORTILES® - wood-wool (madeira-lã), cimento e água; prova de

fogo

TINTAS: Robbialac - Ecolac CIN - Inspira Zero COV (Compostos Orgânicos Voláteis) - menos de 1gr/Lt de conteúdo de COV; Qualidade do Ar Interior - A+

DYRUP - Dyrupmat Nature - copolímeros acrílicos e

pigmentação ecológica; Tinta Plástica aquosa ecológica


ArdĂłsia Palha Burel Pinho

Material de origem natural e nĂŁo manufacturado que pode ser directamente utilizado pelo Homem.


_ardรณsia


ardósia

_composição

Ardósias são rochas metamórfica xistosas de grão fino e homogéneo compostas por argila ou cinzas vulcânicas. São resistentes à meteorização e por isso altamente duráveis. Pode-se separar facilmente em lâminas paralelas, segundo a direcção da clivagem. Algumas impurezas, sobretudo as carbonáticas, contribuem para a diminuição de durabilidade, pois são atacadas por soluções ácidas e corroem a pedra.

Originada a partir de sedimentos argilosos complexos, geralmente provenientes da meteorização de outras rochas e sobre os quais se produziu uma metamorfose. A sua composição maioritariamente de minerais argilosos e mica laminar, conferem-lhe uma estrutura típica lisa e uma esfoliação em lâminas (xistosidade), o que faz com que se torne num material muito adequado para obter placas para a execução de coberturas.


ardósia

_características

resistência A qualidade da ardósia e a montagem da cobertura (corte e fixação de soletos) são osprincipais factores para a duração do telhado.A ardósia de boa qualidade, dura indefinidamente, como prova temos telhados de soletosconstruídos há séculos, em vários países e climas

clivagem perfeita

baixa porosidade É o volume de espaços “vazios” (poros) de uma rocha. Quanto maior for a porosidade, menor é a resistencia. Como a adósia possui uma baixa porosidade, faz com que seja mais resistente ao mesmo tempo que apresenta uma maior permeabilidade à água. Ao ter menos poros, menos água passa até ao seu interior.

A xistosidade característica da ardósia, permite o aproveitamento de uma propriedade – a clivagem – para a obtenção de placas finas de diversas formas. Pode formar grandes placas de poucos milímetros de espessura, com superfície plana contínua.


impermeável As telhas cerâmicas podem absorver 12% do seu peso em água. Os soletos dequalidade corrente absorvem entre 4% a 6% do seu peso em água. Um telhado desoletos bem executado a sua impermeabilidade é superior, comparado com o telhadocerâmico.

combustão lenta

versátil Em construções de carácter monumental, a aplicação de ardósia nos telhados resulta num partido muito interessante.A fácil adaptação da ardósia à forma, permite a criação de coberturas complexas e elaboradas, permitindo a criação de estereotomias e formas, que vão desde as mais simples às mais complexas.

A ardósia é uma material não inflamável, sendo por isso resistente ao fogo. Pode ser utilizado em locais de alto risco. Não faz chama nem liberta gases tóxicos durante a combustão.


ardósia

_acabamentos

Dependendo do seu acabamento, pode ser utilizada tanto em interiores como em exteriores. Seja em muros, paredes, telhados ou pisos, revestimentos, e casas de banho. A superfície natural, com características antiderrapantes, tem uma duração vitalicia. As características deste material fazem com que as suas possibilidades sejam praticamente ilimitadas.

Dependendo do seu acabamento, pode-se utilizar tanto em ladrilhos e placas para pavimentos, revestimento, no interior ou exterior (fachadas, peitoris, soleiras), em chaminés, complementos (tampos de cozinha e casa de banho, tampos de mesa e lavatórios), etc.


ardósia

_aplicações

As aplicações da ardósia abrangem praticamente todos os produtos para construção, seja para exterior como para interior: - Ladrilhos e placas para pavimentos, fachadas, peitoris, soleiras, tampos de cozinha e casa de banho, tampos de mesa e lavatórios, etc.

Usados nos telhados e fachadas desde a Idade Média, os soletos (telhas de ardósia) garantem óptimos resultados de isolamento. De facto, a história da arquitectura conta com numerosos exemplos de edifícios cobertos com ardósia, cuja conservação ao longo dos anos atesta as qualidades deste produto.


ardósia

_manutenção

Quanto mais áspera for a textura da pedra, mais sujidade acumula com o uso, deste modo a manutenção acaba por ser extremamente importante. A ardósia exige poucos cuidados de manutenção e limpeza, sendo necessário remover a sujidade mais impregnadas e as ceras mais antigas (caso se aplique). A limpeza da ardósia pode ser feita utilizando apenas água e detergente neutro, existindo a possibilidade de aplicar uma cera específica para a ardósia, que protege a pedra e facilita sua limpeza e manutenção.

Pode-se também aplicar resina para disfarçar os riscos e manchas que correm risco de aparecer. Apenas se aplicam resinas específicas, pois em excesso causa acumulação de sujidade, de poeiras e acumulação da própria cera que, com o tempo, escurece a pedra.


ardósia

_preçario

Os preços da ardósia em Portugal variam bastante: - Pavimentos simples: 20.00€/m2 a 30.00€/m2. - Revestimentos de maior dimensão e espessura: 60.00€/m2. - Bancadas de cozinha: aproximados de 120.00€/m2. Os valores apresentados não têm IVA e foram retirados da empresa Granisintra.


ardรณsia

_projectos

_MENU_pratos _Jan Plechac & Henry Wielgus _bancada Twenty7 bistro

_revestimento parede _telhado


_SPASM Design Architects _The House Cast in Liquid Stone

_Designer Eriko Kasahara _Capela St. Voile, Niigata, Japรฃo

_Filippo Caprioglio _Farmhouse em Monfumo, Itรกlia

_Designer Natalie Weinmann _ Mobiliรกrio, Hamburg, Alemanha


_palha


palha

_composição

A palha é composta por culturas mortas de talos de grão. Os mais utilizados para a construção são trigo, cevada, centeio ou aveia. Os fardos devem ser secos e, se necessário, mantê-los cobertos para proteger de chuva. Eles também, devem ser bem compactados.


palha

_características

eficiência energética Numa construção de palha bem projectada, é possível economizar até 75% em custos de aquecimento e arrefecimento do interior das habitações. Funciona na maioria dos climas e permite atingir a classificação da eficiência energética “A” e “A+”.

isolamento

combustão lenta Casas de palha têm cerca de três vezes a resistência ao fogo das casas convencionais. Fardos densos significa oxigênio limitado, que por sua vez, significa que não há chamas.

Mantem as casas quentes no Inverno e frescas no Verão. As paredes de palha proporcionam excelente isolamento acústico. É um sistema de parede ótimo para bloquear os sons de tráfego ou aviões em ambientes urbanos. A utilização de palha como isolamento significa que os materiais de isolamento convencionais são removidos da casa . Fibra de vidro padrão tem formol nela, um conhecido agente cancerígeno.


sustentável É um recurso vegetal que absorve CO2 e deriva da exploração de um subproduto agrícola que não implica a subsequente erosão do solo. Uma casa feita com palha ajuda o planeta de muitas maneiras. Por exemplo, a palha é um resíduo que muitas vezes termina queimado. Ao usar a palha em vez de eliminá-la, reduzimos poluição do ar e o consumo de água.

transpiração A palha é um material que transpira, assim, o ar interior está em constante renovação.

não tóxico Não é tóxico, está livre de VOCs (volatile organic components) tais como colas, plásticos, tintas e formaldeído substâncias recorrentes na construção convencional.


palha _técnica

Consiste num processo de empilhamento em fiadas desencontradas de fardos, fixos entre si por agulhas de madeira e cintas de tecido. As paredes podem ser auto-portantes método loadbearing, não necessitanto de outra estrutura ou ter outra estrutura de suporte - método Infill ou post and beam. Os fardos devem ser de boa qualidade, estar secos e bem compactados. Para protecção contra a humidade e o fogo é necessário acabar as superfícies com rebocos de terra e cal que sejam resistentes mas permeáveis ao ar.

