Page 1

NOVIDADE - JORNAL DAS AEC

O  evento  Shup  Up  &   Dance  vai  realizar-­se   nos   dias   17   e   18   de   Maio   com   o   objetivo   de   promover   a   atividade   física   para   miúdos   e   graúdos.   Dois   dias   em   que   a   dança   serå   a   rainha   da   festa.

Jornal de

essines Bloco Informativo Desporto 1º  Grande  PrÊmio  Carlos  Calado  homenageia  dois  atletas   messinenses,  Carlos  Calado  e  Humberto  Sequeira  -­  påg.  2

Encontro  Distrital  de   Trampolins  -­  påg.  14

Campeonato  de  Boccia   BC1,  BC2  e  BC4  -­  påg.  8

Casa  do  Povo  de  Messines  inicia  Liga  Primavera  Futsal,   dia  19  de  Maio  -­  påg.  7

Cultura e Lazer

A  Casa  do  Povo  de  Messines  aposta  na  criação  de  uma  nova  valência   de  Desporto  Adaptado  promovendo  a  inclusão  e  a  igualdade  -­  påg.  15

Te.Atrito  com   a   peça   "Tomai   Encontro  de  caravanistas  -­   lå  do  que  Ê  bom"  -­  påg.  13 påg.16 Casa   do   Povo   de   Messines   integra   comemoraçþes   do   184º   aniversårio   de   João   de   Deus   -­   påg.   12 Te.Atrito   alegra   e   sensibiliza   crianças,   para   questþes   ambientais,   com   a   peça   "   Varredor   de   MarÊs"   -­   påg.   13 &Ki GDV  ¿FD PDUFDGR SHORV scones,   chå,   música,   muita   animação   e   união   -­   påg.   6

Boa-­Esperança  proporciona  momentos  de  bom  humor  na  Casa  do  Povo   GH0HVVLQHVFRPDUHYLVWD4XHPPDLVJDPRXPHOKRU¿FRXSiJ

11Âş Sarau de GinĂĄstica

PrĂłximos Eventos

Dia  24   de   Maio   no   pavilhão   da   Casa   do   Povo   de   Messines

Spring  Dance   då   as   sons,   cores   e   sabores  

Dar um brinquedo, receber um sorriso pĂĄg.4

boas  vindas     aos   primaveris   -­   påg.   6

VĂŞ sĂł o que aprendi pĂĄg.5

ValĂŞncia Educativa


2

editoral

Marta  Oliveira   Direção  TÊcnica/Pedagógica

 Numa  sociedade  de  competição   global   em   que   vivemos   não   basta   às   instituiçþes,   para   terem   sucesso,   dispor   de   SUR¿VVLRQDLV TXH IDoDP EHP IHLWR R TXH GHYH VHU IHLWR p preciso  muni-­los  constantemente   de   competências,   implementar   processos  de  qualidade  e  motivå-­ los   a   trabalhar   com   paixão.  1D QRVVD HTXLSD R ³VDEHU´ p encarado,   não   como   a   doação   dos  que  se  julgam  seu  detentor,   mas   sim   por   aqueles   que   XVDP DV VXDV IDFXOGDGHV GH criatividade,  curiosidade  e  espírito   investigador,   para   concretizarem   e   não   apenas   para   teorizarem.    

JĂĄ  dizia   Paulo   Freire,   o   mais   FpOHEUH HGXFDGRU EUDVLOHLUR DXWRUGD3HGDJRJLDGR2SULPLGR ÂłGHIHQGRTXHRREMHWLYRGDHVFROD pHQVLQDURDOXQRDÂłOHURPXQGR´ SDUD SRGHU WUDQVIRUPiOR   Na   Casa   do   Povo   vivemos   tempos   de   mudança,   em   que   queremos   inquietar,   as   equipas,   DVSHVVRDVHDWpDVFULDQoDV1mR hĂĄ   qualidade,   sem   a   libertação   SDUDDDXWRQRPLDTXHVHIDoDFRP homens   e   mulheres   passivos.   Ăˆ   necessĂĄrio  arregaçar  as  mangas   e   agir   com   direção   e   paixĂŁo!   Queremos   criar   uma   instituição  competente  e  mais   amiga   dos   Messinenses.

destaques Grande  PrÊmio  Carlos  Calado  arrastou  centenas  de   atletas

Desde  atletas  federados  a  não-­federados  todos  se  aliaram  à  atividade   física

 No   passado   dia   27   de   Abril,   ainda   no   âmbito   das   comemoraçþes  do  25  de  Abril,  o  jardim  municipal  de  Messines   recebeu   mais   um   grande   evento   desportivo,   o   1º   Grande   3UpPLR&DUORV&DODGR0HVVLQHVTXHFRQWRXFRPD participação  de  todos  os  escalþes  etårios,  a  partir  dos  6  anos.    $ SURYD FRP LQtFLR PDUFDGR SDUD DV K FRQWRX com   a   organização   dos   Bombeiros   Voluntårios   de   S.  

Bartolomeu  de   Messines,   juntamente   com   a   Casa   do   Povo   de   S.B.   Messines,   a   Associação   ExtremoSul,   a   Junta   de   Freguesia   de   Messines,   a   Câmara   Municipal   de   Silves   e   ainda   a  Associação   de  Atletismo   do  Algarve,   H GHVWLQRXVH D DWOHWDV IHGHUDGRV H QmR IHGHUDGRV  Esta  iniciativa  realizou-­se  com  o  objetivo  de  homenagear  o   DWOHWDPHVVLQHQVH&DUORV&DODGR¿JXUDtPSDUGRDWOHWLVPR QDFLRQDO3DUDDOpPGHVWHIRLDLQGDKRPHQDJHDGRRWUHLQDGRU e   atleta   conterrâneo,   Humberto   Sequeira,   que   muitas   alegrias  deu,  igualmente,  à  sua  terra  no  campo  do  atletismo.  2 GLD ¿FRX PDUFDGR SRU GLYHUVDV DWLYLGDGHV OLJDGDV à   pråtica   desportiva,   destacando-­se   a   Meia   Maratona,   GHVWLQDGD D 6pQLRUHV H 9HWHUDQRV TXH SHUFRUUHUDP 21   Kms,   Mini   Maratona,   de   7   Kms,   destinada   a   -XQLRUHV GRV DQRV GH  6pQLRUHV H 9HWHUDQRV e   a   Marcha   Corrida   com   os   percursos   de   5   e   9   Kms.    2 FRPpUFLR ORFDO IRL XP GRV JUDQGHV LPSXOVLRQDGRUHV deste   acontecimento,   de   mais   um   evento   marcado   SHOR SUR¿VVLRQDOLVPR H RUJDQL]DomR RQGH HVWLYHUDP presentes   centenas   de   atletas   das   mais   variadas   idades,   que   se   uniram   não   só   devido   ao   gosto   pelo   desporto,  mas  para  enaltecer  e  elevar  o  valor  destes  dois   grandes   atletas   da   vila   de   São   Bartolomeu   de   Messines.

