Page 1

Casas Taiguara Informativo mensal

Abrigando dia e noite crianças de rua Abril 2012 - edição - #49 - Distribuição para sócio doador - Venda proibida

Expedição á Brasília aponta como o sistema de abrigamento pode melhorar. Por Laura Latorre A Expedição Cidadania deu às

crianças e jovens da Casa Taiguara das Expedições uma vivência social onde elas puderam conhecer pessoas de outros lugares com histórias parecidas com as suas. O respaldo desse contato indica que o sistema de abrigamento precisa de diretrizes mais sólidas e formação especializada e contínua. No fim do encontro um documento foi gerado e apresentado ás autoridades como ilustração do pensamento das entidades de Acolhimento. A Expedição aconteceu com união da Associação Escoteiros do Mar

Aos Leitores A Redação gostaria de prestar algumas contas com o Leitor. Em breve traremos novidades e um espaço pra você nos dizer sua opinião. O Informativo contará com espaço mais arejado, ganhará formato de Tabloide e vai trazer novas colunas. Queremos saber sua opinião, Leitor! Qual a melhor matéria? O que mais você gostaria de saber? Alguma crítica? Escreva pra gente! Laura@casataigaura.org.br Rua Treze de Maio, 353 – Cep: 01327-000. São Paulo SP

DF, Instituto Berço da Cidadania e Casas Taiguara das Expedições. A Petrobrás deu seu incentivo providenciando um kit de camiseta, boné, squeeze, mala e lanches para todos os participantes. Eram quase 150 pessoas reunidas num acampamento coletivo, onde cerca

Acampamento no parque Paranoá, Brasília DF.

Fernado Tatagiba.


de um do no

130 crianças e jovens conheceram pouco da história política e social Brasil. O acampamento foi erguido Parque Paranoá coma ajuda de

COmodoro Ulysses Neto

e conhecer os pontos turísticos. No terceiro dia, um fórum de discussão foi sugerido por Valéria Pássaro, coordenadora da Casa Taiguara das Expedições. Estavam todos reunidos numa grande roda, sentados em cadeiras de plástico sob um toldo de pano erguido na parte comunitária do acampamento. O Calor fez com que todos quisessem um lugar abrigado do Sol. Nada de muito tecnológico acompanhou o fórum, á exceção da pequena câmera da equipe e uns poucos gravadores, nenhum equipamento respaldava os presentes. Nenhum microfone que os colocasse mais de frente ao poder público. O tema discutido foi sobre a diminuição da maioridade penal. Nem todos sabiam do que se tratava, mas logo entenderam como esse tema recai sobre suas vidas. Todos os presentes chegaram rápido a uma conclusão de que a redução da maioridade penal precisa ser assistida de um cuidado que faça com que a lei seja cumprida de forma mais clara e sóbria. A forma como é conduzida a abordagem policial e mesmo a aplicação de pena a menores de idade ainda é feita de forma imprecisa, deixando muitos inocentes desprotegidos do real perigo. A premissa é que crianças ainda não têm maturidade para decidir com clareza o que estão fazendo e precisam de instrução, de um entidade ou adulto que as ajude. E foi

todos os participantes. Tudo era feito tradicionalmente, como numa expedição autêntica, banho no rio, fogo rápido para cozinhar e toda a organização típica. Os aventureiros eram de São Paulo, Brasília e Goiás, todos conviveram bem na coletividade durante os quatro dias de viajem. Nosso ônibus chegou por ultimo, depois de 16 horas de viagem e ainda a tempo de se juntar aos ou demais para apresentações e trabalho em prol da tão esperada cidadania “Cidadania é algo que elas [as crianças] vao levar pra sempre. Sempre que elas ouvirem falar de Brasília elas vão poder dizer ‘eu estive lá, eu conheci esse lugar’ porque a medida que elas vão crescendo, vão vendo a importância da história de Brasília e também da história delas” diz Comodoro Ulysses Neto da Associação Escoteiros do Mar, em depoimento á equipe que acompanhou as crianças. Mas não foi só a história que encantou os participantes. Durante os dois primeiros dias eles Educador palestrando no Fórum do acampamento. foram passear pela cidade 2

Abrigando dia e noite crianças de rua


nesse momento que a falta de instrução dos educadores entrou na discussão. As crianças se perguntaram quem deveriam procurar caso sejam abordados por autoridades.E são os educadores que precisam saber dos direitos e deveres delas para poder defendê-las. Todos precisam de defesa. O serviço de acolhimento zela pela integridade física e moral de suas crianças e adolescentes. O serviço também tem a missão de ajudá-las a ter uma vida saudável em que eles serão capazes de diferenciar o certo do errado. As discussões ajudaram a mostrar e ilustrar casos comuns entre as crianças e educadores. Essa experiência vai viabilizar uma expedição á baixada santista, com os abrigos de lá, com o mesmo espírito.