Esta construção começou no século XIX nos Estados Unidos na região do Nebraska. A palha era um recurso disponível em abundância e estava disponível a nova tecnologia das máquinas enfardadeiras. Actualmente constrói-se em fardos de palha nos 5 continentes. Estando a técnica a vulgarizar-se rapidamente.


palha

_aplicação

Nas paredes estruturais que suportam o peso do telhado , os fardos são colocados uns em cima dos outros e é possível cravar estacas no interior para uma maior rigidez e maior contacto entre os fardos. Utilizando os fardos de palha como isolamento entre vãos, é necessário construir uma estrutura em madeira para as paredes e telhado. As paredes devem ter o comprimento de vários fardos, sem espaços menores à metade de um fardo, e para colocar janelas e portos, deve existir pelo menos um fardo de distância dos cantos de carga.

Deve evitar-se o uso de fixadores de metal nas paredes, pois favorecem a condensação de ar quente e húmido no interior da casa. É aconselhado o uso de tirantes com cordas. Deve usar-se uma pintura que respire, à base de Cal e argamassa de Cal, de modo a proteger o edificio dos elementos. O emplastro da Cal consiste em uma parte de óxido de cálcio com três de areia molhada e pode ser colorida com pigmentos.


palha

_manutenção

A palha não requer manutenção enquanto isolante. Requer no entanto uma grande e boa preparação antes de ser utilizada. A edificação não deve ser apenas muito bem isolada, mas os sistemas de aquecimento devem ser altamente eficientes e a ventilação deve ser alcançada por métodos naturais ao invés de artificiais. A situação muda de figura se for utilizada enquanto telhados, pois os materiais utilizados na construção das Casas de Colmo são perecíveis e exigem uma manutenção regular. Dependendo da qualidade do colmo e das temperaturas que se fizerem sentir, deverá ser efetuada uma substituição parcial do colmo que está mais estragado. Essa substituição pode ser realizada de 4 em 4 anos, ou de 5 em 5.


palha

_preçário

A palha apresenta um baixo custo económico, variando os valores entre de 1,10 à 1,6 €/m2. Com o preço da madeira a subir e a sua disponibilidade a diminuir, a palha está a ganhar uma atenção muito especial nos nossos dias, como uma fonte renovável regularmente disponível. Devido a isto, a sua popularidade tem vindo a crescer cada vez mais como isolante natural.


palha

_projectos

_Jardim

_Hornowski Design _Loja de cosméticos Pieknalia em Cracóvia, Polónia

_Designer Maja Szczypek _Happy Eggs, Polónia

_Designer Hannastina Crick _Banco, Brighton, UK


_Studio 1984 _Pavilhรฃo ecolรณgico, Alsace, Franรงa _Cayucos Creek Barn _bancos, California, EUA

_Arjen Reas _Living on the Edge, Holanda

_Rael San Fratello Architect _HEDGE Gallery, SF20/21 San Francisco Art and Design Show


b _ urel


burel

_composição

O Burel é um tecido artesanal português, de origem serrana, feito totalmente de lã. Depois de carmeada e cardada, a lã transforma-se em mecha. A mecha é torcida na fiação e transforma-se em fio. Este passa pela urdideira originando a teia. O tear transforma a teia em xerga. A xerga passa pelo batano e por outros tratos e transforma-se finalmente em burel.


burel

_características

resistência A suarda da lã (lanolina natural produzida pelo animal) permite que a lã resista à tracção e à rotura. O Burel, tal como a lã, tem uma qualidade única de robusticidade que lhe permite resistir ao achatamento e recuperar apesar de ter pressões repetidas. Os tapetes de Burel matêm uma aparência óptima, tornando-se por isso uma excelente e confortável solução para revestir os pavimentos. Também os pufes e estofos em Burel podem suportar o uso intensivo sem alterar a cor e a forma.

impermeável A superfície peluginosa da lã faz com que as gotículas de chuva rolem e caiam sem serem absorvidas pelo Burel que, sendo feltrado, possui um elevado grau de impermeabilidade.

isolamento As fibras de lã não queimam e forma uma bola (fundem), retraindo-se no ponto e contacto, devido â humidade e ao azoto (NH3) de que são constituídas. Por isso recomenda-se mantas com 100% de lã para extinguir as chamas de pequenos fogos. O Burel é pouco inflamável, suportando temperaturas até 560ºC sem se incendiar. Perante temperaturas superiores, arde lentamente, não propaga a chama e não liberta gases tóxicos. O Burel não derrete, não pinga e não emite fumos, sendo esta última a principal causa de morte nos fogos e dificuldade de acesso das equipas de salvamento.


isolante O Burel é um isolante acústico natural que limita a propagação do som. O facto de ser 100% lã, o ar circula entre as fibras, permitindo que se torne num excelente isolante térmico e acústico, mantendo a temperatura do ar e abafando o som ambiente. As características únicas da lã conferem ao Burel um elevado grau de isolamento térmico, acústico e anti-vibratório, sendo por isso utilizado e recomendado nos revestimentos e/ou estruturas de espaços comerciais, espaços interiores de edíficios, escritórios, casas, estúdios de gravação, espaços de lazer, entre outros. O Burel pode ser utilizado em casas e edifícios de vários níveis pois ajuda a reduzir a reverberação do som e a transmissão de ruído entre os vários espaços e pisos.

biodegradável O Burel é 100% biodegradável e pode ser decomposto e utilizado como fertilizante dos solos.

antielectroestático As fibras de lã têm uma camada protectora natural que evita a absorção das manchas e a atracção do pó.


burel

_acabamentos

A Feltragem é uma característica típica do burel e uma caraterística única da lã, visto que só esta fibra a possui naturalmente. A feltragem é uma forma de encolhimento irreversível, isto é, que não pode ser recuperado por esticamento. O tecido (xerga) perde comprimento e largura mas ganham espessura. Também a aparência superficial do tecido é modificada, tornando-se incaracterística, isto é, o ponto ou estrutura deixa de se notar.

A feltragem é uma propriedade importante para a fabricação do burel e é indispensável como elemento de ligação no acabamento dos tecidos de lã. A operação de acabamento chama-se “batanagem” pois é feita em máquinas de rolos chamados “batanos”, onde o controlo dos encolhimentos pode ser feito com bastante rigor.


burel

_aplicação

O Burel é um tecido muito resistente e versátil que, das capas e casacos para os dias de chuva, neve e frio na montanha, evoluiu para inúmeras ideias e soluções de design, acompanhadas por uma vasta gama de texturas, padrões e cores.


burel

_manutenção

O Burel é um tecido de fácil manutenção. A estrutura da fibra repele a sujidade e em caso de derramamento permite, de seguida, executar a sua limpeza e secagem no devido tempo. Dando o exemplo dos tapetes, a aspiração regular é tudo o que é necessário para limpar e manter um tapete sempre novo. É possível lavar à máquina, no programa de lãs, sendo a temperatura recomendada de 40°C. Recomenda-se passar a ferro com vapor e no programa de lãs.


burel

_preçário

O preço do burel varia consoante o local de compra e a qualidade. Segundo as amosras que temos, o natural custa é 33€/m; 42€/m a Mescla e 37€/m a Cor Sólida.


burel

_projectos

_Benedetta Maxia _Bonecas, Portugal

_Mantas Conceição Abreu _Mantas, Portugal

_Design Burel Factor y _Banco, Portugal _Esse _Mochila, Portugal


_Rui Grazina _BUREL for SURFACE, Portugal

_Gonรงalo Campos _Capa, Portugal

_Tiago Silva _Banco Ovelha, Portugal

_Gonรงalo Campos _Banco, Portugal


_pinho


pinho

_composição

O Pinho é uma madeira macia clara que se torna amarela-dourada depois de tratada com verniz. É muito económica, mas não deve ser submetida a um grande desgaste, uma vez que é muito macia e poderá riscar facilmente. É originária do Sudoeste da Europa e Norte de África. Tem uma distribuição muito espalhada pela bacia mediterrânica, localiza-se nos litorais atlânticos da Península Ibérica e de França.