Ficha  TÊcnica Propriedade:   Casa   do   Povo   de   São   Bartolomeu   de   Messines,   Rua   João   de   Deus-­   à   Cruz   Grande,   8375-­127,   São   Bartolomeu     de   Messines     T.  F.  282  333  139     E.  geral@casapovomessines.pt       W.  www.casapovomessines.pt   Director:-RVp &DUORV$UD~MR &RRUGHQDomR )iELR 0RUHLUD 9DQHVVD 0RQWHLUR &DWDULQD 6HJXUR 3HUHLUD FRPXQLFDomR#FDVDSRYRPHVVLQHV pt)     Colaboradores:)iELR0RUHLUD9DQHVVD0RQWHLUR&DWDULQD6HJXUR3HUHLUD$QGUp&DHWDQR)LOLSD&RLWR0DULVD)HOLFLDQR'DQLHO-DFy Ivo  Neves,  Marta  Oliveira  e  Carlos  Costa     Impressão:*Ui¿FD&RPHUFLDO Periodicidade:  Bimestral     Tiragem:  H[HPSODUHV


3

Institucional Grupo  Boa  Esperança  presente  na  Casa  do   Povo  de  Messines  com  a  peça  "  Quem  mais   JDPRXPHOKRU¿FRX

Q

uem  mais   gamou,   melhor   ¿FRX (VWH IRL R QRPH GD revista   à   portuguesa   trazida   à   Casa   do   Povo   de   Messines   pelo   grupo   Boa   Esperança.       Um   espetåculo   hilariante   que   chamou   ao   pavilhão   da   instituição   centenas   de   pessoas,   das   mais   variadas   idades.   Sempre   que   o   grupo   Boa   Esperança   DSUHVHQWD XPD QRYD SHoD WHDWUDO Mi p um   håbito   da   Casa   do   Povo   convidå-­ los   a   incluir   a   vila   de   Messines   na   sua   rota   de   apresentaçþes   teatrais.     Uma   såtira   social   e   política,   sem   papas   na   língua,   que   sempre   recheada   de   humor,   relatou   os   temas   mais   atuais   da   região   e   do   país. 2VRWDTXHDOJDUYLRIRLRSDQRGHIXQGR em  cerca  de  duas  horas  de  espectåculo  

RQGH QmR IDOWDUDP ULVRV H JDUJDOKDGDV YR]DRIDGR³(L7RXUR/LQGR´HDRWHPD vindos  de   todos   os   lados   do   pavilhão. ³2EULJDGR-RmR&pVDU´KRPHQDJHDQGR   Uma   revista   à   portuguesa   regional   um   popular   acordeonista   algarvio,   que  eleva  artistas  algarvios  numa  peça   e   muito   conhecido   a   nível   nacional. que   vai   estar   em   digressão   nos   próximos   meses   p e l o s   v å r i o s   palcos   regionais.   Com   encenação   d e   C a r l o s   Pacheco,   autor   dos  textos  originais   H LQWpUSUHWH D Revista   do   Boa   Esperança   tem   a   par ticipação   d e   F l å v i o   Vicente,   Telma   0RPHQWRV¿QDLVGDSHoD4XHPPDLVJDPRXPHOKRU¿FRX Brazona,   Miguel   Ângelo,   Sandra   Rodrigues,  Adriana   Marques,   Ricardo,     O   espectåculo   terminou   com   uma   Manuela,   Mariana,   Catarina,   Danuta   e   apoteose  dedicada  à  arte  do  Palhaço,  o   Kiko,   contando   ainda   com   o   empenho   UHLGDDOHJULDXPDIRUPDGHGLVPLVWL¿FDU de   uma   versåtil   equipa   de   bastidores. a   ideia   que   se   tem   do   mesmo,   sendo     Durante   o   espetåculo,   cheio   de   tudo   o   que   gira   à   sua   volta   como   um   divertidas   paródias   sobre   os   assuntos   mundo  repleto  de  magia,  cor  e  animação. GR PRPHQWR IRL LQWHUSUHWDGR XP KLQR j JXLWDUUD SRUWXJXHVD SHOD IDGLVWD Adriana  Marques,  que  deu,  igualmente,  


4

Educação Dar  um  brinquedo,  receber  um  sorriso 1RGLDGH$EULODVFULDQoDVGR-DUGLPGHLQIkQFLD UHDOL]DUDPXPDYLVLWDDR5HI~JLR$ERLP$VFHQVmR em  Faro,  com  o  objetivo  de  desenvolver  mais  uma   DWLYLGDGHQRkPELWRGRSURMHWRGHMDUGLPGHLQIkQFLD da  instituição.  Este  intitula-­se  “A  Brincar  a  Brincar,     Aprende-­se   a   Comprarâ€?   e   pretende   desenvolver   D FRQVFLrQFLD ILQDQFHLUD GH FDGD FULDQoD 2REMHWLYRGDDWLYLGDGHpTXHFDGDFULDQoDFRQVLJD GDU DOJR GH TXH JRVWH SDUD ID]HU EHP D RXWUD pessoa.   Assim,   cada   uma   das   nossas   crianças   OHYRXXPEULQTXHGRVHXSDUDRIHUHFHUjVFULDQoDV GDLQVWLWXLomRTXHYLVLWDUDPHDOpPGHFRQKHFHUHP as   instalaçþes,   todas   puderam   contactar   com   as   vivĂŞncias   de   outras   crianças   e   brincar   juntas.   Uma   atividade   muito   bem-­sucedida,   onde   todos   aprenderam  o  valor  do  dar  em  troca  de  um  sorriso.

"Aprender  a  poupar,  ajuda  a  educar" 1RGLDGH0DLRViEDGRHQWUHDVKHDV KYDLUHDOL]DUVHQDVLQVWDODo}HVGD-XQWD GHIUHJXHVLDGH6mR%DUWRORPHXGH0HVVLQHVR Workshop  “Aprender  a  poupar,  Ajuda  a  educarâ€?. (VWHZRUNVKRSpGHVHQYROYLGRSHOD&DVDGR Povo  de  SĂŁo  Bartolomeu  de  Messines,  no  âmbito   GR SURMHWR GH WUDEDOKR GR MDUGLPGHLQIkQFLD em   que   se   pretende   incentivar   as   crianças   e   IDPtOLDVDID]HUDVVXDVHVFROKDVILQDQFHLUDV e   de   consumo   consciente,   ponderando   GLIHUHQWHV DVSHWRV H DYDOLDQGR SRVVtYHLV impactos  no  momento  da  tomada  de  decisĂŁo. (VWDpXPDDWLYLGDGHGHSDUWLFLSDomRJUDWXLWD TXHVHGLULJHDWRGRVDRVSDLVIDPtOLDVGD&DVD do  Povo  e  a  toda  a  comunidade  que  pretenda   aprender   e   partilhar   algumas   dicas   sobre   D JHVWmR GD HFRQRPLD IDPLOLDU HODERUDomR da   lista   de   compras   e   dicas   para   poupar.


5

Educação

“VĂŞ  sĂł  o  que  aprendi!â€? Ă rea  educativa  desenvolve  estratĂŠgias  de  comunicação  com  a  famĂ­lia

