Page 1

CDU SILVES

Caros Munícipes, Comerciantes, Silvenses A actual difícil situação económica do país, e deste concelho em particular, deve merecer atenção especial por parte dos políticos municipais que nos governam. O concelho de Silves vive uma situação económico-social preocupante, agravada pela incompetente gestão financeira do executivo permanente PSD, liderado por Isabel Soares. Actualmente, a dívida de curto prazo da autarquia é de cerca de 19 milhões de euros, mais de metade do orçamento municipal anual. Agora, com a ajuda do programa do Governo “Pagar a Tempo e Horas” irá ser paga uma parte dessa dívida a fornecedores. Porém, para isso irá ser contraído mais um empréstimo, cujas obrigações (juros) só terminarão no ano 2019! Quem o pagará seremos todos nós, os Silvenses! É por isso que os valores das taxas e licenças municipais, do preço da água e da contribuição autárquica estão, e continuarão a estar, entre os mais elevados de todo o Algarve. Nós, Silvenses, pagamos mais porque este executivo gasta mal e no que não deve, no que realmente menos importa. Por essa razão se tem oposto a CDU, com o seu voto contra, às propostas de Orçamentos Municipais apresentadas pela maioria PSD. Por isso a CDU tem votado contra os aumentos das taxas municipais. E fazendo contra-propostas razoáveis, como aconteceu recentemente, com a proposta do vereador não permanente da CDU, de redução em 50% das taxas municipais sobre publicidade e ocupação do espaço público. Pretendia-se com esta proposta minorar as dificuldades que atravessa o comércio municipal neste período de crise, algumas delas agravadas por profundas e demoradas obras que em muito o prejudicaram, como foi o Polis em Silves ou, de momento, as da frente ribeirinha em Armação de Pêra. O PSD reprovou esta proposta na Câmara, com a ajuda da abstenção do Partido Socialista; depois, apresentando a bancada da CDU a mesma proposta na Assembleia Municipal, esta foi aprovada por maioria (aqui o PS já votou a favor!!); finalmente, apoiada a sua proposta pelo órgão deliberativo, o vereador Manuel Ramos voltou a propô-la em reunião camarária. Conclusão: foi chumbada pelos votos contra do PSD e, novamente, com a inexplicável abstenção do PS. A Câmara Municipal ignorou simplesmente as recomendações do principal órgão político do concelho, a maioria permanente ignorou as preocupações e a situação difícil vivida pelo pequeno comércio neste concelho. E o que é que acaba por fazer, e que tem sido nestes últimos anos “o pão nosso de cada dia”? Realiza eventos “colunáveis” que promovam a imagem da Presidente como o recente desfile de moda, o Silves Fashion! Dinheiro gasto: 48 750 euros!

Comunicado aos Silvenses  

Comunicado sobre as iniciativas da CDU para reduzir as taxas municipais respeitantes a publicidade e ocupação do espaço público.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you