A madeira, resinosa, clara, avermelhada ou castanho-avermelhado com abundantes nós é durável, pesada e pouco flexível, então é utilizada em mobiliário, postes, cofragem, caixotaria, aglomerados, carpintaria, construção naval, combustível e celulose. Extrai-se a resina, para ser usada na indústria de tintas, vernizes e aguarrás. A casca do tronco é rica em tanino e é usada no curtimento de peles.


pinho

_características

sustentável A madeira é um material sustentável e 100% reciclável que ajuda a combater as alterações climáticas. O consumo de produtos derivados da madeira contribui positivamente para a preservação e aumento das florestas. Cada m3 de madeira utilizado como substituto de outro material pode poupar a emissão para a atmosfera de um total de 2 toneladas de CO2.

leve

O pinho é uma madeira consideravelmente leve, sem descurar a sua força.

suavidade O pinho é uma madeira macia com um corte regular e uniforme e com textura de grão . A superfície do pinho é suave e quando cortado, não apresenta lascas levantadas.


colagem

A sua composição, faz com que seja fácil de colar através da utilização de colas alcalinas ou à base de resina.

resistente É uma madeira resistente que mantém a sua forma excepcionalmente bem, não mostrando nenhuma deformação, inchaço, encolhimento ou divisão . Mais densidade de anéis, menor quantidade de resina o que lhe confere particular resistência ao ataque dos predadores e as temperaturas positivas ou negativas.

secagem

Quando molhado tem um tempo de secagem rápida e relativamente baixo


pinho

_acabamentos

Considerando os acabamentos que são os melhores para o pinheiro, como sendo qualquer acabamento que envolva pintura e esmaltes. Tem um toque suave, de textura fina, evita deformações, inchaços, fissuras, entre outros. Deste modo, o pinheiro tem uma boa base permanente e satisfatória para agarrar a tinta e esmalte.


pinho

_aplicações

O processo de produção inclui passos básicos como o descasque, a selecção de tamanho e forma, a serração, a classificação por medida e a secagem. De seguida, em função do produto final, as tábuas ou pranchas podem ser aparelhadas, mecanizadas e montadas. A madeira utilizada no exterior é submetida a um tratamento de autoclave usando o sistema bethel (vácuo-pressãovácuo). Este tratamento da madeira é uma alternativa ecológica e sustentável.

A madeira de Pinho é utilizada na construção em diversas funções, quer estruturais quer não estruturais, exposta a diferentes ambientes (temperatura e humidade relativa do ar) e situações de risco de degradação biológica. Todos estes condicionalismos traduzem-se em exigências de resistência mecânica, de durabilidade, de estabilidade dimensional e de natureza estética muito distintas.


pinho

_manutenção

O pinho é tão forte e versátil como decorativo, no entanto também vulnerável ao ataque da humidade, de plantas e animais podridão seca e húmida, térmitas, caruncho, etc. - , as ameças diferem consoante o clima, mas o resultados dos ataques são semelhantes. Se não estiver protegida, a madeira tem tendência a absorver a humidade, correndo o risco de desenvolver bolor e fungos e pode apodrecer. É aconselhável proteger as madeiras com um produto apropriado, como por exemplo um imunizante, e acabar a protecção com um verniz ou um esmalte.

O sol e o vento secam a madeira. Quanto aos raios ultravioletas (UV), modificam a cor desta e degradam a estrutura das fibras. Quanto mais escuro for o produto de protecção, melhor protege a madeira contra as influências atmosféricas, mas mais a madeira irá captar o calor. Quando a madeira aquece, podem aparecer tensões e, de seguida, fissuras. Por isso deverá aplicar-se um produto de cor médio mas suficientemente escuro para limitar os efeitos dos UV.


pinho

_preçario

Os preços da madeira de pinho variam consoante a empresa, a qualidade e o pretendido. Existem soalhos desde 8€/m2, vigas a 200€. Assim como existem vigas de tamanho reduzido e sem tratamento por 5,70€. As ripas de madeira natural são os que dispõem de um preço mais baixo, sendo apenas 1,30€. Preços retirados de orçamentos.eu


pinho

_projectos

_HWKN _Discoteca Fire Island Pines, NY, EUA

_Studio Razavi architecture _La Parisienne Insurance, Paris, França

_Reiulf Ramstad Architects _V Lodge, Noruega

_Sanaksenaho Architects _St Henry's Ecumenical Art Chapel, Filândia


_Arquitecta Clare Cousins _Flinders Lane Apartment, Melbourne, Austrália

_Tengbom _Kotten, Suécia

_Arquitecto Raúl Sánchez _Apartamento, Barcelona, Espanha

_Designer David Derksen _Escultura, Holanda


Barrisol Corian Fibra de Vidro Bolon

Material de origem não natural, formado pela combinação de diversos elementos simples.


b _ arrisol


barrisol

_composição

Um tecto tenso Barrisol é uma tela não inflamável M1em PVC que se estica sob o efeito do calor sobre a periferia dos muros graças a um sistema de fixação específico. (Patente depositada). Graças à larga gama de perfis Barrisol utilizados para a fixação, todos os tipos de realizações são possíveis, incluindo as formas 3D e orgânicas. O tecto tenso Barrisol adapta-se às construções novas ou às renovações. Excelente solução para os problemas técnicos, oferece um acabado perfeito para um resultado notável. O tecto Barrisol adapta-se a qualquer forma e oferece assim aos inventores uma infinidade de desenho.


barrisol

_características

modularidade Pode ser desmontado e remontado ao infinito. Adaptável a todos os estilos, lugares. Possibilidade de integrar sistemas de iluminação, de aquecimento, de ar condicionado, de segurança, etc. .

simplicidade Instalação por profissionais aprovados pela empresa Barrisol. Montagem rápida e limpa, sem desperdícios, nem deslocação de móveis.

acústico

Soluções de optimização da acústica graças à tecnologia Acoustics®. Pode ser associado aos materiais isolantes para uma correcção acústica ainda mais eficiente das salas. Testes de correcção acústica eficientes


secagem

luz Criação de ambientes luminosos únicos sobre muros e tectos. Integração de todos os tipos de artigo des iluminações (suspendidos, integrados, spots, fibras ópticas, leds, mudanças de cores, etc.). Criação de artigos de iluminação de todas as formas (3D, cubo, pirâmides, esferas, caminho de luz, etc.). Utilização em projeção ou rétroprojecão (jogos de luz, imagens, etc.). Ideal para cromoterapia e luminoterapia

Resiste à humidade, a condensação, barreira eficaz contra o vapor. Estanque à água. Resiste a cargas importantes no caso de estragos de águas, um bolso de água forma-se no tecto (sem perfurações) e protege assim a peça - ver a

longevidade Longevidade atestada por clientes satisfeitos há mais de 25 anos. Não perde as suas caraterísticas técnicas durante os anos. Permaneçe constantemente tenso graças à tensão - conserva as suas formas. Garantia 10 anos contra qualquer defeito escondido de fabrico (soldadura, tela e arpão)


barrisol

_acabamentos

O teto tenso Barrisol pode ser instalado em todo o tipo de peça. Eis os casos mais frequentes: Cornisa integrada; Cornisa com iluminação; Teto tenso barrisol Star entre vigas; Cornisa existente; Sistema barrisol para contorno de tubos; Detetor de fumo; Câmara de vigilância; Boca de ventilação; Sprinkler integrado num separador; Sprinkler integrado na tela; Bloco autónomo de segurança luminoso; entre outros