 -i VH SHUJXQWRX R TXH p TXH XPD FULDQoD ID] QD FUHFKH" 0XLWRV GL]HP GH IRUPD EDQDO Âł6mR WmR pequeninosâ€?  ou   “Brincam   com   uns   MRJRV H ID]HP XQV GHVHQKRV´ Sim   brincam.   Brincam   e   muito!   E   WDPEpP ID]HP PXLWRV GHVHQKRV H SLQWXUDVÂŤ(TXHPDLV"6DELDPTXH por   exemplo,   ao   brincar   com   jogos   desenvolvem   competĂŞncias   lĂłgico-­ PDWHPiWLFDVHTXHDRID]HUGHVHQKRV PHOKRUDP D VXD PRWULFLGDGH ÂżQD"   Na   creche   adquirem   gosto   pela   descoberta  do  mundo  que  os  rodeia,   como   quando   receberam   a   visita   de   DOJXQV DQLPDLV QDV QRVVDV VDODV

o  coelho,   o   pintainho,   entre   outros.  2 PXQGR ¿FD PDLV FODUR TXDQGR exploramos   os   cinco   sentidos.     &KHLUDPRV ÀRUHV PH[HPRV HP IROKDV VHFDV ID]HPRV GHOLFLRVRV bolos,   pintamos   com   mata-­moscas,   RXYLPRV GHVGH P~VLFD FOiVVLFD j P~VLFD LQIDQWLO PDQLSXODPRV IDQWRFKHV Mi FULDPRV SHTXHQLQDV histórias   e   não   nos   cansamos   de  ouvir  histórias.               Um   dos   desejos   dos   pais   nestas   LGDGHVpVDEHURTXHRV¿OKRVID]HP durante  o  seu  dia.  Algumas  crianças   ainda   estão   a   aprender   as   primeiras   p a l a v r a s ,   outras   jå   têm   algum   vocabulårio   mas   não   chega   para   matar   a   curiosidade   dos   pais.   Surgiu   assim   a   necessidade   das   HGXFDGRUDVGHLQIkQFLD GD FUHFKH criarem   um   meio   de   comunicação   SDUDTXHDIDPtOLDSRVVDDFRPSDQKDU mais  de  perto  as  rotinas  e  atividades   GR GLDDGLD GRV VHXV ¿OKRV  1DV VDODV GRV  DRV  PHVHV cada   criança   tem   um   caderno   mensal,   decorado   com   muito   carinho   pelos   pais.   Durante   cada  

mês  na   creche   são   colocados   neste   FDGHUQRLPDJHQVIRWRJUD¿DVWH[WRV GHVFULWLYRV OHWUDV GH P~VLFDV HQWUH outras  curiosidades  relacionadas  com   DFULDQoD1R¿QDOGRPrVRFDGHUQR YLDMD DWp j FDVD GH FDGD FULDQoD H DIDPtOLDSRUVXDYH]WDPEpPSRGH partilhar  novidades,  como  uma  ida  ao   PpGLFR XP GHVHQKR XP SDVVHLR 1DVDODGRVDQRVpUHDOL]DGRXP MRUQDOLQKRPHQVDOTXHpHQYLDGRSDUD R HPDLO IRUQHFLGR SHODV IDPtOLDV Neste   constam   as   atividades   mais   importantes   realizadas   nesse   mês,   as   cançþes   aprendidas,   histórias   WUDEDOKDGDV PXLWDV IRWRJUD¿DV DV QRVVDV URWLQDV H SRU YH]HV WDPEpP algumas   dicas   relacionadas   com   o   desenvolvimento   e   bem-­estar   das   crianças.  Os  pais  têm  a  liberdade  de   dar  as  suas  sugestþes  e  comentårios.   Uma   boa   comunicação   entre   os   agentes   de   educação   da   criança   traz   resultados   positivos,   permitindo   aprender   e   ganhar   com   as   LQIRUPDo}HV TXH VmR SDUWLOKDGDV 2LPSRUWDQWHpTXHRVHQFDUUHJDGRV de   educação   reconheçam   que   os   membros   da   equipa   pedagógica   GR VHX ¿OKR VH SUHRFXSDP FRP ele   e   que   estão   ali   para   o   ajudar   a   crescer   e   a   desenvolver-­se   GH IRUPD SOHQD H HTXLOLEUDGD

“Da  horta  ao  pratoâ€? creche,  do  jardim  de   ,QIkQFLDHGR&HQWUR de   Atividades   de   Tempos   Livres   que   estarĂĄ   patente   na   entrada   da   Casa   do   Povo  do  dia  12  a  22   GH PDLR GH    De   todos   os   WHPDV TXH IRUDP  Âł'D KRUWD DR SUDWR´ p XPD trabalhados   com   exposição   de   trabalhos   da   as   crianças   durante   este   ano  

letivo  podemos   realçar,   o   interesse   pela   alimentação   VDXGiYHO SURGXWRV IUHVFRV e   consumo   sustentåvel,   que   tentamos  associar  à  dimensão   p e d a g ó g i c o -­ a m b i e n t a l ,   UHTXDOL¿FDomR GH HVSDoRV exteriores  e  o  estabelecimento   de  uma  ligação  com  a  ementa   GR QRVVR UHIHLWyULR HVFRODU  Ver  o  tomate  crescer  e  depois   comê-­lo   då   às   crianças   uma  

noção  da   produção   bem   GLIHUHQWH GDTXHOD TXH HODV aprendem   ao   acompanhar   a   mãe   ao   supermercado.   Neste   projeto   as   crianças     estudaram   as   Ciências   na   pråtica.   Foi   uma   experiência   que   incentiva   a   curiosidade   e   introduz   noçþes   de   Ciências   Naturais   logo   desde   D (GXFDomR GH LQIkQFLD


6

Cultura Spring  Dance  då  as  boas-­vindas  aos  sons,   cores  e  sabores  primaveris

A  música  e  o  convívio  foram  os  reis  da  festa

1R SDVVDGR GLD  GH $EULO R SDYLOKmR GD &DVD GR 3RYR GH 0HVVLQHV IRL R ORFDO escolhido  para  a  realização  do  Spring  Dance. O   Help!   –   Grupo   de   Estrangeiros   residentes   do   concelho   de   Silves,   reuniu   IXQGRV SDUD RIHUHFHU jV FULDQoDV GD ,QVWLWXLomR XP SDUTXH LQIDQWLO WHQGR VLGR HVWH R REMHWLYR IXQGDPHQWDO GR HYHQWR &RPR p KiELWR R 6SULQJ 'DQFH Gi DV boas-­vindas   Ă    Primavera,   numa   noite   sem   igual,   repleta   de   muita   animação   H P~VLFD GRV DQRV   H  TXH ÂżFRX D FDUJR GR 'M *DU\ %HGQDOO 8PDQRLWHGLIHUHQWHRQGHDFXOWXUDSRUWXJXHVD e   inglesa   se   unem   em   prol   de   um   objetivo   comum,   a   alegria   das   crianças   da   Casa   do   Povo   de   SĂŁo   Bartolomeu   de   Messines.  

Chå  das  5  marcado  por  uma  tarde  de   convívio  e  boa  disposição 6FRQHVFKiHP~VLFDIRUDPRVLQJUHGLHQWHVGR Chå  das  5  na  Casa  do  Povo  de  Messines.    Uma   WDUGH DEHUWD D WRGD D FRPXQLGDGH FXMRV IXQGRV reverteram   para   a   aquisição   de   material   de   desgaste   para   o   CATL.   Presentes   neste   evento   estiveram   os   alunos   estrangeiros   da   Casa   do   Povo   de   Messines   e   amigos   da   instituição,   que   QmRTXLVHUDPIDOWDUDXPDWDUGHGRFHHUHTXLQWDGD Na  mesa,  estavam  expostas  vårias  especialidades   para  todos  os  gostos,  desde  o  típico  bolo  inglês,   às   cookies,   não   esquecendo   os   brownies   e   os   scones   com   doce   de   morango   e   o   tradicional   FUHDP 2 FKi SUHWR VHUYLGR FRP OHLWH IUHVFR IRL WDPEpP XPD GDV EHELGDV RIHUHFLGDV QXPD tarde   britânica   em   prol   de   uma   causa   solidåria. Scones,  chå  e  música  reinaram  nesta  tarde  


7

Cultura Agenda de eventos Liga Primavera Futsal

2014

Liga Primavera   Futsal   2014   conta   já   com   as  inscrições  abertas  até  ao  dia  14  de  Maio.   Posteriormente,   realizar-­se-­à   o   sorteio   do   calendário   dos   jogos   dia   16   de   Maio. Três   dias   depois,   a   19   de   Maio   é   iniciada   a   Liga   que   marca   a   entrada   da   primavera,   no   mundo   do   futsal.

