Issuu on Google+

Tiques

Olhei discretamente para o meu lado esquerdo para entender o que me estava a atormentar. Desviei o olhar. Espreitei pelo canto do olho esquerdo desta vez. Apenas vi dois pequenos finos dedos a enrolar um conjunto de poucos cabelos encaracolados de cor ruiva. Estranhei. Olhei em redor e reparei que aquela cabeça, das poucas que se encontravam na sala, estava completamente fixada no ecrã de televisão à sua frente. Em alguns momentos aquela cabeça inclinava-se para detrás de modo a poder-se ver a cara da senhora que tinha o tique de fazer “caracóis no cabelo” sempre que se ria. Fixei o olhar perante a pessoa que não parava de se rir e encaracolar os malvados fios de cabelo. Enrolava uns poucos cabelos e depois desmanchava tudo voltando ao início e assim sucessivamente. Aparentava um sorriso na cara.

Ana Catarina Almeida, 10.1º nº2 5 de maio de 2014


Tiques