Numerosas possibilidades decorativas podem ser encaradas pela instalação de um tecto barrisol Star num outro tecto barrisol Star. Uma reserva está prevista no lugar desejado, com as formas e dimensões do tecto a embutir. Os dois tectos são tensados sobre perfis barrisol Star. Da mesma maneira, janelas de tecto, persianas rolantes, alçapões de visita embutem-se nos tectos barrisol Tradição e barrisol Star.


barrisol

_aplicações

Os sistemas de fixação Barrisol permitem a realização de tetos clássicos ou todas as formas (inclinações, abóbadas, curvas, vagas, 3D, orgânicas, etc.). O teto barrisol instala-se a alguns centímetros do teto existente por um instalador aprovado barrisol.


barrisol

_manutenção

Desmontagem do tecto a qualquer momento, e em poucos minutos por um profissional. Acesso ao forro facilitado no caso de estragos de água, reparação de aparelhos técnicos, instalação de novos aparelhos e artigos de iluminação, etc. Lavável com água para quase todos os acabados ou limpeza com os produtos de limpeza Barrisol (excepto as camurças)


barrisol

_preçario

O Barrisol apresenta um excelente relatório qualidade/preço. O preço é calculado à medida de cada projeto. Devido às variadas estruturas, formas e ambientes, torna-se difícil dizer um preço correcto até se ter todas as medidas necessárias. Uma vez que essas medidas forem entregues à empresa será possível obter um preço preciso.


barrisol

_projectos

_Alison Brooks Architects _Quarterhouse, Folkestone, Inglaterra

_LAVA _Instalação, NY

_ Sybarite architects _Marni, NY _Ross Lovegrove _Biennale Interieur 2014, Bélgica


_Aeroport Roissy, Franรงa

_Pablo Uribe & Dominic Harris _Snog, South Kensington, Londres

_Jump Studios _Engine Communications group, Londres

_Sybarite architects _Loja Marni, Las Vegas


_corian


corian

_composição

CORIAN é o nome registado de um material de superficie sólida criada por cientistas da empresa DuPont (E. I. du Pont de Nemours and Company) em 1967. É um material composto por polímeros acrilicos e tri-hidrato de alimina (ATH) derivado do minério de bauxite. É fabricado em três expessuras: 6 milimetros, 12 milimetros e 19 milimetros. É aconselhado que seja vendido e instalado por um fabricante certificado DuPont, tendo uma garantia de 10 anos que abrange tanto o produto como a instalação.


corian

_características

resistência É um material notavelmente durável é fácil de conviver. Não descasca e suporta o uso diário. Resiste à maioria dos impactos e arranhões que ocorrem em áreas de uso intenso. Testado pelas propriedades mecânicas, térmicas, elétricas e outras propriedades da sua superfície.

não tóxico

reparável É totalmente reparável usando o lado abrasivo de uma esponja comum de limpeza - quando o acabamento for fosco, ou com polimento profissional. Danos causados por abuso podem, normalmente, ser reparados no local sem a necessidade de substituir o material.

É um material inerte e não tóxico. Sob condições normais de temperatura, não emite gases. Quando queimado, libera principalmente gás carbônico e a fumaça gerada é visualmente leve e não contém gases halogênios tóxicos.


termomoldável Pode ser termomoldado em moldes de madeira ou metal e em temperaturas controladas para criar vários objetos de design em 2D ou 3D. Efeitos de relevo também podem ser criados usando a técnica de moldagem por pressão.

higiénico

sólido As cores são as mesmas em toda a espessura do material e não desbotam. É um material sólido que não descasca mesmo quando exposto às intempéries.

É um material não poroso. Maciço em toda sua espessura, pode ser fabricado com emendas imperceptíveis e cantos arredondados, tornando-se uma superfície 100% higiênica. Evita o desenvolvimento de bactérias ou fungos. Certificado por um laboratório independente como um material higiênico de acordo com a norma internacional.


corian

_acabamentos

O Corian pode ter acabamento fosco, semibrilhante ou brilhante. Quanto maior o brilho, maior a necessidade de lixa e mão de obra. Para o acabamento fosco, por exemplo, utiliza-se lixas com gramatura de 80 a até 120. Já no acabamento de semibrilho, por sua vez, usa-se lixas de 80 a 800. E o acabamento brilhante requer até 8 gramaturas de lixa, desde 80 até 4000.

Como atingir o maior brilho requer iniciar com uma lixa de maior gramatura e terminar com a de menor gramatura, o tempo de acabamento aumenta drasticamente. Por isso, dependendo do projeto, o custo de polimento pode ter alto impacto no valor final.


corian

_aplicações

Quer seja como um balcão de atendimento, uma elegante vitrina, uma peça única de mobiliário ou como um objeto decorativo, a maleabilidade de Corian® permite dar resposta a qualquer necessidade de aplicação.A translucidez ce DuPont TM Corian® tem fomentado uma experimentação dinâmica no design de iluminação.

É compativel com tecnologia, desde painéis tácteis embutidos, iluminação LED e sistemas audiovisuais à sua capacidade de ser renovado e reutilizado.


corian

_manutenção

Corian® foi criado para oferecer muita praticidade ao seu dia-a-dia, exigindo um mínimo de cuidados e manutenção. Por norma, um pano de microfibra humedecido com um spray de limpeza de cozinha padrão, como Cif, deve remover a maioria das manchas. Limpar sempre com movimentos circulares.

O Corian® é inerentemente "renovável", pois é totalmente sólido e homogéneo. Por norma, a maioria dos danos, incluindo impactos graves, calor ou danos químicos, pode ser reparada no local para restabelecer a integridade original, suave e higiénica da superfície sólida.


corian

_preçário

O preço do corian é calculado à medida de cada projecto. Devido às múltiplas prorpiedades que o corian pode adquirir o preço varia consoante as necessidade do cliente. Factores como a cor, o catalisador que funde as peças, a estrutura - quando necessário a moldagem, o volume da encomenda, entre outros, influênciam o preço final.


corian

_projectos

_Simone Savini _Candeeiro de mesa Pureness

_Designer Paul Cocksedge _London Design Festival 2010

_Arquitecto Koen Olthuis _Villa New Water, Holanda _Wendy W. Fok _Azulejos, EUA


_Amanda Levete Architects _Corian Super-Surfaces Showroom, Milรฃo. _Corian Loves Missoni _Corian Design's Milan showroom, Itรกlia

_PolQuadens Long chair & Fish table

_Evans & Paul _Koch Theater ticket booth, NY


_fibra de vidro


fibra de vidro _composição

É um material composto produzido basicamente a partir da aglomeração de finíssimos filamentos flexíveis de vidro com resina poliéster (ou outro tipo de resina) e posterior aplicação de uma substância catalisadora de polimerização. O material resultante é geralmente altamente resistente, possui excelentes propriedades mecânicas e baixa densidade.

A fibra de vidro é fornecida em mantas prensadas, tecidos trançados, fitas ou cordéis (rooving) que são lançados ou desfiados sobre o molde e impregnados de resina. A manta prensada é mais barata, mas solta “fiapos” durante a montagem, enquanto que o tecido, um pouco mais caro, permite um trabalho mais limpo, peças mais resistentes e com melhor aparência final.


fibra de vidro _características

leveza Partes de plástico reforçadas ajudam a economizar peso comparadas às partes de aço (até 30% mais leves) com propriedades termo-mecânicas semelhantes.