11º Sarau Gímnico Dia 24  de  Maio,  a  Casa  do  Povo  de  Messines   volta   a   realizar   mais   um   Sarau   Gímnico. A  11ª  edição  conta  com  a  demonstração  das   várias  áreas  treinadas  pelos  nossos  ginastas.


8

Desporto Casa  do  Povo  de  Messines  aposta  no   Desporto  Adaptado

Da  esquerda  para  a  direita:  Luís  franco,  Daniel  Jacó,  Renato  Frazão  e   Dina  Correia

A Â

Casa  do  Povo  de  Messines  då  os  primeiros  passos   na   criação   de   uma   valência   direcionada   à   pråtica   GHVSRUWLYD SDUD SHVVRDV SRUWDGRUDV GH GH¿FLrQFLD   Depois   do   1º   Encontro   de   Desporto   Adaptado,   nos   SDVVDGRV GLDV  H  GH )HYHUHLUR TXH UHXQLX XWHQWHV GDV YiULDV LQVWLWXLo}HV GR $OJDUYH WpFQLFRV e   agentes   desportivos,   a   instituição   direciona,   agora,  

energia  para   uma   nova   vertente   que   dê   resposta   a   um     segmento   de   população   muito   especial. Luís   Franco   e   Dina   Correia   são   os   dois   aletas   que   vestem   a   camisola   da   instituição   messinense,   e   jå   estão   a   deixar   a   sua   marca   nas   competiçþes   regionais   e   nacionais,   na   modalidade   de   Bóccia.  A  primeira  competição  realizou-­se  em  Lagos,  no  mês   GH0DUoR2(QFRQWUR5HJLRQDOGH%yFFLD/DJRV surgiu   enquadrado   no   Calendårio   Regional   de   Desporto   Adaptado,  organizado  em  parceria  pela  NECI,    pela  Santa   &DVD GD 0LVHULFyUGLD GH$OEXIHLUD SHOR$JUXSDPHQWR GH Escolas   Gil   Eanes   e   pela   Câmara   Municipal   de   Lagos.   A   Casa   do   Povo   de   São   Bartolomeu   de   Messines   participou,   juntamente   com   a   APEXA,   Associação   de   Apoio  à  Pessoa  Excepcional  do  Algarve,  na  iniciativa  com   o   Atleta   Luís   Franco.   No   Encontro   estiveram   presentes   16   equipas   de   8   instituiçþes   do   Algarve   e   uma   do   Alentejo.     A   atividade   contou   ainda   com   o   envolvimento   GHSURIHVVRUHVHDOXQRVGD(VFROD6HFXQGiULD*LO(DQHV H YROXQWiULRV GR JUXSR 6D~GH HP 0RYLPHQWR GH /DJRV   Quanto   a   resultados,   o   nosso   atleta   saiu   de   medalha   ao   peito,   juntamente   com   os   restantes   colegas   GD $3(;$ 7LWR $OH[DQGUH H 5ROI 9DQ %XUJ  TXH em   equipa,   alcançaram   o   1º   Lugar   no   Encontro.

Campeonato  de  Bóccia  –  Fase  centro  e  Sul   Alenquer  No  passado  dia  5  e  6   de   abril,   Luís   Franco   juntamente   com   Dina   &RUUHLD WDPEpP HOD atleta   da   Casa   do   Povo   de   Messines,   marcaram   presença   no   campeonato   1DFLRQDO GH %yFFLD %& %& H %&  )DVH Centro,  Sul  e  Ilhas    em  Alenquer  .  Com  os  atletas   VHJXLUDP RV WpFQLFRV 'DQLHO -DFy WpFQLFR desportivo   da   Casa   do   Povo   de   Messines,   e   Renato   Frazão,   coordenador   desportivo   da   Associação   de   Apoio   à   Pessoa   Excepcional  

GH $OJDUYH 8P ¿PGHVHPDQD UHSOHWR GH HPRomR QHVWD TXH IRL D SULPHLUD FRPSHWLomR GD HTXLSD IRUD GD UHJLmR DOJDUYLD 8PD deslocação  possível   graças   aos   patrocínios   TXH D LQVWLWXLomR WHP UHFHELGR DWUDYpV GD YiULDV HQWLGDGHV S~EOLFDV H SULYDGDV TXH prestam   um   apoio   incondicional   nesta   årea.  2V GRLV DWOHWDV UHYHODUDP XPD SHUIRUPDQFH H[HPSODU 'LQD &RUUHLD %&  DOFDQoRX R ž OXJDU H /XtV )UDQFR  %&   TXDOL¿FRX se   para   o   Campeonato   Nacional   de   Bóccia   -­   Fase   Final   que   teve   lugar   na   0DLD QRV GLDV  H  GH 0DLR GH 


9

Edição nº2  Maio/Junho

O MUNDO DOS PEQUENINOS

Tudo o que aconteceu no mundo das AEC...

Porque Pai só há um... Dia 19 de Março foi o dia de homenagear todos os Pais. Para este dia muito especial, elaborámos postais para oferecer aos Pais. Escrevemos mensagens em inglês e pintámos os postais com muito empenho e dedicação para que a prenda ficasse bonita e inesquecível!


10

AEC num dia repleto de magia

 Entre   os   dias   18   e   21   de   março   os   alunos   das  AEC,   do  Agrupamento  de  Escolas   de  Silves  e  Agrupamento  de   Escolas   Silves   Sul,   tiveram   uma   grande   surpresa!   Um   espetĂĄculo   onde   a   magia  e  o  humor  estiveram   presentes   do   primeiro   ao   ~OWLPRPLQXWRFRPRPiJLFR David   e   a   sua   assistente   Estrelita   a   conquistar   grandes   sorrisos   e   “caras  

GH HVSDQWR´ 1R ¿QDO R FRQWHQWDPHQWR IRL JHUDO mas  as   duvidas   de   onde   teria  vindo  o  coelho  ou  para   onde   teriam   ido   os   lenços   continuavam  na  imaginação!    O  nosso  agradecimento  aos   Agrupamentos   de   Escolas   por  todo  o  apoio,  à  autarquia   pela   disponibilização   de   transporte  e  alguns  materiais   e  ao  Instituto  Piaget  –  Silves   pela   cedência   do   auditório.

" O livro ĂŠ nosso amigo"

 As   AEC   e   os   seus   alunos   marcaram   presença   nas   comemoraçþes/atividades   da   semana   da   leitura   do   Agrupamento   de   Escolas   Silves  Sul.  Nesta  parceria  a   nossa   participação   ocorreu   com   a   elaboração   de   uma   FRUHRJUD¿D SDUD D P~VLFD

³R OLYUR p QRVVR DPLJR´ 7RGRV GDQoDUDP DWp RV SURIHVVRUHVHRVIXQFLRQiULRV  Com   esta   atividade   a   ID]HU R HQFHUUDPHQWR GH uma   semana   dedicada   à   leitura   ,   aprendeu-­se   a   gostar   de   livros   de   uma   IRUPD GLQkPLFD H GLYHUWLGD

Pancake Day, um dia divertido entre panquecas, frigiderias e aventais

Dia Mundial da Dança 'LDGH$EULOIHVWHMRXVH o  Dia  Mundial  da  Dança  e   nem   as   nossas   crianças   resistiram   aos   passinhos   de   Zumba.   Um   momento   ~QLFR H GLYHUWLGR TXH juntou   a   atividade   ItVLFD j ERD GLVSRVLomR

Vamos colorir?