1) Pra doar você não pode colocar CFP nem CNPJ no cupom, Só assim ele será válido para doação. 2) Há várias m a n e i r a s de doar seu cupom fiscal, mas a melhor é deixar o cupom nas lojas participantes. 3) Coloque uma urna na sua empresa.

Boa vontade em forma de cupom A Campanha “Doe seu Cupom Fiscal” das Casas Taiguara está crescendo. Basta nos enviar seu cupom, sem CPF identificado através do site, ou depositá-lo nas urnas expostas nos estabelecimentos comerciais participantes. Uma vez por mês, os cupons arrecadados são retirados nos estabelecimentos parceiros e encaminhados à uma equipe autorizada que realiza o cadastramento na Nota Fiscal Paulista - NFP. Depois de seis meses, as Casas têm acesso ao crédito dos cupons, que então é revertido em manutenção e patrocínio das unidades. O processo é um pouco longo, mas é com esta arrecadação que se têm mantido, por exemplo, a República Jovem Taiguara funcionando. Esta unidade não Casas Taiguara

conta com nenhum patrocínio e esta é uma das formas de manter o projeto em andamento. Hoje são aproximadamente 150 estabelecimentos conveniados. O Comerciante que quiser participar e colocar uma urna em seu estabelecimento, pode enviar e-mail contento nome e telefone para contato para Karina@casastaiguara.org. br com assunto Doe Seu Cupom Fiscal.

Parceria pela rua A BTN - Brazilian Traffic Network - cede espaço em rádios parceiras para as Casas Taiguara a partir do mês de Maio. Simon Walker, diretor da BTN em entrevista pra 3


Informativo, comenta que é preciso ajudar quem está na rua. A empresa produz notícias sobre o trânsito em tempo real e começou a operar no Brasil em Janeiro deste ano. O espaço cedido nas rádios vai fazer com que as Casas Taiguara sejam mais conhecidas pelo grande público, elevando-a a um novo patamar a longo prazo. A propaganda divulga o site e um pouco da causa pela qual exite. Melhorar a vida de quem está na rua é um dos ideias que as duas empresas compartilham. Globat Traffic Network - GTN - é a matriz desta nova industria, iniciada nos Estados Unidos e florescida na Austrália, com a ATN - Australian Traffic Network, desde 1997. A GTN atua em diversos países atualizando ouvintes e espectadores sobre o transito. Ela tem mais de trinta e cinco helicópteros espalhados pelo mundo e também tem parceria com mais de 400 emissoras de televisão e rádio. Agora eles querem firmar presença em São Paulo, a cidade com o sexto pior transito do mundo,

segundo pesquisa feita pela IBM Computer Pain em 2010. As notícias são extraídas de parceiros como CET e Corpo de Bombeiros, além dos helicópteros e carros da empresa que rondam a cidade.

Mostra de Artes CTC Durante o dia 15 de Junho os alunos da CTC irão se resentar na Mostra Cultural que encerra os sete cursos ministrados durante o semestre. O evento acontece das O evento acontece das 14h ás 18h e contará com a colação e entrega de diplomas. A comunidade do entorno e as crianças de abrigos puderam ter novas oportunidades de entrar em contato com esse fazer artístico. Coreografias, danças e até vídeos serão exibidos pelos alunos para alunos. O projeto foi conveniado com a prefeitura e terá outra edição no semestre que vem. O Projeto foi significativo enquanto promotor cultural, os resultados obtidos com os projetos estão sendo elogiados pelos professores, que acreditam na qualidade do produto final.

Cartazer feitos pelos alunos de Photoshop 4

Abrigando dia e noite crianças de rua

Informativo#50  

Informativo mensal #50, de junho 2012.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you