Incombustilidade Como um material mineral, fibra de vidro é naturalmente incombustível. Nem propaga nem mantêm uma chama. Quando exposta ao calor, não emite fumaça nem produtos tóxicos.

resistencia Filamento de vidro tem uma resistência específica mais alta (resistência à tensão/massa volumétrica) do que a do aço. Esta característica é o ponto de partida para o desenvolvimento de fibra de vidro para produzir compostos de alto desempenho..


higiene

Não é poroso, por isso não absorve nenhuma substância.

baixa condutividade não apodrecimento

Filamento de vidro não deteriora e não apodrece. Não é afetado pela ação de insetos e roedores.

– Baixa condutividade térmica: Esta característica é altamente estimada na indústria de construção civil, onde o uso de compostos de fibra de vidro torna possível eliminar passagens térmicas possibilitando economia de calor.


fibra de vidro _segurança

Apesar da fibra de vidro ser um material benéfico, o manuseio incorreto pode causar danos a saúde de quem trabalha e ao meio ambiente. Quem trabalha com esse tipo de material deve utilizar máscara, luvas e roupas especiais em virtude das partículas que são liberadas causarem irritações na pele, olhos e aparelho respiratório. Além dos solventes e das resinas utilizadas no seu processo de fabricação serem extremamente tóxicos.

É importante que você tenha alguns aparelhos de segurança: luvas de borracha, máscaras de papel e máscaras com respiradores com filtro para produtos químicos. Evite contato com a fibra, porque a penetração de agulhas microscópicas de vidro podem provocar irritação da pele, coceira, principalmente entre os dedos. Para se trabalhar com fibra de vidro, é necessário um armazém bastante ventilado, devido ao cheiro exalado pela resina, que durante o manuseio, é inflamável e muito forte. Trabalhar num lugar ventilado, sem vento, sem crianças ou animais domesticos.


fibra de vidro _aplicações Permite a produção de peças com grande variedade de formatos e tamanhos, tais como placas para montagem de circuitos eletrônicos, cascos e hélices de barcos, fuselagens de aviões, caixas d’água, piscinas, pranchas de surf, recipientes de armazenamento, peças para inúmeros fins industriais em inúmeros ramos de atividade, carroçarias de automóveis, na construção civil e em milhares de outras aplicações.

A fibra de vidro faz o papel da armadura de ferro no betão armado: torna as peças resistentes a choques, tração e flexão.


fibra de vidro _produção

Para se produzir uma peça, utiliza-se um molde. O negativo do objeto desejado é normalmente fabricado de madeira, alumínio, borracha de silicone ou ainda de fibra de vidro. Para peças grandes, como uma capota, o molde em fibra de vidro é mais indicado. Devido a grande facilidade e excelente relação custo/benefício, pode-se contruir peças de forma rápida e eficiente. Os processos de laminação manual ou a pistola são também conhecidos como processos de moldagem por contato (isto é, sem pressão) ou processos de molde aberto.


fibra de vidro _preçario

O preço da fibra de vidro varia consoante a quantidade e o projecto que está a ser planeado. Existe no AKI mantas à venda a partir de 18,50€ (mais pequenas) e 24,50€ (maior tamanho).


fibra de vidro _projectos

_Vladimir Kagan and Ralph Pucci _Fiberglass Chair, USA

_Concepturban _Starfish, USA

_ Ray & Charles Eames _DSW Side Chair, EUA _vasos


_Studio O+A _AOL Palo Alto offices, EUA _Julien Renault _Cadeira Ring Fibre, França

_Angelo Mangiarotti _Chicago Chair, EUA _Anish Kapoor _Exposição


b _ olon


bolon

_composição

Bolon é um conceito piso versátil e contemporânea. Ao fazer a sua própria selecção da nossa gama de formas e combinando isso com a maioria das nossas colecções de chão, o conceito pode ser usado para criar belas formas interiores e sob medida. Bolon é baseado em seis formas - Triângulo, Deco, Tábua, hexágono, Asa e escala. Dependendo de sua escolha da cor, a direcção do fio, e a queda da luz no quarto, os padrões escolhidos vão assumir características completamente diferentes.

Bolon é uma marca interactiva concebida para designers de interiores e arquitectos, de modo a criarem sob medida o piso que visualizaram para o espaço. O material é feito através de um produto de vinil feito com vidro e reforçado com fibra . Uma vez que o material é um produto de camadas, a sua estrutura é naturalmente irregular .


bolon

_características

reciclagem Bolon faz a reciclagem dos seus próprios resíduos, assim como a reciclagem de resíduos de outras indústrias .Todo o material reciclado produzido, é utilizado no apoio à pavimentação

sem derrames Em termos de resíduos e material de derramamento, os processos são monitorizados continuamente. Por sua vez, isso afeta positivamente água e consumo de energia.

sem ftalatos Nós substituímos ftalatos por um agente de amaciamento, testado e comprovado que não compromete a durabilidade, conforto, absorção de som ou a qualidade geral.


limpeza

Basta apenas passar um aspirador, um pano humido e um detergente neutro para retirar as manchas ou nódoas do pavimento.

garantia moldável Bolon está comprometido a usar apenas a mais segura e crua das matérias-primas modernas. Ao fazer isso, conseguem controlar os aditivos, estabilizantes e plastificantes utilizados na produção.

O produto tem uma garantia de 15 anos.


bolon

_acabamentos

Bolon contém uma grande variedade de colecções - Artisan, Bkb, Botanic, Create, Ethnic, Graphic, Missoni, Now e Silence - e apresenta uma sensação de pavimento textil com todos os beneficios do pavimento vinilico, principalmente no que diz respeito à durabilidade, aparência e manutenção.


bolon

_aplicações

O chão deve estar completamente limpo, seco e livre de fendas. Remova cuidadosamente toda a poeira e partículas soltas. O chão deve-se encontrar nivelado. Passa-se uma cola pelo local escolhido, sendo que a camada de cola deve estar completamente seca antes de começar o assentamento e o material deve estar todo à temperatura ambiente (+/- 18º). Começa-se a colocar os paineis na disposição pretendia, cortando o excesso.


bolon

_manutenção

O Bolon é um piso avançado, feito através de PVC moderno, é seguro de utilização e é também 100% reciclável e livre de fosfatos. São estas características a razão por que mantém o revestimento de Bolon impecável e que facilitam a sua limpeza.

O processo passa por aspirar a superficie, de seguida utilizar uma esfregona com água morna e um detergente neutro. Posteriormente sugar a água com um aspirador de pó seco ou molhado com um pano / micro- fibra pano macio.


bolon

_preçário

O bolon tem um custo aproximado de 33,26€/m2. Dependendo da colecção escolhida, o preço varia. A colecção SPEKTRA, por exemplo, aumenta de preço, passando a ser 40,61€/m2. A estes valores acresce sempre a aplicação do material a 10€-12€/m2 com as empresas recomendadas pela marca.


bolon

_projectos

_an Hoogevest architecten _Lebuinuskerk, Deventer, Holanda

_PS Arkitektur _Skype, Stockholm, Sweden

_MDU Architetti _Klab Fitness Center, Florenรงa, Itรกlia

_Perkins + Will _Cornell Community Centre Library, Canadรก


_Luis Pedra Silva _Fraunhofer Office, Porto, Portugal

_Geyer _Arrow Energy, Brisbane, Australia

_NLA Decoração _Hotel Myriad, Lisboa, Portugal

_PDM International _Adidas Shanghai Headquarter, China


Ecoresin Demodé Pneus Alumínio

Material de diversas origens, que adquiriu uma nova formação através do reaproveitamento de matérias existentes.