No  passado  dia  21  de  Março   GH  FRPHPRURX VH R 3DQFDNH 'D\ QD Escola   E.B.1   de   Portela. A   AEC   de   Inglês,   juntamente   com    AEC   de   $)' $WLYLGDGH ItVLFD H desportiva)   dinamizaram   XPD WUDGLFLRQDO 3DQFDNH 5DFH FRUULGD GH panquecas)   britânica,   na  

qual  participaram   mães   e   avós  de  alunos  da  escola,   tendo   esta   consistido   numa   corridade   de   HVWDIHWDVVHQGRTXHWRGDV as   participantes   usavam   XPDYHQWDOHXPDIULJLGHLUD no   decorrer   da   mesma. 8P GLD GLIHUHQWH H divertido   que   deliciou   PL~GRV H JUD~GRV


Publicidade

11


12

Institucional Casa  do   Povo   de   Messines   integra   comemoraçþes  do  184º  aniversårio  de  João   de  Deus

N

o  âmbito   das   comemoraçþes   GR ž DQLYHUViULR GH João   de   Deus,   a   Casa   do   Povo   de   São   Bartolomeu   de   Messines   voltou   a   associar-­se   à   organização,   desenvolvendo   atividades   de   âmbito   cultural.  1HVWD HGLomR R IHVWLYDO TXH decorreu   durante   todo   o   mês   de   março,   consistiu   na   criação   de   vårias   atividades   desenvolvidas   com   o   apoio   das   entidades,   instituiçþes   H DVVRFLDo}HV GD IUHJXHVLD GH São   Bartolomeu   de   Messines.  'HVWD IRUPD D &DVD GR 3RYR GHX início   à   sua   participação,   nestas   comemoraçþes,  no  dia  8  de  Março.  Para   DOpPGDDWXDomRGRJUXSRFRUDOGHVWD

mesma  instituição,  houve  ainda  tempo   LĂ­ngua   NĂŁo   Materna   e   aos   pais   para  outra  apresentação  da  Escola  de   dos   utentes   das   nossas   valĂŞncias   AcordeĂŁo,  que  se  apresentou  na  Junta   educativas.   No   decorrer   da   atividade   de   Freguesia.       Estas   apresentaçþes   IRL DSUHVHQWDGD XPD SHTXHQD desvendaram,   em   parte,   o   leque   de   ELRJUDÂżD GR SRHWD -RmR GH 'HXV atividades   culturais   da   Instituição.     bem   como   um   poema   da   sua   obra. 3DUD DOpP GD FRPSRQHQWH PXVLFDO 1R SUHVHQWH DQR GH  D PHVPD WDPEpP R WHDWUR WHYH R VHX HVSDoR instituição   voltou   a   envolver-­se   nas   1HVWH kPELWR IRL DSUHVHQWDGR GLD comemoraçþes,   com   o   empenho   e   11   de   Março,   na   Sala   Polivalente   da   Casa   do   Povo,   a   peça   de   teatro   “O   Varredor   de   PDUpV´ GHVWLQDGR DR S~EOLFR LQIDQWLO QR TXDO participaram   crianças   da   nossa   instituição   e   do   Jardim-­Escola   JoĂŁo   de   Deus.   E   porque   nem   sĂł   as   crianças   gostam   de   teatro,   a   Sala   Polivalente   da   Casa   do   Povo  de  Messines,  voltou   a   promover   a   arte   do   Te.Atrito  presente  nas  comemoraçþes  de  JoĂŁo  de  Deus   teatro.   O   grupo   Te.Atrito,   responsĂĄvel   pelo   teatro   SDUD FULDQoDV UHIHULGR DQWHULRUPHQWH dedicação   que   jĂĄ   vem   sendo   hĂĄbito,   trouxe   a   apresentação   teatral   “Tomai   proporcionando   Ă    comunidade   vĂĄrias   /iGR4XHpERP´GHVWDYH]GHVWLQDGD atividades,   que   deram   a   conhecer   D XP S~EOLFR PDLRU GH  DQRV nĂŁo   sĂł   o   seu   trabalho,   bem   como   o   Segundo  os  protagonistas  da  peça,  a   trabalho  de  outros  grupos  e  valĂŞncias   PHVPD WHYH FRPR EDVH IiEXODV TXH a  ela  pertencentes.  Foi  mais  um  mĂŞs,   retratavam  contos  erĂłticos  medievais. essencialmente,   de   muita   cultura   1RFXOPLQDUGDVDWLYLGDGHVUHIHUHQWHV que   proporcionou   a   todos,   quantos   DRžDQLYHUViULRGH-RmRGH'HXV aderiram,  momentos  muito  agradĂĄveis. a   Casa   do   Povo   organizou   uma   atividade  denominada  de  “ChĂĄ  das  5â€?   destinada   aos   alunos   de   PortuguĂŞs  


13

Lazer

Te.Atrito  sensibiliza  crianças  para   importância  da  natureza  com  a  peça   "Varredor  de  MarĂŠs" ‘’   O   mar   ĂŠ   meu   /   o   mar   ĂŠ   teu   /   o   mar   ĂŠ   nosso/   o   mar   ĂŠ   de   toda   a   gente   /   o   mar   nĂŁo   ĂŠ   de   ninguĂŠm’’ Duas  personagens  deram   vida   a   uma   histĂłria   que   IDOD GD LPSRUWkQFLD GH SUHVHUYDU DTXHOH TXH p um  dos  mais  ricos  habitats   e   recursos   existentes   no   planeta   terra.   De   XPD IRUPD ULVyULD HVWD A  ansiedade  dos  mais  pequenos histĂłria   revela   como   comportamentos   egoĂ­stas   e   inocentes   podem   prejudicar   quem   nele   habita   ou   quem   dele   vive   e   ganha   sustento   para   a   vida.   Alerta   os   mais   novos   para   a   perda   GD ELRGLYHUVLGDGH FRP SURIXQGDV FRQVHTXrQFLDV para   o   mundo   natural   e   para   o   bem-­estar   humano.    

8PD LQLFLDWLYD LQFOXtGD QDV IHVWLYLGDGHV GR ž aniversårio  de  João  de  Deus,  aberta  a  todas  as  crianças.   Presentes   na   peça   estiveram   os   alunos   da   Casa   do   Povo   de   Messines,   assim   como   as   crianças   do   Jardim-­escola   João   de   Deus.

Alguns  momentos  em  que  animação  reinou

Â

Breves "  Tomai  lå  do  que  Ê   bom" &ODVVLILFDGD numa  peça  para   maiores   de   16   anos,   a   peça   7RPDL /i GR TXH p ERP a p i m e n t o u   e   aqueceu   D IULD QRLWH messinense   no   dia   22   de   Março.   Incluída   nas   comemoraçþes   dos    DQRV GH -RmR GH 'HXV D SHoD trouxe   risadas   e   boa   disposição.   Um   bobo,  uma  bruxa  e  um  monge  deram   voz   a   três   personagens   hilariantes.

Muay  Thai A  Equipa  de  Muai  Thai  volta  a   GDUTXHIDODUQDVFRPSHWLo}HV regionais.   No   passado   dia   5   de   Abril,   os   atletas   Humberto   &DODGRH6pUJLR%Ui]PDUFDUDP SUHVHQoD QR ž 2SHQ GH . LightKickboxing   do   Algarve,   HP $OEXIHLUD ¹ $UHLDV GH São   João,   juntamente   com   o   treinador   Rui   Briceno. Humberto   Calado   competiu   QRVNJHHP/LJKW.LFN arrecandando   o   primeiro   lugar     H 6pUJLR %Ui] FRQVHJXLX XP HPSDWHQDFDWHJRULDGHNJ

Lutas  Greco-­   romanas 3DUDEpQV j HTXLSD FDPSHm da   Casa   do   Povo   de   Messines.   Dårio   Grave,   Campeão   Nacional   na   FDWHJRULD GH NJ -RUJH Prates  Campeão  Nacional  de   NJH,VD3UDWHV&DPSHm Nacional   de   Luta   Feminina. Uma  palavra  de  incentivo  para   os  nossos  atletas  que  elevam   o   nome   da   nossa   vila   e   da   QRVVD LQVWLWXLomR SDUD DOpP IURQWHLUDV FRP PXLWR HVIRUoR dedicação   e   horas   de   treino.


14

desporto

Casa  do   Povo   de   Messines   sagra-­se   campeã   gímnica

Ginastas  messinenses  medalhados

 Realizou-­se   no   dia   5   de   abril   no   Pavilhão   do   Sporting   Clube   Farense,   o   Encontro   Distrital   de   Trampolins,   HVFDO}HV EHQMDPLQV H LQIDQWLV   A   ginåstica   da   Casa   do   Povo   de   S.   %DUWRORPHX GH 0HVVLQHV IRL D ~QLFD classe   do   Algarve   que   participou   nas   três   modalidades,   duplo   mini   trampolim,   trampolim   e   tumbling,   com   17   atletas,   divididos   pelos   HVFDO}HV EHQMDPLQV IHPLQLQRV H LQIDQWLV PDVFXOLQRV H IHPLQLQRV  (VWD IRL XPD SURYD RQGH XPD YH] PDLV VH FRQ¿UPRX R H[FHOHQWH nível   dos   ginastas   algarvios,   demonstrando   os   resultados   de   muita   dedicação   e   treino   intensivo.    O  maior  destaque  vai  para  a  atleta  da  

Casa  do   Povo   de   Messines,   Raquel   Coelho,  que  se  sagrou  tricampeã,  por   ter   levado   para   casa   três   medalhas   de   ouro,   das   três   modalidades   HP FRPSHWLomR 8P IHLWR LQpGLWR para   os   ginastas   messinenses.  Na  modalidade  de  duplo  trampolim,  a   HTXLSD GH JLQDVWDV LQIDQWLV IHPLQLQRV GD&DVDGR3RYR¿FRXHPžOXJDUQR UDQNLQJ JHUDO 1D FODVVH GH LQIDQWLV masculinos   o   destaque   vai   para   o   atleta  Francisco  Labisa,  que  arrecadou   a   medalha   de   bronze,   posicionando   a   equipa   da   Casa   do   Povo   de   Messines,   no   3º   lugar,   a   nível   geral. $LQGDUHIHUHQWHjPHVPDPRGDOLGDGH na   classe   de   benjamins,   a   atleta   messinense   Raquel   Coelho   merece   o  destaque  por  ter  subido  ao  1º  lugar   do   pódio,   colocando   a   sua   equipa   no   2º   lugar   no   quadro   de   resultados   geral.   Ao   pódio   subiram   ainda,   Beatriz   Ferreiro   que   conquistou   o   2º   lugar   e   Luana   Lourenço   o   3º   lugar.   O   mesmo   resultado   aconteceu   na   modalidade   de   trampolim   individual,   com   as   mesmas   atletas   a   subirem   aos   mesmos   lugares   do   pódio,   no   entanto,  a  ginåstica  da  Casa  do  Povo   GH 0HVVLQHV WHUi GHVWD YH] ¿FDGR

HP ž OXJDU QD FODVVL¿FDomR JHUDO  Apesar   de   Marisa   Muralha,   atleta   messinense   e   pertencente   à   classe   GH LQIDQWLV IHPLQLQRV WHU FRQTXLVWDGR a   medalha   de   ouro,   o   2º   lugar   na   FODVVL¿FDomR JHUDOGDPRGDOLGDGH IRL para   os   ginastas   de   Messines   bem   como   o   3º   lugar   no   ranking   geral,   no   TXHVHUHIHUHDRVLQIDQWLVPDVFXOLQRV   No   Tumbling   e   na   classe   de   benjamins,   a   atleta   Raquel   Coelho   voltou   novamente   a   conquistar   a   medalha  de  ouro,  levando  a  sua  equipa   DR ž OXJDU QD FODVVL¿FDomR JHUDO 1D FODVVH GH LQIDQWLV IHPLQLQRV D equipa  messinense  chegou  ao  3º  lugar   GDV FODVVL¿FDo}HV JHUDLV 1R TXH GL] UHVSHLWR DRV LQIDQWLV PDVFXOLQRV Francisco   Labisa,   volta   a   dar   cartas,   arrecadando  o  1º  lugar  e  levando  a  sua   equipa  de  ginastas  da  Casa  do  Povo  de   Messines,  a  assegurar  o  2º  lugar  geral.   Sempre   com   os   olhos   postos   nas   medalhas,   os   ginastas   da   Casa   do   Povo   voltaram   a   subir   ao   2º   lugar,   após   o   excelente   trabalho   levado   a   cabo   pela   dupla   Pedro   Monteiro   e   Francisco   Labisa,   na   competição   de   Trampolim   Sincronizado.

Gymfest  mostra  talentos  gímnicos  da  Casa  do  Povo  de  Messines

Gymfest  subordinado  ao  tema  "Juntos   movemos  o  Mundo"

 As   bancadas   encheram-­se   de   IDPLOLDUHVHDPLJRVSDUDYHUGHSHUWR e  aplaudir  os  atletas  da  Casa  do  Povo   de  Messines.  Este  ano  subordinado  ao   tema  ‘’Juntos  movemos  o  mundo’’  as   vĂĄrias  classes  de  ginĂĄstica  juntaram-­ se  para  partilhar  com  os  presentes  o   trabalho   desenvolvido   ao   longo   dos  

~OWLPRV PHVHV 'DV PRWULFLGDGHV j JLQiVWLFDVpQLRUQmRIDOWRXDQLPDomR  Um   espetåculo   que   apelou   à   união   dos   povos   sem   GLVFULPLQDomR GH JpQHUR RX FRU As  vårias  classes  de  ginåstica  deram   YLGDDDSUHVHQWDo}HVHOHYDQGRWRGR o  seu  talento    numa  demonstração  do   trabalho  que  têm  vindo  a  desenvolver   DRORQJRGR~OWLPRDQRHID]HQGRMXV aos   excelentes   resultados   e   alguns   títulos   nas   classes   de   competição.   Motricidade,   ginåstica   de   iniciação   e   ginåstica   de   competição   são   os   três   grupos   em   que   se   encontra   dividida   esta   modalidade   da   Casa   do   Povo   de   Messines.  A  Motricidade,  o  grupo  destinado   às   crianças   mais   pequenas   da   FUHFKH H MDUGLPGHLQIkQFLD deram   alegria   ao   espectåculo   com     MRJRV O~GLFRV H FLUFXLWRV HQWUH cambalhotas   e   saltos,   tempo   de  

ver  os   primeiros   passos   dos   mais   novos   nesta   modalidade   desportiva.   A   classe   de   iniciação   presenteou   R S~EOLFR FRP XPD DSUHVHQWDomR acrobåtica   e   de   trampolins.   Quanto   ao   terceiro   grupo,   o   mais   avançado,   a   classe   de   competição,   UHY H O R X  X P  S U R I L V V L R Q D O L V P R H[HP SO DU F RP  XP D WpF QL F D DSULPRUDGDIUXWRGHWUHLQRVLQWHQVLYRV ao   longo   da   ultima   temporada.   Uma   tarde   em   que   a   ginåstica   e   o   convívio   intergeracional   IRUDP RV UHLV GD IHVWD