_ecoresin


ecoresin

_composição

3form Ecoresin é um sistema intercalar dinâmico com possibilidades de design tão diversas quanto a imaginação. Permite costumizar de modo a recebermos exactamente o pretendido. Ecoresin XT pode ser especificado para aplicações verticais no exterior ambientes .

Um produto premiado, Ecoresin tem o benefício adicional de ser feito a partir de um poliéster especialmente formulado com uma resina que alia o desempenho com a responsabilidade ambiental. Ecoresin incorpora 40% de conteúdo reciclado sem comprometer as propriedades físicas gerais.


ecoresin

_características

individual Produzido numa base ordem individual, permite um design criativo e uma vasta seleção de produtos

resistente Muito resistente, permitindo a fácil fabricação e máxima durabilidade depois de instalado.

leve Leve, possui apenas metade da densidade do vidro, o que torna indicado para certo tipos de construções, reduzindo deste modo os requisitos e custos de suporte estruturais.


moldável Moldável em praticamente qualquer formato ou tamanho para instalações sem restrições.

resistência química Excelente resistência química que reduz o dano potencial suportadas pelos agentes de limpeza

qualidade Ecoresin possui um certificado de qualidade GREENGUARD.do ar interior.


ecoresin

_acabamentos

Ecoresin inclui uma grande variedade de texturas e padrões das colecções Organics* Moderna, Play, Texture, Color, Wood, Dichroic, Reflect, Timber e Graphic. Cada produto Ecoresin vem de fábrica com um acabamento na frente e traseira do produto. Além disso, 3form fornece ainda a opção de substituir o acabamento standart para um outro de entre cinco acabamentos.


ecoresin

_manutenção

Ecoresin, como todos os materiais de resinas termoplásticas, deve ser limpo periodicamente de modo a evitar o desgaste visível e a acumulação da sujidade. Lave as folhas com água morna, removendo a sujidade com um pano macio ou uma esponja e uma solução de sabão neutro e/ou detergente líquido. Utilizar um pano macio e humido para secar de modo a não arranhar o material.


ecoresin

_projectos

_Launch by Design _Coral KidZ Club Cancun

_Studios Architecture _Canal Park, Washington, DC, USA

_Dilller Scofidil + Renfro _Alice Tully Hall, NY, EUA

_Perkins + Will _Cornell Community Centre Library, Canadรก


_Blalock & Partners Architectural Design Studio _Marmalade Library, Salt Lake City, UT, EUA _HNTB Los Angeles _San Diego Airport, EUA

_Gensler New Jersey _500 Plaza, Secaucus, NJ, EUA _Studio Urbis _Painel colorido


_demodĂŠ


demodé

_composição

Além de querer resolver um problema ambiental, procura ensinar as novas gerações que a forma atual de produção descontrolada, desenfreada e com base no capital e não no bem-estar das pessoas, não é sustentável ao longo do tempo. É um sistema de recuperação fácil de reproduzir em qualquer país .


demodé

_características

resistente

Demode é altamente resistente ao impacto e pode ser recortado e adaptado facilmente (serrar, furar, lixar, aparafusado, colado e ligados a outros materiais, etc.).

ambiente

Demode é um produto certificado, que contribui para a protecção do ambiente para a sociedade, desde a sua produção até o final da sua vida útil.

biodegradável Feito através de uma mistura de plásticos e materiais naturais são pressionados em conjunto com um adesivo 100% biodegradável.


isolador Possui propriedades isoladoras quando colocado como revestimento de parede

fácil mecanização

Graças a sua fácil mecanização, o material pode ser utilizado como revestimento em paredes internas e também ser utilizado na fabricação de objetos, móveis e acessórios.

certificado LEED

Composto por 36% de materiais reciclados e, destes, 40% de material rapidamente renovável e outros 40% de material provenientes da região.


demodé

_projecto

_HABITAR: DISEÑO PARA VIVIR, Centro Cultural Palácio La Moneda, Santiago, Chile 2015

_Cristóbal Rifo _cadeira com braços, MoMA, NY

_Stand London Design Festival, UK 2013

_Primera exibição de Demodé, Casa Piedra, Santiago - Chile


_Banco

_Coleção de objetos na área de trabalho usando moldes feita a partir da versatilidade de démodé

_Christiani Juul _Candeeiro Sheik _Agencia DYU Diseño _Vitrine da loja La Fête Chocolat


_pneus


pneus

_composição

Os pneus diferem na sua composição consoante a borracha, a marca, o modelo, o DOT (Department of Transportation) e país de manufactura. O pneu é um produto composto de vários materiais com propriedades muito diferentes, cujo fabrico implica uma grande precisão. Os pneus foram inventados em 1845, depois que o norte-americano Charles Goodyear descobriu casualmente o processo de vulcanização da borracha, quando deixou cair borracha e enxofre no fogão.

Tornaram-se então substitutos das rodas de madeira e ferro, usadas em carroças e carruagens. A borracha além de ser mais resistente e durável, absorve melhor o impacto das rodas com o solo, o que tornou o transporte mais confortável e funcional. A maior parte dos pneus hoje é feita de 10% de borracha natural (látex), 30% de petróleo (borracha sintética) e 60% de aço e tecidos (tipo lona), que servem para fortalecer ainda mais a estrutura.


pneus

_aplicações

Para recuperação e regeneração é necessária a separação da borracha vulcanizada de outros componentes (como metais e tecidos, por exemplo). Os pneus são cortados em lascas e purificados por um sistema de peneiras. As lascas são moídas e depois submetidas à digestão em vapor d’água e produtos químicos, como álcalis e óleos minerais, para desvulcanizá-las. O produto obtido pode ser então refinado em moinhos até a obtenção de uma manta uniforme ou extrudado para obtenção de grânulos de borracha.

A borracha regenerada apresenta duas diferenças básicas do composto original: possui características físicas inferiores, pois nenhum processo consegue desvulcanizar a borracha totalmente, e tem uma composição indefinida, já que é uma mistura dos componentes presentes. No entanto, este material tem várias utilidades: cobrir áreas de lazer e campos desportivos, fabricar tapetes para automóveis; passadeiras; saltos e solas de sapatos; colas e adesivos; câmaras de ar; rodos domésticos; tiras para indústrias de estofos; buchas para eixos de caminhões e autocarros, entre outros.


pneus

_preçário

O custo dos pneus varia consoante o local e o modo de obtenção do produto. Caso este seja obtido através de locais especializados na reciclagem de pneus, “Cemitério de pneus”, o custo é bastante mais elevado. Se por outro lado, o cliente estiver interessado em pneus novos, o custo irá disparar esponencialmente. Existem também locais pelo país em que se encontram pneus abandonados, nesse caso o custo passa a ser 0.


pneus

_projecto

_Brighton Earthship, UK

_playgroung

_Cadeira

_Earthship Biotecture _Casa, Haiti


_Rubber Roofing

_Lago

_Parque estacionamento bicicletas

_Banco


_alkemi


alkemi

_composição

Alkemi é um material reciclado feito com o aproveitamento de 96% do consumo de sucata da liga de alumínio macio, de acrílico, de uma superfície sólida e de resíduos. A sua fabricação e instalação gerais são através de métodos convencionais para materiais de superfícies sólidas.