Os  índios  tambÊm  estiveram  presentes


15

Desporto

Casa  do  Povo  de  Messines  cria  uma  Nova   Valência  de  Desporto  Adaptado

Luís  Franco  em  competição  e  o  seu  treinador   Daniel  Jacó

 (P 3RUWXJDO QRV ~OWLPRV DQRV REVHUYDPVH DOJXPDV PRGL¿FDo}HV e  progressos  no  que  toca  à  pråtica   GH DWLYLGDGH ItVLFD GHVSRUWLYD regulamentada   para   pessoas   com  

GH¿FLrQFLD H LQFDSDFLWDGDV GH realizar  determinados   movimentos   devido   às   patologias   apresentadas.   A   Casa   do   Povo   de   Messines,   acreditando   nas   vantagens   que   provêm   da   pråtica   de   atividade   ItVLFD GHVSRUWLYD SDUD SRUWDGRUHV GH GH¿FLrQFLDTXHUDRQtYHOSVLFRPRWRU PHOKRULD QR FRQWUROR SRVWXUDO QD coordenação   motora,   no   equilíbrio,   no   conhecimento   do   corpo   e   das   suas   reais   potencialidades)   quer   no   GHVHQYROYLPHQWR GD FRQGLomR ItVLFD DXPHQWRGDIRUoDGDUHVLVWrQFLDGD YHORFLGDGHHGDÀH[LELOLGDGH SUHWHQGH dispor   de   uma   årea   especializada   para   o   desporto   adaptado,   quer   no   GRPtQLRGDDOWDFRPSHWLomR %yFFLD 

quer  no   domínio   do   desporto   SDUD WRGRV *LQiVWLFD H 1DWDomR   2 3URMHWR p GLUHFLRQDGR SDUD FULDQoDVDSDUWLUGRVDQRVMRYHQV H DGXOWRV FRP GH¿FLrQFLD VHMD motora,   sensorial   e   intelectual)   e   ainda   pessoas   com   necessidades   especiais.   Este   projeto   abrange   SHVVRDVFRPWRGRRWLSRGHGH¿FLrQFLD   Para   inscrição,   dar-­se-­å   prioridade   aos   atletas   residentes   na   Freguesia   de  Messines  e  no  Concelho  de  Silves   H DLQGD IDPtOLDV TXH WHQKDP DOJXP PHPEUR SRUWDGRU GH GH¿FLrQFLD e   com   carências   económicas   que   procurem   a   pråtica   de   atividade   ItVLFD UHJXODPHQWDGD H GH OD]HU

Entrevista  a  Daniel  Jacó,  o  impulsionar  da  nova  valência  de   Desporto  Adaptado Esta   Ê   uma   nova   Aposta  da  Casa  do   Povo,   enquanto   p r o f e s s o r /   treinador   como   Ê   para   ti   trabalhar   nesta   nova   årea   ?    

A  årea  do  Desporto   Adaptado   sempre   despertou   em   mim   grande   atenção.   Trabalhar   com   a   população   com   GH¿FLrQFLD ID] FRP TXH PH VLQWD realizado   e   ajudar   estas   pessoas   a   auto  superar  as  suas  barreiras  diårias,   ID]FRPTXHVLQWDPDVXDDXWRHVWLPD a   melhorar,   a   sua   identidade   social   DXPHQWDU HQWUH RXWURV EHQHItFLRV agregados   à   pråtica   desportiva.   Sentes   que   esta   valência   pode   ser   um   caminho   promissor   da   Casa   do   Povo   de   Messines?   Porquê?     Devido   a   todas   as   condiçþes   desportivas   que   a   Casa   do   Povo  

dispþe  creio   que   estamos   perante   uma   Instituição   que   poderå   dentro   em   breve   aparecer   no   mundo   do   desporto   adaptado   nacional   com   atletas  a  atingirem  grandes  resultados,   PDV SDUD LVVR p QHFHVViULR WUDEDOKDU H DUUDQMDU SDUFHLURV TXH IDoDP com   que   todo   este   projeto   avance   com   as   condiçþes   necessårias.    

&ODVVH %& TXDOL¿FDQGRVH SDUD R Campeonato  Nacional   de   Bóccia   –   Fase   Final   enquanto   a   Dina   Correia   QD &ODVVH %& ¿FRX SHOR ž OXJDU Realizado   o   Campeonato   Nacional   de   Bóccia   –   Fase   Final   que   decorreu   QR SULPHLUR ¿PGHVHPDQD GH 0DLR o   Luis   Franco   realizou   três   partidas,   SHUGHQGRDVWUrVHDFDEDQGRSRU¿FDU no   7º   lugar   na   Geral   na   Classe   BC1.  

Quantos  atletas   tens   neste   momento?   Quais   as   modalidades?   O   que   sentes   neste   momento,   numa   altura   em   que   estå   a   acabar    Neste  momento  tenho  dois  atletas  de   a   Êpoca   e   que   os   resultados   %yFFLD/XLV)UDQFR %& H'LQD&RUUHLD são   bastante   positivos?   %& QDTXDOMiRVDFRPSDQKRKi anos  e  têm  um  potencial  enorme  para     Faltando   ainda   o   Campeonato   de   voltar  a  singrar  no  Bóccia  em  Portugal. 3RUWXJDO D UHDOL]DU QR ¿PGHVHPDQD GHGH0DLRHGH-XQKRGH Como  têm  corrido  as  competiçþes,   em  Lourosa,  creio  que  ambos  os  atletas   nos   vårios   escalþes?   poderiam   ter   tido   prestaçþes   bem   melhores,   contudo   devido   a   algumas     A   primeira   competição   em   que   barreiras   existentes   em   contexto   SDUWLFLSiPRV IRL R &DPSHRQDWR de   treino,   penso   que   na   próxima   Nacional   de   Bóccia   –   Fase   Sul,   pSRFD FRPHoDUHPRV PDLV IRUWHV Centro   e   Ilhas   em   Alenquer   na   qual   o   Luís   Franco   obteve   o   3º   lugar   na  


16

Lazer São  Bartolomeu  de  Messines  foi  a  terra  escolhida  para   o  'Encontro  de  Autocaravanistas'

Momento  de  convívio  entre  os  caravanistas  presentes  no  encontro

A Â

vila  de   São   Bartolomeu   de   Messines   recebeu,   entre   RV GLDV  H  GH $EULO R Encontro   de   Autocaravanistas,   uma   organização   levada   a   cabo   pela   Câmara   Municipal   de   Silves,   Junta   de   Freguesia   de   Messines   e   pela   Casa   do   Povo   de   Messines.   O   local   escolhido   para   a   UHDOL]DomR GR HQFRQWUR IRL R Parque   da   Feira,   junto   da   årea   de   serviço   para   autocaravanas.  2 SULPHLUR GLD  GH $EULO  GRV caravanistas   por   terras   de   João   de   Deus,   começou   com   um   evento   na   Sociedade   de   Instrução   e   Recreio   Messinense,   onde   o   acordeonista   Luís   Jacinto   exibiu   o   TXHGHPHOKRUVDEHID]HUFRPRVHX DFRUGHmR 1R PHVPR GLD IRL GDGR a   conhecer,   a   todos   os   presentes,   D REUD SRpWLFD GH $U\ GRV 6DQWRV na   voz   de   Domingos   Semedo.   Este   evento,   promovido   pela   Associação   de   Autocaravanismo  