As cores e padrões disponíveis são um resultado direto dos resíduos e desperdícios materiais disponíveis no momento da fabricação. Como acontece com muitos outros materiais, a sua estampagem é aleatória, como tal, não se deve esperar coerencia no produto.


alkemi

_acabamentos

O acabamento superficial final, do fosco ao alto brilho, deve ser realizado pelo fabricante, de acordo com as especificações do cliente. Asuperfície de acabamento final de Alkemi, incluíndo as superfícies de topo, arestas, costuras e reparos, devem ser feitas usando, aleatóriamente, lixadeiras orbitais e abrasivos de alta qualidade adequada, se necessário. O processo de lixamento e acabamento é fornecida por MIRKA Abrasivos.


alkemi _aplicações

O Alkemi deve sempre ser instalado recorrendo a um substrato, aglomerado ou compensado, para fornecer o apoio estrutural necessário. Substrato deve ser sustentados verticalmente a cada 50 cm do centro para evitar a curvatura do plano horizontal. Para instalações de grande escala horizontal, deve-se utilizar um adesivo de silicone para permitir qualquer expansão e contração do material. O mesmo sistema se aplica quando se pretende criar uma superfície vertical. É sempre necessário recorrer a um substrato para fornecer o apoio. O alkemi deve ser preso à parede através de um hardware que permita a expansão e contracção do material. A frequência dos anexos de hardware apoio dependerá da dimensão do painel e considerações de design estruturais.


alkemi

_manutenção

Pequenos arranhões podem ser removidos através do lixamento. Alguns arranhões superficiais que sejam profundos podem fazer com que a superfície lasque. Podem ser reparados utilizando um adesivo claro, semelhante a um enchimento, lixando a superfície de seguida e seguindo todas as recomendações.

Como com todos os produtos de acrílico, recorre-se à água e sabão neutro ou produtos de limpeza suaves líquidos (livres de água sanitária e amoníaco), aplicados a um pano de algodão macio para a limpeza da superfície.


alkemi

_preçário


alkemi

_projectos

_Tampo Mesa _David Spala _2 Lads Winery, Traverse City, EUA

_Bancada

_Mesa


_DES Architects + Engineers _GoDaddy, Sunnyvale, CA, EUA _Mesa Ronald Reagan Washington National Airport, EUA

_Richard+Bauer _Prescott Valley Public Library

_bancada La Crema Winery


Cortiรงa Washi Paper Isofloc Cal Hidrรกulica

Material de origem natural que foi melhorado de modo a ser utilizado pelo Homem.


_cortiรงa


cortiça

_composição

A cortiça é a casca do sobreiro (Quercus Suber L.), o que significa que é um tecido vegetal 100% natural. É formada por uma colmeia de células microscópicas preenchidas com um gás semelhante ao ar e revestidas maioritariamente por suberina e lenhina. Na sua composição química identificam-se também outros compostos, embora com menos expressão, como os polissacáridos, ceroides e taninos.Num único centímetro cúbico da cortiça contam-se quase 40 milhões de células – cerca de 800 milhões numa só rolha de cortiça.

A extração é feita por profissionais altamente especializados, sempre entre maio e agosto, quando a árvore se encontra numa fase mais ativa do crescimento e se torna mais fácil descortiçá-la sem ferir o tronco. O sobreiro é a única árvore cuja casca se autorregenera, adquirindo uma textura mais lisa após cada extração. Pode ser descortiçado cerca de 17 vezes ao longo de uma longevidade que é, em média, de 200 anos


cortiça

_características

isolamento A cortiça tem uma baixa condutividade de calor, som e vibração. Isto acontece porque os elementos gasosos que contém estão fechados em pequenos compartimentos impermeáveis e isolados uns dos outros.

hipoalergénica Como não absorve pó, contribui para a protecção contra alergias.

resistência O facto das suas células serem formadas por microscópicas almofadas gasosas torna a cortiça muito confortável. Mais do que confortável, é saudável, pois a capacidade de absorver os choques alivia a pressão sobre os pés, protegendo as articulações e a coluna.


suave Em termos sensoriais, é um produto suave ao toque, com um odor muito característico, não intrusivo, levemente adocicado. Com uma temperatura natural muito aproximada à do corpo humano, transmite uma sensação de conforto difícil de replicar com qualquer outro material.

combustão lenta A cortiça é um retardador natural de fogo: não faz chama nem liberta gases tóxicos durante a combustão.

leve Mais de 50% do seu volume é ar, o que a torna muito leve pesa apenas 0,16 gramas por centímetro cúbico e flutua.


cortiça

_acabamentos

Os acabamentos na cortiça são escassos. Maioritariamente são utilizados ao natural, sendo apenas submetidas a uma lixagem da superfície. Os acabamentos podem variar consoante a finalidade do produto. Podem ser colocadas membranas especiais sobre a camada superficial da cortiça, que garantem uma melhor proteção contra riscos, marcas, manchas, mossas ou danos causados pelos raios ultravioleta.


cortiça

_aplicação

Nenhuma tecnologia consegue imitar as propriedades únicas da cortiça, mas com a ajuda dos recentes avanços em I&D e Inovação é possível desfrutar da alta performance técnica desta matéria-prima 100% natural como nunca antes tinha acontecido. Rolhas e pisos de cortiça são os dois produtos mais representativos da indústria mas atualmente as capacidades da cortiça são amplamente exploradas por designers, arquitetos e engenheiros dos mais variados sectores em todo o mundo.

É um material natural, com fortes mais-valias aos níveis do tato e do olfato, de grande versatilidade, o que permite que seja facilmente esculpido, cortado, moldado e formado.Conjugada com a tecnologia mais vanguardista, a cortiça aumenta a performance dos produtos, o conforto e o prestígio. O seu apelo reside na conjugação do encanto de um mundo mais antigo com as capacidades técnicas de um mundo novo.


cortiça

_projectos

_Granorte _Azulejos, Portugal _Gundry & Ducker _Biju Bubble Tea Rooms, Londres

_Ilse Crawford _mobiliário IKEA _Alma Gémea _Produtos, Portugal


_Arquitecto José Carlos Cruz _Ecork Hotel & SPA, Évora, Portugal _Designer Pierre-Emmanuel Vandeputte _Capacete, Bruxelas

_Designer Hella Jongerius _Tapete, Holanda _PMC Arquitectos _Adega Logowines, Évora, Portugal


w _ ashi paper


_composição Washipaper é o termo japonês para descrever o papel feito artesanalmente de forma tradicional - ‘wa’ japonês ‘shi’ papel. Geralmente, é feito a partir de fibras de casca da árvore Gampi, do arbusto Mitshumata (Edgeworthia chrysantha), ou da folha da amoreira, mas também pode ser feito a partir do bamboo, cânhamo, arroz ou trigo.

Atualmente, a maioria dos papéis que vemos são produzidos industrialmente, tais como os papéis usados em jornais, revistas, livros, cadernos, como embalagens, entre outros. Já o papel Washi é feito artesanalmente, um a um, por mãos habilidosas e que utilizam técnicas antigas e especiais, produzindo um papel único, de grande resistência e com incríveis características.


_características

conservação Já as fibras longas de plantas empregadas na fabricação do papel Washi possuem características naturais que diminuem drasticamente a ação do tempo e de outros agentes externos, aumentando seu poder de conservação e mantendo sua resistência e aparência por prazos indeterminados.

calor Literalmente mais quente ao toque do que os papéis ocidentais feitos de celulose, washi é macio e cria uma sensação de calor no visualizador. As suas qualidades tácteis tornam-o muito comum na utilização de convites e livros.

resistência Utilização de plantas de fibras longas, ao invés da matéria vegetal derivada da madeira, tão comumente utilizada nos papéis convencionais permite uma maior resistencia à luz, água e humidade.


flexibilidade Devido à colocação aleatória das fibras, não existe nenhum grão especifico do papel. Isto faz com que o washi não se vinque, amasse e rasgue com facilidade. Permite a utilização em panos, livros e caixas, etc

durabilidade Duas das maiores características que tornam o papel Washi único e especial são sua força e durabilidade que provem das suas fibras.

baixa acidez Tradicionalmente os papéis japoneses são verdadeiramente livres de ácidos pois são feitos de um modo cru e artesanal. Existem exemplos de papéis impressos no Japão, há mais de 1000 anos que estão em perfeito estado. Hoje , os papéis feitos na aldeia de Kurotani estão entre os melhores papéis de arquivamento.