O  Rancho  Folclórico  de  Messines  animou  os  autocaravanistas

3RUWXJXHVD $$3  FRQWRX FRP XP vasto  programa  de  atividades.  No  dia   marcado,   19   de  Abril,   as   atividades   iniciaram-­se   pela   manhã,   com   uma   visita   guiada   pelas   ruas   antigas  da  Vila,   Casa   Museu   João   de   Deus,   Igreja   matriz   e   Museu  do  Traje. No   mesmo   dia,   da   parte   GD WDUGH IRL D Igreja  Matriz  ,  o   palco  escolhido   para   os   sons   m e l ó d i c o s   da   harpista   Helena   Madeira.   O   dia   19   culminou   com   um   serão   musical   no   Pavilhão   Desportivo   da   Casa  do  Povo  de  São  Bartolomeu  de   Messines,  durante  o  qual  atuaram  o   5DQFKR )ROFOyULFR H (WQRJUi¿FR GH S.B.   de   Messines   e   o   Grupo   Coral  

da  Casa   do   Povo   da   Vila,   dando   a   conhecer   dois   grupos   que   levam   o   nome   da   Vila   de   Messines,   muito   SDUD DOpP GR $OJDUYH PRVWUDQGR QmR Vy FDQWDUHV PDV WDPEpP DV danças   características   da   região.  2 ~OWLPR GLD  GH $EULO ¿QDOL]RX o  encontro  de  autocaravanistas  com   tempo  para  um  passeio  pedestre  ao   Penedo   Grande,   um   momento   de   lazer   rodeado   pela   beleza   da   serra   algarvia   e   os   cheiros   da   natureza.

Momento  de  entrega  de  lembranças


Publicidade

17


18

Entrevista Melhorar  o   funcionamento   da   Casa   do   Povo   de   Messines   Ê   o   objetivo   do   Gabinete   de   Qualidade Ano   novo,   vida   nova.   O   Gabinete   de   Qualidade   surgiu   e   trouxe   como   principal   objetivo   a   melhoria   na   organização   da   documentação,   de   todos   os   procedimentos   existentes   na   Casa   do   Povo   de   S.B.   de   Messines,   tendo   em   vista   uma   maior   organização   interna   e   facilidade   de   integração   para   novos   elementos   e   uma   maior   operacionalização   para   quem   jå   trabalha   connosco. 2EWHU D FHUWL¿FDomR GD TXDOLGDGH p LPSRUWDQWH SDUD D ,QVWLWXLomR H WDPEpP para   a   nossa   comunidade,   pois   Ê   para   eles   que   trabalhamos   diariamente.   É   uma   forma   de   mostrarmos   que   somos   uma   instituição   credível.   Entrevistado   pelo   Jornal   da   Casa   do   Povo,   Ivo   Neves   respondeu   a   algumas   perguntas   TXH DMXGDUDP D GHVPLVWL¿FDU D FULDomR GHVWH JDELQHWH GH TXDOLGDGH O   que   pode   ser   melhorado   com   Metas   para   um   futuro   próximo? a   implementação   da   qualidade?  $V PHWDV SDUD XP IXWXUR SUy[LPR VmR D  2 REMHWLYR p TXH PHOKRUH WXGR FRP LVWR REWHQomRGDFHUWL¿FDomRDWpDR¿QDOGH não   quer   dizer   que   esteja   tudo   mal,   pelo   a  abrangência  de  toda  a  documentação  de   FRQWUiULR H[LVWH PXLWD FRLVD EHP IHLWD VH procedimentos  a  todas  as  åreas  existentes   DVVLP QmR IRVVH QmR HVWDUtDPRV D IDODU na   Casa   do   Povo   e   resposta   a   outras   numa   Instituição   que   celebra   este   ano   o   questþes   legais   às   quais   as   instituiçþes   VHXRFWRJpVLPRDQLYHUViULRPDVRVWHPSRV devem  permanecer  atentas  constantemente. VmR RXWURV DV GL¿FXOGDGHV VmR RXWUDV Benefícios   a   longo   prazo? 4XDO R PDLRU GHVD¿R QHVWH PRPHQWR"   Melhoria   dos   procedimentos   internos,    2 PDLRU GHVD¿R QHVWH PRPHQWR p TXH logo   a   prestação   de   um   melhor   as   pessoas,   sobretudo   os   colaboradores   serviço   à   comunidade.   Integração   de   entendam   a   importância   destas   QRYRV FRODERUDGRUHV IDFLOLWDGD SHOD mudanças   e   do   quanto   poderão   ser   disponibilização   de   toda   a   documentação   EHQp¿FDV SDUD D &DVD GR 3RYR R TXH necessåria  ao  bom  desempenho  do  trabalho. FRQVHTXHQWHPHQWH VHUi EHQp¿FR SDUD os   seus   colaboradores   e   comunidade.

O  melhor  Verão,  de  sempre,  para  os  mais  novos

 O   Verão   Desportivo   jå   tem   as   inscriçþes   abertas   e   promete   uma   temporada   recheada   de   experiências   ~QLFDV H TXH YmR ¿FDU marcadas   na   memória  

GH TXHP R IUHTXHQWD  São  duas  semanas  repletas   GH DWLYLGDGHV O~GLFDV H desportivas   misturadas   com   o   que   o   Verão   tem   de   melhor.   Piscinas,   praias,   rio   ou   parques   aquåticos   são   apenas   alguns   dos   pontos   altos   do   cartaz.   Atividades   FRPRFDQRDJHPERG\ERDUG RX VXUI VmR DOJXPDV GDV que   se   podem   incluir   nesta   vertente.   Mas   outras   como  

YLVLWDDR.UD]\ZRUOG3DUTXH Aventura,  Zoomarine   ou   atividades   indoor   não   ¿FDP HP QDGD DWUiV  (QWUH  GH -XQKR H  de   Agosto   serå   possível   participar   nas   melhores   IpULDV GH 9HUmR GD UHJLmR TXH SDUD D IDL[D HWiULD GRV 5  aos  11  anos  estão  dividas   HP TXDWUR IDVHV GH GXDV semanas   ao   longo   deste   período.  Para  as  idades  entre  

Sou  licenciado   em   gestão,   estou   a   realizar   HVWiJLR SUR¿VVLRQDO QD Casa   do   Povo   desde   2XWXEUR GH  Entretanto   surgiu   a   oportunidade    de  constituir   um  g  abinete  de  qualidade   para   dar   início   ao   SURFHVVR GH FHUWL¿FDomR Necessidade   esta   que   WHYH RULJHP DWUDYpV GR LQtFLR GD IRUPDomR sobre   o   Sistema   de   Gestão   da   Qualidade   no   âmbito   do   programa   GH IRUPDomR )$6 A    direção  considerou  que   poderia  ser  uma  mais-­valia   nesta  årea  devido  à  minha   IRUPDomR DFDGpPLFD H H[SHULrQFLD SUR¿VVLRQDO os  12  e  os  17  anos  existem   DSHQDVGXDVIDVHVWDPEpP de   duas   semanas,   entre    GH -XQKR H  GH -XOKR 2VSUHoRVVmRGHHXURV para   os   mais   novos   e   165   SDUDDIDL[DPDLVYHOKD1HVWH PRPHQWR H DWp  GH -XQKR D LQVFULomR EHQH¿FLD GH XP GHVFRQWR GH  'HSRLV GLVVR H DWp  GH -XQKR R GHVFRQWR VHUi GH 

Inscriçþes  Abertas  

Jornal Bimensal Maio/Junho  

A Casa do Povo de Messines tem o prazer de vos apresentar o novo formato do jornal, com conteúdos das várias valências da instituição, refer...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you