_aplicação

Pelas suas características únicas, o papel Washi possui inúmeras aplicações e usos. Na decoração, devido à sua grande variedade de cores e texturas, os papéis japoneses são fonte de inspiração para arquitetos e decoradores. Suas inúmeras estampas e incontáveis cores e padrões possibilitam seu uso em objetos tais como biombos, divisórias, luminárias, painéis e muitos outros. Suas diversas gramaturas possibilitam seu uso em impressos, cartões de visita, convites de casamento, envelopes e embalagens.

O papel Washi é perfeito para a restauração de livros raros, documentos antigos e obras de arte, sendo utilizado por diversos órgãos e institutos conservacionistas. Muitas formas de arte são criadas a partir do papel Washi, tais como o tão conhecido Origami, além de outras técnicas tais como o Washi-ê, Tigiri-ê, Kiriê e muitas outras.


_manutenção

Devido à sua forte composição, o washi paper não necessita de manutenção. É um papel rugoso com grande capacidade de absorção, como tal, sempre que exitir alguma nódoa ou mancha, o papel terá de ser completamente substituído. O mesmo acontece em casos de rasgos.


_preçário

O washi paper, é uma material artesanal japonês. Deste modo, acaba por ser mais caro e exclusivo. Cada folha vende-se precisamente à folha e não ao metro, porque o tamanho varia consoante o que o artesão consegue fazer. O preço também é influênciado de acordo com o seu acabamento, as folhas mais simples e finas são mais baratas, enquanto que as folhas com padrões e mais gramagem são mais caras.

Não é um material barato, e torna-se difícil estabelecer um preço fixo devido às suas características artesanais. Uma folha A2 pode custar 12€. Uma mistura de vários papeis japoneses, pode custar 5€.


_projectos

_Sander Architecten _Rabobank Headquarters, Holanda

_Issey Miyake - Artemide _candeeiro Hoshigame, Itália

_Naoya Matsumoto Design _Yorunoma bar, Osaka _Vários artistas _Exposição The Proud Archivist, Londres


_Eriko Horiki_interiores _Luca Nichetto & Nendo - Foscarin _candeeiro, Milan Design Week 2015

_abanico _Takashi Kuribayashi _Instalação Nature and City, 2014 Sapporo International Art Festival


_isofloc


isofloc

_composição

O isofloc é um material de condicionamento acústico, ecológico, á base de celulose (91%) e sais de boro (9%), semelhante ao algodão e á lã, que pode ser projectado em paredes e tectos mas também injectado, por exemplo em caixas de ar de pavimentos ou outras. Para além de ser um bom absorvente acústico, o sistema de aplicação sob pressão do isofloc permite-lhe obter um calafetamento eficaz de todos os espaços onde é aplicado melhorando o isolamento acústico e térmico.

Os aditivos do sistema (sais de boro) conferem ao isofloc características ignífugas e fungicidas, afastam bichos e roedores, e evitam a própria decomposição do produto. O isofloc, à base de celulose, tem a capacidade de absorver e regular a humidade no interior dos edifícios, proporcionando um ambiente agradável.


isofloc

_características

impermeável O isofloc é um material impermeável que impede a passagem de vento ou correntes de ar passarem para o interior do edificio, graças à sua alta densidade que lhe confere uma elevada resistencia.

não tóxico Não contém produtos nocivos à saúde do Homem, nem elementos tóxicos.

resistencia O isofloc é um material estável e resistente devido à sua densidade. É resistente aos roedores e insectos. É anti-fungico.


higiene

Não é poroso, por isso não absorve nenhuma substância.

isolador Isofloc é um material que devido à sua alta porosidade, é adequado para o isolamento de ruído nas habitações.

reutilizável

As fibras pelas quais este material é composto permitem a sua reutilização.


isofloc

_aplicações

Revestimentos absorventes de lajes e paredes, incluindo superfícies em gesso cartonado, especialmente adequado para situações côncavas ou irregulares de uma maneira geral e sempre que seja pretendido um acabamento absorvente contínuo e sem juntas. Utiliza-se como isolamento térmico e/ou acústico em coberturas, tectos falsos, isolamento de estruturas de madeira, isolamento sobre lajes de betão ou aligeiradas e, em geral, na reabilitação de habitações.

Apresenta as vantagens de ser um material muito económico, fácil de aplicar, que penetra em todos os vãos de maneira uniforme e, por isso, é ideal para evitar pontes térmicas. Também pode ser aplicado como isolamento projectado, humedecendo-se e diluindo uma cola especial durante a projecção. O seu tratamento com hidróxido de alumínio confere-lhe propriedades ignífugas, fungicidas e contra insectos.


_cal hidraulica


cal hidraulica

_composição

Em Portugal o fabrico da Cal Hidráulica iniciou-se em 1891, com a fundação da fábrica de Cimentos da Maceira, antecessora da Secil Argamassas. Com a chegada do cimento, a Cal Hidráulica passou a ter um papel complementar, utilizando-se como constituinte de argamassas, só ou em mistura com outros ligantes. Hoje, a Cal Hidráulica encontra, além da sua utilização tradicional, novos mercados no domínio da Reabilitação Urbana, no fabrico de Artefactos de Cimento, como matéria prima de Argamassas Fabris, no Tratamento de Solos e nos Pavimentos Betuminosos de Estradas.

A cal hidráulica é um ligante utilizado com sucesso há centenas de anos na construção. Destaca-se por adquirir presa e ganhar resistência mecânica quando em contacto com a água. O dióxido de carbono existente na atmosfera contribui igualmente para o seu processo de endurecimento. Actualmente, a cal hidráulica natural e aplicada como o ligante de eleição na construção sustentável e na reabilitação de edifícios antigos.


cal hidraulica permeável Elevada permeabilidade ao vapor de água. Trata-se de um material respirável e durável, com a capacidade única de absorver CO2 durante a carbonatação do seu teor de cal livre. As argamassas produzidas com cal hidráulica natural são produtos recicláveis.

_características

natural 100% natural, livre de adições.

compatível

Total compatibilidade física e química com suportes antigos


boa aplicação

Aplicável sobre diversos tipos de suportes, desde tijolo, blocos, madeira a betão.

isolador Isofloc é um material que devido à sua alta porosidade, é adequado para o isolamento de ruído nas habitações.

reciclável

As fibras pelas quais este material é composto permitem a sua reutilização.


cal hidraulica

_aplicações

Argamassas para a Construção Sustentável; Rebocos para a reabilitação de edifícios antigos ou construção nova; Acabamentos decorativos Argamassas de assentamento de tijolos ou blocos; Argamassas para o refechamento de juntas em alvenarias de pedra; Argamassas de betonilha; Acabamentos decorativos; Fabricação de tijolos ou outros artefactos para a construção; Betão de cal; Caldas de injecção; Tratamento de solos

Uma vez misturada a argamassa deve ser aplicada antes de decorrer 1 hora e nunca se lhe deve adicionar mais água após a amassadura. O reboco não deve exceder 1 cm de espessura no total. Sendo uma argamassa isenta de cimento, exclusivamente à base de Cal Hidráulica, a sua utilização pressupõe experiência prévia com argamassas à base de Cal. Note-se que esta Argamassa tem tempos de seca, muito superiores aos das argamassas de Cimento.


cal hidraulica

_preçário

O preço da cal hidraulico varia consoante o local de compra e a qualidade. Segundo as amosras que recolhemos, uma saqueta de 25kg custa 2,79€.



Catalog